SOP - TADS Fundamentos de Sistemas Operacionais

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "SOP - TADS Fundamentos de Sistemas Operacionais"

Transcrição

1 SOP - TADS Fundamentos de Sistemas Operacionais Prof. Ricardo José Pfitscher Material cedido por: Prof. Rafael Rodrigues Obelheiro Prof. Maurício Aronne Pillon Revisão Ultima aula O que é um SO Duas visões Características das 4 gerações Tipos de SO Conceitos Processo Deadlock (impasses) Gerenciamento de memória Gerenciamento de Arquivos Chamadas de sistemas 1

2 Cronograma Revisão de Hardware Organização de SO Revisão de Hardware [1/9] Componentes de um Computador 2

3 Revisão de Hardware [2/9] Processador [1/2]: Ciclo: Busca-Decodifica-Executa Buscar a primeira instrução na memória Decodifica para determinar seus operandos e qual operação executar Executa a operação Memória: Acesso lento Uso de registradores Registradores: Propósito geral: Variáveis e resultados temporários Contador de programa: Endereço de memória da próxima instrução a ser buscada Ponteiro de Pilha: Indica o topo da pilha (memória) do programa corrente em execução PSW (Program Status Word): Quais as interrupções habilitadas e qual o modo de operação da CPU Evolução do modo simples (uma instrução por vez) Melhor desempenho (a) Pipeline de três estágios (b) Uma CPU superescalar Revisão de Hardware [3/9] Processador [2/2] Pode trabalhar em dois modos de operação (Em geral, definido no PSW): Modo Núcleo (kernel ou supervisor) A CPU pode executar qualquer instrução A CPU tem acesso a qualquer atributo de seu hardware O SO executa em modo núcleo Modo Usuário Acesso a um subconjunto de instruções Acesso a um subconjunto de atributos Instruções que envolvem E/S e proteção de memória são inacessíveis ao modo usuário Chaveamento entre modos: Trap: usuário núcleo Chamada de sistema:» O Programa solicita ao SO que realize determinada operação Traps de hardware (exceções)» Ex.: Tentativa de dividir por 0, O SO decide o que fazer após o aviso de hardware Instrução: Núcleo Usuário O SO retorna ao programa o controle sobre as instruções 3

4 Revisão de Hardware [4/9] Memória [1/3] Segundo principal componente Idealmente, deveria ser rápida (não atrasando assim a CPU), deveria ser grande e barata Nenhuma tecnologia é capaz de atingir esses requisitos (Simultaneamente) Memória é construída como uma hierarquia de camadas Camada superior: Maior velocidade, menor capacidade, maior custo por bit Revisão de Hardware [5/9] Memória [2/3] Estrutura hierárquica Valores aproximados 4

5 Revisão de Hardware [6/9] Memória [3/3] Disco: Custo por bit é 2 vezes mais barato que a RAM Acesso é 3 vezes mais lento (dispositivo mecânico) Os pratos metálicos giram a uma velocidade determinada (5400, ) As leituras são feitas pelas cabeças em regiões circulares chamadas trilhas. Todas as trilhas de uma posição formam um cilindro Cada trilha é dividida em setores (512 bytes) Revisão de Hardware [7/9] Dispositivos de E/S [1/2] Composto de duas partes: Controlador Chip ou conjunto de chips que controla o dispositivo Registradores de dados, controle, status Dispositivo Interfaces simples Devem ser padronizados Ex.: Qualquer controlador IDE pode controlar qualquer disco IDE Driver de dispositivo Cada controlador é diferente São necessários programas para controlá-los Fornecido pelo fabricante do dispositivo Executam em modo núcleo para ter acesso ao dispositivo Modos de operação E/S Programada Chamada de Sistema, Aguarda o dispositivo terminar a operação Interrupções Aguarda uma interrupção do controlador para sinalizar o término DMA (Direct Memory Access) Chip, controla o fluxo de bits entre memória e controlador sem intervenção constante da CPU 5

6 Revisão de Hardware [8/9] Dispositivos de E/S [2/2] 3. Se estiver preparado, sinaliza à CPU 4. O controlador põe o número do dispositivo no barramento, para que a CPU saiba quem terminou 1. O driver informa ao controlador o que deve ser feito 2. O controlador inicializa o dispositivo, quando ele termina, o controlador sinaliza a) Passos para iniciar um dispositivo de E/S e obter uma interrupção b) Como é feita a interrupção Revisão de Hardware [9/9] Barramentos 528 MB/s 160 MB/s 16,67 MB/s 1,5 a 60 MB/s 6

7 Cronograma Revisão de Hardware Organização de SO Organização de SO [1/8] Como o sistema operacional é organizado internamente Dividido em 4 estruturas clássicas: Monolítico Em camadas Máquinas virtuais Cliente/Servidor 7

8 Organização de SO [2/8] Sistemas Monolíticos [1/2] O SO é visto como um único programa em modo núcleo Composto por uma coleção de rotinas (procedimentos) Invocação Livre: Cada rotina é livre para chamar qualquer outra As rotinas podem visualizar as outras rotinas Confiabilidade Bom desempenho Organização de SO [3/8] Sistemas Monolíticos [2/2] Procedimentos de serviço implementam as chamadas de sistema Procedimentos utilitários realizam tarefas para os procedimentos de serviço, como buscar dados de programas 8

9 Organização de SO [4/8] Sistemas em camadas [1/2] Cada camada é responsável por determinada função Interfaces bem definidas entre camadas Cada camada utiliza dos serviços da camada inferior Necessita suporte do hardware Exemplos: THE, MULTICS Organização de SO [5/8] Sistemas em camadas [2/2] Estrutura do sistema operacional THE (Holandês) O MULTICS era descrito como uma série de anéis, cada anel interno era mais privilegiado que o externo 9

