Prof. Leandro Morais VAZÃO

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Prof. Leandro Morais VAZÃO"

Transcrição

1 Prof. Leandro Morais VAZÃO

2 Vazão

3 Definição de Vazão - É a quantidade de líquido, gás ou sólido que passa por um determinado local por unidade de tempo. - Quantidade medida em volume (m³) ou massa (kg)

4 Tipos de Processos - Processo Contínuo: Envolve variáveis contínuas no tempo. A produção é medida em toneladas ou em metros cúbicos. Exemplos: indústrias petrolíferas, químicas, petroquímicas, papel e celulose, cimenteira, metalúrgica, de tratamento de água, geração e distribuição de energia elétrica, entre outras. - Processo Discreto: Envolve de maneira mais significativa variáveis discretas no tempo. A produção é medida em unidades produzidas. Exemplos: Indústria automobilística e fábricas em geral.

5 Tipos de Vazão Vazão Volumétrica Vazão Mássica Vazão Gravitacional

6 Definição de Vazão Qv = V t Q = Vazão volumétrica (m³/s) V = Volume (m³) T = Tempo (s)

7 Definição de Vazão Qm = M t Q = Vazão mássica (kg/s) M = Massa (kg) T = Tempo (s)

8 Definição de Vazão Qρ = W t Q = Vazão gravitacional (kgf/s) W = Peso (kgf) T = Tempo (s)

9 Condições de Medição - Ao realizar a medição é importante indicar as condições de operação de temperatura e pressão (CNTP): Temperatura: 0 C / 15 C / 20 C Pressão: Ao nível do mar / Ambiente

10 Vazão - Grandeza física representada por: Valor Numérico Unidade - Unidades: m³/s (metro cúbico por segundo) l/min (litros por minuto) galões/min kg/h (quilograma por hora)

11 Conceitos - Fluido: - Matéria cuja forma pode ser mudada e é capaz de se deslocar. - Escoamento: - Ato de um fluido se deslocar. - Perda de Carga: - Queda de pressão sofrida por um fluido em uma tubulação.

12 Perda de Carga

13 Conceitos - Montante: que se situa antes do referencial - Jusante: que se situa depois do referencial.

14 Viscosidade - Relacionada ao grau de resistência ao escoamento de um fluido em um duto qualquer. - Quanto maior a viscosidade, menor será a velocidade.

15 Viscosidade Fluido de alta viscosidade Fluido de baixa viscosidade

16 Escoamento - Regime laminar: Escoamento laminar (uniforme) sem passagem de partículas para outras camadas.

17 Escoamento - Regime turbulento: Escoamento desordenado das partículas com oscilações de velocidade e pressão.

18 Escoamento - Número de Reynolds: Número utilizado para determinar o tipo de escoamento. Re = V. D Re = Número de Reynolds V = Velocidade (m/s) D = Diâmetro (m) ʋ = Viscosidade Cinemática (m²/s) - Regime turbulento : Re > Nas medições de vazão na indústria, o regime de escoamento é na maioria turbulento com Re > ʋ

19 Escoamento

20 Escoamento - Durante o escoamento em um duto, a velocidade será máxima no ponto central do duto e mínima na parede do duto.

21 Tipos de Medidores Existem 3 tipos fundamentais de medidores de vazão: 1) Indiretos 2) Diretos 3) Especiais

22 Tipos de Medidores 1) Medidores Indiretos: Utilizam fenômenos relacionados à quantidade de fluido passante. a) Perda de Carga Variável (Área constante) - Tubo de Pitot - Tubo de Venturi - Annubar - Placa de Orifício b) Área Variável (Perda de Carga constante) - Rotâmetro

23 Tipos de Medidores 2) Medidores diretos: volume do fluido passante. a) Deslocamento positivo do fluido: - Disco Nutante - Pistão Flutuante - Rodas Ovais b) Velocidade pelo impacto do fluido: - Tipo Hélice - Tipo Turbina

24 Tipos de Medidores 3) Medidores especiais: - Eletromagnetismo - Vortex - Ultrassônico - Calhas Parshall - Vertedor

25 Tubo de Pitot - Realiza a medição da vazão através do diferencial de pressão.

26 Tubo de Pitot

27 Conforme o avião aumenta sua velocidade a pressão na ponta do tubo, marcada de vermelho (Pt), aumenta e empurra a coluna de água provocando a diferença de altura h observada Se o avião estiver em repouso, não haverá o ar empurrando a coluna dágua e consequentemente não haverá aquele h. Do outro lado a coluna dágua (ou de um líquido com densidade conhecida) é empurrada pela pressão estática, ou pressão ambiente, que é captada por aquela simples abertura adjacente ao fluxo de ar, na figura é chamada de porta de entrada para pressão estática (Po).

28 Lei de Venturi Os fluidos sob pressão, na passagem através de tubos convergentes; ganham velocidade e perdem pressão, ocorrendo o oposto em tubos divergentes.

29 Tubo de Venturi - Estreitamento da seção a fim de acelerar o fluido e diminuir sua pressão estática.

30 Um manômetro que contém um líquido de densidade ρl conecta a parte mais larga à parte mais estreita

31 Tubo de Venturi - O cálculo é baseado na equação de Bernoulli:

32 Placa de Orifício - Chapa metálica instalada a fim de obter a máxima pressão diferencial.

33 Placa de Orifício

34 Venturi X Orifício - Tubo de Venturi permite a medição de vazão em grandes tubulações, mínimo acúmulo de sedimentos. - Placa de Orifício é mais simples, mais barata, apresenta facilidade de troca, pequena dimensão.

35 Tipo Turbina - Movimento das palhetas é proporcional à vazão do fluido.

36 Tipo Turbina

37 Disco Nutante - Entrada do fluido se dá por cima do disco, provocando a nutação (movimento) do mesmo.

38 Disco Nutante - Esses medidores são muito baratos e bem precisos (2% a 1% do fundo de escala), mas a vazão mensurável está limitada a 10 l/s. Usados somente para líquidos.

39 Medidor Especial Medição de Vazão por Eletromagnetismo - O princípio de funcionamento é baseado na lei de Faraday: Quando um condutor se move dentro de um campo magnético, é produzida uma força eletromotriz (fem) proporcional à sua velocidade.

