Pesquisador em Saúde Pública Prova Discursiva INSTRUÇÕES

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Pesquisador em Saúde Pública Prova Discursiva INSTRUÇÕES"

Transcrição

1 Fisiopatologia de Doenças Negligenciadas Pesquisador em Saúde Pública Prova Discursiva 1. Você recebeu do fiscal o seguinte material: INSTRUÇÕES a) Este Caderno de Questões contendo o enunciado das 2 (duas) questões da prova discursiva. b) 1 (um) Caderno de Texto Definitivo da Prova Discursiva, onde você deverá transcrever a resposta de cada uma das questões da prova discursiva no lugar apropriado, usando tinta azul ou preta. 2. Somente após autorizado o início da prova, verifique se este Caderno de Questões está completo e em ordem. Notifique ao fiscal qualquer irregularidade IMEDIATAMENTE. Folhear o Caderno de Questões antes do início da prova implica na eliminação do candidato. 3. Tenha muito cuidado com o Caderno de Texto Definitivo da Prova Discursiva para não DOBRAR, AMASSAR ou MANCHAR. 4. Cada uma das questões discursivas deverá ter como resposta um mínimo de 50 e um máximo de 120 linhas. 5. O caderno de texto definitivo da prova discursiva não poderá ser assinado, rubricado e/ou conter qualquer palavra e/ou marca que o identifique, sob pena de ser anulado. Assim, a detecção de qualquer marca identificadora no espaço destinado à transcrição dos textos definitivos acarretará nota ZERO na respectiva prova discursiva. 6. Não deixe de transcrever a resposta das questões da prova discursiva para os Cadernos de Texto Definitivo da Prova Discursiva, único documento válido para a correção das questões (o rascunho não será considerado). 7. O tempo de duração das provas será de 4 (quatro) horas, incluindo o tempo para o preenchimento do Caderno de Texto Definitivo da Prova Discursiva. Nenhum rascunho SERÁ LEVADO EM CONTA. 8 Quando terminar, entregue ao fiscal o Caderno de Questões e o Caderno de Texto Definitivo da Prova Discursiva. ASSINE OBRIGATORIAMENTE A LISTA DE PRESENÇA.

2 Questão 01 O termo imunopatologia pode ser considerado tanto como uma patologia do sistema imunológico quanto como uma patologia provocada pelo sistema imunológico. Isso se aplica também ao caso de infecções parasitárias como a malária, na qual ambos os tipos de fenômeno são comumente observados. Por quase meio século após a descoberta do Plasmodium, clínicos e patologistas deixaram-se seduzir pela fácil tentação de explicar fenômenos como anemia e a malária cerebral como complicações mecânicas da doença, resultantes da ação direta de formas maduras do parasita, destruindo hemácias ou obliterando vasos capilares profundos. Nas últimas décadas, entretanto, progressos substanciais no conhecimento do sistema imunológico levaram a uma profunda revolução na maneira de se ver a fisiopatologia da malária. (Ciência e Cultura - Journal of the Brazilian Association for the Advancement of Science, volume 52(4/5), 2000). Os conceitos atuais consideram duas hipóteses não exclusivas para explicar os mecanismos envolvidos na patogênese da forma cerebral da malária. Elabore um texto, de no mínimo 50 e no máximo 120 linhas, com os argumentos a favor da hipótese mecânica e a favor da hipótese imunológica (inflamatória). Para o desenvolvimento do tema, divida o texto em pelo menos cinco parágrafos, abordando o que se propõe nos itens abaixo: 1) Patogênese da malária cerebral (alterações encefálicas); 2) Hipótese de sequestro de eritrócitos parasitados e não parasitados; 3) Citocinas e moléculas de adesão; 4) Hipótese inflamatória; 5) Imunidade celular e produção de radicais livres (papel do óxido nítrico). Questão 02 O modelo experimental murino tem sido amplamente utilizado no estudo das Leishmanioses, o que permitiu a identificação de tipos celulares, citocinas, vias de sinalização, mecanismos efetores anti-leishmania, necessários para o controle da carga parasitária, bem como para a resolução clínica da doença, resistência à re-infecção e desenvolvimento de vacinas. O quadro abaixo apresenta resultados obtidos de quatro estudos genéticos (A-D) com camundongos infectados por leishmânias. Linhagem de camundongo Resposta imunológica celular Resistência Susceptibilidade (A) BALB/c Th2 - + (B) C57BL/6 Th1 + - (C) BALB/c Granuloma no fígado + - (D) C57BL/6 Não avaliado + - Redija um texto, com o mínimo de 50 linhas e o máximo de 120 linhas, sobre o tema: Imunidade adaptativa é decisiva a favor ou contra a resolução da infecção por leishmânias. Para o desenvolvimento do tema, aborde o que se propõe nos itens abaixo: 1) Importância das cepas do parasita e dos camundongos utilizados nos experimentos (A-D); 2) Padrão de resposta de células T auxiliares (Th); 3) Resposta granulomatosa no fígado. 2

3 Rascunho da Questão 01 3

4 Rascunho da Questão 01 4

5 Rascunho da Questão 01 5

6 Rascunho da Questão 01 6

7 Rascunho da Questão 02 7

8 Rascunho da Questão 02 8

9 Rascunho da Questão 02 9

10 Rascunho da Questão 02 10

Especialista em C&T Produção e Inovação em Saúde Pública. Prova Discursiva INSTRUÇÕES

Especialista em C&T Produção e Inovação em Saúde Pública. Prova Discursiva INSTRUÇÕES Processos Biotecnológicos Especialista em C&T Produção e Inovação em Saúde Pública Prova Discursiva 1. Você recebeu do fiscal o seguinte material: INSTRUÇÕES a) Este Caderno de Questões contendo o enunciado

Leia mais

Pesquisador em Saúde Pública Prova Discursiva INSTRUÇÕES

Pesquisador em Saúde Pública Prova Discursiva INSTRUÇÕES Saneamento: tratamento de efluentes Pesquisador em Saúde Pública Prova Discursiva 1. Você recebeu do fiscal o seguinte material: INSTRUÇÕES a) Este Caderno de Questões contendo o enunciado das 2 (duas)

Leia mais

PREFE ITURA MUNICIPAL DE GUAJ ARÁ MIRIM

PREFE ITURA MUNICIPAL DE GUAJ ARÁ MIRIM Caderno de Questões PREFE ITURA MUNICIPAL DE GUAJ ARÁ MIRIM realização S18 - Médico Clínico Geral AT E N Ç Ã O 1. O caderno de questões contém 20 questões de múltipla-escolha, conforme distribuição abaixo,

