Melhoramento Genético de Plantas

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Melhoramento Genético de Plantas"

Transcrição

1 Melhoramento Genético de Plantas Prof. Dr. Natal A. Vello Doutoranda Fernanda A. Castro Pereira

2 Genética Mendeliana Genética Quantitativa Estatística Melhoramento genético convencional Biotecnologia

3 Biotecnologia cultivo in vitro micropropagação técnicas moleculares biologia molecular As bases fundamentais da biotecnologia agrícola consideram a biologia molecular e as técnicas relacionadas como os eventos mais importantes da história da biotecnologia. Biologia molecular Técnicas moleculares Marcadores moleculares Transformação genética Etc...

4 Biologia molecular: Análise dos indivíduos com base no seu DNA

5 Tipos de marcadores Marcadores fenotípicos Características do organismo - Ex.: cor da flor de soja Marcadores bioquímicos Presença ou ausência de compostos Ex.: isoenzimas, proteínas ou polissacarídeos específicos. Marcadores moleculares Presença ou ausência de sequências de DNA ou RNA - Ex. genes ou regiões não-codificantes - alteração em uma ou mais bases nitrogenadas

6 Marcadores Moleculares

7 Marcadores Moleculares Conceito: Marcadores de DNA são derivados de pequenas regiões do DNA que apresentam polimorfismo entre indivíduos dentro de uma espécie. p.ex.: Marcadores flaqueando um gene/qtl importante Marcadores genéticos, quando associados a características de interesse (QTLs), aumentam a eficiência de seleção

8 CONCEITOS PCR Polimerase Chain Reaction (Reação em cadeia da polimerase) Amplificação de um fragmento de DNA sem o uso de um organismo vivo. O processo consiste basicamente em utilizar os mecanismos da replicação in vitro

9

10 TERMOCICLADOR 94 a 96 C - separação da dupla cadeia de DNA (Desnaturação, quebra das pontes de hidrogênio). 50 a 60 C - Anelamento dos primers com a fita molde de DNA 72 C - Extensão da nova molécula - Taq Polimerase Normalmente são realizados de 25 a 40 ciclos para cada reação na qual a taxa de replicação é exponencial 2 n

11

12 O resultado é analisado por meio de uma eletroforese em gel de agarose ou de poliacrilamida

13 O DNA pode ser visualizado usando-se o brometo de etídio, que, quando intercalado no DNA, fica fluorescente sob a luz ultravioleta.

14 Considerando: O marcador associado ao gene de resistência R, é possível observar que esse marcador consegue amplificar o gene R. No indivíduo suscetível, onde não existe o gene R, não houve amplificação, portanto ausência de marca. S R DNA da planta resistente DNA da planta suscetível Padrão de banda polimórfica

15 PCR em tempo real Método atual de aferir o nível de expressão dos genes; Técnica quantitativa: consegue quantificar o n de moléculas produzidas ciclo a ciclo. n ciclos 2 n quantidade de DNA

16 Tipos de Marcadores RFLP Restriction Fragment Length Polymorphism RAPD Random Amplified Polymorphic DNA MICROSSATÉLITES SSR Simple Sequence Repeats AFLP Amplified Fragment Length Polymorphism SNP marcadores derivados de sequencias expressas

17 Exemplos Estudo de diversidade genética Acessos de melão Ritschel et al. BMC Plant Biology :9 doi: /

18 Seleção de plantas zigóticas na população LARANJA, Cordeirópolis, v.22, n.1, p , 2001 Amplificação do DNA com primers SSR (1) - limão Cravo (Citrus limonia Osbeck) (2) - laranja Caipira (Citrus sinensis (L.) Osbeck) (3, 6, 7, 8 e 9) - híbridos

19 Escolha dos Genitores Caracterização de linhagens de milho em grupos heteróticos CELSO GONÇALVES DE AGUIAR - Tese (DETERMINAÇÃO DE GRUPOS HETERÓTICOS EM MILHO UTILIZANDO MARCADORES MOLECULARES E CRUZAMENTOS TESTE ) MARINGÁ PARANÁ

20 Seleção assitida por marcadores (SAM) Inoculação do patógeno Seleção de indivíduos resistentes e suscetíveis Bulk R e Bulk S Seleção de marcadores polimórficos ligado a região do genoma que participa no processo de defesa da planta contra a doença. Summa Phytopathol, Botucatu, v. 34, n. 3, p , 2008 Ferrugem em eucalipto

21 Transformação de Plantas

22

23 3 etapas 1 Métodos de inserção do DNA INDIRETO Via Agrobacterium DIRETO Biobalística Eletroporação recombinante

24 Transformação por Agrobacterium Agrobacterium tumefaciens galha da coroa Bactérias do solo que tem a capacidade de transferir parte do seu DNA para dentro da célula da planta

25 Construção plasmidial contendo o gene de interesse

26 No laboratório, a bactéria é colocada em cultura junto com as células de plantas, transferindo parte do seu DNA para as células da planta

27 Transformação por Biobalística Partículas de ouro ou tungstênio são cobertas com DNA e aceleradas em direção ao tecido da planta

28

29 Transformação por eletroporação Consiste em submeter os protoplastos e DNA a um campo elétrico de intensidade controlada Choque elétrico - formação de poros reversíveis na membrana plasmática permitindo a entrada do DNA.

30

31 Alta voltagem

32 2 Regeneração (Cultura de tecidos) Totipotência - é a capacidade de regenerar um indivíduo completo a partir de uma única célula. Essa propriedade não é constatada nas células animais.

33 3 Análises Moleculares de Plantas Transgenicas O gene de interesse é transferido juntamente com o gene marcador de seleção Southern blot detectar fragmentos de DNA específicos. PCR alta sensibilidade, o que leva a resultados de falso positivo.

34 Os Transgênicos

35

36

37 Tipos de Transgênicos 1ª Geração Características de produção redução do custo de produção 2ª Geração resistência a herbicida, doenças e insetos tolerância ao estresse ambiental 3ª Geração Características de consumo agregar valor ao produto final melhoria nutricional melhor conservação pós-colheita Os campos vão se transformar em fábricas de proteínas e medicamentos BASF

38 Soja transgênica - 1ª Geração Roundup Ready - soja tolerante ao herbicida glifosato Glifosato bloqueia a atividade da enzima EPSPS Gene CP4 EPSPS (transgene) Aprovada pela CTNBio em 2005 Atualmente:

39 Cultivance e é o primeiro material geneticamente modificado, desenvolvido no Brasil, desde o laboratório até a comercialização. Soja resistente ao herbicida de amplo espectro da BASF + EMBRAPA. Aprovado pela CTNBio em 2009

40 Soja transgênica - 2ª Geração Produtividade Lagarta-da-soja, Lagarta-da-maçã, Falsa- Medideira e Broca-das-axilas. Tolerância à aplicação de glifosato RR X Intacta sem inseticida

41 Transgênicos (Soja e Milho) - 3ª Geração em fase de desenvolvimento Soja com mais ácido oleico Soja com alto conteúdo de isoflavonóides Soja com ácido linolênico conjugado Soja com teor elevado de ômega 3 Plantas de milho que sintetizam genes do hormônio do crescimento humano.

