PORTARIA Nº 038/2008-AGED/MA DE 03 DE MARÇO DE 2008.

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PORTARIA Nº 038/2008-AGED/MA DE 03 DE MARÇO DE 2008."

Transcrição

1 ESTADO DO MARANHÃO SECRETARIA DE ESTADO DA AGRICULTURA, PECUÀRIA E DESENVOLVIMENTO RURAL AGÊNCIA ESTADUAL DE DEFESA AGROPECUÁRIA DO MARANHÃO PORTARIA Nº 038/2008-AGED/MA DE 03 DE MARÇO DE O DIRETOR GERAL DA AGÊNCIA ESTADUAL DE DEFESA AGROPECUÁRIA DO MARANHÃO - AGED/MA, no uso de suas atribuições legais, considerando o disposto na Instrução Normativa nº 06, de 08 de janeiro de 2004, do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento-MAPA, que institui o Programa Nacional de Controle e Erradicação da Brucelose e da Tuberculose Animal - PNCEBT, e o disposto no caput do Art.8º da Lei Estadual Nº de 16, de junho de 1999, inciso III do Art.5º do Decreto Estadual Nº de 10 de novembro de 2003; R E S O L V E Art. 1º Instituir no Estado do Maranhão a vacinação contra a Brucelose para as fêmeas das espécies bovina e bubalina, na faixa etária de 03 (três) a 08 (oito) meses de idade, sob a responsabilidade de médicos veterinários, cadastrados na Agência Estadual de Defesa Agropecuária do Maranhão - AGED. Parágrafo único - Será utilizada a vacina viva liofilizada, com aplicação em dose única, elaborada com amostra 19 de brucella abortus (B19). Art. 2º Tornar obrigatória a declaração da vacinação, prevista no artigo anterior duas vezes ao ano, nas unidades locais da AGED/MA: I fêmeas vacinadas de janeiro a junho declaração até 30 de junho do ano da vacinação; II - fêmeas vacinadas de julho a dezembro declaração até 31 de dezembro do ano da vacinação; III a declaração da vacinação será realizada, empregando-se o atestado fornecido pelo Médico Veterinário cadastrado na AGED/MA.

2 Art. 3º Cabe a AGED-MA, nas suas unidades locais, fazer o cadastramento dos médicos veterinários da iniciativa privada, em cumprimento às exigências constantes do Programa Nacional de Controle e Erradicação da Brucelose e da Tuberculose Animal-PNCEBT, conforme anexo I. Parágrafo único. São requisitos exigidos para o cadastramento: a) Ser graduado em medicina veterinária; b) Estar inscrito e quite com as obrigações junto ao CRMV-MA, e nele não responder a processo ético-profissional; c) Os médicos veterinários deverão comprovar a cada dois anos a condição do exercício profissional, no Estado do Maranhão, através de declaração emitida pelo CRMV-MA; d) A não comprovação da condição de legalidade para o exercício profissional implica em cancelamento do cadastro para vacinação contra a brucelose; e) O cadastro poderá ser cancelado a qualquer momento pela AGED-MA, a partir do descumprimento da legislação pertinente; f) Comprovante de residência. Art. 4º São obrigações do médico veterinário cadastrado para a vacinação de brucelose: I conhecer e atuar de acordo com a legislação vigente sobre o PNCEBT; II informar mensalmente relatórios de suas atividades relacionadas à vacinação contra brucelose até o 1º dia útil do mês subseqüente à unidade local da AGED/MA de seu município conforme modelo em anexo II; III emitir receituário para a compra de vacina contra a brucelose e atestado de vacinação em 03 (três) vias, conforme modelos (anexos III, IV e V) do PNCEBT, sem rasuras, emendas e espaços em branco; IV confeccionar carimbo contendo o nome do médico veterinário cadastrado na AGED-MA, para uso exclusivo da vacinação, conforme anexo VI; V Participar de reuniões técnicas quando convocados, sem ônus para os cofres públicos.

3 Art.5º É facultado ao médico veterinário cadastrado formar equipes de auxiliares de vacinação, de acordo com a sua necessidade e em conformidade com as normas do PNCEBT. 1º Os auxiliares referenciados no caput deste artigo deverão ser treinados e orientados sobre os procedimentos corretos, quanto à utilização, conservação e aplicação da vacina contra a brucelose. Assim como, pela marcação, identificação e classificação etária das fêmeas vacinadas, conforme estabelecido no atestado de vacinação, além do envio às unidades locais da AGED-MA dos frascos utilizados, mediante termo de recebimento. 2º O treinamento dos auxiliares deverá ser ministrado na forma seguinte: I Pelo próprio médico veterinário chefe da equipe, ou por qualquer outro médico veterinário inscrito no CRMV-MA, mediante acordo entre as partes e com a expedição de declaração ao treinando; II Por médicos veterinários da AGED-MA, mediante solicitação por escrito do chefe da equipe à Coordenação Estadual do Programa - AGED-MA, ficando as despesas oriundas do treinamento por conta dos participantes. 3º Será de plena responsabilidade do chefe da equipe, toda e qualquer atividade exercida pelos seus membros, no que refere ao serviço de vacinação. I É competência exclusiva do médico veterinário cadastrado a emissão da receita e do atestado de vacinação; II É obrigado constar no atestado de vacinação o nome do auxiliar que fez o procedimento. Art.6º É vedado ao médico veterinário cadastrado assinar atestados de vacinação que não tenham sido executados pelo mesmo ou sob sua responsabilidade técnica; Art.7º O médico veterinário cadastrado é obrigado a cadastrar na unidade local da AGED/MA o nome de seu vacinado, conforme anexo VII. Parágrafo único - Ao profissional que tiver seu cadastro cancelado por descumprimento previsto no caput deste artigo, não será readmitido por um período

4 mínimo de 01 (um) ano, ficando o seu retorno sujeito ao resultado favorável do julgamento no processo de apuração. Art. 8º A vacina contra a Brucelose será comercializada somente pelos estabelecimentos previamente cadastrados pelas Unidades Locais da AGED-MA, onde serão fiscalizados a entrada, a saída e o estoque conforme anexo VIII. Parágrafo único - As medidas que refere o caput deste artigo abrangem a renovação anual do referido cadastro e o seu cancelamento a qualquer tempo a partir do descumprimento da legislação pertinente. Art.9º A AGED/MA encaminhará ao CRMV-MA qualquer documento irregular emitido por médico veterinário e/ou denuncia sobre o exercício da profissão, visando a apuração na forma da lei. Art.10 Os proprietários de estabelecimentos que comercializam produtos de uso veterinário, antes de iniciar suas atividades devem apresentar, na unidade local da AGED/MA, os seguintes documentos para requerer sua licença inicial e a respectiva renovação anual, conforme legislação do MAPA em vigor: a) requerimento de licença inicial, devidamente preenchido, assinado e com a inscrição no Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica - CNPJ; b) cópia autenticada do contrato social do estabelecimento e alterações posteriores; c) cópia autenticada da inscrição estadual; d) localização do estabelecimento (endereço completo); e) nome, qualificação e registro do responsável técnico; f) disposições legais e específicas que baseiam o requerimento do registro; g) prova de regularidade da firma junto ao Conselho Regional de Medicina Veterinária - CRMV-MA; h) registro do Ministério de Agricultura, Pecuária e Abastecimento-MAPA.

5 Art.11 Será exigida a apresentação de receituário em formulário próprio do Programa, emitido por médico veterinário cadastrado, para a compra de vacina contra a brucelose, sendo que uma via ficará retida no estabelecimento. Art.12 Deverá constar na receita, a identificação do proprietário e respectiva propriedade, objeto da vacinação, com vistas a controle da comercialização de vacinas. Art. 13 Fica o estabelecimento comercial, obrigado a enviar mensalmente a Unidade Local, o relatório de comercialização conforme modelo do Programa anexo IX. Art. 14 Esta portaria entra em vigor em 180 dias a partir da data de sua publicação. DÊ-SE CIÊNCIA, PUBLIQUE-SE E CUMPRA-SE. Sebastião Cardoso Anchieta Filho Diretor-Geral AGED/MA

6 ANEXO I PROGRAMA NACIONAL DE CONTROLE E ERRADICAÇÃO DA BRUCELOSE E DA TUBERCULOSE PNCEBT CADASTRO N O NOME: FILIAÇÃO NACIONALIDADE NATURALIDADE DATA NASCIMENTO ESTADO CIVIL ANO DE DIPLOMAÇÃO UNIVERSIDADE CRMV-UF C.I C.P.F. EMPREGO/ATIVIDADE ATUAL NOME DO ÓRGÃO: ENDEREÇO: TELEFONE: E.MAIL: FAX: MUNICÍPIO CEP ENDEREÇO RESIDENCIAL: TELEFONE: E.MAIL: FAX: MUNICÍPIO CEP Declaro está ciente de todas as obrigações mencionadas nas legislações federal e estadual, DE DE ASSINATURA

7 ANEXO II RELATÓRIO MENSAL DE ATIVIDADES DE VACINAÇÃO CONTRA BRUCELOSE MÉD. VETERINÁRIO: CRMV-MA CADASTRO AGED/MA Nº: REFERENTE AO PERÍODO DE: DADOS DA VACINAÇÃO Nº PROPRIETÁRIO PROPRIEDADE MUNICÍPIO Nº DO ATESTADO NOME DO VACINADOR DIA MÊS ANO Nº FÊMEAS VACINADA LABORATÓRIO PARTIDA LOJA/MUNICÍPIO REVENDEDOR TOTAL LOCAL E DATA ASSINATURA E CARIMBO DO MÉD. VETERINÁRIO (Preencher a máquina ou no computador, e enviar mensalmente até o 1º dia útil do mês subseqüente ao da realização do serviço).

