CPV 82% de aprovação na ESPM

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CPV 82% de aprovação na ESPM"

Transcrição

1 8% de aprovação na ESPM ESPM NOVEMBRO/00 Prova E MATemática. Assinale a alternativa cujo valor seja a soma dos valores das demais: a) 0 + b) 5% c) d) 75% de 3 e) log 0,5 a) ,5 5 b) 5 % ,5 c) - 4 0,5 d) 75% de ,5 e) log 0,5 log. Dividindo-se 8 ou 7 pelo natural n, obtém-se resto. Dividindo-se n por obtém-se resto igual a: a) 3 b) 0 c) d) e) 5 Temos: nq nq q n 7 nq + nq 6 6 q n Logo, concluímos que n mdc (07,6) 3, e o resto da divisão de n por é. Alternativa C Assim, a alternativa B é igual a soma das demais. Alternativa B espm0nov

2 espm 4//00 cpv especializado na espm 3. Sabendo-se que x + y 7 e que x 4y, o valor da expressão x + y é igual a: a) 49 b) 47 c) 45 d) 43 e) 4 x + y x y x xy y ( ) 7 49 x 4y x 4y x 4y + x y 49 xy x + y 49. 4y. y x 4y Assim, x + y 4 Alternativa E 4. Uma pessoa fez um investimento em ações. No primeiro semestre, ela perdeu 30% do capital aplicado e no segundo semestre ela recuperou 60% do que havia perdido. Em relação ao investimento inicial, seu prejuízo nesses semestres foi de: a) % b) % c) 8% d) 4% e) 6% Sendo C o investimento inicial, temos: o semestre: ( 0,3). C 0,7 C o semestre: (C 0,7 C). 0,6 0,8 C Assim, nestes semestres, a pessoa ficou com 0,88 C, ou seja, teve um prejuízo de %, Alternativa B espm0nov

3 cpv especializado na espm espm 4// A composição de uma certa população, por faixa etária, é verificada na tabela abaixo: 6. A figura abaixo representa o gráfico cartesiano da função f (x). Num gráfico de setores, o ângulo central correspondente à população de jovens medirá, aproximadamente: a) 86 b) 54 c) 78 d) 67 e) 94 No gráfico de setores temos: 00% 360º 4% θ θ º 6% 4% θ 38% 3% Alternativa A Sabendo-se que f (), o valor de f [f (π)] é igual a: a) b) 3/ c) 3/4 d) e) 5/ Para x. temos que f (x) Ax + B, assim: f ( ) A ( ) + B A B + A e B 3 f ( 0) B 3 B \ f (x) x + 3 Como f (), usando o gráfico temos: f ( x) x +, se x 3 f ( x), se < x < 4 f (π) 3π \ f [f (π)] f [] Alternativa D espm0nov

4 4 espm 4//00 cpv especializado na espm 7. Numa população de 5000 alevinos de tambacu, estima-se que o número de elementos com comprimento maior ou igual a x cm seja dado, aproximadamente, pela expressão 5000 n x +. Pode-se concluir que o número aproximado de alevinos com comprimento entre 3 cm e 7 cm é igual a: a) 600 b) 500 c) 400 d) 00 e) 00 O número de alevinos com comprimento entre 3 cm e 7 cm será dado pela seguinte expressão: S 3 S ( 3) + ( 7) alevinos Alternativa C 5x + y ( 0, ) 5 8. O valor de y no sistema é igual a: x y ( 0, 5) a) 5/ b) /7 c) /5 d) 3/5 e) 3/7 Resolvendo o sistema, temos: 5x+ y 5 ( 0, ) 5x+ y 5 5 ( 0, 5) x y x y ( 5x+ y) 5 5 5x y ( x y) x + y x 7 e y 3 7 Alternativa E espm0nov

5 cpv especializado na espm espm 4// Dadas as matrizes A x e B x, a diferença entre os valores de x, tais que Det (A. B) 3x, pode ser igual a: a) 3 b) c) 5 d) 4 e) Temos que det (A. B) 3x Þ det A. det B 3x Þ (x ). ( + x) 3x Þ x 4 3x Þ x 3x 4 0 Þ x ou x 4 Portanto, a diferença entre os valores seria 30. Numa empresa, 60% são homens, dos quais, 0% são fumantes. Sabe-se que 5% das mulheres são fumantes. Escolhendo-se ao acaso um dos fumantes dessa empresa, a probabilidade de ser uma mulher é igual a: a) 5% b) 5% c) 0% d) 30% e) 0% Analisando a tabela, temos: Homem Mulher Total Fumante 6% % 8% Não fumante 54% 38% 9% Total 60% 40% 00% 4 5 ou 4 ( ) 5 Alternativa C A probabilidade de ser uma mulher entre os fumantes será % 8% 4 0,5 5% Alternativa A espm0nov

6 6 espm 4//00 cpv especializado na espm 3. Uma parede retangular cujo comprimento mede o dobro da altura, foi revestida com azulejos quadrados, inteiros e de mesmo tamanho, sendo que, em todo o contorno externo, foi feita uma faixa decorativa com 68 peças mais escuras, como na figura exemplo abaixo. O número de azulejos mais claros usados no interior da parede foi de: a) 60 b) 46 c) 68 d) 3 e) 0 Pela figura e pelo enunciado, temos que o número de azulejos escuros é dado por (x) + (x) 4 68 Þ x Assim, o número de azulejos totais é x. x 88. Portanto, o número de azulejos claros é As progressões aritméticas (, 9, 6,..., k) e (38, 370, 358,..., k) são finitas e têm o mesmo número de termos. O valor de k é igual a: a) 56 b) 70 c) 35 d) 4 e) 8 (, 9, 6,..., k) Þ PA de razão 7 e n termos k + (n ). 7 Þ k 7n 5 (I) (38, 370, 358,..., k) Þ PA de razão e n termos k 38 + (n ) ( ) Þ k n (II) Igualando (I) e (II), temos 7n 5 n Þ n Portanto, k Alternativa D Alternativa E espm0nov

7 cpv especializado na espm espm 4// A soma dos n primeiros termos de uma sequência numérica é dada pela expressão Sn 8n. Pode-se afirmar que seu décimo termo é igual a: a) 8 b) 3 c) 46 d) 50 e) 5 Como S n indica a soma dos n primeiros termos, temos: S0 a + a a9 + a0 S9 a + a a9 Assim, a 0 S 0 S 9 Como Sn 8n, temos: 34. Define-se max(a; b) a, se a b e max(a; b) b, se b a. A soma dos valores de x, para os quais se tem max(x x + ; + x ) 50, é igual a: a) b) 0 c) d) 3 e) 5 Se x x + + x Þ x então, máx (x x + ; + x ) x x + ou seja, queremos x x + 50 x x 48 0 x 6 x 8 (não convém) S S \ a Alternativa E Se + x x x + Þ x então, máx (x x + ; + x ) + x ou seja, queremos: x + 50 x 49 Þ x 7 (não convém) x 7 \ a soma dos valores será: Alternativa A espm0nov

