DIRETORIA OPERACIONAL NÚMERO EMP TECNOLOGIA FOLHA 1/5 ESPECIFICAÇÃO DE MATÉRIA-PRIMA REV DATA 21-19/12/06 REVISÃO DATA MOTIVO/DESCRIÇÃO

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "DIRETORIA OPERACIONAL NÚMERO EMP TECNOLOGIA FOLHA 1/5 ESPECIFICAÇÃO DE MATÉRIA-PRIMA REV DATA 21-19/12/06 REVISÃO DATA MOTIVO/DESCRIÇÃO"

Transcrição

1 TECNOLOGIA FOLHA 1/5 ÍNDICE DE REVISÕES REVISÃO DATA MOTIVO/DESCRIÇÃO 12 26/04/00 ALT. ITEM 3 (PROPRIEDADES - DIÂMETRO DAS CPC S 81409, 81412, 81415, 81439, 81443, 81444, 81448, E EXCL. UNIFORM. DA CAMADA DE ZINCO) /06/00 ALT. ITEM 3 ( ALT NO VALOR EXIGIDO DA PROP. MASSA DA CAMADA DE ZINCO DO DIÂMETRO 1,41 A 1,60 MM QUE PASSA DE 50 G/M 2 PARA 60 G/M 2 ) /07/02 ALT. DO Nº DA ESPECIFICAÇÃO DE EMP PARA EMP /10/03 INCL. CPC /04/04 INCL. CPC /07/04 INCL CPC /01/05 ALT. NO ITEM 3 PROPRIEDADES MÉTODOS DE ENSAIO ALONGAMENTO E TENSÃO Á RUPTURA DE E PARA E /04/05 ALT. TOL. DIÂMETRO CPC E INCL. DA CPC /08/05 INCL. CPC s 81340, 81341, 81343, 81344, E ALT MÉTODOS DE ENSAIO DE E PARA E , DE E PARA E E DE E PARA E EXCL. DOS COMPLEMENTOS /12/06 INCLUSÃO DA CPC Álvaro Figueiredo da Silva e Sá Jr. - Gtq Maria Célia R. Abreu. - Gtq

2 TECNOLOGIA FOLHA 2/5 1. OBJETIVO Especificar características do Arame de Aço Galvanizado. 2. COMPOSIÇÃO Arame de aço-carbono revestido com zinco primário. 3. PROPRIEDADES Devem ser conforme o quadro abaixo: PROPRIEDADE MÉTODO DE ENSAIO VALOR EXIGIDO UNIDADE Tensão à ruptura CPC s 81411, 81412, 81415, 81416, 81418, 81426, 81439, 81443, 81444, 81445, , 81340, 81341, 81343, 81344, 81375, E CPC Alongamento CPC s 81411, 81412, 81415, 81416, 81418, 81426, 81439, 81443, 81444, 81445, , 81340, 81341, 81343, 81344, 81375, E CPC Diâmetro / / E E E mín. 294,0 mín. 852,0 mín. 12 mín. 2 0,85 a 0,95 1,18 a 1,30 0,48 a 0,53 1,02 a 1,12 1,59 a 1,67 1,56 a 1,64 1,59 a 1,71 0,43 a 0,47 2,98 a 3,02 0,19 a 0,21 0,28 a 0,31 0,39 a 0,43 2,00 a 2,21 2,65 a 2,89 0,20 a 0,24 1,90 a 2,10 2,37 a 2,63 1,19 a 1,31 MPa % mm

3 TECNOLOGIA FOLHA 3/5 PROPRIEDADE MÉTODO DE ENSAIO VALOR EXIGIDO UNIDADE Massa da camada de Zinco 81411, E E mín. 40,0 g/m , 81444, , 81426, 81439, 81443, / ,0 60,0 15,0 70,0 30,0 112,0 150,0 172,0 180,0 195,0 OBS.: O Arame de Aço Galvanizado deve apresentar uma superfície lisa com até uma solda por carretel, desde que esteja identificada e no mesmo diâmetro das regiões adjacentes. A resistência à tração na solda não deverá ser inferior a 85% da resistência à tração da região adjacente à solda. 4. EMBALAGEM E IDENTIFICAÇÃO O material deve ser fornecido em carretéis, para diâmetros menores que 1,00 mm, e em rolos ou carretéis para diâmetros maiores que 1,00 mm, conforme estabelecido na ordem de compra, com a seguinte identificação: Nome do fabricante Nome do material Número do lote Massa líquida em Kg Metragem do lance

4 TECNOLOGIA FOLHA 4/5 5. GESTÃO DA QUALIDADE E AMBIENTAL 5.1 Enviar cópia do certificado do Organismo Certificador, referente à avaliação do Sistema da Qualidade e Ambiental, baseado na NBR ISO 9001/2000 ou NBR ISO 14001/2004, conforme apropriado. 5.2 Para cada fornecimento, o Fornecedor deve encaminhar junto ao material certificado de análise, que garanta conformidade aos itens dessa Especificação. 5.3 Fornecedor deve informar o prazo de validade e a data de fabricação do material. 5.4 Fornecedor deve enviar, quando apropriado, a Ficha de Informação de Segurança de Produtos Químicos FISPQ conforme NBR 14725/ Devem ser colocadas à disposição da FICAP, sempre que solicitado, todas as facilidades incluindo equipamentos, laboratórios, documentação de Gestão da Qualidade e Ambiental e outras. A FICAP se reserva ao direito de testemunhar os ensaios realizados pelo Fornecedor antes do envio do material. 5.6 Parte ou todo material considerado não-conforme detectado no Sistema de inspeção da FICAP, será devolvido, ficando todos os encargos advindos desta não-conformidade, às expensas do Fornecedor. 5.7 Qualquer alteração que seja efetuada no material aprovado, deve ser comunicada à FICAP, para que sejam avaliados previamente os efeitos resultantes das modificações, conforme previsto no Processo de Homologação.

5 TECNOLOGIA FOLHA 5/5 ANEXO 1 CPC DESCRIÇÃO G/M 2 1,24 MM G/M 2 0,51 MM G/M 2 1,07 MM G/M 2 1,65 MM G/M 2 0,45MM G/M 2 0,20 MM G/M 2 0,30 MM G/M 2 0,41 MM G/M 2 2,11 MM G/M 2 2,77 MM G/M 2 0,23 MM G/M 2 1,63 MM G/M 2 0,90 MM G/M 2 0,90 MM G/M 2 1,60 MM G/M 2 1,60 MM G/M 2 2,00 MM G/M 2 2,50 MM G/M 2 3,0 MM G/M 2 1,25 MM

DIRETORIA GERAL NÚMERO EMP TECNOLOGIA FOLHA 1/07 ESPECIFICAÇÃO DE MATÉRIA-PRIMA

DIRETORIA GERAL NÚMERO EMP TECNOLOGIA FOLHA 1/07 ESPECIFICAÇÃO DE MATÉRIA-PRIMA TECNOLOGIA FOLHA 1/07 ÍNDICE DE REVISÕES REVISÃO DATA MOTIVO/DESCRIÇÃO 02 02/02/88 INCL. DO FORNECEDOR APROVADO N O 3. 03 23/03/89 ALT. GERAL DA ESPECIFICAÇÃO. 04 22/06/89 ALT. NA NUMERAÇÃO DA EMP; ALT.

