Marco Antônio Mota Amorim Uberlândia/MG, 20 e 21 de março de 2014

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Marco Antônio Mota Amorim Uberlândia/MG, 20 e 21 de março de 2014"

Transcrição

1 Conceito, base legal e panorama da cobrança pelo uso de recursos hídricos no País 3ª Oficina do Grupo de Trabalho Agência e Cobrança (GTAC/CTPI/CBH-Paranaíba) Marco Antônio Mota Amorim Uberlândia/MG, 20 e 21 de março de 2014

2

3

4 EVENTO DATA LOCAL OBJETIVO fev/14 mar/14 a 1ª Reunião GTAC 13/2/2014 Uberlândia/MG Instalação, cronograma de atividades, planejamento 3º Oficina do GTAC 20 e 21/03/2014 Uberlândia/MG 1) Apresentações dos estados acerca da situação institucional dos Sistemas Estaduais de Gerenciamento de Recursos Hídricos tendo-se em vista a implementação da cobrança e agência e discussão sobre a oportunidade e viabilidade de celebração do Pacto de Gestão previsto no Subprograma 1.B.3 do PIRH. 2) Nivelar conceitos, base legal e experiências sobre cobrança (ANA/IGAM/OUTROS). 3) Nivelar conceitos, base legal e experiências sobre agência (ANA/IGAM/ADASA/ABHA/OUTROS) 4º Oficina do GTAC 22/4/2014 Goiânia/GO 1) Apresentar e iniciar discussão de sugestão de minuta de mecanismos de cobrança. 2) Discutir e elaborar rol de vantagens e desvantagens sobre personalidades jurídicas de agência, frente a missão, objetivos, competências, estrutura organizacional e custos. 13º Reunião Ordinária CBH- Paranaíba Oficina do GTAC ou Reunião da CTPI 23/4/2014 Goiânia/GO 22 e 23/05/2014 Goiânia/GO 1) Apresentação dos setores usuários e Sociedade Civil sobre os impactos da cobrança. 2) Continuar a discussão dos mecanismos e encaminhar à CTPI proposta de mecanismos de cobrança. 3) continuar a discussão sobre personalidade jurídica de agência e encaminhar à CTPI rol de vantagens e desvantagens sobre personalidades jurídicas de agência. Reunião CTPI 15 e 16/05/2014 Brasília/DF 1) Analisar trabalho do GTAC. 2) Encaminhar ao plenário: a. proposta de mecanismos de cobrança; b. indicação de personalidade jurídica da agência Reunião Extraordinária CBH- Paranaíba 09 e 10/06/2014 1) Aprovar mecanismos de cobrança. 2) Decidir personalidade jurídica da agência 6º Oficina do GTAC 17 e 18/07/2014 1) Apresentar valores de cobrança praticados no Brasil e no mundo. 2) Discutir valores de cobrança frente à necessidade e disponibilidade de recursos financeiros para a bacia, potencial de arrecadação, impactos sobre os usuários e custeio da agência. 3) Apresentar e discutir minuta de edital/protocolo para agência ou discutir escolha de agência. 7º Oficina do GTAC 04 e 05/08/2014 1) Continuar discussão e consolidar proposta de valores de cobrança. 2) Consolidar minuta de edital/protocolo para agência ou escolher agência. 3) Encaminhar à CTPI: a. proposta de valores de cobrança tecnicamente fundamentada; b. minuta de edital/protocolo para agência ou agência escolhida. Oficina do GTAC ou Reunião da CTPI Oficina do GTAC ou Reunião da CTPI 25 e 26/08/2014 Reserva de data para uma Oficina do GTAC adicional ou antecipa a Reunião da CTPI 29 e 30/09/2014 Reserva de data para uma Oficina do GTAC adicional ou antecipa a Reunião da CTPI

5 NIVELAMENTO CONCEITUAL

6 crescimento populacional intensificação atividades produtivas

7 crescimento populacional intensificação atividades produtivas acarretam problemas relacionados a água quantitativos (escassez) qualitativos (poluição) com conflitos e limitação de usos (atuais e futuros) MUDANÇA DE CONCEITO EM RELAÇÃO A ÁGUA: de renovável e abundante para limitado e escasso ÁGUA PASSA ADQUIRIR MAIOR VALOR necessidade de instrumentos de regulação (comando-controle e econômicos)

8 BASE LEGAL

9 Em função da CF/88, há águas de diferentes domínios: domínio da União domínio dos Estados/DF; Consequência, 28 diferentes legislações: União: Lei nº 9.433, de 08/01/97; GO: Lei nº , de 16/07/97; MG: Lei nº , de 29/01/99; MS: Lei nº 2.406, de 29/01/02; DF: Lei nº 2.725, de 13/06/01.

10 LEI Nº 9.433/97 alguém pagará a conta Objetivos da cobrança: i. reconhecer a água como bem econômico e dar ao usuário uma indicação de seu real valor; ii. incentivar a racionalização do uso da água; iii. obter recursos financeiros para o financiamento dos programas e intervenções contemplados nos planos de recursos hídricos.

11 LEI Nº 9.433/97 Uma vez que se cobra, o que será feito com os valores arrecadados?

12 LEI Nº 9.433/97 Os valores arrecadados serão aplicados prioritariamente na bacia hidrográfica de origem: I- no financiamento de estudos, programas, projetos e obras incluídos nos Planos de Recursos Hídricos; II- no pagamento de despesas de implantação e custeio administrativo dos órgãos e entidades integrantes do SINGREH (limitado a 7,5% do total arrecadado). Os valores arrecadados podem ser aplicados a fundo perdido.

13 ESTÁGIO DA IMPLEMENTAÇÃO DA COBRANÇA NO PAÍS

14 Cobrança pelo uso da água Rios de domínio da união: Paraíba do Sul (RJ,SP,MG); Bacias PCJ - Piracicaba, Capivari e Jundiaí (SP,MG); São Francisco (AL,PE,MG,BA,DF,SE,GO); Doce (MG,ES). Total (2013): R$ 60,5 milhões Rios de domínio dos estados: Ceará - todas as bacias do estado; Rio de Janeiro - todas as bacias do estado São Paulo - Paraíba do Sul, PCJ, Sorocaba/Médio Tietê, Baixada Santista, Baixo Tietê; Minas Gerais - Piracicaba/Jaguari, das Velhas, Araguari, Piranga, Piracicaba, Santo Antônio, Suaçuí, Caratinga, Manhuaçu; Paraná - Alto Iguaçu e Afluentes do Alto Ribeira. Total (2013): R$ 174,9 milhões Cobrança do setor elétrico: Total (2013): R$ 176,7 milhões Total cobrado em 2013 R$ 412,1 milhões

15 COBRANÇA PELO USO DE RECURSOS HÍDRICOS DO SETOR ELÉTRICO INSTITUÍDA POR LEI

16 LEI Nº 9.984/00 Estabeleceu a cobrança das UHEs de todo o País (via compensação financeira: Leis n os 7.990/89 e 9.648/98): Cobrança das UHEs R$ 176,7 milhões em 2013

17 COBRANÇA CONDOMINIAL PELO USO DE RECURSOS HÍDRICOS PROVENIENTE DOS COMITÊS DE BACIA HIDROGRÁFICA

18 Entes do SINGREH CNRH e CERH Comitês de Bacias Hidrográficas Órgão Gestor Agências de Água Competências Relacionadas à Cobrança Estabelecer critérios gerais para a Cobrança; Definir valores a serem cobrados (com base na sugestão dos CBHs); Aprovar plano de recursos hídricos; Propor ao Conselho usos de pouca expressão (isentos de Outorga, e consequentemente, da Cobrança); Estabelecer os mecanismos de cobrança e sugerir os valores a serem cobrados; Implementar a Cobrança em articulação com os CBHs; Subsidiar definição do Conselho; Efetuar a Cobrança; Analisar projetos e obras a serem financiados com recursos da Cobrança; Administração os recursos arrecadados; Elaborar o Plano de Recursos Hídricos; Propor ao CBH: i) os valores a serem Cobrados e ii) o plano de aplicação dos recursos arrecadados com a Cobrança.

