CONCEDE AUMENTO DE VENCIMENTOS E SALARIO AOS SERVIDORES ATIVOS, INATIVOS, PENSIONISTAS E ESTAGIÁRIOS, CRIAR CARGOS E FUNÇÕES E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS.

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CONCEDE AUMENTO DE VENCIMENTOS E SALARIO AOS SERVIDORES ATIVOS, INATIVOS, PENSIONISTAS E ESTAGIÁRIOS, CRIAR CARGOS E FUNÇÕES E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS."

Transcrição

1 LEI Nº. 3528, DE 13 DE NOVEMBRO DE CONCEDE AUMENTO DE VENCIMENTOS E SALARIO AOS SERVIDORES ATIVOS, INATIVOS, PENSIONISTAS E ESTAGIÁRIOS, CRIAR CARGOS E FUNÇÕES E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. O PREFEITO DO MUNICÍPIO DE JOÃO PESSOA, ESTADO DA PARAÍBA, FAÇO SABER QUE O PODER LEGISLATIVO APROVA E EU SANCIONO A SEGUINTE LEI: Art. 1º - Ficam restaurados todos os cargos e níveis de vencimento dos ocupantes do Quadro Permanente, de provimento efetivo do Município, distribuídos pelas respectivas classes e categorias funcionais, classificados pela Lei nº329, de 04 de janeiro de 1961, reclassificados pelas Leis nº538, de 11 de novembro de 1963 e nº1957, de 14 de agosto de 1974, de acordo com os Anexos e Tabelas, constantes desta Lei. Art. 2º - Fica concedido, a partir de 1º de janeiro de 1982, um aumento de vencimento e salário, aos servidores ativos inativos, pensionistas e estagiários, observados os critérios e valores estabelecidos nesta Lei e seus Anexos. Art. 3º - Os vencimentos dos cargos de provimento efetivo, ora restaurados e distribuídos pelos níveis correspondentes, ficam reajustados, de acordo com os Anexos e Tabelas constantes desta Lei, na forma seguinte: a) reajustados, de acordo com o Anexo I, Tabela I, os níveis de vencimentos das categorias funcionais do Pessoal Administrativo do Quadro Permanente, de provimento efetivo: b) reajustados os vencimentos e os valores das gratificações de representação dos cargos em comissão, dos símbolos SM-1, C-2 e C-3, de acordo com o Anexo III, Tabela I; c) reajustados os valores financeiros das funções gratificadas FGT-1 e FGT-2, que passam a ser fixados de acordo com o Anexo IV, Tabela I; d) reajustados, de acordo com o Anexo V, Tabela I, os níveis de vencimentos da categoria funcional de Assessor Jurídico, lotada na Procuradoria Geral do Município; e) reajustados os níveis de vencimentos do Grupo Tributação, Arrecadação e Fiscalização (TAF-900), lotado na Secretaria de finanças do Município, de acordo com o Anexo VIII, Tabela I; f) reajustados, de acordo com o Anexo IX, Tabela I os níveis de vencimentos do Quadro Especial da Tesouraria do Município; g) reajustados, na forma do Anexo XI, Tabela I, os níveis de vencimentos das categorias funcionais de Técnicos do Corpo Clinico, do Quadro Permanente, de provimento efetivo, da Secretaria de Saúde e Serviço Social (SESSO); h) reajustados, conforme o Anexo XIII, Tabela I, os níveis de vencimentos das categorias funcionais de Motoristas e Operadores de Maquinas, do Quadro Permanente, de provimento efetivo;

2 i) reajustados de acordo com o Anexo XV, Tabela I os níveis de vencimentos das categorias funcionais de técnicos de nível médio, do quadro Permanente, de provimento efetivo; j) reajustados, na forma do Anexo XVII, Tabela I, os níveis de vencimentos das categorias funcionais de técnicos de nível médio, do quadro permanente, de provimento efetivo; k) reajustados, de acordo com o Anexo XIX, Tabela I, os níveis de vencimentos das categorias funcionais de técnicos de nível superior do Município; l) reajustados, na forma do Anexo XXI, Tabela I, os níveis de vencimentos do Grupo Ocupacional Permanente do Magistério, categoria funcional de Especialistas em Educação; m) reajustados, de acordo com o Anexo XXIII, Tabela I, os níveis de vencimentos do Grupo Ocupacional Permanente categoria funcional de Regentes de Ensino e Assistentes em Educação. Art. 4º - Os valores da representação dos cargos de provimento em Comissão e das Funções Gratificadas do Magistério obedecerão ao constante do Anexo XXIV, Tabela I. Art. 5º - Os vencimentos dos ocupantes dos cargos de Assisteste Jurídico, símbolo AJ-1, AJ-2 e AJ-3, igualmente lotados na Procuradoria Geral do Município, ficam reajustados em 70% (setenta por cento). Art. 6º - Ficam reajustados os níveis salariais das funções constantes da Tabela do Pessoal Administrativo, regido pela CLT, acrescida de nova classificação, de acordo com o Anexo I, Tabela I, desta Lei. Art. 7º - O salário do Pessoal técnico, componente do Corpo Clinico da Secretaria de Saúde e Serviço Social SESSO, será o constante do Anexo II, tabela I. Art. 8º - As categorias de Motoristas A e B, classes a, b e c, bem como a função de Operador de Maquinas ficam reajustadas de acordo como o Anexo III, Tabela I. Art. 9º - Os técnicos de nível médio terão os salários reajustados de acordo com o Anexo IV, Tabela I, a esta Lei. Art. 10 Ficam reajustados de conformidade com o Anexo V, Tabela I, os níveis de salário do Pessoal Técnico de nível superior do município. Art. 11 A retribuição das funções do Grupo Ocupacional Permanente do Magistério categoria funcional de Professores, constará do Anexo VI, Tabela I. Art. 12 O numero de cargos ou funções dos Grupos Ocupacionais Permanentes do Magistério, categoria funcional de Professores, passará a ser definido no Anexo VII.

3 Art. 13 A retribuição das funções do Grupo Ocupacional Permanente do Magistério categoria funcional de especialistas em educação, constará do Anexo VIII, Tabela I. Art. 14 O numero de cargos ou funções dos Grupos Ocupacionais Permanentes do Magistério, categoria funcional de especialistas em educação, passa a ser definido, no Anexo IX. Art. 15 A retribuição e o numero de cargos e funções dos Grupos Ocupacionais Suplementares do Magistério, categoria funcional de Regentes de Ensino e Assistentes em Educação, constará do Anexo X, Tabela I. Art. 16 A gratificação por serviços extraordinários, atribuída aos motoristas que exerçam suas funções junto ao gabinete do Prefeito, secretario, chefe de gabinete e procurador Geral do Município, bem como os que prestam serviços em ambulâncias, passa a ser reajustada em 70 % (setenta por cento). Art. 17 As pensões concedidas pelos cofres municipais, cujos valores financeiros sejam iguais a CR$ 4.400,00 (quatro mil e quatrocentos cruzeiros), ficam reajustadas na base do menor piso salarial pago pelo Municipio. Art. 18 A retribuição financeira do Pessoal Estagiário cujos valores mensais sejam iguais a CR$4.400,00 (quatro mil e quatrocentos cruzeiros), fica reajustada na base do menor piso salarial pago pelo município. Art. 19 A gratificação adicional por tempo de serviço percebida pelos servidores inativos, a partir da vigência desta Lei, passa a ser desincorporada dos seus proventos, no mesmo percentual em que fora englobadas. Art. 20 Passará a perceber proventos equivalentes ao servidor ativo, o pessoal inativo que tenha se aposentado em igual cargo, classe, categoria funcional e/ou profissional, bem como as seguintes: a) Equivalente ao Pessoal do Grupo Tributação, arrecadação e fiscalização (TAF-900), nas classes e níveis em que foram aposentados, os fiscais de feira e logradouro e os agentes fiscais de tributos municipais, acrescidos da gratificação adicional de tempo de serviço no mesmo percentual a que faziam jus, à época da aposentadoria, na forma do anexo VII, Tabela I; b) Equivalente ao pessoal ativo, os servidores inativos que se aposentaram nos cargos de auxiliar e tesoureiro do município acrescidos da gratificação adicional de tempo de serviço no mesmo percentual a que faziam jus a época da aposentadoria, de acordo com a anexo XI, tabela I; c) Equivalente a categoria profissional de médico e dentista, os servidores inativos que se aposentaram nesta mesma categoria profissional, acrescidos da gratificação de tempo de serviço no mesmo

