Consumo de Probióticos entre os alunos do IFMT/BelaVista

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Consumo de Probióticos entre os alunos do IFMT/BelaVista"

Transcrição

1 Consumo de Probióticos entre os alunos do IFMT/BelaVista K. S. Oliveira 1, C. L. P. Ferreira 2, T. Y. S. França 1, J. S. Oliveira 1, A. A. Pessoa 1, L. C. Capucho, N. F. M. P. Siqueira 3. 1 Acadêmica do curso de Engenharia de Alimentos do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso, Campus Cuiabá Bela Vista CEP: 785 Cuiabá MT Brasil, Telefone: 55 (65) jessicadesouza.ifmt.com, 2 Docente MSc. do curso de Engenharia de Alimentos do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso, Campus Cuiabá Bela Vista - CEP: 785 Cuiabá MT Brasil, Telefone: 55 (65) Docente Pós-Graduação em Ciência e Tecnologia de Alimentos Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso, campus Cuiabá Bela Vista, s/n, Avenida Vereador Juliano da Costa Marques Bela Vista, Cuiabá MT, CEP: RESUMO Um número crescente de pessoas estão cada vez mais preocupadas com a sua saúde, consequentemente com a alimentação. Desta forma têm incluído alimentos funcionais, como os probióticos em suas dietas diárias. O presente estudo teve por objetivo avaliar o conhecimento sobre probióticos, os benefícios relacionados, e o consumo entre os estudantes, através da aplicação de um questionário. Os resultados obtidos demonstraram que o conhecimento adequado sobre os probióticos ainda é pequeno, bem como seus benefícios provocados no organismo. PALAVRAS-CHAVE: Saúde, Alimentação, Resultados. ABSTRACT- A crescent number of people are more and more worried with their own health, consequently with their alimentation. This way, they have included functional food, as the probiotics. This study aims to assess the knowledge of these people about probiotics, the benefits related to it, and the consumption among the students, through a questionnaire. The results obtained showed that the knowledge about probiotics is very poor, as well its benefits to the organism. KEYWORDS: Health, Food, Results. 1. INTRODUÇÃO. Nos últimos tempos, tem-se evidenciado no cenário da alimentação brasileira, grande destaque aos alimentos que desempenham funções benéficas ao organismo humano, como prevenção de doenças, proteção de órgãos e tecidos, manutenção das reações básicas, entre outros, esses alimentos são chamados alimentos funcionais (Sgarbieri et al., 1999). De acordo com a ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) propriedade funcional é aquela relativa ao papel metabólico ou fisiológico que o nutriente ou não nutriente tem no crescimento, desenvolvimento, manutenção e outras funções normais do organismo humano, além disso, precisa apresentar uma quantidade de cultura mínima viável entre 1 8 a 1 9 UFC (unidades formadoras de colônias) por porção do produto. O termo pro biótico deriva do grego e significa "pró-vida". A definição mais atual de pro biótico é suplemento alimentar, rico em microrganismos vivos, que afeta de forma benéfica o consumidor, através da melhoria microbiana intestinal. Portanto, os alimentos pro bióticos são aqueles ricos em bactérias que produzem efeitos benéficos sobre a flora do intestino. Normalmente são termo sensíveis e têm pouco tempo de vida, por isso, devem ser mantidos bem refrigerados. Ao

2 serem ingeridos, integrados aos alimentos, vão para o intestino e ali se farão parte da flora já existente, sem se fixarem, mas auxiliando no trabalho de absorção dos nutrientes (PIMENTEL, 25). Neste enfoque, os alimentos funcionais conquistaram um espaço no desenvolvimento de novos produtos, inserindo os alimentos com culturas probióticas, que contêm microrganismos vivos que resistem ao processo de digestão. Por isso, chegam ao intestino de forma íntegra e ali atuam. No mercado, destacam-se os iogurtes e leites fermentados, que são os principais produtos comercializados contendo culturas probióticas (SAAD, 26). Porém vale ressaltar que, nem todos esses alimentos possuem probióticos, o que em geral, causa confusão para os consumidores no momento da compra. Os benefícios à saúde do consumidor mais relevantes são: Promoção de resistência gastrintestinal; Melhora da digestão da lactose; Alívio da constipação e tratamento de alguns tipos de diarréias; Fortalecimento do sistema imunológico através de maior produção de células protetoras, reduzindo o risco de câncer e doenças infecciosas. Efeito funcional benéfico no organismo através do equilíbrio da flora intestinal. Dessa maneira, a ingestão de alimentos contendo colônias de microrganismos viáveis benéficas pode proporcionar além de vitalização local do intestino, melhoria do estado global do organismo humano. O objetivo deste estudo foi investigar a capacidade de identificação correta dos alimentos probióticos, avaliar o consumo, e o conhecimento a respeito dos benefícios entre os estudantes do Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia de Cuiabá/MT- Campus Bela Vista. 2. MATERIAL E MÉTODOS Tratou-se de um estudo transversal, cuja amostra constitui-se de 1 estudantes dos cursos Técnico em Alimentos e Gestão Ambiental do Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia de Cuiabá/MT- Campus Bela Vista. Todos os alunos foram abordados em sala de aula, onde receberam uma explicação inicial a respeito da pesquisa. A escolha dessa população levou em consideração a diferença dos perfis entre os dois cursos, onde um pertence à área de alimentos, e o outro não. Como instrumento de coleta, foi aplicado um questionário, composto por questões dissertativas e de múltipla escolha, e em seguida os dados foram processados e analisados. 3. RESULTADOS E DISCUSSÕES A amostra foi constituída por 1 estudantes pertencentes ao Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia Campus Bela Vista, da Cidade de Cuiabá-MT,sendo 4% integrantes do Curso Técnico em Alimentos e 6% do Curso de Gestão Ambiental. Os participantes apresentaram faixa etária entre 17 e 45 anos, onde 66% possuem idade até 25 anos. Entre os gêneros, houve participação de 67% de indivíduos do sexo feminino (predominantes do Curso Técnico em Alimentos), e aproximadamente 33% do sexo masculino (predominantes do Curso de Gestão Ambiental). De modo geral, verificou-se que apenas 12% dos entrevistados definiram probióticos corretamente, 26% definiram de forma parcialmente correta e 62% não souberam definir. Entre os alunos do Curso Técnico em Alimentos, apenas 3% souberam definir probióticos de forma correta e 9% do Curso de Gestão Ambiental. 14% dos alunos do Curso de Gestão Ambiental definiram probióticos de forma parcialmente correta e apenas 12% do Curso Técnico em Alimentos, enquanto que 85 e 77% dos alunos do Curso Técnico em Alimentos e Gestão Ambiental respectivamente, não souberam definir. (Figuras 1 e 2). Figura 1. Conhecimento sobre probióticos entre os alunos do Curso Técnico em Alimentos (%)

3 % 12% 85% Responderam correto Parcialmente Correto Figura 2. Conhecimento sobre probióticos entre os alunos do Curso de Gestão Ambiental (%) 1 77% 5 9% 14% Responderam Correto Parcialmente Correto Uma considerável parcela dos entrevistados mostrou-se confusa, e 22% foram incapazes de mencionar um único exemplo de alimento contendo probiótico (Viana et al., 27). Entre os estudantes que souberam responder corretamente e/ou de forma parcialmente correta, 26% pagariam mais caro por um produto conter probióticos, e 14% não pagariam. Em relação ao consumo de alimentos fontes de probióticos como iogurtes e/ou leites fermentados, aproximadamente 78% dos alunos questionados relataram consumir esses produtos, sendo que apenas 17% consomem diariamente, 22% semanalmente e 61% eventualmente (Figura 3). Foi observado ainda, que 62% dos estudantes consomem iogurtes, 29% leite fermentado, e 9% relataram consumir outros produtos (Figura 4). No trabalho de Seibert et al. (28), foi investigado o consumo de bebidas lácteas fermentadas na população acadêmica da Universidade Tecnológica Federal do Paraná, entrevistando-se 1 estudantes. Foi observado que 38% dos estudantes consomem somente iogurte, 1% somente bebida láctea, 2% leites fermentados e 5% mais de um dos tipos de produtos % 22% 61% Diariamente

