Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Pró-Reitoria de Relações Empresariais e Comunitárias Diretoria de Extensão

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Pró-Reitoria de Relações Empresariais e Comunitárias Diretoria de Extensão"

Transcrição

1 II MOSTRA DE CURTAS UTF DOIS VIZINHOS CÂMARA DE VEREADORES DE DOIS VIZINHOS ÁREA TEMÁTICA: CULTURA DOIS VIZINHOS MAIO 2015

2 1. Caracterização do Problema O cinema constitui-se em uma das formas mais significativas de produção e desenvolvimento cultural da nossa civilização. A partir da primeira metade do século XX o cinema ocupou um espaço central na produção e desenvolvimento da cultura ocidental. Conhecido como a 7ª arte, o cinema, juntamente com a televisão, passaram a definir os padrões culturais, os comportamentos, a moda e as formas de pensar da existência humana. Como afirmam Cunha e Giordan (2009, p.14) O modo como cada filme é concebido e a época em que ele é realizado têm reflexos diretos na forma como o indivíduo produz os significados e, portanto, na formação de seu pensamento. Por outro lado, o cinema tornou-se um instrumento imprescindível de divulgação de conhecimento e de interação entres os povos. A partir da década de 70 do século passado o poder da imagem tornou-se referência nos processos de expansão do consumo, pois a publicidade justamente explorou a imagem como forma de sedução dos consumidores. Mais recentemente as redes sociais tornaramse um espaço de relacionamento onde a imagem ocupa um espaço central. Diante deste contexto a universidade não pode prescindir de um instrumento como o cinema para a divulgação e promoção da cultura. Na primeira versão da Mostra, realizada no início de 2014, o tema escolhido foi Ciência. Para esta edição, foi realizada uma parceria com a Câmara de Vereadores de Dois Vizinhos e com a Administração Municipal, e o tema escolhido foi Mão na massa como alusão à um resgate histórico da construção do município. Pedreiros, carpinteiros, primeiros serventes e colaboradores, entre outros, devem ser lembrados, mencionados e valorizados nos vídeos, a fim de reconhecer quem realmente botou a mão na massa na edificação de Dois Vizinhos. A II Mostra de Curtas será realizada em parceria com a Câmara de Vereadores do município de Dois Vizinhos entre os meses de maio e agosto 2015.

3 2. Objetivos 2.1 Desenvolver na comunidade acadêmica e duovizinhense o interesse pela arte e o cinema. 2.2 Oportunizar o desenvolvimento da criatividade na elaboração das peças áudios-visuais. 2.3 Utilizar-se do cinema para discutir, debater e conscientizar-se sobre temas relevantes da sociedade contemporânea Dar aos produtores de curtas e a comunidade de Dois Vizinhos a oportunidade de descobrir sua história e homenajear os pioneiros que construiram a sua história. 3. Justificativa O ambiente Universitário ainda é constituído de uma formalidade clássica, ou seja, o ambiente de ensino e aprendizagem é restrito a sala de aula ou aos laboratórios. As mudanças culturais dos últimos anos vem exigindo a flexibilização do processo de ensino aprendizagem com a integração de novos elementos nas práticas pedagógicas. Neste sentido o cinema pode ser uma ferramenta relevante, pois pode dinamizar os processos pedagógicos. Numa cultura altamente visual como a contemporânea, Integrar nos processos pedagógicos elementos visuais dinâmicos como o cinema, podem produzir efeitos positivos no desenvolvimento dos alunos. Por outro lado, é importante aprender a interpretar o cinema. É imprescindível que a universidade ensine os alunos a construírem uma visão crítica do cinema. Não se pode absolutizar uma arte pelo simples fato de ela existir, é fundamental que se olhe o cinema com maturidade. Neste sentido o referido projeto que ser uma iniciativa na integração deste elemento nos processos pedagógicos, mas também quer instigar a discussão crítica do cinema como arte, instigando a todos a produzirem filmes. Assim o cinema se junta a possibilidade de promovermos o resgate histórico da cidade de Dois Vizinhos, com o objetivo de homenajear os pioneiros, aqueles

4 homens se dispuserm com seu trabalho construir a história de Dois Vizinhos. Os curtas poderão retrar a coragem e a ousadia destes homens que acreditaram na força do seu trabalho e apostaram no desenvolivmento de Dois Vizinhos. 4. Métodos e Procedimentos A II Mostra de Curtas será construída com uma equipe de trabalho que inclui servidores, alunos, e representantes da Câmara Municipal de Vereadores. Será coordenado pelo Prof. Felipe Alcides, COENF. Todo o planejamento do projeto será construído pela equipe de trabalho contendo as seguintes etapas: - Planejamento do projeto e elaboração do regulamento da II Mostra de Curtas; - Divulgação da II mostra de curtas utilizando-se de cartazes, das mídias eletrônicas, redes sociais e visitas aos colégios e suas salas de aula. Para a divulgação e incentivo à produção de curtas; - A equipe fará uma apresentação a fim de indicar quais meios os participantes poderão utilizar para a produção dos curtas. - A exibição dos filmes acontecerá em ambientes distintos, onde serão apresentados os curtas que receberão a premiação. Este evento esta marcado para o dia 26 de agosto de 2015 e acontecerá no Centro de Eventos Arte e Vida. 5. Resultados e/ ou produtos esperados Pretendemos com estas atividades atingir a toda comunidade duovizinhense que poderá participar produzindo e/ou assistindo os curtas. Por outro lado, pretendemos desenvolver nos alunos o interesse pela 7ª Arte, o cinema. O cinema é uma grande porta de entrada para o conhecimento e para o desenvolvimento da cultura. Assim, o projeto pretende despertar nos alunos o interesse pelo cinema como um meio para o conhecimento e a produção do cinema, como uma forma de socialização do conhecimento produzido pelos alunos. O impacto será altamente positivo já que

5 vivemos numa cultura altamente visual e descobrir o cinema como uma possibilidade de conhecimento, poderá despertar nos alunos uma nova forma de acesso ao conhecimento. Por outro lado, juntamente com a Câmara de Vereadores teremos a oportunidade de homenajear os pioneiros da cidade, aqueles homens que colocaram a mão na massa e fizeram a história da cidade de Dois Vizinhos. Com isso a Câmara e a Sociedade poderão homenajear estes cidadãos anônimos que fizeram a história, mas que muitas vezes são esquecidos por ela. 6. Recursos financeiros, humanos e físicos e equipamentos disponíveis O projeto não terão grandes despesas financeiras, já que todos os materiais usados serão disponibilizados pela própria estrutura da UTF. Para a divulgação do evento serão confecionados cartazes, custos estes cobertos pelos patrocinadores. Os valores da premiação também serão financiados por meio de patrocínio. 7. Cronograma PERÍODO ATIVIDADE LOCAL RESPONSÁVEIS Primeira Lançamento Câmara de Vereadores: tribuna - Comissão de quinzena de do povo; UTF professores da UTF Maio e acadêmicos - Comissão da Câmara de Vereadores Até 21 de Divulgação e inscrições junho Até 24 de julho De 24/07 a 25/09 Avaliação dos curtas UF, Câmara de Vereadores, colégios, comércio em Geral, instituições. - Comissão de professores da UTF e acadêmicos - Comissão da Câmara de Vereadores Produção dos Curtas Diversos locais Produtores dos curtas inscritos Assistir e avaliar os Câmara de Veradores de Dois Comissão julgado curtas de acordo com os Vizinhos. conforme defnição no critérios técnicos regulamento. definidos no regulamento

6 26 de agosto Premiação. Centro Cultural Arte e Vida - Comissão de professores da UTF e acadêmicos - Comissão da Câmara de Vereadores 8. Riscos e Dificuldades Não há grandes riscos para estas atividades. O único risco é a pouca participação dos discentes/comunidade na produção dos curtas. Estes riscos serão pequenos já que temos desenvolvido e planejado uma intensa campanha publicitária junto aos acadêmicos, servidores e comunidade em geral. 9. Referências bibliográficas CUNHA, Maria Borin da; GIORDAN, Marcelo. A imagem da Ciência no Cinema. Química Nova na Escola. v. 31, n. 1, p. 9-17, fev NAPOLITANO, N. Como usar o cinema na sala de aula. São Paulo: Contexto, 2006.