4 percentual a que faziam jus a época da aposentadoria, de acordo com a anexo XI, tabela I; d) Equivalente ao grupo ocupacional permanente categoria funcional de professor, classe A, nível inicial, os servidores inativos que se aposentarem na mesma categoria, acrescidos da gratificação adicional de tempo de serviço, no mesmo percentual a que faziam jus a época da aposentadoria, de acordo com o anexo XIX, tabela I. Art. 21º - Os servidores inativos, símbolo CC-1 e CC-2 que percebam proventos globais no valor de CR$ ,00 (vinte e quatro mil, seiscentos e noventa e seis cruzeiros), passarão a perceber vencimento e representação iguais aos dos diretores da ativa, símbolo C-2, acrescidos da gratificação adicional de tempo de serviço, no mesmo percentual a que faziam jus a época da aposentadoria, de acordo com o anexo III, tabela I, desta lei. Art. 22º - Os diretores inativos, símbolo C-3, que se aposentaram com direitos e vantagens deste símbolo, terão seus proventos equivalentes a soma do valor do vencimento e representação de diretor em exercício e do mesmo símbolo, acrescidos da gratificação adicional de tempo de serviço, no mesmo percentual a que faziam jus a época da aposentadoria, de acordo com anexo III, tabela I, desta lei. Art. 23º - Os aposentados em cargos de carreira do magistério, cuja faixa global dos proventos não se enquadram nas estabelecidas nesta lei, perceberão proventos equivalentes a retribuição mensal paga ao assistente em educação, do quadro suplementar do magistério, acrescidos da gratificação adicional de tempo de serviço, a que fizeram jus a época da aposentadoria, na forma do anexo XIX, tabela I. Art. 24º - ficam reajustadas, automaticamente a na forma da lei nº , de 03 de outubro de 1963, as quotas das obrigações patronais, bem como as de salário-família, sempre que houver alteração no salário mínimo regional, estabelecido por decreto federal. Art. 25º - fica criada a função gratificada, símbolo FGM-2, de coordenador educacional de unidade escolar de 5ª a 8ª série do 1º grau, de acordo com o anexo XXIV, tabela I. Art. 26º - fica igualmente criada a função gratificada, símbolo FGT-1, de chefe de creche casulo, na forma do anexo IV, tabela I. Art. 27º - fica também criada a função gratificada símbolo C-3, de diretor de centro de saúde, da secretaria de saúde e serviço social SESSO de acordo com anexo III, tabela I. Art. 28º - fica ainda criada a função gratificada símbolo FGT-1 de chefe de unidade sanitária da secretaria de saúde e serviço social SESSO. Art. 29º - a progressão funcional de que trata o artigo 38, da lei 3 061, de 02 de outubro de 1980, é extensiva também ao grupo permanente do magistério, na categoria

5 funcional de especialista em educação, e far-se-á na modalidade nela estabelecida, de acordo com o anexo XXI, tabela I. Art. 30º - Fica revogado o artigo 8º, do decreto nº. 942 de 01 de outubro de 1979, que concede gratificação de exercício aos professores e especialistas em educação, que exerçam funções em complexos educacionais. Art. 31º - consideram-se estudos adicionais, para efeito de ascensão funcional, na forma da lei nº , de 02 de outubro de 1980, os cursos de qualificação profissional de no mínimo 720 horas, ou de 02 (dois) cursos de aperfeiçoamento especifico de, no mínimo 360 horas cada, ou ainda de 03 (três) de 240 horas. Art. 32º - ficam alterados os quantitativos dos cargos e funções constantes dos anexos III, IV e V da lei nº , de 02 de outubro de 1980, grupo ocupacional permanente do magistério, categoria profissional de professores, especialistas em educação, regentes de ensino e assistentes em educação, que passarão a vigorar de acordo com os anexos VII, IX e X desta lei. Art. 33º - os quantitativos dos cargos de provimento efetivo do magistério grupo ocupacional permanente de professores especialistas, regentes de ensino e assistentes em educação, passam a ser definidos, respectivamente, nos anexos XX, XXII, a esta lei. Art. 34º - os agentes fiscais de tributos municipais nomeados em caráter temporário, na forma do artigo 68º, parágrafo 1º da constituição do estado da Paraíba, poderão ser enquadrados na forma do artigo 5º combinado com o artigo 9º, da lei nº , de 09 de outubro de 1980, de acordo com o anexo VII, tabela I. Parágrafo único O enquadramento de que trata o artigo anterior não confere efetivação ou estabilidade aos que não as possuírem. Art. 35º - A ascensão funcional do grupo tributação, arrecadação e fiscalização obedecerá aos critérios da lei nº de 09 de outubro de 1980, e de acordo com o disposto no estatuto dos funcionários públicos do município, na forma do anexo VII, tabela I. Art. 36º os agentes fiscais de tributos municipais, que não obtiveram seu enquadramento na forma e prazo prescrito pela lei nº , de 09 de outubro de 1980, poderão fazê-lo dentro de 60 (sessenta) dias contados a partir da vigência desta lei, conforme anexo VII, tabela I. Art. 37º - fica revogado o artigo 21, da lei 3064 de 09 de outubro de 1980, que limitou em 80% (oitenta por cento) da remuneração dos agentes fiscais de tributos municipais, a retribuição mensal dos agentes arrecadadores. Art. 38º - o valor de cada parcela, atribuída pelo artigo 8º, do decreto nº. 735, de 08 de julho de 1977, as funções de chefia, assessoramento e funções especiais da secretaria de finanças é fixado em CR$ 2.040,00 (dois mil e quarenta cruzeiros).

6 Art. 39º - o valor do ponto atribuído pelo artigo 4º, do decreto nº. 735, de 08 de julho de 1977, relativo a gratificação de produtividade, fica estabelecida em CR$ 300,00 (trezentos cruzeiros). Art. 40º - fica elevado para 10 (dez) o número de parcelas atribuídas pelo decreto nº. 735, de 08 de julho de 1977, aos ocupantes de função de chefia de seção, com lotação na secretaria de finanças do município. Art. 41º - a gratificação de exercício estabelecida pelo parágrafo único do artigo 1º, do decreto nº. 665, de 01 de abril de 1976, e alterado pelo decreto nº. 841/80, passa a ser fixada na proporção de 100 (cem) pontos mensais, e será atribuída pelo total das tarefas executadas pelo fiscal de posturas e obras particulares, no desempenho de sua função. Art. 42º - ficam incluídas as categorias profissionais, de psicólogo clinico e assistente social, na tabela salarial do pessoal da C.L.T., técnico do corpo clinico na forma do anexo II, tabela I, bem como no quadro de pessoal permanente, de provimento efetivo, da secretaria de saúde e serviço social de acordo com o anexo XI, tabela I. Art. 43º -a categoria profissional de técnico de comunicação social passa a integrar o quadro de pessoal de nível superior do município, de acordo com o anexo V, tabela I. Art. 44º - passarão a integrar a tabela salarial do pessoal regido pela C.L.T., as funções de encanador nível 8-C, datilografo e visitador sanitário nível 9-C, e ainda topógrafo e mecanógrafo nível 10-C, de acordo com o anexo I, tabela I. Art. 45º - ficam reclassificadas no nível 10-C, a função de mestre de oficinas, nível 7-C, as de agente arrecadador, fiscal de posturas e obras particulares e administrador regional nível 8-C, de acordo com o anexo I, tabela I. Art. 46º - fica vedado o acesso aos cargos do quadro permanente do município, salvo se o interessado tiver sido previamente aprovado em concurso publico de provas, ou de títulos. Art. 47º - o número de cargos do quadro permanente de provimento efetivo do município, passa a ser definido nos anexos II, VI, VIII, X, XII, XIV, XVI, XVIII, XX e XXII. Art. 48º - a ascensão funcional obedecerá a processo seletivo, através de provas, ou de provas e títulos, aproveitando-se também os servidores que possuírem cursos de especialização. Parágrafo único entende-se por curso de especialização, para efeito de aproveitamento de que trata este artigo, o realizado em área especifica a nível de pósgraduação, com duração mínima de 360 (trezentos e sessenta), horas de atividade. Art. 49º - após cada 5 (cinco) anos de efetivo exercício no cargo ou função, ao servidor será atribuída uma gratificação equivalente a 5% (cinco por cento, a titulo de qüinqüênio, calculado sobre o vencimento ou salário.

