9 - (CESGRANRIO) Complete CORRETAMENTE as lacunas da seguinte frase: A obra de Huxley, se faz alusão no texto, descreve uma sociedade os atos dos

Save this PDF as:
Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "9 - (CESGRANRIO) Complete CORRETAMENTE as lacunas da seguinte frase: A obra de Huxley, se faz alusão no texto, descreve uma sociedade os atos dos"

Transcrição

1 9 - (CESGRANRIO) Complete CORRETAMENTE as lacunas da seguinte frase: A obra de Huxley, se faz alusão no texto, descreve uma sociedade os atos dos indivíduos são controlados por um sistema de televisão. A) a que / em que B) a qual / que C) que / de quem D) de que / a qual E) da qual / cujos

2 10 - (CESGRANRIO) Assinale a opção que completa CORRETAMENTE as lacunas da seguinte frase: Muitos funcionários, se atribuem funções secundárias no sistema, veem diminuído o campo podem exercer a sua criatividade. A) que / o qual B) a que / em que C) de que / os quais D) a quem / que E) de que / no qual

3 ADVÉRBIO Advérbio é a palavra que modifica o verbo, o adjetivo, outro advérbio ou até mesmo uma frase toda: a) modificando um verbo: Não ouvimos mais vozes nem risos. (Manuel Bandeira) b) intensificando um adjetivo: Os olhos dela não eram bem negros, mas escuros. (Machado de Assis) c) intensificando outro advérbio: O Barão de Santa Pia está mal, muito mal. (Machado de Assis)

4 d) modificando toda a frase: Infelizmente, os povos ainda correm o risco de novos conflitos. Morfologicamente, o advérbio é um morfema gramatical que não se flexiona. Ela falou pausadamente. Elas falaram pausadamente.

5 Funcional ou sintaticamente, o advérbio é uma palavra dependente, isto é, um determinante do verbo. Está presente para determiná-lo (ou ao adjetivo ou a outro advérbio). Por ser sempre determinante de um verbo, está restrito à função de adjunto adverbial (complemento circunstancial). S V C ADJ. ADV. A concessionária encomendou os automóveis ontem. Meus parentes foram à praia.

6 Locução adverbial Locução adverbial equivale ao advérbio na função, mas forma-se, estrutura-se, de maneira distinta. Também exerce a função de adjunto adverbial. As locuções adverbiais são, geralmente, estruturadas como sintagmas nominais preposicionados. Observe: - Ela chegou ontem. (advérbio de tempo) - Ela chegou na semana passada. (locução adverbial de tempo)

7 Observe que o advérbio ontem e o sintagma na semana passada têm mesmo valor semântico, isto é, servem para indicar o tempo em que ocorre a ação verbal. A diferença entre esses termos é apenas a estruturação: na semana passada é um sintagma nominal preposicionado que tem valor de advérbio. Isso significa que, sintaticamente, locuções adverbiais e advérbios são sempre adjuntos adverbiais. Você então pode perceber que as locuções adverbiais ampliam nossas possibilidades de modificar o verbo. Veja exemplos de locuções adverbiais com advérbios correspondentes. - Ela chegou ontem. (advérbio adjunto adverbial) - Ela chegou no dia anterior. (locução adverbial adjunto adverbial)

8 Classificação dos advérbios e locuções adverbiais Os advérbios e as locuções adverbiais são agrupados conforme a circunstância que expressam. De acordo com a NGB, recebem a seguinte classificação: Circunstâncias: Afirmação sim, certamente, realmente, deveras, efetivamente, por certo, de fato, sem dúvida, etc. dúvida acaso, porventura, possivelmente, provavelmente, quiçá, talvez, etc.

9 intensidade assaz, bastante, bem, demais, mais, menos, muito, pouco, tão, quase, quanto, demais, meio, todo, apenas, demasiadamente, em excesso, em demasia, por completo, etc. lugar abaixo, acima, adiante, aqui, aí, ali, aquém, além, atrás, fora, dentro, acolá, através, perto, longe, à direita, à esquerda, a(à) distância, de longe, de perto, ao lado, por dentro, por fora, por aqui, por ali, para onde, etc. modo assim, bem, debalde, depressa, devagar, mal, bem, melhor, pior, alerta, à toa, às claras, às ocultas, às pressas, ao léu, lado a lado, frente a frente, etc., e quase todos os terminados pelo sufixo -mente (calmamente, alegremente, etc.)

