POLÍTICAS PÚBLICAS Aula 05. Prof. a Dr. a Maria das Graças Rua

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "POLÍTICAS PÚBLICAS Aula 05. Prof. a Dr. a Maria das Graças Rua"

Transcrição

1

2 POLÍTICAS PÚBLICAS Aula 05 Prof. a Dr. a Maria das Graças Rua

3 Abordagens das Políticas Públicas ABORDAGEM DAS ARENAS DE POLÍTICAS THEODORE LOWI vê a política pública (policy) como uma possibilidade que desencadeia reações por parte de atores diversos, a partir das consequências que cada um imagina que ela terá sobre os seus respectivos interesses. São essas avaliações que definem o padrão das interações dos atores (arenas): seu alinhamento político, a formação de coalizões, a competição, o conflito. LOWI (1972) As políticas (policies) definem a dinâmica do processo político (politics).

4 Abordagens das Políticas Públicas ARENAS POLÍTICAS não são espaços físicos, nem institucionais. ARENAS São padrões de interação dos atores envolvidos em uma política, resultantes da combinação das suas preferências e das suas expectativas quanto a ganhos e perdas, em uma política potencialmente em formulação. A partir daí se mobiliza o conflito, as alianças e as negociações entre os atores.

5 Abordagens das Políticas Públicas ARENAS POLÍTICAS LOWI (1964) identificou, inicialmente, as três primeiras arenas: DISTRIBUTIVAS, REDISTRIBUTIVAS E REGULATÓRIAS Mais tarde, incluiu uma outra arena: CONSTITUCIONAL Variáveis da tipologia original tipo de questões em disputa, relações custo/benefício, tipo de atores, tipo de lideranças, dinâmica da decisão e autoridades decisórias formais. Variáveis agregadas na tipologia ampliada extensão e alcance da coerção (indivíduos X contextos da ação) e intensidade e força da coerção (sanções imediatas e diretas X sanções remotas).

6 ARENAS DISTRIBUTIVAS Descrição Benefícios e Expectativas Custos Decisões Alocam bens e serviços: educação, saúde, segurança, defesa, saneamento, habitação, renda, benefícios, Bolsa-Familia, por exemplo, Claramente concentrados ou focalizados em uma área, localidade, setor, grupo ou segmento populacional Dispersos ou difusos entre todos os contribuintes, frequentemente nem sendo percebidos pelo pagantes. Altamente desagregadas: escolas, hospitais, estradas, bolsas, etc. Intensidade do Baixíssimo, porque aparentemente não há desfavorecidos. Conflito Objeto do conflito Extensão do benefício Padrão das interações Tipo de coalizão Trocas de apoios recíprocos, cooptação: agrada a todos os que possam resistir Relações de não interferência mútua, clientelismo Grau de mudança Reduzido, arena estável Lideranças Sanções Impactos Efêmeras e torno de interesses pontuais Aplicação remota a indivíduos Redistributivos, individualizados e imediatos

7 ARENAS REDISTRIBUTIVAS Descrição Benefícios e Expectativas Custos Decisões Intensidade do Conflito Objeto do conflito Padrão das interações Tipo de coalizão Grau de mudança Estável Lideranças Sanções Impactos Transferem diretamente bens materiais, direitos e outros valores de um grupo ou classe social para outro, ambos claramente identificados. Ex: reforma agrária Claramente definidos, concentrados em classes ou categorias sociais. Claramente definidos, imediatos, concretos e concentrados em classes ou categorias sociais. Muito agregadas: regras para atingir especificamente o objetivo da redistribuição Altíssimo grau de polarização dos interesses; antagonismo político e ideológico. Bens materiais, direitos, outros valores escassos. Jogo de soma-zero Interesses antagônicos, não há coalizões, não há barganhas Duradouras, baseadas na capacidade de enfrentamento Aplicação imediata a grupos e contextos de ação (organizações, etc) Redistributivos coletivos e imediatos

8 ARENAS REGULATÓRIAS Descrição Benefícios e Expectativas Custos Decisões Intensidade do Conflito Objeto do conflito Padrão das interações Tipo de coalizão Grau de mudança Lideranças Sanções Impactos Estabelecem imperativos e proibições que limitam o poder discricionário dos indivíduos e das organizações e se baseiam em ameaças de sanções variadas. Ex: código de trânsito, leis ambientais, reserva de mercado, leis trabalhistas, etc. Dispersos entre grupos ou classes caracterizados por interesses exclusivos Visam classes, categorias ou grupos (e não indivíduos) e impõem custos concentrados nesses alvos. O grau de agregação depende de cada política: podem ser regras para grupos e setores específicos da sociedade ou podem atingir a população de forma ampla e igual. Intenso, porque define ganhadores e perdedores, mas admite negociações e barganhas. Alcance e rigor das regras e sanções. Competição, barganhas, conflito Alianças de interesses tangenciais, muito efêmeras. Conluios. Elevado, arenas instável Estáveis, mas não permanentes, baseadas na capacidade de articular as forças potencialmente aliadas em torno de interesses tangenciais Aplicação imediata a indivíduos Redistributivos, grupais, de longo prazo

9 ARENAS CONSTITUCIONAIS Descrição Benefícios e Expectativas Custos Estabelecem ou alteram as regras para outras decisões, ou seja, as condições gerais sob as quais serão negociadas as políticas distributivas, redistributivas e regulatórias. Ex: Constituição Federal e estaduais, regimentos legislativos, etc Indefinidos, difusos e dispersos no tempo. Indefinidos, difusos e dispersos no tempo. Decisões Intensidade do Conflito Objeto do conflito Padrão das interações Tipo de coalizão Grau de mudança Lideranças Sanções Impactos Totalmente agregadas: regras gerais Baixo, porque os custos e os benefícios são difusos e dispersos no tempo. Regras do jogo político. Competição, barganhas, conflito Alianças de interesses tangenciais. Estável Estáveis, mas não permanentes Aplicação remota a grupos Redistributivos, difusos, de longo prazo

10

POLÍTICAS PÚBLICAS Aula 04. Prof. a Dr. a Maria das Graças Rua

POLÍTICAS PÚBLICAS Aula 04. Prof. a Dr. a Maria das Graças Rua POLÍTICAS PÚBLICAS Aula 04 Prof. a Dr. a Maria das Graças Rua TIPOLOGIAS Uma tipologia é um instrumento classificatório, que permite ao analista organizar os dados a fim de melhor examinar as relações

Leia mais

Tipologias de políticas públicas

Tipologias de políticas públicas Tipologias de políticas públicas Prof. Marcos Vinicius Pó marcos.po@ufabc.edu.br Análise de Políticas Públicas Formulação de tipologias Primeiro passo no processo científico: definição de conceitos e classificação.