8 8 espm 4//00 cpv especializado na espm 35. Sobre um segmento de reta de extremidades A( 9; ) e B(6; 9) são marcados alguns pontos que o dividem em n partes iguais. Um desses pontos pertence ao eixo das ordenadas. O número n pode ser igual a: a) 4 b) 6 c) 8 d) 0 e) Se um dos pontos que dividem o segmento em n partes iguais pertence ao eixo das ordenadas, temos, para este ponto, x 0. Então a razão entre as distâncias do ponto A para o ponto da abscissa 0 e deste para o ponto B é: 0 ( 9) 9 6 ( 9) 5 Portanto, n deve ser múltiplo de k k k Alternativa C 36. Os pontos A, B, C e D são vértices consecutivos de um polígono regular com 0 diagonais, cujo lado mede. O comprimento do segmento AD é igual a: a) b) + c) d) + e) Seja n o número de vértices do polígono regular e como este polígono possui 0 diagonais, segue-se: n ( n - 3) 0 Þ n n ou 3n 40 0 Þ 8 n 5 ( não convém) Assim, cada ângulo interno do polígono será dado por: a 80 ( 8 - ) 35º 8 Ao desenharmos os vértices ABCD, temos: B C 45º x x 45º A x H x D Do triângulo ABH, temos: x + x Þ x Þ x Þ x \ AD + x + x Alternativa B espm0nov

9 cpv especializado na espm espm 4// O volume e a altura de um prisma são expressos pelos polinômios V(x) x 3 3x + x + 6 e A(x) x +, respectivamente, sendo x um real estritamente positivo. O menor valor que a área da base desse prisma pode assumir é igual a: 38. Um reservatório de água é constituído por uma esfera metálica oca de 4 m de diâmetro, sustentada por colunas metálicas inclinadas de 60 com o plano horizontal e soldadas à esfera ao longo do seu círculo equatorial, como mostra o esquema abaixo. a) b),5 c) d),5 e) 3 O volume de um prisma é dado pelo produto da área da base pela altura. Sendo assim, a área da base em questão pode ser obtida dividindo-se o volume V(x) x 3 3x + x + 6 pela altura A(x) x +. Utilizando o dispositivo de Briott-Ruffini, temos Donde temos a área da base B(x) x 4x + 6, cujo valor mínimo é obtido por ( ) 4 4 ( )( 6 ). 4a 4( ) Alternativa C Sendo a altura h da esfera em relação ao solo é aproximadamente igual a: a),40 m b),80 m c) 3,0 m d) 3,40 m e) 3,60 m Da figura sugerida na questão, podemos destacar o triângulo retângulo abaixo: 60 o 5 3 No triângulo retângulo, temos: tg60º x 3 x x 3 3 m 3 3 Substituindo 3,73, temos x 5,9 m A altura h pedida pode ser calculada subtraindo-se o raio da esfera da altura obtida, ou seja, 5,9 3,9 m. x Alternativa C espm0nov

10 0 espm 4//00 cpv especializado na espm 39. A circunferência de equação (x + ) + (y ) tangencia os eixos coordenados nos pontos A e B. A circunferência λ, de centro C, passa pelo ponto B e tangencia o eixo das abscissas no ponto D. 40. Sendo log a e log 3 b, o valor do log 9 60 é igual a: a) 4a + b 4a + b) b c) a + 3b 4b + d) a a + e) 3b Se os pontos A, B e C estão alinhados, podemos concluir que a abscissa do centro C é igual a: a) + b) + c) d) + e) O coeficiente angular da reta A C é D y, ou seja, o ângulo Dx entre a reta e o eixo x é de 45º. log 9 60 log ( 4. 0 ) log 4 + log 0 log 3 log 3 4. log + log 0 4a +. log 3 b comentário do Alternativa B A prova de Matemática do processo seletivo da ESPM 0 (Dez-00) seguiu a tendência dos últimos anos, apresentando questões de bom nível de dificuldade e de criatividade, com abrangência de quase todo o programa. Observamos que as questões exigiam bastante interpretação e raciocínio dos candidatos, privilegiando aqueles que se prepararam com mais disciplina e rigor às provas. r 45º (r ) (r ) Acreditamos que a Banca Examinadora alcançou o objetivo de selecionar os melhores candidatos. No triângulo retângulo podemos aplicar o teorema de Pitágoras: (r ) + (r ) r Þ r + Portanto, a abscissa do ponto de tangência é r + + Alternativa B espm0nov

CPV especializado na ESPM ESPM Resolvida Prova E 23/junho/2013

CPV especializado na ESPM ESPM Resolvida Prova E 23/junho/2013 CPV especializado na ESPM ESPM Resolvida Prova E 3/junho/03 MATEMÁTICA. O valor numérico da expressão (x + 4x + 4). (x x) x 4 para x = 48 é: a) 4800 b) 00 c) 400 d) 3500 e) 800 Fatorando a expressão, temos:.

Leia mais

CPV - especializado na ESPM

CPV - especializado na ESPM - especializado na ESPM ESPM NOVEMBRO/006 PROVA E MATEMÁTICA 0. Entre as alternativas abaixo, assinale a de maior valor: a) 8 8 b) 6 c) 3 3 d) 43 6 e) 8 0 Das alternativas a) 8 8 = 3 3 b) 6 = 8 c) 3 3

Leia mais

CPV O Cursinho que Mais Aprova na GV

CPV O Cursinho que Mais Aprova na GV CPV O Cursino que Mais Aprova na GV FGV ADM Objetiva Prova A 09/dez/0 MATEMÁTICA 0. O PIB per capita de um país, em determinado ano, é o PIB daquele ano dividido pelo número de abitantes. Se, em um determinado

Leia mais

CPV 73% de aprovação na ESPM

CPV 73% de aprovação na ESPM 7% de aprovação na ESPM ESPM NOVEMBRO/007 PROVA E MATEMÁTICA. O menor número natural tal que 0800. = n 5, com n N*, é igual a: a) 745 b) 50 c) 5 d) 4050 e) 785 Temos que 0800. = n 5 4.. 5. = n 5 para que

Leia mais

FGV ADM 04/JUNHO/2017

FGV ADM 04/JUNHO/2017 FGV ADM 0/JUNHO/017 MATEMÁTICA 01. Habitualmente, dois supermercados A e B vendem garrafas de certa marca de vinho por p reais a unidade. Em determinada semana, o supermercado A anunciou uma promoção para

Leia mais

FGV ADM 04/JUNHO/2017

FGV ADM 04/JUNHO/2017 FGV ADM 0/JUNHO/017 MATEMÁTICA 01. Habitualmente, dois supermercados A e B vendem garrafas de certa marca de vinho por p reais a unidade. Em determinada semana, o supermercado A anunciou uma promoção para

Leia mais

3º trimestre SALA DE ESTUDOS Data: 11/17 Ensino Médio 3º ano A, B e C. Prof. Maurício Nome: nº

3º trimestre SALA DE ESTUDOS Data: 11/17 Ensino Médio 3º ano A, B e C. Prof. Maurício Nome: nº º trimestre SALA DE ESTUDOS Data: 11/17 Ensino Médio º ano A, B e C. Prof. Maurício Nome: nº CONTEÚDOS: EQUAÇÃO DA RETA E EQUAÇÃO DA CIRCUNFERÊNCIA. 1. (Eear 017) O triângulo ABC a) escaleno b) isósceles

Leia mais

2º trimestre Lista de exercícios Ensino Médio 2º ano classe: Prof. Maurício Nome: nº