10 Organização de SO [6/8] Máquinas virtuais O MMV fornece uma abstração do hardware para as MVs Isolamento entre MVs Diferentes Sistemas operacionais nas MVs Desempenho depende do suporte do hardware Consolidação de Servidores Organização de SO [7/8] Modelo Cliente-Servidor [1/2] Funcionalidades do núcleo particionadas Micronúcleo (Microkernel) Servidores no espaço de usuário Comunicação por troca de mensagens Algumas (poucas) funções exigem modo núcleo Confiabilidade vs Desempenho 10

11 Organização de SO [8/8] Modelo Cliente-Servidor [2/2] Modelo cliente-servidor pode se adaptar a idéia de sistemas distribuído A Web se enquadra nesta idéia Um cliente solicita uma página, o servidor retorna a página ao cliente Processos Cap. 2.1 Exercícios Fork() Próxima Aula 11

12 Bibliografia Andrew S. Tanenbaum. Sistemas Operacionais Modernos, 3a Edição. Capítulo 1.Pearson Prentice-Hall,

SOP - TADS Threads. Revisão Ultima aula. Programa em execução Cada processo têm sua própria CPU

SOP - TADS Threads. Revisão Ultima aula. Programa em execução Cada processo têm sua própria CPU SOP - TADS Threads Prof. Ricardo José Pfitscher dcc2rjp@joinville.udesc.br Material cedido por: Prof. Rafael Rodrigues Obelheiro Prof. Maurício Aronne Pillon Revisão Ultima aula Processos [1/3] Conceito:

Leia mais

Sistemas Operacionais. Rodrigo Rubira Branco rodrigo@kernelhacking.com rodrigo@fgp.com.br. www.fgp.com.br

Sistemas Operacionais. Rodrigo Rubira Branco rodrigo@kernelhacking.com rodrigo@fgp.com.br. www.fgp.com.br Sistemas Operacionais Rodrigo Rubira Branco rodrigo@kernelhacking.com rodrigo@fgp.com.br Tipos de Sistemas Operacionais De Sistemas Embarcados (PalmOS,WinCE,WinXPEmbbeded,Linux) Hardware simples, especifico

Leia mais

Sistemas Operacionais

Sistemas Operacionais Sistemas Operacionais Cristina Boeres página do curso: http://www.ic.uff.br/~boeres/so.html boeres@ic.uff.br Sistemas Operacionais O que é um SO?! um gerenciador de recursos?! uma interface?! máquina virtual?

Leia mais

Barramento. Prof. Leonardo Barreto Campos 1

Barramento. Prof. Leonardo Barreto Campos 1 Barramento Prof. Leonardo Barreto Campos 1 Sumário Introdução; Componentes do Computador; Funções dos Computadores; Estrutura de Interconexão; Interconexão de Barramentos Elementos de projeto de barramento;

Leia mais

Arquitetura e Organização de Computadores

Arquitetura e Organização de Computadores Arquitetura e Organização de Computadores Estrutura e Função do Processador Material adaptado, atualizado e traduzido de: STALLINGS, William. Arquitetura e Organização de Computadores. 5ª edição Organização

Leia mais

Fundamentos de Sistemas Operacionais de Arquitetura Aberta. CST em Redes de Computadores

Fundamentos de Sistemas Operacionais de Arquitetura Aberta. CST em Redes de Computadores Fundamentos de Sistemas Operacionais de Arquitetura Aberta CST em Redes de Computadores Introdução Computadores Computadores são compostos, basicamente, de CPU, memória e dispositivos de entrada e saída

Leia mais

Organização Básica de Computadores. Organização Básica de Computadores. Organização Básica de Computadores. Organização Básica de Computadores

Organização Básica de Computadores. Organização Básica de Computadores. Organização Básica de Computadores. Organização Básica de Computadores Ciência da Computação Arq. e Org. de Computadores Processadores Prof. Sergio Ribeiro Composição básica de um computador eletrônico digital: Processador Memória Memória Principal Memória Secundária Dispositivos

Leia mais

Hardware: Componentes Básicos. Sistema de Computador Pessoal. Anatomia de um Teclado. Estrutura do Computador. Arquitetura e Organização

Hardware: Componentes Básicos. Sistema de Computador Pessoal. Anatomia de um Teclado. Estrutura do Computador. Arquitetura e Organização Hardware: Componentes Básicos Arquitetura dos Computadores Dispositivos de Entrada Processamento Dispositivos de Saída Armazenamento Marco Antonio Montebello Júnior marco.antonio@aes.edu.br Sistema de

Leia mais

PROCESSADORES Unidade de Controle Unidade Aritmética e Lógica efetua memória de alta velocidade registradores Program Counter Instruction Register

PROCESSADORES Unidade de Controle Unidade Aritmética e Lógica efetua memória de alta velocidade registradores Program Counter Instruction Register PROCESSADORES Um computador digital consiste em um sistema interconectado de processadores, memória e dispositivos de entrada e saída. A CPU é o cérebro do computador. Sua função é executar programas armazenados

Leia mais

SOP - TADS Impasses - Deadlock

SOP - TADS Impasses - Deadlock SOP - TADS Impasses - Deadlock Prof. Ricardo José Pfitscher dcc2rjp@joinville.udesc.br Material cedido por: Prof. Rafael Rodrigues Obelheiro Prof. Maurício Aronne Pillon Cronograma Noções de deadlock Modelagem

Leia mais

Introdução aos Sistemas Operacionais

Introdução aos Sistemas Operacionais Introdução aos Sistemas Operacionais Eleri Cardozo FEEC/Unicamp 1 Definição de Sistema Operacional Um sistema operacional é um gerenciador de recursos de hardware ou uma máquina virtual que oferece uma

Leia mais

Exercícios Cap I. 1.1, 1.2, 1.3 (somente letras (a), (b) e (c)) , 1.8 e 1.12 IC - UFF