42 Embrapa Alface transgênica 3ª geração: 30% a mais de ácido fólico

43 Últimas notícias 05/2016 Academia de Ciências dos EUA afirma que alimentos transgênicos são seguros 04/2016 Brasil apresenta crescimento da adoção de transgênicos

44 Desafios da Biotecnologia no Melhoramento de Plantas Natureza poligênica das características de importância econômica Interação do genótipo com o ambiente (F = G + A) Novas tecnologias desenvolvidas com a biotecnologia

45 Biblioteca Central ESALQ/USP

46 OBRIGADA

MARCADORES MOLECULARES: AFLP E RFLP

MARCADORES MOLECULARES: AFLP E RFLP Universidade Federal de Pelotas Programa de Pós Graduação em Agronomia Disciplina de Biotecnologia Aplicada ao Melhoramento MARCADORES MOLECULARES: AFLP E RFLP Prof. PhD. Antonio Costa de Oliveira Gabriela

Leia mais

PCR Reação de Polimerase em Cadeia. Termociclador

PCR Reação de Polimerase em Cadeia. Termociclador PCR Reação de Polimerase em Cadeia Termociclador REAÇÃO EM CADEIA DA POLIMERASE (PCR) Técnica que permite a amplificação da quantidade de DNA específico utilizando a enzima Taq DNA polimerase, sequências

Leia mais

Alimentos transgênicos. Aluna: Maria Eugênia Araújo

Alimentos transgênicos. Aluna: Maria Eugênia Araújo Alimentos transgênicos Aluna: Maria Eugênia Araújo Sumário O que é um transgênico? Métodos de transgenia Aplicações da transgenia Pontos positivos Pontos negativos Rotulagem dos transgênicos Considerações

Leia mais

Olá! Vamos aprender um pouco sobre Biotecnologia? A Biotecnologia é uma ciência que abrange todos estes campos do conhecimento:

Olá! Vamos aprender um pouco sobre Biotecnologia? A Biotecnologia é uma ciência que abrange todos estes campos do conhecimento: Biotecnologia Olá! Vamos aprender um pouco sobre Biotecnologia? A Biotecnologia é uma ciência que abrange todos estes campos do conhecimento: É definida como uma técnica que usa organismo vivo ou parte

Leia mais

Prof. Manoel Victor. Genética Quantitativa

Prof. Manoel Victor. Genética Quantitativa Genética Quantitativa Modos de ação dos genes ação qualitativa expressão de genes seguindo padrões e modelos como os descritos por Mendel AA Aa aa (genes qualitativos) Fenótipos Genótipos Modos de ação

Leia mais

Ácidos Nucleicos e suas propriedades

Ácidos Nucleicos e suas propriedades UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ SETOR DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS DEPARTAMENTO DE FITOTECNIA E FITOSSANITARISMO AF 060- Biotecnologia Vegetal Ácidos Nucleicos e suas propriedades Prof a. Renata FaierCalegario

Leia mais

Algumas prioridades e demandas da pesquisa relacionadas ao

Algumas prioridades e demandas da pesquisa relacionadas ao Capítulo 2 Demandas para as Pesquisas Relacionadas ao Melhoramento Genético Fábio Gelape Faleiro; José Ricardo Peixoto; Alexandre Pio Viana; Claudio Horst Bruckner; Francisco Ferraz Laranjeira; Flávio

Leia mais

Análises de DNA. O DNA e sua história. DNA nos remete a Hereditariedade. -Hipócrates ( a.c.): pangênese

Análises de DNA. O DNA e sua história. DNA nos remete a Hereditariedade. -Hipócrates ( a.c.): pangênese Análises de DNA O DNA e sua história DNA nos remete a Hereditariedade -Hipócrates (460-377 a.c.): pangênese -Aristóteles (384-322 a.c.): transmissão das características pelo sêmen 1 O genoma e sua história

Leia mais

Técnicas de Biologia Molecular. Digestão de DNA com enzimas de restrição e eletroforese em gel de agarose

Técnicas de Biologia Molecular. Digestão de DNA com enzimas de restrição e eletroforese em gel de agarose Técnicas de Biologia Molecular Digestão de DNA com enzimas de restrição e eletroforese em gel de agarose 1 Enzimas de Restrição Endonucleases sítio-específicas isoladas de procariotos Protegem a bactéria

Leia mais

TRANSFERIBILIDADE DE MARCADORES MICROSSATÉLITES DE MELÃO PARA MELANCIA

TRANSFERIBILIDADE DE MARCADORES MICROSSATÉLITES DE MELÃO PARA MELANCIA TRANSFERIBILIDADE DE MARCADORES MICROSSATÉLITES DE MELÃO PARA MELANCIA Maia, A. K. S (1) ; Albuquerque, L. B. (1) ; Antonio, R. P. (2) ; Silveira, L. M. (3) ; Nunes, G. H. S (1) ; Silva, A. E. A (1) ;

Leia mais

PCR MARCADORES MOLECULARES. Prof. Dr. José Luis da C. Silva

PCR MARCADORES MOLECULARES. Prof. Dr. José Luis da C. Silva PCR MARCADORES MOLECULARES Prof. Dr. José Luis da C. Silva Histórico da PCR Kornberg (1960) Isolou e caracterizou a DNA polimerase. O isolamento desta enzima possibilitou o desenvolvimento da síntese in

Leia mais

Na Era das Plantas Transgênicas. Felipe Ridolfo Biology Team Leader to Enlist

Na Era das Plantas Transgênicas. Felipe Ridolfo Biology Team Leader to Enlist Na Era das Plantas Transgênicas Felipe Ridolfo Biology Team Leader to Enlist Plantas Transgênicas - Conceito Transferência/introdução de um ou vários genes em um organismo sem que haja a fecundação ou

Leia mais

FiberMax. Mais que um detalhe: uma genética de fibra.