Leia mais

POLITICAS PUBLICAS. pucgo 2015

POLITICAS PUBLICAS. pucgo 2015 POLITICAS PUBLICAS pucgo 2015 Políticas Públicas As políticas públicas são um conjunto de programas de ação governamental visando coordenar os meios à disposição do Estado e as atividades privadas para

Leia mais

TEMA: POLÍTICAS PÚBLICAS

TEMA: POLÍTICAS PÚBLICAS AEDB Pós-Graduação em Gestão Pública e Cursinho Preparatório para o Concurso QCO/ ESFCEX TEMA: POLÍTICAS PÚBLICAS - 2º encontro: 11/7 Profº Walfredo Ferreira Relação Programa 2º encontro 2. Políticas Públicas,

Leia mais

AEDB Economia do Setor Público TEMA: POLÍTICAS PÚBLICAS. Profº Walfredo Ferreira

AEDB Economia do Setor Público TEMA: POLÍTICAS PÚBLICAS. Profº Walfredo Ferreira AEDB Economia do Setor Público TEMA: POLÍTICAS PÚBLICAS Profº Walfredo Ferreira . Política Pública (public policy) - conceitos: 1. Trata do conteúdo concreto e simbólico de decisões políticas, e do processo

Leia mais

O Estado regulador moderno Teorias da regulação: abordagens política e institucional. Prof. Marcos Vinicius Pó

O Estado regulador moderno Teorias da regulação: abordagens política e institucional. Prof. Marcos Vinicius Pó O Estado regulador moderno Teorias da regulação: abordagens política e institucional Prof. Marcos Vinicius Pó marcos.po@ufabc.edu.br Regulação e Agências Reguladoras no Contexto Brasileiro ABORDAGENS POLÍTICAS

Leia mais

AEDB Economia do Setor Público

AEDB Economia do Setor Público AEDB Economia do Setor Público TEMA: POLÍTICAS PÚBLICAS - um instrumento de ação do Estado - Profº Walfredo Ferreira . Política Pública (public policy) - conceitos: 1. Trata do conteúdo concreto e simbólico

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO MATO GROSSO DO SUL ESCOLA SUPERIOR DE ADMINISTRAÇÃO E NEGÓCIOS ESPECIALIZAÇÃO GESTÃO PÚBLICA GABARITO OFICIAL

UNIVERSIDADE FEDERAL DO MATO GROSSO DO SUL ESCOLA SUPERIOR DE ADMINISTRAÇÃO E NEGÓCIOS ESPECIALIZAÇÃO GESTÃO PÚBLICA GABARITO OFICIAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO MATO GROSSO DO SUL ESCOLA SUPERIOR DE ADMINISTRAÇÃO E NEGÓCIOS ESPECIALIZAÇÃO GESTÃO PÚBLICA GABARITO OFICIAL NOME: DATA: SERVIDOR DA UFMS ( ) NÃO SERVIDOR DA UFMS ( ) OBSERVAÇÃO:

Leia mais

TEMA: POLÍTICAS PÚBLICAS

TEMA: POLÍTICAS PÚBLICAS AEDB Pós-Graduação em Gestão Pública e Preparatório para o Concurso QCO/ ESFCEX TEMA: POLÍTICAS PÚBLICAS - 4º encontro: 8/8 Profº Walfredo Ferreira Relação Programa 4º encontro 2. Políticas Públicas, Cidadania

Leia mais

POLÍTICAS PÚBLICAS Aula 08. Prof. a Dr. a Maria das Graças Rua

POLÍTICAS PÚBLICAS Aula 08. Prof. a Dr. a Maria das Graças Rua POLÍTICAS PÚBLICAS Aula 08 Prof. a Dr. a Maria das Graças Rua Sonia FLEURY (2002) A proliferação de redes de gestão resulta de fatores múltiplos que conformam uma nova realidade política e administrativa.

Leia mais

Teorias da regulação

Teorias da regulação Teorias da regulação Prof. Marcos Vinicius Pó marcos.po@ufabc.edu.br Regulação e Agências Reguladoras no Contexto Brasileiro Características da regulação Uso da autoridade governamental Não envolve grandes

Leia mais

POLÍTICAS PÚBLICAS Aula 08. Prof. a Dr. a Maria das Graças Rua

POLÍTICAS PÚBLICAS Aula 08. Prof. a Dr. a Maria das Graças Rua POLÍTICAS PÚBLICAS Aula 08 Prof. a Dr. a Maria das Graças Rua ESCOLHA RACIONAL INSTITUCIONAL Concentra-se em analisar como as regras institucionais alteram o comportamento de indivíduos racionais, motivados

Leia mais

POLÍTICAS PÚBLICAS Aula 07. Prof. a Dr. a Maria das Graças Rua

POLÍTICAS PÚBLICAS Aula 07. Prof. a Dr. a Maria das Graças Rua POLÍTICAS PÚBLICAS Aula 07 Prof. a Dr. a Maria das Graças Rua TEORIA DOS MÚLTIPLOS FLUXOS distingue Agenda Sistêmica, Agenda Governamental, Agenda Especializada (setorial) e Agenda de Decisões John KINGDON

Leia mais

POLÍTICAS PÚBLICAS Aula 07. Prof. a Dr. a Maria das Graças Rua

POLÍTICAS PÚBLICAS Aula 07. Prof. a Dr. a Maria das Graças Rua POLÍTICAS PÚBLICAS Aula 07 Prof. a Dr. a Maria das Graças Rua Teorias da Formação de Agenda Não-decisões a inclusão de temas na agenda expressa relações de poder. Temas que ameaçam as elites não são incluídos

