Rodrigo Figueiredo Secretário-Executivo

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Rodrigo Figueiredo Secretário-Executivo"

Transcrição

1 CAMINHOS PARA O DESENVOLVIMENTO URBANO Rodrigo Figueiredo Secretário-Executivo

2 CRIAÇÃO DO MINISTÉRIO DAS CIDADES 2003 PRES. LULA Missão: garantir o direito à cidade a todos os seus habitantes, promovendo a universalização do acesso à terra urbanizada e à moradia digna, ao saneamento ambiental, à água potável, ao trânsito e à mobilidade com segurança, e ao meio ambiente saudável, por meio da gestão democrática. O direito à cidade implica na formulação e implementação de uma política de desenvolvimento urbano e regional, com garantia de respeito aos direitos humanos relacionados à vida urbana, de forma sustentável para gerações presentes e futuras.

3

4 SECRETARIA NACIONAL DE HABITAÇÃO Principais áreas de atuação: Promover melhoria das Condições de Habitação / Produção Habitacional; Construção de Casas / Urbanização de Assentamentos Precários; Programa Habitar Brasil/BID / Programa de Arrendamento Residencial; Programa de Subsídio Habitacional / Programas com Cooperativas e Associações Urbanas e Rurais; Sistema e Fundo Nacional de Habitação de Interesse Social (SNHIS/FNHIS) Acesso aos Recursos: Emendas e apresentação de projetos, conforme a sistemática disponível no site Mcidades Jan/2009

5 SECRETARIA NACIONAL DE SANEAMENTO AMBIENTAL Principais áreas de atuação: Sistemas de Abastecimento de Água; Sistemas de Coleta e Tratamento de Esgotos Sanitários; Sistemas de Drenagem Urbana Sustentáveis; Saneamento Ambiental em Assentamentos Precários; Sistemas de Limpeza Pública e Tratamento de Resíduos Sólidos Urbanos Acesso aos recursos: Emendas e apresentação de projetos, conforme a sistemática disponível no site Mcidades Jan/2009

6 SECRETARIA NACIONAL DE MOBILIDADE URBANA Principais áreas de atuação: Promover a cidadania e a inclusão social por meio da universalização do acesso aos serviços públicos de transporte coletivo e do aumento da mobilidade urbana; Promover o aperfeiçoamento institucional, regulatório e da gestão no setor; e Coordenar ações para a integração das políticas da mobilidade e destas com as demais políticas de desenvolvimento urbano e de proteção ao meio ambiente. Acesso aos recursos: Emendas e apresentação de projetos, conforme a sistemática disponível no site Mcidades Jan/2009

7 SECRETARIA NACIONAL DE PROGRAMAS URBANOS Principais áreas de atuação: 1 - Apoio à Elaboração e implementação de Planos Diretores Participativos (evitar o crescimento desordenado das cidades) 2 - Regularização Fundiária Sustentável (Programa Papel Passado) 3 - Reabilitação de Áreas Urbanas Centrais 4 - Prevenção e erradicação de riscos associados aos assentamentos informais Acesso aos recursos: Emendas e apresentação de projetos, conforme a sistemática disponível no site Mcidades Jan/2009

8 SECRETARIA EXECUTIVA Coordenação das ações das demais secretarias e órgãos do Ministério Oferece suporte político e institucional para as atividades do Gabinete do Ministro, do Conselho das Cidades e do Conselho Curador do Fundo de Desenvolvimento Social. Abriga iniciativas integradoras e articuladoras: capacitação, informação, desenvolvimento institucional, planejamento, controle, avaliação, relações internacionais, orçamento e suporte logístico. Gerência de Capacitação Gerência de Informações

9 SECRETARIA EXECUTIVA DDI/Gerência de Capacitação Para participar das atividades do PNCC, o interessado deve acompanhar no site do MCidades a abertura de inscrições para os eventos que são gratuitos Objetivo Geral: Capacitar agentes públicos e sociais para a implementação da Política Nacional de Desenvolvimento Urbano e desenvolver atividades de apoio ao setor público municipal e estadual para o desenvolvimento institucional e a implementação de sistemas de informação.

10 Alguns temas explorados nas ações de capacitação (2008): Implementação do Sistema Nacional de Informações das Cidades (SNIC) Programa de Apoio à Extensão Universitária Informe-se: Programa de Apoio aos Municípios em Tributação Imobiliária Educação Ambiental em Saneamento Gestão Municipal em prol do Desenvolvimento Urbano Implementação de Planos Diretores Participativos Operações Urbanas Assistência Técnica para Habitação de Interesse Social Mobilidade por Bicicletas nas Cidades Planos Municipais de Habitação Planos Municipais de Saneamento

11 O QUE É? O SNIC é um programa que foi concebido para disponibilizar informações em dois níveis, ambos por meio de tecnologias abertas e de uso livre: 1.Nível WEB - contém dados georreferenciados e indicadores socioeconômicos de todos os municípios brasileiros e dados dos projetos do MCidades para monitoramento e avaliação; 2.Nível LOCAL - consiste na entrega aos municípios de um Sistema de Informações Geográficas (SIG) livre e aberto. São fornecidas informações georreferenciadas sobre o território dos municípios, iíi com imagens de satélite de alta resolução, gradativamente adquiridas e repassadas às administrações OBJETIVO: Apoiar os municipais. municípios no planejamento Com o SNIC,, o agente público e social tem acesso a indicadores político-administrativos e sócio-econômicos, além de possibilitar a urbano, no mapeamento criação de indicadores locais e do mapeamento territorial, o que territorial, na formulação e permite melhor planejamento dos programas e ações desenvolvidos. acompanhamento de políticas locais e no controle das ações realizadas pelas administrações locais. Para o acesso via web é disponibilizado um link na página do Ministério das Cidades. Para o uso local, o Ministério das Cidades enviará um Kit a todos os municípios brasileiros, contendo CD de instalação e manual de utilização.

12 pacitação SNIC

13 O MCidades, em conjunto com Instituições Federais de Ensino, deu início à capacitação dos municípios para a operacionalização do SNIC. No ESTADO DO MATO-GROSSO estão previstos, inicialmente, 80 municípios. A meta é atingir todos os municípios. CEFET/MT UFMT UNIVERSIDADE FEDERAL DO MATO GROSSO Coordenador: Prof. Dr. André Marcondes Andrade Toledo Endereço Eletrônico: Fone: (66) CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA Coordenador: Vanderley Severino dos Santos Endereço Eletrônico: Fone: (65) COMO PARTICIPAR? PARA PARTICIPAR O PREFEITO DEVE ENTRAR EM CONTATO COM O COORDENADOR DO PROJETO PARA INDICAR DOIS TÉCNICOS DO SEU QUADRO OU CONTATAR A NOSSA GERÊNCIA DE CAPACITAÇÃO

14 O que é? ENCONTRO DE GESTORES PÚBLICOS MATO-GROSSENSES SICONV - Sistema de Gestão de Convênios É um sistema integrado do Governo Federal para: Receber pleitos; Celebrar convênios/contratos; Liberar recursos; Acompanhar a execução; e Prestar contas. Decreto nº de e Portaria Interministerial nº 127/2008 de ACÓRDÃO TCU nº 2026/2006: 9.1. determinar ao MP que, para possibilitar a transparência que deve ser dada às ações públicas, como forma de viabilizar o controle social e a bem do princípio da publicidade (...), apresente a este Tribunal estudo técnico para implementação de sistema de informática em plataforma web que permita o acompanhamento on-line de todos os convênios e outros instrumentos jurídicos utilizados para transferir recursos federais (..), que possa ser acessado por qualquer cidadão via rede mundial de computadores, (...);

15 Principais i i mudanças com o SINCOV: Os empenhos, as liquidações e os pagamentos que antes eram feitos no SIAFI (Sistema de Administração i Financeira) i passarão a ser feitos diretamente no SICONV. A partir de setembro de 2008 o registro no SICONV passou a ser obrigatório! Como se credenciar no SICONV? Os interessados deverão acessar o Portal dos Convênios: Após o credenciamento, entregar os documentos solicitados na unidade cadastradora d do Estado (listagem de entidades d disponível no site) ) Telefone útil: (61)

