MAGNO ANTÔNIO CORREIA DE MELLO

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "MAGNO ANTÔNIO CORREIA DE MELLO"

Transcrição

1 ALTERAÇÕES NORMATIVAS DECORRENTES DE REFORMAS PREVIDENCIÁRIAS IMPLEMENTADAS OU PROPOSTAS, CLASSIFICADAS POR ASSUNTO, A PARTIR DA EMENDA CONSTITUCIONAL Nº 20/98 - QUADRO COMPARATIVO - MAGNO ANTÔNIO CORREIA DE MELLO Consultor Legislativo da Área VIII Administração Pública ESTUDO JUNHO/2003 Câmara dos Deputados Praça dos 3 Poderes Consultoria Legislativa Anexo III - Térreo Brasília - DF

2 ÍNDICE 1. VALOR DOS PROVENTOS DE APOSENTADOS POR TEMPO DE CONTRIBUIÇÃO: FÓRMULA DE REAJUSTE DOS PROVENTOS CONDIÇÕES PARA AQUISIÇÃO DE APOSENTADORIA POR TEMPO DE CONTRIBUIÇÃO SITUAÇÃO DE SERVIDORES JÁ APOSENTADOS OU QUE TENHAM CUMPRIDO AS CONDIÇÕES PARA OBTENÇÃO DE APOSENTADORIA SITUAÇÃO DOS SERVIDORES JÁ EM EXERCÍCIO NA DATA DE PROMULGAÇÃO DA EMENDA QUE AINDA NÃO CUMPRIRAM AS CONDIÇÕES PARA OBTENÇÃO DE APOSENTADORIA VALOR DOS PROVENTOS DA APOSENTADORIA POR INVALIDEZ VALOR DOS PROVENTOS DA PENSÃO POR MORTE CONDIÇÕES PARA IMPLEMENTAÇÃO DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR PARCELA DOS PROVENTOS COBERTA PELA PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR APOSENTADORIA COMPULSÓRIA ALTERAÇÕES RELATIVAS AO REGIME GERAL DE PREVIDÊNCIA TERCEIRIZAÇÃO NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA APOSENTADORIA COM TEMPO REDUZIDO DE PROFESSORES TETO DE REMUNERAÇÃO NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA SITUAÇÃO DOS MILITARES Câmara dos Deputados. Todos os direitos reservados. Este trabalho poderá ser reproduzido ou transmitido na íntegra, desde que citados o autor e a Consultoria Legislativa da Câmara dos Deputados. São vedadas a venda, a reprodução parcial e a tradução, sem autorização prévia por escrito da Câmara dos Deputados. 2

3 ALTERAÇÕES NORMATIVAS DECORRENTES DE REFORMAS PREVIDENCIÁRIAS IMPLEMENTADAS OU PROPOSTAS, CLASSIFICADAS POR ASSUNTO, A PARTIR DA EMENDA CONSTITUCIONAL Nº 20/98 - QUADRO COMPARATIVO - MAGNO ANTÔNIO CORREIA DE MELLO 1. VALOR DOS PROVENTOS DE APOSENTADOS POR TEMPO DE CONTRIBUIÇÃO: 1.1 Emenda Constitucional nº 20/98: integrais (correspondentes à última remuneração do cargo efetivo), submetido o valor ao teto de remuneração da administração pública (CF, art. 37, XI), estabelecido, até que se aprove o subsídio dos ministros do Supremo Tribunal Federal, em valor correspondente à remuneração dos ministros de Estado, no Poder Executivo federal, dos ministros do Supremo, no Poder Judiciário da União, e dos deputados e senadores, no âmbito das Casas Legislativas, aplicando-se como limite a remuneração das autoridades correspondentes nos Estados, no Distrito Federal e nos Municípios. 1.2 Projeto de Lei Complementar nº 9/99: integrais, correspondentes à última remuneração do cargo efetivo, mas limitados ao teto de benefícios do regime geral de previdência quando for instituído o respectivo regime. 1.3 Proposta de Emenda à Constituição nº 40/03: equivalentes à média dos salários de contribuição durante toda a vida ativa do servidor, nos termos previstos em lei ordinária, limitados ao teto de benefícios do regime geral de previdência. 1.4 Emenda Pauderney: integrais, correspondentes à remuneração do cargo efetivo no momento da aposentadoria, ressalvadas parcelas cuja percepção se vincule ao efetivo exercício das atribuições do cargo, não se podendo incluir entre estas gratificações de desempenho ou produtividade, uma vez que o pagamento de vantagens dessa natureza a servidores públicos somente se processa nos termos do 7º do art. 39, isto é, de forma atrelada a contenção de despesas. 3

