Em 13/09/2016 o médico J.M.S.N. encaminha consulta ao CRM e inicialmente faz seus

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Em 13/09/2016 o médico J.M.S.N. encaminha consulta ao CRM e inicialmente faz seus"

Transcrição

1 PARECER CONSULTA CRM/PA PROCESSO CONSULTA N 19/2016 PROTOCOLO N 5832/2016 INTERESSADA: J.M.S.N. PARECERISTA: CONSELHEIRO ARTHUR DA COSTA SANTOS. EMENTA: Médico Militar. Legalidade na cumulação de cargos privativos a profissionais de saúde. Possibilidade. I- DA CONSULTA: Em 13/09/2016 o médico J.M.S.N. encaminha consulta ao CRM e inicialmente faz seus considerando e ao fim faz seu questionamento: ( \' Considerando que atualmente o CBMPA não possui médicos no seu Quadro de Oficiais de Saúde. Considerando que no dia 21 de Janeiro de 2016 fui outorgado' MÉDICO pela Universidade Federal do Pará sob o CRM-PA no Considerando que temos no CBMPA uma demanda que está vem sendo realizada VOLUNTARIAMENTE oficial, devido á falta de médicos como já acima. solicito médica e por este referido Considerando que existe a necessidade em termos médicos para atender a demanda dos nossos militares no que diz respeito a homologações de atestados médicos, ambulatório médico, avaliação médica, prevenção em atividades operacionais, práticas esportivas, testes de aptidão física para promoções assim como orientações e assessoria técnica, dentre outros. Considerando que faço parte do Quadro de oficiais Combatentes do Corpo de Bombeiros Militar do Pará desde o ano de 2010 e que desempenho as minhas funções internas acumulativas com a de médico dentro do CBMPA, sem o prejuízo da primeira. Diante do exposto acima, CRM-PA uma orientação e/ou parecer se há alguma ilegalidade em exercer tal função MÉDICA, VOLUNTARIAMENTE, no CBMPA, ao Av. Generalíssimo Deodoro, Umarizal- CEP Belém-PA

2 haja vista que não sou do quadro de corporação. saúde da II- DO PARECER: A Lei n de 20/10/2000 da Presidência da República - Casa Civil - Subchefia para Assuntos Jurídicos, estabeleceu normas gerais para a prestação voluntária de serviços administrativos e de serviços auxiliares de saúde e de defesa civil nas Polícias Militares e nos Corpos de Bombeiros Militares. transcreve-se abaixo: Seu conteúdo Art. 1 Os Estados e o Distrito Federal poderão instituir a prestação voluntária de serviços administrativos e de serviços auxiliares de saúde e de defesa civil nas Policias Militares e nos Corpos de Bombeiros Militares, observadas as disposições desta Lei. Art. 2 A prestação voluntária dos serviços terá duração de um ano, prorrogável por, no máximo, igual periodo, a critério do Poder Executivo, ouvido o Comandante-Geral da respectiva Polícia Militar ou Corpo de Bombeiros Militar. Parágrafo único. O prazo de duração da prestação voluntária poderá ser inferior ao estabelecido no caput deste artigo nos seguintes casos: I - em virtude de solicitação ~o interessado; 11 quando o voluntário apresentar conduta incompatível com os serviços prestados; ou em razão da natureza do serviço prestado. Art. 3 Poderão ser admitidos como voluntários à prestação dos serviços: I homens, maiores de dezoito e menores de vinte e três anos, que excederem às necessidades de incorporação das Forças Armadas; e 11 - mulheres, na mesma faixa etária do inciso I. Art. 4 Os Estados e o Distrito Federal estabelecerão: I - número de voluntários aos serviços, que não poderá exceder a proporção de um voluntário para cada cinco integrantes do efetivo determinado em lei para a respectiva Polícia Militar ou Corpo de Bombeiros Militar; 11 - os requisitos necessários para o desempenho das atividades ínsitas aos serviços a serem prestados; e 111 o critério de admissão dos voluntários aos serviços. Art. 5 Os Estados e o Distrito Federal poderão estabelecer outros casos para a prestação de serviços voluntários nas Polícias Militares e nos Corpos de Av. Generalissimo Deodoro, Umarizal- CEP Belém-PA

3 Bombeiros Militares, sendo vedados a esses prestadores, sob qualquer hipótese, nas vias públicas, o porte ou o uso de armas de fogo e o exercicio do poder de policia. Art. 6 Os voluntários admitidos fazem jus ao recebimento de auxilio mensal, de natureza juridica indenizatória, a ser fixado pelos Estados e pelo Distrito Federal, destinado ao custeio das despesas necessárias à execução dos serviços a que se refere esta Lei. ~ 1 O auxilio mensal a que se refere este artigo não poderá exceder dois salários minimos. ~ 2 A prestação voluntária dos serviços vinculo empregaticio, nem obrigação de trabalhista, previdenciária ou afim. não gera natureza Em Expediente CFM n. o 4825/2013 que trata de Médicos militares e da Possibilidade de acumulação de cargos privativos de profissionais de saúde, o Conselho federal de Medicina se manifestou da seguinte forma: Sabe que as forças armadas brasileiras possuem, em seus corpos e quadros, diversos profissionais da área de saúde, entre eles, médicos, dentistas, farmacêuticos e enfermeiros militares, cujo ingresso na carreira militar é feito mediante concurso público em que se exige habilitação especifica na área de saúde. Da mesma forma, as instituições militares dos Estados possuem quadros especificos para profissionais de saúde, cujo ingresso na carreira é feito mediante concurso público em que se exige habilitação especifica na área de atuação. Portanto, os médicos, dentistas, farmacêuticos e enfermeiros militares, exercem cargos privativos de profissionais de saúde, com profissões regulamentadas, de modo que o idealismo que motivou a instituição de tais funções no seio das instituições militares não retira desses profissionais a condição de serem essencialmente profissionais da saúde. Sabe-se, também, que é vedado aos militares acumularem sua função com outra civil permanente, já que a CF/88 determina que o militar que assuma cargo civil permanente será transferido para a reserva, tudo com base no art. 142, ~ 3, 11, da CF/88, com a redação dada pela Emenda Constitucional n 18/98. Todavia, há que se diferenciar a situação do médico militar que acumulava cargo civil anteriormente à CF/88, já que para estes, por expressa previsão no art. 17, ~ 10, do ADCT (ATO DAS DISPOSIÇÕES CONSTITUCIONAIS TRANSITÓRIAS), seria, em tese, possivel acumular ambos os cargos púbicos, civil e militar. Av. Generallssimo Deodoro, Umarizal- CEP Belém-PA

