APRENDIZAGEM INDUSTRIAL. UNIDADE 8 Projeto em cabeamento

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "APRENDIZAGEM INDUSTRIAL. UNIDADE 8 Projeto em cabeamento"

Transcrição

1 APRENDIZAGEM INDUSTRIAL UNIDADE 8 Projeto em cabeamento

2 Projetos de cabeamento O serviço de execução do cabeamento em uma rede não consiste apenas no lançamento dos cabos. Quando um cliente solicita uma proposta técnico-comercial para a execução de um projeto de sistema de cabeamento deve-se começar por uma vistoria no local das futuras instalações para coleta de dados de campo, bem como ouvir o responsável por TI.

3 Dados de interesse Localização das estações de trabalho da rede (layout das áreas de trabalho); Identificação de possibilidades de encaminhamento para o lançamento dos cabos; Identificação das distâncias envolvidas para o atendimento do layout proposto pelo cliente.

4 Dados de interesse Análise quanto a possíveis interferências eletromagnéticas e mecânicas para a determinação do encaminhamento dos cabos; Verificação das condições de infraestrutura existente e avaliação de possibilidade de aproveitamento ou não para as novas instalações.

5 Informações complementares Planta em escala do local das instalações contendo, preferencialmente, traçados de rede elétrica e demais dutos quando disponível. Sugestão para a passagem dos cabos visando a estética. A aplicação mais importante a ser implementada no cabeamento.

6 Informações complementares Possíveis espaços a serem usados como salas de telecomunicações ou de equipamentos. Características dos ambientes da instalação (comercial típico, industrial, hostil, etc). Perspectivas de crescimento e prazo.

7 O projeto Definição da quantidade de WA e dos serviços oferecidos bem como definição de velocidade necessária; Tipo e quantidade de cabo e de tomadas por espaço; Localização dos espaços de telecomunicações; Sistema de aterramento para os espaços de telecomunicações.

8 O projeto Planta baixa para o encaminhamento dos cabos de rede e de alimentação elétrica com simbologia adequada (distâncias e quantidade de cabos); Tipo e quantidade de materiais de encaminhamento; Registro da documentação e do cabeamento (definição do padrão de identificação);

9 Simbologia para planta Tubulação passando pelo piso/parede Tubulação passando pelo teto Canaleta Tubulação passando sob piso elevado Duto de piso Condulete Caixa de saída no piso com 1 ponto para conector UTP Tubulação que sobe Tubulação que desce Tubulação que passa Eletrocalha aparente Eletrocalha sobre piso elevado Eletrocalha sobre forro Caixa no piso com 1 ponto para conector UTP AT Sala ou armário de telecomunicações com prancha de madeira para fixação dos blocos (BLI) PTR Caixa para distribuição geral a 1,30m do piso

10 Simbologia para planta Caixa de passagem PTC Ponto de Transição de Cabo Tomada de energia alta Tomada de energia média Tomada de energia baixa (de 30cm a 40cm do piso mínimo de 25cm) Quadro de distribuição Tomada para TV - antena Aterramento Tomada de parede com 1 ponto para conector UTP a 30cm do piso Tomada de parede com 1 ponto para conector UTP a 30cm ou 1,5m do piso Tomada de parede com 2 ponto para conector UTP a 1,5m do piso Concentrador Tomada de parede com 2 ponto para conector UTP a 30cm do piso

11 Administração do cabeamento CE-xx: Cordão do equipamento TBB-xx: Cabo de aterramento CPY-xx: Cabo primário CSY-xx: Cabo secundário FO-xx MM ou FO-xx SM: Cabo de fibra TO-xx: Tomada de telecomunicações FD-xx: Distribuidor de piso (cross-connect) E-xx: Emenda mecânica TGB-xx: Barra de aterramento do andar TMGB-xx: Barra de aterramento principal

12 Administração do cabeamento CCP-xx: Caminho para cabeamento primário CCS-xx: Caminho para cabeamento secundário ER-xx: Sala de equipamentos TR-xx: Sala de telecomunicações WA-xx: Área de trabalho BD-xx: Distribuidor de edifício SW-xx: Switch C-xx: Caminho em conduite, eletroduto ou eletrocalha CP-xx: Caixa de passagem

13 Administração do cabeamento Respeitar os registros necessários para o cabeamento Fornecer o maior número de informação possível pelo identificador No mínimo fornecer ponto de origem e de destino Placa de sinalização instalada na porta de uma sala de telecomunicações no sexto andar do prédio 2 AT001-A6-P2

14 Administração do cabeamento Backbone de fibra óptica multimodo na rota A FO-01MM/A Cabo UTP cat6 em cabeamento horizontal C6-001 Patch-painel UTP Cat5 número 1 porta 1 PP5-1/01

15

Cabeamento Estruturado

Cabeamento Estruturado Cabeamento Estruturado Padrões ANSI/TIA/EIA-568 - Cabeamento Estruturado (CE) ANSI/TIA/EIA-569 - Caminhos e espaços para CE ANSI/TIA/EIA-606 - Administração de CE ANSI/TIA/EIA-607 - Aterramento de CE ISO/IEC

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Redes de Computadores Prof. Macêdo Firmino Introdução ao Cabeamento Estruturado Macêdo Firmino (IFRN) Redes de Computadores Novembro de 2012 1 / 20 Redes não Estruturadas Estatisticamente, cerca de 70%

Leia mais

Graduação Tecnológica em Redes de Computadores. Infraestrutura de Redes de Computadores

Graduação Tecnológica em Redes de Computadores. Infraestrutura de Redes de Computadores Graduação Tecnológica em Redes de Computadores Infraestrutura de Redes de Computadores Euber Chaia Cotta e Silva euberchaia@yahoo.com.br Graduação Tecnológica em Redes de Computadores Unidade IV - Práticas

Leia mais

PROJETO DE INFRAESTRUTURA DE REDES DE TELECOMUNICAÇÕES IRT Curso Técnico em Telecomunicações 4ª Fase Professor: Cleber Jorge Amaral

