Polyclínica Médica e Operadora de Planos de Saúde S/S Ltda. PCMSO PROGRAMA DE CONTROLE MÉDICO DE SAÚDE OCUPACIONAL CREDIOESTE

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Polyclínica Médica e Operadora de Planos de Saúde S/S Ltda. PCMSO PROGRAMA DE CONTROLE MÉDICO DE SAÚDE OCUPACIONAL CREDIOESTE"

Transcrição

1 PCMSO PROGRAMA DE CONTROLE MÉDICO DE SAÚDE OCUPACIONAL CREDIOESTE Chapecó-SC, Julho de 2012 Documento base com validade de 1 (um) ano 1

2 Dados da Empresa Empresa: Credioeste Endereço: Avenida Porta Alegre 828-D Bairro: Centro Cidade: Chapecó - SC CEP: CNPJ: / CNAE: Concessão de Credito pelas OSCIP N de Funcionários: 15 Grau de Risco da Atividade: 01 Representante Legal: Ivonei Barbiero Telefone: (49) Responsável pelo Monitoramento Biológico - PCMSO Nome: Byron Cerda Palacios Registro: CRM/SC 440 NIT:

3 PROGRAMA DE CONTROLE MÉDICO DE SAÚDE OCUPACIONAL Índice 1. Objetivo Geral 1.1. Objetivos Específicos 2. Desenvolvimento 2.1. Reconhecimento 2.2. Exames Médicos Admissional Periódico Retorno ao Trabalho Mudança de Função Demissional 3. Equipamento de Proteção Individual (EPI) 3.1. Orientações Gerais 3.2. Obrigações do Empregador 3.3. Obrigações do Empregado 4. Medidas de Controle 4.1. Exames Médicos 5. Conclusão 6. Anexo I 1. OBJETIVO GERAL Promover e representar a saúde do conjunto de trabalhadores desta empresa, através de métodos de estudo epidemiológico prevencionista OBJETIVOS ESPECÍFICOS Atender a filosofia da empresa de valorização da vida e saúde dos funcionários; Rastrear e identificar os agravos à saúde do trabalhador face aos riscos ambientais a que estejam expostos, quando da atividade laboral; Aconselhar a minimização ou extinção dos agravos à saúde encontrados; Orientar e acompanhar a investigação e tratamento de doenças profissionais encontradas. Desenvolver ações educativas que promovam a saúde e bem estar do trabalhador; Articular as ações preventivas de modo a contemplar as demais normas regulamentadoras. 3

4 2. DESENVOLVIMENTO 2.1. RECONHECIMENTO DOS AGRAVOS À SAÚDE DOS TRABALHADORES - Visita as dependências da unidade para reconhecimento dos riscos ambientais; - Enquadramento das situações encontradas, tomando-se em consideração. CLT PORTARIA nº. 24 de 29/12/1994 PORTARIA nº. 01 de 12/05/1995 PORTARIA nº. 08 de 08/05/ EXAMES MÉDICOS OCUPACIONAIS ADMISSIONAL Exame médico admissional deve ser realizado antes da trabalhador assumir as suas responsabilidades PERIÓDICO Para trabalhadores expostos a riscos ou situações de trabalho que impliquem no desenvolvimento ou agravamento de doença ocupacional, ou ainda, para aqueles que sejam portadores de doenças crônicas os exames devem ser repetidos: A cada ano ou a intervalos menores, se notificado pelo médico agente da inspeção do trabalho, ou como resultado de negociação coletiva de trabalho. Para os demais trabalhadores: Anual quando menores de dezoito anos ou maiores de quarenta e cinco anos; A cada dois anos para os trabalhadores entre dezoito e quarenta e cinco anos; RETORNO AO TRABALHO Este exame deve ser realizado obrigatoriamente no primeiro dia de volta ao trabalho de trabalhador ausente por período igual ou superior a trinta dias por motivo de doença ou acidente de origem ocupacional ou não, ou parto. Nos exames de retorno ao trabalho será realizado avaliação clínica visando avaliar a recuperação do funcionário, se total ou com seqüelas, poderão ser solicitados exames complementares a critério do médico examinador MUDANÇA DE FUNÇÃO Deve ser realizado antes da mudança, entenda-se como toda e qualquer mudança que implique na exposição do trabalhador a risco diferente daquele que estava exposto antes da mudança. 4

5 Nos exames de troca de função será realizada a avaliação clínica e da acuidade visual, assim como os exames laboratoriais para avaliar ou acompanhar os riscos a que o funcionário esteve exposto ou que ira se expor na nova função DEMISSIONAL Deve ser obrigatoriamente realizado até a data de homologação, desde que o último exame médico ocupacional tenha sido realizado há mais de noventa dias (Empresa grau de risco 03). Os dados obtidos nos exames médicos, incluindo avaliação clínica e exames complementares, as conclusões e as medidas aplicadas deverão ser registradas em prontuário ocupacional individual, que ficará sobre a responsabilidade do Médico Coordenador do PCMSO. Estes registros deverão ficar arquivados por um período mínimo de vinte anos após o desligamento do trabalhador. Este PCMSO alerta esta empresa que deverá estar equipada com material necessário à prestação de primeiros socorros, que deve ser guardado em local adequado, e aos cuidados de pessoa ou equipe treinada para esse fim. A caixa de primeiros socorros deverá conter: MEDICAMENTOS - PRIMEIROS SOCORROS Água boricada 2% ml Água oxigenada 500 ml Povidine 1/2 L Soro fisiológico Três (03) L (250 e 500 ml) MATERIAIS - PRIMEIROS SOCORROS Ataduras Duas (02) média Esparadrapo Um (01) grande Gazes Vinte (20) unidades Micropore Um (01) Pinça Kryler reta Um (01) Tala Um (01) - 5 x 30 cm Tesoura reta Um (01) Mayo Luvas Quatro (04) - Pares Termômetro Um (01) Band - aid Um (01) Caixa com 10 unidades A empresa deverá exigir a realização de vacinação contra o Tétano, a qual é realizada nas Unidades Sanitárias do Município. A vacinação contra Hepatite B também poderá ser implantada pela empresa. 5

6 3.EQUIPAMENTOS DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL (EPI s) Conforme Normas Regulamentadoras: 3.1. Orientação geral Os EPI s serão utilizados: a) Sempre que as medidas de proteção coletiva forem tecnicamente inviáveis ou não oferecerem completa proteção contra os riscos de acidentes e/ou doenças profissionais e do trabalho; b) Enquanto as medidas de proteção coletiva estiverem sendo implantadas; c) Para atender as situações de emergência; d) O EPI só poderá ser comercializado ou utilizado quando possuir o Certificado de Aprovação - CA, expedido pelo Ministério do Trabalho - MTb; e) Recibo assinado pelo empregado referente aos equipamentos recebidos, devolvidos, substituídos ou reparados, com data; f) Arquivar o certificado de aprovação dos EPI s adquiridos Obrigações do Empregador Obriga-se o empregador, quanto ao EPI, a: a) Adquirir o tipo adequado à atividade do empregado; b) Fornecer ao empregado somente EPI aprovado pelo MTb; c) Treinar o trabalhador sobre o seu uso adequado; d) Tornar obrigatório o seu uso; e) Substituí-lo, imediatamente, quando danificado ou extraviado; f) Responsabilizar-se pela sua higienização e manutenção periódica; g) Comunicar ao MTb qualquer irregularidade observada no EPI adquirido; h) O não cumprimento das disposições legais e regulamentares sobre segurança e medicina do trabalho acarretará ao empregador a aplicação das penalidades previstas na legislação pertinente; i) Junto ao Mapa de Riscos, e mesmo na falta deste, apontar em cada local o(s) EPI(s) de uso obrigatório e adequado(s) à neutralização dos agentes nocivos presentes Obrigações do Empregado Obriga-se o empregado, quanto ao EPI, a: a) Usá-lo apenas para a finalidade a que se destina; b) Responsabilizar-se por sua guarda e conservação; c) Comunicar ao empregador qualquer alteração que o torne impróprio para o uso; d) Cumprir as disposições legais e regulamentares sobre segurança e medicina do trabalho, inclusive as ordens de serviço expedidas pelo empregador; e) Usar o EPI fornecido pelo empregador; f) Submeter-se aos exames médicos previstos nas Normas Regulamentadoras - NR; g) Colaborar com a empresa na aplicação das Normas Regulamentadoras - NR; 6

