Contextualização Acesso à Justiça

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Contextualização Acesso à Justiça"

Transcrição

1 Elaine Cristina Danzmann Brasil Tribunal Regional Federal da 1ª Região Especialista em Direito Público e Membro da Comissão AJG Marcia Mazo Santos, MsC - Brasil Tribunal Regional Federal 1ª Região Mestre em Gestão do Conhecimento e da Tecnologia da Informação Márcio da Silva Albuquerque Brasil Tribunal Regional Federal 1ª Região Especialista em Orçamento e Finanças e Presidente da Comissão AJG

2 Objetivos: -Demonstrar, por meio do histórico e atualidades do Sistema Eletrônico de Assistência Judiciária Gratuita da Justiça Federal AJG, que o acesso à Justiça por parte dos mais necessitados é possível e pode ser incentivado, demonstrado e ampliado, utilizando-se ferramenta gerencial de controle; -Fixar a importância do serviço público direcionado efetivamente à sociedade e, em especial, àqueles que, em princípio, não teriam condições de litigar ou fazer valer seus direitos perante o Poder Judiciário por meio de instrumentos efetivos da garantida da prestação jurisdicional; - Incentivar a continuidade do processo de controle e monitoramento das demandas, objetivando a garantia do pagamento dos honorários periciais como processo necessário à assistência judiciária gratuita.

3 Contextualização Acesso à Justiça - acesso à justiça como preceito e garantia fundamental do cidadão; - utilização da prestação jurisdicional de forma igualitária; - fortalecimento do Estado democrático; - garantia da ordem jurídica; - obrigatoriedade de cumprimento à Resolução CJF nº 208/2012.

4 Contextualização Acesso à Justiça Amplamente amparado pelo Mapa Estratégico da Justiça Federal

5 Contextualização Justiça Federal da 1ª Região - 80% do território nacional; - 4 das 5 regiões do País; - diversidade geográfica, econômica e cultural; - regiões mais inóspitas e de difícil acesso; - municípios com menor Índice de Desenvolvimento Humano IDH; - 14 das 27 Unidades da Federação (13 Estados e o Distrito Federal); - dificuldades no processo de interiorização da Justiça Federal;

6 Contextualização Juizados Especiais Federais Evolução do número de processos, sinalizando a necessidade de controle gerencial das demandas de acesso à Justiça. ANO DISTRIBUÍDOS JULGADOS EM TRAMITAÇÃO VARAS JEFS / JEFS AUTÔNOMOS (1) JEFS ADJUNTOS (CAPITAL e INTERIOR) (2) JEFS DESTACADOS (3) TOTAIS:

7 Contextualização Sistema AJG Evolução da utilização do Sistema AJG, em 2012 somente utilizado totalmente por 1 Unidade e parcialmente por 2 Unidades. Em 2013, utilizado por todas as 14 Unidades, números apurados até março/2013. Nomeações e solicitações de pagamentos por unidade em 2013 Local Número de nomeações Número de solicitações de pagamentos Seção Judiciária do Estado do Acre Seção Judiciária do Estado do Amazonas Seção Judiciária do Estado do Amapá Seção Judiciária do Estado da Bahia Seção Judiciária do Distrito Federal Seção Judiciária do Estado de Goiás Seção Judiciária do Estado do Maranhão Seção Judiciária do Estado de Minas Gerais Seção Judiciária do Estado do Mato Grosso Seção Judiciária do Estado do Pará Seção Judiciária do Estado do Piauí Seção Judiciária do Estado de Rondônia Seção Judiciária do Estado de Roraima Seção Judiciária do Estado do Tocantins TOTAL:

8 Importância da utilização do Sistema AJG - idealizado a partir da provocação do Tribunal de Contas da União, a partir da verificação do aumento expressivo da demanda orçamentária para pagamento de honorários periciais; - edição de Resolução por parte do Conselho de - maior controle do número de solicitações e trâmite do pagamento de perícias; - possibilidade de verificação de déficit orçamentário para regularização de pagamentos ainda não efetuados; - interação entre as Unidades rumo à padronização de procedimentos que garantam o acesso à Justiça;

9 Providências para a implantação do Sistema AJG - criação da Comissão AJG/TRF1; - capacitação efetiva de todos os gestores e administradores do Sistema AJG; - reuniões periódicas para os ajustes e padronizações necessários; - orientações e atendimento aos gestores e administradores do Sistema AJG por meio de sistema de monitoramento de demandas para solicitações de ajustes, correções e melhorias; - explanação efetiva para conquista do apoio da Alta Administração.

10 Ampliando o acesso do jurisdicionado carente à Justiça Federal da 1ª Região por meio do Sistema Eletrônico de Assistência Judiciária Gratuita da Justiça Federal AJG Carretas dos Juizados Especiais Itinerantes da 1ª Região Fonte: COJEF/TRF1

11 Ampliando o acesso do jurisdicionado carente à Justiça Federal da 1ª Região por meio do Sistema Eletrônico de Assistência Judiciária Gratuita da Justiça Federal AJG Barco Tribuna Parceria com Tribunal de Justiça do Amapá Fonte: TJ/AP

12 Ampliando o acesso do jurisdicionado carente à Justiça Federal da 1ª Região por meio do Sistema Eletrônico de Assistência Judiciária Gratuita da Justiça Federal AJG Juizado Especial Itinerantes no Município de Benjamim Constant - AM Fonte: Itinerante JF/AM

13 Ampliando o acesso do jurisdicionado carente à Justiça Federal da 1ª Região por meio do Sistema Eletrônico de Assistência Judiciária Gratuita da Justiça Federal AJG Juizado Itinerante no município de São José do Piauí PI Fonte: Itinerante SJ/PI

14 Ampliando o acesso do jurisdicionado carente à Justiça Federal da 1ª Região por meio do Sistema Eletrônico de Assistência Judiciária Gratuita da Justiça Federal AJG Juizado Itinerante no município de Governador Nunes Freire - MA Fonte: Itinerante JF/MA

15 Conclusões - o acesso à Justiça extrapola os limites do assistencialismo, se configurando como efetiva e igualitária prestação jurisdicional; - a ampliação do acesso à justiça por meio do Sistema AJG é, comprovadamente, uma experiência exitosa; - a utilização de ferramentas gerenciais possibilitam além do controle, prestação de contas (accountability) e monitoramento das demandas, a verificação da evolução da necessidade orçamentária; - ampliação dos dados para o processo decisório; - interação das diversas Unidades da Justiça Federal da 1ª Região no que se refere à padronização de procedimentos para garantia do acesso à Justiça pelos mais carentes; - possibilidade de discussão, no âmbito do Poder Judiciário, sobre a agilidade da prestação jurisdicional; - não impedimento do acesso por fatores econômicos.

16 Benefícios: - Aumento expressivo do número de solicitações de pagamento de honorários periciais por meio do Sistema AJG; - Maior controle e confiança na prestação jurisdicional aos mais necessitados; - Possibilidade de antecipação de visualização de déficits orçamentários para pagamento dos honorários periciais; - Celeridade no processo da realização das perícias pela confiança do pagamento efetivo; - Discussão da importância do acesso à Justiça de forma igualitária.