4 2. FÓRMULA DE REAJUSTE DOS PROVENTOS 2.1 Emenda Constitucional nº 20/98: aplicam-se aos aposentados e pensionistas todos os reajustes atribuídos aos servidores em atividade. 2.2 Projeto de Lei Complementar nº 9/99: aplicam-se aos aposentados e pensionistas todos os reajustes atribuídos aos servidores em atividade, desde que a retribuição resultante não supere o limite de benefícios do regime geral de previdência. 2.3 Proposta de Emenda à Constituição nº 40/03: reajustam-se as aposentadorias e pensões por meio da aplicação de índice de preços a ser definido em lei ordinária. 2.4 Emenda Pauderney: aplicam-se aos aposentados e pensionistas todos os reajustes atribuídos aos servidores em atividade. 3. CONDIÇÕES PARA AQUISIÇÃO DE APOSENTADORIA POR TEMPO DE CONTRIBUIÇÃO 3.1 Emenda Constitucional nº 20/98: 10 anos de serviço público, 5 anos no cargo em que se der a aposentadoria, 35 anos de serviço total (inclusive vinculado ao INSS) e 60 anos de idade para homens, 30 anos de serviço total (inclusive vinculado ao INSS) e 55 anos de idade para mulheres. 3.2 Projeto de Lei Complementar nº 9/99: 10 anos de serviço público, 5 anos no cargo em que se der a aposentadoria, 35 anos de serviço total (inclusive vinculado ao INSS) e 60 anos de idade para homens, 30 anos de serviço total (inclusive vinculado ao INSS) e 55 anos de idade para mulheres. 3.3 Proposta de Emenda à Constituição nº 40/03: 10 anos de serviço público, 5 anos no cargo em que se der a aposentadoria, 35 anos de serviço total (inclusive vinculado ao INSS) e 60 anos de idade para homens, 30 anos de serviço total (inclusive vinculado ao INSS) e 55 anos de idade para mulheres. 3.4 Emenda Pauderney: 20 anos de serviço público, 10 anos no cargo em que se der a aposentadoria, 35 anos de serviço total (inclusive vinculado ao INSS) e 60 anos de idade para homens, 30 anos de serviço total (inclusive vinculado ao INSS) e 55 anos de idade para mulheres, explicitandose, para cumprimento do prazo de carência, que é aproveitado tempo de contribuição transcorrido em cargo de cuja transformação o cargo ocupado no momento da aposentadoria resultou. 4. SITUAÇÃO DE SERVIDORES JÁ APOSENTADOS OU QUE TENHAM CUMPRIDO AS CONDIÇÕES PARA OBTENÇÃO DE APOSENTADORIA 4.1 Emenda Constitucional nº 20/98: nenhuma alteração em relação à situação anterior. 4.2 Projeto de Lei Complementar nº 9/99: nenhuma alteração em relação à situação anterior. 4.3 Proposta de Emenda à Constituição nº 40/03: aplicação de contribuição previdenciária sobre a parcela dos proventos que exceder a R$ 1.058, Emenda Pauderney: nenhuma alteração em relação à situação anterior. 4