Exercícios Cap I. 1.1, 1.2, 1.3 (somente letras (a), (b) e (c)) , 1.8 e 1.12 IC - UFF Exercícios Cap I 1.1, 1.2, 1.3 (somente letras (a), (b) e (c)) 1.5 1.7, 1.8 e 1.12 Sistemas Operacionais Visão geral e evolução dos SOs Sistema Operacional? Um programa que controla a execução dos programas

Leia mais

Prof. Kleber R. Rovai

Prof. Kleber R. Rovai Msn: klrovai@hotmail.com E-mail: Skype: klrovai 2 1 Programa: sequência de instruções com diferentes fluxos de execução comandos condicionais e interativos (entidade passiva); Processo: um programa em

Leia mais

Sistemas Operacionais I

Sistemas Operacionais I Sistemas Operacionais I Revisão de conceitos Sistemas Operacionais I Dionisio Gava Junior Componentes básicos Componentes Básicos da Tecnologia da Informação Hardware CPU, Memória e Periféricos de E/S.

Leia mais

SISTEMAS OPERACIONAIS ABERTOS Prof. Ricardo Rodrigues Barcelar

SISTEMAS OPERACIONAIS ABERTOS Prof. Ricardo Rodrigues Barcelar - Aula 1-1. ENTRADAS E SAIDAS Uma das principais funções dos sistemas operacionais é controlar os dispositivos de entrada e saída (E/S ou I/O). O Sistema Operacional (SO) deve ser capaz de enviar comando

Leia mais

Organização e Arquitetura de Computadores. Leslier S. Corrêa

Organização e Arquitetura de Computadores. Leslier S. Corrêa Organização e Arquitetura de Computadores Leslier S. Corrêa O nome refere-se ao matemático John Von Neumann, que foi considerado o criador dos computadores da forma como são projetados até hoje. Entretanto,

Leia mais

Visão Geral de Sistemas Operacionais

Visão Geral de Sistemas Operacionais Visão Geral de Sistemas Operacionais Sumário Um sistema operacional é um intermediário entre usuários e o hardware do computador. Desta forma, o usuário pode executar programas de forma conveniente e eficiente.

Leia mais

AGT0001 Algoritmos Aula 01 O Computador

AGT0001 Algoritmos Aula 01 O Computador AGT0001 Algoritmos Aula 01 O Computador Karina Girardi Roggia karina.roggia@udesc.br Departamento de Ciência da Computação Centro de Ciências Tecnológicas Universidade do Estado de Santa Catarina 2016

Leia mais

Conceitos Gerais Definição e Características dos SOs. Na Aula Anterior... Nesta Aula. O Escopo dos SOs 16/08/2016

Conceitos Gerais Definição e Características dos SOs. Na Aula Anterior... Nesta Aula. O Escopo dos SOs 16/08/2016 GSI018 Sistemas Operacionais Compilador Assembler Linker Loader Navegador Web Editor de Texto GDBS Planilha de Cálculo Editor de Imagens 16/08/2016 Conceitos Gerais Definição e Características dos SOs

Leia mais

Universidade Federal de Minas Gerais. Sistemas Operacionais. Aula 19. Sistema de Entrada/Saída

Universidade Federal de Minas Gerais. Sistemas Operacionais. Aula 19. Sistema de Entrada/Saída Aula 19 Sistema de Entrada/Saída Sistema de E/S Por que estudar? Essenciais! Muitos tipos: - mouse - discos - impressora - scanner - rede - modem Cada fabricante complica de um jeito diferente. Tempos

Leia mais

Disciplina: Arquitetura de Computadores

Disciplina: Arquitetura de Computadores Disciplina: Arquitetura de Computadores Estrutura e Funcionamento da CPU Prof a. Carla Katarina de Monteiro Marques UERN Introdução Responsável por: Processamento e execução de programas armazenados na

Leia mais

SSC510 Arquitetura de Computadores 1ª AULA

SSC510 Arquitetura de Computadores 1ª AULA SSC510 Arquitetura de Computadores 1ª AULA REVISÃO DE ORGANIZAÇÃO DE COMPUTADORES Arquitetura X Organização Arquitetura - Atributos de um Sistema Computacional como visto pelo programador, isto é a estrutura

Leia mais

Sistemas Operacionais

Sistemas Operacionais Apresentação Inst tit ormátic ca - UF FRGS i Introdução Aula 0 INF042 Plano de ensino conforme resolução CEPE /203 Prof. Alexandre CARISSIMI (asc at inf.ufrgs.br) Turma A Objetivos da disciplina Prof.

Leia mais

Pós-Graduação, Maio de 2006 Introdução aos Sistemas Operacionais. Prof. Dr. Ruy de Oliveira CEFET-MT

Pós-Graduação, Maio de 2006 Introdução aos Sistemas Operacionais. Prof. Dr. Ruy de Oliveira CEFET-MT Pós-Graduação, Maio de 2006 Introdução aos Sistemas Operacionais Prof. Dr. Ruy de Oliveira CEFET-MT O que é um Sistema Operacional? Um software que abstrai as complexidades do hardware de um usuário/programador

Leia mais

Organização de computadores. Prof. Moisés Souto

Organização de computadores. Prof. Moisés Souto Organização de computadores Prof. Moisés Souto Moisés Souto docente.ifrn.edu.br/moisessouto professor.moisessouto.com.br moises,souto@ifrn.edu.br @moises_souto Aula 06 CICLO DE INSTRUÇÕES Unidade Central

Leia mais

Arquitetura e Organização de Computadores

Arquitetura e Organização de Computadores Arquitetura e Organização de Computadores Conjunto de Instruções Givanaldo Rocha de Souza http://docente.ifrn.edu.br/givanaldorocha givanaldo.rocha@ifrn.edu.br Material do prof. Sílvio Fernandes - UFERSA

