UEFS DEPARTAMENTO: CIÊNCIAS BIOLÓGICAS PROGRAMA DE DISCIPLINA U CÓDIGO DISCIPLINA EMBRIOLOGIA E HISTOLOGIA ANIMAL COMPARADA

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "UEFS DEPARTAMENTO: CIÊNCIAS BIOLÓGICAS PROGRAMA DE DISCIPLINA U CÓDIGO DISCIPLINA EMBRIOLOGIA E HISTOLOGIA ANIMAL COMPARADA"

Transcrição

1 UEFS DEPARTAMENTO: CIÊNCIAS BIOLÓGICAS PROGRAMA DE DISCIPLINA U CÓDIGO DISCIPLINA BIO 325 EMBRIOLOGIA E HISTOLOGIA ANIMAL COMPARADA CARGA HORÁRIA CRÉDITOS REQUISITOS T P E BIO 119- CITOLOGIA BÁSICA TOTAL EMENTA Gametogênese. Fecundação e implantação. Tipos especiais de fecundação. Segmentação. Gastrulação. Evolução dos folhetos embrionários. Anexos embrionários. Gemelidade. Teratologia. Conceito e classificação dos tecidos : epitelial, conjuntivo, muscular, ósseo, nervoso. Conhecimentos básicos da morfologia, histofisiologia e desenvolvimento embriológico de diversos grupos de animais, dando ênfase especial ao estudo dos vertebrados. FINALIDADE Objetivo Geral Reconhecer através de textos, fotos e observações diretas as diversas fases do desenvolvimento embrionário, desde a fecundação até a fase adulta. Observar ao microscópio, reconhecer e reproduzir por meio de desenho os diferentes tipos de tecidos. Objetivos Específicos Fornecer ao aluno fundamentos teóricos sobre Embriologia Comparada, capacitando-os a reconhecer as diversas fases do desenvolvimento embrionário de animais de várias escalas zoológicas. Identificar os gametas animais e suas estruturas. Correlacionar os gametas e suas funções. Descrever os fenômenos da gametogênese e fecundação. Identificar em modelos de gesso, as diversas etapas do desenvolvimento do anfioxo e dos cordados. Comparar as etapas do desenvolvimento dos diversos grupos estudados. Descrever a morfogênese dos diversos sistemas em mamíferos,. 1

2 Descrever a formação, estrutura e a função dos anexos embrionários. Descrever as principais técnicas de fecundação assistida e clonagem. Identificar as malformações embrionárias e suas possíveis causas. Fornecer uma complementação ao estudo da histologia capacitando-os na identificação de diferentes tecidos e órgãos através de fundamentos teóricos e práticos (observações microscópicos dos constituintes básicos da histofisiologia animal). Mostrar os diferentes métodos de preparação histológica. Proporcionar atividades de caráter interdisciplinar. Da disciplina junto ao bacharelado acadêmico: Elaborar projetos científicos na disciplina embriologia e histologia. Executar projetos científicos na disciplina embriologia e histologia. Analisar resultados dos experimentos. Discutir resultados dos experimentos. Concluir sobre resultados obtidos em experimentos. Extrapolar as conclusões e divulgar os conhecimento obtidos em todas as etapas de um projeto científico.. METODOLOGIA Serão realizadas aulas expositivas, aulas práticas, seminários, sessões de estudo e oficinas. De acordo com a necessidade de cada assunto, serão utilizados recursos audiovisuais, com projeção de dispositivos e filmes. Os alunos serão solicitados a participar ativamente de todos os trabalhos programados (uso de lâminas permanentes de tecidos de animais variados, preparação de lâminas a fresco, observação de embriões originais, conservados em formol). O papel do corpo docente será, principalmente, o de orientar os alunos e dirimir as dúvidas surgidas nos seminários, a participação de estudante será o ponto fundamental, podendo ser feita a organização e preparação dos assuntos abordados individualmente ou em grupo. 2

3 AVALIAÇÃO O critério da aprendizagem será baseada em provas escritas, orais e práticas.. Além disso, poderá levado em consideração, a participação em pesquisas didáticas, seminários, elaboração de relatórios e oficina de histologia. Exame de Domínio cognitivo Conteúdo programático Avaliação escrita Minitestes semanais / pesquisa orientada Relatório semanais das observações microscópicas e atividades práticas Exame de Domínio de habilidades técnicas Avaliação de reconhecimento de estruturas prova escrita da prática CONTEÚDO PROGRAMÁTICO TEÓRICO Embriologia Introdução ao curso de Embriologia e Histologia: Objetivos e estrutura do Curso. Embriologia como ciência e sua importância. Conceito de desenvolvimento. Reprodução sexuada: Conceito e importância. Aparelho reprodutor feminino e masculino: anatomia, estrutura histológica e histofisiologia. Gametogênese (Conceito, mudanças morfológicas durante a maturação da célula germinativa, comparação entre ovulogênese e espermatogênese) que ocorre em invertebrados e vertebrados, anfíbios, répteis, aves e mamíferos; estudos de óvulos de mamíferos espécie humana). Fecundação e implantação (Conceito e etapas, tipos de fecundação e tipos especiais de fecundação-partenogênese, regeneração, neotenia e pedogênese). Segmentação e gastrulação comparada. Organogênese (Aparecimento dos diferentes tipos de tecidos). Fechamento do corpo do embrião. Placentação. Relações materno-fetais (Anexos embrionários Tipos de placentas nos invertebrados, vertebrados e em mamíferos evolução das placentas nos mamíferos, desenvolvimento das membranas fetais e da placenta, função da placenta, âmnion, cordão umbilical, alantóide, e saco vitelínico, membranas fetais em gêmeos (dizigóticos, monozigóticos e xilófagos). Teratologia ( etiologia, fatores genéticos e fatores ambientais. 3

4 Histologia Conceito de tecido. Tecido epitelial de revestimento, características e variedades. Tecido conjuntivo - Conceito, componentes e funções. Fibras diversidade celular e variedades. Tecido cartilaginoso conceito, componentes, características e funções. 2 Tecido ósseo diversidade celular, funções e processos de ossificação. Tecido nervoso. Tecido muscular. Sangue. Hemopoiese. Órgãos Hemocitipoéticos. Teratologia ( etiologia, fatores genéticos e fatores ambientais. CONTEÚDO PROGRAMÁTICO PRÁTICA Embriologia Plano de corte Finalidade: observação tridimensional de cortes obtidos em diferentes lados. Vividissecação de: Insetos, Gastrópodes e Anélidas ( dissecação de testículos e ovários; fixação para preparação permanente de laminas de testículos e ovários). Observação de órgãos sexuais de invertebrados. Vividissecação de: anfíbios, aves e mamíferos ( dissecação de testículos e ovários, fixação para preparação permanente de laminas de testículos e ovários). Finalidade observar, relacionar e distinguir os órgãos sexuais segundo as suas estruturas e funções em várias espécies, machos e fêmeas. Observações dos gametas masculinos. Observação da morfologia dos ovos Isolécito, centrolécito e heterolécito. Finalidade Tomar como modelo o ovo Telolécito, comprar e classificar os demais tipos de ovos, quanto ao envoltório, quantidade e distribuição de vitelo. Fecundação do ovo do ouriço-do-mar. Finalidade Observar o fenômeno da fecundação in vitro e a formação da Membrana de fecundação. Desenvolvimento do Anfioxo (Branchiostoma lanceolatum). Finalidade Entender e compreender como se processa o desenvolvimento de um vertebrado primitivo. Confeccionar protótipo. 4