4 Figura 3. Freqüência do Consumo de Iogurtes e/ou Leite Fermentado entre ambos os cursos (%) Em relação aos fatores que influenciam no momento da escolha dos produtos, a maior influência observada foi o sabor, seguido de informações nutricionais, conforme Tabela 1. De forma distinta, Holanda et al. (28), observaram em um estudo análogo feito entre estudantes de uma instituição de ensino superior, que a principal motivação foi o sabor (4%), mantendo longa distância do valor verificado pela motivação nutricional (22%). Figura 4. Consumo de iogurte e leite fermentado entre ambos os cursos (%) % 29% 9% Iogurtes Leite Fermentado Tabela 1. Fatores que influenciam no momento da escolha dos produtos Motivo (%) Sensorial (sabor) 43,58 Nutricional 38,46 Menor Preço 8,98 Marcas 8,98 Somente 22% dos estudantes relataram não consumir alimentos que contenham probióticos, destes, 46% não consomem por não saberem do que se trata, 38% por não gostarem do sabor, 8% relataram intolerância a lactose, e 8% por não conhecerem os benefícios relacionados ao consumo destes alimentos. Em relação à motivação para o consumo de produtos que contenham probióticos, apenas 1% dos estudantes informaram indicação médica, 13% indicação de nutricionista, 19% foram influenciados pela TV e os demais por outros fatores menos relevantemente mencionados. Foi constatado entre aqueles que informaram fazer uso de probióticos por indicação de um profissional, que 54% observaram melhoria na constipação intestinal, 24% obtiveram melhoria no sistema imunológico, e 22% não observaram nenhum benefício. Esperava-se obter esse resultado, uma vez que observa-se que a TV faz inferência apenas da melhoria da constipação intestinal, quando aborda probióticos. Confirmando esses efeitos, em pesquisa semelhante que objetivou avaliar o nível de conhecimento de probióticos e seus benefícios, verificou-se que 5% dos entrevistados apontaram o melhor funcionamento intestinal como benefício proporcionado (Almeida 27). 4. CONCLUSÃO De acordo com os dados obtidos neste estudo, verificou-se que os estudantes do Curso Técnico em Alimentos estão aquém aos alunos do Curso de Gestão Ambiental no que se refere à definição correta do termo probiótico, apesar disso, nota-se que o consumo de leite fermentado e iogurte entre a população pesquisada é bastante elevado, todavia se considerarmos o fato de que a ingestão

5 diária desses produtos é que garante os efeitos benéficos, a freqüência no consumo de iogurtes e/ou leites fermentados entre os estudantes é relativamente baixa. Entre os efeitos benéficos relacionados ao consumo de probióticos, observou- se que de maneira relevante os estudantes relataram a melhoria da constipação intestinal, inclusive aqueles que não consomem diariamente. Entretanto, sabe-se que a ação de colônias bacterianas benéficas viáveis vai muito além da local ou sistêmica, ultrapassando os limites de atuação apenas sobre o trato digestório. Desta forma, pode-se concluir que ainda é pequeno o conhecimento adequado sobre os probióticos bem como de seus efeitos benéficos provocados no organismo quando consumidos em proporção e periodicidade corretas, apontando a clara necessidade de estímulo à conscientização da população, até mesmo daquela que apresenta o conhecimento sobre a ciência dos alimentos, como é o caso dos alunos do Curso Técnico em Alimentos que pertenceram à este estudo, para que seu consumo tenha vistas à manutenção e promoção da saúde. 5. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS Anvisa 22. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Resolução nº 2 do 7 de janeiro de 22. Alimentos com Alegações de Propriedades Funcionais e ou de Saúde, Novos Alimentos/Ingredientes, Substancias Bioativas e Probióticos. Disponível em: Acessado em 14 de outubro de 21. Almeida, F.H.S et al. Probióticos e seus Efeitos sob a Compreensão do Consumidor. Revista Científica da FAMINAS, Muriaé: v. 3, n. 1, p. 367,27. Pimentel, Carolina Vieira de Mello Barros et al. Alimentos Funcionais - Introdução ás Principais Substâncias Bioativas em Alimentos. 1º ed. São Paulo-SP : Editora Varela, 25. Sgarbieri, V. C., Pacheco, M. T. B. Revisão: Alimentos funcionais fisiológicos. Brazilian Journal of Food Technology, n. 2, Saad, S. M. I. Probióticos e Prebióticos: o estado da arte, Revista Brasileira de Ciência Farmacêuticas, São Paulo: v. 42, n.1, 26. Seibert, D., Brandão, W. A. P. L. T. M., Mendonça, S. N. T. Perfil dos consumidores de bebidas lácteas fermentadas. I Simpósio Internacional: Prebióticos e Probióticos em Produtos Lácteos. Anais... Campinas, de 25 a 26 de agosto de 28. Viana, J. et al. Probiotic foods: Consumer Perception and Attitudes International Journal of Food Science and Technology: v. 43, n. 1, p , 27.

ENUMERAÇÃO DE BACTÉRIAS LÁCTICAS DE LEITES FERMENTADOS COMERCIALIZADOS EM VIÇOSA, MG

ENUMERAÇÃO DE BACTÉRIAS LÁCTICAS DE LEITES FERMENTADOS COMERCIALIZADOS EM VIÇOSA, MG 171 ENUMERAÇÃO DE BACTÉRIAS LÁCTICAS DE LEITES FERMENTADOS COMERCIALIZADOS EM VIÇOSA, MG Natália Parma Augusto de Castilho 1, Adriano França da Cunha 2, Felício Alves Motta 1, Eduardo Nogueira Fernandes

Leia mais

Docente das Faculdades Integradas de Três Lagoas. Acadêmicas de Nutrição da Faculdades Integradas de Três Lagoas RESUMO

Docente das Faculdades Integradas de Três Lagoas. Acadêmicas de Nutrição da Faculdades Integradas de Três Lagoas RESUMO 1 AVALIAÇÃO SENSORIAL DE IOGURTE BATIDO COM A FRUTA DE GOIABA VERMELHA IN NATURA (Psidium guajava), COM O SUCO ARTIFICIAL DE GOIABA E A POLPA DA FRUTA DE GOIABA CAMILA ANDRÉA FAVARO DE FREITAS 1 CAROLINE

Leia mais

Estudo sobre o Consumo de leite na Cidade de Monte Carmelo

Estudo sobre o Consumo de leite na Cidade de Monte Carmelo Estudo sobre o Consumo de leite na Cidade de Monte Carmelo Vânia de Fátima Lemes de Miranda 1 Luciano Dias Cabral Neto 2 Luciano Mateus Luiz Rodrigues 3 Marcelo Rodrigues da Silva 4 Raynner Lage Cordeiro

Leia mais

BENEFÍCIOS DO KEFIR DE LEITE

BENEFÍCIOS DO KEFIR DE LEITE BENEFÍCIOS DO KEFIR DE LEITE Ele é rico em nutrientes e probióticos, é extremamente benéfico para a digestão e saúde do intestino, e muitas pessoas consideram ser uma versão mais poderosa do iogurte: 1.

Leia mais

AZEITE DE OLIVA: ESTUDOS COM CONSUMIDORES RESUMO

AZEITE DE OLIVA: ESTUDOS COM CONSUMIDORES RESUMO AZEITE DE OLIVA: ESTUDOS COM CONSUMIDORES Bruna G. de MELO¹; Natali A BRANDÃO²; Mariana B L DUTRA³ RESUMO O estudo do perfil do consumidor é uma ferramenta importante na determinação de suas potencialidades.

Leia mais

Alimentos Prebióticos

Alimentos Prebióticos Alimentos Prebióticos Uso e disponibilidade no mercado Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro UNIRIO Programa de Pós Graduação em Alimentos e Nutrição - PPGAN Ciclo de palestras Palestrante:

Leia mais

METODOLOGIA RESULTADOS

METODOLOGIA RESULTADOS Popularização de Kefir no Recôncavo da Bahia: um Relato de Experiência Edleuza Oliveira Silva, i Adna de Oliveira Barbosa, Carla Alves Barbosa ii, Ferlando Lima Santos iii, INTRODUÇÃO Embora o kefir seja

Leia mais

PROBIÓTICOS E PREBIÓTICOS

PROBIÓTICOS E PREBIÓTICOS PROBIÓTICOS E PREBIÓTICOS Cristiane Maria Barra da Matta Engenheira de Alimentos do Centro de Pesquisas do Instituto Mauá de Tecnologia Professora do Centro Universitário do Instituto Mauá de Tecnologia

Leia mais

Avaliação de Alegações Propriedades Funcionais e ou de Saúde e Registro de Produtos com Alegações

Avaliação de Alegações Propriedades Funcionais e ou de Saúde e Registro de Produtos com Alegações WORKSHOP SOBRE ANTIOXIDANTES ILSI BRASIL Avaliação de Alegações Propriedades Funcionais e ou de Saúde e Registro de Produtos com Alegações Ana Paula de R. Peretti Giometti GPESP / GGALI / ANVISA São Paulo,

Leia mais

TÍTULO: INGESTÃO DE PRODUTOS INDUSTRIALIZADOS RICOS EM SÓDIO E ADIÇÃO DE SAL ÀS PREPARAÇÕES PRONTAS

TÍTULO: INGESTÃO DE PRODUTOS INDUSTRIALIZADOS RICOS EM SÓDIO E ADIÇÃO DE SAL ÀS PREPARAÇÕES PRONTAS TÍTULO: INGESTÃO DE PRODUTOS INDUSTRIALIZADOS RICOS EM SÓDIO E ADIÇÃO DE SAL ÀS PREPARAÇÕES PRONTAS CATEGORIA: EM ANDAMENTO ÁREA: CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E SAÚDE SUBÁREA: NUTRIÇÃO INSTITUIÇÃO: UNIVERSIDADE

Leia mais

Por que consumir alimentos Probióticos e prebióticos?