40 Medidor Especial Medição de Vazão por Eletromagnetismo - As medições por meios de instrumentos magnéticos são independentes de propriedades do fluido, tais como a densidade, a viscosidade, a pressão, a temperatura. - O única exigência é que o fluido a ser medido seja condutor de eletricidade.

41 Medidor Especial Vertedores - Medição de vazão em canais abertos. - A vazão é calculada medindo-se a altura da superfície de fluidos a montante.

42 Medidor Especial Vertedores - Utilizada nas medição de vazão em canais abertos. - A equação da vazão é dada pela fórmula: Q = 1,838. H³

43 Medidor Especial Vertedores - Quando o Vertedor não ocupa toda a largura do canal, aparecem contrações laterais, sendo assim necessário considerá-la para o cálculo da vazão: Q = 1,838. B 0,2. H. H³

44 Bibliografia PETROBRAS. Instrumentação Aplicada. Programa de Formação de Operadores de Produção e Refino de Petróleo e Gás. Rio de Janeiro, SENAI. Instrumentação Básica II: Vazão, Temperatura e Analítica. Programa de Certificação do Pessoal de Manutenção. Senai ES, Soisson, Harold. Instrumentação Industrial. Editora Hemus, Bega, Egídio. Instrumentação Industrial. 3ª Edição. Editora Interciência, 2011.

Instrumentação. Aula Medição Vazão Prof. Sergio Luis Brockveld Junior. Material desenvolvido com base na aula do professor Guilherme P.

Instrumentação. Aula Medição Vazão Prof. Sergio Luis Brockveld Junior. Material desenvolvido com base na aula do professor Guilherme P. Instrumentação Aula Medição Vazão Prof. Sergio Luis Brockveld Junior Material desenvolvido com base na aula do professor Guilherme P. Colnago Assuntos Aplicações Conceitos Medição de Vazão Experiências

Leia mais

Universidade de São Paulo Escola Politécnica Departamento de Engenharia de Sistemas Eletrônicos PSI 2461 ELETRÔNICA DE CONTROLE INDUSTRIAL

Universidade de São Paulo Escola Politécnica Departamento de Engenharia de Sistemas Eletrônicos PSI 2461 ELETRÔNICA DE CONTROLE INDUSTRIAL Universidade de São Paulo Escola Politécnica Departamento de Engenharia de Sistemas Eletrônicos PSI 2461 ELETRÔNICA DE CONTROLE INDUSTRIAL MEDIDORES DE VAZÃO MEDIDORES DE FLUXO Definição de vazão Vazão

Leia mais

Medição de Vazão. Disciplina de Instrumentação

Medição de Vazão. Disciplina de Instrumentação Medição de Vazão Disciplina de Instrumentação Equação de Bernoulli Descreve relação entre velocidade, pressão e altura Restrição em tubulação Tubo de Pitot O Tubo de Pitot é um instrumento utilizado para

Leia mais

Vazão. Conceito de Vazão

Vazão. Conceito de Vazão Vazão Conceito de Vazão Quando se toma um ponto de referência, a vazão é a quantidade do produto ou da utilidade, expressa em massa ou em volume, que passa por ele, na unidade de tempo. A unidade de vazão

Leia mais

Mecânica dos Fluidos

Mecânica dos Fluidos Mecânica dos Fluidos Medidores de Escoamento de Fluidos Prof. Universidade Federal do Pampa BA000200 Campus Bagé 17 e 18 de abril de 2017 Medidores de Escoamento 1 / 16 Medidor: Tubo de Pitot Figura 1:

Leia mais

Mecânica dos Fluidos. Aula 18 Exercícios Complementares. Prof. MSc. Luiz Eduardo Miranda J. Rodrigues

Mecânica dos Fluidos. Aula 18 Exercícios Complementares. Prof. MSc. Luiz Eduardo Miranda J. Rodrigues Aula 18 Exercícios Complementares Tópicos Abordados Nesta Aula. Exercícios Complementares. 1) A massa específica de uma determinada substância é igual a 900kg/m³, determine o volume ocupado por uma massa

Leia mais

Transmissão hidráulica de força e energia

Transmissão hidráulica de força e energia Líquidos Transmissão de força Intensificador de pressão Pressão em uma coluna de fluido Velocidade e vazão Tipos de fluxo Geração de calor Diferencial de pressão Transmissão Hidráulica de Força e Energia

Leia mais

DEPARTAMENTO DE ENERGIA LABORATÓRIO DE MECÂNICA DOS FLUIDOS MEDIDAS DE VELOCIDADE E VAZÃO

DEPARTAMENTO DE ENERGIA LABORATÓRIO DE MECÂNICA DOS FLUIDOS MEDIDAS DE VELOCIDADE E VAZÃO Nome: unesp DEPARTAMENTO DE ENERGIA Turma: 1 - OBJETIVO LABORATÓRIO DE MECÂNICA DOS FLUIDOS MEDIDAS DE VELOCIDADE E VAZÃO Familiarização com as técnicas para a medidas de velocidades e vazões de fluidos.

Leia mais

LABORATÓRIO DE HIDRÁULICA ENG 1120

LABORATÓRIO DE HIDRÁULICA ENG 1120 PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS LABORATÓRIO DE HIDRÁULICA ENG 1120 EXPERIÊNCIAS Professores: NAZARENO FERREIRA DA SILVA MARCELO TSUYOSHI HARAGUCHI GOIÂNIA, FEVEREIRO DE 2014 HIDRÁULICA 1 a Experiência:

Leia mais

Hidrodinâmica. Profª. Priscila Alves

Hidrodinâmica. Profª. Priscila Alves Hidrodinâmica Profª. Priscila Alves priscila@demar.eel.usp.br Objetivos Apresentar e discutir as equações básicas que regem a mecânica dos fluidos, tal como: Equações do movimento. Equação da continuidade.