8 ANEXO III RECEITUÁRIO PARA COMPRA DE VACINA CONTRA BRUCELOSE UNIVERSIDADE Médico Veterinário:. C.I C.P.F. Cadastro no serviço de defesa oficial estadual - Nº:. CRMV-. Endereço e telefone para contato: Vacina: B19 Número de doses: ( ) Proprietário: Propriedade: Local e data Assinatura e carimbo do médico veterinário 1ª via criador/arquivo da casa de revenda 2ª via - emitente

9 ANEXO IV ATESTADO DE VACINAÇÃO CONTRA BRUCELOSE N / Atesto que foram vacinadas ( ) bezerras contra brucelose e marcadas com V, de propriedade do (a) Sr (a), na Propriedade, cadastrada no serviço de defesa oficial estadual sob o nº, localizada no município de, U.F.. A vacina utilizada foi a B19, do laboratório, partida nº, fabricada em e com validade até. Local e data de vacinação RESOLVE: Médico veterinário Carimbo CRMV e nº de cadastro no serviço de defesa oficial estadual

10 ANEXO V VACINAÇÃO CONTRA BRUCELOSE N / PROPRIETÁRIO: PROPRIEDADE: CADASTRO DA PROPRIEDADE NO SERVIÇO DE DEFESA OFICIAL N o : MUNICÍPIO: U.F.: Atesto, para os devidos fins, que usando vacina B19 contra brucelose, do laboratório, partida nº, fabricada em e com validade até, foram vacinadas as seguintes bezerras: (número, nome, idade e raça) Local e data de vacinação Médico veterinário Carimbo CRMV e nº de cadastro no serviço de defesa oficial estadual 1ª Via Criador 2ª Via Unidade Local 3ª Via Emitente OBS: Animais registrados

11 ANEXO VI Nome do Veterinário CRMV - Portaria de Cadastramento para Vacinação Nº Unidade Local Tamanho do retângulo: 6 cm de largura por 2,5 cm de altura. Nome do Méd. Vet. e CRMV/MA: (fonte tipo tahoma, tamanho 12, em negrito). Portaria de Cadastramento para Vacinação: (fonte tipo tahoma, tamanho 11). Unidade Local: (fonte tipo tahoma, tamanho 11, em negrito).

12 ANEXO VII FICHA DE DADOS PARA AUXILIAR DE MÉDICO VETERINÁRIO CADASTRADO NOME: ENDEREÇO: MUNICÍPIO: TEL: RG: CPF: EU,, DECLARO QUE PRESTO SERVIÇOS COMO AUXILIAR DE VETERINÁRIA PARA O (A) MÉDICO (A) VETERINÁRIO (A):, CADASTRADO NA AGED/MA SOB Nº E TENHO CONHECIMENTO DAS NORMAS VIGENTES DO PROGRAMA NACIONAL DE CONTROLE E ERRADICAÇÃO DA BRUCELOSE E TUBERCULOSE ANIMAL PNCEBT. LOCAL E DATA ASSINATURA DO AUXILIAR ASSINATURA DO MÉDICO VETERINÁRIO CARIMBO CRMV/MA E Nº DE CADASTRO NA AGED/MA

13 ANEXO VIII CADASTRO PARA ESTABELECIMENTO QUE COMERCIALIZAM PRODUTOS DE USO VETERINÁRIO 1 Nome da Firma 2 Razão Social 3 Endereço CEP Cx.Postal Fone: Fax: 4 CNPJ I.E 5 RESPONSÁVEL ADMINISTRATIVO R.G CIC 6 Filiais 7 RESPONSÁVEL TÉCNICO: CRMV Nº R.G CIC 8 Nº do Registro do Ministério de Agricultura: 9 Nº do Registro no Conselho Regional de Medicina Veterinária: TERMO DE CADASTRO Em obediência ao que determina a INSTRUÇÃO DE SERVIÇO Nº 21 de 07/12/01 do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, e o art.23 do Decreto de 10/11/2003, fica o estabelecimento CADASTRADO para fins de Comercialização de vacinas., de de Servidor da AGED-MA

14 ANEXO IX FICHA DE CONTROLE DE VACINA DE BRUCELOSE PASA: Município: REVENDA: Período: dia/mês/ano a dia/mês/ano Laboratório: Produto: Partida: Fabricação Vencimento: Data Entrada Saída Saldo Nota Fiscal Proprietário Propriedade Município Espécie Arquivo Receita Normas de preenchimento da ficha de controle de vacinação de brucelose para atender o PNCEBT Objetivo: registrar sinteticamente as vendas de vacina e consolidar no Informe Mensal.

ORIENTAÇÕES REFERENTES À INSTRUÇÃO NORMATIVA N 25/2012 PRODUTOS SUJEITOS A CONTROLE ESPECIAL (PRODUTOS CONTROLADOS)

ORIENTAÇÕES REFERENTES À INSTRUÇÃO NORMATIVA N 25/2012 PRODUTOS SUJEITOS A CONTROLE ESPECIAL (PRODUTOS CONTROLADOS) ORIENTAÇÕES REFERENTES À INSTRUÇÃO NORMATIVA N 25/2012 PRODUTOS SUJEITOS A CONTROLE ESPECIAL (PRODUTOS CONTROLADOS) MÉDICO VETERINÁRIO Todo médico veterinário (MV) que prescrever ou adquirir produtos sujeitos

Leia mais

Estabelece critérios para a distribuição de antígenos e tuberculinas para diagnóstico da brucelose e da tuberculose animal no Estado do Ceará.

Estabelece critérios para a distribuição de antígenos e tuberculinas para diagnóstico da brucelose e da tuberculose animal no Estado do Ceará. Portaria ADAGRI nº 524 DE 13/08/2015 Norma Estadual - Ceará Publicado no DOE em 31 ago 2015 Estabelece critérios para a distribuição de antígenos e tuberculinas para diagnóstico da brucelose e da tuberculose

Leia mais

ORIENTAÇÕES REFERENTES A INSTRUÇÃO NORMATIVA N 25/2012 PRODUTOS SUJEITOS A CONTROLE ESPECIAL (PRODUTOS CONTROLADOS)

ORIENTAÇÕES REFERENTES A INSTRUÇÃO NORMATIVA N 25/2012 PRODUTOS SUJEITOS A CONTROLE ESPECIAL (PRODUTOS CONTROLADOS) ORIENTAÇÕES REFERENTES A INSTRUÇÃO NORMATIVA N 25/2012 PRODUTOS SUJEITOS A CONTROLE ESPECIAL (PRODUTOS CONTROLADOS) MÉDICO VETERINÁRIO Todo médico veterinário (MV) que prescrever ou adquirir produtos sujeitos

Leia mais

Obs.: Estes são apenas modelos sugestivos.

Obs.: Estes são apenas modelos sugestivos. 1 Segue abaixo os modelos sugestivos das seguintes declarações: 1. Declaração de desempregado; 2. Declaração que não exerce atividade remunerada, ou do lar; 3. Declaração sobre recebimento de pensão alimentícia

Leia mais

DOCUMENTAÇÃO PARA RENOVAÇÃO DO PROGRAMA AUXÍLIO MORADIA

DOCUMENTAÇÃO PARA RENOVAÇÃO DO PROGRAMA AUXÍLIO MORADIA DOCUMENTAÇÃO PARA RENOVAÇÃO DO PROGRAMA AUXÍLIO MORADIA FORMULÁRIO DE RENOVAÇÃO; HISTÓRICO ACADÊMICO ATUALIZADO (2015.2); COMPROVAÇÃO DE MORADIA dos pais (conta de água ou de luz) COMPROVAÇÃO DE MORADIA

Leia mais

ANEXO II APÊNDICE A FICHA DE REGISTRO DE ARMA DE FOGO ESTADO DO PARANÁ POLÍCIA MILITAR ESCALÃO INTERMEDIÁRIO UNIDADE INFORMAÇÕES DA ARMA.