17 Referências: AZEVEDO, Walquer Mendes de. A justiça gratuita, a assistência judiciária, a diferença entre assistência judiciária e a justiça gratuita, a assistência jurídica integral e gratuita Disponível em: Acesso em: 04 abr CÁRCOVA, Carlos María. Las teorias jurídicas post positivistas. 2. ed. Buenos Aires : A. Perrot, CINTRA, Antônio Carlos de Araújo; GRINOVER, Ada Pellegrini; DINAMARCO, Cândido Rangel. Teoria geral do processo. 13. ed. São Paulo: Malheiros, DALLARI, Dalmo de Abreu. Elementos de teoria geral do Estado. 19. ed. São Paulo : Saraiva, FARIAS, Cristiano Chaves de; ROSENVALD, Nelson. Direito civil: teoria geral. 6. ed. Rio de Janeiro: Lumen Juris, FIGUEIRA JUNIOR, Joel Dias; TOURINHO NETO, Fernando da Costa. Juizados especiais estaduais cíveis e criminais: comentários à lei 9.099/ ed. São Paulo : Revista dos Tribunais, 2007.

18 FIGUEIRDO, Ivanilda. Acesso à direitos através do sistema de justiça: apresentando a construção de um objeto de pesquisa e das variáveis de estudo. In: CONGRESSO NACIONAL DO CONPEDI, nov Anais... São Paulo, FRIEDE, R. Reis. Questões de teoria geral do Estado (e de direito constitucional). Rio de Janeiro : Forense Universitária, MOTA FILHO, José. Justiça rápida. O Globo, p.7, 17 fev SANTOS, Boaventura de Souza. O acesso á justiça. In: ASSOCIAÇÃO DOS MAGISTRADOS BRASILEIROS. Justiça: promessa e realidade. Rio de Janeiro : Nova Fronteira, p SILVA, José Afonso da. Curso de direito constitucional positivo. 35. ed. rev. e atual.. São Paulo : Malheiros, WATANABE, Kazuo. Acesso à justiça e sociedade moderna. In: DINAMARCO; Cândido Rangel; GRINOVER, Ada Pellegrini; WATANABE, Kazuo (Coords.). Participação e processo. São Paulo: Revista dos Tribunais, 1988.

19 Muito obrigado! Comissão AJG/TRF1 Tribunal Regional Federal da 1ª Região Telefone:

Acre Previsão por Coeficiente no Estado

Acre Previsão por Coeficiente no Estado Acre 0,6 121.073,55 262.729,59 0,8 161.431,39 350.306,12 1,0 201.789,24 437.882,66 1,2 242.147,09 525.459,19 1,4 - - 1,6 322.862,79 700.612,25 1,8 363.220,64 788.188,78 2,0 - - 2,2 - - 2,4 - - 2,6 524.652,03

Leia mais

Quantidade de Acessos / Plano de Serviço / Unidade da Federação - Novembro/2007

Quantidade de Acessos / Plano de Serviço / Unidade da Federação - Novembro/2007 Quantidade de Acessos / Plano de Serviço / Unidade da Federação - Novembro/2007 REGIÃO NORTE 5.951.408 87,35 861.892 12,65 6.813.300 RONDÔNIA 760.521 88,11 102.631 11,89 863.152 ACRE 298.081 85,86 49.094

Leia mais

9, R$ , , R$ ,

9, R$ , , R$ , Rondônia 2005 R$ 601.575,17 2005 10.154 2004 1.027.983 2004 108.139 2004 10,52 2006 R$ 609.834,21 2006 10.757 2005 1.025.249 2005 101.539 2005 9,90 2007 R$ 1.229.490,00 2007 9.100 2006 1.047.004 2006 111.068

Leia mais

Contabilizando para o Cidadão Entendendo as Finanças Públicas

Contabilizando para o Cidadão Entendendo as Finanças Públicas - ano 2015 Pernambuco 5,20% Ceará 5,44% Maranhão 5,14% Pará 4,89% Paraná 4,43% Rio Grande do Sul 4,37% Santa Catarina 2,54% Rio Grande do Norte 2,48% Espírito Santo 2,14% Amazonas 2,06% Sergipe 1,87% Alagoas

Leia mais

Conselho Nacional de Justiça Anexo I SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL, CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA E SUPERIOR TRIBUNAL DE JUSTIÇA TABELA PADRONIZADA DO NÚMERO DOS PROCESSOS NOS ÓRGÃOS DO PODER JUDICIÁRIO 1 SUPREMO

Leia mais

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS NÚCLEO ACADÊMICO DE PESQUISA - NAP

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS NÚCLEO ACADÊMICO DE PESQUISA - NAP PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS NÚCLEO ACADÊMICO DE PESQUISA - NAP PROCESSO COLETIVO Cynthia Lessa Diogo Henrique Dias da Silva Eric Augusto Fernandes Giovanni Vilaça Juliana Maria Matos

Leia mais

UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS Pró-Reitoria de Graduação ORGANIZAÇÃO BÁSICA DAS DISCIPLINAS CURRICULARES

UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS Pró-Reitoria de Graduação ORGANIZAÇÃO BÁSICA DAS DISCIPLINAS CURRICULARES 2007/1 UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS Pró-Reitoria de Graduação ORGANIZAÇÃO BÁSICA DAS DISCIPLINAS CURRICULARES Disciplina: DIREITO PROCESSUAL CIVIL I Curso: DIREITO Código CR PER Co-Requisito Pré-Requisito

Leia mais

Direito Processual Civil Recursos

Direito Processual Civil Recursos ORGANIZAÇÃO E FUNCIONAMENTO DOS TRIBUNAIS ORGANIZAÇÃO E FUNCIONAMENTO DOS TRIBUNAIS Jurisdição quanto ao grau hierárquico dos seus órgãos é: 1) inferior; 2) superior. Essas espécies de jurisdições pressupõe

Leia mais

RESOLUÇÃO CFM nº 2.157/2016

RESOLUÇÃO CFM nº 2.157/2016 RESOLUÇÃO CFM nº 2.157/2016 (Publicada no D.O.U. de 20 de dezembro 2016, Seção I, p. 75) Aprova previsão orçamentária do Conselho Federal de Medicina e dos Conselhos Regionais de Medicina para o exercício

Leia mais

Direito Constitucional

Direito Constitucional Direito Constitucional Dos Tribunais Regionais Federais e dos Juízes Federais (Art. 106 a 110) Professor André Vieira www.acasadoconcurseiro.com.br Direito Constitucional Seção IV DOS TRIBUNAIS REGIONAIS

Leia mais

PIB 2012 Estado do Tocantins

PIB 2012 Estado do Tocantins PIB 2012 Estado do Tocantins Parceiros: GOVERNO DO ESTADO DO TOCANTINS SANDOVAL LÔBO CARDOSO Governador do Estado TOM LYRA Vice-governador do Estado JOAQUIM CARLOS PARENTE JUNIOR Secretário JOAQUÍN EDUARDO

Leia mais

RESOLUÇÃO CFM nº 2.134/15

RESOLUÇÃO CFM nº 2.134/15 RESOLUÇÃO CFM nº 2.134/15 (Publicada no D.O.U. de 15 de dezembro de 2015, Seção I, p. 248) Aprova previsão orçamentária do Conselho Federal de Medicina e dos Conselhos Regionais de Medicina para o exercício

Leia mais

Produção Brasileira de Melão por Estado 2007 Estados Área (ha) Volume (Ton) Valor (Mil R$) Rio Grande do Norte Ceará 6.