5 Desenvolvimento embrionário de anfíbios. Finalidade Identificar através das características peculiares os estágios iniciais do desenvolvimento de anfíbios. Confeccionar protótipo. Desenvolvimento de aves e mamíferos. Finalidade Diferenciar mórula e blástula de gástrula; comparar o desenvolvimento de aves Telolécito e Isolécito; extrapolar os conhecimentos adquiridos na confecção dos protótipos ou pesquisas didáticas. Anexos embrionários e Desenvolvimento Embrionário em Aves e Mamíferos. Finalidade Observação de diversas fases embrionárias das aves; identificação dos anexos embrionários de aves e mamíferos, correlacionando-as com as respectivas funções. Derivados dos folhetos germinativos. Finalidade Permitir ao aluno apontar as principais estruturas derivadas dos folhetos germinativos (nos invertebrados e vertebrados como: anfíbios, aves e mamíferos). TEMA PARA SEMINÁRIOS Diagnóstico precoce da gravidez (Teste imunológico e reação de Galli-Mainini) Finalidade: Detectar a presença de Gonadotrofinas Coriônicas na urina da gestante. Pesquisas didáticas. Histologia Métodos de estudos regras básicas de um laboratório de Histologia. Coleta de material (Sacrifício de espécimes) para a confecção de laminário, oficinas. Observação de lâminas em microscopia óptica nos diferentes tecidos animais comparativamente. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS LEITURA BÁSICA OBRIGATÓRIA 1. JUNQUEIRA, & CARNEIRO. Histologia básica. 9.ed., Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, p. 2. CARLSON,M. Embriologia e Biologia do desenvolvimento. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, GARTNER, LESLIE.P. ; HIATT, JAMES.L. Tratado de histologia em cores em cores, Rio de Janeiro: Guanabara, GEORGE, LUIZ L. ; ALVES, CARLOS E. R. Histologia comparada. 2.ED. São Paulo: Roca, GARCIA,S.L.; et al. Embriologia. Porto Alegre: Artmed,

6 6. WELSCH ULRICH E STORCH VOLKER. Estudo comparado de la citologia e histologia animal. Urmo. Espanha p. KOVALICZN, R. A. (ORG). BIOKIT Fotomicrografias e textos. UEPG p. 7. STEVES E LOWE. Histologia. Espanha, Ed. Manole MOORE, GEORGE EDWARD. Embriologia clínica. 4.ed., Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, MOORE, K.L. Embriologia Básica 5ª ed. R.J. Guanabara Koogan, GILBERT, SCOTT.F. ; Biologia do Desnvolvimento, Ribeirão Preto: Sociedade Brasileira de Genática, p.: il. COMPLEMENTAR: 1. ALMEIDA, JORGR MAMEDE. Embriologia Veterinária Comparada, Guanabara Koogan, p.: il. 2. CORMACK,D.D. Fundamentos da Histologia. 9.ed., Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, DI FIORI,M.S.H. Atlas de histologia. 7.ed., Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, GENESER, FINN - Atlas De Histologia. Trad. Manuel De J. Simões. Et Al., São Paulo, Editora Médica Panamericana, P. Il. 5. HAM, ARTHUR W. Histologia. 8 Ed., Trad. Antônio B. O. Filho Et Al, Rio De Janeiro, Guanabara Koogan, 1983, 907 P. Il. 6. KESSEL, RICHARD G. Histologia médica básica: a biologia das células, tecidos e órgãos. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, MOORE, GEORGE EDWARD. Embriologia básica. 5.ed.,Rio de Janeiro: Guanabara, MOORE, KEITH L. Embriologia Básica. Rio De Janeiro, Interamericana, P. Il. 9. MOORE, GEORGE EDWARD. Embriologia básica. 5.ed.,Rio de Janeiro: Guanabara, MAIA, GEORGE DOYLE. Embriologia humana. São Paulo: Atheneu, RANGEL. NELLO DE MOURA. Fundamentos de Embriologia Geral. Guanabara p.:il 12. ROSS E ROWRELL Histologia textos e atlas 2ª ed. Panamericana SNELL, R. S. Histologia Clínica. Rio De Janeiro, Interamericana, P. Il. 14. ZAGO, D.; JUNQUEIRA, C. L. Embriologia Médica e Comparada. 3ªed. Guanabara p.: il. 15. WHEATER, BURKITT. Histologia Funcional. 1996, Guanabara Koogan 16. YOUNG, BÁRBARA ; et al. Wheater: histologia funcional. 4.ed.,Rio de Janeiro: Guanabara Koogan,

7 7

DIVISÃO DE ASSUNTOS ACADÊMICOS Secretaria Geral de Cursos PROGRAMA DE DISCIPLINA

DIVISÃO DE ASSUNTOS ACADÊMICOS Secretaria Geral de Cursos PROGRAMA DE DISCIPLINA DIVISÃO DE ASSUNTOS ACADÊMICOS Secretaria Geral de Cursos PROGRAMA DE DISCIPLINA DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS CÓDIGO: BIO343 DISCIPLINA: EMBRIOLOGIA E HISTOLOGIA ANIMAL COMPARADA I CARGA HORÁRIA:

Leia mais

Ministério da Educação UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ. Campus Santa Helena PLANO DE ENSINO

Ministério da Educação UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ. Campus Santa Helena PLANO DE ENSINO Ministério da Educação UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ Campus Santa Helena PLANO DE ENSINO CURSO LICENCIATURA EM CIÊNCIAS BIOLÓGICAS MATRIZ 1 FUNDAMENTAÇÃO LEGAL Resolução nº 077/1 COGEP, de

Leia mais

Programa Analítico de Disciplina CBI212 Histologia e Embriologia

Programa Analítico de Disciplina CBI212 Histologia e Embriologia Catálogo de Graduação 016 da UFV 0 Programa Analítico de Disciplina CBI1 Histologia e Embriologia Campus Rio Paranaíba - Campus Rio Paranaíba Número de créditos: 5 Teóricas Práticas Total Duração em semanas:

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ESTÉTICA E COSMÉTICA Autorizado pela Portaria MEC nº 433 de , DOU de

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ESTÉTICA E COSMÉTICA Autorizado pela Portaria MEC nº 433 de , DOU de CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ESTÉTICA E COSMÉTICA Autorizado pela Portaria MEC nº 433 de 21.10.11, DOU de 24.10.11 Componente Curricular: Citologia e Histologia Código: --- Pré-requisito: ----- Período

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ESTÉTICA E COSMÉTICA Autorizado pela Portaria MEC nº 433 de , DOU de

