*Sobre o exercício da ética que, nas entrelinhas do ser, é um exercício do diálogo na busca do buscar do bem comum.

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "*Sobre o exercício da ética que, nas entrelinhas do ser, é um exercício do diálogo na busca do buscar do bem comum."

Transcrição

1 Revisão 2º Ano

2 - Ética e moral *A ética nas relações e a moral da convivência estão constantemente presentes nestes desafios que, em tudo tem a ver com o ser humano, pois o existir se dá numa relação com o outro, e este outro é o objeto da ética e da moral de cada ser humano. *Sobre o exercício da ética que, nas entrelinhas do ser, é um exercício do diálogo na busca do buscar do bem comum. * É na filosofia que está a base que reflete e organiza-se as ideias primeiras e a fundamentação para o entendimento dos conceitos de ética. * A palavra Ética tem sua origem no grego (ethos), relativo à caráter, onde as culturas se inspiravam mais na filosofia, pesavam no ambiente ou caráter com que agimos.

3 A Ética representa uma área de saber, uma disciplina, e tem sido usado para significar, de modo geral, o estudo sobre se estas normas são ou não boas e adequadas. A dimensão da ética se preocupa na busca de uma boa vida e digna dos seres humanos. É este o sentido da ética que há um compromisso com o outro e de sua corresponsabilidade pela preservação da natureza. Somos éticos não porque temos regras firmes e estáveis, mas porque estamos abertos a nos guiar por razões consistentes que determinam permanência ou mudanças. Somos éticos através da adesão a verdade que vamos descobrindo no dia a dia.

4 Idolatrias Na tradição judaico-cristã, os mandamentos remetem ao livro do Êxodo e do Deuteronômio, que tratam dos 10 mandamentos, o decálogo de Moisés para o povo hebreu, Estudiosos consideram que o decálogo foi um código para estruturar e organizar a vida social do povo hebreu que, provavelmente a partir de a.c., vindo do Egito, juntou-se a outros hebreus já instalados na terra de Canaã, futura Terra Prometida." Os 10 mandamentos foram definidos, dados a conhecer e assumidos com base na libertação do Egito, enquanto os hebreus faziam um caminho de libertação. Cada mandamento é uma proposta para libertar o indivíduo e o grupo da escravidão e para preservar uma vida digna e livre para todos.

5 Sagrado unificador Tem como entendimento e concepção a existência de um único Deus criador e condutor da história humana. E se faz conhecer na própria história humana, quando a humanidade se dá conta de que, para construir uma sociedade melhor, em que todos possam viver em paz e harmonia é necessário partir do sentido real e verdadeiro do amor. O monoteísmo concebe na sua raiz e mostra com essa concepção a plenitude e a unicidade de cada criatura e a dignidade de todo e qualquer ser humano. No politeísmo, acredita-se em uma variedade de deuses. Há uma fragmentação na concepção do sagrado, pois há um deus para cada situação da vida. Essa fragmentação dá origem a uma estrutura de compartimentação e estratificação já que cada deus se coloca numa escala de importância e, por consequência, o mesmo se dá para o ser humano, Um exemplo concreto desse sistema está numa sociedade organizada em castas sociais

6 Os 10 mandamentos da lei mosaica Adotados pelo cristianismo, são regras estruturantes da organização social do povo hebreu que com o cristianismo, foram adotadas pela maioria dos povos do mundo ocidental. Ao longo da sua existência, o ser humano conquistou para si realidades que o impeliam a viver na busca de evitar o mal e praticar o bem, tanto à si mesmo quanto aos outros para uma sadia vida em sociedade. Vários valores foram se incorporando no desejo de alcançar a paz e a liberdade humana através das leis, normas, regras, e no caso na relação com o sagrado, os mandamentos, doutrina e dogmas de fé nas inúmeras concepções de crenças religiosas. As principais propostas Judaico-cristã contidas no decálogo procura definir dados a conhecer e assumidos com base na libertação do Egito. Todos os mandamentos com proposta de libertar o indivíduo e o grupo da escravidão do pecado e para preservar uma vida digna e livre para todos. E para lembrar que o ser humano não pode ser escravo de idolatrias, mas deve posicionar-se sempre a favor da vida.

7 O papel fundamental da lei na vida em sociedade é elemento organizador das ações e possibilita garantir a vida para todos. Tem o papel de ordenar, governar, julgar, absolver ou condenar. Se esta for realmente a lei que fundamenta a nossa ação no mundo, então ela garantirá vida e liberdade tão amplas, profundas e realizadoras para todas as pessoas. Palavra doutrina indica uma teoria ou conjunto de ideias, princípios e conceitos teóricos, conjunto de ensinamentos adotados por um indivíduo, grupos de pessoas, ou organização de caráter religioso, político, filosófico, científico, econômico, entre outras possibilidades. Na vida de uma sociedade as doutrinas têm a função primordial de influenciar nos direitos e deveres de cada indivíduo para organizar a vida em sociedade de modo a estabelecer a boa convivência social. No campo religioso, doutrina indica o conjunto de ensinamentos e crenças que devem orientar os seus adeptos na prática da própria religião. Por exemplo, a doutrina da imortalidade da alma no cristianismo. Na prática assume as características de dogmas

8 Mandamentos e doutrinas Envolvem sempre relações sociais e buscam estabelecer uma boa convivência entre as pessoas e os grupos. São códigos que protegem os interesses da maioria de um grupo ou de uma população, estabelecem um tipo de moral para as relações, convivências e negociações que pautam a vida. Em muitas situações, tornam-se quase uma 'lei silenciosa' que decide sobre as posturas das pessoas e sobre as organizações humanas, possibilitando compreender o que rege a vida em sociedade. Mandamentos e doutrinas criam também um espaço de contato com o universo do sagrado-religioso e fazem indivíduos e grupos preservarem as forças protetoras da vida. Não há sociedade que não esteja submetida ou que não tenha seus mandamentos e suas doutrinas, pois é o que representa a proteção, mantém e garante a sobrevivência do grupo e da cultura.

9 Mandamentos Não levantar falso testemunho: isto, é manter o compromisso com a verdade. Jesus não se toma um poderoso deste mundo, antes, em adoração a Deus, se compromete com todos os povos. Há agências de notícias hoje que veiculam informações de maneira tendenciosa. Há verdades que são manipuladas, que tiram grandes mentiras apenas para ajudar a manter privilégios de alguns em prejuízo dos outros.

10 "Respeitar a igualdade entre homens e mulheres Jesus retira todos os supostos privilégios de uma sociedade onde o homem é mais importante que a mulher. Todos devem ser respeitados como imagem de Deus no ser humano, independentemente do género de cada pessoa. Esta Imagem só aparece plenamente quando o homem e a mulher chegarem ao respeito mútuo pleno, quando o amor entre ambos não for mais motivo para um dominar o outro, mas impulso e força para um crescimento igual e harmonioso. Não roubarás, não furtarás : O sétimo mandamento é mais do que um mero apelo a não tirar nada às escondidas do outro. Determina também que as pessoas com mais poder não enganem os mais fracos. Os maiores ladrões são aquelas pessoas que, quando surge uma ocasião, desviam dinheiro público, explora o mais fraco, passam conversa em benefício próprio. Enfim, os que são desonestos, corruptos e corruptores.