Leia mais

POLÍTICAS PÚBLICAS Aula 03. Prof. a Dr. a Maria das Graças Rua

POLÍTICAS PÚBLICAS Aula 03. Prof. a Dr. a Maria das Graças Rua POLÍTICAS PÚBLICAS Aula 03 Prof. a Dr. a Maria das Graças Rua Coalizões de Defesa Questão inicial indivíduos têm objetivos, enquanto uma coletividade não. Problema: Como encontrar algum conceito de objetivo

Leia mais

Gestão Estratégica A BATALHA DE KURSK. Aula 6 Estratégia Competitiva. Prof. Dr. Marco Antonio Pereira

Gestão Estratégica A BATALHA DE KURSK. Aula 6 Estratégia Competitiva. Prof. Dr. Marco Antonio Pereira Gestão Estratégica Aula 6 Estratégia Competitiva Prof. Dr. Marco Antonio Pereira marcopereira@usp.br A BATALHA DE KURSK 1 Modelo de Porter As 5 forças Competitivas Estratégias Genéricas Propósito da Empresa

Leia mais

Políticas Públicas I. Modelos de Análise de Políticas Públicas. Professora: Geralda Luiza de Miranda. Julho/2011

Políticas Públicas I. Modelos de Análise de Políticas Públicas. Professora: Geralda Luiza de Miranda. Julho/2011 Políticas Públicas I Modelos de Análise de Políticas Públicas Professora: Geralda Luiza de Miranda Julho/2011 Temas Modelos de análise: Institucional e sistêmico; Elitista e pluralista; Da teoria da escolha

Leia mais

Implementação: a burocracia do nível da rua

Implementação: a burocracia do nível da rua Implementação: a burocracia do nível da rua Prof. Marcos Vinicius Pó Introdução às Políticas Públicas Por que as políticas públicas falham? Uma das explicações possíveis: porque implementação não acontece

Leia mais

Gestão de Pessoas. Curso de Pós-Graduação em Gestão Escolar Prof. Joelma Kremer, Dra.

Gestão de Pessoas. Curso de Pós-Graduação em Gestão Escolar Prof. Joelma Kremer, Dra. Gestão de Pessoas Curso de Pós-Graduação em Gestão Escolar Prof. Joelma Kremer, Dra. Aula 6 Conflito e negociação Os objetivos desta aula são: Definir conflito. Diferenciar as visões tradicional, interacionista

Leia mais

POLÍTICAS PÚBLICAS Aula 07. Prof. a Dr. a Maria das Graças Rua

POLÍTICAS PÚBLICAS Aula 07. Prof. a Dr. a Maria das Graças Rua POLÍTICAS PÚBLICAS Aula 07 Prof. a Dr. a Maria das Graças Rua Teorias e Modelos de Análise Contemporâneos de Políticas Públicas TEORIA DO EQUILÍBRIO PONTUADO Baumgartner & Jones: PERGUNTA: Por que é que

Leia mais

Políticas, gestão pública e inclusão social

Políticas, gestão pública e inclusão social Políticas, gestão pública e inclusão social Telma Maria Gonçalves Menicucci Fundação João Pinheiro Apresentação Relação das políticas públicas com a política Implementação de políticas sociais Políticas

Leia mais

Políticas Públicas II O Ciclo das Políticas Públicas

Políticas Públicas II O Ciclo das Políticas Públicas Políticas Públicas II O Ciclo das Políticas Públicas Professora: Geralda Luiza de Miranda Agosto/2011 Tema da aula Visões do ciclo de política: clássica; processo simples e linear; Implementação como formulação

Leia mais

quinta-feira, 16 de maio de 13

quinta-feira, 16 de maio de 13 POLÍTICAS PÚBLICAS Aula 02 Prof. a Dr. a Maria das Graças Rua Principal característica da sociedade moderna: diferenciação social Membros possuem atributos diferenciados (idade, sexo, religião, estado

Leia mais

Governança universitária em questão: panorama das tendências internacionais

Governança universitária em questão: panorama das tendências internacionais Governança universitária em questão: panorama das tendências internacionais Profª Drª Elizabeth Balbachevsky Professora Associada, Dep. de Ciência Política USP Vice Diretora: NUPPs/USP Governança: novos

Leia mais

BRI 010 Regimes e OIs

BRI 010 Regimes e OIs BRI 010 Regimes e OIs Regimes Internacionais e Segurança e a OTAN Janina Onuki IRI/USP janonuki@usp.br 9 de maio de 2014 Segurança Internacional Estudos na área de segurança: Segurança internacional Defesa

Leia mais

POLÍTICAS PÚBLICAS DICIONÁRIO

POLÍTICAS PÚBLICAS DICIONÁRIO POLÍTICAS PÚBLICAS Chama-se política pública a todo conjunto sistemático de ações e procedimentos interrelacionados, publicamente adotado por autoridade governamental com o propósito de lidar rotineiramente

Leia mais

Campus Capivari Análise e Desenvolvimento de Sistemas (ADS) Prof. André Luís Belini /

Campus Capivari Análise e Desenvolvimento de Sistemas (ADS) Prof. André Luís Belini   / Campus Capivari Análise e Desenvolvimento de Sistemas (ADS) Prof. André Luís Belini E-mail: prof.andre.luis.belini@gmail.com / andre.belini@ifsp.edu.br MATÉRIA: INTRODUÇÃO À ADMINISTRAÇÃO Aula N : 05 Tema:

Leia mais

Desenvolvimento Local

Desenvolvimento Local Desenvolvimento Local Aula 6 Das diferentes abordagens de desenvolvimento ao conceito de desenvolvimento local. Desenvolvimento local, recursos e capital social. Paradigmas do desenvolvimento: desenvolvimento

Leia mais

Transferências de Recursos da União Transferências Voluntárias

Transferências de Recursos da União Transferências Voluntárias Transferências Constitucionais Transferências Legais da União Transferências Voluntárias da União Transferências Constitucionais Correspondem a parcelas de recursos arrecadados e repassados de um ente

Leia mais

POLÍTICAS PÚBLICAS Aula 01. Prof. a Dr. a Maria das Graças Rua

POLÍTICAS PÚBLICAS Aula 01. Prof. a Dr. a Maria das Graças Rua POLÍTICAS PÚBLICAS Aula 01 Prof. a Dr. a Maria das Graças Rua O que é que torna uma política pública? questão que expressa uma polêmica entre duas abordagens: 1- ABORDAGEM ESTATOCÊNTRICA A dimensão pública

