Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download ""

Transcrição

1 Ótica

2

3

4

5

6 Espelho plano CARACTERÍSTICAS DA IMAGEM -VIRTUAL - DIREITA - DIMENSÕES DA IMAGEM = OBJETO - REVERSA (DIREITO/ESQUERDO)

7 Espelhos esféricos Quando a superfície reflectora for a interna, o espelho é côncavo. Quando a superfície reflectora for a externa, o espelho é dito convexo.

8 Tipos de espelhos esféricos CÔNCAVO CONVEXO

9 Elementos dos Espelhos Esféricos C F V C: centro de curvatura V: vértice F: foco Eixo principal CV=RAIO(R) FV=DISTÂNCIA FOCAL

10 Reflexão da luz em espelhos esféricos A normal é uma recta que passa pelo ponto P e pelo centro da esfera (C). A regra é valida para qualquer ponto sobre a esfera.

11 Reflexão da luz em espelhos esféricos O ângulo de incidência (î) é sempre igual ao ângulo de reflexão (r)

12 Reflexão da luz em espelhos esféricos se um raio passa pelo centro de curvatura, o ângulo de incidência é nulo e o ângulo de reflexão também o será. O raio volta na mesma direção de onde veio se ele incidir passando pelo centro de curvatura passando pelo centro de curvatura

13 Propriedades dos espelhos esféricos -Todo raio luminoso que incide no espelho paralelamente ao eixo principal, reflete-se passando pelo foco, ou na sua direção. C F V C F V

14 Propriedades dos espelhos esféricos -Todo raio luminoso que incide no espelho passando pelo foco (ou na sua direção), reflete-se paralelamente ao eixo principal. C F V C F V

15 Propriedades dos espelhos esféricos Todo raio luminoso que incide no espelho passando pelo centro de curvatura (ou na sua direção), refletese sobre o centro de curvatura (ou na sua direção) V F V V F V

16 Propriedades dos espelhos esféricos Todo raio de luz que incide no espelho no vértice, reflecte formando o mesmo ângulo com o eixo principal. C F V C F V

17 Formação de Imagens em espelhos côncavos Objecto antes de C Imagem Real C F V Invertida Menor Entre C e f

18 Formação de Imagens em espelhos côncavos Objecto sobre C Imagem Real C F V Invertida Igual Sob C

19 Formação de Imagens em espelhos côncavos Objecto entre C e f Imagem Real C F V Invertida Maior Atrás de C

20 Formação de Imagens em espelhos côncavos Objecto sobre f Imagem C F V Imprópria

21 Formação de Imagens em espelhos côncavos Objecto entre f e V C F V -Virtual -Direita -Maior -Atrás do espelho

22 Formação de Imagens em espelhos convexos Objeto em qualquer posição Imagem Virtual Direita Menor V F C

23 EQUAÇÃO DOS ESPELHOS ESFÉRICOS f p ' p i p ' A o p

24 ANÁLISE DE SINAIS SINAL DE f: (+) : ESPELHO CÔNCAVO (-) : ESPELHO CONVEXO SINAL DE p (+): IMAGEM REAL (-): IMAGEM VIRTUAL SINAL DE I (+): IMAGEM DIREITA (-): IMAGEM INVERTIDA

25

26

27

28 Refração da Luz

29 Refração A refracção ocorre quando um raio luminoso muda de meio. O fenómeno da refracção é acompanhado de reflexão. Na refracção a frequência permanece constante. A velocidade e o comprimento de onda variam na mesma proporção. c =. f

30 Refração da luz Feixe incidente Feixe reflectido Feixe refractado

31 Refração da luz Refringência: resistência que um meio oferece à passagem da luz. Meio mais refringente Maior densidade Menor velocidade Menor comprimento de onda Meio menos refringente Menor densidade Maior velocidade Maior comprimento de onda c =. f

32 Refração da luz Luz passando do meio menos para o meio mais refringente: Raio incidente Normal i I R r Raio refractado

33 Refração da luz Luz passando de um meio mais para um meio menos refringente: Raio incidente Normal i I R r Raio refratado

34 Refração da luz Luz passando de um meio mais para um meio menos refringente: Normal i=0º Raio incidente r=0º Raio refractado I R

35 Refração da luz n 1 < n 2 n 1 > n i r 1 2 i r

36 Refração da Luz Desvio angular do raio refratado Normal Normal i i r r r ˆ i ˆ iˆ rˆ

37 Índice de Refração n v c velocidade da luz no vácuo m/s v velocidade da luz no meio em questão. n ar = n vácuo = 1 O índice de refração é sempre maior ou igual a 1. c

38 Índice de Refração absoluto de um meio - é a razão entre a velocidade da luz no vazio e a velocidade da luz no meio considerado. N meio onde V Vvazio V 3 meio 10 8 vazio ms - O índice de refração depende da densidade do meio, do material e da frequência utilizada para o medir.

39 Índice de refração relativo O índice de refração do meio A em relação ao meio B, é definido por: V vazio N RI, N N R I V V R vazio V I V I V R

40 Índice de Refração N onde V V V vácuo meio meio 8 vácuo 3 10 ms N N vácuo ar 1 1 N demais meios 1

41 Leis da Refração Meio 1 - n 1 i Meio 2 - n 2 r

42 1ª Lei da Refração: O raio incidente, o raio refratado e a reta normal são coplanares. 2ª Lei de Refracção (Snell-Descartes) n 1.sen i = n 2.sen r

43 Leis da Refração 1ª Lei da Refração: O raio refratado, o raio incidente e a normal são coplanares. 2ª Lei de Refração (Snell-Descartes) n 1.sen i = n 2.sen r sen iˆ VI sen rˆ V R I R NR N I V I = velocidade da onda incidente V R = velocidade da onda refratada I = comprimento de onda da onda incidente R = comprimento de onda da onda refratada N I = índice de refração do meio de incidência N R = índice de refração do meio de refração

44 Situações em que não há desvio Quando os índices de refração são iguais quando o raio incide perpendicularmente a superfície

45 Ângulo Limite de Incidência O ângulo de incidência é chamado de ângulo limite (L) se o ângulo de refracção for igual a 90 o. Raio incidente Normal N n i= L r= 90º Raio refractado senl ˆ n N

Definição e elementos. Espelho Esférico É uma calota esférica na qual uma das superfícies é refletora.