ANEXO II APÊNDICE A FICHA DE REGISTRO DE ARMA DE FOGO ESTADO DO PARANÁ POLÍCIA MILITAR ESCALÃO INTERMEDIÁRIO UNIDADE INFORMAÇÕES DA ARMA. ANEXO II APÊNDICE A FICHA DE REGISTRO DE ARMA DE FOGO INFORMAÇÕES DA ARMA Nome NÚMERO DE SÉRIE DA ARMA MARCA DA ARMA ESPÉCIE DE ARMA NOME DO MODELO CALIBRE CAPACIDADE DE CARTUCHOS TIPO DE FUNCIONAMENTO

Leia mais

ANEXO I DECLARAÇÃO DE NÃO TER CURSADO ENSINO MÉDIO EM ESCOLA PRIVADA

ANEXO I DECLARAÇÃO DE NÃO TER CURSADO ENSINO MÉDIO EM ESCOLA PRIVADA ANEXO I DECLARAÇÃO DE NÃO TER CURSADO ENSINO MÉDIO EM ESCOLA PRIVADA Eu,, nacionalidade, estado civil, CPF e RG, declaro, para os fins de reserva de vagas no PROCESSO SELETIVO PARA PROVIMENTO DE VAGAS

Leia mais

Conselho Regional de Educação Física da 1ª Região Rio de Janeiro e Espírito Santo

Conselho Regional de Educação Física da 1ª Região Rio de Janeiro e Espírito Santo REQUERIMENTO DE INSCRIÇÃO DE PESSOA JURÍDICA Razão Social: Nome fantasia: Endereço completo: Bairro: Cidade: UF: CEP: - CNPJ: Telefone: Ramal: Fax: E-mail: A entidade acima identificada vem requerer ao

Leia mais

REQUERIMENTO DE CADASTRO DE FORNECEDOR PESSOA JURÍDICA

REQUERIMENTO DE CADASTRO DE FORNECEDOR PESSOA JURÍDICA REQUERIMENTO DE CADASTRO DE FORNECEDOR PESSOA JURÍDICA Solicitamos o Cadastro de Fornecedores da UniRV - Universidade de Rio Verde, nos termos da Lei nº 8666/93 Art. 27,28 e 29 atualizada, conforme informações

Leia mais

RELAÇÃO DE DOCUMENTOS NECESSÁRIOS AO REGISTRO NO SICOMERCIO (Entidades criadas após a Constituição Federal de 1988 sem Carta Sindical)

RELAÇÃO DE DOCUMENTOS NECESSÁRIOS AO REGISTRO NO SICOMERCIO (Entidades criadas após a Constituição Federal de 1988 sem Carta Sindical) RELAÇÃO DE DOCUMENTOS NECESSÁRIOS AO REGISTRO NO SICOMERCIO (Entidades criadas após a Constituição Federal de 1988 sem Carta Sindical) 1. Estatuto da entidade sindical com as seguintes adequações (art.

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO JOSÉ DE RIBAMAR GABINETE DO PREFEITO DECRETO Nº1176, DE 1º DE JANEIRO DE 2017

PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO JOSÉ DE RIBAMAR GABINETE DO PREFEITO DECRETO Nº1176, DE 1º DE JANEIRO DE 2017 DECRETO Nº1176, DE 1º DE JANEIRO DE 2017 Regulamenta as nomeações para cargos em comissão, no âmbito dos órgãos do Poder Executivo Municipal. O PREFEITO MUNICIPAL DE SÃO JOSÉ DE RIBAMAR, ESTADO DO MARANHÃO

Leia mais

ANEXO I DECLARAÇÃO DE PAGAMENTO DE ALUGUEL

ANEXO I DECLARAÇÃO DE PAGAMENTO DE ALUGUEL ANEXO I DECLARAÇÃO DE PAGAMENTO DE ALUGUEL Nome: Estado Civil: Profissão:, inscrito (a) no CPF sob o nº, portador(a) do RG nº, residente e domiciliado(a) na Rua (Av., praça, etc.), n :,Bairro:,Cidade no

Leia mais

Modelos de. Declarações. Para 2017

Modelos de. Declarações. Para 2017 1 Modelos de Declarações Para 2017 2 Segue abaixo os modelos sugestivos das seguintes declarações: 1. Declaração de desempregado; 2. Declaração que não exerce atividade remunerada, ou do lar; 3. Declaração

Leia mais

ANEXO I FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO Processo Seletivo para Admissão de Estudantes no Programa Bolsa Permanência Ano Letivo de 2015

ANEXO I FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO Processo Seletivo para Admissão de Estudantes no Programa Bolsa Permanência Ano Letivo de 2015 ANEXO I FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO Nome do Estudante: Data do Nascimento: Curso: Matrícula nº: CPF nº: RG nº: Órgão Expedidor: Filiação: Pai: Mãe: Endereço: UF: CEP: E-mail: Telefone fixo: Celular: Declaro,

Leia mais

ANEXO II - Instrução Normativa nº 008/2009/GAB/CRE

ANEXO II - Instrução Normativa nº 008/2009/GAB/CRE ANEXO II - Instrução Normativa nº 008/200/GAB/CRE MANUAL DE INSTRUÇÃO PARA PREENCHIMENTO DO RELATÓRIO DE MOVIMENTAÇÃO DE ÁLCOOL CARBURANTE E DE BIODIESEL B100 COM DESTINO À ZFM E EM TRÂNSITO PELO ESTADO

Leia mais

PORTARIA N 126, DE 30 DE JULHO DE 1999

PORTARIA N 126, DE 30 DE JULHO DE 1999 PORTARIA N 126, DE 30 DE JULHO DE 1999 Estabelece a regulamentação para a atividade de produção ou importação de óleo lubrificante acabado a ser exercida por pessoa jurídica sediada no País, organizada

Leia mais

ANEXO I RELAÇÃO DE DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA REGISTRO DE ESTABELECIMENTO

ANEXO I RELAÇÃO DE DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA REGISTRO DE ESTABELECIMENTO ANEXO I RELAÇÃO DE DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA REGISTRO DE ESTABELECIMENTO 1. Registro de Estabelecimento com Inscrição no CNPJ, Exceto Aqueles Exclusivamente Importadores ou Exportadores: a. Solicitação

Leia mais

COAF - RESOLUÇÃO Nº 14, DE 23 DE OUTUBRO DE 2006

COAF - RESOLUÇÃO Nº 14, DE 23 DE OUTUBRO DE 2006 COAF - RESOLUÇÃO Nº 14, DE 23 DE OUTUBRO DE 2006 Dispõe sobre os procedimentos a serem observados pelas pessoas jurídicas que exerçam atividades de promoção imobiliária ou compra e venda de imóveis. O

Leia mais

PROVIMENTO Nº 12/2015

PROVIMENTO Nº 12/2015 PROVIMENTO Nº 12/2015 Dispõe sobre o protesto de Certidões de Dívidas Judiciais e dá outras providências. A Corregedora-Geral da Justiça, Desembargadora Regina Ferrari, no uso de suas atribuições legais

Leia mais

REQUERIMENTO DE INSCRIÇÃO DE NÃO GRADUADO

REQUERIMENTO DE INSCRIÇÃO DE NÃO GRADUADO REQUERIMENTO DE INSCRIÇÃO DE NÃO GRADUADO INFORMAÇÕES PESSOAIS Nome: Sexo: F ( ) M ( ) Filiação: Pai: Mãe: Estado Civil: Naturalidade: Nacionalidade: Data de Nascimento : / / Grupo Sanguíneo Fator RH:

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PIUMA Estado do Espírito Santo FICHA DE INSCRIÇÃO. (Anexo I)

PREFEITURA MUNICIPAL DE PIUMA Estado do Espírito Santo FICHA DE INSCRIÇÃO. (Anexo I) FICHA DE INSCRIÇÃO (Anexo I) FOTO NOME: MODALIDADE ESPORTIVA: CATEGORIA(S): DATA NASC.: CERTIDÃO NASC. Nº: FLS.: LIVRO: RG: ÓRGÃO EXP.: END: NÚMERO: BAIRRO CIDADE: TEL.: CEL.: Eu, RG nº., inscrito sob