10 negação não, de modo algum, de jeito nenhum, de forma alguma, etc. tempo agora, ainda, amanhã, anteontem, antes, breve, cedo, tarde, depois, hoje, então, nunca, jamais, logo, sempre, outrora, já, raramente, à tarde, à noite, de manhã, de repente, de súbito, em breve, de quando em quando, etc. Advérbios interrogativos Por serem empregados em interrogações diretas e indiretas, os seguintes advérbios são chamados de advérbios interrogativos:

11 Circunstâncias Advérbios Exemplos interrogativos causa por que Por que ele foi preso? Não sabemos por que ele foi preso. lugar onde Onde mora aquele cirurgião? Ignora-se onde ele mora. modo como Como ele está de saúde? Não se sabe como ele está de saúde. tempo quando Quando nos veremos novamente? Ainda não sei quando nos veremos.

12 Grau dos advérbios Alguns advérbios (de modo, de tempo, de lugar e de intensidade) admitem, à maneira dos adjetivos, a flexão de grau comparativo e superlativo: 1. Grau comparativo a) de igualdade: Ele fala tão alto quanto o irmão. b) de inferioridade: Ele fala menos alto do que o irmão. c) de superioridade: Ele fala mais alto do que o irmão.

13 2. Grau superlativo a) absoluto analítico: Ele fala muito alto. b) absoluto sintético: Ele fala altíssimo. OBSERVAÇÕES 1ª) Na linguagem coloquial, é comum o emprego de certos advérbios no diminutivo, expressando afetividade ou intensidade: A criança dorme juntinho da mãe. Meus avós levantam cedinho. 2ª) A repetição do advérbio apresenta valor aproximado de superlativo: Meus avós levantam cedo, cedo. A professorinha morava longe, longe.

14 3ª) No lugar de mais bem e mais mal, devemos empregar as formas melhor e pior, respectivamente: Você canta melhor do que seu irmão. Em muitas cidades vive-se pior do que nos campos. 4ª) Modificando particípios, empregam-se as formas analíticas mais bem e mais mal no lugar de melhor e pior, respectivamente: Atualmente ela anda mais bem vestida do que antigamente. Seu trabalho está mais mal elaborado do que o meu.

15 5ª) É comum o emprego de adjetivos com valor de advérbios: Essas garotas falam muito alto. A cerveja que desce redondo. 6ª) Na coordenação de dois ou mais advérbios terminados pelo sufixo -mente, pode-se empregar tal sufixo somente no último advérbio: Estes verbos estão correta e adequadamente conjugados. Ele sempre fala calma, sossegada e pausadamente.

16 ORAÇÕES SUBORDINADAS ADVERBIAIS Sintaticamente, as orações subordinadas adverbiais são também adjuntos adverbiais, pois representam circunstâncias em relação à oração principal. São nove as orações subordinadas adverbiais, que são iniciadas por uma conjunção subordinativa:

17 A) Causal: funciona como adjunto adverbial de causa. Conjunções: porque, porquanto, visto que, já que, uma vez que, como, que. Ex. Saímos rapidamente, visto que estava armando um tremendo temporal. B) Comparativa: funciona como adjunto adverbial de comparação. Geralmente, o verbo fica subentendido. Conjunções: (mais)... que, (menos)... que, (tão)... quanto, como.

18 Ex. João era mais esforçado que o irmão(era). C) Concessiva: funciona como adjunto adverbial de concessão. Conjunções: embora, conquanto, não obstante, apesar de que, se bem que, mesmo que, posto que, ainda que, em que pese. Ex. Todos se retiraram, apesar de não terem terminado a prova.

19 D) Condicional: funciona como adjunto adverbial de condição. Conjunções: se, a menos que, desde que, caso, contanto que. Ex. Você terá um futuro brilhante, desde que se esforce.