FiberMax. Mais que um detalhe: uma genética de fibra. FiberMax. Mais que um detalhe: uma genética de fibra. Requisitos para o cultivo de algodoeiro GlyTol LibertyLink, além de boas práticas de manejo integrado de plantas daninhas. Cap 1: Descrição do Produto

Leia mais

Mesa Redonda- Sala 4 BIOTECNOLOGIAS NO ALGODOEIRO: EFICIÊNCIA, CUSTOS, PROBLEMAS E PERSPECTIVAS

Mesa Redonda- Sala 4 BIOTECNOLOGIAS NO ALGODOEIRO: EFICIÊNCIA, CUSTOS, PROBLEMAS E PERSPECTIVAS Mesa Redonda- Sala 4 BIOTECNOLOGIAS NO ALGODOEIRO: EFICIÊNCIA, CUSTOS, PROBLEMAS E PERSPECTIVAS : EFICIÊNCIA, CUSTOS, PROBLEMAS E PERSPECTIVAS 1- Transgenias disponíveis, variedades, problemas e perspectivas

Leia mais

PONTOS PARA A PROVA DIDÁTICA

PONTOS PARA A PROVA DIDÁTICA Página 1 de 6 DISCIPLINAS: Estatística Pontos das Disciplinas: 1. CONCEITOS BASICOS, ORGANIZAÇÃO E APRESENTAÇÃO DOS RESULTADOS, DISTRIBUIÇÃO DE FREQUÊNCIA. 2. MEDIDAS DE POSIÇÃO 3. MEDIDAS DE DISPERSÃO

Leia mais

Triagem laboratorial: Biologia Molecular I

Triagem laboratorial: Biologia Molecular I CURSO DE APERFEIÇOAMENTO: TRIAGEM LABORATORIAL E CONTROLE DE QUALIDADE EM SANGUE, TECIDOS, CÉLULAS E ÓRGÃOS O que é NAT ou NAAT? Triagem laboratorial: Biologia Molecular I Milena Batista de Oliveira Farmacêutica

Leia mais

ANÁLISE GENÔMICA, MAPEAMENTO E ANÁLISE DE QTLs

ANÁLISE GENÔMICA, MAPEAMENTO E ANÁLISE DE QTLs ANÁLISE GENÔMICA, MAPEAMENTO E ANÁLISE DE QTLs João Meidanis Scylla Bioinformática e UNICAMP III Congresso Brasileiro de Melhoramento de Plantas Gramado, RS Maio 2005 MINI-CURSO - AGENDA 1. Primeiro Dia

Leia mais

Exercícios Genética e Evolução Curso: Tecnológicos Campus Palotina

Exercícios Genética e Evolução Curso: Tecnológicos Campus Palotina Exercícios Genética e Evolução Curso: Tecnológicos Campus Palotina Professor: Robson Fernando Missio 1ª Avaliação 1) Um pesquisador trabalhando com o melhoramento de milho realizou o cruzamento controlado

Leia mais

Perguntas para o roteiro de aula. 1) Descreva as principais características estruturais gerais das moléculas de DNA e

Perguntas para o roteiro de aula. 1) Descreva as principais características estruturais gerais das moléculas de DNA e Perguntas para o roteiro de aula Professora: Drª Marilda S. Gonçalves Propriedades físico-químicas dos ácidos nucléicos 1) Descreva as principais características estruturais gerais das moléculas de DNA

Leia mais

Universidade Federal de Pelotas FAEM - DZ Curso de Zootecnia Genética Aplicada à Produção Animal. Efeito materno e herança extracromossômica

Universidade Federal de Pelotas FAEM - DZ Curso de Zootecnia Genética Aplicada à Produção Animal. Efeito materno e herança extracromossômica Universidade Federal de Pelotas FAEM - DZ Curso de Zootecnia Genética Aplicada à Produção Animal Efeito materno e herança extracromossômica Gametas São equivalentes em relação a constituição dos genes

Leia mais

II FÓRUM DE SAÚDE PÚBLICA E MEIO AMBIENTE. Transgênicos, Saúde e Meio Ambiente 2011

II FÓRUM DE SAÚDE PÚBLICA E MEIO AMBIENTE. Transgênicos, Saúde e Meio Ambiente 2011 II FÓRUM DE SAÚDE PÚBLICA E MEIO AMBIENTE Transgênicos, Saúde e Meio Ambiente 2011 Silvio Valle - valle.fiocruz@gmail.com Lei 11.105, de 24 de março de 2005 Regulamenta os incisos II, IV e V do 1º do art.

Leia mais

Métodos de Pesquisa e Diagnóstico dos Vírus

Métodos de Pesquisa e Diagnóstico dos Vírus Métodos de Pesquisa e Diagnóstico dos Vírus Estratégias Isolamento em sistemas vivos Pesquisa de antígeno viral Pesquisa de anticorpos Pesquisa do ácido nucléico viral (DNA ou RNA) Pré requisitos para

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS CÃMPUS JATAÍ PLANO DE ENSINO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS CÃMPUS JATAÍ PLANO DE ENSINO Página 1 de 5 PLANO DE ENSINO I. IDENTIFICAÇÃO Unidade Acadêmica: Câmpus Jataí Curso:Biomedicina Disciplina:Biologia Molecular Carga horária semestral:64 Teórica: 48 Prática: 16 Semestre/ano:1/2013 Turma/turno:

Leia mais

VARIABILIDADE GENÉTICA DE ACESSOS E CULTIVARES DE MELANCIA BASEADA EM MARCADORES RAPD

VARIABILIDADE GENÉTICA DE ACESSOS E CULTIVARES DE MELANCIA BASEADA EM MARCADORES RAPD VARIABILIDADE GENÉTICA DE ACESSOS E CULTIVARES DE MELANCIA BASEADA EM MARCADORES RAPD Ricarte, A. O (1) ; Albuquerque, L. B. (1) ; Antonio, R. P. (2) ; Silveira, L. M. (3) ; Carvalho, K. K. A. (1) ; Silva,

Leia mais

Genética e Melhoramento de Plantas

Genética e Melhoramento de Plantas Genética e Melhoramento de Plantas Marcadores moleculares e sua utilização no melhoramento Por: Augusto Peixe Introdução ao uso de Marcadores moleculares Definição Marcador molecular é todo e qualquer

Leia mais

Introdução a Biologia Molecular: DNA Nutrição

Introdução a Biologia Molecular: DNA Nutrição Introdução a Biologia Molecular: DNA Nutrição Prof. João Ronaldo Tavares de Vasconcellos Neto ABR/2011 HISTÓRICO Organização Células DNA + Proteínas Informação das proteínas e RNAs que serão sintetizadas