7 Art. 50º - a progressão funcional, para efeito desta lei, é o avanço da situação funcional do servidor, feita em sentido horizontal com direito a vantagem de vencimento ou salário, considerando o tempo de serviço público, prestado em qualquer do poder público. Art. 51º - a progressão funcional dos cargos e funções de todas as categorias profissionais obedecerá ao critério de antiguidade e se processará após cada 07 (sete) anos de serviço publico efetivamente prestado, da seguinte forma: a) no nível I, até 07 (sete) anos de serviço; b) no nível II, de mais de 07 (sete) anos até 14 (quatorze) anos de serviço; c) no nível III, de mais de 14 (quatorze) anos até 21 (vinte e um) anos de serviço; d) no nível IV, de mais de 21 (vinte e um) anos até 28 (vinte e oito) anos de serviço; e) no nível V, de mais de 28 (vinte e oito) anos de serviço. Art. 52º - os servidores que em virtude da lei nº , de 08 de outubro de 1980, integram a classe profissional de assessor jurídico, e da lei nº.3.064, de 09 de outubro de 1980, que compõem o grupo tributação, arrecadação e fiscalização (TAF 900), adquirem a condição de funcionários, prevista no artigo 19, dos estatutos dos funcionários públicos do município, após 02 (dois) anos de exercício, ressalvada a estabilidade já adquirida em decorrência de qualquer prescrição legal. Art. 53º - o chefe do poder executivo disciplinará por decreto a reclassificação dos cargos e funções em níveis, bem como definirá as atribuições a eles inerentes. Art. 54º - não será computado por um sistema jurídico o tempo de serviço que já tenha servido de base para concessão de aposentadoria ou outras vantagens de ordem financeiras e funcional, pelo outro sistema. Art. 55º - a categoria funcional de bacharel em ciências jurídicas e sociais, integrantes do quadro de técnico de nível superior, passa a ser denominada de bacharel em direito, na forma dos anexos XVII e V, tabela I, dos quadros de pessoal permanente, de provimento efetivo e da C.L.T., respectivamente. Art. 56º - ao funcionário que completar o tempo de serviço para a aposentadoria voluntária e permanecer em exercício, será assegurado um acréscimo de 20% (vinte por cento), sobre o vencimento. Parágrafo único a vantagem neste artigo não será incorporada ao provento da aposentadoria, salvo se a permanência na atividade for de 03 (três) anos. Art. 57º - o valor do ponto da gratificação de produtividade incluído nos proventos dos agentes fiscais de tributos municipais e fiscais de feira e logradouros fica atualizado, de acordo com o percebido pelo grupo TAF-900, devendo ser pago no total por eles percebido por ocasião da aposentadoria, e não servira de base de calculo para nenhuma vantagem financeira, inclusive adicional de tempo de serviço.

8 Art. 58º - o funcionário do quadro permanente de provimento efetivo, poderá ser contratado no regime jurídico da consolidação das leis do trabalho (C.L.T.), assegurando seu retorno ao cargo, de acordo com a lei nº , de 03 de outubro de 1972, e permitindo a contagem de tempo de serviço durante o afastamento para efeito de aposentadoria, disponibilidade, progressão, ascensão e adicionais ou qüinqüênios. Art. 59º - para atender as despesas decorrentes da aplicação desta lei, fica o poder executivo autorizado a abrir, exercício de 1982, um crédito suplementar de CR$ ,00 (trezentos e sessenta milhões de cruzeiros). Art. 60º - o departamento de recursos humanos DERHU, da secretaria de administração, providenciará, dentro de 90 (noventa) dias, contados da vigência desta lei, as apostilas nos títulos dos servidores beneficiados. Art. 61º - Esta Lei entrará em vigor a partir de 1º de janeiro de 1982, revogadas as disposições em contrário. PAÇO DA PREFEITURA MUNICIPAL DE JOÃO PESSOA, EM 13 DE NOVEMBRO DE DAMÁSIO BARBOSA DA FRANCA (PREFEITO) JOSÉ JERÔNIMO LEITE (SEC. DE FINANÇAS) JORGE GILSON PEREIRA DE FARIAS (SEC. DE ADMINISTRAÇÃO) GENIVAL DA SILVA TORRES (CHEFE DE GABINETE)

LEI Nº , DE 23 DE SETEMBRO DE 2015.

LEI Nº , DE 23 DE SETEMBRO DE 2015. LEI Nº 11.922, DE 23 DE SETEMBRO DE 2015. Ficam alterados os arts. 27, 28, 32, 34, 39 e incluídos os arts. 32-A, 32-B, 39-A e o Anexo VI na Lei nº 6.151, de 13 de julho de 1988; alterados os arts. 36,

Leia mais

LEI Nº /04/92

LEI Nº /04/92 LEI Nº 9937-20/04/92 Publicado no Diário Oficial Nº 3746 de 20/04/92 Súmula: REAJUSTA, A PARTIR DE 1º DE ABRIL DE 1992, OS NÍVEIS DE VENCIMENTOS DOS CARGOS QUE ESPECIFICA, DO PODER EXECUTIVO, ASSIM COMO

Leia mais

ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL

ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL LEI Nº 3.669, DE 15 DE MAIO DE 2009. Aprova tabelas de vencimento e de subsídio dos servidores das categorias funcionais integrantes das carreiras do Plano de Cargos, Empregos

Leia mais

lei complementar 1.158, de

lei complementar 1.158, de Página 1 de 11 LEI COMPLEMENTAR Nº 1.158, DE 2 DE DEZEMBRO DE 2011 Dispõe sobre a reclassificação dos vencimentos e salários dos servidores integrantes das classes regidas pela Lei Complementar nº 1.080,

Leia mais

LEI N.º 2.146, DE 31 DE JANEIRO DE O povo do Município de Ubá, por seus representantes, decretou, e eu, em seu nome, sanciono a seguinte Lei:

LEI N.º 2.146, DE 31 DE JANEIRO DE O povo do Município de Ubá, por seus representantes, decretou, e eu, em seu nome, sanciono a seguinte Lei: LEI N.º 2.146, DE 31 DE JANEIRO DE 1991. Estabelece normas para a fixação do vencimento básico e da remuneração dos níveis e graus dos cargos e das funções públicas do quadro de Servidores Públicos do

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR Nº 798, DE 10 DE JUNHO DE 2016.

LEI COMPLEMENTAR Nº 798, DE 10 DE JUNHO DE 2016. LEI COMPLEMENTAR Nº 798, DE 10 DE JUNHO DE 2016. Cria a Gratificação por Atividade de Planejamento Estratégico (GAPE), devida a servidores lotados e em efetivo exercício na Secretaria Municipal de Planejamento

Leia mais

LEI Nº. 006/2012. III. Grupo Hierárquico II, Nível Fundamental II, será reajustado com um percentual de 6,5% (seis e meio) por cento;

LEI Nº. 006/2012. III. Grupo Hierárquico II, Nível Fundamental II, será reajustado com um percentual de 6,5% (seis e meio) por cento; LEI Nº. 006/2012 Autoriza o Poder Executivo a alterar os valores a título de remuneração dos servidores exercentes de cargos de carreira e cargos em comissão lotados no Executivo Municipal, sendo estendido

Leia mais

CARREIRA DO MAGISTÉRIO SUPERIOR

CARREIRA DO MAGISTÉRIO SUPERIOR SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO ACRE Pró-Reitoria de Desenvolvimento e Gestão de Pessoas Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenadoria de Administração de Pagamento

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO RESOLUÇÃO Nº 08/2016 Altera a Lei nº 5.343/2008 e a Lei nº 6.328/2012, para aperfeiçoar a carreira docente da UERJ, e dá outras providências. O CONSELHO UNIVERSITÁRIO, no uso da competência que lhe atribui

Leia mais

VALDEMIR ANTONIO MORALLES, Prefeito

VALDEMIR ANTONIO MORALLES, Prefeito LEI Nº. 2.955 DE 06 DE MARÇO DE 2.013. REVOGA AS LEIS MUNICIPAIS Nº 2.875/11 E 2.902/12 E DISPÕE SOBRE O ADICIONAL DE QUINQUÊNIO AOS SERVIDORES PÚBLICOS MUNICIPAIS DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA INDIRETA E DÁ

Leia mais

LEI de 02/12/ Texto Atualizado

LEI de 02/12/ Texto Atualizado LEI 19837 de 02/12/2011 - Texto Atualizado Promove alterações na política remuneratória das carreiras do Grupo de Atividades da Educação Básica e das carreiras do pessoal civil da Polícia Militar e dá

Leia mais

PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO Nº 40, DE (Do Poder Executivo)

PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO Nº 40, DE (Do Poder Executivo) PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO Nº 40, DE 2003 (Do Poder Executivo) Modifica os artigos 37, 40, 42, 48, 96, 142 e 149 da Constituição Federal, o artigo 8º da Emenda Constitucional nº 20, de 15 de dezembro