ADVÉRBIOS. Prof.: Dr. Cristiano Xinelági Pereira

ADVÉRBIOS. Prof.: Dr. Cristiano Xinelági Pereira ADVÉRBIOS Prof.: Dr. Cristiano Xinelági Pereira Definições Classe de palavra que exprime uma circunstância. Morfologicamente: é invariável; Semanticamente: expressa uma circunstância (lugar, tempo, modo,

Leia mais

ADVÉRBIO E LOCUÇÃO ADVERBIAL. Profª. Fernanda Machado

ADVÉRBIO E LOCUÇÃO ADVERBIAL. Profª. Fernanda Machado ADVÉRBIO E LOCUÇÃO ADVERBIAL Profª. Fernanda Machado Em língua portuguesa há 4 categorias gramaticais invariáveis: ADVÉRBIO PREPOSIÇÃO INTERJEIÇÃO CONJUNÇÃO 1. Advérbio DEFINIÇÃO: Advérbio é a palavra

Leia mais

Professor Marlos Pires Gonçalves

Professor Marlos Pires Gonçalves ADVÉRBIO Ele bebeu muito. Adv. Intensidade Na frase acima o advérbio muito está intensificando o sentido do verbo BEBER. A banda chegou hoje. tempo. Nessa outra frase o advérbio hoje acrescenta ao verbo

Leia mais

ADVÉRBIOS. Profa. Luana Lemos

ADVÉRBIOS. Profa. Luana Lemos ADVÉRBIOS Profa. Luana Lemos DEFINIÇÃO Do ponto de vista sintático: vem associado a verbo, adjetivo ou ao próprio advérbio; Do ponto de vista mórfico: é invariável; Do ponto de vista semântico denota circunstância

Leia mais

ESTUDO DO ADVÉRBIO. Profª. Fernanda Machado

ESTUDO DO ADVÉRBIO. Profª. Fernanda Machado ESTUDO DO ADVÉRBIO Profª. Fernanda Machado Em língua portuguesa há 3 categorias gramaticais invariáveis: ADVÉRBIO PREPOSIÇÃO INTERJEIÇÃO CONJUNÇÃO 1. Advérbio DEFINIÇÃO: Advérbio é a palavra invariável

Leia mais

ADVÉRBIOS. Prof.: Dr. Cristiano Xinelági Pereira

ADVÉRBIOS. Prof.: Dr. Cristiano Xinelági Pereira ADVÉRBIOS Prof.: Dr. Cristiano Xinelági Pereira Definições Classe de palavra que exprime uma circunstância. Morfologicamente: é invariável; Semanticamente: expressa uma circunstância (lugar, tempo, modo,

Leia mais

ADVÉRBIOS. Prof. Me. William Alves

ADVÉRBIOS. Prof. Me. William Alves ADVÉRBIOS Prof. Me. William Alves Definições Classe de palavra que exprime uma circunstância. Morfologicamente: é invariável; Semanticamente: expressa uma circunstância (lugar, tempo, modo, dúvida, certeza,

Leia mais

Os advérbios de intensidade modificam adjetivos e outros advérbios.

Os advérbios de intensidade modificam adjetivos e outros advérbios. São palavras que indicam as circunstâncias em que os fatos ou ações representeados pelo verbo referente acontecem. Os advérbios de intensidade modificam adjetivos e outros advérbios. Indicam tempo, modo,

Leia mais

Os advérbios de intensidade modificam adjetivos e outros advérbios.

Os advérbios de intensidade modificam adjetivos e outros advérbios. São palavras que indicam as circunstâncias em que os fatos ou ações representeados pelo verbo referente acontecem. Os advérbios de intensidade modificam adjetivos e outros advérbios. Indicam tempo, modo,

Leia mais

Advérbios. Os advérbios modificam o sentido de um verbo, de um adjectivo, de outro advérbio ou de uma oração inteira.

Advérbios. Os advérbios modificam o sentido de um verbo, de um adjectivo, de outro advérbio ou de uma oração inteira. Advérbios Os advérbios modificam o sentido de um verbo, de um adjectivo, de outro advérbio ou de uma oração inteira. Advérbios de tempo: quando? agora, ainda, amanhã, antes, antigamente, cedo, dantes,

Leia mais

AULA 8 EMPREGO DAS CLASSES DE PALAVRAS IV MINISTÉRIO DA FAZENDA

AULA 8 EMPREGO DAS CLASSES DE PALAVRAS IV MINISTÉRIO DA FAZENDA AULA 8 EMPREGO DAS CLASSES DE PALAVRAS IV MINISTÉRIO DA FAZENDA Professor Marlus Geronasso VERBOS Classificação dos verbos Verbos Regulares: são aqueles que não sofrem alterações no radical. Ex: cantar,

Leia mais

Ex. A garota com quem simpatizei está à sua procura. Os alunos cujas redações foram escolhidas receberão um prêmio.

