SEMINÁRIO DESENVOLVIMENTO GLOBAL ATRAVÉS DA TRANSFORMAÇÃO ECÔNOMICA E CRIAÇÃO DE EMPREGOS

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "SEMINÁRIO DESENVOLVIMENTO GLOBAL ATRAVÉS DA TRANSFORMAÇÃO ECÔNOMICA E CRIAÇÃO DE EMPREGOS"

Transcrição

1 SEMINÁRIO DESENVOLVIMENTO GLOBAL ATRAVÉS DA TRANSFORMAÇÃO ECÔNOMICA E CRIAÇÃO DE EMPREGOS AGRICULTURA COMERCIAL E A REDUÇÃO DA POBREZA AÇÕES DO GOVERNO PARA ASCENSÃO DE 30 MILHÕES DE BRASILEIROS ACIMA DA LINHA DA POBREZA José Geraldo Eugênio de França Diretor-Executivo MAPUTO - MOÇAMBIQUE FEVEREIRO

2 GRANDES DESAFIOS À INCLUSÃO SOCIAL NO MEIO RURAL CAPACITAÇÃO DO CAPITAL HUMANO; AUMENTO DA PRODUÇÃO E PRODUTIVIDADE AGRÍCOLAS DE FORMA SUSTENTÁVEL; CRIAÇÃO DE EMPREGOS E MELHOR DISTRIBUIÇÃO DE RENDA.

3 A Agricultura Brasileira Antes dos Anos 70 Baixos níveis de produção e produtividade; Produção concentrada nas regiões Sul/Sudeste; Crises constantes de oferta e importação de alimentos; Pobreza rural; Falta de conhecimento específico em agricultura tropical; Vazio institucional (pesquisa agrícola, educação, mercado, difusão da tecnologia, agências governamentais, etc.) O DESAFIO: EVOLUIR DA AGRICULTURA TRADICIONAL PARA UMA AGRICULTURA BASEADA EM PESQUISA & DESENVOLVIMENTO

4 Implantada em 1973; As Bases do Sistema EMBRAPA Braço Tecnológico do Ministério da Agricultura; Modelo de Pesquisa & Desenvolvimento: Concentrado em produtos e áreas de importância fundamental para o desenvolvimento agrícola do País; Política de Recursos Humanos: Programa de treinamento e capacitação agressivo em centros de excelência mundiais.

5 EVOLUÇÃO DO QUADRO DE PESSOAL DA EMBRAPA NÚMERO DE EMPREGADOS Pesquisadores Apoio Total * ANOS *Posição em 31/12/2010 FONTE: DGP/EMBRAPA, 2011.

6 EVOLUÇÃO DO PERFIL DE QUALIFICAÇÃO DOS PESQUISADORES DA EMBRAPA NUMERO DE PESQUISADORES BS MS PhD *Posição em 31/12/2010 FONTE: DGP/EMBRAPA, ANOS

7 Importância do Agronegócio 197,9 71,8 BALANÇO DAS EXPORTAÇÕES BRASILEIRAS E A CONTRIBUIÇÃO 220 DO AGRONEGÓCIO 201,9 197, TOTAL EXPORTAÇÕES 160 AGRONEGÓCIO ,7 76, , ,1 39, ,4 20,1 20, ,0 0 NA EXPORTAÇÕES US$ BILHÕES FONTES: MDIC AND MAPA 2010 ANOS

8 PRINCIPAIS PRODUTOS DAS EXPORTAÇÕES DO SETOR AGRÍCOLA BRASILEIRO (U$ BILHÕES) COMPLEXO SOJA 10,04 17,11 17,98 2. COMPLEXO SUCROALCOOLEIRO IMPORTÂNCIA DO SETOR AGRÍCOLA 6,27 13,78 7,87 3. CARNES (FRANGO, BOVINA E SUÍNA) 3,14 14,55 13,63 4. PRODUTOS FLORESTAIS 6,69 9,33 9,28 5. CAFÉ 2,06 4,76 5,77 6. FUMO E SEUS PRODUTOS 1,43 2,75 2,76 7. COUROS E SEUS PRODUTOS 2,88 3,14 2,64 8. SUCOS DE FRUTAS 1,14 2,15 1,93 9. MILHO 0,58 1,32 2, FRUTAS FRESCAS 0,38 0,73 0,91 FONTE: MAPA, 2010.

9 PRODUTIVIDADE kg/ha A EVOLUÇÃO BRASILEIRA NA PRODUTIVIDADE DE GRÃOS * a Previsão FONTES: *IBGE ** CONAB 1453** 1528** 2649** 3149** a ANOS

10 MECANISMOS DE SUSTENTABILIDADE IMPACTOS TECNOLÓGICOS NA AGRICULTURA Produtividade ( produção / área cultivada) = impactos ambientais Produtividade (kg/ha) 123,2 119,1 122,5 114, kg/ha 131,8 149,2 Produção de Grãos (Milhões ton) 100,3 96,8 57, kg/ha 68,4 68,3 76,0 81,1 73,6 78,4 76,6 82,4 83,0 Área (Milhões ha) Fonte: CONAB

11 EVOLUÇÃO DA PRODUTIVIDADE DE SOJA NO BRASIL PRODUTIVIDADE (kg/ha) * a Previsão FONTES: *IBGE ** CONAB 1781** 1580** 2751** 2927** a ANOS

12 EVOLUÇÃO DA PRODUTIVIDADE DO MILHO NO BRASIL PRODUTIVIDADE kg/ha * 1752** 1791** 3260** 4316** 0 a Previsão FONTES: *IBGE; **CONAB a ANOS

13 Rede de Proteção Social Saúde MDS Desenvolvimento Regional Educação Previdência Sistemas de Direitos (Segmentos) Cultura Dir.Humanos Esporte Trabalho Fonte:

14 Programa Bolsa Família: características Atenção às famílias em situação de pobreza e vulnerabilidade; Compromisso do Estado e das famílias na oferta e demanda de serviços públicos de assistência social, saúde e educação; Benefícios pagos por meio do sistema bancário e preferencialmente às mulheres; Respeito à autonomia da família no uso dos recursos financeiros; Gestão compartilhada entre setores de atuação estatal e esferas de governo; Participação e controle da sociedade; Lista pública de beneficiários; Cobertura nacional com base em estimativas de famílias pobres por município. Fonte:

15 Público-Alvo: Programa Bolsa Família e Cadastro Único Cadastro Único Público-alvo: famílias com renda per capita de 1/2 salário mínimo (R$ 255,00 - U$ 137) ou com renda familiar total de até 3 salários mínimos (R$ 1.530,00 - U$ 825). O Cadastro Único possui aproximadamente 19,5 milhões de famílias, das quais 12,5 milhões são beneficiárias do PBF. Programa Bolsa Família Público-alvo: famílias com renda per capita de até R$ 140 (U$ 75.4). Famílias com renda per capita de até R$ 70 (U$ 38) recebem um benefício básico, além dos benefícios variáveis (associados à presença de crianças e adolescentes). Famílias com renda per capita acima de R$ 70 até R$ 140 recebem apenas benefícios variáveis. Fonte:

16 Programa Bolsa Família: evolução PBF: famílias beneficiárias e folha de pagamento 16,0 14,0 12,0 11,2 11,3 11,4 10,9 12,4 12,5 12,8 13,5 10,0 8,9 9,2 8,0 6,0 6,6 5,8 7,6 4,0 3,8 2, * Famílias beneficiárias (em milhões) Recursos (em R$ bilhões) Recursos previstos para 2010 Fonte:

17 Programa Bolsa Família: resultados Desigualdade Entre , o Bolsa Família foi responsável por 21% da redução observada na desigualdade Fonte: Soares et alii, Pobreza extrema PBF reduz a extrema pobreza em 8% e o hiato de pobreza em 18%. Fonte: Soares and Satyro, Das 12,4 milhões de famílias beneficiárias, cerca de 4,3 milhões superaram a linha da extrema pobreza (R$ 70 per capita/mês) graças aos benefícios. Fonte: Senarc, Impacto dos benefícios na renda familiar per capita mensal Aumento médio de renda de 48,7% (de R$ 48,69 para R$ 72,42), fazendo a família média ultrapassar a linha de extrema pobreza. Aumento na renda familiar per capita chega a 60% nas regiões Norte e Nordeste. Fonte: SENARC/MDS, Planejamento financeiro A regularidade das transferências auxilia o planejamento dos orçamentos familiares. Fonte:

18 Programa Bolsa Família: junho de 2010 Brasil: municípios 12,65 milhões de famílias beneficiárias R$ 1,2 bilhão pagos em benefícios Valor médio do benefício: R$ 94,50

19 Programa Bolsa Família: aumento na renda familiar per capita Fonte:

20 EVOLUÇÃO DA RENDA DOMICILIAR PER CAPITA BRASILEIRA* 600,00 580,00 592,1 Renda Domiciliar Per Capita (R$) 560,00 540,00 520,00 500,00 480,00 460,00 440,00 420,00 400,00 497,5 485,8 391,1 503,1 485,6 464,0 458,1 561,3 380,00 360,00 369, * Reais de ANOS FONTE: CPS/IBRE/FGV A PARTIR DE MICRODADOS DA PNAD/IBGE

21 PORCENTUAL DE MISÉRIA DA POPULAÇÃO BRASILEIRA ,2 35,3 Porcentual de Miséria ,7 29,0 28,5 27,2 28,4 27,6 26,7 28,2 25,4 22,8 19,3 18,3 16, ANOS FONTE: CPS/IBRE/FGV A PARTIR DE MICRODADOS DA PNAD/IBGE

22 EVOLUÇÃO DO ÍNDICE GINI NO BRASIL 0,610 0,600 0,602 0,594 0,590 0,599 0,600 0,592 Índice de Gini 0,580 0,570 0,560 0,550 0,580 0,581 0,566 0,552 0,540 0, ANOS ,539 FONTE: CPS/IBRE/FGV A PARTIR DE MICRODADOS DA PNAD/IBGE

23 NOVAS AÇÕES PROGRAMADAS DE COMBATE A POBREZA EXTREMA Promoção do acesso aos mercados de 500 mil famílias de agricultores familiares, assentados, povos e comunidades tradicionais. Metas de Inclusão Produtiva com Instrumentos de Apoio à Comercialização (famílias) ANO PROGRAMA DE AQUISIÇÃO DE ALIMENTOS (PAA) PROGRAMA NACIONAL DE ALIMENTAÇÃ O ESCOLAR (PNAE) PROGRAMA NACIONAL DE PRODUÇÃO E USO DO BIODISEL (PNAB) CADEIAS PRODUTIVAS E MERCADOS DIFERENCIADOS TOTAL FONTE: MINISTÉRIO DO DESESENVOLVIMENTO AGRÁRIO/SECRETARIA DA AGRICULTURA FAMILIAR

24 INSTRUMENTOS 1) Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) 175 MIL FAMÍLIAS Ampliação dos recursos do PAA para 2,0 bilhões até 2014, sendo que 80% deverão ser destinados ao MDS e 20% para o MDA. O atendimento da meta deverá se dar prioritariamente através das modalidades de compra com ação simultânea e pela de apoio a formação de estoques. A operacionalização deve ser feita por estados, municípios e pela Conab de forma complementar e de acordo com a capacidade operacional e de contrapartidas em relação ao cumprimento das metas. O direcionamento desta oferta adicional de alimentos deve ser prioritariamente destinado às famílias com maiores dificuldades de acesso à alimentação, sobretudo aquelas atendidas pelas redes de equipamentos sociais do SUAS (Sistema Unificado de Atenção Social). FONTE: MDA/SAF

25 INSTRUMENTOS 2) Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) 125 MIL FAMÍLIAS Ampliar apoio aos municípios e estados no cumprimento das aquisições da agricultura familiar (30%). Ampliar a cobertura e foco dos projetos NUTRE/MDA, que levam assistência técnica para os estados e municípios com o objetivo de qualificar a oferta e a demanda de produtos da agricultura familiar. Ampliar os recursos para alimentação escolar nos municípios e regiões que concentram maiores índices de pobreza extrema. A ampliação dessa oferta de alimentos será totalmente coberta com aquisições da agricultura familiar com metas objetivas de inclusão de agricultores familiares, assentados, povos e comunidades tradicionais situados na faixa de extrema pobreza. Avaliar a possibilidade deste aumento da disponibilidade de alimentos ser operada através do PAA. Mobilizar e dotar com maiores recursos as redes de apoio já instaladas, como as redes de ater, os colegiados territoriais e as bases de serviços do MDA. FONTE: MDA/SAF

26 INSTRUMENTOS 3) Programa Nacional de Produção e Uso do Biodiesel (PNPB) 75 MIL FAMÍLIAS Ampliar a Mistura de biodiesel ao diesel dos atuais 5% para 7%, condicionada a adesão por parte das empresas e organizações dos agricultores familiares as metas de inclusão produtiva deste plano. Ampliar a cobertura do Projeto Pólos do MDA de forma a atuar na identificação e apoio a inclusão das famílias em condições de extrema pobreza. O trabalho será realizado em conjunto com a assistência técnica das empresas e os ADRS s. Estabelecer incentivos às empresas para a inclusão de famílias em extrema pobreza no Selo Combustível Social, especialmente em relação aos assentados da reforma agrária e crédito fundiário. Incluir sementes de oleaginosas na oferta de insumos quando de famílias participantes do PNPB. FONTE: MDA/SAF

27 INSTRUMENTOS 4) Cadeias Produtivas e Mercados Diferenciados 125 MIL FAMÍLIAS Incorporar metas de inclusão produtiva de famílias em extrema pobreza em todas as chamadas, projetos e eventos de promoção comercial relacionados as cadeias produtivas e aos mercados diferenciados. O Programa Nacional de Agroindústria Familiar, o Plano Nacional da Sociobiodiversidade, a Promoção da Produção Orgânica e Agroecológica, o Artesanato, a Política Nacional de Plantas Medicinais e Fitoterápicos, o Turismo, o Projeto Talentos do Brasil Rural, as Feiras da Agricultura Familiar e o apoio a participação em eventos levarão em conta a participação de famílias em extrema pobreza. As Cadeias produtivas do Leite, Mandioca e Feijão terão apoio específico para a inclusão e melhoria da inserção produtiva de famílias em situação de extrema pobreza. FONTE: MDA/SAF