16 DE 2005 A JULHO DE MUNICÍPIOS VIA CAIXA ORIGEM DOS RECURSOS R$ EMENDAS OGU FNHIS OGU PAC FGTS (Crédito Solidário, Resolução ç nº 460/2004 CCFGTS) PAR (municípios com mais de 100 mil/hab em área urbana) HBB (recursos internacionais) TOTAL 251 milhões 70 milhões 3 574,5 milhões 253 milhões 271 milhões 23,5 milhões R$ 1,443 bilhão

17 OBRAS EMBLEMÁTICAS CUIABÁ TOMADOR PROGRAMA OBJETO R$ Estado Esgoto OGU / PAC VALOR TOTAL DO PROJETO R$ Projeto Pantanal - Ampliação do sistema de esgotamento sanitário 105,4 milhões 124 milhões de 23% para 65% Município Município Emenda Bancada Federal / 2005 Complexo ETA do Tijucal - Integralização da produção de Emenda Bancada Federal / água - acaba com a interrupção 2007 do abastecimento PAC PPI Favelas / SI PAC Ub Urbanização dos bairros bi Jardim Vitória, Florianópolis e União 11 milhões 29 milhões 18 milhões 28,3 milhões 34,6 milhões Município / Estado Emenda Bancada Federal Governo do Estado Avenida das Torres 7,5 milhões 10 milhões 17,5milhões

18 Rodrigo Figueiredo Secretário-Executivo Ministério das Cidades Tels:

19 Municípios atendidos pelo CEFET-MT Acorizal Itauba Pocone Alto Paraguai Jangada Porto Dos Gauchos Arenapolis Juara Rosario Oeste Barão De Melgaço Lucas Do Rio Verde Santa Carmem Caceres Marcelandia Santa Rita Do Trivelato Campo Novo Do Parecis Nobres Santo Afonso Campos De Julio Nortelandia Santo Antonio Do Leverger Chapada Dos Guimaraes Nossa Senhora Do Livramento Sao Jose Do Rio Claro Claudia Nova Brasilandia Sapezal Comodoro Nova Marilandia Sinop Cuiaba Nova Maringa Sorriso Curvelandia Nova Mutum Tabapora Diamantino Nova Santa Helena Tapurah Feliz Natal Nova Ubirata Uniao Do Sul Gaucha Do Norte Novo Horizonte Do Norte Varzea Grande Ipiranga Do Norte Paranatinga Vera Itanhanga Planalto da Serra

20 Municípios atendidos pela UFMT Alto Araguaia Jaciara Ribeirãozinho Alto Garcas Jauru Rio Branco Alto Taquari Juscimeira Rondonópolis Araguainha Lambari D'oeste Salto do Ceu Araputanga Mirassol D'oeste São José do Povo Barra Do Bugres Nova Lacerda São José dos Quatro Marcos Campo Verde Nova Olimpia São Pedro da Cipa Conquista D'oeste Pedra Preta Tangara da Serra Denise Pontal do Araguaia Tesouro Dom Aquino Ponte Branca Torixoreu Figueiropolis D'oeste Pontes e Lacerda Vale de São Domingos General Carneiro Gloria D'oeste Guiratinga Indiavai Itiquira Porto Esperidião Porto Estrela Poxoreo Primavera do Leste Reserva do Cabaçal Vila Bela da Santíssima Trindade

OFERTA E DEMANDA POTENCIAIS DE CRA EM MUNICÍPIOS DE MATO GROSSO - ICV, DEZEMBRO DE 2013 SEM aplicação da flexibilização do ZEE Dados em hectares

OFERTA E DEMANDA POTENCIAIS DE CRA EM MUNICÍPIOS DE MATO GROSSO - ICV, DEZEMBRO DE 2013 SEM aplicação da flexibilização do ZEE Dados em hectares SEM aplicação da flexibilização do ZEE de ACORIZAL 0 84.182 40.520 26.930 13.957 583 33 84.182 40.520 26.930 13.957 583 33 AGUA BOA 15.392 3.713 7.347 1.204 1.885 0 731.544 461.238 86.199 62.377 39.667

Leia mais

Protected Areas Index (%) Acorizal Cerrado 0, , , ,0000 0, ,06

Protected Areas Index (%) Acorizal Cerrado 0, , , ,0000 0, ,06 SCENARIO I Using the same percentage of total Ecological ICMS (5%) and, taking into account an annual collection of R$ 1,848,013,322.65 for 2015, and the criteria of Areas of 2%,, and of in 1% each, we

Leia mais

GOVERNO DE MATO GROSSO SECRETARIA DE ESTADO DE FAZENDA

GOVERNO DE MATO GROSSO SECRETARIA DE ESTADO DE FAZENDA GOVERNO DE MATO GROSSO SECRETARIA DE ESTADO DE FAZENDA PORTARIA N 162/2016-SEFAZ Divulga os índices percentuais definitivos de participação dos municípios mato-grossenses no produto da arrecadação do Imposto

Leia mais

ESTIMATIVAS DAS COTAS DO FPM MATO GROSSO

ESTIMATIVAS DAS COTAS DO FPM MATO GROSSO ESTIMATIVAS DAS COTAS DO FPM MATO GROSSO e de e de François E. J. de Bremaeker Rio de, novembro de ESTIMATIVAS DAS COTAS DO FPM MATO GROSSO e de e de François E. J. de Bremaeker Economista e Geógrafo Gestor

Leia mais

ESTIMATIVAS DAS COTAS DO FPM MATO GROSSO

ESTIMATIVAS DAS COTAS DO FPM MATO GROSSO ESTIMATIVAS DAS COTAS DO FPM MATO GROSSO, e de François E. J. de Bremaeker Rio de, janeiro de ESTIMATIVAS DAS COTAS DO FPM MATO GROSSO, e de François E. J. de Bremaeker Economista e Geógrafo Gestor do

Leia mais

GOVERNO DE ESTADO DE MATO GROSSO SECRETARIA DE ESTADO DE ADMINISTRAÇÃO

GOVERNO DE ESTADO DE MATO GROSSO SECRETARIA DE ESTADO DE ADMINISTRAÇÃO GOVERNO DE ESTADO DE MATO GROSSO SECRETARIA DE ESTADO DE ADMINISTRAÇÃO CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGO EFETIVO DE TÉCNICO E AGENTE DA ÁREA INSTRUMENTAL DO GOVERNO; TÉCNICO E AGENTE DE DESENVOLVIMENTO

Leia mais

Diário Oficial. Página 53. Sexta-Feira, 30 de Junho de 2017 Nº 27052

Diário Oficial. Página 53. Sexta-Feira, 30 de Junho de 2017 Nº 27052 Diário Oficial Sexta-Feira, 30 de Junho de 2017 Nº 27052 ESTADO DE MATO GROSSO SECRETARIA DE ESTADO DE FAZENDA COORDENADORIA DE PATRIMÔMIO E SERVIÇOS - CPAS GERÊNCIA DE MERCADORIAS APREENDIDAS

Leia mais

Cidades e Vilas do Brasil

Cidades e Vilas do Brasil 1 gg mm ss gg mm ss UF Nome do Município Cat Lat Long MT Acorizal Cidade -15 12 17 56 21 57 MT Água Boa Cidade -14 03 00 52 09 31 MT Água Fria Vila -15 10 47 55 45 02 MT Aguapeí Vila -16 12 14 59 42 15

Leia mais

Total de domicílios particulares não-ocupados de uso ocasional. Total de domicílios particulares não-ocupados vagos

Total de domicílios particulares não-ocupados de uso ocasional. Total de domicílios particulares não-ocupados vagos com sem 5100102 Acorizal 1.742 0 355 350 2.447 1 0 1 5100201 Água Boa 6.202 242 478 728 7.650 32 9 23 5100250 Alta Floresta 14.951 252 604 1.568 17.375 44 23 21 5100300 Alto Araguaia 4.716 450 381 264

Leia mais

Boletim Epidemiológico nº 21 Ed. 01 S.E. 23/2017 Dengue, Febre Chikungunya e Febre pelo Vírus Zika.

