O que é NFC-e? existência apenas digital

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "O que é NFC-e? existência apenas digital"

Transcrição

1

2

3 O que é NFC-e? A Nota Fiscal do Consumidor Eletrônica NFC-e é um documento de existência apenas digital, emitido e armazenado eletronicamente, com o intuito de documentar as operações comerciais de venda presencial ou venda para entrega em domicílio ao consumidor final (pessoa física ou jurídica) em operação interna e sem geração de crédito de ICMS ao adquirente.

4 O que é? O DANFE NFC-e é um documento fiscal auxiliar, sendo uma representação em papel da transação de venda no varejo Impressão: A pedido do consumidor e a critério da UF pode ser dispensada a impressão do Detalhe da Venda e ser impresso apenas o DANFE NFC-e em formato resumido ou não ser impresso (envio por mensagem eletrônica) Obrigatoriedades Gerais: Obrigatório ter impressos a Chave de Acesso e o QR Code É obrigatório constar impresso a identificação do consumidor (CPF/CNPJ/ID Estrangeiro) nas operações com valor superior a R$ ,00; nas entregas a domicílio (independente do valor), nesta hipótese deverá informar o respectivo endereço; quando solicitado pelo adquirente. Quanto a NFC-e for emitida em contingência é obrigatório constar impresso Emitida em Contingência e ser impresso o Detalhe da Venda completo Papel: DANFE-NFC-e Tamanho do papel com largura mínima de 58 mm e margens laterais mínimas de 0,2 mm; Papel deve garantir legibilidade por, no mínimo, 6 meses

5 O que é SAT? O SAT-CF-e, Sistema de Autenticação e Transmissão de Cupom Fiscal Eletrônico, é o equipamento fiscal que irá transmitir a informação das operações de venda à Secretaria da Fazenda. O que é CF-e? O SAT emitirá o CF-e (Cupom Fiscal Eletrônico), que é um documento fiscal de existência apenas digital, armazenado exclusivamente em meio eletrônico

6 Extrato CF-e-SAT O que é? O extrato do CF-e-SAT não é um documento fiscal Representação gráfica simplificada do documento eletrônico Impressão: Impressão obrigatória O consumidor pode optar pela impressão em formato resumido (ecológico) (artigo, 16, parágrafo único, item 3, b ) ou completo Obrigatoriedades Gerais: Deverá incluir o CPF ou CNPJ do adquirente se este solicitar Nas compras acima de R$ ,00 deverá ser emitido a NF-e Papel: Não há exigência do tipo de papel a ser utilizado para a impressão. AFRAC Recomenda: O uso do papel cotepe (papel regulamentado e fabricado por credenciados no cotepe) A impressão do QRcode no comprovante da venda necessita de um papel com o mínimo de qualidade para assegurar a legibilidade enquanto estes comprovantes forem manuseados

7 ECF 09/09 O que é Emissor de Cupom Fiscal - ECF 09/09? Impressora com finalidade específica (ECF-IF) e dotado de Modulo Fiscal Blindado (MFB) que recebe comandos de Programa Aplicativo Fiscal - Emissor de Cupom Fiscal (PAF-ECF) externo. Responsável pela emissão do CF-e-ECF (Cupom Fiscal Eletrônico Emissor de Cupom Fiscal)

8 ECF-09/09 MFB ( Módulo Fiscal Blindado) Bateria MFD MF O MFB, como o próprio nome diz é um módulo fiscal blindado que engloba a bateria, a MFD (Memória de Fita Detalhe) e MF (Memória Fiscal) do ECF. Por ser blindado desde sua fabricação não permite o reparo, muito menos sua abertura. Caso seja detectada qualquer violação no MFB, o ECF se torna inoperante, necessitando cessar o uso do mesmo. A bateria dos ECFs do Convênio ICMS 09/09, estão incorporadas dentro do MFB, portanto não é possível substituir a bateria caso a mesma acabe sua carga. MFD (Memória de Fita Detalhe) armazena a cópia eletrônica de todo e qualquer documento impresso no ECF. Assim como a bateria, a MFD está incorporada dentro do MFB, não sendo permitido a sua substituição em caso de esgotamento A MF (Memória Fiscal) armazena todos os totalizadores fiscais e contábeis do ECF.

9 ECF-09/09 O Convênio ICMS 09/09 estabelece que o ECF não precisa mais utilizar o lacre físico para garantir a inviolabilidade do equipamento. Apesar de não haver o lacre físico, o ECF do Convênio ICMS 09/09 possui o que chamamos de Lacre Lógico, pois qualquer intervenção técnica no equipamento faz com que o mesmo entre em modo de intervenção técnica. Para sair deste modo de intervenção técnica e entrar em modo de operação é necessário que o equipamento seja levado até uma autorizada técnica pois é necessário a inserção de uma contra senha gerada somente pelo fabricante para retorno ao modo de operação normal do equipamento.

10 Comparativo das tecnologias ECF 09/09 SAT NFC-e Internet Opcional Dependente com boa tolerância Dependente com pouca tolerância Contingência ECF reserva Nota Manual (modelo 2) Casos Extremos (ex. Falta de energia) 1. UPLOAD (Envio das cópias de segurança dos arquivos para o ambiente de dados da Sefaz 2. Transportar o SAT até um ponto de conexão com a Internet 3. SAT Reserva 4. Nota Manual (modelo 2) Casos Extremos (ex. Falta de energia) Depende da UF 1. OFF LINE (24h) 2. Impressão de 02 vias do DANFE-NFC-e em Formulário de Segurança para Impressão de Documento Auxiliar de Documento Fiscal Eletrônico (FS-DA) 3. Transmissão de Declaração Prévia de Emissão em contingência (DPEC) Impressão de pelo menos 01 via do DANFE- NFC-e 4. ECF ou SAT

11 Impressão (Hardware) Impressão (ao consumidor) Certificados Comparativo das tecnologias ECF 09/09 SAT NFC-e Possui integrada Não há indicação na legislação se o documento a ser impresso será um DANFE ou Extrato Não necessita (Gerado pelo próprio equipamento) Impressora comum capaz de imprimir QR- CODE Extrato do CF-e-SAT (impressão obrigatória) AC-SAT (Gratuito) ou ICP Brasil. Renovável periodicamente (1 ano para A1, 3 para A3) Av. Fagundes Filho, º andar Conj. 122 Edifício Dallas Office Vila Monte Alegre CEP São Paulo SP Tel.: Impressora comum capaz de imprimir QR- CODE DANFE-NFC-e * A critério da UF e se o consumidor concordar: 1. Impressão substituída pelo envio eletrônico 2. Impressão resumida (sem identificação detalhada dos itens da venda) ICP Brasil. Renovável periodicamente (1 ano para A1, 3 para A3)

12 Comparativo das tecnologias ECF 09/09 SAT NFC-e Controle do Aplicativo PAF ou Registro na SEFAZ. Registro na SEFAZ. Sem registro na SEFAZ. ATENÇÃO! Sinalização de PAF NFC-e (RN). Dependência do serviço da SEFAZ Baixa Baixa Forte Requisitos Hardware (ECF) + Software (PAF-ECF ou AC) + Internet Hardware (SAT) + Software (AC) + impressora comum + Certificado Digital + Internet Software (Emissor de NFC-e) + impressora comum + Certificado Digital + Internet Av. Fagundes Filho, º andar Conj. 122 Edifício Dallas Office Vila Monte Alegre CEP São Paulo SP Tel.:

13 Mapa Atual

14 Mapa de Tendências

15 ESTADOS QUE ADERIRAM E REGULAMENTARAM A NFC-e

16 De Olho no Prazo NFC-e Acre Credenciamento Voluntário Contribuintes do Anexo Único do Decreto nº 6.596/ Contribuinte em início de atividade Demais contribuintes, exceto os optantes pelo Simples Nacional Todos os contribuintes, inclusive os optantes pelo Simples Nacional A exigência da obrigação é extensiva a todos os estabelecimentos do mesmo contribuinte Fica dispensado de uso da NFC-e o contribuinte com receita bruta anual de até R$ Av. Fagundes Filho, º andar Conj. 122 Edifício Dallas Office Vila Monte Alegre CEP São Paulo SP Tel.: ,00 (considerando o conjunto dos estabelecimentos)

17 ACRE Atual: ECF 85/01 e NFC-e Tendência: NFC-e Transição do ECF: Pontos de Atenção: Não será concedida autorização de uso de ECF e de Nota Fiscal, modelo 2, a partir da data da adesão voluntária ou obrigatória do contribuinte; O contribuinte que tenha adquirido ECF e/ou que Notas Fiscais modelo 2, anteriormente à data da sua adesão voluntária ou obrigatória, poderá utilizá-lo no mesmo estabelecimento em que esteja emitindo NFC-e, pelo período máximo de 2 (dois) anos, a partir da data de adesão; Guarda do documento: Fica dispensada a guarda pelo contribuinte do arquivo da NFC-e e de seu respectivo Protocolo de Autorização de Uso, e do DANFE NFC-e, após a respectiva autorização

18 Impressão ao contribuinte: Pontos de Atenção: DANFE-NFC-e: Identificação obrigatória do consumidor nas operações acima de R$ ,00 ou quando o consumidor solicitar. DANFE-NFC-e e Relatório de Vendas Análise Tecnologia por Estado ACRE Atual: ECF 85/01 e NFC-e Tendência: NFC-e O Relatório de Vendas: não possui leiaute regulamentado, (previsto em lei interna) mas sim requisitos mínimos de informações; poderá deixar de ser impresso, desde que o consumidor assim o solicite DANFE-NFC-e: deverá ser impresso em qualquer tipo de papel, exceto papel jornal DANFE-NFC-e: Regra Geral: Papel que garanta legibilidade das informações impressas por, no mínimo, 6 (seis) meses, com tamanho mínimo 58 mm e margens laterais mínimas de 0,2 mm

19 ACRE Atual: ECF 85/01 e NFC-e Tendência: NFC-e Pontos de Atenção: Contingência: Offline (24h) (obrigatória a emissão do DANFE-NFC-e e Relatório de Vendas em 02 cópias 01 ao consumidor e 01 mantida à disposição do fisco) aceito caráter extemporâneo (fixou 168 horas após este prazo não será aceito documento inábil) TEF: Sem regulamentação Interpretação de não aplicação: Não se aplicam as disposições relativas ao uso do ECF aos pontos de venda em que se utilize a NFC-e.

20 De Olho no Prazo NFC-e Amazonas Credenciamento Voluntário Contribuintes localizados na Capital que, obrigados ao uso do ECF, não tenham solicitado ou iniciado o uso do equipamento até a data indicada Contribuintes do Anexo Único da Resolução GSEFAZ 22/ Contribuinte em início de atividade, localizado na Capital Demais contribuintes localizados na Capital, exceto os optantes pelo Simples Nacional Todos os contribuintes, inclusive os localizados no interior e os optantes pelo Simples Nacional A exigência da obrigação é extensiva a todos os estabelecimentos do mesmo contribuinte Fica dispensado de uso da NFC-e o MEI Micro Empreendedor Individual

21 Transição do ECF: Análise Tecnologia por Estado AMAZONAS Atual: ECF 85/01 e NFC-e Tendência: NFC-e Pontos de Atenção: A partir da adesão obrigatória, no mínimo, 20% (vinte por cento) dos pontos de venda de cada estabelecimento, não inferior a um ponto, deverão emitir exclusivamente NFC-e. Não será concedida autorização de uso pela Sefaz de novos ECF e de Notas Fiscais de venda a consumidor, modelo 2, a partir da data da adesão voluntária ou obrigatória do contribuinte. O contribuinte que tenha adquirido ECF e/ou que possua talonários de notas fiscais modelo 2, anteriormente à data da sua adesão voluntária ou obrigatória, poderá utilizá-lo no mesmo estabelecimento em que esteja emitindo NFC-e, pelo período máximo de um ano, a partir da data de adesão. Guarda do documento: O emitente deverá manter a NFC-e em arquivo digital, sob sua guarda e responsabilidade, pelo prazo decadencial, mesmo que fora da empresa, devendo ser disponibilizado para o Fisco quando solicitado.

22 AMAZONAS Atual: ECF 85/01 e NFC-e Tendência: NFC-e Impressão ao contribuinte: Pontos de Atenção: DANFE-NFC-e: Identificação obrigatória do consumidor nas operações acima de R$ ,00 ou quando o consumidor solicitar. Não há exigência do Relatório de Vendas Contingência: Offline (24h) A SEFAZ poderá estabelecer prazos diferenciados para transmissão da NFC-e em função das condições de acesso a Internet da localidade do estabelecimento do contribuinte. Na hipótese de emissão de NFC-e em contingência, é obrigatória a impressão do DANFE NFC-e detalhado. Caso ultrapasse o prazo de 24 horas a SEFAZ aceitará as notas ficais transmitidas de forma extemporânea, porém o contribuinte estará sujeito a penalidade.