5 5. SITUAÇÃO DOS SERVIDORES JÁ EM EXERCÍCIO NA DATA DE PROMULGAÇÃO DA EMENDA QUE AINDA NÃO CUMPRIRAM AS CONDIÇÕES PARA OBTENÇÃO DE APOSENTADORIA 5.1 Emenda Constitucional nº 20/98: para ter acesso a aposentadoria por tempo de contribuição com proventos integrais, com direito a paridade, os servidores já em exercício na data de promulgação da emenda podem requerer aposentadoria com 53 anos, se homens, e 48, se mulheres, sendo acrescido ao tempo de contribuição normal (35 anos, homens, e 30, mulheres) 20% do tempo que faltava para a aposentadoria no momento de proomulgação da emenda; para adquirir direito a aposentadoria com proventos proporcionais, também se exigiu idade de 53 e 48 anos, tempo mínimo de contribuição correspondente a 30 anos, para os homens, e 25 anos, para as mulheres, com acréscimo de 40% sobre o tempo remanescente e proventos iguais a 70% dos proventos integrais mais 5% para cada ano que ultrapasse a soma do período normal com o período adicional (o chamado pedágio ). 5.2 Projeto de Lei Complementar nº 9, de 1999: não afeta a situação dos servidores admitidos antes da instituição de regime previdenciário complementar. 5.3 Proposta de Emenda à Constituição nº 40/03: os servidores submetidos à regra de transição da Emenda nº 20/98 podem se aposentar com idade inferior a 60 anos, homens, e 55, mulheres, perdendo 5% do benefício (calculado na forma do item 1.3 supra) a cada ano afastado dessas idades, até o limite de 48 anos, mulheres, e 53 anos, homens; os que não tinham direito à transição da EC Nº 20/98 podem perceber benefício superior ao limite do regime geral de previdência; é excluída, sumariamente, sem nenhuma regra de transição, o direito a requerer aposentadoria proporcional, previsto para os servidores que já estavam em exercício na data de promulgação da Emenda 20/ Emenda Pauderney: determina a aplicação das regras anteriores para os atuais servidores e para todos os que ingressarem na administração pública em decorrência da aprovação em concurso público cujo edital já tenha sido publicado à data de publicação da emenda. As novas regras só podem ser aplicadas aos servidores aqui descritos quando forem mais favoráveis, o que ocorre, por vezes, na aposentadoria por invalidez com proventos proporcionais e na pensão correspondente a tais situações. 6. VALOR DOS PROVENTOS DA APOSENTADORIA POR INVALIDEZ 6.1 Emenda Constitucional nº 20/98: proventos integrais se decorrente de acidente em serviço, moléstia profissional e doença especificada em lei; proporcionais nos demais casos. 6.2 Projeto de Lei Complementar nº 9/99: proventos integrais se decorrente de acidente em serviço, moléstia profissional e doença especificada em lei; proporcionais nos demais casos, limitados ao teto de benefícios do regime geral de previdência. 6.3 Proposta de Emenda à Constituição nº 40/03: proventos integrais 1 se decorrente de acidente em serviço, moléstia profissional e doença especificada em lei; proporcional nos demais casos, com incidência de contribuição previdenciária sobre a parte dos proventos superior a R$ 1.058, Emenda Pauderney: proventos integrais se decorrente de acidente em serviço, moléstia profissional e doença especificada em lei; proporcional nos demais casos, com estabelecimento de patamar mínimo correspondente a 1/3 da remuneração do cargo. 5

6 7. VALOR DOS PROVENTOS DA PENSÃO POR MORTE 7.1 Emenda Constitucional nº 20/98: correspondente aos proventos, se o servidor falecido estiver aposentado, se houver adquirido o direito de se aposentar ou se a morte ocorrer por força de acidente em serviço, moléstia profissional ou doença especificada em lei; proporcional ao tempo de contribuição nos demais casos. 7.2 Projeto de Lei Complementar nº 9/99: correspondente aos proventos, se o servidor falecido estiver aposentado, se houver adquirido o direito de se aposentar ou se a morte ocorrer por força de acidente em serviço, moléstia profissional ou doença especificada em lei; proporcional ao tempo de serviço nos demais casos; nas duas hipóteses, a pensão não poderá exceder o limite de benefícios do regime geral de previdência. 7.3 Proposta de Emenda à Constituição nº 40/03: correspondente a até 70% dos proventos do servidor falecido (calculados na forma do item 1.3 ou do item 6.3, conforme o caso), podendo a lei ordinária estabelecer percentual ainda menor sobre a mesma base; 7.4 Emenda Pauderney: igual aos vencimentos integrais do cargo, se o óbito decorrer de acidente em serviço, moléstia profissional ou doença especificada em lei; igual aos proventos, se o servidor já estiver aposentado ou se tiver direito a aposentadoria; com proventos proporcionais ao tempo de serviço, nos demais casos. 8. CONDIÇÕES PARA IMPLEMENTAÇÃO DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR 8.1 Emenda Constitucional nº 20/98: permite-se a implantação de fundos de pensão após a edição de lei ordinária com esse intuito, com adesão compulsória 2 dos servidores admitidos após essa lei e facultativa dos que já estiverem em exercício na ocasião. 8.2 Projeto de Lei Complementar nº 9/99: permite a aprovação de lei ordinária destinada a implantar regime previdenciário complementar com adesão compulsória dos servidores admitidos após essa lei e facultativa dos que já estiverem em exercício na ocasião. 8.3 Proposta de Emenda à Constituição nº 40/03: permite-se a implantação de fundos de pensão após a edição de lei ordinária com esse intuito, com adesão compulsória de todos os servidores em atividade. 8.4 Emenda Pauderney: impossibilita a implantação de fundos de pensão na administração pública. 9. PARCELA DOS PROVENTOS COBERTA PELA PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR 9.1 Emenda Constitucional nº 20/98: aposentadorias e pensões inteiramente financiadas pelo regime próprio dos servidores públicos, não existindo, pois, previdência complementar. 9.2 Projeto de Lei Complementar nº 9/99: parcela dos proventos superior ao limite do regime geral de previdência. 6

