Transcrição. Apresentador: Olá você em todo o Brasil, eu sou o Luciano Seixas e começa agora mais um Café com a Presidenta Dilma. Bom dia, presidenta!

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Transcrição. Apresentador: Olá você em todo o Brasil, eu sou o Luciano Seixas e começa agora mais um Café com a Presidenta Dilma. Bom dia, presidenta!"

Transcrição

1 A conta de luz das residências vai ficar 16,2% mais barata, enquanto que, para as indústrias, a redução pode chegar a 28%, dependendo do nível de tensão. Segundo a presidenta Dilma Rousseff, a medida é resultado do esforço que começou a ser feito em 2003, quando foi implantado um novo modelo para o setor elétrico no Brasil. Esse modelo eliminou o risco de racionamento de energia, criou condições para o aumento dos investimentos em geração, e ampliou as redes de transmissão e distribuição. Transcrição Apresentador: Olá você em todo o Brasil, eu sou o Luciano Seixas e começa agora mais um Café com a Presidenta Dilma. Bom dia, presidenta! 1 / 6

2 Presidenta: Bom dia, Luciano! E bom dia para você que nos acompanha aqui no Café! Apresentador: Presidenta, hoje, eu queria conversar com a senhora sobre essa ótima notícia, que é a redução da conta de energia elétrica. Presidenta: Olha, Luciano, a partir de fevereiro de 2013, todos os consumidores vão pagar menos pela conta de luz. A conta de luz das residências vai ficar 16,2% mais barata; nas indústrias, a redução pode chegar a 28%, dependendo do nível de tensão. Sabe, Luciano, a redução das tarifas de energia é resultado do esforço que nós começamos a fazer lá em 2003, no início do governo do presidente Lula. Naquela época, o Brasil enfrentava sérios problemas de falta de energia elétrica depois de oito meses de racionamento. Não havia planejamento e nem investimentos suficientes nesse setor, estratégico para o desenvolvimento do nosso país. Foi aí que fizemos um grande esforço e implantamos um novo modelo para o setor elétrico no Brasil. Um modelo que eliminou o risco de racionamento, criou condições para o aumento dos investimentos em geração, ampliou as redes de transmissão e distribuição. Agora, nós estamos tomando uma medida histórica. Vamos reduzir o preço da energia elétrica porque pagamos por ela durante anos. Apresentador: Como o governo vai conseguir reduzir as tarifas, presidenta? 2 / 6

3 Presidenta: Olha, Luciano, o governo decidiu renovar agora as concessões para as empresas de geração, de transmissão e de distribuição de energia elétrica, que venceriam de 2015 a Essas concessões são contratos assinados pelo governo com as empresas de energia para a prestação desse serviço para a população. O governo, então, está oferecendo às empresas de energia elétrica a oportunidade de renová-los, mas com uma condição, Luciano: que aquilo que já foi pago seja retirado da conta de luz. Porque os investimentos feitos lá atrás por essas empresas para construir as hidrelétricas e ampliar as linhas de transmissão e distribuição foram pagos pelos consumidores nas suas contas de luz. Apresentador: O governo também está contribuindo com parte dessa redução, presidenta? Presidenta: Nós estamos reduzindo as taxas que são cobradas na conta de luz para atender a população mais pobre, com o programa Luz para Todos e a Tarifa Social de Energia e, também, para levar luz mais barata para as áreas isoladas do interior do país. O governo, Luciano, está deixando de cobrar essas taxas, mas vai continuar investindo R$ 3,3 bilhões por ano para continuar com esses programas. Apresentador: Presidenta, explica para a gente como essa redução vai aparecer na conta de luz. 3 / 6

4 Presidenta: Olha, Luciano, o desconto vai ser feito sobre o consumo da família. Eu vou te dar um exemplo da família da Dona Fátima Bento, lá de São José, em Santa Catarina. Ela, o marido e os dois filhos vivem em uma casa que teve um consumo de 440kw/h em julho. Por esse consumo, a Dona Fátima pagou R$ 194,57. Vamos supor que a Dona Fátima continue, lá em fevereiro, consumindo os mesmos 440kw/h. Com a redução do preço que nós anunciamos, a Dona Fátima vai pagar 16,2% a menos de energia na sua conta. Ela vai pagar, então, R$ 163,05. Veja só, Luciano, a conta de luz da Dona Fátima vai ficar R$ 31,50 mais barata. Apresentador: Presidenta, o país está preparado para garantir o fornecimento de energia elétrica mesmo com a redução das tarifas? Presidenta: Sem dúvida nenhuma, Luciano. Porque nós fizemos os investimentos necessários para garantir a oferta de energia no país e, principalmente, voltamos a planejar. Isto foi fundamental para afastar o risco de falta de energia. Agora, nós vamos ser ainda mais rigorosos e cobrar mais qualidade dos serviços prestados à população. A Agência Nacional de Energia Elétrica, a Aneel, está aprimorando os índices de qualidade, que serão exigidos das empresas que fornecem energia, assim como nós estamos fazendo com o serviço de telefone, de internet e outros. Afinal, o consumidor está pagando e tem de ter seus direitos respeitados. Apresentador: E a redução na tarifa de energia elétrica também beneficia toda a economia do país, não é mesmo? 4 / 6

5 Presidenta: Ah, beneficia sim, Luciano. A redução das tarifas de energia elétrica significa que as nossas indústrias terão menor custo de produção, poderão gerar mais empregos e oferecer produtos mais baratos para a população. Isso, Luciano, se chama competitividade, e uma indústria mais competitiva, Luciano, produz mais, investe mais e gera mais empregos, aumentando a renda dos trabalhadores e fazendo a roda da economia girar mais rapidamente. Apresentador: Presidenta, a conversa está boa, mas, infelizmente, o nosso tempo hoje chegou ao fim. Obrigado por mais esse Café. Presidenta: Obrigada, Luciano. Uma boa semana para você, ouvinte. Até a semana que vem! Apresentador: Você que nos ouve pode acessar esse programa na internet, o endereço é Nós voltamos na próxima segunda-feira. Até lá! 5 / 6

6 Fonte: Café com a Presidenta, 17 de setembro de / 6

Apresentador: Olá, você, em todo o Brasil, eu sou o Luciano Seixas e começa agora mais um Café com a Presidenta Dilma. Bom dia, presidenta!