4 III- DA CONCLUSÃO: Devemos observar, todavia, que o exerc~c~o cumulativo de dois cargos privativos de profissionais de saúde, na ativa, é norma de exceção, portanto, de caráter transitório, somente se aplicando aos militares que já se encontravam naquela situação quando do momento da promulgação da Constituição, ou seja, 5 de outubro de Outro ponto a ser enfrentado, diz com a possibilidade de acumulação de cargos de profissionais de saúde por médico militar que esteja na reserva. Cabe observar, nesse diapasão, que o próprio Estatuto dos Militares permite, no intuito de desenvolver a prática profissional, que aos oficiais titulares dos Quadros ou Serviços de Saúde e de Veterinária, exerçam atividade técnico-profissional no meio civil, desde que tal prática não prejudique o serviço (art. 29, ~ 3 do EM). O que não se permite é o exercício concomitante dessas mesmas atividades na Administração Pública, enquanto o militar estiver em atividade, por expressa vedação constitucional (art. 142, ~3, inciso II, da CF). (grifos do autor) Pelo exposto acima, este SEJUR conclui que: 1. Em que pese haver na jurisprudência formada no âmbito dos Tribunais ordinários a possibilidade de se encontrar linhas hermenêuticas em sentido contrário, no sentido de permitir a cumulaçâo de cargos na hipótese em que o militar for também médico ou professor, desde que provada à compatibilidade de horários, tem-se que, por expressa previsão constitucional, é vedado aos servidores públicos federais militares, inclusive profissionais da saúde, a possibilidade de acumularem o posto ou a graduação com cargo público civil, em quaisquer das esferas políticas de poder. 2. Já quanto aos casos de acumulação indevida ocorridos até o advento da Constituição Federal de 1988, com base na norma do art. 17, parágrafos l e 2, do ADCT, tem-se que tais situações foram convalidadas, de modo que os médicos militares podem exercer cumulativamente os cargos de profissionais de saúde. 3. Por fim, no que se refere aos médicos das Forças Armadas, bem como os membros das Polícias Militares e Corpos de Bombeiros Militares, conclui-se que eles podem exercer, na inatividade, outro cargo ou emprego público privativos de profissionais de Av. Generalíssimo Deodoro, Umarizal- CEP Belém-PA e-mai!:

5 ,.,. saúde, na forma do contido no art. 37, inciso, XVI, letra "c" da Constituição da República. É o parecer, s.m.j. Belém, 05 de outubro de Or. ~~u~d~tos. cj2::lheiro Parecerista CRM/PA Lid O e Aprovado na Sessllo Plenário de: 2eu~ Av. Generalissimo Deodoro, Umarizal. CEP Belém.PA e.mai!:

CRM-PA. CONSElHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO 00 PARÁ

CRM-PA. CONSElHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO 00 PARÁ CONSElHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO 00 PARÁ PARECER CONSULTA Noi1J2016 CRM/PA PROCESSO CONSULTA N 14/2016 PROTOCOLO N 5414/2016 INTERESSADA: G.N.R. PARECERISTA: CONSELHEIRO MANOEL WALBER DOS SANTOS

Leia mais

DESPACHO SEJUR N.º 499/2015

DESPACHO SEJUR N.º 499/2015 DESPACHO SEJUR N.º 499/2015 (Aprovado em Reunião de Diretoria em 14/10/2015) Interessado: Dr. Luiz Alberto de Freitas. Expedientes n.º 9577/2015 Assunto: Análise jurídica. Médicos militares. Possibilidade

Leia mais

CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA

CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA EMENTA: Médico Militar Oficial da Polícia Militar Diretor Técnico de Hospital da Polícia Militar Incompetência dos Conselhos de Medicina para exercer a ação disciplinar contra

Leia mais

PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO Nº 40, DE (Do Poder Executivo)

PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO Nº 40, DE (Do Poder Executivo) PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO Nº 40, DE 2003 (Do Poder Executivo) Modifica os artigos 37, 40, 42, 48, 96, 142 e 149 da Constituição Federal, o artigo 8º da Emenda Constitucional nº 20, de 15 de dezembro

Leia mais

CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL 1988

CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL 1988 CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL 1988 TÍTULO IV DA ORGANIZAÇÃO DOS PODERES CAPÍTULO IV DAS FUNÇÕES ESSENCIAIS À JUSTIÇA Seção I Do Ministério Público Art. 127. O Ministério Público é instituição

Leia mais

Acumulação de Cargos/Proventos. Cleuton Sanches

Acumulação de Cargos/Proventos. Cleuton Sanches Acumulação de Cargos/Proventos Cleuton Sanches Referências Constitucionais Art. 37. XVI - é vedada a acumulação remunerada de cargos públicos, exceto, quando houver compatibilidade de horários, observado

Leia mais

DE RECURSOS HUMANOS MARCOS CANDIDO ANALISTA ADMINISTRATIVO

DE RECURSOS HUMANOS MARCOS CANDIDO ANALISTA ADMINISTRATIVO CENTRO DE RECURSOS HUMANOS MARCOS CANDIDO ANALISTA ADMINISTRATIVO APOSENTADORIA BOAS VINDAS... MSG APOSENTADORIA Objetivo do treinamento Fortalecer o conhecimento das formas mais empregadas de aposentadoria

Leia mais

Direito Administrativo

Direito Administrativo Atualização 2: para ser juntada na pág. 140 do Livro Direito Administrativo Em 2014, após o lançamento do livro, foi aprovada a EC 77/2014, que alterou os incisos II, III e VIII do 3º do art. 142 da Constituição

Leia mais

Aposentadoria especial nos RPPS

Aposentadoria especial nos RPPS Aposentadoria especial nos RPPS Quem deve emitir o PPP e os Laudos Periciais? Conversão de períodos especiais em comum para servidores públicos; Regime Jurídico único????? Mandado de Injunção e Aposentadoria

Leia mais

SUBSTITUTIVO ADOTADO PELA COMISSÃO. Art. 1º A Constituição Federal passa a vigorar com as seguintes alterações: Art

SUBSTITUTIVO ADOTADO PELA COMISSÃO. Art. 1º A Constituição Federal passa a vigorar com as seguintes alterações: Art COMISSÃO ESPECIAL DESTINADA A APRECIAR E PROFERIR PARECER À PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO Nº 40-A, DE 2003, QUE "MODIFICA OS ARTS. 37, 40, 42, 48, 96, 142 E 149 DA CONSTITUIÇÃO FEDERAL, O ART. 8º DA

Leia mais

Agentes Públicos. Disposições Constitucionais. RAD Profa. Dra. Emanuele Seicenti de Brito

Agentes Públicos. Disposições Constitucionais. RAD Profa. Dra. Emanuele Seicenti de Brito Agentes Públicos Disposições Constitucionais RAD 2601 - Profa. Dra. Emanuele 1 Conceito Todos aqueles que exercem função pública, ainda que em caráter temporário ou sem remuneração. 2 Espécies de agente