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS Máquinas Hidráulicas

LISTA DE EXERCÍCIOS Máquinas Hidráulicas LISTA DE EXERCÍCIOS Máquinas Hidráulicas 1- Água escoa em uma tubulação de 50 mm de diâmetro a uma vazão de 5 L/s. Determine o número de Reynolds nestas condições, informe se o escoamento é laminar ou

Leia mais

Instrumentos de Vazão. Adrielle C. Santana

Instrumentos de Vazão. Adrielle C. Santana Instrumentos de Vazão Adrielle C. Santana Instrumentação Instrumentação Instrumentação Introdução Vazão é a quantidade volumétrica ou gravimétrica de determinado fluido que passa por uma determinada seção

Leia mais

1. Introdução. 2. Sensores de vazão baseados na pressão

1. Introdução. 2. Sensores de vazão baseados na pressão Sensores de Vazão 1. Introdução 2. Sensores de vazão baseados na pressão 2.1 Placa de orifício 2.2 Bocal de fluxo 2.3 Tubo de venturi 2.4 Tubo de pitot Sendo: Pt: pressão total ou de estagnação; Ps: pressão

Leia mais

Aula 6 Medição de fluxo. Prof. Gerônimo

Aula 6 Medição de fluxo. Prof. Gerônimo Aula 6 Medição de fluxo Prof. Gerônimo FLUXO: O movimento de um fluído em uma tubulação, conduto ou canal, é denominado fluxo. Definição de fluxo: É a quantidade de matéria, volume ou massa que escoa por

Leia mais

AULA 4 CINEMÁTICA DOS FLUIDOS EQUAÇÃO DA CONTINUIDADE. Prof. Gerônimo V. Tagliaferro

AULA 4 CINEMÁTICA DOS FLUIDOS EQUAÇÃO DA CONTINUIDADE. Prof. Gerônimo V. Tagliaferro AULA 4 CINEMÁTICA DOS FLUIDOS EQUAÇÃO DA CONTINUIDADE Prof. Gerônimo V. Tagliaferro Regimes ou movimentos variado e permanente Regime permanente é aquele em que as propriedades do fluido são invariáveis

Leia mais

INSTRUMENTAÇÃO INDUSTRIAL APLICADA À INDÚSTRIA DE PETRÓLEO

INSTRUMENTAÇÃO INDUSTRIAL APLICADA À INDÚSTRIA DE PETRÓLEO INSTRUMENTAÇÃO INDUSTRIAL APLICADA À INDÚSTRIA DE PETRÓLEO Professor Valner Brusamarello - UFRGS Encontro V Temas abordados no curso Encontro I Introdução e definições gerais Incertezas em medições Encontro

Leia mais

Apostila de Física 16 Hidrodinâmica

Apostila de Física 16 Hidrodinâmica Apostila de Física 16 Hidrodinâmica 1.0 Definições Hidrodinâmica Estudo dos fluidos em movimento. Escoamento turbulento A velocidade em cada ponto do fluido muda de instante para instante. Escoamento estacionário

Leia mais

HIDRODINÂMICA. Princípios gerais do movimento dos fluidos. Teorema de Bernoulli

HIDRODINÂMICA. Princípios gerais do movimento dos fluidos. Teorema de Bernoulli HIDRODINÂMICA Princípios gerais do movimento dos fluidos. Teorema de Bernoulli Movimento dos fluidos perfeitos A hidrodinâmica tem por objeto o estudo do movimento dos fluidos. Consideremos um fluido perfeito

Leia mais

RESUMO MECFLU P2. 1. EQUAÇÃO DE BERNOULLI Estudo das propriedades de um escoamento ao longo de uma linha de corrente.

RESUMO MECFLU P2. 1. EQUAÇÃO DE BERNOULLI Estudo das propriedades de um escoamento ao longo de uma linha de corrente. RESUMO MECFLU P2 1. EQUAÇÃO DE BERNOULLI Estudo das propriedades de um escoamento ao longo de uma linha de corrente. Hipóteses Fluido invíscido (viscosidade nula) não ocorre perda de energia. Fluido incompressível

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS - PRA FENÔMENOS DE TRANSPORTE

LISTA DE EXERCÍCIOS - PRA FENÔMENOS DE TRANSPORTE LISTA DE EXERCÍCIOS - PRA FENÔMENOS DE TRANSPORTE A - Viscosidade 1. (Exercício 1.1, pág. 11, Brunetti) A viscosidade cinemática ν de um óleo é de 0,028 m 2 /s e o seu peso específico relativo r é de 0,85.

Leia mais

Tubo de Pitot. Usado para medir a vazão; Vantagem: Menor interferência no fluxo; Empregados sem a necessidade de parada;

Tubo de Pitot. Usado para medir a vazão; Vantagem: Menor interferência no fluxo; Empregados sem a necessidade de parada; Tubo de Pitot Usado para medir a vazão; Vantagem: Menor interferência no fluxo; Empregados sem a necessidade de parada; Desvantagem: Diversas tecnologias, o que dificulta a calibração do equipamento (de

Leia mais

HGP Prática 8 30/1/ HIDRÁULICA GERAL PRÁTICA N 8

HGP Prática 8 30/1/ HIDRÁULICA GERAL PRÁTICA N 8 HGP Prática 8 30//03 4 ) TEMA: Medidas de velocidades de fluidos. HIDRÁULICA GERAL PRÁTICA N 8 ) OBJETIOS: Avaliação das velocidades de fluidos gasosos e líquidos em escoamento, por meio de tubo de Pitot

Leia mais

Relação Conceitual dos Medidores de Temperatura

Relação Conceitual dos Medidores de Temperatura ensão (Termopar) / Resistência (RTD ou Termistor) Lista 3 Sistemas de Instrumentação e Controle 1) Em relação a função de transferência resistência X temperatura em um RTD, resistência X temperatura em

Leia mais

Fluidodinâmica. Carlos Marlon Santos

Fluidodinâmica. Carlos Marlon Santos Fluidodinâmica Carlos Marlon Santos Fluidodinâmica Os fluidos podem ser analisados utilizando-se o conceito de sistema ou de volume de controle O sistema é definido quando uma certa quantidade de matéria

Leia mais

Mas Da figura, temos:

Mas Da figura, temos: 1. Na tubulação da figura 1, óleo cru escoa com velocidade de 2,4 m/s no ponto A; calcule até onde o nível de óleo chegará no tubo aberto C. (Fig.1). Calcule também a vazão mássica e volumétrica do óleo.

