T A B E L A ATOS DO OFICIAL DE REGISTRO DE IMÓVEIS. Emolumentos Recompe-MG Emolumentos Taxa de Valor Final Código. (Fundo de Compensação)

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "T A B E L A 4-2015 ATOS DO OFICIAL DE REGISTRO DE IMÓVEIS. Emolumentos Recompe-MG Emolumentos Taxa de Valor Final Código. (Fundo de Compensação)"

Transcrição

1 T A B E L A ATOS DO OFICIAL DE REGISTRO DE IMÓVEIS Emolumentos Recompe-MG Emolumentos Taxa Valor Final Código Brutos (B/C do Recompe-MG) (Fundo Compensação) Líquidos (Recompe-MG já duzidos) Fiscalização Judiciária ao Usuário Corregedoria 1 - AVERBAÇÃO (com todas as anotações e referências a outros livros). a) De cédula hipotecária. 12,98 0,73 12,25 4,08 17, b) De contrato promessa compra e venda, cessão direitos e promessa cessão - mesmos valores da alínea "e" do número 5, sta tabela. até 1.400,00 74,88 4,24 70,64 28,86 103, ,01 até 2.720,00 122,12 6,91 115,21 47,08 169, ,01 até 5.440,00 177,00 10,02 166,98 68,20 245, ,01 até 7.000,00 245,02 13,87 231,15 94,42 339, ,01 até ,00 326,76 18,49 308,27 125,90 452, ,01 até ,00 422,12 23,89 398,23 162,68 584, ,01 até ,00 530,96 30,05 500,91 204,60 735, ,01 até ,00 653,62 36,99 616,63 251,84 905, ,01 até ,00 789,80 44,70 745,10 304, , ,01 até ,00 994,02 56,26 937,76 383, , ,01 até , ,94 67, ,31 555, , ,01 até , ,12 81, ,38 800, , ,01 até , ,04 88, , , ,

2 ,01 até , ,50 103, , , , ,01 até , ,08 128, , , , acima , ,70 161, , , , c) qualquer documento que altere o valor do contrato ou da dívida, inserção ou alteração medidas ou área do imóvel - meta dos valores da alínea "e" do número 5 sta tabela até 1.400,00 37,44 2,12 35,32 14,43 51, ,01 até 2.720,00 61,06 3,46 57,60 23,54 84, ,01 até 5.440,00 88,50 5,01 83,49 34,10 122, ,01 até 7.000,00 122,51 6,93 115,58 47,21 169, ,01 até ,00 163,38 9,25 154,13 62,95 226, ,01 até ,00 211,06 11,95 199,11 81,34 292, ,01 até ,00 265,48 15,03 250,45 102,30 367, ,01 até ,00 326,81 18,50 308,31 125,92 452, ,01 até ,00 394,90 22,35 372,55 152,17 547, ,01 até ,00 497,01 28,13 468,88 191,51 688, ,01 até ,00 597,47 33,82 563,65 277,62 875, ,01 até ,00 722,06 40,87 681,19 400, , ,01 até ,00 782,02 44,26 737,76 516, , ,01 até ,00 911,25 51,58 859,67 703, ,

3 ,01 até , ,04 64, ,57 879, , acima , ,85 80, , , , d) De qualquer documento que altere o registro em relação a pessoa, cláusula, condição, prazo, vencimento, plano pagamento ou outras circunstâncias. e) De qualquer título, documento ou requerimento sem conteúdo financeiro. 12,98 0,73 12,25 4,08 17, ,98 0,73 12,25 4,08 17, f) De quitação total ou parcial dívida constante registro, qualquer que seja o valor do recibo, do instrumento particular ou da escritura. 12,98 0,73 12,25 4,08 17, g) Para cancelamento ônus e direitos reais sobre imóveis: até 1.400,00 8,92 0,50 8,42 2,77 11, ,01 até 5.000,00 10,70 0,61 10,09 3,33 14, ,01 até ,00 21,41 1,21 20,20 6,66 28, acima ,00 35,68 2,02 33,66 11,11 46, h) Para cancelamento registro ou averbação, inpenntemente do haver conteúdo financeiro. i) Para cancelamento inscrição memorial loteamento ou incorporação imobiliária. 12,98 0,73 12,25 4,08 17, ,98 0,73 12,25 4,08 17, j) construção, baixa e habite-se - meta dos valores finais ao usuário da alínea "e" do número 5 sta tabela, por unida até 1.400,00 37,44 2,12 35,32 14,43 51, ,01 até 2.720,00 61,06 3,46 57,60 23,54 84, ,01 até 5.440,00 88,50 5,01 83,49 34,10 122, ,01 até 7.000,00 122,51 6,93 115,58 47,21 169, ,01 até ,00 163,38 9,25 154,13 62,95 226, ,01 até ,00 211,06 11,95 199,11 81,34 292, ,01 até ,00 265,48 15,03 250,45 102,30 367, ,01 até ,00 326,81 18,50 308,31 125,92 452,

4 56.000,01 até ,00 394,90 22,35 372,55 152,17 547, ,01 até ,00 497,01 28,13 468,88 191,51 688, ,01 até ,00 597,47 33,82 563,65 277,62 875, ,01 até ,00 722,06 40,87 681,19 400, , ,01 até ,00 782,02 44,26 737,76 516, , ,01 até ,00 911,25 51,58 859,67 703, , ,01 até , ,04 64, ,57 879, , acima , ,85 80, , , , l) Da mudança nominação e da numeração dos prédios, do loteamento imóveis, da molição, do smembramento, da alteração stinação ou situação imóvel e da abertura vias e logradouros públicos. 12,98 0,73 12,25 4,08 17, m) Da alteração do nome por casamento ou por separação judicial, ou, ainda, outras circunstâncias que, qualquer modo, tenham influência no registro ou nas pessoas nele interessadas. 12,98 0,73 12,25 4,08 17, n) Do contrato locação, para os fins exercício do direito preferência. 12,98 0,73 12,25 4,08 17, o) Dos atos pertinentes a unidas autônomas condominiais a que refere a Lei n , 16 zembro 1964, quando a incorporação tiver sido formalizada anteriormente à vigência da Lei n , 31 zembro ,98 0,73 12,25 4,08 17, p) De cédulas e notas crédito industrial, crédito comercial, crédito rural e produto rural: até 7.500, ,01 até , ,01 até ,00 acima ,00 18,93 1,07 17,86 6,30 25,23 37,87 2,14 35,73 12,61 50,48 56,81 3,22 53,59 18,93 75,74 75,74 4,29 71,45 25,24 100, EDITAL DE INTIMAÇÃO a) De promissário comprador e qualquer outro, em cumprimento a lei ou a terminação judicial, por pessoa intimada, exceto as spesas publicação, se for o caso. 4,02 0,23 3,79 1,25 5,

5 b) Intimação do fiduciante ou seu representante legal para fins do disposto no 1º do art. 26 da Lei Feral n , 20 novembro 1997, excluídas as spesas postais. 4,02 0,23 3,79 1,25 5, INDICAÇÃO DE REGISTRO OU AVERBAÇÃO a) Indicação registro ou averbação, com os números livro e folha ou matrícula, bem como referência ao objeto, datada e assinada pelo Oficial ou por Substituto signado, incluída a busca. 4,02 0,23 3,79 1,25 5, MATRÍCULA a) Matrícula ou cancelamento matrícula imóvel no livro registro geral. 16,32 0,92 15,40 5,13 21, REGISTRO a) Memorial loteamento: a.1) pelo processamento. 12,30 0,70 11,60 3,87 16, a.2) por lote ou gleba do memorial objeto registro. 2,93 0,17 2,76 0,92 3, b) Memorial incorporação imobiliária: b.1) pelo processamento. 12,30 0,70 11,60 3,87 16, b.2) por unida autônoma do memorial objeto registro. 5,74 0,32 5,42 1,81 7, c) Convenção condomínio, por escritura pública ou instrumento particular: c.1) edifício com até 12 (doze) unidas. 12,30 0,70 11,60 3,87 16, c.2) edifício com mais 12 (doze) unidas, por unida excente. 2,40 0,14 2,26 0,75 3, d) Escritura pública, instrumento particular e título judicial, sem conteúdo financeiro. 12,30 0,70 11,60 3,87 16, e) Escritura pública, instrumento particular e título judicial, com conteúdo financeiro:

6 até 1.400,00 74,88 4,24 70,64 28,86 103, ,01 até 2.720,00 122,12 6,91 115,21 47,08 169, ,01 até 5.440,00 177,00 10,02 166,98 68,20 245, ,01 até 7.000,00 245,02 13,87 231,15 94,42 339, ,01 até ,00 326,76 18,49 308,27 125,90 452, ,01 até ,00 422,12 23,89 398,23 162,68 584, ,01 até ,00 530,96 30,05 500,91 204,60 735, ,01 até ,00 653,62 36,99 616,63 251,84 905, ,01 até ,00 789,80 44,70 745,10 304, , ,01 até ,00 994,02 56,26 937,76 383, , ,01 até , ,94 67, ,31 555, , ,01 até , ,12 81, ,38 800, , ,01 até , ,04 88, , , , ,01 até , ,50 103, , , , ,01 até , ,08 128, , , , f) De penhora, arresto ou seqüestro imóveis: acima , ,70 161, , , , até 1.400,00 8,92 0,50 8,42 2,77 11, ,01 até 5.000,00 10,70 0,61 10,09 3,33 14, ,01 até ,00 21,41 1,21 20,20 6,66 28, acima ,00 35,68 2,02 33,66 11,11 46, g) De cédulas e notas crédito industrial, crédito comercial, crédito rural e produto rural:

7 até 7.500,00 18,93 1,07 17,86 6,30 25, ,01 até ,00 37,87 2,14 35,73 12,61 50, ,01 até ,00 56,81 3,22 53,59 18,93 75, acima ,00 75,74 4,29 71,45 25,24 100, h) De cédulas e letras crédito imobiliário e cédulas crédito bancário: até 7.500,00 18,93 1,07 17,86 6,30 25, ,01 até ,00 37,87 2,14 35,73 12,61 50, ,01 até ,00 56,81 3,22 53,59 18,93 75, acima ,00 75,74 4,29 71,45 25,24 100, REGISTRO TORRENS a) Registro Torrens, pelo registro completo e respectiva matrícula - os mesmos valores da alínea "e" do número 5, sta tabela. até 1.400,00 74,88 4,24 70,64 28,86 103, ,01 até 2.720,00 122,12 6,91 115,21 47,08 169, ,01 até 5.440,00 177,00 10,02 166,98 68,20 245, ,01 até 7.000,00 245,02 13,87 231,15 94,42 339, ,01 até ,00 326,76 18,49 308,27 125,90 452, ,01 até ,00 422,12 23,89 398,23 162,68 584, ,01 até ,00 530,96 30,05 500,91 204,60 735, ,01 até ,00 653,62 36,99 616,63 251,84 905, ,01 até ,00 789,80 44,70 745,10 304, , ,01 até ,00 994,02 56,26 937,76 383, ,

8 ,01 até , ,01 até , ,94 67, ,31 555, , ,12 81, ,38 800, , ,01 até , ,04 88, , , , ,01 até , ,50 103, , , , ,01 até , ,08 128, , , , acima , ,70 161, , , , PRENOTAÇÃO 24,97 1,41 23,56 5,04 30, NOTAS Nota I - Consiram-se registros com conteúdo financeiro aqueles referentes à transmissão e divisão, a qualquer título, da proprieda ou domínio útil, aqueles constitutivos direitos reais e as constrições judiciais correntes penhora, arresto ou sequestro imóveis. Nota II - Havendo mais um registro ou averbação no mesmo título apresentado, os emolumentos serão cobrados separadamente. Nota III - Na cobrança emolumentos vidos por atos relativos ao Sistema Financeiro da Habitação, atenr-se-á à redução prevista em lei feral, ficando a Taxa Fiscalização Judiciária reduzida em 50% na hipótese haver redução dos emolumentos. As reduções não se aplicam aos atos relacionados com operações financiamento imobiliário contratadas a taxas mercado, assim consiradas aquelas não inferiores a 70% do valor da taxa Selic vigente na data celebração do contrato, ainda que utilizem recursos captados em pósitos poupança pelas entidas integrantes do SBPE. (Nota acrescentada pela Lei Estadual nº , 13/8/2012. DISPOSITIVO SEM EFICÁCIA em virtu da revogação do 1º do art. 15 da Lei Estadual nº /2004 pela Lei Estadual nº , 31 julho 2013) Nota IV - Consiram-se sem conteúdo financeiro as averbações do "termo preservação permanente" e da "reserva florestal legal". Nota V - Na hipótese usufruto, será consirada a terça parte do valor do imóvel, para efeito enquadramento nesta tabela. Nota VI - Tratando-se um único imóvel, assim consirado aquele que configure uma unida resincial ou comercial indivisível, a ser registrado no nome várias pessoas, em regime condomínio, verá ser feito um único registro em nome todos, tendo por parâmetro para enquadramento nesta tabela o valor total do imóvel fixado na avaliação tributária estadual ou municipal ou pelo órgão feral competente. Nota VII - Pelo registro da consolidação da proprieda em nome do fiduciário, na forma prevista no art. 26, 7º, da Lei Feral nº 9.514, 20 novembro 1997, será utilizado como parâmetro para enquadramento nesta tabela o valor da avaliação realizada pela repartição fazendária, para efeito cobrança do imposto incinte sobre a transmissão do imóvel. Nota VIII - O registro ou a averbação da emissão cédulas e letras crédito imobiliário e cédulas crédito bancário, bem como o registro da garantia do crédito respectivo,

9 Nota VIII - O registro ou a averbação da emissão cédulas e letras crédito imobiliário e cédulas crédito bancário, bem como o registro da garantia do crédito respectivo, quando solicitados simultaneamente, serão consirados como ato único para efeito cobrança emolumentos e respectiva Taxa Fiscalização Judiciária. Nota IX - No registro transações imobiliárias relacionadas a imóveis contíguos pertencentes a um mesmo proprietário e registrados em uma mesma matrícula, o valor para enquadramento nesta tabela, para efeito cobrança emolumentos e respectiva Taxa Fiscalização Judiciária, será o corresponnte a cada unida imobiliária.

T A B E L A 4-2016 ATOS DO OFICIAL DE REGISTRO DE IMÓVEIS. Emolumentos Recompe-MG Emolumentos Taxa de Valor Final Código. (Fundo de Compensação)

T A B E L A 4-2016 ATOS DO OFICIAL DE REGISTRO DE IMÓVEIS. Emolumentos Recompe-MG Emolumentos Taxa de Valor Final Código. (Fundo de Compensação) T A B E L A 4-2016 ATOS DO OFICIAL DE REGISTRO DE IMÓVEIS Emolumentos Recompe-MG Emolumentos Taxa Valor Final Código Brutos (B/C do Recompe-MG) (Fundo Compensação) Líquidos (Recompe-MG já duzidos) Fiscalização

Leia mais

1 de 8 23/12/2011 23:24

1 de 8 23/12/2011 23:24 1 de 8 23/12/2011 23:24 TABELA 4 (R$) ATOS DO OFICIAL DE REGISTRO DE IMÓVEIS Emolumentos Taxa de Fiscalização Judiciária Valor Final ao Usuário 1 Averbação (com todas as anotações e referências a outros

Leia mais

Válida até 30/03/2011

Válida até 30/03/2011 Tabela de Emolumentos / 2011 (1) Válida até 30/03/2011 Anexo da Portaria nº 1448 /CGJ/2010 (a que se refere o 1º do artigo 2º da Lei n.º 15.424, de 30 de dezembro de 2004, atualizado nos termos do artigo

Leia mais

T A B E L A 4 ATOS DO OFICIAL DE REGISTRO DE IMÓVEIS. Liquidos. Valor - R$ Valor - R$ até 1.400,00 72,54 4,11 68,43 27,96 100,