7 9.3 Proposta de Emenda à Constituição nº 40/03: parcela dos proventos correspondente à diferença entre o valor da aposentadoria e a remuneração percebida pelo servidor no momento da aposentadoria. 9.4 Emenda Pauderney: aposentadorias e pensões inteiramente financiadas pelo regime próprio dos servidores públicos, não existindo, em decorrência, previdência complementar. 10. APOSENTADORIA COMPULSÓRIA 10.1 Emenda Constitucional nº 20/98: 70 anos, com proventos proporcionais ao tempo de contribuição Projeto de Lei Complementar nº 9/99: 70 anos, com proventos proporcionais ao tempo de contribuição Proposta de Emenda à Constituição nº 40/03: 70 anos, com proventos proporcionais ao tempo de contribuição Emenda Pauderney: 75 anos, com proventos proporcionais ao tempo de contribuição. 11. ALTERAÇÕES RELATIVAS AO REGIME GERAL DE PREVIDÊNCIA 11.1 Emenda Constitucional nº 20/98: suprimiu do texto constitucional norma que estabelecia o critério de cálculo dos proventos, passando a questão a ser resolvida em lei ordinária, que veio a implementar o controvertido fator previdenciário, mecanismo que incentiva a apresentação de requerimentos de aposentadoria em idade mais elevada Projeto de Lei Complementar nº 9/99: não afeta o regime geral de previdência Proposta de Emenda à Constituição nº 40/03: altera o limite de benefícios do regime geral de previdência, elevando-o para R$ 2.400, Emenda Pauderney: torna obrigatório o registro da relação de emprego em carteira de trabalho e previdência social, sob pena de ser o empregador faltoso considerado inadimplente em relações trabalhistas; permite a cessão de crédito inscrito na dívida ativa previdenciária, com o intuito de descentralizar sua cobrança e permitir uma maior recuperação desses créditos; inibe a desvinculação de recursos da seguridade social, tornando o respectivo orçamento credor do orçamento fiscal em relação aos montantes desvinculados no exercício anterior; permite que as contribuições patronais relativas a novos empregados tenham seu pagamento retardado em um ano, durante os cinco exercícios posteriores à promulgação da emenda, vencendo a dívida imediatamente em caso de dispensa do pessoal excedente; permite o gozo de benefício de aposentadoria em até R$ 4.800,00, desde que o segurado contribua, de modo facultativo, sobre o respectivo montante, sendo compulsória apenas a contribuição referente à parcela da remuneração correspondente a até R$ 2.400,00. 7