FESTIVAL CULTURAL UTFPR 2011 UM PROJETO DAS ALUNAS DA UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ CAMPUS LONDRINA

FESTIVAL CULTURAL UTFPR 2011 UM PROJETO DAS ALUNAS DA UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ CAMPUS LONDRINA FESTIVAL CULTURAL UTFPR 2011 UM PROJETO DAS ALUNAS DA UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ CAMPUS LONDRINA REALIZAÇÃO: DISCENTES DO 6 PERÍODO DO CURSO DE TECNOLOGIA EM ALIMENTOS FERNANDA PÉRICO ALVES

Leia mais

ESTADO DO TOCANTINS SECRETARIA DA EDUCAÇÃO E CULTURA DIRETORIA REGIONAL DE ENSINO DE ARAGUAÍNA COLÉGIO ESTADUAL LEOPOLDO DE BULHÕES EQUIPE DE APOIO

ESTADO DO TOCANTINS SECRETARIA DA EDUCAÇÃO E CULTURA DIRETORIA REGIONAL DE ENSINO DE ARAGUAÍNA COLÉGIO ESTADUAL LEOPOLDO DE BULHÕES EQUIPE DE APOIO FESTIVAL DE ARTES A CULTURA E NÓS DO COLÉGIO ESTADUAL LEOPOLDO DE BULHÕES. APRESENTAÇÃO O festival de artes A Cultura e Nós é uma iniciativa do Colégio Estadual Leopoldo de Bulhões, em parceria com as

Leia mais

SEMANA ACADÊMICA MULTIDISCIPLINAR DAS FACULDADES JOÃO PAULO II EMPREENDEDORISMO E INOVAÇÃO NO CONTEXTO REGIONAL 12 A 14 JUNHO DE 2017

SEMANA ACADÊMICA MULTIDISCIPLINAR DAS FACULDADES JOÃO PAULO II EMPREENDEDORISMO E INOVAÇÃO NO CONTEXTO REGIONAL 12 A 14 JUNHO DE 2017 REGRAS GERAIS 1 OBJETIVO SEMANA ACADÊMICA MULTIDISCIPLINAR DAS FACULDADES JOÃO PAULO II EMPREENDEDORISMO E INOVAÇÃO NO CONTEXTO REGIONAL 12 A 14 JUNHO DE 2017 A Semana Acadêmica Multidisciplinar das Faculdades

Leia mais

REGULAMENTO PARA PARTICIPAÇÃO NO CONCURSO NOVOS TALENTOS CINEMA E VÍDEO, PROMOVIDO PELO CONSULADO- GERAL DO BRASIL EM TÓQUIO

REGULAMENTO PARA PARTICIPAÇÃO NO CONCURSO NOVOS TALENTOS CINEMA E VÍDEO, PROMOVIDO PELO CONSULADO- GERAL DO BRASIL EM TÓQUIO REGULAMENTO PARA PARTICIPAÇÃO NO CONCURSO NOVOS TALENTOS CINEMA E VÍDEO, PROMOVIDO PELO CONSULADO- GERAL DO BRASIL EM TÓQUIO 1. O Concurso NOVOS TALENTOS CINEMA E VÍDEO consiste em um concurso de filmes

Leia mais

I CONGRESSO BRASILEIRO DE PRODUÇÃO DE VÍDEO ESTUDANTIL REGULAMENTO

I CONGRESSO BRASILEIRO DE PRODUÇÃO DE VÍDEO ESTUDANTIL REGULAMENTO I CONGRESSO BRASILEIRO DE PRODUÇÃO DE VÍDEO ESTUDANTIL REGULAMENTO 1 O EVENTO As escolas ainda estão centradas no discurso escrito deixando de lado o poder das imagens; e os alunos vivenciam um novo mundo

Leia mais

Desenvolvimento de uma redação dissertativa, curta, de no minimo 10 linhas e máximo 20 linhas.

Desenvolvimento de uma redação dissertativa, curta, de no minimo 10 linhas e máximo 20 linhas. Concurso de Redação 1.0 Objetivo do Concurso Despertar o conhecimento e a habilidade em escrever; Compreensão do Projeto Reviva o óleo e a importância na preservação do meio ambiente, para produção de

Leia mais

Concurso para Escolha do. Nome da Revista Eletrônica. do Curso de Administração UNUCSEH

Concurso para Escolha do. Nome da Revista Eletrônica. do Curso de Administração UNUCSEH UNIDADE UNIVERSITÁRIA DE CIÊNCIAS SÓCIO-ECONÔMICAS E HUMANAS DE ANÁPOLIS CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Concurso para Escolha do Nome da Revista Eletrônica do Curso de Administração UNUCSEH PARTICIPE DA CONSTRUÇÃO

Leia mais

SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO E.M.E.F. ELIAS MANSOUR SIMÃO PROJETO PEDAGÓGICO UTILIZANDO TEXTO, IMAGEM E SOM

SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO E.M.E.F. ELIAS MANSOUR SIMÃO PROJETO PEDAGÓGICO UTILIZANDO TEXTO, IMAGEM E SOM SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO E.M.E.F. ELIAS MANSOUR SIMÃO PROJETO PEDAGÓGICO UTILIZANDO TEXTO, IMAGEM E SOM PLÁCIDO DE CASTRO ACRE 2011 FLÁVIO PONTES DA SILVA PROJETO PEDAGÓGICO UTILIZANDO TEXTO, IMAGEM

Leia mais

Projeto Jogos. A importância de conhecer a história dos Jogos

Projeto Jogos. A importância de conhecer a história dos Jogos Projeto Jogos A importância de conhecer a história dos Jogos Introdução Este projeto consiste em um desenvolvimento de comunicação entre jogos e computadores voltado para entretenimento e aprendizagem.