Leia mais

DIRETORIA GERAL NÚMERO EEM TECNOLOGIA FOLHA 1/5 ESPECIFICAÇÃO DE EMBALAGEM REV DATA 10-05/08/05

DIRETORIA GERAL NÚMERO EEM TECNOLOGIA FOLHA 1/5 ESPECIFICAÇÃO DE EMBALAGEM REV DATA 10-05/08/05 TECNOLOGIA FOLHA 1/5 ÍNDICE DE REVISÕES REVISÃO DATA MOTIVO/DESCRIÇÃO 00 20/02/95 EMISSÃO ORIGINAL; 01 08/01/96 ALT. NO ANEXO 2 ( DISTÂNCIA ENTRE LOGOTIPO E NBR DE 30 PARA 37 MM ); 02 25/02/97 INCL. DE

Leia mais

DIRETORIA GERAL NÚMERO EMP TECNOLOGIA FOLHA 1/5 ESPECIFICAÇÃO DE MATÉRIA PRIMA ÍNDICE DE REVISÕES

DIRETORIA GERAL NÚMERO EMP TECNOLOGIA FOLHA 1/5 ESPECIFICAÇÃO DE MATÉRIA PRIMA ÍNDICE DE REVISÕES TECNOLOGIA FOLHA 1/5 ÍNDICE DE REVISÕES REVISÃO DATA MOTIVO/DESCRIÇÃO 00 01/08/01 EMISSÃO ORIGINAL. 01 10/06/02 ALT. DO Nº DA ESPECIFICAÇÃO / 87340 ALT. NO ANEXO 1, AS CPC`S DE Nº 87340 A 87349 PASSAM

Leia mais

DIRETORIA GERAL NÚMERO EMP TECNOLOGIA ESPECIFICAÇÃO DE MATÉRIA-PRIMA REVISÃO DATA MOTIVO/REVISÃO

DIRETORIA GERAL NÚMERO EMP TECNOLOGIA ESPECIFICAÇÃO DE MATÉRIA-PRIMA REVISÃO DATA MOTIVO/REVISÃO FOLHA 1/09 ÍNDICE DE REVISÕES REVISÃO DATA MOTIVO/REVISÃO 00 29/03/87 EMISSÃO ORIGINAL. 01 15/12/89 ALT. DOS FORNECEDORES APROVADOS. 02 19/03/90 ALT. GERAL DA ESPECIFICAÇÃO. 03 01/06/90 ALT. GERAL DO ITEM

Leia mais

DIRETORIA GERAL NÚMERO EMP TECNOLOGIA FOLHA 1/6 ESPECIFICAÇÃO DE MATÉRIA PRIMA ÍNDICE DE REVISÕES

DIRETORIA GERAL NÚMERO EMP TECNOLOGIA FOLHA 1/6 ESPECIFICAÇÃO DE MATÉRIA PRIMA ÍNDICE DE REVISÕES TECNOLOGIA FOLHA 1/6 ÍNDICE DE REVISÕES REVISÃO DATA MOTIVO/DESCRIÇÃO 01 25/04/94 REVISÃO GERAL DA ESPECIFICAÇÃO. 02 04/11/94 INCL. ITEM 2.2, ALT. EXIGIDO EME-231; EXCLUSÃO DO MESMO. 03 17/01/95 ALTERAÇÃO

Leia mais

DIRETORIA GERAL NÚMERO EMP TECNOLOGIA FOLHA 1/05 ESPECIFICAÇÃO DE MATÉRIA-PRIMA REV DATA 14-10/10/06

DIRETORIA GERAL NÚMERO EMP TECNOLOGIA FOLHA 1/05 ESPECIFICAÇÃO DE MATÉRIA-PRIMA REV DATA 14-10/10/06 TECNOLOGIA FOLHA 1/05 ÍNDICE DE REVISÕES REVISÃO DATA MOTIVO/DESCRIÇÃO 07 10/07/00 ALT. NO ITEM 2 (EXCL. DA PROP. COR PADRÃO FICAP S.A. E ALT. NA PROP. COR E APARÊNCIA NA CPC 88017 QUE PASSA PARA COR NATURAL).

Leia mais

DIRETORIA GERAL NÚMERO EEM TECNOLOGIA FOLHA 1/13 ESPECIFICAÇÃO DE EMBALAGEM ÍNDICE DE REVISÃO

DIRETORIA GERAL NÚMERO EEM TECNOLOGIA FOLHA 1/13 ESPECIFICAÇÃO DE EMBALAGEM ÍNDICE DE REVISÃO TECNOLOGIA FOLHA /3 ÍNDICE DE REVISÃO REVISÃO DATA MOTIVO/DESCRIÇÃO 00 4/03/94 EMISSÃO ORIGINAL. 0 0/07/94 ALT. NOS ITENS 2.6 E 2.7 E ANEXO 2; INC. DO FORN. HOMOL..3.; 02 08/08/05 ALT DO DOCUMENTO PARANOVAFORMATAÇÃO;

Leia mais

DIRETORIA GERAL NÚMERO EEM TECNOLOGIA FOLHA 1/06 ESPECIFICAÇÃO DE EMBALAGEM REV DATA 02-02/08/05

DIRETORIA GERAL NÚMERO EEM TECNOLOGIA FOLHA 1/06 ESPECIFICAÇÃO DE EMBALAGEM REV DATA 02-02/08/05 TECNOLOGIA FOLHA 1/06 ÍNDICE DE REVISÕES REVISÃO DATA MOTIVO/DESCRIÇÃO 00 23/03/01 EMISSÃO ORIGINAL. 01 08/06/05 INCL. CPC 81591, REVISÃO GERAL E ALT. EMITENTE 02 02/08/05 ALT. DO MÉTODO DE ENSAIO DE E2-16-231

Leia mais

DIRETORIA DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS ESO TECNOLOGIA 01 ESPECIFICAÇÃO DE SUPRIMENTO 06-31/05/00 DE OPERAÇÃO CONTROLE DE DISTRIBUIÇÃO

DIRETORIA DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS ESO TECNOLOGIA 01 ESPECIFICAÇÃO DE SUPRIMENTO 06-31/05/00 DE OPERAÇÃO CONTROLE DE DISTRIBUIÇÃO TECNOLOGIA 01 CONTROLE DE DISTRIBUIÇÃO ÁREA SIGLA DATA DISTRIBUIÇÃO Suprimentos As Geraldo Fernandes - Ot Maria Célia Abreu - Ot TECNOLOGIA 1/06 ÍNDICE DE REVISÕES REVISÃO DATA MOTIVO/DESCRIÇÃO 00 12/07/89

Leia mais

DIRETORIA OPERACIONAL NÚMERO EEM ENGENHARIA FOLHA 1/12 ESPECIFICAÇÃO DE EMBALAGEM REV DATA 12-25/05/10 REVISÃO DATA MOTIVO/DESCRIÇÃO

DIRETORIA OPERACIONAL NÚMERO EEM ENGENHARIA FOLHA 1/12 ESPECIFICAÇÃO DE EMBALAGEM REV DATA 12-25/05/10 REVISÃO DATA MOTIVO/DESCRIÇÃO ENGENHARIA FOLHA 1/12 ÍNDICE DE REVISÕES REVISÃO DATA MOTIVO/DESCRIÇÃO 01 18/07/94 EMISSÃO ORIGINAL. 02 26/07/94 ALTERAÇÃO DO CABEÇALHO. 03 21/09/95 PADRONIZAÇÃO DO DOCUMENTO. 04 08/12/95 ALTERAÇÃO NO