Produção Brasileira de Melão por Estado 2007 Estados Área (ha) Volume (Ton) Valor (Mil R$) Rio Grande do Norte Ceará 6. Produção Brasileira de Abacaxi por Estado 2007 Pará 15.462 701.948 125.596 Paraíba 11.600 625.527 150.054 Minas Gerais 7.593 596.668 127.597 Bahia 6.430 282.634 63.185 São Paulo 3.620 271.380 76.161 Rio

Leia mais

Publicado no Diário Oficial da União - Seção 3, de 03/02/2011

Publicado no Diário Oficial da União - Seção 3, de 03/02/2011 Publicado no Diário Oficial da União - Seção 3, de 03/02/2011 PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 1ª REGIÃO CONCURSO PÚBLICO EDITAL DE RETIFICAÇÃO O PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA

Leia mais

ENCARGOS SOCIAIS SOBRE A MÃO DE OBRA HORISTA % GRUPO A

ENCARGOS SOCIAIS SOBRE A MÃO DE OBRA HORISTA % GRUPO A ACRE B1 Repouso Semanal Remunerado 18,06 0,00 18,06 0,00 B2 Feriados 4,77 0,00 4,77 0,00 B3 Auxílio - Enfermidade 0,91 0,69 0,91 0,69 B4 13º Salário 10,97 8,33 10,97 8,33 B7 Dias de Chuvas 1,68 0,00 1,68

Leia mais

ção: Motivaçõ ções e Metas

ção: Motivaçõ ções e Metas Equidade e Eficiência Educaçã ção: Motivaçõ ções e Metas RANKINGS REGIONAIS MOTIVOS DE EVASÃO Ranking Motivo de Evasão: TRABALHO (Demanda1) TOTAL BRASIL 1,43 0 a 17 anos 1 Minas Gerais 2,27 2 Pernambuco

Leia mais

Piores trechos por Unidade Federativa por número de mortos

Piores trechos por Unidade Federativa por número de mortos Piores trechos por Unidade Federativa por número de mortos - 2016 Data: 24/05/2017 FILTROS: Veículos: Todos Valores: Absolutos Estado: Todos BR: Todas Piores trechos por Estado número de mortos 2016 Estado

Leia mais

Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul Faculdade de Direito

Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul Faculdade de Direito I. EMENTA: A disciplina tem a finalidade de realizar um estudo da Lei 9.099 de 26 de setembro de 1995, e da Lei n.º 10.259, de 12 de julho de 2001, destacando a importância histórica da criação e implantação

Leia mais

AULA 1) Ementa. Disposições administrativas:

AULA 1) Ementa. Disposições administrativas: Curso: DIREITO Disciplina: TEORIA GERAL DO PROCESSO (Matutino) quinta-feira 10:10 a 12:40 hs Ementa Direito Material e Direito Processual: conceito, natureza, posição enciclopédica, divisão. Fontes do

Leia mais

Estatísticas sobre Analfabetismo no Brasil

Estatísticas sobre Analfabetismo no Brasil Ministério da Educação Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira Estatísticas sobre Analfabetismo no Brasil Audiência pública Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa

Leia mais

Caracterização dos Recursos Físicos e Humanos dos Órgãos Estaduais de Segurança Pública. Efetivo Armas Letais Viaturas Coletes a Prova de Balas

Caracterização dos Recursos Físicos e Humanos dos Órgãos Estaduais de Segurança Pública. Efetivo Armas Letais Viaturas Coletes a Prova de Balas Ministério da Justiça Caracterização dos Recursos Físicos e Humanos dos Órgãos Estaduais de Segurança Pública Efetivo Armas Letais Viaturas Coletes a Prova de Balas Uma Perspectiva Democrática e Contemporânea

Leia mais

Teto Salarial do Poder Judiciário CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA

Teto Salarial do Poder Judiciário CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA Teto Salarial do Poder Judiciário CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA Antecedentes A Resolução nº 13, de 21 de Março de 2006, que dispõe sobre a aplicação do teto remuneratório constitucional e do subsídio mensal

Leia mais

RELATÓRIO GERAL DA JUSTIÇA DO TRABALHO. Relatório. Analítico

RELATÓRIO GERAL DA JUSTIÇA DO TRABALHO. Relatório. Analítico RELATÓRIO GERAL DA JUSTIÇA DO TRABALHO Relatório Analítico 2015 Coordenadoria de Estatística e Pesquisa do TST Relatório Geral da Justiça do Trabalho 9 1 ESTRUTURA ORGANIZACIONAL 13 1.1. ÓRGÃOS JUDICIÁRIOS

Leia mais

Desdobrando o Mapa Estratégico da Justiça Federal do Rio Grande do Sul

Desdobrando o Mapa Estratégico da Justiça Federal do Rio Grande do Sul Desdobrando o Mapa Estratégico da Justiça Federal do Rio Grande do Sul Marcelo De Nardi Porto Alegre, 04 de julho de 2011. CONTEXTUALIZAÇÃO Poder Judiciário no Contexto da Gestão Pública Nacional Processos

Leia mais

SONDAGEM SOBRE HÁBITOS DE LEITURA E DE PESQUISA JURÍDICA ASSOCIADOS AASP. Q1 Sexo. Respondidas: Ignoradas: 36

SONDAGEM SOBRE HÁBITOS DE LEITURA E DE PESQUISA JURÍDICA ASSOCIADOS AASP. Q1 Sexo. Respondidas: Ignoradas: 36 Q1 Sexo Respondidas: 5.469 Ignoradas: 36 Feminino Masculino Feminino Masculino 36,83% 2.014 63,17% 3.455 Total 5.469 1 / 14 Q2 Faixa etária Respondidas: 5.485 Ignoradas: 20 Até 25 anos 26 a 35 anos 36

Leia mais

2ª RAE DO PLANO DE GESTÃO DA CORREGEDORIA GERAL DE JUSTIÇA DO RIO GRANDE DO NORTE

2ª RAE DO PLANO DE GESTÃO DA CORREGEDORIA GERAL DE JUSTIÇA DO RIO GRANDE DO NORTE PODER JUDICIÁRIO DO RIO GRANDE DO NORTE CORREGEDORIA GERAL DE JUSTIÇA 2ª RAE DO PLANO DE GESTÃO DA CORREGEDORIA GERAL DE JUSTIÇA DO RIO GRANDE DO NORTE JUNHO DE 2013 PERSPECTIVA Processos Internos TEMA

Leia mais

CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE FUTEBOL

CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE FUTEBOL CAMPEONATO BRASILEIRO DA SÉRIE D TABELA BÁSICA / EDIÇÃO 2016 PRIMEIRA FASE REF ROD DATA - DIA HORA GR JOGO ESTÁDIO CIDADE 1ª 12/06 - Dom A1 Rondônia RO x Amazonas AM A1 Acre AC x Amapá AP A2 Tocantins

Leia mais

FNPETI FÓRUM NACIONAL DE PREVENÇÃO E ERRADICAÇÃO DO TRABALHO INFANTIL. Cenário do Trabalho Infantil Dados PNAD 2014