Leia mais

LICENÇA POR MOTIVO DE DOENÇA EM PESSOA DA FAMÍLIA DECLARAÇÃO DO SERVIDOR. Eu,,

LICENÇA POR MOTIVO DE DOENÇA EM PESSOA DA FAMÍLIA DECLARAÇÃO DO SERVIDOR. Eu,, DECLARAÇÃO DO SERVIDOR Eu,, (Nome Civil ou Nome Social) matrícula SIAPE nº, ocupante do cargo de, lotado (a) no, com fundamento no artigo 83 da Lei nº 8.112/90, parágrafo 1º : Art. 83. Poderá ser concedida

Leia mais

ANEXO I DECLARAÇÃO DE NÃO TER CURSADO ENSINO MÉDIO EM ESCOLA PRIVADA

ANEXO I DECLARAÇÃO DE NÃO TER CURSADO ENSINO MÉDIO EM ESCOLA PRIVADA ANEXO I DECLARAÇÃO DE NÃO TER CURSADO ENSINO MÉDIO EM ESCOLA PRIVADA Eu,, Nacionalidade, (estado civil), CPF e RG, declaro, para os fins de reserva de vagas no PROCESSO SELETIVO PARA PROVIMENTO DE VAGAS

Leia mais

Ao Instituto Nacional da Propriedade Industrial: O requerente solicita cópias do(s) documento(s) abaixo discriminado(s): 1. Interessado: 1.

Ao Instituto Nacional da Propriedade Industrial: O requerente solicita cópias do(s) documento(s) abaixo discriminado(s): 1. Interessado: 1. Entrega Espaço reservado para etiqueta (Uso exclusivo do INPI) Pedido de FOTOCÓPIA Topografia de Circuitos Integrados Ao Instituto Nacional da Propriedade Industrial: O requerente solicita cópias do(s)

Leia mais

- Maiores informações: Departamento de Registro/Belo Horizonte. Telefones: (31) ou

- Maiores informações: Departamento de Registro/Belo Horizonte. Telefones: (31) ou RELAÇÃO DE DOCUMENTOS DA EMPRESA EXIGIDOS PARA O REGISTRO EIRELI ATENÇÃO: TODA A DOCUMENTAÇÃO EXIGIDA PARA O REGISTRO DEVERÁ SER APRESENTADA EM CÓPIA AUTENTICADA EM CARTÓRIO OU NO ATO DO REGISTRO APRESENTAR

Leia mais

PROCESSO 2017 ANEXO I DECLARAÇÃO DE PAGAMENTO DE ALUGUEL

PROCESSO 2017 ANEXO I DECLARAÇÃO DE PAGAMENTO DE ALUGUEL ANEXO I DECLARAÇÃO DE PAGAMENTO DE ALUGUEL Nome: Estado Civil: Profissão:, inscrito (a) no CPF sob o nº, portador(a) do RG nº, residente e domiciliado(a) na Rua (Av., praça, etc.), n :,Bairro:,Cidade no

Leia mais

D E C R E T O Nº DE 21 DE JANEIRO DE 2015.

D E C R E T O Nº DE 21 DE JANEIRO DE 2015. D E C R E T O Nº. 5364 DE 21 DE JANEIRO DE 2015. Regulamenta a aplicação da Lei nº 4.133, de 19 de dezembro de 2014 - Lei da mais valia e dá outras providências. O PREFEITO DO MUNICIPIO DE TRÊS RIOS no

Leia mais

ALUNO ESPECIAL. OBSERVAÇÃO 1: Preencher os 02 formulários de inscrição em disciplina (pois são necessárias DUAS VIAS)

ALUNO ESPECIAL. OBSERVAÇÃO 1: Preencher os 02 formulários de inscrição em disciplina (pois são necessárias DUAS VIAS) 1 - CONDIÇÕES PARA INSCRIÇÃO: 1.1 O aluno poderá cursar até 02 (duas) disciplinas; 1.2 Cada turma regular poderá acolher, no máximo, 02 (dois) inscritos de aluno especial. (Resolução n o 01/2009 da Comissão

Leia mais

ANEXO I ANEXO II RELATÓRIO ANUAL DE PRODUÇÃO E COMERCIALIZAÇÃO DE MUDAS DE ESPÉCIES FLORESTAIS ANEXO III

ANEXO I ANEXO II RELATÓRIO ANUAL DE PRODUÇÃO E COMERCIALIZAÇÃO DE MUDAS DE ESPÉCIES FLORESTAIS ANEXO III * Saldo = produção do ano - (comercializada + plantio próprio + outros destinos) ANEXO I Produtor: RELATÓRIO ANUAL DE PRODUÇÃO E COMERCIALIZAÇÃO DE SEMENTES DE ESPÉCIES FLORE S TA I S Ano de produção:

Leia mais

DEPARTAMENTO DE CONTROLE E IMPACTO AMBIENTAL DCIA SETOR DE ANÁLISE AMBIENTAL (SAA) CHECK-LIST PARA REQUERIMENTO DE CERTIDÃO DE USO E OCUPAÇÃO DO SOLO

DEPARTAMENTO DE CONTROLE E IMPACTO AMBIENTAL DCIA SETOR DE ANÁLISE AMBIENTAL (SAA) CHECK-LIST PARA REQUERIMENTO DE CERTIDÃO DE USO E OCUPAÇÃO DO SOLO DEPARTAMENTO DE CONTROLE E IMPACTO AMBIENTAL DCIA SETOR DE ANÁLISE AMBIENTAL (SAA) CHECK-LIST PARA REQUERIMENTO DE CERTIDÃO DE USO E OCUPAÇÃO DO SOLO DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA (Preenchido por Analista na

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DOS REPRESENTANTES COMERCIAIS NO ESTADO DE MINAS GERAIS CORE MG.

CONSELHO REGIONAL DOS REPRESENTANTES COMERCIAIS NO ESTADO DE MINAS GERAIS CORE MG. REQUERIMENTO REGISTRO EMPRESÁRIO INDIVIDUAL PREENCHIMENTO OBRIGATÓRIO DO REPRESENTANTE COMERCIAL Nome do Empresário: Endereço do Empresário: Endereço para Correspondência: Fone: ( ) Fone/Fax:( ) E-mail:

Leia mais

FIES ANEXO I DECLARAÇÃO DE PAGAMENTO DE ALUGUEL - Este documento deve ser preenchido pelo dono do imóvel -

FIES ANEXO I DECLARAÇÃO DE PAGAMENTO DE ALUGUEL - Este documento deve ser preenchido pelo dono do imóvel - ANEXO I DECLARAÇÃO DE PAGAMENTO DE ALUGUEL - Este documento deve ser preenchido pelo dono do imóvel - Nome: Estado Civil: Profissão:, inscrito (a) no CPF sob o nº, portador(a) do RG nº, residente e domiciliado(a)

Leia mais

Ministério da Fazenda SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL. Instrução Normativa nº 632, de 17 de março de 2006

Ministério da Fazenda SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL. Instrução Normativa nº 632, de 17 de março de 2006 Ministério da Fazenda SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL Instrução Normativa nº 632, de 17 de março de 2006 DOU de 20.3.2006 Aprova o Programa Gerador de Documentos do Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica -

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DOS REPRESENTANTES COMERCIAIS NO ESTADO DE RONDÔNIA - CORE-RO

CONSELHO REGIONAL DOS REPRESENTANTES COMERCIAIS NO ESTADO DE RONDÔNIA - CORE-RO Requerimento (Pessoa Jurídica) A empresa, cujas características estão mencionadas abaixo, para habilitar-se ao exercício legal da atividade de Representação Comercial, de acordo com a lei nº 4886/65, solicita

Leia mais

PROPOSTA DE ADMISSÃO DE SÓCIO COOPERADO

PROPOSTA DE ADMISSÃO DE SÓCIO COOPERADO 1 PROPOSTA DE ADMISSÃO DE SÓCIO COOPERADO Nome: Endereço Residencial: Nº: Aptº: Bairro: Cidade: UF: CEP: Tel. Res.: Celular: Fax: E-mail: Sexo: Masc.: ( ) Fem.: ( ) Data Nasc.: / / Local Nasc.: UF: Doc.