Boletim Epidemiológico nº 21 Ed. 01 S.E. 23/2017 Dengue, Febre Chikungunya e Febre pelo Vírus Zika. Nº CASOS SUSPEITOS Boletim Epidemiológico 1. APRESENTAÇÃO Monitoramento dos casos de Dengue, Febre pelo Vírus Zika e Febre Chikungunya no Estado de Mato Grosso 1 Semana Epidemiológica (SE) 23/2017 (até

Leia mais

VAGAS TOTAIS VAGAS AMPLA CONCORRÊNCIA

VAGAS TOTAIS VAGAS AMPLA CONCORRÊNCIA AMPLA 5.100.102.000 MT ACORIZAL ACORIZAL 5 4 1 AC ACORIZAL AVENIDA HONORATO PEDROSO DE BARROS CENTRO 78480-970 5.100.201.000 MT ÁGUA BOA ÁGUA BOA 20 19 1 AC AGUA BOA RUA CINCO 484 CENTRO 78635-970 5.100.250.000

Leia mais

COMUNICADO DIRAB/SUOPE/GEOPE N.º 143, DE 12/8/2014

COMUNICADO DIRAB/SUOPE/GEOPE N.º 143, DE 12/8/2014 MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO - MAPA COMPANHIA NACIONAL DE ABASTECIMENTO - CONAB DIRETORIA DE OPERAÇÕES E ABASTECIMENTO DIRAB SUPERINTENDÊNCIA DE OPERAÇÕES COMERCIAIS - SUOPE GERÊNCIA

Leia mais

PLANILHA REFERENCIAL DE PREÇOS DE TERRAS NO ESTADO DE MATO GROSSO

PLANILHA REFERENCIAL DE PREÇOS DE TERRAS NO ESTADO DE MATO GROSSO PLANILHA REFERENCIAL DE PREÇOS DE TERRAS NO ESTADO DE MATO GROSSO Apresentação Trata a presente planilha do resultado de uma discussão entre os Peritos Federais Agrários avaliadores do INCRA/MT com a informação

Leia mais

INSTITUTO DE DEFESA AGROPECUÁRIA RIA DO ESTADO DE MATO GROSSO INDEA/MT POLÍTICA DE DEFESA AGROPECUÁRIA RIA

INSTITUTO DE DEFESA AGROPECUÁRIA RIA DO ESTADO DE MATO GROSSO INDEA/MT POLÍTICA DE DEFESA AGROPECUÁRIA RIA INSTITUTO DE DEFESA AGROPECUÁRIA RIA DO ESTADO DE MATO GROSSO INDEA/MT POLÍTICA DE DEFESA AGROPECUÁRIA RIA CONTEXTUALIZAÇÃO DA DEFESA AGROPECUARIA A DEFESA AGROPECUÁRIA RIA É UMA OBRIGAÇÃO ESTATAL DEFINIDA

Leia mais

Boletim Técnico. Título do documento. Obrigatório. SIGAFIS GIAMT Guia de Informações e Apuração de ICMS. Versão 4.0

Boletim Técnico. Título do documento. Obrigatório. SIGAFIS GIAMT Guia de Informações e Apuração de ICMS. Versão 4.0 GIA-MT Guia de Informação de Apuração de ICMS do MT Produto : Microsiga Protheus Livros Fiscais, Versão 11 Chamado : THOPD6 Data da publicação : 15/07/14 País(es) : Brasil Banco(s) de Dados : Todos Disponível

Leia mais

VALORES DE INCENTIVO AO PROGRAMA DE APOIO AO DESENVOLVIMENTO DOS CONSÓRCIOS INTERMUNICIPAIS DE SAÚDE - COMPETÊNCIA FEVEREIRO/2007 A N E X O I

VALORES DE INCENTIVO AO PROGRAMA DE APOIO AO DESENVOLVIMENTO DOS CONSÓRCIOS INTERMUNICIPAIS DE SAÚDE - COMPETÊNCIA FEVEREIRO/2007 A N E X O I PORTARIA Nº 146/2007/GBSES O SECRETÁRIO DE ESTADO DE SAÚDE, no uso de suas atribuições legais e, Considerando o Decreto nº 2.312 de 12/02/2001, que dispõe sobre a instituição do Sistema de Transferência

Leia mais

- Perícia, Auditoria e Gestão Ambiental IPOG - Oswaldo Cruz - Saúde Pública - FSC - SP.

- Perícia, Auditoria e Gestão Ambiental IPOG - Oswaldo Cruz - Saúde Pública - FSC - SP. GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO SECRETARIA DE ESTADO DE MEIO AMBIENTE COORDENADORIA DE GESTÃO DE RESÍDUOS SÓLIDOS Solange Fátima de Oliveira Cruz Coordenadora de Gestão de Resíduos Sólidos CGRS/SEMA/MT

Leia mais

ASSOCIAÇÃO MATO-GROSSENSE DOS MUNICÍPIOS

ASSOCIAÇÃO MATO-GROSSENSE DOS MUNICÍPIOS ASSOCIAÇÃO MATO-GROSSENSE DOS CONSÓRCIO INTERMUNICIPAL DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO, SOCIAL, AMBIENTAL E TURISMO"COMPLEXO NASCENTES DO PANTANAL" 1 Araputanga 2 Cáceres 3 Curvelândia 4 Glória D Oeste 5

Leia mais

CONTATO MUNICÍPIOS CONSÓRCIO INTERMUNICIPAL DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO, SOCIAL E AMBIENTAL "NASCENTES DO ARAGUAIA"

CONTATO MUNICÍPIOS CONSÓRCIO INTERMUNICIPAL DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO, SOCIAL E AMBIENTAL NASCENTES DO ARAGUAIA AMBIENTAL "NASCENTES DO ARAGUAIA" Alto Araguaia Alto Garças Alto Taquari Araguainha Guiratinga Itiquira São José do Povo Tesouro PRESIDENTE: Roland Trentini PREFEITO MUNICIPAL DE: Alto Garças FONE: (66)

Leia mais

ASSESSORIAS PEDAGÓGICAS

ASSESSORIAS PEDAGÓGICAS ACORIZAL AV. ANTÔNIO HERMENEGILDO, Nº 350-65 33531281 aco.ass.pedagogica@seduc.mt.gov.br ÁGUA BOA RUA 8, Nº 425-66 3468-1156 agb.ass.pedagogica@seduc.mt.gov.br ALTA FLORESTA ALTA FLORESTA ALTO ARAGUAIA

Leia mais

COORDENADORIA GERAL DE EXECUÇÃO DESCONCENTRADA

COORDENADORIA GERAL DE EXECUÇÃO DESCONCENTRADA Secretaria Adjunta da Receita Pública Assessoria Executiva da Receita Pública COORDENADORIA GERAL DE EXECUÇÃO DESCONCENTRADA MARÇO DE 2006 Secretaria Adjunta da Receita Pública SARP SECRETARIA ADJUNTA

Leia mais

1º de Outubro - Dia Mundial da Pessoa Idosa

1º de Outubro - Dia Mundial da Pessoa Idosa 1º de Outubro - Dia Mundial da Pessoa Idosa Procuradoria de Justiça Especializada na Defesa da Cidadania e do Consumidor 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 a) Ministério Público: Em Cuiabá, Promotorias

Leia mais

PROVIMENTO N.º 019/2007/CM

PROVIMENTO N.º 019/2007/CM Enc. à IOMAT em: / / Publicado no D.J. de n.º Em: / / Circulado em: / / ESTADO DE MATO GROSSO PROVIMENTO N.º 019/2007/CM Institui a divisão territorial do Estado de Mato Grosso em pólos judiciais regionais,