Leia mais

Organização de Sistemas de Computadores

Organização de Sistemas de Computadores Organização de Sistemas de Computadores Cap. 2 (Tanenbaum), Cap. 3 (Weber) 2.1 Processadores 1 CPU UC = buscar instruções na memória principal e determinar o seu tipo ULA = adição e AND Registradores =

Leia mais

16/8/2010. A arquitetura de um sistema computacional representa o modelo da organização e funcionamento de um sistema de processamento

16/8/2010. A arquitetura de um sistema computacional representa o modelo da organização e funcionamento de um sistema de processamento Arquitetura de es Organização de um Sistema Computacional Prof. Marcos Quinet Universidade Federal Fluminense P.U.R.O. Introdução A arquitetura de um sistema computacional representa o modelo da organização

Leia mais

Sistemas Operacionais Arquitetura e organização de sistemas operacionais: Uma visão estrutural hardware & software. Prof. MSc.

Sistemas Operacionais Arquitetura e organização de sistemas operacionais: Uma visão estrutural hardware & software. Prof. MSc. Sistemas Operacionais Arquitetura e organização de sistemas operacionais: Uma visão estrutural hardware & software Prof. MSc. Hugo Souza Continuando nossas aulas relativas ao Módulo 1, veremos a seguir

Leia mais

1.3. CONCEITOS BÁSICOS DE INFORMÁTICA

1.3. CONCEITOS BÁSICOS DE INFORMÁTICA 1.3. CONCEITOS BÁSICOS DE INFORMÁTICA Informática pode ser considerada como significando informação automática, ou seja, a utilização de métodos e técnicas no tratamento automático da informação. Para

Leia mais

Estrutura e Funcionamento da CPU. Adriano Maranhão

Estrutura e Funcionamento da CPU. Adriano Maranhão Estrutura e Funcionamento da CPU Adriano Maranhão 1 S Relembrando S Compiladores de linguagens ao fazer a conversão da linguagem de alto nível para chegar na fase da linguagem de baixo nível como assembly

Leia mais

Técnicas Avançadas de Programação

Técnicas Avançadas de Programação Sumário Técnicas Avançadas de Programação Prof. João Marcos M. da Silva Departamento de Engenharia de Telecomunicações Escola de Engenharia Universidade Federal Fluminense Agosto de 2011 Prof. João Marcos

Leia mais

Entrada e Saída (E/S)

Entrada e Saída (E/S) Organização e Arquitetura de Computadores Entrada e Saída (E/S) Givanaldo Rocha de Souza http://docente.ifrn.edu.br/givanaldorocha givanaldo.rocha@ifrn.edu.br Baseado no material do prof. Sílvio Fernandes

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS 02

LISTA DE EXERCÍCIOS 02 FACULDADE: CENTRO UNIVERSITÁRIO DE BRASÍLIA UniCEUB CURSO: CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO DISCIPLINA: SISTEMAS OPERACIONAIS CARGA HORÁRIA: 75 H. A. ANO/SEMESTRE: 2016/01 PROFESSOR: EDUARDO FERREIRA DOS SANTOS HORÁRIOS:

Leia mais

ENDEREÇAMENTO DE INSTRUÇÕES. Adão de Melo Neto

ENDEREÇAMENTO DE INSTRUÇÕES. Adão de Melo Neto ENDEREÇAMENTO DE INSTRUÇÕES Adão de Melo Neto 1 TIPOS DE OPERAÇÕES 2 TIPOS DE OPERAÇÕES TIPOS DE INSTRUÇÕES/OPERAÇÕES (RELEMBRANDO) 3 INTRODUÇÃO TIPOS DE INSTRUÇÕES/OPERAÇÕES (RELEMBRANDO) 4 INTRODUÇÃO

Leia mais

Introdução à Informática

Introdução à Informática Introdução à Informática Aula 3 http://www.ic.uff.br/~bianca/introinfo/ Aula 3-12/09/2007 1 Objetivo da disciplina O objetivo dessa disciplina é dar ao aluno noções básicas de computação. Serão apresentados

Leia mais

INTRODUÇÃO À ARQUITETURA E ORGANIZAÇÃO DE COMPUTADORES. Função e Estrutura. Introdução Organização e Arquitetura. Organização e Arquitetura

INTRODUÇÃO À ARQUITETURA E ORGANIZAÇÃO DE COMPUTADORES. Função e Estrutura. Introdução Organização e Arquitetura. Organização e Arquitetura Introdução Organização e Arquitetura INTRODUÇÃO À ARQUITETURA E ORGANIZAÇÃO DE COMPUTADORES Eduardo Max Amaro Amaral Arquitetura são os atributos visíveis ao programador. Conjunto de instruções, número

Leia mais

LIC. Organização e Estrutura Básica Computacional. Prof. Marcelo Costa Oliveira 2006, Marcelo Costa oliveira

LIC. Organização e Estrutura Básica Computacional. Prof. Marcelo Costa Oliveira 2006, Marcelo Costa oliveira LIC Organização e Estrutura Básica Computacional Prof. Marcelo Costa Oliveira licufal@gmail.com História 1946 Inventado o 1º computador eletrônico de grande porte ENIAC Universidade da Pensilvania: 18.000

Leia mais

Todo processador é constituído de circuitos capazes de realizar algumas operações primitivas:

Todo processador é constituído de circuitos capazes de realizar algumas operações primitivas: Todo processador é constituído de circuitos capazes de realizar algumas operações primitivas: Somar e subtrair Mover um dado de um local de armazenamento para outro Transferir um dado para um dispositivo

Leia mais

Arquitetura e Organização de Computadores

Arquitetura e Organização de Computadores UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS EXATAS E NATURAIS CURSO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO Arquitetura e Organização de Computadores Conjunto de Instruções Prof. Sílvio Fernandes