2º trimestre Lista de exercícios Ensino Médio 2º ano classe: Prof. Maurício Nome: nº º trimestre Lista de exercícios Ensino Médio º ano classe: Prof. Maurício Nome: nº --------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Leia mais

CPV - especializado na ESPM

CPV - especializado na ESPM - especializado na ESPM ESPM JULHO/006 PROVA E MATEMÁTICA. Assinale a alternativa correspondente à epressão de menor valor: a) [( ) ] [ ] c) [( ) ] [ ] [ ] Calculando-se cada item, temos: a) [( ) ] = =

Leia mais

CPV O Cursinho que Mais Aprova na GV

CPV O Cursinho que Mais Aprova na GV CPV O Cursinho que Mais Aprova na GV FGV ADM 05/junho/2016 Prova A MATEMÁTICA 01. Uma loja reajustou em 20% o preço de certo modelo de televisão. Todavia, diante da queda nas vendas, a loja pretende dar

Leia mais

UFBA / UFRB a Fase Matemática RESOLUÇÃO: Professora Maria Antônia Gouveia. QUESTÕES de 01 a 08

UFBA / UFRB a Fase Matemática RESOLUÇÃO: Professora Maria Antônia Gouveia. QUESTÕES de 01 a 08 UFBA / UFRB 008 1a Fase Matemática Professora Maria Antônia Gouveia QUESTÕES de 01 a 08 INSTRUÇÃO: Assinale as proposições verdadeiras, some os números a elas associados e marque o resultado na Folha de

Leia mais

Prova 3 Matemática. N ọ DE INSCRIÇÃO:

Prova 3 Matemática. N ọ DE INSCRIÇÃO: Prova QUESTÕES OBJETIIVAS N ọ DE ORDEM: NOME DO CANDIDATO: N ọ DE INSCRIÇÃO: IINSTRUÇÕES PARA A REALIIZAÇÃO DA PROVA. Confira os campos N ọ DE ORDEM, N ọ DE INSCRIÇÃO e NOME, conforme o que consta na etiqueta

Leia mais

Prova 3 Matemática. N ọ DE INSCRIÇÃO:

Prova 3 Matemática. N ọ DE INSCRIÇÃO: Prova QUESTÕES OBJETIIVAS N ọ DE ORDEM: NOME DO CANDIDATO: N ọ DE INSCRIÇÃO: IINSTRUÇÕES PARA A REALIIZAÇÃO DA PROVA. Confira os campos N ọ DE ORDEM, N ọ DE INSCRIÇÃO e NOME, conforme o que consta na etiqueta

Leia mais

Prova 3 Matemática. N ọ DE INSCRIÇÃO:

Prova 3 Matemática. N ọ DE INSCRIÇÃO: Prova QUESTÕES OBJETIIVAS N ọ DE ORDEM: NOME DO CANDIDATO: N ọ DE INSCRIÇÃO: IINSTRUÇÕES PARA A REALIIZAÇÃO DA PROVA. Confira os campos N ọ DE ORDEM, N ọ DE INSCRIÇÃO e NOME, conforme o que consta na etiqueta

Leia mais

Prova 3 Matemática. N ọ DE INSCRIÇÃO:

Prova 3 Matemática. N ọ DE INSCRIÇÃO: Prova QUESTÕES OBJETIIVAS N ọ DE ORDEM: NOME DO CANDIDATO: N ọ DE INSCRIÇÃO: IINSTRUÇÕES PARA A REALIIZAÇÃO DA PROVA. Confira os campos N ọ DE ORDEM, N ọ DE INSCRIÇÃO e NOME, conforme o que consta na etiqueta

Leia mais

CPV O cursinho que mais aprova na fgv

CPV O cursinho que mais aprova na fgv O cursinho que mais aprova na fgv FGV economia a Fase 0/dezembro/00 MATEMÁTICA 0 Na parte sombreada da figura, as extremidades dos segmentos de reta paralelos ao eixo y são pontos das representações gráficas

Leia mais

UNICAMP Você na elite das universidades! MATEMÁTICA ELITE SEGUNDA FASE

UNICAMP Você na elite das universidades! MATEMÁTICA ELITE SEGUNDA FASE www.elitecampinas.com.br Fone: (19) -71 O ELITE RESOLVE IME 004 PORTUGUÊS/INGLÊS Você na elite das universidades! UNICAMP 004 SEGUNDA FASE MATEMÁTICA www.elitecampinas.com.br Fone: (19) 51-101 O ELITE

Leia mais

NOTAÇÕES. : inversa da matriz M : produto das matrizes M e N : segmento de reta de extremidades nos pontos A e B

NOTAÇÕES. : inversa da matriz M : produto das matrizes M e N : segmento de reta de extremidades nos pontos A e B NOTAÇÕES R C : conjunto dos números reais : conjunto dos números complexos i : unidade imaginária i = 1 det M : determinante da matriz M M 1 MN AB : inversa da matriz M : produto das matrizes M e N : segmento

Leia mais

MATEMÁTICA Professores: Andrey, Cristiano e Julio

MATEMÁTICA Professores: Andrey, Cristiano e Julio MATEMÁTICA Professores: Andrey, Cristiano e Julio Questões Substituindo os valores dados na fórmula teremos: x 1 = x 0+1 = (x 0 )2 +a 2.x 0 = (2)2 +5 = 9 2.2 4 e x 2 = x 1+1 = (x 1 )2 +a = ( 9 4 )2 +5

Leia mais

MATEMÁTICA SARGENTO DA FAB

MATEMÁTICA SARGENTO DA FAB MATEMÁTICA BRUNA PAULA 1 COLETÂNEA DE QUESTÕES DE MATEMÁTICA DA EEAr (QUESTÕES RESOLVIDAS) QUESTÃO 1 (EEAr 2013) Se x é um arco do 1º quadrante, com sen x a e cosx b, então é RESPOSTA: d QUESTÃO 2 (EEAr

Leia mais

26 A 30 D 27 C 31 C 28 B 29 B

26 A 30 D 27 C 31 C 28 B 29 B 26 A O total de transplantes até julho de 2015 é de 912 transplantes. Destes, 487 são de córnea. Logo 487/912 53,39% transplantes são de córnea. 27 C O número de subnutridos caiu de 1,03 bilhões de pessoas

Leia mais

IME º DIA MATEMÁTICA BERNOULLI COLÉGIO E PRÉ-VESTIBULAR

IME º DIA MATEMÁTICA BERNOULLI COLÉGIO E PRÉ-VESTIBULAR IME - 2006 1º DIA MATEMÁTICA BERNOULLI COLÉGIO E PRÉ-VESTIBULAR Matemática Questão 01 Sejam a 1 = 1 i, a n = r + si e a n+1 = (r s) + (r + s)i (n > 1) termos de uma sequência. DETERMINE, em função de n,

Leia mais

Prova Vestibular ITA 2000

Prova Vestibular ITA 2000 Prova Vestibular ITA Versão. ITA - (ITA ) Sejam f, g : R R definidas por f ( ) = e g cos 5 ( ) =. Podemos afirmar que: f é injetora e par e g é ímpar. g é sobrejetora e f é bijetora e g é par e f é ímpar