Leia mais

Clique para editar o estilo do título mestre

Clique para editar o estilo do título mestre sub 23/07/2014 1 23/07/2014 1 AU09 Estrutura título e Função mestre do Material Genético Nalini subtítulo Drieli Josviak mestre Doutorado drinaly@gmail.com 23/07/2014 2 23/07/2014 2 Material Genético:

Leia mais

Bases e aplicações. da tecnologia do DNA recombinante

Bases e aplicações. da tecnologia do DNA recombinante Bases e aplicações da tecnologia do DNA recombinante Por quê entender a Tecnologia do DNA recombinante? y y Doenças: diagnóstico, prognóstico e tratamento Compreensão dos mecanismos biológicos y y y organismos

Leia mais

DETECÇÃO DE EVENTOS TRASNGÊNICOS EM AMOSTRAS DE MILHO (ZeaMays) PELA REAÇÃO EM CADEIA DA POLIMERASE EM TEMPO REAL

DETECÇÃO DE EVENTOS TRASNGÊNICOS EM AMOSTRAS DE MILHO (ZeaMays) PELA REAÇÃO EM CADEIA DA POLIMERASE EM TEMPO REAL DETECÇÃO DE EVENTOS TRASNGÊNICOS EM AMOSTRAS DE MILHO (ZeaMays) PELA REAÇÃO EM CADEIA DA POLIMERASE EM TEMPO REAL Carlos A. M. Oliveira¹, Nilo Ikuta² e Vagner R. Lunge² 1 Acadêmico do curso Agronomia ULBRA/Canoas

Leia mais

1. Produção de DNA recombinante (plasmídio de uma bactéria/gene do vaga-lume). 3. Multiplicação da célula de tabaco com o gene do vaga-lume.

1. Produção de DNA recombinante (plasmídio de uma bactéria/gene do vaga-lume). 3. Multiplicação da célula de tabaco com o gene do vaga-lume. 01. Analise a figura a seguir, que representa um determinado experimento: 1. Produção de DNA recombinante (plasmídio de uma bactéria/gene do vaga-lume). 2. Introdução do DNA em célula de tabaco. 3. Multiplicação

Leia mais

Nutrição. Prof. João Ronaldo Tavares de Vasconcellos Neto ABR/2011

Nutrição. Prof. João Ronaldo Tavares de Vasconcellos Neto ABR/2011 Introdução a Biologia i Molecular: DNA Nutrição Prof. João Ronaldo Tavares de Vasconcellos Neto ABR/2011 HISTÓRICO Organização Células DNA + Proteínas Corpo Informação das proteínas e RNAs que serão sintetizadas

Leia mais

1.4 Metodologias analíticas para isolamento e identificação de micro-organismos em alimentos

1.4 Metodologias analíticas para isolamento e identificação de micro-organismos em alimentos Áreas para Submissão de Resumos (1) Microbiologia de Alimentos Trabalhos relacionados com micro-organismos associados aos alimentos: crescimento, identificação, biossíntese, controle, interação com o hospedeiro,

Leia mais

PCR (Polymerase chain reaction) Reação em cadeia da DNA polimerase. Bianca Zingales

PCR (Polymerase chain reaction) Reação em cadeia da DNA polimerase. Bianca Zingales PCR (Polymerase chain reaction) Reação em cadeia da DNA polimerase e suas aplicações Bianca Zingales zingales@iq.usp.br PCR é uma Técnica - Desenvolvida por Kary Mullis e colaboradores em 1983 - É um método

Leia mais

Introdução à Bioquímica Celular

Introdução à Bioquímica Celular Pontifícia Universidade Católica de Goiás Departamento de Biologia Introdução à Bioquímica Celular Prof. Msc. Macks Wendhell Gonçalves mackswendhell@gmail.com O que é Biologia Celular? É o ramo da ciência

Leia mais

c u r s o Biotecnologia Aplicada à Agropecuária 20 a 31 de julho de 2009

c u r s o Biotecnologia Aplicada à Agropecuária 20 a 31 de julho de 2009 c u r s o Biotecnologia Aplicada à Agropecuária 20 a 31 de julho de 2009 Introdução A Biotecnologia, conceitualmente, é a união de biologia com tecnologia, é um conjunto de técnicas que utilizam os seres

Leia mais

Universidade Federal do Espírito Santo Centro de Ciências Agrárias. Disciplina BIOLOGIA MOLECULAR

Universidade Federal do Espírito Santo Centro de Ciências Agrárias. Disciplina BIOLOGIA MOLECULAR Universidade Federal do Espírito Santo Centro de Ciências Agrárias Disciplina BIOLOGIA MOLECULAR DBI05366 CAMPUS: Centro de Ciências Agrárias CURSO: Ciências Biológicas HABILITAÇÃO: Bacharelado em Ciências

Leia mais

USO DE TECNOLOGIAS MOLECULARES

USO DE TECNOLOGIAS MOLECULARES USO DE TECNOLOGIAS MOLECULARES P= G+A VP = VG + VA Uso de marcadores no estudo de características quantitativas Características quantitativas Controladas por vários genes de pequeno efeito Sofrem maior

Leia mais

Biossegurança dos Alimentos Geneticamente Modificados. Rita Batista Novembro de 2011

Biossegurança dos Alimentos Geneticamente Modificados. Rita Batista Novembro de 2011 Biossegurança dos Alimentos Geneticamente Modificados Rita Batista Novembro de 2011 O que é um Organismo Geneticamente Modificado (OGM)? É um organismo no qual foi introduzido, com recurso à engenharia

Leia mais

Conhecer o padrão temporal de expressão de um gene. Plantas cultivadas in vitro

Conhecer o padrão temporal de expressão de um gene. Plantas cultivadas in vitro Conhecer o padrão temporal de expressão de um gene Plantas cultivadas in vitro Avaliando a expressão nos tecidos A 0.5cm B C Conhecer a resposta de um gene a diferentes estímulos L. peruvianum L Lw St

Leia mais

Que modificações têm ocorrido no cultivo de plantas?

Que modificações têm ocorrido no cultivo de plantas? Cruzamento de plantas Que modificações têm ocorrido no cultivo de plantas? A engenharia biológica nasceu com o homem do neolítico, quando se iniciou a reprodução selectiva. Reprodução selectiva Revolução

Leia mais

EXERCÍCIOS DE MONITORIA 2º PERÍODO AGOSTO BIOLOGIA RECUP. PARCIAL

EXERCÍCIOS DE MONITORIA 2º PERÍODO AGOSTO BIOLOGIA RECUP. PARCIAL 1ª série Ens. Médio 1. A figura a seguir refere-se à hereditariedade: a) EXERCÍCIOS DE MONITORIA 2º PERÍODO AGOSTO BIOLOGIA RECUP. PARCIAL b) Explique de que forma a molécula de DNA atua no fenômeno da

Leia mais

15/10/2009 GENÉTICA BACTERIANA. Disciplina: Microbiologia Geral Curso: Nutrição Prof. Renata Fernandes Rabello. Informação genética essencial.

