DAS AÇÕES POSSESSÓRIAS

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "DAS AÇÕES POSSESSÓRIAS"

Transcrição

1 DAS AÇÕES POSSESSÓRIAS

2 Posse para Savigny Posse é um fato que se converte em direito justamente pelos interditos concedidos pelo ordenamento Posse para Ihering Teoria da defesa complementar da propriedade Defesa da posse foi instituída para aliviar a defesa do domínio

3 Teoria moderna Defesa da posse é independente da propriedade, podendo, inclusive, o possuidor defender a posse contra o proprietário Fundamenta-se no valor dado aos bens pelo trabalho e do seu aproveitamento econômico Também como forma de preservação da paz social e coibição da justiça privada Densidade social da posse como forma de garantir acesso aos bens mínimos vitais ao desenvolvimento da dignidade humana

4 Jus possidendi x jus possessionis Jus possessionis Busca-se a posse com fundamento no fato jurídico posse Causa de pedir e pedido é a posse É vedada a discussão de domínio Art. 923, CPC Art , 2º, CCB É matéria de ordem pública Pode ser conhecida ex officio Jus possidendi Busca-se a posse com base no direito de propriedade Causa de pedir é a propriedade e o pedido é a posse

5 Proprietário não poderá responder à ação possessória com a reivindicatória, portanto, deverá antes restituir a coisa esbulhada ao possuidor, para, transitada em julgado a ação possessória, ajuizar a reivindicatória Fundamento na paz social e na vedação ao exercício arbitrário das próprias razões Há que respeitar o devido processo legal

6 no curso da ação possessória da citação ao trânsito em julgado -, ocorrerá uma espécie de condição suspensiva ao ajuizamento de qualquer ação fundada no domínio manifestação da separação absoluta entre os juízos petitório e possessório resultado da ação possessória não faz coisa julgada material sobre a ação reivindicatória causa de pedir distintas razão para separação dos juízos é evitar decisões contraditórias o possessório atribuir a posse ao possuidor o petitório atribuir a posse ao proprietário

7 ajuizar ação petitória quando já em curso ação possessória leva à extinção do processo sem o julgamento do mérito art. 267, IV na vigência do CCB de 1916, era permitida a discussão de propriedade no juízo possessório nas seguintes hipóteses quando ambos postulavam a posse com fundamento no domínio súmula 487, STF quando as posses de ambos são frágeis juiz analisava o domínio como critério supletivo

8 nesse caso, a sentença declarava a propriedade incidenter tantum, ou seja, como motivação do decisório, sem repercussão da parte dispositiva não fazia coisa julgada, pois esta não alcança a fundamentação da sentença art. 469, CPC o CCB não recepcionou estas duas teses art

9 é possível a alegação de usucapião em defesa nas ações possessórias Súmula 237, STF Não há restrição desta possibilidade apenas ao juízo petitório A finalidade desta alegação é apenas a improcedência da ação possessória Já nos casos do usucapião coletivo urbano e usucapião especial rural, a sentença que julgar improcedente a ação possessória acatando a defesa de usucapião pode ser levada a registro. São ações de natureza dúplice Art. 13, EC, e art. 7o, Lei 6969/81

10 a proteção é conferida a qualquer possuidor independe da qualidade da sua posse, seja ela direta, indireta, natural, civil, justa, injusta, de boa-fé ou de má-fé em princípio, apenas os detentores estão excluídos da defesa da posse exceção do art detenção autônoma ou independente

11 Reintegração de Posse (1210 / 920) Esbulho Total Parcial vícios objetivos art cabimento no esbulho pacífico há quem diga que não cabe, pois não há posse injusta esbulho judicial impossibilidade adoção dos embargos de terceiro art , CPC Súmula 84, STJ

12 Necessidade de constituir em mora o devedor (precariedade) Comodato por prazo indeterminado Promessa de compra e venda com prestações atrasadas Súmula 263, STJ Leasing Cabimento contra o Poder Público Art. 928, p. único Não há possibilidade de liminar inaudita altera parte Se foram realizadas obras públicas não há mais possibilidade Desapropriação indireta

13 Ação de despejo Art. 5 o, I, LI Não importa boa-fé ou má-fé Art , CCB Somente cabe ação contra terceiro se ele sabia dos vícios da posse do possuidor originário Princípio da aparência

14 Manutenção de posse (1.210 / 920) Turbação Lesão atual, concreta e efetiva Contagem do prazo Atos homogêneos Conta-se a partir do 1 o dia da agressão Atos heterogêneos Conta-se a partir da prática de cada qual Atos complexos Conta-se a partir da sua conclusão

15 Interdito Proibitório (1.210 / 932) Art. 5 o, XXXV Deve demonstrar seriedade e motivação objetiva Conversão do mandato interdital em ordem de reintegração ou manutenção Art. 920, CPC Ameaça é de atos materiais e não de acesso ao judiciário Art. 153, CCB Súmula 228, STJ Direitos autorais

16 Autotutela Legítima defesa da posse Turbação Desforço imediato Esbulho

17 Aspectos processuais Art. 924 Antes de ano e dia Chamado de interdito possessório Ação de força nova Depois de ano e dia Não perde caráter de ação possessória Ação de força velha Ano e dia Ficção que significa perda da posse

18 Aspectos processuais Prescrição da ação Art. 205, CCB 10 anos contagem do prazo decadencial de ano e dia detenção não conta prazo não há posse ainda clandestinidade somente inicia o prazo quando presumivelmente o esbulhado puder tomar conhecimento do esbulho art. 1224, CCB

19 Aspectos processuais juízo de cognição sumária liminar de caráter satisfativo antecipa o mérito liminares cautelares servem apenas a garantir a efetividade do futuro processo 2 momentos para liminar inaudita altera parte art. 927 após audiência de justificação

20 Aspectos processuais autor deve provar a espécie de agressão à sua posse não necessita provar o periculum in mora liminar contra poder público art. 928, p. único após a contestação segue o rito ordinário art. 931, CPC recurso contra indeferimento da liminar é o agravo de instrumento

21 Aspectos processuais não se admite a antecipação de tutela do art. 273, CPC, nas ações de força velha competência do juizado especial art. 3 o, I e IV, lei 9.099/95 natureza dúplice das ações possessórias pedido contraposto art. 922, CPC sentença é formalmente una e materialmente dúplice

22 Aspectos processuais fungibilidade das ações possessórias limite da lide é determinado pelo pedido e pela causa de pedir princípio da adstrição ou congruência exceção art. 920, CPC potencial indeferimento da exordial art. 295, p. único, II, CPC

PONTO 1: Procedimentos Especiais 1. PROCEDIMENTOS ESPECIAIS. 1.1 AÇÕES POSSESSÓRIAS Arts

PONTO 1: Procedimentos Especiais 1. PROCEDIMENTOS ESPECIAIS. 1.1 AÇÕES POSSESSÓRIAS Arts 1 PROCESSO CIVIL PONTO 1: Procedimentos Especiais 1. PROCEDIMENTOS ESPECIAIS 1.1 AÇÕES POSSESSÓRIAS Arts. 920 933 Discute a posse, o fato jurídico posse. Protege aquele que um dia teve a posse do bem.