Leia mais

FENÔMENOS DE TRANSPORTES AULA 7 E 8 EQUAÇÕES DA ENERGIA PARA REGIME PERMANENTE

FENÔMENOS DE TRANSPORTES AULA 7 E 8 EQUAÇÕES DA ENERGIA PARA REGIME PERMANENTE FENÔMENOS DE TRANSPORTES AULA 7 E 8 EQUAÇÕES DA ENERGIA PARA REGIME PERMANENTE PROF.: KAIO DUTRA Equação de Euler Uma simplificação das equações de Navier-Stokes, considerando-se escoamento sem atrito

Leia mais

LABORATÓRIO DE HIDRÁULICA

LABORATÓRIO DE HIDRÁULICA ROTEIRO DE EXPERIMENTOS ENG1120 LABORATÓRIO DE HIDRÁULICA PROFESSORES: MARCELO TSUYOSHI HARAGUCHI NAZARENO FERREIRA DA SILVA FERNANDO ERNESTO UCKER GOIÂNIA, GO 2014-2 Sumário 1ª Experiência: Determinação

Leia mais

PRESSÃO. Professor: Leandro Morais Disciplina : Instrumentação Curso: Eng. Elétrica

PRESSÃO. Professor: Leandro Morais Disciplina : Instrumentação Curso: Eng. Elétrica PRESSÃO Professor: Leandro Morais Disciplina : Instrumentação Curso: Eng. Elétrica Definição de Pressão - Relacionado a atuação de uma força em uma unidade de área. Definição de Pressão P = F A P = Pressão

Leia mais

LABORATÓRIO DE ENGENHARIA QUÍMICA I

LABORATÓRIO DE ENGENHARIA QUÍMICA I LABORATÓRIO DE ENGENHARIA QUÍMICA I Prof. Gerônimo Virgínio Tagliaferro FENÔMENOS DE TRANSPORTE EXPERIMENTAL Programa Resumido 1) Cominuição e classificação de sólidos granulares 2) Medidas de Vazão em

Leia mais

FUNDAMENTAÇÃO HIDROMECÂNICA Princípios Básicos

FUNDAMENTAÇÃO HIDROMECÂNICA Princípios Básicos FUNDAMENTAÇÃO HIDROMECÂNICA Princípios Básicos Sistemas Hidráulicos podem ser descritos por leis que regem o comportamento de fluidos confinados em: regime permanente (repouso) invariante no tempo; regime

Leia mais

Halliday Fundamentos de Física Volume 2

Halliday Fundamentos de Física Volume 2 Halliday Fundamentos de Física Volume 2 www.grupogen.com.br http://gen-io.grupogen.com.br O GEN Grupo Editorial Nacional reúne as editoras Guanabara Koogan, Santos, Roca, AC Farmacêutica, LTC, Forense,

Leia mais

Medição de vazão mássica de um motor dois tempos

Medição de vazão mássica de um motor dois tempos MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL ESCOLA DE ENGENHARIA DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA MECÂNICA Medição de vazão mássica de um motor dois tempos RELATÓRIO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO

Leia mais

Cinemática dos Fluidos

Cinemática dos Fluidos Professor: Andouglas Gonçalves da Silva Júnior Instituto Federal do Rio Grande do Norte Curso: Técnico em Mecânica Disciplina: Mecânica dos Fluidos 27 de Julho de 2016 (Instituto Mecânica dos Fluidos Federal

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ESCOLA SUPERIOR DE AGRICULTURA LUIZ DE QUEIROZ DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA DE BIOSSISTEMAS AULA 3 ROTEIRO

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ESCOLA SUPERIOR DE AGRICULTURA LUIZ DE QUEIROZ DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA DE BIOSSISTEMAS AULA 3 ROTEIRO 1 UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ESCOLA SUPERIOR DE AGRICULTURA LUIZ DE QUEIROZ DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA DE BIOSSISTEMAS LEB 047 HIDRÁULICA Prof. Fernando Campos Mendonça AULA 3 ROTEIRO Tópicos da aula 3:

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL CURSOS DE ENGENHARIA DE ENERGIA E MECÂNICA MEDIÇÕES TÉRMICAS Prof. Paulo Smith Schneider

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL CURSOS DE ENGENHARIA DE ENERGIA E MECÂNICA MEDIÇÕES TÉRMICAS Prof. Paulo Smith Schneider UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL CURSOS DE ENGENHARIA DE ENERGIA E MECÂNICA MEDIÇÕES TÉRMICAS Prof. Paulo Smith Schneider Exercícios sobre medição de vazão Considere um grande reservatório (figura

Leia mais

Profa. Dra. Milena Araújo Tonon Corrêa. Turma Farmácia- 4º Termo

Profa. Dra. Milena Araújo Tonon Corrêa. Turma Farmácia- 4º Termo Profa. Dra. Milena Araújo Tonon Corrêa Turma Farmácia- 4º Termo A Mecânica dos Fluidos é a parte da mecânica aplicada que estuda o comportamento dos fluidos em repouso e em movimento A fluidização é empregada

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL ESCOLA DE ENGENHARIA DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA MECÂNICA ENERGIA E FENÔMENOS DE TRANSPORTE

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL ESCOLA DE ENGENHARIA DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA MECÂNICA ENERGIA E FENÔMENOS DE TRANSPORTE UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL ESCOLA DE ENGENHARIA DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA MECÂNICA ENERGIA E FENÔMENOS DE TRANSPORTE Avaliação de Medição de Vazão para Baixas Vazões com Tudo de Venturi

Leia mais

AULA PRÁTICA 6 HIDROMETRIA (Medição de Vazão)

AULA PRÁTICA 6 HIDROMETRIA (Medição de Vazão) !" AUA PRÁTICA 6 IDROMETRIA (Medição de Vazão) I - INTRODUÇÃO Definição: É o estudo dos métodos de medição de velocidade e vazão Importância Quantificar a vazão disponível para projetos de irrigação; Controlar

Leia mais

Aspectos a serem medidos Velocidade Magnitude Colunas de mercúrio / Pesos de referência

Aspectos a serem medidos Velocidade Magnitude Colunas de mercúrio / Pesos de referência 1 ou Volumétrico Não é uma grandeza primária É derivada da velocidade e área ou variação da massa por. densidade comprimento, tempo comprimento massa, tempo Aspectos a serem medidos Velocidade Magnitude

Leia mais

parâmetros de cálculo 4. Velocidade 5. Vazão

parâmetros de cálculo 4. Velocidade 5. Vazão parâmetros de cálculo 4. Velocidade Velocidade é distância percorrida por unidade de tempo. A unidade usual é m/s. Uma maneira de entender a velocidade da água na tubulação é imaginar uma partícula de

Leia mais

Lista de Exercícios Perda de Carga Localizada e Perda de Carga Singular

Lista de Exercícios Perda de Carga Localizada e Perda de Carga Singular Lista de Exercícios Perda de Carga Localizada e Perda de Carga Singular 1. (Petrobrás/2010) Um oleoduto com 6 km de comprimento e diâmetro uniforme opera com um gradiente de pressão de 40 Pa/m transportando