Leia mais

CURSO de NUTRIÇÃO - Gabarito

CURSO de NUTRIÇÃO - Gabarito UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE TRANSFERÊNCIA 2 o semestre letivo de 2005 e 1 o semestre letivo de 2006 CURSO de NUTRIÇÃO - Gabarito INSTRUÇÕES AO CANDIDATO Verifique se este caderno contém : PROVA DE

Leia mais

PROVA DISCURSIVA - PROFISSIONAL BÁSICO (FORMAÇÃO DE ENGENHARIA) 2 a FASE

PROVA DISCURSIVA - PROFISSIONAL BÁSICO (FORMAÇÃO DE ENGENHARIA) 2 a FASE 24 BNDES EDITAL N o N 02/2011 o 01/2012 - () 2 a FASE LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES ABAIXO. 01 - Você recebeu do fiscal o seguinte material: a) este CADERNO DE QUESTÕES, com os enunciados das 5 (cinco)

Leia mais

Pesquisador em Saúde Pública. Prova Discursiva INSTRUÇÕES

Pesquisador em Saúde Pública. Prova Discursiva INSTRUÇÕES Pesquisa Clínica Pesquisador em Saúde Pública Prova Discursiva 1. Você recebeu do fiscal o seguinte material: INSTRUÇÕES a) Este Caderno de Questões contendo o enunciado das 2 (duas) questões da prova

Leia mais

O BANCO DO DESENVOLVIMENTO PROVA DISCURSIVA PROFISSIONAL BÁSICO - PSICOLOGIA LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES ABAIXO.

O BANCO DO DESENVOLVIMENTO PROVA DISCURSIVA PROFISSIONAL BÁSICO - PSICOLOGIA LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES ABAIXO. 07 NOVEMBRO / 2009 O BANCO DO DESENVOLVIMENTO PROVA DISCURSIVA PROFISSIONAL BÁSICO - PSICOLOGIA (2 a FASE) LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES ABAIXO. 01 - Você recebeu do fiscal o seguinte material: a) este

Leia mais

Nota PROVA DISCURSIVA PROVA DISCURSIVA

Nota PROVA DISCURSIVA PROVA DISCURSIVA ESAF Missão: Desenvolver pessoas para o aperfeiçoamento da gestão das finanças públicas e a promoção da cidadania. PROVA DISCURSIVA Concurso Público - (Edital ESAF n. 18, de 07/3/2014) Cargo: Auditor-Fiscal

Leia mais

PROVA DISCURSIVA P 3

PROVA DISCURSIVA P 3 PROVA DISCURSIVA P 3 Nesta prova, faça o que se pede, usando, caso queira, os espaços para rascunho indicados no presente caderno. Em seguida, transcreva os textos para o CADERNO DE TEXTOS DEFINITIVOS

Leia mais

Pesquisador em Saúde Pública Prova Discursiva INSTRUÇÕES

Pesquisador em Saúde Pública Prova Discursiva INSTRUÇÕES Avaliação e monitoramento de atenção básica na Amazônia Pesquisador em Saúde Pública Prova Discursiva 1. Você recebeu do fiscal o seguinte material: INSTRUÇÕES a) Este Caderno de Questões contendo o enunciado

Leia mais

Analista de Planejamento e Orçamento - APO CADERNO DE QUESTÕES INSTRUÇÕES

Analista de Planejamento e Orçamento - APO CADERNO DE QUESTÕES INSTRUÇÕES Escola de Administração Fazendária Missão: Desenvolver pessoas para o aperfeiçoamento da gestão das fi nanças públicas e a promoção da cidadania. Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão CONCURSO

Leia mais

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DE GOIÁS EDITAL Nº 001/2015 LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DE GOIÁS EDITAL Nº 001/2015 LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DE GOIÁS EDITAL Nº 001/2015 PROCURADOR GRUPO III 13/05/2015 Direito Financeiro PROVAS Direito Tributário Direito Previdenciário Peça jurídica SÓ ABRA ESTE CADERNO QUANDO

Leia mais

Pesquisador em Saúde Pública Prova Discursiva INSTRUÇÕES

Pesquisador em Saúde Pública Prova Discursiva INSTRUÇÕES Biologia Molecular em Estudos de Células-tronco Pesquisador em Saúde Pública Prova Discursiva 1. Você recebeu do fiscal o seguinte material: INSTRUÇÕES a) Este Caderno de Questões contendo o enunciado

Leia mais

Pesquisador em Saúde Pública Prova Discursiva INSTRUÇÕES

Pesquisador em Saúde Pública Prova Discursiva INSTRUÇÕES Educação Profissional de Nível Médio em Vigilância em Saúde Pesquisador em Saúde Pública Prova Discursiva 1. Você recebeu do fiscal o seguinte material: INSTRUÇÕES a) Este Caderno de Questões contendo

Leia mais

de laboratório em pesquisas Segurança dos animais Segurança do experimentador

de laboratório em pesquisas Segurança dos animais Segurança do experimentador Segurança no uso de animais de laboratório em pesquisas Segurança dos animais Ética no uso dos animais Segurança do experimentador Como em qualquer laboratório, pratique Boas Praticas Laboratoriais no

Leia mais

Admissão para Portador de Diploma de Curso Superior. 1. a DCS/2011 CIÊNCIAS SOCIAIS

Admissão para Portador de Diploma de Curso Superior. 1. a DCS/2011 CIÊNCIAS SOCIAIS assinatura do(a) candidato(a) Admissão para Portador de Diploma de Curso Superior. a DCS/0 Prova Dissertativa LEIA COM ATENÇÃO AS INSTRUÇÕES ABAIXO. Confira atentamente se os dados pessoais transcritos

Leia mais

CURSO de ADMINISTRAÇÃO (Itaperuna Macaé Niterói) - Gabarito

CURSO de ADMINISTRAÇÃO (Itaperuna Macaé Niterói) - Gabarito UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE TRANSFERÊNCIA 2 o semestre letivo de 2006 e 1 o semestre letivo de 2007 CURSO de ADMINISTRAÇÃO (Itaperuna Macaé Niterói) - Gabarito Verifique se este caderno contém: INSTRUÇÕES

Leia mais

Avaliação Escrita 1ª Etapa

Avaliação Escrita 1ª Etapa Caderno de Questões PROCESSO SELETIVO PARA O PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO EM LINGUAGENS ARTÍSTICAS, CULTURA E EDUCAÇÃO Edital Nº 50/2014 Avaliação Escrita 1ª Etapa Atenção! Não abra

Leia mais

Pesquisador em Saúde Pública Prova Discursiva INSTRUÇÕES

Pesquisador em Saúde Pública Prova Discursiva INSTRUÇÕES Bioinformática Pesquisador em Saúde Pública Prova Discursiva 1. Você recebeu do fiscal o seguinte material: INSTRUÇÕES a) Este Caderno de Questões contendo o enunciado das 2 (duas) questões da prova discursiva.