FNPETI FÓRUM NACIONAL DE PREVENÇÃO E ERRADICAÇÃO DO TRABALHO INFANTIL. Cenário do Trabalho Infantil Dados PNAD 2014 Cenário do Trabalho Infantil Dados PNAD 2014 Fonte: IBGE/Pnad. Elaboração própria. Nota: a PNAD até o ano de 2003 não abrangia a área rural da região Norte (exceto o Tocantins). Nos anos de 1994, 2000

Leia mais

O Processo Eletrônico no Tribunal Regional Federal da 4ª Região. Juiz Federal Sérgio Tejada Garcia

O Processo Eletrônico no Tribunal Regional Federal da 4ª Região. Juiz Federal Sérgio Tejada Garcia O Processo Eletrônico no Tribunal Regional Federal da 4ª Região Juiz Federal Sérgio Tejada Garcia 4ª Região NÚMEROS DO PROCESSO ELETRÔNICO NA JUSTIÇA FEDERAL DA 4ª REGIÃO SEÇÕES JUDICIÁRIAS e-procv1 e-procv2

Leia mais

PLANO DE ENSINO. INSTITUIÇÃO DE ENSINO: Universidade Federal do Amazonas UFAM CURSO: Direito PROFESSOR: Especialista Rafael da Silva Menezes

PLANO DE ENSINO. INSTITUIÇÃO DE ENSINO: Universidade Federal do Amazonas UFAM CURSO: Direito PROFESSOR: Especialista Rafael da Silva Menezes DADOS PLANO DE ENSINO INSTITUIÇÃO DE ENSINO: Universidade Federal do Amazonas UFAM CURSO: Direito PROFESSOR: Especialista Rafael da Silva Menezes DISCIPLINA Direito Processual Civil II PRÉ-REQUISITO Direito

Leia mais

A Fonoaudiologia nos Centros de Referência em Saúde do Trabalhador no Brasil

A Fonoaudiologia nos Centros de Referência em Saúde do Trabalhador no Brasil A Fonoaudiologia nos Centros de Referência em Saúde do Trabalhador no Brasil Autores: ALINE CRISTINA ALMEIDA GUSMÃO SOUZA, TATIANE COSTA MEIRA, FRANCIANA CRISTINA CAVALCANTE NUNES DOS SANTOS, VILMA SOUSA

Leia mais

Comércio em Números. Brasil. meses.

Comércio em Números. Brasil. meses. Belo Horizonte MG Dezembro de 2015 O é um acompanhamento sistemático das estatísticas econômicas. Trata-se de um estudo que busca acompanhar o comportamento das variáveis de desempenho do consumo e das

Leia mais

PLANO DE ENSINO OBJETIVOS GERAIS:

PLANO DE ENSINO OBJETIVOS GERAIS: PLANO DE ENSINO FACULDADE: Faculdade de Ciências Jurídicas e Sociais CURSO: Direito Período: 3 DEPARTAMENTO: Ano: 2016 DISCIPLINA: Teoria Geral do Processo CARGA HORÁRIA: 80 horas PRÉ-REQUISITO: não há.

Leia mais

O Comércio de Serviços do Brasil

O Comércio de Serviços do Brasil Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior Secretaria de Comércio e Serviços IV Seminário Estadual de Negócios Internacionais do Paraná O Comércio de Serviços do Brasil Curitiba, 17 de

Leia mais

CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DE JATAÍ - CESUT A s s o c i a ç ã o J a t a i e n s e d e E d u c a ç ã o

CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DE JATAÍ - CESUT A s s o c i a ç ã o J a t a i e n s e d e E d u c a ç ã o Ementa: PARTE 1 INTRODUÇÕES: CLASSIFICAÇÃO DAS AÇÕES; INTRODUÇÃO SOBRE O PROCESSO DE CONHECIMENTO; FORMAÇÃO, SUSPENSÃO E EXTINÇÃO DO PROCESSO; PARTE 2 PROCEDIMENTO COMUM: DA PETIÇÃO INICIAL; DA TUTELA

Leia mais

Energia e o Desenvolvimento sustentável

Energia e o Desenvolvimento sustentável * Energia e o Desenvolvimento sustentável Os principais desafios para promoção do desenvolvimento sustentável são expandir o acesso a preços acessíveis, o fornecimento de energia confiável e adequado,

Leia mais

REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE ORÇAMENTO FEDERAL

REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE ORÇAMENTO FEDERAL REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE ORÇAMENTO FEDERAL ORÇAMENTOS DA UNIÃO EXERCÍCIO FINANCEIRO 2015 PROJETO DE LEI ORÇAMENTÁRIA INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES

Leia mais

COLÉGIO PERMANENTE DE CORREGEDORES-GERAIS DOS TRIBUNAIS DE JUSTIÇA DO BRASIL CCOGE

COLÉGIO PERMANENTE DE CORREGEDORES-GERAIS DOS TRIBUNAIS DE JUSTIÇA DO BRASIL CCOGE CARTA DE CUIABÁ O COLÉGIO PERMANENTE DE CORREGEDORES-GERAIS DOS TRIBUNAIS DE JUSTIÇA DO BRASIL CCOGE, reunidos na cidade de Cuiabá MT, nos dias 30 de março a 1º de abril de 2016, durante os trabalhos do

Leia mais

Operadores brasileiros de Aviação Agrícola (SAE e TPP) - Em Dezembro de versão Elaboração : Eng.Agrônomo Eduardo Cordeiro de Araújo

Operadores brasileiros de Aviação Agrícola (SAE e TPP) - Em Dezembro de versão Elaboração : Eng.Agrônomo Eduardo Cordeiro de Araújo Operadores brasileiros de Aviação Agrícola (SAE e TPP) - Em Dezembro de 06 - - versão.0 - Elaboração : Eng.Agrônomo Eduardo Cordeiro de Araújo Pelotas, RS Fevereiro de 07 SUMÁRIO Conteúdo Pág.Introdução....

Leia mais

PLANO DE ENSINO. I Identificação Teoria Geral do Processo. Carga horária 36 horas/aula Créditos 2 Semestre letivo 3º. II Ementário

PLANO DE ENSINO. I Identificação Teoria Geral do Processo. Carga horária 36 horas/aula Créditos 2 Semestre letivo 3º. II Ementário PLANO DE ENSINO I Identificação Disciplina Teoria Geral do Processo Código PRO0013 Carga horária 36 horas/aula Créditos 2 Semestre letivo 3º II Ementário Noções gerais da teoria geral do processo e do

Leia mais

Programa Nacional de Suplementação de Vitamina A Divulgação dos resultados parciais do programa em 2013.

Programa Nacional de Suplementação de Vitamina A Divulgação dos resultados parciais do programa em 2013. Programa Nacional de Suplementação de Vitamina A Divulgação dos resultados parciais do programa em 2013. O Programa Nacional de Suplementação de Vitamina A tem por objetivo a prevenção e controle da hipovitaminose

Leia mais

Educação Superior Enade e IGC dos Estados e DF

Educação Superior Enade e IGC dos Estados e DF Educação Superior Enade e IGC dos Estados e DF Enade 2015 O Conceito Enade é um indicador de qualidade que avalia o desempenho dos estudantes a partir dos resultados obtidos anualmente para os cursos que

Leia mais

2.000.000 DE MATERIAIS DA CAMARA DOS DEPUTADOS, NO SETOR DE INDUSTRIA E ABASTECIMENTO - SIA F 3 2 80 0 100 1.500 TOTAL - FISCAL 2.001.