Leia mais

REVOGADA PELA PORTARIA Nº 7.796, DE (D.O.U ) PORTARIA Nº 4.882, DE 16 DE DEZEMBRO DE 1998 (D.O.U

REVOGADA PELA PORTARIA Nº 7.796, DE (D.O.U ) PORTARIA Nº 4.882, DE 16 DE DEZEMBRO DE 1998 (D.O.U REVOGADA PELA PORTARIA Nº 7.796, DE 28.08.2000 (D.O.U. 29.08.2000) PORTARIA Nº 4.882, DE 16 DE DEZEMBRO DE 1998 (D.O.U. - 17.12.98) O MINISTRO DE ESTADO DA PREVIDÊNCIA E ASSISTÊNCIA SOCIAL, no uso da atribuição

Leia mais

Lei nº de Dispõe sobre a profissão de Bombeiro Civil e dá outras providências.

Lei nº de Dispõe sobre a profissão de Bombeiro Civil e dá outras providências. Lei nº 11.901 de 12.01.2009 Dispõe sobre a profissão de Bombeiro Civil e dá outras providências. O Presidente da República Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte Lei: Art.

Leia mais

É a situação do servidor que ocupa mais de um cargo, emprego ou função pública.

É a situação do servidor que ocupa mais de um cargo, emprego ou função pública. ACUMULAÇÃO DE CARGOS É a situação do servidor que ocupa mais de um cargo, emprego ou função pública. Requisitos básicos: Existência de acúmulo de cargos, empregos ou funções. Conforme a Constituição Federal,

Leia mais

Artigo extraído do SITE JUSMILITARIS

Artigo extraído do SITE JUSMILITARIS DA IMPOSSIBILIDADE DE ACUMULAÇÃO DE CARGOS PÚBLICOS PERMANENTES E TEMPORÁRIOS POR MILITARES DA ATIVA DAS FORÇAS ARMADAS. Autor: Rubens dos Santos Silva Capitão da Aeronáutica/Assessor na Justiça Militar

Leia mais

RESOLUÇÃO 22/ (vinte) horas semanais de trabalho; 40 (quarenta) horas semanais de trabalho;

RESOLUÇÃO 22/ (vinte) horas semanais de trabalho; 40 (quarenta) horas semanais de trabalho; Regulamenta o Regime de Trabalho na UESB, 20(vinte) 40 (quarenta) horas e de Tempo Integral com Dedicação Exclusiva. O Conselho Superior de Ensino, Pesquisa e Extensão CONSEPE, no uso de suas atribuições,

Leia mais

Lei Orgânica do Ministério Público

Lei Orgânica do Ministério Público CONCURSO DE CREDENCIAMENTO DE ESTAGIÁRIOS - MP/SP 2016 LEI ORGÂNICA DO MP Professor Thiago Gomes professorthiagogomes@gmail.com Facebook: tgluiz 1. CONSIDERAÇÕES INICIAIS O que o MP? Instituição que defende

Leia mais

Projeto de Lei Complementar nº 278 /2016 Poder Executivo

Projeto de Lei Complementar nº 278 /2016 Poder Executivo Projeto de Lei Complementar nº 278 /2016 Poder Executivo Dispõe sobre o período e regras de transição com vista à estruturação do Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio Grande do Sul, e dá outras

Leia mais

Edição Número 128 de 06/07/2005

Edição Número 128 de 06/07/2005 Atos do Congresso Nacional Edição Número 128 de 06/07/2005 EMENDA CONSTITUCIONAL N o 47 Altera os arts. 37, 40, 195 e 201 da Constituição Federal, para dispor sobre a previdência social, e dá outras providências.

Leia mais

DISPOSIÇÕES CONSTITUCIONAIS I

DISPOSIÇÕES CONSTITUCIONAIS I DISPOSIÇÕES CONSTITUCIONAIS I CF, art. 37, I Podem ocupar cargo, emprego e função pública Norma constitucional de eficácia contida I - Brasileiro Deve preencher os requisitos estabelecidos na lei Requisitos

Leia mais

2. Transcreve-se a seguir as informações constantes no Despacho: Solicito parecer jurídico em relação ao assunto.

2. Transcreve-se a seguir as informações constantes no Despacho: Solicito parecer jurídico em relação ao assunto. Parecer Jurídico nº 14/2015 Interessado: CAU/DF. Assunto: Questionamento sobre a obrigatoriedade do pagamento da contribuição sindical Ementa: Direito Administrativo. Questionamento sobre a obrigatoriedade

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO MAIO 2017 P R EV ID ÊN C IA P EC 287

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO MAIO 2017 P R EV ID ÊN C IA P EC 287 UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO MAIO 2017 R EFO R M A D A P R EV ID ÊN C IA P EC 287 EC 20/98 fim da aposentadoria proporcional, criação do 85/95 para o servidor público EC 41/03 Aposentadoria por

Leia mais

SENADO FEDERAL COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO, JUSTIÇA E CIDADANIA

SENADO FEDERAL COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO, JUSTIÇA E CIDADANIA SENADO FEDERAL COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO, JUSTIÇA E CIDADANIA PARECER Nº, DE 2003 Redação, para o segundo turno, da Proposta de Emenda à Constituição nº 67, de 2003 (nº 40, de 2003, na Câmara dos Deputados).

Leia mais

Nota Técnica de Expediente nº 19 /2012, do SEJUR. Expediente CFM nº 1945/2012 I - RELATÓRIO

Nota Técnica de Expediente nº 19 /2012, do SEJUR. Expediente CFM nº 1945/2012 I - RELATÓRIO EMENTA: Resolução CFM nº 1832/2008 Visto de estudante para médico estrangeiro formado em medicina em faculdade estrangeira Ingresso no Brasil para cursar pós-graduação Anuência do CRM Visto temporário

Leia mais

Princípios Constitucionais Versus Princípios da Administração Pública

Princípios Constitucionais Versus Princípios da Administração Pública ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA NA CONSTITUIÇÃO FEDERAL Art. 37. A administração pública direta e indireta de qualquer dos Poderes da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios obedecerá aos princípios

Leia mais

ESTADO DE ALAGOAS GABINETE DO GOVERNADOR

ESTADO DE ALAGOAS GABINETE DO GOVERNADOR ESTADO DE ALAGOAS GABINETE DO GOVERNADOR LEI Nº 6.774, DE 23 DE NOVEMBRO DE 2006. CRIA O ESTATUTO DOS SERVIDORES DO QUADRO DE SERVIÇOS AUXILIARES DE APOIO TÉCNICO E ADMINISTRATIVO DO MINISTÉRIO PÚBLICO