Apresentador: Olá, você, em todo o Brasil, eu sou o Luciano Seixas e começa agora mais um Café com a Presidenta Dilma. Bom dia, presidenta! Café com a Presidenta - 01/10/2012 - Governo lança campanha para reduzir os acidentes de trânsito - FET A cada ano, 42 mil pessoas morrem em acidentes de trânsito nas cidades e nas estradas do país. Para

Leia mais

Aumento real da aposentadoria coloca em risco salário mínimo O projeto foi aprovado na Câmara dos Deputados, nessa quarta-feira (24)

Aumento real da aposentadoria coloca em risco salário mínimo O projeto foi aprovado na Câmara dos Deputados, nessa quarta-feira (24) Aumento real da aposentadoria coloca em risco salário mínimo O projeto foi aprovado na Câmara dos Deputados, nessa quarta-feira (24) Matéria publicada em 26 de Junho de 2015 O ministro da Previdência Social,

Leia mais

Guia De Restituição Do ICMS Na Conta De Luz

Guia De Restituição Do ICMS Na Conta De Luz Guia De Restituição Do ICMS Na Conta De Luz Você vai entender porque pagou mais uma conta que não devia, mas essa você pode receber de volta tudo que pagou de forma indevida na sua conta de luz com o Guia

Leia mais

Eleição presidencial e recessão econômica: presente e futuro

Eleição presidencial e recessão econômica: presente e futuro CONFEDERAÇÃO NACIONAL DOS TRABALHADORES NAS INDÚSTRIAS DA CONSTRUÇÃO E DO MOBILIÁRIO RECONHECIDA NOS TERMOS DA LEGISLAÇÃO VIGENTE EM 16 DE SETEMBRO DE 2010 Estudo técnico Edição nº 13 setembro de 2014

Leia mais

Portal G1 (Globo.com) 11/02/2014 Governo desiste de estender horário de verão, diz ministro

Portal G1 (Globo.com) 11/02/2014 Governo desiste de estender horário de verão, diz ministro Portal G1 (Globo.com) 11/02/2014 Governo desiste de estender horário de verão, diz ministro http://g1.globo.com/economia/noticia/2015/02/governo-desiste-de-estender-horario-de-verao.html O ministro de

Leia mais

Discurso do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, durante visita ao Banco do Brasil

Discurso do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, durante visita ao Banco do Brasil , Luiz Inácio Lula da Silva, durante visita ao Banco do Brasil Brasília - DF, 16 de agosto de 2006 Meu caro Rossano, presidente do Banco do Brasil, Meu caro companheiro Paulo Bernardes, ministro do Planejamento,

Leia mais

Boletim Econômico Edição nº 69 setembro de 2015 Organização técnica: Maurício José Nunes Oliveira assessor econômico

Boletim Econômico Edição nº 69 setembro de 2015 Organização técnica: Maurício José Nunes Oliveira assessor econômico Boletim Econômico Edição nº 69 setembro de 2015 Organização técnica: Maurício José Nunes Oliveira assessor econômico Para entender o déficit orçamentário do Governo 1 Proposta de Orçamento para 2016 Diante

Leia mais

PRONUNCIAMENTO SOBRE REGULAMENTAÇÃO DOS DIREITOS DOS EMPREGADOS DOMÉSTICOS

PRONUNCIAMENTO SOBRE REGULAMENTAÇÃO DOS DIREITOS DOS EMPREGADOS DOMÉSTICOS PRONUNCIAMENTO SOBRE REGULAMENTAÇÃO DOS DIREITOS DOS EMPREGADOS DOMÉSTICOS Senhor Presidente, Senhoras e Senhores Senadores, Amigos que nos assistem e nos ouvem pela Rádio Senado e pela TV Senado O Congresso

Leia mais

Portal G1 (Globo.com) 05/02/2015 Governo estuda estender o horário de verão para economizar energia

Portal G1 (Globo.com) 05/02/2015 Governo estuda estender o horário de verão para economizar energia Portal G1 (Globo.com) 05/02/2015 Governo estuda estender o horário de verão para economizar energia http://g1.globo.com/economia/noticia/2015/02/governo-estuda-estender-o-horario-de-verao-paraeconomizar-energia.html

Leia mais

10 Dicas GRÁTIS Para Controlar Seu Orçamento

10 Dicas GRÁTIS Para Controlar Seu Orçamento 10 Dicas GRÁTIS Para Controlar Seu Orçamento Fizemos uma seleção de dicas muito importantes para que você aprenda a controlar o seu orçamento e mantenha a sua vida econômica em dia. Seguindo à risca as

Leia mais

GUIA DO CRÉDITO CONSCIENTE

GUIA DO CRÉDITO CONSCIENTE GUIA DO 1 FAMILIAR GUIA DO 2 Existem várias maneiras de usar o dinheiro de forma consciente. Uma delas é definir suas necessidades e planejar todos os seus gastos levando em conta a renda disponível. Para

Leia mais

DISCURSO DO PRESIDENTE DA CNI, ROBSON BRAGA DE ANDRADE, NA SOLENIDADE DE APRESENTAÇÃO DO PROGRAMA SENAI DE APOIO À

DISCURSO DO PRESIDENTE DA CNI, ROBSON BRAGA DE ANDRADE, NA SOLENIDADE DE APRESENTAÇÃO DO PROGRAMA SENAI DE APOIO À 1 DISCURSO DO PRESIDENTE DA CNI, ROBSON BRAGA DE ANDRADE, NA SOLENIDADE DE APRESENTAÇÃO DO PROGRAMA SENAI DE APOIO À COMPETITIVIDADE DA INDÚSTRIA BRASILEIRA, EM 13.04.2012. Excelentíssima senhora presidenta

Leia mais

Você sabe realizar o planejamento de compra? Sabe selecionar o fornecedor?