28 Orçamento Implantação Acesso aos Mercados (R$ milhões) Orçamento MDA Orçamento PAA Orçamento PNAE Total 2011 R$ 4, R$ 169, R$ 12, R$ 507, R$ 27, ,5 R$ 1.099, R$ 42, R$ 1.692,00 FONTE: MDA/SAF

29 Para cada Real aplicado, R$ 10,37 retornam para a SOCIEDADE brasileira Lucro social de R$ 18,84 Bilhões, gerados por 104 tecnologias e 140 cultivares desenvolvidas pela Embrapa 710 ações de relevante interesse social novos empregos gerados BALANÇO SOCIAL 2009

30 MUITO OBRIGADO!!!

Biodiesel no Brasil. Ricardo Borges Gomide. Departamento de Combustíveis Renováveis

Biodiesel no Brasil. Ricardo Borges Gomide. Departamento de Combustíveis Renováveis Biodiesel no Brasil Ricardo Borges Gomide Departamento de Combustíveis Renováveis São Paulo, 18.11.2011 Papel do Biodiesel 2 Biodiesel como mais um Energético na Matriz 3 Concorre com outros produtos e

Leia mais

O Desenvolvimento da Agricultura e Política Rural

O Desenvolvimento da Agricultura e Política Rural 7º Seminário Estadual de Agricultura O Desenvolvimento da Agricultura e Política Rural Deputado Estadual José Milton Scheffer Vice-Presidente da Comissão de Agricultura e Política Rural da ALESC Território

Leia mais

Grandes números (2003 a 2014)

Grandes números (2003 a 2014) Grandes números (2003 a 2014) 4,4 mi t de alimentos adquiridas R$ 5,8 bi Para aquisição de alimentos Hábitos alimentares saudáveis 3 mil itens alimentícios adquiridos Mais de 380 mil agricultores fornecedores

Leia mais

Políticas brasileiras de segurança alimentar e nutricional: compras públicas da agricultura familiar

Políticas brasileiras de segurança alimentar e nutricional: compras públicas da agricultura familiar Políticas brasileiras de segurança alimentar e nutricional: compras públicas da agricultura familiar Tópicos de abordagem Políticas públicas para a agricultura familiar Contexto e criação dos instrumentos

Leia mais

ATER e SETOR PÚBLICO no BRASIL

ATER e SETOR PÚBLICO no BRASIL Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Distrito Federal ABRIL 2015 ATER e SETOR PÚBLICO no BRASIL MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO MAPA GOVERNO FEDERAL MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO

Leia mais

O papel da AGRICULTURA FAMILIAR no

O papel da AGRICULTURA FAMILIAR no O papel da AGRICULTURA FAMILIAR no desenvolvimento do RS e do BRASIL Oportunidades de negócios para a Região Nordeste do Estado do Rio Grande do Sul Ministro Pepe Vargas Agricultura Familiar RS Receitas

Leia mais

A Mamona ainda pode funcionar no PNPB?

A Mamona ainda pode funcionar no PNPB? A Mamona ainda pode funcionar no PNPB? Wilson José Vasconcelos Dias SEAGRI/SUAF - BAHIA TEMAS A SEREM TRATADOS Analise da potencialidade e viabilidade da inclusão da mamona na PNPB Ações governamentais

Leia mais

A semente do cooperativismo no desenvolvimento competitivo do Estado do Paraná

A semente do cooperativismo no desenvolvimento competitivo do Estado do Paraná Fórum de Competitividade da Câmara Americana de Comércio - AMCHAM Curitiba 27/setembro/2017 Curitiba/PR A semente do cooperativismo no desenvolvimento competitivo do Estado do Paraná Eng. Agr. J O S É

Leia mais

Brasil Sem Miséria RURAL

Brasil Sem Miséria RURAL Brasil Sem Miséria RURAL O desafio de acabar com a miséria Nos últimos anos, 28 milhões de brasileiros superaram a pobreza; Apesar disso, ainda há 16 milhões de pessoas extremamente pobres no Brasil; Para

Leia mais

VP Negócios Emergentes SN Agronegócios. Crédito Rural

VP Negócios Emergentes SN Agronegócios. Crédito Rural VP Negócios Emergentes SN Agronegócios Crédito Rural Agronegócio no Brasil fonte: SECEX/MDIC PIB Brasil 2013 R$ 4.838 bi Agronegócios R$ 1.020 bi * 21.08% US$ Bilhões 300 250 200 Exportações Brasileiras

Leia mais

Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome. Programa Bolsa Família

Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome. Programa Bolsa Família Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome Programa Bolsa Família Brasil na América do Sul População: 175 milhões Área: 8.514.215,3 km² 26 estados e DF 5.562 municípios População pobre: em torno

Leia mais

O Brasil Melhorou. 36 milhões. de brasileiros saíram da pobreza em 10 anos. 42 milhões. de brasileiros ascenderam de classe.

O Brasil Melhorou. 36 milhões. de brasileiros saíram da pobreza em 10 anos. 42 milhões. de brasileiros ascenderam de classe. O Brasil Melhorou 36 milhões de brasileiros saíram da pobreza em 10 anos 42 milhões de brasileiros ascenderam de classe Fonte: SAE/PR O Brasil Melhorou O salário mínimo teve um aumento real de 70% Em 2003,

Leia mais

Programa Bolsa Família Desenho, Instrumentos, Evolução Institucional e Impactos. Brasília, 2 de abril de 2014

Programa Bolsa Família Desenho, Instrumentos, Evolução Institucional e Impactos. Brasília, 2 de abril de 2014 Programa Bolsa Família Desenho, Instrumentos, Evolução Institucional e Impactos Brasília, 2 de abril de 2014 O que é? A quem se destina? Qual sua dimensão? Qual o desenho básico do programa? Que desafios

Leia mais

O Mercado Institucional para a agricultura Familiar

O Mercado Institucional para a agricultura Familiar O Mercado Institucional para a agricultura Familiar Porto Alegre, 14 de novembro de 2014 Lecian Gilberto Conrad Assessor Técnico SDR/IICA lecian.conrad@iica.int (51) 3218.3378 Mercado institucional conceito

Leia mais

Os mercados institucionais: mecanismos e modalidades de compras públicas

Os mercados institucionais: mecanismos e modalidades de compras públicas Os mercados institucionais: mecanismos e modalidades de compras públicas Lecian Gilberto Conrad Especialista em cooperativismo e Consultor em Políticas Públicas para a Agricultura Familiar. leciangilberto@yahoo.com.br

Leia mais

HISTÓRICO DE ATUAÇÃO E DEMANDAS TECNOLÓGICAS DO SETOR AGROPECUÁRIO DO DF

HISTÓRICO DE ATUAÇÃO E DEMANDAS TECNOLÓGICAS DO SETOR AGROPECUÁRIO DO DF HISTÓRICO DE ATUAÇÃO E DEMANDAS TECNOLÓGICAS DO SETOR AGROPECUÁRIO DO DF Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Distrito Federal SETEMBRO 2016 O QUE É A EMATER-DF? Empresa Pública, criada em

Leia mais

IX Simpósio de Pesquisas dos Cafés do Brasil

IX Simpósio de Pesquisas dos Cafés do Brasil IX Simpósio de Pesquisas dos Cafés do Brasil Experiências Minas Gerais / EMATER - MG Curitiba Junho de 2015 PRESENÇA NO ESTADO DE MINAS GERAIS 93% dos municípios mineiros Escritório Central em Belo Horizonte