Definição e elementos. Espelho Esférico É uma calota esférica na qual uma das superfícies é refletora. ESPELHOS ESFÉRICOS Definição e elementos Espelho Esférico É uma calota esférica na qual uma das superfícies é refletora. Definição e elementos - - - eixo secundário *Obs.: Qualquer eixo que passe pelo

Leia mais

Espelhos Planos. Reflexões. O objeto iluminado só poderá ser visto se a luz refletida por ele atingir nossos olhos. ESPELHOS PLANOS PROF.

Espelhos Planos. Reflexões. O objeto iluminado só poderá ser visto se a luz refletida por ele atingir nossos olhos. ESPELHOS PLANOS PROF. O objeto iluminado só poderá ser visto se a luz refletida por ele atingir nossos olhos. Espelhos Planos Reflexões ESPELHOS PLANOS PROF.: JEAN CARLO Espelhos Planos objeto A B Espelho d A B imagem d Essa

Leia mais

Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa Departamento de Física. Electromagnetismo e Óptica. Objectivo

Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa Departamento de Física. Electromagnetismo e Óptica. Objectivo Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa Departamento de Física Electromagnetismo e Óptica Ano lectivo 2009/2010 TL 5 Reflexão e refracção da luz visível Objectivo Este trabalho laboratorial tem

Leia mais

EO-Sumário 18. Raquel Crespo Departamento Física, IST-Tagus Park

EO-Sumário 18. Raquel Crespo Departamento Física, IST-Tagus Park EO-Sumário 18 Raquel Crespo Departamento Física, IST-Tagus Park Ondas electromagnéticas: Oscilação de campos eléctricos e magnéticos Os campos eléctricos e magnéticos oscilam de uma forma perpendicular

Leia mais

Apostila de Física 35 Reflexão da Luz Espelhos Esféricos

Apostila de Física 35 Reflexão da Luz Espelhos Esféricos Apostila de Física 35 Reflexão da Luz Espelhos Esféricos 1.0 Definições Um plano, ao cortar uma superfície esférica, divide-a em 2 partes calotas de calotas esféricas. Espelho esférico Uma calota esférica,

Leia mais

REFRAÇÃO DA LUZ. Neste capítulo estudaremos as leis da refração, a reflexão total e a formação de imagens nas lentes esféricas.

REFRAÇÃO DA LUZ. Neste capítulo estudaremos as leis da refração, a reflexão total e a formação de imagens nas lentes esféricas. REFRAÇÃO DA LUZ AULA 18 1- INTRODUÇÃO Neste capítulo estudaremos as leis da refração, a reflexão total e a formação de imagens nas lentes esféricas. 2- A REFRAÇÃO A refração ocorre quando a luz ao passar

Leia mais

Ótimo site com diversos exemplos de telescópios de reflexão: br/refletores.html. Professor: Emerson Luis

Ótimo site com diversos exemplos de telescópios de reflexão:  br/refletores.html. Professor: Emerson Luis Ótimo site com diversos exemplos de telescópios de reflexão: http://www.telescopiosastronomicos.com. br/refletores.html Professor: Emerson Luis Espelhos esféricos Calota Professor: Emerson Luis Plano de

Leia mais

REFLEXÃO DA LUZ. i = r. PRIMEIRA LEI DA REFLEXÃO RI, N e RR são coplanares (pertencem ao mesmo plano). SEGUNDA LEI DA REFLEXÃO

REFLEXÃO DA LUZ. i = r. PRIMEIRA LEI DA REFLEXÃO RI, N e RR são coplanares (pertencem ao mesmo plano). SEGUNDA LEI DA REFLEXÃO REFLEXÃO DA LUZ RI = raio incidente N = reta normal RR = raio refletido i = ângulo de incidência r = ângulo de reflexão S = superfície refletora PRIMEIRA LEI DA REFLEXÃO RI, N e RR são coplanares (pertencem

Leia mais

Reflexão. A reflexão ocorre quando a luz incide sobre a superfície de separação entre dois meios com propriedades distintas.

Reflexão. A reflexão ocorre quando a luz incide sobre a superfície de separação entre dois meios com propriedades distintas. Ótica Reflexão A reflexão ocorre quando a luz incide sobre a superfície de separação entre dois meios com propriedades distintas. A reflexibilidade é a tendência dos raios de voltarem para o mesmo meio

Leia mais

Definição e elementos. Espelho Esférico é uma calota esférica na qual uma das superfícies é refletora.

Definição e elementos. Espelho Esférico é uma calota esférica na qual uma das superfícies é refletora. ESPELHOS ESFÉRICOS Definição e elementos Espelho Esférico é uma calota esférica na qual uma das superfícies é refletora. Definição e elementos - - - eixo secundário *Obs.: Qualquer eixo que passe pelo

Leia mais

Meios transparentes Meios translúcidos Meios opacos

Meios transparentes Meios translúcidos Meios opacos ÓPTICA O que é luz? Definimos costumeiramente luz como sendo a faixa visível do espectro eletromagnético. A Óptica irá, portanto, estudar o comportamento da luz e os fenômenos que ocorrem com ela em diferentes

Leia mais

Unidade 1 SOM E LUZ. Ciências Físico-químicas - 8º ano de escolaridade. Reflexão da Luz e Espelhos. Objetivos. Unidade 1 Som e Luz

Unidade 1 SOM E LUZ. Ciências Físico-químicas - 8º ano de escolaridade. Reflexão da Luz e Espelhos. Objetivos. Unidade 1 Som e Luz Ciências Físico-químicas - 8º ano de escolaridade Unidade 1 SOM E LUZ Reflexão da Luz e Espelhos Objetivos Interpretar e reconhecer a importância da reflexão e difusão da luz. Distinguir e reconhecer a

Leia mais

Física. Refração Luminosa ÓPTICA GEOMÉTRICA. Professor Eurico ( Kiko )

Física. Refração Luminosa ÓPTICA GEOMÉTRICA. Professor Eurico ( Kiko ) Física ÓPTICA GEOMÉTRICA Refração Luminosa Professor Eurico ( Kiko ) Refração da Luz: fenômeno que ocorre quando a luz, propagando-se em um meio, atinge uma superfície de separação e passa a se propagar

Leia mais

defi departamento de física

defi departamento de física defi departamento de física Laboratórios de Física www.defi.isep.ipp.pt Estudo das leis da reflexão e da refracção Instituto Superior de Engenharia do Porto Departamento de Física Rua Dr. António Bernardino