23 AMAZONAS Atual: ECF 85/01 e NFC-e Tendência: NFC-e TEF: Pontos de atenção: Nas operações com NFC-e, fica dispensada a exigência da Transmissão Eletrônica de Fundos TEF

24 De Olho no Prazo NFC-e Rondônia Credenciamento Voluntário (CARÁTER IRRETRATÁVEL) Contribuintes que, no somatório dos seus estabelecimentos, tenham auferido em 2014, receita bruta igual ou superior a R$ ,00 Contribuintes que, no somatório dos seus estabelecimentos, tenham auferido em 2014, receita bruta igual ou superior a R$ , Contribuinte em início de atividade, exceto os optantes pelo Simples Nacional Demais contribuintes, exceto os optantes pelo Simples Nacional Todos os contribuintes, inclusive os optantes pelo Simples Nacional A exigência da obrigação é extensiva a todos os estabelecimentos do mesmo contribuinte Fica dispensado de uso da NFC-e o MEI Micro Empreendedor Individual

25 RONDÔNIA Atual: ECF 85/01, 09/09 e NFC-e Tendência: NFC-e Adesão Voluntária: Pontos de Atenção: Considera-se efetivada a adesão voluntária à NFC-e a autorização da primeira nota emitida em ambiente de produção, dispensado qualquer procedimento adicional. Transição do ECF: A partir da adesão obrigatória, no mínimo, 20% (vinte por cento) dos pontos de venda de cada estabelecimento, não inferior a um ponto, deverão emitir exclusivamente NFC-e. Não será concedida autorização de uso pela SEFIN/RO de novos ECF's e talonários de notas fiscais de venda a consumidor, modelo 2, a partir da data da adesão voluntária ou obrigatória do contribuinte. O contribuinte que tenha adquirido ECF e/ ou que possua talonários de notas fiscais modelo 2, anteriormente à data da sua adesão voluntária ou obrigatória, poderá utilizá-lo no mesmo estabelecimento em que esteja emitindo NFC-e, pelo período máximo de um ano, a partir da data de adesão.

26 RONDÔNIA Atual: ECF 85/01, 09/09 e NFC-e Pontos de Atenção: Tendência: NFC-e Guarda do documento: Não menciona Impressão ao contribuinte: DANFE-NFC-e: Identificação obrigatória do consumidor nas operações acima de R$ ,00; quando o consumidor solicitar; entrega em domicílio, hipótese em que também deverá ser informado o respectivo endereço. Não há exigência do Relatório de Vendas

27 RONDÔNIA Atual: ECF 85/01, 09/09 e NFC-e Tendência: NFC-e Pontos de Atenção: Contingência: FS-DA: DANFE-NFC-e em Formulário de Segurança para Impressão de Documento Auxiliar de Documento Fiscal Eletrônico (FS-DA), contendo a expressão "DANFE-NFC-e em Contingência - impresso em decorrência de problemas técnicos (24h) DPEC: deverá transmitir Declaração Prévia de Emissão em Contingência - DPEC (NF-e), para a unidade federada autorizadora, e imprimir pelo menos uma via do DANFE NFCe que deverá conter a expressão "DANFE NFC-e impresso em contingência - DPEC regularmente recebido pela Administração Tributária autorizadora", (24h) ECF e SAT: utilizar equipamento Emissor de Cupom Fiscal - ECF ou Sistema Autenticador e Transmissor - SAT; Offline (24h)

28 RONDÔNIA Atual: ECF 85/01, 09/09 e NFC-e Tendência: NFC-e Pontos de Atenção: TEF: Sem regulamentação; Interpretação de não aplicação: Não se aplicam as disposições relativas ao uso do ECF aos pontos de venda em que se utilize a NFC-e

29 De Olho no Prazo NFC-e Roraima Credenciamento Voluntário (CARÁTER IRRETRATÁVEL) Contribuintes localizados na Capital, exceto os optantes pelo Simples Nacional Demais contribuintes, inclusive os localizados no interior e os optantes pelo Simples Nacional A exigência da obrigação é extensiva a todos os estabelecimentos do mesmo contribuinte Fica dispensado de uso da NFC-e o MEI Micro Empreendedor Individual e o produtor Av. Fagundes Filho, º andar Conj. 122 Edifício Dallas Office Vila Monte Alegre CEP São Paulo SP Tel.: rural não inscrito no Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica

30 Adesão Voluntária: Pontos de Atenção: Considera-se efetivada a adesão voluntária à NFC-e a autorização da primeira nota emitida em ambiente de produção, dispensado qualquer procedimento adicional. Transição do ECF: Análise Tecnologia por Estado RORAIMA Atual: ECF 85/01, 09/09 e NFC-e Tendência: NFC-e O contribuinte que tenha adquirido Equipamento Emissor de Cupom Fiscal (ECF) e/ou que possua talonários de Nota Fiscal de Venda a Consumidor, modelo 2, anteriormente à data da sua adesão obrigatória ou voluntária, poderá utilizá-lo no mesmo estabelecimento em que esteja emitindo NFC-e pelo período máximo de 02 (dois) anos, a partir da data de adesão e dentro do prazo de validade dos referidos documentos, observado ainda o prazo limite estabelecido de

31 RORAIMA Atual: ECF 85/01, 09/09 e NFC-e Tendência: NFC-e Pontos de Atenção: Guarda do documento: O emitente deverá manter a NF-e em arquivo digital, sob sua guarda e responsabilidade, pelo prazo estabelecido na legislação tributária, mesmo que fora da empresa, devendo ser disponibilizado para a Administração Tributária quando solicitado. Impressão ao contribuinte: DANFE-NFC-e: Identificação obrigatória do consumidor nas operações acima de R$ ,00; quando o consumidor solicitar; entrega em domicílio, hipótese em que também deverá ser informado o respectivo endereço. Não há exigência do Relatório de Vendas

32 Contingência: Pontos de Atenção: FS-DA: DANFE-NFC-e em Formulário de Segurança para Impressão de Documento Auxiliar de Documento Fiscal Eletrônico (FS-DA), contendo a expressão "DANFE-NFC-e em Contingência - impresso em decorrência de problemas técnicos (24h) ECF: utilizar equipamento Emissor de Cupom Fiscal - ECF Offline (24h) TEF: Sem regulamentação Análise Tecnologia por Estado RORAIMA Atual: ECF 85/01, 09/09 e NFC-e Tendência: NFC-e Interpretação de não aplicação: Não se aplicam as disposições relativas ao uso do ECF aos pontos de venda em que se utilize a NFC-e

33 De Olho no Prazo NFC-e Pará Piloto a Definição do cronograma de obrigatoriedade

34 PARÁ Atual: ECF 85/01 e 09/09 Tendência: ECF 09/09 e NFC-e Transição do ECF: Pontos de Atenção: Site ( Após a data de adesão será vedada a autorização de novos ECF s sendo que os equipamentos adquiridos anteriormente poderão ser utilizados pelo período máximo de 02 anos. Guarda do documento: Site ( Por se tratar de um documento fiscal digital, a NFC-e deve ser armazenada eletronicamente pelo período de 5 (cinco) anos pelo emissor conforme determinado pela legislação tributária.

35 Impressão ao contribuinte: Análise Tecnologia por Estado PARÁ Atual: ECF 85/01 e 09/09 Tendência: ECF 09/09 e NFC-e Pontos de Atenção: DANFE-NFC-e: Identificação obrigatória do consumidor nas operações acima de R$ ,00; quando o consumidor solicitar; entrega em domicílio, hipótese em que também deverá ser informado o respectivo endereço. É vedada a impressão do DANFE-NFC-e, de forma resumida, nas operações em contingência e de entrega em domicílio

36 PARÁ Atual: ECF 85/01 e 09/09 Tendência: ECF 09/09 e NFC-e Contingência: Pontos de Atenção: FS-DA: DANFE-NFC-e em Formulário de Segurança para Impressão de Documento Auxiliar de Documento Fiscal Eletrônico (FS-DA), contendo a expressão "DANFE-NFC-e em Contingência - impresso em decorrência de problemas técnicos (24h) (RICMS) ECF: utilizar equipamento Emissor de Cupom Fiscal - ECF (RICMS) Offline (24h) (RICMS) Na Instrução Normativa 11/2014: Admite 02 formas de contingência : FS-DA e a offline TEF: Sem regulamentação

37 De Olho no Prazo NFC-e Mato Grosso Credenciamento Voluntário Novos contribuintes Estabelecimentos que no exercício financeiro de 2013 auferirem faturamento superior a R$ ,00 Todos os contribuintes que ainda não estiverem obrigados, independentemente do respectivo faturamento Ressalvada disposição expressa em contrário, a obrigatoriedade de uso de NFC-e por um estabelecimento do contribuinte não se estende aos demais estabelecimentos pertencentes ao mesmo titular. Fica dispensado de uso da NFC-e o MEI Micro Empreendedor Individual optante pelo Simples Nacional Fica dispensado de uso da NFC-e o contribuinte que, no exercício financeiro imediatamente anterior, auferiu faturamento não superior a R$ ,00 Fica dispensado de uso da NFC-e o contribuinte em início de atividade, com expectativa de faturamento médio mensal não superior a R$ ,00 Av. Fagundes Filho, º andar Conj. 122 Edifício Dallas Office Vila Monte Alegre CEP São Paulo SP Tel.:

38 MATO GROSSO Atual: ECF 85/01 e NFC-e Tendência: NFC-e Transição do ECF: Pontos de Atenção: Obrigatoriedade a partir de 1 de outubro de 2013: para novas empresas e aquelas que realizaram o credenciamento voluntário. A esses contribuintes fica assegurado :até 28 de fevereiro de 2015, em alternativa ou concomitantemente ao uso da NFC-e, fazer uso de Nota Fiscal de Venda a Consumidor, modelo 2, e/ou de ECF. Obrigatoriedade a partir de 1º de julho de 2014: para estabelecimentos que no exercício financeiro de 2013 auferirem faturamento superior a R$ ,00. Poderão usar ECF em alternativa ou concomitantemente ao uso da NFC-e, até 28 de fevereiro de Para esses contribuintes enquadrados por faturamento é vedado o uso de Nota Fiscal de Venda a Consumidor, modelo 2.

39 MATO GROSSO Atual: ECF 85/01 e NFC-e Tendência: NFC-e Pontos de Atenção: 3) Obrigatoriedade a partir de 1º de agosto de 2014: Todos os contribuintes que ainda não estiverem obrigados. Nesta hipótese a legislação não determinou se há a possibilidade de uso do ECF ou modelo 2 até , informalmente o Fisco entende que houve a prorrogação, porém a legislação não foi esclarecedora. REGRA: Vedado o uso do ECF a partir de 1º março de 2015 Guarda do documento: Após a autorização da NFC-e, o contribuinte deverá conservar, pelo prazo de 05 anos, para exibição ao fisco, quando solicitados, os arquivos digitais da NFC-e e do respectivo Protocolo da Autorização de Uso.

40 MATO GROSSO Atual: ECF 85/01 e NFC-e Tendência: NFC-e Impressão ao contribuinte: Pontos de Atenção: DANFE-NFC-e (Regra Geral):Identificação obrigatória do consumidor nas operações acima de R$ ,00; quando o consumidor solicitar; entrega em domicílio, hipótese em que também deverá ser informado o respectivo endereço. DETALHE DE VENDA: Documento não fiscal, finalidade de detalhar a operação de venda realizada acobertada por NFC-e. O Detalhe de Venda pode ter a impressão dispensada caso o consumidor aceite. Em caso de contingência deverá haver ser impressa uma segunda cópia dos referidos documentos (que será mantidas à disposição do Fisco até que seja concedida a respectiva Autorização de Uso da NFC-e correspondente).