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ESTÉTICA E COSMÉTICA Autorizado pela Portaria MEC nº 433 de , DOU de CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ESTÉTICA E COSMÉTICA Autorizado pela Portaria MEC nº 433 de 21.10.11, DOU de 24.10.11 Componente Curricular: Citologia e Histologia Código: -- Pré-requisito: -- Período

Leia mais

Programa Analítico de Disciplina BIO220 Histologia e Embriologia

Programa Analítico de Disciplina BIO220 Histologia e Embriologia Catálogo de Graduação 206 da UFV 0 Programa Analítico de Disciplina Departamento de Biologia Geral - Centro de Ciências Biológicas e da Saúde Número de créditos: Teóricas Práticas Total Duração em semanas:

Leia mais

liberada por se tratar de um documento não aprovado pela PUC Goiás.

liberada por se tratar de um documento não aprovado pela PUC Goiás. PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS Pró-Reitoria de Graduação - PROGRAD Plano de Ensino 2016/1 Atenção! Este Plano de Ensino é um Rascunho. Sua impressão não está liberada por se tratar de um documento

Leia mais

Campus de Botucatu PLANO DE ENSINO ( X ) OBRIGATÓRIA ( ) OPTATIVA. DOCENTE RESPONSÁVEL : Profa. Dra. Wilma De Grava Kempinas

Campus de Botucatu PLANO DE ENSINO ( X ) OBRIGATÓRIA ( ) OPTATIVA. DOCENTE RESPONSÁVEL : Profa. Dra. Wilma De Grava Kempinas PLANO DE ENSINO I - IDENTIFICAÇÃO CURSO: Ciências Biológicas MODALIDADE: Licenciatura e Bacharelado DISCIPLINA: Embriologia Comparada ( X ) OBRIGATÓRIA ( ) OPTATIVA DEPARTAMENTO: Morfologia DOCENTE RESPONSÁVEL

Leia mais

PLANO DE ENSINO (2017/1)

PLANO DE ENSINO (2017/1) PLANO DE ENSINO (2017/1) 1. IDENTIFICAÇÃO DA DISCIPLINA: CITOLOGIA, HISTOLOGIA E EMBRIOLOGIA CURSO: Farmácia A. NOMENCLATURA CÓDIGO CH CRÉDITOS PRÉ-REQUISITO TEÓRICOS PRÁTICOS IBM029 120 4 2 Não há B.

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E DO DESPORTO FACULDADE DE ENFERMAGEM. CARGA HORÁRIA TEÓRICA: 30 horas

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E DO DESPORTO FACULDADE DE ENFERMAGEM. CARGA HORÁRIA TEÓRICA: 30 horas SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E DO DESPORTO FACULDADE DE ENFERMAGEM PROGRAMA DE DISCIPLINA DISCIPLINA: HISTOLOGIA E EMBRIOLOGIA GERAL (Turmas A e B) GRADE: Resolução CEPEC Nº 831 MATRIZ

Leia mais

CURSO: Farmácia. INFORMAÇÕES BÁSICAS Unidade curricular Histologia e Embriologia Carga Horária Prática 36 Habilitação / Modalidade Bacharelado EMENTA

CURSO: Farmácia. INFORMAÇÕES BÁSICAS Unidade curricular Histologia e Embriologia Carga Horária Prática 36 Habilitação / Modalidade Bacharelado EMENTA Turno: Integral Currículo 2014 Período 2º Tipo Obrigatória Teórica 54 CURSO: Farmácia INFORMAÇÕES BÁSICAS Unidade curricular Histologia e Embriologia Carga Horária Prática 36 Habilitação / Modalidade Bacharelado

Leia mais

Programa Analítico de Disciplina CBF221 Histologia Básica

Programa Analítico de Disciplina CBF221 Histologia Básica 0 Programa Analítico de Disciplina Campus de Florestal - Campus de Florestal Número de créditos: Teóricas Práticas Total Duração em semanas: 15 Carga horária semanal Períodos - oferecimento: II Carga horária

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO UNIRIO CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE ESCOLA DE NUTRIÇÃO PROGRAMA DE DISCIPLINA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO UNIRIO CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE ESCOLA DE NUTRIÇÃO PROGRAMA DE DISCIPLINA UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO UNIRIO CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE ESCOLA DE NUTRIÇÃO CURSO: Bacharelado em Nutrição DEPARTAMENTO:Ciências Morfológicas PROGRAMA DE DISCIPLINA

Leia mais

Programa Analítico de Disciplina BIO222 Embriologia Básica

Programa Analítico de Disciplina BIO222 Embriologia Básica Catálogo de Graduação 016 da UFV 0 Programa Analítico de Disciplina BIO Embriologia Básica Departamento de Biologia Geral - Centro de Ciências Biológicas e da Saúde Número de créditos: Teóricas Práticas

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Decanato Acadêmico

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Decanato Acadêmico Unidade Universitária:Centro de Ciências Biológicas e da Saúde Curso:Farmácia Disciplina: Biologia Celular e Tecidual Professor:Yur Maria e Souza Tedesco Núcleo Temático: Análises Clínicas DRT: 106.908-6

Leia mais

ANEXOS EMBRIONÁRIOS EMBRIOLOGIA

ANEXOS EMBRIONÁRIOS EMBRIOLOGIA ANEXOS EMBRIONÁRIOS EMBRIOLOGIA Embriologia A embriologia é a parte da Biologia que estuda o desenvolvimento dos embriões animais. Há grandes variações, visto que os animais invertebrados e vertebrados

Leia mais

Embriologia. Prof. Mateus Grangeiro

Embriologia. Prof. Mateus Grangeiro Embriologia Prof. Mateus Grangeiro OBJETIVOS DA AULA Comparar a espermatogênese com a ovulogênese. Descrever os principais eventos da fecundação. Introduzir os processos básicos do desenvolvimento embrionário,

Leia mais

PROGRAMA DA DISCIPLINA EMENTA. Estudo da estrutura e inter-relação dos constituintes teciduais (células e material extracelular) de um organismo.

PROGRAMA DA DISCIPLINA EMENTA. Estudo da estrutura e inter-relação dos constituintes teciduais (células e material extracelular) de um organismo. UPE Campus Petrolina PROGRAMA DA DISCIPLINA Curso:Enfermagem Disciplina: Histologia Carga Horária: 75 h Teórica: 45 h Prática: 30 h Semestre: 2013.2 Professor: Juliane Silva Obrigatória: ( X ) Eletiva:

Leia mais

Em Biologia, o desenvolvimento envolve diversos aspectos:

Em Biologia, o desenvolvimento envolve diversos aspectos: Embriologia A embriologia é a parte da Biologia que estuda o desenvolvimento dos embriões animais. Há grandes variações, visto que os animais invertebrados e vertebrados apresentam muitos diferentes aspectos

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE FEIRA DE SANTANA PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO COLEGIADO DO CURSO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE FEIRA DE SANTANA PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO COLEGIADO DO CURSO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS UNIVERSIDADE ESTADUAL DE FEIRA DE SANTANA PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO COLEGIADO DO CURSO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS Página 1 de 5 CÓDIGO COMPONENTE CURRICULAR PRÉ-REQUISITO(S) BIO 369 Embriologia e

Leia mais

Disciplina: Anatomia e Histologia

Disciplina: Anatomia e Histologia Curso de Graduação em Enfermagem Departamento de logia Disciplina: Anatomia e Histologia Ano: 2012 Série: 1º ano Semestre: 1º Carga Horária: 45 horas teórico-práticas Departamento: logia Coordenador: Profa.