8 12. TERCEIRIZAÇÃO NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA 12.1 Emenda Constitucional nº 20/98: não alude ao assunto Projeto de Lei Complementar nº 9/99: não se refere ao assunto Proposta de Emenda à Constituição nº 40/03: não alude ao assunto Emenda Pauderney: limita a 2 anos improrrogáveis a contratação por tempo determinado de servidores públicos, exigindo-se quarentena de pelo menos 2 anos para que a pessoa contratada celebre novo ajuste após o rompimento do vínculo anterior, ao mesmo tempo em que determina a nulidade do ato e a punição da autoridade responsável em caso de descumprimento da restrição (atualmente, só é possível anular ato que transgrida o imperativo do concurso público, sendo também exclusiva desse tipo de falta a possibilidade de punir a autoridade responsável pelo abuso). 13. APOSENTADORIA COM TEMPO REDUZIDO DE PROFESSORES 13.1 Emenda Constitucional nº 20/98: mantém o direito para professores da educação infantil e dos ensinos fundamental e médio, suprimindo-o em relação aos professor do ensino superior Projeto de Lei Complementar nº 9/99: não se refere ao assunto Proposta de Emenda à Constituição nº 40/03: preserva a redução do tempo de contribuição, inclusive o do pedágio referido no item 5.1, mas determina a aplicação de um redutor correspondente a 5% sobre os proventos para cada ano em que o servidor se afaste da idade mínima exigida para gozo do benefício (48 anos professores e 43 professoras) Emenda Pauderney: preserva a garantia, mantendo o mesmo campo de alcance estabelecido pela Emenda 20/ TETO DE REMUNERAÇÃO NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA 14.1 Emenda Constitucional nº 20/98: determina a aplicação do teto remuneratório à soma de proventos ou vencimentos cuja acumulação seja constitucionalmente permitida, mantendo a sistemática de definição do valor do teto até então vigente (v. item 1.1) Projeto de Lei Complementar nº 9/99: não diz respeito ao assunto Proposta de Emenda à Constituição nº 40/03: altera os critérios de definição do valor que serve como teto remuneratório, permitindo que seja fixado por meio de lei ordinária de iniciativa do presidente do Supremo Tribunal Federal (em substituição à lei de iniciativa conjunta hoje prevista), estabelecendo como teto provisório, até que se fixe o valor definitivo, a maior remuneração hoje atribuída a ministros do Supremo, estipulando sub-tetos nos Estados e nos Municípios, correspondentes, respectivamente, ao subsídio dos governadores e dos prefeitos, e determinando a redução imediata dos vencimentos e demais retribuições que excedam ao valor estabelecido como teto Emenda Pauderney: preserva a sistemática decorrente da Emenda Constitucional nº 20/98. 8

9 15. SITUAÇÃO DOS MILITARES 15.1 Emenda Constitucional nº 20/98: preserva a sistemática até então vigente Projeto de Lei Complementar nº 9/99: não se refere ao assunto Proposta de Emenda à Constituição nº 40/03: reduz a até 70% dos vencimentos o valor da pensão por morte; suprime a paridade entre ativos e inativos; permite a redução dos proventos de reformados e reservistas em legislação ordinária Emenda Pauderney: não afeta os critérios constitucionais vigentes sobre o assunto. NOTAS DE REFERÊNCIA 1 É provável que se tenha pretendido limitar o valor desse benefício ao limite previsto para as aposentadorias do regime geral de previdência. A tradução literal do texto, contudo, não permite essa interpretação, sendo mais adequada ao texto encaminhado pelo Poder Executivo a leitura aqui feita, dado que não existe outra maneira de aplicar o 18 do art. 40 da Constituição, proposto pela PEC sob análise. 2 Embora o PLC 9/99 preveja que a previdência complementar apresente caráter facultativo também para servidores admitidos após a implantação do respectivo regime, na prática isso não se verificará, bastando que se defina a adesão à previdência complementar como requisito para posse no cargo

Regimes Próprios de Previdência Social

Regimes Próprios de Previdência Social Ministério da Previdência Social Secretaria de Políticas de Previdência Social Regimes Próprios de Previdência Social Consolidação da Legislação Federal Atualizada até 3 de julho de 2013 SUMÁRIO Lista

Leia mais

Aposentadoria - Regra GERAL em vigor (Emenda Constitucional nº. 41/2003)

Aposentadoria - Regra GERAL em vigor (Emenda Constitucional nº. 41/2003) (TEMPO COMUM E/OU TEMPO DE MAGISTÉRIO) - Regra 09 Aposentadoria - Regra GERAL em vigor (Emenda Constitucional nº. ) De acordo com a Regra Geral que está em vigor desde 31/12/2003 (Emenda Constitucional

Leia mais

REGRAS PARA CONCESSÃO DE APOSENTADORIA A SERVIDORES VINCULADOS A REGIME PRÓPRIO DE PREVIDÊNCIA SOCIAL

REGRAS PARA CONCESSÃO DE APOSENTADORIA A SERVIDORES VINCULADOS A REGIME PRÓPRIO DE PREVIDÊNCIA SOCIAL Secretaria de Políticas de Previdência Social Departamento dos Regimes de Previdência no Serviço Público Coordenação-Geral de Normatização e Acompanhamento Legal REGRAS PARA CONCESSÃO DE APOSENTADORIA