Leia mais

Regimento do Projeto Interdisciplinar. Escola de Ciências Humanas e Sociais Curso de Comunicação Social - Jornalismo - Publicidade e Propaganda

Regimento do Projeto Interdisciplinar. Escola de Ciências Humanas e Sociais Curso de Comunicação Social - Jornalismo - Publicidade e Propaganda Regimento do Projeto Interdisciplinar Escola de Ciências Humanas e Sociais Curso de Comunicação Social - Jornalismo - Publicidade e Propaganda Regimento do Projeto Interdisciplinar 1. Elementos introdutórios

Leia mais

ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS

ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS 4ª Série Produção Gráfica CST Produção Multimídia A atividade prática supervisionada (ATPS) é um procedimento metodológico de ensino-aprendizagem desenvolvido por meio

Leia mais

Título: Campanha para a Semana da Comunicação Unisal 1

Título: Campanha para a Semana da Comunicação Unisal 1 Título: Campanha para a Semana da Comunicação Unisal 1 André Vitor de Macedo 2 Arlei Servidone Lovitchinovisky 3 Gleick Renan da Silva 4 Leonardo Ferrari Lopes da Silva 5 Paulo Sérgio Tomaziello 6 Centro

Leia mais

BOAS PRÁTICAS: ATIVIDADE FÍSICA NA SAÚDE PÚBLICA DE SANTA CATARINA REGULAMENTO

BOAS PRÁTICAS: ATIVIDADE FÍSICA NA SAÚDE PÚBLICA DE SANTA CATARINA REGULAMENTO BOAS PRÁTICAS: ATIVIDADE FÍSICA NA SAÚDE PÚBLICA DE SANTA CATARINA I - SEÇÃO BOAS PRÁTICAS REGULAMENTO a) A 1ª Edição da seção BOAS PRÁTICAS EM ATIVIDADE FÍSICA NA SAÚDE PÚBLICA DE SANTA CATARINA é uma

Leia mais

2.2 Em cada modalidade é obrigatória a participação de pelo menos um veterano e um calouro, para os cursos que contemplam veteranos e calouros;

2.2 Em cada modalidade é obrigatória a participação de pelo menos um veterano e um calouro, para os cursos que contemplam veteranos e calouros; REGULAMENTO TROTE SOLIDÁRIO 2016: UNICERP CIDADÃO ITEM I Dos Objetivos e da Justificativa O Concurso Trote Solidário 2016: UNICERP Cidadão em consonância com a Responsabilidade Social do Centro Universitário

Leia mais

REGULAMENTO DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO

REGULAMENTO DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO REGULAMENTO DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES INICIAIS Art. 1º - O Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) constitui-se como atividade facultativa e tem como objetivos: I - Desenvolver

Leia mais

PLANO TIC 2 º E 3 º C I C L O S D O E N S I N O B Á S I C O E E N S I N O S E C U N D Á R I O 2012/2013. O Coordenador TIC

PLANO TIC 2 º E 3 º C I C L O S D O E N S I N O B Á S I C O E E N S I N O S E C U N D Á R I O 2012/2013. O Coordenador TIC PLANO TIC 2012/2013 2 º E 3 º C I C L O S D O E N S I N O B Á S I C O E E N S I N O S E C U N D Á R I O O Coordenador TIC Tânia Maria Pimenta Pereira de Castro Dias CARACTERIZAÇÃO DA ESCOLA Escola Básica

Leia mais

A Organização do Trabalho de Pedagógico na Forma de Projetos

A Organização do Trabalho de Pedagógico na Forma de Projetos A Organização do Trabalho de Pedagógico na Forma de Projetos Marcos Cordiolli 1 Marcos Cordiolli www.cordiolli.com (41)9962 5010 Marcos Cordiolli é Mestre em Educação, pela PUC-SP. Professor de cursos

Leia mais

ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS

ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS Comunicação Social Habilitação em Publicidade e Propaganda 8ª Série Direção e Finalização de Arte para Meios Impressos A atividade prática supervisionada (ATPS) é um

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CASTANHAL FUNDAÇÃO CULTURAL DO MUNICÍPIO DE CASTANHAL VI FESTIVAL DE CURTAS- METRAGENS CURTA CASTANHAL 2014 EDITAL REGULAMENTO

PREFEITURA MUNICIPAL DE CASTANHAL FUNDAÇÃO CULTURAL DO MUNICÍPIO DE CASTANHAL VI FESTIVAL DE CURTAS- METRAGENS CURTA CASTANHAL 2014 EDITAL REGULAMENTO PREFEITURA MUNICIPAL DE CASTANHAL FUNDAÇÃO CULTURAL DO MUNICÍPIO DE CASTANHAL VI FESTIVAL DE CURTAS- METRAGENS CURTA CASTANHAL 2014 EDITAL REGULAMENTO LICITAÇÃO PÚBLICA MODALIDADE CONCURSO ARTÍSTICO (ÁUDIOVISUAL)

Leia mais

I FESTIVAL DE DANÇA DA ESCOLA FRANCISCO PAZ ARAGÃO

I FESTIVAL DE DANÇA DA ESCOLA FRANCISCO PAZ ARAGÃO PROGRAMA MAIS CULTURA NAS ESCOLAS EEF FRANCISCO PAZ ARAGÃO DISTRITO SÃO JOSÉ I FESTIVAL DE DANÇA DA ESCOLA FRANCISCO PAZ ARAGÃO REGULAMENTO 01 - DAS FINALIDADES: O I festival de danças da EEF Francisco

Leia mais

ANEXO II. Edital Pibid n /2012 CAPES PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA - PIBID. DETALHAMENTO DO SUBPROJETO (Licenciatura)

ANEXO II. Edital Pibid n /2012 CAPES PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA - PIBID. DETALHAMENTO DO SUBPROJETO (Licenciatura) AEXO II Edital Pibid n /2012 CAPES PROGRAMA ISTITUCIOAL DE BOLSA DE IICIAÇÃO À DOCÊCIA - PIBID DETALHAMETO DO SUBPROJETO (Licenciatura) 1. ome da Instituição UF Universidade Federal de Roraima 2. Subprojeto

Leia mais

UNIFLOR E PREFEITURA DE MATUPÁ: JUNTOS NUMA JORNADA DE CIDADANIA

UNIFLOR E PREFEITURA DE MATUPÁ: JUNTOS NUMA JORNADA DE CIDADANIA UNIFLOR E PREFEITURA DE MATUPÁ: JUNTOS NUMA JORNADA DE CIDADANIA Guarantã do Norte 2013 DADOS DE IDENTIFICAÇÃO IES: Faculdade de Ciências Sociais de Guarantã do Norte PARCERIA: Prefeitura Municipal de

Leia mais

PRÊMIO DE INCENTIVO À EDUCAÇÃO

PRÊMIO DE INCENTIVO À EDUCAÇÃO PRÊMIO DE INCENTIVO À EDUCAÇÃO 1. OBJETIVO O Prêmio de Incentivo à Educação é uma iniciativa das empresas do Polo Industrial, através do Comitê de Fomento Industrial de Camaçari - COFIC. Tem por objetivo

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO PRÓ-REITORIA DE PLANEJAMENTO E DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL - PRPDI Orientação Geral O Plano de Desenvolvimento Institucional -PDI, elaborado para um período de 5

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Unidade Universitária: CCL Curso: Propaganda, Publicidade e Criação Disciplina: Criação Publicitária I Professor(es): João Batista Vanise Selma Milton Lara Marcio Paulo Panontin Paula Renata DRT: 113074-8

Leia mais

UNIOESTE - UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO EDITAL N 0 018/2016-PROEX

UNIOESTE - UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO EDITAL N 0 018/2016-PROEX UNIOESTE - UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO EDITAL N 0 018/2016-PROEX SELEÇÃO DE DOCENTES OPERAÇÃO TOCANTINS/ PROJETO RONDON A Pró-Reitoria de Extensão da Universidade