Leia mais

6. AÇÕES POSSESSÓRIAS 6.1 A

6. AÇÕES POSSESSÓRIAS 6.1 A 6. AÇÕES POSSESSÓRIAS 6.1 A posse e seus efeitos - O que é a posse? - Quais os efeitos oriundos da posse? > Direito à tutela possessória > Percepção dos frutos > Indenização pelas benfeitorias > Direito

Leia mais

BuscaLegis.ccj.ufsc.Br

BuscaLegis.ccj.ufsc.Br BuscaLegis.ccj.ufsc.Br Efeitos da Posse Os interditos Alessandra Nóbrega Leite de A. Lima* 1. INTRODUÇÃO. Os interditos são meios processuais de defesa posse, e por isso sua disponibilidade pelo possuidor

Leia mais

Direitos Reais. Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo Professor Doutor Antonio Carlos Morato

Direitos Reais. Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo Professor Doutor Antonio Carlos Morato Direitos Reais Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo Professor Doutor Antonio Carlos Morato Introdução ao direito das coisas. Composto por normas de ordem pública Poder jurídico direto e imediato

Leia mais

SUMÁRIO PARTE I INFORMAÇÕES NECESSÁRIAS PARA UMA APROPRIADA POSTULAÇÃO EM JUÍZO 1 INTRODUÇÃO

SUMÁRIO PARTE I INFORMAÇÕES NECESSÁRIAS PARA UMA APROPRIADA POSTULAÇÃO EM JUÍZO 1 INTRODUÇÃO SUMÁRIO PARTE I INFORMAÇÕES NECESSÁRIAS PARA UMA APROPRIADA POSTULAÇÃO EM JUÍZO 1 INTRODUÇÃO 2 SOLUÇÃO DE LITÍGIOS PERANTE O PODER JUDICIÁRIO 2.1 Estrutura jurisdicional brasileira 2.2 Lide, processo e

Leia mais

SUMÁRIO PARTE 1 AÇÕES PREVISTAS NO CÓDIGO DE PROCESSO CIVIL

SUMÁRIO PARTE 1 AÇÕES PREVISTAS NO CÓDIGO DE PROCESSO CIVIL SUMÁRIO PARTE 1 AÇÕES PREVISTAS NO CÓDIGO DE PROCESSO CIVIL 1 PREAMBULARMENTE: REGRAS GERAIS DA PETIÇÃO INICIAL 1.1 Da petição inicial e seus requisitos 1.2 O endereçamento 1.3 Qualificação das partes

Leia mais

Seminário 04 Usucapião. Prof. Dr. Antônio Carlos Morato Anita Pissolito Campos

Seminário 04 Usucapião. Prof. Dr. Antônio Carlos Morato Anita Pissolito Campos Seminário 04 Usucapião Prof. Dr. Antônio Carlos Morato Anita Pissolito Campos Respostas ao Seminário 03 1) Marcos emprestou uma casa de praia de sua propriedade a Fábio seu amigo de infância, para ele

Leia mais

Sumário. Capítulo 1 A Situação Concreta Exposição da Situação Concreta e de suas mais de 50 Petições Vinculadas...1

Sumário. Capítulo 1 A Situação Concreta Exposição da Situação Concreta e de suas mais de 50 Petições Vinculadas...1 Sumário Capítulo 1 A Situação Concreta... 1 1.1. Exposição da Situação Concreta e de suas mais de 50 Petições Vinculadas...1 Capítulo 2 Petições Cíveis: Procedimento Comum... 7 2.1. Petição Inicial...7

Leia mais

Ações Possessórias. Márcio Olmo Cardoso 1 INTRODUÇÃO

Ações Possessórias. Márcio Olmo Cardoso 1 INTRODUÇÃO 216 Ações Possessórias INTRODUÇÃO Márcio Olmo Cardoso 1 Quando se fala em posse, é preciso destacar que a primeira teoria a respeito do assunto consagrava que para ter a posse era necessário que a pessoa

Leia mais

LIMINARES DE NATUREZA CAUTELAR Cautelar e Tutela Antecipada

LIMINARES DE NATUREZA CAUTELAR Cautelar e Tutela Antecipada LIMINARES DE NATUREZA CAUTELAR Cautelar e Tutela Antecipada o Semelhança advinda da sumariedade, medida cautelar e antecipação da tutela não se confundem. Distinguem as figuras no objetivo; a medida cautelar

Leia mais

DIREITO PROCESSUAL CIVIL

DIREITO PROCESSUAL CIVIL DIREITO PROCESSUAL CIVIL Reinaldo Branco de Moraes (Juiz do Trabalho do TRT12) -------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Leia mais

Direitos Reais. CHAVES, Cristiano. Direitos Reais. Cristiano Chaves e Nelson Rosenvald. 6ª ed. Rio de Janeiro: Lumen júris, 2010.

Direitos Reais. CHAVES, Cristiano. Direitos Reais. Cristiano Chaves e Nelson Rosenvald. 6ª ed. Rio de Janeiro: Lumen júris, 2010. TEMA 12: POSSE EMENTÁRIO DE TEMAS: Posse: proteção possessória; ações possessórias LEITURA OBRIGATÓRIA CHAVES, Cristiano. Direitos Reais. Cristiano Chaves e Nelson Rosenvald. 6ª ed. Rio de Janeiro: Lumen

Leia mais

Por iniciativa das partes (art. 262 Regra Geral). Princípio da Inércia. Princípio Dispositivo. Desenvolvimento por impulso oficial.

Por iniciativa das partes (art. 262 Regra Geral). Princípio da Inércia. Princípio Dispositivo. Desenvolvimento por impulso oficial. Direito Processual Civil I EXERCÍCIOS - 2º BIMESTRE Professor: Francisco Henrique J. M. Bomfim 1. a) Explique como ocorre a formação da relação jurídica processual: R. Início do Processo: Por iniciativa

Leia mais

SUMÁRIO. Direito do Trabalho Direito Processual Civil Direito Processual do Trabalho

SUMÁRIO. Direito do Trabalho Direito Processual Civil Direito Processual do Trabalho SUMÁRIO Direito do Trabalho... 05 Direito Processual Civil... 139 Direito Processual do Trabalho... 195 DIREITO DO TRABALHO ÍNDICE CAPÍTULO 01... 7 Fontes e Princípios de Direito do Trabalho... 7 Surgimento

Leia mais

Procedimentos Especiais Unidade I

Procedimentos Especiais Unidade I Procedimentos Especiais Unidade I 1. Introdução 1.1 Processo como entidade complexa. a)internamente o processo se manifesta como relação jurídica de direito público, entre o Estado-juiz e as partes Relação

Leia mais

Prática Jurídica II Aula 04. Foed Saliba Smaka Jr. Curso de Direito ISEPE Guaratuba 2015/2

Prática Jurídica II Aula 04. Foed Saliba Smaka Jr. Curso de Direito ISEPE Guaratuba 2015/2 Prática Jurídica II Aula 04 Foed Saliba Smaka Jr. Curso de Direito ISEPE Guaratuba 2015/2 O que é Posse? Art. 1.196. Considera-se possuidor todo aquele que tem de fato o exercício, pleno ou não, de algum

Leia mais

PARTE I AÇÕES PREVISTAS NO CÓDIGO DE PROCESSO CIVIL

PARTE I AÇÕES PREVISTAS NO CÓDIGO DE PROCESSO CIVIL Sumário PARTE I AÇÕES PREVISTAS NO CÓDIGO DE PROCESSO CIVIL Capítulo 1 Preambularmente: Regras Gerais da Petição Inicial... 3 1.1. Da Petição Inicial e Seus Requisitos... 3 1.2. O Endereçamento... 4 1.3.