Leia mais

1/3 DA JORNADA DO PROFESSOR PARA HORA-ATIVIDADE: É LEGAL É ESSENCIAL PARA UMA EDUCAÇÃO DE QUALIDADE

1/3 DA JORNADA DO PROFESSOR PARA HORA-ATIVIDADE: É LEGAL É ESSENCIAL PARA UMA EDUCAÇÃO DE QUALIDADE 1/3 DA JORNADA DO PROFESSOR PARA HORA-ATIVIDADE: É LEGAL É ESSENCIAL PARA UMA EDUCAÇÃO DE QUALIDADE A Lei Federal nº 11.738/08 é a expressão de uma importante conquista para toda a sociedade brasileira

Leia mais

Emendas Constitucionais nº 01/1990 a 99/2014

Emendas Constitucionais nº 01/1990 a 99/2014 Emendas Constitucionais nº 01/1990 a 99/2014 1 2 ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO 17ª LEGISLATURA MESA DIRETORA THEODORICO FERRAÇO Presidente SOLANGE LUBE ROBERTO CARLOS 1º Secretário

Leia mais

ATO DAS DISPOSIÇÕES CONSTITUCIONAIS TRANSITÓRIAS

ATO DAS DISPOSIÇÕES CONSTITUCIONAIS TRANSITÓRIAS ATO DAS DISPOSIÇÕES CONSTITUCIONAIS TRANSITÓRIAS Art. 1º. O Presidente da República, o Presidente do Supremo Tribunal Federal e os membros do Congresso Nacional prestarão o compromisso de manter, defender

Leia mais

LEI MUNICIPAL Nº 3326/91, DE 04-06-1991 SUMÁRIO

LEI MUNICIPAL Nº 3326/91, DE 04-06-1991 SUMÁRIO LEI MUNICIPAL Nº 3326/91, DE 04-06-1991 "Dispõe sobre o Regime Jurídico Único dos Servidores Públicos Municipais e dá outras providências" SUMÁRIO TÍTULO I - DISPOSIÇÕES PRELIMINARES...4 TÍTULO II - DO

Leia mais

Constituição do Estado de Minas Gerais

Constituição do Estado de Minas Gerais Constituição do Estado de Minas Gerais Atualizada e acompanhada dos textos das Emendas à Constituição nºs 1 a 91. 15ª edição Belo Horizonte Assembleia Legislativa do Estado de Minas Gerais 2013 1ª edição

Leia mais

Resolução nº 1073, de 10 de outubro de 2001 Texto consolidado com todas as alterações posteriores RESOLUÇÃO Nº 1073, DE 10 DE OUTUBRO DE 2001.

Resolução nº 1073, de 10 de outubro de 2001 Texto consolidado com todas as alterações posteriores RESOLUÇÃO Nº 1073, DE 10 DE OUTUBRO DE 2001. Resolução nº 1073, de 10 de outubro de 2001 Texto consolidado com todas as alterações posteriores RESOLUÇÃO Nº 1073, DE 10 DE OUTUBRO DE 2001. REGULAMENTO ADMINISTRATIVO DA TÍTULO I DA ORGANIZAÇÃO ADMINISTRATIVA

Leia mais

ESTADO DO RIO DE JANEIRO PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMPOS DOS GOYTACAZES GABINETE DO PREFEITO SUMÁRIO POR ARTIGOS

ESTADO DO RIO DE JANEIRO PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMPOS DOS GOYTACAZES GABINETE DO PREFEITO SUMÁRIO POR ARTIGOS 1 SUMÁRIO POR ARTIGOS TÍTULO I CAPÍTULO ÚNICO DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1 ao 5º Art. 1 ao 5 TÍTULO II CAPÍTULO I PROVIMENTO Art. 6º ao 31 PROVIMENTO VACÂNCIA SEÇÃO I SUBSTITUIÇÃO DISPOSIÇÕES GERAIS

Leia mais

Constituição do Estado da Bahia

Constituição do Estado da Bahia Constituição do Estado da Bahia Promulgada em 05 de outubro de 1989 Atualizada e acompanhada dos textos das Emendas Constitucionais n os : 01, de 05 de julho de 1990; 02, de 12 de junho de 1991; 03, de

Leia mais

CONSTITUIÇÃO DO ESTADO DO AMAPÁ

CONSTITUIÇÃO DO ESTADO DO AMAPÁ PREÂMBULO Nós, os primeiros Deputados Estaduais, representantes do povo amapaense, reunidos em Assembléia Estadual Constituinte para instituir o ordenamento básico e reafirmar os valores que fundamentam