Leia mais

EDITAL 1/2016 CONCURSO 22/2016 SALÃO DE ARTE ATELIER LIVRE XICO STOCKINGER

EDITAL 1/2016 CONCURSO 22/2016 SALÃO DE ARTE ATELIER LIVRE XICO STOCKINGER 1 EDITAL 1/2016 CONCURSO 22/2016 SALÃO DE ARTE ATELIER LIVRE XICO STOCKINGER A SECRETARIA MUNICIPAL DA CULTURA comunica aos interessados que estará recebendo de 03 a 28/10/16, na forma da Lei nº 8.666/93

Leia mais

EDITAL 005/2012 CPADC/ICED/UFOPA

EDITAL 005/2012 CPADC/ICED/UFOPA UNIVERSIDADE FEDERAL DO OESTE DO PARÁ INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO CENTRO PEDAGÓGICO DE APOIO AO DESENVOLVIMENTO CIENTÍFICO EDITAL 005/2012 CPADC/ICED/UFOPA O Centro Pedagógico de Apoio ao Desenvolvimento

Leia mais

Universidade Federal do Ceará Campus de Crateús

Universidade Federal do Ceará Campus de Crateús Universidade Federal do Ceará Campus de Crateús Edital 03/2016 - Campus da UFC em Crateús Encontros Universitários 2016 A Direção do Campus da Universidade Federal do Ceará em Crateús, por intermédio da

Leia mais

EDITAL DO I CONCURSO DE REDAÇÃO DO DETRAN-RO

EDITAL DO I CONCURSO DE REDAÇÃO DO DETRAN-RO EDITAL DO I CONCURSO DE REDAÇÃO DO DETRAN-RO Membros: Tiago José Freitas Batista Presidente da Comissão Ana Paula Costa Silva Membro Narayana Pereira dos Santos Membro Concurso de Redação 1. DA APRESENTAÇÃO

Leia mais

COELBA COMPANHIA DE ELETRICIDADE DO ESTADO DA BAHIA REGULAMENTO DE PATROCÍNIO DOS PROJETOS CULTURAIS

COELBA COMPANHIA DE ELETRICIDADE DO ESTADO DA BAHIA REGULAMENTO DE PATROCÍNIO DOS PROJETOS CULTURAIS COELBA COMPANHIA DE ELETRICIDADE DO ESTADO DA BAHIA REGULAMENTO DE PATROCÍNIO DOS PROJETOS CULTURAIS A Coelba, uma empresa do Grupo Neoenergia, tem consciência do seu importante papel na melhoria da qualidade

Leia mais

ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS

ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS 1ª Série Técnicas de Negociação Administração A atividade prática supervisionada (ATPS) é um método de ensinoaprendizagem desenvolvido por meio de um conjunto de atividades

Leia mais

REGULAMENTO DO CONCURSO ESCOLAR Ano letivo 2012/2013

REGULAMENTO DO CONCURSO ESCOLAR Ano letivo 2012/2013 REGULAMENTO DO CONCURSO ESCOLAR Ano letivo 2012/2013 TEMA A ÁGUA QUE NOS UNE 1 ÂMBITO Década das Nações Unidas da Educação para o Desenvolvimento Sustentável (2005-2014), Década da Biodiversidade (2011-2020),

Leia mais

MÉTODOS ESPECIAIS DE RECUPERAÇÃO: competição de conhecimentos EDITAL 03/ DE CONCURSO

MÉTODOS ESPECIAIS DE RECUPERAÇÃO: competição de conhecimentos EDITAL 03/ DE CONCURSO V WORKSHOP DA ESCOLA DE ENGENHARIAS E CIÊNCIAS EXATAS E III SIMPÓSIO DO MESTRADO PROFISSIONAL EM ENGENHARIA DE PETRÓLEO E GÁS CAMPUS NATAL MÉTODOS ESPECIAIS DE RECUPERAÇÃO: competição de conhecimentos

Leia mais

CENTRO DE CONVIVÊNCIA ESCOLA BAIRRO ARNALDO ISIDORO DE LIMA RUA D Nº 520 VILA C FOZ DO IGUAÇU PR TEL/CEL

CENTRO DE CONVIVÊNCIA ESCOLA BAIRRO ARNALDO ISIDORO DE LIMA RUA D Nº 520 VILA C FOZ DO IGUAÇU PR TEL/CEL CENTRO DE CONVIVÊNCIA ESCOLA BAIRRO ARNALDO ISIDORO DE LIMA RUA D Nº 520 VILA C FOZ DO IGUAÇU PR TEL/CEL 3901 3401 8401 6115 08 de Maio 2015 CRONOGRAMA COMEMORAÇÃO DIA DAS MÃES Solenidade de abertura:

Leia mais

EDITAL DE CIRCULAÇÃO INTERNA 029/2015 SEMINÁRIO DE ENCERRAMENTO DA ACOLHIDA CIDADÃ/ SOLIDÁRIA FURG ª EDIÇÃO

EDITAL DE CIRCULAÇÃO INTERNA 029/2015 SEMINÁRIO DE ENCERRAMENTO DA ACOLHIDA CIDADÃ/ SOLIDÁRIA FURG ª EDIÇÃO EDITAL DE CIRCULAÇÃO INTERNA 029/2015 SEMINÁRIO DE ENCERRAMENTO DA ACOLHIDA CIDADÃ/ SOLIDÁRIA FURG 2015 6ª EDIÇÃO 1. DA REALIZAÇÃO O Edital do Seminário de Encerramento da Acolhida Cidadã/ Solidária FURG

Leia mais

XI FESTIVAL AUDIOVISUAL DE CAMPINA GRANDE COMUNICURTAS UEPB REGULAMENTO

XI FESTIVAL AUDIOVISUAL DE CAMPINA GRANDE COMUNICURTAS UEPB REGULAMENTO XI FESTIVAL AUDIOVISUAL DE CAMPINA GRANDE COMUNICURTAS UEPB 1. O Festival: REGULAMENTO A décima primeira edição do Festival Audiovisual de Campina Grande Comunicurtas UEPB será realizada entre os dias

Leia mais

Sala 14 1ª Sessão. Professor(es) Apresentador(es): Profa. Trézia Ieda Ballerini Bruno

Sala 14 1ª Sessão. Professor(es) Apresentador(es): Profa. Trézia Ieda Ballerini Bruno PARCERIA COM O CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIFAE, DE SÃO JOÃO DABOA VISTA, EM COLABORAÇÃO COM A INICIAÇÃO CIENTÍFICA E MONTAGEM DE EQUIPAMENTOS DE LABORATÓRIO DE FÍSICA E QUÍMICA, DISPONIBILIZADOS PELA FDE DA

Leia mais

Prefeitura do Município de Taboão da Serra Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia.

Prefeitura do Município de Taboão da Serra Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia. Concurso: Água para todos e todos pela água 2ª Edição A Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia de Taboão da Serra, em parceria com Grupo 1 de Jornais, participará da Campanha Educacional Economia

Leia mais

PROJETO: SOU LETRANDO.

