MUNICIPAL DELSÃO PAULO SEÇÃO DO PROTOCÓL0 E ARQUIVO. Assiinto : PRORROGA POR MAIS DOIS ANOS O PRAZ fisunrucloo MA 1. LI -5,7-53 ) 19, nu ANDAMENTÓ

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "MUNICIPAL DELSÃO PAULO SEÇÃO DO PROTOCÓL0 E ARQUIVO. Assiinto : PRORROGA POR MAIS DOIS ANOS O PRAZ fisunrucloo MA 1. LI -5,7-53 ) 19, nu ANDAMENTÓ"

Transcrição

1 ',, GII.Wee.e.ramaim- ámalnenw.. CÂMARA MUNICIPAL DELSÃO PAULO, SEÇÃO DO PROTOCÓL0 E ARQUIVO Processo kl 921 de Promovente:, PREFEITO MUNKINL DE Sd PAULO. Natureza: PRbjETO nr. LEI N. 90 De 1952 Assiinto : PRORROGA POR MAIS DOIS ANOS O PRAZ fisunrucloo MA 1. LI -5,7-53 ) 19, nu,disfie.she A CESS76 DE TERKLMO [AMIMAI_ HA AV, HOVE PE AAP) 1'0 komillio,1111!i CIPAL,, C0111, DE JUSTIÇA ANDAMENTÓ,, 1 1, 1 Observó6js :,. CNC Solulloils ripo nocessos Dwersns 194A ' I 4ff Arquivado em C. RUE DA SEÁO RENA] O ne,cfm,,,., 7g tn sk togo

2 Recebido em 6/3/52 prefeitura ï,jcfflunitipia sj-1-0 pauta, k'de Proc, n /51 /52 ly ER INDA M. LEGASPE ocrituntria "F" Senhor Presidente Tenho a honra de encaminhar a Vossa Excelencia,para que se digne submete-lo ao estudo e delibera ção doa sa Egrég ia Câmara, de àcbrdo com a le gislação vigente, o incluso projeto de lei que prorroga por dois anos o prazo concedido ao Montepio pela Lei 3.732, de 3 de janeiro de 1.949, para a utiliza ção de certo imóvel, Sirvo-me dà oportunidade para renovar a Vossa Excelencia os meus protestos de elevado apre ç o e distinta consideração. Publicado no DIARIO OFICIAL 3 / C-Z, :. Pmon a LLR copkvmst".:.i Á "DIRETORIA ADMINISTRATIVA Secção de Pilitecolo ADM. 4 ty..?2,1 5;2 DOCUMENTOS FOLHAS Anexos: projeto de lei, exposi ção cri tura NDO DE A UDA PEREIRA Prefeito rir ': 1,_)(:).. el de motivos e c6pia de es- A Sua Excelencia o Senhor Doutor André Nunes Júnior Digníssimo Presidente da Câmara Municipal de São Paulo Mac.

3 sv CÂMARP r"pctal DE SÃO PAULO, toltw p.1?0, p igpoe t;ob,... s t..clmmus ER.1 EIÁNDA M. LÊGAS Eecriturgria "F"

4 L E I N2 DI 1 DE E olha n.o _ do proc i ' 1 ri da O funcionário... MELINDA M. LttaASPE Orroa sar... " 'cedido ela Lei 3.732, de 3 de janeiro de O Prefáito do Município de São Paulo,de acor do com o que decretou a amara Municipal, em sessão de de de 1.952, promulga a seguinte LEI: k9 ' O Art Fica prorrogado por dois anos, a partir da data da,promúlgagão da presente lei, o prazo origi nalmente fixado no artigo 39 do decreto-lei n2 325, de 22 de dezembro de 1.946, e já dilatado pelo artigo 12 da lei n de 3 de janeiro de 1.949, mantida para os efeitos pre vistos a cessão do uso e gozo feito ao Montepio Municipal de São Paulo,de um terreno de propriedade do município, situado do lado ímpar da avenida 9 de Julho e assinalado na planta anexa h. escritura lavrada em 6 de fevereiro de 1.947,nas notas do 12 2 tabelião desta capital, livro 387, fls. 45 v2.

5 1 Folha n.o.3 do proc. n o._ de 'P 52, O foncionário.,. ERMELINDA M. LEGASPE Escriturgria "F" Art, 2Q - É estabelecido um prazo de 5 anos, a partir da data da promulgação da presente lei, para a conclusão do prédio a ser construido no terreno, nos termos do artigo 39 do referido decreto-lei n Art Esta lei entrará em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposioes em contrário. Prefeitura do Município de São Paulo,.., de de f1.952, 3992 da fundação de São Paulo. O Prefeito,

6 álkititiwk 41111U III d p; 1 104" MU ri O funcionário EXPOSIVL O DE MOTIVOS do proc. de ERMELINDA M. LEGASPF Escriturária "F" A presente lei visa conceder novo prazo ao Montepio Municipal, para construção de um prédio, em um terreno municipal, do qual obteve usufruto, conforme escritura lavrada em 6 de fevereiro de A Municipalidacle_de Sao Paulo é a proprietária que cedeu o usufruto do referido im6vel, pelo prazo de 50 anos, condicionando apenas que as construçbes a serem fel tas no terreno deveriam iniciar-se dentro de dois anos. 2sse prazo primitive esgotou-se, recebendo o Montepio um novo prazo pela Lei 3.732,de 3 de janeiro de 1.949, que por sua vez também se acha esgotado. Há interesse para a Municipalidade em renovar o prazo, pois trata-se de uma eficiente aplicação de bens, e o edifício a ser construido é de grande valor. A presente lei trás tambám uma inovação s pois ao mesmo tempo que prorroga o prazo para início da obra, estabelece uma dilação para o seu término, impedindo desse modo que a construção se prolongue indefinidamente. FICHADO / ã

7 I Fotha n o... do proc. c de O funcionário... c522=2 36L38 DO PROCESSO N /46, Escriturária "F" ASPE 122 TABELIONATO COMARCA DA CAPITAL REPUBLICA DOS ESTADOS UNIDOS DO BRASIL TABELIAO T. FALLEIROS TABELIAO SUCESSOR DR. ALCEU FALLEIROS FICHADO ozi i Telefone R. São Bento ESTADO DE SA0 PAULO N 2 62 CERTIDAO ALCEU FALLEIROS, BACHAREL EM DIREITO, DUODECIMO TABELIA0 SUCESSOR, DESTA CO- MARCA DA CAPITAL. D0 ESTADO DE SA0 PAULO, DA REMBLICA DOS ES TADOS UNIDOS - DO BRASIL, POR NOMEAÇAO, NA FORMA DA LEI. CERTIFIC A, a pedido verbal de pessba interessada, que, revendo em )seu Cartório, os livros de notas a seu cargo, deles, no de número trezentos e oitenta e sete, a folhas quarenta e cinco ver so, encontrou a escritura do tear seguinte:- ',Escritura de instituição de usofruto.- Saibam quantos esta virem que,aos seis (6) dias do mes de fevereiro do ano de mil novecentos e quarenta e sete (1,947), da era cristã, nesta cidade de São

8 Folha n.o /2 do proc n O funcionário... de ER ELINDA M. LEGASPE Escriturária "F" -2- Paulo, em meu cartório, perante mim, tabelião, e o escrevente designado para lavratura desta, ao final nomeado, compare coram partes, entre si justas e.contratadas, a saber:- como outorgante proprietária a Municipalidade de São Paulo, repre sentada nos termos do art do Decreto número 7844 de 9 de janeiro de 1.946, modificado pelo art do Decreto Lei n , de 13 de fevereiro do mesmo ano, pelo Diretor do Departamento Jurídico, Dr. José Avila Diniz Junqueira, pa ra este ato devidamente autorizado pelo Decreto Lei iiq. 525, de 22 de Dezembro de e como outorgado usofrutuário, o Montepio Municipal.de São Paulo, representado na forma do art2. 17, do Decreto-Lei n2 343, de 24 de janeiro de pelo Presidente e mais um Membro de sua Junta Administrativa, Dr, Paulo Barbosa de Campos Filho e Joacyr Teixeira Porto ; - os presentes reconhecidos pelos próprios de mim, tabelião, e das testemunhas adiante nomeadas e no final desta assina-- das,do que dou fé.- Perante as quais, pela outorgante, por seu representante, mo foi dito que, em virtude de aquisição feita aos herdeiros de Nestor de Barros, conforme carta de sentença passada pelo M. Juiz de Direito da Vara Privativa dos Feitos da Fazenda Municipal - Cartório do Ofício Cl vil - transcrita sob número , no Registro de Imóveis da 4a. Circunscrição 6 senhora e legítima possuidora, - livre e desembaraçada de quaisquer onus ou responsabilidades, arrendamentos e hipotecas, mesmo legais, de um terreno com a drea de 1.475,00 mts.2, situado h. Avenida 9 de Julho s lado im par, subdistrito desta cidade e comarca da Capital, dividindo:- pela frente com a Avenida 9 de Julho, por uma linha mixta D.E., tendo a parte curva, uma extensão de 28,00

9 Folha n.o do proc, ri c de 952,. C funcionário.. ERMELINDA M. LEGASPE Escriturária "F" metros e a parte reta uma extensão de 6,90 metros;- pelo lado direito, por uma linha reta D-M, numa extensão de cerca de 61,60 metros, confinando com propriedade municipal;- pelo lado esquerdo, por uma linha reta E-G, numa extensão de cerca de 49,90 metros, confinando com propriedade da Cia.Textil Brasileira, ou sucessores; e pelos fundos, com uma quebrada M-N-G, tendo a reta M-N uma extensão de cerca de 14,70 metros, confinando com propriedade de quem de direito, e tendo a reta N-G uma extensão de cerca de metros, confinando com propriedade de quem de direito, e está configurado na planta que, devidamente autenticada pelas partes e rubricada por mim, Tabelião, fica fazendo parte integrante desta escri tura, pela qual ela outorgante proprietária, e em cumprimento do disposto no citado Decreto-Lei np. 325, de 1.946,adian te transcrito, cede o uso e gozo desse terreno ao outorgado usofrutuário, instituindo, assim, a seu favor, o usofruto tem porário do mencionado terreno, mediante cláusulas e condi-- 93es constantes daquele Decreto-Lei número 325, a seguirtrece exulto:- "Decreto-Lei n , de 22 de.dezembro de Co de ao Montepio Municipal de São Paulo o uso e gozo de terreno municipal.- O prefeito Municipal de São Paulo, usando de suas atribuloes, na conformidade do n12. 1, do artg. 12, do Decreto-Lei Federal , de 8 de abril de 1.939, e de acordo com a aprovação do Senhor Interventor Federal em São Paulo, Decreta:- Artigo Fica cedido ao Montepio Municipal de São Paulo, para edificação no interesse da execução dos seus serviços, da melhor obtenção de renda, ou da mais eficiente aplicação de suas reservas patrimoniais, o uso e gozo de um terreno municipal, situado h Avenida 9 de Julio