41 MATO GROSSO Atual: ECF 85/01 e NFC-e Tendência: NFC-e Contingência: Pontos de Atenção: Offline (24h), aceita a transmissão do arquivo da NFC e emitida em contingência, em caráter extemporâneo, por até 168 horas. TEF: Não menciona Destaque ao pedido de Cancelamento da NFC-e: I- Não tenha ocorrido a circulação da mercadoria ou a prestação de serviço II tenha solicitado em até 24 horas da concessão da Autorização de Uso da NFC-e correspondente (Diferente da regra adotado em demais Estados que prevê o prazo de 30 minutos)

42 De Olho no Prazo NFC-e Maranhão Sem prazo estabelecido

43 Transição do ECF: Pontos de Atenção: Durante a fase do projeto piloto da NFC-e, fica permitido ao estabelecimento do contribuinte utilizar simultaneamente a NFC-e e outros documentos fiscais aceitos para o varejo. Guarda do documento: Análise Tecnologia por Estado MARANHÃO Atual: ECF 85/01, 09/09 e NFC-e Tendência: ECF 09/09 e NFC-e Fica dispensada a guarda pelo contribuinte do arquivo da NFC-e e de seu respectivo Protocolo de Autorização de Uso, e do DANFE NFC-e após a autorização da NFC-e. O emitente deverá conservar a NFC-e em arquivo digital, sob sua guarda e responsabilidade, até que a NFC-e tenha obtido a Autorização de Uso junto à SEFAZ

44 MARANHÃO Atual: ECF 85/01, 09/09 e NFC-e Tendência: ECF 09/09 e NFC-e Pontos de Atenção: Impressão ao contribuinte: Não Menciona Contingência: Offline (24h) TEF: Não menciona

45 De Olho no Prazo NFC-e Piauí Permissão de uso

46 Transição do ECF: Pontos de Atenção: A Sefaz/PI informa que receberá pedidos voluntários de adesão até o fim de A partir de 2017 iniciará o cronograma de obrigatoriedade. Durante a fase do projeto piloto da NFC-e, fica permitido ao estabelecimento do contribuinte utilizar simultaneamente a NFC-e e outros documentos fiscais aceitos para o varejo. Guarda do documento: Análise Tecnologia por Estado PIAUÍ Atual: ECF 85/01, 09/09 e NFC-e Tendência: ECF 09/09 e NFC-e Fica dispensada a guarda pelo contribuinte do arquivo da NFC-e e de seu respectivo Protocolo de Autorização de Uso, e do DANFE NFC-e após a autorização da NFC-e.

47 Impressão ao contribuinte: Pontos de Atenção: DANFE-NFC-e: (Regra Geral): Identificação obrigatória do consumidor nas operações acima de R$ ,00; quando o consumidor solicitar; entrega em domicílio, hipótese em que também deverá ser informado o respectivo endereço. Contingência: FS-DA: DANFE-NFC-e em Formulário de Segurança para Impressão de Documento Auxiliar de Documento Fiscal Eletrônico (FS-DA), contendo a expressão "DANFE-NFC-e em Contingência - impresso em decorrência de problemas técnicos (24h) DPEC: imprimir pelo menos uma via do DANFE NFC-e, que deverá conter a expressão "DANFE NFC-e impresso em contingência - DPEC regularmente recebido pela Administração Tributária autorizadora ECF ou SAT Offline (24h) TEF: Não menciona Análise Tecnologia por Estado PIAUÍ Atual: ECF 85/01, 09/09 e NFC-e Tendência: ECF 09/09 e NFC-e

48 De Olho no Prazo NFC-e Rio Grande do Norte Piloto: Não há prazos de obrigatoriedades estabelecidos

49 RIO GRANDE DO NORTE Atual: ECF 85/01, 09/09 e NFC-e Tendência: ECF 09/09 e NFC-e Pontos de Atenção: Transição: Durante a fase do projeto piloto da NFC-e, fica permitido ao estabelecimento do contribuinte autorizado à emissão de NFC-e utilizar simultaneamente outros documentos fiscais permitidos pela legislação, para as operações para as vendas no varejo. Guarda do documento: O emitente da NFC-e deverá conservar os arquivos digitais da NFC-e, sob sua guarda e responsabilidade, até o prazo previsto pela legislação para a guarda de documentos fiscais Impressão ao contribuinte: DANFE-NFC-e: (Regra Geral)Identificação obrigatória do consumidor nas operações acima de R$ ,00; quando o consumidor solicitar; entrega em domicílio, hipótese em que também deverá ser informado o respectivo endereço. RELATÓRIO DE VENDAS: Documento não fiscal, finalidade de detalhar a operação de venda realizada acobertada por NFC-e. O Detalhe de Venda pode ter a impressão dispensada caso o consumidor aceite.

50 RIO GRANDE DO NORTE Atual: ECF 85/01, 09/09 e NFC-e Tendência: ECF 09/09 e NFC-e Contingência: Portaria 36/13: Considera apenas o ECF Pontos de Atenção: RICMS: FS-DA: imprimir duas vias do DANFE-NFC-e em Formulário de Segurança para Impressão de Documento Auxiliar de Documento Fiscal Eletrônico (FS-DA), contendo a expressão 'DANFE- NFC-e em Contingência - impresso em decorrência de problemas técnicos DPEC: transmitir Declaração Prévia de Emissão em Contingência - DPEC (NF-e), para a unidade federada autorizadora e imprimir pelo menos uma via do DANFE NFC-e que deverá conter a expressão 'DANFE NFC-e impresso em contingência - DPEC regularmente recebido pela Administração Tributária autorizadora ECF: Offline (24h)

51 RIO GRANDE DO NORTE Atual: ECF 85/01, 09/09 e NFC-e Tendência: ECF 09/09 e NFC-e Pontos de Atenção: TEF: Caso o pagamento seja efetuado com uso de cartão de crédito ou débito, é obrigatório informar na NFC-e o CNPJ da credenciadora do cartão, a bandeira da operadora do cartão e o número de autorização da operação (através de Transferência Eletrônica de Fundos - TEF). Software Emissor: PAF -NFC-e: O programa aplicativo fiscal emissor de NFC-e (PAF NFC-e) deverá ser submetido à análise funcional, com emissão de laudo prévio habilitando o aplicativo e autorizando a sua utilização.

52 De Olho no Prazo NFC-e Paraíba Piloto a Adesão Voluntária Outubro a Dezembro de 2014 Novos estabelecimentos com inscrição estadual Empresas varejistas com faturamento superior a R$ 25 milhões com base no exercício de 2013 Estabelecimentos varejistas com faturamento superior a R$ 9 milhões no exercício de 2013 Estabelecimentos varejistas com faturamento superior a R$ ,00 milhões no exercício de 2014 Estabelecimentos varejistas com faturamento superior a R$ ,00 milhões no exercício de Demais estabelecimentos Av. Fagundes Filho, º andar Conj. 122 Edifício Dallas Office Vila Monte Alegre CEP São Paulo SP Tel.:

53 PARAÍBA Atual: ECF 85/01, 09/09 e NFC-e Tendência: ECF 09/09 e NFC-e Pontos de Atenção: Transição: Uma vez credenciado, o contribuinte deverá descontinuar a emissão de Cupom Fiscal, solicitando a cessação de uso do ECF. (Portaria) NÃO SERÁ ADMITIDO O USO CONCOMITANTE. A partir de 1º de janeiro de 2016, fica vedada a emissão de Nota Fiscal de Venda a Consumidor, modelo 2, e de Cupom Fiscal por meio de ECF por contribuinte credenciado à emissão de Nota Fiscal Eletrônica modelo 65, podendo esta data ser antecipada por meio de Portaria do Secretário de Estado da Receita. Guarda do documento: REGRA NF-e: O emitente deverá manter a NF-e em arquivo digital, sob sua guarda e responsabilidade, mesmo que fora da empresa, pelo prazo estabelecido na legislação tributária, para guarda dos documentos fiscais, devendo ser disponibilizado ao Fisco quando solicitado

54 PARAÍBA Atual: ECF 85/01, 09/09 e NFC-e Tendência: ECF 09/09 e NFC-e Impressão ao contribuinte: Pontos de Atenção: DANFE-NFC-e : (Regra Geral) Regra Específica: Impressão obrigatória e será entregue ao adquirente mesmo quando não solicitado. Conclusão: Impressão do DANFE- NFC-e obrigatória e Detalhe de Venda impressão facultativa Contingência: FS-DA: imprimir duas vias do DANFE-NFC-e em Formulário de Segurança para Impressão de Documento Auxiliar de Documento Fiscal Eletrônico (FS-DA), contendo a expressão 'DANFE-NFC-e em Contingência - impresso em decorrência de problemas técnicos Offline (24h)

55 PARAÍBA Atual: ECF 85/01, 09/09 e NFC-e Tendência: ECF 09/09 e NFC-e Pontos de Atenção: Atenção: no Portal da NFC-e do Fisco Paraibano indica que em caso de perda da conexão com a Internet, as NFC-e podem ser emitidas com o Formulário de Segurança e posteriormente transmitidas em até 168 horas (7 dias). Indicação: Orientar-se pela legislação: 24 horas. TEF: Caso o pagamento seja efetuado com uso de cartão de crédito ou débito, é obrigatório informar na Nota Fiscal de Consumidor Eletrônica (NFC-e) o CNPJ da credenciadora e a bandeira da operadora do cartão e o número de autorização da operação, por meio de Transferência Eletrônica de Fundos - TEF. A Portaria 209/2014: Autoriza os contribuintes credenciados para a emissão da NFC-e enquadrados nos CNAE s indicados (Hotéis, Lanchonetes, Restaurantes, Bares, Buffets, Cantinas), a emitirem comprovantes de pagamento efetuado por cartões de crédito ou débito através de equipamentos POS (Point of Sale), do tipo sem fio (GPRS) ou Wi-Fi. Estes contribuintes ficam dispensados de informar na NFC-e o CNPJ da credenciadora, a bandeira da operadora do cartão de crédito ou de débito e o número de autorização da operação.

56 De Olho no Prazo NFC-e Sergipe Adesão Voluntária Contribuintes indicados em Anexo Único Contribuintes com faturamento superior a R$ ,00 Contribuintes com faturamento superior a R$ ,00 Contribuintes com faturamento superior a R$ ,00 Contribuintes com faturamento superior a R$ , Contribuintes em início de atividade Demais estabelecimentos A exigência da obrigação de emissão da NFC-e é extensiva a todos os estabelecimentos varejistas do mesmo contribuinte, independentemente de quaisquer procedimentos adicionais. Fica dispensado de uso da NFC-e o MEI Micro Empreendedor Individual optante pelo Simples Nacional

57 SERGIPE Atual: ECF 85/01, 09/09 e NFC-e Tendência: ECF 09/09 e NFC-e Pontos de Atenção: Transição: Não será concedida autorização de uso de ECF e de talonários de notas fiscais de venda a consumidor, modelo 2, a partir da data da adesão voluntária ou obrigatória do contribuinte. O contribuinte que tenha adquirido ECF e/ou que possua talonários de notas fiscais modelo 2, anteriormente à data da sua adesão voluntária ou obrigatória, poderá utilizálo no mesmo estabelecimento em que esteja emitindo NFC-e, pelo período máximo de 2 (dois) anos, a partir da data de adesão. Guarda do documento: REGRA NF-e: O emitente deverá manter a NF-e em arquivo digital, sob sua guarda e responsabilidade, mesmo que fora da empresa, pelo prazo estabelecido na legislação tributária, para guarda dos documentos fiscais, devendo ser disponibilizado ao Fisco quando solicitado

58 SERGIPE Atual: ECF 85/01, 09/09 e NFC-e Tendência: ECF 09/09 e NFC-e Pontos de Atenção: Impressão ao contribuinte: DANFE-NFC-e: (Regra Geral) Será obrigatória a identificação do destinatário da NFC-e: nas operações de valor igual ou superior a R$ ,00; de entrega em domicílio; ou quando o contribuinte solicitar; Regra Específica: Nas operações com valor superior a R$ 1.000,00, quando as mesmas forem realizadas por contribuintes que promovam, concomitantemente, operações em atacado e varejo (atacarejo). O DANFE-NFC-e não poderá ser impresso em impressora a jato de tinta ou matricial.

59 SERGIPE Atual: ECF 85/01, 09/09 e NFC-e Tendência: ECF 09/09 e NFC-e Pontos de Atenção: Contingência: Offline (24h) TEF: Fica permitido ao contribuinte emissor da NF-e, Modelo 65, o uso do equipamento do tipo "Point of Sale" - POS para vendas com cartão de crédito.