Por que consumir alimentos Probióticos e prebióticos? Por que consumir alimentos Probióticos e prebióticos? Na palestra será abordada a importância da ingestão de probióticos e prebióticos para o fortalecimento da saúde humana bem como a diferença entre probióticos

Leia mais

Critério: Saúde/bem-estar: alimentos funcionais

Critério: Saúde/bem-estar: alimentos funcionais Critério: Saúde/bem-estar: alimentos funcionais Sistema da Cadeia Agro-Alimentar Ana Pinto de Moura O que é um alimento funcional? Qualquer alimento ou parte de um alimento que por possuir actividade fisiológica/biológica,

Leia mais

O COMPORTAMENTO ALIMENTAR DO IDOSO ATIVO

O COMPORTAMENTO ALIMENTAR DO IDOSO ATIVO O COMPORTAMENTO ALIMENTAR DO IDOSO ATIVO Tainara Cavalcante Silva¹; Marilia Carolina dos Santos Silva ²; Saulo Victor e Silva³ Universidade Potiguar (UnP), Avenida Senador Salgado Filho, nº 1610, Lagoa

Leia mais

UTILIZAÇÃO DA BATATA YACON NA ALIMENTAÇÃO HUMANA COMO FONTE DE PRÉ-BIÓTICO

UTILIZAÇÃO DA BATATA YACON NA ALIMENTAÇÃO HUMANA COMO FONTE DE PRÉ-BIÓTICO 327 UTILIZAÇÃO DA BATATA YACON NA ALIMENTAÇÃO HUMANA COMO FONTE DE PRÉ-BIÓTICO Marina Oliveira Santana ¹, Cristiane Sampaio Fonseca ², Luiza Carla Vidigal ³. Resumo: As evidências científicas sobre a relação

Leia mais

Alimentos Funcionais: potencialidades do Centro-Oeste. Profa. Dra. Katiuchia Pereira Takeuchi Universidade Federal de Goiás - UFG

Alimentos Funcionais: potencialidades do Centro-Oeste. Profa. Dra. Katiuchia Pereira Takeuchi Universidade Federal de Goiás - UFG Alimentos Funcionais: potencialidades do Centro-Oeste Profa. Dra. Katiuchia Pereira Takeuchi Universidade Federal de Goiás - UFG Alimentos Funcionais O alimento está para a medicina assim como a medicina

Leia mais

CONHECIMENTO SOBRE PROBIÓTICOS ENTRE ESTUDANTES DE UMA INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR Knowledge of probiotics among students of a university

CONHECIMENTO SOBRE PROBIÓTICOS ENTRE ESTUDANTES DE UMA INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR Knowledge of probiotics among students of a university CONHECIMENTO SOBRE PROBIÓTICOS ENTRE ESTUDANTES DE UMA INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR Knowledge of probiotics among students of a university Lívia Batista HOLANDA Faculdade de Jaguariúna - FAJ Adriane

Leia mais

Session 1: Brazilian scenario: ingredients, functional foods and health

Session 1: Brazilian scenario: ingredients, functional foods and health Session 1: Brazilian scenario: ingredients, functional foods and health Raul Amaral Rego Coordenador da Plataforma de Inovação Tecnológica ITAL, Campinas, 29 de novembro de 2016 Agenda Mercado consumidor

Leia mais

PROBIÓTICOS AO SEU ANIMAL DE COMPANHIA

PROBIÓTICOS AO SEU ANIMAL DE COMPANHIA Os benefícios da administração de PROBIÓTICOS AO SEU ANIMAL DE COMPANHIA Benefícios dos probióticos. Em humanos, os diversos benefícios para a saúde derivados da toma regular de probióticos - as chamadas

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DOS PROBIÓTICOS NA MICROBIOTA INTESTINAL HUMANA

A IMPORTÂNCIA DOS PROBIÓTICOS NA MICROBIOTA INTESTINAL HUMANA Ciclo de Palestras A IMPORTÂNCIA DOS PROBIÓTICOS NA MICROBIOTA INTESTINAL HUMANA Luciana Mouta de Oliveira PROBIÓTICOS - DEFINIÇÃO Suplementos alimentares à base de microrganismos vivos que afetam beneficamente

Leia mais

SUPLEMENTOS ALIMENTARES: STATUS DA REGULAMENTAÇÃO NO BRASIL E PERSPECTIVAS FUTURAS

SUPLEMENTOS ALIMENTARES: STATUS DA REGULAMENTAÇÃO NO BRASIL E PERSPECTIVAS FUTURAS SUPLEMENTOS ALIMENTARES: STATUS DA REGULAMENTAÇÃO NO BRASIL E PERSPECTIVAS FUTURAS Simpósio Latino Americano sobre Fortificação de Alimentos e Suplementos Stefani Faro de Novaes Especialista em Regulação

Leia mais

IX Mostra de Extensão 2014 CONSUMO DE CARNE DE FRANGO E DE OVOS DE AVES DE GRANJA PELA POPULAÇÃO DA REGIÃO DE PETROLINA

IX Mostra de Extensão 2014 CONSUMO DE CARNE DE FRANGO E DE OVOS DE AVES DE GRANJA PELA POPULAÇÃO DA REGIÃO DE PETROLINA CONSUMO DE CARNE DE FRANGO E DE OVOS DE AVES DE GRANJA PELA POPULAÇÃO DA REGIÃO DE PETROLINA Programa Institucional de Bolsas de Extensão PIBEX - 2014/2015 Autor(es): Dias, A. O¹., Carvalho, D.C.O²., Santos

Leia mais

Terminologias e conceitos básicos em alimentação e Nutrição. Profª Patrícia Ceolin

Terminologias e conceitos básicos em alimentação e Nutrição. Profª Patrícia Ceolin Terminologias e conceitos básicos em alimentação e Nutrição. Profª Patrícia Ceolin NUTRIÇÃO??? A nutrição é a ciência que estuda a composição dos alimentos e as necessidades nutricionais do indivíduo,

Leia mais

Alimentação saudável

Alimentação saudável Alimentação saudável Você mais saudável do que nunca! Quem nunca ouviu falar em antioxidantes e radicais livres? Agora, basta saber quem é o vilão e o herói dessa batalha. Os antioxidantes são substâncias

Leia mais

ZINCO. Papel no organismo

ZINCO. Papel no organismo ZINCO Ter uma alimentação rica em minerais é essencial para manter a saúde em dia. Mas, entre tantos nutrientes, um deles assume papel de destaque: o zinco. "Esse mineral é essencial para que nosso corpo

Leia mais

Saiba como escolher o melhor tipo de iogurte

Saiba como escolher o melhor tipo de iogurte Saiba como escolher o melhor tipo de iogurte O alimento é saudável e pode ser aliado da dieta Por: Bruna Vargas 20/06/2016 03h01min Atualizada em 20/06/2016 03h01min Sua Compartilhar Foto: Andréa Graiz

Leia mais

UTILIZAÇÃO DE RECURSOS ERGOGÊNICOS POR PRATICANTES DE ATIVIDADE FÍSICA EM UMA LOJA DE SUPLEMENTOS ESPORTIVOS EM APUCARANA, PR

UTILIZAÇÃO DE RECURSOS ERGOGÊNICOS POR PRATICANTES DE ATIVIDADE FÍSICA EM UMA LOJA DE SUPLEMENTOS ESPORTIVOS EM APUCARANA, PR UTILIZAÇÃO DE RECURSOS ERGOGÊNICOS POR PRATICANTES DE ATIVIDADE FÍSICA EM UMA LOJA DE SUPLEMENTOS ESPORTIVOS EM APUCARANA, PR Autores: ASEVEDO, F. M.; MARIN, T. Resumo: O presente estudo teve como objetivo

Leia mais

AVALIAÇÃO DA INTERPRETAÇÃO DE TABELAS NUTRICIONAIS COM ALUNOS DO ENSINO FUNDAMENTAL

AVALIAÇÃO DA INTERPRETAÇÃO DE TABELAS NUTRICIONAIS COM ALUNOS DO ENSINO FUNDAMENTAL AVALIAÇÃO DA INTERPRETAÇÃO DE TABELAS NUTRICIONAIS COM ALUNOS DO ENSINO FUNDAMENTAL Natália G. T. MAGALHÃES ; Clécia de P. ALVES ; Miller M. SANCHES ; Valdirene P. COSTA RESUMO A escola tem um importante

Leia mais

ALIMENTOS FUNCIONAIS NA PREVENÇÃO DO CÂNCER: uma atenção para os probióticos, prebióticos e simbióticos na prevenção do câncer de. intestino.