10 1 Folh.-, n o n... _... do proc. 1.2A de O funcionário ERMELINDA M. LEGASPF Escriturária "F" lado impar, medindo cerca de 27,60 metros de largura por... 52,00 metros de profundidade, media, conforme planta anexa.- Artigo A presente cessão terá o prazo de 50 (cinquen-- ta) anos, a partir desta data.- Artigo 3Q. - A cessão considerar-se-á extinta, caso não tenha início construção adequada no terreno dentro de 2 (dois) anos, ou caso ocorra extinção do Montepio, modificação substancial em sua estrutura ou carater, ou redução dos seus objetivos de assistância Rescindida a cessão ou findo o prazo de sua existência, reverterá o inovei à Prefeitura, com todas as construçaes e benfeitorias acrescidas.- fi Se houver a extinção se - operado em qualquer das hipóteses previstas no corpo deste ar tigo, será o Montepio indenizado do valor residual das cone-_, truçaes ou benfeitorias.- Artigo Êste decreto-lei entrará em vigor na data de sua publicação, revogadas as dispo sioes em contrário.- Prefeitura Municipal de São Paulo, 22 de dezembro de da fundação de São Paulo.- O Prefeito, Abrahão Ribeiro.- O Diretor Substituto do Departamento do Expediente e do Pessoal - Paulo Teixeira Noéueira.- O Diretor do Departamento da Fazenda, Paulino Baptista Contifl.- Pelo outorgado usofrutuário, por seu representante, ante as mesmas testemunhas, ma foi dito que aceitava esta es critura, como nela se contem e declara.- Pela outorgante,mu nicipalidade de São Paulo, me foi dito, ainda, que, para os efeitos legais, dá, ao im6vel objeto desta, o valor de ,00.- De como assim o disseram e me pediram lhes lavrasse esta, sendo-me exibido o bilhete seguinte:- floart6- rio do 29. Distribuidor e Partidor.- Bilhete de distribuiçãp. Ao 12Q Tabelião de notas se distribue, nesta data, uma escri

11 Folha no n o O funcionário, ERMEL ASP F Eacriturária "F" tura de instituição de usofruto, como outorgante, a Municipa lidade de São Paulo e como outorgado o Montepio Municipal de São Paulo.- São Paulo, 6 de fevereiro de F.Luiz de Souza Junior.o.- Feita e lida?is partes, em presença das testemunhas, por acharem conforme a minuta apresentada pelo Departamento Jurídico da outorgante, aceitaram,outorgaram e assinam, com essas mesmas testemunhas, que são:- Sylvio de Souza e Henrique Glordano, reconhecidos de mim, tabelião, do que dou fé.-. Eu, Leonel Malvezzi, escrevente habilitado, a escrevi.-. EU, Alceu Falleiros, tabelião sucessor, subscrei. (a. a.) J. AVILA DINIZ JUNQUEIRA.-. PAULO BARBOSA DE CAMPOS FILHO.-. JOACYR TEIXEIRA SYLVIO DE SOUZA.-. HENRIQUE. GIORDANO.n.- ERA o - que se continha em mencionada escritura,- da qual, bem e fielmente fez extrair a presente certidão, que vai em tudo igual e conforme ao seu respectivo original,- em seu poder e Cartório, ao qual se reporta e dé. fé-.- São Paulo, aos cinco (5) dias do mês de fevereiro do ano de mil novecentos e quarenta e oito, (1.94e).-. Dactilografada por (a) Iracema.-. Eu, Alcides de Oliveira, "Oficial Maior, subscrevo - e assino.- (a) Alcides de Oliveira. Mac. 7",j

12 Folha n.o A O de ;9 do proc, e O funcionário RMELINDA M. LEGASPE Escriturária "F"

13 zv kv7, 4,_ei /72; ;.( OCTACILIO GOMES Diretor Subatbo do D.L. weviallk. LQ At o 9/7(ê el 1 4/kf y1.9 3 /34, _ V73/5" HCHAf10 /1Ç) 5.

14 CÂMARA MUNICIPAL DE SÃO PAULO Papel para informação, rubricado como ftilha á. n. 9 Z4 de 19 5;2. (a) ERMELI *A M. LEGASPE Escriturária "F" CÃ 1.0)u-eAmmjA41/ /9 3 4Q- ce T, r' FWi,\` -)0.L I_ J 01.50k j. ;. v '9. et RIA DA CONCEIÇÃO F. DE carvalhd Plata t ulastit.uto tia Sectio LegislatIVI e ) tybatat

15 SEGUE.74, juntado, nesta data, documento e papel para informação, rubricado sob fcillia Em 401 d 5-0.2é (a)

16 f Fc' JJ5 t / d ; C Catettele. Câmara Municipal de São Paulo LEI nq de 3 de Janeiro de (Projeto de lei nq 333 de 1 9)48 - Processo nq ) Faço saber que a Câmara, em sessão de 31 de dezembro de 1 948, decretou a seguinte lei: Artigo 1Q - Fica o Prefeito Municipal autori zado a prorrogar por mais dois anos, a partir da data da promulgação da presente lei, o pralzo a que se refere o artigo 3Q do decreto lei municipal nq 325, de 22 de dezembro de 1 945, e mantida para os efeitos previstos, a cessão do uso e gozo feito ao Montepio Municipal de São Paulo de um terreno de propriedade do Município, si tuado do lado impar da Avenida 9 de Julho e descrito na planta anexa a escritura lavrada em 6 de Fevereiro de 1 947, nas notas do l2q tabelião desta Capital, livro 307, fls. 45 VQ. Artigo 2Q - Esta lei entrará em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposiçaes em con trário. de Câmara Municipal de São Paulo, 31 de damnibro O Presidente a) Jose Adriano Marrey O 1Q Secretário a) Anis Aidar GSMi. -. FICM,\DO al.1/49 1,).5.2,

17 CÂMARA MUNICIPAL DE SÃO PAULO Papel para informação, rubricado corno gilha n n. 992él de 1952, O I 1542 (a) az:(4 "rke-u; lute-à:c/ex.ck._ L / 17/y r.2,taidct_ (vut-alm-e cj Q-404,-,Ao - - i2 deaa 1~. 6 LtaiÀ... A." T. L, \::"3S!,P) -il- -NCIA TÉCNK dil,s

18 SEGUE, juntado, nesta data, sob falta )1 c' /y Em _.ç73 (a) documento -e-75-tipei-par-e-inf~gação, rubricado

19 ~...ciajde 19 Ç-2. O Furichpnáriu Câmara Municipal de São 'Paulo ASSISTÊNCIA TÉCNICO LEGISLATIVA Processo n. 921/52 Projeto n. 90/52 Informação n Pelo projeto an exame, oriundo do Executivo, propõe se a Drorvogaçao, por dois anos, do prazo concedido ao Mon tepio, pela Lei n2 3732, de , para utilização de um terreno de propriedade do Município, do qual obteve usufruto, conforme es critura lavrada nas notas do 122 Tabelião, em , estabelecen do, ainda, prazo para conclusão do prédio a serconstruído na rea em apreço, pela referida entidade. Em elucidativa exposição de motivos, expoe o Executivo as raz3es pelas quais lhe parecem interessantes as concessões determinandas pelo projeto. É a nossa informaçao. APB/CMCS. Assistente Au ilia

20 MARIA DA CONO:itçÃO F. DE CARVALHO Chefe Subetitlíto da $eletão Logi/eletivo Ao S.r Secretário da Com. de Justi e 28 /52., 1DM 2 Por J. M2 quita de Oliveira 2 7, CÂMARA MUNICIPAL DE SÃO PAULO pape l para informa ção SEGUE, juntado nesta data' ape, rubi ado sob documento _ mia n.o )5)á 171 h / NALbef dol/ AR QUEIROZ Dal H. Leg. 2

21 CÂMARA MUNICIPAL DE SÃO PAULO Papel para informação, rubricado como fôllta n. / n de 19S82,, 1i / 4 5at ni 'rir - 7 Exmo. Sr. Presidente da Câmara. Pelo projeto de lei n 2 90 de 1952, elaborado pela Prefeitura do Município, pretende-se prorrogar por mais dois anos o prazo concedido ao Montepio Municipal de São Paulo para a utilização do imóvel ali indicado, integrante do patrimônio do Município. Trata-se de segunda prorrogação, a- lém do prazo contratual originário, e da exposição de motivos apresentada não consta a razão da demora em que reincide a parte beneficiada pelo contrato - para dar cumprimento à condição resolutiva da cessão gratuita do uso e gozo do imóvel assim onerado. Não foi dito, também se existe qualquer obra e iniciada, em andamento ou paralizada, sendo licito depreen- der-se do sil'encio - que nada foi feito, embora se fale, no art. 2 2 do projeto, em prazo para"a conclusão do predio a ser construido", e na exposição de motivos se aluda à determinaçao do prazo para impedir que "a construção se prolongue indefinidamente." Desejaria ainda a Comissão de Justiça - que fos se esclarecido qual seja o interesse do Município em contemporizar, ao envés de recuperar a livre disposição do seu valioso terreno, eis que se não compreende o bom proveito a advir da incorporaçao de um edifício, envelhecido pelo uso semi-secular, ao patrimonio do Município, quando talvez já n o passe de um trambolho a ser demolido. E se no for esse o caso, teria o Erario da Comuna de indenizar o valor residual das construçoes, o que importaria em nada receber em compensação à espera de cinquenta e tantos anos para rehaver o que é seu(confira-se o decreto-lei n 2 325, de , art )., HADC, Somente depois de prestados esses esclarecimenpy tos pelo Sr. Prefeito do Município - a quem V.Excia. encami-

22 \, r. tin g 6-51_115 CÂMARA MUNICIPAL DE SÃO PAULO Papel para informação, rubricado como Rilha n , 1 j.2 (a) WAL MAR QUEI OZ nhará, por solicitação nossa, cópia do processo- a Comissão de Justiça sentir-se-á habilitada a emitir parecer sabre o seu objeto, cuja relevância, do ponto de vista legal e economico, é desnecessário encarecer-se. Sala das ComissOes, 17 de abril de e - \./Q.---- João Sampaio Presidente e Relator..A.4."4-. C OC.~ tá4.01 LU1ZA OPHEL Secretário das Comiseõee '9 _.