Leia mais

Lâminas de Faces Paralelas. sen(i

Lâminas de Faces Paralelas. sen(i Ótica Lâminas de Faces Paralelas d = e sen(i cos r r) Dioptros Dioptro é constituído pela justaposição de dois meios transparentes e opticamente homogéneos Dioptro Plano Dioptro Plano - Equação di do

Leia mais

1º trabalho de Laboratório Óptica geométrica

1º trabalho de Laboratório Óptica geométrica 1º trabalho de Laboratório Óptica geométrica Experiência 1: Determinação do índice de refracção de um vidro acrílico A direcção de propagação da luz altera-se quando a luz atravessa uma superfície de separação

Leia mais

Transmissão de informação sob a forma de ondas

Transmissão de informação sob a forma de ondas Transmissão de informação sob a forma de ondas Adaptado da Escola Virtual (Porto Editora) 1 2 1 3 ONDAS: fenómenos de reflexão, absorção e refração Quando uma onda incide numa superfície de separação entre

Leia mais

Raios de luz: se propagam apenas em uma. direção e em um sentido

Raios de luz: se propagam apenas em uma. direção e em um sentido A luz é uma onda eletromagnética, cujo comprimento de onda se inclui num determinado intervalo dentro do qual o olho humano é a ela perceptível. O seu estudo é a base da óptica. Raios de luz: se propagam

Leia mais

6. (Upe 2011) Em relação aos espelhos esféricos, analise as proposições que se seguem:

6. (Upe 2011) Em relação aos espelhos esféricos, analise as proposições que se seguem: º Lista de exercícios ESPELHOS ESFÉRICOS PROFESSOR: DUDU. (Uemg 0) Muitos profissionais precisam de espelhos em seu trabalho. Porteiros, por exemplo, necessitam de espelhos que lhes permitem ter um campo

Leia mais

AULA 06 CONSTRUÇÃO DE IMAGENS APOSTILA 2 FSC-D

AULA 06 CONSTRUÇÃO DE IMAGENS APOSTILA 2 FSC-D AULA 06 CONSTRUÇÃO DE IMAGENS APOSTILA 2 FSC-D -Todo raio luminoso que incide no espelho paralelamente ao eixo principal, reflete passando pelo foco, ou em sua direção. C F V C F V -Todo raio luminoso

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Escola de Engenharia de Lorena EEL

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Escola de Engenharia de Lorena EEL UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Escola de Engenharia de Lorena EEL LOB1021 - FÍSICA IV Prof. Dr. Durval Rodrigues Junior Departamento de Engenharia de Materiais (DEMAR) Escola de Engenharia de Lorena (EEL) Universidade

Leia mais

Outras características dos espelhos planos são:

Outras características dos espelhos planos são: ÓPTICA Espelhos O espelho plano se caracteriza por apresentar uma superfície plana e polida, onde a luz que é incidida reflete de forma regular. Para obter um bom grau de reflexão, é necessário que a variação

Leia mais

ESPELHOS E LENTES 01/09/16

ESPELHOS E LENTES 01/09/16 ESPELHOS E LENTES 01/09/16 UM ESPELHO É UMA SUPERFÍCIE MUITO LISA E QUE PERMITE ALTO ÍNDICE DE REFLEXÃO DA LUZ QUE INCIDE SOBRE ELE. ESPELHOS POSSUEM FORMAS VARIADAS: ESPELHOS PLANOS DEFINIÇÃO UM ESPELHO

Leia mais

3º Trabalho de Laboratório Óptica geométrica

3º Trabalho de Laboratório Óptica geométrica 3º Trabalho de Laboratório Óptica geométrica NOTA: Os valores esperados devem ser calculados antes da realização experimental deste trabalho. Experiência 1: Determinação do índice de refracção de um vidro

Leia mais

Raio luminoso e feixe de raios luminosos

Raio luminoso e feixe de raios luminosos Ótica FONTES PRIMÁRIA Fontes Secundárias Raio luminoso e feixe de raios luminosos A luz é composta por um feixe de partículas, os fotões. O raio luminoso corresponde ao caminho percorrido pelos fotões.

Leia mais

Interbits SuperPro Web

Interbits SuperPro Web 1. (Ulbra 016) Um objeto está à frente de um espelho e tem sua imagem aumentada em quatro vezes e projetada em uma tela que está a,4 m do objeto, na sua horizontal. Que tipo de espelho foi utilizado e

Leia mais

Aula 2 Reflexão da luz e espelhos planos e esféricos

Aula 2 Reflexão da luz e espelhos planos e esféricos Aula 2 Reflexão da luz e espelhos planos e esféricos 1 Última aula Propagação retilínea Refração da luz Lei de Snell-Descartes 2 Princípio da preguiça mínima ação A B * Ar Espelho θ i θ r Suponha a seguinte

Leia mais

Forma de energia radiante capaz de sensibilizar nossos órgãos visuais. Compreende a região do espectro eletromagnético do vermelho até o violeta.

Forma de energia radiante capaz de sensibilizar nossos órgãos visuais. Compreende a região do espectro eletromagnético do vermelho até o violeta. Forma de energia radiante capaz de sensibilizar nossos órgãos visuais. Compreende a região do espectro eletromagnético do vermelho até o violeta. Propaga-se, no vácuo, com velocidade de 3.10 5 km/s.(ou

Leia mais

Faculdade de Tecnologia de Bauru Sistemas Biomédicos. Óptica Técnica Aula 2 - Espelhos Esféricos

Faculdade de Tecnologia de Bauru Sistemas Biomédicos. Óptica Técnica Aula 2 - Espelhos Esféricos aculdade de Tecnologia de Bauru Sistemas Biomédicos Óptica Técnica Aula 2 - Espelhos Esféricos Espelho Esférico alota Superfície Esférica Plano de corte Espelho Esférico 1 - Espelho ôncavo Superfície Refletora

Leia mais

COLÉGIO MARISTA - PATOS DE MINAS 2º ANO DO ENSINO MÉDIO Professoras: Rosimeire Borges 2ª RECUPERAÇÃO AUTÔNOMA DE FÍSICA

COLÉGIO MARISTA - PATOS DE MINAS 2º ANO DO ENSINO MÉDIO Professoras: Rosimeire Borges 2ª RECUPERAÇÃO AUTÔNOMA DE FÍSICA COLÉGIO MARISTA - PATOS DE MINAS 2º ANO DO ENSINO MÉDIO - 2013 Professoras: Rosimeire Borges 2ª RECUPERAÇÃO AUTÔNOMA DE FÍSICA ROTEIRO DE ESTUDO - QUESTÕES Estudante: Turma: Data: / / Conteúdos: - CAPÍTULO