Leia mais

Especialista em C&T Produção e Inovação em Saúde Pública. Prova Discursiva INSTRUÇÕES

Especialista em C&T Produção e Inovação em Saúde Pública. Prova Discursiva INSTRUÇÕES Farmacometria Especialista em C&T Produção e Inovação em Saúde Pública Prova Discursiva 1. Você recebeu do fiscal o seguinte material: INSTRUÇÕES a) Este Caderno de Questões contendo o enunciado das 2

Leia mais

PROVA DE REDAÇÃO. A partir da leitura dos textos 1 e 2, desenvolva o seguinte tema: A GERAÇÃO NEM-NEM E O FUTURO DO PAÍS

PROVA DE REDAÇÃO. A partir da leitura dos textos 1 e 2, desenvolva o seguinte tema: A GERAÇÃO NEM-NEM E O FUTURO DO PAÍS UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE TRANSFERÊNCIA FACULTATIVA, REINGRESSO E MUDANÇA DE CURSO 2016 CADERNO DE REDAÇÃO INSTRUÇÕES AO CANDIDATO Você deverá ter recebido o Caderno com a Proposta de Redação, a

Leia mais

Pesquisador em Informações Geográficas e Estatísticas A I GEOMORFOLOGIA LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES ABAIXO.

Pesquisador em Informações Geográficas e Estatísticas A I GEOMORFOLOGIA LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES ABAIXO. 6 EDITAL N o 04/2013 LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES ABAIXO. 01 - O candidato recebeu do fiscal o seguinte material: a) este CADERNO DE QUESTÕES, com os enunciados das 8 (oito) questões discursivas, sem

Leia mais

I DA INSCRIÇÃO Serão aceitas inscrição de médicos ou formandos de quaisquer escolas médicas reconhecidas.

I DA INSCRIÇÃO Serão aceitas inscrição de médicos ou formandos de quaisquer escolas médicas reconhecidas. São Paulo, 17 novembro de 2014. Hospital São Camilo - Pompeia - São Paulo / SP. Edital 01/14 O Hospital São Camilo Pompeia - São Paulo / SP, torna público que no período de 17/11 a 03/12 de 2014, através

Leia mais

Pesquisador em Saúde Pública Prova Discursiva INSTRUÇÕES

Pesquisador em Saúde Pública Prova Discursiva INSTRUÇÕES Pesquisa Clínica em HIV e AIDS Pesquisador em Saúde Pública Prova Discursiva 1. Você recebeu do fiscal o seguinte material: INSTRUÇÕES a) Este Caderno de Questões contendo o enunciado das 2 (duas) questões

Leia mais

Pesquisador em Saúde Pública Prova Discursiva INSTRUÇÕES

Pesquisador em Saúde Pública Prova Discursiva INSTRUÇÕES Otimização e modelagem a partir de dados em ambientes computacionais de alto desempenho Pesquisador em Saúde Pública Prova Discursiva 1. Você recebeu do fiscal o seguinte material: INSTRUÇÕES a) Este Caderno

Leia mais

LETRAS JAPONÊS (LICENCIATURA)

LETRAS JAPONÊS (LICENCIATURA) assinatura do(a) candidato(a) Admissão para Portador de Diploma de Curso Superior. a DCS/0 LETRAS JAPONÊS (LICENCIATURA) Prova Dissertativa LEIA COM ATENÇÃO AS INSTRUÇÕES ABAIXO. Confira atentamente se

Leia mais

PROCESSO SELETIVO EDITAL 5/2014

PROCESSO SELETIVO EDITAL 5/2014 PROCESSO SELETIVO EDITAL 5/2014 CARGO E UNIDADES: Professor de Educação Física (Mossoró) Atenção: NÃO ABRA este caderno antes do início da prova. Tempo total para resolução desta prova: 3 (três) horas.

Leia mais

COMISSÃO DE CONCURSO PÚBLICO CONCURSO PÚBLICO 01/2013

COMISSÃO DE CONCURSO PÚBLICO CONCURSO PÚBLICO 01/2013 COMISSÃO DE CONCURSO PÚBLICO CONCURSO PÚBLICO 01/2013 EDITAL Nº 07/2013 A Prefeitura Municipal de Novais, pela Comissão de Concurso Público, reitera a CONVOCAÇÃO dos candidatos inscritos no Concurso Público

Leia mais

CURSO de CIÊNCIAS CONTÁBEIS VOLTA REDONDA - Gabarito

CURSO de CIÊNCIAS CONTÁBEIS VOLTA REDONDA - Gabarito . UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE TRANSFERÊNCIA 2 o semestre letivo de 2010 e 1 o semestre letivo de 2011 CURSO de CIÊNCIAS CONTÁBEIS VOLTA REDONDA - Gabarito INSTRUÇÕES AO CANDIDATO Verifique se este

Leia mais

Prova 06 2º Ciclo do Ensino Básico

Prova 06 2º Ciclo do Ensino Básico INFORMAÇÃO - PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA INGLÊS Prova escrita e oral 2016 Prova 06 2º Ciclo do Ensino Básico O presente documento visa divulgar as características da prova de equivalência à frequência

Leia mais

CONSELHO MUNICIPAL DE POLITICAS SOBRE DROGAS - COMAD REGULAMENTO

CONSELHO MUNICIPAL DE POLITICAS SOBRE DROGAS - COMAD REGULAMENTO EDITAL Nº 01 / 2014 - DISPÕE SOBRE A REGULAMENTAÇÃO DO CONCURSO PARA ESCOLHA DA LOGOMARCA DO. REGULAMENTO O Conselho Municipal de Políticas sobre Drogas do município de Santos convida os universitários

Leia mais

ANEXO II DESTINAÇÃO DO LUCRO LÍQUIDO ANEXO 9-1-II DA INSTRUÇÃO CVM Nº. 481/ (R$) ,29

ANEXO II DESTINAÇÃO DO LUCRO LÍQUIDO ANEXO 9-1-II DA INSTRUÇÃO CVM Nº. 481/ (R$) ,29 ANEXO II DESTINAÇÃO DO LUCRO LÍQUIDO ANEXO 9-1-II DA INSTRUÇÃO CVM Nº. 481/2009 1. Informar o lucro líquido do exercício. (R$) 864.940.364,29 2. Informar o montante global e o valor por ação dos dividendos,