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE PLANO DE ENSINO

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE PLANO DE ENSINO UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE PLANO DE ENSINO Unidade Universitária: CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE Curso: EDUCAÇÃO FISICA Disciplina: BASES BIOLÓGICAS

Leia mais

REPRODUÇÃO. Prof. Edgard Manfrim - Biologia

REPRODUÇÃO. Prof. Edgard Manfrim - Biologia REPRODUÇÃO Prof. Edgard Manfrim - Biologia REPRODUÇÃO ASSEXUADA BROTAMENTO OU GEMIPARIDADE ESPONGIÁRIO E CELENTERADO ESTROBILIZAÇÃO MEDUSAS REGENERAÇÃO PLANÁRIAS Prof. Edgard Manfrim - Biologia Prof. Edgard

Leia mais

Embriologia. Prof. César Lima

Embriologia. Prof. César Lima Embriologia A embriologia é a parte da Biologia que estuda o desenvolvimento dos embriões animais. Há grandes variações, visto que os animais invertebrados e vertebrados apresentam muitos diferentes aspectos

Leia mais

Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Campus Dois Vizinhos PLANO DE ENSINO. CURSO Bacharelado em Zootecnia MATRIZ 4

Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Campus Dois Vizinhos PLANO DE ENSINO. CURSO Bacharelado em Zootecnia MATRIZ 4 Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Campus Dois Vizinhos PLANO DE ENSINO CURSO Bacharelado em Zootecnia MATRIZ 4 FUNDAMENTAÇÃO LEGAL Resolução n 80/06 - COEPP DISCIPLINA/UNIDADE

Leia mais

PROGRAMA DE DISCIPLINA

PROGRAMA DE DISCIPLINA PROGRAMA DE DISCIPLINA Disciplina: Histologia Especial Código da Disciplina: VET203 Curso: Medicina Veterinária Semestre de oferta da disciplina: 2 P Faculdade responsável: Medicina Veterinária Programa

Leia mais

Curso: CIÊNCIAS BIOMÉDICAS

Curso: CIÊNCIAS BIOMÉDICAS INSTITUTO DE BIOCIÊNCIAS - UNESP - BOTUCATU DEPARTAMENTO DE MORFOLOGIA Curso: CIÊNCIAS BIOMÉDICAS Disciplina: EMBRIOLOGIA HUMANA Docentes da Disciplina: Prof. Dr. Wellerson Rodrigo Scarano (Responsável)

Leia mais

Programa Analítico de Disciplina CBF222 Embriologia

Programa Analítico de Disciplina CBF222 Embriologia Catálogo de Graduação 016 da UFV 0 Programa Analítico de Disciplina CBF Embriologia Campus de Florestal - Campus de Florestal Número de créditos: Teóricas Práticas Total Duração em semanas: 15 Carga horária

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE PLANO DE ENSINO. Código da disciplina: CITOLOGIA E HISTOLOGIA

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE PLANO DE ENSINO. Código da disciplina: CITOLOGIA E HISTOLOGIA UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE PLANO DE ENSINO Unidade Universitária: CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE Curso: EDUCAÇÃO FISICA Núcleo Temático: Disciplina:

Leia mais

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EMENTA

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EMENTA EIXO TECNOLÓGICO: Infraestrutura Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO CURSO: Curso Técnico em Edificações FORMA/GRAU:(X )integrado ( )subsequente ( ) concomitante ( ) bacharelado ( ) licenciatura ( ) tecnólogo

Leia mais

Curso de Graduação em Medicina

Curso de Graduação em Medicina Curso de Graduação em Medicina Disciplina: Embriologia I Ano: 2011 Série: 1º ano Carga Horária: 94 horas teórico-práticas Departamento: ogia Coordenador: Prof. Macéa Considerações: A disciplina de Embriologia

Leia mais

REPRODUÇÃO E DESENVOLVIMENTO EMBRIONÁRIO. Professor Heverton Alencar

REPRODUÇÃO E DESENVOLVIMENTO EMBRIONÁRIO. Professor Heverton Alencar REPRODUÇÃO E DESENVOLVIMENTO EMBRIONÁRIO Professor Heverton Alencar Sistema reprodutor masculino Testículo - produção de espermatozoides e também a produção de testosterona (hormônio sexual masculino);

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E DO DESPORTO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E DO DESPORTO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E DO DESPORTO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS UNIDADE: INSTITUTO DE BIOLOGIA DEPARTAMENTO: MORFOLOGIA DISCIPLINA: HISTOLOGIA I CÓDIGO: 040026 ANO: 2013 SEMESTRE: 2º CARGA HORÁRIA:

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS, SAÚDE E TECNOLOGIA - IMPERATRIZ. CURSO DE ENFERMAGEM PLANO DE ENSINO

UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS, SAÚDE E TECNOLOGIA - IMPERATRIZ. CURSO DE ENFERMAGEM PLANO DE ENSINO UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS, SAÚDE E TECNOLOGIA - IMPERATRIZ. CURSO DE ENFERMAGEM PLANO DE ENSINO DISICIPLINA GENÉTICA, EVOLUÇÃO E EMBRIOLOGIA Período 2º PROFESSOR Fernando

Leia mais

Aula Prática No 1. Introdução aos conceitos gerais de Biologia do Desenvolvimento

Aula Prática No 1. Introdução aos conceitos gerais de Biologia do Desenvolvimento Aula Prática No 1. Introdução aos conceitos gerais de Biologia do Desenvolvimento A palavra "Desenvolvimento" está relacionada com mudanças progressivas que ocorrem na vida dos organismos. Essas mudanças

Leia mais

COLÉGIO MONS. JOVINIANO BARRETO

COLÉGIO MONS. JOVINIANO BARRETO GABARITO DISCIPLINA: QUÍ. II/ BIO. II COLÉGIO MONS. JOVINIANO BARRETO 52 ANOS DE HISTÓRIA ENSINO E DISCIPLINA QUEM NÃO É O MAIOR TEM QUE SER O MELHOR Rua Frei Vidal, 1621 São João do Tauape/Fone/Fax: 3272-1295

Leia mais

Programa Analítico de Disciplina CBF120 Citologia e Histologia

Programa Analítico de Disciplina CBF120 Citologia e Histologia Catálogo de Graduação 06 da UFV 0 Programa Analítico de Disciplina CBF0 Citologia e Histologia Campus de Florestal - Campus de Florestal Número de créditos: Teóricas Práticas Total Duração em semanas:

Leia mais

Bio. Semana 12. Nelson Paes (Rebeca Khouri) (Hélio Fresta)

Bio. Semana 12. Nelson Paes (Rebeca Khouri) (Hélio Fresta) Semana 12 Nelson Paes (Rebeca Khouri) (Hélio Fresta) Este conteúdo pertence ao Descomplica. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados. CRONOGRAMA

Leia mais

FICHA DE UNIDADE CURRICULAR (UC)

FICHA DE UNIDADE CURRICULAR (UC) Ano letivo 2014/2015 Ano/Semestre curricular 1ºAno/2ºSemestre Unidade Curricular [designação e tipo/se é do tipo obrigatório ou optativo] FICHA DE UNIDADE CURRICULAR (UC) Curso Equinicultura Ano letivo

Leia mais

BIOVESTIBA.NET BIOLOGIA VIRTUAL Profº Fernando Teixeira UFRGS EMBRIOLOGIA

BIOVESTIBA.NET BIOLOGIA VIRTUAL Profº Fernando Teixeira UFRGS EMBRIOLOGIA UFRGS EMBRIOLOGIA 1. (Ufrgs 2012) Assinale a alternativa que preenche corretamente as lacunas do enunciado abaixo, na ordem em que aparecem. Em mamíferos, o... e as células trofoblásticas interagem com

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS DEPARTAMENTO DE BIOLOGIA CELULAR, EMBRIOLOGIA E GENÉTICA PROGRAMA DE ENSINO

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS DEPARTAMENTO DE BIOLOGIA CELULAR, EMBRIOLOGIA E GENÉTICA PROGRAMA DE ENSINO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS DEPARTAMENTO DE BIOLOGIA CELULAR, EMBRIOLOGIA E GENÉTICA PROGRAMA DE ENSINO I IDENTIFICAÇÃO DA DISCIPLINA NOME: Biologia Celular e Embriologia

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Decanato Acadêmico

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Decanato Acadêmico Unidade Universitária: CCBS - CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE Curso: CIÊNCIAS BIOLÓGICAS Disciplina: ZOOLOGIA III (VERTEBRADOS I) Núcleo Temático: DIVERSIDADE BIOLÓGICA Código da Disciplina: 020.1378.9

Leia mais

Introdução à Biologia. Profª Laís F. O.

Introdução à Biologia. Profª Laís F. O. Introdução à Biologia Profª Laís F. O. SERES VIVOS Organização celular Composição química Reprodução Metabolismo Hereditariedade Adaptação ao meio Variabilidade Excitabilidade... BIOLOGIA CITOLOGIA HISTOLOGIA

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS INSTITUTO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS INSTITUTO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS INSTITUTO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO Nº. 89/2013 - ÁREA DE HISTOLOGIA E EMBRIOLOGIA NORMAS COMPLEMENTARES O DIRETOR DO INSTITUTO

Leia mais

Bio. Semana 17. Rubens Oda Alexandre Bandeira (Hélio Fresta) (Rebeca Khouri)

Bio. Semana 17. Rubens Oda Alexandre Bandeira (Hélio Fresta) (Rebeca Khouri) Semana 17 Rubens Oda Alexandre Bandeira (Hélio Fresta) (Rebeca Khouri) Este conteúdo pertence ao Descomplica. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Unidade Universitária: CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE Curso: CIÊNCIAS BIOLÓGICAS Disciplina: ZOOLOGIA III (VERTEBRADOS I) Professor(es): Profa Dra Mônica Ponz Louro Código da Disciplina: 020.1378.9

Leia mais

PROCESSO SELETIVO DE TRANSFERÊNCIA DE ALUNOS E PORTADOR DE DIPLOMA DE GRADUAÇÃO PRIMEIRO SEMESTRE 2016 ANEXO III

PROCESSO SELETIVO DE TRANSFERÊNCIA DE ALUNOS E PORTADOR DE DIPLOMA DE GRADUAÇÃO PRIMEIRO SEMESTRE 2016 ANEXO III ANEXO III CURSOS: BIOMEDICINA, ENFERMAGEM, FISIOTERAPIA, NUTRIÇÃO E TERAPIA OCUPACIONAL ANATOMIA HUMANA I 1 Introdução ao Estudo da Anatomia Humana 2 Sistema Esquelético 3 Articulações ou Junturas 4 Sistema

Leia mais

EMBRIOLOGIA. Prof. Leonardo F. Stahnke. Embriologia (Ontogênese)

EMBRIOLOGIA. Prof. Leonardo F. Stahnke. Embriologia (Ontogênese) EMBRIOLOGIA Prof. Leonardo F. Stahnke Embriologia (Ontogênese) São os processos de transformação que ocorrem no zigoto após a fecundação e que levam à formação de um indivíduo. 1 Embriologia (Ontogênese)

Leia mais

Aula Prática N 4. Gastrulação Protocolo da Aula 8 (08/05)

Aula Prática N 4. Gastrulação Protocolo da Aula 8 (08/05) Aula Prática N 4. Gastrulação Protocolo da Aula 8 (08/05) Dois exemplos de organismo modelo são os embriões de anfíbios (especificamente a espécie Xenopus laevis) e os embriões de galinha (Gallus gallus).

Leia mais

PLANO DE CURSO ANUAL DE BIOLOGIA CONTEÚDOS 1º BIMESTRE. Estudo das Origens Competências (1, 3, 4, 8, 10,12) Método Científico (1, 2, 3, 4, 6, 8,12)

PLANO DE CURSO ANUAL DE BIOLOGIA CONTEÚDOS 1º BIMESTRE. Estudo das Origens Competências (1, 3, 4, 8, 10,12) Método Científico (1, 2, 3, 4, 6, 8,12) PLANO DE CURSO ANUAL DE BIOLOGIA Área de Conhecimento: Ciências da Natureza e suas Tecnologias Disciplina: Biologia Nível de Ensino: Médio Série: 1º Ano Professores (as): Maria Zilene de Almeida e Hebe

Leia mais

UNIVERSIDADE DE RIO VERDE FACULDADE DE ODONTOLOGIA PROGRAMA DE DISCIPLINA. Curso: Odontologia Período de oferta da disciplina: 2 o P.