Leia mais

Prova Vestibular ITA 1995

Prova Vestibular ITA 1995 Prova Vestibular ITA 1995 Versão 1.0 ITA - 1995 01) (ITA-95) Seja A = n ( 1) n!. π + sen ; n ℵ n! 6 a) (- 1) n n. b) n. c) (- 1) n n. d) (- 1) n+1 n. e) (- 1) n+1 n. Qual conjunto abaixo é tal que sua

Leia mais

Geometria Analítica - AFA

Geometria Analítica - AFA Geometria Analítica - AFA x = v + (AFA) Considerando no plano cartesiano ortogonal as retas r, s e t, tais que (r) :, (s) : mx + y + m = 0 e (t) : x = 0, y = v analise as proposições abaixo, classificando-

Leia mais

Teste Intermédio 2012

Teste Intermédio 2012 Teste Intermédio 01 1. Uma escola básica tem duas turmas de 9. ano: a turma e a turma. Os alunos da turma distribuem-se, por idades, de acordo com o seguinte diagrama circular. Idades dos alunos da turma

Leia mais

PROVA 3 conhecimentos específicos

PROVA 3 conhecimentos específicos PROVA conhecimentos específicos MATEMÁTICA QUESTÕES OBJETIVAS QUESTÕES APLICADAS A TODOS OS CANDIDATOS QUE REALIZARAM A PROVA ESPECÍFICA DE MATEMÁTICA. UEM Comissão Central do Vestibular Unificado GABARITO

Leia mais

MATEMÁTICA. Questões de 01 a 04

MATEMÁTICA. Questões de 01 a 04 GRUPO 1 TIPO A MAT. 5 MATEMÁTICA Questões de 01 a 04 01. Considere duas circunferências concêntricas em C, conforme figura, em que a externa representa o círculo trigonométrico e a interna, o velocímetro,

Leia mais

Na forma reduzida, temos: (r) y = 3x + 1 (s) y = ax + b. a) a = 3, b, b R. b) a = 3 e b = 1. c) a = 3 e b 1. d) a 3

Na forma reduzida, temos: (r) y = 3x + 1 (s) y = ax + b. a) a = 3, b, b R. b) a = 3 e b = 1. c) a = 3 e b 1. d) a 3 01 Na forma reduzida, temos: (r) y = 3x + 1 (s) y = ax + b a) a = 3, b, b R b) a = 3 e b = 1 c) a = 3 e b 1 d) a 3 1 0 y = 3x + 1 m = 3 A equação que apresenta uma reta com o mesmo coeficiente angular

Leia mais

01. (UFRGS/2003) Se n é um número natural qualquer maior que 1, então n! + n 1 é divisível por. (A) n 1. (B) n. (C) n + 1. (D) n! - 1. (E) n!.

01. (UFRGS/2003) Se n é um número natural qualquer maior que 1, então n! + n 1 é divisível por. (A) n 1. (B) n. (C) n + 1. (D) n! - 1. (E) n!. 0. (UFRGS/00) Se n é um número natural qualquer maior que, então n! + n é divisível por n. n. n +. n! -. n!. 0. (UFRGS/00) Se num determinado período o dólar sofrer uma alta de 00% em relação ao real,

Leia mais

Nome: nº Professor(a): UBERLAN / CRISTIANA Série: 3ª EM Turmas: 3301 / 3302 Data: / /2013

Nome: nº Professor(a): UBERLAN / CRISTIANA Série: 3ª EM Turmas: 3301 / 3302 Data: / /2013 Nome: nº Professor(a): UBERLAN / CRISTIANA Série: 3ª EM Turmas: 3301 / 3302 Data: / /2013 Sem limite para crescer Bateria de Exercícios de Matemática II 1) A área do triângulo, cujos vértices são (1, 2),

Leia mais

QUESTÃO 16 (SPM) Pedro está rodando um triângulo em torno do ponto P, em sentido horário, tal como se vê nas figuras a seguir.

QUESTÃO 16 (SPM) Pedro está rodando um triângulo em torno do ponto P, em sentido horário, tal como se vê nas figuras a seguir. Nome: N.º: Endereço: Data: Telefone: E-mail: Colégio PARA QUEM CURSARÁ A ạ SÉRIE DO ENSINO MÉDIO EM 08 Disciplina: MATEMÁTICA Prova: DESAFIO NOTA: QUESTÃO 6 (SPM) Pedro está rodando um triângulo em torno

Leia mais

PROVA 3 conhecimentos específicos

PROVA 3 conhecimentos específicos PROVA conhecimentos específicos MATEMÁTICA QUESTÕES OBJETIVAS QUESTÕES APLICADAS A TODOS OS CANDIDATOS QUE REALIZARAM A PROVA ESPECÍFICA DE MATEMÁTICA. UEM Comissão Central do Vestibular Unificado GABARITO

Leia mais

x Júnior lucrou R$ 4 900,00 e que o estoque por ele comprado tinha x metros, podemos afirmar que 50

x Júnior lucrou R$ 4 900,00 e que o estoque por ele comprado tinha x metros, podemos afirmar que 50 0. O Sr. Júnior, atacadista do ramo de tecidos, resolveu vender seu estoque de um determinado tecido. O estoque tinha sido comprado ao preço de R$,00 o metro. Esse tecido foi revendido no varejo às lojas

Leia mais

Soluções Comentadas Matemática Processo Seletivo da Escola de Formação de Oficiais da Marinha Mercante

Soluções Comentadas Matemática Processo Seletivo da Escola de Formação de Oficiais da Marinha Mercante CURSO MENTOR Soluções Comentadas Matemática Processo Seletivo da Escola de Formação de Oficiais da Marinha Mercante Versão.8 05/0/0 Este material contém soluções comentadas das questões de matemática do

Leia mais

TIPO DE PROVA: A. Questão 1. Questão 4. Questão 2. Questão 5. Questão 3. alternativa D. alternativa D. alternativa D. alternativa B.

TIPO DE PROVA: A. Questão 1. Questão 4. Questão 2. Questão 5. Questão 3. alternativa D. alternativa D. alternativa D. alternativa B. Questão TIPO DE PROVA: A Um mapa está numa escala :0 000 000, o que significa que uma distância de uma unidade, no mapa, corresponde a uma distância real de 0 000 000 de unidades. Se no mapa a distância

Leia mais

NOTAÇÕES. R : conjunto dos números reais C : conjunto dos números complexos

NOTAÇÕES. R : conjunto dos números reais C : conjunto dos números complexos NOTAÇÕES R : conjunto dos números reais C : conjunto dos números complexos i : unidade imaginária: i = 1 z : módulo do número z C Re(z) : parte real do número z C Im(z) : parte imaginária do número z C

Leia mais

(6$0& 9HVWLEXODU B. Questão 26. Questão 27. 5HVROXomR H FRPHQWiULR ² 3URID 0DULD $QW{QLD &RQFHLomR *RXYHLD

(6$0& 9HVWLEXODU B. Questão 26. Questão 27. 5HVROXomR H FRPHQWiULR ² 3URID 0DULD $QW{QLD &RQFHLomR *RXYHLD (6$0& 9HVWLEXODU B M A T E M Á T I C A 5HVROXomR H FRPHQWiULR ² 3URID 0DULD $QW{QLD &RQFHLomR *RXYHLD Questão 26 Para todo x real, seja Int(x) o maior número inteiro que não supera x. Dessa forma, o valor

Leia mais

Prova final de MATEMÁTICA - 3o ciclo a Chamada

Prova final de MATEMÁTICA - 3o ciclo a Chamada Prova final de MATEMÁTICA - 3o ciclo 013-1 a Chamada Proposta de resolução 1. Como o João escolhe 1 de entre 9 bolas, o número de casos possíveis para as escolhas do João são 9. Como os números, 3, 5 e

Leia mais

Geometria Analítica retas equações e inclinações, distância entre dois pontos, área de triângulo e alinhamento de 3 pontos.