Leia mais

Organização da Justiça do Trabalho, Competência... 25

Organização da Justiça do Trabalho, Competência... 25 SUMÁRIO Organização da Justiça do Trabalho, Competência... 25 1.1. Organização da Justiça do Trabalho... 25 1.1.1. Introdução... 25 1.1.2. Tribunal Superior do Trabalho... 26 1.1.3. Tribunais Regionais

Leia mais

Sumário Capítulo 1 Prazos Capítulo 2 Incompetência: principais mudanças

Sumário Capítulo 1 Prazos Capítulo 2 Incompetência: principais mudanças Sumário Capítulo 1 Prazos 1.1. Forma de contagem: somente em dias úteis 1.2. Prática do ato processual antes da publicação 1.3. Uniformização dos prazos para recursos 1.4. Prazos para os pronunciamentos

Leia mais

PROCESSO CIVIL IV EXECUÇÃO introdução

PROCESSO CIVIL IV EXECUÇÃO introdução PROCESSO CIVIL IV EXECUÇÃO introdução Prof. Dra. Liana Cirne Lins Faculdade de Direito do Recife Universidade Federal de Pernambuco Programa Teoria geral da execução o Conceito, natureza e finalidade da

Leia mais

POSSE. Aquisição e perda da Posse. Usucapião. Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo

POSSE. Aquisição e perda da Posse. Usucapião. Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo POSSE Aquisição e perda da Posse Efeitos Secundários da Posse Proteção Possessória Usucapião Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo Departamento de Direito Civil Professor Doutor Antonio Carlos

Leia mais

Descomplicando o Novo Código de Processo Civil. [NOME DA EMPRESA] [Endereço da empresa]

Descomplicando o Novo Código de Processo Civil.   [NOME DA EMPRESA] [Endereço da empresa] Descomplicando o Novo Código de Processo Civil www.carreiradoadvogado.com.br www.carreiradoadvogado.com.br [NOME DA EMPRESA] [Endereço da empresa] Página 1 Página 2 Sobre a Autora Flávia Teixeira Ortega

Leia mais

Turma e Ano: Turma Regular Master A. Matéria / Aula: Direito Civil Aula 16. Professor: Rafael da Mota Mendonça

Turma e Ano: Turma Regular Master A. Matéria / Aula: Direito Civil Aula 16. Professor: Rafael da Mota Mendonça Turma e Ano: Turma Regular Master A Matéria / Aula: Direito Civil Aula 16 Professor: Rafael da Mota Mendonça Monitora: Fernanda Manso de Carvalho Silva DIREITO DAS COISAS (continuação) (II) Posse (3) Detenção:

Leia mais

1. A Evolução do MS no Sistema Constitucional Direito Líquido e Certo a Evolução Conceitual... 24

1. A Evolução do MS no Sistema Constitucional Direito Líquido e Certo a Evolução Conceitual... 24 XXSUMÁRIO Nota Á 4ª Edição... 13 Nota à 3ª Edição... 15 Nota à 2ª Edição... 17 Nota à 1ª Edição... 19 Abreviaturas e Siglas... 21 01 Notícia Histórica Utilização do MS no Ordenamento Jurídico Brasileiro

Leia mais

SUMÁRIO SUMÁRIO. 1. A evolução do MS no sistema constitucional Direito líquido e certo a evolução conceitual... 27

SUMÁRIO SUMÁRIO. 1. A evolução do MS no sistema constitucional Direito líquido e certo a evolução conceitual... 27 SUMÁRIO SUMÁRIO..................... 1. A evolução do MS no sistema constitucional... 25 2. Direito líquido e certo a evolução conceitual... 27... 1. MS como tutela jurisdicional diferenciada com cognição

Leia mais

Ações Possessórias. Grace Mussalem Calil 1 INTRODUÇÃO

Ações Possessórias. Grace Mussalem Calil 1 INTRODUÇÃO Ações Possessórias 131 INTRODUÇÃO Conceito: Grace Mussalem Calil 1 Há duas principais teorias sobre a posse: a Subjetiva de Savigny e a Objetiva de Ihering. Para Savigny, a posse é o poder físico sobre

Leia mais

Aula 11 de Processo do trabalho II Procedimentos especiais na Justiça do Trabalho.

Aula 11 de Processo do trabalho II Procedimentos especiais na Justiça do Trabalho. Aula 11 de Processo do trabalho II Procedimentos especiais na Justiça do Trabalho. O artigo 114 da Constituição Federal traz que o Poder Judiciário Trabalhista também deve julgar...outras controvérsias

Leia mais

SUMÁRIO CAPÍTULO 1 SURGIMENTO E IMPORTÂNCIA DO JUIZADO ESPECIAL...

SUMÁRIO CAPÍTULO 1 SURGIMENTO E IMPORTÂNCIA DO JUIZADO ESPECIAL... SUMÁRIO CAPÍTULO 1 SURGIMENTO E IMPORTÂNCIA DO JUIZADO ESPECIAL... 1 1. O mal maior do Judiciário: a demora na entrega da prestação jurisdicional... 1 2. As causas da demora... 2 2.1. A explosão de feitos

Leia mais

DIREITO PROCESSUAL CIVIL. Sentença e coisa julgada. Prof. Luiz Dellore

DIREITO PROCESSUAL CIVIL. Sentença e coisa julgada. Prof. Luiz Dellore DIREITO PROCESSUAL CIVIL Sentença e coisa julgada Prof. Luiz Dellore 1. Providências preliminares Após a inicial e contestação, pode ser que uma destas ocorram no processo: - especificação de provas, caso

Leia mais

AGRADECIMENTOS INTRODUÇÃO... 19

AGRADECIMENTOS INTRODUÇÃO... 19 Sumário AGRADECIMENTOS... 17 INTRODUÇÃO... 19 Capítulo 1 DIREITO PROCESSUAL DO TRABALHO... 23 1. Conceito... 23 2. Autonomia do direito processual do trabalho... 23 3. Fontes do direito processual do trabalho...