Leia mais

Introdução às Políticas Públicas: apresentação do curso

Introdução às Políticas Públicas: apresentação do curso Introdução às Políticas Públicas: apresentação do curso Prof. Marcos Vinicius Pó Introdução às Políticas Públicas Introdução às Políticas Públicas (4-0-4) Objetivo: capacitar os alunos a entender os principais

Leia mais

EAD COMPORTAMENTO ORGANIZACIONAL Desenvolvimento da Liderança Prof. Joel Dutra aula de

EAD COMPORTAMENTO ORGANIZACIONAL Desenvolvimento da Liderança Prof. Joel Dutra aula de EAD 521 - COMPORTAMENTO ORGANIZACIONAL Desenvolvimento da Liderança Prof. Joel Dutra aula de 10.05.17 Objetivo Discussão sobre o processo de desenvolvimento da liderança na organização contemporânea. 2

Leia mais

ATA Assistente Técnico Administrativo Trabalho em Equipe Gestão Pública Keyvila Menezes

ATA Assistente Técnico Administrativo Trabalho em Equipe Gestão Pública Keyvila Menezes ATA Assistente Técnico Administrativo Trabalho em Equipe Gestão Pública Keyvila Menezes 2012 Copyright. Curso Agora eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor. Evolução do trabalho em equipe Grupos

Leia mais

Unidade 5 : força e movimento

Unidade 5 : força e movimento Primeiro princípio da dinâmica (1ª Lei de Newton ou princípio da inércia) Todo corpo permanece em repouso ou em movimento retilíneo uniforme, a menos que uma força resultante diferente de zero atue sobre

Leia mais

PARA APRENDER POLÍTICAS PÚBLICAS

PARA APRENDER POLÍTICAS PÚBLICAS PARA APRENDER POLÍTICAS PÚBLICAS UNIDADE V AS ABORDAGENS DAS POLÍTICAS PÚBLICAS A literatura delineia duas abordagens que orientam a compreensão dos mecanismos e dos processos mediante os quais a política

Leia mais

FAHESA - Faculdade de Ciências Humanas, Econômicas e da Saúde de Araguaína ITPAC - INSTITUTO TOCANTINENSE PRESIDENTE ANTÔNIO CARLOS LTDA.

FAHESA - Faculdade de Ciências Humanas, Econômicas e da Saúde de Araguaína ITPAC - INSTITUTO TOCANTINENSE PRESIDENTE ANTÔNIO CARLOS LTDA. 2. O QUE É EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA? A extensão universitária, sob o princípio constitucional da indissociabilidade entre ensino, pesquisa e extensão, é um processo interdisciplinar, educativo, cultural,

Leia mais

CONTROLE DE CONTEÚDO POLÍCIA MILITAR GOIÁS SOLDADO DE 3ª CLASSE

CONTROLE DE CONTEÚDO POLÍCIA MILITAR GOIÁS SOLDADO DE 3ª CLASSE CONTROLE DE CONTEÚDO POLÍCIA MILITAR GOIÁS SOLDADO DE 3ª CLASSE LÍNGUA PORTUGUESA CONTEÚDO PROGRAMÁTICO AULA LEITURA LEITURA QUESTÕES REVISÃO 1 Linguagem: como instrumento de ação e interação presente

Leia mais

Conjuntura Política e Sucessão Presidencial. Murillo de Aragão e Cristiano Noronha

Conjuntura Política e Sucessão Presidencial. Murillo de Aragão e Cristiano Noronha Conjuntura Política e Sucessão Presidencial Murillo de Aragão e Cristiano Noronha Novembro de 2009 Ambiente político Governo bem avaliado Recuperação econômica Lula tem uma agenda legislativa Consolidar

Leia mais

Aula 6 Abordagem Estruturalista da Administração EPA

Aula 6 Abordagem Estruturalista da Administração EPA Aula 6 Abordagem Estruturalista da Administração EPA Os desdobramentos da Abordagem Estruturalista Teoria da Burocracia Ênfase na Estrutura Abordagem Estruturalista Teoria Estruturalista Ênfase na Estrutura,

Leia mais

Grupos e Equipes de Trabalho

Grupos e Equipes de Trabalho Aula 6 Grupos e Equipes de Trabalho Agenda Comportamento de grupos Caso Uma Equipe Desunida Trabalho em equipe 2 1 Fundamentos do comportamento de grupos Definição Um grupo é definido como dois ou mais

Leia mais

O Estado regulador. Prof. Marcos Vinicius Pó. Regulação e Agências Reguladoras no Contexto Brasileiro

O Estado regulador. Prof. Marcos Vinicius Pó. Regulação e Agências Reguladoras no Contexto Brasileiro O Estado regulador Regulação e Agências Reguladoras no Contexto Brasileiro Estado positivo Grande crescimento da atividade estatal após as décadas de 1930 e 1950 Crise econômica II Guerra Mundial Estado

Leia mais

Relações de Trabalho (Marlene Melo, Antônio Carvalho Neto e José Francisco Siqueira Neto)

Relações de Trabalho (Marlene Melo, Antônio Carvalho Neto e José Francisco Siqueira Neto) Relações de Trabalho (Marlene Melo, Antônio Carvalho Neto e José Francisco Siqueira Neto) Relações industriais, relações trabalhistas, relações sindicais ou relações profissionais: interações entre assalariados,

Leia mais

Capítulo 8 Desenvolvimento Empresarial

Capítulo 8 Desenvolvimento Empresarial ESTRATÉGIA EMPRESARIAL Capítulo 8 Empresarial João Pedro Couto ESTRATÉGIA EMPRESARIAL Pensamento Estratégico Formulação da Estratégia Análise do Meio Envolvente Missão, Objectivos e Estratégia Produtos-Mercados

Leia mais

MECÂNICA - CINEMÁTICA

MECÂNICA - CINEMÁTICA MECÂNICA - CINEMÁTICA Cinemática CONCEITOS FUNDAMENTAIS 1. REFERENCIAL É um corpo ou um conjunto de corpos que usamos para estabelecer a posição de outros corpos. MOVIMENTO A posição de um corpo varia,