23 J, eain A Celp cik d}9 0)4. \ p 0 o y- c2, :,.. i- \ I oc. SEGUE, jantado, nesta data, dretémento e papel para informação, rubricado sob fullia. Em 4 G1. 09, (a) ea/e) GERALDO $Ar!CHEZ MORENO Extranumen:Ino - Leg. 1

24 CÂMARA MUNICIPAL DE SÃO PAULO "~. Papel para informação, rubricado como fôllta n" lah02641.) n. 9 e.). de 19, J. (a) 01/66-1..e.A.4-0 WERALDO SANCHEZ MOREN-1 Extranumeràrio - Leg. 1, 15 e / 6, ei coriceon T. W rarv I mr PIA r L8..heffs ZubstilUto U: cç...o Leivelenva

25 r,-; ; r7. SEGUE. rg,juntado, nesta data, documento. e papel para informação, rubricado. 0.) (2.51 (a) 1?-19)4'42 GERALDO SANCHEZ -MORENO Extranumeririo - Leg. 1

26 E do proc.! Folha N.o N.o 9 ez_.) de 19,522) O funcionado São Paulo,?, G\ do de i Sonhor Prefeito, Em atonçgo ao requerido pela Comiadão de Justiça, encaminho a Vossa Excel;ncia cópia da Lei n da 3 do janoiro de o da Informação no da A.T.L., relativa ao Projeto de Lei n2 90 (Processo no 921/52) de autoria 14;sse rxecutivo e encaminhado à Cimaram lo ofício A.T. nffl 275/52, o qual prorroga por mais dois anul - o prazo estabelecido para a cesnão de terrono nunicipal si tuado na Avenida Novo de Julho ao Nonto;Jio ::unicipal, solicitando-lho so digne doterminar providelnolas, no santido do que nos sejam prostadas polo coupetontos órgãos as informa ç5c13 podidas no documento do flsa 15/16 do Poroso n /52, do qual ta-.1b,;..2. junto cópia. Vano-mo da oportunidade para apresentar a Vosaa nxcelancia ocruzu, protestos do elevado apr'4- ço e distinta oonsidoração. Valório Giuli Proeidente em exercício Anexo: cópia da Loi ne 3 732/49, da Informaçrio n o da documento de fls. 25/16 do Procosso no 921(52. A Sua ExceI;nola o Senhor Doutor Armando de Arruda Pereira Diísiimo Prefeito do Município do São Paulo. tc P" Iva dmri.

27 Folha N.o cl do proc. N.o 9... de O tuncionario_aie92,_ CÓPIA DO DOCULUNTO DE FLS. 12 DO PROCESSO N 2 921/ Camara Municipal de Silo Paulo. LEI NR de 3 de Janeiro de 1949 (Projeto de Lei n.333/48 - Processo n /48) Paço saber que a Camara, em sess;o de 31 de dezembro de 1 948, decretou a Seguihte lei: Art Pica o Prefeito Municipal autorizado a prorrogar por mais dois anos, a partir da data da promulgaçao da presente lei, o prazo a que se refere o artigo 3 2 do decreto lel.municipal n. 325, de 22 de dezembro de 1 945, e mantida para os efeitos previstos, a cesso do uso e gozo feito ao Montepio Municipal de SZ0 Paulo de um terreno da propriedade do Municlpio,situ ado do lado Impar da Avenida 9 de Julho e descrito na planta anexa a escritura lavrada em 6 de fevereiro de 1 947, nas notas do 12 2 tabelialo desta Capital,livro 387 fls. 45 vg. Art.22 - Esta lei entrará em vigor na data de sua publicaçao, revogadas as disposiçoes em contraio. zembro de Camara Municipal de Silo Paulo,31 de de - O Presidente a)josg Adriano Marrev:Yilnior O 1 2 Secretário a) Anis Aidar 7,P C o : ~ir-1z

28 Folha- N.o N2., O do proc. I de 19,54,. O funcionario_ CÓPIA DO Docuimmo n PLS, ik DO In PROCW 2551 IRPOIWAÇXO n da A.T,L. Pelo projeto em exame, oriundo do Executiv o, propoe-se a prorrogagio, por dois anos, do prazo concedidoeo) UcntePlo, pela Lei ba. 3732, de pnra utilizaç;o de um terreno de propriedade do Municfplo, do qual obteve uau - fruto, conforma escritura lavrada nas notas do 129 Tabelar), em , estabelecendo, ainda, prazo para conclusão de predio a ser construido na área em apre ço, pela referida entidade. Em elucidativa exposicgo de motivos, xpge o Executivo as rasgas pelas quais lhe parecem Interessantes LIS concessoaa determinadas pelo projeto. á a nossa informação. a)asdrabal Ferreira de Freitas Assistente-Chore Aurelino P.botelho Ansiatente-aumillar. ZP C 0... _ P À

29 Folha N.o 52,j do proc. i N.o Ci 9) de 195a O funcionariote CiPIA DO DOCUMENTO DE FLS, 15/16 Do PROCESSO Ne 921/52 Exmo.Sr. Presidente da Cmara. Pelo projeto de lei n. 90 de 1 952, elabora do pela Prefeitura do Município, pretende-se prorrogar por medis dois anos o prazo concedido ao Montenio Municipal de São Paulo para a utilisaqgo do imável alí indicado, integrante do patrlmgnio do Municiplo. Trata-se de segunda prorrogaçgo, alám do prazo contratual originario, e da oxposiçao de motivos apresen tida no consta a razao da demora em que reincide a parte bane ficiada pelo contrato - para dar eumprimento a condlçao resolu tiva da cessio gratuita do uso e g;so do imáel acima onerado. No foi dito, tambám se existn qualque'robra Iniciada, em andamento ou paralisada, sendo licito depreenderse do siláncio - que nada foi feito, ombora se fale, no art.2 2 do projeto, em prazo para "a conclusão do prádio a ser construí do", e na exposiqgo de motivos se aluda íj, determinnçgo do prazo para impedir que a "construçao se prolonguis indefinidamente" Desejaria ainda a Comissão de justiça - que fosse esclarecido qual seja o interesse do Município em contem porizar, ao envás do recuperar a livre disposição do seu valio ao terreno, ois que na nao compreende o bom proveito a advir da incorporaqgo de um edifício, envelhecido pelo uso semi-secular, no patrimonio do Município, quando talvez já não passe de um trambolho a ser demolido. n se no for case o caso, teria o Erário da Comuna dc indenizar o valor residual das constru - çoes, o quo importaria em nada receber em compensaçao a espera de cinquenta o tantos anos para rehaver o que á seu (confirase o decreto-loi n. 325, de , art. 3Q 2 2 ): Somente de.:lois de prestados esses esclareci mentos pelo Sr. prefeito do 'Junte/pio - a quem V. Excia.encaml nhará, por solicitaçao nossa, copia do processo - a Camissgodb Justiça sentir-se-a habilitada a emitir parecer sobre o seu objeto, cuja relevancia, do ponto de vista legal e economico, e desnecessario encarecer-se. ZIP o o Sala das Comissoes,17 de abril de a) Jogo Sampaio-Presidente e Relator. jp / A I;fr_-=-

30 , rp= IM CÂMARA MUNICIPAL DE SÃO PAULO tew al.- Papel para informação, rubricado corno N.9 IP eicki0 n. 94J de 19-5c)2% izs2(41 - _Q. (a) GERALDO SANCHEZ MOREii Extranumeráno - Leg cr. (R-k-o-u1 c;lea,,ea:-gk-chs, CLiatLACk_ DINAH MA"'" 2rz) 02-2 Obs: Lm pelo ofício DL. 3249, foi reit. o ped. de inf. tel. a este projeto. 40, 28/8/56?mG

31 (4#1 SEGUE, juntado, nesta data, documento e papel para informação, rubricado sob falia e2 Em 1 (a)

32 .01 DO p F?Réek, 411M,y O Ci) c_jrieclura cio aão c92 7:9,/i de y/ Fc'iin n o.2 3, _ arzict to de /9 58 ÉÉ9 A T Li /58 Proc. n /52 De ordem do Sr. Presidente, junte-se ao processo.- --) r-z8e-egtr-- Senhor Presidente Em atenção ao requerido pela Comissão de Justl ça no ofício n 2 DL. 2551/52 dessa Egregia Camara, tenho a hon, ra de encaminhar a Vossa Excelancia copia das informações preg_ tadas pelo Montepio Municipal, relativas ao Projeto de Lei n 2 90/52, de autoria d;ste Executivo. Sirvo-me da oportunidade para reiterar a Vossa Excelencia os protestos de meu elevado apreço e distinta consideração. ADBEMAR PEREIRA DE BARROS - Prefeito Anexo: copia de fls. 38/ do processo n /52 A Sua Excelancia o Senhor Doutor Andre Nunes Jitnior Digníssimo Presidente da Camara Municipal de São Paulo JNLY/.

33 À Leg.1 Para providenciar a juntada. t Ci

34 I (..) I _ " Â zi 6,t, CdPIA DE FT.A,2/.3.U9...DO_FM,CESSON= 691/52 A Gerencia: Relativamente ao projeto em si, seu trabalho, sua apresentação e seu conteudo, so temos elogios merecidos ao arquiteto Bahiana, criador do predio em questão.... i porem lamentavel, que apos tamanha labuta tenhamos ncis que enviar parecer desfavorável ao prosseguimento dos trablhos,'motivado pela falta de conhecimento, acreditamos, dos Membros da Junta de então enviando este processo a Arq. e solicitando a criação de predios de apartamentos "economicos" (fls. 8 ). O tipo "IS" dos mesmos apartamentos criados oaru titui de fato quase que o maximo em area =ima de construção e portanto economia. Vejamos porem agora o custo ailux.tudg, do pr;- dio apresentado que tem uma área de 4.297mq, conforme verificamos em fls. 13. óra, o custo deste mq. atual, liarjulrisljaz_de. apaztamentos. ei de aproximadamente j$ 3.800,00 que nos daria um preço total de cerca de a ,00, Por duas regras de 3 simples,, levando em consideração as areas dos apartamentos tipos "A" e "B", a seu custo total, chegamos a conclusão que os 6 do tipo "A" custariam ,00 e os 36'do tipo "B",a ,00.