ALIMENTOS FUNCIONAIS NA PREVENÇÃO DO CÂNCER: uma atenção para os probióticos, prebióticos e simbióticos na prevenção do câncer de. intestino. ALIMENTOS FUNCIONAIS NA PREVENÇÃO DO CÂNCER: uma atenção para os probióticos, prebióticos e simbióticos na prevenção do câncer de intestino. Karoline Carvalho de Souza 1 Daniela De StefaniMarquez 2 Dulcelene

Leia mais

AVALIAÇÃO DO CONSUMO E CONHECIMENTO SOBRE ALIMENTOS DIET E LIGHT NA CIDADE DE PIRAÚBA, MG BRASIL¹

AVALIAÇÃO DO CONSUMO E CONHECIMENTO SOBRE ALIMENTOS DIET E LIGHT NA CIDADE DE PIRAÚBA, MG BRASIL¹ 185 AVALIAÇÃO DO CONSUMO E CONHECIMENTO SOBRE ALIMENTOS DIET E LIGHT NA CIDADE DE PIRAÚBA, MG BRASIL¹ Ana Bárbara Inêz Martins², Ana Carolina Rocha³, Letícia Fernandes de Souza 4, Renata Silva Diniz 5

Leia mais

ÍNDICE DE AUTOMEDICAÇÃO ENTRE ACADÊMICOS DA UNIVERSIDADE DE CRUZ ALTA

ÍNDICE DE AUTOMEDICAÇÃO ENTRE ACADÊMICOS DA UNIVERSIDADE DE CRUZ ALTA ÍNDICE DE AUTOMEDICAÇÃO ENTRE ACADÊMICOS DA UNIVERSIDADE DE CRUZ ALTA 1 SCHEER, Fernanda; ²JUNGES, Luana; ³KENSY, Bruna; 4 STOLBERG, Isa Fabiane; 5 BONFANTI Gabriela; Palavras Chaves: Automedicação. Acadêmicos

Leia mais

Alimentos com alegação de propriedades funcionais aprovados pela legislação brasileira

Alimentos com alegação de propriedades funcionais aprovados pela legislação brasileira UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE CCBS PROGRAMA DE PÓS GRADUAÇÃO EM ALIMENTOS E NUTRIÇÃO PPGAN Alimentos com alegação de propriedades funcionais

Leia mais

ÁCIDO FUMÁRICO NA ALIMENTAÇÃO DE LEITÕES PÓS-DESMAME E EM CRECHE: ESTUDO META-ANALÍTICO

ÁCIDO FUMÁRICO NA ALIMENTAÇÃO DE LEITÕES PÓS-DESMAME E EM CRECHE: ESTUDO META-ANALÍTICO ÁCIDO FUMÁRICO NA ALIMENTAÇÃO DE LEITÕES PÓS-DESMAME E EM CRECHE: ESTUDO META-ANALÍTICO Fernanda Maria Denck (PIBIC/UEPG), Cheila Roberta Lehnen (Orientadora) e-mail: cheilalehnen@gmail.com, Joao Otávio

Leia mais

Consumo x Alimentos x Nutrientes. Profª Ms.Sílvia Maria Marinho Storti

Consumo x Alimentos x Nutrientes. Profª Ms.Sílvia Maria Marinho Storti Consumo x Alimentos x Nutrientes Profª Ms.Sílvia Maria Marinho Storti Alimentos & Nutrientes Consumo * Valores socioeconômicos * Valores socioculturais * Imagem corporal * Situação financeira familiar

Leia mais

CONHECIMENTO DOS ESTUDANTES DE NUTRIÇÃO ACERCA DOS PRODUTOS DIET E LIGHT KNOWLEDGE OF STUDENT NUTRITION ABOUT THE DIET AND LIGHT PRODUCTS

CONHECIMENTO DOS ESTUDANTES DE NUTRIÇÃO ACERCA DOS PRODUTOS DIET E LIGHT KNOWLEDGE OF STUDENT NUTRITION ABOUT THE DIET AND LIGHT PRODUCTS CONHECIMENTO DOS ESTUDANTES DE NUTRIÇÃO ACERCA DOS PRODUTOS DIET E LIGHT KNOWLEDGE OF STUDENT NUTRITION ABOUT THE DIET AND LIGHT PRODUCTS José Donivaldo da SILVA NETO; Francisco Gilvandro L. do NASCIMENTO;

Leia mais

O PAPEL DA ESCOLA NA SENSIBILIZAÇÃO DE ALUNOS E PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO ACERCA DO CÂNCER

O PAPEL DA ESCOLA NA SENSIBILIZAÇÃO DE ALUNOS E PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO ACERCA DO CÂNCER ÁREATEMÁTICA: A Biologia na perspectiva do Ensino Médio Inovador: Propondo ações integradas de ensino, pesquisa e extensão (GT-1). O PAPEL DA ESCOLA NA SENSIBILIZAÇÃO DE ALUNOS E PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO

Leia mais

ACEITABILIDADE DE OVOS COM BASE NA DEGUSTAÇÃO E PIGMENTAÇÃO DA GEMA

ACEITABILIDADE DE OVOS COM BASE NA DEGUSTAÇÃO E PIGMENTAÇÃO DA GEMA ACEITABILIDADE DE OVOS COM BASE NA DEGUSTAÇÃO E PIGMENTAÇÃO DA GEMA Ouros, C.C*¹; Pantolfi, N.¹; Vivas, D.N.¹; Baptista, P.S.¹; Domingues, R.M.²; Laurentiz, A.C.³ ¹ Discente do curso de Zootecnia Unesp

Leia mais

IOGURTE PROBIÓTICO DE MORANGO SEM LACTOSE

IOGURTE PROBIÓTICO DE MORANGO SEM LACTOSE IOGURTE PROBIÓTICO DE MORANGO SEM LACTOSE L S G Lemke 1 ; B Volcato 2 ; A Mezzomo 3 ; L P Bernd 4 RESUMO O iogurte é um dos derivados lácteos mais consumidos pela população brasileira. Apesar disso, muitos

Leia mais

AVALIAÇÃO IMC E DE CONSUMO DE ALIMENTOS FONTE DE PROTEÍNA, VITAMINA C E MAGNÉSIO POR ESCOLARES

AVALIAÇÃO IMC E DE CONSUMO DE ALIMENTOS FONTE DE PROTEÍNA, VITAMINA C E MAGNÉSIO POR ESCOLARES AVALIAÇÃO IMC E DE CONSUMO DE ALIMENTOS FONTE DE PROTEÍNA, VITAMINA C E MAGNÉSIO POR ESCOLARES RODRIGUES, Fernanda Nunes (UNITRI) nanda-nutricao@hotmail.com ARAÚJO, Ana Cristina Tomaz (UNITRI) anacrisnutricao@yahoo.com.br

Leia mais

PERFIL CLÍNICO, ANTROPOMÉTRICO E AVALIAÇÃO DO CONSUMO ALIMENTAR EM IDOSOS COM HIPERTENSÃO ARTERIAL NO MUNICÍPIO DE SANTA CRUZ-RN

PERFIL CLÍNICO, ANTROPOMÉTRICO E AVALIAÇÃO DO CONSUMO ALIMENTAR EM IDOSOS COM HIPERTENSÃO ARTERIAL NO MUNICÍPIO DE SANTA CRUZ-RN PERFIL CLÍNICO, ANTROPOMÉTRICO E AVALIAÇÃO DO CONSUMO ALIMENTAR EM IDOSOS COM HIPERTENSÃO ARTERIAL NO MUNICÍPIO DE SANTA CRUZ-RN Muriele Marques Job Universidade Federal do Rio Grande do Norte - Faculdade

Leia mais

XII SEMANA ACADÊMICA CONEXÃO FAMETRO: ÉTICA, CIDADANIA E SUSTENTABILIDADE ISSN: AVALIAÇÃO DA DESCRIÇÃO DE ALERGÊNICOS EM PRODUTOS LÁCTEOS