Leia mais

TABELA REFERENCIAL DE PREÇOS DE TERRAS NO ESTADO DE MATO GROSSO

TABELA REFERENCIAL DE PREÇOS DE TERRAS NO ESTADO DE MATO GROSSO TABELA REFERENCIAL DE PREÇOS DE TERRAS NO ESTADO DE MATO GROSSO Apresentação Trata a presente planilha do resultado de uma discussão entre os Peritos Federais Agrários avaliadores do INCRA/MT com a informação

Leia mais

II Municípios Mato-Grossenses em Foco

II Municípios Mato-Grossenses em Foco O banco que acredita nas pessoas II Municípios Mato-Grossenses em Foco As ações e possibilidades de atuação da Caixa nos municípios Atuação da CAIXA: Urbano + Rural Linhas Gerais Linhas Propostas: Linhas

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 01/2011/CSPJC

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 01/2011/CSPJC INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 01/2011/CSPJC O Conselho Superior de Polícia Judiciária Civil do Estado de Mato Grosso, considerando a competência de elaborar atos normativos pertinentes ao serviço policial civil

Leia mais

2º Balanço. Julho - Setembro Mato Grosso

2º Balanço. Julho - Setembro Mato Grosso 2º Balanço Julho - Setembro 2011 Mato Grosso Apresentação O programa que mudou o Brasil agora está de cara nova. Mais recursos para continuar construindo a infraestrutura logística e energética e sustentar

Leia mais

Hospital de Pequeno. Junho /2015

Hospital de Pequeno. Junho /2015 Hospital de Pequeno Porte -HPP Junho /2015 MATO GROSSO Número de municípios com Hospitais de Pequeno Porte Publico HPP (menor que 50.000 hab) 62 Hospitais com menos de 20 leitos -20 Hospitais com 20-50

Leia mais

MT PRÓ-CATADOR Convênio 010-2013

MT PRÓ-CATADOR Convênio 010-2013 MT PRÓ-CATADOR Convênio 010-2013 Patrocinadores Ministério do Trabalho e Emprego -MTE Secretaria Nacional de Economia Solidária - SENAES Secretaria de Estado do Meio Ambiente SEMA-MT Duração 12/06/2013

Leia mais

DINÂMICA DAS QUEIMADAS NO ESTADO DO MATO GROSSO E SUAS RELAÇÕES COM AS ATIVIDADES ANTRÓPICAS E A ECONOMIA LOCAL

DINÂMICA DAS QUEIMADAS NO ESTADO DO MATO GROSSO E SUAS RELAÇÕES COM AS ATIVIDADES ANTRÓPICAS E A ECONOMIA LOCAL DINÂMICA DAS QUEIMADAS NO ESTADO DO MATO GROSSO E SUAS RELAÇÕES COM AS ATIVIDADES ANTRÓPICAS E A ECONOMIA LOCAL Aluno: Alexandre C. Coutinho Orientador: Prof. Dr. José Eli da Veiga PROCAM / USP Outubro

Leia mais

A N E X O I QUADRO I - CARGOS / PERFIS PROFISSIONAIS / REQUISITOS

A N E X O I QUADRO I - CARGOS / PERFIS PROFISSIONAIS / REQUISITOS CARGO TÉCNICO DO Administrador Analista de Sistemas Assistente Social Advogado Contador Economista Engenheiro Civil Médico Psicólogo Técnico em Assuntos Educacionais A N E X O I QUADRO I - CARGOS / PERFIS

Leia mais

PRODETUR AÇÕES PREVISTAS PARA IMPLANTAÇÃO DO PROGRAMA

PRODETUR AÇÕES PREVISTAS PARA IMPLANTAÇÃO DO PROGRAMA PRODETUR AÇÕES PREVISTAS PARA IMPLANTAÇÃO DO PROGRAMA Secretária de Estado de Desenvolvimento do Turismo TETÉ BEZERRA O PRODETUR NACIONAL O PRODETUR Nacional tem o objetivo de fortalecer a Política Nacional

Leia mais

Perfil Territorial. Grande Cárceres - MT. Desenvolvimento Territorial. Dados Básicos do Território

Perfil Territorial. Grande Cárceres - MT. Desenvolvimento Territorial. Dados Básicos do Território Grande Cárceres - MT O Território Rural Grande Cárceres - MT está localizado na região Centro-Oeste e é composto por 20 municípios: Araputanga, Cáceres, Comodoro, Conquista D'Oeste, Curvelândia, Figueirópolis

Leia mais

Título. Diretrizes de Investimento Social Privado desenvolvida pela AMAGGI

Título. Diretrizes de Investimento Social Privado desenvolvida pela AMAGGI Título Diretrizes de Investimento Social Privado desenvolvida pela AMAGGI Nossos números em 2015 30.004 pessoas beneficiadas diretamente 13 municípios atendidos 18 colaboradores diretos e 01 indireto (cedido

Leia mais

NÚMERO MÁXIMO DE VEREADORES NAS ELEIÇÕES DE 2008 E Mato Grosso -

NÚMERO MÁXIMO DE VEREADORES NAS ELEIÇÕES DE 2008 E Mato Grosso - NÚMERO MÁXIMO DE VEREADORES NAS ELEIÇÕES DE 2008 E 2012 - Mato Grosso - François E. J. de Bremaeker (Estudo Técnico nº 167) Salvador, março de 2012 2 NÚMERO MÁXIMO DE VEREADORES NAS ELEIÇÕES DE 2008 E

Leia mais

Rua Marechal Deodoro, 720/ Centro/ Cáceres 6 CURVELÂNDIA Mesa Receptora de Justificativa Curvelândia

Rua Marechal Deodoro, 720/ Centro/ Cáceres 6 CURVELÂNDIA Mesa Receptora de Justificativa Curvelândia ZE MUNICÍPIO LOCAL ENDEREÇO OBSERVAÇÃO 1 CUIABÁ Terminal Rodoviario de Cuiabá 2 GUIRATINGA CARTÓRIO ELEITORAL AV. ROTARY INTERNACIONAL 1525, BAIRRO SANTA MARIA BERTILLA 2 TESOURO POSTO ELEITORAL DE TESOURO

Leia mais

Análise e quantificação de focos de calor utilizando satélites NOAA-12 e NOAA-15 no estado de Mato Grosso.

Análise e quantificação de focos de calor utilizando satélites NOAA-12 e NOAA-15 no estado de Mato Grosso. Anais XV Simpósio Brasileiro de Sensoriamento Remoto - SBSR, Curitiba, PR, Brasil, 30 de abril a 05 de maio de 2011, INPE p.7888 Análise e quantificação de focos de calor utilizando satélites NOAA-12 e

Leia mais

O que é FUNDEIC? Fundo de Desenvolvimento Industrial e Comercial do Estado de Mato Grosso.

O que é FUNDEIC? Fundo de Desenvolvimento Industrial e Comercial do Estado de Mato Grosso. O que é FUNDEIC? Fundo de Desenvolvimento Industrial e Comercial do Estado de Mato Grosso. Objetivo do Fundo: O FUNDEIC tem por objetivo propiciar recursos para financiamento a micro e pequenas empresas,

Leia mais

CONFERÊNCIA NACIONAL DE EDUCAÇÃO REGIMENTO INTERNO DA ETAPA ESTADUAL MATO GROSSO II CONAE/MT CAPÍTULO I DA REALIZAÇÃO E CARÁTER DA CONFERÊNCIA

CONFERÊNCIA NACIONAL DE EDUCAÇÃO REGIMENTO INTERNO DA ETAPA ESTADUAL MATO GROSSO II CONAE/MT CAPÍTULO I DA REALIZAÇÃO E CARÁTER DA CONFERÊNCIA CONFERÊNCIA NACIONAL DE EDUCAÇÃO REGIMENTO INTERNO DA ETAPA ESTADUAL MATO GROSSO II CONAE/MT CAPÍTULO I DA REALIZAÇÃO E CARÁTER DA CONFERÊNCIA Art. 1º. As Secretarias de Estado de Educação e de Ciência

Leia mais

Boletim Epidemiológico da Dengue, Chikungunya e Zika no estado de MT Semana 34/2015 nº28

Boletim Epidemiológico da Dengue, Chikungunya e Zika no estado de MT Semana 34/2015 nº28 Boletim Epidemiológico da Dengue, Chikungunya e Zika no estado de MT Semana 34/2015 nº28 SITUAÇÃO DENGUE Em 2015, período que compreende de 01 de Janeiro a 01 de setembro, no estado de Mato Grosso foram

Leia mais

Senado Federal. Gabinete do Senador Pedro Taques. Brasília

Senado Federal. Gabinete do Senador Pedro Taques. Brasília Senado Federal Brasília Dezembro 2011 Senado Federal PLANO TAQUES ORÇAMENTO PARTICIPATIVO NA ALOCAÇÃO DE EMENDAS Brasília Dezembro 2011 SUMÁRIO 1. CONSIDERAÇÕES INICIAIS... 4 2. DEMANDAS PARA LOA 2012...