60 De Olho no Prazo NFC-e Bahia Não há prazos de obrigatoriedades estabelecidos

61 BAHIA Atual: ECF 85/01, 09/09 e NFC-e Tendência: ECF 09/09 e NFC-e Transição: Pontos de Atenção: A NFC-e é de uso facultativo, em substituição ao ECF e a Nota Fiscal de Venda a Consumidor, modelo 2. O contribuinte credenciado para emissão de NFC-e poderá também emitir Cupom Fiscal ou Nota Fiscal de Venda a Consumidor, modelo 2. Guarda do documento: Não menciona Impressão ao contribuinte: DANFE-NFC-e : Regra Geral Contingência: Offline (24h)

62 BAHIA Atual: ECF 85/01, 09/09 e NFC-e Tendência: ECF 09/09 e NFC-e Pontos de Atenção: TEF: Não menciona Destaque ao pedido de Cancelamento da NFC-e: I- Não tenha ocorrido a circulação da mercadoria ou a prestação de serviço II tenha solicitado em até 24 horas da concessão da Autorização de Uso da NFC-e (Diferente da regra geral que prevê o prazo de 30 minutos)

63 De Olho no Prazo NFC-e Distrito Federal Adesão Voluntária Contribuintes em início de atividade, independente do regime de apuração do imposto Contribuintes enquadrados no regime de apuração normal Contribuintes, optantes pelo Simples Nacional, que tenham auferido em 2015 receita bruta superior a R$ ,00 Contribuintes enquadrados no regime de apuração diferente do normal ou do Simples Nacional Contribuintes, optantes pelo Simples Nacional, que tenham auferido receita bruta em 2016 superior a R$ ,00 Demais contribuintes optantes pelo Simples Nacional Para fins de apuração da receita bruta, serão considerados os valores auferidos por todos os estabelecimentos do contribuintes: LOCALIZADOS OU NÃO NO DISTRITO FEDERAL Av. Fagundes Filho, º andar Conj. 122 Edifício Dallas Office Vila Monte Alegre CEP São Paulo SP Tel.: Fica dispensado de uso da NFC-e o MEI Micro Empreendedor Individual

64 Transição: Análise Tecnologia por Estado DISTRITO FEDERAL Atual: ECF 85/01, 09/09 e NFC-e Tendência: ECF 09/09 e NFC-e Pontos de Atenção: Durante o período de adesão voluntária o contribuinte poderá emitir, concomitantemente com a NFC-e, a Nota Fiscal, modelo 2, a Nota Fiscal de Serviços, modelo 3-A, e o Cupom Fiscal, emitido por ECF. A partir da data de adesão obrigatória não poderá ser emitida a Nota Fiscal de Venda a Consumidor, modelo 2 e modelo 3-A. A partir da data de adesão obrigatória não será concedida autorização de uso de novo equipamento ECF O equipamento ECF, cujo uso já tenha sido autorizado, poderá continuar a ser utilizado por até 02 anos ou até que se esgote sua memória, o que ocorrer primeiro.

65 Guarda do documento: Pontos de Atenção: O emitente deverá manter a NFC-e em arquivo digital, sob sua guarda e responsabilidade, pelo prazo estabelecido na legislação tributária, mesmo que fora do estabelecimento, devendo ser disponibilizado para a Administração Tributária quando solicitado. Impressão ao contribuinte: DANFE-NFC-e : Não menciona Contingência: Não menciona TEF: Não menciona Análise Tecnologia por Estado DISTRITO FEDERAL Atual: ECF 85/01, 09/09 e NFC-e Tendência: ECF 09/09 e NFC-e Pendente de legislação regulamentadora mais detalhada!

66 De Olho no Prazo NFC-e Goiás Não há previsão de prazos de obrigatoriedade De acordo com a SEFAZ/GO a previsão de ser implanta será em dezembro

67 GOIÁS Atual: ECF 85/01, 09/09 e NFC-e Tendência: ECF 09/09 e NFC-e Transição: Não mencionada Guarda do documento: Não menciona Impressão ao contribuinte: DANFE-NFC-e : Regra Geral Contingência: FS-DA Não menciona a contingência offline TEF: Não menciona Pontos de Atenção:

68 Adesão Voluntária Para emissão em ambiente de testes Adesão voluntária para emissão em ambiente de produção Contribuintes que, obrigados ao uso de ECF não tenham solicitado autorização de uso do equipamento antes da data indicada Contribuintes que apuram o ICMS por confronto entre débitos e créditos (ainda que nesta data venham a se enquadrar em outro regime de apuração) Novos Contribuintes (independente do regime de apuração) Contribuintes optantes pelo Simples Nacional com faturamento, no ano de 2014, superior a R$ ,00 Análise Tecnologia por Estado De Olho no Prazo NFC-e Rio de Janeiro A B C D E F Contribuintes optantes pode demais regimes de G apuração (distinto do regime de confronto de débitos e créditos), independente da receita bruta anual Contribuintes optantes pelo Simples Nacional, H com receita bruta auferida em 2014, superior a R$ ,00 Demais contribuintes I Fica dispensado de uso da NFC-e o MEI Micro Empreendedor Individual e o produtor rural não inscrito no CNPJ

69 RIO DE JANEIRO Atual: ECF 85/01, 09/09 e NFC-e Tendência: ECF 09/09 e NFC-e Transição: Pontos de Atenção: C e E: O prazo de obrigatoriedade não será considerado à contribuinte filial de empresa cujos demais estabelecimentos ainda não estejam sujeitos à implantação da NFC-e e possuam ECF autorizados a uso pela Sefaz F e H: Receita bruta anual será considerado o somatório das receitas de todos os estabelecimentos localizados no Estado do Rio de Janeiro, pertencentes à mesma empresa. A partir da data de credenciamento em ambiente de produção ou da data prevista para a implantação (o que ocorrer primeiro) não será mais concedida autorização para utilização de ECF, bem como não poderá ser emitida a Nota Fiscal de Venda a Consumidor, modelo 2, O ECF já autorizado a uso poderá continuar a ser utilizado por até 02 anos ou até que esgote a memória (o que vier primeiro), contados da data de obrigatoriedade

70 RIO DE JANEIRO Atual: ECF 85/01, 09/09 e NFC-e Tendência: ECF 09/09 e NFC-e Pontos de Atenção: Vale informar que o contribuinte não será multado caso não se credencie nas datas previstas para implantação. Contudo, deverá estar atento às regras de transição para não cometer nenhuma irregularidade fiscal, já que o credenciamento é necessário para emissão da NFC-e. Guarda do documento: O emitente deverá manter a NFC-e em arquivo digital sob sua guarda e responsabilidade, ainda que fora da empresa, pelo prazo estabelecido na legislação tributária para a guarda de documentos fiscais, disponibilizando- o à administração tributária quando solicitado.

71 RIO DE JANEIRO Atual: ECF 85/01, 09/09 e NFC-e Tendência: ECF 09/09 e NFC-e Impressão ao contribuinte: Pontos de Atenção: DANFE-NFC-e : Apenas exige a identificação obrigatória nas operações acima de R$ ,00 Contingência: FS-DA (24h) DPEC ECF e Nota Fiscal, modelo 2: Se for usuário de ECF e enquanto for admitida a sua utilização Offline (24h)

72 RIO DE JANEIRO Atual: ECF 85/01, 09/09 e NFC-e Tendência: ECF 09/09 e NFC-e TEF: Pontos de Atenção: Os contribuintes que utilizarem exclusivamente NFC-e, observadas as disposições relativas à cessação de uso de ECF, ficam desobrigados de utilizar PAF-ECF e TEF integrado. Destaque ao pedido de Cancelamento da NFC-e: I- Não tenha ocorrido a circulação da mercadoria ou a prestação de serviço II tenha solicitado em até 24 horas da concessão da Autorização de Uso da NFC-e (Diferente da regra geral que prevê o prazo de 30 minutos)

73 De Olho no Prazo NFC-e Paraná O projeto piloto será mantido até o início de Após esta data, será aberto à participação de todas as empresas do comércio varejista por adesão voluntária

74 PARANÁ Atual: ECF 85/01, 09/09 e NFC-e Tendência: ECF 09/09 e NFC-e Transição: Pontos de Atenção: Fica permitida a emissão de Nota Fiscal de Venda a Consumidor, modelo 2, e de Cupom Fiscal por meio de ECF - Equipamento Emissor de Cupom Fiscal, por contribuinte credenciado à emissão de Nota Fiscal Eletrônica, modelo 65, observados os prazos e condições estabelecidos em norma de procedimento (não publicou ainda a norma de procedimento) Guarda do documento: Não menciona Impressão ao contribuinte: DANFE-NFC-e : Regra Geral

75 PARANÁ Atual: ECF 85/01, 09/09 e NFC-e Tendência: ECF 09/09 e NFC-e Contingência: Pontos de Atenção: Offline (24h): será obrigatória a impressão do Detalhe da Venda e do DANFE-NFC-e, devendo ser indicada na área de mensagem fiscal o texto "EMITIDA EM CONTINGÊNCIA". Destaque ao pedido de Cancelamento da NFC-e: I- Não tenha ocorrido a circulação da mercadoria ou a prestação de serviço II tenha solicitado em até 24 horas da concessão da Autorização de Uso da NFC-e (Diferente da regra geral que prevê o prazo de 30 minutos)

76 De Olho no Prazo NFC-e Rio Grande do Sul Contribuintes enquadrados na modalidade geral que promovam operações de comércio atacadista e varejista (ATACAREJO) Contribuintes com faturamento superior a R$ , Contribuintes com faturamento superior a R$ ,00 Contribuintes com faturamento superior a R$ , Novos estabelecimentos Contribuintes com faturamento superior a R$ ,00 Contribuintes com faturamento superior a R$ ,00 Todos os contribuintes que promovam operações de comércio varejista Fica dispensado de uso da NFC-e o MEI Micro Empreendedor Individual optante pelo Simples Av. Fagundes Filho, º andar Conj. 122 Edifício Dallas Office Vila Monte Alegre CEP São Paulo SP Nacional Tel.:

77 RIO GRANDE DO SUL Atual: ECF 85/01, 09/09 e NFC-e Tendência: ECF 09/09 e NFC-e Transição: Pontos de Atenção: O contribuinte sujeito a obrigatoriedade poderá emitir Cupom Fiscal ou Nota Fiscal de Venda a Consumidor, por ECF que já possua autorização de uso, pelo prazo de 2 (dois) anos a contar das respectivas datas de início da obrigatoriedade Guarda do documento: Não menciona Impressão ao contribuinte: DANFE-NFC-e: Impressão Obrigatória Faculdade do consumidor a inclusão do nome e CPF, salvo nas operações de estabelecimentos que promovam operações de comércio atacadista e varejista

78 RIO GRANDE DO SUL Atual: ECF 85/01, 09/09 e NFC-e Tendência: ECF 09/09 e NFC-e Pontos de Atenção: ATACAREJO: obrigatória a identificação do destinatário - Fica dispensada até a inclusão do nome e do CPF na NFC-e que documentas operações com valor inferior a R$ 200,00, exceto se o consumidor queira informá-los Contingência: FS-DA ECF e Nota Fiscal, modelo 2: Se for usuário de ECF e enquanto for admitida a sua utilização Offline (24h) TEF: Não menciona

79 ESTADOS QUE ADERIRAM A NFC-e MAS NÃO REGULAMENTARAM

80 AMAPÁ Atual: ECF 85/01, 09/09 e NFC-e Tendência: 09/09 e NFC-e Havia inserido em sua legislação a NFC-e, através do Decreto Estadual nº de , porém revogou a inserção da NFC-e através do Decreto Estadual nº 701 de

81 PERNAMBUCO Atual: ECF 85/01 e 09/09 Tendência:ECF 09/09 e NFC-e Não há previsão de datas de implantação da NFC-e no Estado

82 ALAGOAS Atual: ECF 85/01 e 09/09 Tendência:ECF 09/09 e NFC-e Não há previsão de datas de implantação da NFC-e no Estado

83 De Olho no Prazo NFC-e Minas Gerais Não há previsão legal

84 MINAS GERAIS Atual: ECF 85/01, 09/09 e NFC-e Tendência:ECF 09/09 e NFC-e Pontos de Atenção: Em abril de 2014 Minas Gerais instituiu, através da Portaria 132, o PAF-Mineiro, não adotando mais o PAF-Nacional Umas das principais alterações é que o cadastro será feito pela própria empresa desenvolvedora por meio do Sistema AIT e sem a necessidade de apresentação do laudo de análise.