7 h) Constitui ato faltoso a recusa injustificada do empregado ao cumprimento do disposto no item anterior. 7

8 4.1. EXAMES MÉDICOS OCUPACIONAIS: 4. MEDIDAS DE CONTROLE MÉDICO SETOR Administrativo FUNÇÃO Agente Nível I e III, Agente Administrativo/Financeiro AGENTE GENÉRICO E AGENTE ESPECÍFICO Inexistente EXAME ADMISSIONAL EXAME PERIÓDICO EXAME DEMISSIONAL Administrativo Agente Nível XV Gerente Inexistente Administrativo Agente Nível-I, III e IV Auxiliar Inexistente Administrativo Crédito Agente Nível-I, II, III, VI e IV Agente de Crédito Higienização Auxiliar de Serviços Gerais - Limpeza Inexistente Químico: Produtos domissanitários (detergentes e similares); Biológico: Vírus e bactérias Ergonômico: Esforço físico Hemograma RX Coluna LS** Hemograma RX Coluna LS** RX Coluna LS** 8

9 OBS: RX Coluna LS**, deverá ser solicitado Bianual. *O exame audiométrico será realizado, no mínimo, no momento da admissão, no 6º (sexto) mês após a mesma, anualmente a partir de então na demissão. OBS: Solicitar exames no demissional se for acima de seis meses do exame periódico, à critério médico. OBS.: Quando ocorrerem modificações na estrutura da empresa implicando em modificações de riscos ambientais, a Polymed terá de ser comunicada a fim de proceder às alterações necessárias no PCMSO. OBS.: Outros exames poderão ser solicitados, dependendo da necessidade durante o exame clínico, como também avaliação de outras especialidades médicas. Isto ficará a critério do médico do trabalho, durante a realização dos exames. 9

10 5. CONCLUSÃO O PCMSO - Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional, poderá ser modificado de acordo com as necessidades que eventualmente possam surgir. Episódios de acidentes de trabalho e doenças ocupacionais, deverão ser comunicados ao médico coordenador, bem como o período de afastamento, para um controle mais adequado da evolução dos trabalhadores. Este programa deve ser obrigatoriamente acompanhado com a ajuda do técnico de segurança, pessoal de recursos humanos e de todos os trabalhadores desta empresa, inclusive os administradores. Chapecó (SC), julho de Byron José Cerda Palacios Médico do Trabalho CRM/SC

11 A ficha de encaminhamento para exame médico ocupacional deverá ser adequadamente preenchida toda vez que o trabalhador realizar um exame médico ocupacional. 6 - ANEXO I ENCAMINHAMENTO PARA EXAMES MÉDICOS ( ) ADMISSIONAL ( ) PERIÓDICO ( ) TROCA DE FUNÇÃO ( ) RETORNO TRABALHO ( ) DEMISSIONAL ( ) AC. TRABALHO EMPRESA: CANDIDATO: N RG: CPF: PIS: CTPS (N, SÉRIE E UF): DATA DA ADMISSÃO: FUNÇÃO (CÓDIGO CBO) ATIVIDADES, QUE VAI EXECUTAR, OU EXECUTOU: ASSINATURA FUNCIONÁRIO: DATA: / / Assinatura do Responsável Carimbo da Empresa 11

NR 7 - Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional(107.000-2)

NR 7 - Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional(107.000-2) Página 1 de 6 NR 7 - Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional(107.000-2) 7.1. Do objeto. 7.1.1. Esta Norma Regulamentadora - NR estabelece a obrigatoriedade de elaboração e implementação, por parte

Leia mais

Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional. Juarez Sabino da Silva Junior Técnico de Segurança do Trabalho

Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional. Juarez Sabino da Silva Junior Técnico de Segurança do Trabalho Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional Juarez Sabino da Silva Junior Técnico de Segurança do Trabalho Objetivo A Norma Regulamentadora 9 estabelece a obrigatoriedade da elaboração e implementação,

Leia mais

MEIO AMBIENTE, SAÚDE E SEGURANÇA NO TRABALHO

MEIO AMBIENTE, SAÚDE E SEGURANÇA NO TRABALHO MEIO AMBIENTE, SAÚDE E SEGURANÇA NO TRABALHO 6 CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM DIREITO AMBIENTAL INEAA MEIO AMBIENTE, SAÚDE E SEGURANÇA NO TRABALHO José Roberto Teixeira NOVEMBRO/2002 MEIO AMBIENTE, SAÚDE E

Leia mais

PROGRAMA DE CONTROLE MÉDICO DE SAÚDE OCUPACIONAL - PCMSO

PROGRAMA DE CONTROLE MÉDICO DE SAÚDE OCUPACIONAL - PCMSO 1 PROGRAMA DE CONTROLE MÉDICO DE SAÚDE OCUPACIONAL - PCMSO PORTARIA Nº 3.214 DE 08/06/78 - NR7 (com redação dada pela Portaria nº 24 de 29/12/94 e Portaria nº 8 de 08/05/96) DO OBJETO A Norma Regulamentadora

Leia mais

INDUSTRIAS QUIMICAS TAUBATE S A IQT - Atendimento de Saúde São Paulo

INDUSTRIAS QUIMICAS TAUBATE S A IQT - Atendimento de Saúde São Paulo Proposta INDUSTRIAS QUIMICAS TAUBATE S A IQT - Atendimento de Saúde São Paulo À INDUSTRIAS QUIMICAS TAUBATE S A IQT A\C: Camila Borges de Carvalho camila.borges@iqt.com.br Apresentação da Proposta Conforme

Leia mais

Manual de Procedimentos de Segurança e Medicina do Trabalho para Empresas Contratadas

Manual de Procedimentos de Segurança e Medicina do Trabalho para Empresas Contratadas Manual de Procedimentos de Segurança e Medicina do Trabalho para Empresas Contratadas Responsável: Diretoria de Administração (DA) Superintendência de Recursos Humanos (DARH) Gerência de Dinâmica Laboral

Leia mais

Procedimento Institucional Gestão de EPI

Procedimento Institucional Gestão de EPI Tipo de Documento Procedimento Institucional Título do Documento Equipamento de Proteção Individual Elaborado por Paulo Sérgio Bigoni Área Relacionada Saúde e Segurança do Trabalhador Processo ESTRUTURAÇÃO

Leia mais

PCMSO MEDSET QUALIDADE DE VIDA MEDICINA, SEGURANÇA, ENGENHARIA DO TRABALHO

PCMSO MEDSET QUALIDADE DE VIDA MEDICINA, SEGURANÇA, ENGENHARIA DO TRABALHO PCMSO MEDSET QUALIDADE DE VIDA MEDICINA, SEGURANÇA, ENGENHARIA DO TRABALHO MED-SET QUALIDADE DE VIDA 1 PCMSO PROGRAMA DE CONTROLE MÉDICO DE SAÚDE OCUPACIONAL EMPRESA: BORSARI - ENGENHARIA E MEIO AMBIENTE

Leia mais

Sistema de Gestão de SMS

Sistema de Gestão de SMS DESCRIÇÃO DA EMPRESA Nome SMART EXPRESS TRANSPORTES LTDA EPP CNPJ 12.103.225/0001-52 Insc.Est. 79.477.680 Atividade: transporte rodoviário de carga em geral Código: 206-2 Nº de funcionários (inclusive

Leia mais

Controle e uso de EPI s e Uniformes NIK 026

Controle e uso de EPI s e Uniformes NIK 026 ÍNDICE 1. OBJETIVO... 2 2. ESCOPO... 2 3. DEFINIÇÕES... 2 3.1. EPI S... 2 3.2 UNIFORMES... 2 3.3 FICHA DE CONTROLE DE EPI S E UNIFORMES... 2 3.4 GESTORES... 2 3.5 ASSOCIADOS... 2 4. RESPONSABILIDADES...