15/10/2009 GENÉTICA BACTERIANA. Disciplina: Microbiologia Geral Curso: Nutrição Prof. Renata Fernandes Rabello. Informação genética essencial. GENÉTICA BACTERIANA GENOMA BACTERIANO Cromossoma (nucleóide) Informação genética essencial. Ácido desoxirribonucléico (DNA). Disciplina: Microbiologia Geral Curso: Nutrição Prof. Renata Fernandes Rabello

Leia mais

Eucalipto Geneticamente Modificado Aspectos Regulatórios. Apresentação para:

Eucalipto Geneticamente Modificado Aspectos Regulatórios. Apresentação para: Eucalipto Geneticamente Modificado Aspectos Regulatórios Apresentação para: Março 2014 Agenda Ambiente regulatório Eucalipto GM FuturaGene Avaliação ambiental e de segurança Resumo 2 Estrutura legal no

Leia mais

1. O QUE É A ENGENHARIA GENÉTICA?

1. O QUE É A ENGENHARIA GENÉTICA? 1. O QUE É A ENGENHARIA GENÉTICA? Termos sinónimos: Manipulação genética, clonagem de genes, tecnologia do DNA recombinante, modificação genética, nova genética. Áreas de acção: Investigação básica - função

Leia mais

GENÉTICA DNA AMINOÁCIDOS PROTEÍNAS TRADUÇÃO TRANSCRIÇÃO MRNA

GENÉTICA DNA AMINOÁCIDOS PROTEÍNAS TRADUÇÃO TRANSCRIÇÃO MRNA GENÉTICA É a ciência que estuda a hereditariedade Estuda os gens, como eles transportam informações, são replicados e passados para as gerações subseqüentes de células ou transmitidos entre organismos

Leia mais

Uso de técnicas moleculares em estudo de diversidade genética em Anthurium Use of molecular techniques in the Anthurium genetic diversity study

Uso de técnicas moleculares em estudo de diversidade genética em Anthurium Use of molecular techniques in the Anthurium genetic diversity study Uso de técnicas moleculares em estudo de diversidade genética em Anthurium Use of molecular techniques in the Anthurium genetic diversity study ANA CECÍLIA RIBEIRO DE CASTRO 1, 2, LUCIANE VILELA RESENDE

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA DEPARTAMENTO DE PARASITOLOGIA, MICROBIOLOGIA E IMUNOLOGIA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA DEPARTAMENTO DE PARASITOLOGIA, MICROBIOLOGIA E IMUNOLOGIA UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA DEPARTAMENTO DE PARASITOLOGIA, MICROBIOLOGIA E IMUNOLOGIA Genética Bacteriana Disciplina: Biologia de Microrganismos Professora: Alessandra Machado Genética Bacteriana

Leia mais

2 Contexto Biológico Genômica

2 Contexto Biológico Genômica 15 2 Contexto Biológico Neste capítulo abordaremos o contexto biológico para o entendimento deste trabalho. Serão abordados os aspectos gerais da genômica, expostos os processos do sequenciamento genético

Leia mais

PROGRAD / COSEAC Padrão de Respostas Biologia

PROGRAD / COSEAC Padrão de Respostas Biologia 1 a QUESTÃO: Cada vez mais a técnica da reação em cadeia da polimerase (PCR - polimerase chain reaction) tem sido utilizada no diagnóstico de doenças parasitárias. Por essa técnica, regiões específicas

Leia mais

Universidade Estadual de Maringá - UEM

Universidade Estadual de Maringá - UEM Universidade Estadual de Maringá - UEM Disciplina: Biologia Molecular 6855 T1 e T2 Ciências Biológicas DNA forense Profa. Dra. Maria Aparecida Fernandez TIPAGEM MOLECULAR Somos parecidos no entanto com

Leia mais

BIOLOGIA MOLECULAR É

BIOLOGIA MOLECULAR É BIOLOGIA MOLECULAR É RECURSO IMPORTANTE PARA AUMENTAR A PRODUTIVIDADE Por: Natália Monnerat de Souza, Médica Veterinária, Mestre em Clínica Médica Por muitos anos, a seleção genética de animais e plantas

Leia mais

Genética Molecular. Tema 1: Genética Molecular. Prof. Leandro Parussolo

Genética Molecular. Tema 1: Genética Molecular. Prof. Leandro Parussolo Instituto Federal de Santa Catarina Câmpus Florianópolis Unidade Curricular: Biologia I Tema 1: Genética Molecular Genética Molecular Prof. Leandro Parussolo leandro.parussolo@ifsc.edu.br Genética Estuda

Leia mais

Nome: Curso: Nº. 1 º Teste Engenharia Genética 22 de Novembro de 2012 Duração: 2h.

Nome: Curso: Nº. 1 º Teste Engenharia Genética 22 de Novembro de 2012 Duração: 2h. 1 Nome: Curso: Nº 1 º Teste Engenharia Genética 22 de Novembro de 2012 Duração: 2h. As proteínas sensoras dos sistemas reguladores de dois components são usadas por bactérias para detectar e responder

Leia mais

GUIA VARIEDADES DE SOJA 2015/16 MACRO 1

GUIA VARIEDADES DE SOJA 2015/16 MACRO 1 GUIA VARIEDADES DE SOJA 2015/16 MACRO 1 CREDENZ é a Bayer inteira voltada para o seu negócio. Credenz é a marca de sementes da Bayer que já nasceu trazendo toda a credibilidade que a marca Bayer tem, e

Leia mais

Nutrigenômica x Nutrigenética - doenças relacionadas

Nutrigenômica x Nutrigenética - doenças relacionadas Nutrigenômica x Nutrigenética - doenças relacionadas Início Projeto Genoma Humano 20.000 genes (120.000 inicialmente estimados) Diversidade nucleotídica: 0,1 a 0,4% pares de base correspondente a aproximadamente

Leia mais

GUIA VARIEDADES DE SOJA 2015/16 MACRO 2

GUIA VARIEDADES DE SOJA 2015/16 MACRO 2 GUIA VARIEDADES DE SOJA 2015/16 MACRO 2 CREDENZ é a Bayer inteira voltada para o seu negócio. Credenz é a marca de sementes da Bayer que já nasceu trazendo toda a credibilidade que a marca Bayer tem, e