Leia mais

Número: EMP Rev.: 0 Fl. 1/5

Número: EMP Rev.: 0 Fl. 1/5 Número: EMP 82501 Rev.: 0 Fl. 1/5 REV DATA HISTÓRICO DAS REVISÕES EMITIDO APROVADO 00 26/07/2016 Emissão inicial. Robson Rodrigues Qualidade do Material Mário César Engenharia de Produto Número: EMP 82501

Leia mais

DIRETORIA SUPERINTENDENTE EIP GERÊNCIA DE SUPRIMENTOS 01 ESPECIFICAÇÃO DE IDENTIFICAÇÃO 02-18/03/96 PRODUTO CONTROLE DE DISTRIBUIÇÃO

DIRETORIA SUPERINTENDENTE EIP GERÊNCIA DE SUPRIMENTOS 01 ESPECIFICAÇÃO DE IDENTIFICAÇÃO 02-18/03/96 PRODUTO CONTROLE DE DISTRIBUIÇÃO GERÊNCIA DE SUPRIMENTOS 01 CONTROLE DE DISTRIBUIÇÃO ÁREA SIGLA DATA DISTRIBUIÇÃO Compras Suc GERÊNCIA DE SUPRIMENTOS 02 GERÊNCIA DE SUPRIMENTOS 01/01 ÍNDICE DE REVISÕES REVISÃO DATA MOTIVO/DESCRIÇÃO 0

Leia mais

Número: EEM Rev.: 0 Fl. 1/6

Número: EEM Rev.: 0 Fl. 1/6 Número: EEM 80998 Rev.: 0 Fl. 1/6 REV DATA HISTÓRICO DAS REVISÕES EMITIDO APROVADO 00 06/10/2015 Emissão inicial em substituição a especificação EEM 80998 Rev07 Gerson Andreoti Coordenador CQ Mário Alonso

Leia mais

DIRETORIA FINANCEIRA CONTROLE DE DISTRIBUIÇÃO

DIRETORIA FINANCEIRA CONTROLE DE DISTRIBUIÇÃO GERÊNCIA DE SUPRIMENTOS 01 CONTROLE DE DISTRIBUIÇÃO ÁREA SIGLA DATA DISTRIBUIÇÃO Suprimentos Projeto Turn - Keys Fs Tt GERÊNCIA DE SUPRIMENTOS 1/04 ÍNDICE DE REVISÕES REVISÃO DATA MOTIVO/DESCRIÇÃO 00 22/09/99

Leia mais

DIRETORIA GERAL NÚMERO EEM TECNOLOGIA FOLHA 1/23 ESPECIFICAÇÃO DE EMBALAGEM REV DATA 03-27/01/05

DIRETORIA GERAL NÚMERO EEM TECNOLOGIA FOLHA 1/23 ESPECIFICAÇÃO DE EMBALAGEM REV DATA 03-27/01/05 TECNOLOGIA FOLHA 1/23 ÍNDICE DE REVISÕES REVISÃO DATA MOTIVO/DESCRIÇÃO 00 18/03/97 EMISSÃO ORIGINAL. 01 15/08/01 ALT. NO EMITENTE; EXCL. DO CARIMBO ESPECIFICAÇÃO SOB CONSIDERAÇÃO; ALT. ITEM 5 GARANTIA

Leia mais

Número: EEM Rev.: 2 Fl. 1/14

Número: EEM Rev.: 2 Fl. 1/14 Número: EEM-80779 Rev.: 2 Fl. 1/14 REV DATA HISTÓRICO DAS REVISÕES EMITIDO APROVADO 0 06/06/2013 1 15/07/2013 Emissão Inicial, em substituição ao documento EEM80779 revisão 14. Alteração das CPC s 80767

Leia mais

Número: EEM Rev.: 01 Fl. 1/6

Número: EEM Rev.: 01 Fl. 1/6 Número: EEM-83740 Rev.: 01 Fl. 1/6 REV DATA HISTÓRICO DAS REVISÕES EMITIDO APROVADO 0 18/06/2014 Emissão inicial, em substituição ao documento EEM83740 revisão 47 e alteração no anexo 1. 01 17/08/2018

Leia mais

Número: EMP Rev.: 0 Fl. 1/7

Número: EMP Rev.: 0 Fl. 1/7 Número: EMP-82301 Rev.: 0 Fl. 1/7 REV DATA HISTÓRICO DAS REVISÕES EMITIDO APROVADO 0 11/06/2013 Emissão inicial Sebastião Carvalho Engª de Produto Daniel Pedrosa Engª de Processo Número: EMP-82301 Rev.:

Leia mais

DIRETORIA DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS EMP TECNOLOGIA 01 ESPECIFICAÇÃO DE MATÉRIA-PRIMA 03-10/07/00 CONTROLE DE DISTRIBUIÇÃO

DIRETORIA DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS EMP TECNOLOGIA 01 ESPECIFICAÇÃO DE MATÉRIA-PRIMA 03-10/07/00 CONTROLE DE DISTRIBUIÇÃO TENOLOGIA 01 ESPEIFIAÇÃO DE MATÉRIA-PRIMA 03-10/07/00 ONTROLE DE DISTRIBUIÇÃO ÁREA SIGLA DATA DISTRIBUIÇÃO Suprimentos Garantia da Qualidade Tecnologia Energia Tecnologia Telecom As Oa Ote Ott Sandra Tostes

Leia mais

DIRETORIA DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS CONTROLE DE DISTRIBUIÇÃO

DIRETORIA DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS CONTROLE DE DISTRIBUIÇÃO DIRETORIA DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS EEM.89236 TECNOLOGIA 01 CONTROLE DE DISTRIBUIÇÃO ÁREA SIGLA DATA DISTRIBUIÇÃO Suprimentos As Sandra Tostes - Ot Maria Célia Abreu - Ot TECNOLOGIA 1/7 ÍNDICE DE REVISÕES

Leia mais

DIRETORIA SUPERINTENDENTE EMP GERÊNCIA DE SUPRIMENTOS 01 ESPECIFICAÇÃO DE MATÉRIA-PRIMA 04-27/11/95 CONTROLE DE DISTRIBUIÇÃO

DIRETORIA SUPERINTENDENTE EMP GERÊNCIA DE SUPRIMENTOS 01 ESPECIFICAÇÃO DE MATÉRIA-PRIMA 04-27/11/95 CONTROLE DE DISTRIBUIÇÃO GERÊNCIA DE SUPRIMENTOS 01 CONTROLE DE DISTRIBUIÇÃO ÁREA SIGLA DATA DISTRIBUIÇÃO Compras Suc GERÊNCIA DE SUPRIMENTOS 02 GERÊNCIA DE SUPRIMENTOS 01/01 ÍNDICE DE REVISÕES REVISÃO DATA MOTIVO/DESCRIÇÃO 0

Leia mais

Número: EMP Rev.: 0 Fl. 1/7

Número: EMP Rev.: 0 Fl. 1/7 Número: EMP-84130 Rev.: 0 Fl. 1/7 REV DATA HISTÓRICO DAS REVISÕES EMITIDO APROVADO 0 05/05/2016 Emissão inicial F. Barbosa Eng. Produto J. Marcondes Eng. Produto Número: EMP-84130 Rev.: 0 Fl. 2/7 1 - OBJETIVO