Leia mais

FAÇO SABER QUE A CÂMARA MUNICIPAL DE APARECIDA DE GOIÂNIA APROVOU E EU, PREFEITO MUNICIPAL, SANCIONO A SEGUINTE LEI:

FAÇO SABER QUE A CÂMARA MUNICIPAL DE APARECIDA DE GOIÂNIA APROVOU E EU, PREFEITO MUNICIPAL, SANCIONO A SEGUINTE LEI: LEI MUNICIPAL Nº 2.221, DE 14 DE DEZEMBRO DE 2001. Dispõe sobre o Plano de Carreira e Vencimentos do Grupo Ocupacional Magistério da Prefeitura Municipal de Aparecida de Goiânia. FAÇO SABER QUE A CÂMARA

Leia mais

LEI Nº , DE 2 DE FEVEREIRO DE Seção XXIV. Do Plano de Carreiras e Cargos do Inmetro

LEI Nº , DE 2 DE FEVEREIRO DE Seção XXIV. Do Plano de Carreiras e Cargos do Inmetro LEI Nº 11.907, DE 2 DE FEVEREIRO DE 2009. Seção XXIV Do Plano de Carreiras e Cargos do Inmetro Art. 147. Os arts. 56, 60, 61, 62 e 63 da Lei n o 11.355, de 19 de outubro de 2006, passam a vigorar com a

Leia mais

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DE MATO GROSSO SECRETARIA DE SERVIÇOS LEGISLATIVOS LEI COMPLEMENTAR Nº 79, DE 13 DE DEZEMBRO DE 2000 D.O

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DE MATO GROSSO SECRETARIA DE SERVIÇOS LEGISLATIVOS LEI COMPLEMENTAR Nº 79, DE 13 DE DEZEMBRO DE 2000 D.O Autor: Poder Executivo LEI COMPLEMENTAR Nº 79, DE 13 DE DEZEMBRO DE 2000 D.O. 13.12.00. Dispõe sobre o subsídio dos integrantes do Grupo TAF - Tributação, Arrecadação e Fiscalização. O GOVERNADOR DO ESTADO

Leia mais

SUBSTITUTIVO ADOTADO PELA COMISSÃO. Art. 1º A Constituição Federal passa a vigorar com as seguintes alterações: Art

SUBSTITUTIVO ADOTADO PELA COMISSÃO. Art. 1º A Constituição Federal passa a vigorar com as seguintes alterações: Art COMISSÃO ESPECIAL DESTINADA A APRECIAR E PROFERIR PARECER À PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO Nº 40-A, DE 2003, QUE "MODIFICA OS ARTS. 37, 40, 42, 48, 96, 142 E 149 DA CONSTITUIÇÃO FEDERAL, O ART. 8º DA

Leia mais

SENADO FEDERAL COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO, JUSTIÇA E CIDADANIA

SENADO FEDERAL COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO, JUSTIÇA E CIDADANIA SENADO FEDERAL COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO, JUSTIÇA E CIDADANIA PARECER Nº, DE 2003 Redação, para o segundo turno, da Proposta de Emenda à Constituição nº 67, de 2003 (nº 40, de 2003, na Câmara dos Deputados).

Leia mais

O PREFEITO MUNICIPAL DE SEROPÉDICA, Estado do Rio de Janeiro, faço saber que a Câmara Municipal de Vereadores aprovou e eu sanciono a seguinte Lei.

O PREFEITO MUNICIPAL DE SEROPÉDICA, Estado do Rio de Janeiro, faço saber que a Câmara Municipal de Vereadores aprovou e eu sanciono a seguinte Lei. De 14 de dezembro de 2005 LEI N 316/05 Dispõe sobre o Plano de Carreiras e Remuneração dos Profissionais da Educação do Município de Seropédica. O PREFEITO MUNICIPAL DE SEROPÉDICA, Estado do Rio de Janeiro,

Leia mais

BANCO CENTRAL DO BRASIL

BANCO CENTRAL DO BRASIL LEI Nº 8.911 DE 11 DE JULHO DE 1994 Dispõe sobre a remuneração dos cargos em comissão, define critérios de incorporação de vantagens de que trata a Lei nº 8.112, de 11 de dezembro de 1990, no âmbito do

Leia mais

ESTADO DO MARANHÃO ASSEMBLEIA LEGISLATIVA INSTALADA EM 16 DE FEVEREIRO DE 1835 DIRETORIA LEGISLATIVA LEI Nº DE 29 DE MARÇO DE 2006

ESTADO DO MARANHÃO ASSEMBLEIA LEGISLATIVA INSTALADA EM 16 DE FEVEREIRO DE 1835 DIRETORIA LEGISLATIVA LEI Nº DE 29 DE MARÇO DE 2006 LEI Nº 8.369 DE 29 DE MARÇO DE 2006 O GOVERNADOR DO ESTADO DO MARANHÃO, Dispõe sobre reajuste da remuneração dos servidores públicos estaduais civis e militares, e dá outras providências. Faço saber a

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR Nº1148, DE 15 DE SETEMBRO DE 2011

LEI COMPLEMENTAR Nº1148, DE 15 DE SETEMBRO DE 2011 1 São Paulo, 121 (176) Diário Oficial Poder Executivo - Seção I sexta-feira, 16 de setembro de 2011 LEI COMPLEMENTAR Nº1148, DE 15 DE SETEMBRO DE 2011 Altera a Lei complementar nº 1.044, de 13 de maio

Leia mais

LEI N o /2011. Art (...) (...)

LEI N o /2011. Art (...) (...) LEI N o 11.309/2011 Altera dispositivos da Lei Municipal nº 10.679/2008, que Institui as carreiras do grupo de atividades de saneamento do Centro Operacional de Desenvolvimento e Saneamento de Uberaba

Leia mais

LEI Nº 4.027, DE 20 DE MAIO DE 2011.

LEI Nº 4.027, DE 20 DE MAIO DE 2011. LEI Nº 4.027, DE 20 DE MAIO DE 2011. Aprova as tabelas de vencimento-base e de subsídio dos servidores públicos estaduais, integrantes do Plano de Cargos, Empregos e Carreiras da administração direta,

Leia mais

Substitua-se, os artigos 46 ao 68 pelos seguintes artigos, renumerando os demais bem como os anexos:

Substitua-se, os artigos 46 ao 68 pelos seguintes artigos, renumerando os demais bem como os anexos: COMISSÃO DE TRABALHO, DE ADMINISTRAÇÃO E SERVIÇO PÚBLICO-CTASP EMENDA SUBSTITUTIVA AO PROJETO DE LEI 6788 de 2017 Substitua-se no PL 6788, os artigos 46 ao 68 pelos seguintes artigos: Substitua-se, os

Leia mais

LEI Nº O GOVERNADOR DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO. Faço saber que a Assembléia Legislativa decretou e eu sanciono a seguinte Lei:

LEI Nº O GOVERNADOR DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO. Faço saber que a Assembléia Legislativa decretou e eu sanciono a seguinte Lei: LEI Nº 4.127 O GOVERNADOR DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO Faço saber que a Assembléia Legislativa decretou e eu sanciono a seguinte Lei: Art. 1º - A gratificação de produtividade, prevista nos artigos 157,

Leia mais

PROJETO DE LEI 4.689/2010

PROJETO DE LEI 4.689/2010 PROJETO DE LEI 4.689/2010 Fixa o subsídio das carreiras do Grupo da Educação Básica do Poder Executivo Estadual e do pessoal civil da Polícia Militar do Estado de Minas Gerais e dá outras providências.

Leia mais

Prefeitura Municipal de Acaiaca

Prefeitura Municipal de Acaiaca LEI COMPLEMENTAR N 06/2013 Transforma empregos em cargos públicos e dá outras providências. O PREFEITO DO MUNICÍPIO DE ACAIACA Faço saber que a Câmara Municipal de Acaiaca aprovou, e eu, Prefeito Municipal,

Leia mais

LEI Nº 8.460, DE 17 DE SETEMBRO DE 1992. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte lei:

LEI Nº 8.460, DE 17 DE SETEMBRO DE 1992. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte lei: LEI Nº 8.460, DE 17 DE SETEMBRO DE 1992. Mensagem de veto Texto compilado Concede antecipação de reajuste de vencimentos e de soldos dos servidores civis e militares do Poder Executivo e dá outras providências.

Leia mais

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE PORTO VELHO

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE PORTO VELHO LEI Nº 1.017,DE 15 DE MAIO DE 1992. Dispõe sobre o Plano de Cargos e Vencimentos dos Funcionários do Instituto de Previdência e Assistência dos Servidores do Município de Porto Velho IPAM e dá outras providências.