PROJETO DE INFRAESTRUTURA DE REDES DE TELECOMUNICAÇÕES IRT Curso Técnico em Telecomunicações 4ª Fase Professor: Cleber Jorge Amaral PROJETO DE INFRAESTRUTURA DE REDES DE TELECOMUNICAÇÕES IRT11104 Curso Técnico em Telecomunicações 4ª Fase Professor: Cleber Jorge Amaral 2016-1 Visão geral do cabeamento estruturado Distribuidor de campus

Leia mais

Guia de estudos 01. Aluno: Data: Curso: Engenharia Elétrica

Guia de estudos 01. Aluno: Data: Curso: Engenharia Elétrica Guia de estudos 01 Aluno: Data: Curso: Engenharia Elétrica Periodo: Introdução à Redes Objetivo: Visão geral de uma rede Ethernet 1. Do que constitui Enlace permanente e Canal? Enlace Permanente O enlace

Leia mais

Subsistemas e recomendações de projeto segundo NBR Segundo a ABNT os subsistemas do cabeamento, se subdividem conforme o desenho abaixo:

Subsistemas e recomendações de projeto segundo NBR Segundo a ABNT os subsistemas do cabeamento, se subdividem conforme o desenho abaixo: Subsistemas e recomendações de projeto segundo NBR 14565 Segundo a ABNT os subsistemas do cabeamento, se subdividem conforme o desenho abaixo: Projeto de rede secundária O desenvolvimento do projeto consiste

Leia mais

MIT Manual de Infraestrutura

MIT Manual de Infraestrutura Copel Telecom MIT Manual de Infraestrutura BEL Fibra 04 de junho de 2014 Sumário Requisitos mínimos de infraestrutura para o cliente... 3 Instruções Gerais... 3 Passos para instalação... 3 Edificações

Leia mais

Legrand Cabling Systems

Legrand Cabling Systems Legrand Cabling Systems Módulo VII Outras normas Visão geral sobre outras normas ANSI/EIA/TIA que possuem relação com a ANSI/TIA 568.C 03/2016 CENTRO DE SUPORTE TÉCNICO / FORMAÇÃO Paulo Morais (31) 9 9922-4489

Leia mais

ANEXO VII. Registro de Preços Ponto de Rede. Planilhas de Serviços de Pontos de Rede Itens 01. 7) Anexo VII ao Orientador nº 362/2012. Fls.

ANEXO VII. Registro de Preços Ponto de Rede. Planilhas de Serviços de Pontos de Rede Itens 01. 7) Anexo VII ao Orientador nº 362/2012. Fls. PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO CASA CIVIL EMPRESA MUNICIPAL DE INFORMATICA S.A - IPLANRIO Processo 7) Anexo VII ao Orientador nº 362/2012 ANEXO VII Registro de Preços Rede Planilhas de Serviços

Leia mais

Cabeamento Estruturado CAB Curso Técnico Integrado de Telecomunicações 7ª Fase Professor: Cleber Jorge Amaral

Cabeamento Estruturado CAB Curso Técnico Integrado de Telecomunicações 7ª Fase Professor: Cleber Jorge Amaral Cabeamento Estruturado CAB6080721 Curso Técnico Integrado de Telecomunicações 7ª Fase Professor: Cleber Jorge Amaral 2016-1 Revisão da aula anterior... Atenuação Maior em maiores frequências e maior comprimento

Leia mais

Graduação Tecnológica em Redes de Computadores. Infraestrutura de Redes de Computadores

Graduação Tecnológica em Redes de Computadores. Infraestrutura de Redes de Computadores Graduação Tecnológica em Redes de Computadores Infraestrutura de Redes de Computadores Euber Chaia Cotta e Silva euberchaia@yahoo.com.br Graduação Tecnológica em Redes de Computadores Administração Euber

Leia mais

Simbologia de Projetos de redes. Prof. Marciano dos Santos Dionizio

Simbologia de Projetos de redes. Prof. Marciano dos Santos Dionizio Simbologia de Projetos de redes Prof. Marciano dos Santos Dionizio Redes de Computadores Uso Doméstico Comércio Eletrônico Entretenimento Comunicação entre pessoas (bate-papo, comunicação instântanea,

Leia mais

Redes. Cabeamento Estruturado

Redes. Cabeamento Estruturado Redes Cabeamento Estruturado Redes de Computadores Uso Doméstico Comércio Eletrônico Entretenimento Comunicação entre pessoas (bate-papo, comunicação instântanea, etc) Acesso a informações remotas Redes

Leia mais

Legrand Cabling Systems

Legrand Cabling Systems Legrand Cabling Systems Módulo I - Introdução Conceito de infraestrutura para telecomunicações 03/2016 CENTRO DE SUPORTE TÉCNICO / FORMAÇÃO Paulo Morais (31) 9 9922-4489 paulo.morais@psmgestec.com.br O

Leia mais

APRENDIZAGEM INDUSTRIAL. UNIDADE 7 Blindagem e Aterramento do Cabeamento Estruturado

APRENDIZAGEM INDUSTRIAL. UNIDADE 7 Blindagem e Aterramento do Cabeamento Estruturado APRENDIZAGEM INDUSTRIAL UNIDADE 7 Blindagem e Aterramento do Cabeamento Estruturado Porque blindar ou aterrar? Quando um cabo é submetido a um campo eletromagnético, correntes e tensões são induzidas em

Leia mais

APRENDIZAGEM INDUSTRIAL. UNIDADE 3 Técnicas de cabeamento

APRENDIZAGEM INDUSTRIAL. UNIDADE 3 Técnicas de cabeamento APRENDIZAGEM INDUSTRIAL UNIDADE 3 Técnicas de cabeamento O cabeamento horizontal Compreende os segmentos de cabos que são lançados horizontalmente entre as áreas de trabalho e as salas de telecomunicações

Leia mais

Normas para cabeamento estruturado

Normas para cabeamento estruturado Normas para cabeamento estruturado Recomendações normativas para cabeamento estruturado em edifícios comerciais e em data centers. Frequentemente observamos projetos de cabeamento estruturado sendo feitos