PROJETO: SOU LETRANDO. PROJETO: SOU LETRANDO. Acadêmicos: Thainara Lobo e Ailton Ourique Escola Estadual de Ensino Fundamental Dr Mário Vieira Marques (CIEP) São Luiz Gonzaga, 2016 1.TEMA Projeto de Leitura: Sou Letrando. 2.PROBLEMA

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL II SALÃO DE AÇÕES AFIRMATIVAS. 19 a 23 de outubro de 2015 CAMPUS DO VALE

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL II SALÃO DE AÇÕES AFIRMATIVAS. 19 a 23 de outubro de 2015 CAMPUS DO VALE UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL II SALÃO DE AÇÕES AFIRMATIVAS 19 a 23 de outubro de 2015 CAMPUS DO VALE REGULAMENTO 1. Objetivo O II Salão de Ações Afirmativas da UFRGS tem como objetivo a divulgação

Leia mais

Grupo Educacional UNIS - MG Núcleo de Empreendedorismo do UNIS - NEUNIS

Grupo Educacional UNIS - MG Núcleo de Empreendedorismo do UNIS - NEUNIS REALIZAÇÃO: UNIS/MG VERSÃO 3 ALTERAÇÃO NA DATA REFERENTE AO PROCESSO DE INSCRIÇÃO NOVA DATA 19 DE SETEMBRO DE 2016 REGULAMENTO CAPÍTULO 1 DOS OBJETIVOS Art. 1º O Concurso INOVA UNIS é uma iniciativa do

Leia mais

Projeto Natal Solidário 2013 Colégio La Salle Esteio e Sapucaia. Cuidar é sinal de amor e de solidariedade.

Projeto Natal Solidário 2013 Colégio La Salle Esteio e Sapucaia. Cuidar é sinal de amor e de solidariedade. Projeto Natal Solidário 2013 Colégio La Salle Esteio e Sapucaia Titulo do Projeto: Cuidar é sinal de amor e de solidariedade. Equipe Organizadora Ir. Junior Schnorrenberger Coordenador de Pastoral de Esteio

Leia mais

BOLSA BIG PARA O PROJETO SONORIDADES LITERÁRIAS. Responsável: Joana de Fátima Rodrigues (Depto. de Letras)

BOLSA BIG PARA O PROJETO SONORIDADES LITERÁRIAS. Responsável: Joana de Fátima Rodrigues (Depto. de Letras) 1 BOLSA BIG PARA O PROJETO SONORIDADES LITERÁRIAS Responsável: Joana de Fátima Rodrigues (Depto. de Letras) 6 - Setor ou departamento de lotação do proponente: Departamento de Letras Cursos de preferência

Leia mais

proposta de serviços

proposta de serviços proposta de serviços comunicação marketing político mídia digital www.empirecomunicacao.com.br Apresentação A EMPIRE COMUNICAÇÃO nasceu da junção de parceiros, atuando no mercado de forma socialmente responsável,

Leia mais

EDITAL 01/2016 I CONCURSO DE REDAÇÃO DO MUNICÍPIO DE LAGO DA PEDRA-MARANHÃO

EDITAL 01/2016 I CONCURSO DE REDAÇÃO DO MUNICÍPIO DE LAGO DA PEDRA-MARANHÃO EDITAL 01/2016 I CONCURSO DE REDAÇÃO DO MUNICÍPIO DE LAGO DA PEDRA-MARANHÃO O Poder Judiciário do Estado do Maranhão, através da 1ª Vara da Comarca de Lago da Pedra/MA, promove o I CONCURSO DE REDAÇÃO

Leia mais

Aplicar técnicas de computação gráfica. Aferir padrão de qualidade ao produto/projeto de comunicação Definir técnicas de acabamento. I - DEMONSTRAR CO

Aplicar técnicas de computação gráfica. Aferir padrão de qualidade ao produto/projeto de comunicação Definir técnicas de acabamento. I - DEMONSTRAR CO Plano de Trabalho Docente 2016 Ensino Técnico Plano de Curso nº 59 aprovado pela portaria Cetec nº 746 de: 10 /09/2015 Etec TIQUTIRA Código: 208 Município: São Paulo/SP Eixo Tecnológico: Produção Cultural

Leia mais

CONCURSO: IMAGEM SÍMBOLO DA PROPAGANDA PARA AS ELEIÇÕES DOS CONSELHOS TUTELARES DE FOZ DO IGUAÇU.

CONCURSO: IMAGEM SÍMBOLO DA PROPAGANDA PARA AS ELEIÇÕES DOS CONSELHOS TUTELARES DE FOZ DO IGUAÇU. CONCURSO: IMAGEM SÍMBOLO DA PROPAGANDA PARA AS ELEIÇÕES DOS DE FOZ DO IGUAÇU. REGULAMENTO E INSCRIÇÃO 1. OBJETIVO DO CONCURSO Promover junto aos alunos das Escolas Públicas Municipais e Estaduais do Município

Leia mais

Curso: Formação Profissional em Comunicação Multimédia 14 de Março a 08 de Maio de Local: S. Domingos Guiné Bissau

Curso: Formação Profissional em Comunicação Multimédia 14 de Março a 08 de Maio de Local: S. Domingos Guiné Bissau Curso: Formação Profissional em Comunicação Multimédia 14 de Março a 08 de Maio de 2012-04-12 Local: S. Domingos Guiné Bissau Realizou-se de 14 de Março a 08 de Maio de 2012, a 1ª fase 1 da acção de formação

Leia mais

Conselho Regional de Administração do Rio Grande do Sul Câmara de Mediação e Arbitragem

Conselho Regional de Administração do Rio Grande do Sul Câmara de Mediação e Arbitragem XII CURSO DE CAPACITAÇÃO EM MEDIAÇÃO E ARBITRAGEM PROMOÇÃO: CRA/RS Conselho Regional de Administração/RS; CMA-CRA/RS do Conselho Regional de Administração do RS; CBMAE Câmara Brasileira de Mediação e Arbitragem

Leia mais

SELEÇÃO DE PROJETOS DE SENSIBILIZAÇÃO E FORMAÇÃO DE PÚBLICO DO CACHOEIRADOC 2017

SELEÇÃO DE PROJETOS DE SENSIBILIZAÇÃO E FORMAÇÃO DE PÚBLICO DO CACHOEIRADOC 2017 SELEÇÃO DE PROJETOS DE SENSIBILIZAÇÃO E FORMAÇÃO DE PÚBLICO DO CACHOEIRADOC 2017 O Festival de Documentários de Cachoeira CachoeiraDoc abre inscrições para projetos de ações de sensibilização e formação

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL TENENTE JOSÉ LUCIANO Projeto: JOGAR, DIVERTIR E APRENDER COM A DONA MATEMÁTICA

ESCOLA ESTADUAL TENENTE JOSÉ LUCIANO Projeto: JOGAR, DIVERTIR E APRENDER COM A DONA MATEMÁTICA ESCOLA ESTADUAL TENENTE JOSÉ LUCIANO Projeto: JOGAR, DIVERTIR E APRENDER COM A DONA MATEMÁTICA - 2015...o brinquedo desperta interesse e curiosidade... Rubem Alves Autora: Rita Siqueira Público alvo: alunos

Leia mais

I FESTIVAL UCS DE CINE TRASH

I FESTIVAL UCS DE CINE TRASH I FESTIVAL UCS DE CINE TRASH 1 DO EVENTO 1.1 O I Festival UCS de Cine Trash acontecerá nos dias 07 à 09 de outubro de 2016, na Universidade de Caxias do Sul, apresentado pelo curso de Publicidade e Propaganda.