Ex. A garota com quem simpatizei está à sua procura. Os alunos cujas redações foram escolhidas receberão um prêmio. A) Restritiva: é aquela que limita, restringe o sentido do substantivo ou pronome a que se refere. A restritiva funciona como adjunto adnominal de um termo da oração principal e não pode ser isolada por

Leia mais

Lucia Rita Guimarães Marluce Silva Andrelina Oliveira Leticia Prado. Faculdade Iseib BH 2º semestre/2013

Lucia Rita Guimarães Marluce Silva Andrelina Oliveira Leticia Prado. Faculdade Iseib BH 2º semestre/2013 Lucia Rita Guimarães Marluce Silva Andrelina Oliveira Leticia Prado Faculdade Iseib BH 2º semestre/2013 Advérbio é a palavra que se emprega como: modificador do verbo, do adjetivo ou do próprio advérbio

Leia mais

CONCEITOS GRAMATICAIS PARA ESTUDO CARLA FRASE. FRASE VERBAL: é frase que apresenta verbo ou locução verbal.

CONCEITOS GRAMATICAIS PARA ESTUDO CARLA FRASE. FRASE VERBAL: é frase que apresenta verbo ou locução verbal. CONCEITOS GRAMATICAIS PARA ESTUDO CARLA FRASE É uma enunciado (uma mensagem) de sentido completo que estabelece comunicação. Toda frase deve ser pontuada. FRASE VERBAL: é frase que apresenta verbo ou locução

Leia mais

Concurseiro. Espaço do. Português Prof. Joaquim Bispo. Sinta-se a vontade para estudar conosco. O seu espaço de preparação para concursos públicos

Concurseiro. Espaço do. Português Prof. Joaquim Bispo. Sinta-se a vontade para estudar conosco. O seu espaço de preparação para concursos públicos Espaço do Concurseiro Sinta-se a vontade para estudar conosco Português Prof. Joaquim Bispo O seu espaço de preparação para concursos públicos 1 Aulas Aula Conteúdo Página 1 Emprego das classes e palavras

Leia mais

CURSO EXPOENTE TURMA INTENSIVO MATUTINO PROFESSORA: SOCORRO FRANCO ESTUDO MORFOLÓGICO - CLASSES GRAMATICAIS

CURSO EXPOENTE TURMA INTENSIVO MATUTINO PROFESSORA: SOCORRO FRANCO ESTUDO MORFOLÓGICO - CLASSES GRAMATICAIS CURSO EXPOENTE TURMA INTENSIVO MATUTINO PROFESSORA: SOCORRO FRANCO ESTUDO MORFOLÓGICO - CLASSES GRAMATICAIS ADVÉRBIOS - São palavras que indicam as circunstâncias em que se dá a ação verbal. Ex.: Ele foi

Leia mais

CLASSIFICAÇÃO DAS CONJUNÇÕES SUBORDINATIVAS

CLASSIFICAÇÃO DAS CONJUNÇÕES SUBORDINATIVAS CLASSIFICAÇÃO DAS CONJUNÇÕES SUBORDINATIVAS CAUSAIS Principais conjunções causais: porque, visto que, já que, uma vez que, como (= porque). Exemplos: - Não pude comprar o CD porque estava em falta. - Ele

Leia mais

Futuro do presente a) expressar fato posterior ao momento em que se fala: No final do trabalho, acertaremos o pagamento.

Futuro do presente a) expressar fato posterior ao momento em que se fala: No final do trabalho, acertaremos o pagamento. Futuro do presente a) expressar fato posterior ao momento em que se fala: No final do trabalho, acertaremos o pagamento. b) indicar correlação com o futuro do subjuntivo: Se ele fizer isso, ficarei feliz.

Leia mais

Disciplina: Ciências Data: 9/11/ ) Como se chamam os animais que se alimentam de animais e vegetais?

Disciplina: Ciências Data: 9/11/ ) Como se chamam os animais que se alimentam de animais e vegetais? Ficha da semana 4º ano A/ B/ C Instruções: 1. Cada atividade terá uma data de realização e deverá ser entregue à professora no dia seguinte. 2. As atividades deverão ser copiadas e respondidas no caderno

Leia mais

ADVÉRBIOS. Profa Giovana Uggioni Silveira

ADVÉRBIOS. Profa Giovana Uggioni Silveira ADVÉRBIOS Profa Giovana Uggioni Silveira Podem modificar: Um verbo (maioria dos casos); Um adjetivo (intensidade); Outro advérbio (intensidade); Uma oração inteira. Indicam circunstância 1 condição de