Leia mais

A Norma EIA/TIA 569A. Silvio Lucas

A Norma EIA/TIA 569A. Silvio Lucas Enquanto a norma 568B divide os subsistemas de cabeamento estruturado em 7 subsistemas, a norma 569A trata dos detalhes dos caminhos e espaços bem como a infra-estrutura de dutos para as seguintes áreas:

Leia mais

Legrand Cabling Systems

Legrand Cabling Systems Legrand Cabling Systems Módulo IV TIA 568.C - Parâmetros para projeto Conceitos de projeto para sistemas de cabeamento estruturado 03/2016 CENTRO DE SUPORTE TÉCNICO / FORMAÇÃO Paulo Morais (31) 9 9922-4489

Leia mais

CAB Cabeamento Estruturado e Redes Telefônicas

CAB Cabeamento Estruturado e Redes Telefônicas MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA CAMPUS SÃO JOSÉ SANTA CATARINA CAB Cabeamento Estruturado e Redes Telefônicas

Leia mais

Cabeamento Estruturado CAB Curso Técnico Integrado de Telecomunicações 7ª Fase Professor: Cleber Jorge Amaral

Cabeamento Estruturado CAB Curso Técnico Integrado de Telecomunicações 7ª Fase Professor: Cleber Jorge Amaral Cabeamento Estruturado CAB6080721 Curso Técnico Integrado de Telecomunicações 7ª Fase Professor: Cleber Jorge Amaral 2016-1 Revisão: Lista de exercícios 1 Explique o que é banda passante? Que unidades

Leia mais

Graduação Tecnológica em Redes de Computadores. Infraestrutura de Redes de Computadores

Graduação Tecnológica em Redes de Computadores. Infraestrutura de Redes de Computadores Graduação Tecnológica em Redes de Computadores Infraestrutura de Redes de Computadores Euber Chaia Cotta e Silva euberchaia@yahoo.com.br Graduação Tecnológica em Redes de Computadores Cabeamento Residencial

Leia mais

Visão geral do cabeamento estruturado. Professor: Cleber Jorge Amaral

Visão geral do cabeamento estruturado. Professor: Cleber Jorge Amaral Visão geral do cabeamento estruturado Professor: Cleber Jorge Amaral Agenda Nomenclaturas Visão geral do cabeamento diagrama unifilar Distribuidores Subsistemas de cabeamento Tipos de conexões Cabeamento

Leia mais

CABEAMENTO ESTRUTURADO Arquitetura - Padrão Ethernet IEEE 802.3

CABEAMENTO ESTRUTURADO Arquitetura - Padrão Ethernet IEEE 802.3 Arquitetura - Padrão Ethernet IEEE 802.3 IFES Campus Serra Prof. Claudio Junca claudiocjunca@gmail.com Padrão Ethernet - Evolução O padrão ETHERNET surgiu com 1972 nos laboratórios da Xerox com Robert

Leia mais

pç a 1000BASE-LX Mini-GBIC R$ 750,00 750,00 pç a 1000BASE-LX Mini-GBIC R$ 750,00 750, cxa Cabo UTP Cat. 6 R$ 716, ,25

pç a 1000BASE-LX Mini-GBIC R$ 750,00 750,00 pç a 1000BASE-LX Mini-GBIC R$ 750,00 750, cxa Cabo UTP Cat. 6 R$ 716, ,25 São Paulo, 17 de fevereiro de 2009 1 Relação de materiais Os materiais que serão fornecidos pelo CCE sem custo a Unidade, estão assinalados com o seguinte caracter & os demais materiais e equipamentos

Leia mais

Projeto de Cabeamento Estruturado

Projeto de Cabeamento Estruturado Projeto de Cabeamento Estruturado Sistema de Cabeamento Estruturado Subsistemas 1 Subsistema Cabeamento Horizontal 2 Subsistema Cabeamento Vertical 3 - Área de Trabalho - ATR 4 - Armário de Telecomunicações

Leia mais

Graduação Tecnológica em Redes de Computadores. Infraestrutura I - Redes Locais

Graduação Tecnológica em Redes de Computadores. Infraestrutura I - Redes Locais Graduação Tecnológica em Redes de Computadores Infraestrutura I - Redes Locais Euber Chaia Cotta e Silva euberchaia@yahoo.com.br Graduação Tecnológica em Redes de Computadores Unidade III Impressão, exemplos

Leia mais

Sistemas de Cabeamento SISTEMA DE CABEAMENTO ESTRUTURADO. Topologias Lógicas x Topologias Físicas 01/09/2016

Sistemas de Cabeamento SISTEMA DE CABEAMENTO ESTRUTURADO. Topologias Lógicas x Topologias Físicas 01/09/2016 Sistemas de Cabeamento SISTEMA DE CABEAMENTO ESTRUTURADO Uma rede de computadores é um conjunto de recursos inter-relacionados e interligados com o objetivo de formar um sistema em comum. PROF. FABRICIO

Leia mais

ANEXO 2.2 DO EDITAL MODELO DE PROPOSTA SINTÉTICA

ANEXO 2.2 DO EDITAL MODELO DE PROPOSTA SINTÉTICA MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO MINISTÉRIO PÚBLICO DO TRABALHO Procuradoria Regional do Trabalho da 17ª Região / ES OBRA: Serviços de adequação das instalações de cabeamento estruturado, infraestrutura para

Leia mais

CABEAMENTO ESTRUTURADO NORMAS AMERICANAS EIA/TIA

CABEAMENTO ESTRUTURADO NORMAS AMERICANAS EIA/TIA CABEAMENTO ESTRUTURADO NORMAS AMERICANAS EIA/TIA NORMAS AMERICANAS EIA/TIA EIA/TIA 568-B: Commercial Building Telecomunications Cabling Standard Essa norma de 2001 é a revisão da norma EIA/TIA 568-A de

Leia mais

Projeto de Redes Metálicas e Ópticas

Projeto de Redes Metálicas e Ópticas Projeto de Redes Metálicas e Ópticas Aluno 1 Aluno 2 Aluno 3 São José, mês e ano Simbologia Figura 1 descrição do símbolo 1 Figura 2 descrição do símbolo 2 Simbologia Pág. 1 Diagrama de Distribuição 6

Leia mais

RELATÓRIO DE AS-BUILT ACESSO VIA SATÉLITE

RELATÓRIO DE AS-BUILT ACESSO VIA SATÉLITE 1. DADOS CADASTRAIS 1.1 DADOS SOBRE A LOJA DO BOTICÁRIO Código da loja ( BPCS ): 3849 Razão Social: SAGITARIUS COM. ESS. COLONIAS LTDA CNPJ: Inscrição Estadual: Endereço: RUA: GOV. PEDRO DE TOLEDO 913

Leia mais

OBJETIVOS DA SEÇÃO. Após concluir com êxito esta seção, o aluno deve estar apto a: I. Descrever os elementos básicos do sistema de administração.