Leia mais

Capítulo I PROCEDIMENTO COMUM

Capítulo I PROCEDIMENTO COMUM SUMÁRIO Capítulo I PROCEDIMENTO COMUM 1.Fundamento legal... 21 2. Finalidade... 21 3. Petição inicial... 21 3.1. Tutela provisória... 22 3.1.1. Tutela de urgência: aspectos gerais... 23 3.1.1.1. Tutela

Leia mais

PADRÃO DE RESPOSTA PEÇA PROFISSIONAL

PADRÃO DE RESPOSTA PEÇA PROFISSIONAL PEÇA PROFISSIONAL Espera-se que o(a) examinando(a) elabore recurso de apelação, dirigido ao próprio juízo que prolatou a decisão (art. 475-M, 3.º, do CPC, art. 496, inciso I, c/c os arts. 513-521 do CPC),

Leia mais

FACULDADE DE DIREITO UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE

FACULDADE DE DIREITO UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE PLANO DE AULA PROFESSOR: RUBENS CARMO ELIAS FILHO Disciplina: Direito Processual Civil II Etapa: ()1ª () 2ª ( ) 3ª (x) 4ª Turmas: (x) F - (x ) G - () P ( ) F ( ) G ( ) P 1. OBJETIVOS: Introduzir o aluno

Leia mais

EMENTA DIREITO PROCESSUAL CIVIL

EMENTA DIREITO PROCESSUAL CIVIL Disciplina: Direito Processual Civil I Período: 2º EMENTA DIREITO PROCESSUAL 1) DIREITO PROCESSUAL: Conceito; fases civilista, autonomista e finalista; fontes Constituição Federal, Lei Federal e Ordinária,

Leia mais

Renovação de Reconhecimento CEE/GP 266/06 de 13 de julho de D.O.E. 14/07/2006 Autarquia Municipal

Renovação de Reconhecimento CEE/GP 266/06 de 13 de julho de D.O.E. 14/07/2006 Autarquia Municipal DE DIREITO PROCESSUAL CIVIL 2013 EMENTA DIREITO CIVIL: Noções gerais. Capacidade Civil e disponibilidade e indisponibilidade de direitos. Atos e negócios jurídicos. Vícios de consentimento. Prescrição

Leia mais

PROCESSO CIVIL IV EXECUÇÃO introdução

PROCESSO CIVIL IV EXECUÇÃO introdução PROCESSO CIVIL IV EXECUÇÃO introdução Prof. Dra. Liana Cirne Lins Faculdade de Direito do Recife Universidade Federal de Pernambuco Programa Teoria geral da execução o Conceito, natureza e finalidade da

Leia mais

Pratica Especial Civil 10 sem

Pratica Especial Civil 10 sem AULA 04 Contestação ESTRUTURA BÁSICA DA CONTESTAÇÃO Competência Partes Hipóteses de cabimento Fundamento legal Fatos Fundamentação jurídica Pedido Provas Valor da causa Juiz da causa (art. 297, CPC). Tratamento:

Leia mais

DIREITO PROCESSUAL CIVIL. Princípios Processuais. Prof. Luiz Dellore

DIREITO PROCESSUAL CIVIL. Princípios Processuais. Prof. Luiz Dellore DIREITO PROCESSUAL CIVIL Princípios Processuais Prof. Luiz Dellore www.dellore.com Twitter: @dellore Facebook: Luiz Dellore II Instagram: @luizdellore LinkedIn: Luiz Dellore 1. NOVIDADES DO NCPC QUANTO

Leia mais

SUMÁRIO 1. CONSIDERAÇÕES PREAMBULARES As reformas do Código de Processo Civil maiores esclarecimentos... 25

SUMÁRIO 1. CONSIDERAÇÕES PREAMBULARES As reformas do Código de Processo Civil maiores esclarecimentos... 25 SUMÁRIO 1. CONSIDERAÇÕES PREAMBULARES... 23 1.1. As reformas do Código de Processo Civil maiores esclarecimentos... 25 2. ASPECTOS RELEVANTES DA TEORIA GERAL DO PROCESSO... 29 2.1. Notas introdutórias...

Leia mais

Sumário CAPÍTULO 1 ORGANIZAÇÃO DA JUSTIÇA DO TRABALHO, COMPETÊNCIA CAPÍTULO 2 MINISTÉRIO PÚBLICO DO TRABALHO... 59

Sumário CAPÍTULO 1 ORGANIZAÇÃO DA JUSTIÇA DO TRABALHO, COMPETÊNCIA CAPÍTULO 2 MINISTÉRIO PÚBLICO DO TRABALHO... 59 CAPÍTULO 1 ORGANIZAÇÃO DA JUSTIÇA DO TRABALHO, COMPETÊNCIA... 21 1.1. Organização da Justiça do Trabalho... 21 1.1.1. Introdução... 21 1.1.2. Tribunal Superior do Trabalho... 21 1.1.3. Tribunais Regionais

Leia mais

SUMÁRIO. Agradecimentos... Nota do autor...

SUMÁRIO. Agradecimentos... Nota do autor... SUMÁRIO Agradecimentos......... 7 Nota do autor............. 9 Abreviaturas...... 11 Prefácio da jq edição...... 31 1. Introdução...... 33 2. Estado e Direito...... 41 2.1. Estado... 41 2.2. As Declarações

Leia mais

Tribunais e MPU -Fernando Gajardoni-Camilo Zufelato-Proc Civil-5ed.indb 9 24/03/ :20:57

Tribunais e MPU -Fernando Gajardoni-Camilo Zufelato-Proc Civil-5ed.indb 9 24/03/ :20:57 Capítulo I TEORIA GERAL DO PROCESSO... 17 1. PRINCÍPIOS E NORMAS FUNDAMENTAIS... 17 2. JURISDIÇÃO... 22 2.1. Generalidades e conceito... 22 2.2. Características... 23 2.3. Divisão... 24 3. AÇÃO E PROCESSO...

Leia mais

Competência no Processo Civil

Competência no Processo Civil Competência no Processo Civil Direito Processual Civil I Prof. Leandro Gobbo 1 Conceito Princípio do juiz natural. A competência quantifica a parcela de exercício de jurisdição atribuída a determinado

Leia mais

DO CONCEITO DE USUCAPIÃO

DO CONCEITO DE USUCAPIÃO DO CONCEITO DE USUCAPIÃO Conceito: Usucapião é modo de aquisição da propriedade (ou outro direito real), que se dá pela posse continuada, durante lapso temporal, atendidos os requisitos de lei. LOCALIZAÇÃO

Leia mais

Capítulo I TEORIA GERAL DO PROCESSO PRINCÍPIOS E NORMAS FUNDAMENTAIS JURISDIÇÃO Generalidades e conceito

Capítulo I TEORIA GERAL DO PROCESSO PRINCÍPIOS E NORMAS FUNDAMENTAIS JURISDIÇÃO Generalidades e conceito Capítulo I TEORIA GERAL DO PROCESSO... 21 1. PRINCÍPIOS E NORMAS FUNDAMENTAIS... 21 2. JURISDIÇÃO... 26 2.1. Generalidades e conceito... 26 2.2. Características... 27 2.3. Divisão... 28 3. AÇÃO E PROCESSO...