T A B E L A 4 ATOS DO OFICIAL DE REGISTRO DE IMÓVEIS. Liquidos. Valor - R$ Valor - R$ até 1.400,00 72,54 4,11 68,43 27,96 100, T A B E L A 4 ATOS DO OFICIAL DE REGISTRO DE IMÓVEIS Emolumentos Recompe-MG Emolumentos Liquidos Taxa Valor Final Código Brutos (B/C do (Fundo (Recompe-MG já Fiscalização Recompe-MG) Compensação) duzidos)

Leia mais

ANEXO II - Códigos dos atos praticados pelos serviços notariais e de registro

ANEXO II - Códigos dos atos praticados pelos serviços notariais e de registro ANEXO II - s dos atos praticados pelos serviços notariais e de registro ATOS DO TABELIÃO DE NOTAS TABELA 1 (R$) Valor Final ao Usuário 1 Aprovação de testamento cerrado 139,36 43,83 183,19 1101-5 2 Ata

Leia mais

TABELA 1 (R$) Taxa de Fiscalização Judiciária. Valor Final ao Usuário ATOS DO TABELIÃO DE NOTAS. Código

TABELA 1 (R$) Taxa de Fiscalização Judiciária. Valor Final ao Usuário ATOS DO TABELIÃO DE NOTAS. Código ANEXO II Códigos dos atos praticados pelos serviços notariais e de registro (a que se refere o art. 8º, inciso I, da Portaria-Conjunta nº 03/2005/TJMG/CGJ/SEF-MG, de 30 de março de 2005, com valores constantes

Leia mais

Tabela de Emolumentos / 2014

Tabela de Emolumentos / 2014 Tabela de / 2014 Anexo Único da Portaria nº 2.992/CGJ/2013 (a que se refere o 1º do art. 2º da Lei Estadual nº 15.424, de 30 de dezembro de 2004, com alterações posteriores, atualizado nos termos do artigo

Leia mais

TABELA II ATOS DO OFICIAL DO REGISTRO DE IMÓVEIS

TABELA II ATOS DO OFICIAL DO REGISTRO DE IMÓVEIS TABELA II ATOS DO OFICIAL DO REGISTRO DE IMÓVEIS 1 - Registro, por todos os atos: I - com valor, inclusive certidão: de acordo com o ANEXO 3; II - sem valor (pactos antenupciais, citação, etc.): R$ 21,70

Leia mais

3 O INSTRUMENTO PARTICULAR NO REGISTRO DE IMÓVEIS A PARTIR DO CÓDIGO CIVIL BRASILEIRO DE 1916... 85 3.1 Evolução histórica... 85 3.1.

3 O INSTRUMENTO PARTICULAR NO REGISTRO DE IMÓVEIS A PARTIR DO CÓDIGO CIVIL BRASILEIRO DE 1916... 85 3.1 Evolução histórica... 85 3.1. SUMÁRIO RESUMO... 13 PREFÁCIO... 15 INTRODUÇÃO... 19 1 CONTRATOS... 23 1.1 Noções gerais... 23 1.2 Conceito... 25 1.3 Elementos do contrato... 26 1.3.1 Elementos essenciais... 26 1.3.1.1 Agente capaz...

Leia mais

TABELA II VALORES DOS EMOLUMENTOS PARA OS ATOS NOTARIAIS E DE REGISTRO Lei nº 9.619 de 10/05/2012

TABELA II VALORES DOS EMOLUMENTOS PARA OS ATOS NOTARIAIS E DE REGISTRO Lei nº 9.619 de 10/05/2012 TABELA II VALORES DOS EMOLUMENTOS PARA OS ATOS NOTARIAIS E DE REGISTRO Lei nº 9.619 10/05/2012 DISCRIMINAÇÃO EMOLUMENTOS FDJ FRMP FCRCPN TOTAL PROTESTO DE TÍTULOS E OUTROS DOCUMENTOS Título apresentado

Leia mais

Tabela de Custas TABELA II Dos Ofícios de Registro de Imóveis Tabela elaborada sob responsabilidade da Associação dos Registradores Imobiliários de São Paulo ARI. Em vigor a partir de 8 de janeiro de 2015.

Leia mais

TABELA II Dos Ofícios de Registro de Imóveis

TABELA II Dos Ofícios de Registro de Imóveis TABELA II Dos Ofícios de Registro de Imóveis Tabela elaborada sob responsabilidade da Associação dos Registradores Imobiliários de São Paulo ARISP. Em vigor a partir de 8 de janeiro de 2014. Lei 11.331,

Leia mais

Sumário Introdução 1. Escorço histórico 2. Condomínio edilício 3. Direitos e deveres no condomínio edilício

Sumário Introdução 1. Escorço histórico 2. Condomínio edilício 3. Direitos e deveres no condomínio edilício Sumário Introdução 13 1. Escorço histórico 15 1.1. O surgimento da propriedade horizontal no mundo 16 1.2. Condomínio edilício no Brasil 17 2. Condomínio edilício 20 2.1. A questão do nome do instituto

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO TOCANTINS PROVIMENTO Nº 14/2013/CGJUS-TO

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO TOCANTINS PROVIMENTO Nº 14/2013/CGJUS-TO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO TOCANTINS Palácio da Justiça Rio Tocantins, Praça dos Girassóis, sn - Bairro Centro - CEP 77015007 - Palmas - TO - http://wwa.tjto.jus.br Tribunal de Justiça Texto Original

Leia mais

P O R T A R I A N 770/2006 PGJ. O PROCURADOR GERAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE, no uso das suas atribuições legais e,

P O R T A R I A N 770/2006 PGJ. O PROCURADOR GERAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE, no uso das suas atribuições legais e, MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE PROCURADORIA GERAL DE JUSTIÇA P O R T A R I A N 770/2006 PGJ O PROCURADOR GERAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE, no uso das suas atribuições

Leia mais

Tabela reajustada com índice de 23,67% - INPC (NOV/2004 FEV/2009) ANEXO I TABELA I - CUSTAS PROCESSUAIS I - DEPÓSITO PRÉVIO

Tabela reajustada com índice de 23,67% - INPC (NOV/2004 FEV/2009) ANEXO I TABELA I - CUSTAS PROCESSUAIS I - DEPÓSITO PRÉVIO Tabela reajustada com índice de 23,67% - INPC (NOV/2004 FEV/2009) I - DEPÓSITO PRÉVIO ANEXO I TABELA I - CUSTAS PROCESSUAIS 1. Nas causas de valor até R$ 3.000,00 ou inestimável R$ 70,28 R$ 14,06 R$ 84,34

Leia mais

1. Registro com valor declarado DISCRIMINAÇÃO (R$) OFICIAL ESTADO CARTEIRA REG CIVIL T JUSTIÇA TOTAL

1. Registro com valor declarado DISCRIMINAÇÃO (R$) OFICIAL ESTADO CARTEIRA REG CIVIL T JUSTIÇA TOTAL 1. Registro com valor declarado a De até 986,00 66,70 18,96 14,04 3,51 3,51 106,72 b 986,01 até 2.462,00 107,03 30,43 22,53 5,63 5,63 171,25 c 2.462,01 até 4.104,00 192,01 54,57 40,42 10,11 10,11 307,22

Leia mais

TABELA II DOS OFÍCIOS DE REGISTRO DE IMÓVEIS

TABELA II DOS OFÍCIOS DE REGISTRO DE IMÓVEIS TABELA II DOS OFÍCIOS DE REGISTRO DE IMÓVEIS Tabela elaborada sob responsabilidade da Associação dos Registradores Imobiliários de São Paulo - ARISP. Em vigor a partir de 8 de janeiro de 2010. Lei Estadual

Leia mais

TABELA II DOS CARTÓRIOS DE REGISTROS DE IMÓVEIS. 1. Registro com valor declarado. Página 1 VALORES BÁSICOS (R$)

TABELA II DOS CARTÓRIOS DE REGISTROS DE IMÓVEIS. 1. Registro com valor declarado. Página 1 VALORES BÁSICOS (R$) 1. Registro com valor declarado TABELA II DOS CARTÓRIOS DE REGISTROS DE IMÓVEIS VALORES BÁSICOS (R$) a 0 até 854,00 57,81 16,43 12,17 3,04 3,04 92,49 b mais de 854,00 até 2.134,00 92,76 26,36 19,53 4,88