Leia mais

1º TERMO ADITIVO AO EDITAL DE PROCESSO SELETIVO

1º TERMO ADITIVO AO EDITAL DE PROCESSO SELETIVO 1º TERMO ADITIVO AO EDITAL DE PROCESSO SELETIVO Processo Seletivo de Candidatos aos Cursos de Graduação do Unilavras Ingresso 2º semestre de 2016 A Reitora do Unilavras, Profª Dra. Christiane Amaral Lunkes

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA / PROJETO INCLUSÃO SOCIAL EM TEMPOS DE VIOLÊNCIA DOMÉSTICA: O LUGAR DA ESCOLA

CHAMADA PÚBLICA / PROJETO INCLUSÃO SOCIAL EM TEMPOS DE VIOLÊNCIA DOMÉSTICA: O LUGAR DA ESCOLA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE FEIRA DE SANTANA Autorizada pelo Decreto Federal nº 77.496 de 27-04-76 Reconhecida pela Portaria Ministerial nº 874/86 de 19-12-86 Recredenciada pelo Decreto Estadual nº 9.271

Leia mais

Coloque aqui o Título do seu Projeto de Pesquisa. Fulano de Tal

Coloque aqui o Título do seu Projeto de Pesquisa. Fulano de Tal ANEXO 1 (apague essa linha no seu projeto) Coloque aqui o Título do seu Projeto de Pesquisa Fulano de Tal fdtal@email.br Resumo O resumo deve conter entre 150 e 250 palavras e apresentar brevemente justificativa,

Leia mais

M J AUDITOR CONCURSO PÚBLICO 2008 INFORMAÇÕES GERAIS CRITÉRIOS PARA AVALIÇÃO DA PROVA DISCURSIVA NF =A 12B TL

M J AUDITOR CONCURSO PÚBLICO 2008 INFORMAÇÕES GERAIS CRITÉRIOS PARA AVALIÇÃO DA PROVA DISCURSIVA NF =A 12B TL M J CONCURSO PÚBLICO 2008 AUDITOR INFORMAÇÕES GERAIS 1. Você recebeu o seguinte material: a) 1 (um) caderno destinado ao rascunho, contendo os 1 (um) enunciado da Prova Discursiva II; b) 1 (um) caderno

Leia mais

Mini-curso. Formação de professores e avaliação: instrumentos para avaliação processual em sala de aula

Mini-curso. Formação de professores e avaliação: instrumentos para avaliação processual em sala de aula Mini-curso Formação de professores e avaliação: instrumentos para avaliação processual em sala de aula Professor responsável Prof. Dr. Daniel Abud Seabra Matos (UFOP) Mariana 2014 2 Prezados/as professores/as,

Leia mais

Informação Prova de Equivalência à Frequência Agrupamento de Escolas de ANTÓNIO NOBRE. DISCIPLINA: Ciências Naturais CÓDIGO DA PROVA: 02

Informação Prova de Equivalência à Frequência Agrupamento de Escolas de ANTÓNIO NOBRE. DISCIPLINA: Ciências Naturais CÓDIGO DA PROVA: 02 DISCIPLINA: Ciências Naturais CÓDIGO DA PROVA: 02 CICLO: 2º ANO DE ESCOLARIDADE: 6º 1. Introdução O presente documento visa divulgar as características da prova de exame de equivalência à frequência da

Leia mais

DIREITO EMPRESARIAL XVI EXAME DE ORDEM UNIFICADO PROVA PRÁTICO - PROFISSIONAL

DIREITO EMPRESARIAL XVI EXAME DE ORDEM UNIFICADO PROVA PRÁTICO - PROFISSIONAL XVI EXAME DE ORDEM UNIFICADO DIREITO EMPRESARIAL PROVA PRÁTICO - PROFISSIONAL SEU CADERNO Além deste caderno de rascunho contendo o enunciado da peça prático-profissional e das quatro questões discursivas,

Leia mais

PROCEDIMENTO QUALIFICAÇÃO DE INSPETOR DE FABRICAÇÃO MODALIDADE - MECÂNICA - MC - NÍVEL 1- INSTRUÇÕES AO CANDIDATO -- GERAL.

PROCEDIMENTO QUALIFICAÇÃO DE INSPETOR DE FABRICAÇÃO MODALIDADE - MECÂNICA - MC - NÍVEL 1- INSTRUÇÕES AO CANDIDATO -- GERAL. 1. OBJETIVO Este procedimento tem por objetivo orientar os candidatos a Inspetor de Fabricação, na modalidade Mecânica (IF- MC), Nível 1, na realização dos exames de qualificação no Sequi-ETCM. 2. APLICAÇÃO

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS JOSÉ MARIA DOS SANTOS

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS JOSÉ MARIA DOS SANTOS AGRUPAMENTO DE ESCOLAS JOSÉ MARIA DOS SANTOS INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA INGLÊS LE I ---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Leia mais

XVII Exame de Ordem Orientações de Recurso 2ª Fase Prof. Darlan Barroso

XVII Exame de Ordem Orientações de Recurso 2ª Fase Prof. Darlan Barroso XVII Exame de Ordem Orientações de Recurso 2ª Fase Prof. Darlan Barroso Outubro de 2015 Cronograma 1 Problemas comuns na correção Resposta ignorada ou não considerada Resposta equivalente não prevista

Leia mais

Escola Secundária de Camões

Escola Secundária de Camões Escola Secundária de Camões INFORMAÇÃO - PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA 315 Física Curso Científico-Humanístico de Ciências e Tecnologias- 12ºano Duração da prova escrita: 90 min Duração da prova prática:

Leia mais

Formulário de Encaminhamento de Projeto de Pesquisa em Experimentação Animal

Formulário de Encaminhamento de Projeto de Pesquisa em Experimentação Animal COMITÊ DE ÉTICA EM PESQUISA Formulário de Encaminhamento de Projeto de Pesquisa em Experimentação Animal Uso Exclusivo do CEP/URI Campus de Erechim Recebido em / / Número do Projeto Ao encaminhar seu projeto,

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE NITERÓI SECRETARIA MUNICIPAL DE CULTURA FUNDAÇÃO DE ARTE DE NITERÓI