85 ESTADOS QUE ADOTAM O ECF 09/09 SEM TENDÊNCIA À NFC-e

86 TOCANTINS Atual: ECF 85/01, 09/09 Tendência:09/09 Estado que aderiu informalmente a NFC-e mas não há tendência para regulamentação RICMS Art. 127, XLV Institui o Cupom Fiscal Eletrônico - CF-e-ECF Não fixou prazo de obrigatoriedade de uso do ECF 09/09 e a cessação do 85/01

87 ESPÍRITO SANTO Atual: ECF 85/01, 09/09 Tendência:09/09 Não indicou a adesão à NFC-e

88 De Olho no Prazo NFC-e Mato Grosso do Sul Não há previsão legal De Olho no Prazo ECF 09/09 Mato Grosso do Sul Prazos Limites para a autorização de utilização do ECF 85/01 Para os contribuintes que auferiram, no exercício de 2013, receita bruta anual superior a R$ , Demais Contribuintes

89 MATO GROSSO DO SUL Atual: ECF 85/01, 09/09 e NFC-e Tendência:09/09 e NFC-e Pontos de Atenção ECF 09/09: A partir destas datas somente serão concedidas autorizações para a utilização de Equipamentos ECF s desenvolvidos nos termos do Convênio 09/09 (Novo ECF MFB) Os ECF s 85/01 autorizados antes das datas acima poderão ser utilizados até o esgotamento da capacidade de seus dispositivos de memória ou ocorrência de dano irrecuperável A partir de será vedado o uso do ECF 156/94

90 De Olho no Prazo ECF 09/09 Santa Catarina Prazo Limite para a autorização de utilização do ECF 85/

91 SANTA CATARINA Atual: ECF 85/01, 09/09 Tendência: ECF 09/09 Pontos de Atenção ECF 09/09: A partir destas datas somente serão concedidas autorizações para a utilização de Equipamentos ECF s desenvolvidos nos termos do Convênio 09/09 (Novo ECF MFB) Os ECF s 85/01 autorizados antes da data acima poderão ser utilizados até o esgotamento da capacidade de seus dispositivos de memória, a ocorrência de dano irrecuperável ou conforme dispuser legislação superveniente

92 ESTADOS QUE ADOTARÃO OUTRAS TECNOLOGIAS

93 De Olho no Prazo SAT São Paulo Novos Contribuintes Contribuintes atualmente obrigados ao uso do ECF Demais contribuintes

94 SÃO PAULO COMÉRCIO VAREJISTA DE COMBUSTÍVEIS PARA VEÍCULOS AUTOMOTORES SUBSTITUIÇÃO DO ECF SUBSTITUIÇÃO À NOTA FISCAL DE VENDA A CONSUMIDOR, MODELO

95 SÃO PAULO - CONTRIBUINTES QUE UTILIZAM A NOTA FISCAL DE VENDA A CONSUMIDOR MODELO 2 Receita bruta maior ou igual a R$ ,00 (no ano de 2015) Receita bruta maior ou igual a R$ ,00 (no ano de 2016) Receita bruta maior que R$ ,00 (no ano de 2017) Após Receita bruta superior a R$ , º DIA DO ANO SUBSEQUENTE EM QUE AUFERIU RENDA BRUTA MAIOR QUE R$ ,00

96 SÃO PAULO Atual: ECF 85/01 Tendência: SAT e NFC-e Transição: Pontos de Atenção: Para os contribuintes atualmente obrigados ao uso do ECF, a partir de deverão substituir o ECF que contar com 05 anos ou mais da data da 1ª lacração (indicada no atestado de intervenção) Não será concedida nova autorização de ECF, exceto: A) quando se tratar de ECF transferido de outro estabelecimento paulista pertencente ao mesmo contribuinte; B) Tratando-se de estabelecimento paulista pertencente a empresa resultante de incorporação, fusão ou cisão. Poderão ser utilizados os dois tipos de equipamento no mesmo estabelecimento, até que todos os ECF s venham a ser substituídos por SAT.

97 SÃO PAULO Atual: ECF 85/01 Tendência: SAT e NFC-e Contingência SAT: Pontos de Atenção: UPLOAD: Enviar as cópias de segurança dos arquivos digitais para o ambiente de processamento de dados da SEFAZ/SP Transportar o SAT até um ponto de conexão com a internet SAT reserva: O contribuinte obrigado à emissão do CF-e-SAT deverá dispor de equipamentos SAT de reserva para atender os casos de contingência Casos Extremos: Motivo de força maior ou caso fortuito, como p.ex., falta de energia elétrica, o contribuinte poderá emitir a Nota Fiscal, modelo 2. EXTRATO CF-e-SAT: Impressão obrigatória (Resumido Ecológico ou Completo) Deverá incluir o CPF ou CNPJ do adquirente se este solicitar Nas compras acima de R$ ,00 deverá ser emitido NF-e

98 SÃO PAULO Atual: ECF 85/01 Tendência: SAT e NFC-e Pontos de Atenção: NFC-e Pendente de regulamentação Modo Assíncrono Contingência: SAT Não será admitida a contingência offline da NFC-e

99 Semelhante ao SAT Diferença principal: Análise Tecnologia por Estado CEARÁ Atual:85/01 e 09/09 Tendência: 09/09, MFE e NFC-e Chip GPS: para determinação de posição Previsão Implantação: mínimo 02 anos MFE - Módulo Fiscal Eletrônico Fase de contratação já realizada de empresa integradora que irá estruturar o projeto, fazer a implantação e a operacionalização do novo modelo. Contrato com prazo de 24 meses para a entrega e operacionalização total do MFE Expectativa da Sefaz/CE: iniciar piloto em 2014 ou início de 2015 com um grupo de 100 empresas do varejo

O que é NFC-e? existência apenas digital

O que é NFC-e? existência apenas digital O que é NFC-e? A Nota Fiscal do Consumidor Eletrônica NFC-e é um documento de existência apenas digital, emitido e armazenado eletronicamente, com o intuito de documentar as operações comerciais de venda

Leia mais

O que é NFC-e? existência apenas digital emitido armazenado eletronicamente venda presencial ou venda para entrega em domicílio ao consumidor final

O que é NFC-e? existência apenas digital emitido armazenado eletronicamente venda presencial ou venda para entrega em domicílio ao consumidor final O que é NFC-e? A Nota Fiscal do Consumidor Eletrônica NFC-e é um documento de existência apenas digital, emitido e armazenado eletronicamente, com o intuito de documentar as operações comerciais de venda

Leia mais

42 3622-3661. (versão 2.0 atualizada em 26/05/2015)

42 3622-3661. (versão 2.0 atualizada em 26/05/2015) (versão 2.0 atualizada em 26/05/2015) 1. INFORMAÇÕES INICIAIS -O que é a Nota Fiscal Eletrônica para Consumidor Final - NFC-e? R: A Nota Fiscal de Consumidor Eletrônica NFC-e é um documento de existência

Leia mais

Receita Estadual. Nota Fiscal de Consumidor eletrônica

Receita Estadual. Nota Fiscal de Consumidor eletrônica Receita Estadual Nota Fiscal de Consumidor eletrônica PARANÁ 2015 NFC-e: Nota Fiscal de Consumidor eletrônica Operações de venda presencial ou para entrega em domicílio a consumidor final (pessoa física

Leia mais

VANTAGENS DA NFC-e PARA O CONTRIBUINTE

VANTAGENS DA NFC-e PARA O CONTRIBUINTE Divulgação INTRODUÇÃO A NFC-e é um documento eletrônico (arquivo de computador) que substituirá as notas fiscais de venda a consumidor, modelo 2 e o cupom fiscal emitido por ECF com grandes vantagens para

Leia mais

SOLUÇÕES FISCAIS PARA O VAREJO. SAT-CF-e e NFC-e Novidades. Marcelo Fernandez Supervisor Fiscal - DEAT

SOLUÇÕES FISCAIS PARA O VAREJO. SAT-CF-e e NFC-e Novidades. Marcelo Fernandez Supervisor Fiscal - DEAT SOLUÇÕES FISCAIS PARA O VAREJO SAT-CF-e e NFC-e Novidades Marcelo Fernandez Supervisor Fiscal - DEAT 03/03/2015 2 SAT Sistema Autenticador e Transmissor de Cupons Fiscais Eletrônicos Modelo de funcionamento

Leia mais

SOLUÇÕES FISCAIS PARA O VAREJO

SOLUÇÕES FISCAIS PARA O VAREJO SOLUÇÕES FISCAIS PARA O VAREJO SAT-CF-e e NFC-e Palestra SINCOVARP Ribeirão Preto 15/06/2015 Agenda I SAT-CF-e Motivação do projeto Modelo de funcionamento e características do SAT Mudanças na legislação

Leia mais

TEF / POS. Documento atualizado em 26/03/2015.

TEF / POS. Documento atualizado em 26/03/2015. TEF / POS A AFRAC Associação Brasileira de Automação para o Comércio, através de seu departamento jurídico, no interesse de atualizar seus associados, bem como demais interessados, confeccionou o presente

Leia mais

Perguntas mais Frequentes do SAT-CF-e

Perguntas mais Frequentes do SAT-CF-e Perguntas mais Frequentes do SAT-CF-e (Atualizado em 06/11/2012) CONCEITOS P: O que é o projeto SAT-CF-e? O projeto SAT-CF-e (Sistema Autenticador e Transmissor de Cupons Fiscais Eletrônicos) tem por objetivo

Leia mais

Artigo 1 - Passam a vigorar com a redação que se segue os dispositivos adiante indicados da Portaria CAT-147, de 05-11-2012:

Artigo 1 - Passam a vigorar com a redação que se segue os dispositivos adiante indicados da Portaria CAT-147, de 05-11-2012: Portaria CAT-59, de 11-06-2015, DOE 12-06-2015 Altera a Portaria CAT-147, de 05-11-2012, que dispõe sobre a emissão do Cupom Fiscal Eletrônico - CF-e-SAT por meio do Sistema de Autenticação e Transmissão

Leia mais

SOLUÇÕES FISCAIS PARA O VAREJO. SAT-CF-e e NFC-e. Marcelo Fernandez Diretor Adjunto - DEAT

SOLUÇÕES FISCAIS PARA O VAREJO. SAT-CF-e e NFC-e. Marcelo Fernandez Diretor Adjunto - DEAT SOLUÇÕES FISCAIS PARA O VAREJO SAT-CF-e e NFC-e Marcelo Fernandez Diretor Adjunto - DEAT 2 SAT Sistema Autenticador e Transmissor de Cupons Fiscais Eletrônicos Modelo de funcionamento do SAT Simplificações

Leia mais

Capítulo II. Da Adesão. Capítulo III

Capítulo II. Da Adesão. Capítulo III Decreto do Estado do Amazonas nº 33.405 de 16.04.2013 DOE-AM: 16.04.2013 Disciplina a emissão da Nota Fiscal Eletrônica a Consumidor Final, e dá outras providências. O GOVERNADOR DO ESTADO DO AMAZONAS,

Leia mais

SOLUÇÕES FISCAIS PARA O VAREJO

SOLUÇÕES FISCAIS PARA O VAREJO SOLUÇÕES FISCAIS PARA O VAREJO SAT-CF-e e NFC-e Palestra Sindilojas São Paulo 17/03/2015 Agenda I SAT-CF-e Motivação do projeto Modelo de funcionamento e características do SAT Mudanças na legislação Pontos

Leia mais

itech Marcelo Luiz Alves Fernandez Supervisor de Fiscalização de Documentos Digitais

itech Marcelo Luiz Alves Fernandez Supervisor de Fiscalização de Documentos Digitais PROJETO SAT-CF-e Sistema Autenticador e Transmissor de Cupom Fiscal Eletrônico itech Marcelo Luiz Alves Fernandez Supervisor de Fiscalização de Documentos Digitais 27/11/2012 Agenda O projeto SAT-CF-e

Leia mais

A NOTA FISCAL ELETRÔNICA: um breve histórico

A NOTA FISCAL ELETRÔNICA: um breve histórico 1 A NOTA FISCAL ELETRÔNICA: um breve histórico Nota Fiscal eletrônica - NF-e é um modelo de documento fiscal, de existência apenas digital cuja validade jurídica é garantida pela assinatura digital, que

Leia mais

http://www.econeteditora.com.br/bdi/ats/12/ato_cotepe_icms_009_2012.php

http://www.econeteditora.com.br/bdi/ats/12/ato_cotepe_icms_009_2012.php Página 1 de 6 ATO COTEPE/ICMS Nº 009, DE 13 DE MARÇO DE 2012 (DOU de 22.03.2012) Estabelece a disciplina relativa à utilização pelo contribuinte do Sistema de Autenticação e Transmissão de Cupom Fiscal

Leia mais

Palestra em 30 de julho de 2014. Custódio Barbosa Diretor do TI RIO e representante da FENAINFO (Federação Nacional das Empresas de Informática)

Palestra em 30 de julho de 2014. Custódio Barbosa Diretor do TI RIO e representante da FENAINFO (Federação Nacional das Empresas de Informática) Palestra em 30 de julho de 2014 Custódio Barbosa Diretor do TI RIO e representante da FENAINFO (Federação Nacional das Empresas de Informática) Decreto Estadual nº 44.785 de 12 de maio de 2014 (publicado

Leia mais

SOLUÇÕES FISCAIS PARA O VAREJO

SOLUÇÕES FISCAIS PARA O VAREJO SOLUÇÕES FISCAIS PARA O VAREJO SAT-CF-e e NFC-e Marcelo Fernandez Diretor Adjunto Simone Terra Supervisora Fiscal 2 SAT Sistema Autenticador e Transmissor de Cupons Fiscais Eletrônicos Modelo de funcionamento

Leia mais

Palestra em 30 de julho de 2014. Cristina S. Rodrigues ex Diretora do TI RIO e Diretora da empresa DELLINE INFORMÁTICA LTDA

Palestra em 30 de julho de 2014. Cristina S. Rodrigues ex Diretora do TI RIO e Diretora da empresa DELLINE INFORMÁTICA LTDA Palestra em 30 de julho de 2014 Cristina S. Rodrigues ex Diretora do TI RIO e Diretora da empresa DELLINE INFORMÁTICA LTDA Os Layouts e Serviços de Autorização de uso da NF-e Serão os mesmos para NFC-e.