Leia mais

SISTEMA FIEMT. SENAI - Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial. Departamento Regional de Mato Grosso

SISTEMA FIEMT. SENAI - Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial. Departamento Regional de Mato Grosso SISTEMA FIEMT SENAI - Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial Departamento Regional de Mato Grosso MISSÃO Promover a educação profissional e tecnológica, a inovação e a transferência de tecnologias

Leia mais

Soluções e Parcerias para o Desenvolvimento dos Municípios. Helio Luiz Duranti Diretor Regional de Negócios

Soluções e Parcerias para o Desenvolvimento dos Municípios. Helio Luiz Duranti Diretor Regional de Negócios Soluções e Parcerias para o Desenvolvimento dos Municípios Helio Luiz Duranti Diretor Regional de Negócios Missão da CAIXA Atuar na promoção da cidadania e do desenvolvimento sustentável do País, como

Leia mais

Visão Estratégica da SEFAZ

Visão Estratégica da SEFAZ Visão Estratégica da SEFAZ MISSÃO Garantir a realização da receita pública e o controle da aplicação do gasto público, com justiça fiscal, contribuindo para a sustentabilidade econômica e social do Estado.

Leia mais

19. DA NOMEAÇÃO, POSSE E LOTAÇÃO 19.3 A nomeação dos candidatos dar-se-á por meio de ato governamental publicado no Diário Oficial do Estado de Mato G

19. DA NOMEAÇÃO, POSSE E LOTAÇÃO 19.3 A nomeação dos candidatos dar-se-á por meio de ato governamental publicado no Diário Oficial do Estado de Mato G GOVERNO DE ESTADO DE MATO GROSSO SECRETARIA DE ESTADO DE ADMINISTRAÇÃO CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGO EFETIVO DE PROFESSOR DA EDUCAÇÃO BÁSICA, TÉCNICO ADMINISTRATIVO EDUCACIONAL E APOIO ADMINISTRATIVO

Leia mais

COMPOSIÇÃO DOS GRUPOS

COMPOSIÇÃO DOS GRUPOS ATUALIZADO EM 27/06/2016 COMPOSIÇÃO DOS GRUPOS # 1º FASE # CIDADE: COLÍDER GRUPO: 02 Dia: 29/04/2016 - Sexta-feira CLÁUDIA 1 X 5 APIACÁS 19h30 2 TABAPORÃ 2 X 5 COLÍDER 20h30 Dia: 30/04/2016 - Sábado TABAPORÃ

Leia mais

Publicado em: 07/03/2007

Publicado em: 07/03/2007 O Fórum Nacional de Reforma Urbana e o Programa de Aceleração do Crescimento: desafios na construção de um novo modelo de desenvolvimento sustentável com cidades Justas e democráticas* Publicado em: 07/03/2007

Leia mais

Comunidades Planejadas e Propostas em Mobilidade Urbana X A Política de Desenvolvimento Urbano

Comunidades Planejadas e Propostas em Mobilidade Urbana X A Política de Desenvolvimento Urbano Comunidades Planejadas e Propostas em Mobilidade Urbana X A Política de Desenvolvimento Urbano Brasília, 07 de maio de 2015 Roteiro 1. A Política Nacional de Desenvolvimento Urbano 2. Avanços institucionais

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO

GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO SECRETARIA DE ESTADO DE SAÚDE NOVEMBRO -2008 PACTO PELA SAÚDE Compromisso negociado e assumido pelos gestores de saúde das três esferas de governo, visando qualificar a

Leia mais

Política e Programas Habitacionais em São Paulo

Política e Programas Habitacionais em São Paulo Política e Programas Habitacionais em São Paulo Papel de Agentes Públicos e Privados AUP 0563 - Estruturação do Espaço Urbano: Produção Imobiliária Contemporânea Profa. Dra. Luciana de Oliveira Royer LABHAB

Leia mais

HOSPITAIS DE REFERÊNCIA E UNIDADES DE APLICAÇÃO DE ANTIVENENOS MATO GROSSO

HOSPITAIS DE REFERÊNCIA E UNIDADES DE APLICAÇÃO DE ANTIVENENOS MATO GROSSO Ministério da Saúde Secretaria de Vigilância em Saúde Departamento de Vigilância Epidemiológica Coordenação Geral de Doenças Transmissíveis Coordenação de Vigilância de Doenças Transmitidas por Vetores

Leia mais

I SEMINÁRIO ESTADUAL SOBRE POLÍTICA MUNICIPAL DE HABITAÇÃO. 1º de outubro de 2009

I SEMINÁRIO ESTADUAL SOBRE POLÍTICA MUNICIPAL DE HABITAÇÃO. 1º de outubro de 2009 I SEMINÁRIO ESTADUAL SOBRE POLÍTICA MUNICIPAL DE HABITAÇÃO 1º de outubro de 2009 (112 MUNICÍPIOS) (64 MUNICÍPIOS) (91 MUNICÍPIOS) (16 MUNICÍPIOS) (10 MUNICÍPIOS) (IDH Médio M Nacional = 0,766) Especificação

Leia mais

Organização social e política

Organização social e política Organização social e política Este capítulo, com tabelas, busca retratar as organizações sindicais laborais e patronais, os diversos tipos de cooperativas e algumas associações. Foi estruturada a representatividade

Leia mais

INSTITUTO MATOGROSSENSE DE ECONOMIA AGROPECUÁRIA IMEA MAPA DE MACRORREGIÕES DO IMEA

INSTITUTO MATOGROSSENSE DE ECONOMIA AGROPECUÁRIA IMEA MAPA DE MACRORREGIÕES DO IMEA INSTITUTO MATOGROSSENSE DE ECONOMIA AGROPECUÁRIA IMEA 11 de Novembro de 2010. MAPA DE MACRORREGIÕES DO IMEA A presente nota técnica tem o intuito de justificar a razão do estudo para segmentar o Estado

Leia mais

1º TREINAMENTO DE FISCALIZAÇÃO DO SISTEMA CONFEA/CREA DE 2015 BRASÍLIA-DF, 19 E 20 DE MAIO DE 2015

1º TREINAMENTO DE FISCALIZAÇÃO DO SISTEMA CONFEA/CREA DE 2015 BRASÍLIA-DF, 19 E 20 DE MAIO DE 2015 1º TREINAMENTO DE FISCALIZAÇÃO DO SISTEMA CONFEA/CREA DE 2015 BRASÍLIA-DF, 19 E 20 DE MAIO DE 2015 Fiscalização executada pelo CREA-MT João Pedro Valente Coord. CEAGRO/MT PROFISSIONAIS POR MODALIDADE Registro

Leia mais

Relação de Bibliotecas Públicas no Estado do Mato Grosso

Relação de Bibliotecas Públicas no Estado do Mato Grosso Relação de Bibliotecas Públicas no Estado do Mato Grosso Setembro de 2013 MUNICÍPIO NOME DA BIBLIOTECA ENDEREÇO BAIRRO CEP Acorizal Biblioteca Pública Municipal Professora Elzita Heimé da Silva Rua Monteiro