11 "Só Javé como Deus e nenhum outro, remete a não ter 'deuses" e é atualíssimo em nossa época, repleta de deuses modernos que escravizam. Não fabricar Ídolos para não ter que se prostrar diante de deuses e ter que servi-los. O primeiro mandamento pede três coisas: "Não ter outros deuses, não fazer imagens, nem se ajoelhar diante destes deuses e de suas imagens, Não tomar seu santo nome em vão, Jesus é o filho que não aceita a ideia de um Deus fácil, ou o Deus que resolve seus problemas pessoais e imediatos. Ele não invoca o nome de Deus em vão. Ao contrário, ele aproxima as pessoas de Deus, fala de seu reino de bondade e ternura, e começa com os mais sofridos e necessitados, os excluídos. Come com os pecadores, chama a Deus de pai e se compromete com os pobres, deficientes doentes, e pequenos.

12 Diante de um mundo totalmente frenético é recomendado fazer validar o existir e dá sentido à vida de cada um. Diante de um mundo cada vez mais exigente em várias dimensões é necessário saber como colocar em prática os valores do amor, da paz, da tolerância, da não violência como condição inegociável, que valia o existir humano e dá sentido à vida de cada um. Os dois mandamentos que Jesus deu mais ênfase em todos os seus discursos importâncias para vida de hoje em sociedade é amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a si mesmo. Ter Deus como único que guia a vida de todos os que são seus filhos. Tendo em consideração que somos todos irmãos, igualmente amados por Deus, devemos nos amar, respeitarmos e ajudarmos mutuamente sem preconceitos, agindo com tolerância, compreensão, solidariedade. "Amarás ao Senhor teu Deus de todo o teu coração, de toda a tua alma, e de todo o teu entendimento. Este é o grande e primeiro mandamento. E o segundo, semelhante a este, é: Amarás ao teu próximo como a ti mesmo. Mt 22, 37 e 40

13 Dogmas As doutrinas de cunho religioso que são afirmadas como definitivas pela autoridade, Tratar de mandamentos nas culturas humanas é focar na ação e no resultado de normas e regras que orientam a vida de cada indivíduo e cada grupo social. Os mandamentos fazem parte de sistemas destinados a regular a vida das pessoas na sociedade, seja individualmente, em grupos ou como um todo. Vale dizer que os mandamentos se baseiam em uma ou várias doutrinas. Mandamentos e doutrinas buscam influenciar a ordem resultante do processo histórico de um grupo ou sociedade, para que as relações entre os indivíduos e as instituições se estabeleçam e se mantenham nos limites definidos pelos direitos e deveres, e dentro das normas e leis que as organizam.

14 Deus os abençoe.

ENSINO RELIGIOSO 6 ANO ENSINO FUNDAMENTAL PROF.ª ERIKA CARMO PROF. LUÍS CLÁUDIO BATISTA

ENSINO RELIGIOSO 6 ANO ENSINO FUNDAMENTAL PROF.ª ERIKA CARMO PROF. LUÍS CLÁUDIO BATISTA ENSINO RELIGIOSO 6 ANO ENSINO FUNDAMENTAL PROF.ª ERIKA CARMO PROF. LUÍS CLÁUDIO BATISTA CONTEÚDOS E HABILIDADES Unidade III Pluralismo e diversidade religiosa 2 CONTEÚDOS E HABILIDADES Aula 5 Conteúdos

Leia mais

PARÂMETROS ÚTEIS Meus bem-amados, não creais em qualquer Espírito; experimentai se os Espíritos são de Deus, porquanto muitos falsos profetas se têm levantado no mundo. (João, 1ª Epístola, 4:1.) No desdobrar

Leia mais

Descrição Aliança Referência. Instruções de conservação e leitura pública Garantias/Leitura Dt. 27:2-3

Descrição Aliança Referência. Instruções de conservação e leitura pública Garantias/Leitura Dt. 27:2-3 Introdução ao Livro de Deuteronômio - A nova geração Ao contrário do que o nome, vindo do grego, sugere, Deuteronômio não se trata de uma segunda lei, mas é uma recapitulação, para a nova geração pós-êxodo,

Leia mais

FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro I Cristianismo e Espiritismo Módulo I Antecedentes do Cristianismo

FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro I Cristianismo e Espiritismo Módulo I Antecedentes do Cristianismo FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro I Cristianismo e Espiritismo Módulo I Antecedentes do Cristianismo Roteiro 1 Elaborar uma linha histórica da evolução da ideia

Leia mais

NÃO TERÁS OUTROS DEUSES

NÃO TERÁS OUTROS DEUSES NÃO TERÁS OUTROS DEUSES Esboço I. A AUTORIDADE DA LEI 1. A fórmula introdutória do Decálogo. 2. As partes do concerto. 3. O Senhor do universo. 4. A libertação do Egito. II. O PRIMEIRO MANDAMENTO 1. Um

Leia mais

POR QUE. Os Dez Mandamentos. O Decálogo

POR QUE. Os Dez Mandamentos. O Decálogo POR QUE Os Dez Mandamentos? O Decálogo A existência, na mente de muitos cristãos, de uma compreensão equivocada acerca do lugar e valor dos princípios morais e éticos estabelecidos por Deus. POR QUE Os

Leia mais

Judaísmo A mais antiga religião monoteísta. Ana Paula N. Guimarães

Judaísmo A mais antiga religião monoteísta. Ana Paula N. Guimarães Judaísmo A mais antiga religião monoteísta Ana Paula N. Guimarães O que é o judaísmo? A mais antiga religião das três principais e maiores religiões monoteístas Judaísmo Cristianismo (maior em quantidade

Leia mais

EJA 4ª FASE PROF. LUIS CLAÚDIO

EJA 4ª FASE PROF. LUIS CLAÚDIO EJA 4ª FASE PROF. LUIS CLAÚDIO CONTEÚDOS E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA DINÂMICA LOCAL INTERATIVA Unidade II As tradições religiosas e os textos sagrados. 2 CONTEÚDOS E HABILIDADES FORTALECENDO

Leia mais

Mensagem #2 - As Origens. Da criação ao Judaísmo Quinta-feira, 17 de Março de 2016

Mensagem #2 - As Origens. Da criação ao Judaísmo Quinta-feira, 17 de Março de 2016 Conheça sua Bíblia - Uma visão panorâmica das Escrituras Mensagem #2 - As Origens. Da criação ao Judaísmo Quinta-feira, 17 de Março de 2016 Colocamos em sua folha um gráfico que ajuda a compreender a evolução

Leia mais

Informações da disciplina de EMRC 5.º ano. Aulas Previstas (45 minutos )