Leia mais

MECÂNICAS DOS FLUIDOS PROFESSOR: WAGNER A. S. CONCEIÇÃO 3º BIMESTRE LISTA 1

MECÂNICAS DOS FLUIDOS PROFESSOR: WAGNER A. S. CONCEIÇÃO 3º BIMESTRE LISTA 1 MECÂNICAS DOS FLUIDOS PROFESSOR: WAGNER A. S. CONCEIÇÃO 3º BIMESTRE LISTA 1 1- Um fluido a 20ºC escoa a 850cm 3 /s por um tubo de 8 cm de diâmetro. Verifique se o escoamento é laminar ou turbulento, determine

Leia mais

Vazão. 2

Vazão.  2 www.iesa.com.br 1 Entre as variáveis mais medidas, a vazão é a que requer os recursos tecnológicos mais diversos para a idealização e fabricação dos medidores e transmissores. É definida como sendo a quantidade

Leia mais

Regimes de escoamentos

Regimes de escoamentos Universidade Regional do Cariri URCA Pró Reitoria de Ensino de Graduação Coordenação da Construção Civil Disciplina: Hidráulica Aplicada Regimes de escoamentos Renato de Oliveira Fernandes Professor Assistente

Leia mais

INSTRUMENTAÇÃO - VAZÃO INSTRUMENTAÇÃO - VAZÃO

INSTRUMENTAÇÃO - VAZÃO INSTRUMENTAÇÃO - VAZÃO MEDIDORES DE VAZÃO 1. Medição por pressão diferencial (elementos primários) Placa de Orifício Tubo Venturi Bocal de Vazão Orifício Integral Tubo Pitot Tubo Annubar 2. Medição por área variável Rotâmetro

Leia mais

Décima aula de FT. Segundo semestre de 2013

Décima aula de FT. Segundo semestre de 2013 Décima aula de FT Segundo semestre de 2013 Vamos eliminar a hipótese do fluido ideal! Por que? Simplesmente porque não existem fluidos sem viscosidade e para mostrar que isto elimina uma situação impossível,

Leia mais

MEDIDAS DE PERDA DE CARGA DISTRIBUIDA

MEDIDAS DE PERDA DE CARGA DISTRIBUIDA MEDIDAS DE PERDA DE CARGA DISTRIBUIDA - OBJETIVO Consolidar o conceito de perda de carga a partir do cálculo das perdas distribuídas e localizadas em uma tubulação. - INTRODUÇÃO TEÓRICA.. PERDA DE CARGA

Leia mais

A viscosidade 35 Grandeza física transporta e sentido da transferência 35 Experiência 03: o modelo do baralho 35 Modelo de escoamento em regime

A viscosidade 35 Grandeza física transporta e sentido da transferência 35 Experiência 03: o modelo do baralho 35 Modelo de escoamento em regime SUMÁRIO I. Introdução Portfolio de Fenômenos de Transporte I 1 Algumas palavras introdutórias 2 Problema 1: senso comum ciência 4 Uma pequena história sobre o nascimento da ciência 5 Das Verdades científicas

Leia mais

HIDRÁULICA GERAL PRÁTICA 10. 1) TEMA: Vertedor Retangular de parede Delgada e de Energia Específica.

HIDRÁULICA GERAL PRÁTICA 10. 1) TEMA: Vertedor Retangular de parede Delgada e de Energia Específica. 57 HIDRÁLICA GERAL PRÁTICA 0 ) TEMA: Vertedor Retangular de parede Delgada e de Energia Específica. ) OBJETIVOS: Esta prática introduz um método de se avaliar a vazão de um fluido que escoa através de

Leia mais

Hidráulica princípios básicos

Hidráulica princípios básicos Hidráulica princípios básicos Hidráulica e Mecânica dos Fluidos o Hidráulica Líquidos Até pouco tempo todo o trabalho se limitava à água. o Mecânica dos Fluidos Líquidos e gases. Hidráulica: representa

Leia mais

HIDRÁULICA GERAL PRÁTICA 10. 1) TEMA: Vertedor Retangular de parede Delgada e de Energia Específica.

HIDRÁULICA GERAL PRÁTICA 10. 1) TEMA: Vertedor Retangular de parede Delgada e de Energia Específica. 57 HIDRÁLICA GERAL PRÁTICA 0 ) TEMA: Vertedor Retangular de parede Delgada e de Energia Específica. ) OBJETIVOS: Esta prática introduz um método de se avaliar a vazão de um fluido que escoa através de

Leia mais

I. B. de Paula MEDIDAS DE VAZÃO

I. B. de Paula MEDIDAS DE VAZÃO MEDIDAS DE VAZÃO 1 Importância da medição de vazão Utilizada em inúmeras aplicações. Alguns exemplos: 2 Importância da medição de vazão - Vazão é uma das grandezas mais utilizadas na indústria. - As aplicações

Leia mais

Física I 2010/2011. Aula 19. Mecânica de Fluidos II

Física I 2010/2011. Aula 19. Mecânica de Fluidos II Física I 2010/2011 Aula 19 Mecânica de Fluidos II Fluidos Capítulo 14: Fluidos 14-7 Fluidos Ideais em Movimento 14-8 A Equação da Continuidade 14-9 O Princípio de Bernoulli 2 Tipos de Fluxo ou Caudal de

Leia mais

Experiência 6 - Perda de Carga Distribuída ao Longo de

Experiência 6 - Perda de Carga Distribuída ao Longo de Experiência 6 - Perda de Carga Distribuída ao Longo de Tubulações Prof. Vicente Luiz Scalon 1181 - Lab. Mecânica dos Fluidos Objetivo: Medida de perdas de carga linear ao longo de tubos lisos e rugosos.