Leia mais

Art. 3º A Carreira dos Profissionais do Serviço de Trânsito é composta por 03 (três) cargos:

Art. 3º A Carreira dos Profissionais do Serviço de Trânsito é composta por 03 (três) cargos: EI N 8.912, DE 27 DE JUNHO DE 2008. Autor: Poder Executivo Reestrutura a Carreira dos Profissionais do Serviço de Trânsito do Estado de Mato Grosso do Departamento Estadual de Trânsito - DETRAN/MT, e dá

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE GOIÁS Secretaria de Estado da Casa Civil

GOVERNO DO ESTADO DE GOIÁS Secretaria de Estado da Casa Civil GOVERNO DO ESTADO DE GOIÁS Secretaria de Estado da Casa Civil LEI Nº 17.691, DE 04 DE JULHO DE 2012. Introduz alterações nas Leis nºs 15.397, de 22 de setembro de 2005, e 16.901, de 26 de janeiro de 2010,

Leia mais

TABELA DE REMUNERAÇÃO DOS SERVIDORES DA FASC

TABELA DE REMUNERAÇÃO DOS SERVIDORES DA FASC TABELA DE REMUNERAÇÃO DOS SERVIDORES DA FASC A presente publicação visa o atendimento ao contido no 6º, do art. 39 da Constituição Federal, com nova redação dada pelo art. 5º, da Emenda Constitucional

Leia mais

LEI N o 18802, de 31 de março 2010

LEI N o 18802, de 31 de março 2010 LEI N o 18802, de 31 de março 2010 Reajusta os valores das tabelas de vencimento básico das carreiras do Poder Executivo que menciona e dá outras providências. O GOVERNADOR DO ESTADO DE MINAS GERAIS, O

Leia mais

LEI N , DE 18 DE JUNHO DE 2014

LEI N , DE 18 DE JUNHO DE 2014 LEI N. 12.998, DE 18 DE JUNHO DE 2014 Dispõe sobre remuneração das Carreiras e dos Planos Especiais de Cargos das Agências Reguladoras, das Carreiras e do Plano Especial de Cargos do Departamento Nacional

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR Nº 519

LEI COMPLEMENTAR Nº 519 LEI COMPLEMENTAR Nº 519 Dispõe sobre a modalidade de remuneração por subsídio para os servidores dos cargos de padrão 01 a 15 do Quadro Permanente do Serviço Civil do Poder Executivo, para os servidores

Leia mais

LEI Nº 170/1992 DISPÕE SOBRE O PLANO DE CARGOS E SALÁRIOS DO FUNCIONALISMO PÚBLICO DO MUNICÍPIO DE SÃO SEBASTIÃO DO ALTO E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS.

LEI Nº 170/1992 DISPÕE SOBRE O PLANO DE CARGOS E SALÁRIOS DO FUNCIONALISMO PÚBLICO DO MUNICÍPIO DE SÃO SEBASTIÃO DO ALTO E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. LEI Nº 170/1992 DISPÕE SOBRE O PLANO DE CARGOS E SALÁRIOS DO FUNCIONALISMO PÚBLICO DO MUNICÍPIO DE SÃO SEBASTIÃO DO ALTO E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. O PREFEITO DO MUNICÍPIO DE SÃO SEBASTIÃO DO ALTO, ESTADO

Leia mais

LEI Nº CAPITULO I DA ESTRUTURA DO QUADRO

LEI Nº CAPITULO I DA ESTRUTURA DO QUADRO LEI Nº 3.116 Dispõe sobre o Sistema de Classificação de Cargos dos Funcionários da Prefeitura, define a tabela de vencimentos e dá outras providências. O PREFEITO MUNICIPAL DE PELOTAS, Estado do Rio Grande

Leia mais

ESTADO DE ALAGOAS GABINETE DO GOVERNADOR

ESTADO DE ALAGOAS GABINETE DO GOVERNADOR DECRETO Nº 2.399, DE 27 DE JANEIRO DE 2005. REGULAMENTA O PRÊMIO DE PRODUTIVIDADE FISCAL DE QUE TRATAM AS LEIS Nºs 6.285, DE 23 DE JANEIRO DE 2002 E 6.520, DE 30 DE SETEMBRO DE 2004. O GOVERNADOR DO ESTADO

Leia mais

RIO GRANDE DO NORTE LEI COMPLEMENTAR Nº 419, DE 31 DE MARÇO DE 2010.

RIO GRANDE DO NORTE LEI COMPLEMENTAR Nº 419, DE 31 DE MARÇO DE 2010. RIO GRANDE DO NORTE LEI COMPLEMENTAR Nº 419, DE 31 DE MARÇO DE 2010. Dispõe sobre o Plano de Cargos e Remunerações da Fundação José Augusto e dá outras providências. A GOVERNADORA DO ESTADO DO RIO GRANDE

Leia mais

LEI Nº 1.275/2013. CNPJ. nº / Praça Padre Francisco Pedro da Silva, nº 145- Centro CEP: OURICURI-PERNAMBUCO

LEI Nº 1.275/2013. CNPJ. nº / Praça Padre Francisco Pedro da Silva, nº 145- Centro CEP: OURICURI-PERNAMBUCO LEI Nº 1.275/2013 Ementa:Dispõe sobre o Plano de Cargos, Carreira e Vencimentos dos Servidores da Prefeitura Municipal de Ouricuri, Estado de Pernambuco e dá outras providências. O PREFEITO DO MUNICÍPIO

Leia mais

Este texto não substitui o original publicado no Diário Oficial

Este texto não substitui o original publicado no Diário Oficial Este texto não substitui o original publicado no Diário Oficial LEI N 991 DE 6 DE MAIO DE 2015. Reajusta os valores constantes dos anexos I a VII da Lei nº 153, de 01 de outubro de 1996, e suas alterações,

Leia mais

CAPÍTULO VIII DA PROGRESSÃO

CAPÍTULO VIII DA PROGRESSÃO 1º Para a concessão da Licença Sabática prevista neste artigo, o servidor deverá assumir o compromisso de permanência na FAETEC por um período correspondente ao dobro do período da Licença. 2º A Licença

Leia mais

O PREFEITO DO MUNICIPAL DO SALVADOR, CAPITAL DO ESTADO DA BAHIA,

O PREFEITO DO MUNICIPAL DO SALVADOR, CAPITAL DO ESTADO DA BAHIA, Dispõe sobre a extinção de cargos públicos, altera e acrescenta dispositivos às Leis 6.149/2002 e 7.867/2010 na forma que indica e dá outras providências. O PREFEITO DO MUNICIPAL DO SALVADOR, CAPITAL DO

Leia mais

b) aos demais aplicar-se-á, para fins de cálculo das aposentadorias e pensões, o disposto na Lei n o , de 18 de junho de 2004.

b) aos demais aplicar-se-á, para fins de cálculo das aposentadorias e pensões, o disposto na Lei n o , de 18 de junho de 2004. LEI Nº 12.277, DE 30 DE JUNHO DE 2010. Dispõe sobre a instituição do Adicional por Participação em Missão no Exterior, a remuneração dos cargos de Atividades Técnicas da Fiscalização Federal Agropecuária

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos LEI Nº 11.890, DE 24 DE DEZEMBRO DE 2008. Conversão da MPv nº 440, de 2008. Mensagem de veto Dispõe sobre a reestruturação da composição

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº. Art. 1º. A Lei nº 12.066, de 13 de janeiro de 1993, passa a vigorar com as seguintes alterações:

PROJETO DE LEI Nº. Art. 1º. A Lei nº 12.066, de 13 de janeiro de 1993, passa a vigorar com as seguintes alterações: PROJETO DE LEI Nº Altera, revoga e acrescenta dispositivos das Leis nº 12.066, de 13 de janeiro de 1993, que dispõe sobre a estrutura do Grupo Ocupacional do Magistério da Educação Básica MAG e instituiu

Leia mais

A CÂMARA MUNICIPAL DE BARRA MANSA APROVA E EU SANCIONO A SEGUINTE: LEI Nº 2379 DE 26 DE ABRIL DE 1991

A CÂMARA MUNICIPAL DE BARRA MANSA APROVA E EU SANCIONO A SEGUINTE: LEI Nº 2379 DE 26 DE ABRIL DE 1991 A CÂMARA MUNICIPAL DE BARRA MANSA APROVA E EU SANCIONO A SEGUINTE: LEI Nº 2379 DE 26 DE ABRIL DE 1991 Institui o Regime Jurídico Único dos Servidores do Município de Barra Mansa e dá outras providências.