Você sabe realizar o planejamento de compra? Sabe selecionar o fornecedor? Introdução Bem-vindo(a) ao Módulo 3: Vamos às compras. Este módulo tem por objetivo: oportunizar a vivência e a análise de um processo de compra, para que as várias dimensões envolvidas na decisão do comprador

Leia mais

CURTA-METRAGEM: A CIDADE DE CANOAS E A TRANSFORMAÇÃO CONSTANTE CENA 1 INT SALA DE UMA RESIDÊNCIA NA CIDADE DE CANOAS /RS - MANHÃ

CURTA-METRAGEM: A CIDADE DE CANOAS E A TRANSFORMAÇÃO CONSTANTE CENA 1 INT SALA DE UMA RESIDÊNCIA NA CIDADE DE CANOAS /RS - MANHÃ CURTA-METRAGEM: A CIDADE DE CANOAS E A TRANSFORMAÇÃO CONSTANTE AUTORES:MARCELO ALT LACERDA JHONATAS DA SILVA CENA 1 INT SALA DE UMA RESIDÊNCIA NA CIDADE DE CANOAS /RS - MANHÃ Uma família de quatro pessoas

Leia mais

Tarifa Social de Energia Elétrica

Tarifa Social de Energia Elétrica Tarifa Social de Energia Elétrica O que é a TSEE Tarifa Social de Energia Elétrica, regulamentada pela Lei no 12.212, de 20 de janeiro de 2010 e pelo Decreto no 7.583, de 13 de outubro de 2011. Consiste

Leia mais

Para o economista francês Thomas Piketty, o Brasil precisa ampliar os impostos sobre

Para o economista francês Thomas Piketty, o Brasil precisa ampliar os impostos sobre \'Brasil precisa taxar ricos para investir no ensino público\', diz Piketty Para crítico-sensação do capitalismo, políticas para combater desigualdade são essenciais para impulsionar crescimento do país

Leia mais

Anexo Entrevista G2.5

Anexo Entrevista G2.5 Entrevista G2.4 Entrevistado: E2.5 Idade: 38 anos Sexo: País de origem: Tempo de permanência em Portugal: Feminino Ucrânia 13 anos Escolaridade: Imigrações prévias: --- Ensino superior (professora) Língua

Leia mais

Título Qual a Matriz Energética Ideal para o Brasil? Veículo Revista Greenpeace Data 02 outubro 2014 Autor Claudio J. D. Sales

Título Qual a Matriz Energética Ideal para o Brasil? Veículo Revista Greenpeace Data 02 outubro 2014 Autor Claudio J. D. Sales Título Qual a Matriz Energética Ideal para o Brasil? Veículo Revista Greenpeace Data 02 outubro 2014 Autor Claudio J. D. Sales A crise no setor elétrico brasileiro não é novidade para ninguém. Diferentes

Leia mais

ALVARENGA & CAMARGO ADVOGADOS ASSOCIADOS. Redução do ICMS nas contas de Energia Elétrica

ALVARENGA & CAMARGO ADVOGADOS ASSOCIADOS. Redução do ICMS nas contas de Energia Elétrica Redução do ICMS nas contas de Energia Elétrica 30/09/2015 APRESENTAÇÃO: O escritório ALVARENGA & CAMARGO realiza diversos estudos na área de redução e recuperação de tributos. Apresentamos um destes estudos

Leia mais

MINHA CASA, MINHA VIDA (MCMV)

MINHA CASA, MINHA VIDA (MCMV) MINHA CASA, MINHA VIDA (MCMV) Logo que assumiu seu primeiro mandato em 2003, o Presidente Luiz Inácio Lula da Silva criou o Ministério das Cidades e fez um chamamento à sociedade civil para que se sentasse

Leia mais

COMO INVESTIR E LUCRAR COM CONSÓRCIO IMOBILIÁRIO

COMO INVESTIR E LUCRAR COM CONSÓRCIO IMOBILIÁRIO COMO INVESTIR E LUCRAR COM CONSÓRCIO IMOBILIÁRIO COMO INVESTIR E LUCRAR COM CONSÓRCIO IMOBÍLIARIO Há diversas formas de lucrar através dos investimentos em consórcio. Vou explicar uma a uma em detalhes.

Leia mais

Para mim é sempre uma honra vir ao Congresso Nacional, lugar que frequentei durante alguns anos como senador.

Para mim é sempre uma honra vir ao Congresso Nacional, lugar que frequentei durante alguns anos como senador. DISCURSO DO MINISTRO DOS TRANSPORTES, ANTONIO CARLOS RODRIGUES, NA COMISSÃO GERAL DA CÂMARA DOS DEPUTADOS, EM 13 DE AGOSTO DE 2015 Senhor presidente. Senhoras e senhores. Bom dia. Para mim é sempre uma

Leia mais

A Dinâmica e Características do Modelo do Setor Elétrico Brasileiro

A Dinâmica e Características do Modelo do Setor Elétrico Brasileiro A Dinâmica e Características do Modelo do Setor Elétrico Brasileiro Cabo Verde 8 de julho de 2009 Rubens Rosental GESEL-IE-UFRJ rubens@nuca.ie.ufrj.br Sumário 1. Características do SE 2. Evolução Física

Leia mais

Resposta do Deputado Federal Bernardo Santana ao reclamos.

Resposta do Deputado Federal Bernardo Santana ao reclamos. 1 de 6 05/03/2012 09:32 Major Ezequiel - Minas Gerais Major Ezequiel, escondido entre as montanhas das Gerais, aninhado bem nos longes das distâncias. Lugar que venceu as mudanças e diz ao tempo que pr

Leia mais

Atuação da CAIXA em Saneamento Ambiental, Infra-estrutura e Mercado de Carbono

Atuação da CAIXA em Saneamento Ambiental, Infra-estrutura e Mercado de Carbono Seminário: Soluções Técnicas e Financeiras para Cidades Sustentáveis Atuação da CAIXA em Saneamento Ambiental, Infra-estrutura e Mercado de Carbono Rogério de Paula Tavares Superintendente Nacional de

Leia mais

UBER: problema ou solução?