Leia mais

PAGANDO POR SERVIÇOS GOVERNAMENTAIS LOCAIS: VELHAS E NOVAS ABORDAGENS

PAGANDO POR SERVIÇOS GOVERNAMENTAIS LOCAIS: VELHAS E NOVAS ABORDAGENS PAGANDO POR SERVIÇOS GOVERNAMENTAIS LOCAIS: VELHAS E NOVAS ABORDAGENS Enid Slack Instituto de Finanças e Governança Municipais Escola Munk de Assuntos Globais, Universidade de Toronto Apresentação para

Leia mais

CLDF Conteúdos VIP LÍNGUA PORTUGUESA

CLDF Conteúdos VIP LÍNGUA PORTUGUESA LÍNGUA PORTUGUESA 1. Compreensão e interpretação de textos Aulas Cursos VIP 100% em Vídeo Aulas (Teoria & Questões) #02 - Língua Portuguesa #8 - Compreensão e Interpretação de Textos, TipolWogia textual,

Leia mais

Unidade 5 : força e movimento

Unidade 5 : força e movimento Primeiro princípio da dinâmica (1ª Lei de Newton ou princípio da inércia) Todo corpo permanece em repouso ou em movimento retilíneo uniforme, a menos que uma força resultante diferente de zero atue sobre

Leia mais

IMPOSTO DE RENDA. Tributo Administrado pela Receita Federal do Brasil. Imposto de renda sobre o lucro real anual e estimativa;

IMPOSTO DE RENDA. Tributo Administrado pela Receita Federal do Brasil. Imposto de renda sobre o lucro real anual e estimativa; OBJETIVO DE HOJE Imposto de Renda - conceito Possibilidades de Doação Declaração de Ajuste Anual PF Projeto Sindicont Joinville Hospital Infantil apresentação do projeto IMPOSTO DE RENDA Tributo Administrado

Leia mais

Políticas Públicas: discutindo modelos e alguns problemas de implementação 1

Políticas Públicas: discutindo modelos e alguns problemas de implementação 1 Políticas Públicas: discutindo modelos e alguns problemas de implementação 1 1 Sergio de Azevedo (UENF) * As políticas públicas podem ter diversos objetivos e diferentes características e formatos institucionais.

Leia mais

3º Curso de Gestão de Conflitos Socioambientais Introdução teórico-metodológica

3º Curso de Gestão de Conflitos Socioambientais Introdução teórico-metodológica 3º Curso de Gestão de Conflitos Socioambientais Introdução teórico-metodológica Justificativa Diversos conflitos entre atores sociais estão ocorrendo em diversas regiões do país, muitos deles com enfrentamentos

Leia mais

POLÍTICAS PÚBLICAS Aula 08. Prof. a Dr. a Maria das Graças Rua

POLÍTICAS PÚBLICAS Aula 08. Prof. a Dr. a Maria das Graças Rua POLÍTICAS PÚBLICAS Aula 08 Prof. a Dr. a Maria das Graças Rua PORÉM as regras de funcionamento não são explicação suficiente para a estrutura de uma situação de ação e seus resultados. Outros fatores que

Leia mais

Teoria dos Jogos e Estratégia Competitiva

Teoria dos Jogos e Estratégia Competitiva Teoria dos Jogos e Estratégia Competitiva 1. Jogos e Decisões Estratégicas 2. Estratégias Dominantes 3. O Equilíbrio de Nash Revisitado 4. Jogos Repetitivos 5. Jogos Sequenciais 6. Desencorajamento à entrada

Leia mais

Desenvolvimento Local

Desenvolvimento Local Desenvolvimento Local Aula 3 Globalização e desenvolvimento local. Regiões ganhadoras e regiões perdedoras. Comparação entre regiões usando como indicador o Índice de dispersão do PIB per capita. Dinâmicas

Leia mais

EAD COMPORTAMENTO ORGANIZACIONAL. Prof. Joel Dutra aula de

EAD COMPORTAMENTO ORGANIZACIONAL. Prof. Joel Dutra aula de EAD 521 - COMPORTAMENTO ORGANIZACIONAL Prof. Joel Dutra aula de 08.03.17 Conteúdo Programa Desafios presentes e futuros para a gestão de pessoas Compreendendo a da gestão de pessoas Bibliografia 2 EAD

Leia mais

A ORDEM GEOPOLÍTICA BIPOLAR

A ORDEM GEOPOLÍTICA BIPOLAR A ORDEM GEOPOLÍTICA BIPOLAR CAPITALISMO X SOCIALISMO Economia de mercado lei da oferta e procura; Propriedade privada dos meios de produção; Obtenção de lucro; Sociedade dividida em classes sociais; Trabalho

Leia mais

Minicurso: Jogos e Dinâmicas de Grupo. Fabiana Sanches e Rosa Maria

Minicurso: Jogos e Dinâmicas de Grupo. Fabiana Sanches e Rosa Maria Minicurso: Jogos e Dinâmicas de Grupo Fabiana Sanches e Rosa Maria As dinâmicas são instrumentos, ferramentas que estão dentro de um processo de formação e organização, que possibilitam a criação e recriação

Leia mais

Referencial Teórico. Redes de cooperação produtivas:

Referencial Teórico. Redes de cooperação produtivas: Referencial Teórico Redes de cooperação produtivas: Formas de cooperação a partir de alianças estratégicas: Complexos industriais / organizações virtuais / parques tecnológicos / incubadoras de empresas

Leia mais

Dinâmica das Potencias Climáticas, Governança Global e Transição para o Baixo Carbono Rio,CINDES,10/6/2011

Dinâmica das Potencias Climáticas, Governança Global e Transição para o Baixo Carbono Rio,CINDES,10/6/2011 Dinâmica das Potencias Climáticas, Governança Global e Transição para o Baixo Carbono Rio,CINDES,10/6/2011 Eduardo Viola Professor Titular Instituto de Relações Internacionais Universidade de Brasília

Leia mais

CONTROLE DE CONTEÚDO CONCURSOS LEGISLATIVOS ÁREA ADMINISTRATIVA

CONTROLE DE CONTEÚDO CONCURSOS LEGISLATIVOS ÁREA ADMINISTRATIVA 1 Domínio da Ortografia Oficial. Emprego das Letras. Emprego da Acentuação Gráfica. 2 Estrutura, Formação e Representação das Palavras. 3 Emprego das Classes de Palavras. 4 Relações de coordenação e de