Leia mais

ANEXO II DECLARAÇÃO DE DUPLO VÍNCULO (subitem 2.4, alínea i do Edital PSP001/2011/FMS

ANEXO II DECLARAÇÃO DE DUPLO VÍNCULO (subitem 2.4, alínea i do Edital PSP001/2011/FMS ANEXO II DECLARAÇÃO DE DUPLO VÍNCULO (subitem 2.4, alínea i do Edital PSP001/2011/FMS EU, candidato ao Processo Seletivo Simplificado Público EDITAL nº 001/2011/FMS, DELCARO para os devidos fins legais

Leia mais

Estado Civil Data de Nascimento Data da Inscrição Deficiente SIM CONTA CORRENTE (BRB // BANCO DO BRASIL) Banco Agência Nº da Conta

Estado Civil Data de Nascimento Data da Inscrição Deficiente SIM CONTA CORRENTE (BRB // BANCO DO BRASIL) Banco Agência Nº da Conta Instrução de Preenchimento: 1) Preencha de forma legível; 2) A inscrição dependente deverá ser acompanhada da documentação correspondente; 3) O parentesco do cônjuge deverá ser diferenciado entre companheiro(a)

Leia mais

MODELO DE DECLARAÇÃO DE NÃO PORTADOR DE DIPLOMA DE CURSO SUPERIOR MODELO B DECLARAÇÃO

MODELO DE DECLARAÇÃO DE NÃO PORTADOR DE DIPLOMA DE CURSO SUPERIOR MODELO B DECLARAÇÃO MODELO DE DECLARAÇÃO DE NÃO PORTADOR DE DIPLOMA DE CURSO SUPERIOR MODELO B DECLARAÇÃO Eu, (especificar o nome completo), portador (a) do RG nº (especificar o número) e CPF nº (especificar o número), candidato

Leia mais

D.O.U. de 05/10/1992. INSTRUÇÃO NORMATIVA DpRF Nº 109, DE 2 DE OUTUBRO DE 1992

D.O.U. de 05/10/1992. INSTRUÇÃO NORMATIVA DpRF Nº 109, DE 2 DE OUTUBRO DE 1992 D.O.U. de 05/10/1992 INSTRUÇÃO NORMATIVA DpRF Nº 109, DE 2 DE OUTUBRO DE 1992 O Diretor do Departamento da Receita Federal, no uso de suas atribuições, e tendo em vista a necessidade de uniformizar os

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO - PRPPG PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM BOTÂNICA PPGB

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO - PRPPG PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM BOTÂNICA PPGB UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO - PRPPG PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM BOTÂNICA PPGB A Coordenação do Programa de Pós-Graduação em Botânica - PPGB, abre

Leia mais

PORTARIA Nº. 20, DE 15 DE ABRIL DE 2016 (DOU DE )

PORTARIA Nº. 20, DE 15 DE ABRIL DE 2016 (DOU DE ) PORTARIA Nº. 20, DE 15 DE ABRIL DE 2016 (DOU DE 18.04.2016) Altera a Portaria nº 02, de 22 de fevereiro de 2013 e dá outras providências. O SECRETÁRIO DE RELAÇÕES DO TRABALHO, no uso das atribuições que

Leia mais

Dados Pessoais do Servidor Ativo (preenchimento obrigatório) 1. Cadastro Matrícula1: 2. Cadastro Matrícula2:

Dados Pessoais do Servidor Ativo (preenchimento obrigatório) 1. Cadastro Matrícula1: 2. Cadastro Matrícula2: RECADASTRAMENTO DOS SERVIDORES DO MUNICIPIO DE URUGUAIANARS A realização deste Recadastramento não autoriza a alteração do regime de emprego (CLT) ou do regime de previdência social (RGPS). Documentos

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ACRE PRÓ-REITORIA DE DESENVOLVIMENTO E GESTÃO DE PESSOAS DIRETORIA DE DESEMPENHO E DESENVOLVIMENTO CONVOCAÇÃO

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ACRE PRÓ-REITORIA DE DESENVOLVIMENTO E GESTÃO DE PESSOAS DIRETORIA DE DESEMPENHO E DESENVOLVIMENTO CONVOCAÇÃO CONVOCAÇÃO A Pró-Reitoria de Desenvolvimento e Gestão de Pessoas - PRODGEP, por meio da Diretoria de Desempenho e Desenvolvimento, em atenção ao que dispõem os Editais dos Concursos Públicos PRODGEP nº

Leia mais

DECLARAÇÃO DE NÃO EXERCÍCIO DE ATIVIDADE REMUNERADA. Eu,, (membro do grupo familiar que não exerce atividade remunerada)

DECLARAÇÃO DE NÃO EXERCÍCIO DE ATIVIDADE REMUNERADA. Eu,, (membro do grupo familiar que não exerce atividade remunerada) DECLARAÇÃO DE NÃO EXERCÍCIO DE ATIVIDADE REMUNERADA Eu,, (membro do grupo familiar que não exerce atividade remunerada) Estado Civil, inscrito no CPF sob o nº portador do RG nº residente e domiciliado

Leia mais

ALVARÁ DE LICENÇA E FUNCIONAMENTO FINALIDADE: FUNCIONAMENTO DE ESTABELECIMENTO

ALVARÁ DE LICENÇA E FUNCIONAMENTO FINALIDADE: FUNCIONAMENTO DE ESTABELECIMENTO PREFEITURA DE SÃO LUÍS SECRETARIA MUNICIPAL DE FAZENDA 2016 ALVARÁ DE LICENÇA E FUNCIONAMENTO FINALIDADE: FUNCIONAMENTO DE ESTABELECIMENTO INSCRIÇÃO MUNICIPAL CPF/CNPJ 54125003 06.042.030/0001-47 RAZÃO

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE INSTITUTO BRASILEIRO DO MEIO AMBIENTE E DOS RECURSOS NATURAIS RENOVÁVEIS

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE INSTITUTO BRASILEIRO DO MEIO AMBIENTE E DOS RECURSOS NATURAIS RENOVÁVEIS SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE INSTITUTO BRASILEIRO DO MEIO AMBIENTE E DOS RECURSOS NATURAIS RENOVÁVEIS INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 71, DE 04 DE AGOSTO DE 2005. O Presidente do Instituto

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA Centro de Tecnologia Curso de Ciência da Computação

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA Centro de Tecnologia Curso de Ciência da Computação MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA Centro de Tecnologia Curso de Ciência da Computação EDITAL Nº. 01/2016 Curso de Ciência da Computação/UFSM O curso de Ciência da Computação do

Leia mais

Workshop Atualização Profissional. Medicamentos Veterinários

Workshop Atualização Profissional. Medicamentos Veterinários Workshop Atualização Profissional Medicamentos Veterinários Regulamentação e Fiscalização Mariana Filippi Ricciardi Curitiba, 5 de maio de 2016. Competências VISA prevenção de riscos e agravos à saúde

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO 01/2015 EDITAL DE CONVOCAÇÃO 008/2016

CONCURSO PÚBLICO 01/2015 EDITAL DE CONVOCAÇÃO 008/2016 CONCURSO PÚBLICO 01/2015 EDITAL DE CONVOCAÇÃO 008/2016 O PREFEITO DO MUNICÍPIO DE CASTRO ALVES, ESTADO DA BAHIA, no uso de suas atribuições, e tendo em vista o disposto no art. 37 da Constituição Federal,

Leia mais

SERGIO RIBEIRO SILVA, Prefeito do Município de Carapicuíba, Estado de São Paulo, usando de suas atribuições legais, D E C R E T A:

SERGIO RIBEIRO SILVA, Prefeito do Município de Carapicuíba, Estado de São Paulo, usando de suas atribuições legais, D E C R E T A: DECRETO Nº 4.015, DE 19 DE OUTUBRO DE 2.010. Institui a Nota Fiscal Eletrônica de Serviço NFS-e, e dá outras providências SERGIO RIBEIRO SILVA, Prefeito do Município de Carapicuíba, Estado de São Paulo,

Leia mais

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA MATRÍCULA NA PÓS-GRADUAÇÃO EM COMPUTAÇÃO APLICADA

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA MATRÍCULA NA PÓS-GRADUAÇÃO EM COMPUTAÇÃO APLICADA DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA MATRÍCULA NA PÓS-GRADUAÇÃO EM COMPUTAÇÃO APLICADA 1 foto 3x4 Formulários de Inscrição/Matrícula (abaixo) Cópia da Certidão de Nascimento/Casamento Cópia do RG Cópia do CPF Cópia

Leia mais

ATO ADMINISTRATIVO Nº 21 DE 08 DE DEZEMBRO 2010.