Leia mais

PLANO SAFRA AMAZÔNIA

PLANO SAFRA AMAZÔNIA Ministério do Desenvolvimento Agrário Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária Incra PLANO SAFRA AMAZÔNIA Janeiro 2014 AMAZÔNIA LEGAL 771 MUNICÍPIOS 9 ESTADOS 61% DO TERRITÓRIO BRASILEIRO 5.217.423

Leia mais

ARRANJOS PÚBLICOS. Sistema Público de Agricultura. Novembro de 2012

ARRANJOS PÚBLICOS. Sistema Público de Agricultura. Novembro de 2012 ARRANJOS PÚBLICOS Função do estado Sistema Público de Agricultura Novembro de 2012 O Sistema Público de Agricultura do Distrito Federal Secretaria de Agricultura e Desenvolvimento Rural SEAGRI/DF Empresa

Leia mais

Art. 3º Constituem objetivos fundamentais da República Federativa do Brasil: I - construir uma sociedade livre, justa e solidária

Art. 3º Constituem objetivos fundamentais da República Federativa do Brasil: I - construir uma sociedade livre, justa e solidária Art. 3º Constituem objetivos fundamentais da República Federativa do Brasil: I - construir uma sociedade livre, justa e solidária Constituição do Brasil O que é SCJS Uma Estrategia De Reconhecimento e

Leia mais

O PNPB e a Organização da Produção de Biodiesel

O PNPB e a Organização da Produção de Biodiesel O PNPB e a Organização da Produção de Biodiesel Renata Lèbre La Rovere GEI/IE/UFRJ Selena Herrera LIMA/COPPE/UFRJ 1 O Programa Nacional de Produção e Uso de Biodiesel - PNPB BIODIESEL: combustível produzido

Leia mais

Evento: O Agronegócio e o Comércio Mundial. Agronegócio Brasileiro: Atualidade e Desafio

Evento: O Agronegócio e o Comércio Mundial. Agronegócio Brasileiro: Atualidade e Desafio Evento: O Agronegócio e o Comércio Mundial Agronegócio Brasileiro: Atualidade e Desafio São Paulo, 22 de Setembro de 2015 Parece que estamos decolando ECONOMIA A BRASILEIR Agronegócio - Balança Comercial

Leia mais

A Importância para o Desenvolvimento Nacional da Participação das PYMES nas Compras Públicas. Santo Domingo República Dominicana 27 de Abril de 2015

A Importância para o Desenvolvimento Nacional da Participação das PYMES nas Compras Públicas. Santo Domingo República Dominicana 27 de Abril de 2015 A Importância para o Desenvolvimento Nacional da Participação das PYMES nas Compras Públicas Santo Domingo República Dominicana 27 de Abril de 2015 SERVIÇO BRASILEIRO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS

Leia mais

Autores de trabalhos e Fonte de Dados

Autores de trabalhos e Fonte de Dados Autores de trabalhos e Fonte de Dados Autores de trabalhos publicados: Embrapa: Eliseu Alves, Geraldo Silva e Souza, Eliana Gonçalves Gomes, Geraldo Martha, Renner Marra FGV-RJ: Daniela de Paula Rocha

Leia mais

Compras Institucionais

Compras Institucionais Compras Institucionais Estado do Distrito Federal - Brasil Brasil Cenário Nacional Objetivos Ampliar)os)canais!de! comercialização)da) AF,)usando)o)poder)de) compra)do)estado) Es8mular)circuitos! locais!de)produção!

Leia mais

Relações Brasil - China: oportunidades de negócios para o setor agropecuário

Relações Brasil - China: oportunidades de negócios para o setor agropecuário Relações Brasil - China: oportunidades de negócios para o setor agropecuário Eduardo Correa Riedel Vice-Presidente e Diretor da Confederação de Agricultura e Pecuária do Brasil - CNA Relações Brasil -

Leia mais

Objetivo Geral: Objetivos Específicos:

Objetivo Geral: Objetivos Específicos: Objetivo Geral: Superação da pobreza e geração de trabalho e renda no meio rural por meio de uma estratégia de desenvolvimento territorial sustentável. Objetivos Específicos: Inclusão produtiva das populações

Leia mais

Diretoria de Agronegócios. BB e o Agronegócio

Diretoria de Agronegócios. BB e o Agronegócio Diretoria de Agronegócios BB e o Agronegócio Importância do Agronegócio no Brasil + 35% nas exportações do país 197,9 40,9% 41,1% 37,4% 55,1 58,2 60,4 20,6 23,8 24,8 41,9% 73,1 30,6 160,6 40,4% 137,5 118,3

Leia mais

ANO INTERNACIONAL DO COOPERATIVISMO Audiência pública da Comissão de Agricultura Câmara dos Deputados

ANO INTERNACIONAL DO COOPERATIVISMO Audiência pública da Comissão de Agricultura Câmara dos Deputados Ministério do Desenvolvimento Agrário - MDA ANO INTERNACIONAL DO COOPERATIVISMO Audiência pública da Comissão de Agricultura Câmara dos Deputados Cesar José de Oliveira MDA 1 CONTEXTUALIZAÇÃO DO COOPERATIVISMO

Leia mais

O Agronegócio Hoje Atualidade e Tendências

O Agronegócio Hoje Atualidade e Tendências O Agronegócio Hoje Atualidade e Tendências AMCHAM 13 de Julho de 2016 Agronegócio - Balança Comercial - US$ Bilhões Fonte: WTO. Elaboração MBAGro. Brasil: Liderança Global no Agronegócio Suco de laranja

Leia mais

Rede de Cooperativas Agropecuárias das Américas

Rede de Cooperativas Agropecuárias das Américas Ramo Agropecuário Rede de Cooperativas Agropecuárias das Américas Paulo César Dias do Nascimento Júnior Coordenador do Ramo Agropecuário da OCB Lima, 20 e 21 de março de 2013. Sistema OCB. Você participa.

Leia mais

Programa de Aquisição de Alimentos PAA

Programa de Aquisição de Alimentos PAA Programa de Aquisição de Alimentos PAA PROGRAMA DE AQUISIÇÃO DE ALIMENTOS PAA O PAA, instituído pela Lei federal 10.696 em 2003, consiste na compra de alimentos da agricultura familiar com dispensa de

Leia mais

Município: CAROLINA / MA

Município: CAROLINA / MA O Plano Brasil Sem Miséria O Plano Brasil Sem Miséria foi lançado com o desafio de superar a extrema pobreza no país. O público definido como prioritário foi o dos brasileiros que estavam em situação de

Leia mais

A Agricultura do Brasil e do Paraná

A Agricultura do Brasil e do Paraná Governo do Estado do Paraná A Agricultura do Brasil e do Paraná Políticas Públicas para a Produção de Biodiesel Orlando Pessuti Vice-Governador Abril/2007 BRASIL 5º Maior país do mundo PIB de US$ 1,0 trilhão

Leia mais

População mundial crescerá 34% até 2050.

População mundial crescerá 34% até 2050. Agronegócio no Mundo Protagonista no Cenário Mundial População mundial crescerá 34% até 2050. 10.000 9.000 8.000 7.000 6.000 5.000 4.000 3.000 2.000 1.000-9.150 7.670 6.830 195 210 219 2009 2020 2050 Mundo

Leia mais

QUEM SOMOS? 1.2. Aproximadamente, quantas pessoas vivem na comunidade?