Leia mais

Departamento de Gestão Pública Marco Antônio de Carvalho Teixeira. Ambiente político e Governabiliade

Departamento de Gestão Pública Marco Antônio de Carvalho Teixeira. Ambiente político e Governabiliade Departamento de Gestão Pública Marco Antônio de Carvalho Teixeira Ambiente político e Governabiliade Governabilidade Ambiente de estabilidade que propicia ao governo plena capacidade de desempenhar suas

Leia mais

Descrição do Programa de Pós-Graduação em Gestão de Políticas Públicas

Descrição do Programa de Pós-Graduação em Gestão de Políticas Públicas Descrição do Programa de Pós-Graduação em Gestão de Políticas Públicas O Programa de Pós-Graduação em Gestão de Políticas Públicas tem caráter multidisciplinar, integrando em suas disciplinas diversos

Leia mais

Ambiente das organizações

Ambiente das organizações Ambiente das organizações 1 2 FATORES AMBIENTAIS CENTRAL DE COOPERATIVAS APÍCOLAS DO SEMI-ÁRIDO BRASILEIROS O QUE É A CASA APIS? Central de Cooperativas Apícolas do Semi-Árido Brasileiro; Fundada em 2005,

Leia mais

POLÍTICAS PÚBLICAS Aula 13. Prof. a Dr. a Maria das Graças Rua

POLÍTICAS PÚBLICAS Aula 13. Prof. a Dr. a Maria das Graças Rua POLÍTICAS PÚBLICAS Aula 13 Prof. a Dr. a Maria das Graças Rua Tipos de conselhos TIPOS DE CONSELHOS 1. os Conselhos Comunitários dos anos 1970, criados pelo próprio Executivo, para mediar suas relações

Leia mais

RUA, Maria das Graças. Análise de políticas: conceitos básicos. [s.l.]: [200?].p Análise de Políticas Públicas: Conceitos Básicos

RUA, Maria das Graças. Análise de políticas: conceitos básicos. [s.l.]: [200?].p Análise de Políticas Públicas: Conceitos Básicos Este material foi adaptado pelo Laboratório de Acessibilidade da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, em conformidade com a Lei 9.610 de 19/02/1998, Capítulo IV, Artigo 46. Permitindo o uso apenas

Leia mais

Cidadania na Metrópole Desigual: a cultura política na metrópole fluminense 1

Cidadania na Metrópole Desigual: a cultura política na metrópole fluminense 1 Cidadania na Metrópole Desigual: a cultura política na metrópole fluminense 1 Luiz Cesar de Queiroz Ribeiro (IPPUR/UFRJ) Sérgio de Azevedo (UENF) Orlando Alves dos Santos Junior (IPPUR/UFRJ) Discutir a

Leia mais

No fim dos anos 1960 Marshall McLuhan afirmava que o mundo contemporâneo é uma aldeia global

No fim dos anos 1960 Marshall McLuhan afirmava que o mundo contemporâneo é uma aldeia global No fim dos anos 1960 Marshall McLuhan afirmava que o mundo contemporâneo é uma aldeia global A informação transmitida eletronicamente contribui para abolir virtualmente as separações geográficas entre

Leia mais

Aula ao vivo 21/03/2014 Pensamento Sociológico

Aula ao vivo 21/03/2014 Pensamento Sociológico Aula ao vivo 21/03/2014 Pensamento Sociológico 1) Através dos tempos o homem pensou sobre si mesmo e sobre o universo. Contudo, foi apenas no século XVIII que uma confluência de eventos na Europa levou

Leia mais

As Redes Sociais. na internet. 2a aula

As Redes Sociais. na internet. 2a aula As Redes Sociais na internet 2a aula A dinâmica das redes sociais As redes sociais são dinâmicas, mudam com o tempo. As redes sociais sofrem constantes mutações em sua composição. Não há redes paradas

Leia mais

A utilização do IDEB na gestão e na avaliação de programas e projetos no 3º setor. Patrícia Diaz Carolina Glycerio

A utilização do IDEB na gestão e na avaliação de programas e projetos no 3º setor. Patrícia Diaz Carolina Glycerio A utilização do IDEB na gestão e na avaliação de programas e projetos no 3º setor Patrícia Diaz Carolina Glycerio Quem somos A Comunidade Educativa CEDAC possibilita que profissionais da educação pratiquem

Leia mais

POLÍTICAS PÚBLICAS Aula 08. Prof. a Dr. a Maria das Graças Rua

POLÍTICAS PÚBLICAS Aula 08. Prof. a Dr. a Maria das Graças Rua POLÍTICAS PÚBLICAS Aula 08 Prof. a Dr. a Maria das Graças Rua Sociedade moderna centrada na disseminação e uso do conhecimento e da informação e por novas modalidades interacionais comumente, mas não obrigatoriamente,

Leia mais

Aspectos Contextuais e Desempenho Escolar

Aspectos Contextuais e Desempenho Escolar Aspectos Contextuais e Desempenho Escolar Aspectos Contextuais e Desempenho Escolar Subsídios para a reflexão sobre a prática escolar Palestrante: Luiz Vicente Fonseca Ribeiro Equipe de Análises Educacionais

Leia mais

PROJETO RUMOS DA INDÚSTRIA PAULISTA REFORMA TRABALHISTA

PROJETO RUMOS DA INDÚSTRIA PAULISTA REFORMA TRABALHISTA PROJETO RUMOS DA INDÚSTRIA PAULISTA REFORMA TRABALHISTA Abril/2017 SUMÁRIO Quase todas as indústrias paulistas que participaram da pesquisa (92,6%) afirmaram que têm um conhecimento pelo menos parcial

Leia mais

REFORMA TRABALHISTA. Bortolini Advogados Associados Assessoria Jurídica da ATENS/UFSM Seção Sindical Giovani Bortolini

REFORMA TRABALHISTA. Bortolini Advogados Associados Assessoria Jurídica da ATENS/UFSM Seção Sindical Giovani Bortolini REFORMA TRABALHISTA Bortolini Advogados Associados Assessoria Jurídica da ATENS/UFSM Seção Sindical Giovani Bortolini 1 PLC 38/2017 - Reforma Trabalhista Altera a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT),