Leia mais

GRUPO DE TRABALHO QUE PROMOVE A CÂMARA DE NEGOCIAÇÃO DEDESENVOLVIMENTO ECONÔMICO

GRUPO DE TRABALHO QUE PROMOVE A CÂMARA DE NEGOCIAÇÃO DEDESENVOLVIMENTO ECONÔMICO GRUPO DE TRABALHO QUE PROMOVE A CÂMARA DE NEGOCIAÇÃO DEDESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E SOCIAL DESTINADA A DISCUTIR PROPOSTAS QUE INTERESSAM À CLASSE TRABALHADORA E AOS EMPRESÁRIOS EMENDA SUBSTITUTIVA GLOBAL

Leia mais

Constituição do Estado do Pará

Constituição do Estado do Pará 1 Constituição do Estado do Pará Atualizada até a edição da Emenda Constitucional nº 61 de 11 de junho de 2014, DOE nº 32670 de 25/06/2014. 2 Governo do Estado do Pará Consultoria Geral do Estado Constituição

Leia mais

Lei Complementar nº 46 de 31/01/1994 (Atualizada até a Lei Complementar nº 328, de5/9/2005)

Lei Complementar nº 46 de 31/01/1994 (Atualizada até a Lei Complementar nº 328, de5/9/2005) Lei Complementar nº 46 de 31/01/1994 (Atualizada até a Lei Complementar nº 328, de5/9/2005) Institui o Regime Jurídico Único para os servidores públicos civis da administração direta, das autarquias e

Leia mais

Constituição do Estado do Pará

Constituição do Estado do Pará 1 Constituição do Estado do Pará Atualizada até a edição da Emenda Constitucional nº 51 de 14 de dezembro de 2011 publicada no DOE de 20/12/2011. 2 Governo do Estado do Pará Consultoria Geral do Estado

Leia mais

CONSTITUIÇÃO DO ESTADO DO PIAUÍ PREÂMBULO

CONSTITUIÇÃO DO ESTADO DO PIAUÍ PREÂMBULO CONSTITUIÇÃO DO ESTADO DO PIAUÍ PREÂMBULO Nós, representantes do povo, em Assembléia Constituinte, sob a proteção de Deus, continuadores das tradições de combatividade, firmeza, heroísmo e abnegação dos

Leia mais

PREÂMBULO TITULO I TÍTULO II

PREÂMBULO TITULO I TÍTULO II Constituição do Estado do Maranhão 1 PREÂMBULO A Assembléia Constituinte do Estado do Maranhão usando dos poderes que lhe foram conferidos pela Constituição Federal, invocando a proteção de Deus, visando

Leia mais

Fundação de Previdência Complementar dos Empregados ou Servidores da FINEP, do IPEA, do CNPq, do INPE e do INPA PLANO DE BENEFÍCIOS PREVIDENCIÁRIOS

Fundação de Previdência Complementar dos Empregados ou Servidores da FINEP, do IPEA, do CNPq, do INPE e do INPA PLANO DE BENEFÍCIOS PREVIDENCIÁRIOS PLANO DE BENEFÍCIOS PREVIDENCIÁRIOS DOS ASSOCIADOS DA FIPECqV I D A REGULAMENTO DO FIPECqPREV Regulamento adaptado à Resolução CGPC nº 20, de 25/09/2006 e ajustado o Benefício de Risco. Regulamento aprovado

Leia mais

Estatuto dos Funcionários Públicos Civis do Estado do Amazonas Organizador: Ronnie Frank Torres Stone

Estatuto dos Funcionários Públicos Civis do Estado do Amazonas Organizador: Ronnie Frank Torres Stone Estatuto dos Funcionários Públicos Civis do Estado do Amazonas Organizador: Ronnie Frank Torres Stone Lei 1.762 de 14 de novembro de 1986. Dispõe sobre o Estatuto Dos Funcionários Públicos Civis do Estado

Leia mais

Manual de Direito do Trabalho Vicente Paulo e Marcelo Alexandrino 17.ª para 18.ª edição NOTA À 18.ª EDIÇÃO

Manual de Direito do Trabalho Vicente Paulo e Marcelo Alexandrino 17.ª para 18.ª edição NOTA À 18.ª EDIÇÃO NOTA À 18.ª EDIÇÃO Nesta edição, registramos as recentes alterações da jurisprudência do Tribunal Superior do Trabalho, veiculadas, especialmente, nas Resoluções TST 193, de 11 de dezembro de 2013, e 194,