Leia mais

A Tutela Provisória no Novo Código de Processo Civil - 2ª Edição SUMÁRIO

A Tutela Provisória no Novo Código de Processo Civil - 2ª Edição SUMÁRIO A Tutela Provisória no Novo Código de Processo Civil - 2ª Edição SUMÁRIO PARTE 1 A TUTELA PROVISÓRIA PREVISTA NO NOVO CÓDIGO DE PROCESSO CIVIL A PARTIR DE UMA PERSPECTIVA CRÍTICA... 19 CAPÍTULO I TEORIA

Leia mais

Direito Civil. Efeitos da Posse. Professora Tatiana Marcello.

Direito Civil. Efeitos da Posse. Professora Tatiana Marcello. Direito Civil Efeitos da Posse Professora Tatiana Marcello www.acasadoconcurseiro.com.br Direito Civil LEI Nº 10.406, DE 10 DE JANEIRO DE 2002 Institui o Código Civil. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA Faço saber

Leia mais

Capítulo 1. A Interdisciplinaridade do Direito Tributário... 3

Capítulo 1. A Interdisciplinaridade do Direito Tributário... 3 Sumário Parte I Introdução... 1 Capítulo 1. A Interdisciplinaridade do Direito Tributário... 3 Parte II Petição inicial e contestação... 7 Capítulo 1. Introdução... 9 Capítulo 2. Estrutura da petição inicial...

Leia mais

Editora LTr. São Paulo, Localização: 331: (81) C512r Código de barras: STJ

Editora LTr. São Paulo, Localização: 331: (81) C512r Código de barras: STJ LUCIANO ATHAYDE CHAVES Juiz do Trabalho da 21ª Região (RN). Mestre em Ciências Sociais pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte(UFRN). Professor de Direito Processual da Faculdade de Direito da

Leia mais

LIVRO I Do Processo de Conhecimento...1

LIVRO I Do Processo de Conhecimento...1 Sumário LIVRO I Do Processo de Conhecimento...1 Capítulo 1 Da Jurisdição...3 1.1. Conceito de Jurisdição... 5 1.2. Exercício da Jurisdição Quem Exerce a Jurisdição?...15 1.3. Características da Jurisdição...17

Leia mais

Processo de Execução no Direito Previdenciário

Processo de Execução no Direito Previdenciário Processo de Execução no Direito Previdenciário Introdução ao Processo de Execução. A Execução contra a Fazenda Pública Previdenciária - Noções Gerais: objeto, partes, requisitos, prazos, procedimento Execução

Leia mais

Capítulo 1 Denominação, Relações do Direito Processual com outros Ramos do Direito e Sua Divisão...1

Capítulo 1 Denominação, Relações do Direito Processual com outros Ramos do Direito e Sua Divisão...1 S u m á r i o Capítulo 1 Denominação, Relações do Direito Processual com outros Ramos do Direito e Sua Divisão...1 1.1. Denominação...1 1.2. Relações do Direito Processual com outros Ramos do Direito...2

Leia mais

CF. Art. 2º São Poderes da União, independentes e harmônicos entre si, o Legislativo, o Executivo e o Judiciário.

CF. Art. 2º São Poderes da União, independentes e harmônicos entre si, o Legislativo, o Executivo e o Judiciário. JURISDIÇÃO Aspectos gerais Sociedade, lei, desobediência e sanção. Tripartição de Poderes: independência com harmonia. CF. Art. 2º São Poderes da União, independentes e harmônicos entre si, o Legislativo,

Leia mais

Turmas Especiais 2015 Programa da disciplina.

Turmas Especiais 2015 Programa da disciplina. Faculdade de Direito de São Bernardo do Campo FDSBC Curso de Prática Jurídica Civil Prof. Titular Pedro Marini Neto Prof. Substituto Estevan Lo Ré Pousada Turmas Especiais 2015 Calendário de atividades

Leia mais

Abreviaturas Apresentação PARTE 1 DOUTRINA E LEGISLAÇÃO CAPÍTULO I PODER JUDICIÁRIO

Abreviaturas Apresentação PARTE 1 DOUTRINA E LEGISLAÇÃO CAPÍTULO I PODER JUDICIÁRIO S umário Abreviaturas... 21 Apresentação... 23 PARTE 1 DOUTRINA E LEGISLAÇÃO CAPÍTULO I PODER JUDICIÁRIO 1. Conceito, importância, funções e independência... 27 2. Garantias institucionais ou orgânicas

Leia mais

TEORIA DAS AÇÕES POSSESSÓRIAS

TEORIA DAS AÇÕES POSSESSÓRIAS TEORIA DAS AÇÕES POSSESSÓRIAS Há duas teorias fundamentais voltadas à conceituação da posse -Teoria subjetiva (clássica): foi desenvolvida por Savigny, para esta teoria a posse decorre da conjugação de

Leia mais

O PRINCÍPIO DO CONTRADITÓRIO E A GARANTIA DA NÃO SURPRESA NA APLICAÇÃO DA IMPROCEDÊNCIA LIMINAR DO PEDIDO PARA JUÍZOS PRIMA FACIE DE PRECEDENTES

O PRINCÍPIO DO CONTRADITÓRIO E A GARANTIA DA NÃO SURPRESA NA APLICAÇÃO DA IMPROCEDÊNCIA LIMINAR DO PEDIDO PARA JUÍZOS PRIMA FACIE DE PRECEDENTES O PRINCÍPIO DO CONTRADITÓRIO E A GARANTIA DA NÃO SURPRESA NA APLICAÇÃO DA IMPROCEDÊNCIA LIMINAR DO PEDIDO PARA JUÍZOS PRIMA FACIE DE PRECEDENTES Juliana Provedel Cardoso 1 PALAVRAS-CHAVE: Processo Civil.

Leia mais

Normas Fundamentais do Novo Código de Processo Civil Fábio Victor da Fonte Monnerat

Normas Fundamentais do Novo Código de Processo Civil Fábio Victor da Fonte Monnerat Normas Fundamentais do Novo Código de Processo Civil Fábio Victor da Fonte Monnerat Procurador Federal Diretor da Escola da Advocacia-Geral da União em São Paulo Coordenador Nacional de Direito Processual

Leia mais

PROF. JOSEVAL MARTINS VIANA PRINCÍPIOS FUNDAMENTAIS DO PROCESSO CIVIL

PROF. JOSEVAL MARTINS VIANA PRINCÍPIOS FUNDAMENTAIS DO PROCESSO CIVIL PRINCÍPIOS FUNDAMENTAIS DO PROCESSO CIVIL 1. Princípios fundamentais do processo civil Princípios fundamentais do processo civil são as bases que sustentam essa ciência. 2. Princípios gerais do processo

Leia mais

Tutelas no novo CPC: Liminares?