Leia mais

ANEXO I QUADRO DE CURSOS E VAGAS. Universidade da Região de Joinville

ANEXO I QUADRO DE CURSOS E VAGAS. Universidade da Região de Joinville ANEXO I QUADRO DE CURSOS E VAGAS UNIVILLE Campus Joinville Universidade da Região de Joinville ADMINISTRAÇÃO Empresas (146) Noturno 74 Decreto Federal nº 76.148/75 ARQUITETURA E URBANISMO (147) Noturno

Leia mais

Education and Cinema. Valeska Fortes de Oliveira * Fernanda Cielo **

Education and Cinema. Valeska Fortes de Oliveira * Fernanda Cielo ** Educação e Cinema Education and Cinema Valeska Fortes de Oliveira * Fernanda Cielo ** Rosália Duarte é professora do Departamento de Educação e do Programa de Pós-Graduação em Educação, da PUC do Rio de

Leia mais

Universidade Federal da Bahia Escola de Administração da UFBA Núcleo de Extensão em Administração Rede de Inovação e Aprendizagem em Gestão Hospitalar

Universidade Federal da Bahia Escola de Administração da UFBA Núcleo de Extensão em Administração Rede de Inovação e Aprendizagem em Gestão Hospitalar Edital para Inscrição e Seleção de Boas Práticas em Gestão Hospitalar e Serviços de Saúde 1ª Edição A Universidade Federal da Bahia (UFBA, por meio da Escola de Administração da Universidade Federal da

Leia mais

REGULAMENTO. 1º Concurso de Fotografia Feevale

REGULAMENTO. 1º Concurso de Fotografia Feevale REGULAMENTO 1º Concurso de Fotografia Feevale Edição 2015 Madrugadão O 9º MADRUGADÃO FEEVALE é um Concurso promovido pelo Instituto de Ciências Sociais Aplicadas por meio dos Cursos de Comunicação Social

Leia mais

Regulamento VEM COM A GENTE PRÊMIO DE MEIO AMBIENTE /2013

Regulamento VEM COM A GENTE PRÊMIO DE MEIO AMBIENTE /2013 Regulamento VEM COM A GENTE PRÊMIO DE MEIO AMBIENTE - 2012/2013 1. Objetivos O Prêmio VEM COM A GENTE de Meio Ambiente será realizado, anualmente, e tem como objetivos: 1.1. Promover a divulgação e discussão

Leia mais

A internet pode levar o aluno a lugares aonde, talvez, ele jamais chegaria, ou não tão rapidamente; propicia o acesso a bibliotecas internacionais,

A internet pode levar o aluno a lugares aonde, talvez, ele jamais chegaria, ou não tão rapidamente; propicia o acesso a bibliotecas internacionais, TEDI INTERAMERICA TEDI- INTERAMÉRICA A TEDI foi concebida com o conceito de se utilizar a tecnologia como uma ferramenta e instrumento pedagógico para que se alcance melhores resultados na educação. Este

Leia mais

AUTO-AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 2011

AUTO-AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 2011 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE AUTO-AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 2011 NATAL/RN MARÇO/2012

Leia mais

RESOLUÇÃO CFN Nº 529 de 24 DE NOVEMBRO DE 2013

RESOLUÇÃO CFN Nº 529 de 24 DE NOVEMBRO DE 2013 Página 1 de 6 RESOLUÇÃO CFN Nº 529 de 24 DE NOVEMBRO DE 2013 Aprova o regulamento sobre a Política Nacional de Comunicação (PNC) no âmbito do Sistema CFN/CRN e dá outras providências. O Conselho Federal

Leia mais

REGULAMENTO DO CONCURSO DE DESENHOS 2012 PROJETO REDAÇÃO FOLHA DIRIGIDA

REGULAMENTO DO CONCURSO DE DESENHOS 2012 PROJETO REDAÇÃO FOLHA DIRIGIDA REGULAMENTO DO CONCURSO DE DESENHOS 2012 PROJETO REDAÇÃO FOLHA DIRIGIDA I II - DO CONCURSO - DOS OBJETIVOS III - DOS PARTICIPANTES IV - DA COORDENAÇÃO V - DOS PRAZOS VI DAS REDAÇÕES VII - DO JÚRI E DA

Leia mais

II SEARA TEATRAL REGULAMENTO GERAL

II SEARA TEATRAL REGULAMENTO GERAL II SEARA TEATRAL Festival de Teatro Científico da Seara da Ciência REGULAMENTO GERAL II SEARA TEATRAL é o Festival de Teatro Científico da Seara da Ciência, que visa fomentar o diálogo entre a ciência

Leia mais

1. DADOS GERAIS 2. QUEM PODE PARTICIPAR

1. DADOS GERAIS 2. QUEM PODE PARTICIPAR 1. DADOS GERAIS 1.1. Concurso na modalidade cultural válido para os estados de Santa Catarina, Paraná e Rio Grande do Sul, no período de 01/08/2016 a 30/04/2017, realizado pela promotora, Lacticínios Tirol

Leia mais

1.IDENTIFICAÇÃO: 2. INTRODUÇÃO

1.IDENTIFICAÇÃO: 2. INTRODUÇÃO 4 1.IDENTIFICAÇÃO: Título do Projeto: Índia: Um povo de tradições milenares. Publico Alvo: Estudantes da 4ª Fase C da EJA. Turno: Noturno Disciplina envolvida: História Professore Regente: Edna Bom da

Leia mais

REGULAMENTO.

REGULAMENTO. www.firjan.com.br REGULAMENTO Regulamento Prêmio Melhores Práticas Sindicais - 2016 APRESENTAÇÃO Art. 1º A Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (FIRJAN), por meio da Diretoria Executiva

Leia mais

EDITAL Nº 08/ Categorias: I. Boas práticas dos magistrados na Justiça Federal Público: Desembargadores e Juízes Federais

EDITAL Nº 08/ Categorias: I. Boas práticas dos magistrados na Justiça Federal Público: Desembargadores e Juízes Federais EDITAL Nº 08/2017 II PRÊMIO AJUFE: BOAS PRÁTICAS DE GESTÃO O Presidente da Associação dos Juízes Federais do Brasil - AJUFE leva ao conhecimento de todos que estão abertas inscrições para o II PRÊMIO AJUFE:

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO HERMÍNIO OMETTO UNIARARAS PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA PROPESQ PROGRAMA INSTITUCIONAL DE AUXÍLIO À PESQUISA

CENTRO UNIVERSITÁRIO HERMÍNIO OMETTO UNIARARAS PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA PROPESQ PROGRAMA INSTITUCIONAL DE AUXÍLIO À PESQUISA CENTRO UNIVERSITÁRIO HERMÍNIO OMETTO UNIARARAS PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA PROPESQ PROGRAMA INSTITUCIONAL DE AUXÍLIO À PESQUISA PROGRAMA DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA Artigo 1º - O Programa

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO - UFOP PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PRÓ-REITORIA DE PLANEJAMENTO E DESENVOLVIMENTO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO - UFOP PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PRÓ-REITORIA DE PLANEJAMENTO E DESENVOLVIMENTO EDITAL PROGRAD/PROPLAD Nº 01, de 05 de maio de 2014. As Pró-reitorias de Graduação (PROGRAD) e de Planejamento e Desenvolvimento (PROPLAD) no uso das atribuições que lhes conferem o Regimento Geral da