OBJETIVOS DA SEÇÃO. Após concluir com êxito esta seção, o aluno deve estar apto a: I. Descrever os elementos básicos do sistema de administração. OBJETIVOS DA SEÇÃO Após concluir com êxito esta seção, o aluno deve estar apto a: I. Descrever os elementos básicos do sistema de administração. II. III. IV. Lembrar-se das quatro classes de administração

Leia mais

3 - Cablagem estruturada

3 - Cablagem estruturada Capítulo 3 3 - Cablagem estruturada 1 Os problemas Porquê organizar as cablagens? É fácil manter a organização da cablagem A identificação de um cabo é imediata (basta pôr-lhe a etiqueta correcta!!!!)

Leia mais

PROJETO DE TELEFONIA

PROJETO DE TELEFONIA ELETRICIDADE APLICADA - INSTALAÇÕES ELÉTRICAS PROJETO DE TELEFONIA Norberto Nery Notas: Ponto de telefonia: O padrão de tomada é do tipo RJ-11, não sendo mais utilizado o tipo de quatro pinos - Padrão

Leia mais

Cabeamento Estruturado. Prof. Marciano dos Santos Dionizio

Cabeamento Estruturado. Prof. Marciano dos Santos Dionizio Cabeamento Estruturado Prof. Marciano dos Santos Dionizio Norma ANSI/EIA/TIA 568B Divide um sistema de cabeamento em subsistemas: 1. Facilidades de Entrada (pela NBR14565: Sala de Entrada de Telecomunicações

Leia mais

SANTOS TENDÊNCIAS TECNOLÓGICAS

SANTOS TENDÊNCIAS TECNOLÓGICAS SANTOS TENDÊNCIAS TECNOLÓGICAS A ATT TENDÊNCIAS TECNOLÓGICAS é uma empresa formada por especialistas, profissionais qualificados e gabaritados para o desenvolvimento de soluções e tecnologias voltada para

Leia mais

Cabeamento Estruturado

Cabeamento Estruturado Tecnologias de Rede Cabeamento Estruturado Professor Airton Ribeiro www.lanwan.com.br Conceito É um sistema de cabos, conexões, terminações e normas de instalação e administração que têm como finalidade

Leia mais

APRENDIZAGEM INDUSTRIAL. UNIDADE 4 Práticas de Instalação

APRENDIZAGEM INDUSTRIAL. UNIDADE 4 Práticas de Instalação APRENDIZAGEM INDUSTRIAL UNIDADE 4 Práticas de Instalação Instalação de cabos e hardware metálicos Devem ser instalados de forma que se permita uma inspeção visual. Cabos com capa danificada; Cabos com

Leia mais

22/11/2016 SIPAC - Sistema Integrado de Patrimônio, Administração e Contratos

22/11/2016 SIPAC - Sistema Integrado de Patrimônio, Administração e Contratos INSTITUTO FEDERAL DE SANTA CATARINA Florianópolis, 22 de Novembro de 2016 ENTRAR NO SISTEMA PORTAL PÚBLICO > ITENS DA ATA Processo de Compra: 23292.014696/2015 11 Licitação: PE 110/2015 IFSC Validade da

Leia mais

RELATÓRIO DE SITE SURVEY

RELATÓRIO DE SITE SURVEY Sumário Índice 1 CADASTRO DO CLIENTE...1 2 RESULTADO DO SITE SURVEY...1 2.1 Condomínio...2 2.2 Registro Fotográfico (visada local do CLUSTER)...2 2.3 Local de Instalação da Antena...2 2.3.1 Descritivo...2

Leia mais

PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br

PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br Curso Tecnológico de Redes de Computadores Disciplina: Infraestrutura de Redes de Computadores - 1º período Professor: José Maurício S. Pinheiro AULA 01 Conceitos

Leia mais

Norma ANSI/TIA/EIA-569-A: Especificações de Infra-Estrutura de Cabeamento Estruturado

Norma ANSI/TIA/EIA-569-A: Especificações de Infra-Estrutura de Cabeamento Estruturado Norma ANSI/TIA/EIA-569-A: Especificações de Infra-Estrutura de Cabeamento Estruturado A prioridade desta norma é prover as especificações do projeto e direção para todas as instalações do prédio relacionadas

Leia mais

Cabeamento Estruturado e Infraestrutura Profº Luiz Cláudio Buzeti. Práticas de Gerenciamento do Cabeamento Instalado

Cabeamento Estruturado e Infraestrutura Profº Luiz Cláudio Buzeti. Práticas de Gerenciamento do Cabeamento Instalado 1 Práticas de Gerenciamento do Cabeamento Instalado Devem ser baseados em normas da indústria Há quatro classes de gerenciamento Essas normas definem: procedimentos e classes de gerenciamento para a manutenção

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES

REDES DE COMPUTADORES REDES DE COMPUTADORES Prof. Esp. Fabiano Taguchi fabianotaguchi@gmail.com http://fabianotaguchi.wordpress.com Meios de comunicação Protocolos de rede AULA 03 Meios de comunicação COMUTAÇÃO CIRCUITOS Necessário

Leia mais

Meios Ópticos SISTEMAS GIGABIT E 10 GIGABIT CABO FIS-OPTIC-AR Descrição Instalações externas em infra-estrutura de eletrodutos e caixas de passagem subterrâneas, susceptíveis a ação de roedores. Cabos