QUEM SOMOS? 1.2. Aproximadamente, quantas pessoas vivem na comunidade? 1 2 QUEM SOMOS? Parte 1: Perfil da comunidade. Nome da comunidade: Estado onde se localiza: Município onde se localiza: 1.1. A que distância a sua comunidade fica da cidade? 1.2. Aproximadamente, quantas

Leia mais

SECRETARIA ESPECIAL DE AGRICULTURA FAMILIAR E DO DESENVOLVIMENTO AGRÁRIO - SEAD. Delegacia Federal - DFDA/ES

SECRETARIA ESPECIAL DE AGRICULTURA FAMILIAR E DO DESENVOLVIMENTO AGRÁRIO - SEAD. Delegacia Federal - DFDA/ES SECRETARIA ESPECIAL DE AGRICULTURA FAMILIAR E DO DESENVOLVIMENTO AGRÁRIO - SEAD Delegacia Federal - DFDA/ES Site da SEAD www.mda.gov.br Fique sempre atualizado... Editais Informativos Programas Eventos

Leia mais

OFICINA. Programa de Aquisição de Alimentos - PAA: Controle Social e Compra Institucional. CONGEMAS Fortaleza - Abril/2015

OFICINA. Programa de Aquisição de Alimentos - PAA: Controle Social e Compra Institucional. CONGEMAS Fortaleza - Abril/2015 OFICINA Programa de Aquisição de Alimentos - PAA: Controle Social e Compra Institucional. CONGEMAS Fortaleza - Abril/2015 O PAA Garantia de acesso a alimentos de qualidade e diversidade por parte da rede

Leia mais

A evolução das políticas sociais brasileiras: do Bolsa Família ao Plano Brasil sem Miséria

A evolução das políticas sociais brasileiras: do Bolsa Família ao Plano Brasil sem Miséria A evolução das políticas sociais brasileiras: do Bolsa Família ao Plano Brasil sem Miséria BRASIL População (est. 2015): 204 milhões de pessoas Área: 8,5 milhões km² República Federativa: 26 estados, 5.570

Leia mais

Disponibilidade de Matérias Primas e Oportunidades de Diversificação da Matriz Energética do Biodiesel

Disponibilidade de Matérias Primas e Oportunidades de Diversificação da Matriz Energética do Biodiesel Disponibilidade de Matérias Primas e Oportunidades de Diversificação da Matriz Energética do Biodiesel Bruno Galvêas Laviola Pesquisador, Embrapa Agroenergia bruno.laviola@embrapa.br In: Câmara Setorial

Leia mais

GESTÃO E OPERACIONALIZAÇÃO DO SUAS NOS MUNICÍPIOS REGIÃO CENTRO-OESTE. RIO VERDE/GO, 03 e 04 de abril de 2013

GESTÃO E OPERACIONALIZAÇÃO DO SUAS NOS MUNICÍPIOS REGIÃO CENTRO-OESTE. RIO VERDE/GO, 03 e 04 de abril de 2013 Encontro Regional CONGEMAS GESTÃO E OPERACIONALIZAÇÃO DO SUAS NOS MUNICÍPIOS REGIÃO CENTRO-OESTE RIO VERDE/GO, 03 e 04 de abril de 2013 Cadastro Único para Programas Sociais Definição Instrumento de identificação

Leia mais

SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO

SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO WALTER ANTÔNIO ADÃO SUPERINTENDENTE DE DESENVOLVIMENTO AGROPECUARIO E DA SILVICULTURA SECRETARIA DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO CENÁRIOS - AGRONEGÓCIO 2

Leia mais

Movimento dos Pequenos Agricultores MPA. Apresentação - Embrapa. Movimento dos Pequenos Agricultores. Brasilia, 18 de Dezembro 2013 MENSAGEM

Movimento dos Pequenos Agricultores MPA. Apresentação - Embrapa. Movimento dos Pequenos Agricultores. Brasilia, 18 de Dezembro 2013 MENSAGEM Movimento dos Pequenos Agricultores MPA Apresentação - Embrapa Movimento dos Pequenos Agricultores Brasilia, 18 de Dezembro 2013 MENSAGEM SISTEMA CAMPONÊS DE PRODUÇÃO: Sustentabilidade da Agricultura Camponesa

Leia mais

COMISSÃO DE SEGURIDADE SOCIAL E FAMÍLIA 20/05/2015

COMISSÃO DE SEGURIDADE SOCIAL E FAMÍLIA 20/05/2015 COMISSÃO DE SEGURIDADE SOCIAL E FAMÍLIA 20/05/2015 Perfil da Extrema Pobreza Núcleo duro da pobreza 71% de negros e negras 60% na região Nordeste 40% de crianças e adolescentes (0 a 14 anos) Eixos do Plano

Leia mais

V AVISULAT Porto Alegre/RS

V AVISULAT Porto Alegre/RS V AVISULAT Porto Alegre/RS Avanços e desafios para o agronegócio brasileiro no mercado externo. Eduardo Sampaio Marques Secretaria de Relações Internacionais do Agronegócio SRI/MAPA Panorama do Agronegócio

Leia mais

Programa de Aquisição de Alimentos - PAA

Programa de Aquisição de Alimentos - PAA Programa de Aquisição de Alimentos - PAA Concepção do Programa Antecedentes Até 2002: poucas experiências de aquisição da agricultura familiar, desenvolvidas a nível ( escolar municipal e estadual (alimentação

Leia mais

Políticas Públicas Intersetoriais - A Relação Intersetorial na Consolidação da Proteção Social.

Políticas Públicas Intersetoriais - A Relação Intersetorial na Consolidação da Proteção Social. Ministério do Políticas Públicas Intersetoriais - A Relação Intersetorial na Consolidação da Proteção Social. Rômulo Paes Secretário Executivo do Ministério do Combate à Fome Rio de Janeiro, 30 de novembro

Leia mais

Mercado Internacional

Mercado Internacional A Força do Agronegócio no Mercado Internacional O Brasil que alimenta o mundo 1 27 FEDERAÇÕES ESTADUAIS +2mil SINDICATOS RURAIS +5milhões PRODUTORES RURAIS Fundada em 1951, a Confederação da Agricultura

Leia mais

Agronegócio e o Plano Nacional de Exportações

Agronegócio e o Plano Nacional de Exportações Agronegócio e o Plano Nacional de Exportações Alinne B. Oliveira Superintendente de Relações Internacionais Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil CNA 17 de novembro de 2015. O agronegócio e

Leia mais

O NOVO INCRA. Junho de 2015 Brasília/DF

O NOVO INCRA. Junho de 2015 Brasília/DF O NOVO INCRA Junho de 2015 Brasília/DF SUMÁRIO Contexto e conjuntura Diagnostico politico Missão e diretrizes estratégicas Números da reforma agrária Perspectiva estratégica Propostas para o Incra Contexto

Leia mais

E C O N Ô S O C E N T A L. Cultura e Tradição

E C O N Ô S O C E N T A L. Cultura e Tradição 3º. Seminário Responsabilidade Social com Foco nos Atores Interessados 7 a 8/10/2008 Biodiesel e Agricultura Familiar www.biodiesel.gov.b PNPB Pilares de Sustentação PNPB S O C I A L E C O N Ô M I C O