UBER: problema ou solução? UBER: problema ou solução? É ilegal. A Legislação Municipal não permite a atuação do Uber na cidade, mas há quase dois meses, o famoso e polêmico aplicativo de transporte está em operação em Uberaba. Ainda

Leia mais

Arábia Saudita quer empresas brasileiras no setor de mineração

Arábia Saudita quer empresas brasileiras no setor de mineração Agência de Notícias Brasil-Árabe - SP 06/02/2006-07:00 Arábia Saudita quer empresas brasileiras no setor de mineração O governo do país árabe abriu o segmento à exploração privada e o presidente da mineradora

Leia mais

Princípios para Prorrogação ou Licitação das Concessões

Princípios para Prorrogação ou Licitação das Concessões Princípios para Prorrogação ou Licitação das Concessões Claudio J. D. Sales 26 de agosto de 2009 Vigência dos contratos de concessão Geração (MW) Transmissão (RAP 1 ) Distribuição (TWh) Capacidade Total:

Leia mais

CAMPANHA NACIONAL DE VALORIZAÇÃO DA PETROBRÁS/PRÉ-SAL

CAMPANHA NACIONAL DE VALORIZAÇÃO DA PETROBRÁS/PRÉ-SAL CAMPANHA NACIONAL DE VALORIZAÇÃO DA PETROBRÁS/PRÉ-SAL /CUTBrasil /cut_brasil /cutbrasil /cutbrasil O QUE É PRÉ-SAL? Pré-Sal é uma grande área de reserva petrolífera situada no subsolo oceânico, a cerca

Leia mais

A ANEEL e o Marco Regulatório do Brasil. Ivan Camargo Assessor da Diretoria

A ANEEL e o Marco Regulatório do Brasil. Ivan Camargo Assessor da Diretoria A ANEEL e o Marco Regulatório do Brasil Ivan Camargo Assessor da Diretoria Sumário 1. Marco Regulatório Brasileiro. Resultados. 2. Atuação da Agência Nacional de Energia Elétrica. 3. Principais Desafios.

Leia mais

Entrevista. "Não precisamos de energia atômica"

Entrevista. Não precisamos de energia atômica Entrevista José Goldemberg, físico e professor da USP "Não precisamos de energia atômica" POR JOSÉ SERGIO OSSE O físico José Goldemberg é um homem pragmático. Após 30 anos de oposição ao uso de energia

Leia mais

a redução vai afetar o seu plano

a redução vai afetar o seu plano Como a redução da taxa de juros da meta atuarial vai afetar o seu plano Novos tempos O crescimento econômico vivido pelo Brasil nos últimos anos levou o país a reduzir as suas taxas de juros. Essa tendência

Leia mais

Educação Financeira para empreendedores e sua importância.

Educação Financeira para empreendedores e sua importância. Finanças Pessoais $ Educação Financeira para empreendedores e sua importância. Por meio da Educação Financeira você poderá planejar o seu negócio a curto, médio e longo prazo, sendo capaz de visualizar

Leia mais

Entrevista coletiva concedida pela Presidenta da República, Dilma Rousseff, após visita à Universidade de Coimbra

Entrevista coletiva concedida pela Presidenta da República, Dilma Rousseff, após visita à Universidade de Coimbra Entrevista coletiva concedida pela Presidenta da República, Dilma Rousseff, após visita à Universidade de Coimbra Coimbra-Portugal, 29 de março de 2011 Jornalista: Presidente, que notícias a senhora tem

Leia mais

Sumário Boas vindas Introdução Capitulo 1 Capitulo 2 Capitulo 3 Capitulo 4 Conclusão

Sumário Boas vindas Introdução Capitulo 1 Capitulo 2 Capitulo 3 Capitulo 4 Conclusão Sumário Boas vindas.... 2 Introdução... 4 Capitulo 1... 5 Planejamento e Organização... 5 Flexibilidade... 5 Capitulo 2... 9 Onde comprar sua passagem?... 9 1. Ferramentas de Busca:... 9 2. Sites das companhias

Leia mais

ENERGIA ELÉTRICA. Serviços Essenciais: Defesa do Consumidor

ENERGIA ELÉTRICA. Serviços Essenciais: Defesa do Consumidor Serviços Essenciais: ENERGIA ELÉTRICA Saiba o que são os serviços públicos essenciais e conheça seus direitos enquanto consumidor. Núcleo Especializado de Defesa do Consumidor O que são os serviços públicos

Leia mais

APC entrevista Vlademir Daleffe, diretor da Copel Distribuição

APC entrevista Vlademir Daleffe, diretor da Copel Distribuição APC entrevista Vlademir Daleffe, diretor da Copel Distribuição Na foto, Jorge Schorr, Mara Ferreira, Vlademir Santo Daleffe, Clecio Fabricio da Silva e Edgar Krolow Foi realizado, nos dias 22 e 23 de agosto,

Leia mais

Em defesa da manutenção do salário mínimo vinculado às aposentadorias

Em defesa da manutenção do salário mínimo vinculado às aposentadorias Boletim Econômico Edição nº 82 maio de 2016 Organização: Maurício José Nunes Oliveira Assessor econômico Em defesa da manutenção do salário mínimo vinculado às aposentadorias (aumento real do salário mínimo

Leia mais

01/09/2009. Entrevista do Presidente da República

01/09/2009. Entrevista do Presidente da República Entrevista coletiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, após cerimônia de encerramento do 27º Encontro Econômico Brasil-Alemanha (EEBA) Vitória-ES, 1º de setembro de 2009

Leia mais

O LOB DAS CONSTRUTORAS E DO GOVERNO NO AUMENTO DOS LIMITES DE FINANCIAMENTO DE IMÓVEIS COM O FUNDO DE GARANTIA FGTS

O LOB DAS CONSTRUTORAS E DO GOVERNO NO AUMENTO DOS LIMITES DE FINANCIAMENTO DE IMÓVEIS COM O FUNDO DE GARANTIA FGTS O LOB DAS CONSTRUTORAS E DO GOVERNO NO AUMENTO DOS LIMITES DE FINANCIAMENTO DE IMÓVEIS COM O FUNDO DE GARANTIA FGTS Em matéria na imprensa no dia 17 de setembro último, o governo disse que vai aumentar

Leia mais

Já parou para pensar para onde ele vai? Em que você gasta mais?