Geometria Analítica retas equações e inclinações, distância entre dois pontos, área de triângulo e alinhamento de 3 pontos. Geometria Analítica retas equações e inclinações, distância entre dois pontos, área de triângulo e alinhamento de pontos. 1. (Ufpr 014) A figura abaixo apresenta o gráfico da reta r: y x + = 0 no plano

Leia mais

MATEMÁTICA I A) R$ 4 500,00 B) R$ 6 500,00 C) R$ 7 000,00 D) R$ 7 500,00 E) R$ 6 000,00

MATEMÁTICA I A) R$ 4 500,00 B) R$ 6 500,00 C) R$ 7 000,00 D) R$ 7 500,00 E) R$ 6 000,00 MATEMÁTCA 0. Pedro devia a Paulo uma determinada importância. No dia do vencimento, Pedro pagou 30% da dívida e acertou para pagar o restante no final do mês. Sabendo que o valor de R$ 3 500,00 corresponde

Leia mais

Exercícios de Aprofundamento Mat Geom Espacial

Exercícios de Aprofundamento Mat Geom Espacial 1. (Fuvest 015) No cubo ABCDEFGH, representado na figura abaixo, cada aresta tem medida 1. Seja M um ponto na semirreta de origem A que passa por E. Denote por θ o ângulo BMH e por x a medida do segmento

Leia mais

84 x a + b = 26. x + 2 x

84 x a + b = 26. x + 2 x Para a fabricação de bicicletas, uma empresa comprou unidades do produto A, pagando R$ 96,00, e unidades do produto B, pagando R$ 84,00. Sabendo-se que o total de unidades compradas foi de 6 e que o preço

Leia mais

Matemática Unidade I Álgebra Série 15 - Progressão geométrica. a 4 = a 1 q 3 54 = 2 q 3 q 3 = 27 q = 3. a 5 = a 1 q 4 a 5 = a 5 = 162

Matemática Unidade I Álgebra Série 15 - Progressão geométrica. a 4 = a 1 q 3 54 = 2 q 3 q 3 = 27 q = 3. a 5 = a 1 q 4 a 5 = a 5 = 162 0 a 4 = a q 3 54 = q 3 q 3 = 7 q = 3 a 5 = a q 4 a 5 = 3 4 a 5 = 6 Resposta: C 0 a 8 = a q 4 43 = 3 q6 3 5 3 = q 6 q 6 = 3 6 Como os termos são positivos, q > 0; assim: q = 3 a 5 = a q 3 a 5 = 3 33 a 5

Leia mais

Exercícios de Aprofundamento 2015 Mat - Polinômios

Exercícios de Aprofundamento 2015 Mat - Polinômios Exercícios de Aprofundamento 05 Mat - Polinômios. (Espcex (Aman) 05) O polinômio (x) x x deixa resto r(x). Sabendo disso, o valor numérico de r( ) é a) 0. b) 4. c) 0. d) 4. e) 0. 5 f(x) x x x, uando dividido

Leia mais

CPV especializado na ESPM

CPV especializado na ESPM especializado na ESPM ESPM JULHO/00 PROV E MTEMÁTIC. Uma competição esportiva é realizada de n em n anos (n inteiro e maior que ). Sabe-se que ouve competição nos anos de 9, 99 e 99. ssinale a alternativa

Leia mais

CPV 82% de aprovação na ESPM

CPV 82% de aprovação na ESPM 8% de aprovação na ESPM ESPM NOVEMBRO/008 PROVA E MATEMÁTICA. A produção total de uma fábrica de calçados no ano passado foi de 80 mil pares, sendo que os modelos infantis atingiram 0% da produção de todos

Leia mais

TIPO DE PROVA: A. Questão 1. Questão 4. Questão 2. Questão 3. alternativa E. alternativa B. alternativa B. alternativa D

TIPO DE PROVA: A. Questão 1. Questão 4. Questão 2. Questão 3. alternativa E. alternativa B. alternativa B. alternativa D Questão TIPO DE PROVA: A No ano de 00, no Brasil, foram emplacados aproimadamente.0.000 veículos nacionais e 5.000 veículos importados, sendo que % dos importados eram japoneses. Do total de veículos emplacados

Leia mais

Módulo de Geometria Anaĺıtica Parte 2. Circunferência. Professores Tiago Miranda e Cleber Assis

Módulo de Geometria Anaĺıtica Parte 2. Circunferência. Professores Tiago Miranda e Cleber Assis Módulo de Geometria Anaĺıtica Parte Circunferência a série E.M. Professores Tiago Miranda e Cleber Assis Geometria Analítica Parte Circunferência 1 Exercícios Introdutórios Exercício 1. Em cada item abaixo,

Leia mais

Resoluções de Exercícios

Resoluções de Exercícios Resoluções de Exercícios MATEMÁTICA IV Co Capítulo 04 Ângulos entre Retas; Inequações no Plano; Circunferência 0 D Analisando o gráfico, tem-se que as coordenadas dos estabelecimentos são: 01 A) 03 C Assim,

Leia mais

Plano cartesiano, Retas e. Alex Oliveira. Circunferência

Plano cartesiano, Retas e. Alex Oliveira. Circunferência Plano cartesiano, Retas e Alex Oliveira Circunferência Sistema cartesiano ortogonal O sistema cartesiano ortogonal é formado por dois eixos ortogonais(eixo x e eixo y). A intersecção dos eixos x e y é

Leia mais

NOTAÇÕES. Observação: Os sistemas de coordenadas considerados são os cartesianos retangulares.

NOTAÇÕES. Observação: Os sistemas de coordenadas considerados são os cartesianos retangulares. MATEMÁTICA NOTAÇÕES : conjunto dos números reais : conjunto dos números complexos i : unidade imaginária i = det M : determinante da matriz M M : inversa da matriz M MN : produto das matrizes M e N AB

Leia mais

TIPO DE PROVA: A. Questão 3. Questão 1. Questão 2. Questão 4. alternativa D. alternativa B. alternativa E

TIPO DE PROVA: A. Questão 3. Questão 1. Questão 2. Questão 4. alternativa D. alternativa B. alternativa E Questão TIPO DE PROVA: A Os números compreendidos entre 400 e 500, divisíveis ao mesmo tempo por 8 e 75, têm soma: a) 600 d) 700 b) 50 e) 800 c) 50 Questão Na figura, temos os esboços dos gráficos de f

Leia mais

CPV o Cursinho que mais aprova na GV

CPV o Cursinho que mais aprova na GV CPV o Cursinho que mais aprova na GV FGV ADM 4/dezembro/16 MAteMátiCA 1. Estima-se que, em determinado país, o consumo médio por minuto de farinha de trigo seja 4,8 toneladas. Nessas condições, o consumo