Leia mais

Ótimo site com diversos exemplos de telescópios de reflexão: br/refletores.html. Professor: Emerson Luis

Ótimo site com diversos exemplos de telescópios de reflexão:  br/refletores.html. Professor: Emerson Luis Ótimo site com diversos exemplos de telescópios de reflexão: http://www.telescopiosastronomicos.com. br/refletores.html Espelhos esféricos Calota Plano de corte 1) Espelho Côncavo C Superfície Refletora

Leia mais

FÍSICA MÓDULO 14 A REFLEXÃO DA LUZ EM ESPELHOS PLANOS E ESFÉRICOS. Professor Sérgio Gouveia

FÍSICA MÓDULO 14 A REFLEXÃO DA LUZ EM ESPELHOS PLANOS E ESFÉRICOS. Professor Sérgio Gouveia FÍSICA Professor Sérgio Gouveia MÓDULO 14 A REFLEXÃO DA LUZ EM ESPELHOS PLANOS E ESFÉRICOS 1. ESPELHO É qualquer superfície polida capaz de refletir a luz. 2. ESPELHO PLANO É uma superfície plana polida.

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS ÓPTICA: REFRAÇÃO PROF. PEDRO RIBEIRO

LISTA DE EXERCÍCIOS ÓPTICA: REFRAÇÃO PROF. PEDRO RIBEIRO Questão 01 - (UEM PR) LISTA DE EXERCÍCIOS ÓPTICA: REFRAÇÃO PROF. PEDRO RIBEIRO Assinale o que for correto. 01. Um conjunto constituído de dois meios homogêneos e transparentes à passagem da luz visível,

Leia mais

FÍSICA MÓDULO 13. Conceitos e Princípios Fundamentais da Óptica Geométrica. Professor Sérgio Gouveia

FÍSICA MÓDULO 13. Conceitos e Princípios Fundamentais da Óptica Geométrica. Professor Sérgio Gouveia FÍSICA Professor Sérgio Gouveia MÓDULO 13 Conceitos e Princípios Fundamentais da Óptica Geométrica 1. ÓPTICA GEOMÉTRICA A óptica geométrica estuda a luz quanto à sua propagação, sem se preocupar com a

Leia mais

LUZ. A luz é uma forma de energia, que tem origem nos corpos luminosos e que se propaga em todas as direções.

LUZ. A luz é uma forma de energia, que tem origem nos corpos luminosos e que se propaga em todas as direções. LUZ A luz é uma forma de energia, que tem origem nos corpos luminosos e que se propaga em todas as direções. CORPOS LUMINOSOS São corpos que emitem luz. CORPOS ILUMINADOS São corpos que recebem luz e a

Leia mais

Professora Bruna CADERNO 2. Capítulo 6 Espelhos Esféricos. Página - 236

Professora Bruna CADERNO 2. Capítulo 6 Espelhos Esféricos. Página - 236 CADERNO 2 Capítulo 6 Espelhos Esféricos Página - 236 O QUE SÃO ESPELHOS ESFÉRICOS? Observe a figura: O QUE SÃO ESPELHOS ESFÉRICOS? Um calota esférica com a superfície interna espelhada (refletora) é o

Leia mais

COLÉGIO SHALOM. Trabalho de recuperação Ensino Médio 2º Ano Profº: Wesley da Silva Mota Física

COLÉGIO SHALOM. Trabalho de recuperação Ensino Médio 2º Ano Profº: Wesley da Silva Mota Física COLÉGIO SHALOM Trabalho de recuperação Ensino Médio 2º Ano Profº: Wesley da Silva Mota Física Entrega na data da prova Aluno (a) :. No. 01-(Ufrrj-RJ) A figura a seguir mostra um atleta de ginástica olímpica

Leia mais

Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais

Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais Graduação em Engenharia da Computação Prática 08 - Refração da Luz Alunos: Egmon Pereira; Igor Otoni Ripardo de Assis; Leandro de Oliveira Pinto;

Leia mais

Espelhos esféricos. Calota esférica

Espelhos esféricos. Calota esférica Espelhos esféricos Espelhos esféricos são espelhos que resultam do corte de uma esfera formando o que se chama de calota esférica.nesses espelhos, uma das superfícies da calota é espelhada, produzindo

Leia mais

1-A figura 1 a seguir mostra um feixe de luz incidindo sobre uma parede de vidro que separa o ar da água.

1-A figura 1 a seguir mostra um feixe de luz incidindo sobre uma parede de vidro que separa o ar da água. REFRAÇÃO- LEI DE SNELL DESCARTES -A figura a seguir mostra um feixe de luz incidindo sobre uma parede de vidro que separa o ar da água. Os índices de refração são,00 para o ar,,50 para vidro e,33 para

Leia mais

A Luz e o mundo que nos rodeia. A luz é fundamental para observarmos o que existe à nossa volta.

A Luz e o mundo que nos rodeia. A luz é fundamental para observarmos o que existe à nossa volta. LUZ A Luz e o mundo que nos rodeia A luz é fundamental para observarmos o que existe à nossa volta. A luz e os corpos Corpos luminosos corpos que produzem ou têm luz própria Corpos iluminados corpos que

Leia mais

Física. Leonardo Gomes (Arthur Vieira) 27 e Refração da Luz

Física. Leonardo Gomes (Arthur Vieira) 27 e Refração da Luz Refração da Luz Refração da Luz 1. Um raio de luz monocromática passa do meio 1 para o meio 2 e deste para o meio 3. Sua velocidade de propagação relativa aos meios citados é v 1, v 2 e v 3, respectivamente.

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS ESPELHOS ESFÉRICOS PROF. PEDRO RIBEIRO

LISTA DE EXERCÍCIOS ESPELHOS ESFÉRICOS PROF. PEDRO RIBEIRO LISTA DE EXERCÍCIOS ESPELHOS ESFÉRICOS PROF. PEDRO RIBEIRO Questão 01 - (UEPG PR) A figura abaixo representa um espelho esférico convexo com um objeto à sua frente. A distância do objeto ao espelho é igual

Leia mais

Óptica. Estudo da luz, como sendo a onda eletromagnética pertencentes à faixa do espectro visível (comprimento de 400 nm até 700 nm).

Óptica. Estudo da luz, como sendo a onda eletromagnética pertencentes à faixa do espectro visível (comprimento de 400 nm até 700 nm). Óptica Estudo da luz, como sendo a onda eletromagnética pertencentes à faixa do espectro visível (comprimento de 400 nm até 700 nm). Fenômenos ópticos Professor: Éder (Boto) Sobre a Luz O que emite Luz?