Leia mais

1 ) DO INGREDIENTE PRINCIPAL

1 ) DO INGREDIENTE PRINCIPAL REGULAMENTO 2016 O Concurso Novos Talentos tem como principal objetivo o incentivo à carreira e a valorização de estudantes da área da gastronomia. Para tanto, avalia o aprimoramento de técnicas gastronômicas,

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO CENTRO DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS HUMANAS FACULDADE DE EDUCAÇÃO DEPARTAMENTO FUNDAMENTOS DA EDUCAÇÃO

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO CENTRO DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS HUMANAS FACULDADE DE EDUCAÇÃO DEPARTAMENTO FUNDAMENTOS DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO CENTRO DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS HUMANAS FACULDADE DE EDUCAÇÃO DEPARTAMENTO FUNDAMENTOS DA EDUCAÇÃO Edital de Seleção CURSO DE APERFEIÇOAMENTO: A DIVERSIDADE EM SALA

Leia mais

PROJETOS COM OBJETIVOS QUE INTEGRAM ENSINO. Claudianny Amorim Noronha

PROJETOS COM OBJETIVOS QUE INTEGRAM ENSINO. Claudianny Amorim Noronha PROJETOS COM OBJETIVOS QUE INTEGRAM ENSINO Claudianny Amorim Noronha A PERSPECTIVA DE ENSINO NO EDITAL DE AÇÕES INTEGRADAS Melhoria do processo de ensino e aprendizagem dos cursos de graduação e pós-graduação,

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO DO NORTE REITORIA ACADÊMICA COORDENAÇÃO DE PÓS GRADUAÇÃO REGULAMENTO GERAL DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU

CENTRO UNIVERSITÁRIO DO NORTE REITORIA ACADÊMICA COORDENAÇÃO DE PÓS GRADUAÇÃO REGULAMENTO GERAL DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU CENTRO UNIVERSITÁRIO DO NORTE REITORIA ACADÊMICA COORDENAÇÃO DE PÓS GRADUAÇÃO REGULAMENTO GERAL DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Aprovado pelo CONSUNI Nº15 em 24/05/2016 ÍNDICE CAPITULO I Da Constituição,

Leia mais

A TECNOLOGIA NA ÁREA DE GEOGRAFIA

A TECNOLOGIA NA ÁREA DE GEOGRAFIA Centro Universitário Leonardo Da Vinci NEAD Núcleo de Ensino a Distância Everton Leite A TECNOLOGIA NA ÁREA DE GEOGRAFIA BLUMENAU 2009 EVERTON LEITE A TECNOLOGIA NA ÁREA DE GEOGRAFIA Projeto apresentado

Leia mais

Olimpíadas de Biotecnologia 12 a Edição 2016/17. Regulamento de funcionamento

Olimpíadas de Biotecnologia 12 a Edição 2016/17. Regulamento de funcionamento Olimpíadas de Biotecnologia 12 a Edição 2016/17 Regulamento de funcionamento Disposições gerais 1 - As XII Olimpíadas de Biotecnologia são dirigidas aos estudantes do Ensino Secundário a frequentar estabelecimentos

Leia mais

Festival Internacional de Cinema da Praia REGULAMENTO. Artigo 1º. (Objectivo)

Festival Internacional de Cinema da Praia REGULAMENTO. Artigo 1º. (Objectivo) Festival Internacional de Cinema da Praia REGULAMENTO Artigo 1º (Objectivo) PLATEAU Festival Internacional de Cinema da Praia, tem como objectivo principal a exibição pública de filmes de todo o mundo

Leia mais

Economia para Jornalistas

Economia para Jornalistas RECEBIDO EM: / / PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO ANEXO IV CURSOS DE EXTENSÃO N o TÍTULO DO CURSO Economia para Jornalistas PROPONENTE IDENTIFICAÇÃO DO RESPONSÁVEL PELO PROJETO: Nome: João Victor Guedes Neto Cargo:

Leia mais

DESVENDANDO ALGUNS MISTÉRIOS DE QUESTÕES DA OBMEP

DESVENDANDO ALGUNS MISTÉRIOS DE QUESTÕES DA OBMEP Sociedade Brasileira de na Contemporaneidade: desafios e possibilidades DESVENDANDO ALGUNS MISTÉRIOS DE QUESTÕES DA OBMEP Carlos Henrique Carneiro Universidade Estadual de Feira de Santana chcwillis@hotmail.com

Leia mais

II Semana de Meio Ambiente. Regulamento do Concurso Online de Fotografia

II Semana de Meio Ambiente. Regulamento do Concurso Online de Fotografia 1-Tema: Conecte-se com a Natureza. 2-Objetivo: II Semana de Meio Ambiente Regulamento do Concurso Online de Fotografia Proporcionar aos estudantes amantes da fotografia a oportunidade de registrar momentos

Leia mais

Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO GERAL. Ensino Médio

Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO GERAL. Ensino Médio Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO GERAL Ensino Médio Etec Etec: Professor Massuyuki Kawano Código: 136 Município: Tupã/SP Área de conhecimento: Ciências da Natureza Componente Curricular: Biologia

Leia mais

O Maior Tesouro da Humanidade

O Maior Tesouro da Humanidade elaboração: Tatiana Pita Mestre em Educação pela PUC (SP) O Maior Tesouro da Humanidade escrito por ilustrado por Patrícia Engel Secco Fábio Sgroi 2 O prazer da leitura Ler é um exercício de voar sem sair

Leia mais

UNIVERSIDADE PAULISTA UNIP INSTITUTO DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLOGIA CURSO DE ENGENHARIA MECÃNICA / ENGENHARIA MECATRÔNICA

UNIVERSIDADE PAULISTA UNIP INSTITUTO DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLOGIA CURSO DE ENGENHARIA MECÃNICA / ENGENHARIA MECATRÔNICA 1 UNIVERSIDADE PAULISTA UNIP INSTITUTO DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLOGIA CURSO DE ENGENHARIA MECÃNICA / ENGENHARIA MECATRÔNICA ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS (Orientações para a realização das APS dos

Leia mais

Regulamento Gincana TransFORMAR FEI Junior

Regulamento Gincana TransFORMAR FEI Junior Regulamento Gincana TransFORMAR FEI Junior Criada e desenvolvida pela FEI Júnior, empresa júnior ligada ao curso de Administração e Negócios do Centro Universitário FEI - campus São Paulo, o TransFORMAR

Leia mais

envolve o maior número possível de interessados, na reflexão, na decisão, na execução e na avaliação.

envolve o maior número possível de interessados, na reflexão, na decisão, na execução e na avaliação. Realizar a Campanha para a Evangelização 113 A Campanha para a Evangelização é um programa global dos Organismos Nacionais, do Secretariado Nacional da Conferência dos Bispos do Brasil (CNBB) e das Igrejas

Leia mais

REGULAMENTO PRÊMIO OCERGS DE COOPERATIVISMO 2016 TROFÉU PADRE THEODOR AMSTAD 2016 PRÊMIO OCERGS DE COOPERATIVISMO

REGULAMENTO PRÊMIO OCERGS DE COOPERATIVISMO 2016 TROFÉU PADRE THEODOR AMSTAD 2016 PRÊMIO OCERGS DE COOPERATIVISMO REGULAMENTO PRÊMIO OCERGS DE COOPERATIVISMO 2016 TROFÉU PADRE THEODOR AMSTAD 2016 PRÊMIO OCERGS DE COOPERATIVISMO I CONSIDERAÇÕES GERAIS Art. 1 - O PRÊMIO OCERGS DE COOPERATIVISMO tem como objetivo reconhecer