XII SEMANA ACADÊMICA CONEXÃO FAMETRO: ÉTICA, CIDADANIA E SUSTENTABILIDADE ISSN: AVALIAÇÃO DA DESCRIÇÃO DE ALERGÊNICOS EM PRODUTOS LÁCTEOS CONEXÃO FAMETRO: ÉTICA, CIDADANIA E SUSTENTABILIDADE XII SEMANA ACADÊMICA ISSN: 2357-8645 AVALIAÇÃO DA DESCRIÇÃO DE ALERGÊNICOS EM PRODUTOS LÁCTEOS Aline Bezerra Moura, Carlos Humberto da Silva Araujo,

Leia mais

AVALIAÇÃO DO CONSUMO DE ALIMENTOS INTEGRAIS EM PESSOAS PORTADORAS DE DIABETE MELLITUS EM APUCARANA-PR

AVALIAÇÃO DO CONSUMO DE ALIMENTOS INTEGRAIS EM PESSOAS PORTADORAS DE DIABETE MELLITUS EM APUCARANA-PR AVALIAÇÃO DO CONSUMO DE ALIMENTOS INTEGRAIS EM PESSOAS PORTADORAS DE DIABETE MELLITUS EM APUCARANA-PR KLEPKA, G.; MARIN, T. Resumo: Diabetes Mellitus é uma doença crônica que afeta atualmente mais de 350

Leia mais

SEGURANÇA DE ALIMENTOS

SEGURANÇA DE ALIMENTOS ANO 02 N 05 2016 informativo sobre SEGURANÇA DE ALIMENTOS ANVISA publica documento de perguntas e respostas sobre a RDC24/2015 Alimentos funcionais Diretrizes da ANVISA para alimentos com propriedades

Leia mais

Informe Técnico n. 65, de 23 de fevereiro de Assunto: Esclarecimentos sobre o uso de enzimas em alimentos e bebidas.

Informe Técnico n. 65, de 23 de fevereiro de Assunto: Esclarecimentos sobre o uso de enzimas em alimentos e bebidas. Informe Técnico n. 65, de 23 de fevereiro de 2015. Assunto: Esclarecimentos sobre o uso de enzimas em alimentos e bebidas. I. Introdução. Recentemente, a ANVISA publicou a Resolução de Diretoria Colegiada

Leia mais

Mercado de orgânicos no estado da Paraíba: caracterização da produção e grau de consumo da população

Mercado de orgânicos no estado da Paraíba: caracterização da produção e grau de consumo da população Mercado de orgânicos no estado da Paraíba: caracterização da produção e grau de consumo da população Organic market of Paraíba state: characterization of production and level of public consumption CAVALCANTI,

Leia mais

Alimentos Funcionais, Nutracêuticos e Suplementos. Prof. Eduardo Purgatto Disciplina: Produção e Composição de Alimentos 2016

Alimentos Funcionais, Nutracêuticos e Suplementos. Prof. Eduardo Purgatto Disciplina: Produção e Composição de Alimentos 2016 Alimentos Funcionais, Nutracêuticos e Suplementos Prof. Eduardo Purgatto Disciplina: Produção e Composição de Alimentos 2016 Macronutrientes Carboidratos Proteínas Lipídeos Micronutrientes Vitaminas Minerais

Leia mais

PROBIÓTICOS EM PREVENÇÃO DE INFECÇÃO: AFINAL VALE A PENA? Lourdes das Neves Miranda Hospital Geral de Pirajussara

PROBIÓTICOS EM PREVENÇÃO DE INFECÇÃO: AFINAL VALE A PENA? Lourdes das Neves Miranda Hospital Geral de Pirajussara PROBIÓTICOS EM PREVENÇÃO DE INFECÇÃO: AFINAL VALE A PENA? Lourdes das Neves Miranda Hospital Geral de Pirajussara II Controvérsias em Infecção Hospitalar - APECIH 11 de junho de 2011 Nós e eles Interação

Leia mais

PERFIL DO CONSUMO DE LEITE E DO QUEIJO FRESCAL NO MUNICÍPIO DE SINOP-MT

PERFIL DO CONSUMO DE LEITE E DO QUEIJO FRESCAL NO MUNICÍPIO DE SINOP-MT PERFIL DO CONSUMO DE LEITE E DO QUEIJO FRESCAL NO MUNICÍPIO DE SINOP-MT FIGUEIRÊDO, Julia Raisa Ximenes¹, Garcia, Iarema Vicente¹, RUBIO, Alisson Fernando¹; ROSA, Claudineli Cássia Bueno da². Palavras-chave:

Leia mais

INTOLERÂNCIA À LACTOSE OU ALERGIA A PROTEÍNA DO LEITE?

INTOLERÂNCIA À LACTOSE OU ALERGIA A PROTEÍNA DO LEITE? INTOLERÂNCIA À LACTOSE OU ALERGIA A PROTEÍNA DO LEITE? É importante estabelecer a diferença entre intolerância, alergia e sensibilidade, pois suas consequências podem ir de um mal-estar ao risco de vida.

Leia mais

AVALIAÇÃO DO DESPERDÍCIO, QUALIDADE DO CARDÁPIO E PESQUISA DE SATISFAÇÃO DE CLIENTES EM UMA UNIDADE DE ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO

AVALIAÇÃO DO DESPERDÍCIO, QUALIDADE DO CARDÁPIO E PESQUISA DE SATISFAÇÃO DE CLIENTES EM UMA UNIDADE DE ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO AVALIAÇÃO DO DESPERDÍCIO, QUALIDADE DO CARDÁPIO E PESQUISA DE SATISFAÇÃO DE CLIENTES EM UMA UNIDADE DE ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO NA CIDADE DE SETE LAGOAS MG Anna Luiza Fernandes de SOUZA 1 Juliana Costa LIBOREDO

Leia mais

BIOQUÍMICA DOS ALIMENTOS: AMIDO RESISTENTE E FIBRAS (aula 2) Patricia Cintra

BIOQUÍMICA DOS ALIMENTOS: AMIDO RESISTENTE E FIBRAS (aula 2) Patricia Cintra BIOQUÍMICA DOS ALIMENTOS: AMIDO RESISTENTE E FIBRAS (aula 2) Patricia Cintra Fibra alimentar - definição No Brasil, o Ministério da Saúde, pela portaria 41 de 14 de janeiro de 1998, da Agência Nacional

Leia mais

O pão engorda. Mitos Alimentares

O pão engorda. Mitos Alimentares Apesar do acesso facilitado e quase imediato à informação em todos os momentos, nem todas as afirmações feitas sobre a comida são baseadas em factos científicos, pelo que alguns mitos alimentares ainda

Leia mais

AVALIAÇÃO DO CONSUMO DE ALIMENTOS PROCESSADOS E ULTRAPROCESSADOS POR ESCOLARES DO IFAL CAMPUS MURICI

AVALIAÇÃO DO CONSUMO DE ALIMENTOS PROCESSADOS E ULTRAPROCESSADOS POR ESCOLARES DO IFAL CAMPUS MURICI AVALIAÇÃO DO CONSUMO DE ALIMENTOS PROCESSADOS E ULTRAPROCESSADOS POR ESCOLARES DO IFAL CAMPUS MURICI João Victor Laurindo dos Santos (1); Clara Andrezza Crisóstomo Bezerra Costa (1); Ingrid Sofia Vieira

Leia mais

As Propriedades Funcionais da Banana Verde

As Propriedades Funcionais da Banana Verde As Propriedades Funcionais da Banana Verde Vale Mais Alimentos Produz Biomassa de Banana Verde na forma de polpa e integral (casca e polpa) para consumidores domésticos e institucionais A banana é produzida

Leia mais

Exercícios de Digestão Comparada

Exercícios de Digestão Comparada Exercícios de Digestão Comparada 1. (UEL) No esquema a seguir, estão representados 4 tubos de ensaio com os seus componentes. O material retirado de determinado órgão do rato foi adicionado aos tubos de

Leia mais

ÍNDICE DO TABAGISMO NO CURSO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS DA UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO, CAMPUS UNIVERSITÁRIO DE TANGARÁ DA SERRA

ÍNDICE DO TABAGISMO NO CURSO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS DA UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO, CAMPUS UNIVERSITÁRIO DE TANGARÁ DA SERRA ÍNDICE DO TABAGISMO NO CURSO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS DA UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO, CAMPUS UNIVERSITÁRIO DE TANGARÁ DA SERRA Keity Natalia dos Santos Pereira * Roseani Peixto dos Reis Janaína