Leia mais

KAREN FRIEDRICH ABRASCO FIOCRUZ UNIRIO

KAREN FRIEDRICH ABRASCO FIOCRUZ UNIRIO KAREN FRIEDRICH ABRASCO FIOCRUZ UNIRIO NOVEMBRO 2016 OGM NO BRASIL: SAÚDE E MEIO AMBIENTE 2º maior consumidor de sementes transgênicas > 40 mi ha plantados OGM NO BRASIL: SAÚDE E MEIO AMBIENTE 2º maior

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS 5 3 C G 3 A G T CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS T C A 5 Internet: UnB/CESPE INCA Acerca dos métodos utilizados no sequenciamento de DNA, julgue os próximos itens. 52 A fluorescência dos fragmentos

Leia mais

MARCADORES MOLECULARES Ferramentas moleculares de ampla aplicação. Dra. Maria Rosa Travassos da Costa Dr. Marcelo Murad Magalhães

MARCADORES MOLECULARES Ferramentas moleculares de ampla aplicação. Dra. Maria Rosa Travassos da Costa Dr. Marcelo Murad Magalhães MARCADORES MOLECULARES Ferramentas moleculares de ampla aplicação Dra. Maria Rosa Travassos da Costa Dr. Marcelo Murad Magalhães Século XIX - cromossomos contêm as unidades informacionais transferidas

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM GENÉTICA E MELHORAMENTO

EMENTAS DAS DISCIPLINAS DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM GENÉTICA E MELHORAMENTO EMENTAS DAS DISCIPLINAS DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM GENÉTICA E MELHORAMENTO DAG4097 - Análise Multivariada Aplicada à Agricultura Ementa: Distribuições multinormal, Wishart e T2 de Hotelling. Análise

Leia mais

CAMINHOS DA SOJA NO BRASIL

CAMINHOS DA SOJA NO BRASIL CAMINHOS DA SOJA NO BRASIL São Paulo, 11/06/2013 Desafios Regulatórios no Brasil e no Exterior Eng. Agr. D. S. Ivo M. Carraro Presidente Executivo da Coodetec carraro@coodetec.com.br 1974 Criação do Departamento

Leia mais

Seleção de clones e screening de bibliotecas genômicas

Seleção de clones e screening de bibliotecas genômicas UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO PÓLO AVANÇADO DE XERÉM GRADUAÇÃO EM BIOTECNOLOGIA CURSO MELH. GEN. E OGMs (XBT353) TURMA 2015/2 Seleção de clones e screening de bibliotecas genômicas Prof. Dr. Silas

Leia mais

CULTIVARES DE SOJA (2005/06) Unidades Demonstrativas

CULTIVARES DE SOJA (2005/06) Unidades Demonstrativas CULTIVARES DE SOJA (2005/06) Unidades Demonstrativas Cultivares da Embrapa Soja: Embrapa 48 Grupo de Maturação: Precoce/Semiprecoce; *Semeadura: a partir de 25/10 até 10/12; Substituiu a cv. BR-16; *Alto

Leia mais

CLONAGEM MOLECULAR E TRANSFORMAÇÃO BACTERIANA. Atualmente é muito comum ouvirmos falar de clonagem em meios de

CLONAGEM MOLECULAR E TRANSFORMAÇÃO BACTERIANA. Atualmente é muito comum ouvirmos falar de clonagem em meios de CLONAGEM MOLECULAR E TRANSFORMAÇÃO BACTERIANA I - INTRODUÇÃO Atualmente é muito comum ouvirmos falar de clonagem em meios de comunicação que atingem o grande público. É também bastante comum assistirmos

Leia mais

Técnicas de Hibridização (Sondas Genéticas) 6/25/2016. Diagnóstico clínico. Diagnóstico laboratorial. Diagnóstico microbiológico

Técnicas de Hibridização (Sondas Genéticas) 6/25/2016. Diagnóstico clínico. Diagnóstico laboratorial. Diagnóstico microbiológico Diagnóstico clínico Aplicação de técnicas moleculares no diagnóstico de infecções causadas por anaeróbios SINAIS Mensuráveis + SINTOMAS Subjetivos Dra. Viviane Nakano Centro Diagnóstico Molecular - SZD

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL PROCURADORIA GERAL DA REPÚBLICA 4ª CÂMARA DE COORDENAÇÃO E REVISÃO Meio Ambiente e Patrimônio Cultural

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL PROCURADORIA GERAL DA REPÚBLICA 4ª CÂMARA DE COORDENAÇÃO E REVISÃO Meio Ambiente e Patrimônio Cultural MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL PROCURADORIA GERAL DA REPÚBLICA 4ª CÂMARA DE COORDENAÇÃO E REVISÃO Meio Ambiente e Patrimônio Cultural INFORMAÇÃO TÉCNICA N.º 232/2007 4ª CCR Brasília/DF, 03 de outubro de 2007

Leia mais

BIOTECNOLOGIA Parte I PROF: NICK BUCK

BIOTECNOLOGIA Parte I PROF: NICK BUCK BIOTECNOLOGIA Parte I PROF: NICK BUCK BIOTECNOLOGIA BIOTECNOLOGIA É O CONJUNTO DE CONHECIMENTOS QUE PERMITE A UTILIZAÇÃO DE AGENTES BIOLÓGICOS (ORGANISMOS, CÉLULAS, ORGANELAS, MOLÉCULAS) PARA OBTER BENS

Leia mais

4 O anticoagulante mais utilizado na coleta de sangue para a extração de DNA é:

4 O anticoagulante mais utilizado na coleta de sangue para a extração de DNA é: CONCURSO PARA VAGA DE TÉCNICO DE LABORATÓRIO PROVA ESPECÍFICA 1ª FASE NOME: RG: DATA: 1 A extração de DNA é possível na seguinte condição: 2 - Um rastro fragmentado de DNA em gel de agarose indica: 3 A

Leia mais

PROGRAMA ANALÍTICO DE DISCIPLINA

PROGRAMA ANALÍTICO DE DISCIPLINA PROGRAMA ANALÍTICO DE DISCIPLINA 15/01/2007 COORDENADORIA DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM FITOTECNIA Km 47 da BR 110 Bairro Presidente Costa e Silva CEP: 59625-900 C. postal 137 Telefone (084)3315.1796

Leia mais

Curso Técnico em Análises Químicas Disciplina: Microbiologia. Aula 3.1 Bactérias

Curso Técnico em Análises Químicas Disciplina: Microbiologia. Aula 3.1 Bactérias Curso Técnico em Análises Químicas Disciplina: Microbiologia Aula 3.1 Bactérias CLASSIFICAÇÃO: Bactérias Quanto a respiração: Aeróbicas: crescem apenas na presença de O 2. Anaeróbicas: crescem em ausência