Leia mais

CRM/pA. EMENTA: Processo demissional não

CRM/pA. EMENTA: Processo demissional não CRM-PA CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DO PARÁ PARECER CONSULTA N (J~/2016 02/2016 PROTOCOLO N 1235/2016 CRM/pA PROCESSO CONSULTA N INTERESSADA: C.E.P.S/ARTHUR DA COSTA SANTOS EMENTA: Processo

Leia mais

MUNICÍPIO DE ROLADOR/RS. Parecer 039/13/PJM

MUNICÍPIO DE ROLADOR/RS. Parecer 039/13/PJM Parecer 039/13/PJM Consulente: Prefeito. Assunto: Controle preventivo de constitucionalidade. Referência: Processo Administrativo nº. 564/2013. Ementa: DIREITO CONSTITUCIONAL. PROCESSO LEGISLATIVO. PROJETO

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR nº 840/11. Rodrigo Cardoso

LEI COMPLEMENTAR nº 840/11. Rodrigo Cardoso LEI COMPLEMENTAR nº 840/11 Rodrigo Cardoso Art. 1º Esta Lei Complementar institui o regime jurídico dos servidores públicos civis da administração direta, autárquica e fundacional e dos órgãos relativamente

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR Nº 41 DE 26/12/ 2001 ( DOPE 27/12/2001) SALÁRIO FAMÍLIA

LEI COMPLEMENTAR Nº 41 DE 26/12/ 2001 ( DOPE 27/12/2001) SALÁRIO FAMÍLIA LEI COMPLEMENTAR Nº 41 DE 26/12/ 2001 ( DOPE 27/12/2001) SALÁRIO FAMÍLIA NOTA: Ver Lei Complementar nº 43/2002,Lei Complementar nº48/2003.atualizada até Lei complementar nº64, de 20 de dezembro de 2004.

Leia mais

Nos termos do art. 194, da Constituição Federal:

Nos termos do art. 194, da Constituição Federal: NOTA TÉCNICA EM RELAÇÃO À CONSTITUCIONALIDADE DA METODOLOGIA UTILIZADA PELA ANFIP ASSOCIAÇÃO NACIONAL DOS AUDITORES FISCAIS DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL EM SEU ESTUDO ANÁLISE DA SEGURIDADE SOCIAL 2015

Leia mais

LEI Nº 712/2007. O PREFEITO MUNICIPAL DE SERRINHA, ESTADO DA AHIA, faz saber que o plenário aprovou e eu sanciono e mando publicar a seguinte lei:

LEI Nº 712/2007. O PREFEITO MUNICIPAL DE SERRINHA, ESTADO DA AHIA, faz saber que o plenário aprovou e eu sanciono e mando publicar a seguinte lei: LEI Nº 712/2007 Dispõe sobre o Estatuto da Guarda Civil Municipal de Serrinha, e dá outras providencias. O PREFEITO MUNICIPAL DE SERRINHA, ESTADO DA AHIA, faz saber que o plenário aprovou e eu sanciono

Leia mais

Resolução nº XXX de XX de XXXXX de 20XX

Resolução nº XXX de XX de XXXXX de 20XX Resolução nº XXX de XX de XXXXX de 20XX Dispõe sobre exercício da docência voluntária no âmbito do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo nos programas de pós-graduação O PRESIDENTE

Leia mais

Tribunal de Contas do Estado do Pará

Tribunal de Contas do Estado do Pará PREJULGADO nº. 10 - de 23.11.1995 A C Ó R D Ã O Nº. 22.664 (Processo nº. 95/55567-3) EMENTA: É de ser concedido o registro do benefício da pensão, correspondente à totalidade dos proventos do servidor

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DA ADMINISTRAÇÃO E DO PATRIMÔNIO INSTRUÇÃO NORMATIVA SEAP Nº 05, DE 28 DE ABRIL DE 1999.

SECRETARIA DE ESTADO DA ADMINISTRAÇÃO E DO PATRIMÔNIO INSTRUÇÃO NORMATIVA SEAP Nº 05, DE 28 DE ABRIL DE 1999. SECRETARIA DE ESTADO DA ADMINISTRAÇÃO E DO PATRIMÔNIO INSTRUÇÃO NORMATIVA SEAP Nº 05, DE 28 DE ABRIL DE 1999. Estabelece orientação aos órgãos setoriais e seccionais do Sistema de Pessoal Civil da Administração

Leia mais

SENADO FEDERAL COMISSÃO DIRETORA PARECER Nº 526, DE 2016

SENADO FEDERAL COMISSÃO DIRETORA PARECER Nº 526, DE 2016 SENADO FEDERAL COMISSÃO DIRETORA PARECER Nº 526, DE 2016 Redação, para o segundo turno, da Proposta de Emenda à Constituição nº 159, de 2015 (nº 74, de 2015, na Câmara dos Deputados). A Comissão Diretora

Leia mais

Prefeitura Municipal de Acaiaca

Prefeitura Municipal de Acaiaca LEI COMPLEMENTAR N 06/2013 Transforma empregos em cargos públicos e dá outras providências. O PREFEITO DO MUNICÍPIO DE ACAIACA Faço saber que a Câmara Municipal de Acaiaca aprovou, e eu, Prefeito Municipal,

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DE MATO GROSSO

CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DE MATO GROSSO 1 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 PARECER CONSULTA CRM-MT Nº 03/2014 DATA DA ENTRADA: 21 de agosto de 2013 INTERESSADO: Sra. S. M. B. M. CONSELHEIRA CONSULTORA: Dra Hildenete Monteiro Fortes ASSUNTO: Esclarecimento

Leia mais

PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO Nº 241-D, DE 2016

PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO Nº 241-D, DE 2016 CÂMARA DOS DEPUTADOS PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO Nº 241-D, DE 2016 REDAÇÃO PARA O SEGUNDO TURNO DE DISCUSSÃO DA PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO Nº 241-C, DE 2016, que altera o Ato das Disposições

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos DECRETO N o 3.112, DE 6 DE JULHO DE 1999. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, no uso da atribuição que lhe confere o inciso IV do art. 84 da

Leia mais

Substitua-se, os artigos 46 ao 68 pelos seguintes artigos, renumerando os demais bem como os anexos:

Substitua-se, os artigos 46 ao 68 pelos seguintes artigos, renumerando os demais bem como os anexos: COMISSÃO DE TRABALHO, DE ADMINISTRAÇÃO E SERVIÇO PÚBLICO-CTASP EMENDA SUBSTITUTIVA AO PROJETO DE LEI 6788 de 2017 Substitua-se no PL 6788, os artigos 46 ao 68 pelos seguintes artigos: Substitua-se, os