Leia mais

TABELA A ATOS DOS TABELIÃES. 01 ABERTURA DE FIRMA (ficha de autógrafos)... R$ 4,60

TABELA A ATOS DOS TABELIÃES. 01 ABERTURA DE FIRMA (ficha de autógrafos)... R$ 4,60 TABELA A ATOS DOS TABELIÃES 01 ABERTURA DE FIRMA (ficha de autógrafos)... R$ 4,60 02 ATAS NOTARIAIS (pela lavratura e registro, conforme a complexidade do fato observado a ser transformado em ato jurídico

Leia mais

TABELA II Dos Ofícios de Registro de Imóveis

TABELA II Dos Ofícios de Registro de Imóveis TABELA II Dos Ofícios de Registro de Imóveis Tabela elaborada sob responsabilidade da Associação dos Registradores Imobiliários de São Paulo - ARISP. Em vigor a partir de 8 de janeiro de 2009. Lei Estadual

Leia mais

1. Registro com valor declarado DISCRIMINAÇÃO (R$) OFICIAL ESTADO CARTEIRA REG CIVIL T JUSTIÇA TOTAL

1. Registro com valor declarado DISCRIMINAÇÃO (R$) OFICIAL ESTADO CARTEIRA REG CIVIL T JUSTIÇA TOTAL TABELA II DOS OFÍCIOS DE REGISTRO DE IMÓVEIS Tabela elaborada sob responsabilidade da Associação dos Registradores Imobiliários de São Paulo ARISP. Em vigor a partir de 6 de janeiro de 2012. Lei 11.331,

Leia mais

1. Registro com valor declarado DISCRIMINAÇÃO (R$) OFICIAL ESTADO CARTEIRA REG CIVIL T JUSTIÇA TOTAL

1. Registro com valor declarado DISCRIMINAÇÃO (R$) OFICIAL ESTADO CARTEIRA REG CIVIL T JUSTIÇA TOTAL TABELA II DOS OFÍCIOS DE REGISTRO DE IMÓVEIS Tabela elaborada sob responsabilidade da Associação dos Registradores Imobiliários de São Paulo ARISP. Em vigor a partir de 8 de janeiro de 2013. Lei 11.331,

Leia mais

Securitização De Créditos Imobiliários

Securitização De Créditos Imobiliários Securitização De Créditos Imobiliários Operações Imobiliárias A 1. O que é securitização de créditos imobiliários? Securitização é um processo estruturado, coordenado por uma instituição especializada

Leia mais

TABELA II Dos Ofícios de Registro de Imóveis

TABELA II Dos Ofícios de Registro de Imóveis ABELA II Dos Ofícios de Registro de Imóveis Em vigor a partir de 8 de janeiro de 2009. Lei Estadual nº 11.331/02 com as alterações da Lei Estadual nº 13.290/08. Decreto nº 47.589/03. ermo de Acordo de

Leia mais

TABELA II DOS OFÍCIOS DE REGISTRO DE IMÓVEIS

TABELA II DOS OFÍCIOS DE REGISTRO DE IMÓVEIS TABELA II DOS OFÍCIOS DE REGISTRO DE IMÓVEIS Tabela elaborada sob responsabilidade da Associação dos Registradores Imobiliários de São Paulo ARISP. Em vigor a partir de 7 de janeiro de 2011. Lei 11.331,

Leia mais

PROVIMENTO Nº 12/2012 - CGJ

PROVIMENTO Nº 12/2012 - CGJ PROVIMENTO Nº 12/2012 - CGJ O Excelentíssimo Senhor Corregedor Geral da Justiça do Estado de Mato Grosso no uso de suas atribuições legais previstas nos artigos 31 e 39, alínea c, do Código de Organização

Leia mais

RESUMO DA TABELA DE EMOLUMENTOS E TFJ DE 2015 EM VIGOR PARA ATOS PRATICADOS A PARTIR DE 1º DE JANEIRO DE 2015

RESUMO DA TABELA DE EMOLUMENTOS E TFJ DE 2015 EM VIGOR PARA ATOS PRATICADOS A PARTIR DE 1º DE JANEIRO DE 2015 RESUMO DA TABELA DE EMOLUMENTOS E TFJ DE 2015 EM VIGOR PARA ATOS PRATICADOS A PARTIR DE 1º DE JANEIRO DE 2015 1- ATOS DO REGISTRO CIVIL DAS PESSOAS NATURAIS VALORES EM R$ ATO VALORES TOTAL BUSCA (POR PERÍODO

Leia mais

PROVIMENTO Nº 14/2016/ CGJUS/TO

PROVIMENTO Nº 14/2016/ CGJUS/TO PROVIMENTO Nº 14/2016/ CGJUS/TO ANEXO ÚNICO À LEI Nº 2.828, DE 12 DE MARÇO DE 2014. TABELA II REGISTRO DE IMÓVEIS ATOS DO OFICIAL DE REGISTRO DE IMÓVEIS Emolumentos TFJ FUNCIVIL TOTAL 1. Da prenotação

Leia mais

TABELA I - 2015 LEI ESTADUAL Nº 12.373, DE 23 DE DEZEMBRO DE 2011 - DECRETO JUDICIÁRIO Nº 801, DE 19 DE DEZEMBRO DE 2014 - VIGÊNCIA: 01/01/2015

TABELA I - 2015 LEI ESTADUAL Nº 12.373, DE 23 DE DEZEMBRO DE 2011 - DECRETO JUDICIÁRIO Nº 801, DE 19 DE DEZEMBRO DE 2014 - VIGÊNCIA: 01/01/2015 TABELA I - 2015 LEI ESTADUAL Nº 12.373, DE 23 DE DEZEMBRO DE 2011 - DECRETO JUDICIÁRIO Nº 801, DE 19 DE DEZEMBRO DE 2014 - VIGÊNCIA: 01/01/2015 243,92 293,24 365,76 609,80 912,72 1.218,14 1.450,24 1.724,44

Leia mais

RIO GRANDE DO NORTE LEI Nº 9.619, DE 10 DE MAIO DE 2012.

RIO GRANDE DO NORTE LEI Nº 9.619, DE 10 DE MAIO DE 2012. RIO GRANDE DO NORTE LEI Nº 9.619, DE 10 DE MAIO DE 2012. Altera a Lei n.º 9.278, de 30 de dezembro de 2009, que dispõe sobre as Custas Processuais, Emolumentos, Fundo de Compensação dos Registradores Civis

Leia mais

PROVIMENTO N. 98, DE 24 DE FEVEREIRO DE 2014.

PROVIMENTO N. 98, DE 24 DE FEVEREIRO DE 2014. PROVIMENTO N. 98, DE 24 DE FEVEREIRO DE 2014. Dispõe sobre a atualização das tabelas contidas no Anexo da Lei n. 3.003, de 7 de junho de 2005 e dá outras providências. A Corregedora-Geral de Justiça do

Leia mais

PROVIMENTO N. 38, DE 1º DE JULHO DE 2010

PROVIMENTO N. 38, DE 1º DE JULHO DE 2010 PROVIMENTO N. 38, DE 1º DE JULHO DE 2010 Dispõe sobre atualização das tabelas dos emolumentos extrajudiciais anexas a Lei Estadual n. 3.003 de 07 de junho de 2005. O DESEMBARGADOR JOSUÉ DE OLIVEIRA, CORREGEDOR-GERAL

Leia mais

PORTARIA Nº 1.470/2015-TJ, DE 27 DE AGOSTO DE 2015

PORTARIA Nº 1.470/2015-TJ, DE 27 DE AGOSTO DE 2015 PORTARIA Nº 1.470/2015-TJ, DE 27 DE AGOSTO DE 2015 O PRESIDENTE EM EXERCÍCIO DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE, no uso de suas atribuições legais e regimentais, RESOLVE: Art. 1 Tornar

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 1.446 R E S O L V E U:

RESOLUÇÃO Nº 1.446 R E S O L V E U: RESOLUÇÃO Nº 1.446 O BANCO CENTRAL DO BRASIL, na forma do artigo 9º da Lei nº 4.595, de 31.12.64, torna público que o Presidente do CONSELHO MONETÁRIO NACIONAL, por ato de 18.12.87, com base no artigo

Leia mais

RIO GRANDE DO NORTE LEI Nº 10.035, DE 29 DE DEZEMBRO DE 2015.