Leia mais

Óptica Geométrica. Construções geométricas em lentes delgadas"

Óptica Geométrica. Construções geométricas em lentes delgadas Óptica Geométrica Construções geométricas em lentes delgadas" Gonçalo Figueira goncalo.figueira@tecnico.ulisboa.pt Complexo Interdisciplinar, ext. 3375 Tel. 218 419 375 1.º semestre 2015/16" https://fenix.tecnico.ulisboa.pt/disciplinas/lfeb2517/2015-2016/1-semestre"

Leia mais

19/Dez/2012 Aula Sistemas ópticos e formação de imagens 23.1 Combinação de lentes 23.2 Correcção ocular 23.3 Microscópio 23.

19/Dez/2012 Aula Sistemas ópticos e formação de imagens 23.1 Combinação de lentes 23.2 Correcção ocular 23.3 Microscópio 23. 7/Dez/2012 Aula 22 22. Óptica geométrica 22.1 Espelhos planos 22.2 Espelhos curvos (esféricos) 22.3 Espelhos convexos 22.4 Imagens formadas por refracção 22.5 Lentes finas 22.6 Lentes grossas 22.7 Convenções

Leia mais

Feixe de luz: É um conjunto de infinitos raios de luz; um feixe luminoso pode

Feixe de luz: É um conjunto de infinitos raios de luz; um feixe luminoso pode ÓPTICA Luz - Comportamento e princípios Prof. Patricia Caldana A luz, ou luz visível como é fisicamente caracterizada, é uma forma de energia radiante. É o agente físico que, atuando nos órgãos visuais,

Leia mais

REFRAÇÃO DA LUZ PROFESSOR RODRIGO PENNA PRODUÇÃO E DESENVOLVIMENTO

REFRAÇÃO DA LUZ PROFESSOR RODRIGO PENNA PRODUÇÃO E DESENVOLVIMENTO REFRAÇÃO DA LUZ PROFESSOR RODRIGO PENNA PRODUÇÃO E DESENVOLVIMENTO RODRIGO RODRIGO PENNA: PENNA: o quadradinho quadradinho branco branco é um um ângulo ângulo reto. reto. Mostrar Mostrar os os ângulos

Leia mais

Elementos de Óptica ÓPTICA GEOMÉTRICA. Um feixe luminoso como um conjunto de raios perpendiculares à frente de onda.

Elementos de Óptica ÓPTICA GEOMÉTRICA. Um feixe luminoso como um conjunto de raios perpendiculares à frente de onda. ÓPTICA GEOMÉTRICA Dimensões dos componentes ópticos muito superiores ao comprimento de onda da luz. Um feixe luminoso como um conjunto de raios perpendiculares à frente de onda. lente onda ÍNDICES DE REFRACÇÃO,

Leia mais

Ficha Informativa n.º 5 Propriedades e Aplicações da Luz. Nome: Data: _/_ /20 INTRODUÇÃO TEÓRICA

Ficha Informativa n.º 5 Propriedades e Aplicações da Luz. Nome: Data: _/_ /20 INTRODUÇÃO TEÓRICA FÍSICO-QUÍMICA 8º ANO DE ESCOLARIDADE Ficha Informativa n.º 5 Propriedades e Aplicações da Luz Nome: Data: _/_ /20 INTRODUÇÃO TEÓRICA Luz Luz é uma onda eletromagnética (propaga-se simultaneamente em meios

Leia mais

Colégio Luciano Feijão

Colégio Luciano Feijão Colégio Luciano Feijão Apostila 1 UVA Resolução 1 Física 3 Aula 1 e 2 (Introdução a Óptica Geométrica) EXERCÍCIOS DE SALA 1) 1 ano-luz 9,5 10 12 km (Nota-se pela unidade de medida que este valor refere-se

Leia mais

ESPELHOS. Neste capítulo estudaremos as leis da reflexão, a formação de imagens nos espelhos planos e nos espelhos esféricos.

ESPELHOS. Neste capítulo estudaremos as leis da reflexão, a formação de imagens nos espelhos planos e nos espelhos esféricos. AULA 17 ESPELHOS 1- INTRODUÇÃO Neste capítulo estudaremos as leis da reflexão, a formação de imagens nos espelhos planos e nos espelhos esféricos. 2- LEIS DA REFLEXÃO A reflexão da luz ocorre quando um

Leia mais

Apresentação e Aplicações de Óptica Geométrica (ENEM/UERJ)

Apresentação e Aplicações de Óptica Geométrica (ENEM/UERJ) Apresentação e Aplicações de Óptica Geométrica (ENEM/UERJ) Sérgio Ferreira de Lima http://aprendendofisica.net/rede/blog/category/aprofundamento/ cp2@sergioflima.pro.br Óptica Geométrica: Estudo dos fenômenos

Leia mais

Óptica. Aula 6 - Lentes e Instrumentos Ópticos.

Óptica. Aula 6 - Lentes e Instrumentos Ópticos. Óptica Aula 6 - Lentes e Instrumentos Ópticos Aula passada Luz que passa de um meio transparente para outro é observada de ser 1. refletida na interface entre os meios 2. refratada (muda de direção) Dedução

Leia mais

ESPELHOS ESFÉRICOS - 01

ESPELHOS ESFÉRICOS - 01 ESPELHOS ESFÉRICOS - 01 1. (Ufu 2015) Uma pessoa projeta em uma tela a imagem de uma lâmpada, porém, em um tamanho quatro vezes maior do que seu tamanho original. Para isso, ela dispõe de um espelho esférico

Leia mais

A luz propaga-se em linha reta e em todas as direções. - Formação de sombras; - Eclipses.