Já parou para pensar para onde ele vai? Em que você gasta mais? Bem-vindo(a) ao módulo 1: Cuidando do caixa. Aqui estudaremos sobre como se faz o preenchimento da Planilha de Controle de Caixa e sobre a importância do uso do Controle de Caixa para a adequada gestão

Leia mais

MANUAL DE EDUCAÇÃO FINANCEIRA

MANUAL DE EDUCAÇÃO FINANCEIRA MANUAL DE EDUCAÇÃO FINANCEIRA 2 EDUCAÇÃO FINANCEIRA A educação financeira tem como objetivo ensinar as pessoas a tomarem consciência dos seus gastos e das suas rendas. As rendas são limitadas, e é preciso

Leia mais

Charles Lenzi Cuiabá, 23 de junho de 2015.

Charles Lenzi Cuiabá, 23 de junho de 2015. Charles Lenzi Cuiabá, 23 de junho de 2015. A ABRAGEL Associação com foco na defesa de interesses dos empreendedores de Pequenas Centrais Hidrelétricas e Usinas Hidrelétricas até 50 MW 15 anos de atuação

Leia mais

PROJETO DE LEI COMPLEMENTAR Nº 08, DE 17 DE AGOSTO DE 2015

PROJETO DE LEI COMPLEMENTAR Nº 08, DE 17 DE AGOSTO DE 2015 PROJETO DE LEI COMPLEMENTAR Nº 08, DE 17 DE AGOSTO DE 2015 EXPOSIÇÃO DE MOTIVOS Excelentíssimo Senhor Presidente, Excelentíssimos Senhores Vereadores, A energia elétrica no Brasil é gerada predominantemente

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA - ANEEL

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA - ANEEL AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA - ANEEL RESOLUÇÃO N o 218, DE 18 DE ABRIL DE 2002 Homologa as tarifas de fornecimento de energia elétrica, fixa os valores da Taxa de Fiscalização dos Serviços de Energia

Leia mais

O Impacto da. Política Pública sobre Oferta e Demanda. Copyright 2004 South-Western

O Impacto da. Política Pública sobre Oferta e Demanda. Copyright 2004 South-Western O Impacto da 6 Política Pública sobre Oferta e Demanda Copyright 2004 South-Western Oferta, Demanda e Política Pública Em um mercado livre e desregulado, as forças de mercado determinam os preços de equilíbrio

Leia mais

Caixa reduz juros em até 21% para crédito imobiliário

Caixa reduz juros em até 21% para crédito imobiliário Caixa reduz juros em até 21% para crédito imobiliário Em mais uma investida do governo Dilma Rousseff para reduzir os juros cobrados pelos bancos no país, a Caixa Econômica Federal diminuiu em até 21%

Leia mais

ENCADEAMENTO PRODUTIVO. Luiz Barretto - Presidente

ENCADEAMENTO PRODUTIVO. Luiz Barretto - Presidente ENCADEAMENTO PRODUTIVO Luiz Barretto - Presidente MISSÃO DO SEBRAE Promover a competividade e o desenvolvimento sustentável dos pequenos negócios e fomentar o empreendedorismo para fortalecer a economia

Leia mais

RESOLUÇÃO NORMATIVA Nº 414/2010 CONDIÇÕES GERAIS DE FORNECIMENTO

RESOLUÇÃO NORMATIVA Nº 414/2010 CONDIÇÕES GERAIS DE FORNECIMENTO RESOLUÇÃO NORMATIVA Nº 414/2010 CONDIÇÕES GERAIS DE FORNECIMENTO Atualizada até a REN 499/2012 Resolução Normativa nº 414 AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA - ANEEL A ANEEL consolidou os direitos e deveres

Leia mais

Novos Investimentos no Setor Elétrico. Contribuição dos Comercializadores na Expansão da Oferta. Paulo Pedrosa

Novos Investimentos no Setor Elétrico. Contribuição dos Comercializadores na Expansão da Oferta. Paulo Pedrosa Novos Investimentos no Setor Elétrico Contribuição dos Comercializadores na Expansão da Oferta Paulo Pedrosa Abraceel Abraceel Empr esa Comer ci al i zador a E C E de En er gi a El ét r i ca Lt da Abraceel

Leia mais

Panorama do Programa Luz para Todos e da universalização do atendimento a experiência de São Paulo Fernando Selles Ribeiro

Panorama do Programa Luz para Todos e da universalização do atendimento a experiência de São Paulo Fernando Selles Ribeiro Panorama do Programa Luz para Todos e da universalização do atendimento a experiência de São Paulo Fernando Selles Ribeiro Programa Luz para Todos SP Escola Politécnica da USP Unesp - Guaratinguetá São

Leia mais

Seminário Brasil-Alemanha de Eficiência Energética. A escassez de água no Brasil e o impacto na geração de energia

Seminário Brasil-Alemanha de Eficiência Energética. A escassez de água no Brasil e o impacto na geração de energia Seminário Brasil-Alemanha de Eficiência Energética no Brasil e o impacto na geração Cilene Victor 1 Professora de Jornalismo e Relações Públicas e coordenadora do Centro Interdisciplinar de Pesquisa da

Leia mais

Os desafios da economia. Economista Ieda Vasconcelos Reunião CIC/FIEMG Outubro/2014

Os desafios da economia. Economista Ieda Vasconcelos Reunião CIC/FIEMG Outubro/2014 Os desafios da economia Economista Ieda Vasconcelos Reunião CIC/FIEMG Outubro/2014 Os desafios da economia Correção dos rumos da política econômica. Muito mais do que necessidade: É inevitável. Sem ajustes:

Leia mais

INDICAÇÃO Nº /2011. (Do Sr. Weliton Prado)

INDICAÇÃO Nº /2011. (Do Sr. Weliton Prado) INDICAÇÃO Nº /2011 (Do Sr. Weliton Prado) Sugere ao Ministério de Minas e Energia, no âmbito da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL), as providências necessárias, em caráter de urgência, diante

Leia mais

Educação Financeira ETEC Araçatuba Maio de 2010

Educação Financeira ETEC Araçatuba Maio de 2010 Educação Financeira ETEC Araçatuba Maio de 2010 O Planejamento Financeiro Pessoal te ajudará a... monitorar sua situação financeira; criar um quadro visual de gastos; reduzir os gastos por impulso; gastar

Leia mais

Aprenda em 6 passos a gerar tráfego para seu site.