UNIVERSIDADE DE RIO VERDE FACULDADE DE ODONTOLOGIA PROGRAMA DE DISCIPLINA. Curso: Odontologia Período de oferta da disciplina: 2 o P. UNIVERSIDADE DE RIO VERDE FACULDADE DE ODONTOLOGIA PROGRAMA DE DISCIPLINA Disciplina: HISTOLOGIA BUCO DENTAL Código da Disciplina: ODO110 Curso: Odontologia Período de oferta da disciplina: 2 o P. Faculdade

Leia mais

Reprodução e Noções de Embriologia. Professora: Emmanuelle Disciplina: Biologia Turma: 2º Médio

Reprodução e Noções de Embriologia. Professora: Emmanuelle Disciplina: Biologia Turma: 2º Médio Reprodução e Noções de Embriologia Professora: Emmanuelle Disciplina: Biologia Turma: 2º Médio São Paulo, 2013 Estrutura da Aula Tipos de Reprodução Processos assexuados de Reprodução Ciclos de vida Gametogênese

Leia mais

PROGRAMA DE DISCIPLINA. CÓDIGO NOME CARGA HORÁRIA TOTAL CRÉDITO Teórica Prática Teórico Prático Zoologia dos Vertebrados 60

PROGRAMA DE DISCIPLINA. CÓDIGO NOME CARGA HORÁRIA TOTAL CRÉDITO Teórica Prática Teórico Prático Zoologia dos Vertebrados 60 CENTRO: Centro de Educação, Ciências Exatas e Naturais CURSO: Ciências Habilitação em Biológia DEPARTAMENTO: Química e Biologia PROGRAMA DE DISCIPLINA CÓDIGO NOME CARGA HORÁRIA TOTAL CRÉDITO Teórica Prática

Leia mais

EMBRIOLOGIA. Prof. André Maia. Conceito. 1. Ovos Isolécitos

EMBRIOLOGIA. Prof. André Maia. Conceito. 1. Ovos Isolécitos EMBRIOLOGIA Prof. André Maia Conceito É a parte da Biologia que estuda os processos através dos quais se forma o embrião, a partir da célula ovo ou zigoto (embriogênese). Períodos de desenvolvimento Clivagem

Leia mais

Embriologia. Texto, atlas e roteiro de aulas práticas. Tatiana Montanari

Embriologia. Texto, atlas e roteiro de aulas práticas. Tatiana Montanari Embriologia Texto, atlas e roteiro de aulas práticas Tatiana Montanari Tatiana Montanari Embriologia Texto, atlas e roteiro de aulas práticas Porto Alegre Edição do autor 2013 Embriologia Texto, atlas

Leia mais

02)(UFPEL-2007) O desenvolvimento embrionário dos vertebrados é dividido nas seguintes etapas: segmentação, gastrulação e organogênese.

02)(UFPEL-2007) O desenvolvimento embrionário dos vertebrados é dividido nas seguintes etapas: segmentação, gastrulação e organogênese. COLÉGIO CEC CENTRO EDUCACIONAL CIANORTE ED. INFANTIL, ENS. FUNDAMENTAL E MÉDIO - SISTEMA ANGLO DE ENSINO REVISÃO DE EMBRIOLOGIA PROFESSOR NANNI (TERCEIRÃO 2012) 01)(UFPR-modificado) Os diferentes modos

Leia mais

PLANEJAMENTO ANUAL / TRIMESTRAL 2014 Conteúdos Habilidades Avaliação

PLANEJAMENTO ANUAL / TRIMESTRAL 2014 Conteúdos Habilidades Avaliação COLÉGIO LA SALLE BRASÍLIA SGAS Q. 906 Conj. E C.P. 30 Fone: (061) 3443-7878 CEP: 70390-060 - BRASÍLIA - DISTRITO FEDERAL Disciplina: Biologia Trimestre: 1º Professor(a): Camilla Silva (B1), Elizangela

Leia mais

Ensino Técnico Integrado ao Médio

Ensino Técnico Integrado ao Médio Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO GERAL Ensino Médio Etec Plano de Curso aprovado pela portaria Cetec nº Etec: Prof.ª Maria Cristina Medeiros Código: 141 Município: Ribeirão Pires Eixo Tecnológico:

Leia mais

Universidade de Brasília (UnB) Universidade Aberta do Brasil (UAB) Guia da disciplina: Embriologia Animal

Universidade de Brasília (UnB) Universidade Aberta do Brasil (UAB) Guia da disciplina: Embriologia Animal Universidade de Brasília (UnB) Universidade Aberta do Brasil (UAB) Guia da disciplina: Embriologia Animal Curso: Licenciatura em Ciências Biológicas a Distância 1 Sumário Informações gerais da disciplina

Leia mais

BIOLOGIA - 3 o ANO MÓDULO 39 GAMETOGÊNESE

BIOLOGIA - 3 o ANO MÓDULO 39 GAMETOGÊNESE BIOLOGIA - 3 o ANO MÓDULO 39 GAMETOGÊNESE Espermatogônia (diploide) primeira divisão Espermatócito primário (diploide) Espermatócito secundario segunda divisão Espermátides (haploides) Espermatozoides

Leia mais

PROGRAMA DE DISCIPLINA

PROGRAMA DE DISCIPLINA Faculdade Anísio Teixeira de Feira de Santana Autorizada pela Portaria Ministerial nº 552 de 22 de março de 2001 e publicada no Diário Oficial da União de 26 de março de 2001. Endereço: Rua Juracy Magalhães,

Leia mais

PLANO DE ENSINO Ensino Superior

PLANO DE ENSINO Ensino Superior PLANO DE ENSINO Ensino Superior DADOS DO COMPONENTE CURRICULAR Nome do COMPONENTE CURRICULAR : Anatomia Topográfica dos Animais Domésticos II Curso: Curso de Medicina Veterinária Período: 2013.2. Carga

Leia mais

Característica exclusiva dos seres vivos. Fundamental para a manutenção da espécie e não do indivíduo. Em nível molecular a reprodução está associada

Característica exclusiva dos seres vivos. Fundamental para a manutenção da espécie e não do indivíduo. Em nível molecular a reprodução está associada Prof. Júlio Característica exclusiva dos seres vivos. Fundamental para a manutenção da espécie e não do indivíduo. Em nível molecular a reprodução está associada à capacidade do DNA se autoduplicar. SEXUADA

Leia mais

Embriogênese. Natália A. Paludetto

Embriogênese. Natália A. Paludetto Embriogênese Natália A. Paludetto nataliaapaludetto@gmail.com Embriogênese Após fusão dos núcleos durante a fecundação, formase uma célula ovo ou zigoto. Zigoto primeira célula de um novo ser vivo (2n).

Leia mais

Disciplina: Citologia e Embriologia. Profª Dra. Adriana Soeiro de F. Silva J. Ayres

Disciplina: Citologia e Embriologia. Profª Dra. Adriana Soeiro de F. Silva J. Ayres Disciplina: Citologia e Embriologia Profª Dra. Adriana Soeiro de F. Silva J. Ayres a.soeiro.f@hotmail.com . EMENTA UNIDADE I Aspectos gerais da estrutura celular Microscopias Métodos empregados no estudo

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS INSTITUTO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS CONCURSO PARA PROFESSOR EFETIVO NORMAS COMPLEMENTARES

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS INSTITUTO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS CONCURSO PARA PROFESSOR EFETIVO NORMAS COMPLEMENTARES CONCURSO PARA PROFESSOR EFETIVO NORMAS COMPLEMENTARES EDITAL Nº. 63/2015 Publicado no DOU em 06/11/2015 O Conselho Diretor do DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS aprovou as seguintes normas complementares

Leia mais

COORDENADORIA DO CURSO DE MEDICINA CAMPUS DOM BOSCO PLANO DE ENSINO. Co-requisito: Grau: Bacharelado EMENTA

COORDENADORIA DO CURSO DE MEDICINA CAMPUS DOM BOSCO PLANO DE ENSINO. Co-requisito: Grau: Bacharelado EMENTA COORDENADORIA DO CURSO DE MEDICINA CAMPUS DOM BOSCO PLANO DE ENSINO Unidade Curricular: Sistema genito-urinário e reprodutor Período: 2ª Currículo: 2016 Coordenador de eixo: Érika Lorena Fonseca Costa

Leia mais

ATIVIDADE: PLANTÃO DATA: 03/05/2011

ATIVIDADE: PLANTÃO DATA: 03/05/2011 ATIVIDADE: PLANTÃO DATA: 03/05/2011 Professor(a): Nanni Turma: 3º/EXT Disciplina: Biologia 01º Material deste professor para esta atividade 35º Material para esta turma 01) Tomando como referência o embrião

Leia mais

Tipos de Ovos ou. óvulos ou. ovócitos ou. gametas femininos. Onde Ficam?