RIO GRANDE DO NORTE LEI Nº 10.035, DE 29 DE DEZEMBRO DE 2015. RIO GRANDE DO NORTE LEI Nº 10.035, DE 29 DE DEZEMBRO DE 2015. Dispõe sobre a complementação da receita a ser destinada as serventias extrajudicias deficitárias, altera a alíquota do Fundo de Compensação

Leia mais

DO CARTÓRIO DE REGISTRO DE IMÓVEIS. Curso de Técnico em Transações Imobiliárias Curso Total

DO CARTÓRIO DE REGISTRO DE IMÓVEIS. Curso de Técnico em Transações Imobiliárias Curso Total DO CARTÓRIO DE REGISTRO DE IMÓVEIS Curso de Técnico em Transações Imobiliárias Curso Total DO CARTÓRIO DE REGISTRO DE IMÓVEIS DO CARTÓRIO DE REGISTRO DE IMÓVEIS. FINALIDADE. DOS TÍTULOS REGISTRÁVEIS: ESCRITURA

Leia mais

FLAUZILINO ARAÚJO DOS SANTOS Primeiro Oficial de Registro de Imóveis da Comarca de São Paulo, Capital

FLAUZILINO ARAÚJO DOS SANTOS Primeiro Oficial de Registro de Imóveis da Comarca de São Paulo, Capital ADEMAR FIORANELLI Oficial do 7º Registro de Imóveis da Capital de São Paulo. Integra o Conselho de Ética e na Coordenação de Jurisprudência do Instituto de Registro Imobiliário do Brasil IRIB FLAUZILINO

Leia mais

FAQ Perguntas Frequentes

FAQ Perguntas Frequentes FAQ Perguntas Frequentes Índice 01. Incorporação Imobiliária...3 02. Contrato...4 03. Pagamento e Boletos...5 04. Financiamento...6 05. Distrato e Transferência...8 06. Documentações...9 07. Instalação

Leia mais

NOTA TÉCNICA CONJUNTA PROGRAMA MINHA CASA MINHA VIDA

NOTA TÉCNICA CONJUNTA PROGRAMA MINHA CASA MINHA VIDA NOTA TÉCNICA CONJUNTA PROGRAMA MINHA CASA MINHA VIDA Associação dos Notários e Registradores do Brasil ANOREG/BR Instituto de Registro Imobiliário do Brasil IRIB Associação dos Registradores Imobiliários

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA FEDERAL CIRCUNSCRIÇÃO JUDICIÁRIA DE CANOAS PRIMEIRA VARA FEDERAL PORTARIA 002/08

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA FEDERAL CIRCUNSCRIÇÃO JUDICIÁRIA DE CANOAS PRIMEIRA VARA FEDERAL PORTARIA 002/08 PORTARIA 002/08 Os Doutores GUILHERME PINHO MACHADO, Juiz Federal da Vara Federal Cível da Subseção Judiciária de Canoas, e DANIEL LUERSEN, Juiz Federal Substituto, no uso de suas atribuições legais, e

Leia mais

Altera o Decreto-lei n. 4.655, de 3 de setembro de 1942, que dispõe o Imposto do Selo:

Altera o Decreto-lei n. 4.655, de 3 de setembro de 1942, que dispõe o Imposto do Selo: Nova Lei do Selo LEI N.º 1.747 DE 28 DE NOVEMBRO DE 1952 Altera o Decreto-lei n. 4.655, de 3 de setembro de 1942, que dispõe o Imposto do Selo: "Art. 1.º - O Decreto-lei n. 4.655, de 3 de setembro de 1942,

Leia mais

ANEXO DA LEI Nº 12.373 DE 23 DE DEZEMBRO DE 2011

ANEXO DA LEI Nº 12.373 DE 23 DE DEZEMBRO DE 2011 Publicada D.O.E. Em 24.12.2011 ANEXO DA LEI Nº 12.373 DE 23 DE DEZEMBRO DE 2011 ANEXO ÚNICO TABELA I - DOS PROCESSOS EM GERAL I - Das Causas em Geral, inclusive Execução e Reconvenção; das Ações Cautelares;

Leia mais

I - Certidão: EMOL. CUSTAS SELOS TOTAL. a) Até 5 (cinco) páginas datilografadas 11,32 2,26 0,69 14,27

I - Certidão: EMOL. CUSTAS SELOS TOTAL. a) Até 5 (cinco) páginas datilografadas 11,32 2,26 0,69 14,27 PROVIMENTO Nº 015/2010-CG Porto Velho, 22 de dezembro de 2010. O CORREGEDOR-GERAL DA JUSTIÇA DO ESTADO DE RONDÔNIA, no uso de suas atribuições legais e regimentais, e em conformidade com o art. 20 da Lei

Leia mais

TABELA DE EMOLUMENTOS DOS SERVIÇOS NOTARIAIS E DE REGISTROS / 2009

TABELA DE EMOLUMENTOS DOS SERVIÇOS NOTARIAIS E DE REGISTROS / 2009 TABELA DE EMOLUMENTOS DOS SERVIÇOS NOTARIAIS E DE REGISTROS / 2009 TABELA I ATOS DOS OFÍCIOS DE REGISTRO CIVIL DAS PESSOAS NATURAIS E DE INTERDIÇÕES E TUTELAS I - CASAMENTO - HABILITAÇÃO PARA CASAMENTO

Leia mais

Incorporação Imobiliária

Incorporação Imobiliária Incorporação Imobiliária Lei nº 4.591, de 16 de dezembro de 1964 Incorporação Imobiliária Incorporação imobiliária é a atividade exercida pela pessoa física ou jurídica, empresário ou não que se compromete

Leia mais

DO REFINANCIAMENTO DA DÍVIDA IMOBILIÁRIA COM TRANSFERÊNCIA DE CREDOR SUB- ROGAÇÃO

DO REFINANCIAMENTO DA DÍVIDA IMOBILIÁRIA COM TRANSFERÊNCIA DE CREDOR SUB- ROGAÇÃO DO REFINANCIAMENTO DA DÍVIDA IMOBILIÁRIA COM TRANSFERÊNCIA DE CREDOR SUB- ROGAÇÃO Inovações trazidas pela Lei Federal n.º 12.810 de 15 de maio de 2013. João Pedro Lamana Paiva* 1 Desde o advento da Lei

Leia mais

TRIBUTAÇÃO DO SETOR IMOBILIÁRIO E DA CONSTRUÇÃO CIVIL. Martelene Carvalhaes

TRIBUTAÇÃO DO SETOR IMOBILIÁRIO E DA CONSTRUÇÃO CIVIL. Martelene Carvalhaes TRIBUTAÇÃO DO SETOR IMOBILIÁRIO E DA CONSTRUÇÃO CIVIL Martelene Carvalhaes GESTÃO DE RISCOS O mercado de empreendimentos imobiliários é onde as empresas operam com maior nível de riscos devido às particularidades

Leia mais

Corregedoria Nacional de Justiça - Tabela de Temporalidade de Documentos

Corregedoria Nacional de Justiça - Tabela de Temporalidade de Documentos N/A 3-0 N/A 3-1 SERVIÇOS NOTARIAIS E DE REGISTRO PROCESSOS E DOCUMENTOS REGISTRO CIVIL DAS PESSOAS NATURAIS N/A 3-1-1 LIVROS N/A 3-1-1-1 Livro tombo N/A 3-1-1-2 Livro de editais e proclamas N/A 3-1-1-3

Leia mais

OBRAS DO AUTOR... NOTA EXPLICATIVA... XVII

OBRAS DO AUTOR... NOTA EXPLICATIVA... XVII ÍNDICE SISTEMÁTICO OBRAS DO AUTOR... XV NOTA EXPLICATIVA... XVII CAPÍTULO I TEORIA GERAL DOS TÍTULOS DE CRÉDITO 1. A regulamentação dos títulos de crédito pelo Código Civil e por leis especiais 2. Aplicação