Leia mais

TIPO DE PROVA: A. Questão 3. Questão 1. Questão 4. Questão 2. alternativa D. alternativa E. alternativa D. alternativa D

TIPO DE PROVA: A. Questão 3. Questão 1. Questão 4. Questão 2. alternativa D. alternativa E. alternativa D. alternativa D Questão TIPO DE PROVA: A O algarismo das dezenas do número! é: a) 5 b) 0 c) d) 7 e) A quantidade de zeros com que termina o número n! é igual ao número de fatores 5 presentes em sua fatoração. Na fatoração

Leia mais

Módulo de Plano Cartesiano e Sistemas de Equações. O Plano Cartesiano. Professores: Tiago Miranda e Cleber Assis

Módulo de Plano Cartesiano e Sistemas de Equações. O Plano Cartesiano. Professores: Tiago Miranda e Cleber Assis Módulo de Plano artesiano e Sistemas de Equações O Plano artesiano 7 ano E.F. Professores: Tiago Miranda e leber ssis Plano artesiano e Sistemas de Equações O Plano artesiano Eercícios Introdutórios Eercício.

Leia mais

CPV conquista 93% das vagas do ibmec

CPV conquista 93% das vagas do ibmec conquista 9% das vagas do ibmec (junho/008) Prova REsolvida IBMEC 09/Novembro /008 (tarde) ANÁLISE QUANTITATIVA E LÓGICA DISCURSIVA 0. Renato decidiu aplicar R$ 00.000,00 em um fundo de previdência privada.

Leia mais

RETA E CIRCUNFERÊNCIA

RETA E CIRCUNFERÊNCIA RETA E CIRCUNFERÊNCIA - 016 1. (Unifesp 016) Na figura, as retas r, s e t estão em um mesmo plano cartesiano. Sabe-se que r e t passam pela origem desse sistema, e que PQRS é um trapézio. a) Determine

Leia mais

Gabarito da Prova de Matemática 2ª fase do Vestibular 2009

Gabarito da Prova de Matemática 2ª fase do Vestibular 2009 Gabarito da Prova de Matemática ª fase do Vestibular 009 Questão 01: (a) Enuncie o Teorema de Pitágoras Solução: Em todo triângulo retângulo, o quadrado da medida da hipotenusa é igual a soma dos quadrados

Leia mais

FUNDADOR PROF. EDILSON BRASIL SOÁREZ O Colégio que ensina o aluno a estudar. II Simulado de Matemática ITA. ALUNO(A): N o : TURMA:

FUNDADOR PROF. EDILSON BRASIL SOÁREZ O Colégio que ensina o aluno a estudar. II Simulado de Matemática ITA. ALUNO(A): N o : TURMA: FUNDADOR PROF. EDILSON BRASIL SOÁREZ O Colégio que ensina o aluno a estudar Central de Atendimento: 4006.7777 3 o Ensino Médio II Simulado de Matemática ITA ALUNO(A): N o : TURMA: TURNO: MANHÃ DATA: 1/04/007

Leia mais

MATEMÁTICA. Questão 01. Questão 02 PROVA 3 - CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS RESPOSTA: 24 - NÍVEL MÉDIO 01) INCORRETA. RESPOSTA: 25 - NÍVEL MÉDIO

MATEMÁTICA. Questão 01. Questão 02 PROVA 3 - CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS RESPOSTA: 24 - NÍVEL MÉDIO 01) INCORRETA. RESPOSTA: 25 - NÍVEL MÉDIO PROVA 3 - CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS É uma forma de os professores do Colégio Platão contribuírem com seus alunos, orientando-os na resolução das questões do vestibular da UEM. Isso ajuda o vestibulando

Leia mais

TIPO DE PROVA: A. Questão 1. Questão 4. Questão 2. Questão 3. Questão 5. alternativa C. alternativa B. alternativa A.

TIPO DE PROVA: A. Questão 1. Questão 4. Questão 2. Questão 3. Questão 5. alternativa C. alternativa B. alternativa A. Questão TIPO DE PROVA: A Sabe-se que o quadrado de um número natural k é maior do que o seu triplo e que o quíntuplo desse número k é maior do que o seu quadrado. Dessa forma, k k vale: a) 0 b) c) 6 d)

Leia mais

UFSC. Matemática (Violeta) 21) Resposta: 38. Comentário. 01. Incorreta. f(0, 3) = f(0, 4) = Correta. m < 0 m 1 2 < 0.

UFSC. Matemática (Violeta) 21) Resposta: 38. Comentário. 01. Incorreta. f(0, 3) = f(0, 4) = Correta. m < 0 m 1 2 < 0. UFSC Matemática (Violeta) 1) Resposta: 8 01. Incorreta. f(0, ) = f(0, ) = 0 0. Correta. m < 0 m 1 < 0 1 Logo, f m = m 1 m 1 < m 1 < m 0. Correta. Pela função f(x) = x x z 08. Incorreta. Im(f) = z 16. Incorreta.

Leia mais

1.4 Determine o ponto médio e os pontos de triseção do segmento de extremidades A(7) e B(19).

1.4 Determine o ponto médio e os pontos de triseção do segmento de extremidades A(7) e B(19). Capítulo 1 Coordenadas cartesianas 1.1 Problemas Propostos 1.1 Dados A( 5) e B(11), determine: (a) AB (b) BA (c) AB (d) BA 1. Determine os pontos que distam 9 unidades do ponto A(). 1.3 Dados A( 1) e AB

Leia mais

MATEMÁTICA 3 ( ) A. 17. Sejam f(x) = sen(x) e g(x) = x/2. Associe cada função abaixo ao gráfico que. 2 e g.f 3. O número pedido é = 75

MATEMÁTICA 3 ( ) A. 17. Sejam f(x) = sen(x) e g(x) = x/2. Associe cada função abaixo ao gráfico que. 2 e g.f 3. O número pedido é = 75 MATEMÁTICA 3 17. Sejam f() sen() e g() /2. Associe cada função abaio ao gráfico que melhor a representa. Para cada associação feita, calcule i k, onde i é o número entre parênteses à direita da função,

Leia mais

RESOLUÇÕES E RESPOSTAS

RESOLUÇÕES E RESPOSTAS MATEMÁTICA GRUPO CV 0/00 RESOLUÇÕES E RESPOSTAS QUESTÃO a) No o 40 reservatório, há 600 (= 40 + 60) litros de mistura; em cada litro há L 600 de álcool. No o reservatório, há 40 (= 80 + 60) litros de mistura;

Leia mais

MATEMÁTICA UFRGS 2008

MATEMÁTICA UFRGS 2008 NESTA PROVA SERÃO UTILIZADOS OS SEGUINTES SíMBOLOS E CONCEITOS COM OS RESPECTIVOS SIGNIFICADOS: log x : Ioga ritmo de x na base 10 Re(z) : eixo real do plano complexo Im(z) : eixo imaginário do plano complexo

Leia mais

CPV O Cursinho que Mais Aprova na GV

CPV O Cursinho que Mais Aprova na GV CPV O Cursinho que Mais Aprova na GV FGV ADM Objetiva Prova A 11/dezembro/011 matemática 01. Os gráficos abaixo representam as funções receita mensal R(x) e custo mensal C(x) de um produto fabricado por