Leia mais

ORIENTAÇÃO TÉCNICA/SP - NF-e 01/2011

ORIENTAÇÃO TÉCNICA/SP - NF-e 01/2011 ORIENTAÇÃO TÉCNICA/SP - NF-e 01/2011 ORIENTAÇÃO AOS AGENTES PÚBLICOS COM RELAÇÃO ÀS DISPOSIÇÕES PREVISTAS PELA PORTARIA CAT 162/08 A RESPEITO DA OBRIGATORIEDADE DE EMISSÃO DE NOTA FISCAL ELETRÔNICA. ÍNDICE

Leia mais

NFC-e NOTA FISCAL DE VENDA A CONSUMIDOR ELETRÔNICA. Perguntas e Respostas. Versão 1.0

NFC-e NOTA FISCAL DE VENDA A CONSUMIDOR ELETRÔNICA. Perguntas e Respostas. Versão 1.0 NFC-e NOTA FISCAL DE VENDA A CONSUMIDOR ELETRÔNICA Perguntas e Respostas Versão 1.0 01/10/2014 SUMÁRIO I) INFORMAÇÕES INICIAIS 1. O que é a Nota Fiscal de Consumidor Eletrônica - NFC-e? 1 2. Quais os tipos

Leia mais

COORDENADORIA DA ADMINISTRAÇÃO TRIBUTÁRIA Portaria CAT 12, de 04-02-2015

COORDENADORIA DA ADMINISTRAÇÃO TRIBUTÁRIA Portaria CAT 12, de 04-02-2015 COORDENADORIA DA ADMINISTRAÇÃO TRIBUTÁRIA Portaria CAT 12, de 04-02-2015 Dispõe sobre a emissão da Nota Fiscal de Consumidor Eletrônica - NFC-e (NF-e, modelo 65) e do Documento Auxiliar da Nota Fiscal

Leia mais

Artigo 1 - Passam a vigorar com a redação que se segue os dispositivos adiante indicados da Portaria CAT-147, de 05-11-2012:

Artigo 1 - Passam a vigorar com a redação que se segue os dispositivos adiante indicados da Portaria CAT-147, de 05-11-2012: Portaria CAT-59, de 11-06-2015 Altera a Portaria CAT-147, de 05-11-2012, que dispõe sobre a emissão do Cupom Fiscal Eletrônico - CF-e-SAT por meio do Sistema de Autenticação e Transmissão - SAT, a obrigatoriedade

Leia mais

DOE Nº 12.927 Data: 11/04/2013 PORTARIA Nº 036/2013-GS/SET, DE 10 DE ABRIL DE 2013.

DOE Nº 12.927 Data: 11/04/2013 PORTARIA Nº 036/2013-GS/SET, DE 10 DE ABRIL DE 2013. DOE Nº 12.927 Data: 11/04/2013 PORTARIA Nº 036/2013-GS/SET, DE 10 DE ABRIL DE 2013. Institui o Projeto Piloto da Nota Fiscal Eletrônica para Consumidor Final (NFC-e), que possibilita a emissão da Nota

Leia mais

CF-e SAT ou NFC-e. Qual a melhor opção para o Varejo? Elisangela Marques Perez

CF-e SAT ou NFC-e. Qual a melhor opção para o Varejo? Elisangela Marques Perez CF-e SAT ou NFC-e. Qual a melhor opção para o Varejo? Elisangela Marques Perez SAT-CF-e 1 ICMS/SP CUPOM FISCAL ELETRÔNICO (CF-e-SAT) (PORTARIA CAT 147/2012) A emissão do Cupom Fiscal Eletrônico será obrigatória:

Leia mais

O GOVERNADOR DO ESTADO DO ACRE, no uso das atribuições que lhe confere o art. 78, inciso IV da Constituição Estadual, e

O GOVERNADOR DO ESTADO DO ACRE, no uso das atribuições que lhe confere o art. 78, inciso IV da Constituição Estadual, e DECRETO Nº 5.257, DE 18 DE FEVEREIRO DE 2013. Publicado no DOE nº 10.993, de 22-02-2013. Institui a Nota Fiscal Eletrônica para Consumidor Final - NFC-e e o Documento Auxiliar da Nota Fiscal Eletrônica

Leia mais

Altera o Livro VI do Regulamento do ICMS (RICMS/00), aprovado pelo Decreto n.º 27.427, de 17 de novembro de 2000, e dá outras providências.

Altera o Livro VI do Regulamento do ICMS (RICMS/00), aprovado pelo Decreto n.º 27.427, de 17 de novembro de 2000, e dá outras providências. Decreto Publicado no D.O.E. de 13.05.2014, pág. 01 Este texto não substitui o publicado no D.O.E Índice Remissivo: Letra R - RICMS DECRETO N.º 44.785 DE 12 DE MAIO DE 2014 Altera o Livro VI do Regulamento

Leia mais

Legislação Comentada. Anexo II-A da Parte II da Resolução SEFAZ nº 720/14

Legislação Comentada. Anexo II-A da Parte II da Resolução SEFAZ nº 720/14 Legislação Comentada Anexo II-A da Parte II da Resolução SEFAZ nº 720/14 2 A foi instituída no Estado do Rio de Janeiro em 13 de maio de 2014 com a publicação do Decreto nº 44.785, que alterou o Anexo

Leia mais

Perguntas mais Frequentes do SAT-CF-e CONTRIBUINTES

Perguntas mais Frequentes do SAT-CF-e CONTRIBUINTES Perguntas mais Frequentes do SAT-CF-e CONTRIBUINTES (Atualizado em 06/05/2013) CONCEITOS P: O que é o projeto SAT-CF-e? O projeto SAT-CF-e (Sistema Autenticador e Transmissor de Cupons Fiscais Eletrônicos)

Leia mais

Perguntas e Respostas

Perguntas e Respostas NFC-e NOTA FISCAL DE CONSUMIDOR ELETRÔNICA Perguntas e Respostas Versão 1.1 Atualizada em 03/2016 SUMÁRIO I) INFORMAÇÕES INICIAIS... 3 1. O que é a Nota Fiscal De Consumidor Eletrônica - NFC-e?... 3 2.

Leia mais

Documentos Fiscais Eletrônicos para o Varejo Paulista SAT-CF-e e NFC-e

Documentos Fiscais Eletrônicos para o Varejo Paulista SAT-CF-e e NFC-e Documentos Fiscais Eletrônicos para o Varejo Paulista SAT-CF-e e NFC-e Marcelo Fernandez Supervisor de Fiscalização 12/06/2013 Agenda Novidades SAT-CF-e Alinhamento do modelo operacional Mudanças na legislação

Leia mais

Projeto Nota Fiscal Eletrônica (NF-e)

Projeto Nota Fiscal Eletrônica (NF-e) Projeto Nota Fiscal Eletrônica (NF-e) (Ajuste SINIEF 07/05) Estado de Santa Catarina 7º Congresso de Secretários de Finanças, Contadores Públicos e Controladores Internos Municipais Florianópolis SC 15/04/2011

Leia mais

Pergunte à CPA NFC-e Mod 65

Pergunte à CPA NFC-e Mod 65 Pergunte à CPA NFC-e Mod 65 http://www.nfce.fazenda.sp.gov.br/nf CePortal/ Informamos que no momento, apenas os contribuintes participantes do piloto da NFC-e no estado de São Paulo estão credenciados

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE ALAGOAS SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA DE ALAGOAS. NFC-e Nota Fiscal de Consumidor Eletrônica. Perguntas e Respostas

GOVERNO DO ESTADO DE ALAGOAS SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA DE ALAGOAS. NFC-e Nota Fiscal de Consumidor Eletrônica. Perguntas e Respostas GOVERNO DO ESTADO DE ALAGOAS SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA DE ALAGOAS NFC-e Nota Fiscal de Consumidor Eletrônica Perguntas e Respostas I) INFORMAÇÕES INICIAIS 1. O que é a Nota Fiscal de Consumidor Eletrônica

Leia mais

NOTA FISCAL DE CONSUMIDOR ELETRÔNICA NFC-e

NOTA FISCAL DE CONSUMIDOR ELETRÔNICA NFC-e NOTA FISCAL DE CONSUMIDOR ELETRÔNICA NFC-e NOTA FISCAL ELETRÔNICA NFC-E Informações Gerais 1. O que é a Nota Fiscal Eletrônica NFC-e? A Nota Fiscal de Consumidor Eletrônica NFC-e é um documento emitido

Leia mais

Estado do Paraná Secretaria de Estado da Fazenda Coordenação da Receita do Estado

Estado do Paraná Secretaria de Estado da Fazenda Coordenação da Receita do Estado NORMA DE PROCEDIMENTO FISCAL Nº 100/2014 Publicado no DOE 9334 de 17.11.2014 SÚMULA: Dispõe sobre a emissão da Nota Fiscal de Consumidor Eletrônica - NFC-e, modelo 65. O DIRETOR DA CRE - COORDENAÇÃO DA

Leia mais

5ª Delegacia Regional da Receita Guarapuava PR ALTAIR BATISTA DE SOUZA JOSÉ CLODOALDO MUNHOZ

5ª Delegacia Regional da Receita Guarapuava PR ALTAIR BATISTA DE SOUZA JOSÉ CLODOALDO MUNHOZ 5ª Delegacia Regional da Receita Guarapuava PR ALTAIR BATISTA DE SOUZA JOSÉ CLODOALDO MUNHOZ 1. O QUE É NF-e? 2. OBJETIVO DA NF-e 3. LEGISLAÇÃO 4. CONTRIBUINTES OBRIGATÓRIOS 5. ADESÃO VOLUNTÁRIA 6. NECESSIDADES

Leia mais

Mudanças no varejo 2015

Mudanças no varejo 2015 Mudanças no varejo 2015 - SAT (Sistema de Autenticação e Transmissão do Cupom Fiscal Eletrônico - NFC-e (Nota Fiscal de Consumidor Eletrônica) - TEF (Transferência Eletrônica defundos) - Virtuozo (Software

Leia mais

ECF /CF-e SAT Alterações para 2014. Elisangela Marques Perez

ECF /CF-e SAT Alterações para 2014. Elisangela Marques Perez ECF /CF-e SAT Alterações para 2014 Elisangela Marques Perez PALESTRANTE ELISANGELA MARQUES PEREZ Contadora e consultora tributária, com mais de 14 anos de experiência na área fiscal, especializada em tributos

Leia mais

Palestrante: Thiago de Carvalho Moura

Palestrante: Thiago de Carvalho Moura Palestrante: Thiago de Carvalho Moura Última modificação: 24/02/2015 SAT-CFe 1º a emitir o cupom fiscal do SAT no interior do estado de São Paulo 2 O que é o SAT- CF-e? É um documento fiscal de existência

Leia mais

Reunião com Empresas Desenvolvedoras de Software

Reunião com Empresas Desenvolvedoras de Software PROJETO SAT-CF-e Sistema Autenticador e Transmissor de Cupom Fiscal Eletrônico Sefaz SP / Deat IV / Documentos Digitais Reunião com Empresas Desenvolvedoras de Software 30/05/2012 Agenda Abertura O projeto

Leia mais

Sistema Nota Fiscal Eletrônica

Sistema Nota Fiscal Eletrônica Fiscal eletrônica Sistema Fiscal Eletrônica Técnica 2013/007 Apresenta o novo ambiente de autorização de contingência do Sistema NF-e e disciplina a sua forma de uso pelas empresas: SVC - SEFAZ VIRTUAL

Leia mais

PROJETO SAT-CF-e Sistema Autenticador e Transmissor de Cupom Fiscal Eletrônico Sefaz SP / Deat IV / Documentos Digitais Reunião com contribuintes

PROJETO SAT-CF-e Sistema Autenticador e Transmissor de Cupom Fiscal Eletrônico Sefaz SP / Deat IV / Documentos Digitais Reunião com contribuintes PROJETO SAT-CF-e Sistema Autenticador e Transmissor de Cupom Fiscal Eletrônico Sefaz SP / Deat IV / Documentos Digitais Reunião com contribuintes 15/05/2012 Agenda Abertura O projeto SAT-CF-e Motivação