Leia mais

NORMA PROCEDIMENTAL SEGURANÇA NO AMBIENTE DE TRABALHO E USO DO EPI

NORMA PROCEDIMENTAL SEGURANÇA NO AMBIENTE DE TRABALHO E USO DO EPI NORMA PROCEDIMENTAL SEGURANÇA NO AMBIENTE DE TRABALHO E USO DO EPI 1. FINALIDADE: Regulamentar a utilização do Equipamento de Proteção Individual EPI, no âmbito do DEMLURB, a fim de proporcionar melhores

Leia mais

Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo XXXVI CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM MEDICINA DO TRABALHO

Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo XXXVI CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM MEDICINA DO TRABALHO Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo XXXVI CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM MEDICINA DO TRABALHO 2015 XXXV CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM MEDICINA DO TRABALHO PROGRAMA DE CONTROLE MÉDICO DE SAÚDE

Leia mais

Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional

Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional OBRIGATORIEDADE LEGAL NECESSIDADE SOCIAL ILBRAMED Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional SERVE OBRAS LOCACAO DE CACAMBAS & MAQUINAS LTDA - ME JUN/2012 - JUN/2013 ÍNDICE Identificação da Empresa

Leia mais

Data de Vigência: Página 1 de 9

Data de Vigência: Página 1 de 9 Data de Vigência: Página 1 de 9 1- Objetivo: Realizar os exames admissionais, periódicos, demissionais e de retorno ao trabalho respeitando os critérios estabelecidos na NR 7. 2- Aplicação: Este procedimento

Leia mais

60.107 - EXAMES MÉDICOS DE SAÚDE OCUPACIONAL DATA DE APROVAÇÃO: 21/12/1999 ÍNDICE - EXAMES MÉDICOS DE SAÚDE OCUPACIONAL...01/02

60.107 - EXAMES MÉDICOS DE SAÚDE OCUPACIONAL DATA DE APROVAÇÃO: 21/12/1999 ÍNDICE - EXAMES MÉDICOS DE SAÚDE OCUPACIONAL...01/02 60.107 - EXAMES MÉDCOS DE SAÚDE OCUPACONAL DATA DE APROVAÇÃO: 21/12/1999 ÍNDCE CAPÍTULO - GENERALDADES...01/02 - Objetivo - Aplicação - Definições CAPÍTULO - EXAMES MÉDCOS DE SAÚDE OCUPACONAL...01/02 -

Leia mais

III ENCONTRO DE ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA DOS MUNICÍPIOS DA MICRORREGIÃO DO ALTO SAPUCAÍ PCMSO E SAÚDE DO SERVIDOR

III ENCONTRO DE ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA DOS MUNICÍPIOS DA MICRORREGIÃO DO ALTO SAPUCAÍ PCMSO E SAÚDE DO SERVIDOR III ENCONTRO DE ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA DOS MUNICÍPIOS DA MICRORREGIÃO DO ALTO SAPUCAÍ PCMSO E SAÚDE DO SERVIDOR Sônia Cristina Bittencourt de Paiva Consultora em Saúde Ocupacional e Ergonomia A RELAÇÃO

Leia mais

PCMSO. Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional C.F.O. SERVICOS E TERCEIRIZACAO LTDA - ME ITUPEVA/SP UNIDADE CENTRAL ITUPEVA/SP.

PCMSO. Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional C.F.O. SERVICOS E TERCEIRIZACAO LTDA - ME ITUPEVA/SP UNIDADE CENTRAL ITUPEVA/SP. PCMSO Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional Dados da Empresa C.F.O. SERVICOS E TERCEIRIZACAO LTDA - ME ITUPEVA/SP Dados da Unidade UNIDADE CENTRAL ITUPEVA/SP Vigência 01/08/2014 a 31/07/2015

Leia mais

PERFIL PROFISSIOGRÁFICO PREVIDENCIÁRIO (PPP)

PERFIL PROFISSIOGRÁFICO PREVIDENCIÁRIO (PPP) PERFIL PROFISSIOGRÁFICO PREVIDENCIÁRIO (PPP) Os documentos (PPP) que estão anexados foram preparados pela GV Clínicas com os dados contidos no PCMSO, PPRA e LTCAT. É uma exigência do INSS e devem ser entregues

Leia mais

MELP CONSTRUTORA E PAVIMENTADORA LTDA - ME - Atendimento de Saúde São Paulo

MELP CONSTRUTORA E PAVIMENTADORA LTDA - ME - Atendimento de Saúde São Paulo Proposta MELP CONSTRUTORA E PAVIMENTADORA LTDA - ME - Atendimento de Saúde São Paulo À MELP CONSTRUTORA E PAVIMENTADORA LTDA - ME A\C: Jose Moreira Zeferino Apresentação da Proposta Conforme solicitado,

Leia mais

MANUAL DE NORMAS E PROCEDIMENTOS

MANUAL DE NORMAS E PROCEDIMENTOS PROCEDIMENTOS 1 MANUAL DE NORMAS E PROCEDIMENTOS PROCEDIMENTOS 2 Índice 1- Exames Médicos Ocupacionais. 2- Controle de Atestados Médicos. 3 - Afastamentos: INSS/Licença Maternidade. 4 - Avaliação Médica.

Leia mais

Estabelecer critérios para a padronização do PCMSO visando obter a uniformização dos documentos nas áreas na UNIDADE LOGÍSTICA.

Estabelecer critérios para a padronização do PCMSO visando obter a uniformização dos documentos nas áreas na UNIDADE LOGÍSTICA. 1 1 OBJETIVO Estabelecer critérios para a padronização do PCMSO visando obter a uniformização dos documentos nas áreas na UNIDADE LOGÍSTICA. 2 USUÁRIOS Componentes do SESMT Local Componentes do SESMT Corporativo

Leia mais

"P.C.M.S.O." PROGRAMA DE CONTROLE MÉDICO DE SAÚDE OCUPACIONAL. Demonstração LTDA CST INFORMÁTICA LTDA.

P.C.M.S.O. PROGRAMA DE CONTROLE MÉDICO DE SAÚDE OCUPACIONAL. Demonstração LTDA CST INFORMÁTICA LTDA. PROGRAMA DE CONTROLE MÉDICO DE SAÚDE OCUPACIONAL "P.C.M.S.O." Demonstração LTDA Fevereiro / 2008 SUMÁRIO Demonstração LTDA 3 Administração 10 Assistente Administrativo 11 Auxiliar de Escritório 12 Manutenção

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional PCMSO

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional PCMSO Programa de Controle Médico de Saúde 29/10/2013 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise da Legislação... 3 4. Conclusão... 4 5. Informações Complementares...

Leia mais

PCMSO (Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional).