Leia mais

REGISTRO DE LOTEAMENTO / DESMEMBRAMENTO

REGISTRO DE LOTEAMENTO / DESMEMBRAMENTO REGISTRO DE LOTEAMENTO / DESMEMBRAMENTO (Lei 6.766/79 alterada pela Lei 9.785/99 e Lei Estadual 7.943/2004) Lei 6.766/1979 - Art. 2º.: 1º - Considera-se loteamento a subdivisão de gleba em lotes destinados

Leia mais

TABELA II ATOS DO OFICIAL DO REGISTRO DE IMÓVEIS

TABELA II ATOS DO OFICIAL DO REGISTRO DE IMÓVEIS TABELA II ATOS DO OFICIAL DO REGISTRO DE IMÓVEIS 1 - Registro, por todos os atos: I - com valor, inclusive certidão: de acordo com o ANEXO 3; centavos); II - sem valor (pactos antenupciais, citação, etc.):

Leia mais

DA PROMESSA DE COMPRA E VENDA DE BEM IMÓVEL NA PERSPECTIVA DO REGISTRO DE IMÓVEIS: CLÁUSULAS SUSPENSIVA E RESOLUTIVA, EXTINÇÃO E PUBLICIADE REGISTRAL

DA PROMESSA DE COMPRA E VENDA DE BEM IMÓVEL NA PERSPECTIVA DO REGISTRO DE IMÓVEIS: CLÁUSULAS SUSPENSIVA E RESOLUTIVA, EXTINÇÃO E PUBLICIADE REGISTRAL DA PROMESSA DE COMPRA E VENDA DE BEM IMÓVEL NA PERSPECTIVA DO REGISTRO DE IMÓVEIS: CLÁUSULAS SUSPENSIVA E RESOLUTIVA, EXTINÇÃO E PUBLICIADE REGISTRAL Professor Luiz Egon Richter 1. DA DISTINÇÃO ENTRE A

Leia mais

Lei 11.795/08 A NOVA LEI DE CONSÓRCIOS. Juliana Pereira Soares

Lei 11.795/08 A NOVA LEI DE CONSÓRCIOS. Juliana Pereira Soares Lei 11.795/08 A NOVA LEI DE CONSÓRCIOS Art. 2º da Lei 11.795/08: Consórcio é a reunião de pessoas naturais e jurídicas em grupo, com prazo de duração e número de cotas previamente determinados, promovida

Leia mais

Registros Imóveis Perguntas e respostas. O que mudou no que se refere aos atos de Registros de Imóveis com a Lei Mineira nº 20.

Registros Imóveis Perguntas e respostas. O que mudou no que se refere aos atos de Registros de Imóveis com a Lei Mineira nº 20. 1 Registros Imóveis Perguntas e respostas O que mudou no que se refere aos atos de Registros de Imóveis com a Lei Mineira nº 20.379/2012 1) Prenotação (Protocolo) a) O Título apresentado para registro

Leia mais

TABELA II ATOS DO OFICIAL DO REGISTRO DE IMÓVEIS

TABELA II ATOS DO OFICIAL DO REGISTRO DE IMÓVEIS TABELA II ATOS DO OFICIAL DO REGISTRO DE IMÓVEIS 1 - Registro, por todos os atos: I - com valor, inclusive certidão: de acordo com o ANEXO 3; II - sem valor (pactos antenupciais, citação, etc.): R$ 24,50

Leia mais

MANUAL - SERVIÇOS REGISTRAIS

MANUAL - SERVIÇOS REGISTRAIS 1ª Zona de Porto Alegre MANUAL - SERVIÇOS REGISTRAIS João Pedro Lamana Paiva Registrador Vinícius Teófilo Lottici Pereira Organização 1 2 CONSTITUIÇÃO FEDERAL Art. 236. Os serviços notariais e de registro

Leia mais

Perguntas mais frequentes

Perguntas mais frequentes Perguntas mais frequentes 01. Quando começo a pagar o condomínio? Caso adquira o imóvel durante a construção, o pagamento do condomínio começa após a primeira reunião de instalação do condomínio, que é

Leia mais

Os honorários serão sempre pagos pelo vendedor; Nas locações, os honorários previstos acima serão pagos 50% pelo locador e 50% pelo locatário.

Os honorários serão sempre pagos pelo vendedor; Nas locações, os honorários previstos acima serão pagos 50% pelo locador e 50% pelo locatário. TABELA DE HONORÁRIOS TABELA MÍNIMA DE HONORÁRIOS LITORAL NORTE a) Intermediação de Lotes 10% b) Intermediação de Casas e Apartamentos 8% c) Intermediação na Locação por Temporada 20% Os honorários serão

Leia mais

O Prefeito Municipal de Resende, no exercício das atribuições, que lhe são conferidas pela Lei Orgânica do Município, em seu artigo 74, inciso XV,

O Prefeito Municipal de Resende, no exercício das atribuições, que lhe são conferidas pela Lei Orgânica do Município, em seu artigo 74, inciso XV, DECRETO Nº 5218 DE 09 DE NOVEMBRO DE 2011. EMENTA: Regulamenta os procedimentos de declaração, avaliação, emissão de guias de recolhimento, processo de arbitramento e a instauração do contencioso fiscal

Leia mais

RESOLUÇÃO N 2519. Art. 1º Alterar o art. 11 do Regulamento anexo à Resolução nº 1.980, de 30.04.93, que passa a vigorar com a seguinte redação:

RESOLUÇÃO N 2519. Art. 1º Alterar o art. 11 do Regulamento anexo à Resolução nº 1.980, de 30.04.93, que passa a vigorar com a seguinte redação: RESOLUÇÃO N 2519 Documento normativo revogado pela Resolução 3.005, de 30/07/2002. Dispõe sobre o direcionamento dos recursos captados em depósitos de poupança pelas entidades integrantes do Sistema Brasileiro

Leia mais

CERTIFICADO DE RECEBÍVEIS IMOBILIÁRIOS CRI

CERTIFICADO DE RECEBÍVEIS IMOBILIÁRIOS CRI CERTIFICADO DE RECEBÍVEIS IMOBILIÁRIOS CRI Diversos veículos podem ser utilizados para securitizar recebíveis imobiliários, entretanto o uso dos Certificados de Recebíveis Imobiliários CRI vem caminhando

Leia mais

d) de alteração contratual com conteúdo financeiro metade dos valores finais ao usuário previstos na alínea "b"

d) de alteração contratual com conteúdo financeiro metade dos valores finais ao usuário previstos na alínea b Anexo da Portaria nº 1.856/CGJ/2011 (a que se refere o 1º do artigo 2º da Lei n.º 15.424, de 30 de dezembro de 2004, atualizado nos termos do artigo 50 da referida Lei Estadual) TABELA 1 (R$) ATOS DO TABELIÃO

Leia mais

Estrutura do Mercado Financeiro e de Capitais

Estrutura do Mercado Financeiro e de Capitais Estrutura do Mercado Financeiro e de Capitais Prof. Paulo Berger SIMULADO ATIVOS FINANCEIROS E ATIVOS REAIS. Ativo real, é algo que satisfaz uma necessidade ou desejo, sendo em geral fruto de trabalho

Leia mais

Edição nº 51/2015 Brasília - DF, quinta-feira, 19 de março de 2015. Corregedoria PROVIMENTO Nº 44, DE 18 DE MARÇO DE 2015. Seção I Disposições Gerais

Edição nº 51/2015 Brasília - DF, quinta-feira, 19 de março de 2015. Corregedoria PROVIMENTO Nº 44, DE 18 DE MARÇO DE 2015. Seção I Disposições Gerais Corregedoria PROVIMENTO Nº 44, DE 18 DE MARÇO DE 2015 Estabelece normas gerais para o registro da regularização fundiária urbana. Seção I Disposições Gerais Art. 1º. O processo e os atos de registro da

Leia mais

As implicações da Medida Provisória nº 656/2014 para o adquirente de imóvel

As implicações da Medida Provisória nº 656/2014 para o adquirente de imóvel As implicações da Medida Provisória nº 656/2014 para o adquirente de imóvel Por Roberto Santos Silveiro* Com o propósito de dar maior segurança jurídica ao adquirente de imóvel, no dia 07 de novembro deste