Leia mais

Matéria: Biologia Assunto: Moléculas, células e tecidos - biotecnologia Prof. Enrico Blota

Matéria: Biologia Assunto: Moléculas, células e tecidos - biotecnologia Prof. Enrico Blota Matéria: Biologia Assunto: Moléculas, células e tecidos - biotecnologia Prof. Enrico Blota Biologia Moléculas, células e tecidos - Biotecnologia É a área da biologia que estuda o conjunto de técnicas que

Leia mais

Biotecnologia UNIFESP, SJC

Biotecnologia UNIFESP, SJC Biotecnologia UNIFESP, SJC PROPOSTA DE BIOTECNOLOGIA Trajetória no BCT Pós-BCT (Bacharel em Biotecnologia) PANORAMA DA BIOTECNOLOGIA 1. O que é Biotecnologia? 2. Em que áreas atua? 3. O que é necessário

Leia mais

Actividade prática: Constrói os teus Kits de Genética!

Actividade prática: Constrói os teus Kits de Genética! Actividade prática: Constrói os teus Kits de Genética! Mais uma vez vais vestir a tua bata de cientista e investigador e preparar o teu dia a dia no laboratório. Hoje é um dia especial, vais receber a

Leia mais

Permuta, ligaçãoe Recombinação

Permuta, ligaçãoe Recombinação Curso: Veterinária Campus Palotina Permuta, ligaçãoe Recombinação Professor Dr. Robson Fernando Missio rfmissio@yahoo.com.br Ligaçãogênicagênica EstudadainicialmenteporW. Bateson e R.C. Punnet em1906;

Leia mais

UN.2 -PATRIMÓNIO GENÉTICO E ALTERAÇÕES AO MATERIAL GENÉTICO Cap.2.1. Alterações do Material Genético Engenharia genética.

UN.2 -PATRIMÓNIO GENÉTICO E ALTERAÇÕES AO MATERIAL GENÉTICO Cap.2.1. Alterações do Material Genético Engenharia genética. UN.2 -PATRIMÓNIO GENÉTICO E ALTERAÇÕES AO MATERIAL GENÉTICO Cap.2.1. Alterações do Material Genético Engenharia genética Biologia 12º ano UN.2 -PATRIMÓNIO GENÉTICO E ALTERAÇÕES AO MATERIAL GENÉTICO Situação

Leia mais

ENEM PROVA AZUL RESUMO

ENEM PROVA AZUL RESUMO ENEM 2009 - PROVA AZUL RESUMO 2009 (19 questões) 1 Ecologia - Desequilíbrio Ambiental Bioquímica 1 2 Fisiologia Humana - Interpretação gráfica Biotecnologia 1 3 Doenças virais e Bioquímica - Soro x Vacina

Leia mais

DEFINIÇÕES EM EPIDEMIOLOGIA MOLECULAR E CONCEITOS BÁSICOS EM BIOLOGIA MOLECULAR

DEFINIÇÕES EM EPIDEMIOLOGIA MOLECULAR E CONCEITOS BÁSICOS EM BIOLOGIA MOLECULAR DEFINIÇÕES EM E DEFINIÇÕES EM E CONCEITOS BÁSICOS EM BIOLOGIA PARA QUE SERVE ESTA AULA 1. DEFINIÇÕES EM CONCEITUAÇÃO DE DIFERENCIAÇÃO ENTRE, TAXONOMIA E FILOGENIA 2. CONCEITOS EM BIOLOGIA APRESENTAR (REVER)

Leia mais

Estudo Dirigido Sequenciamento de DNA

Estudo Dirigido Sequenciamento de DNA Estudo Dirigido Sequenciamento de DNA Professores Dra. Daniela Alves Silvestre OBJETIVOS Compreender a partir do estudo da técnica de sequenciamento do DNA através da utilização de didesoxinucleotídeos,

Leia mais

Clonagem Molecular. Fragmentos de DNA de interesse. Fagos Cosmídeos BACs/ YACs

Clonagem Molecular. Fragmentos de DNA de interesse. Fagos Cosmídeos BACs/ YACs Clonagem Molecular Fragmentos de DNA de interesse Vetores: Plasmídeos Fagos Cosmídeos BACs/ YACs Hospedeiros: E.coli Levedura Células vegetais Células animais Enzimas: Enzimas de restrição DNA polimerases

Leia mais

Relembrando: Material genético

Relembrando: Material genético REGULAÇÃO GÉNICA Relembrando: Material genético O MATERIAL GENÉTICO é o suporte físico do conjunto de padrões de informações hereditárias, transmitidas ao longo das gerações. GENE é a unidade de informação

Leia mais

Engenharia Genética e Biotecnologia

Engenharia Genética e Biotecnologia Engenharia Genética e Biotecnologia 1. (PUC - SP-2005) Encontram-se a seguir um esquema do embrião humano com aproximadamente 5 dias e um trecho sobre clonagem: Na clonagem terapêutica são utilizadas células-tronco,

Leia mais

Aula 2 Caracteres Qualitativos e Quantitativos

Aula 2 Caracteres Qualitativos e Quantitativos Aula Caracteres Qualitativos e Quantitativos Piracicaba, 011 1 -Introdução Caracteres controlados por muitos genes são denominados de caracteres poligênicos, e como se referem a mensurações de quantidades

Leia mais

ISOLAMENTO E MANIPULAÇÃO DE UM GENE

ISOLAMENTO E MANIPULAÇÃO DE UM GENE ISOLAMENTO E MANIPULAÇÃO DE UM GENE ISOLAMENTO E MANIPULAÇÃO DE UM GENE Importância da Engenharia Genética Diversidade biológica X Diversidade gênica Etapas básicas da Clonagem Escolha e amplificação do

Leia mais

PCR Reação em cadeia pela DNA polimerase. Método e Aplicações. Kary Mullis 1983

PCR Reação em cadeia pela DNA polimerase. Método e Aplicações. Kary Mullis 1983 PCR Reação em cadeia pela DNA polimerase Método e Aplicações DNA PCR (conhecer DNA genômico e genes) RNA RT-PCR (conhecer a expressão de um gene) qrt-pcr (quantificar a expressão de um gene) PCR em tempo

Leia mais

7.012 Conjunto de Problemas 4

7.012 Conjunto de Problemas 4 Nome Seção 7.012 Conjunto de Problemas 4 Pergunta 1 Você está estudando a síntese do aminoácido triptofano em bactérias. As enzimas TrpA, TrpB, TrpC, TrpD, TrpE e AroH são essenciais para a síntese desse

Leia mais

Superlista núcleo 1.