Leia mais

PREÇO (R$) UNITÁRIO TOTAL 1 SISTEMA DE TRANSMISSÃO DE DADOS FASE II ,62. 8 cj 7.711, ,32. 8 cj 1.871, ,00

PREÇO (R$) UNITÁRIO TOTAL 1 SISTEMA DE TRANSMISSÃO DE DADOS FASE II ,62. 8 cj 7.711, ,32. 8 cj 1.871, ,00 1 SISTEMA DE TRANSMISSÃO DE DADOS FASE II 4.139.231,62 1.1 FORNECIMENTO DE EQUIPAMENTOS 1.974.167,44 1.1.1 Servidor padrão rack 19'' 8 un 56.128,56 449.028,48 1.1.2 Switches de distribuição 256 MB de SDRAM,

Leia mais

Nome : Empresa : Cargo : Endereço : Telefone : FAX: E-mail : Site :

Nome : Empresa : Cargo : Endereço : Telefone : FAX: E-mail : Site : Nome : Empresa : Cargo : Endereço : Cidade: CEP: Telefone : FAX: E-mail : Site : Assinatura Local e Data IMPORTANTE: Preencher os dados completos e em letra legível pois, em caso de aprovação, as informações

Leia mais

Instalações Elétricas Prediais A ENG04482

Instalações Elétricas Prediais A ENG04482 Instalações Elétricas Prediais A ENG04482 Prof. Luiz Fernando Gonçalves AULA 17 - Projetos de Instalações Telefônicas Porto Alegre - 2012 Tópicos Projetos de instalações telefônicas Simbologia Caixas de

Leia mais

REFORMA EDIFICAÇÃO PRINCIPAL INSTITUTO FEDERAL CATARINENSE CÂMPUS AVANÇADO IBIRAMA IBIRAMA/SC

REFORMA EDIFICAÇÃO PRINCIPAL INSTITUTO FEDERAL CATARINENSE CÂMPUS AVANÇADO IBIRAMA IBIRAMA/SC REFORMA EDIFICAÇÃO PRINCIPAL INSTITUTO FEDERAL CATARINENSE CÂMPUS AVANÇADO IBIRAMA IBIRAMA/SC MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO DE CABEAMENTO ESTRUTURADO ÍNDICE 1 Informativos gerais 2 Especificações e Tabelas

Leia mais

5 ATERRAMENTO SISTEMA DE ATERRAMENTO CONSTRUÇÃO DA MALHA DE TERRA... 35

5 ATERRAMENTO SISTEMA DE ATERRAMENTO CONSTRUÇÃO DA MALHA DE TERRA... 35 Manual de Procedimentos de Rede Interna de Telecomunicações Edificações acima de 5 Pontos ÍNDICE 1 INTRODUÇÃO... 3 1.1 OBJETIVO... 3 1.2 - CAMPO DE APLICAÇÃO... 3 1.3 - REFERÊNCIAS NORMATIVAS... 3 1.4

Leia mais

Cabeamento Estruturado Metálico em Edifícios Comerciais

Cabeamento Estruturado Metálico em Edifícios Comerciais Cabeamento Estruturado Metálico em Edifícios Comerciais Cabeamento estruturado - definição Sistema de cabeamento capaz de prover tráfego de gêneros de informações diferenciadas dentro de um mesmo sistema

Leia mais

PLANEAMENTO E PROJECTO DE REDES

PLANEAMENTO E PROJECTO DE REDES Instituto Superior Politécnico de Ciências e Tecnologia PLANEAMENTO E PROJECTO DE REDES Prof Pedro Vunge Aula Adaptada do Manual da Escola Superior Aberta do Brasil 2007 II Semestre de 2017 SUMÁRIO 7.

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO E DE ESPECIFICAÇÕES

MEMORIAL DESCRITIVO E DE ESPECIFICAÇÕES MEMORIAL DESCRITIVO E DE ESPECIFICAÇÕES SISTEMA DE CABEAMENTO ESTRUTURADO OBRA: ESCOLA DE ENSINO PROFISSIONALIZANTE PROJETO PADRÃO PROPRIETÁRIO: MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO - MEC FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO

Leia mais

SEITEC Tecnologia em Equipamentos

SEITEC Tecnologia em Equipamentos A SEITEC Tecnologia em Equipamentos é uma empresa constituída por um grupo de profissionais que possui longa experiência em produtos e serviços no mercado de telecomunicações, se destacando nas atividades

Leia mais

Projeto Instalação Sala 3D v. 1.0 Pearson Sistemas do Brasil

Projeto Instalação Sala 3D v. 1.0 Pearson Sistemas do Brasil / 2 v..0 Pearson Sistemas do Brasil Pearson Centro de Serviços Compartilhados Rua Deolinda, 70 Jardim Macedo Ribeirão Preto SP Brasil Pág./2 Departamento de Qualidade em TI Fone +55 (6) 3603 9272 2/ 2

Leia mais

CABEAMENTO ESTRUTURADO

CABEAMENTO ESTRUTURADO CABEAMENTO ESTRUTURADO Objetivos Tratar os conceitos relacionados à instalação de cabeamento estruturado e assuntos correlatos, abrangendo as principais normas que contemplam este assunto, entre as quais:

Leia mais

Infraestrutura de Redes

Infraestrutura de Redes Infraestrutura de Redes Apresentação 01: Conceitos de Cabeamento Estruturado Prof. João Paulo Just - http://just.pro.br 1 Conceitos de Cabeamento Porque? Anteriormente: serviços como sistemas de alarmes,

Leia mais

Aula 4b Elementos da Infraestrutura

Aula 4b Elementos da Infraestrutura Aula 4b Elementos da Infraestrutura Prof. José Maurício S. Pinheiro 2010 1 Elementos de Infra-estrutura São utilizados em projetos de sistemas de cabeamento para estabelecer o tráfego de voz, dados e imagens,

Leia mais

Cabeamento Estruturado CAB Curso Técnico Integrado de Telecomunicações 7ª Fase Professor: Cleber Jorge Amaral

Cabeamento Estruturado CAB Curso Técnico Integrado de Telecomunicações 7ª Fase Professor: Cleber Jorge Amaral Cabeamento Estruturado CAB6080721 Curso Técnico Integrado de Telecomunicações 7ª Fase Professor: Cleber Jorge Amaral 2016-1 Um pouco de história Nos anos 80, empresas como AT&T e IBM tinham seus próprios