Leia mais

ART. 41. Art. 41. São estáveis após três anos de efetivo exercício os servidores nomeados para cargo de provimento efetivo em virtude de concurso públ

ART. 41. Art. 41. São estáveis após três anos de efetivo exercício os servidores nomeados para cargo de provimento efetivo em virtude de concurso públ DIREITO ADMINISTRATIVO AULA 2: DEVERES E RESPONSABILIDADES DOS AGENTES PÚBLICOS. TÓPICO 02: REGIMES JURÍDICOS FUNCIONAIS Antes de adentrarmos a questão dos Regimes Jurídicos Funcionais, faz-se necessário

Leia mais

COMENTÁRIOS DO IBRAC À CONSULTA PÚBLICA CADE Nº 05 DE 2014

COMENTÁRIOS DO IBRAC À CONSULTA PÚBLICA CADE Nº 05 DE 2014 COMENTÁRIOS DO IBRAC À CONSULTA PÚBLICA CADE Nº 05 DE 2014 Conteúdo da Consulta Art. 3º. O pedido de Consulta deverá obrigatoriamente conter: ( ) IV a indicação de todos os dispositivos de lei e precedentes

Leia mais

GOVERNO DE SERGIPE LEI Nº DE 12 DE ABRIL DE Faço saber que a Assembleia Legislativa do Estado aprovou e que eu sanciono a seguinte

GOVERNO DE SERGIPE LEI Nº DE 12 DE ABRIL DE Faço saber que a Assembleia Legislativa do Estado aprovou e que eu sanciono a seguinte GOVERNO DE SERGIPE LEI Nº. 8.101 DE 12 DE ABRIL DE 2016 O GOVERNADOR DO ESTADO DE SERGIPE, Altera e acrescenta dispositivos da Lei nº 5.853, de 20 de março de 2006, que dispõe sobre a criação do Instituto

Leia mais

MUNICÍPIO DE ROLADOR/RS. Parecer 042/14/PJM

MUNICÍPIO DE ROLADOR/RS. Parecer 042/14/PJM Parecer 042/14/PJM Consulente: Departamento de Pessoal (DEPEL). Assunto: Contribuição previdenciária de servidor efetivo ocupante de cargo em comissão. Referência: Processo Administrativo nº. 760/2014

Leia mais

MEMO. CD. N. 016/2014 Brasília, 25 de julho de 2014.

MEMO. CD. N. 016/2014 Brasília, 25 de julho de 2014. MEMO. CD. N. 016/2014 Brasília, 25 de julho de 2014. DO: CONSELHO DELIBERATIVO - Biênio 2013/2015 PARA: PAULO HENRIQUE CARVALHO / ex Presidente da Diretoria Executiva Biênio 2007/2009. ASSUNTO: Solicita

Leia mais

Altera o Ato das Disposições Constitucionais Transitórias, para instituir o Novo Regime Fiscal, e dá outras providências.

Altera o Ato das Disposições Constitucionais Transitórias, para instituir o Novo Regime Fiscal, e dá outras providências. Altera o Ato das Disposições Constitucionais Transitórias, para instituir o Novo Regime Fiscal, e dá outras providências. AS MESAS DA CÂMARA DOS DEPUTADOS E DO SENADO FEDERAL, nos termos do 3º do art.

Leia mais

NOTA TÉCNICA ADPF n. 001/2015 Proposição Ementa Explicação da Ementa Autoria Relator Art. 1º

NOTA TÉCNICA ADPF n. 001/2015 Proposição Ementa Explicação da Ementa Autoria Relator Art. 1º NOTA TÉCNICA ADPF n. 001/2015 Ref. Proc. nº 5236/13 Proposição: PEC 412/2009 Ementa: Altera o 1º do art. 144 da Constituição Federal, dispondo sobre a organização da Polícia Federal. Explicação da Ementa:

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos 1 de 5 01/09/2016 09:30 Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos DECRETO N o 3.017, DE 6 DE ABRIL DE 1999. Aprova o Regimento do Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo

Leia mais

DIREITO CONSTITUCIONAL

DIREITO CONSTITUCIONAL DIREITO CONSTITUCIONAL 01. (TRF da 2ª Região/Técnico Judiciário/2007) Mirian exerce o cargo efetivo de professora de ensino médio da rede pública estadual de ensino, atividade esta que sempre desempenhou

Leia mais

PARECER CRM/MS N 12/2016 PROCESSO CONSULTA N.

PARECER CRM/MS N 12/2016 PROCESSO CONSULTA N. PARECER CRM/MS N 12/2016 PROCESSO CONSULTA N. 10/2016 Interessado: V. P. DE E. M. SS Conselheiro Relator: Dr. Faisal Augusto Alderete Esgaib ASSUNTO: Cobrança de honorários para emissão de laudo, atestado,

Leia mais

PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 95, DE

PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 95, DE SENADO FEDERAL PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 95, DE 2011 O CONGRESSO NACIONAL decreta: Altera a Lei nº 8.906, de 04 de julho de 1994, para ampliar o conceito de atividade de advocacia, atividade jurídica

Leia mais

PROCEDIMENTO DA DIRETORIA DE PESSOAL. Título: Acumulação de Cargos Públicos - Docentes

PROCEDIMENTO DA DIRETORIA DE PESSOAL. Título: Acumulação de Cargos Públicos - Docentes PROCEDIMENTO DA DIRETORIA DE PESSOAL Procedimento: 38R2 Título: Acumulação de Cargos Públicos - Docentes UNIFEI DIRETORIA DE PESSOAL Objetivo: Padronização do processo de acumulação de cargos públicos

Leia mais

BANCO CENTRAL DO BRASIL

BANCO CENTRAL DO BRASIL LEI Nº 8.911 DE 11 DE JULHO DE 1994 Dispõe sobre a remuneração dos cargos em comissão, define critérios de incorporação de vantagens de que trata a Lei nº 8.112, de 11 de dezembro de 1990, no âmbito do

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO RESOLUÇÃO Nº 08/2016 Altera a Lei nº 5.343/2008 e a Lei nº 6.328/2012, para aperfeiçoar a carreira docente da UERJ, e dá outras providências. O CONSELHO UNIVERSITÁRIO, no uso da competência que lhe atribui

Leia mais

RATEIO DE MATERIAIS PARA CONCURSOS

RATEIO DE MATERIAIS PARA CONCURSOS LEGISLAÇÕES ESTADUAIS DO PARANÁ Concurso Polícia Científica do Paraná Aula 01 Prof. Tiago Zanolla Aula 01 LEI 6.174/1970 PARTE I Sumário Sumário... 1 1 Considerações Iniciais... 2 2 - Lei n.º 6.174/1970...