Informações da disciplina de EMRC 5.º ano. Aulas Previstas (45 minutos ) Departamento de Ciências Socias e Humanas 2016/ 2017 Educação Moral e Religiosa Católica 5.º ano RESUMO DA PLANIFICAÇÃO Informações da disciplina de EMRC 5.º ano Resumo da Planificação: Conteúdos 1.º Período

Leia mais

PLANEJAMENTO Disciplina: Ensino Religioso Série: 7º ano Prof.:Cristiano Souza 1ª UNIDADE EIXOS COGNITIVOS CONTEÚDOS HABILIDADES

PLANEJAMENTO Disciplina: Ensino Religioso Série: 7º ano Prof.:Cristiano Souza 1ª UNIDADE EIXOS COGNITIVOS CONTEÚDOS HABILIDADES Disciplina: Ensino Religioso Série: 7º ano Prof.:Cristiano Souza 1ª UNIDADE EIXOS COGNITIVOS CONTEÚDOS HABILIDADES O homem e sua relação com o Transcendente LIDERANÇA CHAMADOS PARA FORMAR UMA NAÇÃO Favorecer

Leia mais

FUNDAMENTOS DA ÉTICA. A Geografia Levada a Sério

FUNDAMENTOS DA ÉTICA.  A Geografia Levada a Sério FUNDAMENTOS DA ÉTICA 1 Eu não sei o que quero ser, mas sei muito bem o que não quero me tornar. Friedrich Nietzsche 2 CHEGA Gabriel, o pensador (2015) 3 A Ética e a Cidadania Desde cedo aprendemos a não

Leia mais

PROFECIAS NEWS Boletim Informativo de Religiões Proféticas

PROFECIAS NEWS Boletim Informativo de Religiões Proféticas PROFECIAS NEWS Boletim Informativo de Religiões Proféticas Judaísmo, Cristianismo, Islamismo Qual a definição da palavra religião? Vem do latim religare, tem o siginificado de religação. Essa religação

Leia mais

O FRUTO DO ESPÍRITO O PODER DE UMA VIDA ORIENTADA PELO ESPÍRITO SANTO

O FRUTO DO ESPÍRITO O PODER DE UMA VIDA ORIENTADA PELO ESPÍRITO SANTO O FRUTO DO ESPÍRITO O PODER DE UMA VIDA ORIENTADA PELO ESPÍRITO SANTO O Fruto do Espírito é a metáfora utilizada pelo apóstolo Paulo para descrever os efeitos da vinda do Espírito Santo de Deus a nós,

Leia mais

Evangelho. O maior mandamento Mateus 22:34

Evangelho. O maior mandamento Mateus 22:34 Evangelho O maior mandamento Mateus 22:34 :34-40 40 Mateus 22 34 Sabendo os fariseus que Jesus reduzira ao silêncio os saduceus, reuniram-se 35 e um deles, doutor da lei, fez-lhe esta pergunta para pô-lo

Leia mais

DEUTERONÔMIO Devarim = םירבד

DEUTERONÔMIO Devarim = םירבד DEUTERONÔMIO דברים = Devarim Autor e Data Autor Deuteronômio identifica o conteúdo do livro com Moisés: Estas são as palavras que Moisés falou a todo o Israel (1.1). Moisés escreveu esta Lei, e a deu aos

Leia mais

O Tempo com a Palavra de Deus

O Tempo com a Palavra de Deus O Tempo com Deus O Tempo com a Palavra de Deus O Tempo com a Oração O Tempo de Adoração O Tempo de Adoração 1) Nossas vidas devem ser uma constante adoração a Deus Tudo o que fizerem, seja em palavra ou

Leia mais

DICAS DO PROFESSOR. História 6º Ano

DICAS DO PROFESSOR. História 6º Ano DICAS DO PROFESSOR História 6º Ano OS POVOS DA ANTIGUIDADE ORIENTAL: ORIENTE PRÓXIMO E EXTREMO ORIENTE QUAIS A PRINCIPAL HERANÇA DEIXADA PELOS HEBREUS A maior contribuição dos hebreus foi religiosa.

Leia mais

LIÇÃO 3 - A SANTÍSSIMA TRINDADE: UM SÓ DEUS EM TRÊS PESSOAS. Prof. Lucas Neto

LIÇÃO 3 - A SANTÍSSIMA TRINDADE: UM SÓ DEUS EM TRÊS PESSOAS. Prof. Lucas Neto LIÇÃO 3 - A SANTÍSSIMA TRINDADE: UM SÓ DEUS EM TRÊS PESSOAS Prof. Lucas Neto A GLÓRIA É DE DEUS INTRODUÇÃO A DOUTRINA DA TRINDADE A doutrina da Trindade é exclusiva do Cristianismo que não pode ser entendida

Leia mais

5 º ANO Unidade Letiva 1 - Viver juntos METAS OBJETIVOS CONTEÚDOS B. Construir uma chave de leitura religiosa da pessoa, da vida e da história.

5 º ANO Unidade Letiva 1 - Viver juntos METAS OBJETIVOS CONTEÚDOS B. Construir uma chave de leitura religiosa da pessoa, da vida e da história. AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ÁGUEDA Escola Básica Fernando Caldeira Departamento de Ciências Humanas e Sociais Educação Moral e Religiosa Católica - 5º ano Ano letivo 2016/2017 5 º ANO Unidade Letiva 1 -

Leia mais

7 FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA

7 FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro III Ensinos e Parábolas de Jesus Parte 2 Módulo II Ensinos Diretos de Jesus Roteiro 7 Objetivo Interpretar, à luz da Doutrina

Leia mais

CATECISMO DA IGREJA CATÓLICA COMPÊNDIO

CATECISMO DA IGREJA CATÓLICA COMPÊNDIO CATECISMO DA IGREJA CATÓLICA COMPÊNDIO CATECISMO DA IGREJA CATÓLICA COMPÊNDIO Copyright 2005 - Libreria Editrice Vaticana «Motu Proprio» Introdução PRIMEIRA PARTE - A PROFISSÃO DA FÉ Primeira Secção: «Eu

Leia mais

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM 1) Oração Segunda-feira da 8ª Semana do Tempo Comum Ó Deus,

Leia mais

O ENSINO RELIGIOSO NA ESCOLA ORIENTAÇÕES LEGAIS

O ENSINO RELIGIOSO NA ESCOLA ORIENTAÇÕES LEGAIS O ENSINO RELIGIOSO NA ESCOLA ORIENTAÇÕES LEGAIS A CONSTITUIÇÃO FEDERAL ART. 210 DETERMINA O ENSINO RELIGIOSO, MESMO FACULTATIVO PARA O ALUNO, DEVE ESTAR PRESENTE COMO DISCIPLINA DOS HORÁRIOS NORMAIS DA

Leia mais

PLANO DE ESTUDOS DE EMRC 8.º ANO

PLANO DE ESTUDOS DE EMRC 8.º ANO DE EMRC 8.º ANO Ano Letivo 2015 2016 PERFIL DO ALUNO O aluno, no final do 8.º ano, deve atingir as metas abaixo indicadas, nos seguintes domínios: Religião e Experiência Religiosa Construir uma chave de

Leia mais

DECÁLOGO Dado por um Deus que prova seu amor ao ouvir a oração do povo, intervir na história e liberta-lo da escravidão que estava submetido no Egito.