2.000.000 DE MATERIAIS DA CAMARA DOS DEPUTADOS, NO SETOR DE INDUSTRIA E ABASTECIMENTO - SIA F 3 2 80 0 100 1.500 TOTAL - FISCAL 2.001. ORGAO : 01000 - CAMARA DOS DEPUTADOS UNIDADE : 01101 - CAMARA DOS DEPUTADOS ANEXO I PROGRAMA DE TRABALHO RECURSOS DE TODAS AS FONTES - R$ 1, 00 0553 ATUACAO LEGISLATIVA DA CAMARA DOS DEPUTADOS 2.000.000

Leia mais

8ª Pesquisa Nacional de Ataques a Bancos (2014)

8ª Pesquisa Nacional de Ataques a Bancos (2014) 8ª Pesquisa Nacional de Ataques a Bancos (2014) Elaboração: Contraf-CUT, CNTV e Federação dos Vigilantes do Paraná Fonte: Notícias da imprensa, SSP e sindicatos Apoio: Sindicato dos Vigilantes de Curitiba

Leia mais

Desafios do Federalismo Brasileiro. Paula Ravanelli Losada Subchefia de Assuntos Federativos Secretaria de Relações Institucionais

Desafios do Federalismo Brasileiro. Paula Ravanelli Losada Subchefia de Assuntos Federativos Secretaria de Relações Institucionais Desafios do Federalismo Brasileiro Paula Ravanelli Losada Subchefia de Assuntos Federativos Secretaria de Relações Institucionais Federação desigual Arranjo Federativo Brasileiro As desigualdades regionais

Leia mais

Mercado de Trabalho Empregos formais. Estado de São Paulo Município: Capivari

Mercado de Trabalho Empregos formais. Estado de São Paulo Município: Capivari Mercado de Trabalho Empregos formais Estado de São Paulo Município: Capivari SÍNTESE Estado de São Paulo População estimada em 2014 44.035.304 População 2010 41.262.199 Área (km²) 248.222,36 Densidade

Leia mais

Fabio Atanasio de Morais Chefe do Escritório do Unicef/Belém

Fabio Atanasio de Morais Chefe do Escritório do Unicef/Belém Fabio Atanasio de Morais Chefe do Escritório do Unicef/Belém QUEM SOMOS Agência de Desenvolvimento da ONU, criada em 1946 e presente em 191 países e territórios. Presente no Brasil desde 1950 com atuação

Leia mais

Pela transparência e qualidade na aplicação dos recursos públicos. Indignar-se é importante. Atitude é fundamental! Um espaço democrático e apartidário para o exercício da cidadania em favor da transparência

Leia mais

MERCADO BRASILEIRO DE SUPLEMENTOS MINERIAS 2014

MERCADO BRASILEIRO DE SUPLEMENTOS MINERIAS 2014 MERCADO BRASILEIRO DE SUPLEMENTOS MINERIAS 2014 ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DAS INDUSTRIAS DE SUPLEMENTOS MINERAIS RUA AUGUSTA, 2676 13 ANDAR SALA 132 CEP 01412-100 SÃO PAULO SP Telefone: (011) 3061-9077 e-mail:

Leia mais

RELATÓRIO PRELIMINAR

RELATÓRIO PRELIMINAR Autos: ACOMPANHAMENTO DE CUMPRIMENTO DE DECISÃO - 0005633-70.2010.2.00.0000 Requerente: CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA - CNJ Requerido: CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA - CNJ RELATÓRIO PRELIMINAR Como Relator

Leia mais

AÇÕES CULTURAIS E EDUCATIVAS EM INSTITUIÇÕES ARQUIVÍSTICAS ESTADUAIS BRASILEIRAS. Keyla Santos Jussara Borges

AÇÕES CULTURAIS E EDUCATIVAS EM INSTITUIÇÕES ARQUIVÍSTICAS ESTADUAIS BRASILEIRAS. Keyla Santos Jussara Borges AÇÕES CULTURAIS E EDUCATIVAS EM INSTITUIÇÕES ARQUIVÍSTICAS ESTADUAIS BRASILEIRAS Keyla Santos Jussara Borges Art. 1º - É dever do Poder Público a gestão documental e a proteção especial a documentos de

Leia mais

TRANSFERÊNCIAS VOLUNTÁRIAS A ESTADOS, DF E MUNICÍPIOS - DEZEMBRO/2014

TRANSFERÊNCIAS VOLUNTÁRIAS A ESTADOS, DF E MUNICÍPIOS - DEZEMBRO/2014 SECRETARIA DO TESOURO NACIONAL COINT - Coordenação-Geral de Análise e Informações das Transferências Financeiras Intergovernamentais TRANSFERÊNCIAS VOLUNTÁRIAS A ESTADOS, DF E MUNICÍPIOS - DEZEMBRO/2014

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS REGIONAL JATAÍ PLANO DE ENSINO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS REGIONAL JATAÍ PLANO DE ENSINO PLANO DE ENSINO I. IDENTIFICAÇÃO Unidade Acadêmica: UNID. ACAD. ESP/LETRAS-HUMANAS-SOCIAIS Curso: Direito Disciplina: TEORIA GERAL DO PROCESSO Carga horária semestral: 64H/AULA. Teórica: 43hs.. Prática:

Leia mais

Comércio em Números. Brasil. meses.

Comércio em Números. Brasil. meses. Belo Horizonte MG Novembro de 2016 O é um acompanhamento sistemático das estatísticas econômicas. Trata-se de um estudo que busca acompanhar o comportamento das variáveis de desempenho do consumo e das

Leia mais

ASPECTOS TRIBUTÁRIOS DAS OPERADORAS DE TELECOMUNICAÇÕES E PROVEDORES DE INTERNET. Dr. Paulo Henrique da Silva Vitor

ASPECTOS TRIBUTÁRIOS DAS OPERADORAS DE TELECOMUNICAÇÕES E PROVEDORES DE INTERNET. Dr. Paulo Henrique da Silva Vitor ASPECTOS TRIBUTÁRIOS DAS OPERADORAS DE TELECOMUNICAÇÕES E PROVEDORES DE INTERNET Dr. Paulo Henrique da Silva Vitor paulo@silvavitor.com.br ALTERAÇÕES NO SIMPLES NACIONAL - Lei Complementar 155/2016. Vigência

Leia mais

SECRETARIA DE EDUCAÇÃO BÁSICA MEC

SECRETARIA DE EDUCAÇÃO BÁSICA MEC SECRETARIA DE EDUCAÇÃO BÁSICA MEC A EVOLUÇÃO DA EDUCAÇÃO BÁSICA O movimento Constitucional; O processo de discussão que antecedeu a LDB nº9394/96; A concepção de Educação Básica e a universalização do