Leia mais

Metodologia. Modelos de Séries Temporais Específicos para previsão

Metodologia. Modelos de Séries Temporais Específicos para previsão Metodologia CONAB IBGE MAPA EMBRAPA FAPRI (Food and Agricultural Policy Research Institute ) USDA (United States Department of Agriculture) Modelos de Séries Temporais Específicos para previsão Foram usados

Leia mais

O PROGRAMA NACIONAL DE PRODUÇÃO E USO DO BIODIESEL - PNPB

O PROGRAMA NACIONAL DE PRODUÇÃO E USO DO BIODIESEL - PNPB O PROGRAMA NACIONAL DE PRODUÇÃO E USO DO BIODIESEL - PNPB Rodrigo Augusto Rodrigues Subchefe Adjunto da SAG/Casa Civil PR Coordenador da Comissão Executiva Interministerial do Biodiesel Niterói - RJ, 17

Leia mais

O Agronegócio e o Sucesso do Brasil no Mercado de Carnes Gedeão Silveira Pereira

O Agronegócio e o Sucesso do Brasil no Mercado de Carnes Gedeão Silveira Pereira O Agronegócio e o Sucesso do Brasil no Mercado de Carnes Gedeão Silveira Pereira Vice Presidente FARSUL Terra arável disponível, por pessoa no mundo Brasil EUA Rússia Índia China União Européia Congo Austrália

Leia mais

5 maiores Problemas da Humanidade até 2050

5 maiores Problemas da Humanidade até 2050 5 maiores Problemas da Humanidade até 2050 Água Energia Evolução da População Mundial 1950 2011 2050 2,5 bi 7,5 bi 9,3 bi Evolução dos Famintos 1950 2011 2050 0,5 bi 0,9 bi 1,3 bi Alimentos Lixo Pobreza

Leia mais

BOLSA FAMÍLIA Tecnologia e inovação a serviço do fim da pobreza. V Seminário de Gestão de Tecnologias e Inovação em Saúde Salvador 11/10/2013

BOLSA FAMÍLIA Tecnologia e inovação a serviço do fim da pobreza. V Seminário de Gestão de Tecnologias e Inovação em Saúde Salvador 11/10/2013 BOLSA FAMÍLIA Tecnologia e inovação a serviço do fim da pobreza V Seminário de Gestão de Tecnologias e Inovação em Saúde Salvador 11/10/2013 CRESCIMENTO DA RENDA DOMICILIAR PER CAPITA POR QUINTIL (2002

Leia mais

Panorama Atual da Agricultura Brasileira e Desenvolvimento Sustentável: tá os Riscos do Risco

Panorama Atual da Agricultura Brasileira e Desenvolvimento Sustentável: tá os Riscos do Risco Risco e Gestão do Seguro Rural no Brasil Panorama Atual da Agricultura Brasileira e Desenvolvimento Sustentável: tá os Riscos do Risco Luís Carlos Guedes Pinto Vice-Presidente de Agronegócios do Banco

Leia mais

A MANDIOCA NA AGRICULTURA FAMILIAR

A MANDIOCA NA AGRICULTURA FAMILIAR A MANDIOCA NA AGRICULTURA FAMILIAR 13º CONGRESSO BRASILEIRO DE MANDIOCA Kelma Christina M. S. Cruz Botucatu/SP, 15 de julho de 2009 SISAN Alimentação Escolar PAA Política de Abastecimento Sociobio diversidade

Leia mais

AGRONEGÓCIO RIO DE JANEIRO. Coordenação Cepea: Ph.D Geraldo Barros Dr. Arlei Luiz Fachinello Dra. Adriana Ferreira Silva

AGRONEGÓCIO RIO DE JANEIRO. Coordenação Cepea: Ph.D Geraldo Barros Dr. Arlei Luiz Fachinello Dra. Adriana Ferreira Silva AGRONEGÓCIO RIO DE JANEIRO Coordenação Cepea: Ph.D Geraldo Barros Dr. Arlei Luiz Fachinello Dra. Adriana Ferreira Silva PIB AGRONEGÓCIO RJ em 28 R$ 12,2 BILHÕES 6. 4.5 5.616 4.589 3. 1.5 1.688-261 Insumos

Leia mais

O que falaram os censos do IBGE

O que falaram os censos do IBGE O que falaram os censos do IBGE Eliseu Alves Pesquisador, Assessor do Diretor-Presidente da Embrapa Seminários Temas Estratégicos, Embrapa Estudos e Capacitação, Brasiília, 23 de junho de 2012 Autores

Leia mais

Município: TAILÂNDIA / PA

Município: TAILÂNDIA / PA O Plano Brasil Sem Miséria O Plano Brasil Sem Miséria foi lançado com o desafio de superar a extrema pobreza no país. O público definido como prioritário foi o dos brasileiros que estavam em situação de

Leia mais

Cadastro Único para Políticas Sociais

Cadastro Único para Políticas Sociais Cadastro Único para Políticas Sociais O que é o Cadastro Único? Políticas Universais Saúde Políticas Contributivas Políticas nãocontributivas e seletivas Educação Previdência Social Cadastro Único O que

Leia mais

Edição nº 81 de 28/04/2006 Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome

Edição nº 81 de 28/04/2006 Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome Edição nº 81 de 28/04/2006 Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome GABINETE DO MINISTRO PORTARIA N 148, DE 27 DE ABRIL DE 2006 Estabelece normas, critérios e procedimentos para o apoio à

Leia mais

CRÉDITO RURAL PRINCÍPIOS E APLICAÇÃO NO BRASIL

CRÉDITO RURAL PRINCÍPIOS E APLICAÇÃO NO BRASIL CRÉDITO RURAL PRINCÍPIOS E APLICAÇÃO NO BRASIL Crédito Rural Conceito Suprimento de recursos financeiros pelo SNCR, para aplicação exclusiva nas finalidades e condições do MCR (MCR 1-1) Elemento unificador

Leia mais

Territórios da Zona da Mata Sul e Norte da Paraíba e a promoção do desenvolvimento territorial sustentável: As Feiras Agroecológicas e da Agricultura

Territórios da Zona da Mata Sul e Norte da Paraíba e a promoção do desenvolvimento territorial sustentável: As Feiras Agroecológicas e da Agricultura Territórios da Zona da Mata Sul e Norte da Paraíba e a promoção do desenvolvimento territorial sustentável: As Feiras Agroecológicas e da Agricultura Familiar Roteiro de Apresentação: O que são as Feiras

Leia mais

Palma de Óleo. Pronaf Eco Dendê

Palma de Óleo. Pronaf Eco Dendê Palma de Óleo Pronaf Eco Dendê 1 A Archer Daniels Midland Company (ADM) O que fazemos: Líder no processamento e transformação de produtos agrícolas; Uma das empresas mais admiradas no ramo de produção

Leia mais

Balanço dos 10 anos do Selo Combustível Social

Balanço dos 10 anos do Selo Combustível Social SEMINÁRIO NACIONAL DE AVALIAÇÃO DO SELO COMBUSTÍVEL SOCIAL: A INCLUSÃO SOCIAL E PRODUTIVA DA AGRICULTURA FAMILIAR NOS 10 ANOS DO PNPB Balanço dos 10 anos do Selo Combustível Social Dezembro de 2015 Brasília