Leia mais

Estudos CONTABILIDADE APLICADA AOS REGIMES PRÓPRIOS DE PREVIDÊNCIA SOCIAL

Estudos CONTABILIDADE APLICADA AOS REGIMES PRÓPRIOS DE PREVIDÊNCIA SOCIAL Ministério da Previdência Social Secretaria de Políticas de Previdência Social DEPARTAMENTO DOS REGIMES DE PREVIDÊNCIA NO SERVIÇO PÚBLICO Estudos CONTABILIDADE APLICADA AOS REGIMES PRÓPRIOS DE PREVIDÊNCIA

Leia mais

Promulgada em 05 de outubro de 1989 * Emendas Constitucionais de n o 01/1990 a n o 40/2007 CONSTITUIÇÃO DO ESTADO DE SERGIPE

Promulgada em 05 de outubro de 1989 * Emendas Constitucionais de n o 01/1990 a n o 40/2007 CONSTITUIÇÃO DO ESTADO DE SERGIPE Promulgada em 05 de outubro de 1989 * Emendas Constitucionais de n o 01/1990 a n o 40/2007 CONSTITUIÇÃO DO ESTADO DE SERGIPE PREÂMBULO Nós, representantes do povo sergipano, reunidos em Assembléia Estadual

Leia mais

SOBRE A LEI DO ESTÁGIO

SOBRE A LEI DO ESTÁGIO NOVA CARTILHA ESCLARECEDORA SOBRE A LEI DO ESTÁGIO Ministério do Trabalho e Emprego Presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva Ministro do Trabalho e Emprego Carlos Lupi Secretário-Executivo André

Leia mais

ESTATUTO DOS FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS DO ESTADO DE PERNAMBUCO

ESTATUTO DOS FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS DO ESTADO DE PERNAMBUCO ESTATUTO DOS FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS DO ESTADO DE PERNAMBUCO LEI Nº 6.123, DE 20 DE JULHO DE 1968. O GOVERNADOR DO ESTADO DE PERNAMBUCO: Faço saber que a Assembléia Legislativa decretou e eu sanciono a seguinte

Leia mais

Caderno TNU. TNU bate recorde de processos julgados em mutirão inédito

Caderno TNU. TNU bate recorde de processos julgados em mutirão inédito Informativo do Conselho da Justiça Federal nº 18 - mar / abr 2012 TNU bate recorde de processos julgados em mutirão inédito A intenção da iniciativa, segundo o presidente do Colegiado, ministro João Otávio

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE NITERÓI ESTATUTO DOS FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS MUNICIPAIS

PREFEITURA MUNICIPAL DE NITERÓI ESTATUTO DOS FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS MUNICIPAIS PREFEITURA MUNICIPAL DE NITERÓI ESTATUTO DOS FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS MUNICIPAIS LEI No. 531 DE 18 DE JANEIRO DE 1985 Publicada no ór gão oficial da Prefeitura, em 23/01/85. NITERÓI 1985 LEI No. 531, DE 18

Leia mais

Para quais carreiras está sendo proposta a reestruturação com remuneração por subsídio?

Para quais carreiras está sendo proposta a reestruturação com remuneração por subsídio? ENTENDENDO A PROPOSTA APRESENTADA PELO GOVERNO VERSÃO DE 16/06/14 PROPOSTA DE REESTRUTURAÇÃO DA CARREIRA DE ESPECIALISTAS COM REMUNERAÇÃO POR SUBSÍDIO O que é a remuneração por subsídio? É uma forma de

Leia mais

Manual da Aprendizagem

Manual da Aprendizagem 1 Manual da Aprendizagem O que é preciso saber para contratar o aprendiz Edição revista e ampliada 2 Presidente da República Dilma Rousseff Ministro do Trabalho e Emprego Manoel Dias Secretário-Executivo

Leia mais

MANUAL DE CONDUTAS VEDADAS AOS SERVIDORES PÚBLICOS EM ELEIÇÕES

MANUAL DE CONDUTAS VEDADAS AOS SERVIDORES PÚBLICOS EM ELEIÇÕES MANUAL DE CONDUTAS VEDADAS AOS SERVIDORES PÚBLICOS EM ELEIÇÕES 2 3 I Apresentação II Conceitos Fundamentais II.1. Direitos Políticos Perda e Suspensão dos Direitos Políticos II.2. Elegibilidade e Inelegibilidade

Leia mais