Leia mais

DIRETORIA FINANCEIRA CONTROLE DE DISTRIBUIÇÃO

DIRETORIA FINANCEIRA CONTROLE DE DISTRIBUIÇÃO GERÊNCIA DE SUPRIMENTOS 01 CARRETEL DE MADEIRA PARA EXPORTAÇÃO FICAP OPTEL CONTROLE DE DISTRIBUIÇÃO ÁREA SIGLA DATA DISTRIBUIÇÃO Suprimentos Tecnologia Cabos Ópticos Fs Tto GERÊNCIA DE SUPRIMENTOS 1/18

Leia mais

Número: EMP Rev.: 3 Fl. 1/11

Número: EMP Rev.: 3 Fl. 1/11 Número: EMP-81650 Rev.: 3 Fl. 1/11 REV DATA HISTÓRICO DAS REVISÕES EMITIDO APROVADO 0 11/06/2013 Emissão inicial, em substituição ao documento EMP81650 revisão 62. Felippe Aguiar Tec. De Materiais Álvaro

Leia mais

Número: EMP Rev.: 1 Fl. 1/10

Número: EMP Rev.: 1 Fl. 1/10 Número: EMP-81193 Rev.: 1 Fl. 1/10 REV DATA HISTÓRICO DAS REVISÕES EMITIDO APROVADO Emissão inicial, em substituição ao 0 28/10/2015 documento EMP-81193 Rev.34. Alteração do modelo do documento e Sebastião

Leia mais

PARAFUSOS DE CABEÇA QUADRADA, DE ROSCA DUPLA E DE CABEÇA ABAULADA FIGURA 1 - PARAFUSO DE CABEÇA QUADRADA (M16) - NTC /19 T A B E L A 1

PARAFUSOS DE CABEÇA QUADRADA, DE ROSCA DUPLA E DE CABEÇA ABAULADA FIGURA 1 - PARAFUSO DE CABEÇA QUADRADA (M16) - NTC /19 T A B E L A 1 FIGURA 1 - PARAFUSO DE CABEÇA QUADRADA (M16) - 811800/19 T A B E L A 1 Código Dimensões (mm) Código Dimensões (mm) COPEL A B (mín.) COPEL A B (mín.) 1800 15010938 40 ± 1.5 35 1809 15011065 250 ± 3.0 170

Leia mais

PARAFUSOS DE CABEÇA QUADRADA, DE ROSCA DUPLA E DE CABEÇA ABAULADA FIGURA 1 - PARAFUSO DE CABEÇA QUADRADA (M16) - NTC /19 TA B E L A 1

PARAFUSOS DE CABEÇA QUADRADA, DE ROSCA DUPLA E DE CABEÇA ABAULADA FIGURA 1 - PARAFUSO DE CABEÇA QUADRADA (M16) - NTC /19 TA B E L A 1 FIGURA 1 - PARAFUSO DE CABEÇA QUADRADA (M16) - 811800/19 Código COPEL OBS.: 1. Medidas em milímetros. TA B E L A 1 Código A B (mín.) COPEL A B (mín.) 1800 15010938 40 1,5 35 1809 15011065 250 3,0 170 1801

Leia mais

Arame de aço de baixo teor de carbono, zincado, para gabiões

Arame de aço de baixo teor de carbono, zincado, para gabiões REPRODUÇÃO LIVRE NBR 8964 JUL 1985 Arame de aço de baixo teor de carbono, zincado, para gabiões Origem: Projeto 01:022.05-004/1985 CB-01 - Comitê Brasileiro de Mineração e Metalurgia CE-01:022.05 - Comissão

Leia mais

CABOS DE ALUMÍNIO COM ALMA DE AÇO Tipo CAA

CABOS DE ALUMÍNIO COM ALMA DE AÇO Tipo CAA NTC CÓDIGO COPEL BITOLA AWG ou MCM REFERÊNCIA COMERCIAL (CÓDIGO INTERNACIO NAL) T A B E L A 1 SEÇÃO NOMINAL (mm²) ALUMÍNIO AÇO Número de Fios ALUMÍNIO F O R M A Ç Ã O dos Fios Número de Fios AÇO dos Fios

Leia mais

TUBOS DE AÇO SEM COSTURA. PDF created with pdffactory trial version

TUBOS DE AÇO SEM COSTURA. PDF created with pdffactory trial version TUBOS DE AÇO SEM COSTURA Conheça a a BTL A grande novidade do mercado de tubos de aço a o no Brasil!!! Com capital 100% brasileiro, a BTL STEEL WORKS,, se estabelece em 2009, como segundo fabricante (laminador)

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA 03 / 04 / 2013 1 de 1 1 FINALIDADE Esta Norma especifica e padroniza as dimensões e as características mínimas exigíveis para parafuso tipo J utilizado na fixação de células capacitivas na montagem de

Leia mais

Esta Norma especifica e padroniza as dimensões e as características mínimas exigíveis do engate garfo-garfo para utilização nas Subestações da CEMAR.

Esta Norma especifica e padroniza as dimensões e as características mínimas exigíveis do engate garfo-garfo para utilização nas Subestações da CEMAR. 09 / 05 / 2011 1 de 5 1 FINALIDADE Esta Norma especifica e padroniza as dimensões e as características mínimas exigíveis do engate garfo-garfo para utilização nas Subestações da CEMAR. 2 CAMPO DE APLICAÇÃO

Leia mais

[1] NBR 5426:1989 Planos de amostragem e procedimentos na inspeção por atributos;

[1] NBR 5426:1989 Planos de amostragem e procedimentos na inspeção por atributos; 17 / 05 / 2012 1 de 8 1 FINALIDADE Esta Norma especifica e padroniza as dimensões e as características mínimas exigíveis para o parafuso de cabeça abaulada utilizado nas Redes de Distribuição da CEMAR.

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA 01/03/ de 9

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA 01/03/ de 9 01/03/2018 1 de 9 1 FINALIDADE Esta Norma especifica e padroniza as dimensões e as características mínimas exigíveis para Cantoneira para Braço C, utilizados nas Redes de Distribuição da CEMAR Companhia

Leia mais

Dispositivo metálico que exerce função mecânica e/ou elétrica em uma linha aérea.

Dispositivo metálico que exerce função mecânica e/ou elétrica em uma linha aérea. 11 / 05 / 2011 1 de 5 1 FINALIDADE Esta Norma especifica e padroniza as dimensões e as características mínimas exigíveis de engate concha garfo para utilização nas subestações de energia da CEMAR. 2 CAMPO

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA 26 / 07 / 2013 1 de 5 1 FINALIDADE Esta Norma especifica e padroniza as dimensões e as características mínimas exigíveis de suporte L para fixação de Chave Fusível e para-raios em cruzeta para utilização

Leia mais

Esta Norma especifica e padroniza as dimensões e as características mínimas exigíveis para cabo de aço utilizado nas Redes de Distribuição da CEMAR.