Leia mais

NOTAS EXPLICATIVAS TABELA C ATOS DOS OFICIAIS DE REGISTRO DE IMÓVEIS

NOTAS EXPLICATIVAS TABELA C ATOS DOS OFICIAIS DE REGISTRO DE IMÓVEIS 1 NOTAS EXPLICATIVAS TABELA C ATOS DOS OFICIAIS DE REGISTRO DE IMÓVEIS Dispõe a Consolidação das Normas da Corregedoria Geral da Justiça relativas ao Foro Extrajudicial Provimento nº 02/2009, sobre a Tabela

Leia mais

ANEXO II Programa Mais Professores FUSVE-USS 2016 Documentos Necessários para Requerimento de Bolsa de Estudos

ANEXO II Programa Mais Professores FUSVE-USS 2016 Documentos Necessários para Requerimento de Bolsa de Estudos ANEXO II Programa Mais Professores FUSVE-USS 2016 Documentos Necessários para Requerimento de Bolsa de Estudos Os estudantes ou responsáveis legais obrigam-se a efetuar a entrega dos seguintes documentos

Leia mais

Guia Rápido do Cliente

Guia Rápido do Cliente Guia Rápido do Cliente Seja bem-vindo! Está chegando a hora de viver a vida em Alphaville. Para nós, é um grande prazer recebê-lo e poder compartilhar esse momento de realização com você. Nesse Guia Rápido,

Leia mais

INVESTIMENTO NO BRASIL: ESPECIFICIDADES DOS MODELOS CONTRATUAIS

INVESTIMENTO NO BRASIL: ESPECIFICIDADES DOS MODELOS CONTRATUAIS INVESTIR NO BRASIL INVESTIMENTO NO BRASIL: ESPECIFICIDADES DOS MODELOS CONTRATUAIS Cristina Bogado Menezes Advogada RSA Advogados 12 de Abril de 2012 INVESTIMENTO NO BRASIL: ESPECIFICIDADES DOS MODELOS

Leia mais

Letra e Cédula de Crédito Imobiliário

Letra e Cédula de Crédito Imobiliário Letra e Cédula de Crédito Imobiliário Lei nº 10.931, de 2 de agosto de 2004 Letra de Crédito Imobiliário Bancos Comerciais, Bancos Múltiplos, Caixa Econômica Federal, sociedades de crédito imobiliário,

Leia mais

LEI N o 10.931, DE 02 DE AGOSTO DE 2004.

LEI N o 10.931, DE 02 DE AGOSTO DE 2004. LEI N o 10.931, DE 02 DE AGOSTO DE 2004. Dispõe sobre o patrimônio de afetação de incorporações imobiliárias, Letra de Crédito Imobiliário, Cédula de Crédito Imobiliário, Cédula de Crédito Bancário, altera

Leia mais

Palavras que você precisa conhecer

Palavras que você precisa conhecer Guia do Comprador NOVOLAR, um nome cada vez mais forte no mercado de construção civil. A NOVOLAR vem consolidando uma reputação de alta qualidade, graças aos seus diferenciais nas execuções das obras e

Leia mais

PORTARIA GSF N 38/2013 Teresina (PI), 10 de junho de 2013.

PORTARIA GSF N 38/2013 Teresina (PI), 10 de junho de 2013. PORTARIA GSF N 38/2013 Teresina (PI), 10 de junho de 2013. Publicado no DOM n 1.528, de 14.06.2013 Dispõe sobre procedimentos para solicitações referentes ao Imposto Predial e Territorial Urbano - IPTU,

Leia mais

1º ENCONTRO REGINAL DO CORI/MG EM VARGINHA

1º ENCONTRO REGINAL DO CORI/MG EM VARGINHA 1º ENCONTRO REGINAL DO CORI/MG EM VARGINHA DAS CÉDULAS DE CRÉDITO HUMBERTO GOMES DO AMARAL RI MUZAMBINHO rimuzambinho@yahoo.com.br Telefone: 035-3571-5041 1- Cédula de Crédito Bancário Alienação Fiduciária

Leia mais

POLÍTICA DE INVESTIMENTO - 2015

POLÍTICA DE INVESTIMENTO - 2015 POLÍTICA DE INVESTIMENTO - 2015 A presente Política de Investimento tem como objetivo principal estabelecer condições para que os recursos dos Planos de Benefícios desta Entidade sejam geridos visando

Leia mais

Certificado de Recebíveis Imobiliários - CRI

Certificado de Recebíveis Imobiliários - CRI Certificado de Recebíveis Imobiliários - CRI Diversos veículos podem ser utilizados para securitizar recebíveis imobiliários, entretanto o uso dos Certificados de Recebíveis Imobiliários -CRI- vem caminhando

Leia mais

Lei Estadual nº. 12.216/98

Lei Estadual nº. 12.216/98 Lei Estadual nº. 12.216/98 Texto atualizado pelas Leis Estaduais n. os 12.604 de 02/07/99; 12.821 de 27/12/99; 12.827 de 06/01/00; 13.611 de 04/06/02; 14.595 de 28/12/04; 14.596 de 27/12/04 e 15.338 de

Leia mais

Melhoria do marco regulatório para o crédito. Ministério da Fazenda 20 de Agosto, 2014

Melhoria do marco regulatório para o crédito. Ministério da Fazenda 20 de Agosto, 2014 Melhoria do marco regulatório para o crédito Ministério da Fazenda 20 de Agosto, 2014 1 Objetivo das medidas: melhorar a produtividade e a competitividade da economia Liberação de compulsório e redução

Leia mais

AULA 12. Produtos e Serviços Financeiros VI

AULA 12. Produtos e Serviços Financeiros VI AULA 12 Produtos e Serviços Financeiros VI Operações Acessórias e Serviços As operações acessórias e serviços são operações de caráter complementar, vinculadas ao atendimento de particulares, do governo,

Leia mais

DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA PARA UTILIZAÇÃO DO FGTS (Check list) Modalidade: AQUISIÇÃO À VISTA (DAMP 1)

DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA PARA UTILIZAÇÃO DO FGTS (Check list) Modalidade: AQUISIÇÃO À VISTA (DAMP 1) (I) DO COMPRADOR ( ) Ficha Cadastral do Proponente (Original, preenchida, datada e assinada) ( ) Documento de Identidade de todos os compradores e seus respectivos cônjuges, se for o caso ( ) CPF de todos

Leia mais

Para extinção das dívidas e/ou saldos devedores do contrato com fundamento no art. 7º da MP nº 496/2010:

Para extinção das dívidas e/ou saldos devedores do contrato com fundamento no art. 7º da MP nº 496/2010: DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA: Extinção de dívidas do contrato Compra do imóvel com base no art. 12 da Lei nº 11.483/2007 Substituição do beneficiário do contrato de compra e venda ou cessão de direitos Emissão

Leia mais

http://www.leismunicipais.com.br/cgi-local/forpgs/showinglaw.pl

http://www.leismunicipais.com.br/cgi-local/forpgs/showinglaw.pl Página 1 de 7 LEI Nº 9430, DE 16 DE DEZEMBRO DE 2010. DISPÕE SOBRE ALTERAÇÕES NA LEGISLAÇÃO TRIBUTÁRIA DO MUNICÍPIO, E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. Projeto de Lei nº 481/2010 - autoria do EXECUTIVO. A Câmara

Leia mais

DIREITO CIVIL DIREITO DAS COISAS PROF. FLÁVIO MONTEIRO DE BARROS MÓDULO I

DIREITO CIVIL DIREITO DAS COISAS PROF. FLÁVIO MONTEIRO DE BARROS MÓDULO I DIREITO CIVIL DIREITO DAS COISAS PROF. FLÁVIO MONTEIRO DE BARROS MÓDULO I Direito das Coisas; Introdução; Conceito e Distinção entre Direitos Reais e Pessoais; Conteúdo; Regime Constitucional dos Direitos

Leia mais

TABELA DE EMOLUMENTOS. Índice de reajuste 6,75%, conforme IPC/IEPE. VIGÊNCIA 01.01.2012.