PCMSO (Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional). PCMSO (Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional). PCMSO O PCMSOé definido e regulamentado pela Norma Regulamentadora nº 7, contida na Portaria 3214, de 8 de Junho de 1978, do Ministério do Trabalho

Leia mais

1.2 EXAME MÉDICO MÓDULO 1 ADMISSÃO

1.2 EXAME MÉDICO MÓDULO 1 ADMISSÃO MÓDULO 1 ADMISSÃO 1.2 EXAME MÉDICO ESTE FASCÍCULO SUBSTITUI O DE IGUAL NÚMERO ENVIADO ANTERIORMENTE AOS NOSSOS ASSINANTES. RETIRE O FASCÍCULO SUBSTITUÍDO, ANTES DE ARQUIVAR O NOVO, PARA EVITAR A SUPERLOTAÇÃO

Leia mais

PCMSO. Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional NR-7 MUNICÍPIO DE BIGUAÇU (SECRETARIA DA ADMINISTRAÇÃO)

PCMSO. Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional NR-7 MUNICÍPIO DE BIGUAÇU (SECRETARIA DA ADMINISTRAÇÃO) PCMSO Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional NR-7 MUNICÍPIO DE BIGUAÇU (SECRETARIA DA ADMINISTRAÇÃO) Período de vigência 11/2013 a 11/2014 1 1. DOCUMENTO BASE 1.1 Identificação da Empresa Razão

Leia mais

5º WORSHOP DO ALGODÃO AMPASUL NOÇÕES BÁSICAS DE SEGURANÇA DO TRABALHO RURAL

5º WORSHOP DO ALGODÃO AMPASUL NOÇÕES BÁSICAS DE SEGURANÇA DO TRABALHO RURAL 5º WORSHOP DO ALGODÃO AMPASUL NOÇÕES BÁSICAS DE SEGURANÇA DO TRABALHO RURAL Instituto Algodão Social Missão Promover aos associados do setor algodoeiro a responsabilidade social empresarial, a cidadania,

Leia mais

NRS ATESTADO DE SAÚDE OCUPACIONAL. ASO Natalia Sousa

NRS ATESTADO DE SAÚDE OCUPACIONAL. ASO Natalia Sousa NRS ATESTADO DE SAÚDE OCUPACIONAL ASO Natalia Sousa ATESTADO DE SAÚDE OCUPACIONAL ASO Para cada exame médico ocupacional realizado, o médico emitirá o ASO (Atestado de Saúde Ocupacional) em duas vias:

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS

MANUAL DE PROCEDIMENTOS ASSUNTO PADRONIZAÇÃO DAS ATIVIDADES DE SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO, A SEREM EXECUTADAS PELAS EMPRESAS CONTRATADAS PELA INFRAERO RESPONSÁVEL DIRETORIA DE ADMINISTRAÇÃO (DA) GERÊNCIA DE DINÂMICA LABORAL

Leia mais

PROGRAMA DE CONTROLE MÉDICO E SAÚDE OCUPACIONAL PCMSO FUNDEPES / SEDE ADMINISTRATIVA

PROGRAMA DE CONTROLE MÉDICO E SAÚDE OCUPACIONAL PCMSO FUNDEPES / SEDE ADMINISTRATIVA PROGRAMA DE CONTROLE MÉDICO E SAÚDE OCUPACIONAL PCMSO FUNDEPES / SEDE ADMINISTRATIVA 1 Maceió-AL Junho/2015 SUMÁRIO 1.0 Apresentação da Empresa 03 3 7.0 Atestado de Saúde Ocupacional 14 8.0 Informações

Leia mais

Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional - PCMSO 2011

Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional - PCMSO 2011 Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional - PCMSO 2011 (NR - 7 Normas Regulamentadora no). 7 Conforme Lei 6514 de 22/12/1977 Obrigatório conforme Portaria 25/94 do MTb / DOU 30/12/94) Período de

Leia mais

ANEXO VI INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 53/PRES/INSS, DE 22 DE MARÇO DE 2011 PERFIL PROFISSIOGRÁFICO PREVIDENCIÁRIO - PPP

ANEXO VI INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 53/PRES/INSS, DE 22 DE MARÇO DE 2011 PERFIL PROFISSIOGRÁFICO PREVIDENCIÁRIO - PPP ANEXO VI INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 53/PRES/INSS, DE 22 DE MARÇO DE 2011 PERFIL PROFISSIOGRÁFICO PREVIDENCIÁRIO - PPP I - SEÇÃO DE DADOS ADMINISTRATIVOS 1 - CNPJ do Órgão 2 - Nome do Órgão 3 - Nome do Servidor

Leia mais

Prezados Senhores, MANUAL DA UNIDADE SUMÁRIO O PAPEL DO RESPONSÁVEL PELA UNIDADE INFORMAÇÕES IMPORTANTES:

Prezados Senhores, MANUAL DA UNIDADE SUMÁRIO O PAPEL DO RESPONSÁVEL PELA UNIDADE INFORMAÇÕES IMPORTANTES: MANUAL DA UNIDADE Prezados Senhores, Com o intuito de promover a excelência e a qualidade na prestação de nossos serviços, vimos por meio deste, agradecer pela confiança e credibilidade. A Engemed Saúde

Leia mais

P.C.M.S.O. (Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional)

P.C.M.S.O. (Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional) () ELETRIC PRODUTOS INDÚSTRIA COMÉRCIO IMPORTAÇÃO E EXPORTAÇÃO LTDA. Rua Nestor Pestana, 30 8º andar 01303-010 São Paulo SP Brasil Tels.: (55-11) 3138-1111/ 3138-1114/ 3138-1119 www.conbet.com.br / conbet@conbet.com.br

Leia mais

Procedimento Operacional Padrão

Procedimento Operacional Padrão Data de Vigência: Página 1 de 5 1- Objetivo: Estabelecer e padronizar os procedimentos de manutenção e uso dos Equipamentos de Proteção Individual para controlar riscos ambientais e ocupacionais. 2- Aplicação:

Leia mais

AS DOENÇAS E AS RELAÇÕES COM OS PROCESSOS TRABALHISTAS

AS DOENÇAS E AS RELAÇÕES COM OS PROCESSOS TRABALHISTAS AS DOENÇAS E AS RELAÇÕES COM OS PROCESSOS TRABALHISTAS Ana Maria Selbach Rodrigues Médica do Trabalho SAÚDE Saúde: do latim, salute salvação, conservação da vida (Dicionário Aurélio) OMS = saúde é um estado

Leia mais

EQUIPAMENTOS DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL EPI SETOR DE ZELADORIA HOSPITAL VETERINÁRIO

EQUIPAMENTOS DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL EPI SETOR DE ZELADORIA HOSPITAL VETERINÁRIO EQUIPAMENTOS DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL EPI SETOR DE ZELADORIA HOSPITAL VETERINÁRIO Danielle Vargas TÉCNICA EM SEGURANÇA DO TRABALHO CONSTITUIÇÃO FEDERAL DE 1988 art. 6º - são direitos sociais a educação,

Leia mais

Art. 1º - Aprovar o texto da Norma Regulamentadora n.º 7 EXAMES MÉDICOS, que passa a ter a seguinte redação:

Art. 1º - Aprovar o texto da Norma Regulamentadora n.º 7 EXAMES MÉDICOS, que passa a ter a seguinte redação: MINISTÉRIO DO TRABALHO SECRETARIA DE SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO PORTARIA N.º 24, DE 29 DE DEZEMBRO DE 1994 (D.O.U. de 30/12/94 Seção 1 págs. 21.278 e 21.280) O SECRETÁRIO DE SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO,

Leia mais

PCMSO - Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional

PCMSO - Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional VIGÊNCIA: 1 ANO EMPRESA: Virtual Machine Data da Elaboração Data de Vencimento 18/ 02 /2008 17 / 02/2009 CARACTERIZAÇÃO DA EMPRESA Razão Social: Vitual Machine CNPJ: 08.693.563/0001.14 CNAE: 4751200 Grau

Leia mais

GR ASSESSORIA LTDA. Engenharia de Segurança do Trabalho e Medicina do Trabalho. Fones 3274.7841 / 3091.0306 / 3257.4685 / 87578392 / 8778.