Esta Norma especifica e padroniza as dimensões e as características mínimas exigíveis para cabo de aço utilizado nas Redes de Distribuição da CEMAR. 12 / 11 / 2012 1 de 6 1 FINALIDADE Esta Norma especifica e padroniza as dimensões e as características mínimas exigíveis para cabo de aço utilizado nas Redes de Distribuição da CEMAR. 2 CAMPO DE APLICAÇÃO

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO DE DISTRIBUIÇÃO Título CORDOALHA DE AÇO

ESPECIFICAÇÃO DE DISTRIBUIÇÃO Título CORDOALHA DE AÇO ESPECIFICAÇÃO DE DISTRIBUIÇÃO Título CORDOALHA DE AÇO Código ETD-00.010 Data da emissão 24.11.1986 Data da última revisão 31.03.2008 Folha 1 SUMÁRIO 1 Objetivo 2 Normas Complementares 3 Definições 4 Condições

Leia mais

Nº: e PROGRAMA : - - TÍTULO: TRABALHOS EM ALTURA CORDELETE DE SUPORTAÇÂO DE CARGAS ÍNDICE DE REVISÕES SMS/ECE/SEG GT CSQD SMS/ECE/SEG

Nº: e PROGRAMA : - - TÍTULO: TRABALHOS EM ALTURA CORDELETE DE SUPORTAÇÂO DE CARGAS ÍNDICE DE REVISÕES SMS/ECE/SEG GT CSQD SMS/ECE/SEG ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA Nº: ET-0000.00-5434-980-PPM-045 CLIENTE: : - d 1 18 e PROGRAMA : - - ÁREA: - - SMS ÍNDICE DE REVISÕES REV. DESCRIÇÃO OU S ATINGIDAS 0 Especificação Inicial REV. 0 REV. A REV. B REV.

Leia mais

COPEL. Obs.: Medidas em milímetros. ISOLADOR AFASTADOR PARA CHAVE FUSÍVEL NTC FIGURA 1 - ISOLADOR AFASTADOR PARA CHAVE FUSÍVEL

COPEL. Obs.: Medidas em milímetros. ISOLADOR AFASTADOR PARA CHAVE FUSÍVEL NTC FIGURA 1 - ISOLADOR AFASTADOR PARA CHAVE FUSÍVEL FIGURA 1 - ISOLADOR AFASTADOR PARA CHAVE FUSÍVEL Obs.: Medidas em milímetros. ABRIL / 2007 SED/DNOT VOLUME 1 Página 1 de 5 FIGURA 2 - SISTEMA CHAVE FUSÍVEL COM ISOLADOR AFASTADOR TABELA 1 - CARACTERÍSTICAS

Leia mais

Arame farpado de aço zincado

Arame farpado de aço zincado MT - DEPARTAMENTO NACIONAL DE ESTRADAS DE RODAGEM DIRETORIA DE DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO - IPR DIVISÃO DE CAPACITAÇÃO TECNOLÓGICA Rodovia Presidente Dutra km 163 - Centro Rodoviário, Parada de Lucas

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA 24/09/2013 1 de 1 1 FINALIDADE Esta Norma especifica e padroniza as dimensões e as características mínimas exigíveis para Cantoneira para Braço C, utilizados nas Redes de Distribuição da Companhia Energética

Leia mais

Dispositivo metálico que exerce função mecânica e/ou elétrica em uma linha aérea.

Dispositivo metálico que exerce função mecânica e/ou elétrica em uma linha aérea. 10 / 05 / 2011 1 de 5 1 FINALIDADE Esta Norma especifica e padroniza as dimensões e as características mínimas exigíveis do engate concha olhal 90º para utilização nas Subestações da CEMAR. 2 CAMPO DE

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA 24/09/2013 1 de 5 1 FINALIDADE Esta Norma especifica e padroniza as dimensões e as características mínimas exigíveis para Braço Tipo L, utilizados nas Redes de Distribuição da Companhia Energética do Maranhão-CEMAR

Leia mais

[1] NBR 5426:1989 Planos de amostragem e procedimentos na inspeção por atributos;

[1] NBR 5426:1989 Planos de amostragem e procedimentos na inspeção por atributos; 11 / 09 / 2012 1 de 6 1 FINALIDADE Esta Norma especifica e padroniza as dimensões e as características mínimas exigíveis de elos de ligação para utilização nas Linhas de Transmissão da CEMAR. 2 CAMPO DE

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA DE MATERIAIS E EQUIPAMENTOS DA DISTRIBUIÇÃO COBERTURA TIPO MANTA PARA REPARO DE CONDUTORES COBERTOS CLASSE TENSÃO 15 e 35 kv

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA DE MATERIAIS E EQUIPAMENTOS DA DISTRIBUIÇÃO COBERTURA TIPO MANTA PARA REPARO DE CONDUTORES COBERTOS CLASSE TENSÃO 15 e 35 kv EMD-.014 1/06 DESENHO MANTA COBERTURA- CLASSE 15 kv Código Tensão Dimensões (mm) CEB (kv) Largura Comprimento 92020176 13,8 140 200 92020174 13,8 200 400 DESENHO MANTA COBERTURA CLASSE 35 kv Código Tensão

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA 01 / 04 / 2013 1 de 8 1 FINALIDADE Esta Norma especifica e padroniza as dimensões e as características mínimas exigíveis para parafuso de cabeça quadrada utilizado nas Redes e Linhas de Distribuição da

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA 28/06/2005 1 de 5 1 FINALIDADE Esta Norma especifica e padroniza as dimensões e as características mínimas exigíveis para manilhasapatilha utilizada nas Redes de Distribuição da Companhia Energética do

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA 24/09/2013 1 de 6 1 FINALIDADE Esta Norma especifica e padroniza as dimensões e as características mínimas exigíveis para porcaolhal utilizada nas Redes de Distribuição da Companhia Energética do Maranhão

Leia mais

[1] NBR 5426: Planos de amostragem e procedimentos na inspeção por atributos;

[1] NBR 5426: Planos de amostragem e procedimentos na inspeção por atributos; 26 / 06 / 2012 1 de 6 1 FINALIDADE Esta Norma especifica e padroniza as dimensões e as características mínimas exigíveis para o gancho olhal utilizado nas Redes de Distribuição Aéreas da CEMAR. 2 CAMPO

Leia mais

CONECTOR TERMINAL DE COMPRESSÃO alumínio FIGURA 1 FIGURA 2

CONECTOR TERMINAL DE COMPRESSÃO alumínio FIGURA 1 FIGURA 2 FIGURA 1 FIGURA 2 FIGURA 3 OBS.: 1) Medidas em milímetros. 2) Deve ser dimensionado para atender a todas as características de aplicação mecânica e elétrica da Tabela 1. MAIO/2017 DPLD/VNTD VOLUME 1 Página

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA 18 / 02 / 2014 1 de 8 1 FINALIDADE Esta Norma especifica e padronizam as dimensões e as características mínimas exigíveis para a haste de aterramento e acessórios utilizados nas Redes de Distribuição,

Leia mais

VENDAS GOIÂNIA TEL (62) FAX (62) PORTO ALEGRE TEL (51) FAX (51) RECIFE TEL (81) FAX (81)

VENDAS GOIÂNIA TEL (62) FAX (62) PORTO ALEGRE TEL (51) FAX (51) RECIFE TEL (81) FAX (81) ARAMES_INDUSTRIAIS.qxd 20.07.06 16:09 Page 1 Oz Design www.gerdau.com.br gpm@gerdau.com.br VENDAS GOIÂNIA TEL (62) 4005 6031 FAX (62) 4005 6001 PORTO ALEGRE TEL (51) 3323 2939 FAX (51) 3323 5288 RECIFE

Leia mais

CONECTOR TERMINAL DE COMPRESSÃO

CONECTOR TERMINAL DE COMPRESSÃO FIGURA 1A FIGURA 1B MAIO/2018 SRD/DPLD/VNTD VOLUME 1 Página 1 de 7 FIGURA 1C FIGURA 2A FIGURA 2B (vista do barril) FIGURA ILUSTRATIVA FIGURA ILUSTRATIVA Nota: figuras 1B, 2A e 2B referem-se exclusivamente