Tipos de Ovos ou. óvulos ou. ovócitos ou. gametas femininos. Onde Ficam? Tipos de Ovos ou óvulos ou ovócitos ou gametas femininos Onde Ficam? Nos ovários ou gônadas (glândulas) das fêmeas. artropodes Total blastômeros Holoblástica ocorre em todo o ovo; Meroblástica ocorre em

Leia mais

CITOLOGIA, HISTOLOGIA E EMBRIOLOGIA GERAL Carga Horária: 108

CITOLOGIA, HISTOLOGIA E EMBRIOLOGIA GERAL Carga Horária: 108 CITOLOGIA, HISTOLOGIA E EMBRIOLOGIA GERAL Carga Horária: 108 EMENTA Importância da Biologia Técnicas de Biologia Celular e Molecular Estrutura e Organização Celular Bases Moleculares da Composição Celular

Leia mais

Etapas de desenvolvimento embrionário. Prof. Weber

Etapas de desenvolvimento embrionário. Prof. Weber Etapas de desenvolvimento embrionário. Prof. Weber Etapas de desenvolvimento embrionário. A embriologia compreende o estudo do desenvolvimento do embrião a partir da célula-ovo, ou zigoto, até a formação

Leia mais

Reprodução e Embriologia. Leonardo Rodrigues EEEFM GRAÇA ARANHA

Reprodução e Embriologia. Leonardo Rodrigues EEEFM GRAÇA ARANHA Reprodução e Embriologia. Leonardo Rodrigues EEEFM GRAÇA ARANHA Ciclo Menstrual Menstruação - fluxo de sangue e restos de mucosa uterina periodicamente eliminados pela vagina. Ciclo Menstrual Menstruação

Leia mais

01) (UFRRJ/2003) Os óvulos apresentam diferentes quantidades e distribuição do vitelo ou deutoplasma (substância de reserva).

01) (UFRRJ/2003) Os óvulos apresentam diferentes quantidades e distribuição do vitelo ou deutoplasma (substância de reserva). 01) (UFRRJ/2003) Os óvulos apresentam diferentes quantidades e distribuição do vitelo ou deutoplasma (substância de reserva). Considerando-se o vitelo das aves, podemos afirmar que, ao longo do desenvolvimento

Leia mais

BIOLOGIA - 1 o ANO MÓDULO 46 ANEXOS EMBRIONÁRIOS

BIOLOGIA - 1 o ANO MÓDULO 46 ANEXOS EMBRIONÁRIOS BIOLOGIA - 1 o ANO MÓDULO 46 ANEXOS EMBRIONÁRIOS Como pode cair no enem? (PUC) O desenvolvimento embrionário nos vertebrados leva à formação, em determinado estágio, de certas estruturas que não

Leia mais

ENSINO MÉDIO TRABALHO DE RECUPERAÇÃO

ENSINO MÉDIO TRABALHO DE RECUPERAÇÃO ENSINO MÉDIO Valor da prova/atividade: 2,0 Nota: Data: / /2017 Professora: Barbara Disciplina: Biologia Nome: n o : Série: 3ª TRABALHO DE RECUPERAÇÃO 3º Bimestre APRESENTAR JUSTIFICATIVA DE CADA EXERCÍCIO.

Leia mais

Módulo I: Acolhimento. Módulo II: BBCM Introdução às Ciências da Vida - Aspectos Moleculares e Celulares Profª. Iara (Responsável do Módulo)

Módulo I: Acolhimento. Módulo II: BBCM Introdução às Ciências da Vida - Aspectos Moleculares e Celulares Profª. Iara (Responsável do Módulo) Distribuição Esquemática das Atividades Didáticas do Curso de Medicina - UFSJ/SEDE Semana Unidades Curiculares Turno Seg Ter Qua Qui Sex 1 2 3 4 5 6 Módulo I: Acolhimento Módulo II: BBCM Introdução às

Leia mais

GOIÂNIA, / / PROFESSOR: FreD. DISCIPLINA: BioFera SÉRIE: 9º. Antes de iniciar a lista de exercícios leia atentamente as seguintes orientações:

GOIÂNIA, / / PROFESSOR: FreD. DISCIPLINA: BioFera SÉRIE: 9º. Antes de iniciar a lista de exercícios leia atentamente as seguintes orientações: GOIÂNIA, / / 2017 PROFESSOR: FreD DISCIPLINA: BioFera SÉRIE: 9º ALUNO(a): No Anhanguera você é + Enem Antes de iniciar a lista de exercícios leia atentamente as seguintes orientações: - É fundamental a

Leia mais

Ter a compreensão básica do funcionamento dos quatro tecidos básicos do corpo humano e noções básicas de embriologia básica humana.

Ter a compreensão básica do funcionamento dos quatro tecidos básicos do corpo humano e noções básicas de embriologia básica humana. PLANO DE ENSINO DIVISAO DE ENSINO DE GRADUAÇAO E PÓS-GRADUAÇÃO COORDENADORIA DO CURSO DE FARMÁCIA DISCIPLINA: Histologia e Embriologia CÓDIGO: FA014 ANO: 2015 SEMESTRE: 1º CARGA HORÁRIA: 90h PRÉ-REQUISITO:

Leia mais

PROGRAMA DA DISCIPLINA EMENTA

PROGRAMA DA DISCIPLINA EMENTA UPE Campus Petrolina PROGRAMA DA DISCIPLINA Curso: Enfermagem Disciplina: Embriologia Humana Carga Horária: 45 h Teórica: 30 h Prática: 15 h Semestre: 2013.1 Professores: Albuquerque da Silva Obrigatória:

Leia mais

Segmentação ou clivagem

Segmentação ou clivagem Universidade de Brasília (UnB) Universidade Aberta do Brasil (UAB) Aula 4: Segmentação ou clivagem Síntese: Tipos de ovos e processos de segmentação e blastulação 1 Sumário Informações gerais da aula 1-