GR ASSESSORIA LTDA. Engenharia de Segurança do Trabalho e Medicina do Trabalho. Fones 3274.7841 / 3091.0306 / 3257.4685 / 87578392 / 8778. GR ASSESSORIA LTDA Engenharia de Segurança do Trabalho e Medicina do Trabalho Fones 3274.7841 / 3091.0306 / 3257.4685 / 87578392 / 8778.4561 PCMSO Programa de Controle Médico e Saúde Ocupacional PPRA Programa

Leia mais

Atualmente o uso desses é regulamentado pela NR-6 (Norma Regulamentadora).

Atualmente o uso desses é regulamentado pela NR-6 (Norma Regulamentadora). Introdução Os acidentes do trabalho constituem a face visível de um processo de desgaste e destruição física de parcela da força de trabalho no sistema capitalista. O Brasil, depois de ocupar durante a

Leia mais

Pág. nº.1. Atualização nº. 00/2007. Orientação 1 PCMSO

Pág. nº.1. Atualização nº. 00/2007. Orientação 1 PCMSO Pág. nº.1 Todos os créditos ao Núcleo de SMS do CENPES Petrobras, um exemplo e uma referência para a capacitação das empresas Brasileiras. Rogério Dias Regazzi Diretor Isegnet e Inovando no Isegnet Pertencente

Leia mais

Polyclínica Médica e Operadora de Planos de Saúde S/S Ltda PPRA PROGRAMA DE PREVENÇÃO DE RISCOS AMBIENTAIS CREDIOESTE. Chapecó-SC, Julho de 2012.

Polyclínica Médica e Operadora de Planos de Saúde S/S Ltda PPRA PROGRAMA DE PREVENÇÃO DE RISCOS AMBIENTAIS CREDIOESTE. Chapecó-SC, Julho de 2012. ly Polyclínica Médica e Operadora de Planos de Saúde S/S Ltda PPRA PROGRAMA DE PREVENÇÃO DE RISCOS AMBIENTAIS CREDIOESTE Chapecó-SC, Julho de 2012. Documento base com validade de 1 (um) ano Rua Uruguai,

Leia mais

ANEXO XV INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 45 INSS/PRES, DE 6 DE AGOSTO DE 2010 PERFIL PROFISSIOGRÁFICO PREVIDENCIÁRIO PPP

ANEXO XV INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 45 INSS/PRES, DE 6 DE AGOSTO DE 2010 PERFIL PROFISSIOGRÁFICO PREVIDENCIÁRIO PPP ANEXO XV INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 45 INSS/PRES, DE 6 DE AGOSTO DE 2010 PERFIL PROFISSIOGRÁFICO PREVIDENCIÁRIO PPP DADOS ADMINISTRATIVOS 1-CNPJ do Domicílio 2-Nome Empresarial: Tributário/CEI: 3- CNAE: 4-Nome

Leia mais

ANEXO I TERMOS DE REFERÊNCIA

ANEXO I TERMOS DE REFERÊNCIA 1. INTRODUÇÃO ANEXO I TERMOS DE REFERÊNCIA NÚMERO /DATA 009/01-25/10/2001 ORIGEM SRF/RFFC/ER-6 1.1 Tendo em vista que o contrato firmado com a Sul América não prevê a realização de exames admissionais,

Leia mais

PROVA ESPECÍFICA Cargo 22

PROVA ESPECÍFICA Cargo 22 13 PROVA ESPECÍFICA Cargo 22 QUESTÃO 31 Os Serviços Especializados em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho, obedecendo ao Quadro II da NR- 4, subitem 4.4, com redação dada pela Portaria nº

Leia mais

NORMA DE EXAMES OCUPACIONAIS E ATESTADOS MÉDICOS - NOR 325

NORMA DE EXAMES OCUPACIONAIS E ATESTADOS MÉDICOS - NOR 325 MANUAL DE GESTÃO DE PESSOAS COD. 300 ASSUNTO: EXAMES OCUPACIONAIS E ATESTADOS MÉDICOS COD: NOR 325 APROVAÇÃO: Resolução DIREX nº 240, de 04/06/2012 NORMA DE EXAMES OCUPACIONAIS E ATESTADOS MÉDICOS - NOR

Leia mais

ANEXO II EXIGÊNCIAS DE SEGURANÇA, MEIO AMBIENTE E SAÚDE

ANEXO II EXIGÊNCIAS DE SEGURANÇA, MEIO AMBIENTE E SAÚDE ANEXO II EXIGÊNCIAS DE SEGURANÇA, MEIO AMBIENTE E SAÚDE 1. OBJETIVO E CAMPO DE APLICAÇÃO Estas exigências definem os deveres e as responsabilidades da CONTRATADA e estabelecem as orientações, requisitos

Leia mais

ANEXO XV INSTRUÇÃO NORMATIVA INSS/PRES Nº 27, DE 30 DE ABRIL DE 2008 INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 20/INSSPRES, DE 10 DE OUTUBRO DE 2007

ANEXO XV INSTRUÇÃO NORMATIVA INSS/PRES Nº 27, DE 30 DE ABRIL DE 2008 INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 20/INSSPRES, DE 10 DE OUTUBRO DE 2007 ANEXO XV INSTRUÇÃO NORMATIVA INSS/PRES Nº 27, DE 30 DE ABRIL DE 2008 INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 20/INSSPRES, DE 10 DE OUTUBRO DE 2007 PERFIL PROFISSIOGRÁFICO PREVIDENCIÁRIO PPP I-SEÇÃO DE DADOS ADMINISTRATIVOS

Leia mais

NR-7 PCMSO PROGRAMA DE CONTROLE MÉDICO DE SAÚDE OCUPACIONAL. Instituto Superior de Tecnologia de Paracambi

NR-7 PCMSO PROGRAMA DE CONTROLE MÉDICO DE SAÚDE OCUPACIONAL. Instituto Superior de Tecnologia de Paracambi Instituto Superior de Tecnologia de Paracambi NR-7 PCMSO PROGRAMA DE CONTROLE MÉDICO DE SAÚDE OCUPACIONAL Curso:Tecnólogo em Gestão Ambiental Professora: Raquel Simas Pereira Teixeira OBJETO: Estabelece

Leia mais

EPI Conforme Norma Regulamentadora NR 6, Equipamento de Proteção Individual EPI Fundamento Legal Artigo 166 da CLT A empresa é obrigada a fornecer aos empregados, gratuitamente, equipamento de proteção

Leia mais

ANEXO I CONDIÇÕES DE CONTRATAÇÃO DOS SERVIÇOS

ANEXO I CONDIÇÕES DE CONTRATAÇÃO DOS SERVIÇOS 1.OBJETO ANEXO I CONDIÇÕES DE CONTRATAÇÃO DOS SERVIÇOS Contratação de empresa especializada na prestação de serviços de Assistência Médica de Segurança e Medicina do Trabalho, para atendimento aos colaboradores

Leia mais

www.cpsol.com.br MODELO CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE ENGENHARIA DE SEGURANÇA E MEDICINA DO TRABALHO IDENTIFICAÇÃO DAS PARTES CONTRATANTES

www.cpsol.com.br MODELO CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE ENGENHARIA DE SEGURANÇA E MEDICINA DO TRABALHO IDENTIFICAÇÃO DAS PARTES CONTRATANTES MODELO CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE ENGENHARIA DE SEGURANÇA E MEDICINA DO TRABALHO IDENTIFICAÇÃO DAS PARTES CONTRATANTES CONTRATANTE: (Nome da Contratante), com sede em (...), na Rua (...), nº.