Leia mais

TEXTO DOCUMENTO PROJETO DE LEI TÍTULO I. Das Disposições Preliminares

TEXTO DOCUMENTO PROJETO DE LEI TÍTULO I. Das Disposições Preliminares Plano de Carreira TEXTO DOCUMENTO PROJETO DE LEI Consolida o Plano de Carreira e Cargo de Professor Federal e dispõe sobre a reestruturação e unificação das carreiras e cargos do magistério da União, incluídas

Leia mais

ESTADO DE ALAGOAS GABINETE DO GOVERNADOR

ESTADO DE ALAGOAS GABINETE DO GOVERNADOR ESTADO DE ALAGOAS GABINETE DO GOVERNADOR LEI Nº 6.774, DE 23 DE NOVEMBRO DE 2006. CRIA O ESTATUTO DOS SERVIDORES DO QUADRO DE SERVIÇOS AUXILIARES DE APOIO TÉCNICO E ADMINISTRATIVO DO MINISTÉRIO PÚBLICO

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº 044, DE 27 DE JUNHO DE 2017.

PROJETO DE LEI Nº 044, DE 27 DE JUNHO DE 2017. PROJETO DE LEI Nº 044, DE 27 DE JUNHO DE 2017. Dispõe sobre os critérios para a incorporação como vantagem pessoal das gratificações e vencimentos dos cargos em comissão e funções de confiança e dá outras

Leia mais

Estado do Amazonas PODER LEGISLATIVO Câmara Municipal de Canutama CNPJ nº /

Estado do Amazonas PODER LEGISLATIVO Câmara Municipal de Canutama CNPJ nº / RESOLUÇÃO LEGISLATIVA Nº 01/2014, DE 22 DE ABRIL DE 2014. Dispõe sobre a Reestruturação do Quadro de Pessoal da Câmara de Vereadores de Canutama e determina outras providências. A Presidenta da Câmara

Leia mais

QUADRO DE CARGOS DE PROVIMENTO EFETIVO I GRUPO AUXILIAR REMUNERAÇÃO 2

QUADRO DE CARGOS DE PROVIMENTO EFETIVO I GRUPO AUXILIAR REMUNERAÇÃO 2 1. QUADRO DE CARGOS DA LEI MUNICIPAL N٥ 7.507 DE 14 DE JANEIRO DE 1991 QUADRO DE CARGOS DE PROVIMENTO EFETIVO I GRUPO AUXILIAR REMUNERAÇÃO 2 1.1 - Subgrupo I 1 (escolaridade elementar) - Agente de Serviços

Leia mais

EMENDA CONSTITUCIONAL Nº 41, DE 19 DE DEZEMBRO DE 2003

EMENDA CONSTITUCIONAL Nº 41, DE 19 DE DEZEMBRO DE 2003 EMENDA CONSTITUCIONAL Nº 41, DE 19 DE DEZEMBRO DE 2003 Modifica os arts. 37, 40, 42, 48, 96, 149 e 201 da Constituição Federal, revoga o inciso IX do 3º do art. 142 da Constituição Federal e dispositivos

Leia mais

QUADRO DE PESSOAL PARTE PERMANENTE ANEXO I CARGOS DE PROVIMENTO EFETIVO CRIADOS, MANTIDOS OU RENOMENCLADOS

QUADRO DE PESSOAL PARTE PERMANENTE ANEXO I CARGOS DE PROVIMENTO EFETIVO CRIADOS, MANTIDOS OU RENOMENCLADOS Lei N.º288, de 20 de Novembro de 2012. Altera o quadro de pessoal parte permanente e seus níveis do anexo I e II e a escala de vencimentos do anexo III, da Lei Complementar N.º075/98; Lei N.º162 de 14

Leia mais

O PREFEITO MUNICIPAL DE IMBITUBA Faço saber que a Câmara Municipal de Imbituba aprovou e eu sanciono a seguinte Lei:

O PREFEITO MUNICIPAL DE IMBITUBA Faço saber que a Câmara Municipal de Imbituba aprovou e eu sanciono a seguinte Lei: LEI Nº 4.764, DE 30 DE NOVEMBRO DE 2016. Estima a Receita e fixa a Despesa do Município de Imbituba para o Exercício de 2017. O PREFEITO MUNICIPAL DE IMBITUBA Faço saber que a Câmara Municipal de Imbituba

Leia mais

LEI MUNICIPAL Nº487/70

LEI MUNICIPAL Nº487/70 LEI MUNICIPAL Nº487/70 Reestrutura o Quadro de Funcionários do Município, dispõe sobre o Plano de pagamento e dá outras providências. JOSÉ THEOMAR LEHNEN, Prefeito Municipal de Taquara: Faço saber que

Leia mais

DECRETO Nº , DE 4 DE NOVEMBRO DE 2016.

DECRETO Nº , DE 4 DE NOVEMBRO DE 2016. DECRETO Nº 19.549, DE 4 DE NOVEMBRO DE 2016. Dá nova redação ao art. 9º, às als. a, b e c do caput e do 2º do art. 10 e ao 2º do art. 13 e revoga o 4º do art. 10 do Anexo do Decreto nº 12.091, de 14 de

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR Nº. 119 DE 03 DE DEZEMBRO DE 2010.

LEI COMPLEMENTAR Nº. 119 DE 03 DE DEZEMBRO DE 2010. LEI COMPLEMENTAR Nº. 119 DE 03 DE DEZEMBRO DE 2010. Estabelece e regulamenta a atribuição de adicionais e a concessão de gratificações gerais aos servidores públicos da Administração Direta, Autárquica

Leia mais

(...) CAPÍTULO II DAS CARREIRAS TRIBUTÁRIA E ADUANEIRA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL E DE AUDITORIA-FISCAL DO TRABALHO

(...) CAPÍTULO II DAS CARREIRAS TRIBUTÁRIA E ADUANEIRA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL E DE AUDITORIA-FISCAL DO TRABALHO MEDIDA PROVISÓRIA Nº 765, DE 29 DE DEZEMBRO DE 2016. Altera a remuneração de servidores de ex- Territórios e de servidores públicos federais; reorganiza cargos e carreiras, estabelece regras de incorporação

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Página 1 de 8 Brastra (4376 bytes) Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos EMENDA CONSTITUCIONAL Nº 41, DE 19 DE DEZEMBRO DE 2003 As MESAS da CÂMARA DOS DEPUTADOS e do SENADO

Leia mais

SECRETARIA DE RECURSOS HUMANOS PORTARIA NORMATIVA Nº 2, DE 8 DE NOVEMBRO DE 2011

SECRETARIA DE RECURSOS HUMANOS PORTARIA NORMATIVA Nº 2, DE 8 DE NOVEMBRO DE 2011 SECRETARIA DE RECURSOS HUMANOS PORTARIA NORMATIVA Nº 2, DE 8 DE NOVEMBRO DE 2011 Dispõe sobre os procedimentos para a aplicação do limite remuneratório de que trata o inciso XI, do art. 37, da Constituição

Leia mais

LEI N , DE 25 DE AGOSTO DE 2008 O GOVERNADOR DO ESTADO DO ACRE CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

LEI N , DE 25 DE AGOSTO DE 2008 O GOVERNADOR DO ESTADO DO ACRE CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES LEI N. 2.021, DE 25 DE AGOSTO DE 2008 Institui o Plano de Carreira e Remuneração dos profissionais de nível superior ocupantes dos cargos de engenheiro, tecnólogo, arquiteto, geógrafo, geólogo, médico

Leia mais

RESOLUÇÃO CONSELHO DIRETOR Nº 021/10 (Processo nºª 9062/08)

RESOLUÇÃO CONSELHO DIRETOR Nº 021/10 (Processo nºª 9062/08) RESOLUÇÃO CONSELHO DIRETOR Nº 021/10 (Processo nºª 9062/08) Dispõe sobre a Estruturação do Plano de Classificação de Cargos e Carreiras do corpo técnico-administrativo da Fundação Santo André, estabelece

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR Nº 418, DE 31 DE MARÇO DE 2010.