Leia mais

COMPOSIÇÃO DOS GRUPOS

COMPOSIÇÃO DOS GRUPOS ATUALIZADO EM 20/04/2016 COMPOSIÇÃO DOS GRUPOS # 1º FASE # CIDADE: COLÍDER GRUPO: 02 Dia: 29/04/2016 - Sexta-feira CLÁUDIA X APIACÁS 19h30 2 TABAPORÃ X COLÍDER 20h30 Dia: 30/04/2016 - Sábado TABAPORÃ X

Leia mais

BACIA DO ALTO PARAGUAI

BACIA DO ALTO PARAGUAI SUMÁRIO APRESENTAÇÃO BACIA DO ALTO PARAGUAI 1 DESENVOLVIMENTO E CONFLITOS AMBIENTAIS... 2 1.1 Situação Geográfica... 2 1.2 Aspectos Gerais... 6 1.3 População... 11 1.4 Unidades de Conservação... 17 1.5

Leia mais

A EXECUÇÃO DO PAC E SEU EFEITO NA DEMANDA AGREGADA

A EXECUÇÃO DO PAC E SEU EFEITO NA DEMANDA AGREGADA 1 A EXECUÇÃO DO PAC E SEU EFEITO NA DEMANDA AGREGADA Mansueto Almeida (23/06/2011) O Programa de Aceleração Econômica (PAC) é um programa complexo e de difícil acompanhamento. Ele é complexo por três motivos.

Leia mais

MUNICÍPIO IBGE PROTOCOLO PROPONENTE

MUNICÍPIO IBGE PROTOCOLO PROPONENTE Centro-Oeste GO Acreúna 520013 001115.01.02/2011-15 Prefeitura 50 Centro-Oeste GO Água Limpa 520020 009392.01.03/2011-67 Prefeitura 40 Centro-Oeste GO AleXânia 520030 000892.01.02/2011-34 Governo Estadual

Leia mais

Embrapa & Parceiros. Capacitação Continuada de técnicos em Mato Grosso como Instrumento de Desenvolvimento Rural: O Exemplo Leite.

Embrapa & Parceiros. Capacitação Continuada de técnicos em Mato Grosso como Instrumento de Desenvolvimento Rural: O Exemplo Leite. Embrapa & Parceiros Capacitação Continuada de técnicos em Mato Grosso como Instrumento de Desenvolvimento Rural: O Exemplo Leite Novembro/2012 CONSIDERAÇÕES TRANSFERÊNCIA DE TECNOLOGIA TRADICIONAL (Ações

Leia mais

EDITAL 01/2017 EDITAL DE EXAME DE SELEÇÃO DE CREDENCIAMENTO DE ESTAGIÁRIOS DO MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE MATO GROSSO.

EDITAL 01/2017 EDITAL DE EXAME DE SELEÇÃO DE CREDENCIAMENTO DE ESTAGIÁRIOS DO MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE MATO GROSSO. EDITAL 01/2017 EDITAL DE EXAME DE SELEÇÃO DE CREDENCIAMENTO DE ESTAGIÁRIOS DO MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE MATO GROSSO. O PRESIDENTE DA COMISSÃO DE EXAME DE SELEÇÃO, no uso de suas legais atribuições,

Leia mais

Governo de Mato Grosso Secretaria de Estado de Planejamento e Coordenação Geral Superintendência de Planejamento Coordenadoria de Avaliação

Governo de Mato Grosso Secretaria de Estado de Planejamento e Coordenação Geral Superintendência de Planejamento Coordenadoria de Avaliação Governo de Mato Grosso Secretaria de Estado de Planejamento e Coordenação Geral Superintendência de Planejamento Coordenadoria de Avaliação ET CAV/SP/SEPLAN nº 01/2013 Analfabetismo em Mato Grosso Edmar

Leia mais

PMCMV_Oferta Pública de 2013

PMCMV_Oferta Pública de 2013 PMCMV_Oferta Pública de 2013 O Programa O Programa Minha Casa, Minha Vida em municípios com população de até 50.000 (cinquenta mil) habitantes, operado com recursos disponibilizados por meio da terceira

Leia mais

UTILIZAÇÃO DE SISTEMA DE INFORMAÇÃO GEOGRÁFICA NO MAPEAMENTO DE SOJA NO ESTADO DE MATO GROSSO 1

UTILIZAÇÃO DE SISTEMA DE INFORMAÇÃO GEOGRÁFICA NO MAPEAMENTO DE SOJA NO ESTADO DE MATO GROSSO 1 UTILIZAÇÃO DE SISTEMA DE INFORMAÇÃO GEOGRÁFICA NO MAPEAMENTO DE SOJA NO ESTADO DE MATO GROSSO 1 Nilton Marques de Oliveira, Msc 2 Heleno do Nascimento Santos, Dr 3 RESUMO O propósito deste trabalho é estabelecer

Leia mais

MINISTÉRIO DAS CIDADES. O MINISTRO DE ESTADO DAS CIDADES, no uso das suas atribuições,

MINISTÉRIO DAS CIDADES. O MINISTRO DE ESTADO DAS CIDADES, no uso das suas atribuições, MINISTÉRIO DAS CIDADES PORTARIA Nº 646, DE 23 DE DEZEMBRO DE 2010 Publicada na Seção 1 do DOU de 24/12/2010 págs. 138 e 139 Dispõe sobre os procedimentos para contratação e execução das Ações/Modalidades

Leia mais

GESTÃO DO CRESCIMENTO URBANO: PROTEÇÃO DE MANANCIAIS E RECUPERAÇÃO URBANA. 5 de Dezembro de 2012

GESTÃO DO CRESCIMENTO URBANO: PROTEÇÃO DE MANANCIAIS E RECUPERAÇÃO URBANA. 5 de Dezembro de 2012 GESTÃO DO CRESCIMENTO URBANO: PROTEÇÃO DE MANANCIAIS E RECUPERAÇÃO URBANA 5 de Dezembro de 2012 GESTÃO DO CRESCIMENTO URBANO: PROTEÇÃO DE MANANCIAIS E RECUPERAÇÃO URBANA CONTEÚDO 1. A REGIÃO METROPOLITANA

Leia mais

Dia da Consciência Negra - feriados municipais

Dia da Consciência Negra - feriados municipais Nº UF Município 1 AL UNIAO DOS PALMARES 2 AM MANAUS 3 GO FLORES DE GOIAS 4 MG ITAPECERICA 5 MT ACORIZAL 6 MT AGUA BOA 7 MT ALTA FLORESTA 8 MT ALTO ARAGUAIA 9 MT ALTO DA BOA VISTA 10 MT ALTO GARCAS 11 MT

Leia mais

Secretaria de Estado do Meio. Superintendência de Recursos Hídricos. Superintendente Julho/2008

Secretaria de Estado do Meio. Superintendência de Recursos Hídricos. Superintendente Julho/2008 GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO Secretaria de Estado do Meio Ambiente Superintendência de Recursos Hídricos Luiz Henrique Magalhães Noquelli Superintendente Julho/2008 Política Estadual de Recursos Hídricos

Leia mais

Atuação CAIXA no Financiamento de Energia, Saneamento Ambiental e MDL

Atuação CAIXA no Financiamento de Energia, Saneamento Ambiental e MDL Atuação CAIXA no Financiamento de Energia, Saneamento Ambiental e MDL Nome: Denise Maria Lara de Souza Seabra Formação: Enga. Civil e Sanitarista Instituição: Caixa Econômica Federal Agenda Contextualização

Leia mais

COMARCAS DE PRIMEIRA ENTRÂNCIA ENDEREÇOS E TELEFONES ÍNDICE

COMARCAS DE PRIMEIRA ENTRÂNCIA ENDEREÇOS E TELEFONES ÍNDICE Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso (Para localização rápida clique CTR e botão Direito do mouse na Comarca desejada) COMARCAS DE PRIMEIRA ENTRÂNCIA ENDEREÇOS E TELEFONES ALTO GARÇAS ALTO TAQUARI