Leia mais

Sistema de entrada e saída (E/S)- Módulos de E/S; tipos de operações de E/S

Sistema de entrada e saída (E/S)- Módulos de E/S; tipos de operações de E/S Sistema de entrada e saída (E/S)- Módulos de E/S; tipos de operações de E/S Explicitar aos alunos os modelos de entrada e saída em um computador e quais barramentos se aplicam a cada componente: memória,

Leia mais

Capítulo 2. Multiprogramação. Conteúdo. Objetivo. Recordando. Recordando. DCA-108 Sistemas Operacionais

Capítulo 2. Multiprogramação. Conteúdo. Objetivo. Recordando. Recordando. DCA-108 Sistemas Operacionais DCA-108 Sistemas Operacionais Capítulo 2 Luiz Affonso Guedes www.dca.ufrn.br/~affonso affonso@dca.ufrn.br Multiprogramação Luiz Affonso Guedes 1 Luiz Affonso Guedes 2 Conteúdo Caracterização de um SO Moderno

Leia mais

ORGANIZAÇÃO DE COMPUTADORES

ORGANIZAÇÃO DE COMPUTADORES Organização de Computadores ORGANIZAÇÃO DE COMPUTADORES Curso: Tecnologia em Gestão da Tecnologia da Informação Ano: 2011 Conhecida como Processador ou é o cerebro do computador Unifica todo sistema e

Leia mais

ORGANIZAÇÃO DE COMPUTADORES

ORGANIZAÇÃO DE COMPUTADORES ORGANIZAÇÃO DE COMPUTADORES AULA 03 PROFº RITIELLE SOUZA DISTRIBUIÇÃO LÓGICA DISTRIBUIÇÃO LÓGICA Arquitetura de Von Neumann Uma unidade central de processamento recebe informações através de uma unidade

Leia mais

Prof. Marcos Ribeiro Quinet de Andrade Universidade Federal Fluminense - UFF Pólo Universitário de Rio das Ostras - PURO

Prof. Marcos Ribeiro Quinet de Andrade Universidade Federal Fluminense - UFF Pólo Universitário de Rio das Ostras - PURO Conceitos básicos e serviços do Sistema Operacional Prof. Marcos Ribeiro Quinet de Andrade Universidade Federal Fluminense - UFF Pólo Universitário de Rio das Ostras - PURO Tipos de serviço do S.O. O S.O.

Leia mais

Introdução a Tecnologia da Informação

Introdução a Tecnologia da Informação Introdução a Tecnologia da Informação Arquitetura de Computadores Aula 03 Prof. Msc Ubirajara Junior biraifba@gmail.com www.ucljunior.com.br Características do computador sistema eletrônico é rápido e

Leia mais

Gerenciamento de Entrada e Saída. Ciclo 6 AT1. Prof. Hermes Senger

Gerenciamento de Entrada e Saída. Ciclo 6 AT1. Prof. Hermes Senger Gerenciamento de Entrada e Saída Ciclo 6 AT1 Prof. Hermes Senger Referência: Tanenbaum Cap. 5 Silberschatz Cap. 13 Nota O presente material foi elaborado com base no material didático dos livros: Sistemas

Leia mais

Organização e Arquitetura de Computadores INTRODUÇÃO

Organização e Arquitetura de Computadores INTRODUÇÃO Organização e Arquitetura de Computadores INTRODUÇÃO A Arquitetura de Computadores trata do comportamento funcional de um sistema computacional, do ponto de vista do programador (ex. tamanho de um tipo

Leia mais

4.3 - DMA & Chipset. CEFET-RS Curso de Eletrônica. Profs. Roberta Nobre & Sandro Silva. e

4.3 - DMA & Chipset. CEFET-RS Curso de Eletrônica. Profs. Roberta Nobre & Sandro Silva. e CEFET-RS Curso de Eletrônica 4.3 - DMA & Chipset Profs. Roberta Nobre & Sandro Silva robertacnobre@gmail.com e sandro@cefetrs.tche.br Unidade 04.3.1 DMA Dados podem ser transferidos entre dispositivos

Leia mais

Organização de Computadores

Organização de Computadores Organização de Computadores Aula 23 Entrada e Saída (I/O) Rodrigo Hausen 03 de novembro de 2011 http://cuco.pro.br/ach2034 1/62 Apresentação 1. Bases Teóricas 2. Organização de computadores... 2.3. Estruturas

Leia mais

Os computadores ditigais podem ser classificados em 5 grupos distintos:

Os computadores ditigais podem ser classificados em 5 grupos distintos: Informática A informática engloba toda atividade relacionada ao uso dos computadores, permitindo aprimorar e automatizar tarefas em qualquer área de atuação da sociedade. Informática é a "Ciência do tratamento

Leia mais

AULA 2. Prof.: Jadiel Mestre. Introdução à Informática. Introdução à Informática Componentes de um Sistema de Informação

AULA 2. Prof.: Jadiel Mestre. Introdução à Informática. Introdução à Informática Componentes de um Sistema de Informação AULA 2 Prof.: Jadiel Mestre. Componentes de um Sistema de Informação Os componentes de um sistema de informação são divididos em três partes 2 1 Componentes físicos do computador Dispositivos de Entrada/Saída

Leia mais

Dispositivos de Entrada e Saída

Dispositivos de Entrada e Saída Departamento de Ciência da Computação - UFF Dispositivos de Entrada e Saída Prof. Marcos A. Guerine mguerine@ic.uff.br 1 Dipositivos periféricos ou simplesmente periféricos permitem a comunicação da máquina

Leia mais

Curso: Redes de Computadores

Curso: Redes de Computadores Curso: Redes de Computadores Cadeira de Introdução a Sistemas Operacionais. Bibliografia Sistemas Operacionais Modernos Andew S. Tanembaum Sistema Operacionais Abraham Silberchatz, Peter Galvin e Greg

Leia mais

Informática Instrumental. Prof. Ana Paula Domingos

Informática Instrumental. Prof. Ana Paula Domingos Informática Instrumental Prof. Ana Paula Domingos 2 3 Hardware Parte Física do computador. Exemplos: Monitor, teclado, mouse, caixas de som, gabinete. 4 Software São os programas do computador, parte lógica.