Leia mais

PROGRAMA DE COMPONENTE CURRICULAR

PROGRAMA DE COMPONENTE CURRICULAR U N I V E R S I D A D E F E D E R A L D O R E C Ô N C A V O D A B A H I A CENTRO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS, AMBIENTAIS E BIOLÓGICAS COORDENAÇÃO ACADÊMICA FORMULÁRIO R0092 PROGRAMA DE COMPONENTE CURRICULAR COMPONENTE

Leia mais

PROGRAMA DE APRENDIZAGEM UEL/CCS CURSO DE ODONTOLOGIA

PROGRAMA DE APRENDIZAGEM UEL/CCS CURSO DE ODONTOLOGIA 1 DADOS DE IDENTIFICAÇÃO Docentes: Carlos Roberto Maximiano da Silva Juliana Rubira Gerez Maria de Lourdes Ferreira Osny Ferrari Rodrigo Castellazzi Sella Código: 6MOD059 PROGRAMA DE APRENDIZAGEM UEL/CCS

Leia mais

Universidade Federal de Roraima Centro de Ciências Agrárias Medicina Veterinária PLANO DE ENSINO

Universidade Federal de Roraima Centro de Ciências Agrárias Medicina Veterinária PLANO DE ENSINO Universidade Federal de Roraima Centro de Ciências Agrárias Medicina Veterinária PLANO DE ENSINO CRÉDITOS CÓDIGO DISCIPLINA CARGA HORÁRIA 6 VET 202 HISTOLOGIA VETERINÁRIA 90 horas PRÉ-REQUISITO CENTRO

Leia mais

Colégio XIX de Março Educação do jeito que deve ser

Colégio XIX de Março Educação do jeito que deve ser Colégio XIX de Março Educação do jeito que deve ser 2017 2ª PROVA PARCIAL DE BIOLOGIA Aluno(a): Nº Ano: 1º Turma: Data: 24/06/2017 Nota: Professor(a): Regina Volpato Valor da Prova: 40 pontos Orientações

Leia mais

COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação 1ª PROVA SUBSTITUTIVA DE BIOLOGIA

COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação 1ª PROVA SUBSTITUTIVA DE BIOLOGIA COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação 2012 1ª PROVA SUBSTITUTIVA DE BIOLOGIA Aluno(a): Nº Ano: 1º Turma: Data: Nota: Professor(a): Regina Volpato e Gabriela Valor da Prova: 65 pontos Orientações

Leia mais

BIOLOGIA ANEXOS EMBRIONÁRIOS

BIOLOGIA ANEXOS EMBRIONÁRIOS BIOLOGIA Prof. Fred/Vitor ANEXOS EMBRIONÁRIOS 1. A eficácia do uso de células-tronco retiradas do cordão umbilical para o tratamento de leucemia e outras doenças do sangue já foi comprovada. A grande questão

Leia mais

Resoluções de Exercícios

Resoluções de Exercícios Resoluções de Exercícios BIOLOGIA IV 01 Embriologia Humana I) espermatócitos II, espermátides e espermatozoides J) acrossomo complexo de Golgi K) centríolos mitocôndrias As espermatogônias são células

Leia mais

Pró-Reitoria de Graduação. Plano de Ensino 1º Quadrimestre de 2012

Pró-Reitoria de Graduação. Plano de Ensino 1º Quadrimestre de 2012 Caracterização da disciplina Código da NHT1058- Nome da disciplina: Morfofisiologia Humana 1 disciplina: 15 Créditos (T-P-I): (4-2-4) Carga horária: 72 horas prática: Câmpus: Santo André Código da Turma:

Leia mais

Atividades de Embriologia

Atividades de Embriologia DISCIPLINA: Biologia I DATA: 13/09/2017 Atividades de Embriologia 01 - (Cefet MG 2015) Analise a representação da sequência de eventos que ocorrem no aparelho reprodutor feminino humano. 03 - (Mackenzie

Leia mais

BIOLOGIA CELULAR E EMBRIOLOGIA VETERINÁRIA. Uma pequena introdução...

BIOLOGIA CELULAR E EMBRIOLOGIA VETERINÁRIA. Uma pequena introdução... BIOLOGIA CELULAR E EMBRIOLOGIA VETERINÁRIA Uma pequena introdução... HISTOLOGIA VETERINÁRIA Uma pequena introdução... Grade curricular do curso de Medicina Veterinária 1º Semestre 2º Semestre 3º Semestre

Leia mais

Departamento de Ciências Biológicas

Departamento de Ciências Biológicas UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO Departamento de Ciências Biológicas Universidade Federal de Ouro Preto C R O N O G R A M A D E D I S C I P L I N A D A G R A D U A Ç Ã O Disciplina Estrutura e Função

Leia mais

Biologia. Rubens Oda (Julio Junior) Embriologia

Biologia. Rubens Oda (Julio Junior) Embriologia Embriologia Embriologia 1. Recentemente pesquisadores brasileiros conseguiram produzir a primeira linhagem de células-tronco a partir de embrião humano. As células-tronco foram obtidas de um embrião em

Leia mais

Tipos de reprodução. Reprodução:origem de novos indivíduos de uma espécie. Assexuada:único genitor origina descendentes geneticamente idênticos a si.

Tipos de reprodução. Reprodução:origem de novos indivíduos de uma espécie. Assexuada:único genitor origina descendentes geneticamente idênticos a si. Tipos de reprodução Reprodução:origem de novos indivíduos de uma espécie Assexuada:único genitor origina descendentes geneticamente idênticos a si. Sexuada:origem de indivíduo pela união de dois gametas

Leia mais

PLANEJAMENTO ANUAL / TRIMESTRAL 2012 Conteúdos Habilidades Avaliação

PLANEJAMENTO ANUAL / TRIMESTRAL 2012 Conteúdos Habilidades Avaliação Disciplina: Biologia Trimestre: 1º Professor(a): Camila/ Elisângela / Guilherme Série: º Turmas: 01, 0, 03, 04 e 05 PLANEJAMENTO ANUAL / TRIMESTRAL 01 1. Classificação e diversidade dos seres vivos.. Vírus

Leia mais

ANEXO 4 UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE ESCOLA DE MEDICINA E CIRURGIA

ANEXO 4 UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE ESCOLA DE MEDICINA E CIRURGIA PROGRAMA DE DISCIPLINA CURSO: MEDICINA DEPARTAMENTO: DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS FISIOLÓGICAS DISCIPLINA: FARMACOLOGIA I CARGA HORÁRIA: 60 HORAS CRÉDITOS: 03 CÓDIGO: SCF00019 PROFESSOR: PRÉ-REQUISITOS: FISIOLOGIA

Leia mais

ACERVO DIGITAL FASE II. Embriologia. I Anfíbios. Lâmina F Mórula da Rã

ACERVO DIGITAL FASE II. Embriologia. I Anfíbios. Lâmina F Mórula da Rã ACERVO DIGITAL FASE II Embriologia I Anfíbios Lâmina F2-01 1.Mórula da Rã de 40x: Observar os macrômeros (células maiores) e os micrômeros (células menores). Nesta fase ainda não há cavidade na figura

Leia mais