Leia mais

MINISTÉRIO DAS CIDADES

MINISTÉRIO DAS CIDADES MINISTÉRIO DAS CIDADES 46º Encontro Nacional da Indústria Cerâmica Vermelha Minha Casa, Minha Vida: Perspectivas e Oportunidades Teresina/PI, 20 de setembro de 2017 POLÍTICA NACIONAL DE HABITAÇÃO 2007

Leia mais

MINISTÉRIO DAS CIDADES Secretaria Nacional de Habitação. CAIXA ECONÔMICA FEDERAL Representação de Apoio ao Desenvolvimento Urbano

MINISTÉRIO DAS CIDADES Secretaria Nacional de Habitação. CAIXA ECONÔMICA FEDERAL Representação de Apoio ao Desenvolvimento Urbano MINISTÉRIO DAS CIDADES Secretaria Nacional de Habitação CAIXA ECONÔMICA FEDERAL Representação de Apoio ao Desenvolvimento Urbano SNHIS / FNHIS - Lei nº 11.124/05 ESTRUTURA BÁSICA DO PLANO MUNICIPAL DE

Leia mais

Campinas, 10 de dezembro de twitter.com/funasa

Campinas, 10 de dezembro de twitter.com/funasa Campinas, 10 de dezembro de 2015 FUNASA Missão Institucional Missão Promover a saúde pública e a inclusão social por meio de ações de saneamento e saúde ambiental. Visão de Futuro Até 2030, a Funasa, integrante

Leia mais

Experiências locais RIBEIRÃO PRETO E REGIÃO. Urbanização Jd. Monte Alegre PREFEITURA MUNICIPAL DE RIBEIRÃO PRETO

Experiências locais RIBEIRÃO PRETO E REGIÃO. Urbanização Jd. Monte Alegre PREFEITURA MUNICIPAL DE RIBEIRÃO PRETO Experiências locais RIBEIRÃO PRETO E REGIÃO Urbanização Jd. Monte Alegre PREFEITURA MUNICIPAL DE RIBEIRÃO PRETO INFORMAÇÕES BÁSICAS datas de início e término: local: fonte de recursos: 2006 2016 Ribeirão

Leia mais

GEOGRAFIA DO MATO GROSSO

GEOGRAFIA DO MATO GROSSO GEOGRAFIA DO MATO GROSSO EDITAL Nº 1 PJC/MT, DE 16 DE MARÇO DE 2017 DELEGADO DE POLÍCIA CIVIIL - MT Prof. Kanduka Oliveira Redes Sociais kanduka.oliveira@facebook.com Instagram: @professorkanduka Periscope:

Leia mais

PLATAFORMA PARA AS ELEIÇÕES 2.014

PLATAFORMA PARA AS ELEIÇÕES 2.014 PLATAFORMA PARA AS ELEIÇÕES 2014 Considerando que a Bacia do Rio Paraguai abrange a maior planície inundável do planeta, o Pantanal; Considerando que a bacia abriga mais de 8 milhões de habitantes com

Leia mais

Seminário Internacional Trabalho Social em Habitação: Desafios do Direito à Cidade

Seminário Internacional Trabalho Social em Habitação: Desafios do Direito à Cidade Seminário Internacional Trabalho Social em Habitação: Desafios do Direito à Cidade O TRABALHO SOCIAL NA POLÍTICA NACIONAL DE HABITAÇÃO: AVANÇOS E DESAFIOS INÊS MAGALHÃES Secretária Nacional de Habitação

Leia mais

COMUNICADO DIGES/SUOPE/GECOM N.º 332, DE 11/9/08. Informamos a seguir o endereço para faturamento do produto adquirido nos Avisos em

COMUNICADO DIGES/SUOPE/GECOM N.º 332, DE 11/9/08. Informamos a seguir o endereço para faturamento do produto adquirido nos Avisos em COMPANHIA NACIONAL DE ABASTECIMENTO Conab DIRETORIA DE GESTÃO DE ESTOQUES Diges SUPERINTENDÊNCIA DE OPERAÇÕES Suope GERÊNCIA DE COMERCIALIZAÇÃO Gecom COMUNICADO DIGES/SUOPE/GECOM N.º 332, DE 11/9/08 A

Leia mais

C A R T A D E S O R R I S O

C A R T A D E S O R R I S O C A R T A D E S O R R I S O O Colégio de Presidentes de Subseções da Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional do Estado de Mato Grosso, realizado na cidade de Sorriso, no dia 18 de junho de 2015, para

Leia mais

SIMPÓSIO HIDROVIAS DE MATO GROSSO 22-11-2012 CUIABÁ-MT

SIMPÓSIO HIDROVIAS DE MATO GROSSO 22-11-2012 CUIABÁ-MT SIMPÓSIO HIDROVIAS DE MATO GROSSO 22-11-2012 CUIABÁ-MT SIMPÓSIO HIDROVIAS DE MATO GROSSO 22-11-2012 CUIABÁ-MT Abertura Carlos Henrique Baqueta Fávaro Pres. Aprosoja Movimento Pró Logística Hidrovias de

Leia mais

Legislação Tributária ATO NORMATIVO DA SEFAZ. Início dos Efeitos 182/ /10/200909/10/ /10/ /10/2009

Legislação Tributária ATO NORMATIVO DA SEFAZ. Início dos Efeitos 182/ /10/200909/10/ /10/ /10/2009 Legislação Tributária ATO NORMATIVO DA SEFAZ Ato: Portaria Número/Complemento Assinatura Publicação Pág. D.O. Início da Vigência Início dos Efeitos 182/2009 05/10/200909/10/2009 18 09/10/2009 09/10/2009

Leia mais

SEMINÁRIO EM DEFESA DAS CABECEIRAS DO PANTANAL

SEMINÁRIO EM DEFESA DAS CABECEIRAS DO PANTANAL WWF-Brasil / Adriano Gambarini SEMINÁRIO EM DEFESA DAS CABECEIRAS DO PANTANAL 10 e 11 de abril de 2013 Local: auditório da Agronomia da Universidade Estadual de Mato Grosso (UNEMAT), Cáceres (MT), em frente

Leia mais

O DIAGNÓSTICO DO PLANO DE AÇÕES ARTICULADAS (PAR) DA REDE MUNICIPAL DE ENSINO DO ESTADO DE MATO GROSSO

O DIAGNÓSTICO DO PLANO DE AÇÕES ARTICULADAS (PAR) DA REDE MUNICIPAL DE ENSINO DO ESTADO DE MATO GROSSO O DIAGNÓSTICO DO PLANO DE AÇÕES ARTICULADAS (PAR) DA REDE MUNICIPAL DE ENSINO DO ESTADO DE MATO GROSSO Resumo SOUZA, Márcia Helena de Moraes UFMT marciahelenamoraes@hotmail.com MONTEIRO, Silas Borges UFMT

Leia mais

ESTADO DE MATO GROSSO SECRETARIA DE ESTADO DE SEGURANÇA PÚBLICA SECRETARIA ADJUNTA DE INTELIGÊNCIA CAMPANHA DO DESARMAMENTO EM MATO GROSSO

ESTADO DE MATO GROSSO SECRETARIA DE ESTADO DE SEGURANÇA PÚBLICA SECRETARIA ADJUNTA DE INTELIGÊNCIA CAMPANHA DO DESARMAMENTO EM MATO GROSSO CAMPANHA DO DESARMAMENTO EM MATO GROSSO HISTÓRICO DA CAMPANHA Campanha Anterior Campanha de caráter temporário; Identificação obrigatória do possuidor; Morosidade no recebimento da indenização; Poderia

Leia mais

CÓDIGO FLORESTAL PASSO A PASSO. Sistema Famato

CÓDIGO FLORESTAL PASSO A PASSO. Sistema Famato CÓDIGO FLORESTAL PASSO A PASSO Sistema Famato EXPEDIENTE SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM RURAL ADMINISTRAÇÃO REGIONAL DO MATO GROSSO RUI CARLOS OTTONI PRADO PRESIDENTE DO CONSELHO ADMINISTRATIVO TIAGO

Leia mais

Os avanços do código de defesa do consumidor nos 25 anos. Março/2016. Kleber José Trinta Moreira e Lopes Coordenador-Geral