Leia mais

Tipos de forças, Efeito produzido pela atuação de forças, Representação vetorial de forças, Resultante de um sistema de forças Equilíbrio de forças

Tipos de forças, Efeito produzido pela atuação de forças, Representação vetorial de forças, Resultante de um sistema de forças Equilíbrio de forças Tipos de forças, Efeito produzido pela atuação de forças, Representação vetorial de forças, Resultante de um sistema de forças Equilíbrio de forças Efeito rotativo das forças 1 Tipos de forças Forças devidas

Leia mais

POLÍTICAS PÚBLICAS Aula 02. Prof. a Dr. a Maria das Graças Rua

POLÍTICAS PÚBLICAS Aula 02. Prof. a Dr. a Maria das Graças Rua POLÍTICAS PÚBLICAS Aula 02 Prof. a Dr. a Maria das Graças Rua Michel CROZIER (1964) Teoria das Contingências Estratégicas abordagem sistêmica: As organizações são vistas como poderosos sistemas compostos

Leia mais

Tabela de Constantes

Tabela de Constantes Questão Aula Curso Profissional de Técnico de Gestão e Programação de Sistemas Informáticos DISCIPLINA: Física e Química Módulo: F1 2016/2017 11 ºAno de escolaridade Duração: 45 minutos Nome: N.º 8 páginas

Leia mais

COMPORTAMENTO ORGANIZACIONAL

COMPORTAMENTO ORGANIZACIONAL COMPORTAMENTO ORGANIZACIONAL Grupos e Equipes de Trabalho Prof. Dra. Ana Carolina de Aguiar Rodrigues POR QUE AS PESSOAS FORMAM GRUPOS? Teoria da identidade social Conhecimento do indivíduo de que pertence

Leia mais

CONHECIMENTO E INOVAÇÃO NAS EMPRESAS. Renata Lèbre La Rovere, Professora e Pesquisadora do Grupo Inovação - IE/UFRJ Aula 5

CONHECIMENTO E INOVAÇÃO NAS EMPRESAS. Renata Lèbre La Rovere, Professora e Pesquisadora do Grupo Inovação - IE/UFRJ Aula 5 CONHECIMENTO E INOVAÇÃO NAS EMPRESAS Renata Lèbre La Rovere, Professora e Pesquisadora do Grupo Inovação - IE/UFRJ Aula 5 Estrutura da Aula O papel do Empreendedor Empreendedorismo e Crescimento Econômico

Leia mais

INDIVIDUO E SOCIEDADE DURKHEIM E O NASCIMENTO DAS CIÊNCIAS SOCIAIS

INDIVIDUO E SOCIEDADE DURKHEIM E O NASCIMENTO DAS CIÊNCIAS SOCIAIS INDIVIDUO E SOCIEDADE DURKHEIM E O NASCIMENTO DAS CIÊNCIAS SOCIAIS Émile Durkheim (francês) (1858-1917) Biografia Émile Durkheim (1858-1917) nasceu em Epinal, região de Lorena, na França, no dia 15 de

Leia mais

POWER AND INTERDEPENDENCE. Keohane & Nye Caps. 1 e 2

POWER AND INTERDEPENDENCE. Keohane & Nye Caps. 1 e 2 POWER AND INTERDEPENDENCE Keohane & Nye Caps. 1 e 2 Interdependence in World Politics Como é o mundo hoje? Como ele era no século XIX? Segundo Keohane&Nye: Era da Interdependência; Estado territorial =>

Leia mais

HANS KELSEN ( )

HANS KELSEN ( ) HANS KELSEN (1881-1973) TEORIA PURA DO DIREITO Contextualização: O Movimento para o Direito Livre estava em plena ascensão na Alemanha e parecia que o formalismo jurídico havia sido superado. A diversidade

Leia mais

Movimentos e forças Forças e movimentos. 07 Forças e movimentos

Movimentos e forças Forças e movimentos. 07 Forças e movimentos Movimentos e forças Forças e movimentos 07 Forças e movimentos A explorar: De que modo as forças afetam os movimentos dos corpos? 07 Forças e movimentos Inércia Massa de um corpo e aceleração Lei fundamental

Leia mais

Era Vargas. Do Governo Provisório ao Estado Novo

Era Vargas. Do Governo Provisório ao Estado Novo Era Vargas Do Governo Provisório ao Estado Novo Períodos Governo provisório (1930-1934) Tomada de poder contra as oligarquias tradicionais Governo Constitucional (1934-1937) Período legalista entre dois

Leia mais

Direito Administrativo. Estado, Governo e Adm. Pública

Direito Administrativo. Estado, Governo e Adm. Pública Direito Administrativo AULA 01 Estado, Governo e Adm. Pública Conceitos Estado É uma estrutura política e organizacional que se sobrepõe à sociedade, ao mesmo tempo que dela faz parte. Governo - É o conjunto

Leia mais

Relações Governamentais no Brasil Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração Educação Executiva

Relações Governamentais no Brasil Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração Educação Executiva 1 Porque Educação Executiva Insper A dinâmica do mundo corporativo exige profissionais multidisciplinares, capazes de interagir e formar conexões com diferentes áreas da empresa e entender e se adaptar

Leia mais

09/04/2014 GECE - UFF

09/04/2014 GECE - UFF 09/04/2014 GECE -UFF 1 Análise Macroeconômica www.vitorwilher.com 2 Sumário Algumas provocações Por que capitalismo de Estado? Um pouco de economia Um pouco de conjuntura brasileira Algumas correlações

Leia mais

Questões para Acompanhamento da Aprendizagem. Aula-tema 6: A Dinâmica Social e a Sociedade Civil

Questões para Acompanhamento da Aprendizagem. Aula-tema 6: A Dinâmica Social e a Sociedade Civil Questões para Acompanhamento da Aprendizagem Aula-tema 6: A Dinâmica Social e a Sociedade Civil QUESTÃO 01 A respeito do processo de mudança social, é incorreto afirmar que: a. A mudança social é influenciada

Leia mais

Assinale a alternativa que contém a seqüência CORRETA. a) V, F, V, V, V. b) V, V, F, V, V. c) V, V, V, F, F. d) F, V, V, F, F.