19 Recursos Arrecadados (cobrança condominial na União) até 2013 Bacia CBH Agência Repasse + Rendimento (R$ milhões) Desembolso (R$ milhões) Desembolso (%) Paraíba do Sul 128,23 55,23 43% Piracicaba, Jundiaí, Capivari (PCJ) 151,12 85,65 57% São Francisco 78,15 28,30 36% Doce 9,42 4,18 44% Total 366,92 173,36 47%

20 Recursos Arrecadados (cobrança condominial na União) até 2013 Bacia CBH Agência Repasse + Rendimento (R$ milhões) Desembolso (R$ milhões) Desembolso (%) Paraíba do Sul 128,23 55,23 43% Piracicaba, Jundiaí, Capivari (PCJ) 151,12 85,65 57% São Francisco 78,15 28,30 36% Doce 9,42 4,18 44% Total 366,92 173,36 47% escolhidas pelos CBHs em crescimento

21 (CEIVAP)

22 Bacia Hidrográfica do Rio Paraíba do Sul

23 (Bacia PBS)

24

25 Bacia Hidrográfica do Rio Paraíba do Sul: Implantação de Aterro Sanitário no município de Muriaé/MG

26 Comitês PCJ Aumento da Calha do Rio Atibainha Ampliação da ETE de Cabreúva/SP

27 Bacias PCJ Controle de perdas no abastecimento público nos municípios de Bragança Paulista, Joanópolis, Nazaré Paulista, Pinhalzinho, Piracaia, Vargem, Itatiba, Campo Limpo Paulista, Várzea Paulista e Jarinu Construção do Interceptor de Esgoto Ribeirão Quilombo no município de Nova Odessa

28 Bacias PCJ Nova Odessa/SP Melhorias na ETE Pinheirinho, município de Vinhedo/SP

29 CBH SF Projeto de recuperação hidroambiental na Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco Bacia do Rio Itaguari Cocos/BA

30 Projeto de recuperação hidroambiental na Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco Bacia do Rio das Fêmeas São Desidério/BA

31 CBH Doce Programa de Incentivo ao Uso Racional de Água na Agricultura contemplando 40 propriedades rurais das bacias dos rios Caratinga e Guandu

32

33 Desembolso 2013 AGEVAP 127% Agência PCJ 94% AGB Peixe Vivo 68% IBio AGB Doce 53%

34

35 MECANISMOS DE COBRANÇA (equações/fórmulas de cobrança)

36 Valor = base de cálculo x preço unitário x [coeficientes]

37 Valor = base de cálculo x preço unitário x [coeficientes] O QUE SERÁ COBRADO quantifica o uso da água: a captação, o consumo, o lançamento de poluentes

38 Valor = base de cálculo x preço unitário x [coeficientes] O QUE SERÁ COBRADO quantifica o uso da água: a captação, o consumo, o lançamento de poluentes captação lançamento diferença consumo

39 Valor = base de cálculo x preço unitário x [coeficientes] O QUE SERÁ COBRADO quantifica o uso da água: a captação, o consumo, o lançamento de poluentes captação lançamento diferença consumo

40 Valor = base de cálculo x preço unitário x [coeficientes] O QUE SERÁ COBRADO quantifica o uso da água: a captação, o consumo, o lançamento de poluentes QUANTO COBRAR programas de investimento do planos + impacto sobre os usuários + agência de água

41 Valor = base de cálculo x preço unitário x [coeficientes] O QUE SERÁ COBRADO quantifica o uso da água: a captação, o consumo, o lançamento de poluentes QUANTO COBRAR programas de investimento do planos + impacto sobre os usuários + agência de água AJUSTES introduzidos para atingir objetivo específico boas práticas, enquadramento

42 Fonte: Deliberação CBH-Doce nº 26/2011

43 Fonte: Deliberação CBH-Doce nº 26/2011

44 Fonte: Deliberação CBH-Doce nº 26/2011

45 Fonte: Resolução CBH-Araguari nº 12/2009

46 Fonte: Deliberação CBH-Doce nº 26/2011

47 + informações:

48 Preços unitários (PPUs) cobrados pelo uso da água (domínio União): Tipo Uso Captação de água bruta Preços (PPU) PPU cap (em R$/m 3 ) desde/03 desde/06 desde/ / ,01 0,01 0,01 0,018 0,021 0,024 0,03 Consumo de água bruta Lançamento de carga orgânica (DBO) PPU cons (em R$/m 3 ) PPU lanç (em R$/Kg) 0,02 0,02 0, ,07 0,10 0,07 0,10 0,12 0,15 0,16 Transposição de água PPU transp (em R$/m 3 ) - 0,015 0,015 0,022 0,027 0,031 0,04 Setor agropecuário: no PBS, paga 20 vezes menos que demais setores; no PCJ, paga de 2 a 20 vezes menos que os demais usuários. no São Francisco e no Doce, paga 40 vezes menos que os demais usuários.

49 DESAFIOS

50 DESAFIOS alavancar recursos de outras fontes para investimento na bacia; reembolso dos recursos (empréstimos); acesso dos recursos pelo setor privado com fins lucrativos; redução do controle sobre as entidades delegatárias; revisões periódicas e conservação de preços definidos; adoção de valores mínimos de cobrança.

51 Considerações sobre valor mínimo de cobrança Valor total cobrado 2013: R$ 60,5 milhões Número de usuários em cobrança em 2013: Se valor mínimo de cobrança fosse R$ 300,00: perda arrecadação: R$ 89 mil (inferior a 0,15%) não seriam cobrados: 811 usuários (quase 50%)

52 Percentual de Participação na Cobrança Participação Percentual dos Usuários na Cobrança, em % 90% 80% 70% 60% 50% 40% 30% 20% 10% 5% maiores usuários cobrados propiciam: no Paraíba do Sul: 75% da cobrança; no Piracicaba, Capivari e Jundiaí - PCJ: 77% da cobrança; no São Francisco: 92% da cobrança; no Doce: 92% da cobrança; no Total: 89% da cobrança. 0% 0% 10% 20% 30% 40% 50% 60% 70% 80% 90% 100% Percentual de Usuários Cobrados Total Paraíba do Sul Piracicaba, Capivari e Jundiaí - PCJ São Francisco Doce

53 LEI Nº 9.433/97 Compete aos CBHs, no âmbito de sua área de atuação: propor ao CNRH/CERH as acumulações derivações, captações e lançamentos de pouca expressão, para efeito de isenção da obrigatoriedade de outorga de direito de uso de recursos hídricos, de acordo com o domínio destes;

54 + informações:

55 Obrigado! Marco Antônio Mota Amorim Especialista em Recursos Hídricos (+55) (61)

Status da cobrança pelo uso de recursos hídricos no Brasil e na Bacia Hidrográfica do São Francisco

Status da cobrança pelo uso de recursos hídricos no Brasil e na Bacia Hidrográfica do São Francisco Status da cobrança pelo uso de recursos hídricos no Brasil e na Bacia Hidrográfica do São Francisco III Encontro do CBHSF e Comitês Afluentes Brasília, 23 de setembro de 2015 Para quê a Cobrança pelo uso

Leia mais

Brasil e seus Desafios

Brasil e seus Desafios Seminário Estadual: Cobrança pelo Uso da Água A Visão do Usuário A Implantação da Cobrança a no Brasil e seus Desafios Patrick Thomas Especialista em Recursos Hídricos, D.Sc. Gerente de Cobrança pelo Uso

Leia mais

Agência de Água: Base legal, alternativas jurídicas e forma de escolha Rosana Evangelista

Agência de Água: Base legal, alternativas jurídicas e forma de escolha Rosana Evangelista Agência de Água: Base legal, alternativas jurídicas e forma de escolha Rosana Evangelista 3ª Oficina do Grupo de Trabalho Agência e Cobrança GTAC do CBH-Paranaíba Uberlândia-MG, 21/03/2014 SUBPROGRAMA

Leia mais

Reflexões sobre mecanismos de cobrança pelo uso da água no Brasil. Giordano Bruno Carvalho Bacia H. do Guandu, 2017

Reflexões sobre mecanismos de cobrança pelo uso da água no Brasil. Giordano Bruno Carvalho Bacia H. do Guandu, 2017 Reflexões sobre mecanismos de cobrança pelo uso da água no Brasil Giordano Bruno Carvalho Bacia H. do Guandu, 2017 Para quê a Cobrança pelo uso dos recursos hídricos? Instrumento econômico de gestão de

Leia mais

Agência Única: Pontos a compatibilizar nas legislações dos Estados

Agência Única: Pontos a compatibilizar nas legislações dos Estados Agência Única: Pontos a compatibilizar nas legislações dos Estados Giordano Bruno Bomtempo 4ª Oficina do Grupo de Trabalho Agência e Cobrança GTAC do CBH-Paranaíba Uberlândia-MG, 22/04/2014 AGÊNCIA DE