LEI COMPLEMENTAR Nº 418, DE 31 DE MARÇO DE 2010. Governo do Estado do Rio Grande do Norte Gabinete Civil Coordenadoria de Controle dos Atos Governamentais LEI COMPLEMENTAR Nº 418, DE 31 DE MARÇO DE 2010. Institui o Plano de Cargos e Remuneração para

Leia mais

RIO GRANDE DO NORTE LEI COMPLEMENTAR Nº 423, DE 31 DE MARÇO DE 2010

RIO GRANDE DO NORTE LEI COMPLEMENTAR Nº 423, DE 31 DE MARÇO DE 2010 RIO GRANDE DO NORTE LEI COMPLEMENTAR Nº 423, DE 31 DE MARÇO DE 2010 Reajusta o piso remuneratório dos servidores públicos efetivos da Secretaria de Estado da Saúde Pública, contido no Anexo I da Lei Complementar

Leia mais

RESOLUÇÃO N 001/2013-CMS

RESOLUÇÃO N 001/2013-CMS RESOLUÇÃO N 001/2013-CMS QUE DISPÕE SOBRE A ESTRUTURA ADMINISTRATIVA, QUADRO DE PESSOAL E DE CARGOS EM COMISSÃO DA CÂMARA MUNICIPAL DE SANTANA, E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. O PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DA ADMINISTRAÇÃO E DO PATRIMÔNIO INSTRUÇÃO NORMATIVA SEAP Nº 05, DE 28 DE ABRIL DE 1999.

SECRETARIA DE ESTADO DA ADMINISTRAÇÃO E DO PATRIMÔNIO INSTRUÇÃO NORMATIVA SEAP Nº 05, DE 28 DE ABRIL DE 1999. SECRETARIA DE ESTADO DA ADMINISTRAÇÃO E DO PATRIMÔNIO INSTRUÇÃO NORMATIVA SEAP Nº 05, DE 28 DE ABRIL DE 1999. Estabelece orientação aos órgãos setoriais e seccionais do Sistema de Pessoal Civil da Administração

Leia mais

Faço saber que a Assembléia Legislativa decretou e eu sanciono a seguinte Lei:

Faço saber que a Assembléia Legislativa decretou e eu sanciono a seguinte Lei: LEI COMPLEMENTAR Nº 31 O GOVERNADOR DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO Faço saber que a Assembléia Legislativa decretou e eu sanciono a seguinte Lei: TITULO I Das Disposições Preliminares Art. 1º - Fica criada

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR Nº 539 DE 02 DE JUNHO DE Institui novas Tabelas Salariais para o Funcionalismo Público Municipal; extingue o Adicional de

LEI COMPLEMENTAR Nº 539 DE 02 DE JUNHO DE Institui novas Tabelas Salariais para o Funcionalismo Público Municipal; extingue o Adicional de LEI COMPLEMENTAR Nº 539 DE 02 DE JUNHO DE 2017. Institui novas Tabelas Salariais para o Funcionalismo Público Municipal; extingue o Adicional de Nível Universitário, a Gratificação de Assiduidade e o Adicional

Leia mais

JUSTIFICATIVA A MINUTA DE PROJETO DE LEI SOBRE GRATIFICAÇÃO DE PRODUTIVIDADE PREVISTA NA LEI COMPLEMENTAR 078/2011.

JUSTIFICATIVA A MINUTA DE PROJETO DE LEI SOBRE GRATIFICAÇÃO DE PRODUTIVIDADE PREVISTA NA LEI COMPLEMENTAR 078/2011. JUSTIFICATIVA A MINUTA DE PROJETO DE LEI SOBRE GRATIFICAÇÃO DE PRODUTIVIDADE PREVISTA NA LEI COMPLEMENTAR 078/2011. Conforme acordado na última reunião realizada com o Secretário da Fazenda do Estado do

Leia mais

Aprova o Regulamento de Recursos Humanos e o Plano de Cargos e Salários do ITCBio

Aprova o Regulamento de Recursos Humanos e o Plano de Cargos e Salários do ITCBio RESOLUÇÃO N 02/2016, DE 10 DE AGOSTO DE 2016. Aprova o Regulamento de Recursos Humanos e o Plano de Cargos e Salários do ITCBio O CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO, reunido em de 2016, no exercício de suas competências

Leia mais

Art. 3º - A estrutura orgânica básica da Prefeitura Municipal de Alvorada do Gurguéia é constituída dos seguintes órgãos:

Art. 3º - A estrutura orgânica básica da Prefeitura Municipal de Alvorada do Gurguéia é constituída dos seguintes órgãos: Lei nº. 0/97, de 04 de janeiro de 1997 Dispõe sobre a Estrutura Orgânica Básica da Prefeitura Municipal de Alvorada do Gurguéia e dá outras providências. O PREFEITO MUNICIPAL DE ALVORADA DO GURGUÉIA, ESTADO

Leia mais

Procuradoria Geral do Município

Procuradoria Geral do Município LEI Nº 2.461, DE 09 DE ABRIL DE 2012. Institui o Plano de Cargos, Carreira e Vencimentos dos Auditores Fiscais da Fazenda Municipal - PCAFM, carreira específica conforme dispõe os incisos XVIII e XXII,

Leia mais

LEI Nº , DE 4 DE OUTUBRO DE 2007

LEI Nº , DE 4 DE OUTUBRO DE 2007 LEI Nº 11.526, DE 4 DE OUTUBRO DE 2007 Fixa a remuneração dos cargos e funções comissionadas da administração pública federal direta, autárquica e fundacional; revoga dispositivos das Leis nºs 10.470,

Leia mais

PROPOSTA DE PLANO DE CARGOS, CARREIRAS E REMUNERAÇÃO DOS PROFISSIONAIS DE EDUCAÇÃO: MAGISTÉRIO E FUNCIONÁRIOS ADMINISTRATIVOS.

PROPOSTA DE PLANO DE CARGOS, CARREIRAS E REMUNERAÇÃO DOS PROFISSIONAIS DE EDUCAÇÃO: MAGISTÉRIO E FUNCIONÁRIOS ADMINISTRATIVOS. PROPOSTA DE PLANO DE CARGOS, CARREIRAS E REMUNERAÇÃO DOS PROFISSIONAIS DE EDUCAÇÃO: MAGISTÉRIO E FUNCIONÁRIOS ADMINISTRATIVOS. Seção 1 Disposições Preliminares Art. 1º- Fica criado o Plano Unificado de

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR Nº 13, DE 30 DE JANEIRO 1995 ELABORAÇÃO DE FOLHA DE PAGAMENTO PAGAMENTO DE GRATIFICAÇÕES ADICIONAIS E VANTAGENS

LEI COMPLEMENTAR Nº 13, DE 30 DE JANEIRO 1995 ELABORAÇÃO DE FOLHA DE PAGAMENTO PAGAMENTO DE GRATIFICAÇÕES ADICIONAIS E VANTAGENS LEI COMPLEMENTAR Nº 13, DE 30 DE JANEIRO 1995 ELABORAÇÃO DE FOLHA DE PAGAMENTO PAGAMENTO DE GRATIFICAÇÕES ADICIONAIS E VANTAGENS EMENTA: Estabelece critérios e procedimentos para o cálculo da remuneração

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº /2015

PROJETO DE LEI Nº /2015 PROJETO DE LEI Nº 21.631/2015 Altera dispositivos da Lei nº 6.677, de 26 de setembro de 1994, da Lei nº 6.932, de 19 de janeiro de 1996, da Lei nº 7.990, de 27 de dezembro de 2001, e dá outras providências.

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR Nº 609, DE 20 DE DEZEMBRO DE 2013

LEI COMPLEMENTAR Nº 609, DE 20 DE DEZEMBRO DE 2013 LEI COMPLEMENTAR Nº 609, DE 20 DE DEZEMBRO DE 2013 Procedência: Governamental Natureza: PLC/0047.0/2013 DO: 19.729, de 31/12/2013 Fonte: ALESC/Coord. Documentação Fixa o subsídio mensal dos membros da

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR Nº 95, DE 4 DE DEZEMBRO DE Publicada no Diário Oficial nº Subseção VI Das Defensorias Públicas do Estado

LEI COMPLEMENTAR Nº 95, DE 4 DE DEZEMBRO DE Publicada no Diário Oficial nº Subseção VI Das Defensorias Públicas do Estado LEI COMPLEMENTAR Nº 95, DE 4 DE DEZEMBRO DE 2014. Publicada no Diário Oficial nº4.271 O Governador do Estado do Tocantins Cria cargos de Defensor Público do Estado e Reestrutura os Cargos de Provimento

Leia mais

LEI Nº DE 04 DE ABRIL DE 2014

LEI Nº DE 04 DE ABRIL DE 2014 Imprimir "Este texto não substitui o publicado no Diário Oficial do Estado." Lei13149Anexos.pdf [Download] ANEXOS LEI Nº 13.149 DE 04 DE ABRIL DE 2014 Nota: Anexos disponíveis no Download Ver também: Lei