Leia mais

CONECTOR TERMINAL DE COMPRESSÃO

CONECTOR TERMINAL DE COMPRESSÃO FIGURA 1A FIGURA 1B 18/JANEIRO/2019 SPI/DPLD/VNTD VOLUME 1 Página 1 de 7 FIGURA 1C FIGURA 2A FIGURA 2B (vista do barril) FIGURA ILUSTRATIVA FIGURA ILUSTRATIVA Nota: as figuras 1B, 2A e 2B referem-se exclusivamente

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA 26 / 07 / 2013 1 de 5 1 FINALIDADE Esta Norma especifica e padroniza as dimensões e as características mínimas exigíveis de Suporte de Topo Para Isolador Pilar para utilização nas Redes de Distribuição

Leia mais

CONECTOR TERMINAL DE COMPRESSÃO

CONECTOR TERMINAL DE COMPRESSÃO FIGURA 1A FIGURA 1B FIGURA 2 OBS.: 1) Medidas em milímetros. 2) Dimensões ver Tabela 1. JANEIRO/2018 SRD/DPLD/VNTD VOLUME 1 Página 1 de 5 APLICAÇÃO TABELA 1 NTC PADRÃO CÓDIGO COPEL CONDUTORES DE COBRE

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA 30/01/2018 1 de 15 1 FINALIDADE Esta Norma especifica e padroniza as dimensões e as características mínimas exigíveis para haste de aterramento e acessórios, para utilização nas Redes de Distribuição das

Leia mais

MOLA MECÂNICA. Arames de Alto Teor de Carbono

MOLA MECÂNICA. Arames de Alto Teor de Carbono MOLA MECÂNICA Arames de Alto Teor de Carbono Belgo Bekaert Arames. Qualidade que faz a diferença. Produto A linha de produtos de arames para mola mecânica da Belgo Bekaert Arames é indicada para aplicações

Leia mais

Poste de concreto armado seção duplo T

Poste de concreto armado seção duplo T 1 OBJETIVO Esta especificação tem por finalidade estabelecer as características mínimas exigíveis para postes de concreto armado de seção duplo T utilizados nos trabalhos em redes de distribuição. 2 NORMAS

Leia mais

Condutor de cobre nu

Condutor de cobre nu Item Seção nominal (mm²) Nº mín. de fios Formação Diâm. nom. (mm) Classe Diâm. nom. (mm) Corrente nominal (1) (A) Têmpera Peso nominal (kg/km) 1 6 1 2,8 1A 2,8 77 meio dura 54,7 2 10 1 3,55 1A 3,55 103

Leia mais

Relação das Cooperativas Filiadas a Fecoergs:

Relação das Cooperativas Filiadas a Fecoergs: 1/5 Relação das Cooperativas Filiadas a Fecoergs: CELETRO Cachoeira do Sul - CERFOX Fontoura Xavier - CERILUZ Ijuí - CERMISSÕES - Caibaté - CERTAJA - Taquari - CERTEL - Teutônia - CERTHIL Três de Maio

Leia mais

Número: EEM Rev.: 6 Fl. 1/19

Número: EEM Rev.: 6 Fl. 1/19 Número: EEM-80011 Rev.: 6 Fl. 1/19 REV DATA HISTÓRICO DAS REVISÕES EMITIDO APROVADO Emissão inicial, em substituição ao 0 09/08/2013 documento EEM80011 Rev.76. Alteração da Logo de NEXANS FICAP Felippe

Leia mais

Poste de concreto armado seção duplo T

Poste de concreto armado seção duplo T 1 OBJETIVO Esta especificação tem por finalidade estabelecer as características mínimas exigíveis para postes de concreto armado de seção duplo T utilizados nos trabalhos em redes de distribuição. 2 NORMAS

Leia mais

4.1 Grampo de suspensão

4.1 Grampo de suspensão 29 / 07 / 2011 1 de 6 1 FINALIDADE Esta Norma especifica e padroniza as dimensões e as características mínimas exigíveis para grampo de suspensão monoarticulado utilizado nas Linhas de Distribuição da

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA 24/09/ 2013 1 de 6 1 FINALIDADE Esta Norma especifica e padroniza as dimensões e as características mínimas exigíveis para o gancho olhal utilizadas nas Redes de Distribuição Aéreas da Companhia Energética

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA 01 / 04 / 2013 1 de 6 1 FINALIDADE Esta Norma especifica e padroniza as dimensões e as características mínimas exigíveis de arruela quadrada para utilização nas redes e linhas de distribuição e subestações

Leia mais

NTC BRAÇO L 15 e 35 kv FIGURA BRAÇO L VISTA ISOMÉTRICA. JANEIRO 2015 SEE/DPRD/VPON VOLUME 3 Página 1 de 4

NTC BRAÇO L 15 e 35 kv FIGURA BRAÇO L VISTA ISOMÉTRICA. JANEIRO 2015 SEE/DPRD/VPON VOLUME 3 Página 1 de 4 FIGURA BRAÇO L VISTA ISOMÉTRICA JANEIRO 2015 SEE/DPRD/VPON VOLUME 3 Página 1 de 4 DETALHE DO REFORÇO DETALHE DO CONECTOR DETALHES DO ENSAIO VISTA LATERAL VISTA SUPERIOR JANEIRO 2015 SEE/DPRD/VPON VOLUME

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA 29 / 04 / 2013 1 de 5 1 FINALIDADE Esta Norma especifica e padroniza as dimensões e as características mínimas exigíveis de chapa de estai nas Redes de Distribuição da Companhia Energética do Maranhão-

Leia mais

Gerência de Suprimentos e Logística: Solicitar em sua rotina de aquisição material conforme especificado nesta Norma;

Gerência de Suprimentos e Logística: Solicitar em sua rotina de aquisição material conforme especificado nesta Norma; 17 / 05 / 2012 1 de 10 1 FINALIDADE Esta Norma especifica e padroniza as dimensões e as características mínimas exigíveis para parafuso olhal utilizado nas Redes e Linhas de Distribuição da CEMAR. 2 CAMPO

Leia mais

SISTEMA DE DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS DE DISTRIBUIÇÃO SUBSISTEMA NORMAS E ESTUDOS DE MATERIAIS EQUIPAMENTOS DE DISTRIBUIÇÃO CÓDIGO TÍTULO FOLHA

SISTEMA DE DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS DE DISTRIBUIÇÃO SUBSISTEMA NORMAS E ESTUDOS DE MATERIAIS EQUIPAMENTOS DE DISTRIBUIÇÃO CÓDIGO TÍTULO FOLHA MANUAL ESPECIAL SISTEMA DE DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS DE DISTRIBUIÇÃO SUBSISTEMA NORMAS E ESTUDOS DE MATERIAIS EQUIPAMENTOS DE DISTRIBUIÇÃO CÓDIGO TÍTULO FOLHA E-313.0072 EMENDAS E TERMINAIS UNIPOLARES

Leia mais

Nº: e PROGRAMA : - - TRABALHOS EM ALTURA CONECTOR ENTRE COMPONENTES MOSQUETÃO ÍNDICE DE REVISÕES SMS/ECE/SEG GT CSQD SMS/ECE/SEG

Nº: e PROGRAMA : - - TRABALHOS EM ALTURA CONECTOR ENTRE COMPONENTES MOSQUETÃO ÍNDICE DE REVISÕES SMS/ECE/SEG GT CSQD SMS/ECE/SEG ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA Nº: ET-0000.00-5434-980-PPM-047 CLIENTE: : - d 1 18 e PROGRAMA : - - ÁREA: - - SMS ÍNDICE DE REVISÕES REV. DESCRIÇÃO OU S ATINGIDAS 0 Especificação Inicial REV. 0 REV. A REV. B REV.