Os avanços do código de defesa do consumidor nos 25 anos. Março/2016. Kleber José Trinta Moreira e Lopes Coordenador-Geral Os avanços do código de defesa do consumidor nos 25 anos Março/2016 Kleber José Trinta Moreira e Lopes Coordenador-Geral Quem somos Secretaria Nacional do Consumidor - Senacon Ligada ao Ministério da Justiça

Leia mais

F 5 2 90 0 100 73.762.862 F 3 2 90 0 100 11.148.628 TOTAL - FISCAL 84.911.490 TOTAL - SEGURIDADE 0 TOTAL - GERAL 84.911.490

F 5 2 90 0 100 73.762.862 F 3 2 90 0 100 11.148.628 TOTAL - FISCAL 84.911.490 TOTAL - SEGURIDADE 0 TOTAL - GERAL 84.911.490 UNIDADE : 47101 - MINISTERIO DO PLANEJAMENTO, ORCAMENTO E GESTAO ANEXO I PROGRAMA DE TRABALHO (SUPLEMENTACAO) RECURSOS DE TODAS AS FONTES - R$ 1, 00 0913 OPERACOES ESPECIAIS - PARTICIPACAO DO BRASIL EM

Leia mais

RANKING DA TRANSPARÊNCIA

RANKING DA TRANSPARÊNCIA Visão Nacional Índice Nacional de Transparência: 3,1 Governo Estadual Governo Municipal Capitais ES SC RS PB DF TO RN MG MA PE PI AL PA GO SP PR RJ AC AP SE RO BA RR AM CE MS 1,,8,5, 7, 7,8 7,8 7,7 7,5

Leia mais

Aspectos Operacionais do Censo Agro em Mato Grosso

Aspectos Operacionais do Censo Agro em Mato Grosso Aspectos Operacionais do Censo Agro em Mato Grosso Unidade Estadual do IBGE em Mato Grosso Millane Chaves da Silva Chefe da Unidade Estadual do IBGE-MT Data 19/10/2017 Introdução O Censo Agropecuário é

Leia mais

AVISO DE LEILÃO DE PRÊMIO EQUALIZADOR PAGO AO PRODUTOR RURAL DE SOJA EM GRÃOS E/OU SUA COOPERATIVA PEPRO N.º 189/07

AVISO DE LEILÃO DE PRÊMIO EQUALIZADOR PAGO AO PRODUTOR RURAL DE SOJA EM GRÃOS E/OU SUA COOPERATIVA PEPRO N.º 189/07 MINISTÉRIO DA AGRICULTURA PECUÁRIA E ABASTECIMENTO - MAPA COMPANHIA NACIONAL DE ABASTECIMENTO - CONAB DIRETORIA DE GESTÃO DE ESTOQUES - DIGES SUPERINTENDÊNCIA DE OPERAÇÕES - SUOPE GERÊNCIA DE COMERCIALIZAÇÃO

Leia mais

Relação completa de emendas para a. Aquisição de Equipamentos Hospitalares para a Santa Casa de Misericórdia de Cuiabá MT R$ ,00.

Relação completa de emendas para a. Aquisição de Equipamentos Hospitalares para a Santa Casa de Misericórdia de Cuiabá MT R$ ,00. Relação completa de emendas para 2012 a. Aquisição de Equipamentos Hospitalares para a Santa Casa de Misericórdia de Cuiabá MT R$ 222.500,00. Cuiabá é a única capital do país que não conta com um Hospital

Leia mais

Cidade UF CEP DDD/Telefone DDD/FAX. Município UF DDD/Celular

Cidade UF CEP DDD/Telefone DDD/FAX. Município UF DDD/Celular PLANO DE TRABALHO PROJETO CIDADES DIGITAIS (PAC2) 1 DADOS CADASTRAIS Nome da prefeitura CNPJ Endereço da sede da prefeitura Cidade UF CEP DDD/Telefone DDD/FAX E-mail da prefeitura Nome do prefeito C.I./Órgão

Leia mais

LEI Nº /2013 CAPÍTULO I DO PLANEJAMENTO GOVERNAMENTAL E DO PLANO PLURIANUAL

LEI Nº /2013 CAPÍTULO I DO PLANEJAMENTO GOVERNAMENTAL E DO PLANO PLURIANUAL LEI Nº. 1.282/2013 Ementa: Institui o Plano Plurianual do Município de Ouricuri para o período de 2014 a 2017. O PREFEITO DO MUNICÍPIO DE OURICURI/PE, no uso de suas atribuições legais, faz saber que A

Leia mais

24 de Novembro de 2017 Jornal Oficial Eletrônico dos Municípios do Estado de Mato Grosso ANO XII N JORNAL OFICIAL

24 de Novembro de 2017 Jornal Oficial Eletrônico dos Municípios do Estado de Mato Grosso ANO XII N JORNAL OFICIAL 24 de Novembro de 2017 Jornal Oficial Eletrônico dos Municípios do Estado de Mato Grosso ANO XII N 2.861 JORNAL OFICIAL Eletrônico dos Municípios do Estado de Mato Grosso Índice Associação Mato-Grossense

Leia mais

A Cemat e os municípios. Programa Luz Para Todos Universalizaçãoi ã Incorporação de Redes Particulares Iluminação Pública

A Cemat e os municípios. Programa Luz Para Todos Universalizaçãoi ã Incorporação de Redes Particulares Iluminação Pública A Cemat e os municípios Programa Luz Para Todos Universalizaçãoi ã Incorporação de Redes Particulares Iluminação Pública Cuiabá, novembro de 2008 Programa Luz Para Todos Fluxo Operacional do Programa Conselho

Leia mais

PLANO ESTADUAL DE HABITAÇÃO SÃO PAULO

PLANO ESTADUAL DE HABITAÇÃO SÃO PAULO PLANO ESTADUAL DE HABITAÇÃO SÃO PAULO 1º Encontro do Grupo Técnico de Acompanhamento de Elaboração do PEH-SP Proposta Metodológica - 16 de outubro de 2009 HISTÓRICO/REFERÊNCIAS 2005 LEI Nº 11.124/05 SISTEMA

Leia mais

CONGRESSO NACIONAL COMISSÃO MISTA DE PLANOS, ORÇAMENTOS PÚBLICOS E FISCALIZAÇÃO PROJETO DE LEI DE REVISÃO DO PLANO PLURIANUAL PARA

CONGRESSO NACIONAL COMISSÃO MISTA DE PLANOS, ORÇAMENTOS PÚBLICOS E FISCALIZAÇÃO PROJETO DE LEI DE REVISÃO DO PLANO PLURIANUAL PARA CONGRESSO NACIONAL COMISSÃO MISTA DE PLANOS, ORÇAMENTOS PÚBLICOS E FISCALIZAÇÃO PROJETO DE LEI DE REVISÃO DO PLANO PLURIANUAL PARA 2004-2007 (Projeto de Lei nº 41/2005-CN) PARECER DA COMISSÃO SUBSTITUTIVO

Leia mais

ESTRUTURA E DINÂMICA DA PRODUÇÃO DO MILHO EM MATO GROSSO

ESTRUTURA E DINÂMICA DA PRODUÇÃO DO MILHO EM MATO GROSSO ESTRUTURA E DINÂMICA DA PRODUÇÃO DO MILHO EM MATO GROSSO Michele Jackeline Andressa Rosa 1 Luana Witeck Marchioro 2 RESUMO Este artigo teve como objetivo identificar e analisar a dinâmica de crescimento

Leia mais

SANEAMENTO BÁSICO - LEI /07 - ÁGUA

SANEAMENTO BÁSICO - LEI /07 - ÁGUA - LEI 11.445/07 - ÁGUA 1 ESGOTO LIXO 2 CHUVA Lei nº 11.445/07, de 5/1/07 Água potável Esgoto sanitário Tratamento do lixo Drenagem da chuva 3 Lei 8.080/90 (promoção, proteção e recuperação da saúde) Art.

Leia mais