Leia mais

S@T Fiscal. A nova exigência do governo em substituição ao ECF

S@T Fiscal. A nova exigência do governo em substituição ao ECF S@T Fiscal A nova exigência do governo em substituição ao ECF S@T-Fiscal - A nova exigência do governo em substituição ao ECF 2 1. Introdução A partir de 1º de julho de 2015 não serão vendidos, nem lacrados

Leia mais

NFC-e CONSIDERAÇÕES INICIAIS

NFC-e CONSIDERAÇÕES INICIAIS NFC-e CONSIDERAÇÕES INICIAIS O Projeto da Nota Fiscal de Consumidor Eletrônica - NFC-e, inicia em 2014 a fase de massificação de uso e já autorizou mais de um milhão de documentos nos Estados do: Acre,

Leia mais

Perguntas Frequentes de Contribuintes

Perguntas Frequentes de Contribuintes 1 Perguntas Frequentes de Contribuintes (Atualizado em 10/03/2014) 1. SUMÁRIO 2. CONCEITOS... 1 O que é o projeto SAT-CF-e?... 1 O que é o equipamento SAT?... 1 O que é o CF-e-SAT - Cupom Fiscal Eletrônico

Leia mais

Nota Fiscal Eletrônica

Nota Fiscal Eletrônica Receita Federal do Brasil Ricardo Rezende Barbosa nfe@sefaz.pi.gov.br 06 de dezembro de 2007 Secretaria da Fazenda do Estado do Piauí Nota Fiscal Eletrônica Nota Fiscal Eletrônica Luiz Antonio Baptista

Leia mais

NOTA FISCAL DE CONSUMIDOR ELETRÔNICA NFC-e

NOTA FISCAL DE CONSUMIDOR ELETRÔNICA NFC-e NOTA FISCAL DE CONSUMIDOR ELETRÔNICA NFC-e AGILIDADE E ECONOMIA PARA O COMÉRCIO COMODIDADE PARA O CONSUMIDOR Olá meu amigo! Eu sou o Super Notinha e a partir de agora estarei em todas as ações da /AM.

Leia mais

EMPARI SAT CFE MANUAL DO USUÁRIO

EMPARI SAT CFE MANUAL DO USUÁRIO EMPARI SAT CFE MANUAL DO USUÁRIO Índice SAT Fiscal Sobre o equipamento CF e SAT Equipamentos sugeridos pelo suporte Empari Empari SAT CFe Configuração Inicial Tela principal do Empari SAT CFe Configurar

Leia mais

Obrigatoriedade do ECF

Obrigatoriedade do ECF EQUIPAMENTO EMISSOR DE CUPOM FISCAL ECF CONCEITO ECF é o equipamento de automação comercial com capacidade para emitir documentos fiscais e realizar controles de natureza fiscal, referentes a operações

Leia mais

NFe Nota Fiscal Eletrônica. Helder da Silva Andrade

NFe Nota Fiscal Eletrônica. Helder da Silva Andrade Nota Fiscal Eletrônica Helder da Silva Andrade 23/08/2010 SPED SUBSISTEMAS Escrituração Contábil Digital EFD ECD Escrituração Fiscal Digital Nota Fiscal Eletrônica CTe Conhecimento Transporte Eletrônico

Leia mais

NOTA FISCAL ELETRÔNICA - NF-e

NOTA FISCAL ELETRÔNICA - NF-e NOTA FISCAL ELETRÔNICA - NF-e NOTA FISCAL ELETRÔNICA - NF-e Informações Gerais 1. O que é a Nota Fiscal Eletrônica NF-e? Podemos conceituar a Nota Fiscal Eletrônica como sendo um documento de existência

Leia mais

CF-e SAT Cupom Fiscal Eletrônico

CF-e SAT Cupom Fiscal Eletrônico CIRCULAR Nº 05/2013 São Paulo, 02 de Janeiro de 2013. Prezado Cliente, CF-e SAT Cupom Fiscal Eletrônico A Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo deu início a substituição dos tradicionais ECF Equipamentos

Leia mais

ECF Equipamento Emissor de Cupom Fiscal

ECF Equipamento Emissor de Cupom Fiscal ECF Equipamento Emissor de Cupom Fiscal 1. O que é ECF? R. É o equipamento devidamente autorizado pelo fisco e instalado no estabelecimento utilizado para a emissão de cupons fiscais em operações de vendas

Leia mais

TEF Transferência Eletrônica de Fundos. Obrigatoriedade de acordo com a legislação

TEF Transferência Eletrônica de Fundos. Obrigatoriedade de acordo com a legislação TEF Transferência Eletrônica de Fundos Obrigatoriedade de acordo com a legislação TEF Transferência Eletrônica de Fundos Acre Obrigatório: Não No estado do Acre não há referências sobre o TEF na legislação.

Leia mais

Pergunte a CPA. ECF - Emissor de Cupom Fiscal

Pergunte a CPA. ECF - Emissor de Cupom Fiscal Pergunte a CPA ECF - Emissor de Cupom Fiscal Cupom fiscal x Nota fiscal de venda ao consumidor 2 Nota Fiscal de Venda ao Consumidor Emissão quando não obrigatório o uso de Equipamento Emissor de Cupom

Leia mais

Nota Fiscal de Consumidor Eletrônica NFC-e

Nota Fiscal de Consumidor Eletrônica NFC-e Nota Fiscal de Consumidor Eletrônica NFC-e Perguntas e Respostas Versão 1.0 Atualizada em 27/09/2013 Página 1 de 20 SUMÁRIO I INF0RMAÇÕES INICIAIS... 5 1 O que é a Nota Fiscal de Consumidor Eletrônica

Leia mais

!!! Legislação Comentada e Estudo de Casos. Anexo II-A da Parte II da Resolução SEFAZ nº 720/14. Atualizado em 8 de junho de 2015

!!! Legislação Comentada e Estudo de Casos. Anexo II-A da Parte II da Resolução SEFAZ nº 720/14. Atualizado em 8 de junho de 2015 Legislação Comentada e Estudo de Casos Anexo II-A da Parte II da Resolução SEFAZ nº 720/14 Atualizado em 8 de junho de 2015 A foi instituída no Estado do Rio de Janeiro em 13 de maio de 2014 com a publicação

Leia mais

Referência: Decreto Estadual-RJ nº 44.785/14 - ICMS - NFC-e - Emissão, autorização, contingência e outros Alterações.

Referência: Decreto Estadual-RJ nº 44.785/14 - ICMS - NFC-e - Emissão, autorização, contingência e outros Alterações. Rio de Janeiro, 13 de maio de 2014. Of. Circ. Nº 137/14 Referência: Decreto Estadual-RJ nº 44.785/14 - ICMS - NFC-e - Emissão, autorização, contingência e outros Alterações. Senhor Presidente, Fazendo

Leia mais

CAPÍTULO III-A DA NOTA FISCAL ELETRÔNICA E DO DOCUMENTO AUXILIAR DA NOTA FISCAL ELETRÔNICA. Seção I Da Nota Fiscal Eletrônica

CAPÍTULO III-A DA NOTA FISCAL ELETRÔNICA E DO DOCUMENTO AUXILIAR DA NOTA FISCAL ELETRÔNICA. Seção I Da Nota Fiscal Eletrônica CAPÍTULO III-A DA NOTA FISCAL ELETRÔNICA E DO DOCUMENTO AUXILIAR DA NOTA FISCAL ELETRÔNICA Seção I Da Nota Fiscal Eletrônica Vê Portaria n. 027/2010-SEFAZ, que dispõe sobre as especificações técnicas da

Leia mais

Vinicius Pimentel de Freitas. Julho de 2010

Vinicius Pimentel de Freitas. Julho de 2010 Nota Fiscal Eletrônica no Rio Grande do Sul Vinicius Pimentel de Freitas Julho de 2010 SPED ECD EFD NF-e CT-e MC-e NFS-e... Contextualizando: Documentos Fiscais Eletrônicos no Brasil Comunicações e Energia

Leia mais

1. O que é a Nota Fiscal Eletrônica - NF-e?

1. O que é a Nota Fiscal Eletrônica - NF-e? 1. O que é a Nota Fiscal Eletrônica - NF-e? Podemos conceituar a Nota Fiscal Eletrônica como sendo um documento de existência apenas digital, emitido e armazenado eletronicamente, com o intuito de documentar,

Leia mais

MANUAL DE NFC-E PARA LOJISTAS

MANUAL DE NFC-E PARA LOJISTAS MANUAL DE NFC-E PARA LOJISTAS O QUE É? A NFC-e é um documento eletrônico (arquivo de computador) que substituirá as notas fiscais de venda a consumidor, modelo e o cupom fiscal emitido por ECF com grandes

Leia mais

GUIA ATS INFORMÁTICA: TUDO SOBRE NOTA FISCAL ELETRÔNICA DO CONSUMIDOR

GUIA ATS INFORMÁTICA: TUDO SOBRE NOTA FISCAL ELETRÔNICA DO CONSUMIDOR GUIA ATS INFORMÁTICA: TUDO SOBRE NOTA FISCAL ELETRÔNICA DO CONSUMIDOR SUMÁRIO Introdução... 3 Requisitos para implementação da Nota Fiscal de Consumidor Eletrônica... 12 Vantagens da Nota Fiscal de Consumidor

Leia mais

Palestra. SPED - NF Eletrônica - Escrituração Fiscal Digital - Atualização. Março 2010. Elaborado por:

Palestra. SPED - NF Eletrônica - Escrituração Fiscal Digital - Atualização. Março 2010. Elaborado por: Conselho Regional de Contabilidade do Estado de São Paulo Tel. (11) 3824-5400, 3824-5433 (teleatendimento), fax (11) 3824-5487 Email: desenvolvimento@crcsp.org.br web: www.crcsp.org.br Rua Rosa e Silva,

Leia mais

O GOVERNADOR DO ESTADO DE MATO GROSSO, no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo artigo 66, inciso III, da Constituição Estadual, e

O GOVERNADOR DO ESTADO DE MATO GROSSO, no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo artigo 66, inciso III, da Constituição Estadual, e DECRETO N 2.475, DE 31 DE JULHO DE 2014 - Introduz alterações no Regulamento do ICMS, aprovado pelo Decreto n 1.944, de 6 de outubro de 1989, e dá outras providências. NOTA EXPLICATIVA O Fisco estabeleceu,

Leia mais

Nota Fiscal Paranaense

Nota Fiscal Paranaense Nota Fiscal Paranaense Introdução A Nota Fiscal Paranaense ou Nota Paraná é um programa de cidadania fiscal do Estado do Paraná que visa contribuir com a formalização das operações de venda no comércio

Leia mais

119ª CONFAZ Manaus, AM, 30.09.05 P. AJ. 07/05

119ª CONFAZ Manaus, AM, 30.09.05 P. AJ. 07/05 119ª CONFAZ Manaus, AM, 30.09.05 P. AJ. 07/05 AJUSTE SINIEF /05 Institui a Nota Fiscal Eletrônica e o Documento Auxiliar da Nota Fiscal Eletrônica. O Conselho Nacional de Política Fazendária CONFAZ e o

Leia mais

Passos e Orientações para solicitação de credenciamento como emissor de NF-e. Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo

Passos e Orientações para solicitação de credenciamento como emissor de NF-e. Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo Passos e Orientações para solicitação de credenciamento como emissor de NF-e Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo Versão 1.0 23/07/2009 Passos e Orientações para solicitação de credenciamento como

Leia mais

AJUSTE SINIEF 07/05 A J U S T E

AJUSTE SINIEF 07/05 A J U S T E AJUSTE SINIEF 07/05 Publicado no DOU de 05.10.05. Republicado no DOU de 07.12.05. Alterado pelos Ajustes 11/05, 02/06, 04/06. Ato Cotepe 72/05 dispõe sobre as especificações técnicas da NF-e e do DANFE.