Leia mais

Informática Instrumental

Informática Instrumental 2 Informática Instrumental Prof. Ana Paula Domingos 3 Hardware 4 Software Parte Física do computador. Exemplos: Monitor, teclado, mouse, caixas de som, gabinete. São os programas do computador, parte lógica.

Leia mais

Estrutura dos Sistemas Operacionais. Sérgio Portari Júnior

Estrutura dos Sistemas Operacionais. Sérgio Portari Júnior Estrutura dos Sistemas Operacionais Sérgio Portari Júnior - 2016 1 Sistema Operacional - Formas de acessar o KERNEL do SISTEMA OPERACIONAL (SO) - A linguagem de comandos faz parte do SO O Sistema Operacional

Leia mais

FACULDADE LEÃO SAMPAIO

FACULDADE LEÃO SAMPAIO FACULDADE LEÃO SAMPAIO Microcontroladores Curso de Análise e Desenvolvimento de Sistemas 1 Componentes CPU Memórias Dispositivos de Entrada/Saída (E/S) Input/Output (I/O) 2 CPU A CPU busca informações

Leia mais

14/3/2016. Prof. Evandro L. L. Rodrigues

14/3/2016. Prof. Evandro L. L. Rodrigues SEL 433 APLICAÇÕES DE MICROPROCESSADORES I SEL-433 APLICAÇÕES DE MICROPROCESSADORES I Prof. Evandro L. L. Rodrigues Tópicos do curso Conceitos básicos - Aplicações e utilizações dos microcontroladores

Leia mais

Prof. Leonardo Augusto Casillo

Prof. Leonardo Augusto Casillo UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO CURSO: CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO Aula 2 Estrutura de um processador Prof. Leonardo Augusto Casillo Arquitetura de Von Neumann: Conceito de programa armazenado; Dados

Leia mais

Professor: Vlademir de Oliveira Disciplina: Microcontroladores e DSP. Memórias de Dados e de Programa

Professor: Vlademir de Oliveira Disciplina: Microcontroladores e DSP. Memórias de Dados e de Programa 4. Memórias de Dados e de Programa Professor: Vlademir de Oliveira Disciplina: Microcontroladores e DSP 4.1 Memórias Semicondutoras Algumas definições Célula: Dispositivo de armazenamento de 1 bit. Palavra:

Leia mais

Organização de Computadores 1

Organização de Computadores 1 Organização de Computadores 1 3.4 SISTEMA DE ENTRADA E SAÍDA Prof. Luiz Gustavo A. Martins Arquitetura de von Newmann: Computadores atuais Componentes estruturais: Memória Principal Unidade de Processamento

Leia mais

William Stallings Arquitetura e Organização de Computadores 8 a Edição

William Stallings Arquitetura e Organização de Computadores 8 a Edição William Stallings Arquitetura e Organização de Computadores 8 a Edição Capítulo 10 Conjuntos de instruções: Características e funções slide 1 O que é um conjunto de instruções? A coleção completa de instruções

Leia mais

Tecnólogo em Análise e Desenvolvimento de Sistemas. Sistemas Operacionais (SOP A2)

Tecnólogo em Análise e Desenvolvimento de Sistemas. Sistemas Operacionais (SOP A2) Tecnólogo em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Sistemas Operacionais (SOP A2) Visão Geral Referências: Sistemas Operacionais Modernos. Andrew S. Tanenbaum. Editora Pearson. 3ª ed. 2010. Seção: 1.1

Leia mais

Capítulo 2 Livro do Mário Monteiro Componentes Representação das informações. Medidas de desempenho

Capítulo 2 Livro do Mário Monteiro Componentes Representação das informações. Medidas de desempenho Capítulo 2 Livro do Mário Monteiro Componentes Representação das informações Bit, Caractere, Byte e Palavra Conceito de Arquivos e Registros Medidas de desempenho http://www.ic.uff.br/~debora/fac! 1 2

Leia mais

Capítulo 7 - Interfaces de Entrada e Saída. Conceito

Capítulo 7 - Interfaces de Entrada e Saída. Conceito Conceito Uma das características básicas necessária de um computador é a capacidade de trocar dados com o mundo exterior (dispositivos periféricos). Para tornar os sinais internos à máquina compatíveis,

Leia mais

Processos e Threads. Ciclo 2 AT3. Prof. Hermes Senger

Processos e Threads. Ciclo 2 AT3. Prof. Hermes Senger Processos e Threads Ciclo 2 AT3 Prof. Hermes Senger Nota O presente material foi elaborado com base no material didático do livro Sistemas Operacionais, 3ª edição, de H.M.Deitel, P.J. Deitel, D.R. Choffnes,

Leia mais

30/5/2011. Sistemas computacionais para processamento paralelo e distribuído

30/5/2011. Sistemas computacionais para processamento paralelo e distribuído Arquitetura de Computadores Sistemas computacionais para processamento paralelo e distribuído Prof. Marcos Quinet Universidade Federal Fluminense UFF Pólo Universitário de Rio das Ostras - PURO Processamento

Leia mais

Hierarquia de Memória

Hierarquia de Memória No projeto de um sistema digital, deve-se ter em mente que hardware menor geralmente é mais rápido do que hardware maior. A propagação do sinal é uma das principais causas de atrasos. No caso da memória,