Leia mais

COBRANÇA PELO USO DE RECURSOS HÍDRICOS

COBRANÇA PELO USO DE RECURSOS HÍDRICOS COBRANÇA PELO USO DE RECURSOS HÍDRICOS Renata Maria de Araújo Belo Horizonte, agosto de 2014. Caracterização Hidrográfica do Estado de Minas Gerais Gestão dos Recursos Hídricos em Minas Gerais Comitês

Leia mais

4ª Oficina do Grupo de Trabalho Agência e Cobrança GTAC do CBH-Paranaíba AGÊNCIA DE BACIA E COBRANÇA PELO USO DA ÁGUA NO DISTRITO FEDERAL

4ª Oficina do Grupo de Trabalho Agência e Cobrança GTAC do CBH-Paranaíba AGÊNCIA DE BACIA E COBRANÇA PELO USO DA ÁGUA NO DISTRITO FEDERAL 4ª Oficina do Grupo de Trabalho Agência e Cobrança GTAC do CBH-Paranaíba AGÊNCIA DE BACIA E COBRANÇA PELO USO DA ÁGUA NO DISTRITO FEDERAL Goiânia, abril de 2014 SISTEMA DE GERENCIAMENTO DE RECURSOS HÍDRICOS

Leia mais

MINAS GERAIS Sistema Estadual de Gerenciamento de Recursos Hídricos SEGRH: Desafios da implementação dos Planos de Bacia e Financiamento de projetos

MINAS GERAIS Sistema Estadual de Gerenciamento de Recursos Hídricos SEGRH: Desafios da implementação dos Planos de Bacia e Financiamento de projetos MINAS GERAIS Sistema Estadual de Gerenciamento de Recursos Hídricos SEGRH: Desafios da implementação dos Planos de Bacia e Financiamento de projetos Novembro de 2016 ESTRUTURA DO SINGREH FORMULAÇÃO DA

Leia mais

RECURSOS FLORESTAIS E HÍDRICOS NA RMC

RECURSOS FLORESTAIS E HÍDRICOS NA RMC CONSÓRCIO INTERMUNICIPAL DAS BACIAS PCJ RECURSOS FLORESTAIS E HÍDRICOS NA RMC Secretaria Executiva DIFERENÇAS ENTRE: COMITÊ DE BACIA, AGÊNCIA DE ÁGUA E CONSÓRCIO INTERMUNICIPAL CONCEITO DE COMITÊ DE BACIA

Leia mais

CAPACITAÇÃO REGIONAL OPORTUNIDADES E REALIDADES DAS BACIAS PCJ

CAPACITAÇÃO REGIONAL OPORTUNIDADES E REALIDADES DAS BACIAS PCJ CAPACITAÇÃO REGIONAL OPORTUNIDADES E REALIDADES DAS BACIAS PCJ AS BACIAS PCJ CARACTERIZAÇÃO DAS BACIAS PCJ Área = 15.304 km² (SP: 14.138 km² = 92,6% + MG: 1.166 km² = 7,4%) Municípios com sede na região

Leia mais

COMITÊ DA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO PARÁ REUNIÃO SEGMENTO SANEAMENTO

COMITÊ DA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO PARÁ REUNIÃO SEGMENTO SANEAMENTO COMITÊ DA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO PARÁ REUNIÃO DA CÂMARA TÉCNICA DE OUTORGA E COBRANÇA - CTOC REUNIÃO SEGMENTO SANEAMENTO Divinópolis, 22 de novembro de 2011 Política Nacional de Recursos Hídricos Lei

Leia mais

O Sistema de Gestão dos Recursos Hídricos Exemplo nas Bacias PCJ. Eduardo Cuoco Léo Gestor Ambiental

O Sistema de Gestão dos Recursos Hídricos Exemplo nas Bacias PCJ. Eduardo Cuoco Léo Gestor Ambiental O Sistema de Gestão dos Recursos Hídricos Exemplo nas Bacias PCJ Eduardo Cuoco Léo Gestor Ambiental Piracicaba, 16 de agosto de 2010 OS FUNDAMENTOS LEGAIS DO SISTEMA OS FUNDAMENTOS LEGAIS DO SISTEMA (BACIAS

Leia mais

GESTÃO DE RECURSOS HÍDRICOS A POLÍTICA DE RECURSOS HÍDRICOS DO ESTADO DE SÃO PAULO

GESTÃO DE RECURSOS HÍDRICOS A POLÍTICA DE RECURSOS HÍDRICOS DO ESTADO DE SÃO PAULO GESTÃO DE RECURSOS HÍDRICOS A POLÍTICA DE RECURSOS HÍDRICOS DO ESTADO DE SÃO PAULO IV Fórum de Recursos Hídricos CRQ IV Região São Paulo, 2016 Cenário dos anos 1970 (Brasil) Rio Piracicaba (Estiagem,)

Leia mais

16ª REUNIÃO DA CÂMARA TÉCNICA DE PLANEJAMENTO INSTITUCIONAL CTPI

16ª REUNIÃO DA CÂMARA TÉCNICA DE PLANEJAMENTO INSTITUCIONAL CTPI 16ª REUNIÃO DA CÂMARA TÉCNICA DE PLANEJAMENTO INSTITUCIONAL CTPI Breve Relato da 2ª. OFICINA DO GTAC DO CBH PARANAIBA (Cobrança pelo Uso dos Recursos Hídricos na Bacia Hidrográfica do Rio Paranaíba no

Leia mais

SEMINÁRIO COBRANÇA PELO USO DOS RECURSOS HÍDRICOS URBANOS E INDUSTRIAIS O QUE É A COBRANÇA PELO USO DA ÁGUA?

SEMINÁRIO COBRANÇA PELO USO DOS RECURSOS HÍDRICOS URBANOS E INDUSTRIAIS O QUE É A COBRANÇA PELO USO DA ÁGUA? SEMINÁRIO COBRANÇA PELO USO DOS RECURSOS HÍDRICOS URBANOS E INDUSTRIAIS O QUE É A COBRANÇA PELO USO DA ÁGUA? SOROCABA, 10 DE SETEMBRO DE 2010 POLÍTICA ESTADUAL DE RECURSOS HÍDRICOS LEI 7.663/91 INSTRUMENTOS

Leia mais

POLÍTICAS NACIONAL E ESTADUAL DE RECURSOS HÍDRICOS

POLÍTICAS NACIONAL E ESTADUAL DE RECURSOS HÍDRICOS POLÍTICAS NACIONAL E ESTADUAL DE RECURSOS HÍDRICOS DE RECURSOS HÍDRICOS PRINCÍPIOS BÁSICOS - A ÁGUA É UM BEM DE DOMÍNIO PÚBLICO; - O RECONHECIMENTO DO VALOR ECONÔMICO DA ÁGUA; - USO PRIORITÁRIO PARA CONSUMO

Leia mais

COBRANÇA PELO USO DOS RECURSOS HÍDRICOS

COBRANÇA PELO USO DOS RECURSOS HÍDRICOS COBRANÇA PELO USO DOS RECURSOS HÍDRICOS 206 Cachoeira de Diegues (Toledo/MG) - Foto: Bolly Vieira :AUGÁ ALEP SODOT!ezimonocE e ediuc TODOS PELA ÁGUA: Cuide e Economize! COBRANÇA MAPA DAS BACIAS PCJ Desde

Leia mais

Os avanços e as lacunas do sistema de gestão sustentável dos Recursos Hídricos no Brasil

Os avanços e as lacunas do sistema de gestão sustentável dos Recursos Hídricos no Brasil Os avanços e as lacunas do sistema de gestão sustentável dos Recursos Hídricos no Brasil Palestrante: Rafael F. Tozzi Belém, 10 de agosto de 2017 1 Contexto Geral A seca e escassez no Sudeste, as inundações

Leia mais

A COBRANÇA PELO USO DA ÁGUA E AS PECULIARIDADES DO USUÁRIO MINERADOR -CASO DA MINERAÇÃO DE FERRO NA BACIA DO RIO DAS VELHAS/MINAS GERAIS- PAP005638

A COBRANÇA PELO USO DA ÁGUA E AS PECULIARIDADES DO USUÁRIO MINERADOR -CASO DA MINERAÇÃO DE FERRO NA BACIA DO RIO DAS VELHAS/MINAS GERAIS- PAP005638 A COBRANÇA PELO USO DA ÁGUA E AS PECULIARIDADES DO USUÁRIO MINERADOR -CASO DA MINERAÇÃO DE FERRO NA BACIA DO RIO DAS VELHAS/MINAS GERAIS- PAP005638 Autores: Maria de Lourdes Pereira dos Santos (Engenheira