Leia mais

Capítulo 4 Equação da energia para escoamento permanente

Capítulo 4 Equação da energia para escoamento permanente Capítulo 4 Equação da energia para escoamento permanente ME4310 e MN5310 23/09/2009 OBJETIVO DA AULA DE HOJE: RESOLVER O EXERCÍCIO A SEGUIR: Determine a carga mecânica total na seção x do escoamento representada

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS PARA RECAPTULAÇÃO DOS CONTEÚDOS

LISTA DE EXERCÍCIOS PARA RECAPTULAÇÃO DOS CONTEÚDOS Curso : Engenharia civil Disciplina: Fenômeno dos transportes Professor(a): Nome do(s) Aluno(a)(s): LISTA DE EXERCÍCIOS PARA RECAPTULAÇÃO DOS CONTEÚDOS Período Letivo: 2014.2 Unidade: I Nota: Semestre:

Leia mais

HIDRODINÂMICA CONDUTOS SOB PRESSÃO

HIDRODINÂMICA CONDUTOS SOB PRESSÃO HIDRODINÂMICA CONDUTOS SOB PRESSÃO CONDUTOS SOB PRESSÃO Denominam-se condutos sob pressão ou condutos forçados, as canalizações onde o líquido escoa sob uma pressão diferente da atmosférica. As seções

Leia mais

Malhas de Controle vazão. Malhas de Controle (CP2) DEQ/UFSCar 1 / 40

Malhas de Controle vazão. Malhas de Controle (CP2)  DEQ/UFSCar 1 / 40 Malhas de Controle vazão Malhas de Controle (CP2) www.professores.deq.ufscar.br/ronaldo/cp2 DEQ/UFSCar 1 / 40 Roteiro I 1 As Cinco Malhas de Controle Mais Comuns 2 Controle de Vazão 3 Exemplos 4 Sensores

Leia mais

As forças que atuam em um meio contínuo: Forças de massa ou de corpo: todo o corpo peso e centrífuga Forças de superfície: sobre certas superfícies

As forças que atuam em um meio contínuo: Forças de massa ou de corpo: todo o corpo peso e centrífuga Forças de superfície: sobre certas superfícies Hidráulica Revisão de alguns conceitos Propriedades Físicas dos Fluidos Forças, esforços e pressão (tensão) As forças que atuam em um meio contínuo: Forças de massa ou de corpo: distribuídas de maneira

Leia mais

Unidade Curricular: Física Aplicada

Unidade Curricular: Física Aplicada Mestrado Integrado em Ciências Farmacêuticas Unidade Curricular: Física Aplicada Aulas Laboratoriais Trabalho laboratorial nº. 3 (1ª. parte) Viscosidade de Líquidos DETERMINAÇÃO DO COEFICIENTE DE VISCOSIDADE

Leia mais

AULA DO CAP. 15-2ª Parte Fluidos Ideais em Movimento DANIEL BERNOULLI ( )

AULA DO CAP. 15-2ª Parte Fluidos Ideais em Movimento DANIEL BERNOULLI ( ) AULA DO CAP. 15-2ª Parte Fluidos Ideais em Movimento DANIEL BERNOULLI (1700-1782) Radicada em Basiléia, Suíça, a família Bernoulli (ou Bernouilli) tem um papel de destaque nos meios científicos dos séculos

Leia mais

Aula 7 Medidores de fluxo. Prof. Geronimo

Aula 7 Medidores de fluxo. Prof. Geronimo Aula 7 Medidores de fluxo Prof. Geronimo BOCAL DE VAZÃO O princípio de operação é idêntico ao das placas de orifício, constituindo-se em elemento primário gerador de pressão diferencial; a relação entre

Leia mais

1.Introdução. hidráulica (grego hydoraulos) hydor = água; aulos = tubo ou condução.

1.Introdução. hidráulica (grego hydoraulos) hydor = água; aulos = tubo ou condução. 1.Introdução hidráulica (grego hydoraulos) hydor = água; aulos = tubo ou condução. Conceito : hidráulica é o ramo da engenharia que estuda a condução da água, seja através de tubulações fechadas, seja

Leia mais

TEQ Sistemas de Instrumentação e Controle de Processos Lista de Exercícios nº 2. Respostas

TEQ Sistemas de Instrumentação e Controle de Processos Lista de Exercícios nº 2. Respostas TEQ00141- Sistemas de Instrumentação e Controle de Processos Lista de Exercícios nº 2 Respostas 1) a) (0,3) Sensores do tipo Tubo de Bourdon, Diafragma e Fole. Tubo de Bourdon: consiste em um tubo com

Leia mais

= (1) 2 Fundamentos Teóricos. 2.1 Medição de vazão

= (1) 2 Fundamentos Teóricos. 2.1 Medição de vazão 2 Fundamentos Teóricos 2.1 Medição de vazão A medição de vazão é um dos mais importantes parâmetros para o controle de diversos processos, tais como nos ramos de energia (petrolífera e elétrica), medicina

Leia mais

Conceituar e equacionar o comportamento dos fluidos para o embasamento de aplicações de engenharia.

Conceituar e equacionar o comportamento dos fluidos para o embasamento de aplicações de engenharia. 2 Ementa Hidrostática: equação fundamental; equilíbrio absoluto e relativo; variação de pressões no interior de um fluído em equilíbrio; esforços sobre superfícies imersas nos fluídos; princípio de Arquimedes.

Leia mais

INSTRUMENTAÇÃO E CONTROLE DE PROCESSOS MEDIÇÃO DE DENSIDADE

INSTRUMENTAÇÃO E CONTROLE DE PROCESSOS MEDIÇÃO DE DENSIDADE INSTRUMENTAÇÃO E CONTROLE DE PROCESSOS MEDIÇÃO DE DENSIDADE Introdução A medição da densidade de líquidos fornece uma informação valiosa para a determinação da concentração ou da composição de uma solução.

Leia mais

Departamento de Engenharia Mecânica. ENG Fenômenos de Transporte I

Departamento de Engenharia Mecânica. ENG Fenômenos de Transporte I Departamento de Engenharia Mecânica ENG1011 - Fenômenos de Transporte I Aula 1: Introdução e Manometria O que é um fluido? Área de aplicação da Mecânica de Fluidos Formulação (leis de conservação; leis

Leia mais

Unidade Curricular: Física Aplicada

Unidade Curricular: Física Aplicada Mestrado Integrado em Ciências Farmacêuticas Unidade Curricular: Física Aplicada Aulas Laboratoriais Trabalho laboratorial n.º 3 (1.ª parte) Viscosidade de Líquidos DETERMINAÇÃO DO COEFICIENTE DE VISCOSIDADE

Leia mais

Mecânica dos Fluidos (MFL0001) Curso de Engenharia Civil 4ª fase Prof. Dr. Doalcey Antunes Ramos CAPÍTULO 3: FLUIDOS EM MOVIMENTO

Mecânica dos Fluidos (MFL0001) Curso de Engenharia Civil 4ª fase Prof. Dr. Doalcey Antunes Ramos CAPÍTULO 3: FLUIDOS EM MOVIMENTO Mecânica dos Fluidos (MFL0001) Curso de Engenharia Civil 4ª fase Prof. Dr. Doalcey Antunes Ramos CAPÍTULO 3: FLUIDOS EM MOVIMENTO 3.1 Descrição do Movimento dos Fluidos O método de Lagrange descreve o

Leia mais

Roteiro - Aula Prática Perda de carga:

Roteiro - Aula Prática Perda de carga: Laboratório de Hidráulica - Aula Prática de Perda de Carga 1 Roteiro - Aula Prática Perda de carga: 1. Objetivo do experimento: Estudo de perda de carga distribuída e localizada. Medição de velocidade

Leia mais

Exercício 1. Exercício 2.