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL JOAQUIM GONÇALVES LEDO RELEITURA DO CONTO CHAPEUZINHO VERMELHO IVINHEMA/MS - DISTRITO DE AMANDINA

ESCOLA ESTADUAL JOAQUIM GONÇALVES LEDO RELEITURA DO CONTO CHAPEUZINHO VERMELHO IVINHEMA/MS - DISTRITO DE AMANDINA 1 ESCOLA ESTADUAL JOAQUIM GONÇALVES LEDO RELEITURA DO CONTO CHAPEUZINHO VERMELHO IVINHEMA/MS - DISTRITO DE AMANDINA 2013 2 ESCOLA ESTADUAL JOAQUIM GONÇALVES LEDO PROJETO INTERDISCIPLINAR RELEITURA DO CONTO

Leia mais

6º ano do Ensino Fundamental

6º ano do Ensino Fundamental 6º ano do Ensino Fundamental 8/5/2015 08:33:31-Informativo-CIRMEN-6 2 I. TEMA GERADOR A questão da água e suas dimensões na contemporaneidade II. SUBTEMA A água como elemento fundamental à vida III. QUESTÕES

Leia mais

EDITAL E REGULAMENTO DESAFIO ITFETEP DE EMPREENDEDORISMO 2017

EDITAL E REGULAMENTO DESAFIO ITFETEP DE EMPREENDEDORISMO 2017 EDITAL E REGULAMENTO DESAFIO ITFETEP DE EMPREENDEDORISMO 2017 O Desafio ITfetep de Empreendedorismo é um programa de incentivo financeiro, tecnológico, administrativo e de infraestrutura da Incubadora

Leia mais

Comunicação no Banco Central

Comunicação no Banco Central Comunicação no Banco Central Nossa pauta Por que se comunicar Comunicação corporativa como campo de trabalho Produtos e veículos de comunicação no Banco Central Bons produtos e bons resultados Dificuldades

Leia mais

PROJETOS CRIATIVOS TURNO 2016

PROJETOS CRIATIVOS TURNO 2016 PROJETOS CRIATIVOS TURNO 2016 Tema: Comunicação não verbal Mês: Outubro Habilidade Sócio emocional: Este projeto visa promover atividades e dinâmicas que estimule os alunos a comunicação não violenta através

Leia mais

Interprograma vivendo a arte 1. Sofia Frazão Suplicy 2 Suyanne Tolentino de Souza 3. Pontifícia Universidade Católica do Paraná, Curitiba, PR

Interprograma vivendo a arte 1. Sofia Frazão Suplicy 2 Suyanne Tolentino de Souza 3. Pontifícia Universidade Católica do Paraná, Curitiba, PR Interprograma vivendo a arte 1 Sofia Frazão Suplicy 2 Suyanne Tolentino de Souza 3 Pontifícia Universidade Católica do Paraná, Curitiba, PR 1 Trabalho submetido ao XIX Expocom, na categoria A Audiovisual,

Leia mais

Vamos brincar de construir as nossas e outras histórias

Vamos brincar de construir as nossas e outras histórias MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO BÁSICA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA PACTO NACIONAL PELA ALFABETIZAÇÃO NA IDADE CERTA Vamos brincar de construir as nossas e outras histórias Ano 02

Leia mais

CARRINHOS MECATRÔNICOS DE BAIXO CUSTO

CARRINHOS MECATRÔNICOS DE BAIXO CUSTO CARRINHOS MECATRÔNICOS DE BAIXO CUSTO Alunos: João Augusto Carvalho Araújo (8º ano do Ensino Fundamental), Lucas Simião Anacleto (7º ano do Ensino Fundamental), Breno Andrade Arraes (7º ano do Ensino Fundamental),

Leia mais

PLANO TIC 1

PLANO TIC 1 2015-2016 PLANO TIC 1 Agrupamento de Escolas de Fornos de Algodres Estrada Nacional n.º 16 6370-147 Fornos de Algodres Tel.: 271700110 Fax: 271700118 www.ae-fa.pt e-mail: aefa.og@ae-fa.pt 2 Equipa PTE

Leia mais

PROJETO ESPECIAL DE AÇÃO

PROJETO ESPECIAL DE AÇÃO PROJETO ESPECIAL DE AÇÃO - 2013 PORTARIA Nº 1.566 DE 18/03/08 Nome da Unidade Educacional EMEI MÁRIO SETTE Diretoria Regional de Educação CAMPO LIMPO Modalidade (art.2º): A tematização das práticas desenvolvidas

Leia mais

PATROCINAR A FNQ É INVESTIR NA GESTÃO

PATROCINAR A FNQ É INVESTIR NA GESTÃO PATROCINAR A FNQ É INVESTIR NA GESTÃO Sobre nós 2 Instituição sem fins lucrativos Criada em 1991, por representantes dos setores público e privado Responsável pela organização, promoção e avaliação do

Leia mais

Films from Rio 2016/2017 (RioMarket / Ventana Sur / Marché du Film)

Films from Rio 2016/2017 (RioMarket / Ventana Sur / Marché du Film) Films from Rio 2016/2017 (RioMarket / Ventana Sur / Marché du Film) CHAMADA PÚBLICA - 003/2016 O programa FILMS FROM RIO tem como objetivo oferecer a produtores audiovisuais fluminenses uma consultoria

Leia mais

AÇÕES DE DIVULGAÇÃO DO 41º FESTIVAL NACIONAL DE TEATRO - FENATA

AÇÕES DE DIVULGAÇÃO DO 41º FESTIVAL NACIONAL DE TEATRO - FENATA 12. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 ÁREA TEMÁTICA: ( ) COMUNICAÇÃO (X) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( ) SAÚDE ( ) TRABALHO ( ) TECNOLOGIA AÇÕES DE DIVULGAÇÃO

Leia mais

RELATÓRIO DAS ATIVIDADES DESENVOLVIDAS PELO NAI ANO LETIVO DE 2009

RELATÓRIO DAS ATIVIDADES DESENVOLVIDAS PELO NAI ANO LETIVO DE 2009 UNIVERSIDADE DANTA CECÍLIA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO - NÚCLEO DE AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL É preciso avaliar para mudar RELATÓRIO DAS ATIVIDADES DESENVOLVIDAS PELO ANO LETIVO DE 2009 PERÍODO FEVEREIRO

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL DE ENSINO FUNDAMENTAL REINALDO VACCARI EXTRATERRESTRES: VERDADE OU MITO? Orientadora: Pricila Rocha dos Santos

ESCOLA ESTADUAL DE ENSINO FUNDAMENTAL REINALDO VACCARI EXTRATERRESTRES: VERDADE OU MITO? Orientadora: Pricila Rocha dos Santos ESCOLA ESTADUAL DE ENSINO FUNDAMENTAL REINALDO VACCARI ETRATERRESTRES: VERDADE OU MITO? Orientadora: Pricila Rocha dos Santos Imbé 2008 2 ESCOLA ESTADUAL DE ENSINO FUNDAMENTAL REINALDO VACCARI ETRATERRESTRES:

Leia mais