Leia mais

PRONAF - AGRICULTURA FAMILIAR ANO AGRÍCOLA 2015/2016

PRONAF - AGRICULTURA FAMILIAR ANO AGRÍCOLA 2015/2016 PRONAF - AGRICULTURA FAMILIAR ANO AGRÍCOLA 2015/2016 Linha Risco Beneficiários (1) Finalidade Limites (R$) Juros Prazo/Carência CUSTEIO Pronaf Custeio Grupo "A/C" (2) /FCO Assentados da Reforma Agrária

Leia mais

FOME ZERO. VI Encontro Nacional dos Coordenadores Estaduais e Centros Colaboradores em Alimentaçã. ção CGPAN/MS/Brasília

FOME ZERO. VI Encontro Nacional dos Coordenadores Estaduais e Centros Colaboradores em Alimentaçã. ção CGPAN/MS/Brasília FOME ZERO VI Encontro Nacional dos Coordenadores Estaduais e Centros Colaboradores em Alimentaçã ção e Nutriçã ção CGPAN/MS/Brasília lia-df Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome Abril/2006

Leia mais

LIDERANÇA DO PT NA CÂMARA DOS DEPUTADOS

LIDERANÇA DO PT NA CÂMARA DOS DEPUTADOS LIDERANÇA DO PT NA CÂMARA DOS DEPUTADOS Núcleo Agrário da Bancada do Partido dos Trabalhadores Analise sobre a Proposta de Lei Orçamentária 218 Os Cortes Rasos nas Ações Estruturantes das áreas Agrícola,

Leia mais

Biodiesel: Panorama e perspectivas. 23 de Abril 2014 Cuiabá - MT

Biodiesel: Panorama e perspectivas. 23 de Abril 2014 Cuiabá - MT Biodiesel: Panorama e perspectivas 23 de Abril 2014 Cuiabá - MT 1 Sumário Tecnologias de produção; A biomassa na matriz energética; Capacidade agrícola brasileira; Histórico do PNPB; Mercado; Novo marco

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO. PERFIL DO AGRONEGÓCIO BRASILEIRO Abril/2017

SECRETARIA DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO. PERFIL DO AGRONEGÓCIO BRASILEIRO Abril/2017 SECRETARIA DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO PERFIL DO AGRONEGÓCIO BRASILEIRO Abril/2017 2 ÍNDICE 03. Apresentação 04. População Rural 05. Habitantes no Campo

Leia mais

Rondônia. Agosto de 2017 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos

Rondônia. Agosto de 2017 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos Rondônia Agosto de 2017 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos PERFIL DA POPULAÇÃO RONDÔNIA Rondônia 1,81 milhão* 601,9 mil* População Domicílios Classe B 4% Classe A 3% Classe E 26% RO R$

Leia mais

Desafios e perspectivas do Programa Bolsa Família

Desafios e perspectivas do Programa Bolsa Família Desafios e perspectivas do Programa Bolsa Família Rodrigo Lofrano Coordenador-Geral de Acompanhamento das Condicionalidades Decon/Senarc/MDS Brasília, 19 de agosto de 2015 As três dimensões do Programa

Leia mais

Bilhões de Pessoas. Cenário Global. Fonte: ONU (dez/2010). Elaboração:FIEP-Deagro

Bilhões de Pessoas. Cenário Global. Fonte: ONU (dez/2010). Elaboração:FIEP-Deagro Maringá(PR) 18.05.2012 Bilhões de Pessoas Cenário Global Demanda População Mundial Mundial por Alimentos Fonte: ONU (dez/2010). Elaboração:FIEP-Deagro Cenário Global Urbanização 1,34 bi hab. 1,2 bi hab.

Leia mais

Marco de Referência de Educação Alimentar e Nutricional para as Políticas Públicas

Marco de Referência de Educação Alimentar e Nutricional para as Políticas Públicas Congresso Internacional de Alimentação Escolar: Construindo caminhos para a educação alimentar e nutricional 04 de outubro de 2017 Marco de Referência de Educação Alimentar e Nutricional para as Políticas

Leia mais

Palavras-chave: Abate de animais. Serviço de Inspeção Municipal. SIM. Município.

Palavras-chave: Abate de animais. Serviço de Inspeção Municipal. SIM. Município. O Crescimento dos Abates Inspecionados pelo Serviço de Inspeção Municipal (SIM) Osni Morinishi Rocha RESUMO Considerando a importância da produção pecuária com destaque para aves, bovinos e suínos para

Leia mais

O AGRONEGÓCIO EM MATO GROSSO

O AGRONEGÓCIO EM MATO GROSSO O AGRONEGÓCIO EM MATO GROSSO Sistema Famato Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Mato Grosso. Criada em 1965, é a representante máxima da estrutura que compõe o Sistema Sindical Rural do Estado

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO. PERFIL DO AGRONEGÓCIO BRASILEIRO Março/2016

SECRETARIA DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO. PERFIL DO AGRONEGÓCIO BRASILEIRO Março/2016 SECRETARIA DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO PERFIL DO AGRONEGÓCIO BRASILEIRO Março/2016 2 ÍNDICE 03. Apresentação 04. População Rural 05. Habitantes no Campo

Leia mais

Tarauacá - Envira - AC

Tarauacá - Envira - AC Tarauacá - Envira - AC O Território Rural Tarauacá - Envira - AC está localizado na região Norte e é composto por 3 municípios: Feijó, Jordão e Tarauacá. Desenvolvimento Territorial Dados Básicos do Território

Leia mais

ATER DE QUALIDADE E EM QUANTIDADE PARA O DESENVOLVIMENTO RURAL SUSTENTÁVEL EM MINAS GERAIS

ATER DE QUALIDADE E EM QUANTIDADE PARA O DESENVOLVIMENTO RURAL SUSTENTÁVEL EM MINAS GERAIS SINDICATO DOS TRABALHADORES EM ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL DO ESTADO DE MINAS GERAIS ATER DE QUALIDADE E EM QUANTIDADE PARA O DESENVOLVIMENTO RURAL SUSTENTÁVEL EM MINAS GERAIS DESAFIOS E PERSPECTIVAS

Leia mais

A Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso tem por objetivo unir e valorizar os produtores rurais do Estado, oferecendo serviços de

A Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso tem por objetivo unir e valorizar os produtores rurais do Estado, oferecendo serviços de A Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso tem por objetivo unir e valorizar os produtores rurais do Estado, oferecendo serviços de informação, educação, apoio e representação política.