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 013/2016 TCE, de 21 de junho de 2016.

RESOLUÇÃO Nº 013/2016 TCE, de 21 de junho de 2016. RESOLUÇÃO Nº 013/2016 TCE, de 21 de junho de 2016. Dispõe sobre a concessão do auxílio complementar à assistência a saúde aos Conselheiros, Auditores, Procuradores e Servidores do Tribunal de Contas do

Leia mais

DEFINIÇÃO REQUISITOS BÁSICOS DOCUMENTAÇÃO INFORMAÇÕES GERAIS

DEFINIÇÃO REQUISITOS BÁSICOS DOCUMENTAÇÃO INFORMAÇÕES GERAIS DEFINIÇÃO É a situação em que o servidor ocupa mais de um cargo, emprego ou função pública ou, ainda, percebe proventos de inatividade simultaneamente com a remuneração de cargo, emprego ou função pública

Leia mais

CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL. CAPÍTULO VII DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA Seção I DISPOSIÇÕES GERAIS

CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL. CAPÍTULO VII DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA Seção I DISPOSIÇÕES GERAIS CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL CAPÍTULO VII DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA Seção I DISPOSIÇÕES GERAIS Art. 37. A administração pública direta e indireta de qualquer dos Poderes da União, dos

Leia mais

PARECER N 001/2017-SIND-UEA INTERESSADO:

PARECER N 001/2017-SIND-UEA INTERESSADO: Ao Ilmo. Professor Dr. Roberto Sanches Mubarac Sobrinho Sindicato dos Docentes da Universidade do Estado do Amazonas SS/SIND-UEA Av. Tancredo Neves, 282, sala 10 Centro Comercial Vila Mariana Parque 10

Leia mais

CONSIDERANDO o disposto no inciso VIII, do art 30 do estatuto do cref12/pe-al

CONSIDERANDO o disposto no inciso VIII, do art 30 do estatuto do cref12/pe-al Recife, 28 de outubro de 2016 RESOLUÇÃO CREF12/PE-AL nº 053 / 2016 Fixa os valores das diárias, verbas de participação e representação concedidas pelo Conselho Regional de Educação Física 12ª Região Pernambuco

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos LEI Nº 11.890, DE 24 DE DEZEMBRO DE 2008. Conversão da MPv nº 440, de 2008. Mensagem de veto Dispõe sobre a reestruturação da composição

Leia mais

DESIGNAÇÃO / NOMEAÇÃO PARA FUNÇÃO DE CHEFIA

DESIGNAÇÃO / NOMEAÇÃO PARA FUNÇÃO DE CHEFIA DESIGNAÇÃO / NOMEAÇÃO PARA FUNÇÃO DE CHEFIA Cód.: DFG Nº: 44 Versão: 10 Data: 12/07/2017 DEFINIÇÃO Ato de investidura do servidor no exercício de função de confiança integrante do quadro de chefias da

Leia mais

ESTADO DO PIAUÍ CONTROLADORIA-GERAL DO ESTADO

ESTADO DO PIAUÍ CONTROLADORIA-GERAL DO ESTADO PARECER: 31 / 2009 ASSUNTO: PREVISÃO OU NÃO DE INCIDÊNCIA E RETENÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA E DE CONTRIBUIÇÃO PREVIDENCIÁRIA EM REMUNERAÇÕES POR JETON AUFERIDAS POR MEMBROS DA JARI DA SETRANS. ÓRGÃO INTERESSADO:

Leia mais

NORMA DE CESSÃO DE EMPREGADOS - NOR 318

NORMA DE CESSÃO DE EMPREGADOS - NOR 318 MANUAL DE GESTÃO DE PESSOAS COD. 300 ASSUNTO: CESSÃO DE EMPREGADOS COD: NOR 318 APROVAÇÃO: Resolução Nº 14/2010, de 08/10/2010 NORMA DE CESSÃO DE EMPREGADOS - NOR 318 1/6 SUMÁRIO 1. FINALIDADE... 02 2.

Leia mais

Art. 1º Fica instituído o Corpo Temporário de Inativos da Segurança Pública - CTISP. 1º O Corpo será constituído por:

Art. 1º Fica instituído o Corpo Temporário de Inativos da Segurança Pública - CTISP. 1º O Corpo será constituído por: LEI Nº 13.718, de 02 de março de 2006 Dispõe sobre o Corpo Temporário de Inativos da Segurança Pública no Estado. O GOVERNADOR DO ESTADO DE SANTA CATARINA, Faço saber a todos os habitantes deste Estado

Leia mais

CARLOS MENDONÇA DIREITO PREVIDENCIÁRIO

CARLOS MENDONÇA DIREITO PREVIDENCIÁRIO CARLOS MENDONÇA DIREITO PREVIDENCIÁRIO Conteúdo Programático Direito Previdenciário: Seguridade social: origem e evolução legislativa no Brasil; conceito; organização e princípios constitucionais. Da assistência

Leia mais

PROCEDIMENTO DA DIRETORIA DE PESSOAL. Título: Acumulação de Cargos Públicos - STAE

PROCEDIMENTO DA DIRETORIA DE PESSOAL. Título: Acumulação de Cargos Públicos - STAE PROCEDIMENTO DA DIRETORIA DE PESSOAL Procedimento: 36 Título: Acumulação de Cargos Públicos - STAE UNIFEI DIRETORIA DE PESSOAL Objetivo: Padronização do processo de acumulação de cargos públicos - STAE

Leia mais

Maratona TJ-PR Direito Constitucional. Prof. Ricardo Vale

Maratona TJ-PR Direito Constitucional. Prof. Ricardo Vale Maratona TJ-PR Direito Constitucional Prof. Ricardo Vale (1) Igualdade Material - Ações Afirmativas - Súmula Vinculante nº 37: Não cabe ao Poder Judiciário, que não tem função legislativa, aumentar vencimentos

Leia mais

Poder Legislativo - Fiscalização Contábil, Financeira e Orçamentária

Poder Legislativo - Fiscalização Contábil, Financeira e Orçamentária Direito Constitucional Poder Legislativo - Fiscalização Contábil, Financeira e Orçamentária Poder Legislativo CF. Art. 70 A fiscalização contábil, financeira, orçamentária, operacional e patrimonial da

Leia mais

NOTA TÉCNICA Nº 101 /2014/CGNOR/DENOP/SEGEP/MP

NOTA TÉCNICA Nº 101 /2014/CGNOR/DENOP/SEGEP/MP MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO Secretaria de Gestão Pública Departamento de Normas e Procedimentos Judiciais de Pessoal Coordenação-Geral de Aplicação das Normas NOTA TÉCNICA Nº 101 /2014/CGNOR/DENOP/SEGEP/MP