35 o ria I N -. I i C) fij 02 ç,.2jekuw=:-. Assim sendo, zgr. apartamento tipo "A" custaria e um apartamento tipo ' "B" a ,00. Portanto, lembrando as dificuldades que se apresentaram na venda das casas da Lapa, que ap -ezar de maio-- res custaram bem menos do que o menor destes apartamentos, ve mos a completa inexequibilidade de qualquer realização no sen tido ora apiiesentado l. pois em hipotese alguma cremos se enqu. a. drariam aos padrões vigentes dos funcionários e suas condições sociais. Vemos uma solução entretanto que se nos apre senta bem mais viavel: construir tambem um predio no local, porem com um so apartamento de luxo, por andar, alugando-os a terceiros e fazendo a renda reverter a Instituição, que porsi so revertera tambem para o usufruto dos funcionarlos municipais em geral aumentando a disponibilidades das proprias Carteiras. consideração superior. S. Paulo, (a) Eduardo F. de Andrade EngQ Monte Snr. Presidente -Estou de pleno acordo com o sugerido pelo Dr. Eduardo de Andrade, convindo entretanto notar que a ces-- são do terreno ao Montepio, j caducou pela 2a vez, em janei-

36 04, ro de A vista do exposto, penso que antes de se cuidar da construção, deve-se tratar da legalização da cessão do terreno em causa, mediante prorrogação do prazo concedido pela Prefeitura. 5/4/954 - (a) Oscar Barreto Sr. Gerente À vista das proposições constantes do presente e da extinção do prazo, a Junta solicita o arquivamento do presente processo por ja ter perdido sua oportunidade. S.P (a) Paulo de Souza Sandoval Presidente da Junta Administrativa Montepio Municipal

37 CÂMARA MUNICIPAL DE SÃO PAULO Papel para informação, rubricado como fólha n." cc5 do processo n q02 1 de 1952j,?_/ (0 /.51.(a) C74.2.z"." 7-"11"- (0). ~4;0410: 44.0 / A omissão de e JOSÉ MESO Onle de SeCOO da A DE OUVEM Saldada das Condoias Ao nobre maior para relatar. Sala da Comissão de Justiça V I _ 195j PfitsID.F.N r

38 -41V SEGUE, juntado, nesta data, documento_ e papel para informação, rubricado sob falia n. 2 2 Em 2L/ 92/62 (a)

39 CÂMARA MUNICIPAL DE SÃO NA L-á2=1 COMISSÃO DE FOLHA DE PARECER PARECER N2 ()326/58 DA COMISSÃO DE JUSTIÇA SURE O PROJETO DE LEI N2 90/52. De iniciativa do Executivo, o projeto de lei n2 90/52 dispi5e sabre a prorrogação, por mais dois anos, do prazo concedido ao Montepio Municipal pela Lei n , de , para utilização de terreno de propriedade do Município, do qual obteve usufruto, conforme escritura lavrada nas notas do 122 Ta. bela, em , estabelecendo, outrossim, prazo para conclusão do predio a ser construido no imovel em questão pela referida entidade. Em data de esta Comissão solicitou a audiencia " do Executivo a fim de que fosse esclarecido se exis te no terreno em apreço, qualquer obra iniciada, em andamento ou Paralizada, e qual seria o interesse do Municipio em contempori zar com a parte beneficiada, no que tange às sucessivas prorroga ç'oes. Respondendo, o Executivo atraves de oficio datado de , encaminhou copia das informaçoes prestadas pe lo Montepio Municipal, segundo as quais a presente propositura não mais atendia aos propositos iniciais, devendo, por conseguin te, ser arquivada. Assim sendo, em consonãncia às proprias con sideraçoes da entidade benficianda, somos pelo arquivamento do presente projeto de lei. É o nosso parecer. Sala da Comissão de Justiça,Mde outtlbro de Presidente e Relator

40 Pub:icado no DIARIO OFI, de_22i rg pagi.n 50 o'u ia x L CLitae, r-ezr LUCIANA ANCONA LOFEZ Secretátic das Comissões A Leg. 1 em 2 3 I /o J 5.1 WEL^ Chete de SCCÇÁO dd Secretaria da Coniesiki 04,.44,1-ti/Oes'?1-94.C4-2-* ck23 oto 4;. ff4r,;,43t, otz4r.e.,a-ux o 4,0 4~, ite(tx, ' c 0., &elr &e4&ovtim.à.tro1c~3%. 01r."~-" -- JA-M-Y. "-T.C. GN I ril nirotne Cuof.t» :... I.). I-. )0( 3A'. k' <4'"v 16"- 0 (J:' - 1/". s;512/ TOGNINI c,,,bat. da D. I...

41 tforist;iy. f i : it,,, r1 CÂMARA MUNICIPAL DE SÃO PAULO / Papel para informação, rubricado como fôlha do processo / _J(a) _ Jjk.ka e. J-:, ML) Diretor P,d: "E.TORIA ADMINISTR SECÇ --- R QUIVO A-SE O Chefe, Controlado com folhai 25-;tkii4t5L

VEREADOR JOÃO FRANCISCO DE HARO INDICAÇÃO N. 1.101 DE 25-4 -52

VEREADOR JOÃO FRANCISCO DE HARO INDICAÇÃO N. 1.101 DE 25-4 -52 CÂMARA MUNICIPAL DE SÃO PAULO --1 SEÇÃO DO PROTOCOLO Processo 14 1,907 de 19 52 Promovente: VEREADOR JOÃO FRANCISCO DE HARO Natureza: INDICAÇÃO N. 1.101 DE 25-4 -52 Assúnto: LIMPEZA DAS FOSSAS SEPTICAS

Leia mais

ESCRITURA DE COMPRA E VENDA

ESCRITURA DE COMPRA E VENDA RGI N: ESCRITURA DE COMPRA E VENDA VENDEDOR: COMPRADORA: IMÓVEL: VALOR DA VENDA E COMPRA: R$ VALOR VENAL DE REFERÊNCIA: R$ INSCRIÇÃO CADASTRAL: S A I B A M quantos esta pública escritura virem aos ----

Leia mais

1. O que é procuração?

1. O que é procuração? Procuração Pública Plano de aula: 1. O que é procuração? 2. Forma Pública 3. Identidade e Capacidade 4. Pessoas Jurídicas 5. Poderes Gerais x Especiais 6. Ad judicia x Ad negotia 7. Substabelecimento 8.

Leia mais

1. COMPRA E VENDA OBJETO DE DIREITO CIVIL 1

1. COMPRA E VENDA OBJETO DE DIREITO CIVIL 1 1. COMPRA E VENDA OBJETO DE DIREITO CIVIL 1 1.1 COMPROMISSO PARTICULAR DE COMPRA E VENDA (Modelo 1) Pelo presente instrumento particular, entre partes, como promitentes vendedores, doravante denominados

Leia mais

O O O O O O 82 972-2 3. 1111111 iiiii 11111 iiiii11111111111111111111iiiii 11111iiiii 11111 iiiii iiii iiii.. ' CÂMARA MUNICIPAL DE SÃO PAULO "

O O O O O O 82 972-2 3. 1111111 iiiii 11111 iiiii11111111111111111111iiiii 11111iiiii 11111 iiiii iiii iiii.. ' CÂMARA MUNICIPAL DE SÃO PAULO 7 ' CÂMARA MUNICIPAL DE SÃO PAULO " SEÇÃO DO PROTOCOLO t 1 1 1 1,, PrOrinOvente: VEREADOR MACOS MELEGA 1, Na ukezá: t INDICAÇÃO 611- DE 8 2-52 Processo N 186 de DOIS FOCOS' DE LUZ PARA A 'RUA -ARARAPIRA,

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE NEPOMUCENO

PREFEITURA MUNICIPAL DE NEPOMUCENO Nepomuceno, 20 de julho de 2015. MENSAGEM Nº 022/2015 DD. Presidente da Câmara Municipal de NEPOMUCENO MG EXMO. SR. FRANCISCO RICARDO GATTINI Senhor Presidente, Com meus cordiais e respeitosos cumprimentos,

Leia mais

Ofício GP nº 362/2015 Brotas, 03 de março de 2015.

Ofício GP nº 362/2015 Brotas, 03 de março de 2015. Ofício GP nº 362/2015 Brotas, 03 de março de 2015. Assunto: Doação de imóvel ao Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Estado de São Paulo CREA/SP Senhor Presidente: Temos a honra de trazer, por

Leia mais

1111E111E1111 APROVADO. Câmara de Vereadores de Pindamonhangaba Estado de São Paulo 3 1 AGO. 2015. Vereador Felipe César Presidente

1111E111E1111 APROVADO. Câmara de Vereadores de Pindamonhangaba Estado de São Paulo 3 1 AGO. 2015. Vereador Felipe César Presidente Câmara de Vereadores de Pindamonhangaba Estado de São Paulo REQUERIMENTO EMENTA: Ao Sr. Prefeito Municipal, com cópia para conhecimento do Ministério Público, solicitando informar em que termos vem sendo

Leia mais

ORDEM DO DIA FLS.394 , ESTADO DE SÃO PAULO. OFíCIO GP. N. 196/2012 Proc. n", 3194/96. Senhor Presidente,

ORDEM DO DIA FLS.394 , ESTADO DE SÃO PAULO. OFíCIO GP. N. 196/2012 Proc. n, 3194/96. Senhor Presidente, ORDEM DO DIA FLS.394 "R" U~,.-:.-L.C. _~"'''' "'-'~ (".':N,~ -..,.~:..:-.;::..-

Leia mais

(Às Co missões de Re la ções Exteriores e Defesa Na ci o nal e Comissão Diretora.)

(Às Co missões de Re la ções Exteriores e Defesa Na ci o nal e Comissão Diretora.) 32988 Quarta-feira 22 DIÁRIO DO SENADO FEDERAL Ou tu bro de 2003 Art. 3º O Gru po Parlamentar reger-se-á pelo seu regulamento in ter no ou, na falta deste, pela decisão da ma i o ria absoluta de seus mem

Leia mais

LEI Nº 16.025, DE 14 DE JULHO DE 2014

LEI Nº 16.025, DE 14 DE JULHO DE 2014 Secretaria de Documentação Equipe de Documentação do Legislativo LEI Nº 16.025, DE 14 DE JULHO DE 2014 (Projeto de Lei nº 476/12, do Executivo, aprovado na forma de Substitutivo do Legislativo) Dispõe

Leia mais

Excelentíssimo Senhor RAUL NILSEN FILHO Presidente da Câmara Municipal de Limeira em Exercício NESTA

Excelentíssimo Senhor RAUL NILSEN FILHO Presidente da Câmara Municipal de Limeira em Exercício NESTA PROTOCOLO CML SP 267O1iT/2011 17:49 000003664 ESTADO DE SAO PAULO - BRASIL Limeira, 17 de outubro de 2011. OF. G.P. 298/2011 Excelentíssimo Senhor Presidente, Vimos à presença de Vossa Excelência e dos

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE NEPOMUCENO

PREFEITURA MUNICIPAL DE NEPOMUCENO Nepomuceno, 12 de maio de 2015. MENSAGEM Nº 014/2015 DD. Presidente da Câmara Municipal de NEPOMUCENO MG EXMO. SR. FRANCISCO RICARDO GATTINI Senhor Presidente, Com meus cordiais e respeitosos cumprimentos,

Leia mais

INSTRUMENTO PARTICULAR DE PROMESSA DE VENDA E COMPRA DE IMÓVEL URBANO, que entre si celebram:

INSTRUMENTO PARTICULAR DE PROMESSA DE VENDA E COMPRA DE IMÓVEL URBANO, que entre si celebram: INSTRUMENTO PARTICULAR DE PROMESSA DE VENDA E COMPRA DE IMÓVEL URBANO, que entre si celebram: I - de um lado, na qualidade de Promitente VENDEDORA, a FUNDAÇÃO DE SEGURIDADE SOCIAL DO BANCO ECONÔMICO S/A-ECOS,

Leia mais

CAIXA DE PREVIDÊNCIA DOS FUNCIONÁRIOS DO SISTEMA BANERJ PREVI-BANERJ EM LIQUIDAÇÃO EXTRAJUDICIAL EDITAL DE CONCORRÊNCIA PARA VENDA DE BENS IMÓVEIS