TABELA DE EMOLUMENTOS. Índice de reajuste 6,75%, conforme IPC/IEPE. VIGÊNCIA 01.01.2012. TABELA DE EMOLUMENTOS Índice de reajuste 6,75%, conforme IPC/IEPE. VIGÊNCIA 01.01.2012. ANEXO (LEI ESTADUAL 12.692/06) EMOLUMENTOS RELATIVOS AOS SERVIÇOS DE TABELIONATO DE NOTAS 1- Escritura pública, incluído

Leia mais

Caderno Eletrônico de Exercícios Títulos de Crédito

Caderno Eletrônico de Exercícios Títulos de Crédito 1) São exemplos de títulos de crédito, exceto: a) Cheque b) Testamento c) Duplicata d) Nota promissória 2) São características de títulos de crédito, exceto: a) Documentalidade b) Força executiva c) Autonomia

Leia mais

TABELA V DOS OFICIOS DE REGISTRO CIVIL DAS PESSOAS NATURAIS

TABELA V DOS OFICIOS DE REGISTRO CIVIL DAS PESSOAS NATURAIS TABELA V DOS OFICIOS DE REGISTRO CIVIL DAS PESSOAS NATURAIS Tabela elaborada sob responsabilidade da Associação dos Registradores de Pessoas Naturais do Estado de São Paulo Arpen-SP. Lei 11.331, de 26

Leia mais

TABELA DE EMOLUMENTOS

TABELA DE EMOLUMENTOS TABELA DE EMOLUMENTOS Índice de reajuste 6,73%, conforme IPC/IEPE. VIGÊNCIA 01.01.2013. ANEXO LEI ESTADUAL 12.692/06 EMOLUMENTOS RELATIVOS AOS SERVIÇOS DE TABELIONATO DE NOTAS 1- Escritura pública, incluído

Leia mais

TABELA XIII - ATOS DOS TABELIÃES DE NOTAS, TABELIÃES E OFICIAIS DO REGISTRO DE CONTRATOS MARÍTIMOS ,40 31,86 R$ 56,89 R$ 35,26

TABELA XIII - ATOS DOS TABELIÃES DE NOTAS, TABELIÃES E OFICIAIS DO REGISTRO DE CONTRATOS MARÍTIMOS ,40 31,86 R$ 56,89 R$ 35,26 Tabela Atualizada 29/03/2016 Índice de reajuste para taxa judiciária em 2016: 10,68% Índice de reajuste para emolumento em 2016: 10,68% Obs.: Esta tabela não substitui a lei, sendo a sua utilização restrita

Leia mais

Que fazem entre si, de um lado a empresa..., na..., aqui representada. por..., brasileiro,

Que fazem entre si, de um lado a empresa..., na..., aqui representada. por..., brasileiro, 34) INSTRUMENTO DE CONTRATO DE COMPRA E VENDA Que fazem entre si, de um lado a empresa..., inscrita no CNPJ/MF sob nº...., com sede na..., aqui representada por..., brasileiro, maior, casado, administrador

Leia mais

TABELA DE EMOLUMENTOS ESTADO DO AMAZONAS

TABELA DE EMOLUMENTOS ESTADO DO AMAZONAS TABELA DE EMOLUMENTOS TABELA I - CAPITAL ATOS DOS OFÍCIOS NOTARIAIS (TABELIONATOS) Lei 2.620/00, Lei 3.257/08, Provimento 121/06, o Ato Normativo Conjunto 01/08, Lei 2.751/02 I - ESCRITURAS PÚBLICAS COM

Leia mais

PORTARIA Nº 98 DE 11/06/2010 (Estadual - Minas Gerais) Data D.O.: 12/06/2010

PORTARIA Nº 98 DE 11/06/2010 (Estadual - Minas Gerais) Data D.O.: 12/06/2010 PORTARIA Nº 98 DE 11/06/2010 (Estadual - Minas Gerais) Data D.O.: 12/06/2010 Dispõe sobre a autorização para recebimento e homologação de laudos técnico-ambientais e plantas georreferenciadas, elaborados

Leia mais

PATRIMÔNIO DE AFETAÇÃO. Advogado: Marcelo Terra

PATRIMÔNIO DE AFETAÇÃO. Advogado: Marcelo Terra PATRIMÔNIO DE AFETAÇÃO Advogado: Marcelo Terra 1. Objetivo do patrimônio de afetação O patrimônio de afetação se destina à consecução da incorporação correspondente e entrega das unidades imobiliárias

Leia mais

. ORegistro Imobiliário (PARA OS DADOS LEGAIS) e;. O Cadastro Imobiliário (PARA OS DADOS GEOMÉTRICOS).

. ORegistro Imobiliário (PARA OS DADOS LEGAIS) e;. O Cadastro Imobiliário (PARA OS DADOS GEOMÉTRICOS). A IMPORTÂNCIA DOS CONVÊNIOS COM OS CARTÓRIOS E A RECEITA FERAL PARA PURAÇÃO DOS DADOS DA CERTIDÃO DÍVIDA ATIVA. 1 INTRODUÇÃO O 1.1 A CIDA ARACAJU CAPITAL DO ESTADO SERGIPE /BRASIL POPULAÇÃO SERGIPE 1.939.426

Leia mais

TABELA III - DOS OFÍCIOS DE REGISTRO DE TÍTULOS E DOCUMENTOS E CIVIL DAS PESSOAS JURÍDICAS

TABELA III - DOS OFÍCIOS DE REGISTRO DE TÍTULOS E DOCUMENTOS E CIVIL DAS PESSOAS JURÍDICAS TABELA III - DOS OFÍCIOS DE REGISTRO DE TÍTULOS E DOCUMENTOS E CIVIL DAS PESSOAS JURÍDICAS Tabela elaborada sob responsabilidade do IRTDPJ-SP. Em vigor á partir de 8 de janeiro de 2008. Lei 11.331, de

Leia mais

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE LONDRINA Secretaria Municipal de Obras e Pavimentação. Documentação para aprovação

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE LONDRINA Secretaria Municipal de Obras e Pavimentação. Documentação para aprovação PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE LONDRINA Secretaria Municipal de Obras e Pavimentação DIRETORIA DE APROVAÇÃO DE PROJETOS Onde requerer: Praça de Atendimento 2 - Centro Administrativo Térreo Endereço: Avenida

Leia mais

ORDEM DE SERVIÇO PRFN 3ª REGIÃO Nº 004 de 16 de dezembro de 2009.

ORDEM DE SERVIÇO PRFN 3ª REGIÃO Nº 004 de 16 de dezembro de 2009. ORDEM DE SERVIÇO PRFN 3ª REGIÃO Nº 004 de 16 de dezembro de 2009. Dispõe sobre o procedimento a ser adotado para a formalização e controle dos processos de parcelamentos de arrematação ocorrida nas hastas

Leia mais

REGULAMENTO PROMOÇÃO ISENÇÃO DE CONDOMÍNIO, IPTU E ESCRITURA GRÁTIS

REGULAMENTO PROMOÇÃO ISENÇÃO DE CONDOMÍNIO, IPTU E ESCRITURA GRÁTIS REGULAMENTO PROMOÇÃO ISENÇÃO DE CONDOMÍNIO, IPTU E ESCRITURA GRÁTIS Promoção a ser realizada por GUARENAS INVESTIMENTOS IMOBILIÁRIOS LTDA, pessoa jurídica de direito privado, inscrita no CNPJ/MF sob nº

Leia mais

PROCURADORIA GERAL DA FAZENDA NACIONAL - PGFN

PROCURADORIA GERAL DA FAZENDA NACIONAL - PGFN PROCURADORIA GERAL DA FAZENDA NACIONAL - PGFN PORTARIA N.º 3 DE 22 /11 /2005 Dispõe sobre a prova de regularidade fiscal perante a Fazenda Nacional e dá outras providências. O PROCURADOR-GERAL DA FAZENDA

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº, DE 2015

PROJETO DE LEI Nº, DE 2015 PROJETO DE LEI Nº, DE 2015 (Do Sr. Ronaldo Fonseca) Fixa o piso salarial e tabela de honorários dos corretores de imóveis e dá outras providências. O Congresso Nacional decreta: Art. 1º O piso salarial

Leia mais