Leia mais

DIREITO CONSTITUCIONAL AULA DEMONSTRATIVA TJPE

DIREITO CONSTITUCIONAL AULA DEMONSTRATIVA TJPE DIREITO CONSTITUCIONAL AULA DEMONSTRATIVA TJPE Prof. Jean Pitter BANCA: IBFC INFORMAÇÕES GERAIS DO CONCURSO CARGOS: Técnico (60 vagas) e Analista (49 vagas) INSCRIÇÕES: 24 de julho a 24 de agosto. Valores:

Leia mais

BuscaLegis.ccj.ufsc.br

BuscaLegis.ccj.ufsc.br BuscaLegis.ccj.ufsc.br Teto remuneratório x repristinação Marcos Antonio da Silva Carneiro* Vladimir Miranda Morgado** Após a edição da Constituição Federal em 1988, várias emendas constitucionais se sucederam

Leia mais

Lei nº 3.311, de 30 de novembro de 1999 O GOVERNADOR DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

Lei nº 3.311, de 30 de novembro de 1999 O GOVERNADOR DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO Lei nº 3.311, de 30 de novembro de 1999 O GOVERNADOR DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO Dispõe sobre o regime previdenciário dos membros e servidores do Poder Legislativo e dá outras providências Faço saber que

Leia mais

SEGURIDADE SOCIAL. DIREITO PREVIDENCIÁRIO AFRF - Exercícios SEGURIDADE SOCIAL. SEGURIDADE SOCIAL Princípios Constitucionais

SEGURIDADE SOCIAL. DIREITO PREVIDENCIÁRIO AFRF - Exercícios SEGURIDADE SOCIAL. SEGURIDADE SOCIAL Princípios Constitucionais SEGURIDADE SOCIAL DIREITO PREVIDENCIÁRIO AFRF - Exercícios Prof. Eduardo Tanaka SAÚDE SEGURIDADE SOCIAL PREVIDÊNCIA SOCIAL ASSISTÊNCIA SOCIAL 1 2 SEGURIDADE SOCIAL Conceituação: A seguridade social compreende

Leia mais

RESOLUÇÃO CRCRJ Nº 487, DE 20 DE FEVEREIRO DE 2017.

RESOLUÇÃO CRCRJ Nº 487, DE 20 DE FEVEREIRO DE 2017. RESOLUÇÃO CRCRJ Nº 487, DE 20 DE FEVEREIRO DE 2017. Dispõe sobre a representação e a participação do CRCRJ em eventos estaduais, nacionais e internacionais e dá outras providências. O CONSELHO REGIONAL

Leia mais

Art. 1º. Os membros da Polícia Militar do Estado do Tocantins são remunerados exclusivamente por subsídios fixados em parcela única.

Art. 1º. Os membros da Polícia Militar do Estado do Tocantins são remunerados exclusivamente por subsídios fixados em parcela única. LEI Nº 1.162, DE 27 DE JUNHO 2000. Publicado no Diário Oficial nº 942 *Revogada pela Lei nº 2.578, de 20/04/2012 Dispõe sobre os subsídios dos Policiais Militares do Estado do Tocantins, e dá outras providências.

Leia mais

PARECER JURÍDICO AO PROJETO DE LEI Nº 777/2016

PARECER JURÍDICO AO PROJETO DE LEI Nº 777/2016 Excelentíssimo Sr. Presidente da Câmara de Vereadores do Município de Pouso Alegre, Minas Gerais, Pouso Alegre 12 de abril de 2016. PARECER JURÍDICO AO PROJETO DE LEI Nº 777/2016 Projeto de autoria do

Leia mais

d) A Resolução é omissa em relação aos débios de multa eleitoral. Como tratar aqueles que devem apenas a multa eleitoral de 2008 e 2009?

d) A Resolução é omissa em relação aos débios de multa eleitoral. Como tratar aqueles que devem apenas a multa eleitoral de 2008 e 2009? EMENTA: RESOLUÇÃO N 2 1993/12. ART. 31. INTERPRETAÇÃO. PROVA DE QUITAÇÃO PARA EXERCÍCIO DO DIREITO DE VOTO NAS ELEIÇÕES DOS CONSELHOS DE MEDICINA. MOMENTO EM QUE SE CONSIDERA O MÉDICO DEVEDOR. Nota Técnica

Leia mais

SUBSTITUTIVO AO PROJETO DE EMENDA À LEI ORGÂNICA Nº 0012/2011

SUBSTITUTIVO AO PROJETO DE EMENDA À LEI ORGÂNICA Nº 0012/2011 SUBSTITUTIVO AO PROJETO DE EMENDA À LEI ORGÂNICA Nº 0012/2011 Altera a Lei Orgânica do Município, a fim de proteger a Moralidade e a Probidade na Administração Pública Municipal, no âmbito do Município

Leia mais

DIREITO PREVIDENCIÁRIO

DIREITO PREVIDENCIÁRIO DIREITO PREVIDENCIÁRIO Prof. Eduardo Tanaka CONCEITUAÇÃO Conceituação: A seguridade social compreende um conjunto integrado de ações de iniciativa dos Poderes Públicos e da sociedade, destinadas a assegurar

Leia mais

PRÓ-REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO. OFÍCIO CIRCULAR Nº 22/2009- PRAd (Processo nº 1085/50/09/1981) São Paulo, 25 de agosto de 2009.

PRÓ-REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO. OFÍCIO CIRCULAR Nº 22/2009- PRAd (Processo nº 1085/50/09/1981) São Paulo, 25 de agosto de 2009. OFÍCIO CIRCULAR Nº 22/2009- PRAd (Processo nº 1085/50/09/1981) São Paulo, 25 de agosto de 2009. Assunto: Período de afastamento de servidor para promover campanha eleitoral deve ser computado para todos

Leia mais

Conselho Regional de Medicina do Estado do Pará RESOLUÇÃO CRMIPA N 78/2002

Conselho Regional de Medicina do Estado do Pará RESOLUÇÃO CRMIPA N 78/2002 . ' Conselho Regional de Medicina do Estado do Pará RESOLUÇÃO CRMIPA N 78/2002 O CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DO PARÁ, no uso de suas atribuições que lhe confere a Lei n03.268, de 30 de setembro

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR Nº 0042 DE 15 DE MARÇO DE 2016.