DECÁLOGO Dado por um Deus que prova seu amor ao ouvir a oração do povo, intervir na história e liberta-lo da escravidão que estava submetido no Egito. DECÁLOGO Dado por um Deus que prova seu amor ao ouvir a oração do povo, intervir na história e liberta-lo da escravidão que estava submetido no Egito. DECÁLOGO Manifestação da graça e do cuidado de Deus

Leia mais

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM arta-feira da 3ª Semana da Páscoa Qu 1) Oração Permanecei,

Leia mais

Teorias éticas. Capítulo 20. GRÉCIA, SÉC. V a.c. PLATÃO ARISTÓTELES

Teorias éticas. Capítulo 20. GRÉCIA, SÉC. V a.c. PLATÃO ARISTÓTELES GRÉCIA, SÉC. V a.c. Reflexões éticas, com um viés político (da pólis) _ > como deve agir o cidadão? Nem todas as pessoas eram consideradas como cidadãos Reflexão metafísica: o que é a virtude? O que é

Leia mais

O Cristo consolador. Roteiro 1

O Cristo consolador. Roteiro 1 FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro IV Espiritismo, O Consolador Prometido por Jesus Módulo I Esperanças e Consolações Roteiro 1 O Cristo consolador Objetivo Explicar

Leia mais

CRISTO, IDEAL DA PROCURA DE DEUS COMO CONVERSÃO. CIMBRA 2014 MOSTEIRO DA TRANSFIGURAÇÃO SANTA ROSA RS

CRISTO, IDEAL DA PROCURA DE DEUS COMO CONVERSÃO. CIMBRA 2014 MOSTEIRO DA TRANSFIGURAÇÃO SANTA ROSA RS CRISTO, IDEAL DA PROCURA DE DEUS COMO CONVERSÃO. CIMBRA 2014 MOSTEIRO DA TRANSFIGURAÇÃO SANTA ROSA RS Introdução A fidelidade ao espírito do evangelho e aos ensinamentos de São Paulo, o sentido da Igreja

Leia mais

1º tema: Modos de viver o natal; 2º tema: Os símbolos e tradições de natal; 3º tema: O nascimento de Jesus; 4º tema: O Natal é tempo de amor;

1º tema: Modos de viver o natal; 2º tema: Os símbolos e tradições de natal; 3º tema: O nascimento de Jesus; 4º tema: O Natal é tempo de amor; Disciplina de: E.M.R.C. Ano escolaridade: Professor: Carlos Durães U.L. 1: Ter um coração bom tema: Significado da expressão «ser bondoso»; tema: Ser bom para todos; tema: Jesus fala de bondade; 4º tema:

Leia mais

LIÇÃO 2 O ÚNICO DEUS VERDADEIRO E A CRIAÇÃO. Prof. Lucas Neto

LIÇÃO 2 O ÚNICO DEUS VERDADEIRO E A CRIAÇÃO. Prof. Lucas Neto LIÇÃO 2 O ÚNICO DEUS VERDADEIRO E A CRIAÇÃO Prof. Lucas Neto A GLÓRIA É DE DEUS INTRODUÇÃO NÃO EXISTE OUTRO DEUS YAHWEH é o único e verdadeiro Deus não existindo outro deus além dele. Nesta lição estudaremos

Leia mais

FILOSOFIA CRISTÃ. Jesus Cristo Pantocrator, Uma das mais antigas imagens de Jesus (séc. VI-VII). Monastério Sta. Catarina, Monte Sinai.

FILOSOFIA CRISTÃ. Jesus Cristo Pantocrator, Uma das mais antigas imagens de Jesus (séc. VI-VII). Monastério Sta. Catarina, Monte Sinai. Jesus Cristo Pantocrator, Uma das mais antigas imagens de Jesus (séc. VI-VII). Monastério Sta. Catarina, Monte Sinai. FILOSOFIA CRISTÃ Unidade 01. Capítulo 04: pg. 53-54 Convite a Filosofia Unidade 08.

Leia mais

DATA: / / 2015 III ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE EDUCAÇÃO RELIGIOSA 1.º ANO/EM

DATA: / / 2015 III ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE EDUCAÇÃO RELIGIOSA 1.º ANO/EM SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA Mantenedora da PUC Minas e do COLÉGIO SANTA MARIA UNIDADE: DATA: / / 015 III ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE EDUCAÇÃO RELIGIOSA 1.º ANO/EM ALUNO(A): N.º: TURMA: PROFESSOR(A): VALOR:

Leia mais

METAS CURRICULARES DE EMRC 2º CICLO REFERÊNCIAS FUNDAMENTAIS NO CONTEXTO DO 2ºCICLO DO EB

METAS CURRICULARES DE EMRC 2º CICLO REFERÊNCIAS FUNDAMENTAIS NO CONTEXTO DO 2ºCICLO DO EB METAS CURRICULARES DE EMRC REFERÊNCIAS FUNDAMENTAIS NO CONTEXTO DO 2ºCICLO DO EB FÁTIMA, 26 DE JANEIRO DE 2014 2007 2014 O QUE MUDA? 2007 2014 5º ANO UL1: Viver juntos UL1: Viver juntos UL2: A água, fonte

Leia mais

Neste ano da Vida Religiosa Consagrada fomos motivadas pelo Papa Francisco a recordar o passado com gratidão, viver o presente com paixão e abraçar o

Neste ano da Vida Religiosa Consagrada fomos motivadas pelo Papa Francisco a recordar o passado com gratidão, viver o presente com paixão e abraçar o Neste ano da Vida Religiosa Consagrada fomos motivadas pelo Papa Francisco a recordar o passado com gratidão, viver o presente com paixão e abraçar o futuro com esperança. Como o testemunho de vida da

Leia mais

A Aliança do povo hebreu com o Senhor

A Aliança do povo hebreu com o Senhor A Aliança do povo hebreu com o Senhor Não é fácil orientar-se numa floresta quando não se têm caminhos, nem trilhas. A Bíblia é como uma floresta e, se não conhecermos o caminho, facilmente poderemos nos

Leia mais

DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS E HUMANAS

DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS E HUMANAS (EMRC) (5ºANO) Unidade letiva 1 (Viver Juntos) Mudar faz parte da vida Os grupos a que pertenço Deus estabelece uma relação com a humanidade A aliança condição facilitadora da relação entre as partes A

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE SÁTÃO CURRÍCULO DISCIPLINAR 3º ANO EDUCAÇÃO MORAL E RELIGIOSA CATÓLICA (EMRC) (SNEC)

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE SÁTÃO CURRÍCULO DISCIPLINAR 3º ANO EDUCAÇÃO MORAL E RELIGIOSA CATÓLICA (EMRC) (SNEC) AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE SÁTÃO CURRÍCULO DISCIPLINAR 3º ANO EDUCAÇÃO MORAL E RELIGIOSA CATÓLICA (EMRC) (SNEC) 2015-16 3 º ANO Unidade Letiva 1 A Dignidade das Crianças 1. Tomar consciência de que as crianças