ATO ADMINISTRATIVO Nº 21 DE 08 DE DEZEMBRO 2010. ATO ADMINISTRATIVO Nº 21 DE 08 DE DEZEMBRO 2010. Dispõe sobre os valores de Anuidades de Pessoas Físicas e Jurídicas, de Anotação de Responsabilidade Técnica ART, de Serviços e de Multas no exercício de

Leia mais

FICHA DE CADASTRO PESSOA JURÍDICA INQUILINO FIADOR

FICHA DE CADASTRO PESSOA JURÍDICA INQUILINO FIADOR FICHA DE CADASTRO PESSOA JURÍDICA INQUILINO FIADOR Dados da Empresa Razão Social Nº CNPJ/MF Nº Inscrição Estadual Sede Cidade UF CEP Fone Fax Ramo de Atividade Fundação Nº Registro da Firma Data Órgão

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE FARMÁCIA DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO CRF/ES

CONSELHO REGIONAL DE FARMÁCIA DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO CRF/ES DELIBERAÇÃO Nº 097/2010 (ALTERADA PELA DELIBERAÇÃO 112/2010) Dispõe sobre o registro de Posto de Medicamento no Conselho Regional de Farmácia do Espírito Santo e dá outras providências. O Plenário do Conselho

Leia mais

EDITAL Nº 87, DE 13 DE DEZEMBRO DE ABERTURA DE PROCESSO DE INGRESSO DE DIPLOMADO PARA OS CURSOS SUPERIORES DO IFRS CÂMPUS PORTO ALEGRE

EDITAL Nº 87, DE 13 DE DEZEMBRO DE ABERTURA DE PROCESSO DE INGRESSO DE DIPLOMADO PARA OS CURSOS SUPERIORES DO IFRS CÂMPUS PORTO ALEGRE Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul Câmpus Porto Alegre EDITAL Nº 87, DE 13 DE DEZEMBRO DE

Leia mais

REGULAMENTO DE APOIO À PARTICIPAÇÃO EM EVENTOS CIENTÍFICOS TÍTULO I DA NATUREZA E DA FINALIDADE

REGULAMENTO DE APOIO À PARTICIPAÇÃO EM EVENTOS CIENTÍFICOS TÍTULO I DA NATUREZA E DA FINALIDADE REGULAMENTO DE APOIO À PARTICIPAÇÃO EM EVENTOS CIENTÍFICOS TÍTULO I DA NATUREZA E DA FINALIDADE Art. 1º Este regulamento estabelece critérios e procedimentos referentes à concessão de apoio institucional

Leia mais

CARTA DE SERVIÇOS AO CIDADÃO

CARTA DE SERVIÇOS AO CIDADÃO Administração Regional do Itapoã CARTA DE SERVIÇOS AO CIDADÃO Gerência de Aprovação e Licenciamento 1 GERÊNCIA DE APROVAÇÃO E LICENCIAMENTO Departamento é responsável por dar encaminhamento ao cidadão

Leia mais

MANUAL DE SOLICITAÇÃO DE AUTORIZAÇÃO PARA IMPRESSÃO DE DOCUMENTO FISCAL ELETRÔNICO AIDF-e

MANUAL DE SOLICITAÇÃO DE AUTORIZAÇÃO PARA IMPRESSÃO DE DOCUMENTO FISCAL ELETRÔNICO AIDF-e MANUAL DE SOLICITAÇÃO DE AUTORIZAÇÃO PARA IMPRESSÃO DE DOCUMENTO FISCAL ELETRÔNICO AIDF-e Sumário 1. Introdução... 3 2. Solicitação da AIDF-e... 3 3. Formulário Solicitação de AIDF-e e Assinatura Eletrônica...

Leia mais

ANEXO IV COMO APRESENTAR A DOCUMENTAÇÃO

ANEXO IV COMO APRESENTAR A DOCUMENTAÇÃO ANEXO IV COMO APRESENTAR A DOCUMENTAÇÃO ENVELOPE 1: Pessoa Física 1. Cópia de Cédula de Identidade (cópia autenticada em cartório); 2. Prova de inscrição no Cadastro de Pessoas Físicas ou cópia do CPF

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA IPG N.º 04/2013

INSTRUÇÃO NORMATIVA IPG N.º 04/2013 INSTRUÇÃO NORMATIVA IPG N.º 04/2013 DISPÕE SOBRE O DISCIPLINAMENTO DO RECADASTRAMENTO E CENSO PREVIDENCIÁRIO DOS SERVIDORES INATIVOS E PENSIONISTAS DO MUNICÍPIO DE GUARAPARI. Considerando que a Controladoria

Leia mais

Assunto: Preenchimento das Vagas Remanescentes do Vestibular 2016 do Curso Técnico Integrado e Subsequente em Edificações

Assunto: Preenchimento das Vagas Remanescentes do Vestibular 2016 do Curso Técnico Integrado e Subsequente em Edificações Pesqueira, 12 de agosto de 2016. NOTA INFORMATIVA Nº 01/2016 - DIREÇÃO DE ENSINO Assunto: Preenchimento das Vagas Remanescentes do Vestibular 2016 do Curso Técnico Integrado e Subsequente em Edificações

Leia mais

Memorial da Habilitação de Casamento ILMO. SR. REGISTRADOR DO CARTÓRIO DE OFÍCIO ÚNICO DE CASIMIRO DE ABRREU ESTADO DO DO RIO DE JANEIRO

Memorial da Habilitação de Casamento ILMO. SR. REGISTRADOR DO CARTÓRIO DE OFÍCIO ÚNICO DE CASIMIRO DE ABRREU ESTADO DO DO RIO DE JANEIRO Memorial da Habilitação de Casamento ILMO. SR. REGISTRADOR DO CARTÓRIO DE OFÍCIO ÚNICO DE CASIMIRO DE ABRREU ESTADO DO DO RIO DE JANEIRO Dizem e, que, tendo ajustado o seu casamento, apresentam os documentos

Leia mais

Documentos necessários para requerer o CANCELAMENTO POR BAIXA:

Documentos necessários para requerer o CANCELAMENTO POR BAIXA: Documentos necessários para requerer o CANCELAMENTO POR BAIXA: - Preencher requerimento; - Termo de Compromisso; - Fazer uma declaração de próprio punho expondo os motivos porquê está solicitando a baixa;

Leia mais

ANEXO IV - FORMULÁRIO DE REQUERIMENTO DE ISENÇÃO ESCOLA DE SAÚDE PÚBLICA RESIDÊNCIA MÉDICA

ANEXO IV - FORMULÁRIO DE REQUERIMENTO DE ISENÇÃO ESCOLA DE SAÚDE PÚBLICA RESIDÊNCIA MÉDICA ESCOLA DE SAÚDE PÚBLICA RESIDÊNCIA MÉDICA INSTRUÇÕES GERAIS PARA SOLICITAÇÃO DE ISENÇÃO DO PAGAMENTO DO VALOR DA INSCRIÇÃO ATENÇÃO Leia atentamente o Edital de Abertura para solicitação de isenção do pagamento

Leia mais

DECLARAÇÃO. Declaramos para fins escolares que (especificar nome completo do estudante), não recebe bolsa auxílio desta empresa.

DECLARAÇÃO. Declaramos para fins escolares que (especificar nome completo do estudante), não recebe bolsa auxílio desta empresa. Trabalho Formal: é o trabalho com a carteira profissional assinada por tempo indeterminado ou determinado Declaração da Empresa: o estudante com registro em carteira deve apresentar também uma declaração

Leia mais

IMÓVEIS). deverá. pelas

IMÓVEIS). deverá. pelas RELAÇÃO DE EXIGÊNCIAS PARA O CADASTRO PESSOA JURÍDICA LOCATÁRIO, FIADORES E CÔNJUGES 02 FIADORES, SENDO UM COM IMÓVEL EM BRASÍLIA; RENDA FAMILIAR 03 (TRÊS) VEZESS O VALOR DO ALUGUEL (LOCATÁRIO E FIADORES).