LEI COMPLEMENTAR Nº 0042 DE 15 DE MARÇO DE 2016. LEI COMPLEMENTAR Nº 0042 DE 15 DE MARÇO DE 2016. INSTITUI O PLANO DE CARREIRA, CARGOS E VENCIMENTOS DA GUARDA CIVIL MUNICIPAL. O PREFEITO MUNICIPAL DE CACHOEIRAS DE MACACU, Estado do Rio de Janeiro, faz

Leia mais

Direitos Trabalhistas Justiça do Trabalho e Recursos Humanos

Direitos Trabalhistas Justiça do Trabalho e Recursos Humanos Direitos Trabalhistas Justiça do Trabalho e Recursos Humanos Palestrante: Estabilidade gestante Estabilidade Acidentária Jornada 12 x 36 Períodos de Intervalo Insalubridade Prof. Cristiano Magalhães 1

Leia mais

Administração Financeira

Administração Financeira Administração Financeira Legislação Aplicável: Arts. 165 a 169 da CRFB Professor Fábio Furtado www.acasadoconcurseiro.com.br Administração Financeira LEGISLAÇÃO APLICÁVEL: ARTS. 165 A 169 DA CRFB Introdução

Leia mais

MPDFT, determina o cumprimento da legislação militar a esses servidores, e que, nem a

MPDFT, determina o cumprimento da legislação militar a esses servidores, e que, nem a MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO AUDITORIA INTERNA SECRETARIA DE ORIENTAÇÃO E AVALIAÇÃO PARECER SEORI/AUDIN-MPU N 2.356/2015 Referência : Oficio n 152/2015/DG/MPDFT, de 18 de setembro de 2015. Protocolo AUDIN-MPU

Leia mais

Asscontas Associação dos Servidores do Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais / Artigos Acesse: ABONO DE PERMANÊNCIA

Asscontas Associação dos Servidores do Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais / Artigos Acesse:  ABONO DE PERMANÊNCIA ABONO DE PERMANÊNCIA O Abono de Permanência, instituto criado pela Emenda Constitucional 41, de 19 de dezembro de 2003 (EC 41/03), consiste em uma restituição, feita pelo Estado ao servidor, do valor que

Leia mais

O GOVERNADOR DO ESTADO DO PIAUÍ. FAÇO saber que o Poder Legislativo do Estado decreta e eu sanciono a seguinte Lei: CAPÍTULO I

O GOVERNADOR DO ESTADO DO PIAUÍ. FAÇO saber que o Poder Legislativo do Estado decreta e eu sanciono a seguinte Lei: CAPÍTULO I LEI ORDINÁRIA Nº 5.673 DE 1 DE AGOSTO DE 2007 Dispõe sobre o Plano de Cargos e Salários do Quadro Efetivo de Pessoal do Tribunal de Contas do Estado do Piauí. O GOVERNADOR DO ESTADO DO PIAUÍ FAÇO saber

Leia mais

Direito Previdenciário e Infortunístico

Direito Previdenciário e Infortunístico Direito Previdenciário e Infortunístico (o presente texto representa apenas anotações para exposição do autor sem validade para citação) 8º tema Previdência Social para os Servidores Públicos. Desde 1990,

Leia mais

CONSULTA Nº /2014

CONSULTA Nº /2014 Autarquia Federal Lei nº 3.268/57 CONSULTA Nº 88.874/2014 Assunto: Ofício nº 177/2014 CMS/Disque Saúde Preenchimento de relatório para análise de pedido de liminar. Relatora: Dra. Camila Kitazawa Cortez,

Leia mais

Nesse contexto dispõe o artigo 40, 4, inciso III, da Constituição Federal:

Nesse contexto dispõe o artigo 40, 4, inciso III, da Constituição Federal: ABONO DE PERMANÊNCIA SERVIDOR PÚBLICO COM DEFICIÊNCIA - NECESSIDADE DE DECISÃO JUDICIAL PARA APLICAÇÃO ANALÓGICA DA LC 142/2013 REGULAMENTANDO O ART 40, 4,I DA CONSTITUIÇÃO FEDERAL Diego Wellington Leonel

Leia mais

COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE CIDADANIA

COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE CIDADANIA COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE CIDADANIA PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO N o 241, DE 2016 Altera o Ato das Disposições Constitucionais Transitórias, para instituir o Novo Regime Fiscal. Autor:

Leia mais

228/2009/COGES/DENOP/SRH/MP. Referência: Processos nºs / , / , / e

228/2009/COGES/DENOP/SRH/MP. Referência: Processos nºs / , / , / e MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO Secretaria de Recursos Humanos Departamento de Normas e Procedimentos Judiciais Coordenação-Geral de Elaboração, Sistematização e Aplicação das Normas Nota

Leia mais

CÂMARA DOS DEPUTADOS

CÂMARA DOS DEPUTADOS PROJETO DE LEI Nº 5.865, DE 2016 (DO Sr. ) Altera a remuneração de servidores públicos, estabelece opção por novas regras de incorporação de gratificação de desempenho às aposentadorias e pensões e dá

Leia mais

APROVA O REGIMENTO INTERNO DA COMISSÃO PERMANENTE DE JUSTIFICAÇÃO DO CBMERJ, E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS.

APROVA O REGIMENTO INTERNO DA COMISSÃO PERMANENTE DE JUSTIFICAÇÃO DO CBMERJ, E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. PORTARIA CBMERJ Nº 335, DE 27 DE MAIO DE 2004 APROVA O REGIMENTO INTERNO DA COMISSÃO PERMANENTE DE JUSTIFICAÇÃO DO CBMERJ, E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. O COMANDANTE GERAL DO CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO

Leia mais

N O T A T É C N I C A

N O T A T É C N I C A N O T A T É C N I C A A ASSOCIAÇÃO DO MINISTÉRIO PÚBLICO DO RIO GRANDE DO SUL AMP/RS, entidade de classe que congrega Promotores e Procuradores de Justiça, vem respeitosamente à presença de Vossa Excelência,

Leia mais

PORTARIA N.º 329/2016

PORTARIA N.º 329/2016 PORTARIA N.º 329/2016 Dispõe sobre a CONVOCAÇÃO de candidato ao cargo de Controlador Interno no Concurso Público para provimento de vaga do quadro efetivo de servidor do Instituto Municipal de Previdência

Leia mais

LEI N 7.498/86, DE 25 DE JUNHO DE Dispõe sobre a regulamentação do exercício da Enfermagem e dá outras providências.

LEI N 7.498/86, DE 25 DE JUNHO DE Dispõe sobre a regulamentação do exercício da Enfermagem e dá outras providências. LEI N 7.498/86, DE 25 DE JUNHO DE 1986. Dispõe sobre a regulamentação do exercício da Enfermagem e dá outras providências. O presidente da República. Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono

Leia mais

Resolução Atricon nº 04/2016

Resolução Atricon nº 04/2016 Resolução Atricon nº 04/2016 Aprova recomendações para fins de aplicação no âmbito dos Tribunais de Contas da tese jurídica de repercussão geral editada pelo STF, em sede do RE 848.826/DF. O Presidente

Leia mais