Leia mais

Manual com Perguntas e Respostas sobre LACTOSE

Manual com Perguntas e Respostas sobre LACTOSE Manual com Perguntas e Respostas sobre LACTOSE Resolução RDC nº 135, de 8 de fevereiro de 2017 Resolução RDC nº 136, de 8 de fevereiro de 2017 www.tactafood.school www.alimentusconsultoria.com.br www.srainovadeira.com.br

Leia mais

ANÁLISE DO CONHECIMENTO DO CONSUMIDOR DIANTE O USO DE ADOÇANTES. Introdução

ANÁLISE DO CONHECIMENTO DO CONSUMIDOR DIANTE O USO DE ADOÇANTES. Introdução 61 ANÁLISE DO CONHECIMENTO DO CONSUMIDOR DIANTE O USO DE ADOÇANTES Maria Aparecida Resende Marques 1, Jacira Francisca Matias 1, Érika Cristina Ramos 1, Cristiane Sampaio Fonseca 2 Resumo: Esta pesquisa

Leia mais

O ENSINO DE MICROBIOLOGIA E PARASITOLOGIA: PERCEPÇÃO DE ALUNOS DO 8º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL EM UMA ESCOLA ATENDIDA PELO PIBID BIOLOGIA

O ENSINO DE MICROBIOLOGIA E PARASITOLOGIA: PERCEPÇÃO DE ALUNOS DO 8º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL EM UMA ESCOLA ATENDIDA PELO PIBID BIOLOGIA O ENSINO DE MICROBIOLOGIA E PARASITOLOGIA: PERCEPÇÃO DE ALUNOS DO 8º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL EM UMA ESCOLA ATENDIDA PELO PIBID BIOLOGIA Thamyres Cavalcante Rodrigues (1); Jonatas Pereira de Lima (2);

Leia mais

CONSUMO DE ALIMENTOS CONGELADOS POR INDIVÍDUOS FREQUENTADORES DE SUPERMERCADOS

CONSUMO DE ALIMENTOS CONGELADOS POR INDIVÍDUOS FREQUENTADORES DE SUPERMERCADOS CONSUMO DE ALIMENTOS CONGELADOS POR INDIVÍDUOS FREQUENTADORES DE SUPERMERCADOS PAZ, E. S. 1 ; VITOR, C. T. S. 2 ; FERNANDES, J. 3 ; MARTINEZ, M. 4 ; PALOMINO, M. 5 1 Acadêmica de Nutrição-Universidade

Leia mais

Percepções dos transgênicos sobre a ótica dos estudantes de agronomia. Perceptions of transgenic on the perspective of Agronomy Students

Percepções dos transgênicos sobre a ótica dos estudantes de agronomia. Perceptions of transgenic on the perspective of Agronomy Students Percepções dos transgênicos sobre a ótica dos estudantes de agronomia Perceptions of transgenic on the perspective of Agronomy Students ¹EL- CORAB, Ibrahim; ²CANDIDO, Talita; ³CALBINO, Daniel 1 UFSJ, ielcorab@gmail.com;

Leia mais

O CONTROLE SANITÁRIO DE ALIMENTOS: a atuação da SNVS

O CONTROLE SANITÁRIO DE ALIMENTOS: a atuação da SNVS AGÊNCIA NACIONAL DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA ANVISA O CONTROLE SANITÁRIO DE ALIMENTOS: a atuação da SNVS João Tavares Neto Superintendente de Correlatos e Alimentos Agência Nacional de Vigilância Sanitária

Leia mais

AVALIAÇÃO DOS HÁBITOS ALIMENTARES E CUIDADO DA SAÚDE DE ESCOLARES DE UMA REDE PÚBLICA DE ENSINO EM RECIFE- PERNAMBUCO

AVALIAÇÃO DOS HÁBITOS ALIMENTARES E CUIDADO DA SAÚDE DE ESCOLARES DE UMA REDE PÚBLICA DE ENSINO EM RECIFE- PERNAMBUCO AVALIAÇÃO DOS HÁBITOS ALIMENTARES E CUIDADO DA SAÚDE DE ESCOLARES DE UMA REDE PÚBLICA DE ENSINO EM RECIFE- PERNAMBUCO Dayane de Melo Barros (1); Isla Ariadny Amaral de Souza Gonzaga (1); Liderlanio de

Leia mais

CONSUMO DE LEITE POR INDIVÍDUOS ADULTOS E IDOSOS DE UM MUNICÍPIO DA REGIÃO NOROESTE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL 1

CONSUMO DE LEITE POR INDIVÍDUOS ADULTOS E IDOSOS DE UM MUNICÍPIO DA REGIÃO NOROESTE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL 1 CONSUMO DE LEITE POR INDIVÍDUOS ADULTOS E IDOSOS DE UM MUNICÍPIO DA REGIÃO NOROESTE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL 1 Débora Adriana Knoll Wagner 2, Maria Cristina Roppa Garcia 3, Franciéli Aline Conte

Leia mais

TÍTULO: CONSTRUINDO A EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA MEDIANTE ASSESSORIA À CASA DE RECUPERAÇÃO NUTRICIONAL DO MUNICÍPIO PEDRAS DE FOGO/PB

TÍTULO: CONSTRUINDO A EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA MEDIANTE ASSESSORIA À CASA DE RECUPERAÇÃO NUTRICIONAL DO MUNICÍPIO PEDRAS DE FOGO/PB TÍTULO: CONSTRUINDO A EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA MEDIANTE ASSESSORIA À CASA DE RECUPERAÇÃO NUTRICIONAL DO MUNICÍPIO PEDRAS DE FOGO/PB AUTORAS: Maria Helena do Nascimento Souza; Ana Inês Souza INSTITUIÇÕES:

Leia mais

Biomassa de Banana Verde Polpa - BBVP

Biomassa de Banana Verde Polpa - BBVP Biomassa de Banana Verde Polpa - BBVP INFORMAÇÕES NUTRICIONAIS Porção de 100g (1/2 copo) Quantidade por porção g %VD(*) Valor Energético (kcal) 91 4,55 Carboidratos 21,4 7,13 Proteínas 2,1 2,80 Gorduras

Leia mais

6ª Jornada Científica e Tecnológica e 3º Simpósio de Pós-Graduação do IFSULDEMINAS 04 e 05 de novembro de 2014, Pouso Alegre/MG

6ª Jornada Científica e Tecnológica e 3º Simpósio de Pós-Graduação do IFSULDEMINAS 04 e 05 de novembro de 2014, Pouso Alegre/MG 6ª Jornada Científica e Tecnológica e 3º Simpósio de Pós-Graduação do IFSULDEMINAS 04 e 05 de novembro de 2014, Pouso Alegre/MG USO DO SOFTWARE LIVRE NO CURSO TÉCNICO DE INFORMÁTICA: importância e perfil

Leia mais

LANCHES PRÁTICOS E SAUDÁVEIS: UM DESAFIO NO AMBIENTE OBESOGÊNICO. Educação nutricional: qual a sua importância?

LANCHES PRÁTICOS E SAUDÁVEIS: UM DESAFIO NO AMBIENTE OBESOGÊNICO. Educação nutricional: qual a sua importância? Outubro/2016 Educação nutricional: qual a sua importância? Alimentos funcionais: Probióticos, Prébióticos e Simbióticos Pág. 3 LANCHES PRÁTICOS E SAUDÁVEIS: UM DESAFIO NO AMBIENTE OBESOGÊNICO Pág. 6 Pág.