CAIXA DE PREVIDÊNCIA DOS FUNCIONÁRIOS DO SISTEMA BANERJ PREVI-BANERJ EM LIQUIDAÇÃO EXTRAJUDICIAL EDITAL DE CONCORRÊNCIA PARA VENDA DE BENS IMÓVEIS CAIXA DE PREVIDÊNCIA DOS FUNCIONÁRIOS DO SISTEMA BANERJ PREVI-BANERJ EM LIQUIDAÇÃO EXTRAJUDICIAL EDITAL DE CONCORRÊNCIA PARA VENDA DE BENS IMÓVEIS O Liquidante da CAIXA DE PREVIDÊNCIA DOS FUNCIONÁRIOS

Leia mais

República Federativa do Brasil - Estado da Bahia Comarca de Correntina - Município de Correntina CNP.J/MF N" 16.526.194/0001-01

República Federativa do Brasil - Estado da Bahia Comarca de Correntina - Município de Correntina CNP.J/MF N 16.526.194/0001-01 República Federativa do Brasil - Estado da Bahia Comarca de Correntina - Município de Correntina CNP.J/MF N" 16.526.194/0001-01 CERTIDÃO INTEIRO TEOR DÓRIS ARAlJJO CASTRO LARAI\.JElFlA BARBOSA, DEL GATÁRIA

Leia mais

NORMA DE EXECUÇÃO N o 33, DE 14 DE JULHO DE 2003 DOU 140, de 23/07/03, seção 1 p.62 B.S nº 30, de 28/07/03

NORMA DE EXECUÇÃO N o 33, DE 14 DE JULHO DE 2003 DOU 140, de 23/07/03, seção 1 p.62 B.S nº 30, de 28/07/03 NORMA DE EXECUÇÃO N o 33, DE 14 DE JULHO DE 2003 DOU 140, de 23/07/03, seção 1 p.62 B.S nº 30, de 28/07/03 Dispõe sobre os procedimentos administrativos para a destinação de terras públicas da União e

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE BROTAS CNPJ 46.362.927/0001-72

PREFEITURA MUNICIPAL DE BROTAS CNPJ 46.362.927/0001-72 PROJETO DE LEI DO EXECUTIVO - Nº 055/2014 De 21 de maio de 2014 AUTORIZA A PREFEITURA MUNICIPAL DE BROTAS A RECEBER EM COMODATO ÁREAS QUE ESPECIFICA, E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. ORLANDO PEREIRA BARRETO NETO,

Leia mais

INSTRUMENTO PARTICULAR DE COMPRA E VENDA DE BEM IMÓVEL

INSTRUMENTO PARTICULAR DE COMPRA E VENDA DE BEM IMÓVEL INSTRUMENTO PARTICULAR DE COMPRA E VENDA DE BEM IMÓVEL Por meio deste instrumento de contrato particular pelo qual: De um lado NOME PROPRIETÁRIO(OS), brasileiro, comerciário, solteiro, RG SSP/SP, CPF,

Leia mais

ANEXO I DECLARAÇÃO DE INEXISTÊNCIA DE AÇÃO JUDICIAL

ANEXO I DECLARAÇÃO DE INEXISTÊNCIA DE AÇÃO JUDICIAL ANEXO I DECLARAÇÃO DE INEXISTÊNCIA DE AÇÃO JUDICIAL (razão social do devedor), com inscrição no CNPJ nº, devidamente representada por (nome e qualificação do representante), DECLARA, para os fins da RN

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE JURANDA Estado do Paraná

PREFEITURA MUNICIPAL DE JURANDA Estado do Paraná LEI Nº 872/2009 Disciplina a dação de bens imóveis como forma de extinção da obrigação tributária no município de Juranda,, prevista no inciso XI do artigo 156 do Código Tributário Nacional, acrescido

Leia mais

CONTRmUINTE: Não consta.

CONTRmUINTE: Não consta. L ~~AO N. 2 REGISTRO GERAL r r-tttríc~u A [ FICHA J Registro de Imóveis de Praia Grande - SP 1 'ÇJ.820 01 Em lo de novembro de 1.999. -.~ I ~. ~------------------------------------------~----~ IMÓ~ Apartamento

Leia mais

ESTADO DO CEARÁ TRIBUNAL DE CONTAS DOS MUNICÍPIOS DIRETORIA DE FISCALIZAÇÃO

ESTADO DO CEARÁ TRIBUNAL DE CONTAS DOS MUNICÍPIOS DIRETORIA DE FISCALIZAÇÃO PROCESSO N 2004.QXD.TCE.03953/07 ENTIDADE: PREFEITURA MUNICIPAL DE QUIXADÁ INTERESSADO: ANA KARINE SERRA LEOPÉRCIO PROMOTORA DE JUSTIÇA DA COMARCA DE QUIXADÁ RESPONSÁVEIS: ANTÔNIO ALMEIDA VIANA PRESIDENTE

Leia mais

CONCORRÊNCIA MAIOR PREÇO CRBio-01 Nº 01/2015

CONCORRÊNCIA MAIOR PREÇO CRBio-01 Nº 01/2015 CONCORRÊNCIA MAIOR PREÇO CRBio-01 Nº 01/2015 DA APRESENTAÇÃO 1.1. O CRBio-01, por intermédio da Comissão de Licitação constituída pela Portaria CRBio-01 nº 10/2015, fará realizar CONCORRÊNCIA PÚBLICA para

Leia mais

'CÂMARA MUIRCIPAL DE SA0 PAULO. PrOcesso N. 4590 de 19 56

'CÂMARA MUIRCIPAL DE SA0 PAULO. PrOcesso N. 4590 de 19 56 'CÂMARA MUIRCIPAL DE SA0 PAULO SEÇÃO DO PROTOCÕL0 - -==- 4 PrOcesso N. 4590 de 19 56 romovente : t:17:4;.`"4,, ' I VEREAbOR CLOVIS MARTINS DE CARVALHO - Natureza: :, 1U1K7,0 N.-;'610 CE 6-'6-'56 Asstinto:

Leia mais

COMPRA E VENDA DE MOVEIS E IMÓVEIS Modelo 02

COMPRA E VENDA DE MOVEIS E IMÓVEIS Modelo 02 ANUÊNCIA PARA DOAÇÃO OU VENDA DE IMÓVEL ENTRE ASCENDENTE E DESCENDENTES Modelo 01 a quem confere poderes para o fim especial de, como interveniente na escritura de (doação, venda ) que seu(sua)(s) ( pai,

Leia mais

PROJETO DE LEI N. 033/2009.

PROJETO DE LEI N. 033/2009. PROJETO DE LEI N. 033/2009. Autoriza o Poder Executivo a doar com encargo terreno público ao Estado de São Paulo. Artigo 1º - Fica autorizado o Poder Executivo, a doar ao Estado de São Paulo o imóvel de

Leia mais

ANEXO 10-A MINUTA DE TERMO DE DAÇÃO EM PAGAMENTO DO IMÓVEL

ANEXO 10-A MINUTA DE TERMO DE DAÇÃO EM PAGAMENTO DO IMÓVEL ANEXO 10-A MINUTA DE TERMO DE DAÇÃO EM PAGAMENTO DO IMÓVEL Pelo presente instrumento, o ESTADO DO CEARÁ, representado pela SECRETARIA DE INFRAESTRUTURA DO ESTADO DO CEARÁ SEINFRA, pessoa jurídica de Direito

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CODÓ ESTADO DO MARANHÃO

PREFEITURA MUNICIPAL DE CODÓ ESTADO DO MARANHÃO LEI Nº 1552, DE 18 DE AGOSTO DE 2011. Disciplina a dação em pagamento de obras, serviços e bem móvel como forma de extinção da obrigação tributária no Município de Codó, prevista no inciso XI do artigo

Leia mais

Processo nº 28609/2012. ML-46/2012 Encaminha Projeto de Lei.

Processo nº 28609/2012. ML-46/2012 Encaminha Projeto de Lei. ML-46/2012 Encaminha Projeto de Lei. Senhor Presidente: São Bernardo do Campo, 11 de dezembro de 2012. PROJETO DE LEI N.º 85/12 PROTOCOLO GERAL N.º 8.147/12 Encaminhamos a Vossa Excelência, para apreciação

Leia mais

EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO 011/2013

EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO 011/2013 EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO 011/2013 OBJETO: LOCAÇÃO DE IMÓVEL PARA CEDÊNCIA A EMPRESA ROSANGELA MENEGAT ALBARELLO & CIA LTDA. VANDERLEI ZANATTA, Prefeito Municipal de Taquaruçu do Sul, no uso das atribuições

Leia mais

TERMO DE DOAÇÃO Nº 0003/2015 CONCORRÊNCIA Nº 0001/2015

TERMO DE DOAÇÃO Nº 0003/2015 CONCORRÊNCIA Nº 0001/2015 1 TERMO DE DOAÇÃO Nº 0003/2015 CONCORRÊNCIA Nº 0001/2015 Termo Doacao 0003 IDM Pelo presente termo de doação de imóvel com encargos, de um lado o Município de Xanxerê, com sede na cidade de Xanxerê, Estado

Leia mais

MUNICÍPIO DE MORRINHOS Estado de Goiás

MUNICÍPIO DE MORRINHOS Estado de Goiás JANE APARECIDA FERREIRA =Responsável pelo placard= LEI Nº 2.689, DE 22 DE NOVEMBRO DE 2010. CERTIDÃO Certifico e dou fé que esta Lei foi publicada no placard do Município no dia- Autoriza a doação de lote

Leia mais

DECRETO Nº 23581. De 09 de janeiro de 2006

DECRETO Nº 23581. De 09 de janeiro de 2006 DECRETO Nº 23581 De 09 de janeiro de 2006 Cria a Comissão de Locação de Imóveis e estabelece procedimentos para celebração, prorrogação e rescisão de contratos de locação. O PREFEITO DO MUNICÍPIO DE GUARULHOS,

Leia mais

MINUTA DE CONTRATO CONTRATO DE COMPRA E VENDA

MINUTA DE CONTRATO CONTRATO DE COMPRA E VENDA MINUTA DE CONTRATO CONTRATO DE COMPRA E VENDA TERMO DE COMPROMISSO DE COMPRA E VENDA DE BEM IMÓVEL QUE ENTRE SI FAZEM A FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE ALTO VALE DO RIO DO PEIXE - FUNIARP E. Na forma abaixo: FUNDAÇÃO

Leia mais

INSTRUMENTO PARTICULAR DE COMPROMISSO DE VENDA E COMPRA DE BEM IMÓVEL E OUTRAS AVENÇAS. Pelo presente instrumento, entre as partes,

INSTRUMENTO PARTICULAR DE COMPROMISSO DE VENDA E COMPRA DE BEM IMÓVEL E OUTRAS AVENÇAS. Pelo presente instrumento, entre as partes, INSTRUMENTO PARTICULAR DE COMPROMISSO DE VENDA E COMPRA DE BEM IMÓVEL E OUTRAS AVENÇAS Pelo presente instrumento, entre as partes, (a) De um lado como COMPROMISSÁRIA VENDEDORA, SALUSSE, MARANGONI, LEITE,