Leia mais

Escola Básica e Secundária de Velas. Governo dos Açores. 2º Ciclo ENSINO BÁSICO. Planificação Anual de EMRC. 5 º Ano

Escola Básica e Secundária de Velas. Governo dos Açores. 2º Ciclo ENSINO BÁSICO. Planificação Anual de EMRC. 5 º Ano Governo dos Açores Escola Básica e Secundária de Velas º Ciclo ENSINO BÁSICO Planificação Anual de EMRC 5 º Ano º Periodo Unidade Letiva - Viver juntos Competências chave Metas Curriculares B. Construir

Leia mais

Josué, um líder escolhido por Deus

Josué, um líder escolhido por Deus Josué, um líder escolhido por Deus Introdução Josué é um livro com profundas verdades espirituais. Ele nos inspira a sermos corajosos e nos orienta, a enfrentar as batalhas espirituais, confiando em Deus

Leia mais

Clóvis de Barros Filho

Clóvis de Barros Filho Clóvis de Barros Filho Sugestão Formação: Doutor em Ciências da Comunicação pela USP (2002) Site: http://www.espacoetica.com.br/ Vídeos Produção acadêmica ÉTICA - Princípio Conjunto de conhecimentos (filosofia)

Leia mais

Roteiros Mensais para Grupos

Roteiros Mensais para Grupos Roteiros Mensais para Grupos JUNHO 2017 INTENÇÃO DE ORAÇÃO DO PAPA Ajudar a aprofundar e rezar com a INTENÇÃO DE ORAÇÃO DO PAPA de cada mês, para mobilizar os grupos e a vida pessoal diante dos grandes

Leia mais

A ORIGEM DA FILOSOFIA

A ORIGEM DA FILOSOFIA A ORIGEM DA FILOSOFIA UMA VIDA SEM BUSCA NÃO É DIGNA DE SER VIVIDA. SÓCRATES. A IMPORTÂNCIA DOS GREGOS Sob o impulso dos gregos, a civilização ocidental tomou uma direção diferente da oriental. A filosofia

Leia mais

Igreja Voz Bíblica - Pr. J Laérton ( Miss. João Batista e Parceiros Filadelfos

Igreja Voz Bíblica - Pr. J Laérton ( Miss. João Batista e Parceiros Filadelfos 1 Quem Deus usará para (resgatá-las) libertá-las do pavor da morte??? Você??? Agora??? Quando??? 2 COMO FAZER O RESGATE??? 3 Somente Conhecendo a Deus verdadeiramente é possível adorá-lo Verdadeiramente.

Leia mais

Qual o verdadeiro significado da páscoa no século XXI?

Qual o verdadeiro significado da páscoa no século XXI? Qual o verdadeiro significado da páscoa no século XXI? Estamos no século XXI e a tecnologia tomou conta da humanidade. Tudo é instantâneo. Computadores, eletrônicos, livros, revistas. A nova geração de

Leia mais

CONCEPÇÕES ÉTICAS Mito, Tragédia e Filosofia

CONCEPÇÕES ÉTICAS Mito, Tragédia e Filosofia CONCEPÇÕES ÉTICAS Mito, Tragédia e Filosofia O que caracteriza a consciência mítica é a aceitação do destino: Os costumes dos ancestrais têm raízes no sobrenatural; As ações humanas são determinadas pelos

Leia mais

Planificação Anual Departamento CIÊNCIAS SOCIAIS E HUMANAS

Planificação Anual Departamento CIÊNCIAS SOCIAIS E HUMANAS Modelo Dep-01 Agrupamento de Escolas do Castêlo da Maia Planificação Anual Departamento CIÊNCIAS SOCIAIS E HUMANAS Ano 5º Ano letivo 2013 / 2014 Disciplina EMRC Turmas A, B, C, D, E, F, G, H, I, J Professores:

Leia mais

Doutrinas E Princípios A Compreender

Doutrinas E Princípios A Compreender Doutrinas E Princípios A Compreender Ao virem a Cristo e prepararem-se para tornar-se membros da Igreja, os pesquisadores precisam compreender os convênios relacionados às ordenanças salvadoras e estar

Leia mais

segunda-feira, 10 de janeiro de 2011 A sua vida se parece com isto?

segunda-feira, 10 de janeiro de 2011 A sua vida se parece com isto? A sua vida se parece com isto? igreja trabalho lazer e descanso família saúde estudos coração Você já se sentiu uma farsa? mundo exterior mundo interior Sobre tudo o que se deve guardar, guarda o coração,

Leia mais

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA VINDE A MIM, VÓS QUE ESTAIS AFLITOS E EU VOS ALIVIAREI Mt 11, 28-30 EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM 1) Oração Quinta-feira da 15ª Semana

Leia mais

Catequese Paroquial e CNE Escutismo Católico Português

Catequese Paroquial e CNE Escutismo Católico Português 1º Ano Paroquial e CNE Escutismo Católico Português JESUS GOSTA DE MIM Proporcionar às crianças um bom acolhimento eclesial, pelos catequistas e por toda a comunidade cristã (cf CT 16 e 24). Ajudá-las

Leia mais

Metas/Objetivos Descritores de Desempenho/Conteúdos Estratégias/Metodologias Avaliação

Metas/Objetivos Descritores de Desempenho/Conteúdos Estratégias/Metodologias Avaliação Domínio Religião e experiência religiosa Cultura cristã e visão cristã da vida Ética e moral cristã DEPARTAMENTO DE PASTORAL DISCIPLINA: EDUCAÇÃO MORAL E RELIGIOSA CATÓLICA PLANIFICAÇÃO DE 5º ANO Calendarização:

Leia mais

Orações Semanais para a Quaresma

Orações Semanais para a Quaresma Orações Semanais para a Quaresma Nesta Quaresma iremos realizar uma pequena oração no inicio ou no fim de cada reunião, pretendendo assim criar o hábito de oração em grupo, mas relembrando sempre que somos

Leia mais

Deus fala através do trovão

Deus fala através do trovão Deus fala através do trovão Já havia dois dias que os israelitas, acampados próximo ao Sinal, estavam se preparando para a grande teofania. No terceiro dia, Deus enviou tão impressionantes sinais que o

Leia mais

Espiritualidade e fortalecimento do vínculo familiar Êxodo 12: 3, 4, 7, 11 [Vida em Família #5]

Espiritualidade e fortalecimento do vínculo familiar Êxodo 12: 3, 4, 7, 11 [Vida em Família #5] 1 Espiritualidade e fortalecimento do vínculo familiar Êxodo 12: 3, 4, 7, 11 [Vida em Família #5] Introdução: Nosso texto é: Êxodo 12: 3, 4, 7, 11 que é o texto da páscoa. Mas também passaremos pelos capítulos