A luz propaga-se em linha reta e em todas as direções. - Formação de sombras; - Eclipses. A luz propaga-se em linha reta e em todas as direções. - Formação de sombras; - Eclipses. Quando as ondas incidem numa superfície de separação entre dois meios, verifica-se que parte da sua energia é refletida,

Leia mais

ESPELHOS ESFÉRICOS DE GAUSS PROFESOR: JOÃO RODRIGO ESCALARI QUINTILIANO COLÉGIO DA POLÍCIA MILITAR - OSASCO

ESPELHOS ESFÉRICOS DE GAUSS PROFESOR: JOÃO RODRIGO ESCALARI QUINTILIANO COLÉGIO DA POLÍCIA MILITAR - OSASCO ESPELHOS ESÉRIOS DE GAUSS PROESOR: JOÃO RODRIGO ESALARI QUINTILIANO OLÉGIO DA POLÍIA MILITAR - OSASO Introdução à Óptica Geométrica onceitos básicos: LUZ é Energia radiante que se propaga por meio de ondas

Leia mais

Lista 17 Revisão de Refração e Reflexão Total

Lista 17 Revisão de Refração e Reflexão Total Lista 17 Revisão de Refração e Reflexão Total 1. (Espcex (Aman) 017) Um raio de luz monocromática propagando-se no ar incide no ponto O, na superfície de um espelho, plano e horizontal, formando um ângulo

Leia mais

Óptica Geométrica. Luz. Prof. Vicente. Fontes de Luz

Óptica Geométrica. Luz. Prof. Vicente. Fontes de Luz Luz Óptica Geométrica Prof. icente Agente físico capaz de sensibilizar nossos órgãos visuais. orma de energia que se propaga através de ondas eletromagnéticas.(teoria Ondulatória da Luz) ompreende a região

Leia mais

Unidade IV. Aula 21.2 Conteúdo: Óptica, Ser humano e Saúde. Espelhos esféricos: Estudo analítico das imagens, equação de Gauss e aplicações.

Unidade IV. Aula 21.2 Conteúdo: Óptica, Ser humano e Saúde. Espelhos esféricos: Estudo analítico das imagens, equação de Gauss e aplicações. CONTEÚDO E HABILIDADES Unidade IV Óptica, Ser humano e Saúde Aula 21.2 Conteúdo: Espelhos esféricos: Estudo analítico das imagens, equação de Gauss e aplicações. 2 CONTEÚDO E HABILIDADES Habilidade: Reconhecer

Leia mais

Apostila 2. Capítulo 9. Refração. Página 321. Gnomo

Apostila 2. Capítulo 9. Refração. Página 321. Gnomo Apostila 2 Capítulo 9 Página 321 Refração Refração Refração da luz é a passagem da luz de um meio para outro, acompanhada de variação em sua velocidade de propagação. O que caracteriza a refração é a variação

Leia mais

Comportamento da Onda Sonora:

Comportamento da Onda Sonora: Universidade de São Paulo Faculdade de Arquitetura e Urbanismo Departamento de Tecnologia da Arquitetura AUT 0278 - Desempenho Acústico, Arquitetura e Urbanismo Comportamento Sonoro Ranny L. X. N. Michalski

Leia mais

ESPELHOS. Neste capítulo estudaremos as leis da reflexão, a formação de imagens nos espelhos planos e nos espelhos esféricos.

ESPELHOS. Neste capítulo estudaremos as leis da reflexão, a formação de imagens nos espelhos planos e nos espelhos esféricos. AULA 17 ESPELHOS 1- INTRODUÇÃO Neste capítulo estudaremos as leis da reflexão, a formação de imagens nos espelhos planos e nos espelhos esféricos. 2- LEIS DA REFLEXÃO A reflexão da luz ocorre quando um

Leia mais

ONDAS ELETROMAGNÉTICAS:3 CAPÍTULO 33 HALLIDAY, RESNICK. 8ª EDIÇÃO. Revisão: Campos se criam mutuamente. Prof. André L. C.

ONDAS ELETROMAGNÉTICAS:3 CAPÍTULO 33 HALLIDAY, RESNICK. 8ª EDIÇÃO. Revisão: Campos se criam mutuamente. Prof. André L. C. ONDAS ELETROMAGNÉTICAS:3 Prof. André L. C. Conceição DAFIS CAPÍTULO 33 HALLIDAY, RESNICK. 8ª EDIÇÃO Ondas eletromagnéticas Revisão: Campos se criam mutuamente Lei de indução de Faraday: Lei de indução

Leia mais

PARTE II - A reflexão e refração da luz

PARTE II - A reflexão e refração da luz Nome: n.º Santos, de de 2017. 2.ª SÉRIE Ensino: MÉDIO Prof. (a ) Rita Lourenço Resumo de Óptica Geométrica FÍSICA PARTE II - A reflexão e refração da luz A reflexão da luz é um dos fenômenos mais comuns

Leia mais

Dependência. Disciplina Física 2ª série. Cronograma Armando Horta Dumont

Dependência. Disciplina Física 2ª série. Cronograma Armando Horta Dumont Dependência Disciplina Física 2ª série Cronograma 2016 1ª Avaliação 1 Óptica 1.1 Conceitos Fundamentais. 1.2 Reflexão da Luz. 2ª Avaliação 1 Óptica 1.3 Espelhos esféricos. 1.4 Refração da Luz. 3ª Avaliação

Leia mais

3 - Na figura a seguir, está esquematizado um aparato experimental que é utilizado. 1 - Dois raios de luz, um vermelho (v) e outro

3 - Na figura a seguir, está esquematizado um aparato experimental que é utilizado. 1 - Dois raios de luz, um vermelho (v) e outro 1 - Dois raios de luz, um vermelho (v) e outro azul (a), incidem perpendicularmente em pontos diferentes da face AB de um prisma transparente imerso no ar. No interior do prisma, o ângulo limite de incidência

Leia mais

Prof. Patricia Caldana FORMAÇÃO DE IMAGENS EM LENTES ESFÉRICAS

Prof. Patricia Caldana FORMAÇÃO DE IMAGENS EM LENTES ESFÉRICAS FORMAÇÃO DE IMAGENS EM LENTES ESFÉRICAS EXERCÍCIOS ÓPTICA 1. Ano-luz é a medida de distância usada em astronomia que se refere ao espaço percorrido pela luz durante um ano terrestre. Considerando c = 300.000

Leia mais

Colégio FAAT Ensino Fundamental e Médio

Colégio FAAT Ensino Fundamental e Médio Colégio FAAT Ensino Fundamental e Médio Lista de Exercícios Recuperação do 4º Bimestre Nome: Física Série: 2 ª série Ensino Médio Nº: CONTEÚDO: ÓPTICA GEOMÉTRICA 1- A figura representa um espelho plano

Leia mais

Elementos ópticos. 1 - Conceitos relacionados. Reflexão e refração da luz, imagem real, imagem virtual, distância focal.