Leia mais

Nova pagina 2. considerando a possibilidade de efeitos benéficos de nutrientes e de substâncias bioativas dos alimentos;

Nova pagina 2. considerando a possibilidade de efeitos benéficos de nutrientes e de substâncias bioativas dos alimentos; RESOLUÇÃO RDC N.º 2, DE 7 DE JANEIRO DE 2002 A Diretoria Colegiada da Agência Nacional de Vigilância Sanitária no uso da atribuição que lhe confere o art. 11 inciso IV do Regulamento da ANVISA aprovado

Leia mais

Resumos do IX Congresso Brasileiro de Agroecologia Belém/PA a

Resumos do IX Congresso Brasileiro de Agroecologia Belém/PA a Resumos do IX Congresso Brasileiro de Agroecologia Belém/PA 28.09 a 01.10.2015 Cultivo e comercialização de plantas medicinais por agricultores familiares na região de Monte Bonito - Pelotas, RS Top grown

Leia mais

CONTAGEM DE CÉLULAS SOMÁTICAS E BACTERIANA DO LEITE CRU REFRIGERADO INDIVIDUAL E COMUNITÁRIO DE PROPRIEDADES RURAIS DO VALE DO RIO DOCE (MG) 1

CONTAGEM DE CÉLULAS SOMÁTICAS E BACTERIANA DO LEITE CRU REFRIGERADO INDIVIDUAL E COMUNITÁRIO DE PROPRIEDADES RURAIS DO VALE DO RIO DOCE (MG) 1 325 CONTAGEM DE CÉLULAS SOMÁTICAS E BACTERIANA DO LEITE CRU REFRIGERADO INDIVIDUAL E COMUNITÁRIO DE PROPRIEDADES RURAIS DO VALE DO RIO DOCE (MG) 1 Thales Marcondes Ferreira Santos 2, Isabela de Castro

Leia mais

CONSUMO ALIMENTAR DE ESCOLARES DURANTE O CAFÉ DA MANHÃ 1 FOOD CONSUMPTION OF SCHOOLS DURING BREAKFAST

CONSUMO ALIMENTAR DE ESCOLARES DURANTE O CAFÉ DA MANHÃ 1 FOOD CONSUMPTION OF SCHOOLS DURING BREAKFAST CONSUMO ALIMENTAR DE ESCOLARES DURANTE O CAFÉ DA MANHÃ 1 FOOD CONSUMPTION OF SCHOOLS DURING BREAKFAST Mariângela De Moraes Inocencio 2, Ligia Beatriz Bento Franz 3, Maristela Borin Busnello 4 1 Trabalho

Leia mais

Pesquisa de Opinião Pública: Nível de Satisfação da FEJUNAV

Pesquisa de Opinião Pública: Nível de Satisfação da FEJUNAV Pesquisa de Opinião Pública: Nível de Satisfação da FEJUNAV Naviraí, Junho de 2017 1. Introdução A satisfação dos clientes possui um papel fundamental nos estágios iniciais do relacionamento. Se as experiências

Leia mais

REEDUCAÇÃO ALIMENTAR NAS ESCOLAS URBANAS DO MUNICÍPIO DE LAGES, SC. Cristiane Pellizzaro Batalha, Mestre, CAV UDESC,

REEDUCAÇÃO ALIMENTAR NAS ESCOLAS URBANAS DO MUNICÍPIO DE LAGES, SC. Cristiane Pellizzaro Batalha, Mestre, CAV UDESC, REEDUCAÇÃO ALIMENTAR NAS ESCOLAS URBANAS DO MUNICÍPIO DE LAGES, SC Cristiane Pellizzaro Batalha, Mestre, CAV UDESC, a2cpb@cav.udesc.br Daiane de Souza Bueno, acadêmica de Agronomia, CAV UDESC, dayah_bueno@hotmail.com

Leia mais

* Gordura Trans, Light, Diet, Fibras,Orgânicos e Funcionais. Equipe: Divair Doneda, Vanuska Lima, Clevi Rapkiewicz, Júlia S.

* Gordura Trans, Light, Diet, Fibras,Orgânicos e Funcionais. Equipe: Divair Doneda, Vanuska Lima, Clevi Rapkiewicz, Júlia S. * Gordura Trans, Light, Diet, Fibras,Orgânicos e Funcionais Gordura encontrada em alimentos industrializados como margarinas, cremes vegetais, biscoitos, sorvetes, snacks, produtos de panificação, frituras

Leia mais

COMPORTAMENTO ALIMENTAR DE ESCOLARES EM RELAÇÃO A FRUTAS E HORTALIÇAS 1

COMPORTAMENTO ALIMENTAR DE ESCOLARES EM RELAÇÃO A FRUTAS E HORTALIÇAS 1 COMPORTAMENTO ALIMENTAR DE ESCOLARES EM RELAÇÃO A FRUTAS E HORTALIÇAS 1 NÖRNBERG, Marcele Leal 2 ; PAPALIA, Jéssica 2 ; EINLOFT, Fabiana 2 ; CASARIN, Gleica 2 ; ANNES, Thais 2 ; VANHOVE, Nathalia 2 ; STORCK,

Leia mais

PERFIL DE CELÍACOS, ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA BÁSICA NO TRATAMENTO A PATOLOGIA DE PACIENTES CADASTRADOS NA ASSOCIAÇÃO DOS CELÍACOS DO BRASIL 1

PERFIL DE CELÍACOS, ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA BÁSICA NO TRATAMENTO A PATOLOGIA DE PACIENTES CADASTRADOS NA ASSOCIAÇÃO DOS CELÍACOS DO BRASIL 1 459 PERFIL DE CELÍACOS, ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA BÁSICA NO TRATAMENTO A PATOLOGIA DE PACIENTES CADASTRADOS NA ASSOCIAÇÃO DOS CELÍACOS DO BRASIL 1 Mauricia Bebiana Silva 2, Cinthia Soares Cardoso Quintão

Leia mais

Todos os Direitos Reservados. Página 1

Todos os Direitos Reservados.  Página 1 http://treinoparamulheres.com.br Página 1 Conteúdo Introdução... 4 Melhores Fontes de Proteína... 5 1º Ovo de Galinha... 5 2º Peixes ( Tilápia, Atum, Salmão)... 6 3º Peito de Frango... 8 4º Leite e seus

Leia mais

Graduanda do Curso de Nutrição FACISA/UNIVIÇOSA. 2

Graduanda do Curso de Nutrição FACISA/UNIVIÇOSA.   2 EDUCAÇÃO NUTRICIONAL PARA MÃES E CRIANÇAS EM VIÇOSA, MG Tânia Simone Gama Barros 1, Danielli Carvalho de Oliveira 2, Elisangela Vitoriano Pereira 3, Eliene da Silva Martins 4 Resumo: O objetivo deste estudo

Leia mais

Programa Analítico de Disciplina TAL453 Tecnologia de Produtos Lácteos Fermentados

Programa Analítico de Disciplina TAL453 Tecnologia de Produtos Lácteos Fermentados Catálogo de Graduação 016 da UFV 0 Programa Analítico de Disciplina TAL45 Tecnologia de Produtos Lácteos Fermentados Departamento de Tecnologia de Alimentos - Centro de Ciências Exatas e Tecnológicas Número

Leia mais

EXCESSO DE PESO E FATORES ASSOCIADOS EM IDOSOS ASSISTIDOS PELO NASF DO MUNICÍPIO DE PATOS-PB

EXCESSO DE PESO E FATORES ASSOCIADOS EM IDOSOS ASSISTIDOS PELO NASF DO MUNICÍPIO DE PATOS-PB EXCESSO DE PESO E FATORES ASSOCIADOS EM IDOSOS ASSISTIDOS PELO NASF DO MUNICÍPIO DE PATOS-PB Maria Rozimar Dias dos Santos Nóbrega José Maurício de Figueiredo Júnior Faculdades Integradas de Patos FIP

Leia mais

INFLUÊNCIA DA ROTULAGEM DE ALIMENTOS NAS ESCOLHAS DE CONSUMIDORES DE BOA VISTA DO BURICÁ - RS

INFLUÊNCIA DA ROTULAGEM DE ALIMENTOS NAS ESCOLHAS DE CONSUMIDORES DE BOA VISTA DO BURICÁ - RS INFLUÊNCIA DA ROTULAGEM DE ALIMENTOS NAS ESCOLHAS DE CONSUMIDORES DE BOA VISTA DO BURICÁ - RS L. C. D. Deimling 1, F.H. Weber 2, F.L. Leães 3 1- Curso de Pós-Graduação em Segurança Alimentar e Agroecologia

Leia mais

CONSUMO DE PRODUTOS LÁCTEOS E RENDA FAMILIAR DE GESTANTES E NUTRIZES DE FORTALEZA

CONSUMO DE PRODUTOS LÁCTEOS E RENDA FAMILIAR DE GESTANTES E NUTRIZES DE FORTALEZA CONSUMO DE PRODUTOS LÁCTEOS E RENDA FAMILIAR DE GESTANTES E NUTRIZES DE FORTALEZA Maria do Socorro Gomes de Oliveira Nadia Tavares Soares Emanuel Diego dos Santos Penha Marcelo Gurgel Carlos da Silva Universidade

Leia mais

ESTADO NUTRICIONAL E FREQUÊNCIA ALIMENTAR DE PACIENTES COM DIABETES MELLITUS

ESTADO NUTRICIONAL E FREQUÊNCIA ALIMENTAR DE PACIENTES COM DIABETES MELLITUS ESTADO NUTRICIONAL E FREQUÊNCIA ALIMENTAR DE PACIENTES COM DIABETES MELLITUS SOUZA, J. P.; MARIN, T. Resumo O diabetes vem sendo considerado um grave problema de saúde pública. O objetivo do estudo foi

Leia mais

Seção Temática: Construção do Conhecimento Agroecológico

Seção Temática: Construção do Conhecimento Agroecológico Nível de conhecimento da população acerca dos produtos orgânicos no bairro da Cidade Operária, São Luis-MA. SILVA, Bruna Caroline Everton Cutrim¹; COELHO, Caroline Rabelo²; CAVALCANTE, Millene Ribeiro

Leia mais

FLORATIL (Saccharomyces boulardii) Cápsulas 100 & 200 mg. Merck S/A

FLORATIL (Saccharomyces boulardii) Cápsulas 100 & 200 mg. Merck S/A FLORATIL (Saccharomyces boulardii) Cápsulas 100 & 200 mg Merck S/A APRESENTAÇÕES Cápsulas de gelatina. Floratil 100 mg - Embalagem contendo 12 cápsulas. Floratil 200 mg - Embalagem contendo 6 cápsulas.