Leia mais

COMITÊ DA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO DAS VELHAS

COMITÊ DA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO DAS VELHAS DELIBERAÇÃO NORMATIVA CBH-Velhas nº 03/2009 de 20 de março 2009 (Texto com alterações promovidas pela DN CBH-Velhas nº 04, de 06 de julho de 2009) (Aprovadas pela DN CERH nº 185 de 26 de agosto de 2009)

Leia mais

ANÁLISE DA PROPOSTA DE ENQUADRAMENTO DOS CORPOS HÍDRICOS SUPERFICIAIS DA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO PARANAÍBA

ANÁLISE DA PROPOSTA DE ENQUADRAMENTO DOS CORPOS HÍDRICOS SUPERFICIAIS DA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO PARANAÍBA ANÁLISE DA PROPOSTA DE ENQUADRAMENTO DOS CORPOS HÍDRICOS SUPERFICIAIS DA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO PARANAÍBA 35ª Reunião da CTPI do CBH Paranaíba Célio Bartole Pereira Coordenador de Qualidade de Água

Leia mais

Capacitação para Captação de Recursos Financeiros do FEHIDRO e Cobranças Estaduais PCJ

Capacitação para Captação de Recursos Financeiros do FEHIDRO e Cobranças Estaduais PCJ Capacitação para Captação de Recursos Financeiros do FEHIDRO e Cobranças Estaduais PCJ A gestão da água nas Bacias PCJ Acervo A PROVINCIA enchente de 1929 Sistema Cantareira COBRANÇAS PCJ Desde 2006, partindo

Leia mais

19 Encontro Anual dos Dirigentes Municipais de Meio Ambiente

19 Encontro Anual dos Dirigentes Municipais de Meio Ambiente 19 Encontro Anual dos Dirigentes Municipais de Meio Ambiente RECURSOS FINANCEIROS PARA PROJETOS CONDIMMA Conselho de Dirigentes Municipais do Meio Ambiente Julio Cesar Salecker Engenheiro Agrícola/Eletrotécnico

Leia mais

COMITÊS DE BACIA HIDROGRÁFICA

COMITÊS DE BACIA HIDROGRÁFICA COMITÊS DE BACIA HIDROGRÁFICA De acordo com a Lei 9.433, as decisões sobre uso dos rios em todo o país serão tomadas, dentro do contexto de bacia hidrográfica, pelos comitês de bacias. Os Comitês de Bacia

Leia mais

Maria do Socorro Mendes Rosa Técnica Recursos Hídricos AESA

Maria do Socorro Mendes Rosa Técnica Recursos Hídricos AESA Maria do Socorro Mendes Rosa Técnica Recursos Hídricos AESA SERHMACT Formula política CERH Deliberativo e consultivo SINGREH AESA Órgão gestor CBHs Gestão participativa Descentralizada Ø O Conselho Estadual

Leia mais

PROGRAMA PRODUTOR DE ÁGUA PROGRAMA PRODUTOR DE ÁGUA NO GUARIROBA

PROGRAMA PRODUTOR DE ÁGUA PROGRAMA PRODUTOR DE ÁGUA NO GUARIROBA PROGRAMA PRODUTOR DE ÁGUA PROGRAMA PRODUTOR DE ÁGUA NO GUARIROBA Devanir Garcia dos Santos Gerente de Uso Sustentável de Água e Solo Superintendência de Implementação de Programas e Projetos Devanir Garcia

Leia mais

DELIBERAÇÃO CBHSF Nº 88, de 10 de dezembro de 2015

DELIBERAÇÃO CBHSF Nº 88, de 10 de dezembro de 2015 DELIBERAÇÃO CBHSF Nº 88, de 10 de dezembro de 2015 Aprova o Plano de Aplicação Plurianual - PAP dos recursos da cobrança pelo uso de recursos hídricos na bacia hidrográfica do rio São Francisco, referente

Leia mais

Comitê de Bacia Hidrográfica

Comitê de Bacia Hidrográfica Comitê de Bacia Hidrográfica ENCONTROS REGIONAIS PARA RENOVAÇÃO DO CSBH BAIXO JAGUARIBE 2016-2020 O QUE É UM COMITÊ DE BACIA HIDROGRÁFICA: É o instrumento de participação da sociedade na gestão dos recursos

Leia mais

AGÊNCIA REGULADORA DOS SERVIÇOS DE SANEAMENTO DAS BACIAS DOS RIOS PIRACICABA, CAPIVARI E JUNDIAÍ (ARES-PCJ)

AGÊNCIA REGULADORA DOS SERVIÇOS DE SANEAMENTO DAS BACIAS DOS RIOS PIRACICABA, CAPIVARI E JUNDIAÍ (ARES-PCJ) AGÊNCIA REGULADORA DOS SERVIÇOS DE SANEAMENTO DAS BACIAS DOS RIOS PIRACICABA, CAPIVARI E JUNDIAÍ (ARES-PCJ) MARCOS LEGAIS CONSÓRCIO PÚBLICO - CONSTITUIÇÃO FEDERAL (Art. 241 - Emenda nº 19/1998) - LEI FEDERAL

Leia mais

SEMINÁRIO MINEIRO DE REUSO DE ÁGUA E EFLUENTE REUSO DA ÁGUA NO CONTEXTO DA LEGISLAÇÃO BRASILEIRA

SEMINÁRIO MINEIRO DE REUSO DE ÁGUA E EFLUENTE REUSO DA ÁGUA NO CONTEXTO DA LEGISLAÇÃO BRASILEIRA SEMINÁRIO MINEIRO DE REUSO DE ÁGUA E EFLUENTE REUSO DA ÁGUA NO CONTEXTO DA LEGISLAÇÃO BRASILEIRA Márley Caetano de Mendonça Instituto Mineiro de Gestão das Águas IGAM Junho 2015 97,5 % da água do planeta

Leia mais

PLANO DE APLICAÇÃO RECEITAS DESCRIÇÃO VALORES PERCENTUAIS ESCLARECIMENTOS DESPESAS

PLANO DE APLICAÇÃO RECEITAS DESCRIÇÃO VALORES PERCENTUAIS ESCLARECIMENTOS DESPESAS PLANO DE APLICAÇÃO - 2011 RECEITAS DESCRIÇÃO VALORES PERCENTUAIS ESCLARECIMENTOS 1- Valor do repasse do Contrato de Gestão IGAM 2010 R$ 8.000.000,00 100% R$ 8.000.000,00 100% Instrumento Legal: Contrato

Leia mais

DISCUSSÃO SOBRE ALTERAÇÃO DO VALOR DA COBRANÇA NA RH II -GUANDU. Seropédica 05 de maio de 2016

DISCUSSÃO SOBRE ALTERAÇÃO DO VALOR DA COBRANÇA NA RH II -GUANDU. Seropédica 05 de maio de 2016 DISCUSSÃO SOBRE ALTERAÇÃO DO VALOR DA COBRANÇA NA RH II -GUANDU Seropédica 05 de maio de 2016 Cobrança no Estado de São Paulo HISTÓRICO 1991 1993 1990 Criação da Lei paulista nº 7.663, de 1991, que instituiu

Leia mais

O Sistema Integrado de Gerenciamento de Recursos Hídricos - SP -SIGRH-

O Sistema Integrado de Gerenciamento de Recursos Hídricos - SP -SIGRH- O Sistema Integrado de Gerenciamento de Recursos Hídricos - SP -SIGRH- Walter Tesch e-mail: wtesch@sp.gov.br E-mail: walter.tesch65@gmail.com Secretaria de Saneamento e Recursos Hídricos Coordenadoria

Leia mais

Nota Técnica nº 013 /2009/SAG Doc.2807/09 Em 06 de fevereiro de Ao Senhor Superintendente de Apoio à Gestão de Recursos Hídricos

Nota Técnica nº 013 /2009/SAG Doc.2807/09 Em 06 de fevereiro de Ao Senhor Superintendente de Apoio à Gestão de Recursos Hídricos Nota Técnica nº 013 /2009/SAG Doc.2807/09 Em 06 de fevereiro de 2009 Ao Senhor Superintendente de Apoio à Gestão de Recursos Hídricos Assunto: Avaliação de alternativas de sustentabilidade financeira da

Leia mais

Estudo Prognóstico sobre a Viabilidade Econômico-financeira para a Criação da Agência da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco

Estudo Prognóstico sobre a Viabilidade Econômico-financeira para a Criação da Agência da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco Mesa Redonda: Tema: Palestra: Criação da Agência de Bacia Hidrográfica Modelos Institucionais de Agência de bacia Hidrográfica Estudo Prognóstico sobre a Viabilidade Econômico-financeira para a Criação

Leia mais

MESA TEMÁTICA AGÊNCIA DAS BACIAS PCJ. Eduardo Cuoco Léo Coordenador de Sistema de Informações Fundação Agência das Bacias PCJ

MESA TEMÁTICA AGÊNCIA DAS BACIAS PCJ. Eduardo Cuoco Léo Coordenador de Sistema de Informações Fundação Agência das Bacias PCJ MESA TEMÁTICA AGÊNCIA DAS BACIAS PCJ Eduardo Cuoco Léo Coordenador de Sistema de Informações Fundação Agência das Bacias PCJ SESC Piracicaba, 07 de maio de 2015 A AGÊNCIA DAS BACIAS PCJ NOSSA MISSÃO Executar

Leia mais

RECURSOS HÍDRICOS PRINCIPAIS INSTRUMENTOS DA POLÍTICA DE GESTÃO DAS ÁGUAS

RECURSOS HÍDRICOS PRINCIPAIS INSTRUMENTOS DA POLÍTICA DE GESTÃO DAS ÁGUAS RECURSOS HÍDRICOS PRINCIPAIS INSTRUMENTOS DA POLÍTICA DE GESTÃO DAS ÁGUAS cartilha recursos hidricos.indd 1 11/29/12 5:15 PM 2 cartilha recursos hidricos.indd 2 11/29/12 5:15 PM Índice Introdução 4 Plano

Leia mais

PLANOS DE RECURSOS HÍDRICOS

PLANOS DE RECURSOS HÍDRICOS PLANOS DE RECURSOS HÍDRICOS INSTRUMENTOS DE GESTÃO Lei 10.179/2014 POLÍTICA ESTADUAL DE RECURSOS HÍDRICOS OUTORGA ENQUADRAMENTO COBRANÇA SISTEMA DE INFORMAÇÕES COMPENSAÇÃO FUNDÁGUA PLANO DE RECURSOS HÍDRICOS

Leia mais

Proteção e recuperação de mananciais para abastecimento público de água

Proteção e recuperação de mananciais para abastecimento público de água Proteção e recuperação de mananciais para abastecimento público de água Proteção e recuperação de mananciais para abastecimento público de água Assegurar água bruta em quantidade e qualidade para o SAA

Leia mais

SEMINÁRIO FIESP GESTÃO DA ÁGUA A CRISE NÃO ACABOU

SEMINÁRIO FIESP GESTÃO DA ÁGUA A CRISE NÃO ACABOU SEMINÁRIO FIESP GESTÃO DA ÁGUA A CRISE NÃO ACABOU Sergio Razera Diretor Presidente Fundação Agência das Bacias PCJ CONTEXTUALIZAÇÃO Fonte: PLANO DE BACIAS, 2010-2020 3 Área: 15.304km 2 (92,6% SP e 7,4%

Leia mais

A Bacia Hidrográfica como Unidade de Gerenciamento para Ações Descentralizadas

A Bacia Hidrográfica como Unidade de Gerenciamento para Ações Descentralizadas Governo do Estado de São Paulo Secretaria do Meio Ambiente do Estado de São Paulo Coordenadoria de Recursos Hídricos A Bacia Hidrográfica como Unidade de Gerenciamento para Ações Descentralizadas UNIMEP/CBHs

Leia mais

Perspectivas do Setor Usuários

Perspectivas do Setor Usuários Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Araguari (CBH Araguari) 1ª Assembleia Geral Extraordinária de 2015 Perspectivas do Setor Usuários Cléber Frederico Ribeiro 1º Secretário Nacional da Assemae e Assessor

Leia mais

Planejamento Sistêmico Estratégico AGB PEIXE VIVO Produto #2. Estruturas Sistêmicas Inicial e Parciais GMAP UNISINOS

Planejamento Sistêmico Estratégico AGB PEIXE VIVO Produto #2. Estruturas Sistêmicas Inicial e Parciais GMAP UNISINOS Planejamento Sistêmico Estratégico AGB PEIXE VIVO Produto #2 Estruturas Sistêmicas Inicial e Parciais GMAP UNISINOS Estrutura inicial apresentada Capacidade Negociação c/as Partes Interessadas Crescimento

Leia mais

DISCUSSÃO SOBRE ALTERAÇÃO RH II -GUANDU. Seropédica 03de março de 2016

DISCUSSÃO SOBRE ALTERAÇÃO RH II -GUANDU. Seropédica 03de março de 2016 DISCUSSÃO SOBRE ALTERAÇÃO DO VALOR DA COBRANÇA NA RH II -GUANDU Seropédica 03de março de 2016 As Bacias Hidrográficas no Estado de Minas Gerais Agências de Bacias Hidrográficas no Estado de Minas Gerais

Leia mais

Planejamento Hídrico para Habitação, Abastecimento e Saneamento

Planejamento Hídrico para Habitação, Abastecimento e Saneamento Planejamento Hídrico para Habitação, Abastecimento e Saneamento ENCOB 2015 Caldas Novas - GO 08.10.2015 BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO PIRACICABA Fonte: Agência PCJ BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO CAPIVARI Fonte:

Leia mais

INTERFACE ENTRE OS INSTRUMENTOS DE GESTÃO DE RECURSOS HÍDRICOS E O LICENCIAMENTO AMBIENTAL: Exemplos com ênfase na Questão Federativa

INTERFACE ENTRE OS INSTRUMENTOS DE GESTÃO DE RECURSOS HÍDRICOS E O LICENCIAMENTO AMBIENTAL: Exemplos com ênfase na Questão Federativa INTERFACE ENTRE OS INSTRUMENTOS DE GESTÃO DE RECURSOS HÍDRICOS E O LICENCIAMENTO AMBIENTAL: Exemplos com ênfase na Questão Federativa Sérgio Ayrimoraes Superintendente de Planejamento de Recursos Hídricos

Leia mais

Nota Técnica nº 031/2011/SAG Documento nº / Em 04 de março de 2011

Nota Técnica nº 031/2011/SAG Documento nº / Em 04 de março de 2011 Nota Técnica nº 031/2011/SAG Documento nº 005487/2011-88 Em 04 de março de 2011 Ao Senhor Superintendente de Apoio à Gestão de Recursos Hídricos Assunto: Secretaria Executiva do CBH Paranaíba Histórico

Leia mais

A REPRESENTAÇÃO DA INDÚSTRIA NOS COMITÊS DE BACIA HIDROGRÁFICA A COBRANÇA PELO USO DA ÁGUA LANÇAMENTO DE EFLUENTES/ ENQUADRAMENTO

A REPRESENTAÇÃO DA INDÚSTRIA NOS COMITÊS DE BACIA HIDROGRÁFICA A COBRANÇA PELO USO DA ÁGUA LANÇAMENTO DE EFLUENTES/ ENQUADRAMENTO A REPRESENTAÇÃO DA INDÚSTRIA NOS COMITÊS DE BACIA HIDROGRÁFICA A COBRANÇA PELO USO DA ÁGUA LANÇAMENTO DE EFLUENTES/ ENQUADRAMENTO DIRETORIA REGIONAL DO CIESP DE SOROCABA Outubro de 2009 GESTÃO DE RECURSOS

Leia mais

O Comitê de Integração da Bacia Hidrográfica do Rio Paraíba do Sul - CEIVAP. Vera Lúcia Teixeira Vice-Presidente do CEIVAP

O Comitê de Integração da Bacia Hidrográfica do Rio Paraíba do Sul - CEIVAP. Vera Lúcia Teixeira Vice-Presidente do CEIVAP O Comitê de Integração da Bacia Hidrográfica do Rio Paraíba do Sul - CEIVAP Vera Lúcia Teixeira Vice-Presidente do CEIVAP ESCASSEZ HIDRICA DA BACIA DO RIO PARAIBA DO SUL Água: bem público com valor econômico

Leia mais

RIO GRANDE DO NORTE LEI COMPLEMENTAR Nº 481, DE 03 DE JANEIRO DE 2013.