Leia mais

MUNICÍPIO DA MURTOSA ACTA DA REUNIÃO ORDINÁRIA DE 05 DE MAIO DE 2011

MUNICÍPIO DA MURTOSA ACTA DA REUNIÃO ORDINÁRIA DE 05 DE MAIO DE 2011 1 Acta n.º 10/2011 MUNICÍPIO DA MURTOSA ACTA DA REUNIÃO ORDINÁRIA DE 05 DE MAIO DE 2011 -------No dia cinco de Maio de dois mil e onze, nesta Vila da Murtosa, edifício dos Paços do Município e sala de

Leia mais

Resolução feita pelo Intergraus! Módulo Objetivo - Matemática FGV 2010/1-13.12.2009

Resolução feita pelo Intergraus! Módulo Objetivo - Matemática FGV 2010/1-13.12.2009 FGV 010/1-13.1.009 VESTIBULAR FGV 010 DEZEMBRO 009 MÓDULO OBJETIVO PROVA TIPO A PROVA DE MATEMÁTICA QUESTÃO 1 (Prova: Tipo B Resposta E; Tipo C Resposta C; Tipo D Resposta A) O gráfico abaio fornece o

Leia mais

White Paper. Datas Comemorativas. Calendário 2011 de datas comemorativas para campanhas sazonais

White Paper. Datas Comemorativas. Calendário 2011 de datas comemorativas para campanhas sazonais Datas Comemorativas White Paper Calendário 2011 de datas comemorativas para campanhas sazonais As datas comemorativas podem ser exploradas para rentabilizar o seu comércio, seja ele físico ou online. Dedique

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE SÃO PAULO VEREADOR BENEDITO ROCHA

CÂMARA MUNICIPAL DE SÃO PAULO VEREADOR BENEDITO ROCHA 1 CÂMARA MUNICIPAL DE SÃO PAULO SEÇÃO DO PROTOCOLO Processo N. 2,7611 de 195 ) Promovente: VEREADOR BENEDITO ROCHA Natureza: INDICAÇÃO N, 1,157 DE -6-53 Assúnto: VISTORIA NO SALÃO LONDRES, DESTINADO A

Leia mais

DEPARTAMENTO JURÍDICO DO DE 18/06/2011 CADERNO LEGISLATIVO SEÇÃO l PÁGINA 22-23- 24

DEPARTAMENTO JURÍDICO DO DE 18/06/2011 CADERNO LEGISLATIVO SEÇÃO l PÁGINA 22-23- 24 DEPARTAMENTO JURÍDICO DO DE 18/06/2011 CADERNO LEGISLATIVO SEÇÃO l PÁGINA 22-23- 24 PROJETOS DE LEI COMPLEMENTAR PROJETO DE LEI COMPLEMENTAR Nº 38, DE 2011 Mensagem nº 41/2011, do Senhor Governador do

Leia mais

Anexo III. ESCRITURA PÚBLICA ALIENAÇÃO FIDUCIÁRIA EM GARANTIA E OUTRAS AVENÇAS, na forma abaixo:-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.

Anexo III. ESCRITURA PÚBLICA ALIENAÇÃO FIDUCIÁRIA EM GARANTIA E OUTRAS AVENÇAS, na forma abaixo:-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-. Anexo III ESCRITURA PÚBLICA ALIENAÇÃO FIDUCIÁRIA EM GARANTIA E OUTRAS AVENÇAS, na forma abaixo:-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-. A O S [ ] do mês de [ ] do ano de dois mil e oito (2008), nesta Cidade

Leia mais

CONTRATO DE COMPROMISSO DE COMPRA E VENDA

CONTRATO DE COMPROMISSO DE COMPRA E VENDA CONTRATO DE COMPROMISSO DE COMPRA E VENDA Pelo presente instrumento de Promessa de Compra e Venda, de um lado, como PROMITENTE VENDEDORA, VILLAS DO ARRAIAL EMPREENDIMENTOS IMOBILIÁRIOS LTDA., pessoa jurídica

Leia mais

Nº 332- ANO VIII Quinta-feira, 16 de Julho de 2015

Nº 332- ANO VIII Quinta-feira, 16 de Julho de 2015 Nº 332- ANO VIII Quinta-feira, 16 de Julho de 2015 Planejamento estratégico integrado desenvolvido nos EUA será apresentado aos gestores brasileiros em Congresso no Rio de Janeiro A Confederação Nacional

Leia mais

PARECER CONJUR / MCIDADES Nº 1796/2007. Processo nº 80000.014403/2007-50

PARECER CONJUR / MCIDADES Nº 1796/2007. Processo nº 80000.014403/2007-50 PARECER CONJUR / MCIDADES Nº 1796/2007 CONSULTA EFETUADA PELA CAIXA. ANÁLISE DE ESCRI- TURA DE ÁREA DE INTERVENÇÃO, REFERENTE A CON- TRATO DE REPASSE CELEBRADO COM O MUNICÍPIO DE (...). IMÓVEL ORIUNDO

Leia mais

Incorporação Imobiliária

Incorporação Imobiliária Incorporação Imobiliária Lei nº 4.591, de 16 de dezembro de 1964 Incorporação Imobiliária Incorporação imobiliária é a atividade exercida pela pessoa física ou jurídica, empresário ou não que se compromete

Leia mais

feay~a a z Afe,-myttèl

feay~a a z Afe,-myttèl feay~a a z Afe,-myttèl São Paulo, 79-. de nept09.y2à1.9--. de 1991 GABINETE DO PREFEITO OACi 2 n. 4" 5 1/9 1 Processo n9 10-000.428-91*35 Senhor Presidente Tenho a honra de encaminhar a Vossa Excelência,

Leia mais

Estamos à disposição para quaisquer esclarecimentos relacionados à documentação que ora remetemos.

Estamos à disposição para quaisquer esclarecimentos relacionados à documentação que ora remetemos. GABINETE DE PROJETOS ESPECIAIS Fundo Municipal de Investimentos em Infraestrutura Urbana, Educação, Saúde e Meio Ambiente, Sustentabilidade, Segurança e Desenvolvimento Social Ofício nº 255/2015-GABPE

Leia mais

Passo Fundo, 07 de junho de 2013. MENSAGEM Nº 29/2013

Passo Fundo, 07 de junho de 2013. MENSAGEM Nº 29/2013 Senhor Presidente, Passo Fundo, 07 de junho de 2013. MENSAGEM Nº 29/2013 Para os efeitos legais estou submetendo a deliberação dessa Câmara Municipal a seguinte matéria: PROJETO DE LEI EMENTA: AUTORIZA

Leia mais

CERTIDÃO DE INTEIRO TEÔR (COM NEGATIVA DE ÔNUS)

CERTIDÃO DE INTEIRO TEÔR (COM NEGATIVA DE ÔNUS) REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL CARTÓRIO DE REGISTRO DE IMÓVEIS COMARCA DE SANTA MARIA DA VITÓRIA - ESTADO DA BAHIA DELEGATÁRIA - Bela Dóris Araújo Castro laranjeira Barbosa SUBSTITUTO - Bel. Marco Túlio

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE ITAJUBÁ CREDENCIAMENTO Nº 001/09 PREÂMBULO

PREFEITURA MUNICIPAL DE ITAJUBÁ CREDENCIAMENTO Nº 001/09 PREÂMBULO PREFEITURA MUNICIPAL DE ITAJUBÁ CREDENCIAMENTO Nº 001/09 CHAMAMENTO PÚBLICO PARA FINS DE CREDENCIAMENTO DE CLINICAS PARA TRATAMENTO DE DEPENDENTES QUIMICOS. PREÂMBULO A Prefeitura Municipal de Itajubá,

Leia mais

ASSUNTO: FUNDAMENTAÇÃO LEGAL:

ASSUNTO: FUNDAMENTAÇÃO LEGAL: 24/01/01 ON GEAPN 001 ASSUNTO: ENTREGA DE IMÓVEL DA UNIÃO PRÓPRIO NACIONAL MP FUNDAMENTAÇÃO LEGAL: A presente Orientação Normativa obedece ao disposto nos artigos 76 a 79 do Decreto-lei n o 9.760, de 1946,

Leia mais

ANEXO 1 - MODELO DE ESCRITURA DE SEPARAÇÃO CONSENSUAL SEM PARTILHA DE BENS

ANEXO 1 - MODELO DE ESCRITURA DE SEPARAÇÃO CONSENSUAL SEM PARTILHA DE BENS ANEXO 1 - MODELO DE ESCRITURA DE SEPARAÇÃO CONSENSUAL SEM PARTILHA DE BENS Livro... Folha... ESCRITURA PÚBLICA DE SEPARAÇÃO CONSENSUAL que fazem, como outorgantes e reciprocamente outorgados NOME e NOME,

Leia mais

Registro de Imóveis de Ribeirão Preto rr

Registro de Imóveis de Ribeirão Preto rr 401191 21/07/2015 17:55:05 1/5 2 Registro de Imóveis de Ribeirão Preto rr Matricula C 139.181 ) C Folha LIVRO n 9 2 - Registro Geral IMÓVEL: Lote de terreno número 43 (quarenta e três) da quadra número

Leia mais

O 10. QUADROS DA NBR 12.721/2006, COM ART O 11. ALVARÁ DE CONSTRUÇÃO O 12. ATESTADO DE IDONEIDADE FINANCEIRA O 13. CONTRATO-PADRÃO

O 10. QUADROS DA NBR 12.721/2006, COM ART O 11. ALVARÁ DE CONSTRUÇÃO O 12. ATESTADO DE IDONEIDADE FINANCEIRA O 13. CONTRATO-PADRÃO LISTA DE DOCUMENTOS 1 Lei 4.591/64, Provimento nº 260/CGJ/2013. O incorporador deverá apresentar, no Ofício de Registro de Imóveis, os seguintes documentos, organizados nesta ordem. CHECK LIST O 1. MEMORIAL

Leia mais

Lei Municipal N.º 1413

Lei Municipal N.º 1413 1 EMENTA: -- Disciplina o parcelamento da terra no Município de Volta Redonda, Estado do Rio de Janeiro. A Câmara Municipal Aprova e Eu Sanciono a Seguinte Lei: -- CAPÍTULO I Disposições Preliminares Art.

Leia mais

GASTRONOMIA. Cer ti fi que-se de que está es cre ven do de acor do com o tema pro pos to e dê um tí tu lo a seu tex to.