Leia mais

CEDM RS Conselho Estadual dos Direitos da Mulher

CEDM RS Conselho Estadual dos Direitos da Mulher CEDM RS O Conselho Estadual dos Direitos da Mulher do RS,foi criado em 25 de abril de 1986 e sofreu várias alterações até ser instituído pela Lei Nº 13.947, de 16 de março de 2012, órgão autônomo, deliberativo,

Leia mais

NOTA TÉCNICA Nº 003/2014

NOTA TÉCNICA Nº 003/2014 NOTA TÉCNICA Nº 003/2014 Brasília, 06 de janeiro de 2014. ÁREA: Área de Educação TÍTULO: Informações sobre a Lei do Piso Salarial do Magistério Público REFERÊNCIA(S): CF 1988 Lei nº 11.738/2008 EC 53/2007

Leia mais

R E V I STA. Abrangência Nacional MÍDIA KIT

R E V I STA.  Abrangência Nacional MÍDIA KIT R E V I STA viva mais Abrangência Nacional MÍDIA KIT R E V I S T A viva mais informação cidadania saúde política turismo A é uma revista de distribuição gratuita, mensal, com foco nas associações de aposentados

Leia mais

FÓRUM DOS GOVERNADORES DO NORDESTE FÓRUM DOS GOVERNADORES DA AMAZÔNIA LEGAL

FÓRUM DOS GOVERNADORES DO NORDESTE FÓRUM DOS GOVERNADORES DA AMAZÔNIA LEGAL CARTA DE BRASÍLIA Reunidos em Brasília, na sede da representação do Estado do Ceará, em 14 de junho de 2011, dando seguimento a um processo de discussão do Sistema Tributário Nacional iniciado através

Leia mais

DEPARTAMENTO DE ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO DE RECURSOS HUMANOS Sylvio Pétrus Junior

DEPARTAMENTO DE ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO DE RECURSOS HUMANOS Sylvio Pétrus Junior PRESIDENTE DA REPÚBLICA Luiz Inácio Lula da Silva MINISTRO Paulo Bernardo Silva SECRETÁRIO-EXECUTIVO João Bernardo de Azevedo Bringel SECRETÁRIO DE RECURSOS HUMANOS Duvanier Paiva Ferreira SECRETÁRIA-ADJUNTA

Leia mais

BIBLIOTECA DANIEL AARÃO REIS OBRAS DOADAS Agosto a Setembro de 2015. Doação do Consócio e Autor: CARNEVALE, Marcos

BIBLIOTECA DANIEL AARÃO REIS OBRAS DOADAS Agosto a Setembro de 2015. Doação do Consócio e Autor: CARNEVALE, Marcos Doação do Consócio e Autor: CARNEVALE, Marcos CRISE SOCIAL E PODER JUDICIÁRIO: uma análise sociológica dos quantitativos do CNJ Rio de Janeiro: Freitas Bastos, 2015 Doação do Consócio e Autor: BARBOSA,

Leia mais

Estatísticas e Indicadores do Ensino Fundamental e Médio. Tiragem Limitada

Estatísticas e Indicadores do Ensino Fundamental e Médio. Tiragem Limitada Estatísticas e Indicadores do Ensino Fundamental e Médio Tiragem Limitada República Federativa do Brasil Fernando Henrique Cardoso Ministério da Educação e do Desporto - MEC Paulo Renato Souza Secretaria

Leia mais

PARECER Nº, DE Relator: Senador ANTONIO ANASTASIA

PARECER Nº, DE Relator: Senador ANTONIO ANASTASIA PARECER Nº, DE 2017 Da COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO, JUSTIÇA E CIDADANIA, sobre o Projeto de Lei do Senado nº 315, de 2016 Complementar, do Senador Flexa Ribeiro, que dispõe sobre o número total de Deputados

Leia mais

ÍNDICE DE CONFIANÇA DOS PEQUENOS NEGÓCIOS NO BRASIL. Fevereiro/2013 (dados até Janeiro)

ÍNDICE DE CONFIANÇA DOS PEQUENOS NEGÓCIOS NO BRASIL. Fevereiro/2013 (dados até Janeiro) ÍNDICE DE CONFIANÇA DOS PEQUENOS NEGÓCIOS NO BRASIL (ICPN) Fevereiro/2013 (dados até Janeiro) Características da pesquisa Objetivo: - medir o impacto da conjuntura econômica nos Pequenos Negócios e suas

Leia mais

PROGRAMA DE COMPRAS GOVERNAMENTAIS PARCERIAS E PERSPECTIVAS CONVÊNIO SEBRAE / CONSAD

PROGRAMA DE COMPRAS GOVERNAMENTAIS PARCERIAS E PERSPECTIVAS CONVÊNIO SEBRAE / CONSAD PROGRAMA DE COMPRAS GOVERNAMENTAIS PARCERIAS E PERSPECTIVAS CONVÊNIO SEBRAE / CONSAD 92º Fórum Nacional de Secretários de Estado da Administração Canela/RS Nov/2013 Convênio com Ministério do Planejamento

Leia mais

Apresentação. Os dados aqui apresentados, seguem obedecem a seguinte ordem: estatística jurisdicional, indicadores e projetos estratégicos.

Apresentação. Os dados aqui apresentados, seguem obedecem a seguinte ordem: estatística jurisdicional, indicadores e projetos estratégicos. Apresentação O relatório de análise estratégica objetiva demonstrar os resultados apurados dos indicadores estratégicos e demais índices da justiça acreana no decorrer do ano de 2015, em consonância com

Leia mais

Pesquisa de Emprego em Tecnologia da Informação JULHO DE 2017

Pesquisa de Emprego em Tecnologia da Informação JULHO DE 2017 Pesquisa de Emprego em Tecnologia da Informação JULHO DE 2017 DEFINIÇÕES A Pesquisa de Emprego em Serviços é desenvolvida pela CNS/FESESP/SEPROSP com base em dados do sistema RAIS-CAGED do Ministério do

Leia mais

Cursos de Dança no Brasil. Dulce Aquino

Cursos de Dança no Brasil. Dulce Aquino Cursos de Dança no Brasil Dulce Aquino Cursos de Dança no Brasil Instituições Federais Instituições Estaduais 3 cursos 9 cursos Total 3 Total de Cursos de Dança nas IES - 3 3 11 Norte - 3 Nordeste - 11

Leia mais

SECRETARIA DE INSPEÇÃO DO TRABALHO TAÍS ARRUTI LYRIO LISBOA AUDITORA FISCAL DO TRABALHO RESPONSÁVEL NACIONAL PELO PROJETO DE INSERÇÃO DE APRENDIZES

SECRETARIA DE INSPEÇÃO DO TRABALHO TAÍS ARRUTI LYRIO LISBOA AUDITORA FISCAL DO TRABALHO RESPONSÁVEL NACIONAL PELO PROJETO DE INSERÇÃO DE APRENDIZES SECRETARIA DE INSPEÇÃO DO TRABALHO TAÍS ARRUTI LYRIO LISBOA AUDITORA FISCAL DO TRABALHO RESPONSÁVEL NACIONAL PELO PROJETO DE INSERÇÃO DE APRENDIZES APRENDIZAGEM: CARACTERIZAÇÃO, LIMITES E POSSIBILIDADES

Leia mais

Política Nacional da Educação Infantil Desafios e alternativas para o aumento do atendimento na educação infantil com qualidade