Leia mais

NOVO PRISMA AGRO FLORESTAL

NOVO PRISMA AGRO FLORESTAL NOVO PRISMA AGRO FLORESTAL PROCEDIMENTO INTERNO PARA INGRESSO DE COLABORADORES DAS EMPRESAS PRESTADORAS DE SERVIÇOS FLORESTAIS HISTÓRICO DAS REVISÕES: REVISÃO DESCRIÇÃO 01 Criação do procedimento 11/2007

Leia mais

Módulo Medicina e Segurança do Trabalho Exames Periódicos

Módulo Medicina e Segurança do Trabalho Exames Periódicos Módulo Medicina e Segurança do Trabalho Exames Periódicos Logix 10 Sumário Sumário... 2 Texto Introdutório... 3 Fluxo dos Subprocessos que compõem o Módulo... 3 Fluxo SubProcessos Exames Periódicos...

Leia mais

PORTARIA N. 3.214, 08 DE JUNHO DE 1978

PORTARIA N. 3.214, 08 DE JUNHO DE 1978 MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO SECRETARIA DE INSPEÇÃO DO TRABALHO PORTARIA N. 3.214, 08 DE JUNHO DE 1978 Aprova as Normas Regulamentadoras - NR - do Capítulo V, Título II, da Consolidação das Leis do

Leia mais

Manual Prático Trabalhista e Previdenciário

Manual Prático Trabalhista e Previdenciário Manual Prático Trabalhista e Previdenciário Qual é o prazo para pagamento dos salários dos empregados? R: O pagamento deve ser realizado até o 5º dia útil do mês seguinte. Esta deve ser a data em que deve

Leia mais

Institucional Serviços Especialidades Laboratórios Conveniados Treinamentos Clientes Localização

Institucional Serviços Especialidades Laboratórios Conveniados Treinamentos Clientes Localização 1º FORUM LISTER DE SAÚDE E SEGURANÇA NO TRABALHO GESTÃO DE SAÚDE E SEGURANÇA DO TRABALHO Antônio Sampaio Diretor Técnico INTRODUÇÃO Institucional Serviços Especialidades Laboratórios Conveniados Treinamentos

Leia mais

GERÊNCIA DE SAÚDE E PREVENÇÃO PCMSO - MODELO

GERÊNCIA DE SAÚDE E PREVENÇÃO PCMSO - MODELO PCMSO - MODELO SUMÁRIO Identificação... 03 Introdução... 04 Objetivos... 04 Responsabilidades... 04 Exames Médicos Ocupacionais... 06 Atestado de Saúde Ocupacional... 07 Programas de Atenção à Saúde...08

Leia mais

ANEXO X - ESPECIFICAÇÕES

ANEXO X - ESPECIFICAÇÕES ANEXO X - ESPECIFICAÇÕES 1. JUSTIFICATIVA 1.1. Motivação para a Contratação: A contratação constante do objeto em questão é justificada em virtude do término do atual contrato; da impreterível necessidade

Leia mais

CONTRATO Nº 017/2015

CONTRATO Nº 017/2015 CONTRATO Nº 017/2015 CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE MEDICINA E SEGURANÇA DO TRABALHO. Pelo presente Instrumento Particular, de um lado o MUNICIPIO DE ALFREDO VASCONCELOS, pessoa jurídica de Direito

Leia mais

MÓDULO ADMISSÃO 1.2 EXAME MÉDICO

MÓDULO ADMISSÃO 1.2 EXAME MÉDICO MÓDULO 1 ADMISSÃO 1.2 EAME MÉDICO DEPARTAMENTO DE PESSOAL MANUAL DE PROCEDIMENTOS SUMÁRIO ASSUNTO PÁGINA 1.2. EAME MÉDICO... 3 1.2.1. INTRODUÇÃO... 3 1.2.2. PENALIDADES... 3 1.2.3. ADMISSIONAL OU PRÉ-ADMISSIONAL...

Leia mais

SEGURANÇA E MEDICINA DO TRABALHO DIRETRIZES BÁSICAS

SEGURANÇA E MEDICINA DO TRABALHO DIRETRIZES BÁSICAS SEGURANÇA E MEDICINA DO TRABALHO DIRETRIZES BÁSICAS Elaborado em: 05/01/2011 Autor: Borges 1.Introdução É comum entre empregadores e colaboradores que exerçam cargos de confiança a preocupação em gerir

Leia mais

Procedimento de Segurança e Medicina do Trabalho na execução de obras e serviços por empresas contratadas

Procedimento de Segurança e Medicina do Trabalho na execução de obras e serviços por empresas contratadas 1. Objetivo Este Procedimento tem como objetivo fixar os requisitos de segurança e medicina do trabalho para as atividades de empresas contratadas, que venham a executar obras e/ou serviços nas dependências

Leia mais

TÍTULO I DAS DISPOSIÇOES INICIAIS. Art. 3º O projeto mencionado nos artigos 1º e 2º desta Lei é destinado, prioritariamente, nesta ordem:

TÍTULO I DAS DISPOSIÇOES INICIAIS. Art. 3º O projeto mencionado nos artigos 1º e 2º desta Lei é destinado, prioritariamente, nesta ordem: LEI Nº 2.511, de 17 de setembro de 2015. DISPÕE SOBRE A REGULAMENTAÇÃO PARA O CONTROLE POPULACIONAL DE ANIMAIS DOMÉSTICOS DO MUNICÍPIO DE CATANDUVAS/SC QUE ESPECIFICA E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS Gisa Aparecida

Leia mais

CONVITE N o 08/2011 DATA E HORÁRIO PARA RECEBIMENTO E ABERTURA DOS ENVELOPES Dia 13/04/2011 às 15 horas

CONVITE N o 08/2011 DATA E HORÁRIO PARA RECEBIMENTO E ABERTURA DOS ENVELOPES Dia 13/04/2011 às 15 horas CONVITE N o 08/2011 DATA E HORÁRIO PARA RECEBIMENTO E ABERTURA DOS ENVELOPES Dia 13/04/2011 às 15 horas 01. DISPOSIÇÕES INICIAIS 1.1 O Senac Departamento Nacional torna público que, na Seção de Material,

Leia mais

NR.07 PCMSO PROGRAMA DE CONTROLE MÉDICO DE SAÚDE OCUPACIONAL 09/12/2013

NR.07 PCMSO PROGRAMA DE CONTROLE MÉDICO DE SAÚDE OCUPACIONAL 09/12/2013 NR.07 PCMSO PROGRAMA DE CONTROLE MÉDICO DE SAÚDE OCUPACIONAL 09/12/2013 Do Objeto Esta Norma Regulamentadora - NR estabelece a obrigatoriedade da elaboração e implementação, por parte de todos os empregadores

Leia mais

TÓPICO 01: DISPOSIÇÕES GERAIS

TÓPICO 01: DISPOSIÇÕES GERAIS TÓPICO 01: DISPOSIÇÕES GERAIS O Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional PCMSO, se configura em uma obrigatoriedade legal a ser cumprida por todos os empregadores e instituições que admitam trabalhadores

Leia mais

NORMA PROCEDIMENTAL SEGURANÇA NO AMBIENTE DE TRABALHO E USO DO EPI 1. FINALIDADE

NORMA PROCEDIMENTAL SEGURANÇA NO AMBIENTE DE TRABALHO E USO DO EPI 1. FINALIDADE 50.05.007 1/10 1. FINALIDADE Regulamentar a utilização do Equipamento de Proteção Individual EPI, no âmbito da UFTM, visando proporcionar condições de trabalho mais seguras, evitar o risco de acidentes

Leia mais

NR7, NR9, NR17 - PROGRAMAS. Adriano Fernandes da Silva Lucas dos Reis Furtado Natália Barrios da Vila

NR7, NR9, NR17 - PROGRAMAS. Adriano Fernandes da Silva Lucas dos Reis Furtado Natália Barrios da Vila NR7, NR9, NR17 - PROGRAMAS Alunos: Adriano Fernandes da Silva Lucas dos Reis Furtado Natália Barrios da Vila NR 7 PCMSO - PROGRAMA DE CONTROLE MÉDICO DE SAÚDE OCUPACIONAL Esta Norma Regulamentadora - NR

Leia mais

PREFEITURA DA CIDADE UNIVERSITARIA DIVISÃO DE SERVIÇOS GERAIS SETORES DE ADMINISTRAÇÃO DE PREDIOS E VIGILANCIA.