Leia mais

CONSIDERAÇÕES SOBRE INTERFERÊNCIA ELETROMAGNÉTICA

CONSIDERAÇÕES SOBRE INTERFERÊNCIA ELETROMAGNÉTICA CONSIDERAÇÕES SOBRE INTERFERÊNCIA ELETROMAGNÉTICA. - 1 Todo o aterramento/conexão à terra e vinculação de terras (bonding) deverá atender aos códigos e regulamentos aplicáveis. Proteção de Circuito - 2

Leia mais

150,00 un 225, , , ,20 150,00 un 56, , , ,40

150,00 un 225, , , ,20 150,00 un 56, , , ,40 Item Nome Quantid Un Unitário Total Total Item Material Mão de obra 19.0 Inst. Elétricas, Telec. E Informática 310.568,25 181.780,20 128.788,05 19.1 Serviços Rede Lógica 19.1.1 19.1.2 19.1.3 19.1.4 19.1.5

Leia mais

CC-MD29 CABEAMENTO ESTRUTURADO DE DADOS E VOZ DO CENTRO DE PESQUISAS

CC-MD29 CABEAMENTO ESTRUTURADO DE DADOS E VOZ DO CENTRO DE PESQUISAS CC-MD29 CABEAMENTO ESTRUTURADO DE DADOS E VOZ DO CENTRO DE PESQUISAS INTRODUÇÃO O presente Memorial descreve e especifica os requisitos mínimos para o fornecimento de CABEAMENTO ESTRUTURADO DE DADOS E

Leia mais

Planejamento de Redes e Cabeamento Estruturado

Planejamento de Redes e Cabeamento Estruturado Planejamento de Redes e Cabeamento Estruturado Projeto e Instalação Prof. Deivson de Freitas Introdução Nenhuma área de tecnologia cresceu tanto como a de redes locais (LANs) A velocidade passou de alguns

Leia mais

PADRÃO DE REDE DE DISTRIBUIÇÃO SUBTERRÂNEA PARA LOTEAMENTO ABERTO

PADRÃO DE REDE DE DISTRIBUIÇÃO SUBTERRÂNEA PARA LOTEAMENTO ABERTO PADRÃO DE REDE DE DISTRIBUIÇÃO SUBTERRÂNEA PARA LOTEAMENTO ABERTO Celso Rogério Tomachuk dos Santos CPFL Piratininga Rogério Macedo Moreira CPFL Piratininga 1 CPFL Energia Visão Geral da Empresa Líder

Leia mais

Catálogo de Produtos. Quadros de VDI. Durabilidade, Flexibilidade e Organização.

Catálogo de Produtos. Quadros de VDI. Durabilidade, Flexibilidade e Organização. Catálogo de Produtos Quadros de VDI Durabilidade, Flexibilidade e Organização. Os Quadros de Embutir e Sobrepor para VDI (, e Imagens), FAME possuem acabamento brilhante, permitindo a combinação perfeita

Leia mais

Serviços & Treinamentos Técnicos Rua 2, n 233 Conforto Volta Redonda RJ Telefax: (24)

Serviços & Treinamentos Técnicos Rua 2, n 233 Conforto Volta Redonda RJ Telefax: (24) AULA 05/25 DE COMANDOS ELÉTRICOS ASSUNTO: AULA 01/03 DE INSTALAÇÕES PREDIAIS 1 INSTALAÇÕES PREDIAIS Interruptor de três seções 1.1 SIMBOLOGIA Ponto de luz no teto Interruptor bipolar Luminária Fluorescente

Leia mais

Atualização de normas e desenvolvimentos em cabeamento estruturado. Prof. Dr. Paulo Sérgio Marin, Engº. Engenheiro Eletricista

Atualização de normas e desenvolvimentos em cabeamento estruturado. Prof. Dr. Paulo Sérgio Marin, Engº. Engenheiro Eletricista Atualização de normas e desenvolvimentos em cabeamento estruturado Prof. Dr. Paulo Sérgio Marin, Engº. Engenheiro Eletricista Minhas Credenciais Prof. Dr. Paulo Marin, Engº. Estudos de pós-doutorado em

Leia mais

Redes de Computadores. Cabeamento Estruturado

Redes de Computadores. Cabeamento Estruturado Redes de Computadores Ano 2002 Profª. Vívian Bastos Dias Aula 4 Propriedades desejadas de um sistema de cabeamento estruturado: Máxima independência na tecnologia de acessos a redes. Maior adequação à

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO UNIVERSIDADE ESTADUAL DO PIAUÍ - CAMPUS DE OEIRAS

MEMORIAL DESCRITIVO UNIVERSIDADE ESTADUAL DO PIAUÍ - CAMPUS DE OEIRAS Projeto de Telefonia e Lógica por Cabeamento estruturado MEMORIAL DESCRITIVO INSTALAÇÕES DE TELEFONIA E LÓGICA POR CABEAMENTO ESTRUTURADO UNIVERSIDADE ESTADUAL DO PIAUÍ - CAMPUS DE OEIRAS FAZENDA TALHADA,

Leia mais

ESPAÇOS DE TELECOMUNICAÇÕES

ESPAÇOS DE TELECOMUNICAÇÕES OBJETIVOS DA SEÇÃO Após concluir com êxito o módulo sobre Espaços de Telecomunicações, o aluno estará apto a: I. Definir os requisitos e recomendações dos Espaços de Telecomunicação, os quais estão inclusos

Leia mais

Padronização. Rua Lourenço Pinto, 299 - Curitiba Paraná Brasil CEP 80010-160

Padronização. Rua Lourenço Pinto, 299 - Curitiba Paraná Brasil CEP 80010-160 Padronização O presente documento tem o intuito de definir a padronização utilizada para a infra-estrutura de rede de dados e voz, em sites da GVT. Deverá ser usado como base para execução dos projetos