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO DE DISTRIBUIÇÃO Título ZINCAGEM EM GERAL

ESPECIFICAÇÃO DE DISTRIBUIÇÃO Título ZINCAGEM EM GERAL ESPECIFICAÇÃO DE DISTRIBUIÇÃO Título ZINCAGEM EM GERAL Código ETD-00.002 Data da emissão 11.01.1984 Data da última revisão 30.06.2006 Folha 1 SUMÁRIO 1 Objetivo 2 Normas Complementares 3 Definições 4 Condições

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA 01 / 04 / 2013 1 de 6 1 FINALIDADE Esta Norma especifica e padronizam as dimensões e as características mínimas exigíveis para a haste de aterramento e acessórios utilizados nas Redes de Distribuição,

Leia mais

Arames Industriais Os melhores produtos para cada aplicação.

Arames Industriais Os melhores produtos para cada aplicação. ARAMES INDUSTRIAIS Os Arames Industriais Gerdau atendem a várias aplicações industriais, com destaque para aramados, aplicações destinadas a cromeação, linha branca, autopeças, suportes, correntes, parafusos

Leia mais

RETIFICAÇÃO nº 1 ANEXO I ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS TACHAS E TACHÕES

RETIFICAÇÃO nº 1 ANEXO I ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS TACHAS E TACHÕES PROCESSO CPL N 761/2009 PREGÃO ELETRÔNICO Nº 001/2010 DESTINADO À CONTRATAÇÃO DE EMPRESA PARA O FORNECIMENTO DE TACHAS E TACHÕES, A SEREM UTILIZADOS NA SINALIZAÇÃO HORIZONTAL EM VIAS PÚBLICAS NO MUNICIPIO

Leia mais

Nº: e PROGRAMA : - - TRABALHOS EM ALTURA FIXAÇÃO PARA A LINHA DE VIDA GANCHOS ÍNDICE DE REVISÕES SMS/ECE/SEG GT CSQD SMS/ECE/SEG

Nº: e PROGRAMA : - - TRABALHOS EM ALTURA FIXAÇÃO PARA A LINHA DE VIDA GANCHOS ÍNDICE DE REVISÕES SMS/ECE/SEG GT CSQD SMS/ECE/SEG ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA Nº: ET-0000.00-5434-980-PPM-046 CLIENTE: : - d 1 18 e PROGRAMA : - - ÁREA: - - SMS ÍNDICE DE REVISÕES REV. DESCRIÇÃO OU S ATINGIDAS 0 Especificação Inicial REV. 0 REV. A REV. B REV.

Leia mais

Edição Data Alterações em relação à edição anterior. Nome dos grupos

Edição Data Alterações em relação à edição anterior. Nome dos grupos Especificação Sucinta de Caixa Modelo F5 Uso Interno Processo Planejamento, Ampliação e Melhoria da Rede Elétrica Atividade Planeja o Desenvolvimento da Rede Código Edição Data VR.-00.197 2ª Folha 1 DE

Leia mais

Ferragem de rede aérea que se fixa numa superfície, em geral a face superior de uma cruzeta, na qual, por sua vez, é fixado um isolador de pino.

Ferragem de rede aérea que se fixa numa superfície, em geral a face superior de uma cruzeta, na qual, por sua vez, é fixado um isolador de pino. 26 / 07 / 2011 1 de 10 1 FINALIDADE Esta Norma especifica e padroniza as dimensões e as características mínimas exigíveis do pino de isolador para utilização nas Redes de Distribuição da CEMAR. 2 CAMPO

Leia mais

Edição Data Alterações em relação à edição anterior. Nome dos grupos

Edição Data Alterações em relação à edição anterior. Nome dos grupos Especificação Sucinta de Caixa Modelo F5 Uso Externo Processo Planejamento, Ampliação e Melhoria da Rede Elétrica Atividade Planeja o Desenvolvimento da Rede Código Edição Data VR.-00.198 2ª Folha 1 DE

Leia mais

Nº: e PROGRAMA : - - TÍTULO: TRABALHOS EM ALTURA CORDAS PARA LINHA DE VIDA ÍNDICE DE REVISÕES SMS/ECE/SEG GT CSQD SMS/ECE/SEG

Nº: e PROGRAMA : - - TÍTULO: TRABALHOS EM ALTURA CORDAS PARA LINHA DE VIDA ÍNDICE DE REVISÕES SMS/ECE/SEG GT CSQD SMS/ECE/SEG ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA Nº: ET-0000.00-5434-980-PPM-043 CLIENTE: : - d 1 18 e PROGRAMA : - - ÁREA: - - SMS ÍNDICE DE REVISÕES REV. DESCRIÇÃO OU S ATINGIDAS 0 Especificação Inicial REV. 0 REV. A REV. B REV.

Leia mais

MEDIÇÃO DE ENERGIA. Equipe de Implantação e Acompanhamento. EQIMA Superintendência Comercial RELATÓRIO DAS ATIVIDADES DE TRIAGEM DE MEDI- DORES

MEDIÇÃO DE ENERGIA. Equipe de Implantação e Acompanhamento. EQIMA Superintendência Comercial RELATÓRIO DAS ATIVIDADES DE TRIAGEM DE MEDI- DORES 33393 COPEL Distribuição Diretoria de Engenharia Medição de Energia 1.) PROCESSOSUMÁRIO MEDIÇÃO DE ENERGIA Equipe de Implantação e Acompanhamento Distribuição Diretoria de EQIMA Superintendência Comercial

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA DE MATERIAL

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA DE MATERIAL FL: 1/5 1.0 - OBJETIVO: Estabelecer as condições exigíveis para compra, aceitação e/ou recebimento de Conjunto de Parafusos e porca utilizado na montagem de terminais e conectores na INCESA. 2.0 : **Código

Leia mais

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS N o UNIFORMES E EQUIPAMENTOS DE SEGURANÇA DO TRABALHO

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS N o UNIFORMES E EQUIPAMENTOS DE SEGURANÇA DO TRABALHO 1. OBJETIVO Estabelecer as condições mínimas para o fornecimento e recebimento de mosquetão. 2. DEFINIÇÃO O mosquetão, denominado como conector é um anel metálico de diversos tipos e formatos para ligação

Leia mais

CONECTOR DERIVAÇÃO PARA LINHA VIVA

CONECTOR DERIVAÇÃO PARA LINHA VIVA FIGURA 1 JUNHO/2017 DPLD/VNTD VOLUME 1 Página 1 de 5 DETALHE B (BICO) NOTAS: - O conector de derivação deve ter a parte superior do bico estendida, como mostra o modelo 1 do Detalhe B, visando facilitar

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO DA TRANSMISSÃO UNIFICADA NTU FIO DE AÇO GALVANIZADO PARA ATERRAMENTO DE LINHAS AÉREAS DE DISTRIBUIÇÃO AT Especificações Gerais