Exercício 1. Exercício 2. Exercício 1. Um recipiente hermético e parcialmente evacuado tem uma tampa com uma superfície de área igual a 77 cm 2 e massa desprezível. Se a força necessária para remover a tampa é de 480 N e a pressão

Leia mais

TÍTULO: DESENVOLVIMENTO DE UM KIT DIDÁTICO DE PERDA DE CARGA CATEGORIA: EM ANDAMENTO ÁREA: ENGENHARIAS E ARQUITETURA SUBÁREA: ENGENHARIAS

TÍTULO: DESENVOLVIMENTO DE UM KIT DIDÁTICO DE PERDA DE CARGA CATEGORIA: EM ANDAMENTO ÁREA: ENGENHARIAS E ARQUITETURA SUBÁREA: ENGENHARIAS TÍTULO: DESENVOLVIMENTO DE UM KIT DIDÁTICO DE PERDA DE CARGA CATEGORIA: EM ANDAMENTO ÁREA: ENGENHARIAS E ARQUITETURA SUBÁREA: ENGENHARIAS INSTITUIÇÃO: FACULDADE DE ENGENHARIA DE SOROCABA AUTOR(ES): RAPHAEL

Leia mais

Instrumentação Industrial Plano de Aula - 16 Aulas (Aulas de 1 Hora)

Instrumentação Industrial Plano de Aula - 16 Aulas (Aulas de 1 Hora) 6395 - Instrumentação Industrial Plano de Aula - 16 Aulas (Aulas de 1 Hora) Aula 1 Capítulo 1 - Conceitos Básicos de Instrumentação Industrial 1.1. Processo...... 23 1.2. Classificações dos Processos Industriais......

Leia mais

Fenômenos de Transporte I Aula 04 Cinemática dos Fluidos

Fenômenos de Transporte I Aula 04 Cinemática dos Fluidos Fenômenos de Transporte I Aula 04 Cinemática dos Fluidos 4.1 O que é a Cinemática dos Fluidos? A CINEMÁTICA DOS FLUIDOS é parte da Física que estuda o movimento de líquidos e gases ideais, ou seja, os

Leia mais

CINEMÁTICA DOS FLUIDOS

CINEMÁTICA DOS FLUIDOS UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS - UFPEL CENTRO DE ENGENHARIAS - CENG DISCIPLINA: MECÂNICA DOS FLUIDOS CINEMÁTICA DOS FLUIDOS Prof. Dr. Hugo Alexandre Soares Guedes E-mail: hugo.guedes@ufpel.edu.br wp.ufpel.edu.br/hugoguedes

Leia mais

ESTE Aula 2- Introdução à convecção. As equações de camada limite

ESTE Aula 2- Introdução à convecção. As equações de camada limite Universidade Federal do ABC ESTE013-13 Aula - Introdução à convecção. As equações de camada limite EN 41: Aula As equações de camada limite Análise das equações que descrevem o escoamento em camada limite:

Leia mais

Conceito de Hidráulica

Conceito de Hidráulica AULA 2 Conceito de Hidráulica O significado da palavra Hidráulica é "condução de água" (do grego hydor, água e aulos, tubo, condução) No entanto, hoje estudamos o comportamento da água e de outros líquidos,

Leia mais

Sempre que há movimento relativo entre um corpo sólido e fluido, o sólido sofre a ação de uma força devido a ação do fluido.

Sempre que há movimento relativo entre um corpo sólido e fluido, o sólido sofre a ação de uma força devido a ação do fluido. V ESCOAMENTO F AO REOR E CORPOS SUBMERSOS F F F S F Sempre que há movimento relativo entre um corpo sólido e fluido, o sólido sofre a ação de uma força devido a ação do fluido. é a força total que possui

Leia mais

Escoamento completamente desenvolvido

Escoamento completamente desenvolvido Escoamento completamente desenvolvido A figura mostra um escoamento laminar na região de entrada de um tubo circular. Uma camada limite desenvolve-se ao longo das paredes do duto. A superfície do tubo

Leia mais

Fluidos - Dinâmica. Estudo: Equação da Continuidade Equação de Bernoulli Aplicações

Fluidos - Dinâmica. Estudo: Equação da Continuidade Equação de Bernoulli Aplicações Fluidos - Dinâmica Estudo: Equação da Continuidade Equação de Bernoulli Aplicações Dinâmica em Fluido Ideal Nosso fluido ideal satisfaz a quatro requisitos: 1. Escoamento laminar: a velocidade do fluido

Leia mais

Capítulo 6: Escoamento Externo Hidrodinâmica

Capítulo 6: Escoamento Externo Hidrodinâmica Capítulo 6: Escoamento Externo Hidrodinâmica Conceitos fundamentais Fluido É qualquer substância que se deforma continuamente quando submetido a uma tensão de cisalhamento, ou seja, ele escoa. Fluidos

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO DECIV DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA CIVIL

UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO DECIV DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA CIVIL UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO DECIV DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA CIVIL Tratamento de Água: Mistura Rápida DISCIPLINA: SANEAMENTO PROF. CARLOS EDUARDO F MELLO e-mail: cefmello@gmail.com Unidades de mistura

Leia mais

Aula Medição de Nível

Aula Medição de Nível Aula Medição de Nível INS23403 Instrumentação Professor: Sergio Luis Brockveld Junior Curso Técnico em Mecatrônica Módulo 3 2017/1 Nível é a altura do conteúdo, que pode ser líquido ou sólido. Trata-se