Elementos ópticos. 1 - Conceitos relacionados. Reflexão e refração da luz, imagem real, imagem virtual, distância focal. 1 - Conceitos relacionados Reflexão e refração da luz, imagem real, imagem virtual, distância focal. 2 - Objetivos Determinar a distância focal, o centro de curvatura e verificar a formação de imagens

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO CIÊNCIA E TECNOLOGIA PARAÍBA Campus Princesa Isabel. Refração da Luz. Disciplina: Física II Professor: Carlos Alberto

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO CIÊNCIA E TECNOLOGIA PARAÍBA Campus Princesa Isabel. Refração da Luz. Disciplina: Física II Professor: Carlos Alberto ISTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO CIÊCIA E TECOLOGIA PARAÍBA Campus Princesa Isabel Refração da Luz Disciplina: Física II Professor: Carlos Alberto Objetivos de aprendizagem Ao estudar este capítulo você aprenderá:

Leia mais

Óptica Geométrica. => vi = 2vE

Óptica Geométrica. => vi = 2vE Disciplina: Física para Olimpíadas Assunto: Óptica (Teoria e questões antigas da OBF 2ª fase) Professor: Gustavo Mendonça Óptica Geométrica 1) Introdução à Óptica Geométrica: Na Lousa! 2) Reflexão: Fenômeno

Leia mais

Espelho esférico. Parte I. Página 1

Espelho esférico. Parte I.  Página 1 Espelho esférico Parte I 1. (Uepg 2013) Um objeto real é posicionadoo na frente de um espelho esférico entre o seu centro de curvatura e o seu foco. Sobre a natureza do espelho e a imagem conjugada, assinale

Leia mais

Professor Ítalo Reann

Professor Ítalo Reann 1. (Ufsm 2012) A figura de Escher, Mão com uma esfera espelhada, apresentada a seguir, foi usada para revisar propriedades dos espelhos esféricos. Então, preencha as lacunas. A imagem na esfera espelhada

Leia mais

Imagens por Espelhos e Lentes

Imagens por Espelhos e Lentes Capítulo 3 Imagens por Espelhos e Lentes 3.1 Objetos e Imagens Para ver um objeto, sua luz deve ser direcionada à retina, onde se forma a imagem. Figura 3.1: Podemos ver um objeto olhando para ele ou para

Leia mais

COLÉGIO ESTADUAL LICEU DE MARACANAÚ TD DE RECUPERAÇÃO DE FÍSICA 1º SEMESTRE. ALUNO(a): Nº

COLÉGIO ESTADUAL LICEU DE MARACANAÚ TD DE RECUPERAÇÃO DE FÍSICA 1º SEMESTRE. ALUNO(a): Nº COLÉGIO ESTADUAL LICEU DE MARACANAÚ TD DE RECUPERAÇÃO DE FÍSICA 1º SEMESTRE ALUNO(a): Nº SÉRIE: 2 0 TURMAS: C-D-H-I TURNO: [M] [T] Prof.(s): Diva. 1- A luz amarela se propaga em um determinado vidro com

Leia mais

Colégio Avanço de Ensino Programado

Colégio Avanço de Ensino Programado α Colégio Avanço de Ensino Programado Trabalho de Recuperação1º Semestre - 1º Bim. /2016 Nota: Professor: Mario Borges Disciplina: Física Turma: 3ª Série Ensino Médio Nome: Nº: ORIENTAÇÕES PARA DESENVOLVIMENTO

Leia mais

Os espelhos esféricos são calotas esféricas polidas.

Os espelhos esféricos são calotas esféricas polidas. s eselhos esféricos são calotas esféricas olidas. Côncavo Polido or dentro Convexo Polido or fora C R E.S. V E.P. Centro de Curvatura (C): É o centro da suerfície esférica. Raio de Curvatura (R): É o raio

Leia mais

Aluno(a): nº: Turma: Data: / /2016. Matéria: Física

Aluno(a): nº: Turma: Data: / /2016. Matéria: Física Aluno(a): nº: Turma: Nota Ano: 2º Ano EM Data: / /2016 Trabalho Recuperação Professor(a): Clayton Matéria: Física VALOR: 15,0 1-Sabe-se que a densidade da água é 1g/cm 3. A tabela abaixo fornece as massas

Leia mais

FÍSICA I. 02. Observa-se, na figura a seguir, uma corda fixa em suas extremidades na qual foi estabelecida uma onda estacionária.

FÍSICA I. 02. Observa-se, na figura a seguir, uma corda fixa em suas extremidades na qual foi estabelecida uma onda estacionária. FÍSICA I Esta prova tem por finalidade verificar seus conhecimentos das leis que regem a natureza. Interprete as questões do modo mais simples e usual. Não considere complicações adicionais por fatores

Leia mais

ÓPTICA GEOMÉTRICA MENU DE NAVEGAÇÃO

ÓPTICA GEOMÉTRICA MENU DE NAVEGAÇÃO ÓPTIA GEOMÉTRIA MENU DE NAEGAÇÃO lique em um item abaixo para iniciar a apresentação ESPELHOS ESÉRIOS ELEMENTOS DOS ESPELHOS ESÉRIOS ESPELHO ÔNAO - PROPRIEDADES ESPELHO ONEXO - PROPRIEDADES ONSTRUÇÃO DE

Leia mais

Teste 7 - respostas. Nota ,3

Teste 7 - respostas. Nota ,3 Matrícula Uma lente é um dispositivo que usa o efeito da em superfícies curvas para formar uma imagem a partir de raios luminosos divergentes Nota O que é a distância focal de uma lente? Nota De acordo

Leia mais

ROTEIRO DE AULA PRÁTICA ÓTICA

ROTEIRO DE AULA PRÁTICA ÓTICA ROTEIRO DE AULA PRÁTICA ÓTICA 1- REFLEXÃO DA LUZ ESPELHO PLANO S 1. Montar o equipamento. 2. Colocar na fonte de luz uma placa de 5 fendas (fixação por encaixe). 3. Ligar a fonte de luz em 12V. 4. Colocar

Leia mais

Espelhos esféricos. antes de estudar o capítulo PARTE II

Espelhos esféricos. antes de estudar o capítulo PARTE II PARTE II Unidade E capítulo s seções: Definições e elementos s de Gauss 3 Construção geométrica de imagens 4 Estudo analítico dos espelhos antes de estudar o capítulo Veja nesta tabela os temas principais

Leia mais

Recursos para Estudo / Atividades

Recursos para Estudo / Atividades COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE Programa de Recuperação Paralela 3ª Etapa 2014 Disciplina: Física Série: 2ª Professor (a): Marcos Vinicius Turma: FG Caro aluno, você está recebendo o conteúdo de recuperação.