Leia mais

Redes de Computadores Cabeamento Estruturado

Redes de Computadores Cabeamento Estruturado Instituto Federal de Ciência e Tecnologia de São Paulo. Campus Presidente Epitácio Redes de Computadores Cabeamento Estruturado Aluna: Pamela Nascimento da Silva Professor: Alexandre Curso: ADS - 2º Semestre

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO 1. CABEAMENTO VERTICAL 1.1 INTRODUÇÃO

MEMORIAL DESCRITIVO 1. CABEAMENTO VERTICAL 1.1 INTRODUÇÃO MEMORIAL DESCRITIVO 1. CABEAMENTO VERTICAL 1.1 INTRODUÇÃO O cabeamento vertical, ou cabeamento de backbone integra todas as conexões entre o backbone do centro administrativo e os racks departamentais,

Leia mais

PROJETO DE REDE LOCAL E BACKBONE

PROJETO DE REDE LOCAL E BACKBONE São Paulo, 29 de julho de 2010 PROJETO DE REDE LOCAL E BACKBONE 1. Informações e recomendações importantes O projeto foi solicitado pela Unidade para a implantação de rede local para o prédio GETS, sendo

Leia mais

Graduação Tecnológica em Redes de Computadores. Infraestrutura de Redes de Computadores

Graduação Tecnológica em Redes de Computadores. Infraestrutura de Redes de Computadores Graduação Tecnológica em Redes de Computadores Infraestrutura de Redes de Computadores Euber Chaia Cotta e Silva euberchaia@yahoo.com.br Graduação Tecnológica em Redes de Computadores Introdução ao cabeamento

Leia mais

Redes de Computadores II. Redes de Computadores

Redes de Computadores II. Redes de Computadores Redes de Computadores II Redes de Computadores 1 1 Padrão EIA/TIA 569A Padrões de Caminhos e Espaços em Edifícios Comerciais 2 2 Padrões de Caminhos e Espaços em Edifícios Comerciais ANSI/TIA/EIA 569-A

Leia mais

Noções de Cabeamento Estruturado Metálico

Noções de Cabeamento Estruturado Metálico Noções de Cabeamento Estruturado Metálico Roteiro Parâmetros elétricos Cuidados com cabos metálicos Normas 568 / 606 Elementos do cabeamento estruturado Cabeamento Embora pareça uma questão simples, um

Leia mais

APOSTILA DE REDES DE COMPUTADORES RESUMO 1º BIMESTRE - 2º SEMESTRE

APOSTILA DE REDES DE COMPUTADORES RESUMO 1º BIMESTRE - 2º SEMESTRE APOSTILA DE REDES DE COMPUTADORES RESUMO 1º BIMESTRE - 2º SEMESTRE 1 1. CABEAMENTO ESTRUTURADO Cabeamento estruturado é a disciplina que estuda a disposição organizada e padronizada de conectores e meios

Leia mais

Objetivos. Arquiteturas modulares

Objetivos. Arquiteturas modulares As redes de computadores atuais caracterizam-se tanto pela especificidade e variedade das alternativas tecnológicas disponíveis quanto pelos sistemas de comunicação e requisitos necessários em termos de

Leia mais

Sistema de Telecomunicações. Especificação Técnica para Distribuidor Intermediário Digital

Sistema de Telecomunicações. Especificação Técnica para Distribuidor Intermediário Digital TOTAL DISTRIBUIÇÃO AUTOMÁTICA DE CÓPIAS Sistema de Telecomunicações Especificação Técnica para Distribuidor Intermediário Digital DIST. QTDE/TIP ÓRGÃO d c b a GEDOC Rev. Data Feito Visto Aprov Data Descrição

Leia mais

Guia de boas práticas de instalação. Série CT 500

Guia de boas práticas de instalação. Série CT 500 Guia de boas práticas de instalação Série CT 500 Série CT 500 Neste guia iremos ilustrar boas práticas para instalação dos leitores e das controladoras CT 500 da linha Intelbras. Índice 1. Material e componentes

Leia mais

Cabeamento Estruturado Resumo ABNT 14565:2013. Prof. Dr. Eng. Fred Sauer

Cabeamento Estruturado Resumo ABNT 14565:2013. Prof. Dr. Eng. Fred Sauer Cabeamento Estruturado Resumo ABNT 14565:2013 Prof. Dr. Eng. Fred Sauer Norma ABNT 14565:2013 Se aplica a projetos de LAN e CAN, especificando requisitos tanto para cabeamento balanceado como fibras óocas

Leia mais

TE239 - Redes de Comunicação Lista Exercícios 1. 1 Questões Discursivas. Carlos Marcelo Pedroso. 2 de abril de 2015

TE239 - Redes de Comunicação Lista Exercícios 1. 1 Questões Discursivas. Carlos Marcelo Pedroso. 2 de abril de 2015 Carlos Marcelo Pedroso 2 de abril de 2015 1 Questões Discursivas Exercício 1: Suponha a planta apresentada na Figura 1. Imprima a planta baixa em uma folha e, utilizando um lápis, escreva o projeto de

Leia mais

MODELO DE DOCUMENTAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DE PROJETO

MODELO DE DOCUMENTAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DE PROJETO DISCIPLINA: PROJETO FÍSICO DE REDE PROJETO: CABEAMENTO ESTRUTURADO DE REDES LOCAIS MODELO DE DOCUMENTAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DE PROJETO OBS: O MODELO PODERÁ SER ALTERADO DE ACORDO COM A NECESSIDADE DE CADA

Leia mais

PLANILHA DE SERVIÇOS DE INSTALAÇÕES ELÉTRICAS

PLANILHA DE SERVIÇOS DE INSTALAÇÕES ELÉTRICAS 9 INSTALAÇÕES ELÉTRICAS 9.1 RAMAIS ALIMENTADORES 9.1.1 Barramento de cobre Ø5,16mm (0,187kg/m) m 10,00 25,20 252,00 1,69 9.1.2 Chave seccionadora de média tensão, com fusível incorporado, sem carga, uso

Leia mais

Salvador, 09 de maio de À Associação Alphaville Teresina At: Sr. Jansen Vieira Gerente Geral Ref: CARTA AOS CONDÔMINOS. Prezados Senhores,