Leia mais

ELETRÔNICA DIGITAL II. AUTOR: ENG. ANTONIO CARLOS LEMOS JÚNIOR

ELETRÔNICA DIGITAL II. AUTOR: ENG. ANTONIO CARLOS LEMOS JÚNIOR ELETRÔNICA DIGITAL II AUTOR: ENG. ANTONIO CARLOS LEMOS JÚNIOR acjunior@facthus.edu.br 1º SEMESTRE 2009 CONTEÚDO PROGRAMADO: 1 O que é um computador digital? 2 Como funcionam os computadores 3 O agente

Leia mais

Sistemas Operacionais

Sistemas Operacionais ANHANGUERA Sistemas Operacionais Prof. Esp. Rafael Gross Processos Sumário Introdução Conceito de processo Estrutura do processo Estados do processo Mudanças de estado do processo Criação e eliminação

Leia mais

Gerência de Memória Introdução Considerações: Recurso caro e escasso; Programas só executam se estiverem na memória principal; Quanto mais processos residentes na memória principal, melhor será o compartilhamento

Leia mais

Revisão Ultima aula [1/2]

Revisão Ultima aula [1/2] SOP - TADS Comunicação Interprocessos - 2 IPC Prof. Ricardo José Pfitscher dcc2rjp@joinville.udesc.br Material cedido por: Prof. Rafael Rodrigues Obelheiro Prof. Maurício Aronne Pillon Revisão Ultima aula

Leia mais

ARQUITETURA DE COMPUTADORES

ARQUITETURA DE COMPUTADORES 01001111 01110010 01100111 01100001 01101110 01101001 01111010 01100001 11100111 11100011 01101111 00100000 01100100 01100101 00100000 01000011 01101111 01101101 01110000 01110101 01110100 01100001 01100100

Leia mais

Arquitetura de Computadores

Arquitetura de Computadores Arquitetura de Computadores AULA 4 Organização de Sistemas de Computadores s Bits Sumário de Ordem de Bytes Conceitos Básicos Secundária Códigos de Correção de Erros Prof. Edilberto M. Silva Edilberto

Leia mais

Introdução à Computação: Máquinas Multiníveis

Introdução à Computação: Máquinas Multiníveis Introdução à Computação: Máquinas Multiníveis Beatriz F. M. Souza (bfmartins@inf.ufes.br) http://inf.ufes.br/~bfmartins/ Computer Science Department Federal University of Espírito Santo (Ufes), Vitória,

Leia mais

Unidade I. Organização de Computadores. Prof. Renato Lellis

Unidade I. Organização de Computadores. Prof. Renato Lellis Unidade I Organização de Computadores Prof. Renato Lellis O que é um computador? Computador Datação 1789 cf. MS1 Acepções substantivo masculino 1 o que computa; calculador, calculista 2 Rubrica: informática.

Leia mais

FACULDADE PITÁGORAS PRONATEC

FACULDADE PITÁGORAS PRONATEC FACULDADE PITÁGORAS PRONATEC DISCIPLINA: ARQUITETURA DE COMPUTADORES Prof. Ms. Carlos José Giudice dos Santos carlos@oficinadapesquisa.com.br www.oficinadapesquisa.com.br Objetivos Ao final desta apostila,

Leia mais

Introdução. Introdução aos Sistemas Operacionais Volnys Bernal. Agenda. Introdução aos Sistemas Operacionais. Sobre estes slides

Introdução. Introdução aos Sistemas Operacionais Volnys Bernal. Agenda. Introdução aos Sistemas Operacionais. Sobre estes slides aos Sistemas Operacionais Volnys Bernal 1998-2005 1 Volnys Bernal 1998-2005 2 Agenda aos Sistemas Operacionais Volnys Borges Bernal volnys@lsi.usp.br http://www.lsi.usp.br/~volnys Objetivos do Sistema

Leia mais

Sistemas Operativos. Luís Paulo Reis. Sistemas Operativos. Sumário

Sistemas Operativos. Luís Paulo Reis. Sistemas Operativos. Sumário Sistemas Operativos Luís Paulo Reis Slide Nº 1 Sistemas Operativos Sumário O que é um Sistema Operativo (SO)? Modelo em Camadas de um SO Abstracções Suportadas por um SO: Utilizador Processo Ficheiro /

Leia mais

ULA. Combina uma variedade de operações lógicas e matemáticas dentro de uma única unidade.

ULA. Combina uma variedade de operações lógicas e matemáticas dentro de uma única unidade. PROCESSADOR ULA Combina uma variedade de operações lógicas e matemáticas dentro de uma única unidade. ULA Uma ULA típica pode realizar as operações artiméticas: - adição; - subtração; E lógicas: - comparação

Leia mais

Sistemas Operacionais

Sistemas Operacionais Sistemas Operacionais Profa. Regina Borges de Araujo Livro Texto Sistemas Operacionais Modernos. Tanenbaum, A., Pearson Prentice Hall, 2003 Outras Referências Operating Systems Deitel, H., Deitel, P. &

Leia mais

William Stallings Organização de computadores digitais. Capítulo 11 Estrutura e função da CPU

William Stallings Organização de computadores digitais. Capítulo 11 Estrutura e função da CPU William Stallings Organização de computadores digitais Capítulo 11 Estrutura e função da CPU Encruzilhada na arquitetura de computadores 2004/2005 Antiga opinião Nova visão a energia é de graça, os transistores

Leia mais

Organização de Computadores

Organização de Computadores Organização de Computadores Aula 19 Barramentos: Estruturas de Interconexão Rodrigo Hausen 14 de outubro de 2011 http://cuco.pro.br/ach2034 1/40 Apresentação 1. Bases Teóricas 2. Organização de computadores

Leia mais

PROJETO LÓGICO DE COMPUTADORES. Nível do Sistema Operacional. Prof.: Agostinho S. Riofrio