PREFEITURA DA CIDADE UNIVERSITARIA DIVISÃO DE SERVIÇOS GERAIS SETORES DE ADMINISTRAÇÃO DE PREDIOS E VIGILANCIA. Ministério da Educação Universidade Federal de Santa Maria Pró-Reitoria de Recursos Humanos Coordenadoria de Qualidade de Vida do Servidor PCMSO PROGRAMA DE CONTROLE MÉDICO DE SAÚDE OCUPACIONAL PREFEITURA

Leia mais

Documentos Obrigatórios em UANs

Documentos Obrigatórios em UANs Documentos Obrigatórios em UANs Profa. Ms Kelly Ribeiro Amichi DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Para o funcionamento de uma UAN, existe a documentação obrigatória exigida pela legislação. Essa documentação deve

Leia mais

NP-NORMAS E PROCEDIMENTOS EM SEGURANÇA E SAÚDE OCUPACIONAL

NP-NORMAS E PROCEDIMENTOS EM SEGURANÇA E SAÚDE OCUPACIONAL Página 1 de 5 1. OBJETIVO 1.1. Estabelecer procedimentos para controle e uso de EPI - Equipamentos de Proteção Individual 2. CAMPO DE APLICAÇÃO 2.1. Esta NP (Normas e Procedimentos) é aplicável no âmbito

Leia mais

SESMT - SERVIÇOS ESPECIALIZADOS EM ENGENHARIA DE SEGURANÇA E MEDICINA DO TRABALHO

SESMT - SERVIÇOS ESPECIALIZADOS EM ENGENHARIA DE SEGURANÇA E MEDICINA DO TRABALHO SESMT - SERVIÇOS ESPECIALIZADOS EM ENGENHARIA DE SEGURANÇA E MEDICINA DO TRABALHO Aline Barbosa Pinheiro Prof. Andréia Alexandre Hertzberg Centro Universitário Leonardo da Vinci UNIASSELVI Graduação Tecnológica

Leia mais

MANUAL DE TRABALHO - CONTRATO MENSAL - MTQ Rev. 08 Criado em: 30/03/2012 Última revisão em: 08/09/2014

MANUAL DE TRABALHO - CONTRATO MENSAL - MTQ Rev. 08 Criado em: 30/03/2012 Última revisão em: 08/09/2014 MANUAL DE TRABALHO - CONTRATO MENSAL - MTQ Rev. 08 Criado em: 30/03/2012 Última revisão em: 08/09/2014 MANUAL DE TRABALHO A Qualitá Ocupacional, com o objetivo de facilitar a utilização dos serviços prestados

Leia mais

NR 6 E P I. Equipamento de Proteção Individual. Portaria 3.214 de 08 de junho de 1978

NR 6 E P I. Equipamento de Proteção Individual. Portaria 3.214 de 08 de junho de 1978 NR 6 E P I Equipamento de Proteção Individual Portaria 3.214 de 08 de junho de 1978 A sexta Norma Regulamentadora, cujo título é Equipamento de Proteção Individual (EPI), estabelece: definições legais,

Leia mais

II SEMINÁRIO DE SEGURANÇA DO TRABALHO NA SME

II SEMINÁRIO DE SEGURANÇA DO TRABALHO NA SME Prefeitura Municipal de Curitiba Instituto Municipal de Administração Pública - IMAP Plano de Desenvolvimento de Competências II SEMINÁRIO DE SEGURANÇA DO TRABALHO NA SME Curitiba 2009 Beto Richa Prefeito

Leia mais

Atualizada.: 19/04/2012 ANEXO 1 E

Atualizada.: 19/04/2012 ANEXO 1 E COORDENADORIA DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA E AMBIENTAL MEDIA COMPLEXIDADE ANEXO 1 E Ótica; Creches; Instituições de longa permanência para idosos; Instituições que prestem serviços de atenção a pessoas com

Leia mais

NORMAS REGULAMENTADORAS

NORMAS REGULAMENTADORAS NORMAS REGULAMENTADORAS As Normas Regulamentadoras estabelecem critérios e procedimentos obrigatórios relacionados à segurança e medicina do trabalho, que devem ser seguidos por empresas de acordo com

Leia mais

- PPRA - PROGRAMA DE PREVENÇÃO DE RISCOS AMBIENTAIS. Portaria MTE nº 3214/78 Portaria SSST nº 25, de 29/12/94 Norma Regulamentadora NR 09

- PPRA - PROGRAMA DE PREVENÇÃO DE RISCOS AMBIENTAIS. Portaria MTE nº 3214/78 Portaria SSST nº 25, de 29/12/94 Norma Regulamentadora NR 09 - PPRA - PROGRAMA DE PREVENÇÃO DE RISCOS AMBIENTAIS Portaria MTE nº 3214/78 Portaria SSST nº 25, de 29/12/94 Norma Regulamentadora NR 09 - ANÁLISE GLOBAL - DESTAQUE AVIAÇÃO AGRÍCOLA LTDA. - SÃO PEDRO DO

Leia mais

PROGRAMA DE PREVENÇÃO DE RISCO AMBIENTAL - PPRA NR 09

PROGRAMA DE PREVENÇÃO DE RISCO AMBIENTAL - PPRA NR 09 PROGRAMA DE PREVENÇÃO DE RISCO AMBIENTAL - PPRA NR 09 Prof. Me. Vítor Hugo Magalhães Vono Engenheiro de Segurança do Trabalho Lei 6514 de 12/77 Capítulo V da CLT da Segurança e Medicina do Trabalho (art.

Leia mais

PCMSO. Período Março de 2015 a Fevereiro 2016 ARQUIVAR ESTE DOCUMENTO ATÉ MARÇO 2035

PCMSO. Período Março de 2015 a Fevereiro 2016 ARQUIVAR ESTE DOCUMENTO ATÉ MARÇO 2035 PCMSO PROGRAMA DE CONTROLE MÉDICO DE SAÚDE OCUPACIONAL Norma Regulamentadora 7 Período ARQUIVAR ESTE DOCUMENTO ATÉ MARÇO 2035 LEFETIT INDÚSTRIA E COMÉRCIO DE CONFECÇÕES LTDA. Rua das Laranjeiras s/nº Residencial.