Leia mais

ESTADO DO AMAZONAS PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO PAULO DE OLIVENÇA GABINETE DO PREFEITO

ESTADO DO AMAZONAS PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO PAULO DE OLIVENÇA GABINETE DO PREFEITO LEI COMPLEMENTAR N 01, DE 18 DE DEZEMBRO DE 2015. Dispõe sobre a Reestruturação dos Cargos em Comissão e Funções de Confiança de Direção, Chefia e Assessoramento das Secretarias Municipais integrantes

Leia mais

Município de Caxias do Sul

Município de Caxias do Sul 1 LEI Nº 7.239, DE 10 DE DEZEMBRO DE 2010. Estima a Receita e fixa a Despesa do Município de Caxias do Sul para o exercício de 2011. Art. 1º A receita consolidada do para o exercício econômico-financeiro

Leia mais

ESTADO DA BAHIA PREFEITURA MUNICIPAL DE MAETINGA

ESTADO DA BAHIA PREFEITURA MUNICIPAL DE MAETINGA LEI Nº. 007/2005 DISPÕE SOBRE O PLANO DE CARGOS E SALÁRIOS DOS SERVIDORES EFETIVOS DA PREFEITURA MUNICIPAL DE MAETINGA E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. O PREFEITO MUNICIPAL DE MAETINGA, ESTADO DA BAHIA, faz saber

Leia mais

CastroDigital.com.br ESTADO DO MARANHÃO ASSEMBLEIA LEGISLATIVA INSTALADA EM 16 DE FEVEREIRO DE 1835 DIRETORIA LEGISLATIVA

CastroDigital.com.br ESTADO DO MARANHÃO ASSEMBLEIA LEGISLATIVA INSTALADA EM 16 DE FEVEREIRO DE 1835 DIRETORIA LEGISLATIVA LEI Nº 10.555 DE 29 DE DEZEMBRO DE 2016 O GOVERNADOR DO, Estima a receita e fixa a despesa do Estado do Maranhão para o exercício financeiro de 2017. Faço saber a todos os seus habitantes que a Assembleia

Leia mais

Lei nº 3.311, de 30 de novembro de 1999 O GOVERNADOR DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

Lei nº 3.311, de 30 de novembro de 1999 O GOVERNADOR DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO Lei nº 3.311, de 30 de novembro de 1999 O GOVERNADOR DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO Dispõe sobre o regime previdenciário dos membros e servidores do Poder Legislativo e dá outras providências Faço saber que

Leia mais

EMENDA CONSTITUCIONAL N o 41, DE 19 DE DEZEMBRO DE 2003

EMENDA CONSTITUCIONAL N o 41, DE 19 DE DEZEMBRO DE 2003 EMENDA CONSTITUCIONAL N o 41, DE 19 DE DEZEMBRO DE 2003 c Publicada no DOU 31-12-2003. Modifica os arts. 37, 40, 42, 48, 96, 149 e 201 da Constituição Federal, revoga o inciso IX do 3º do art. 142 da Constituição

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR Nº 1.217, DE 12 DE NOVEMBRO DE 2013

LEI COMPLEMENTAR Nº 1.217, DE 12 DE NOVEMBRO DE 2013 LEI COMPLEMENTAR Nº 1.217, DE 12 DE NOVEMBRO DE 2013 Altera a Lei Complementar nº 1.111, de 25 de maio de 2010, que institui o Plano de Cargos e Carreiras dos servidores do Tribunal de Justiça do Estado

Leia mais

O GOVERNADOR DO ESTADO DO PIAUÍ. FAÇO saber que o Poder Legislativo do Estado decreta e eu sanciono a seguinte Lei: CAPÍTULO I

O GOVERNADOR DO ESTADO DO PIAUÍ. FAÇO saber que o Poder Legislativo do Estado decreta e eu sanciono a seguinte Lei: CAPÍTULO I LEI ORDINÁRIA Nº 5.673 DE 1 DE AGOSTO DE 2007 Dispõe sobre o Plano de Cargos e Salários do Quadro Efetivo de Pessoal do Tribunal de Contas do Estado do Piauí. O GOVERNADOR DO ESTADO DO PIAUÍ FAÇO saber

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL DECRETO Nº 85.487, DE 11 DE DEZEMBRO DE 1980 Dispõe sobre a carreira do magistério nas instituição federais autárquicas e dá outras providências. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, no uso da atribuição que lhe

Leia mais

FAÇO SABER, que a CÂMARA MUNICIPAL DE PORTO VELHO, aprovou e eu sanciono a seguinte:

FAÇO SABER, que a CÂMARA MUNICIPAL DE PORTO VELHO, aprovou e eu sanciono a seguinte: LEI COMPLEMENTAR Nº 271, DE 22 DE DEZEMBRO DE 2006. Altera a estrutura organizacional básica do Instituto de Previdência e Assistência dos Servidores do Município de Porto Velho IPAM e dá outras providências.

Leia mais

Estado de Mato Grosso Prefeitura Municipal de Aripuanã

Estado de Mato Grosso Prefeitura Municipal de Aripuanã Lei Complementar n.º 003/99 de 08 de dezembro de 1999 Dispõe sobre o Plano de Cargo, Vencimento e Carreira dos servidores da Prefeitura Municipal de Aripuanã. Dr. AGOSTINHO CARVALHO TELES, Prefeito Municipal

Leia mais

LEI Nº 3.319, DE 11 DE FEVEREIRO DE (REGULAMENTADA Decreto nº , de 25 de março de 2004)

LEI Nº 3.319, DE 11 DE FEVEREIRO DE (REGULAMENTADA Decreto nº , de 25 de março de 2004) LEI Nº 3.319, DE 11 DE FEVEREIRO DE 2004 Diário Oficial do Distrito Federal ANO XXXV Nº 30 BRASÍLIA DF, 12 DE FEVEREIRO DE 2004 (REGULAMENTADA Decreto nº 24.491, de 25 de março de 2004) Dispõe sobre a

Leia mais

O GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO:

O GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: Lei Complementar nº 1.125, de 1º de julho de 2010 Cria o Quadro de Pessoal da Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados de do Estado de São Paulo QP-ARTESP e dá providências correlatas. O GOVERNADOR

Leia mais

Art.8º Fica vedado o aumento do valor da verba de representação de que trata o art.1º, sem que Lei o estabeleça.

Art.8º Fica vedado o aumento do valor da verba de representação de que trata o art.1º, sem que Lei o estabeleça. PROJETO DE LEI Atribui verba de representação aos cargos que menciona, extingue cargos em comissão na Administração Centralizada do Município, e altera o art.1º da Lei nº 8.689, de 28 de dezembro de 2000,

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL DE MINAS GERAIS

INSTITUTO FEDERAL DE MINAS GERAIS INSTITUTO FEDERAL DE MINAS GERAIS Legenda: 1. Sigla da Unidade Pagadora, classificada por unidade. 2. Estado a que pertence a unidade de lotação do servidor 3. Regime trabalhista a que está submetido o

Leia mais

LEI MUNICIPAL Nº 4.057/2015

LEI MUNICIPAL Nº 4.057/2015 LEI MUNICIPAL Nº 4.057/2015 CONCEDE REVISÃO GERAL ANUAL AOS SERVIDORES PÚLICOS MUNICIPAIS E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. RENATO GEMELLI BONADIMAN, Prefeito Municipal de Seberi, Estado do Rio Grande do Sul,

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE UTINGA C.N.P.J / Rua 15 de Novembro, 08 Centro, CEP Utinga - BA

PREFEITURA MUNICIPAL DE UTINGA C.N.P.J / Rua 15 de Novembro, 08 Centro, CEP Utinga - BA 2 LEI Nº 356, DE 28 DE OUTUBRO DE 2014. DISPÕE SOBRE A CONCESSÃO DOS ADICIONAIS DE INSALUBRIDADE E PERICULOSIDADE PARA OS SERVIDORES PÚBLICOS DA PREFEITURA MUNICIPAL DE UTINGA O Prefeito Municipal de UTINGA-BAHIA,

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA LEI Nº 14241

PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA LEI Nº 14241 LEI Nº 14241 Extingue a Gratificação Única e Variável dos Programas de Produtividade e Qualidade, instituída pela Lei nº 13.777, de 28 de junho de 2011, acrescenta parágrafos ao art. 3º da Lei nº 13.142,

Leia mais

Proposta para PLANTÃO 24hx72h - SINDIRECEITA

Proposta para PLANTÃO 24hx72h - SINDIRECEITA Proposta para PLANTÃO 24hx72h - SINDIRECEITA Considerando que a jornada de trabalho dos Analistas-Tributários da Receita Federal do Brasil é de 40 horas semanais conforme artigo 19 da Lei nº 8.112/1990;

Leia mais