RIO GRANDE DO NORTE LEI COMPLEMENTAR Nº 481, DE 03 DE JANEIRO DE 2013. RIO GRANDE DO NORTE LEI COMPLEMENTAR Nº 481, DE 03 DE JANEIRO DE 2013. Altera a Lei Estadual nº 6.908, de 1º de julho de 1996, que Dispõe sobre a Política Estadual de Recursos Hídricos, institui o Sistema

Leia mais

NOTA TÉCNICA AGB PEIXE VIVO SOBRE A NECESSIDADE DA REVISÃO DA COBRANÇA PELO USO DE RECURSOS HÍDRICOS NA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO SÃO FRANCISCO

NOTA TÉCNICA AGB PEIXE VIVO SOBRE A NECESSIDADE DA REVISÃO DA COBRANÇA PELO USO DE RECURSOS HÍDRICOS NA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO SÃO FRANCISCO NOTA TÉCNICA AGB PEIXE VIVO SOBRE A NECESSIDADE DA REVISÃO DA COBRANÇA PELO USO DE RECURSOS HÍDRICOS NA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO SÃO FRANCISCO (com contribuições da Coordenação de Sustentabilidade Financeira

Leia mais

AGEVAP ENTIDADE DELEGATÁRIA NAS FUNÇÕES DE AGÊNCIA DE BACIA

AGEVAP ENTIDADE DELEGATÁRIA NAS FUNÇÕES DE AGÊNCIA DE BACIA AGEVAP ENTIDADE DELEGATÁRIA NAS FUNÇÕES DE AGÊNCIA DE BACIA A INTEGRAÇÃO/PARCERIA ENTRE OS COMITÊS DE BACIAS HIDROGRÁFICAS E A SUA DELEGATÁRIA NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO EXPOASEAC 2016 12 de maio de 2016

Leia mais

A cobrança pelo uso da água na experiência francesa e o papel das agências de bacias hidrográficas

A cobrança pelo uso da água na experiência francesa e o papel das agências de bacias hidrográficas IV Seminário Regional sobre os Usos Múltiplos da Água e Gestão Integrada de Recursos Hídricos A cobrança pelo uso da água na experiência francesa e o papel das agências de bacias hidrográficas Patrick

Leia mais

COBRANÇA PELO USO DA ÁGUA Aplicação dos recursos arrecadados e sustentabilidade financeira da entidade delegatária CBH- PARANAIBA

COBRANÇA PELO USO DA ÁGUA Aplicação dos recursos arrecadados e sustentabilidade financeira da entidade delegatária CBH- PARANAIBA COBRANÇA PELO USO DA ÁGUA Aplicação dos recursos arrecadados e sustentabilidade financeira da entidade delegatária CBH- PARANAIBA 31/07/2014 - Brasília DF SERGIO RAZERA Diretor-Presidente Fundação Agência

Leia mais

PROGRAMAS DE REUSO DE ÁGUA NAS BACIAS PCJ. Sergio Razera Diretor Presidente Fundação Agência das Bacias PCJ

PROGRAMAS DE REUSO DE ÁGUA NAS BACIAS PCJ. Sergio Razera Diretor Presidente Fundação Agência das Bacias PCJ PROGRAMAS DE REUSO DE ÁGUA NAS BACIAS PCJ Sergio Razera Diretor Presidente Fundação Agência das Bacias PCJ 16º Encontro Técnico de Alto Nível: Reúso de Água EPUSP, 07 de novembro de 2016 CONTEXTUALIZAÇÃO

Leia mais

Planos de recursos hídricos. SIMONE ROSA DA SILVA Profª UPE/POLI

Planos de recursos hídricos. SIMONE ROSA DA SILVA Profª UPE/POLI Planos de recursos hídricos SIMONE ROSA DA SILVA Profª UPE/POLI Planos de recursos hídricos x Políticas setoriais Planos de recursos hídricos: base legal Lei n.º 9.433/97...são planos diretores que visam

Leia mais

POLÍTICA NACIONAL DE MEIO AMBIENTE (PNMA) (Lei 6.938/81) (profundas implicações para a proteção jurídica das águas)

POLÍTICA NACIONAL DE MEIO AMBIENTE (PNMA) (Lei 6.938/81) (profundas implicações para a proteção jurídica das águas) A LEI DAS ÁGUAS POLÍTICA NACIONAL DE MEIO AMBIENTE (PNMA) (Lei 6.938/81) (profundas implicações para a proteção jurídica das águas) CONSTITUIÇÃO FEDERAL DE 1988 definição do domínio público das águas (União

Leia mais

DELIBERAÇÃO CEIVAP Nº 222/2014 DE 11 DE DEZEMBRO DE 2014

DELIBERAÇÃO CEIVAP Nº 222/2014 DE 11 DE DEZEMBRO DE 2014 DELIBERAÇÃO CEIVAP Nº 222/2014 DE 11 DE DEZEMBRO DE 2014 Dispõe sobre recomendações à emissão de outorga de implantação de empreendimento para interligação/transposição de parte das águas da represa do

Leia mais

Instituto de Engenharia do Paraná ABES-PR Setembro -2016

Instituto de Engenharia do Paraná ABES-PR Setembro -2016 Instituto de Engenharia do Paraná ABES-PR Setembro -2016 Prof. Msc. Pedro Luís Prado Franco Legislação Ambiental e de Recursos Política Nacional de Meio Ambiente (Lei 6.938/1981) Instrumentos: Padrões

Leia mais

RESUMO DOS GASTOS EVENTOS 2015 VALOR GLOBAL GASTO. XXVII Plenária Ordinária do CBHSF R$ ,92

RESUMO DOS GASTOS EVENTOS 2015 VALOR GLOBAL GASTO. XXVII Plenária Ordinária do CBHSF R$ ,92 RESUMO DOS GASTOS EVENTOS 2015 EVENTO VALOR GLOBAL GASTO XXVII Plenária Ordinária do CBHSF R$ 92.758,92 II Reunião com os Membros das Instituições Técnicas de Pesquisa e Ensino Superior da Bacia Hidrográfica

Leia mais

I - a água é um bem de domínio público;

I - a água é um bem de domínio público; POLÍTICA NACIONAL DOS RECURSOS HÍDRICOS CF/88 São bens da União:; III - os lagos, rios e quaisquer correntes de água em terrenos de seu domínio, ou que banhem mais de um Estado, sirvam de limites com outros

Leia mais

DISCUSSÃO SOBRE ALTERAÇÃO DO VALOR DA COBRANÇA NA RH II - GUANDU. Seropédica 14 de julho de 2016

DISCUSSÃO SOBRE ALTERAÇÃO DO VALOR DA COBRANÇA NA RH II - GUANDU. Seropédica 14 de julho de 2016 DISCUSSÃO SOBRE ALTERAÇÃO DO VALOR DA COBRANÇA NA RH II - GUANDU Seropédica 14 de julho de 2016 As Bacias Hidrográficas no Estado do Paraná Comitês de Bacias Hidrográficas no Estado do Paraná Comitês de

Leia mais

Cobrança pelo uso da Água, através da Agência de Água PCJ:

Cobrança pelo uso da Água, através da Agência de Água PCJ: Tema: Retrospectiva de atuação como Entidade Equiparada AGB / PJ Autores: Francisco Carlos Castro Lahóz Coordenador de Projetos do Consórcio PCJ e Coordenador do Contrato de Gestão do Comitê PJ Jussara

Leia mais

Lei nº 7.663, de 30/12/91 (Estadual Paulista)

Lei nº 7.663, de 30/12/91 (Estadual Paulista) Apresentação: Histórico da implantação da Fundação Agência das Bacias PCJ Lei nº 7.663, de 30/12/91 (Estadual Paulista) Estabelece normas de orientação à Política Estadual de Recursos Hídricos bem como

Leia mais

PROGRAMA PRODUTOR DE ÁGUA NO GUARIROBA

PROGRAMA PRODUTOR DE ÁGUA NO GUARIROBA PROGRAMA PRODUTOR DE ÁGUA NO GUARIROBA Rossini Ferreira Matos Sena Especialista em Recursos Hídricos Superintendência de Implementação de Programas e Projetos Devanir Garcia dos Santos Gerente de Uso Sustentável

Leia mais

IMPLEMENTAÇÃO DA POLÍTICA ESTADUAL DE RECURSOS HÍDRICOS

IMPLEMENTAÇÃO DA POLÍTICA ESTADUAL DE RECURSOS HÍDRICOS SEM ARH SECRETARIA DO MEIO AMBIENTE E DOS RECURSOS HÍDRICOS IMPLEMENTAÇÃO DA POLÍTICA ESTADUAL DE RECURSOS HÍDRICOS JOSÉ DE PAULA MORAES FILHO SECRETÁRIO DO MEIO AMBIENTE E DOS RECURSOS HÍDRICOS RECURSOS

Leia mais

Pacto Internacional Das Águas Estudo de Caso das Bacias PCJ

Pacto Internacional Das Águas Estudo de Caso das Bacias PCJ X SIMPÓSIO DE RECURSOS HÍDRICOS DO NORDESTE ABRH 2010 Fortaleza /CE AGÊNCIA DE ÁGUA PCJ Pacto Internacional Das Águas Estudo de Caso das Bacias PCJ Autores: Francisco Lahóz e outros Apresentação: Engª

Leia mais

Fundo de Recuperação, Proteção Ambiental e Desenvolvimento Sustentável das Bacias Hidrográficas do Estado de Minas Gerais.