Salvador, 09 de maio de À Associação Alphaville Teresina At: Sr. Jansen Vieira Gerente Geral Ref: CARTA AOS CONDÔMINOS. Prezados Senhores, Salvador, 09 de maio de 2016. À Associação Alphaville Teresina At: Sr. Jansen Vieira Gerente Geral Ref: CARTA AOS CONDÔMINOS. Prezados Senhores, A Ampla Integração realizou dentro do prazo previsto a conclusão

Leia mais

EM 1991 a EIA (Eletronic Industries Association) publicou um padrão para cabeamento de telecomunicações

EM 1991 a EIA (Eletronic Industries Association) publicou um padrão para cabeamento de telecomunicações Laboratório de Redes. Cabeamento Estruturado Pedroso 4 de março de 2009 1 Introdução EM 1991 a EIA (Eletronic Industries Association) publicou um padrão para cabeamento de telecomunicações de edifícios

Leia mais

Prof. Marcelo Cunha Parte 7

Prof. Marcelo Cunha Parte 7 Prof. Marcelo Cunha Parte 7 www.marcelomachado.com Cabos Elétricos Coaxiais Pares trançados Ópticos Fibras ópticas Um dos primeiros tipos de cabo a ser utilizado em redes; Características: Núcleo de cobre

Leia mais

PROJETO DE REDE LOCAL E BACKBONE

PROJETO DE REDE LOCAL E BACKBONE São Paulo, 21 de maio de 2010 PROJETO DE REDE LOCAL E BACKBONE 1 Informações e recomendações importantes O projeto foi solicitado pela Unidade para a implantação de rede local para o prédio MAC- IBIRAPUERA

Leia mais

Graduação Tecnológica em Redes de Computadores. Infraestrutura de Redes de Computadores

Graduação Tecnológica em Redes de Computadores. Infraestrutura de Redes de Computadores Graduação Tecnológica em Redes de Computadores Infraestrutura de Redes de Computadores Euber Chaia Cotta e Silva euberchaia@yahoo.com.br Graduação Tecnológica em Redes de Computadores Unidade VI - Cabeamento

Leia mais

22/02/2014. Cabeamento estruturado garante: Organização; Flexibilidade; Desempenho; Escalabilidade; Simplificação do uso; Simplificação da manutenção.

22/02/2014. Cabeamento estruturado garante: Organização; Flexibilidade; Desempenho; Escalabilidade; Simplificação do uso; Simplificação da manutenção. Consiste de um conjunto de produtos de conectividade, empregados de acordo com regras específicas de engenharia; Tais produtos garantem conectividade máxima para os dispositivos existentes e preparam a

Leia mais

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DOCUMENTAÇÃO LEGAL, REGULAMENTAR E NORMATIVA APLICÁVEL Manual ITED (1ª, 2ª e 3ª Edição) Prescrições e Especificações Técnicas das Infra-estruturas de Telecomunicações em Edifícios. DL 123/2009, de 21 Maio,

Leia mais

Guia Técnico Rede de Cabeamento para Comunicação de Dados e Telefonia em Unidades da ECT

Guia Técnico Rede de Cabeamento para Comunicação de Dados e Telefonia em Unidades da ECT Guia Técnico Rede de Cabeamento para Comunicação de Dados e Telefonia em Unidades da ECT INDICE 1. INTRODUÇÃO... 3 2. NORMAS, LEGISLAÇÃO E REGULAMENTOS... 3 3. DEFINIÇÕES E CONCEITOS ADOTADOS:... 3 4.

Leia mais

Capítulo 7 - Tecnologias Ethernet. Associação dos Instrutores NetAcademy - agosto de Página

Capítulo 7 - Tecnologias Ethernet. Associação dos Instrutores NetAcademy - agosto de Página Capítulo 7 - Tecnologias Ethernet 1 Tipos de Ethernet Quatro características comuns em todos os tipos de Ethernet: parâmetros de temporização, o formato de quadros, o processo de transmissão e as regras

Leia mais

FACULDADE DE INFORMÁTICA SALTO 2012. Projetos de Redes II. Tecnologia em Redes de Computadores

FACULDADE DE INFORMÁTICA SALTO 2012. Projetos de Redes II. Tecnologia em Redes de Computadores FACULDADE DE INFORMÁTICA SALTO 2012 Projetos de Redes II Tecnologia em Redes de Computadores Dias e horários Segundas-feiras 19:00 às 22:30 horas Valor das Avaliações PO1 Prova Oficial 1 PO1 (matéria somente

Leia mais

CANALETA EM ALUMÍNIO APARENTE LINHA PREMIUM

CANALETA EM ALUMÍNIO APARENTE LINHA PREMIUM CANALETA EM ALUMÍNIO APARENTE LINHA PREMIUM CANALETA 155/2 (150 X 50 mm) - 2 seções 0% BRASILEIRA Características das canaletas de alumínio Blindagem eletromagnética devido à liga 6060 - T5, eliminando

Leia mais

trabalha na montagem de seus produtos.

trabalha na montagem de seus produtos. Desde 1999 no mercado, a Sollan é um fabricante de avançadas soluções em produtos termoplásticos. A empresa é referência ao apresentar uma linha de produtos sempre renovada e uma equipe própria que trabalha

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO MINISTÉRIO PÚBLICO DO TRABALHO Procuradoria Regional do Trabalho da 17ª Região / ES

MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO MINISTÉRIO PÚBLICO DO TRABALHO Procuradoria Regional do Trabalho da 17ª Região / ES MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO MINISTÉRIO PÚBLICO DO TRABALHO Procuradoria Regional do Trabalho da 17ª Região / ES OBRA: ANEXO VII ORÇAMENTO ESTIMATIVO Serviços de instalação de cabeamento estruturado e infraestrutura

Leia mais

O CONCEITO DE CABEAMENTO ESTRUTURADO

O CONCEITO DE CABEAMENTO ESTRUTURADO O CONCEITO DE CABEAMENTO ESTRUTURADO A rede estruturada e a que se baseia num sistema de produtos (cabos, adaptadores, conectores, paineis) padronizados, necessarios aor formaçae uo de uma rede que possa

Leia mais