Assinale a alternativa que contém a seqüência CORRETA. a) V, F, V, V, V. b) V, V, F, V, V. c) V, V, V, F, F. d) F, V, V, F, F. 1. Acerca do comportamento organizacional, julgue os itens a seguir. O projeto organizacional define uma configuração estrutural para a organização com base na autoridade legal e ordem para qualquer tipo

Leia mais

ELEMENTOS PARA UMA NOVA LEI DE IMIGRAÇÃO. Constança Urbano de Sousa Praia, 25 de março de 2013

ELEMENTOS PARA UMA NOVA LEI DE IMIGRAÇÃO. Constança Urbano de Sousa Praia, 25 de março de 2013 ELEMENTOS PARA UMA NOVA LEI DE IMIGRAÇÃO Constança Urbano de Sousa Praia, 25 de março de 2013 Objetivos Implementação da ENI Regime jurídico adaptado à nova realidade de Cabo Verde como país de imigração

Leia mais

Dinâmica interna de Grupos

Dinâmica interna de Grupos Dinâmica interna de Grupos Cap. 6 - A dinâmica interna dos grupos, do livro: BEAL, G., BOHLEN, J., RAUDABAUGH, J. N. Liderança e dinâmica de grupo. Rio de Janeiro: Zahar, 1990. pag 59 a 90 Manifestações

Leia mais

Organização Formal. Organização Formal x Organização Informal. Tipos de Organização. Divisão Racional do Trabalho

Organização Formal. Organização Formal x Organização Informal. Tipos de Organização. Divisão Racional do Trabalho Divisão Racional do Trabalho Organização Formal x Organização Informal Organização Formal - Heterogênea -Rígida - Hierarquizada -Estática - Limitada Princípios Básicos das Organizações - Divisão do Trabalho

Leia mais

2.2 Elementos formais e informais

2.2 Elementos formais e informais 2.2 Elementos formais e informais A produtividade de um grupo e sua eficiência estão estreitamente relacionadas não somente com a competência de seus membros, mas, sobretudo com a solidariedade de suas

Leia mais

Série Longa do Índice de Preços no Consumidor

Série Longa do Índice de Preços no Consumidor Série Longa do Índice de Preços no Consumidor 1948-2013 DCN 10.04.2014 Índice Introdução: o que é o IPC Cronologia do IPC Construção da série longa Principais resultados Conclusão O que é o IPC? Indicador

Leia mais

Ocupação Dispersa à escala local: delimitação e caracterização. Direcção Geral do Ordenamento do Território e do Urbanismo

Ocupação Dispersa à escala local: delimitação e caracterização. Direcção Geral do Ordenamento do Território e do Urbanismo Ocupação Dispersa à escala local: delimitação e caracterização Universidade de Aveiro Universidade de Évora Direcção Geral do Ordenamento do Território e do Urbanismo Índice: - Conceitos - Metodologia

Leia mais

HEITOR AUGUSTO S. FERREIRA MARIANA SILVA INÁCIO THAIS SEIDEL TEORIA DOS JOGOS

HEITOR AUGUSTO S. FERREIRA MARIANA SILVA INÁCIO THAIS SEIDEL TEORIA DOS JOGOS HEITOR AUGUSTO S. FERREIRA MARIANA SILVA INÁCIO THAIS SEIDEL TEORIA DOS JOGOS Trabalho apresentado à disciplina de Teoria das Relações Internacionais. Curso de Graduação em Relações Internacionais, turma

Leia mais

Imposto de Renda sobre Ganho de Capital Atividade Urbana e Rural

Imposto de Renda sobre Ganho de Capital Atividade Urbana e Rural Imposto de Renda sobre Ganho de Capital Atividade Urbana e Rural Apresentador: Márcio Schuch Silveira, Contador, Mestre em Ciências Contábeis, Empresário Contábil, Vice-Presidente Técnico do CRCRS e professor

Leia mais

Li Shi Beijing Normal University Instituto de Economia e Administração

Li Shi Beijing Normal University Instituto de Economia e Administração Diferença na distribuição de renda e reforma do sistema de distribuição de renda Li Shi Beijing Normal University Instituto de Economia e Administração Temas de debate 1. Tendência geral da mudança na

Leia mais

TRANSFERÊNCIAS DE RECURSOS FEDERAIS PARA ORGANIZAÇÕES NÃO GOVERNAMENTAIS COMO ELO DE POLÍTICAS PÚBLICAS DISTRIBUTIVAS ( )

TRANSFERÊNCIAS DE RECURSOS FEDERAIS PARA ORGANIZAÇÕES NÃO GOVERNAMENTAIS COMO ELO DE POLÍTICAS PÚBLICAS DISTRIBUTIVAS ( ) TRANSFERÊNCIAS DE RECURSOS FEDERAIS PARA ORGANIZAÇÕES NÃO GOVERNAMENTAIS COMO ELO DE POLÍTICAS PÚBLICAS DISTRIBUTIVAS (2013-2016) Área do trabalho: CLIENTELISMO André Valente do Couto Instituto Federal

Leia mais

FÍSICA 9ºano 2º Trimestre / 2016 BATERIA DE EXERCÍCIOS COMPLEMENTARES

FÍSICA 9ºano 2º Trimestre / 2016 BATERIA DE EXERCÍCIOS COMPLEMENTARES FÍSICA 9ºano 2º Trimestre / 2016 BATERIA DE EXERCÍCIOS COMPLEMENTARES 1. Um atleta deseja percorrer 25 km em 2 h. Por dificuldades encontradas no trajeto, percorre 10 km com a velocidade média de 8 km/h.

Leia mais

CRONOGRAMA DA DISCIPLINA 11/04 Teoria geral dos JDC 16/04 Transfert e ressignificação (Prática) 23/04 Métodos de Ensino dos JDC 25/04 Fundamentos

CRONOGRAMA DA DISCIPLINA 11/04 Teoria geral dos JDC 16/04 Transfert e ressignificação (Prática) 23/04 Métodos de Ensino dos JDC 25/04 Fundamentos CLAUDE BAYER CRONOGRAMA DA DISCIPLINA 11/04 Teoria geral dos JDC 16/04 Transfert e ressignificação (Prática) 23/04 Métodos de Ensino dos JDC 25/04 Fundamentos técnicos (Prática) 02/05 Aspectos táticos

Leia mais