Leia mais

Ao final de 10 anos, o número de exames por imagem aumentou de 40 milhões por ano para 94 milhões por ano. Isso

Ao final de 10 anos, o número de exames por imagem aumentou de 40 milhões por ano para 94 milhões por ano. Isso Resposta da questão 1: [C] a1 = 6 an = 4 n = número de dias r = 4 = 6 + (n 1) 18 = n 1 n = 19 (6 + 4) 19 48 19 S = = S = 456km Resposta da questão : [C] Tem-se que os elementos de uma mesma coluna estão

Leia mais

EXERCICIOS DE APROFUNDAMENTO - MATEMÁTICA - RETA

EXERCICIOS DE APROFUNDAMENTO - MATEMÁTICA - RETA EXERCICIOS DE APROFUNDAMENTO - MATEMÁTICA - RETA - 015 1. (Unicamp 015) Seja r a reta de equação cartesiana x y 4. Para cada número real t tal que 0 t 4, considere o triângulo T de vértices em (0, 0),

Leia mais

1. A partir da definição, determinar a equação da parábola P, cujo foco é F = (3, 4) e cuja diretriz é L : x + y 2 = 0. (x 3) 2 + (y + 4) 2 =

1. A partir da definição, determinar a equação da parábola P, cujo foco é F = (3, 4) e cuja diretriz é L : x + y 2 = 0. (x 3) 2 + (y + 4) 2 = QUESTÕES-AULA 18 1. A partir da definição, determinar a equação da parábola P, cujo foco é F = (3, 4) e cuja diretriz é L : x + y = 0. Solução Seja P = (x, y) R. Temos que P P d(p, F ) = d(p, L) (x 3)

Leia mais

Entrelinha 1,5. Utiliza apenas caneta ou esferográfica de tinta indelével, azul ou preta.

Entrelinha 1,5. Utiliza apenas caneta ou esferográfica de tinta indelével, azul ou preta. Teste Intermédio de Matemática Entrelinha 1,5 Teste Intermédio Matemática Entrelinha 1,5 (Versão única igual à Versão 1) Duração do Teste: 90 minutos 10.05.2012 9.º Ano de Escolaridade Decreto-Lei n.º

Leia mais

2 Uma caixa d'água cúbica, de volume máximo, deve ser colocada entre o telhado e a laje de uma casa, conforme mostra a figura ao lado.

2 Uma caixa d'água cúbica, de volume máximo, deve ser colocada entre o telhado e a laje de uma casa, conforme mostra a figura ao lado. MATEMÁTICA Uma pessoa possui a quantia de R$7.560,00 para comprar um terreno, cujo preço é de R$5,00 por metro quadrado. Considerando que os custos para obter a documentação do imóvel oneram o comprador

Leia mais

Versão 2. Utiliza apenas caneta ou esferográfica de tinta indelével, azul ou preta.

Versão 2. Utiliza apenas caneta ou esferográfica de tinta indelével, azul ou preta. Teste Intermédio de Matemática Versão Teste Intermédio Matemática Versão Duração do Teste: 90 minutos 10.05.01 9.º Ano de Escolaridade Decreto-Lei n.º 6/001, de 18 de janeiro Identifica claramente, na

Leia mais

ITA º DIA MATEMÁTICA BERNOULLI COLÉGIO E PRÉ-VESTIBULAR

ITA º DIA MATEMÁTICA BERNOULLI COLÉGIO E PRÉ-VESTIBULAR ITA - 2006 3º DIA MATEMÁTICA BERNOULLI COLÉGIO E PRÉ-VESTIBULAR Matemática Questão 01 Seja E um ponto externo a uma circunferência. Os segmentos e interceptam essa circunferência nos pontos B e A, e, C

Leia mais

Exercícios de Aprofundamento Matemática Geometria Analítica

Exercícios de Aprofundamento Matemática Geometria Analítica 1. (Unicamp 015) Seja r a reta de equação cartesiana x y 4. Para cada número real t tal que 0 t 4, considere o triângulo T de vértices em (0, 0), (t, 0) e no ponto P de abscissa x t pertencente à reta

Leia mais

1 = 0,20, teremos um aumento percentual de 20% no gasto com

1 = 0,20, teremos um aumento percentual de 20% no gasto com 6ROXomR&RPHQWDGDURYDGH0DWHPiWLFD 0. Suponha que o gasto com a manutenção de um terreno, em forma de quadrado, seja diretamente proporcional à medida do seu lado. Se uma pessoa trocar um terreno quadrado

Leia mais

p a p. mdc(j,k): máximo divisor comum dos números inteiros j e k. n(x) : número de elementos de um conjunto finito X. (a,b) = {x : a < x < b}.

p a p. mdc(j,k): máximo divisor comum dos números inteiros j e k. n(x) : número de elementos de um conjunto finito X. (a,b) = {x : a < x < b}. MATEMÁTICA NOTAÇÕES = {0,,,,...} : conjunto dos números inteiros : conjunto dos números racionais : conjunto dos números reais : conjunto dos números complexos i: unidade imaginária; i = Izl: módulo do

Leia mais

BANCO DE QUESTÕES TURMA PM-PE FUNÇÕES

BANCO DE QUESTÕES TURMA PM-PE FUNÇÕES 01. (ESPCEX-AMAN/016) Considere as funções reais f e g, tais que f(x) x 4 e f(g(x)) x 5, onde g(x) é não negativa para todo x real. Assinale a alternativa cujo conjunto contém todos os possíveis valores

Leia mais

Solução do Simulado PROFMAT/UESC 2012

Solução do Simulado PROFMAT/UESC 2012 Solução do Simulado PROFMAT/UESC 01 (1) Encontre uma fração equivalente a 9/5 cuja soma dos termos é igual a 196: (A) 96/100 (B) 106/90 (C) 116/80 (D) 16/70 (E) 136/60 9 5 = 9 5 14 14 = 16 70 () Um grupo

Leia mais

Questão 1 Questão 2. Resposta. Resposta

Questão 1 Questão 2. Resposta. Resposta Questão 1 Questão Um jogo consiste num dispositivo eletrônico na forma de um círculo dividido em 10 setores iguais numerados, como mostra a figura. A figura mostra um sistema rotativo de irrigação sobre

Leia mais

O problema proposto possui alguma solução? Se sim, quantas e quais são elas?