Tutelas no novo CPC: Liminares? Tutelas no novo CPC: Liminares? Valter Nilton Felix Quando os efeitos da tutela definitiva são antecipados pelo juízo, tem-se a tutela provisória, satisfativa (fornecimento de certidão negativa é ordenada

Leia mais

índice Parte I DA PROPRIEDADE E DA POSSE

índice Parte I DA PROPRIEDADE E DA POSSE índice Prefácio à 6 a edição... Nota dos autores à 6 a edição... Introdução à 1a edição... 7 9 11 Parte I DA PROPRIEDADE E DA POSSE 1. Breves notícias históricas sobre o direito de propriedade. Evolução

Leia mais

Título I PETIÇÃO INICIAL Capítulo I PETIÇÃO INICIAL EM DISSÍDIO INDIVIDUAL Fundamento legal Cabimento Espécies de ritos do processo do

Título I PETIÇÃO INICIAL Capítulo I PETIÇÃO INICIAL EM DISSÍDIO INDIVIDUAL Fundamento legal Cabimento Espécies de ritos do processo do Sumário Manual de Prática Trabalhista Título I PETIÇÃO INICIAL PETIÇÃO INICIAL EM DISSÍDIO INDIVIDUAL Fundamento legal... 19 Cabimento... 19 Espécies de ritos do processo do trabalho... 19 Rito sumário...

Leia mais

SUMÁRIO A ESSÊNCIA DO CPC DE 2015 E AS NOVAS

SUMÁRIO A ESSÊNCIA DO CPC DE 2015 E AS NOVAS Sumário SUMÁRIO A ESSÊNCIA DO CPC DE 2015 E AS NOVAS TENDÊNCIAS PARA OS CONCURSOS PÚBLICOS... 15 CÓDIGO PROCESSUAL CIVIL... 37 PARTE GERAL LIVRO I DAS NORMAS PROCESSUAIS CIVIS... 37 TÍTULO ÚNICO DAS NORMAS

Leia mais

CAPÍTULO 1 CONSIDERAÇÕES PREAMBULARES Considerações As reformas do Código de Processo Civil - Maiores Esclarecimentos...

CAPÍTULO 1 CONSIDERAÇÕES PREAMBULARES Considerações As reformas do Código de Processo Civil - Maiores Esclarecimentos... Sumário CAPÍTULO 1 CONSIDERAÇÕES PREAMBULARES... 21 1.1 Considerações... 21 1.2 As reformas do Código de Processo Civil - Maiores Esclarecimentos... 23 CAPÍTULO 2 ASPECTOS RELEVANTES DA TEORIA GERAL DO

Leia mais

Aula 14. EMBARGOS INFRINGENTES E DE NULIDADE (art. 609, parágrafo único, CPP)

Aula 14. EMBARGOS INFRINGENTES E DE NULIDADE (art. 609, parágrafo único, CPP) Turma e Ano: Regular 2015 / Master B Matéria / Aula: Direito Processual Penal / Aula 14 Professor: Elisa Pittaro Monitora: Kelly Soraia Aula 14 EMBARGOS INFRINGENTES E DE NULIDADE (art. 609, parágrafo

Leia mais

É preciso diferenciar a natureza jurídica da antecipação de tutela da decisão de antecipação de tutela, não sendo expressões sinônimas.

É preciso diferenciar a natureza jurídica da antecipação de tutela da decisão de antecipação de tutela, não sendo expressões sinônimas. Turma e Ano: Flex A (2014) Matéria / Aula: Processo Civil / Aula 24 Professor: Edward Carlyle Conteúdo: Antecipação de Tutela: Efetividade, Momento do Requerimento; Revogação e Modificação; Fungibilidade;

Leia mais

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS FACULDADE DE DIREITO Direito Processual do Trabalho Profª. Ms. Tatiana Riemann DISSÍDIO COLETIVO

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS FACULDADE DE DIREITO Direito Processual do Trabalho Profª. Ms. Tatiana Riemann DISSÍDIO COLETIVO DISSÍDIO COLETIVO 1. Conceito - Dissídio coletivo é o processo que vai dirimir os conflitos coletivos do trabalho, por meio do pronunciamento do Poder Judiciário, criando ou modificando condições de trabalho

Leia mais

Manual de Prática Trabalhista - 6ª Edição - Cinthia Machado de Oliveira. Título I PETIÇÃO INICIAL Capítulo I PETIÇÃO INICIAL EM DISSÍDIO INDIVIDUAL

Manual de Prática Trabalhista - 6ª Edição - Cinthia Machado de Oliveira. Título I PETIÇÃO INICIAL Capítulo I PETIÇÃO INICIAL EM DISSÍDIO INDIVIDUAL SUMÁRIO Título I PETIÇÃO INICIAL PETIÇÃO INICIAL EM DISSÍDIO INDIVIDUAL Fundamento legal... 15 Cabimento... 15 Espécies de ritos do processo do trabalho... 16 Rito sumário... 16 Rito sumaríssimo... 16

Leia mais

Plano de ensino de Direito Civil II do primeiro e segundo semestre de 1983:

Plano de ensino de Direito Civil II do primeiro e segundo semestre de 1983: Plano de ensino de Direito Civil II do primeiro e segundo semestre de 1983: Créditos: 03 Carga horária: 90 Teoria Geral das Obrigações Obrigações. Conceito. Evolução. Distinção entre direitos obrigacionais

Leia mais

Capítulo I TEORIA DOS PRECEDENTES JUDICIAIS E SUA INCIDÊNCIA NO PROCESSO DO TRABALHO

Capítulo I TEORIA DOS PRECEDENTES JUDICIAIS E SUA INCIDÊNCIA NO PROCESSO DO TRABALHO SUMÁRIO Capítulo I TEORIA DOS PRECEDENTES JUDICIAIS E SUA INCIDÊNCIA NO PROCESSO DO TRABALHO 1. Introdução... 17 2. Famílias jurídicas... 18 2.1. Civil law (família romano-germânica)... 18 2.2. Common

Leia mais

DIREITO PROCESSUAL CIVIL PROFESSOR EDUARDO FRACISCO

DIREITO PROCESSUAL CIVIL PROFESSOR EDUARDO FRACISCO DIREITO PROCESSUAL CIVIL PROFESSOR EDUARDO FRACISCO INTERVENÇÃO LITISCONSORCIAL VOLUNTARIA 1.1 Intervenção de terceiros. Ex. Alunos movem ação contra a faculdade. Outra turma fica sabendo e fazem uma petição

Leia mais

Procedimentos Especiais Regular

Procedimentos Especiais Regular Ações Possessórias (arts. 920-933) Características: Posse no Código Civil: Art. 1.196. Considera-se possuidor todo aquele que tem de fato o exercício, pleno ou não, de algum dos poderes inerentes à propriedade.