Leia mais

Bairro* Cidade* UF País. Telefone (DDD)* É uma instituição financeira participante? Caso afirmativo, informaro nº do GIN:

Bairro* Cidade* UF País. Telefone (DDD)* É uma instituição financeira participante? Caso afirmativo, informaro nº do GIN: Dados Cadastro 1º Cadastro Renovação Dados Cadastrais Razão Social* (sem abreviações) CNPJ* Nome fantasia Data da constituição Telefone residencial (DDD)* Fax (DDD)* Pessoa de contato Cargo Telefone (DDD)*

Leia mais

COMUNICADO AO CANDIDATO

COMUNICADO AO CANDIDATO COMUNICADO AO CANDIDATO ANTES DE ENVIAR OS DOCUMENTOS OBSERVAR QUE COMO INDICADO NO EDITAL 2010/004, NÃO SERÃO ACEITOS, NO ATO DA CONVOCAÇÃO/ CONTRAÇÃO, PROTOCOLOS DOS DOCUMENTOS EXIGIDOS. CONCURSO PÚBLICO

Leia mais

BANCO AGÊNCIA CONTA CORRENTE

BANCO AGÊNCIA CONTA CORRENTE ANEXO I FICHA DE INSCRIÇÃO AUXÍLIO EMERGENCIAL- PRAE/UFRR PNAES/2017 - PORTARIA Nº 39-2015 e 02/2017 1. IDENTIFICAÇÃO: Homologado ( ) Não homologado( ) Itens: NOME: NOME DA MÃE: NASCIMENTO: NATURALIDADE:

Leia mais

PORTADORES DE DIPLOMA DE GRADUAÇÃO PARA INGRESSO NOS CURSOS DE GRADUAÇÃO A PARTIR DO SEGUNDO SEMESTRE LETIVO

PORTADORES DE DIPLOMA DE GRADUAÇÃO PARA INGRESSO NOS CURSOS DE GRADUAÇÃO A PARTIR DO SEGUNDO SEMESTRE LETIVO Edital SJC N. 033/2017 de 27 de abril de 2017 PROCESSO SELETIVO DE TRANSFERÊNCIAS INTERNA E EXTERNA E DE PORTADORES DE DIPLOMA DE GRADUAÇÃO PARA INGRESSO NOS CURSOS DE GRADUAÇÃO A PARTIR DO SEGUNDO SEMESTRE

Leia mais

FACULDADE DE EDUCAÇÃO FÍSICA E DESPORTOS PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO FÍSICA

FACULDADE DE EDUCAÇÃO FÍSICA E DESPORTOS PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO FÍSICA PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO FÍSICA Chamada para disciplina isolada 2º semestre de 2016 O Coordenador do Programa de Pós-Graduação em Educação Física, de acordo com a legislação em vigor, torna público a

Leia mais

FICHA DE VERIFICAÇÃO DO EXERCÍCIO PROFISSIONAL EM FARMÁCIAS. Lei 3.820/60 Artigo 10 Item-C - Resolução 357/2001 do CFF. T. I. n º: / 20 Profissional:

FICHA DE VERIFICAÇÃO DO EXERCÍCIO PROFISSIONAL EM FARMÁCIAS. Lei 3.820/60 Artigo 10 Item-C - Resolução 357/2001 do CFF. T. I. n º: / 20 Profissional: FICHA DE VERIFICAÇÃO DO EXERCÍCIO PROFISSIONAL EM FARMÁCIAS Lei 3.820/60 Artigo 10 Item-C - Resolução 357/2001 do CFF Ficha n º: / 20 N º de Processos: T. I. n º: / 20 Profissional: Estabelecimento: Nome

Leia mais

ANEXO I OFÍCIO DE ENCAMINHAMENTO DE PRESTAÇÃO DE CONTAS. Ofício nº /. -MG, de de. Assunto: Prestação de Contas de Transferência Voluntária

ANEXO I OFÍCIO DE ENCAMINHAMENTO DE PRESTAÇÃO DE CONTAS. Ofício nº /. -MG, de de. Assunto: Prestação de Contas de Transferência Voluntária ANEXO I OFÍCIO DE ENCAMINHAMENTO DE PRESTAÇÃO DE CONTAS Ofício nº /. -MG, de de. Assunto: Prestação de Contas de Transferência Voluntária SENHOR PRESIDENTE, A (NOME DA ENTIDADE), por seu representante

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA SRH Nº , 15 DE SETEMBRO DE 2014.

INSTRUÇÃO NORMATIVA SRH Nº , 15 DE SETEMBRO DE 2014. INSTRUÇÃO NORMATIVA SRH Nº 001 2014, 15 DE SETEMBRO DE 2014. Versão: 01 Ato de Aprovação: Instrução Normativa SRH nº 001 2014. Unidade Responsável: Diretoria de Recursos Humanos. Dispõe sobre procedimentos

Leia mais

DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA PARA BOLSA GRATUIDADE E PROUNI:

DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA PARA BOLSA GRATUIDADE E PROUNI: DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA PARA BOLSA GRATUIDADE E PROUNI: Os documentos abaixo são referentes ao estudante e seus familiares, devem ser xerocopiados e entregues juntamente com a ficha preenchida: 1) Comprovante

Leia mais

CONVITE Nº 030E/2015

CONVITE Nº 030E/2015 Processo nº 0668.1511/14-0 DEVOLVER ESTE PROTOCOLO ASSINADO PROTOCOLO DE ENTREGA PROCESSO DE LICITAÇÃO CONVITE Nº 030E/2015 DATA DA ABERTURA: 19/06/2015 HORA DA ABERTURA: 09:00 Horas NOME DA EMPRESA: ORIGINAL

Leia mais

Agenda Tributária: de 16 a 22 de Fevereiro de 2012

Agenda Tributária: de 16 a 22 de Fevereiro de 2012 Agenda Tributária: de 16 a 22 de Fevereiro de 2012 Dia: 16 SP - Guia de Informação e Apuração - GIA - Regime mensal - I.E. finais 0 e 1 Os contribuintes com a inscrição estadual final 0 ou 1, deverão apresentar

Leia mais

Convênio n /2013 SDH/PR Projeto: Promoção do Protagonismo de Crianças e Adolescentes no Estado do Rio Grande do Sul TERMO DE REFERÊNCIA

Convênio n /2013 SDH/PR Projeto: Promoção do Protagonismo de Crianças e Adolescentes no Estado do Rio Grande do Sul TERMO DE REFERÊNCIA Convênio n 792198/2013 SDH/PR Projeto: Promoção do Protagonismo de Crianças e Adolescentes no Estado do Rio Grande do Sul TERMO DE REFERÊNCIA COTAÇÃO PRÉVIA DE PREÇO Nº 13/2015 TIPO MAIOR DESCONTO PERCENTUAL

Leia mais

TERMO DE ADESÃO. RG nº Órgão expedidor Data de Emissão / / CNS Estado Civil Declaração de nascido vivo nº. Banco Agência Nº Conta Corrente

TERMO DE ADESÃO. RG nº Órgão expedidor Data de Emissão / / CNS Estado Civil Declaração de nascido vivo nº. Banco Agência Nº Conta Corrente ( )Plano GEAPSaúde II ( )Plano GEAP-Referência ( )Plano GEAPEssencial ( )Plano GEAPClássico Registro ANS n 458.004/08-4 Registro ANS n 455.830/07-8 Registro ANS n 455.835/07-9 Registro ANS n 456.093/07-1

Leia mais

ENTIDADES DE FISCALIZAÇÃO DO EXERCÍCIO DAS PROFISSÕES LIBERAIS CONSELHO FEDERAL DE ADMINISTRAÇÃO RESOLUÇÃO NORMATIVA Nº 464, DE 22 DE ABRIL DE 2015

ENTIDADES DE FISCALIZAÇÃO DO EXERCÍCIO DAS PROFISSÕES LIBERAIS CONSELHO FEDERAL DE ADMINISTRAÇÃO RESOLUÇÃO NORMATIVA Nº 464, DE 22 DE ABRIL DE 2015 ENTIDADES DE FISCALIZAÇÃO DO EXERCÍCIO DAS PROFISSÕES LIBERAIS CONSELHO FEDERAL DE ADMINISTRAÇÃO RESOLUÇÃO NORMATIVA Nº 464, DE 22 DE ABRIL DE 2015 Dispõe sobre a criação de Acervos Técnicos de Pessoas

Leia mais

Cadastro de Transportadora

Cadastro de Transportadora Cadastro de Transportadora Para realizar o cadastro de uma transportadora proceda da seguinte forma: Acesse o módulo Administrativo. Clique no menu Cadastro em seguida clique na opção Transportadora e

Leia mais

REGULAMENTO II CONCURSO DE FOTOGRAFIA DO IFF CAMPUS MACAÉ BIOLOGIA PRA MIM É... CAPÍTULO I DAS FINALIDADES

REGULAMENTO II CONCURSO DE FOTOGRAFIA DO IFF CAMPUS MACAÉ BIOLOGIA PRA MIM É... CAPÍTULO I DAS FINALIDADES REGULAMENTO II CONCURSO DE FOTOGRAFIA DO IFF CAMPUS MACAÉ BIOLOGIA PRA MIM É... CAPÍTULO I DAS FINALIDADES Art. 1º. O presente concurso tem a finalidade de incentivar o interesse pela Biologia através

Leia mais

Nome Completo do Candidato/Aluno: ATENÇÃO!