Aprenda em 6 passos a gerar tráfego para seu site. TRÁFEGO NINJA Aprenda em 6 passos a gerar tráfego para seu site. Acesse: www.trafegoninja.com.br Aqui você aprenderá sobre:? O que é SiteUnder Origem do tráfego $ Calcular o custo real de uma campanha

Leia mais

Mulheres de atletas da Chape reclamam de abandono e cobram apoio financeiro

Mulheres de atletas da Chape reclamam de abandono e cobram apoio financeiro As mulheres dos jogadores da Chapecoense vivem o luto de perderem seus maridos no trágico acidente aéreo e ainda estão preocupadas em garantir um futuro tranquilo para seus filhos. Apesar de já terem recebido

Leia mais

Sistema AchaNotícias

Sistema AchaNotícias MapaMídia Levantamento de presença na imprensa on-line Sistema AchaNotícias Dados básicos da Pesquisa: Universo de Notícias: Veja lista de veículos no Anexo I Período: Janeiro 2009-01/01/2009 a 31/01/2009

Leia mais

Os leilões de linhas de transmissão e o Risco Brasil

Os leilões de linhas de transmissão e o Risco Brasil Os leilões de linhas de transmissão e o Risco Brasil Nivalde J. de Castro * Roberto Brandão** No dia 15 de dezembro, a Aneel realizou com sucesso o leilão de linhas de transmissão. Somando-se com os resultados

Leia mais

Folheto explicativo PLANO D

Folheto explicativo PLANO D Folheto explicativo PLANO D Como está o seu planejamento para a aposentadoria? Plano D Previ Novartis Veja algumas vantagens do plano: 1 2 Flexibilidade para planejar o seu futuro; Contrapartida da empresa

Leia mais

Energia solar. É a solução para seu comércio. Economize e preserve o meio ambiente. davantisolar.com.br

Energia solar. É a solução para seu comércio. Economize e preserve o meio ambiente. davantisolar.com.br Energia solar É a solução para seu comércio. Economize e preserve o meio ambiente. Conquiste sua independência energética com a A Davanti Solar é uma empresa brasileira comprometida em levar mais autonomia

Leia mais

Entrevista coletiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, após visita ao 26º Salão Internacional do Automóvel

Entrevista coletiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, após visita ao 26º Salão Internacional do Automóvel Entrevista coletiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, após visita ao 26º Salão Internacional do Automóvel São Paulo-SP, 29 de outubro de 2010 Presidente: Vocês querem começar

Leia mais

2 Tipos de Opções Reais

2 Tipos de Opções Reais Tipos de Opções Reais 20 2 Tipos de Opções Reais Neste capítulo, iremos abordar os principais tipos de opções reais existentes, com suas características e semelhanças com relação às opções financeiras.

Leia mais

29/11/2009. Entrevista do Presidente da República

29/11/2009. Entrevista do Presidente da República Entrevista coletiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, na chegada ao hotel Villa Itália Cascais-Portugal, 29 de novembro de 2009 Jornalista: (incompreensível) Presidente:

Leia mais

Folheto explicativo PLANO A

Folheto explicativo PLANO A Folheto explicativo PLANO A Como está o seu planejamento para a aposentadoria? Você já parou para pensar que a vida está passando rápido demais? A gente sabe que ao longo dos anos muitas prioridades surgem

Leia mais

RECURSOS HÍDRICOS NO BRASIL PROF. LUIZ FERNANDO L. SILVA

RECURSOS HÍDRICOS NO BRASIL PROF. LUIZ FERNANDO L. SILVA RECURSOS HÍDRICOS NO BRASIL PROF. LUIZ FERNANDO L. SILVA Águas brasileiras O Brasil concentra 12% do total mundial de água doce, o equivalente a 53% do continente sul-americano. BACIAS BRASILEIRAS TRANSPOSIÇÃO

Leia mais

O QUE VAMOS APRENDER?

O QUE VAMOS APRENDER? Aprenda como aumentar até 80% do valor do seu Projeto modificando o seu jeito de pensar e a forma de apresentar o seu trabalho. Entenda como aplicar técnicas e fechar mais vendas. AUMENTE O SEU VALOR O

Leia mais

REVISÃO Lista 03 Matemática financeira. Juros compostos: os juros são aplicados sobre a quantia obtida anteriormente

REVISÃO Lista 03 Matemática financeira. Juros compostos: os juros são aplicados sobre a quantia obtida anteriormente NOME: ANO: 3º Nº: PROFESSOR(A): Ana Luiza Ozores DATA: REVISÃO Lista 03 Matemática financeira Definições Porcentagem: razão cujo denominador é 100 Juros simples: os juros são sempre aplicados sobre a quantia

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA - ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 642, DE 22 DE ABRIL DE 2008.

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA - ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 642, DE 22 DE ABRIL DE 2008. AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA - ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 642, DE 22 DE ABRIL DE 2008. Homologa as tarifas de fornecimento de energia elétrica e as Tarifas de Uso dos Sistemas de Distribuição,

Leia mais

1. (Enem 2014) Uma lata de tinta, com a forma de um paralelepípedo retangular reto, tem as dimensões, em centímetros, mostradas na figura.