PROJETO LÓGICO DE COMPUTADORES. Nível do Sistema Operacional. Prof.: Agostinho S. Riofrio PROJETO LÓGICO DE COMPUTADORES Nível do Sistema Operacional Prof.: Agostinho S. Riofrio Agenda 1. Introdução 2. Memória Virtual 3. Paginação 4. Segmentação 5. Instruçoes virtuais de E/S 6. Processamento

Leia mais

Sistemas Operacionais 2014 Introdução. Alexandre Augusto Giron alexandre.a.giron@gmail.com

Sistemas Operacionais 2014 Introdução. Alexandre Augusto Giron alexandre.a.giron@gmail.com Sistemas Operacionais 2014 Introdução Alexandre Augusto Giron alexandre.a.giron@gmail.com Roteiro Sistemas Operacionais Histórico Estrutura de SO Principais Funções do SO Interrupções Chamadas de Sistema

Leia mais

Programação Concorrente Processos e Threads

Programação Concorrente Processos e Threads Programação Concorrente Processos e Threads Prof. Eduardo Alchieri Processos O conceito mais central em qualquer sistema operacional é o processo Uma abstração de um programa em execução Um programa por

Leia mais

Sistemas Operacionais. Prof. MSc. André Yoshimi Kusumoto

Sistemas Operacionais. Prof. MSc. André Yoshimi Kusumoto Sistemas Operacionais Prof. MSc. André Yoshimi Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com Princípios básicos de hardware Periférico é um dispositivo conectado a um computador de forma a possibilitar sua interação

Leia mais

Montagem e Manutenção de Computadores

Montagem e Manutenção de Computadores Montagem e Manutenção de Computadores Organização dos Computadores Aula de 04/03/2016 Professor Alessandro Carneiro Introdução Um computador consiste de vários dispositivos referidos como hardware: o teclado,

Leia mais

Unidade 08: Introdução aos Sistemas Operacionais Prof. Daniel Caetano

Unidade 08: Introdução aos Sistemas Operacionais Prof. Daniel Caetano Arquitetura e Organização de Computadores 1 Unidade 08: Introdução aos Sistemas Operacionais Prof. Daniel Caetano Objetivo: Apresentar a lógica básica de funcionamento de um sistema operacional, de maneira

Leia mais

1. Quais são as duas principais funções de um sistema operacional? R: controlar o hardware e permitir executar os softwares.

1. Quais são as duas principais funções de um sistema operacional? R: controlar o hardware e permitir executar os softwares. PROBLEMAS 1. Quais são as duas principais funções de um sistema operacional? R: controlar o hardware e permitir executar os softwares. 2. O que é multiprogramação? R: A Multiprogramação faz com que a CPU

Leia mais

Organização e Arquitetura de Computadores. Hugo Barros

Organização e Arquitetura de Computadores. Hugo Barros Organização e Arquitetura de Computadores Hugo Barros email@hugobarros.com.br Introdução Instruções Primitivas L0 Linguagem de máquina; Divergência de capacidades: Os pc's podem fazer x As pessoas querem

Leia mais

Sistemas Operacionais

Sistemas Operacionais Sistemas Operacionais Prof. Jó Ueyama Apresentação baseada nos slides da Profa. Dra. Kalinka Castelo Branco, do Prof. Dr. Antônio Carlos Sementille, da Profa. Dra. Luciana A. F. Martimiano e nas transparências

Leia mais

Fundamentos de Sistemas Operacionais

Fundamentos de Sistemas Operacionais Fundamentos de Sistemas Operacionais Aula 6 Gerenciamento de Memória Prof. Galvez Considerações Gerais Multiprogramação implica em manter-se vários processos em memória Memória necessita ser alocada de

Leia mais

Sistemas Operacionais. Prof. Pedro Luís Antonelli Anhanguera Educacional

Sistemas Operacionais. Prof. Pedro Luís Antonelli Anhanguera Educacional Sistemas Operacionais Prof. Pedro Luís Antonelli Anhanguera Educacional INTRODUÇÃO Sistema Operacional (S.O.) Aplicativos Formado por um conjunto de rotinas que oferecem serviços aos usuários, às aplicações

Leia mais

Hardware. Componentes Básicos e Funcionamento

Hardware. Componentes Básicos e Funcionamento 1 Hardware 2 2 Componentes Básicos e Funcionamento 1 Hardware 3 Conjunto de dispositivos elétricos/eletrônicos que englobam a CPU, a memória e os dispositivos de entrada/saída de um sistema de computador

Leia mais

Introdução à Informática

Introdução à Informática 1 FACULDADE DOS GUARARAPES Introdução à Informática Introdução a Computação e Suas Aplicações Prof. Rômulo César romulodandrade@gmail.com www.romulocesar.com.br 2 Objetivo Apresentar conceitos gerais utilizados

Leia mais

Capacitação Vix Linux. Jacson RC Silva

Capacitação Vix Linux. Jacson RC Silva Capacitação Vix Linux Jacson RC Silva Conteúdo Sistemas Operacionais GNU/Linux Inicialização do GNU/Linux (GRUB e kernel) Modo Gráfico X Modo Texto Shell Script Scripts de Inicialização

Leia mais

Capítulo 2 Processos e Threads

Capítulo 2 Processos e Threads Capítulo 2 Processos e Threads 2.1 Processos 2.2 Threads 2.3 Comunicação interprocesso 2.4 Problemas clássicos de IPC 2.5 Escalonamento 1 Processos O Modelo de Processo Multiprogramação de quatro programas

Leia mais

Sistemas Distribuídos

Sistemas Distribuídos Sistemas Distribuídos Processos Gustavo Reis gustavo.reis@ifsudestemg.edu.br 1 - Processos Conceito originado do campos de sistemas operacionais no qual, em geral, são definidos como programas em execução

Leia mais