Nome Completo do Candidato/Aluno: ATENÇÃO! Nome Completo do Candidato/Aluno: Matrícula: (Caso seja aluno da Instituição favor especificar) ATENÇÃO! Leia com atenção todo o Formulário Socioeconômico Unificado da Bolsa ProUni 1º Semestre de 2017

Leia mais

Para eventuais dúvidas entrar em contato com Osvaldo, pelo telefone

Para eventuais dúvidas entrar em contato com Osvaldo, pelo telefone O candidato nomeado pelo Decreto nº 4151, de 25/05/2016, deve comparecer, para apresentar a documentação exigida para a posse, na Secretaria de Estado da Família e Desenvolvimento Social, de segunda a

Leia mais

DECISÃO COREN/RJ Nº 179/2016

DECISÃO COREN/RJ Nº 179/2016 DECISÃO COREN/RJ Nº 179/2016 Conceder inscrição profissional aos Enfermeiros e Técnicos de Enfermagem que apresentarem documento que comprove a colação de grau ou conclusão de curso emitida pela Instituição

Leia mais

CHAMADO N 02/ 2015/2 FACISA

CHAMADO N 02/ 2015/2 FACISA CHAMADO DE INSCRIÇÕES PARA PROFESSOR DA EDUCAÇÃO SUPERIOR PARA MINISTRAR AULAS NO SEMESTRE LETIVO 2015/2 NO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO TURMA FORA DE SEDE DE SORRISO CHAMADO N 02/ 2015/2 FACISA A FACULDADE

Leia mais

FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO BOLSA DE ESTUDO SOCIAL FMC

FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO BOLSA DE ESTUDO SOCIAL FMC FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO BOLSA DE ESTUDO SOCIAL FMC FOTO I - INFORMAÇÕES SOBRE O ALUNO 1. IDENTIFICAÇÃO Nome: Curso: Matrícula: Ano/Série/2015: 1 Período Data de Nascimento:.../.../... Naturalidade:...

Leia mais

CALENDÁRIO DE MATRÍCULAS DO CAMPUS MANAUS CENTRO 2º SEMESTRE 2015

CALENDÁRIO DE MATRÍCULAS DO CAMPUS MANAUS CENTRO 2º SEMESTRE 2015 CALENDÁRIO DE MATRÍCULAS DO CAMPUS MANAUS CENTRO 2º SEMESTRE 2015 EDITAL/CURSO/FORMA/MODALIDADE DATA HORÁRIO LOCAL EDITAL 05/2015 CURSO TÉCNICO SUBSEQUENTE 20,21 e 22 de JULHO (1ª Chamada) 8h às 17h SALA

Leia mais

Questionário Desconto Taxa de Inscrição COLUNI Colégio de Aplicação da UFV

Questionário Desconto Taxa de Inscrição COLUNI Colégio de Aplicação da UFV UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA PRÓ-REITORIA DE ASSUNTOS COMUNITÁRIOS DIVISÃO DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL SERVIÇO DE BOLSA Questionário Desconto Taxa de Inscrição COLUNI Colégio de Aplicação da UFV Atenção:

Leia mais

ANEXO ÚNICO AO EDITAL Nº 2.338/2016-CRS

ANEXO ÚNICO AO EDITAL Nº 2.338/2016-CRS ANEXO ÚNICO AO EDITAL Nº 2.338/2016-CRS RELAÇÃO DE DOCUMENTOS PARA INGRESSO a) 01 (uma) foto 3x4 colorida, recente de frente; b) Cédula de identidade do Paraná ou protocolo de seu requerimento junto ao

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA N 1, DE 23 DE FEVEREIRO DE 2015

INSTRUÇÃO NORMATIVA N 1, DE 23 DE FEVEREIRO DE 2015 INSTRUÇÃO NORMATIVA N 1, DE 23 DE FEVEREIRO DE 2015 A PRESIDENTE DO INSTITUTO BRASILEIRO DO MEIO AMBIENTE E DOS RECURSOS NATURAIS RENOVÁVEIS - IBAMA, nomeada por Decreto de 5 de maio de 2015, publicado

Leia mais

EDITAL PARA CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM OFTALMOLOGIA ANO 2017 CURSO CREDENCIADO PELO CONSELHO BRASILEIRO DE OFTALMOLOGIA CBO

EDITAL PARA CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM OFTALMOLOGIA ANO 2017 CURSO CREDENCIADO PELO CONSELHO BRASILEIRO DE OFTALMOLOGIA CBO EDITAL PARA CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM OFTALMOLOGIA ANO 2017 CURSO CREDENCIADO PELO CONSELHO BRASILEIRO DE OFTALMOLOGIA CBO Período de inscrição: de 12 de janeiro a 27 de janeiro 2017 Informações: Fone:

Leia mais

I N E D I Instituto Nacional de Ensino a Distância FICHA DE ESTÁGIO

I N E D I Instituto Nacional de Ensino a Distância FICHA DE ESTÁGIO ATENÇÃO: Não esqueça de averiguar a regularidade do responsável pelo estágio no CRECI, só assim poderemos receber esse documento. FICHA DE ESTÁGIO ORIENTAÇÕES PARA O PREENCHIMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DO CABO DE SANTO AGOSTINHO Secretaria Executiva de Finanças e Arrecadação

PREFEITURA MUNICIPAL DO CABO DE SANTO AGOSTINHO Secretaria Executiva de Finanças e Arrecadação PREFEITURA MUNICIPAL DO CABO DE SANTO AGOSTINHO Secretaria Executiva de Finanças e Arrecadação DEMS DECLARAÇÃO ELETRÔNICA MENSAL DE SERVIÇOS LAYOUT DO ARQUIVO DE REMESSA Data da atualização: 15/05/2008

Leia mais

Universidade Estadual do Norte do Paraná - UENP Criada pela Lei Estadual nº /06 Autorizada pelo Decreto Estadual nº 3909/08 CAMPUS LUIZ MENEGHEL

Universidade Estadual do Norte do Paraná - UENP Criada pela Lei Estadual nº /06 Autorizada pelo Decreto Estadual nº 3909/08 CAMPUS LUIZ MENEGHEL EDITAL Nº07 /2016 PROPG/UENP A Doutora Teresinha Esteves da Silveira Reis, PRÓ-REITORA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO DA UENP e o Doutor Francisco Armando de Azevedo Souza, COORDENADOR do Programa de Residência

Leia mais

ANOTAÇÃO DE RESPONSABILIDADE TÉCNICA = SERVIÇO PÚBLICO

ANOTAÇÃO DE RESPONSABILIDADE TÉCNICA = SERVIÇO PÚBLICO ANOTAÇÃO DE RESPONSABILIDADE TÉCNICA = SERVIÇO PÚBLICO 1 FORMULÁRIO UTILIZADO FORNECIDO PELO CRF-PB: REQUERIMENTO DE RESPONSABILIDADE TÉCNICA E TERMO DE COMPROMISSO DO PROFISSIONAL E DO ESTABELECIMENTO

Leia mais

Circular nº / Inscrições/Renovações Agentes Desportivos 2014/15 (*)

Circular nº / Inscrições/Renovações Agentes Desportivos 2014/15 (*) Circular nº215-2013/2014 23. Julho.2014 Pág. 1/15 1 Filiação Época 2014/15 (*) De acordo com o Artigo 8º do Regulamento Interno da FPH, a Filiação dos sócios efectivos na FPH realiza-se entre 1 e 31 de

Leia mais

Resolução SEMAC nº 20 DE 23/10/2014

Resolução SEMAC nº 20 DE 23/10/2014 Resolução SEMAC nº 20 DE 23/10/2014 Norma Estadual - Mato Grosso do Sul Publicado no DOE em 24 out 2014 Regulamenta dispositivos da Lei n. 11.959, de 29 de junho de 2009 relativo ao registro dos pescadores

Leia mais

Índice O Que é ISS Digital?

Índice O Que é ISS Digital? Índice O Que é ISS Digital? 1.0 Cadastro de Empresas Contribuintes 1.1 Cadastro On-line de Prestadores 1.2 Consulta ao CEC (ConCEC) 1.3 Empresas de Fora do Município 1.4 Consulta ao CEF (ConCEF) 1.5 Tomadores:

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 002/2008

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 002/2008 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE PRÓ-REITORIA ADMINISTRATIVA INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 002/2008 O Pró-Reitor de Administração da Fundação Universidade Federal do Rio Grande,

Leia mais