Política Nacional da Educação Infantil Desafios e alternativas para o aumento do atendimento na educação infantil com qualidade Política Nacional da Educação Infantil Desafios e alternativas para o aumento do atendimento na educação infantil com qualidade 161905-Implementando o m... 016 v2 1 Como está a Educação Básica no Brasil,

Leia mais

2015. Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas Sebrae

2015. Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas Sebrae Fevereiro/2015 2015. Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas Sebrae Todos os direitos reservados A reprodução não autorizada desta publicação, no todo ou em parte, constitui violação aos

Leia mais

Pré - Requisito: CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:

Pré - Requisito: CONTEÚDO PROGRAMÁTICO: CENTRO UNIVERSITÁRIO DE BRASÍLIA - UniCEUB FACULDADE DE CIÊNCIAS JURÍDICAS E SOCIAIS Curso: DIREITO Créditos: 05 Carga Horária: 075 Disciplina: TEORIA GERAL DO PROCESSO Professora: Débora Soares Guimarães

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 891/ CONFERE

RESOLUÇÃO Nº 891/ CONFERE RESOLUÇÃO Nº 891/2013 - CONFERE Corrige os valores máximos autorizados pela Lei nº 4.886, de 09.12.1965, com a alteração da Lei nº 12.246, de 27.05.2010, e fixa as anuidades para o exercício de 2014 que

Leia mais

Estatísticas do Registro Civil Data 17 / 12 / 2012

Estatísticas do Registro Civil Data 17 / 12 / 2012 Estatísticas do Registro Civil 2011 Data 17 / 12 / 2012 Em 2011, o total de registros foi 2,0% maior que em 2010, indicando a melhoria da cobertura do registro civil de nascimento no País. Houve acréscimo

Leia mais

Dados Básicos sobre Recursos Humanos. ObservaRH - NESP/CEAM/UnB

Dados Básicos sobre Recursos Humanos. ObservaRH - NESP/CEAM/UnB Dados Básicos sobre Recursos Humanos ObservaRH - NESP/CEAM/UnB Brasília/DF 2007 Apresentação O conjunto de dados básicos sobre recursos humanos integra as expectativas das delegações que participaram da

Leia mais

Processo PLANO DE ENSINO. Prof. Luis Fernando Alves

Processo PLANO DE ENSINO. Prof. Luis Fernando Alves 1 Teoria Geral do Processo PLANO DE ENSINO Prof. Luis Fernando Alves www.professorluisfernando.jur.adv.br 1. EMENTA 2 O Estado, o processo e a tutela jurisdicional. Fontes das normas processuais. Princípios

Leia mais

Cargas Aéreas e Rodoviárias Ltda.

Cargas Aéreas e Rodoviárias Ltda. Cargas Aéreas e Rodoviárias Ltda. EMPRESA A Trans Ápia é uma empresa especializada em cargas urgentes, porta a porta para todo território nacional, que atua no mercado de transportes aéreo e rodoviário

Leia mais

PERFIL DO MAGISTÉRIO

PERFIL DO MAGISTÉRIO PERFIL DO MAGISTÉRIO DA EDUCAÇÃO BÁSICA MEC Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Censo do Professor 97 1 Diretoria de Informações e Estatísticas Educacionais João Batista Ferreira Gomes

Leia mais

O SISTEMA SINDICAL BRASILEIRO EM NÚMEROS

O SISTEMA SINDICAL BRASILEIRO EM NÚMEROS O SISTEMA SINDICAL BRASILEIRO EM NÚMEROS Prezados, Diante o cenário turbulento que o setor empresarial sindical atravessa nesse momento é importante termos números sólidos para embasar a discussão da importância

Leia mais

Brasil Preço de Realização do Produtor 13,09 13,08 CIDE - - PIS/COFINS 2,18 2,18 Preço do Produtor s/ ICMS c/ CIDE/PIS/COFINS 15,28 15,26 ICMS 6,57

Brasil Preço de Realização do Produtor 13,09 13,08 CIDE - - PIS/COFINS 2,18 2,18 Preço do Produtor s/ ICMS c/ CIDE/PIS/COFINS 15,28 15,26 ICMS 6,57 jan/16 fev/16 Brasil Preço de Realização do Produtor 13,09 13,08 Preço do Produtor s/ ICMS c/ CIDE/PIS/COFINS 15,28 15,26 ICMS 6,57 6,57 Margem Bruta de Distribuição 15,73 16,14 Preço de Distribuição 37,57

Leia mais

Piores trechos por Unidade Federativa por número de acidentes

Piores trechos por Unidade Federativa por número de acidentes Piores trechos por Unidade Federativa por número de acidentes - 2015 Data: 18/05/2016 FILTROS: Veículos: Todos Valores: Absolutos Estado: Todos BR: Todas Piores trechos por Estado número de acidentes -

Leia mais

Indicadores IBGE. Sistema Nacional de Pesquisa de Custos e Índices da Construção Civil SINAPI. Abril de 2014

Indicadores IBGE. Sistema Nacional de Pesquisa de Custos e Índices da Construção Civil SINAPI. Abril de 2014 Indicadores IBGE Sistema Nacional de Pesquisa de Custos e Índices da Construção Civil SINAPI Abril de 2014 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE Presidenta da República Dilma Rousseff

Leia mais

Ao Senhor Contador Marcelo do Nascimento França Presidente do Conselho Regional de Contabilidade do Acre Rio Branco-AC

Ao Senhor Contador Marcelo do Nascimento França Presidente do Conselho Regional de Contabilidade do Acre Rio Branco-AC Contador Marcelo do Nascimento França Presidente do Conselho Regional de Contabilidade do Acre 69919-180 - Rio Branco-AC Contador Carlos Roberto Ribeiro Sampaio Presidente do Conselho Regional de Contabilidade

Leia mais

C125/ IMAZON Belém, 10 de novembro de 2009

C125/ IMAZON Belém, 10 de novembro de 2009 C125/2009 - IMAZON Belém, 10 de novembro de 2009 Ao Conselho da Justiça Federal Ministro Cesar Asfor Rocha Ministro Ari Pargendler Ministro Francisco Cândido de Melo Falcão Neto Ministra Eliana Calmon

Leia mais

DIÁRIO ELETRÔNICO DA JUSTIÇA FEDERAL DA 4ª REGIÃO Ano VIII nº 129 Porto Alegre, terça-feira, 28 de maio de 2013 TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 4ª REGIÃO

DIÁRIO ELETRÔNICO DA JUSTIÇA FEDERAL DA 4ª REGIÃO Ano VIII nº 129 Porto Alegre, terça-feira, 28 de maio de 2013 TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 4ª REGIÃO DIÁRIO ELETRÔNICO DA JUSTIÇA FEDERAL DA 4ª REGIÃO Ano VIII nº 129 Porto Alegre, terça-feira, 28 de maio de 2013 TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 4ª REGIÃO PUBLICAÇÕES ADMINISTRATIVAS ASSESSORIA DE PLANEJAMENTO