Leia mais

Sistema Nota Fiscal Eletrônica

Sistema Nota Fiscal Eletrônica Fiscal eletrônica Sistema Fiscal Eletrônica Técnica 2013/007 Apresenta o novo ambiente de autorização de contingência do Sistema NF-e e disciplina a sua forma de uso pelas empresas: SVC - SEFAZ VIRTUAL

Leia mais

Portaria CAT-147, de 05-11-2012

Portaria CAT-147, de 05-11-2012 Página 1 de 7 Portaria CAT-147, de 05-11-2012 (DOE 06-11-2012) Dispõe sobre a emissão do Cupom Fiscal Eletrônico - CF-e-SAT por meio do Sistema de Autenticação e Transmissão - SAT, a obrigatoriedade de

Leia mais

Perguntas Frequentes de Desenvolvedores

Perguntas Frequentes de Desenvolvedores 1 Perguntas Frequentes de Desenvolvedores (Atualizado em 10/03/2014) 1. SUMÁRIO 2. POR ONDE EU COMEÇO?... 1 Sou desenvolvedor de Software (ou Software House) por onde começo?... 1 3. REGISTRO DA EMPRESA

Leia mais

Passos e Orientações para solicitação de credenciamento como emissor de NF-e. Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo

Passos e Orientações para solicitação de credenciamento como emissor de NF-e. Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo Passos e Orientações para solicitação de credenciamento como emissor de NF-e Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo Versão: 24/05/2010 Passos e Orientações para solicitação de credenciamento como

Leia mais

NFC-e NOTA FISCAL DE CONSUMIDOR ELETRÔNICA

NFC-e NOTA FISCAL DE CONSUMIDOR ELETRÔNICA NFC-e NOTA FISCAL DE CONSUMIDOR ELETRÔNICA Perguntas e Respostas Versão 2.0 Atualizada em 30/09/2014 SUMÁRIO I) INFORMAÇÕES INICIAIS... 3 1. O que é a Nota Fiscal de Consumidor Eletrônica - NFC-e?... 3

Leia mais

Perguntas Frequentes de Desenvolvedores

Perguntas Frequentes de Desenvolvedores 1 Perguntas Frequentes de Desenvolvedores (Atualizado em 01/07/2014) SUMÁRIO 1. POR ONDE EU COMEÇO?... 1 Sou desenvolvedor de Software (ou Software House) por onde começo?... 1 2. REGISTRO DA EMPRESA JUNTO

Leia mais

imagem ilustrativa Cartilha DIMEP D-SAT

imagem ilustrativa Cartilha DIMEP D-SAT imagem ilustrativa Cartilha DIMEP D-SAT O que é CF-e-SAT? O SAT-CF-e (Sistema Autenticador e Transmissor de Cupons Fiscais Eletrônicos) tem por objetivo documentar, de forma eletrônica, as operações comerciais

Leia mais

NFC-e NOTA FISCAL DE CONSUMIDOR ELETRÔNICA

NFC-e NOTA FISCAL DE CONSUMIDOR ELETRÔNICA NFC-e NOTA FISCAL DE CONSUMIDOR ELETRÔNICA Perguntas e Respostas Versão 1.1 Atualizada em 28/08/2013 SUMÁRIO I) INFORMAÇÕES INICIAIS... 3 1. O que é a Nota Fiscal de Consumidor Eletrônica - NFC-e?... 3

Leia mais

Nota Fiscal Paranaense

Nota Fiscal Paranaense Nota Fiscal Paranaense Introdução A Nota Fiscal Paranaense ou Nota Paraná é um programa de cidadania fiscal do Estado do Paraná que visa contribuir com a formalização das operações de venda no comércio

Leia mais

ECF - Equipamento Emissor de Cupom Fiscal

ECF - Equipamento Emissor de Cupom Fiscal ECF - Equipamento Emissor de Cupom Fiscal INTRODUÇÃO Um dos objetivos do uso de equipamento Emissor de Cupom Fiscal - ECF é a automação comercial. O ECF é, sem dúvida, um instrumento importante nesse processo.

Leia mais

Projeto Nota Fiscal Eletrônica

Projeto Nota Fiscal Eletrônica Projeto Nota Fiscal Eletrônica A ABRAFORM agradece a oportunidade de estar divulgando suas ações. www.abraform.org.br abraform@abraform.org.br Fone: (11) 3284-6456 29/09/2009 EMBASAMENTO LEGAL Ajuste SINIEF

Leia mais

Nota Fiscal de Consumidor Eletrônica NFC-e

Nota Fiscal de Consumidor Eletrônica NFC-e Nota Fiscal de Consumidor Eletrônica NFC-e Perguntas e Respostas Versão 1.3 Atualizada em 17/04/2014 Página 1 de 22 SUMÁRIO I INF0RMAÇÕES INICIAIS... 5 1 O que é a Nota Fiscal de Consumidor Eletrônica

Leia mais

Projeto Nota Fiscal Eletrônica para Consumidor Final - NFC-e. Eudaldo Almeida de Jesus Coordenador Geral do ENCAT Sefaz-BA encat@sefaz.ba.gov.

Projeto Nota Fiscal Eletrônica para Consumidor Final - NFC-e. Eudaldo Almeida de Jesus Coordenador Geral do ENCAT Sefaz-BA encat@sefaz.ba.gov. Projeto Nota Fiscal Eletrônica para Consumidor Final - NFC-e Eudaldo Almeida de Jesus Coordenador Geral do ENCAT Sefaz-BA encat@sefaz.ba.gov.br AGENDA Motivação e Objetivo do Projeto NFC-e Escopo e Premissas

Leia mais

Nota Fiscal Eletrônica Priscila Lima

Nota Fiscal Eletrônica Priscila Lima O que é Benefícios Obrigatoriedade Fluxograma Alterações na emissão Armazenamento Recebimento Contingência Inutilização do Mod.1 Nota Fiscal Eletrônica Priscila Lima O que é... Documento de existência

Leia mais

Nota Fiscal eletrônica NF-e

Nota Fiscal eletrônica NF-e Secretaria de Estado da Fazenda do Paraná Coordenação da Receita do Estado Inspetoria Geral de Fiscalização Nota Fiscal eletrônica NF-e Maringá, 24 de Maio de 2011 Setor de Documentação Fiscal eletrônica

Leia mais

SISTEMA AUTENTICADOR E TRANSMISSOR DE CUPONS FISCAIS ELETRÔNICOS - SAT - CF-e

SISTEMA AUTENTICADOR E TRANSMISSOR DE CUPONS FISCAIS ELETRÔNICOS - SAT - CF-e SISTEMA AUTENTICADOR E TRANSMISSOR DE CUPONS FISCAIS ELETRÔNICOS - SAT - CF-e SISTEMA AUTENTICADOR E TRANSMISSOR DE CUPONS FISCAIS ELETRÔNICOS - SAT - CF-e Informações Gerais 1. O que é o projeto SAT-CF-e?

Leia mais

imagem ilustrativa Cartilha DIMEP D-SAT

imagem ilustrativa Cartilha DIMEP D-SAT imagem ilustrativa Cartilha DIMEP D-SAT O que é CF-e-SAT? O SAT-CF-e (Sistema Autenticador e Transmissor de Cupons Fiscais Eletrônicos) tem por objetivo documentar, de forma eletrônica, as operações comerciais

Leia mais

Sumário (versão 2.1 atualizada em 25/06/2015)

Sumário (versão 2.1 atualizada em 25/06/2015) Sumário (versão 2.1 atualizada em 25/06/2015) 1. INFORMAÇÕES INICIAIS... 4 1.1 O que é a Nota Fiscal Eletrônica para Consumidor Final - NFC-e?... 4 1.2 Quais os tipos de documentos fiscais em papel que

Leia mais

imagem ilustrativa Cartilha DIMEP D-SAT

imagem ilustrativa Cartilha DIMEP D-SAT imagem ilustrativa Cartilha DIMEP D-SAT O que é CF-e-SAT? O SAT-CF-e (Sistema Autenticador e Transmissor de Cupons Fiscais Eletrônicos) tem por objetivo documentar, de forma eletrônica, as operações comerciais

Leia mais

67. As ME e EPP, optantes ou não pelo Simples Nacional, podem emitir que tipo de nota fiscal?

67. As ME e EPP, optantes ou não pelo Simples Nacional, podem emitir que tipo de nota fiscal? OBRIGAÇÕES ACESSÓRIAS 67. As ME e EPP, optantes ou não pelo Simples Nacional, podem emitir que tipo de nota fiscal? Nas operações de vendas a contribuinte, a Nota Fiscal, modelos 1 e 1-A ou a Nota Fiscal

Leia mais

Secretaria de Estado de Finanças Coordenadoria da Receita Estadual Gerência de Fiscalização Setor de Documentos Eletrônicos

Secretaria de Estado de Finanças Coordenadoria da Receita Estadual Gerência de Fiscalização Setor de Documentos Eletrônicos Secretaria de Estado de Finanças Coordenadoria da Receita Estadual Gerência de Fiscalização Setor de Documentos Eletrônicos Versão 1.0 Julho/2014 Índice 1. Considerações iniciais... 3 2. Benefícios da

Leia mais

Portaria CAT 102, de 10-10-2013

Portaria CAT 102, de 10-10-2013 Publicado no D.O.E. (SP) de 11/10/2013 Portaria CAT 102, de 10-10-2013 Dispõe sobre a emissão do Manifesto Eletrônico de Documentos Fiscais - MDF-e, do Documento Auxiliar do Manifesto Eletrônico de Documentos

Leia mais

CARTILHA DE ORIENTAÇÕES

CARTILHA DE ORIENTAÇÕES NOTA FISCAL DE CONSUMIDOR ELETRÔNICA NFC-e MODELO 65 CARTILHA DE ORIENTAÇÕES Esteja pronto para a maior revolução no varejo dos últimos tempos: A Nota Fiscal de Consumidor Eletrônica! 1 SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO...

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE RONDÔNIA SECRETARIA DE ESTADO DE FINANÇAS COORDENADORIA DA RECEITA ESTADUAL

GOVERNO DO ESTADO DE RONDÔNIA SECRETARIA DE ESTADO DE FINANÇAS COORDENADORIA DA RECEITA ESTADUAL PARECER NORMATIVO Nº 001/2011/GAB/CRE PUBLICADO NO DOE Nº 1687, DE 03.03.11. OBRIGATORIEDADE DO USO DE NOTA FISCAL ELETRONICA NF-e VENDAS PARA A ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA -INTERPRETAÇÃO. A Coordenadora-Geral

Leia mais

Seminário Mensal da Área Fiscal 20 de Março de 2015. Fernanda Silva Helen Mattenhauer

Seminário Mensal da Área Fiscal 20 de Março de 2015. Fernanda Silva Helen Mattenhauer Seminário Mensal da Área Fiscal 20 de Março de 2015 Apresentadores: Fábio Martins Lopes Fernanda Silva Helen Mattenhauer Fábio M. Lopes das 8h30 às 09h20 ECF x CF-e-SAT Fernanda Silva- das 09h20 às 10h15

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE DO RIO GRANDE DO SUL PALESTRA SPED FISCAL REGRAS GERAIS

CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE DO RIO GRANDE DO SUL PALESTRA SPED FISCAL REGRAS GERAIS Le f is c L e g i s l a c a o F i s c a l CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE DO RIO GRANDE DO SUL MINÁRIO DE ASSUNTOS CONTÁBEIS DE PORTO ALEGRE SEMINÁRIO ASSUNTOS CONTÁBEIS DE PORTO ALEGRE SEMINÁRIO DE

Leia mais

Impactos econômicos da transição entre sistemas de emissão de nota fiscal

Impactos econômicos da transição entre sistemas de emissão de nota fiscal Impactos econômicos da transição entre sistemas de emissão de nota fiscal Nota técnica Dezembro de 2014 Sumário Introdução 1 1. Sistemas eletrônicos fiscais: ECF, NFC-e e CF-e-SAT 2 1.1 Emissor de Cupom

Leia mais

OBS: 2. Este material não esgota e não pretender ser material único para àqueles que decidirem implantar a NF-e. RICMS

OBS: 2. Este material não esgota e não pretender ser material único para àqueles que decidirem implantar a NF-e. RICMS OBS: 1. Este levantamento foi elaborado com base em cópia de textos do RICMS disponibilizados no site da Secretaria da Fazenda de SC em 05/12/2008 e serve como material de consulta para aqueles que querem

Leia mais

Perguntas Frequentes sobre a NFC-e

Perguntas Frequentes sobre a NFC-e 1 de 12 07/09/2015 22:51 Perguntas Frequentes sobre a NFC-e 1. INFORMAÇÕES INICIAIS 1.1 O que é a Nota Fiscal de Consumidor Eletrônica (NFC-e)? A Nota Fiscal de Consumidor Eletrônica (NFC-e) é um documento

Leia mais

1 de 6 12-04-2013 11:27

1 de 6 12-04-2013 11:27 (*) ESTE TEXTO NÃO SUBSTITUI O ORIGINAL PUBLICADO NO DIÁRIO OFICIAL DO ESTADO. Decreto Nº 13.537, DE 20 DE DEZEMBRO DE 2012. Altera, acrescenta e revoga dispositivos do Subanexo XIII - Do Conhecimento

Leia mais