PREFEITURA MUNICIPAL DE NITERÓI SECRETARIA MUNICIPAL DE CULTURA FUNDAÇÃO DE ARTE DE NITERÓI PREFEITURA MUNICIPAL DE NITERÓI SECRETARIA MUNICIPAL DE CULTURA FUNDAÇÃO DE ARTE DE NITERÓI CHAMADA PÚBLICA Nº 01/2015 Chamada Pública para Publicação de Artigos e Ensaios A Prefeitura Municipal de Niterói,

Leia mais

CURSO de ENGENHARIA QUÍMICA - Gabarito

CURSO de ENGENHARIA QUÍMICA - Gabarito UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE TRANSFERÊNCIA 2 o semestre letivo de 2006 e o semestre letivo de 2007 CURSO de ENGENHARIA QUÍMICA - Gabarito INSTRUÇÕES AO CANDIDATO Verifique se este caderno contém: PROVA

Leia mais

Serviço Público Federal CONCURSO PÚBLICO 2014 INSTRUÇÕES GERAIS. Nº do doc. de identificação (RG, CNH etc.): Assinatura do(a) candidato(a):

Serviço Público Federal CONCURSO PÚBLICO 2014 INSTRUÇÕES GERAIS. Nº do doc. de identificação (RG, CNH etc.): Assinatura do(a) candidato(a): Serviço Público Federal UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS CONCURSO PÚBLICO 2014 PROVA TIPO 1 Cargo de Nível Médio: Código: 03 REVISOR DE TEXTO EM BRAILLE 2014 Universidade Federal de Alagoas (Edital nº 025/2014)

Leia mais

POLÍTICA DE TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO

POLÍTICA DE TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO POLÍTICA DE TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO Última atualização: 18/03/2014 Versão A EXCLUSIVO PARA USO INTERNO Produzido pela área de RH Aprovado e revisado pela Gerência de RH A reprodução e a distribuição

Leia mais

Estágio/Especialização em Medicina Nuclear. Imagens Médicas de Brasília. Processo Seletivo 2012

Estágio/Especialização em Medicina Nuclear. Imagens Médicas de Brasília. Processo Seletivo 2012 Estágio/Especialização em Medicina Nuclear Processo Seletivo 2012 O IMEB torna público, para conhecimento dos interessados, que estão abertas as inscrições para o Processo Seletivo do Programa de Residência

Leia mais

PROPOSTA PARA DESTINAÇÃO DO LUCRO LÍQUIDO NOS TERMOS DO ANEXO 9-1-II DA INSTRUÇÃO N o CVM 481/09

PROPOSTA PARA DESTINAÇÃO DO LUCRO LÍQUIDO NOS TERMOS DO ANEXO 9-1-II DA INSTRUÇÃO N o CVM 481/09 PROPOSTA PARA DESTINAÇÃO DO LUCRO LÍQUIDO NOS TERMOS DO ANEXO 9-1-II DA INSTRUÇÃO N o CVM 481/09 1. Informar o lucro líquido do exercício O lucro líquido do exercício de 2012 foi de R$ 1.448.887.908,07

Leia mais

UERJ 2015 (Questões 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10)

UERJ 2015 (Questões 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10) (Questões 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10) 1. (Questão 1) Nos vegetais, uma parede celular envolve a membrana plasmática. Cite o principal tipo de carboidrato que compõe a parede celular dos vegetais, bem

Leia mais

Prova Discursiva ÁREA 2

Prova Discursiva ÁREA 2 Escola de Administração Fazendária Missão: Desenvolver pessoas para o aperfeiçoamento da gestão das finanças públicas e a promoção da cidadania. ANAC - Agência Nacional de Aviação Civil CONCURSO PÚBLICO

Leia mais

EDITAL PARA SUBMISSÃO DE TRABALHOS MEIO AMBIENTE MULTIVIX- CACHOEIRO DE ITAPEMIRIM 001/15

EDITAL PARA SUBMISSÃO DE TRABALHOS MEIO AMBIENTE MULTIVIX- CACHOEIRO DE ITAPEMIRIM 001/15 EDITAL PARA SUBMISSÃO DE TRABALHOS MEIO AMBIENTE MULTIVIX- CACHOEIRO DE ITAPEMIRIM 001/15 A Direção Geral da Faculdade do Espírito Santo Multivix Cachoeiro de Itapemirim, no uso de suas atribuições legais,

Leia mais

Faculdade de Paraíso do Norte - FAPAN

Faculdade de Paraíso do Norte - FAPAN EDITAL N 004/2015 DAC O Diretor Acadêmico da Faculdade de Agronegócio Paraíso do Norte - FAPAN, no uso de suas atribuições regimentais, considerando o disposto no Inciso II do Artigo 44 da Lei n 9.394,

Leia mais

Informação Prova de Equivalência à Frequência - 2015. Agrupamento de Escolas de ANTÓNIO NOBRE. DISCIPLINA: Inglês CÓDIGO DA PROVA: 358

Informação Prova de Equivalência à Frequência - 2015. Agrupamento de Escolas de ANTÓNIO NOBRE. DISCIPLINA: Inglês CÓDIGO DA PROVA: 358 DISCIPLINA: Inglês CÓDIGO DA PROVA: 358 CICLO: Secundário ANO DE ESCOLARIDADE: 12º Introdução O presente documento visa divulgar as características da prova de exame de equivalência à frequência da disciplina

Leia mais

FORMULÁRIO RASCUNHO REGIMES NORMAL, ESTIMATIVA E OUTROS (PESSOA JURÍDICA) (ANTIGA DECLAN-IPM) IDENTIFICAÇÃO DA DECLARAÇÃO

FORMULÁRIO RASCUNHO REGIMES NORMAL, ESTIMATIVA E OUTROS (PESSOA JURÍDICA) (ANTIGA DECLAN-IPM) IDENTIFICAÇÃO DA DECLARAÇÃO IDENTIFICAÇÃO DA DECLARAÇÃO Ano-Base da Declaração: Nº Protocolo de Entrega: (anotar o número fornecido pelo Sistema da SEFAZ) Declaração de Baixa ( ) Sim ( ) Não Data encerramento atividades: / / Declaração

Leia mais

Projeto de Formatura I

Projeto de Formatura I Projeto de Formatura I Aulas e normas para elaboração e apresentação de trabalho www.fei.edu.br/eletrica/normaseprojetos.htm Professor: Carlos Eduardo Thomaz Email: cet@fei.edu.br URL: http://www.fei.edu.br/~cet

Leia mais

VESTIBULAR 2013 1ª Fase REDAÇÃO. Instruções Gerais: Instruções para a prova de Redação:

VESTIBULAR 2013 1ª Fase REDAÇÃO. Instruções Gerais: Instruções para a prova de Redação: Instruções Gerais: VESTIBULAR 2013 1ª Fase REDAÇÃO Hoje você deverá elaborar uma Redação e responder às questões de Língua Portuguesa e de Inglês. Você terá 4 horas para realizar as três provas. O verso

Leia mais

1º CONCURSO FOTOGRÁFICO IFG LUZIÂNIA

1º CONCURSO FOTOGRÁFICO IFG LUZIÂNIA 1º CONCURSO FOTOGRÁFICO IFG LUZIÂNIA Urbano Fotografia Organizado (por): Marise Takano, Heloiza Bonilla Proposto (por): Curso Técnico Integrado de Edificações Regulamento 1 I CONCURSO DE FOTOGRAFIA IFG

Leia mais

Pesquisador em Saúde Pública. Prova Discursiva INSTRUÇÕES

Pesquisador em Saúde Pública. Prova Discursiva INSTRUÇÕES Medicina Fetal Pesquisador em Saúde Pública Prova Discursiva 1. Você recebeu do fiscal o seguinte material: INSTRUÇÕES a) Este Caderno de Questões contendo o enunciado das 2 (duas) questões da prova discursiva.

Leia mais

Alagoas CASAL. Saneamento de 2014. Companhia de. Prova Prática ENCANADOR CONCURSO PÚBLICO. Estado de Alagoas COMPANHIA DE SANEAMENTO DE ALAGOAS

Alagoas CASAL. Saneamento de 2014. Companhia de. Prova Prática ENCANADOR CONCURSO PÚBLICO. Estado de Alagoas COMPANHIA DE SANEAMENTO DE ALAGOAS Estado de Alagoas COMPANHIA DE SANEAMENTO DE ALAGOAS CONCURSO PÚBLICO PROVA TIPO 1 Companhia de Saneamento de 2014 Alagoas CASAL Cargo Nível Fundamental: CADERNO DE QUESTÕES Prova Prática ENCANADOR 1.

Leia mais

INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA Inglês LE I (2 anos) 2016

INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA Inglês LE I (2 anos) 2016 INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA Inglês LE I (2 anos) 2016 Prova 06 --------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Leia mais

Recomendações para a Prova Final de Português 9º Ano. 20 de junho 2013

Recomendações para a Prova Final de Português 9º Ano. 20 de junho 2013 Recomendações para a Prova Final de Português 9º Ano 20 de junho 2013 Antes da Prova Tens de estar na Escola 30 minutos antes do início da prova - às 13:30 horas (o ideal é chegares um pouco antes - às

Leia mais

Confira se os dados contidos na parte inferior desta capa estão corretos e, em seguida, assine no espaço reservado para isso.

Confira se os dados contidos na parte inferior desta capa estão corretos e, em seguida, assine no espaço reservado para isso. 1 INSTRUÇÕES Confira se os dados contidos na parte inferior desta capa estão corretos e, em seguida, assine no espaço reservado para isso. 2 3 4 Caso se identifique em qualquer outro local deste Caderno,

Leia mais

SOCIEDADE informações sobre recomendações de incorporação de medicamentos e outras tecnologias no SUS RELATÓRIO PARA A

SOCIEDADE informações sobre recomendações de incorporação de medicamentos e outras tecnologias no SUS RELATÓRIO PARA A número 08 - agosto/2015 DECISÃO FINAL RELATÓRIO PARA A SOCIEDADE informações sobre recomendações de incorporação de medicamentos e outras tecnologias no SUS RELATÓRIO PARA A SOCIEDADE Este relatório é

Leia mais

Edital Interno para o Processo Seletivo do Estágio em Cardiologia da Fundação Bahiana de Cardiologia FBC

Edital Interno para o Processo Seletivo do Estágio em Cardiologia da Fundação Bahiana de Cardiologia FBC Edital Interno para o Processo Seletivo do Estágio em Cardiologia da Fundação Bahiana de Cardiologia FBC A Comissão de Estágios Médicos (CEM) da Fundação Bahiana de Cardiologia (FBC), no uso de suas atribuições,

Leia mais

Pesquisador em Saúde Pública. Prova Discursiva INSTRUÇÕES

Pesquisador em Saúde Pública. Prova Discursiva INSTRUÇÕES Saneamento: tratamento de resíduos sólidos Pesquisador em Saúde Pública Prova Discursiva 1. Você recebeu do fiscal o seguinte material: INSTRUÇÕES a) Este Caderno de Questões contendo o enunciado das 2

Leia mais

TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO

TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS PRÓ-REITORIA DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL E RECURSOS HUMANOS CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DOS CARGOS DO QUADRO DE PESSOAL TÉCNICO-ADMINISTRATIVO

Leia mais

Brasilcon Instituto Brasileiro de Política e Direito do Consumidor Edital do IV Concurso Brasilcon de Monografia

Brasilcon Instituto Brasileiro de Política e Direito do Consumidor Edital do IV Concurso Brasilcon de Monografia 1 Brasilcon Instituto Brasileiro de Política e Direito do Consumidor Edital do IV Concurso Brasilcon de Monografia Realização: Instituto Brasileiro de Política e Direito do Consumidor - Brasilcon Temário:

Leia mais

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU EM ENGENHARIA ELÉTRICA DO CENTRO UNIVERSITÁRIO DA FEI TÍTULO I

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU EM ENGENHARIA ELÉTRICA DO CENTRO UNIVERSITÁRIO DA FEI TÍTULO I REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU EM ENGENHARIA ELÉTRICA DO CENTRO UNIVERSITÁRIO DA FEI TÍTULO I DAS CARACTERÍSTICAS DO PROGRAMA E SEUS OBJETIVOS Art. 1º - Este Regulamento complementa

Leia mais

Pesquisador em Saúde Pública. Prova Discursiva INSTRUÇÕES

Pesquisador em Saúde Pública. Prova Discursiva INSTRUÇÕES Biotecnologia para Inovações Terapêuticas e Diagnósticas Pesquisador em Saúde Pública Prova Discursiva 1. Você recebeu do fiscal o seguinte material: INSTRUÇÕES a) Este Caderno de Questões contendo o enunciado

Leia mais

EDITAL PROCESSO SELETIVO PARA AUXILIAR DE SAÚDE BUCAL ESF SORRI BAURU MARÇO 2016

EDITAL PROCESSO SELETIVO PARA AUXILIAR DE SAÚDE BUCAL ESF SORRI BAURU MARÇO 2016 EDITAL PROCESSO SELETIVO PARA AUXILIAR DE SAÚDE BUCAL ESF SORRI BAURU MARÇO 2016 A SORRI BAURU, por meio de sua Diretoria Executiva, convoca os interessados a participar do processo seletivo para a contratação