Leia mais

Atribuições. Qualificar os profissionais Monitorar e avaliar resultados. Contratar serviços. Credenciar entidades públicas e privadas

Atribuições. Qualificar os profissionais Monitorar e avaliar resultados. Contratar serviços. Credenciar entidades públicas e privadas Atribuições Contratar serviços Qualificar os profissionais Monitorar e avaliar resultados Credenciar entidades públicas e privadas Acreditar as entidades quanto a qualidade do serviço prestado Características

Leia mais

Apresentação de Angola na XII Reunião dos Ministros do Trabalho e dos Assuntos Sociais Os Desafios na Protecção Social para alcançar a Segurança

Apresentação de Angola na XII Reunião dos Ministros do Trabalho e dos Assuntos Sociais Os Desafios na Protecção Social para alcançar a Segurança Apresentação de Angola na XII Reunião dos Ministros do Trabalho e dos Assuntos Sociais Os Desafios na Protecção Social para alcançar a Segurança Alimentar e Nutricional Maputo, 25 de Abril de 2013 Constituição

Leia mais

Cadastro Único para Programas Sociais Conhecer para Incluir

Cadastro Único para Programas Sociais Conhecer para Incluir Cadastro Único para Programas Sociais Conhecer para Incluir Seminário Internacional Sobre Integração de Bases de Dados e Sistemas de Informação para Aperfeiçoamento de Políticas Públicas 04 a 06 de Abril/16

Leia mais

Caderno de Estatísticas do Agronegócio Brasileiro

Caderno de Estatísticas do Agronegócio Brasileiro Caderno de Estatísticas do Agronegócio Brasileiro Quarto Trimestre de 2009 Promoção do Comércio e da Competitividade do Agronegócio APRESENTAÇÃO O Instituto Interamericano de Cooperação para a Agricultura

Leia mais

Biodiesel no Brasil: conjuntura atual e perspectivas

Biodiesel no Brasil: conjuntura atual e perspectivas - Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais Biodiesel no Brasil: conjuntura atual e perspectivas Daniel Furlan Amaral Economista ESALQ 17 de novembro de 2010 1 Sobre a A, Associação Brasileira

Leia mais

L. A. Horta Nogueira Universidade Federal de Itajubá

L. A. Horta Nogueira Universidade Federal de Itajubá Perspectivas para o biodiesel no Brasil L. A. Horta Nogueira Universidade Federal de Itajubá 1 Perspectivas para o biodiesel no Brasil Roteiro Evolução da produção de biodiesel Sustentabilidade e biodiesel

Leia mais

Uma estratégia de redução do desmatamento na Amazônia

Uma estratégia de redução do desmatamento na Amazônia Mercados verdes e Consumo Sustentável Deutsche Gesellschaft für Internationale Zusammenarbeit (GIZ) GmbH Uma estratégia de redução do desmatamento na Amazônia 17/05/2017 Frank Krämer Conteúdo A GIZ no

Leia mais

Produção integrada de alimento, meio ambiente e energia. Miqueli Sturbelle Schiavon

Produção integrada de alimento, meio ambiente e energia. Miqueli Sturbelle Schiavon Produção integrada de alimento, meio ambiente e energia Miqueli Sturbelle Schiavon A energia e a Humanidade Recursos e Consumo e de Energia na Terra Reservas mundiais de gás natural Reservas mundiais

Leia mais

Agenda. Contexto. O Nordeste Territorial. Fórum de Governança da Atividade Econômica. Formas de Financiamento

Agenda. Contexto. O Nordeste Territorial. Fórum de Governança da Atividade Econômica. Formas de Financiamento Agenda Contexto O Nordeste Territorial Fórum de Governança da Atividade Econômica Formas de Financiamento Área de atuação do BNB Nordeste: 1.554,4 mil Km 2 Semi-árido: 974,4 mil Km 2 (62,7% do território

Leia mais

Lista de Siglas e Abreviaturas

Lista de Siglas e Abreviaturas Lista de Siglas e Abreviaturas - ADENE - Agência de Desenvolvimento do Nordeste - APA - Área de Proteção Ambiental - ASA - Projetos de Articulação do Semi-Árido - BDMG - Banco de Desenvolvimento de Minas

Leia mais

Rede de Pesquisa, Inovação, Tecnologia, Serviços e Desenvolvimento Sustentável. em Microbacias Hidrográficas

Rede de Pesquisa, Inovação, Tecnologia, Serviços e Desenvolvimento Sustentável. em Microbacias Hidrográficas PROGRAMA RIO RURAL Núcleo de Pesquisa Participativa Pesagro-Rio / Rio Rural Rede de Pesquisa, Inovação, Tecnologia, Serviços e Desenvolvimento Sustentável em Microbacias Hidrográficas Facilitar a integração

Leia mais

PORTARIA INTERMINISTERIAL MDA e MDS e MMA Nº 239 DE 21 DE JULHO DE 2009

PORTARIA INTERMINISTERIAL MDA e MDS e MMA Nº 239 DE 21 DE JULHO DE 2009 PORTARIA INTERMINISTERIAL MDA e MDS e MMA Nº 239 DE 21 DE JULHO DE 2009 Estabelece orientações para a implementação do Plano Nacional de Promoção das Cadeias de Produtos da Sociobiodiversidade, e dá outras

Leia mais

A Chegada da Consolidação Amadurecimento na cadeia do Biodiesel

A Chegada da Consolidação Amadurecimento na cadeia do Biodiesel A Chegada da Consolidação Amadurecimento na cadeia do Biodiesel 18 de Novembro de 2011 Aprobio Introdução Associação dos Produtores de Biodiesel do Brasil Fundação: 17 de junho de 2011, sede em São Paulo

Leia mais

CONGRESSO NACIONAL COMISSÃO MISTA DE PLANOS, ORÇAMENTOS PÚBLICOS E FISCALIZAÇÃO PROJETO DE LEI DE REVISÃO DO PLANO PLURIANUAL PARA

CONGRESSO NACIONAL COMISSÃO MISTA DE PLANOS, ORÇAMENTOS PÚBLICOS E FISCALIZAÇÃO PROJETO DE LEI DE REVISÃO DO PLANO PLURIANUAL PARA CONGRESSO NACIONAL COMISSÃO MISTA DE PLANOS, ORÇAMENTOS PÚBLICOS E FISCALIZAÇÃO PROJETO DE LEI DE REVISÃO DO PLANO PLURIANUAL PARA 2004-2007 (Projeto de Lei nº 41/2005-CN) PARECER DA COMISSÃO SUBSTITUTIVO

Leia mais

1 ANO DE RESULTADOS MAIO 2012

1 ANO DE RESULTADOS MAIO 2012 1 ANO DE RESULTADOS MAIO 2012 NOTA As informações prestadas nesta publicação são provenientes do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, que coordena o Brasil Sem Miséria, e dos demais Ministérios

Leia mais

Módulo 4 do curso: Diagnóstico Comunitário Participativo.

Módulo 4 do curso: Diagnóstico Comunitário Participativo. Módulo 4 do curso: Diagnóstico Comunitário Participativo. 1 2 Curso: Diagnóstico Comunitário Participativo. Créditos Coordenação: Gleyse Peiter e Marcos Carmona. Modelo do questionário: Marcelo Vale Elaboração

Leia mais

Agricultura no Brasil. Luciano Teixeira

Agricultura no Brasil. Luciano Teixeira LUCIANO TEIXEIRA Agricultura no Brasil Luciano Teixeira Agricultura Extensiva Caracterizada geralmente pelo uso de técnicas rudimentares ou tradicionais na produção. Normalmente é utilizada para mercado

Leia mais

ENCONTRO COEGEMAS Rio de Janeiro - RJ 19 de Outubro de 2011

ENCONTRO COEGEMAS Rio de Janeiro - RJ 19 de Outubro de 2011 ENCONTRO COEGEMAS Rio de Janeiro - RJ 19 de Outubro de 2011 PLANO BRASIL SEM MISÉRIA Contexto Durante os últimos anos, houve uma redução significativa da população em condições de pobreza e extrema pobreza.

Leia mais