Leia mais

Direito das Coisas. Posse. Relações Materiais entre Sujeitos e Coisas. Professor: Hércules Aluno: Eduardo Sette Brüggemann

Direito das Coisas. Posse. Relações Materiais entre Sujeitos e Coisas. Professor: Hércules Aluno: Eduardo Sette Brüggemann Professor: Hércules Aluno: Eduardo Sette Brüggemann Direito das Coisas 25/8/2009 Coisas x Bens Bem jurídico é aquilo que pode ser objeto de relação jurídico limitabilidade exterioridade tangibilidade economicidade

Leia mais

Sistema Recursal no Novo Código de Processo Civil

Sistema Recursal no Novo Código de Processo Civil Sistema Recursal no Novo Código de Processo Civil Prof. Ms. Gabriel Bressan gabriel.bressan@aglaw.com.br ALMEIDA GUILHERME Advogados Associados www.aglaw.com.br PARTE GERAL www.aglaw.com.br PARTE GERAL

Leia mais

TEMA: PROCESSO DE EXECUÇÃO - EXTRAFISCAL PROFESSOR: HAROLDO LOURENÇO

TEMA: PROCESSO DE EXECUÇÃO - EXTRAFISCAL PROFESSOR: HAROLDO LOURENÇO CURSO: OAB X EXAME - NOITE DISCIPLINA: PROCESSO CIVIL PROFESSOR: HAROLDO LOURENÇO AULA 04 BLOCO: 01-04 MATÉRIA: PROCESSO DE EXECUÇÃO - EXTRAFISCAL Indicações de bibliográficas: Código de Processo Civil

Leia mais

LEGALE - PÓS GRADUAÇÃO DIREITO ACIDENTÁRIO

LEGALE - PÓS GRADUAÇÃO DIREITO ACIDENTÁRIO LEGALE - PÓS GRADUAÇÃO DIREITO ACIDENTÁRIO Recurso Ordinário / Contrarrazões / Recurso Adesivo Professor: Rogério Martir Doutorando em Ciências Jurídicas e Sociais, Advogado militante e especializado em

Leia mais

sumário Capítulo 2 Conceito e regras gerais De interpretação...5

sumário Capítulo 2 Conceito e regras gerais De interpretação...5 sumário Capítulo 1 O DIreito eleitoral no brasil...1 Capítulo 2 Conceito e regras gerais De interpretação...5 2.1. Conceito... 5 2.2. Poder normativo... 5 2.3. Interpretação da legislação eleitoral...

Leia mais

BuscaLegis.ccj.ufsc.Br

BuscaLegis.ccj.ufsc.Br BuscaLegis.ccj.ufsc.Br Remédios Possessórios Gustavo Portela Ladosky* Sumário: Introdução; Apresentação; Da Manutenção e da reintegração de posse; Características e requisitos; Posse; Turbação; Esbulho;

Leia mais

Teoria Geral do Processo

Teoria Geral do Processo Arno Melo Schlichting Teoria Geral do Processo Concreta - Objetiva - Atual Livro 2 3 a Edição SUMÁRIO Apresentação 9 Identificação 11 Natureza... 13 Objetivo... 13 1 Teoria Geral das Ações 15 1.1 Ação,

Leia mais

AULA 24. Os pressupostos genéricos são a probabilidade do direito, perigo de dano ou risco ao resultado útil do processo.

AULA 24. Os pressupostos genéricos são a probabilidade do direito, perigo de dano ou risco ao resultado útil do processo. Turma e Ano: Master A (2015) 06/07/2015 Matéria / Aula: Direito Processual Civil / Aula 24 Professor: Edward Carlyle Silva Monitor: Alexandre Paiol AULA 24 CONTEÚDO DA AULA: Tutela provisória : tutela

Leia mais

ÍNDICE GERAL ÍNDICE SISTEMÁTICO

ÍNDICE GERAL ÍNDICE SISTEMÁTICO ÍNDICE GERAL Lei 13.105, de 16 de março de 2015 Código de Processo Civil... 19 Referências bibliográficas... 1853 Índice Alfabético-Remissivo do Código de Processo Civil (Lei 13.105/2015)... 1877 ÍNDICE

Leia mais

Índice (CPC/2015) Índice (CPC/2015) PARTE GERAL TÍTULO I DA JURISDIÇÃO E DA AÇÃO Seção II Do Auxílio Direto Arts.

Índice (CPC/2015) Índice (CPC/2015) PARTE GERAL TÍTULO I DA JURISDIÇÃO E DA AÇÃO Seção II Do Auxílio Direto Arts. Índice (CPC/2015) Índice (CPC/2015) PARTE GERAL LIVRO I DAS NORMAS PROCESSUAIS CIVIS... 39 TÍTULO ÚNICO DAS NORMAS FUNDAMENTAIS E DA APLICAÇÃO DAS NORMAS PROCESSUAIS... 39 CAPÍTULO I DAS NORMAS FUNDAMENTAIS

Leia mais

Prof. Anselmo Prieto Alvarez

Prof. Anselmo Prieto Alvarez Prof. Anselmo Prieto Alvarez apalvarez@pucsp.br Histórico 1-65 leis foram editadas reformando o CPC- Lei Federal de 11 de janeiro de 1973 2- Até 1994 foram 24 alterações. Histórico 3- A partir de 1994

Leia mais

Sumário. Palavras Prévias (à guisa de apresentação da 9ª edição) Prefácio Apresentação Introdução Referências Introdução...

Sumário. Palavras Prévias (à guisa de apresentação da 9ª edição) Prefácio Apresentação Introdução Referências Introdução... Palavras Prévias (à guisa de apresentação da 9ª edição)... 17 Prefácio... 21 Apresentação... 23 Introdução... 25 Referências Introdução... 29 Capítulo I Direitos reais... 31 1. Conceito... 31 2. Características

Leia mais

PANORAMA GERAL ANÁLISE CRÍTICA E CONSIDERAÇÕES DA LEI /2015

PANORAMA GERAL ANÁLISE CRÍTICA E CONSIDERAÇÕES DA LEI /2015 PANORAMA GERAL ANÁLISE CRÍTICA E CONSIDERAÇÕES DA LEI 13.105/2015 DIRETRIZES ESSENCIAIS DO NOVO CPC i) busca de celeridade / efetividade processual (art. 4 cc art. 5, LXXVIII CF) X vedação julgamento surpresa

Leia mais

DIREITO PROCESSUAL CIVIL. Coisa Julgada. Professor Rafael Menezes

DIREITO PROCESSUAL CIVIL. Coisa Julgada. Professor Rafael Menezes DIREITO PROCESSUAL CIVIL Coisa Julgada Professor Rafael Menezes Conceitos Gerais Substantivista (Kolher) Processualista (Stein) Carnelutti Imperatividade Liebman Imutabilidade Art. 467. Denomina-se coisa

Leia mais

Juizado Especial Cível (lei nº 9.099/1995). DIVISÃO. PRINCÍPIOS 1 - Princípio da Oralidade (art. 2º)

Juizado Especial Cível (lei nº 9.099/1995). DIVISÃO. PRINCÍPIOS 1 - Princípio da Oralidade (art. 2º) Curso Escrevente SP Juizado Especial Cível (lei nº 9.099/1995). Código de Processo Civil - dos Atos Processuais (Livro IV): da Forma, do Tempo e do Lugar dos Atos Processuais (Título I), da Comunicação

Leia mais

Sumário PARTE I ASPECTOS PROCESSUAIS GERAIS

Sumário PARTE I ASPECTOS PROCESSUAIS GERAIS Sumário PARTE I ASPECTOS PROCESSUAIS GERAIS 1 Jurisdição 1.1 Introdução 1.2 Conceito e características 1.3 Divisão da jurisdição 1.4 Organização judiciária 2 Direito Processual Civil 2.1 Conceito e delimitação

Leia mais

17/03/2015. Direito Processual Civil II MODALIDADES DE RECURSOS

17/03/2015. Direito Processual Civil II MODALIDADES DE RECURSOS Direito Processual Civil II FREDERICO OLIVEIRA fjsdeoliveira@gmail.com twitter: @fredoliveira197 Skype: frederico.oliveira42 RECURSO ORDINÁRIO CONSTITUCIONAL RECURSO ESPECIAL RECURSO EXTRAORDINÁRIO EMBARGOS

Leia mais

Plano de Ensino 1. Petição inicial. Requisitos.