O problema proposto possui alguma solução? Se sim, quantas e quais são elas? PROVA PARA OS ALUNOS DE 3º ANO DO ENSINO MÉDIO 1) Considere o seguinte problema: Vitor ganhou R$ 3,20 de seu pai em moedas de 5 centavos, 10 centavos e 25 centavos. Se recebeu um total de 50 moedas, quantas

Leia mais

{ } Questão 1. Considere as seguintes afirmações sobre o conjunto U = { 0, 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9} Questão 2. Seja o conjunto = { : 0 e 2 2

{ } Questão 1. Considere as seguintes afirmações sobre o conjunto U = { 0, 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9} Questão 2. Seja o conjunto = { : 0 e 2 2 NOTAÇÕES : conjunto dos números complexos. : conjunto dos números racionais. : conjunto dos números reais. : conjunto dos números inteiros. = 0,,,,.... { } { } * =,,,.... i : unidade imaginária; i =. z=x+iy,

Leia mais

GEOMETRIA ANALÍTICA 2017

GEOMETRIA ANALÍTICA 2017 GEOMETRIA ANALÍTICA 2017 Tópicos a serem estudados 1) O ponto (Noções iniciais - Reta orientada ou eixo Razão de segmentos Noções Simetria Plano Cartesiano Abcissas e Ordenadas Ponto Médio Baricentro -

Leia mais

Projeto Jovem Nota 10 Áreas de Figuras Planas Lista 6 Professor Marco Costa

Projeto Jovem Nota 10 Áreas de Figuras Planas Lista 6 Professor Marco Costa 1 Projeto Jovem Nota 10 1. (Fgv 97) No plano cartesiano, os vértices de um triângulo são A (5,2), B (1,3) e C (8,-4). a) Obtenha a medida da altura do triângulo, que passa por A. b) Calcule a área do triângulo

Leia mais

C(h) = 3h + 84h 132 O maior número de clientes presentes no supermercado será dado pela ordenada máxima da função:

C(h) = 3h + 84h 132 O maior número de clientes presentes no supermercado será dado pela ordenada máxima da função: Resposta da questão : [D] Reescrevendo a lei de f sob a forma canônica, vem f(x) = (x x) + 0 = (x ) +. Portanto, segue que a temperatura máxima é atingida após horas, correspondendo a C. Resposta da questão

Leia mais

01. (UFRGS-98) Se P é o produto de todos os números primos menores que 1000, o dígito que ocupa a casa das unidades de P é

01. (UFRGS-98) Se P é o produto de todos os números primos menores que 1000, o dígito que ocupa a casa das unidades de P é 01. (UFRGS-98) Se P é o produto de todos os números primos menores que 1000, o dígito que ocupa a casa das unidades de P é (A) 0 (B) 1 (C) 2 (D) 5 (E) 9 02. (UFRGS-98) A soma de dois números reais A e

Leia mais

Escola Naval 2010 ( ) ( ) 8 ( ) 4 ( ) 4 (

Escola Naval 2010 ( ) ( ) 8 ( ) 4 ( ) 4 ( Escola Naval 0 1. (EN 0) Os gráficos das funções reais f e g de variável real, definidas por f(x) = x e g(x) = 5 x interceptam-se nos pontos A = (a,f(a)) e B = (b,f(b)), a b. Considere os polígonos CAPBD

Leia mais

Geometria Analítica Fundamentos

Geometria Analítica Fundamentos Geometria Analítica Fundamentos 1. (Eear 017) Seja ABC um triângulo tal que A(1, 1), B(3, 1) e C(5, 3). O ponto é o baricentro desse triângulo. a) (,1). b) (3, 3). c) (1, 3). d) (3,1).. (Ita 017) Considere

Leia mais

PROVAS DA SEGUNDA ETAPA PS2007/UFG

PROVAS DA SEGUNDA ETAPA PS2007/UFG UFG-PS/7 PROVAS DA SEGUNDA ETAPA PS7/UFG Esta parte do relatório mostra o desempenho dos candidatos do grupo na prova de Matemática da ª etapa do PS7. Inicialmente, são apresentados os dados gerais dos

Leia mais

Revisão EXAMES FINAIS Data: 2016.

Revisão EXAMES FINAIS Data: 2016. Revisão EXAMES FINAIS Data: 06. Componente Curricular: Matemática Série: 3ª Turmas : 3A, 3B e 3C Professor (a): Anelise Bruch DICA Estudar com o auxilio das apostilas, das provas anteriores, das listas

Leia mais

a) 6% b) 7% c) 70% d) 600% e) 700%

a) 6% b) 7% c) 70% d) 600% e) 700% - MATEMÁTICA 01) Supondo-se que o número de vagas em um concurso vestibular aumentou 5% e que o número de candidatos aumentou 35%, o número de candidatos por vaga para esse curso aumentou: a) 8% b) 9%

Leia mais

Coordenadas Cartesianas

Coordenadas Cartesianas 1 Coordenadas Cartesianas 1.1 O produto cartesiano Para compreender algumas notações utilizadas ao longo deste texto, é necessário entender o conceito de produto cartesiano, um produto entre conjuntos

Leia mais

30's Volume 18 Matemática

30's Volume 18 Matemática 0's Volume 18 Matemática wwwcursomentorcom 0 de dezembro de 2014 Q1 Num cilindro reto de base circular, cujo diâmetro mede 2 m, e de altura igual a 10 m, faz-se um furo central, vazando-se esse cilindro,

Leia mais

TIPO DE PROVA: A. Questão 1. Questão 2. Questão 3. Questão 4. alternativa A. alternativa B. alternativa D

TIPO DE PROVA: A. Questão 1. Questão 2. Questão 3. Questão 4. alternativa A. alternativa B. alternativa D TIPO DE PROVA: A Questão Se o dobro de um número inteiro é igual ao seu triplo menos 4, então a raiz quadrada desse número a) b) c) d) 4 e) 5 Sendo o número inteiro em questão, temos: 4 4 Logo a raiz quadrada

Leia mais

Matemática B Extensivo V. 7

Matemática B Extensivo V. 7 GRITO Matemática Etensivo V. 7 Eercícios ) D ) D ) I. Falso. O diâmetro é dado por. r. cm. II. Verdadeiro. o volume é dado por π. r² π. ² π cm² III. Verdadeiro. (, ) (, ) e assim, ( )² + ( )² r² fica ²

Leia mais

MATEMÁTICA COMENTÁRIO DA PROVA DE MATEMÁTICA

MATEMÁTICA COMENTÁRIO DA PROVA DE MATEMÁTICA COMENTÁRIO DA PROVA DE MATEMÁTICA A prova atingiu vários aspectos positivos, como instrumento de aferição de conhecimento. A abrangência, a criatividade e a originalidade foram mantidas por meio de questões

Leia mais

13. (Uerj) Em cada ponto (x, y) do plano cartesiano, o valor de T é definido pela seguinte equação:

13. (Uerj) Em cada ponto (x, y) do plano cartesiano, o valor de T é definido pela seguinte equação: 1. (Ufc) Considere o triângulo cujos vértices são os pontos A(2,0); B(0,4) e C(2Ë5, 4+Ë5). Determine o valor numérico da altura relativa ao lado AB, deste triângulo. 2. (Unesp) A reta r é perpendicular

Leia mais

Sistema de coordenadas cartesiano

Sistema de coordenadas cartesiano Sistema de coordenadas cartesiano Geometria Analítica Prof. Rossini Bezerra Definição Sistema de Coordenadas no plano cartesiano ou espaço cartesiano ou plano cartesiano Um esquema reticulado necessário

Leia mais

QUESTÃO 16 A figura abaixo representa um pentágono regular, do qual foram prolongados os lados AB e DC até se encontrarem no ponto F.

QUESTÃO 16 A figura abaixo representa um pentágono regular, do qual foram prolongados os lados AB e DC até se encontrarem no ponto F. Nome: N.º: endereço: data: Telefone: E-mail: Colégio PARA QUEM CURSA O 8 Ọ ANO EM 0 Disciplina: MaTeMÁTiCa Prova: desafio nota: QUESTÃO 6 A figura abaixo representa um pentágono regular, do qual foram

Leia mais