Fundo de Recuperação, Proteção Ambiental e Desenvolvimento Sustentável das Bacias Hidrográficas do Estado de Minas Gerais. Fundo de Recuperação, Proteção Ambiental e Desenvolvimento Sustentável das Bacias Hidrográficas do Estado de Minas Gerais. OBJETIVO DO FHIDRO (art. 2º, Lei 15.910/2005) Dar suporte financeiro a programas

Leia mais

A COBRANÇA A PELO USO DOS RECURSOS HÍDRICOS H BACIAS PCJ

A COBRANÇA A PELO USO DOS RECURSOS HÍDRICOS H BACIAS PCJ A COBRANÇA A PELO USO DOS RECURSOS HÍDRICOS H NAS BACIAS PCJ FEDERAÇÃO INDUSTRIAS S C 30/09/2010 EDUARDO L. PASCHOALOTT I C.R.M.A - FIESP 1 Características Físicas das Bacias PCJ Bacias dos Rios Piracicaba,

Leia mais

PAINEL 2 USO SUSTENTÁVEL DA ÁGUA. São Paulo, 23 de março de 2009

PAINEL 2 USO SUSTENTÁVEL DA ÁGUA. São Paulo, 23 de março de 2009 GESTÃO ESTRATÉGICA DA ÁGUA PAINEL 2 USO SUSTENTÁVEL DA ÁGUA São Paulo, 23 de março de 2009 1200 DISPONIBILIDADE E DEMANDA DE ÁGUA - 2007 Vazão (m 3 /s) 1000 SUBTERRÂNEA 800 600 400 SUPERFICIAL SUBTERRÂNEA

Leia mais

Ricardo Dinarte Sandi Superintendência de Apoio à Gestão de Recursos Hídricos - ANA. Goiânia, 06 de agosto de 2008

Ricardo Dinarte Sandi Superintendência de Apoio à Gestão de Recursos Hídricos - ANA. Goiânia, 06 de agosto de 2008 Ricardo Dinarte Sandi Superintendência de Apoio à Gestão de Recursos Hídricos - ANA Goiânia, 06 de agosto de 2008 Convênio de Integração Plano de Bacia Cadastro Outorga Regularização Comitê de Bacia Agência

Leia mais

Relatório de Atividades Comitê de Bacia Hidrográfica Rio Paranaíba. Exercício 2013

Relatório de Atividades Comitê de Bacia Hidrográfica Rio Paranaíba. Exercício 2013 Relatório de Atividades Comitê de Bacia Hidrográfica Rio Paranaíba Exercício 2013 Goiânia, 23 de abril de 2014 No dia 1٥ de março, em Belo Horizonte/MG, o Secretário do CBH Paranaíba, senhor Nilo André

Leia mais

Política Nacional de Recursos Hídricos

Política Nacional de Recursos Hídricos Política Nacional de Recursos Hídricos João Bosco Senra Diretor de Recursos Hídricos SRHU/MMA Workshop Sobre Contas de Água, Energia, Terra e Ecossistemas Rio de Janeiro, 23 a 25 de setembro de 2009 BRASIL

Leia mais

DISPONIBILIDADE HÍDRICA DO SISTEMA CANTAREIRA PARA A BACIA DOS RIOS PIRACICABA CAPIVARI E JUNDIAÍ. Crise da água: desafios e soluções

DISPONIBILIDADE HÍDRICA DO SISTEMA CANTAREIRA PARA A BACIA DOS RIOS PIRACICABA CAPIVARI E JUNDIAÍ. Crise da água: desafios e soluções DISPONIBILIDADE HÍDRICA DO SISTEMA CANTAREIRA PARA A BACIA DOS RIOS PIRACICABA CAPIVARI E JUNDIAÍ Crise da água: desafios e soluções 03 de Junho de 2014. Água no Mundo LOCAL Volume (km 3 ) Percentagem

Leia mais

HISTÓRICO DE COBRANÇA PELO USO DE ÁGUA EM BACIAS HIDROGRÁFICAS DE DOMÍNIO DA UNIÃO HISTORICAL COLLECTION FOR WATER USE IN WATERSHED OF UNION DOMAIN

HISTÓRICO DE COBRANÇA PELO USO DE ÁGUA EM BACIAS HIDROGRÁFICAS DE DOMÍNIO DA UNIÃO HISTORICAL COLLECTION FOR WATER USE IN WATERSHED OF UNION DOMAIN HISTÓRICO DE COBRANÇA PELO USO DE ÁGUA EM BACIAS HIDROGRÁFICAS DE DOMÍNIO DA UNIÃO Fernando Silva Bernardes 1* & Synara Olendzky Broch 2 Resumo - A Lei Federal nº 9.433/1997 instituiu como instrumento,

Leia mais

OUTORGA DE DIREITO DE USO DOS RECURSOS HÍDRICOS

OUTORGA DE DIREITO DE USO DOS RECURSOS HÍDRICOS OUTORGA DE DIREITO DE USO DOS RECURSOS HÍDRICOS Buscando atender a uma necessidade das empresas associadas, a Assessoria Ambiental do SICEPOT-MG elaborou uma compilação de Informações sobre a Outorga de

Leia mais

U SC/ C PR P O R DE D MA

U SC/ C PR P O R DE D MA Guilhardes de Jesus Júnior MS. Desenvolvimento Regional e Meio Ambiente UESC/PRODEMA 1 Geleiras: 2% Oceanos e mares: 97% Rios, lagos e lençóis subterrâneos: 1% 2 Distribuição da água no Brasil 3 UTILIZAÇÃO

Leia mais

Segurança hídrica no Sudeste: soluções de longo prazo

Segurança hídrica no Sudeste: soluções de longo prazo Segurança hídrica no Sudeste: soluções de longo prazo Sérgio Ayrimoraes Superintendente de Planejamento de Recursos Hídricos SPR/ANA São Paulo-SP, 21 de agosto de 2014 SEGURANÇA HÍDRICA PARA ABASTECIMENTO

Leia mais

Tópicos de Gestão de Recursos Hídricos

Tópicos de Gestão de Recursos Hídricos Tópicos de Gestão de Recursos Hídricos Bruno Collischonn - Especialista em Recursos Hídricos Superintendência de Outorga e Fiscalização SOF/ANA Seminário de Gestão Ambiental na Agropecuária Bento Gonçalves

Leia mais

URBAN AGE SÃO PAULO WORKSHOP APRIL 2008

URBAN AGE SÃO PAULO WORKSHOP APRIL 2008 URBAN AGE SÃO PAULO WORKSHOP APRIL 2008 Rosa Maria Mancini Governo do Estado de São Paulo Gestão de Recursos Hídricos no Estado All rights are reserved by the presenter. www.urban-age.net URBAN AGE SÃO

Leia mais

COMITÊ DA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO SÃO FRANCISCO

COMITÊ DA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO SÃO FRANCISCO MINUTA DELIBERAÇÃO CBHSF Nº XX, de XX de agosto de 2017 Atualiza os mecanismos e sugere novos valores de cobrança pelo uso de recursos hídricos na bacia hidrográfica do rio São Francisco O Comitê da Bacia

Leia mais

DELIBERAÇÃO CEIVAP Nº 218/2014 DE 25 DE SETEMBRO DE 2014

DELIBERAÇÃO CEIVAP Nº 218/2014 DE 25 DE SETEMBRO DE 2014 DELIBERAÇÃO CEIVAP Nº 218/2014 DE 25 DE SETEMBRO DE 2014 Estabelece mecanismos e propõe valores para a cobrança pelo uso de recursos hídricos na bacia hidrográfica do rio Paraíba do Sul, a partir de 2015

Leia mais

INSTRUMENTOS DA POLÍTICA NACIONAL DE RECURSOS HÍDRICOS E FERRAMENTA DE GESTÃ (SSD RB)