ESPECIFICAÇÃO DA TRANSMISSÃO UNIFICADA NTU FIO DE AÇO GALVANIZADO PARA ATERRAMENTO DE LINHAS AÉREAS DE DISTRIBUIÇÃO AT Especificações Gerais ESPECIFICAÇÃO DA TRANSMISSÃO UNIFICADA NTU-010.4 FIO DE AÇO GALVANIZADO PARA ATERRAMENTO DE LINHAS AÉREAS DE DISTRIBUIÇÃO AT Especificações Gerais APROVAÇÃO Júlio Cesar Ragone Lopes Diretor Corporativo

Leia mais

CABOS DE ALUMÍNIO MULTIPLEXADOS autossustentados XLPE 0,6 / 1 kv

CABOS DE ALUMÍNIO MULTIPLEXADOS autossustentados XLPE 0,6 / 1 kv TABELA 1 CABO FASE NTC CÓDIGO COPEL TIPO SEÇÃO NOMINAL (mm 2 ) NÚMERO MÍNIMO DE FIOS CONDUTOR FASE DIÂMETRO DO CONDUTOR mín 810860 20011563 duplex 16 6 4,6 5,2 1,2 1,910 110 98 810865 20011567 triplex

Leia mais

REQUISITOS DE AVALIAÇÃO DA CONFORMIDADE PARA CABOS DE AÇO DE USO GERAL

REQUISITOS DE AVALIAÇÃO DA CONFORMIDADE PARA CABOS DE AÇO DE USO GERAL REQUISITOS DE AVALIAÇÃO DA CONFORMIDADE PARA CABOS DE AÇO DE USO GERAL 1 OBJETIVO Estabelecer os critérios para o programa de avaliação da conformidade para Cabos de Aço de Uso Geral, com foco em segurança,

Leia mais

3 REFERÊNCIAS 4 DISPOSIÇÕES GERAIS

3 REFERÊNCIAS 4 DISPOSIÇÕES GERAIS Elaborador: Mário Sérgio de Medeiros Damascena ET - 05.117.01 1 de 6 1 FINALIDADE Esta Norma especifica e padroniza as dimensões e as características mínimas exigíveis de pino de isolador para utilização

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA DE MATERIAIS E EQUIPAMENTOS DA DISTRIBUIÇÃO

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA DE MATERIAIS E EQUIPAMENTOS DA DISTRIBUIÇÃO EMD-.034 1/5 Alça Estribo para Conector Grampo de Linha Viva-GLV 100 Ampéres - Desenho orientativo - CÓDIGO CEB 32020052 EMD-.034 2/5 Alça Estribo Conector Grampo de Linha Viva-GLV - 400 Ampéres - Desenho

Leia mais

CÓPIA NÃO CONTROLADA - 29/08/2017

CÓPIA NÃO CONTROLADA - 29/08/2017 TÍTULO: ESP.DISTRIBU-ENGE-17 1/7 1 OBJETIVO Estabelecer a especificação de caixa para medição indireta de uso externo modelo F4. 2 RESPONSABILIDADES Compete aos órgãos responsáveis pelo patrimônio, suprimento,

Leia mais

(DESENVOLVIMENTO, QUALIFICAÇÃO, MANUTENÇÃO E CONTROLE)

(DESENVOLVIMENTO, QUALIFICAÇÃO, MANUTENÇÃO E CONTROLE) 1/9 (DESENVOLVIMENTO, QUALIFICAÇÃO, MANUTENÇÃO E CONTROLE) Elaborado Aprovado Adilson Ferreira Nunes (Gestor do SGQ) Mauricio de Souza (Supervisor Compras) 2/9 Índice 1. O MANUAL DO FORNECEDOR... 3 INTRUDUÇÃO...

Leia mais

CABOS DE CONTROLE, POTÊNCIA E INSTRUMENTAÇÃO

CABOS DE CONTROLE, POTÊNCIA E INSTRUMENTAÇÃO SUBESTAÇOES - DESE 1/27 CABOS DE CONTROLE, POTÊNCIA E INSTRUMENTAÇÃO Elaborado por: Verificado por: Aprovado por: SOT/DESE/VPEL Julio Cezar do Nascimento Mário José de Mello Soares SUBESTAÇOES - DESE 2/27

Leia mais

Luva isolante de borracha

Luva isolante de borracha 1 OBJETIVO Esta NTC padroniza as dimensões e estabelece as condições gerais mínimas exigíveis para as luvas isolantes de borracha de proteção contra choques elétricos que possam atingir os eletricistas

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA 11 / 04 / 2013 1 de 1 1 FINALIDADE Esta Norma especifica e padroniza as dimensões e as características mínimas exigíveis para Arruela Presilha, utilizados nas Redes de Distribuição da Companhia Energética

Leia mais

SUBSISTEMA NORMAS E ESTUDOS DE MATERIAIS E EQUIPAMENTOS DA DISTRIBUIÇÃO CÓDIGO TÍTULO FOLHA

SUBSISTEMA NORMAS E ESTUDOS DE MATERIAIS E EQUIPAMENTOS DA DISTRIBUIÇÃO CÓDIGO TÍTULO FOLHA MANUAL ESPECIAL SISTEMA DE DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS DE DISTRIBUIÇÃO SUBSISTEMA NORMAS E ESTUDOS DE MATERIAIS E EQUIPAMENTOS DA DISTRIBUIÇÃO CÓDIGO TÍTULO FOLHA E-313.0049 ISOLADORES 1/19 1. FINALIDADE

Leia mais

Sistema Normativo Corporativo

Sistema Normativo Corporativo Sistema Normativo Corporativo ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA VERSÃO Nº ATA Nº DATAA DATA DA VIGÊNCIA 00-30/07/2012 30/07/2012 APROVADO POR Edson Hideki Takauti SUMÁRIO 1. RESUMO... 3 2. HISTÓRICO DAS REVISÕES...

Leia mais

Norma de Transmissão Unificada NTU Versão 1.0 Junho/2015

Norma de Transmissão Unificada NTU Versão 1.0 Junho/2015 Fio de Aço Galvanizado para Aterramento e Linhas Aéreas de Distribuição AT Especificações Gerais ENERGISA/C-GTCD-NRM/Nº095/2018 Norma de Transmissão Unificada NTU 010.4 Versão 1.0 Junho/2015 1 Apresentação

Leia mais

LINHA PARA EFLUENTES INDUSTRIAIS

LINHA PARA EFLUENTES INDUSTRIAIS 1. Introdução A Saint-Gobain Canalização possui uma gama completa de produtos para transporte de fluidos, como: Tubos, Conexões, Válvulas Tampões e Acessórios, fabricados em ferro fundido dúctil conforme

Leia mais

Nº: e PROGRAMA : - - TRABALHOS EM ALTURA DISPOSITIVO ANEL DE ANCORAGEM TUBULAR ÍNDICE DE REVISÕES SMS/ECE/SEG GT CSQD SMS/ECE/SEG

Nº: e PROGRAMA : - - TRABALHOS EM ALTURA DISPOSITIVO ANEL DE ANCORAGEM TUBULAR ÍNDICE DE REVISÕES SMS/ECE/SEG GT CSQD SMS/ECE/SEG ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA Nº: ET-0000.00-5434-980-PPM-042 CLIENTE: : - d 1 18 e PROGRAMA : - - ÁREA: - - SMS ÍNDICE DE REVISÕES REV. DESCRIÇÃO OU S ATINGIDAS 0 Especificação Inicial REV. 0 REV. A REV. B REV.

Leia mais