Leia mais

O Sabbath. Uma estrutura de 24 horas sem ansiedade ou lista de afazeres

O Sabbath. Uma estrutura de 24 horas sem ansiedade ou lista de afazeres O Sabbath Uma estrutura de 24 horas sem ansiedade ou lista de afazeres Silêncio e concentração 3 Ainda que um exército se acampe contra mim, meu coração não temerá; ainda que se declare guerra contra mim,

Leia mais

Espiritismo e Política

Espiritismo e Política AYLTON PAIVA Espiritismo e Política Contribuições para a evolução do ser e da sociedade MEUS AGRADECIMENTOS A Maria Eny Rossetini Paiva, amada esposa, pelas apreciações e sugestões doutrinárias. Karen

Leia mais

APRENDENDO COM AS TRADIÇÕES RELIGIOSAS

APRENDENDO COM AS TRADIÇÕES RELIGIOSAS SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA Mantenedora da PUC Minas e do COLÉGIO SANTA MARIA DATA: / / 0 UNIDADE: III ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE EDUCAÇÃO RELIGIOSA 6.º ANO/EF PROFESSOR(A): VALOR: 0,0 MÉDIA: 6,0 RESULTADO:

Leia mais

Área da Mediunidade. Mediunidade Desafios e Possibilidades

Área da Mediunidade. Mediunidade Desafios e Possibilidades Área da Mediunidade ENCONTRO MICRORREGIONAL Fortaleza - CE 02-03/09/2017 Mediunidade Desafios e Possibilidades MEDIUNIDADE COMO FERRAMENTA PARA A BUSCA DE DEUS Mediunidade Qualidade da pessoa que, segundo

Leia mais

Adão e Eva inicialmente violaram a Aliança das relações de amor e confiança que Deus tinha estabelecido entre eles.

Adão e Eva inicialmente violaram a Aliança das relações de amor e confiança que Deus tinha estabelecido entre eles. Uma Aliança é um compromisso feito por contrato entre duas pessoas ou dois grupos de pessoas. O seu sentido religioso é o de um Testa mento. No Antigo Testamento a Aliança estabelece uma nova relação,

Leia mais

PARÓQUIA DE NOSSA SENHORA DA ASSUNÇÃO - CABO FRIO CURSO DE TEOLOGIA

PARÓQUIA DE NOSSA SENHORA DA ASSUNÇÃO - CABO FRIO CURSO DE TEOLOGIA PARÓQUIA DE NOSSA SENHORA DA ASSUNÇÃO - CABO FRIO CURSO DE TEOLOGIA - 2015 DUAS QUESTÕES CONTROVERTIDAS, ANALISADAS À LUZ DA BÍBLIA: VENERAÇÃO DE IMAGENS E INTERCESSÃO DOS SANTOS A. VENERAÇÃO DE IMAGENS

Leia mais

Por ocasião das eleições municipais, o Ministério Fé e Política da RCCBRASIL preparou uma carta pra te ajudar ainda mais nessa escolha, confira:

Por ocasião das eleições municipais, o Ministério Fé e Política da RCCBRASIL preparou uma carta pra te ajudar ainda mais nessa escolha, confira: Por ocasião das eleições municipais, o Ministério Fé e Política da RCCBRASIL preparou uma carta pra te ajudar ainda mais nessa escolha, confira: Amados irmãos e irmãs em Cristo Jesus, A Paz de Jesus! A

Leia mais

Ensinos de Cristo O que Jesus Cristo ensinou?

Ensinos de Cristo O que Jesus Cristo ensinou? Introdução à 23/05/2011 A doutrina de Cristo segundo as escrituras Ensinos de Cristo O que Jesus Cristo ensinou? Ensinos de Cristo Jesus anunciou a chegada do reino, propôs altos padrões éticos àqueles

Leia mais

Os Outros Seis Dias. Aula 02/08/2015 Prof. Lucas Rogério Caetano Ferreira

Os Outros Seis Dias. Aula 02/08/2015 Prof. Lucas Rogério Caetano Ferreira Os Outros Seis Dias Aula 02/08/2015 Prof. Lucas Rogério Caetano Ferreira S Vivendo Teologicamente S O que a teologia tem a ver com a vida diária? S A teologia geralmente é considerada como algo abstrato.

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ÁGUEDA. Departamento de Ciências Humanas e Sociais. Educação Moral e Religiosa Católica 8º ano Ano letivo 2016/2017

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ÁGUEDA. Departamento de Ciências Humanas e Sociais. Educação Moral e Religiosa Católica 8º ano Ano letivo 2016/2017 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ÁGUEDA Escola Básica Fernando Caldeira Departamento de Ciências Humanas e Sociais Educação Moral e Religiosa Católica 8º ano Ano letivo 2016/2017 Unidade Letiva 1 - O Amor Humano

Leia mais

ÉTICA E PRÁTICA EDUCATIVA, OUTRA VEZ. Cipriano Carlos luckesi 1

ÉTICA E PRÁTICA EDUCATIVA, OUTRA VEZ. Cipriano Carlos luckesi 1 ÉTICA E PRÁTICA EDUCATIVA, OUTRA VEZ Cipriano Carlos luckesi 1 Qual é um significativo fundamento para a conduta ética e o que isso tem a ver com a prática educativa? Lee Yarley, professor de Religião

Leia mais

Sumário. Prefácio... 13

Sumário. Prefácio... 13 Sumário Prefácio... 13 PARTE UM O LEGADO ISRAELITA 1. Cristianismo e judaísmo... 29 A separação dos caminhos... 29 O cristianismo e o cânone hebraico da Escritura... 40 O cristianismo e a interpretação

Leia mais

HISTÓRICA POLÍTICA DOS HEBREUS 3 FASES PATRIARCAS, JUÍZES E REIS

HISTÓRICA POLÍTICA DOS HEBREUS 3 FASES PATRIARCAS, JUÍZES E REIS 2A aula 05 Os Hebreus HISTÓRICA POLÍTICA DOS HEBREUS 3 FASES PATRIARCAS, JUÍZES E REIS Os hebreus eram pastores nômades da Mesopotâmia. No séc. XIX a. C., guiados por Abraão, deslocaram-se para a Palestina,

Leia mais

Felicidade e a certeza

Felicidade e a certeza Felicidade e a certeza INTRODUÇÃO 1ª Razão Conflitos culturais 2 Um crê que pode comer de tudo; já outro, cuja fé é fraca, come apenas alimentos vegetais. 17 Pois o Reino de Deus não é comida nem bebida,

Leia mais

A Lei do Senhor. Anésio Rodrigues

A Lei do Senhor. Anésio Rodrigues A Lei do Senhor Anésio Rodrigues Deuteronômio 6:4-9 Ouça, ó Israel: O Senhor, o nosso Deus, é o único Senhor. Deuteronômio 6:4-9 Ame o Senhor, o seu Deus, de todo o seu coração, de toda a sua alma e de