INSTRUMENTOS DA POLÍTICA NACIONAL DE RECURSOS HÍDRICOS E FERRAMENTA DE GESTÃ (SSD RB) INSTRUMENTOS DA POLÍTICA NACIONAL DE RECURSOS HÍDRICOS E FERRAMENTA DE GESTÃ (SSD RB) RESUMO Os instrumentos da Política Nacional de Recursos Hídricos, Lei 9.433, de 8 de janeiro de 1997, visão assegurar

Leia mais

PRODES. Programa Despoluição de Bacias Hidrográficas

PRODES. Programa Despoluição de Bacias Hidrográficas PRODES Programa Despoluição de Bacias Hidrográficas O que motivou a criação do PRODES? Reduzir os níveis de poluição hídrica nas Bacias Hidrográficas do país: - estímulo financeiro, na forma de Pagamento

Leia mais

MANUAL ORIENTADOR DA REVISÃO DAS PRIORIDADES DO PLANO NACIONAL DE RECURSOS HÍDRICOS PARA MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE

MANUAL ORIENTADOR DA REVISÃO DAS PRIORIDADES DO PLANO NACIONAL DE RECURSOS HÍDRICOS PARA MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE CONSELHO NACIONAL DE RECURSOS HÍDRICOS MANUAL ORIENTADOR DA REVISÃO DAS PRIORIDADES DO PLANO NACIONAL DE RECURSOS HÍDRICOS PARA 2016-2020 MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE CONSELHO

Leia mais

Carlos Eduardo Nascimento Alencastre

Carlos Eduardo Nascimento Alencastre Carlos Eduardo Nascimento Alencastre 1º ENCONTRO DE ORGANISMOS DE BACIAS DA AMÉRICA LATINA E CARIBE FOZ DO IGUAÇU (BRASIL). DE 18 A 21 DE NOVEMBRO DE 2009 Evolução Histórica A evolução histórica pode ser

Leia mais

Termos de Referência para contratação de serviços para elaboração do Relatório de Situação dos Recursos Hídricos das Bacias Hidrográficas dos rios

Termos de Referência para contratação de serviços para elaboração do Relatório de Situação dos Recursos Hídricos das Bacias Hidrográficas dos rios Termos de Referência para contratação de serviços para elaboração do Relatório de Situação dos Recursos Hídricos das Bacias Hidrográficas dos rios Piracicaba Capivari e Jundiaí 2007. Piracicaba, junho

Leia mais

A Governadora do Estado do Rio de Janeiro, Faço saber que a Assembléia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro decreta e eu sanciono a seguinte Lei:

A Governadora do Estado do Rio de Janeiro, Faço saber que a Assembléia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro decreta e eu sanciono a seguinte Lei: LEI Nº 4247, DE 16 DE DEZEMBRO DE 2003. DISPÕE SOBRE A COBRANÇA PELA UTILIZAÇÃO DOS RECURSOS HÍDRICOS DE DOMÍNIO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. A Governadora do Estado do Rio de

Leia mais

Relatório Oficina de Trabalho

Relatório Oficina de Trabalho Relatório Oficina de Trabalho Relatoria: Carla Wstane: Geógrafa (PUC Minas), Especialista em Estudos Ambientais, Mestre em Geografia (UFMG), Doutoranda em Geografia (UFES). Membro do Subcomitê do Ribeirão

Leia mais

Guia do Representante da. Comitês de Bacia. Hidrográfica

Guia do Representante da. Comitês de Bacia. Hidrográfica Guia do Representante da Fiemg Comitês de Bacia Hidrográfica 2 3 SUMÁRIO Apresentação...5 Mapa estratégico do sistema fiemg...6 Objetivos e premissas da representação...7 Interesses pessoas x interesses

Leia mais

COBRANÇA PELO USO DOS RECURSOS HÍDRICOS *

COBRANÇA PELO USO DOS RECURSOS HÍDRICOS * COBRANÇA PELO USO DOS RECURSOS HÍDRICOS * Collection by the use of water resources Paulo Millan ** Resumo: O trabalho busca traçar panorama geral do estágio em que se encontra a cobrança dos recursos hídricos

Leia mais

obrança pelo Uso de Recursos Hídricos na Mineração 2º Congresso Brasileiro de Mineração elo Horizonte, 27/09/2007

obrança pelo Uso de Recursos Hídricos na Mineração 2º Congresso Brasileiro de Mineração elo Horizonte, 27/09/2007 obrança pelo Uso de Recursos Hídricos na Mineração 2º Congresso Brasileiro de Mineração elo Horizonte, 27/09/2007 atrick Thomas gência Nacional de Águas Caracterização do Uso cessos de Extração a) Extração

Leia mais

PHD 2538 Gerenciamento de Recursos Hídricos

PHD 2538 Gerenciamento de Recursos Hídricos PHD 2538 Gerenciamento de Recursos Hídricos Política e Sistema Nacional de Gestão de Recursos Hídricos. Aspectos Legais e Institucionais da Gestão de Recursos Hídricos. Gestão de Recursos Hídricos Retrospectiva

Leia mais

POLITICAS PÚBLICAS NO CONTEXTO DOS EVENTOS EXTREMOS

POLITICAS PÚBLICAS NO CONTEXTO DOS EVENTOS EXTREMOS POLITICAS PÚBLICAS NO CONTEXTO DOS EVENTOS EXTREMOS Eventos Hidrológicos Extremos: a crise como oportunidade para transformações nas Bacias PCJ Consórcio PCJ e Petrobrás SESC, Piracicaba/SP, 07 de maio

Leia mais

Audiência Pública sobre o Plano de Redução de Riscos de Petrópolis

Audiência Pública sobre o Plano de Redução de Riscos de Petrópolis Boletim Informativo Digital Quinzenal. 16 a 31 de maio de 2017 Audiência Pública sobre o Plano de Redução de Riscos de Petrópolis (foto: Victor Montes/AGEVAP UD2) Audiência Pública sobre o Plano de Redução

Leia mais

2. CARACTERIZAÇÃO DAS BACIAS

2. CARACTERIZAÇÃO DAS BACIAS 2. CARACTERIZAÇÃO DAS BACIAS 2.1. Caracterização geral A área de abrangência dos estudos, apresentada no Desenho 1, é de 15.303,67 km 2 e contem as bacias hidrográficas dos rios Piracicaba (incluindo as

Leia mais

A Crise de Água O que podemos fazer como pais, educadores e cidadãos para enfrentar a escassez de água e construir soluções de curto e longo prazo?

A Crise de Água O que podemos fazer como pais, educadores e cidadãos para enfrentar a escassez de água e construir soluções de curto e longo prazo? A Crise de Água O que podemos fazer como pais, educadores e cidadãos para enfrentar a escassez de água e construir soluções de curto e longo prazo? Samuel Barrêto Diretor do Movimento Água para São Paulo

Leia mais

A COBRANÇA A PELO USO DE DA UNIÃO. de Cobrança a do Comitê das Bacias do Alto Iguaçu u e Afluentes do Alto Ribeira CT-COB

A COBRANÇA A PELO USO DE DA UNIÃO. de Cobrança a do Comitê das Bacias do Alto Iguaçu u e Afluentes do Alto Ribeira CT-COB 3º Reunião da Câmara Técnica T de Cobrança a do Comitê das Bacias do Alto Iguaçu u e Afluentes do Alto Ribeira CT-COB COB A COBRANÇA A PELO USO DE RECURSOS HÍDRICOS H DE DOMÍNIO DA UNIÃO PATRICK THOMAS

Leia mais

DELIBERAÇÃO NORMATIVA Nº 15, DE 14 DE ABRIL DE 2011

DELIBERAÇÃO NORMATIVA Nº 15, DE 14 DE ABRIL DE 2011 DELIBERAÇÃO NORMATIVA Nº 15, DE 14 DE ABRIL DE 2011 Dispõe sobre mecanismos e valores de cobrança pelo uso de recursos hídricos na bacia hidrográfica do rio Piracicaba-MG. O Comitê da Bacia Hidrográfica

Leia mais

RETROSPECTIVA DO PROCESSO ELEITORAL PROCESSO ELEITORAL

RETROSPECTIVA DO PROCESSO ELEITORAL PROCESSO ELEITORAL RETROSPECTIVA DO PROCESSO ELEITORAL - 008 PROCESSO ELEITORAL - 00 A MOBILIZAÇÃO - CAPACITAÇÃO DOS MOBILIZADORES Nov/007 - ENCONTROS REGIONAIS - Dez/007 a Mar/008 (0 em Goiás; 6 em Minas Gerais, no Distrito

Leia mais