Leia mais

Cinemática dos Fluidos Definição de Vazão Volumétrica; Vazão em Massa; e Vazão em Peso

Cinemática dos Fluidos Definição de Vazão Volumétrica; Vazão em Massa; e Vazão em Peso Disciplina: Fenômenos de transportes Cinemática dos Fluidos Definição de Vazão Volumétrica; Vazão em Massa; e Vazão em Peso Prof. Ednei Pires Definição: Cinemática dos fluidos É a ramificação da mecânica

Leia mais

Mecânica Dos Fluidos

Mecânica Dos Fluidos CONCURSO PETROBRAS ENGENHEIRO(A) DE EQUIPAMENTOS JÚNIOR - MECÂNICA ENGENHEIRO(A) JÚNIOR - ÁREA: MECÂNICA PROFISSIONAL JÚNIOR - ENG. MECÂNICA Mecânica Dos Fluidos Questões Resolvidas QUESTÕES RETIRADAS

Leia mais

Lista de Exercícios de Operações Unitárias I

Lista de Exercícios de Operações Unitárias I Lista de Exercícios de Operações Unitárias I Bombas Prof. Dra. Lívia Chaguri Monitor Victor Ferreira da Motta L. Fonseca ¹Exercício 1) Considere a instalação mostrada na Figura 1. Azeite de Oliva a 20

Leia mais

Máquinas de Fluxo I (ENG03332) Material de apoio à disciplina

Máquinas de Fluxo I (ENG03332) Material de apoio à disciplina Máquinas de Fluxo I (ENG0333) - /maqflu Porto Alegre RS, Perda de carga em tubos, Slide 1/19 Máquinas de Fluxo I (ENG0333) /maqflu Material de apoio à disciplina Perda de carga em tubos Prof. Alexandre

Leia mais

Densidade relativa é a razão entre a densidade do fluido e a densidade da água:

Densidade relativa é a razão entre a densidade do fluido e a densidade da água: MECÂNICA DOS FLUIDOS 1.0 Hidrostática 1.1 Definições O tempo que determinada substância leva para mudar sua forma em resposta a uma força externa determina como tratamos a substância, se como um sólido,

Leia mais

Exercícios Mecânica de Fluídos. Introdução (Estática dos fluídos)

Exercícios Mecânica de Fluídos. Introdução (Estática dos fluídos) Exercícios Mecânica de Fluídos Introdução (Estática dos fluídos) 1. A densidade do ouro é de aproximadamente 19 g/cm 3. O que significa esse número? 2. Uma substância tem 90 g de massa e volume de 15 cm

Leia mais

Escoamento em uma curva:

Escoamento em uma curva: Escoamento em uma curva: A vazão de ar nas condições padrões, num duto plano, deve ser determinada pela instalação de tomadas de pressão numa curva. O duto tem 0,3 m de profundidade por 0,1 m de largura.

Leia mais

Fenômeno de Transportes A PROFª. PRISCILA ALVES

Fenômeno de Transportes A PROFª. PRISCILA ALVES Fenômeno de Transportes A PROFª. PRISCILA ALVES PRISCILA@DEMAR.EEL.USP.BR Proposta do Curso Critérios de Avaliação e Recuperação Outras atividades avaliativas Atividades experimentais: Será desenvolvida

Leia mais

Exercícios e exemplos de sala de aula Parte 1

Exercícios e exemplos de sala de aula Parte 1 PME2398 Termodinâmica e suas Aplicações 1 o semestre / 2013 Prof. Bruno Carmo Exercícios e exemplos de sala de aula Parte 1 Propriedade das substâncias puras: 1- Um tanque rígido com volume de 1m 3 contém

Leia mais

INSTRUMENTAÇÃO E CONTROLE. vazão. Professor Miguel Neto

INSTRUMENTAÇÃO E CONTROLE. vazão. Professor Miguel Neto INSTRUMENTAÇÃO E CONTROLE vazão Professor Miguel Neto Conceito de vazão Definição: É a quantidade de fluido que passa atravésdeumaseçãodeumatubulação ou canal por unidade de tempo. Q=vazão V=velocidade

Leia mais

DEPARTAMENTO DE ENERGIA LABORATÓRIO DE MECÂNICA DOS FLUIDOS

DEPARTAMENTO DE ENERGIA LABORATÓRIO DE MECÂNICA DOS FLUIDOS Nome: unesp DEPARTAMENTO DE ENERGIA LABORATÓRIO DE MECÂNICA DOS FLUIDOS Turma: Conservação da Massa e Quantidade de Movimento 1 - OBJETIVO Os principais objetivos desta aula prática é aplicar as equações

Leia mais

Conceitos Básicos Sensores Deprimogênios Sensores Não Deprimogênios Medição de Vazão Mássica. Leonardo A. B. Tôrres.

Conceitos Básicos Sensores Deprimogênios Sensores Não Deprimogênios Medição de Vazão Mássica. Leonardo A. B. Tôrres. Novembro de 2011 1 Conceitos Básicos 2 Sensores Deprimogênios 3 Sensores Não Deprimogênios 4 Medição de Vazão Mássica Visão Geral de Medição de Vazão I Definição da Grandeza Vazão volumétrica ou mássica

Leia mais

CAPÍTULO VI: HIDRODINÂMICA

CAPÍTULO VI: HIDRODINÂMICA CAPÍTULO VI: HIDRODINÂMICA Aula 01 Equação de Euler Hipóteses Simplificadoras para a dedução da Equação de Bernoulli Equação de Bernoulli Significado dos termos da Equação de Bernoulli Representação gráfica

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS - FENÔMENO DE TRANSPORTES II. Revisão Conservação de Energia e Massa

LISTA DE EXERCÍCIOS - FENÔMENO DE TRANSPORTES II. Revisão Conservação de Energia e Massa LISTA DE EXERCÍCIOS - FENÔMENO DE TRANSPORTES II Revisão Conservação de Energia e Massa 1) Determinar a velocidade do jato de líquido no orifício do tanque de grande dimensões da figura abaixo. Considerar

Leia mais

Instrumentos de Vazão. Adrielle C. Santana

Instrumentos de Vazão. Adrielle C. Santana Instrumentos de Vazão Adrielle C. Santana Medidor de Vazão Magnético Perda de carga mínima pelo fluido; Se baseiam na criação de potencial elétrico pelo movimento de um fluido condutor através de um campo

Leia mais