Plano de Ensino 1. Petição inicial. Requisitos. Plano de Ensino 1. Petição inicial. Requisitos. (CPC, arts. 282 a 285-A) Petição Inicial Conceito: petição inicial é o ato formal do autor que introduz a causa em juízo (Vicente, 135). Características:

Leia mais

Sumário. Palavras Prévias (à guisa de apresentação da 12a edição) Prefácio Apresentação Introdução... 25

Sumário. Palavras Prévias (à guisa de apresentação da 12a edição) Prefácio Apresentação Introdução... 25 Sumário Palavras Prévias (à guisa de apresentação da 12a edição)... 17 Prefácio... 21 Apresentação... 23 Introdução... 25 Capítulo I Direitos reais... 31 1. conceito... 32 2. características fundamentais

Leia mais

Organizadores REFLEXOS DO NOVO CÓDIGO CIVIL NO DIREITO PROCESSUAL. Edições Podium. Salvador, 2006

Organizadores REFLEXOS DO NOVO CÓDIGO CIVIL NO DIREITO PROCESSUAL. Edições Podium. Salvador, 2006 FREDIE DIDIER JR Professor-adjunto de Direito Processual Civil da Universidade Federal da Bahia (graduação, especialização, mestrado e doutorado). Mestre (UFBA) e Doutor (PUC/SP). Advogado (Bahia e Pernambuco).

Leia mais

08/03/2015 APELAÇÃO. Direito Processual Civil II NOÇÃO. Recurso cabível contra as sentenças.

08/03/2015 APELAÇÃO. Direito Processual Civil II NOÇÃO. Recurso cabível contra as sentenças. Direito Processual Civil II FREDERICO OLIVEIRA fjsdeoliveira@gmail.com twitter: @fredoliveira197 Skype: frederico.oliveira42 APELAÇÃO NOÇÃO Recurso cabível contra as sentenças. Art. 162, 1o, CPC atual:

Leia mais

S u m á r i o. Capítulo 1 O Direito Eleitoral no Brasil Capítulo 2 Conceito e Regras Gerais de Interpretação... 5

S u m á r i o. Capítulo 1 O Direito Eleitoral no Brasil Capítulo 2 Conceito e Regras Gerais de Interpretação... 5 S u m á r i o Capítulo 1 O Direito Eleitoral no Brasil... 1 Capítulo 2 Conceito e Regras Gerais de Interpretação... 5 2.1. Conceito... 5 2.2. Poder Normativo... 5 2.3. Interpretação da Legislação Eleitoral...

Leia mais

DIREITO PROCESSUAL CIVIL. 1. Introdução:

DIREITO PROCESSUAL CIVIL. 1. Introdução: 1 DIREITO PROCESSUAL CIVIL PONTO 1: Introdução PONTO 2: Direitos Fundamentais (Princípios) Constitucionais Processuais. PONTO 3: Demais Princípios do Processo Civil 1. Introdução: Os princípios estruturam

Leia mais

Direito Civil Direitos Reais Professor: Stanley Costa

Direito Civil Direitos Reais Professor: Stanley Costa AULA 05: Efeitos Processuais da Posse 1. Considerações iniciais; 2. Autotutela da posse; 3. Ações possessórias; 4. Ações afins às possessórias. UNIDADE II DA POSSE 1. Considerações Iniciais: As consequências

Leia mais

DIREITO PROCESSUAL CIVIL. Defesas do Réu no Módulo Processual Cognitivo (parte 2) (Procedimento Ordinário) Professor Rafael Menezes Agosto/2013

DIREITO PROCESSUAL CIVIL. Defesas do Réu no Módulo Processual Cognitivo (parte 2) (Procedimento Ordinário) Professor Rafael Menezes Agosto/2013 DIREITO PROCESSUAL CIVIL Defesas do Réu no Módulo Processual Cognitivo (parte 2) (Procedimento Ordinário) Professor Rafael Menezes Agosto/2013 RECONVENÇÃO O réu pode reconvir ao autor, no mesmo processo,

Leia mais

SISTEMA EDUCACIONAL INTEGRADO CENTRO DE ESTUDOS UNIVERSITÁRIOS DE COLIDER Av. Governador Julio Campos, Lote 13, Loteamento Trevo Colider/MT Site:

SISTEMA EDUCACIONAL INTEGRADO CENTRO DE ESTUDOS UNIVERSITÁRIOS DE COLIDER Av. Governador Julio Campos, Lote 13, Loteamento Trevo Colider/MT Site: SISTEMA EDUCACIONAL INTEGRADO CENTRO DE ESTUDOS UNIVERSITÁRIOS DE COLIDER Av. Governador Julio Campos, Lote 13, Loteamento Trevo Colider/MT Site: www.sei-cesucol.edu.br e-mail: sei-cesucol@vsp.com.br FACULDADE

Leia mais

sumário Capítulo 1 introdução... 1 Capítulo 2 JurisDiÇÃo, princípios Do processo CiVil E CompEtÊNCia... 25

sumário Capítulo 1 introdução... 1 Capítulo 2 JurisDiÇÃo, princípios Do processo CiVil E CompEtÊNCia... 25 sumário Capítulo 1 INTRODUÇÃO... 1 1. Aspectos Iniciais... 1 2. A Palavra Processo e seus Vários Significados... 2 3. O Processo Como Conjunto de Normas que Regula o Exercício da Jurisdição e o Conceito

Leia mais

Escola Superior do Ministério Público de S. Paulo. 10º Curso de Especialização em Interesses Difusos e Coletivos Mód. III IC e ACP (2015)

Escola Superior do Ministério Público de S. Paulo. 10º Curso de Especialização em Interesses Difusos e Coletivos Mód. III IC e ACP (2015) Escola Superior do Ministério Público de S. Paulo 10º Curso de Especialização em Interesses Difusos e Coletivos Mód. III IC e ACP (2015) Hugo Nigro Mazzilli 1 ACP Hoje Tutelas provisórias em ações coletivas

Leia mais