1. (Enem 2014) Uma lata de tinta, com a forma de um paralelepípedo retangular reto, tem as dimensões, em centímetros, mostradas na figura. 1. (Enem 2014) Uma lata de tinta, com a forma de um paralelepípedo retangular reto, tem as dimensões, em centímetros, mostradas na figura. Será produzida uma nova lata, com os mesmos formato e volume,

Leia mais

GRITO PELA EDUCAÇÃO PÚBLICA DE QUALIDADE NO ESTADO DE SÃO PAULO. Edição nº 2

GRITO PELA EDUCAÇÃO PÚBLICA DE QUALIDADE NO ESTADO DE SÃO PAULO. Edição nº 2 GRITO PELA EDUCAÇÃO PÚBLICA DE QUALIDADE NO ESTADO DE SÃO PAULO Edição nº 2 Apresentação Esta é a segunda cartilha do Grito pela Educação Pública de Qualidade no Estado de São Paulo, movimento que reúne

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 72 Discurso na solenidade de descerramento

Leia mais

CENTRO HISTÓRICO EMBRAER Entrevista: Luiz Carlos Aguiar São José dos Campos SP Março de 2007

CENTRO HISTÓRICO EMBRAER Entrevista: Luiz Carlos Aguiar São José dos Campos SP Março de 2007 CENTRO HISTÓRICO EMBRAER Entrevista: Luiz Carlos Aguiar São José dos Campos SP Março de 2007 Privatização Com relação à questão governamental, a Embraer, no seu início, depois de privatizada, sem sombra

Leia mais

Leitura e Mediação Pedagógica

Leitura e Mediação Pedagógica Protocolo Colaborador: 32 Leitura e Mediação Pedagógica B. Pesquisador: Elizete Cristina de Souza Envelhecimento da população. Livro Didático de Geografia, 6ª série. O envelhecimento da população mundial#luzineth\envelhecimento.pdf#

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA - ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 217, DE 26 DE AGOSTO DE 2004.

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA - ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 217, DE 26 DE AGOSTO DE 2004. AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA - ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 217, DE 26 DE AGOSTO DE 2004. Homologa as tarifas de fornecimento de energia elétrica, aplicáveis aos consumidores finais, estabelece

Leia mais

Figura 5: Evolução do setor de Petróleo em relação ao PIB no Brasil (Fonte: ANP)

Figura 5: Evolução do setor de Petróleo em relação ao PIB no Brasil (Fonte: ANP) 1 Introdução Como principal fonte energética, o petróleo desempenha papel estratégico na economia do Brasil e dos principais países industrializados do mundo. O setor de petróleo representa quase 10% do

Leia mais

Apontamentos Basilares da Reestruturação e Regulação do

Apontamentos Basilares da Reestruturação e Regulação do Conferência RELOP Regulação de Energia dos Países de Língua Oficial Portuguesa Apontamentos Basilares da Reestruturação e Regulação do Setor Elétrico Brasileiro. Prof. Nivalde José de Castro (UFRJ) nivalde@ufrj.br

Leia mais

Relatório de Estágio Supervisionado II Diagnóstico organizacional da Empresa Criativa Publicidade

Relatório de Estágio Supervisionado II Diagnóstico organizacional da Empresa Criativa Publicidade Faculdade Luciano Feijão Luís Gustavo de Andrade Frederico Relatório de Estágio Supervisionado II Diagnóstico organizacional da Empresa Criativa Publicidade Sobral/2015 Faculdade Luciano Feijão Luís Gustavo

Leia mais

Uma das maiores dúvidas, principalmente para quem está iniciando no mercado de Arquitetur a

Uma das maiores dúvidas, principalmente para quem está iniciando no mercado de Arquitetur a Como cobrar por projetos (arquitetônico elétrico incêndio hidrossanitário estrutural) Uma das maiores dúvidas principalmente para quem está iniciando no mercado de Arquitetur a Engenh aria ou como projetista

Leia mais

Como marca e performance trabalham juntas no turismo

Como marca e performance trabalham juntas no turismo Como marca e performance trabalham juntas no turismo foto: Luciana Aith Publicado Pode parecer estranho falar de marca em um Outubro 2015 mercado totalmente voltado à performance como Topicos Cross Media

Leia mais

SOBROU DINHEIRO. Acompanha Código de Defesa do Consumidor. 19 a Edição Revista e Atualizada. Rio de Janeiro 2015

SOBROU DINHEIRO. Acompanha Código de Defesa do Consumidor. 19 a Edição Revista e Atualizada. Rio de Janeiro 2015 Luís Carlos ewald SOBROU DINHEIRO como administrar as contas da casa Acompanha Código de Defesa do Consumidor 19 a Edição Revista e Atualizada Rio de Janeiro 2015 SOBROU DINHEIRO-8A PROVA.indd 3 08/10/14

Leia mais

Brasil perde fatia da riqueza mundial

Brasil perde fatia da riqueza mundial Boletim Econômico Edição nº 32 junho de 2014 Organização: Maurício José Nunes Oliveira Assessor econômico Brasil perde fatia da riqueza mundial 1 Peso econômico menor no mundo Levantamento feito com base

Leia mais

Este livro pertence a

Este livro pertence a Cristais em meus olhos Este livro pertence a Em seu consultório, a médica está explicando tudo sobre cistinose para Bruno. Seu corpo é feito de milhares e milhares de células pequeninas, ela disse. Imagine

Leia mais

A Versatilidade do Alumínio Brasileiro

A Versatilidade do Alumínio Brasileiro A Versatilidade do Alumínio Brasileiro 143 Os investimentos em tecnologia fizeram com que a indústria brasileira do alumínio mantivesse um ritmo forte de crescimento nas exportações dos últimos dez anos.

Leia mais

ENTENDA OS BENEFÍCIOS E COMO FUNCIONA UMA MINI-USINA SOLAR RESIDENCIAL

ENTENDA OS BENEFÍCIOS E COMO FUNCIONA UMA MINI-USINA SOLAR RESIDENCIAL Veículo: Site Ciclo Vivo Data: 07/10/2016 ENTENDA OS BENEFÍCIOS E COMO FUNCIONA UMA MINI-USINA SOLAR RESIDENCIAL É possível produzir energia até mesmo em duas chuvosos ou nublados. 7 de outubro de 2016

Leia mais

QUER. melhorar. seus resultados. no Agronegócio? Confira 5 passos de como empresas lideres conseguem os melhores resultados.