Leia mais

Calendário Anual Reunião Pública

Calendário Anual Reunião Pública Reunião Pública Gerência de Regulação e Orientação a Emissores Gerência de Acompanhamento de Emissores 20/Fevereiro/2013 CLASSIFICAÇÃO DA INFORMAÇÃO (MARQUE COM UM X ): CONFIDENCIAL RESTRITA CONFIDENCIAL

Leia mais

PROGRAMA DA DISCIPLINA MARKETING II

PROGRAMA DA DISCIPLINA MARKETING II 1. IDENTIFICAÇÃO PROGRAMA DA DISCIPLINA MARKETING II CURSO: ADMINISTRACAO ANO: 2014 DISCIPLINA: MARKETING II CÓDIGO: ADM10598 PERÍODO: 2014/1 CARGA HORÁRIA: 60h PROFESSOR (A): MICHEL VASCONCELOS 2. DISTRIBUIÇÃO

Leia mais

PORTARIA N. 23, DE 05 DE JANEIRO DE O PRESIDENTE DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE RORAIMA, no uso de suas atribuições legais e regimentais,

PORTARIA N. 23, DE 05 DE JANEIRO DE O PRESIDENTE DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE RORAIMA, no uso de suas atribuições legais e regimentais, PORTARIA N. 23, DE 05 DE JANEIRO DE 2012. O PRESIDENTE DO, no uso de suas atribuições legais e regimentais, Regulamenta a expedição de crachás de identificação e o uso nasdependências do Poder Judiciário

Leia mais

PROCESSO SELETIVO TRANSFERÊNCIA 2011

PROCESSO SELETIVO TRANSFERÊNCIA 2011 ESCREVA AQUI SEU NÚMERO DE INSCRIÇÃO: INSTRUÇÕES 1. Só abra o caderno de prova quando autorizado. Ao fazê-lo, verifique se a seqüência de páginas está correta. Se encontrar alguma falha, chame um fiscal

Leia mais

POLÍTICA DE DESENVOLVIMENTO DE COLEÇÕES DA BIBLIOTECA-FAN

POLÍTICA DE DESENVOLVIMENTO DE COLEÇÕES DA BIBLIOTECA-FAN 0 POLÍTICA DE DESENVOLVIMENTO DE COLEÇÕES DA BIBLIOTECA-FAN Goiânia 2015 1 SUMÁRIO TÍTULO I Da política de desenvolvimento de coleções... 2 CAPÍTULO I Dos objetivos... 2 CAPÍTULO II Formação do acervo...

Leia mais

Formulário de Controle de Frequência e Jornada de Trabalho

Formulário de Controle de Frequência e Jornada de Trabalho Formulário de Controle de Frequência e Jornada de Trabalho V1.9 Introdução O FCF é o meio pelo qual funcionários justificam eventuais anormalidades na marcação regular obrigatória do registro eletrônico

Leia mais

Pergunte à CPA Decreto /2015

Pergunte à CPA Decreto /2015 Pergunte à CPA Decreto 61.084/2015 Alterações no artigo 132-A: Artigo 132-A - Ressalvado o disposto no artigo 132, nas demais hipóteses previstas na legislação, tais como não-obrigatoriedade de uso de

Leia mais

ANEXO PLANO DE AÇÃO PROFESSOR

ANEXO PLANO DE AÇÃO PROFESSOR ANEXO 5.2.2. PLANO DE AÇÃO PROFESSOR Rua Bruxelas, nº 169 São Paulo - SP CEP 01259-020 Tel: (11) 2506-6570 escravonempensar@reporterbrasil.org.br www.escravonempensar.org.br O que é o plano de ação? O

Leia mais

Decreto-Lei nº139 /2012, de 5 de junho, alterado pelo Despacho Normativo n.º1-g/2016

Decreto-Lei nº139 /2012, de 5 de junho, alterado pelo Despacho Normativo n.º1-g/2016 Informação - Prova de Equivalência à Frequência de Físico-Química 3.º Ciclo do Ensino Básico Decreto-Lei nº139 /2012, de 5 de junho, alterado pelo Despacho Normativo n.º1-g/2016 Prova 11 (2016) Duração

Leia mais

REGULAMENTO. III Concurso de Redação do Jogue Limpo DO OBJETIVO. Geral

REGULAMENTO. III Concurso de Redação do Jogue Limpo DO OBJETIVO. Geral REGULAMENTO III Concurso de Redação do Jogue Limpo DO OBJETIVO Geral Estimular a reflexão sobre o exercício da cidadania em crianças e jovens, alunos de escolas públicas dos lugares discriminados no item

Leia mais

PROCESSO SELETIVO N. 02/2015

PROCESSO SELETIVO N. 02/2015 PROCESSO SELETIVO N. 02/2015 A Universidade Iguaçu (UNIG) divulga processo seletivo para preceptores e professores assistentes para o curso de graduação, campus I - Nova Iguaçu. 1. DAS VAGAS E DOS REQUISITOS

Leia mais

Colisões Elásticas e Inelásticas

Colisões Elásticas e Inelásticas Colisões Elásticas e Inelásticas 1. Introdução Colisão é a interação entre dois ou mais corpos, com mútua troca de quantidade de movimento e energia. O choque entre bolas de bilhar é um exemplo, o movimento

Leia mais

Editora Ferreira Projeto Redação sob Medida

Editora Ferreira Projeto Redação sob Medida Editora Ferreira Projeto Redação sob Medida Seu curso inclui três redações! Ao inscrever-se no curso Redação sob Medida, a Editora Ferreira lhe oferece a chance de aprimorar sua própria produção textual,

Leia mais

Parágrafo único. A presente seleção é aberta a candidatos brasileiros e estrangeiros.