Leia mais

ESOCIAL. Fluxo de Informações

ESOCIAL. Fluxo de Informações ESOCIAL Fluxo de Informações Options Informática Ltda. A Pioneira em Saúde e 15/01/2015 Suíte-Options e o esocial 2 Leiautes do esocial envolvidos: 3 S-2100 - Cadastramento Inicial do Vínculo 3 S-2200

Leia mais

BOAS PRÁTICAS NO AMBIENTE DE TRABALHO

BOAS PRÁTICAS NO AMBIENTE DE TRABALHO BOAS PRÁTICAS NO AMBIENTE DE TRABALHO UNESP-2014 DANIELLE VARGAS Boas práticas no ambiente de trabalho Identificação e desobstrução de equipamentos e Materiais Fonte: Danielle Vargas Fonte: Danielle Vargas

Leia mais

CONTROLE DA SAÚDE DO TRABALHADOR NAS EMPRESAS

CONTROLE DA SAÚDE DO TRABALHADOR NAS EMPRESAS CONTROLE DA SAÚDE DO TRABALHADOR NAS EMPRESAS Dr. Ailton Luis da Silva www.healthwork.com.br ailton@healthwork.com.br Tel: (11) 5083-5300 Modelos de Serviços de Saúde Ocupacional existentes. A Convenção

Leia mais

FTST Formação Técnica em Segurança do Trabalho. Módulo de Saúde Ocupacional AULA 4

FTST Formação Técnica em Segurança do Trabalho. Módulo de Saúde Ocupacional AULA 4 FTST Formação Técnica em Segurança do Trabalho Módulo de Saúde Ocupacional AULA 4 Competências a serem trabalhadas nesta aula Estabelecer os parâmetros e diretrizes necessários para garantir um padrão

Leia mais

PROCEDIMENTO OPERACIONAL

PROCEDIMENTO OPERACIONAL Coordenadoria de Recursos Humanos (CRH) Secretaria Estadual da Saúde PROCEDIMENTO OPERACIONAL Número: 3.3 Revisão: 0 Página: 1/8 Vigência: Indeterminada Titulo: Implantação e adequação do Serviço Especializado

Leia mais

INFORMAÇÃO PARA A PREVENÇÃO

INFORMAÇÃO PARA A PREVENÇÃO FALANDO SOBRE NEXO EPIDEMIOLOGICO Um dos objetivos do CPNEWS é tratar de assuntos da área de Segurança e Medicina do Trabalho de forma simples de tal forma que seja possível a qualquer pessoa compreender

Leia mais

Manual de Regulamentação Saúde e Segurança Ocupacional

Manual de Regulamentação Saúde e Segurança Ocupacional Manual de Regulamentação Saúde e Segurança Ocupacional Normas Regulamentadoras (NR) As Normas Regulamentadoras (NR s), criadas pelo Ministério do Trabalho e do Emprego (MTE), tem como objetivo estabelecer

Leia mais

Denilson Cazuza dos Santos

Denilson Cazuza dos Santos LEGISLAÇÃO E NORMAS. SEGURANÇA E MEDICINA NO TRABALHO Denilson Cazuza dos Santos denilsoncazuza@terra.com.br NORMAS APLICAVEIS CF - Constituição Federal 88 Código Civil, art. 186 e 927 Código Penal ART.

Leia mais

Secretaria da Administração

Secretaria da Administração Secretaria da Administração Procedimento para Elaboração de Programas de Segurança para Empresas Contratadas PCMSO / PPRA / PCMAT / ARO Revisão 00 2014 1. Objetivo Estabelecer as exigências mínimas sobre

Leia mais

PROGRAMAS (41) 35620280. medicinaocupacional@saudemais.med.br. http://www.saudemais.med.br

PROGRAMAS (41) 35620280. medicinaocupacional@saudemais.med.br. http://www.saudemais.med.br (41) 35620280 medicinaocupacional@saudemais.med.br http://www.saudemais.med.br Temos a satisfação de apresentar nossos serviços de Saúde Ocupacional. Oferecemos assessoria completa em segurança e medicina

Leia mais

Procedimento de Segurança para Terceiros

Procedimento de Segurança para Terceiros Página 1 de 6 1. OBJETIVO Sistematizar as atividades dos prestadores de serviços, nos aspectos que impactam na segurança do trabalho de forma a atender à legislação, assim como, preservar a integridade

Leia mais

CPC - COMITÊ PERMANENTE DE CERTIFICAÇÃO EDITAL PROCESSO DE CERTIFICAÇÃO 2015

CPC - COMITÊ PERMANENTE DE CERTIFICAÇÃO EDITAL PROCESSO DE CERTIFICAÇÃO 2015 EDITAL PROCESSO DE CERTIFICAÇÃO 2015 Certificação de Higienistas Ocupacionais (HOC) e de Técnicos Higienistas Ocupacionais (THOC) por Prova de Títulos e Prova de Conhecimentos I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

Leia mais

ODONTOLOGIA DO TRABALHO ESTADO DA ARTE E NOVAS PERSPECTIVAS NO CAMPO DA SAÚDE INTEGRAL DOS TRABALHADORES

ODONTOLOGIA DO TRABALHO ESTADO DA ARTE E NOVAS PERSPECTIVAS NO CAMPO DA SAÚDE INTEGRAL DOS TRABALHADORES ODONTOLOGIA DO TRABALHO ESTADO DA ARTE E NOVAS PERSPECTIVAS NO CAMPO DA SAÚDE INTEGRAL DOS TRABALHADORES ODONTOLOGIA DO TRABALHO Edward Toshiyuki Midorikawa João Rodolfo Hopp Sérgio Peres Junior Sueli

Leia mais

Guia de Mobilização - Vale

Guia de Mobilização - Vale Guia de Mobilização - Vale 2ª Edição Nov/2015 Sumário 1. INTRODUÇÃO... 3 2. APLICAÇÃO... 3 3. MACRO FLUXO DO PROCESSO DE MOBILIZAÇÃO... 3 3.1. CERTIFICAÇÃO... 3 3.2. CONTRATAÇÃO... 4 3.3. MOBILIZAÇÃO...

Leia mais

TEMA NR 4 - SERVIÇOS ESPECIALIZADOS EM ENGENHARIA DE SEGURANÇA E EM MEDICINA DO TRABALHO

TEMA NR 4 - SERVIÇOS ESPECIALIZADOS EM ENGENHARIA DE SEGURANÇA E EM MEDICINA DO TRABALHO TEMA NR 4 - SERVIÇOS ESPECIALIZADOS EM ENGENHARIA DE SEGURANÇA E EM MEDICINA DO TRABALHO 4.1. Empresas privadas e públicas, órgãos públicos, que possuam empregados regidos pela CLT, manterão, obrigatoriamente,

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS EM MEDICINA DO TRABALHO E SAÚDE OCUPACIONAL DA COMPANHIA DAS DOCAS DO ESTADO DA BAHIA -

TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS EM MEDICINA DO TRABALHO E SAÚDE OCUPACIONAL DA COMPANHIA DAS DOCAS DO ESTADO DA BAHIA - TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS EM MEDICINA DO TRABALHO E SAÚDE OCUPACIONAL DA COMPANHIA DAS DOCAS DO ESTADO DA BAHIA - CODEBA 1. OBJETO Prestação de serviços em medicina

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE ENFERMAGEM DE RONDÔNIA REQUERIMENTO PARA CRT (Certidão de Responsabilidade Técnica)

CONSELHO REGIONAL DE ENFERMAGEM DE RONDÔNIA REQUERIMENTO PARA CRT (Certidão de Responsabilidade Técnica) CONSELHO REGIONAL DE ENFERMAGEM DE RONDÔNIA REQUERIMENTO PARA CRT (Certidão de Responsabilidade Técnica) Eu, Enfermeiro (a), inscrito (a) sob n.º COREN-RO, em / / Endereço Residencial: Nº, Bairro:, Cidade:,

Leia mais

Curso Técnico Segurança do Trabalho. Higiene, Análise de Riscos e Condições de Trabalho MÄdulo 4 Programa Controle MÇdico de SaÉde Ocupacional

Curso Técnico Segurança do Trabalho. Higiene, Análise de Riscos e Condições de Trabalho MÄdulo 4 Programa Controle MÇdico de SaÉde Ocupacional Curso Técnico Segurança do Trabalho Higiene, Análise de Riscos e Condições de Trabalho MÄdulo 4 Programa Controle MÇdico de SaÉde Ocupacional PCMSO Estabelece a obrigatoriedade da elaboração e implementação,

Leia mais