Leia mais

25 Problemas de Óptica

25 Problemas de Óptica 25 Problemas de Óptica Escola Olímpica - Gabriel Lefundes 25 de julho de 2015 Problema 1. O ângulo de deflexão mínimo um certo prisma de vidro é igual ao seu ângulo de refração. Encontre-os. Dado: n vidro

Leia mais

2º trimestre TB- FÍSICA Data: Ensino Médio 1º ano classe: Prof. J.V. Nome: nº

2º trimestre TB- FÍSICA Data: Ensino Médio 1º ano classe: Prof. J.V. Nome: nº º trimestre TB- FÍSICA Data: Ensino Médio 1º ano classe: Prof. J.V. Nome: nº Valor: 10 Nota:.. 1. (Ufsm 011) Na figura a seguir, são representados um objeto (O) e a sua imagem (I) formada pelos raios de

Leia mais

Professora Bruna CADERNO 2. Capítulo 5. Imagens e Espelhos Página 229

Professora Bruna CADERNO 2. Capítulo 5. Imagens e Espelhos Página 229 CADERNO 2 Capítulo 5 Imagens e Espelhos Página 229 INTRODUÇÃO Imagine-se olhando para um espelho dentro de uma sala. Nesta situação, você tem a impressão que tanto você quanto os objetos que estão ao seu

Leia mais

REFRAÇÃO DA LUZ - Definições ÂNGULOS - Incidência - Reflexão - Refração Índice de Refração Absoluto de um Meio (n) Analisando as Grandezas

REFRAÇÃO DA LUZ - Definições ÂNGULOS - Incidência - Reflexão - Refração Índice de Refração Absoluto de um Meio (n) Analisando as Grandezas ÓPTICA GEOMÉTRICA MENU DE NAVEGAÇÃO Clique em um item abaixo para iniciar a apresentação REFRAÇÃO DA LUZ - Definições ÂNGULOS - Incidência - Reflexão - Refração Índice de Refração Absoluto de um Meio (n)

Leia mais

Questão 1. Questão 2. Lista de Exercícios - 2º ano - Física - 3º trimestre Aluno: Série: Turma: Data:

Questão 1. Questão 2. Lista de Exercícios - 2º ano - Física - 3º trimestre Aluno: Série: Turma: Data: Lista de Exercícios - 2º ano - Física - 3º trimestre Aluno: Série: Turma: Data: Questão 1 A imagem de um objeto formada por um espelho côncavo mede metade do tamanho do objeto. Se o objeto é deslocado

Leia mais

Fenómenos Ondulatórios

Fenómenos Ondulatórios Fenómenos Ondulatórios Fenómenos Ondulatórios a) Reflexão b) Refração c) Absorção Reflexão da onda: a onda é devolvida para o primeiro meio. Transmissão da onda: a onda continua a propagar-se no segundo

Leia mais

Resumo e exercícios sobre refração da luz Dom, 19 de Setembro de :41 - Última atualização Dom, 14 de Setembro de :17

Resumo e exercícios sobre refração da luz Dom, 19 de Setembro de :41 - Última atualização Dom, 14 de Setembro de :17 REFRAÇÃO I) RESUMO DE FÓRMULAS SOBRE REFRAÇÃO DA LUZ Dos fenômenos da luz, a refração é um dos temas que apresenta uma variedade muito grande de questões referentes a este tema. No estudo dos outros tipos

Leia mais

Atividades Para fixar a formação de imagens nas lentes convergentes e divergentes, clique no link abaixo e movimente o objeto que está posicionado dainte da lente. Observe o que acontece com a imagem à

Leia mais

WORKSHOP LUZ E IMAGEM

WORKSHOP LUZ E IMAGEM WORKSHOP LUZ E IMAGEM Aula 8 Óptica Geométrica 0.9 0.8 Short-wave infrared 0.7 0.6 0.5 0.4-0.01 0.00 +0.01 Paulo Tribolet Abreu e Manuel Silveira Ramos Ar.Co, 2011 COMO FORMAR UMA IMAGEM? Cada ponto do

Leia mais

Espelhos Esféricos 2017

Espelhos Esféricos 2017 TEXTO PARA A PRÓXIMA QUESTÃO: Considere o campo gravitacional uniforme. 1. (Pucrs 2017) Na figura abaixo, ilustra-se um espelho esférico côncavo E e seus respectivos centro de curvatura (C), foco (F) e

Leia mais

Faculdade de Tecnologia de Bauru Sistemas Biomédicos

Faculdade de Tecnologia de Bauru Sistemas Biomédicos 1 Faculdade de Tecnologia de Bauru Sistemas Biomédicos Óptica Técnica Aula 3 Refração da Luz O que é Refração? 2 É o fenômeno da passagem da luz de um meio a outro. Com exceção da incidência normal, a

Leia mais

Cor e frequência. Frequência ( ) Comprimento de onda ( )

Cor e frequência. Frequência ( ) Comprimento de onda ( ) Aula Óptica Luz visível A luz que percebemos tem como característica sua freqüência que vai da faixa de 4.10 14 Hz ( vermelho) até 8.10 14 Hz (violeta). Esta faixa é a de maior emissão do Sol, por isso

Leia mais

Fenómenos ondulatórios

Fenómenos ondulatórios Sumário UNIDADE TEMÁTICA 2. 2- Comunicação de informação a longas distâncias. 2.2- Propriedades das ondas. - Reflexão e refração de ondas. - Leis da reflexão e da refração. - Índice de refração de um meio.

Leia mais

Cap 23 - Ótica Geométrica

Cap 23 - Ótica Geométrica Cap 23 - Ótica Geométrica Ótica Geométrica Descreve o comportamento da luz em situações onde sua natureza ondulatória (efeitos de interferência/difração) não fica evidente, e onde ela pode ser modelada

Leia mais

FÍSICA MÓDULO 20 PRINCÍPIOS DA ÓPTICA GEOMÉTRICA I. Professor Ricardo Fagundes

FÍSICA MÓDULO 20 PRINCÍPIOS DA ÓPTICA GEOMÉTRICA I. Professor Ricardo Fagundes FÍSICA Professor Ricardo Fagundes MÓDULO 20 PRINCÍPIOS DA ÓPTICA GEOMÉTRICA I PRINCÍPIOS DOS RAIOS LUMINOSOS Retilinearidade Reversibilidade Independência Os RL se propagam em linhas retas. Ex.: Câmara

Leia mais