Leia mais

Probióticos Definição e critérios de seleção

Probióticos Definição e critérios de seleção Probióticos Definição e critérios de seleção Prof. Flaviano dos Santos Martins Laboratório de Agentes Bioterapêuticos Departamento de Microbiologia ICB-UFMG Definição FAO/WHO micro-organismos vivos que

Leia mais

Podemos dizer que existe o bom e o mau carboidrato, assim como existe o bom e o mau colesterol? Tire as suas dúvidas lento este e-book.

Podemos dizer que existe o bom e o mau carboidrato, assim como existe o bom e o mau colesterol? Tire as suas dúvidas lento este e-book. e-book O BOM E O MAU CARBOIDRATO SAIBA QUE TIPO DE CARBOIDRATO VOCÊ DEVE COMER. Podemos dizer que existe o bom e o mau carboidrato, assim como existe o bom e o mau colesterol? Tire as suas dúvidas lento

Leia mais

REEDUCAÇÃO ALIMENTAR EM ESCOLAS URBANAS NUTRITIONAL EDUCATION IN URBAN SCHOOLS

REEDUCAÇÃO ALIMENTAR EM ESCOLAS URBANAS NUTRITIONAL EDUCATION IN URBAN SCHOOLS REEDUCAÇÃO ALIMENTAR EM ESCOLAS URBANAS NUTRITIONAL EDUCATION IN URBAN SCHOOLS Cristiane Pellizzaro Batalha Professora do Departamento de Produção Animal e Alimentos, Universidade do Estado de Santa Catarina/UDESC,

Leia mais

NOVAS OPÇÕES PARA SUA NUTRIÇÃO

NOVAS OPÇÕES PARA SUA NUTRIÇÃO lançamentos HERBALIFE NOVAS OPÇÕES PARA SUA NUTRIÇÃO Lançamento NUTRI SOUP * Nutre com sabor e equilíbrio. Nutri Soup é uma sopa substituta parcial de refeição. Uma opção saudável que garante a quantidade

Leia mais

DÚVIDAS E PERGUNTAS FREQUENTES

DÚVIDAS E PERGUNTAS FREQUENTES 1. Qual idade mínima para fazer o teste? 2 2. O teste me ajuda a emagrecer? 2 3. Qual o prazo de validade do produto? 2 4. Quanto tempo leva para realizar o teste? 2 5. O teste identifica Intolerância

Leia mais

COMPRA DE PRESENTES NO DIA DAS MÃES EM TAUBATÉ EM 2015

COMPRA DE PRESENTES NO DIA DAS MÃES EM TAUBATÉ EM 2015 NÚCLEO DE PESQUISAS ECONÔMICO-SOCIAIS NUPES DEPARTAMENTO DE ECONOMIA, CONTÁBEIS E ADMINISTRAÇÃO ECA PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO E RELAÇÕES COMUNITÁRIAS UNIVERSIDADE DE TAUBATÉ COMPRA DE PRESENTES NO DIA DAS

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO DE CARATINGA

CENTRO UNIVERSITÁRIO DE CARATINGA CENTRO UNIVERSITÁRIO DE CARATINGA RELAÇÃO DE RESUMOS DE MONOGRAFIAS E ARTIGOS DE PÓS- GRADUAÇÃO Lato sensu Curso: Atividades Motoras para a Promoção da Saúde e Qualidade de Vida/ 2002/2003 Nome Aluno(a)

Leia mais

ATIVIDADES EDUCATIVAS SOBRE SAÚDE CARDIOVASCULAR PARA IDOSOS RESIDENTES NO CENTRO DE CONVIVÊNCIA DE ANTÔNIO DIOGO.

ATIVIDADES EDUCATIVAS SOBRE SAÚDE CARDIOVASCULAR PARA IDOSOS RESIDENTES NO CENTRO DE CONVIVÊNCIA DE ANTÔNIO DIOGO. ATIVIDADES EDUCATIVAS SOBRE SAÚDE CARDIOVASCULAR PARA IDOSOS RESIDENTES NO CENTRO DE CONVIVÊNCIA DE ANTÔNIO DIOGO. Paula Alves de Lima 1, Rafaella Pessoa Moreira 2, Jerry Deyvid Freires Ferreira 3, Paula

Leia mais

EDUCAÇÃO FÍSICA. Reconhecer que as atividades físicas regulares trazem benefícios à saúde. Habilidades afins - Interdisciplinaridad

EDUCAÇÃO FÍSICA. Reconhecer que as atividades físicas regulares trazem benefícios à saúde. Habilidades afins - Interdisciplinaridad Reconhecer que as atividades físicas regulares trazem benefícios à saúde. Interdisciplinaridad Ciências: Identificar os componentes do sistema esquelético e muscular; e Conhecer o impacto do tabagismo

Leia mais

PRODUTOS ORGÂNICOS: CONHECIMENTO DA POPULAÇÃO DE GUARAPUAVA, PR

PRODUTOS ORGÂNICOS: CONHECIMENTO DA POPULAÇÃO DE GUARAPUAVA, PR 1 PRODUTOS ORGÂNICOS: CONHECIMENTO DA POPULAÇÃO DE GUARAPUAVA, PR Carla Daiane Leite; Fernanda Cardoso; Marlon Ibrahim Marques; Jackson Kawakami; Jorge Luiz Fávaro RESUMO: Objetivou se identificar o nível

Leia mais

PORTARIA Nº 247, DE 10 DE MAIO DE 2013

PORTARIA Nº 247, DE 10 DE MAIO DE 2013 Página 1 de 5 INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA PORTARIA Nº 247, DE 10 DE MAIO DE 2013 O Presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio

Leia mais

USO DE ANTIBIÓTICOS COMO PROMOTORES DE CRESCIMENTO E SEUS IMPASSES

USO DE ANTIBIÓTICOS COMO PROMOTORES DE CRESCIMENTO E SEUS IMPASSES USO DE ANTIBIÓTICOS COMO PROMOTORES DE CRESCIMENTO E SEUS IMPASSES Em Animais Domésticos Barbara do Prado Verotti Graduanda de Medicina Veterinária 2011 História da descoberta Muitas culturas da antiguidade

Leia mais

FLORATIL (Saccharomyces boulardii) Merck S/A Cápsulas 100 & 200 mg

FLORATIL (Saccharomyces boulardii) Merck S/A Cápsulas 100 & 200 mg FLORATIL (Saccharomyces boulardii) Merck S/A Cápsulas 100 & 200 mg APRESENTAÇÕES Cápsulas de gelatina. Floratil 100 mg - Embalagem contendo 12 cápsulas. Floratil 200 mg - Embalagem contendo 6 cápsulas.

Leia mais

O USO DE SOFTWARE LIVRE PELOS TÉCNICOS ADMINISTRATIVOS DO IFSULDEMINAS CAMPUS MACHADO

O USO DE SOFTWARE LIVRE PELOS TÉCNICOS ADMINISTRATIVOS DO IFSULDEMINAS CAMPUS MACHADO O USO DE SOFTWARE LIVRE PELOS TÉCNICOS ADMINISTRATIVOS DO IFSULDEMINAS CAMPUS MACHADO Ana Paula L. S. DIAS 1 ; Débora Cristina F. C. NEVES¹; Caroline F. C. SANTOS 2 ; Katia A. CAMPOS 2 ; Luciano P. CARVALHO²

Leia mais

Educação alimentar e analise dos hábitos em relação à alimentação em estudantes do ensino fundamental 2 no município de Itapuranga Goiás

Educação alimentar e analise dos hábitos em relação à alimentação em estudantes do ensino fundamental 2 no município de Itapuranga Goiás Educação alimentar e analise dos hábitos em relação à alimentação em estudantes do ensino fundamental 2 no município de Itapuranga Goiás Sara Marques da Silva¹(IC)*, Lorena Dutra¹(IC), Ester Dias Ruas¹(IC),

Leia mais