Leia mais

Filosofia Geral. Prof. Alexandre Nonato

Filosofia Geral. Prof. Alexandre Nonato Filosofia Geral Prof. Alexandre Nonato Ruptura da Mitologia à Filosofia Mitologia é um conjunto de mitos de determinados povos. Ex.: Deuses, lendas. Explicação para a vida, o sobrenatural, sem a existência

Leia mais

1ª Leitura - Lv 19,

1ª Leitura - Lv 19, 1ª Leitura - Lv 19,1-2.11-18 Julga teu próximo conforme a justiça. Leitura do Livro do Levítico 19,1-2.11-18 1 O Senhor falou a Moisés, dizendo: 2 'Fala a toda a comunidade dos filhos de Israel, e dize-lhes:

Leia mais

Os Livros dos Macabeus

Os Livros dos Macabeus Os Livros dos Macabeus O nome dos Livros surgiu do apelido de Macabeus (martelo) dado a Judas, filho mais famoso de Matatias. O texto foi escrito em Hebraico no início do 1º século a.c. Os livros descrevem

Leia mais

BUDISMO O budismo não é só uma religião, mas também um sistema ético e filosófico, originário da região da Índia. Foi criado por Sidarta Gautama (563?

BUDISMO O budismo não é só uma religião, mas também um sistema ético e filosófico, originário da região da Índia. Foi criado por Sidarta Gautama (563? ÁSIA - RELIGIÕES BUDISMO O budismo não é só uma religião, mas também um sistema ético e filosófico, originário da região da Índia. Foi criado por Sidarta Gautama (563? - 483 a.c.?), também conhecido como

Leia mais

Coleção Chamados à Vida Chamados À Vida, Chamados À Vida Em Jesus Cristo,

Coleção Chamados à Vida Chamados À Vida, Chamados À Vida Em Jesus Cristo, Coleção Chamados à Vida Em preparação à Eucaristia 1ª Etapa: Chamados à vida 2ª Etapa: Chamados à vida em Jesus Cristo 3ª Etapa: Chamados à vida em Comunidade. 4ª Etapa: Chamados à vida para amar e servir.

Leia mais

Conceito da Ética Destacando as teorias da formação dos conceitos, o objeto e o objetivo da Ética

Conceito da Ética Destacando as teorias da formação dos conceitos, o objeto e o objetivo da Ética Conceito da Ética Destacando as teorias da formação dos conceitos, o objeto e o objetivo da Ética. Definições e Conceitos O termo ética deriva do grego ethos (caráter, modo de ser de uma pessoa). Ética

Leia mais

O QUE É O ESPIRITISMO 1

O QUE É O ESPIRITISMO 1 O QUE É O ESPIRITISMO 1 Facilitadores Alex Olegário e Roberto Camilo 17/18-Janeiro-2016 OBJETIVO Conhecer sobre: O Conceito do Espiritismo O Codificador Se me amais, guardai os meus mandamentos; e eu rogarei

Leia mais

OS DIREITOS HUMANOS, A PAZ E A JUSTIÇA COMO IDEAIS DA PEDAGOGIA DA INTERDEPENDÊNCIA

OS DIREITOS HUMANOS, A PAZ E A JUSTIÇA COMO IDEAIS DA PEDAGOGIA DA INTERDEPENDÊNCIA OS DIREITOS HUMANOS, A PAZ E A JUSTIÇA COMO IDEAIS DA 1 PEDAGOGIA DA INTERDEPENDÊNCIA LURDES FERNANDES & PAULA CORREIA GRUPO INTERNO GENTLE TEACHING 12 ABRIL 2017 DIREITOS HUMANOS O QUE SÃO? Os Direitos

Leia mais

A atualidade da lei.... a Lei é santa, e o mandamento, santo, justo e bom. (Rm 7:12)

A atualidade da lei.... a Lei é santa, e o mandamento, santo, justo e bom. (Rm 7:12) A atualidade da lei... a Lei é santa, e o mandamento, santo, justo e bom. (Rm 7:12) OBJETIVO Mostrar ao estudante da Escritura que a lei de Deus é atual, pois é baseada em Deus, e, portanto, é eterna e

Leia mais

PRIMEIRO DIA LADAINHA. MEDITAÇÃO Nosso Compromisso: Rede de Comunidades. Animador das primeiras comunidades, Caridoso com os mais empobrecidos,

PRIMEIRO DIA LADAINHA. MEDITAÇÃO Nosso Compromisso: Rede de Comunidades. Animador das primeiras comunidades, Caridoso com os mais empobrecidos, PRIMEIRO DIA LADAINHA São Judas Tadeu, Apóstolo de Cristo, Eleito por Jesus, Seguidor do Evangelho, Testemunha do Ressuscitado, Animador das primeiras comunidades, Fiel pregador do Evangelho, Zeloso ministro

Leia mais

Curso de Teologia de Leigos

Curso de Teologia de Leigos Curso de Teologia de Leigos O MISTÉRIO DA CRIAÇÃO; DEUS MANTÉM E SUSTENTA A CRIAÇÃO; DEUS REALIZA O SEU PROJETO: A DIVINA PROVIDÊNCIA; A DIVINA PROVIDÊNCIA E AS CAUSAS SEGUNDAS; A DIVINA PROVIDÊNCIA E

Leia mais

ÉTICA GERAL E PROFISSIONAL MÓDULO 2

ÉTICA GERAL E PROFISSIONAL MÓDULO 2 ÉTICA GERAL E PROFISSIONAL MÓDULO 2 Índice 1. Ética Geral...3 1.1 Conceito de ética... 3 1.2 O conceito de ética e sua relação com a moral... 4 2 1. ÉTICA GERAL 1.1 CONCEITO DE ÉTICA Etimologicamente,

Leia mais

Nos Atos dos Apóstolos, além do primeiro Pentecostes, há vários outros pentecostes e pentecostinhos. Por exemplo:-

Nos Atos dos Apóstolos, além do primeiro Pentecostes, há vários outros pentecostes e pentecostinhos. Por exemplo:- Nos Atos dos Apóstolos, além do primeiro Pentecostes, há vários outros pentecostes e pentecostinhos. Por exemplo:- - quando a comunidade está em oração durante a perseguição (At 4,31); - quando Pedro acolhe

Leia mais

Catequese Adolescência Paróquia S. Salvador de Carregosa 8º ano/ º Período Objectivos Data Tema da catequese Objectivos Estratégias

Catequese Adolescência Paróquia S. Salvador de Carregosa 8º ano/ º Período Objectivos Data Tema da catequese Objectivos Estratégias Finalidade: Descobrir-se Cristão Objectivos: Participar na eucaristia Concretizar projecto comunitário (partilha fraterna) Tema do Período Em Diálogo 1 1º Período Objectivos Data Tema da catequese Objectivos

Leia mais

ÊXODO. Um Só Deus Um Só Rei Um Só Senhor

ÊXODO. Um Só Deus Um Só Rei Um Só Senhor A constante história da Salvação Um mundo em perigo Deus usa pessoas para Sua obra de Salvação Salvação é Deus fazendo por nós o que não podemos fazer por nós mesmos Entre o Palácio e o Deserto EU#POSSO#