Parágrafo único. A presente seleção é aberta a candidatos brasileiros e estrangeiros. EDITAL PPGQ Nº 001/2016 ABRE INSCRIÇÃO, FIXA DATA, HORÁRIO E CRITÉRIOS PARA SELEÇÃO DE ESTUDANTES PARA INGRESSAR NO CURSO DE MESTRADO ACADÊMICO EM QUÍMICA APLICADA DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM QUÍMICA

Leia mais

Processo Eleitoral Associação de Estudantes

Processo Eleitoral Associação de Estudantes Escola Profissional de Trancoso A Formar Profissionais desde 1989 Av. Rainha Santa Isabel 6420-077 Trancoso NIF: 504593447 Tel: 271829133/130 Fax: 271829138 e-mail: info@ept.pt www.ept.pt Processo Eleitoral

Leia mais

Programa de Iniciação Científica da Escola de Direito de São Paulo da Fundação Getulio Vargas PIC DIREITO SP

Programa de Iniciação Científica da Escola de Direito de São Paulo da Fundação Getulio Vargas PIC DIREITO SP Programa de Iniciação Científica da Escola de Direito de São Paulo da Fundação Getulio Vargas PIC DIREITO SP Edital n o 01/2016 Seleção de Projetos de Pesquisa A Coordenadoria do Mestrado Acadêmico e Pesquisa

Leia mais

www.tecconcursos.com.br Cargo: Analista-Tributário da Receita Federal do Brasil Área: GERAL Analista-Tributário da Receita Federal do Brasil

www.tecconcursos.com.br Cargo: Analista-Tributário da Receita Federal do Brasil Área: GERAL Analista-Tributário da Receita Federal do Brasil ESAF Missão: Desenvolver pessoas para o aperfeiçoamento da gestão das finanças públicas e a promoção da cidadania. PROVA DISSERTATIVA Concurso Público - (Edital ESAF n. 23, de 6/7/12) Cargo: Analista-Tributário

Leia mais

Universidade Federal do Espírito Santo Prova de Cálculo I: Integral Prof. Lúcio Fassarella DMA/CEUNES/UFES Data: 30/07/2014

Universidade Federal do Espírito Santo Prova de Cálculo I: Integral Prof. Lúcio Fassarella DMA/CEUNES/UFES Data: 30/07/2014 Universidade Federal do Espírito Santo Prova de Cálculo I: Integral Prof. Lúcio Fassarella DMA/CEUNES/UFES Data: /7/14 Aluno: Matrícula. Nota: : :.Observações: I A prova tem duração de 1 min; não é permitido

Leia mais

Regulamento Específico. Xadrez

Regulamento Específico. Xadrez Regulamento Específico Xadrez 2015 Art. 1º - A competição de xadrez do Programa Minas Olímpica/Jogos Escolares de Minas Gerais - JEMG/2015, será regida pelas regras oficiais da Federação Internacional

Leia mais

Boa prova! 05/12/2010

Boa prova! 05/12/2010 05/12/2010 matemática Caderno de prova Este caderno, com dezesseis páginas numeradas sequencialmente, contém dez questões de Matemática. Não abra o caderno antes de receber autorização. Instruções 1. Verifique

Leia mais

CANDIDATURA A BOLSA DE MÉ RITO PARA ESTUDOS PÓ S-GRADUADOS DO ANO ACADÉ MICO DE

CANDIDATURA A BOLSA DE MÉ RITO PARA ESTUDOS PÓ S-GRADUADOS DO ANO ACADÉ MICO DE 2016/2017 學 年 研 究 生 獎 學 金 申 請 申 請 人 可 於 研 究 生 資 助 發 放 技 術 委 員 會 的 網 上 系 統 直 接 填 寫 申 請 表 後, 列 印 及 簽 署, 並 連 同 其 他 申 請 文 件 交 到 大 學 生 中 心 ( 地 址 : 澳 門 荷 蘭 園 大 馬 路 68-B 號 華 昌 大 廈 地 下 B 座 ) CANDIDATURA A BOLSA

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE PÓVOA DE LANHOSO - 150915

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE PÓVOA DE LANHOSO - 150915 INFORMAÇÃO - PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA INGLÊS Abril 2016 2016 367 Prova 11º Ano de escolaridade (Decreto-Lei nº 139/2012, de 05 de julho) O presente documento divulga informação relativa à prova

Leia mais

O Ministério da Saúde da República Federativa do Brasil

O Ministério da Saúde da República Federativa do Brasil MEMORANDO DE ENTENDIMENTO ENTRE O MINISTERIO DA SAÚDE DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL E O MINISTÉRIO DO TRABALHO, DA SAÚDE E DAS POLÍTICAS SOCIAIS DA REPÚBLICA ITALIANA SOBRE COOPERAÇÃO NO CAMPO DA SAÚDE

Leia mais

REGULAMENTO ELEITORAL. Artigo 1.º (Objecto)

REGULAMENTO ELEITORAL. Artigo 1.º (Objecto) REGULAMENTO ELEITORAL Capítulo I Disposições Gerais Artigo 1.º (Objecto) 1. O regulamento eleitoral, adiante designado por regulamento, estabelece, ao abrigo do disposto no artigo 25.º dos estatutos, o

Leia mais

O Estágio Curricular Supervisionado é realizado de acordo com o que determina a Resolução CNE/CES 10/2004, de 16 de Dezembro de 2004, que institui as

O Estágio Curricular Supervisionado é realizado de acordo com o que determina a Resolução CNE/CES 10/2004, de 16 de Dezembro de 2004, que institui as O Estágio Curricular Supervisionado é realizado de acordo com o que determina a Resolução CNE/CES 10/2004, de 16 de Dezembro de 2004, que institui as Diretrizes Curriculares Nacionais para o Curso de Graduação

Leia mais

Orientações para preenchimento do Programa da Disciplina

Orientações para preenchimento do Programa da Disciplina Orientações para preenchimento do Programa da Disciplina Os programas das disciplinas devem ser enviados individualmente, em arquivo word (doc ou docx), com o nome do arquivo no seguinte padrão: [código]_[nome

Leia mais

FACULDADE MURIALDO Credenciada pelo MEC (Portaria 1257/de 16/09/ 2011) EDITAL DO PROCESSO SELETIVO DE INVERNO 2013 SEGUNDA EDIÇÃO

FACULDADE MURIALDO Credenciada pelo MEC (Portaria 1257/de 16/09/ 2011) EDITAL DO PROCESSO SELETIVO DE INVERNO 2013 SEGUNDA EDIÇÃO FACULDADE MURIALDO Credenciada pelo MEC (Portaria 1257/de 16/09/ 2011) EDITAL DO PROCESSO SELETIVO DE INVERNO 2013 SEGUNDA EDIÇÃO A Faculdade Murialdo, instalada na Rua Marquês do Herval, 701, Centro de

Leia mais

Caderno 1: 30 minutos. Tolerância: 10 minutos. (é permitido o uso de calculadora)

Caderno 1: 30 minutos. Tolerância: 10 minutos. (é permitido o uso de calculadora) Prova Final de Matemática 2.º Ciclo do Ensino Básico Prova 62/Época Especial/2015 Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho A PREENCHER PELO ALUNO Nome completo Documento de identificação Assinatura do Aluno

Leia mais