Leia mais

DE TRAUMATOLOGIA E ORTOPEDIA - INTO S S TOTAL - FISCAL 0 TOTAL - SEGURIDADE

DE TRAUMATOLOGIA E ORTOPEDIA - INTO S S TOTAL - FISCAL 0 TOTAL - SEGURIDADE ORGAO : 36000 - MINISTERIO DA SAUDE UNIDADE : 36901 - FUNDO NACIONAL DE SAUDE ANEXO I CREDITO SUPLEMENTAR PROGRAMA DE TRABALHO (SUPLEMENTACAO) RECURSOS DE TODAS AS FONTES - R$ 1, 00 E G R M I F FUNC PROGRAMATICA

Leia mais

Resultado do Estoque de Empregos Formais RAIS 2002 a 2013

Resultado do Estoque de Empregos Formais RAIS 2002 a 2013 Enfoque Econômico é uma publicação do IPECE que tem por objetivo fornecer informações de forma imediata sobre políticas econômicas, estudos e pesquisas de interesse da população cearense. Por esse instrumento

Leia mais

PROGRAMA DE DISCIPLINA

PROGRAMA DE DISCIPLINA Faculdade Anísio Teixeira de Feira de Santana Autorizada pela Portaria Ministerial nº 552 de 22 de março de 2001 e publicada no Diário Oficial da União de 26 de março de 2001. Endereço: Rua Juracy Magalhães,

Leia mais

MATERIAL SUPLEMENTAR. Tabela 1. Total de mamógrafos existentes e em uso no SUS, de acordo com tipo, em Salvador, Bahia e Brasil no ano de 2015.

MATERIAL SUPLEMENTAR. Tabela 1. Total de mamógrafos existentes e em uso no SUS, de acordo com tipo, em Salvador, Bahia e Brasil no ano de 2015. MATERIAL SUPLEMENTAR Tabela 1. Total de mamógrafos existentes e em uso no SUS, de acordo com tipo, em Salvador, Bahia e Brasil no ano de 2015. EQUIPAMENTOS DE DIAGNÓSTICO POR IMAGEM - Brasil Equipamento

Leia mais

ÍNDICE DE CONFIANÇA DOS PEQUENOS NEGÓCIOS NO BRASIL ICPN

ÍNDICE DE CONFIANÇA DOS PEQUENOS NEGÓCIOS NO BRASIL ICPN ÍNDICE DE CONFIANÇA DOS PEQUENOS NEGÓCIOS NO BRASIL ICPN Abril de 2015 ÍNDICE DE CONFIANÇA DOS PEQUENOS NEGÓCIOS NO BRASIL ICPN Março de 2015 Sumário Executivo Indicadores de confiança são indicadores

Leia mais

MOVIMENTOS MIGRATÓRIOS INTERESTADUAIS NA BAHIA, ENTRE OS PERÍODOS, 2000 e 2010

MOVIMENTOS MIGRATÓRIOS INTERESTADUAIS NA BAHIA, ENTRE OS PERÍODOS, 2000 e 2010 MOVIMENTOS MIGRATÓRIOS INTERESTADUAIS NA BAHIA, ENTRE OS PERÍODOS, 2000 e 2010 Isaac A. Coimbra Lou SEI/BA Lis Helena Borges Bolsista/IPEA Roberta Pimenta Bolsista/IPEA Brasília, Março de 2013 3 a Conferência

Leia mais

CAPÍTULO I - BREVE RECONSTRUÇÃO HISTÓRICA DA JUSTIÇA FEDERAL NO BRASIL

CAPÍTULO I - BREVE RECONSTRUÇÃO HISTÓRICA DA JUSTIÇA FEDERAL NO BRASIL CAPÍTULO I - BREVE RECONSTRUÇÃO HISTÓRICA DA JUSTIÇA FEDERAL NO BRASIL 1. A JUSTIÇA FEDERAL REPUBLICANA A existência de uma Justiça Federal e de juízes federais de 1ª instância foi prevista inicialmente

Leia mais

Salvador Bahia CARTA DE SALVADOR

Salvador Bahia CARTA DE SALVADOR CARTA DE SALVADOR O COLÉGIO PERMANENTE DE CORREGEDORES-GERAIS DOS TRIBUNAIS DE JUSTIÇA DO BRASIL, reunido na Cidade de Salvador, nos dias 12, 13 e 14 de novembro de 2014, ao término dos trabalhos do 67º

Leia mais

GEOGRAFIA MÓDULO 11. As Questões Regionais. As divisões regionais, região e políticas públicas, os desequilíbrios regionais. Professor Vinícius Moraes

GEOGRAFIA MÓDULO 11. As Questões Regionais. As divisões regionais, região e políticas públicas, os desequilíbrios regionais. Professor Vinícius Moraes GEOGRAFIA Professor Vinícius Moraes MÓDULO 11 As Questões Regionais As divisões regionais, região e políticas públicas, os desequilíbrios regionais Existem três divisões regionais amplamente divulgadas

Leia mais

Este Plano de Curso poderá sofrer alterações a critério do professor e / ou da Coordenação.

Este Plano de Curso poderá sofrer alterações a critério do professor e / ou da Coordenação. DISCIPLINA: DIREITO PROCESSUAL CIVIL III PROFESSOR: ELVIO FERREIRA SARTÓRIO TURMA: 5FM PLANO DE CURSO - 2010/01 Este Plano de Curso poderá sofrer alterações a critério do professor e / ou da Coordenação.

Leia mais

Ministério da Educação Universidade Federal de Santa Maria Centro de Ciências Sociais e Humanas Departamento de Direito PLANO DE ENSINO

Ministério da Educação Universidade Federal de Santa Maria Centro de Ciências Sociais e Humanas Departamento de Direito PLANO DE ENSINO Ministério da Educação Universidade Federal de Santa Maria Centro de Ciências Sociais e Humanas Departamento de Direito PLANO DE ENSINO 1) IDENTIFICAÇÃO DA DISCIPLINA Disciplina DIREITO CONSTITUCIONAL

Leia mais

Agência Nacional de Telecomunicações. Entidade Aferidora da Qualidade

Agência Nacional de Telecomunicações. Entidade Aferidora da Qualidade Agência Nacional de Telecomunicações Entidade Aferidora da Qualidade Qualidade da Banda Larga Publicação de Indicadores (Março/15) Medição Banda Larga Fixa (SCM) Para a medição da banda larga fixa (SCM)

Leia mais

TÊNIS DE MESA Nº 03 04/09/2015

TÊNIS DE MESA Nº 03 04/09/2015 ! TÊNIS DE MESA Nº 03 04/09/2015! Jogos Escolares da Juventude 2015 12 a 14 anos Boletim Oficial de Resultados 04/09/2015 CENTRO DE FORMAÇÃO OLÍMPICA - QUADRA 1 TÊNIS DE MESA - EQUIPE - Feminino 1 09:00

Leia mais

Poder Judiciário SOCIOLOGIA JURÍDICA PROF. ADRIANO FERREIRA

Poder Judiciário SOCIOLOGIA JURÍDICA PROF. ADRIANO FERREIRA 1 Poder Judiciário SOCIOLOGIA JURÍDICA PROF. ADRIANO FERREIRA Estrutura do Poder Judiciário 2 STF CNJ STJ TST TSE STM TRF TJ TRT TRE FALCÃO, Joaquim. O múltiplo Judiciário. In: SADEK, Maria Tereza (coord.).

Leia mais