Leia mais

LUTAR PARA AS COISAS MUDAR

LUTAR PARA AS COISAS MUDAR 292 ANEXO O POVO É POETA Um dia a mulher gritou: Sou guerreira! E o eco de sua voz se fez ouvir Mais além das fronteiras. Sou mulher: mãe e guerreira! Meu limite não é mais o lar, Me chamam a rainha da

Leia mais

Escola Secundária/3 de Felgueiras Planificação da Disciplina de E.M.R.C. 9º Ano 2012/2013

Escola Secundária/3 de Felgueiras Planificação da Disciplina de E.M.R.C. 9º Ano 2012/2013 1 A Dignidade da Pessoa Humana Dignidade e inviolabilidade da vida humana: declarações de direitos e perspetiva da Igreja Católica. A vida: condição de possibilidade de todos os outros valores A vida como

Leia mais

Jesus Missionário JESUS MISSIONÁRIO EM MARCOS A PRÁTICA DE JESUS DE NAZARÉ

Jesus Missionário JESUS MISSIONÁRIO EM MARCOS A PRÁTICA DE JESUS DE NAZARÉ Jesus Missionário JESUS MISSIONÁRIO EM MARCOS A PRÁTICA DE JESUS DE NAZARÉ Como foi a missão de Jesus de Nazaré? Viveu o anúncio Anunciou o que viveu Para entender a missão de Jesus Entender o contexto

Leia mais

OS OFÍCIOS DE CRISTO NA CRUZ O PROFETA. vivendopelapalavra.com. Por: Helio Clemente

OS OFÍCIOS DE CRISTO NA CRUZ O PROFETA. vivendopelapalavra.com. Por: Helio Clemente OS OFÍCIOS DE CRISTO NA CRUZ O PROFETA vivendopelapalavra.com Por: Helio Clemente Calvino Institutas, Livro II: Com efeito é preciso notar que o título Cristo diz respeito a estes três ofícios, pois sabemos

Leia mais

COLÉGIO DE SANTA DOROTEIA LISBOA ANO LETIVO 2016/2017 DEPARTAMENTO DE PASTORAL DISCIPLINA: EDUCAÇÃO MORAL E RELIGIOSA CATÓLICA PLANIFICAÇÃO DE 7º ANO

COLÉGIO DE SANTA DOROTEIA LISBOA ANO LETIVO 2016/2017 DEPARTAMENTO DE PASTORAL DISCIPLINA: EDUCAÇÃO MORAL E RELIGIOSA CATÓLICA PLANIFICAÇÃO DE 7º ANO 1º PERÍODO UL1 - As origens ÉTICA E MORAL Calendarização - 26 aulas A. Construir uma chave de leitura religiosa Os dados da ciência sobre a origem do Diálogo com os alunos, relacionado da pessoa, da vida

Leia mais

Colégio Nossa Senhora da Piedade

Colégio Nossa Senhora da Piedade Colégio Nossa Senhora da Piedade Dados de identificação: Curso: Ensino Fundamental II Série: 6 Ano Professora: Denise dos Santos Silva Rocha Disciplina: Ensino Religioso Ano: 2016. Plano de curso 1-Objetivo

Leia mais

PLANO DE CURSO OBJETIVO GERAL DA ÁREA DE ENSINO RELIGIOSO

PLANO DE CURSO OBJETIVO GERAL DA ÁREA DE ENSINO RELIGIOSO PLANO DE CURSO OBJETIVO GERAL DA ÁREA DE ENSINO RELIGIOSO O direito fundamental à educação inclui receber, na formação integral, a capacitação necessária ao exercício da cidadania. O Ensino religioso tem

Leia mais

Sempre alerta! Sempre Alerta! Este é o tema mundial dos Escoteiros e das Bandeirantes, para mostrar que sempre estão de prontidão para as boas ações.

Sempre alerta! Sempre Alerta! Este é o tema mundial dos Escoteiros e das Bandeirantes, para mostrar que sempre estão de prontidão para as boas ações. Sempre Alerta! Mateus 24.36-44 Pr. Fernando Fernandes PIB em Penápolis Sempre alerta! Este é o tema mundial dos Escoteiros e das Bandeirantes, para mostrar que sempre estão de prontidão para as boas ações.

Leia mais

Capítulo 15 de "O Evangelho Segundo o Esiritismo, de Allan Kardec" - Fora da caridade não há salvação, itens 4 e 5, O MAIOR MANDAMENTO.

Capítulo 15 de O Evangelho Segundo o Esiritismo, de Allan Kardec - Fora da caridade não há salvação, itens 4 e 5, O MAIOR MANDAMENTO. Autor: André Martinez REFLEXÕES ESPÍRITAS: O Maior Mandamento Capítulo 15 de "O Evangelho Segundo o Esiritismo, de Allan Kardec" - Fora da caridade não há salvação, itens 4 e 5, O MAIOR MANDAMENTO. Este

Leia mais

A REPRODUÇÃO DO CARÁTER DE CRISTO

A REPRODUÇÃO DO CARÁTER DE CRISTO A REPRODUÇÃO DO CARÁTER DE CRISTO Recaptulando Aula 1 Definindo discipulado Checando as bases Analisando exemplos Os alvos do discipulado Identificando barreiras Definindo discipulado Recaptulando David

Leia mais

PLANO DE CURSO. ENSINO: Ensino Religioso ANO: 2016 PROFESSOR (A): Elâine Cristina Bento

PLANO DE CURSO. ENSINO: Ensino Religioso ANO: 2016 PROFESSOR (A): Elâine Cristina Bento Escola Estadual Virgínio Perillo venida José Bernardes Maciel, 471 Marília, Lagoa da Prata-MG Fone: (37) 3261-3222 E-mail: escolavirginioperillo@gmail.com PLNO DE CURSO ENSINO: Ensino Religioso NO: 2016

Leia mais

Explicar o que caracteriza amor a Deus e amor ao próximo. Apresentar ações que favoreçam o seu desenvolvimento.

Explicar o que caracteriza amor a Deus e amor ao próximo. Apresentar ações que favoreçam o seu desenvolvimento. FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro IV Espiritismo, o Consolador Prometido por Jesus Módulo IV A humanidade regenerada Roteiro 2 Explicar o que caracteriza amor

Leia mais

Diaconia e a Cidade. jovens;

Diaconia e a Cidade. jovens; Diaconia e a Cidade (Pastor Carlos Alberto Radinz, UP de São Paulo) Auxílio para a preparação do encontro de jovens; A nossa Igreja, neste ano, escolheu como tema ViDas em Comunhão, tendo como motivação

Leia mais

O Deus de Abraão e de Jesus Cristo - 1

O Deus de Abraão e de Jesus Cristo - 1 O Deus de Abraão e de Jesus Cristo - 1 Deus em questão CREIO EM UM SÓ DEUS A Fé dirige-se a Deus, tem Deus por objecto. Deus é actualmente posto em questão. Deus em questão A hipótese de Deus parece desnecessária

Leia mais