Superlista núcleo 1. Superlista núcleo 1. (Unicamp) Em relação a um organismo diploide, que apresenta 24 cromossomos em cada célula somática, pode-se afirmar que a) seu código genético é composto por 24 moléculas de DNA de

Leia mais

LABORATÓRIO DE BIOENGENHARIA. Métodos rápidos de tipagem de microrganismos

LABORATÓRIO DE BIOENGENHARIA. Métodos rápidos de tipagem de microrganismos LABORATÓRIO DE BIOENGENHARIA Métodos rápidos de tipagem de microrganismos Tradicionalmente, o estudo de microrganismos, a nível genético, bioquímico/fisiológico ou apenas a nível de identificação, requer

Leia mais

MÉTODOS DE ESTUDO DE BACTÉRIAS BUCAIS

MÉTODOS DE ESTUDO DE BACTÉRIAS BUCAIS LABORATÓRIO DE ANAERÓBIOS http://www.icb.usp.br/bmm/mariojac MÉTODOS DE ESTUDO DE BACTÉRIAS BUCAIS Prof. Dr. Mario J. Avila-Campos Para que isolar microrganismos? - Conhecer os diferentes tipos microbianos

Leia mais

Biologia Luiz Segundo

Biologia Luiz Segundo Biologia Luiz Segundo TEXTO PARA A PRÓXIMA QUESTÃO: Desde que médicos começaram a solicitar regularmente exames de tomografia computadorizada, cientistas se preocupam que o procedimento de imageamento

Leia mais

Aula 10: Genética Quantitativa II

Aula 10: Genética Quantitativa II LGN215 - Genética Geral Aula 10: Genética Quantitativa II Prof. Dr. Antonio Augusto Franco Garcia Monitora: Maria Marta Pastina Piracicaba SP Caracteres Quantitativos Caracteres controlados por muitos

Leia mais

Introdução à Fisiologia Vegetal

Introdução à Fisiologia Vegetal UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO PÓLO AVANÇADO DE XERÉM GRADUAÇÃO EM BIOTECNOLOGIA CURSO FISIOLOGIA VEGETAL(XBT355) TURMA 2014/2 Introdução à Fisiologia Vegetal Prof. Dr. Silas Pessini Rodrigues

Leia mais

Nucleotídeos e Ácidos Nucléicos

Nucleotídeos e Ácidos Nucléicos UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Escola de Engenharia de Lorena EEL Programa de Aperfeiçoamento de Ensino - PAE Nucleotídeos e Ácidos Nucléicos Angela da Silva Machado Súmula da aula... Estrutura e função dos

Leia mais

DNA: Replicação e Transcrição. Professora: MSc Monyke Lucena

DNA: Replicação e Transcrição. Professora: MSc Monyke Lucena EXTRA, EXTRA Se a mãe for (DD) e o pai (D), nenhum dos descendentes será daltónico nem portador. Se a mãe (DD) e o pai for (d), nenhum dos descendentes será daltônico, porém as filhas serão portadoras

Leia mais

Marcadores Genéticos. Qualquer característica morfológica ou molecular que diferencia indivíduos, e que seja facilmente detectável

Marcadores Genéticos. Qualquer característica morfológica ou molecular que diferencia indivíduos, e que seja facilmente detectável Marcadores Genéticos Qualquer característica morfológica ou molecular que diferencia indivíduos, e que seja facilmente detectável Marcadores Morfológicos É um fenótipo de fácil identificação, normalmente

Leia mais

CAPÍTULO 6: COMPOSTOS ORGÂNICOS PROTEÍNAS CAP. 7: COMPOSTOS ORGÂNICOS ÁCIDOS NUCLEICOS E VITAMINAS

CAPÍTULO 6: COMPOSTOS ORGÂNICOS PROTEÍNAS CAP. 7: COMPOSTOS ORGÂNICOS ÁCIDOS NUCLEICOS E VITAMINAS CAPÍTULO 6: COMPOSTOS ORGÂNICOS PROTEÍNAS CAP. 7: COMPOSTOS ORGÂNICOS ÁCIDOS NUCLEICOS E VITAMINAS 1. Dentre os diferentes compostos orgânicos das células temos as proteínas. Sobre estas responda: a) Cite

Leia mais

por Anderson Galvão, diretor International Service for the Acquisition of Agri-biotech Applications (ISAAA)

por Anderson Galvão, diretor International Service for the Acquisition of Agri-biotech Applications (ISAAA) por Anderson Galvão, diretor International Service for the Acquisition of Agri-biotech Applications (ISAAA) http://www.isaaa.org 2 Uma organização sem fins lucrativos, registrada nos EUA, copatrocinada

Leia mais

Assinale abaixo quais os processos que resultam na expressão das características individuais:

Assinale abaixo quais os processos que resultam na expressão das características individuais: Atividade extra Questão 1 O DNA é formado por pedaços capazes de serem convertidos em algumas características. Esses pedaços são chamados de genes. Assinale abaixo quais os processos que resultam na expressão

Leia mais

ÁCIDOS NUCLEICOS E BIOLOGIA MOLECULAR. Prof.: Anderson Marques de Souza 2016

ÁCIDOS NUCLEICOS E BIOLOGIA MOLECULAR. Prof.: Anderson Marques de Souza 2016 ÁCIDOS NUCLEICOS E BIOLOGIA MOLECULAR Prof.: Anderson Marques de Souza 2016 Hereditariedade sem identidade os fatores de Mendel Em 1865, Mendel apresenta seus trabalhos sobre a hereditariedade. Em 1900

Leia mais

Bactérias Vírus Fungos Protozoários O QUE SÃO

Bactérias Vírus Fungos Protozoários O QUE SÃO Bactérias Vírus Fungos Protozoários RESUMO DOS PRINCIPAIS MICRORGANISMOS, O QUE SÃO MEIOS DE PROLIFERAÇÃO... Diferença entre as células Bactérias São seres muito simples, unicelulares e com célula procariótica

Leia mais

Avaliação de estrutura genética e de misturas de genomas em plantas daninhas reveladas com o uso de marcadores moleculares

Avaliação de estrutura genética e de misturas de genomas em plantas daninhas reveladas com o uso de marcadores moleculares Avaliação de estrutura genética e de misturas de genomas em plantas daninhas reveladas com o uso de marcadores moleculares Dra. Claudete Aparecida Mangolin mangolimca@gmail.com Laboratório de Genética

Leia mais