QUER. melhorar. seus resultados. no Agronegócio? Confira 5 passos de como empresas lideres conseguem os melhores resultados. QUER melhorar seus resultados no Agronegócio? Confira 5 passos de como empresas lideres conseguem os melhores resultados. Introdução: A última década permitiu constatar ao país e ao mundo o enorme potencial

Leia mais

Brasil Um mercado atraente para a indústria automotiva

Brasil Um mercado atraente para a indústria automotiva Brasil Um mercado atraente para a indústria automotiva Apresentação Sindipeças Elaboração: Assessoria Econômica São Paulo, fevereiro de 2013 Conteúdo Mercado Automotivo Brasileiro Investimentos da Indústria

Leia mais

Investimentos em Infraestrutura e Crescimento Econômico Brasileiro

Investimentos em Infraestrutura e Crescimento Econômico Brasileiro Investimentos em Infraestrutura e Crescimento Econômico Brasileiro Márcio Holland Secretário de Política Econômica Comissão de Infraestrutura do Senado Federal Brasília, 19 de maio de 2014 2 Por que investimentos

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA - ANEEL RESOLUÇÃO Nº 67, DE 29 DE MARÇO DE 2000

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA - ANEEL RESOLUÇÃO Nº 67, DE 29 DE MARÇO DE 2000 AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA - ANEEL RESOLUÇÃO Nº 67, DE 29 DE MARÇO DE 2000 Homologa as Tarifas de Fornecimento de Energia Elétrica para a Empresa Força e Luz de Urussanga Ltda. O DIRETOR-GERAL

Leia mais

Você Gostaria que Pessoalmente Eu Te Ajudasse a Dobrar, Triplicar ou Talvez Quadruplicar Suas Vendas, Sem te cobrar nada por isso?

Você Gostaria que Pessoalmente Eu Te Ajudasse a Dobrar, Triplicar ou Talvez Quadruplicar Suas Vendas, Sem te cobrar nada por isso? Você Gostaria que Pessoalmente Eu Te Ajudasse a Dobrar, Triplicar ou Talvez Quadruplicar Suas Vendas, Sem te cobrar nada por isso? Do escritório de Natanael Oliveira São Caetano do Sul São Paulo Julho

Leia mais

Metodologia para Negociação de Novos Contratos de Energia Elétrica e seus Impactos Operacionais

Metodologia para Negociação de Novos Contratos de Energia Elétrica e seus Impactos Operacionais Metodologia para Negociação de Novos Contratos de Energia Elétrica e seus Impactos Operacionais 11ª Semana de Tecnologia Metroviária 20 a 23 de setembro de 2005 São Paulo - Brasil CONRADO GRAVA DE SOUZA

Leia mais

COMO SAIR DAS DÍVIDAS

COMO SAIR DAS DÍVIDAS PRIMEIRO PASSO Monte seu orçamento familiar de forma que você consiga organizar tanto as contas como as dívidas e, assim, pagar as contas com 60% de sua renda. Talvez no primeiro momento você consiga diminuir

Leia mais

HÁ ESPAÇO PARA GERAÇÃO TÉRMICA NO BRASIL?

HÁ ESPAÇO PARA GERAÇÃO TÉRMICA NO BRASIL? HÁ ESPAÇO PARA GERAÇÃO TÉRMICA NO BRASIL? Mario Veiga mario@psr-inc.com Institute of the Americas Mesa Redonda sobre Energia no Brasil Rio de Janeiro, 1 de abril de 2011 A pergunta que não quer calar Dado

Leia mais

Por que uma empresa encerra suas atividades?

Por que uma empresa encerra suas atividades? COMO IDENTIFICAR AS OPORTUNIDADES E CONQUISTAR O CLIENTE Por que uma empresa encerra suas atividades? É necessário ser bastante ágil para responder, a todo momento, às novas exigências do mercado; O novo

Leia mais

Do mundo da fantasia ao mundo real

Do mundo da fantasia ao mundo real Do mundo da fantasia ao mundo real Olá Mulher empreendedora! Vamos falar um pouquinho sobre os nossos desafios? Nos dias de hoje precisamos ser multitarefas, conciliamos nossa a carreira com outras atividades,

Leia mais

24/06/2010. Presidência da República Secretaria de Imprensa Discurso do Presidente da República

24/06/2010. Presidência da República Secretaria de Imprensa Discurso do Presidente da República Palavras do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, na Escola Municipal de Rio Largo, durante encontro para tratar das providências sobre as enchentes Rio Largo - AL, 24 de junho de 2010 Bem,

Leia mais

Marcos Regulatórios. Audiência Pública. Comissão de Assuntos Econômicos do Senado Federal

Marcos Regulatórios. Audiência Pública. Comissão de Assuntos Econômicos do Senado Federal Audiência Pública Comissão de Assuntos Econômicos do Senado Federal Subcomissão Temporária da Regulamentação dos Marcos Regulatórios Marcos Regulatórios Claudio J. D. Sales Diretor Presidente Instituto

Leia mais

29/03/2006. Discurso do Presidente da República

29/03/2006. Discurso do Presidente da República , Luiz Inácio Lula da Silva, na visita às futuras instalações do campus da Universidade Federal do Estado de São Paulo Guarulhos-SP, 29 de março de 2006 Meus queridos e minhas queridas companheiras da

Leia mais

Micro e Pequenas Centrais Hidrelétricas. Fontes alternativas de energia - micro e pequenas centrais hidrelétricas 1

Micro e Pequenas Centrais Hidrelétricas. Fontes alternativas de energia - micro e pequenas centrais hidrelétricas 1 Micro e Pequenas Centrais Hidrelétricas Fontes alternativas de energia - micro e pequenas centrais hidrelétricas 1 PCH's De acordo com a resolução No. 394-04/12/1998 da ANEEL Agência Nacional de Energia

Leia mais

Por todo o Estado, com todos os mineiros.

Por todo o Estado, com todos os mineiros. Por todo o Estado, com todos os mineiros. Fóruns Regionais: a voz de Minas Gerais São espaços que vão reunir a sociedade civil e representantes dos governos estadual e municipal para apontar e debater,

Leia mais