GASTRONOMIA. Cer ti fi que-se de que está es cre ven do de acor do com o tema pro pos to e dê um tí tu lo a seu tex to. GASTRONOMIA Instruções Cer ti fi que-se de que está es cre ven do de acor do com o tema pro pos to e dê um tí tu lo a seu tex to. Res pe i te mar gens e en tra das de pa rá gra fo. Use as in for ma ções

Leia mais

ir l Secretaria Municipal de Planejamento e Meio Ambiente Manual da Construção Legal

ir l Secretaria Municipal de Planejamento e Meio Ambiente Manual da Construção Legal ASCOM t ru ir l e g a legal construir cons Quero l Secretaria Municipal de Planejamento e Meio Ambiente Elaboração: Lilian Márcia Neves Haddad Arquiteta Urbanista, CREA 90.776/D MG - Especialista em Planejamento

Leia mais

CONVÊNIO DE COLABORAÇÃO QUE ENTRE SI CELEBRAM O MUNICÍPIO DE PASSO FUNDO E O INSTITUTO DE DESENVOLVIMENTO DE PASSO FUNDO - SOLIDARIEDADE - IDPF

CONVÊNIO DE COLABORAÇÃO QUE ENTRE SI CELEBRAM O MUNICÍPIO DE PASSO FUNDO E O INSTITUTO DE DESENVOLVIMENTO DE PASSO FUNDO - SOLIDARIEDADE - IDPF CONVÊNIO DE COLABORAÇÃO QUE ENTRE SI CELEBRAM O MUNICÍPIO DE PASSO FUNDO E O INSTITUTO DE DESENVOLVIMENTO DE PASSO FUNDO - SOLIDARIEDADE - IDPF 032/2014 - PGM O MUNICÍPIO DE PASSO FUNDO, pessoa jurídica

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RECURSO ESPECIAL Nº 575.590 - RS (2003/0130567-7) RELATOR : MINISTRO TEORI ALBINO ZAVASCKI RECORRENTE : ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PROCURADOR : LUCIANA MABILIA MARTINS E OUTROS RECORRIDO : BANCO DO BRASIL

Leia mais

MEMORIAL DE INCORPORAÇÃO

MEMORIAL DE INCORPORAÇÃO MEMORIAL DE INCORPORAÇÃO EDIFÍCIO F17 RUA FIDALGA Nº 787 I - Localização do Terreno Rua Fidalga, onde existiam os prédios n s 775, 779, 783, 787 e 793, demolidos conforme Alvarás de Execuções de Demolições

Leia mais

EDITAL DE 1º E 2º LEILÃO

EDITAL DE 1º E 2º LEILÃO EDITAL DE 1º E 2º LEILÃO Cristiano Branchieri Escola, leiloeiro oficial, estabelecido na Av. Therezinha Pauletti Sanvitto, nº370/53, Bairro Jardim do Shopping, em Caxias do Sul - RS está devidamente autorizado

Leia mais

Diário Oficial. Índice do diário. Outros. Atos Oficiais. Contas Públicas. Licitações. Prefeitura Municipal de Petrolina. Outros - CONVOCAÇÃO

Diário Oficial. Índice do diário. Outros. Atos Oficiais. Contas Públicas. Licitações. Prefeitura Municipal de Petrolina. Outros - CONVOCAÇÃO Páginas: 8 Outros Outros - CONVOCAÇÃO Atos Oficiais Portaria - N 02590/2015 Portaria - Nº 2571/2015 Portaria - Nº 2572/2015 Portaria - Nº 022/2015 Contas Públicas Contratos - N 023/2015 Contratos - N 025/2015

Leia mais

5) COMPROMISSO PARTICULAR DE VENDA E COMPRA E OUTRAS COMPROMISSÁRIO VENDEDOR:..., brasileiro, solteiro, produtor rural, inscrito no CPF sob o

5) COMPROMISSO PARTICULAR DE VENDA E COMPRA E OUTRAS COMPROMISSÁRIO VENDEDOR:..., brasileiro, solteiro, produtor rural, inscrito no CPF sob o 5) COMPROMISSO PARTICULAR DE VENDA E COMPRA E OUTRAS AVENÇAS PARTES CONTRATANTES COMPROMISSÁRIO VENDEDOR:..., brasileiro, solteiro, produtor rural, inscrito no CPF sob o n.... e no RG sob o n...., residente

Leia mais

Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina

Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina CONTRATO N. 064/2013 Contrato para locação de imóvel para abrigar o Cartório da 27ª Zona Eleitoral São Francisco do Sul/SC, autorizado pelo Senhor Eduardo

Leia mais

EDITAL DE CREDENCIAMENTO 002/2015

EDITAL DE CREDENCIAMENTO 002/2015 EDITAL DE CREDENCIAMENTO 002/2015 AUTARQUIA MUNICIPAL DE TURISMO - GRAMADOTUR, pessoa jurídica de direito público interno, inscrita no CNPJ/MF sob n.º 18.137.082/0001-86, neste ato representado por seu

Leia mais

Câmara Municipal de Cruzeiro Estado de São Paulo

Câmara Municipal de Cruzeiro Estado de São Paulo LIVRO 2/16 LEI N 3056 de 30 de Abril de 1997 Assunto: "Estabelece incentivos para a instalação de novos empreendimentos industriais, comerciais e de serviços no Município". O Exmo. Sr. Prefeito Municipal

Leia mais

TRANSFERÊNCIA DE POSSE, SEM TRANSFERÊNCIA DE DOMÍNIO

TRANSFERÊNCIA DE POSSE, SEM TRANSFERÊNCIA DE DOMÍNIO TRANSFERÊNCIA DE POSSE, SEM TRANSFERÊNCIA DE DOMÍNIO O presente estudo tem o intuito de analisar e diferenciar brevemente os institutos da cessão de uso, concessão de uso e concessão de direito real de

Leia mais

CHAMAMENTO PÚBLICO Nº. 002/2012 VISANDO O CREDENCIAMENTO DE QUIROPRAXISTA, MÉDICO GINECOLOGISTA, MÉDICO PSIQUIATRA E MÉDICO OFTALMOLOGISTA

CHAMAMENTO PÚBLICO Nº. 002/2012 VISANDO O CREDENCIAMENTO DE QUIROPRAXISTA, MÉDICO GINECOLOGISTA, MÉDICO PSIQUIATRA E MÉDICO OFTALMOLOGISTA CHAMAMENTO PÚBLICO Nº. 002/2012 VISANDO O CREDENCIAMENTO DE QUIROPRAXISTA, MÉDICO GINECOLOGISTA, MÉDICO PSIQUIATRA E MÉDICO OFTALMOLOGISTA O Município de IPÊ RS, através do presente Edital, comunica a

Leia mais

EDITAL DE CREDENCIAMENTO 003/2015

EDITAL DE CREDENCIAMENTO 003/2015 EDITAL DE CREDENCIAMENTO 003/2015 AUTARQUIA MUNICIPAL DE TURISMO - GRAMADOTUR, pessoa jurídica de direito público interno, inscrita no CNPJ/MF sob n.º 18.137.082/0001-86, neste ato representado por seu

Leia mais

SUPERINTENDENCIA ADMINISTRATIVA DE CONTROLE, FISCALIZAÇÃO E OBRAS SACFO. Município de Sumaré MANUAL DE ORIENTAÇÃO DO PROFISSIONAL

SUPERINTENDENCIA ADMINISTRATIVA DE CONTROLE, FISCALIZAÇÃO E OBRAS SACFO. Município de Sumaré MANUAL DE ORIENTAÇÃO DO PROFISSIONAL SUPERINTENDENCIA ADMINISTRATIVA DE CONTROLE, FISCALIZAÇÃO E OBRAS SACFO. Município de Sumaré MANUAL DE ORIENTAÇÃO DO PROFISSIONAL 1 APROVAÇÃO DE PROJETOS TRANSCRIÇÃO DE TRECHOS LEGISLAÇÃO PERTINENTE CÓDIGO

Leia mais

EDITAL DE ALIENAÇÃO DE BENS IMÓVEIS LEILÃO PÚBLICO N 01/2013

EDITAL DE ALIENAÇÃO DE BENS IMÓVEIS LEILÃO PÚBLICO N 01/2013 EDITAL DE ALIENAÇÃO DE BENS IMÓVEIS LEILÃO PÚBLICO N 01/2013 1. INTRODUÇÃO 1.1 A ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL, SEÇÃO MINAS GERAIS, por seu Presidente, DR. LUÍS CLÁUDIO DA SILVA CHAVES, para conhecimento

Leia mais

PARA LEGALIZAÇÃO DE IMÓVEIS

PARA LEGALIZAÇÃO DE IMÓVEIS Objetivo Definir os procedimentos para Legalização de Imóveis, obedecendo as Normas e Resoluções no âmbito da empresa. Regularizar áreas de interesse da Sanepar atingidas por projetos, como: obras novas,

Leia mais

LEI Nº 2.673, DE 24 DE AGOSTO DE 2010. Faço saber que a Câmara Municipal aprovou e eu, Prefeito Municipal, sanciono a

LEI Nº 2.673, DE 24 DE AGOSTO DE 2010. Faço saber que a Câmara Municipal aprovou e eu, Prefeito Municipal, sanciono a LEI Nº 2.673, DE 24 DE AGOSTO DE 2010 CERTIDÃO Certifico e dou fé que esta Lei foi publicada no placard do Município no dia / / JANE APARECIDA FERREIRA =Responsável pelo placard= Altera a Lei nº 2.396,

Leia mais

ILMO. SR. OFICIAL MAIOR DO 18º CARTÓRIO DE REGISTRO DE IMÓVEIS DA CAPITAL.

ILMO. SR. OFICIAL MAIOR DO 18º CARTÓRIO DE REGISTRO DE IMÓVEIS DA CAPITAL. ILMO. SR. OFICIAL MAIOR DO 18º CARTÓRIO DE REGISTRO DE IMÓVEIS DA CAPITAL. CONSTRUTORA PASSARELLI LTDA., com sede e foro na Capital do Estado de São Paulo, à Rua Augusta, nº 257, inscrita no CGC/MF sob

Leia mais

LEI Nº 6.371 DE 18 DE MARÇO DE 1992. O GOVERNADOR DO ESTADO DA BAHIA, faço saber que a Assembléia Legislativa decreta e eu sanciono a seguinte Lei:

LEI Nº 6.371 DE 18 DE MARÇO DE 1992. O GOVERNADOR DO ESTADO DA BAHIA, faço saber que a Assembléia Legislativa decreta e eu sanciono a seguinte Lei: Imprimir "Este texto não substitui o publicado no Diário Oficial do Estado." Revogada pelo art. 29 da Lei nº 7.033, de 06 de fevereiro de 1997. LEI Nº 6.371 DE 18 DE MARÇO DE 1992 Dispõe sobre os Juizados

Leia mais

CHAMAMENTO PÚBLICO Nº. 001/2012 VISANDO O CREDENCIAMENTO DE FISITERAPEUTA, QUIROPRAXISTA, NUTRICIONISTA, MÉDICO GINECOLOGISTA E MÉDICO PSIQUIATRA.

CHAMAMENTO PÚBLICO Nº. 001/2012 VISANDO O CREDENCIAMENTO DE FISITERAPEUTA, QUIROPRAXISTA, NUTRICIONISTA, MÉDICO GINECOLOGISTA E MÉDICO PSIQUIATRA. CHAMAMENTO PÚBLICO Nº. 001/2012 VISANDO O CREDENCIAMENTO DE FISITERAPEUTA, QUIROPRAXISTA, NUTRICIONISTA, MÉDICO GINECOLOGISTA E MÉDICO PSIQUIATRA. O Município de IPÊ RS, através do presente Edital, comunica

Leia mais

REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL ESTAS DE MINAS GERAIS - COMARCA DE TARUMIRIM CARTÓRIO DE REGISTRO DE IMÓVEIS DE TARUMIRIM. Oficial

REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL ESTAS DE MINAS GERAIS - COMARCA DE TARUMIRIM CARTÓRIO DE REGISTRO DE IMÓVEIS DE TARUMIRIM. Oficial REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL ESTAS DE MINAS GERAIS - COMARCA DE TARUMIRIM CARTÓRIO DE REGISTRO DE IMÓVEIS DE TARUMIRIM rando, de %emale Certinfrd 8WrinÃo IíSttla Oficial *da SIC.va ekka. ág'sétaele OPerfraCn'a

Leia mais

LAUDO DE AVALIAÇÃO. b) Com base no Protocolo e no Balanço Geral encerrado em 12/12/2006, AVALIAMOS:

LAUDO DE AVALIAÇÃO. b) Com base no Protocolo e no Balanço Geral encerrado em 12/12/2006, AVALIAMOS: 1 CONSULT CONSULTORIA EMPRESARIAL, pessoa jurídica de direito privado, com sede e foro em Curitiba, PR, na Rua Mateus Leme, 2004, 1º andar, inscrita no CNPJ (MF) sob nº. 77.371.854/0001-09 e no CRC/PR

Leia mais

L E G I S L A Ç Ã O Lei nº 20/68. O PREFEITO MUNICIPAL DE MOSSORÓ: FAÇO SABER que a Câmara MunIcipal aprovou e eu sanciono a seguinte

L E G I S L A Ç Ã O Lei nº 20/68. O PREFEITO MUNICIPAL DE MOSSORÓ: FAÇO SABER que a Câmara MunIcipal aprovou e eu sanciono a seguinte L E G I S L A Ç Ã O Lei nº 20/68 TRANSFORMA A FUNDAÇÃO PARA O DESENVOLVIMENTO DA CIÊNCIA E D TÉCNICA EM FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE REGIONAL DO RIO GRANDE DO NORTE E DÁ OUTRAS PR0VIDÊNCIAS. Lei: O PREFEITO MUNICIPAL

Leia mais

Parágrafo Único: O Conselho Municipal de Política Habitacional Popular CMPHP é vinculado diretamente ao Gabinete do Prefeito Municipal.

Parágrafo Único: O Conselho Municipal de Política Habitacional Popular CMPHP é vinculado diretamente ao Gabinete do Prefeito Municipal. GABINETE DO PREFEITO LEI MUNICIPAL N.º 1170/2007 DE 19 DE ABRIL DE 2007. CRIA O CONSELHO MUNICIPAL DE POLÍTICA HABITACIONAL POPULAR CMPHP E INTITUI O FUNDO MUNICIPAL HABITACIONAL POPULAR FUNDHAPO, E DÁ

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO NEGRO ESTADO DO PARANÁ CNPJ N.º 76.002.641/0001-47

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO NEGRO ESTADO DO PARANÁ CNPJ N.º 76.002.641/0001-47 EDITAL DE CREDENCIAMENTO Nº 003/2013 A Secretaria Municipal da Saúde do Município de Rio Negro torna público para o conhecimento dos interessados, que estará recebendo em sua sede, situada na Praça João

Leia mais

POUPANÇA EXPURGOS INFLACIONÁRIOS PLANO VERÃO

POUPANÇA EXPURGOS INFLACIONÁRIOS PLANO VERÃO POUPANÇA EXPURGOS INFLACIONÁRIOS PLANO VERÃO O Plano Econômico Verão, editado pelo Governo em Janeiro/1989, expurgou índices que deveriam ter sido utilizados na correção dos saldos das contas de poupança,

Leia mais

DISPÕE SOBRE AS CLASSES DOS BENS, COMPRA E VENDA E LEGITIMAÇÃO DAS TERRAS DO MUNICÍPIO.- CEZAR DOS SANTOS ORTIZ Prefeito Municipal de Soledade.

DISPÕE SOBRE AS CLASSES DOS BENS, COMPRA E VENDA E LEGITIMAÇÃO DAS TERRAS DO MUNICÍPIO.- CEZAR DOS SANTOS ORTIZ Prefeito Municipal de Soledade. LEI N. 120/1952 DISPÕE SOBRE AS CLASSES DOS BENS, COMPRA E VENDA E LEGITIMAÇÃO DAS TERRAS DO MUNICÍPIO.- CEZAR DOS SANTOS ORTIZ Prefeito Municipal de Soledade. Faço saber que a Câmara Municipal de Soledade,

Leia mais

Que fazem entre si, de um lado a empresa..., na..., aqui representada. por..., brasileiro,

Que fazem entre si, de um lado a empresa..., na..., aqui representada. por..., brasileiro, 34) INSTRUMENTO DE CONTRATO DE COMPRA E VENDA Que fazem entre si, de um lado a empresa..., inscrita no CNPJ/MF sob nº...., com sede na..., aqui representada por..., brasileiro, maior, casado, administrador

Leia mais

ACÓRDÃO PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DA PARAÍBA TRIBUNAL DE JUSTIÇA. Apelação Cível ri 026.2006.000553-0/001 Origem : 2 4 Vara da Comarca de naná

ACÓRDÃO PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DA PARAÍBA TRIBUNAL DE JUSTIÇA. Apelação Cível ri 026.2006.000553-0/001 Origem : 2 4 Vara da Comarca de naná ACÓRDÃO PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DA PARAÍBA Apelação Cível ri 026.2006.000553-0/001 Origem : 2 4 Vara da Comarca de naná TRIBUNAL DE JUSTIÇA Relator : Desembargador Frederico Martinho da NObrega Coutinho

Leia mais

MO I. ot, ESTADO DA PARAÍBA PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA. APELAÇÃO CÍVEL. Obrigação contratual. Locação

MO I. ot, ESTADO DA PARAÍBA PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA. APELAÇÃO CÍVEL. Obrigação contratual. Locação + MO I ot, ESTADO DA PARAÍBA PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA ACÓRDÃO Apelação Cível n 001.2007.002854-1/001 4110 Relator : Desembargador. Frederico Martinho da Nóbrega Coutinho Apelante : Posto Fechine

Leia mais

EDITAL DE CREDENCIAMENTO 006/2014

EDITAL DE CREDENCIAMENTO 006/2014 EDITAL DE CREDENCIAMENTO 006/2014 AUTARQUIA MUNICIPAL DE TURISMO - GRAMADOTUR, pessoa jurídica de direito público interno, inscrita no CNPJ/MF sob n.º 18.137.082/0001-86, neste ato representado por seu

Leia mais

MODELO DE CONTRATO DE PROMESSA DE COMPRA E VENDA DE IMÓVEL

MODELO DE CONTRATO DE PROMESSA DE COMPRA E VENDA DE IMÓVEL Sugestão de Contrato de Promessa de Compra e Venda de Imóvel MODELO DE CONTRATO DE PROMESSA DE COMPRA E VENDA DE IMÓVEL Pelo presente instrumento de promessa de compra e venda, de um lado como promitente

Leia mais

PORTARIA Nº 144 DE 07 DE NOVEMBRO DE 2007.

PORTARIA Nº 144 DE 07 DE NOVEMBRO DE 2007. PORTARIA Nº 144 DE 07 DE NOVEMBRO DE 2007. Institui o modelo do Termo de Compromisso previsto no art. 129 da Lei no 10.431, de 20 de dezembro de 2006, e dá outras providências. O SECRETÁRIO DO MEIO AMBIENTE

Leia mais

Quem pode desapropriar e quem pode executar a desapropriação

Quem pode desapropriar e quem pode executar a desapropriação Capítulo I Quem pode desapropriar e quem pode executar a desapropriação Desapropriação é o termo jurídico que indica ato, emanado do poder público, do qual resulta a resolução do domínio do titular sobre

Leia mais

Empreendimento: Condomínio Residencial Vila Branca. Localização: Rua Jaú, nº. 125, bairro Parque Universitário, Americana, Estado de São Paulo.

Empreendimento: Condomínio Residencial Vila Branca. Localização: Rua Jaú, nº. 125, bairro Parque Universitário, Americana, Estado de São Paulo. CONDOMÍNIO RESIDENCIAL VILA BRANCA QUADRO RESUMO CONTRATO DE COMPROMISSO DE COMPRA E VENDA PARA ENTREGA FUTURA DE APARTAMENTO, VAGA DE GARAGEM E CESSÃO DE FRAÇÃO IDEAL DE TERRENO. Empreendimento: Condomínio

Leia mais

CONSÓRCIO DE IMÓVEIS MODELOS DE DECLARAÇÃO

CONSÓRCIO DE IMÓVEIS MODELOS DE DECLARAÇÃO MODELOS DE DECLARAÇÃO Preencha as declarações necessárias de acordo com o seu perfil e o da operação. Elas devem ser enviadas à Administradora junto com os outros documentos e formulários solicitados nessa

Leia mais

ITCMD. Perguntas mais frequentes:

ITCMD. Perguntas mais frequentes: ITCMD Perguntas mais frequentes: 1. Quando nasce a obrigação de pagar o ITCMD? O ITCMD é o imposto estadual incidente sobre a transmissão de quaisquer bens ou direitos a título gratuito (ato não oneroso).

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL Prefeitura Municipal de Boa Vista do Buricá SECRETARIA MUNICIPAL DE AGRICULTURA EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 001/2014

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL Prefeitura Municipal de Boa Vista do Buricá SECRETARIA MUNICIPAL DE AGRICULTURA EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 001/2014 ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL Prefeitura Municipal de Boa Vista do Buricá SECRETARIA MUNICIPAL DE AGRICULTURA EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 001/2014 O Município de Boa Vista do Buricá, comunica aos interessados

Leia mais

Excelentíssimo Senhor Corregedor Geral da Justiça:

Excelentíssimo Senhor Corregedor Geral da Justiça: IH1IH NVÍ P^ HMK * PODER JUDICIÁRIO»»»»<

Leia mais

Consórcio Intermunicipal de Saúde Costa Oeste do Paraná

Consórcio Intermunicipal de Saúde Costa Oeste do Paraná CHAMAMENTO PÚBLICO 001/2012 EDITAL DE PROCURA DE IMÓVEL PARA LOCAÇÃO INEXIGIBILIDADE 001/2012 O - CISCOPAR, no uso de suas atribuições e de acordo com o disposto no Artigo 24, Inciso X, da Lei 8.666/93

Leia mais

Princípios Básicos. Sindicância

Princípios Básicos. Sindicância Princípios Básicos Da Sindicância ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA É a atividade concreta e imediata que o Estado desenvolve para a consecução dos interesses da coletividade. 1 O servidor público ao ser investido

Leia mais

Luiz Affonso Trevisan Prefeito Municipal

Luiz Affonso Trevisan Prefeito Municipal Projeto de Lei nº 124, de 24 de novembro de 2015. Autoriza o Executivo Municipal a realizar a concessão gratuita de direito real de uso, de 01 (um) lote no Distrito Industrial a Empresa ALDAIR GALLON,

Leia mais