Leia mais

Coordenação e subordinação

Coordenação e subordinação Coordenação e subordinação As frases complexas podem relacionar-se por coordenação ou por subordinação. A coordenação consiste numa relação entre duas orações da mesma categoria por meio de conjunções

Leia mais

As conjunções são palavras invariáveis que servem para conectar orações ou dois termos de mesmo valor gramatical, estabelecendo entre eles uma

As conjunções são palavras invariáveis que servem para conectar orações ou dois termos de mesmo valor gramatical, estabelecendo entre eles uma CONJUNÇÕES As conjunções são palavras invariáveis que servem para conectar orações ou dois termos de mesmo valor gramatical, estabelecendo entre eles uma relação de dependência ou de simples coordenação.

Leia mais

Prof. Valber Freitas. Língua Portuguesa. Sintaxe Período Composto

Prof. Valber Freitas. Língua Portuguesa. Sintaxe Período Composto Prof. Valber Freitas Língua Portuguesa Sintaxe Período Composto Período Composto Coordenação Subordinação Orações subordinadas São orações sintaticamente dependentes uma das outras. As orações subordinadas

Leia mais

Período composto por coordenação

Período composto por coordenação Período composto por coordenação É o período composto por duas ou mais orações independentes. Estas orações podem ser assindéticas ou sindéticas. Orações coordenadas assindéticas Não apresentam conectivos

Leia mais

Orações Subordinadas Adverbiais

Orações Subordinadas Adverbiais Orações Subordinadas Adverbiais A oração subordinada adverbial desempenha a função de adjunto adverbial: indica uma circunstância em que ocorre a ação do verbo da oração à qual se liga. Observe: Normalmente

Leia mais

PERÍODO COMPOSTO PRO R FES E SORA: A :F ER E NA N N A D N A D A SA S N A T N O T S 1

PERÍODO COMPOSTO PRO R FES E SORA: A :F ER E NA N N A D N A D A SA S N A T N O T S 1 PERÍODO COMPOSTO PROFESSORA: FERNANDA SANTOS 1 CONJUNÇÃO É a palavra ou locução invariável que liga orações ou termos semelhantes da mesma oração. Exemplos: ANÁLISE DO QUE Todos os alunos disseram que

Leia mais

Patrícia Rocha Lopes

Patrícia Rocha Lopes Patrícia Rocha Lopes Uma oração subordinada adverbial é aquela que exerce a função de adjunto adverbial do verbo da oração principal. Dessa forma, pode exprimir circunstância de tempo, finalidade, causa,

Leia mais

PERÍODO COMPOSTO POR SUBORDINAÇÃO ORAÇÕES ADVERBIAIS

PERÍODO COMPOSTO POR SUBORDINAÇÃO ORAÇÕES ADVERBIAIS LINGUAGENS GRAMÁTTICA: PERÍODO COMPOSTO POR SUBORDINAÇÃO ORAÇÕES ADVERBIAIS PROF.º PAULO SCARDUA APOSTILA 3: CAPÍTULO 11 DEFINIÇÃO Uma oração subordinada adverbial é aquela que exerce a função de adjunto

Leia mais

ORAÇÕES SUBORDINADAS. Professor: Aramis de Cássio

ORAÇÕES SUBORDINADAS. Professor: Aramis de Cássio ORAÇÕES SUBORDINADAS Professor: Aramis de Cássio ORAÇÕES SUBORDINADAS ORAÇÕES SUBORDINADAS As ORAÇÕES SUBORDINADAS funcionam sempre como um termo essencial, integrante e acessório da oração principal.

Leia mais

LINGUAGENS, CÓDIGOS E SUAS TECNOLOGIAS Próximo. Verbo II e advérbio. Caderno 5» Capítulo 2

LINGUAGENS, CÓDIGOS E SUAS TECNOLOGIAS Próximo. Verbo II e advérbio. Caderno 5» Capítulo 2 LINGUAGENS, CÓDIGOS E SUAS TECNOLOGIAS Verbo II e advérbio Caderno 5» Capítulo 2 Formação dos tempos verbais Tempos primitivos Tempos derivados Presente do indicativo Presente do subjuntivo / Imperativo

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA. Professora Rosane Reis. MÓDULO 10 Sintaxe III

LÍNGUA PORTUGUESA. Professora Rosane Reis. MÓDULO 10 Sintaxe III LÍNGUA PORTUGUESA Professora Rosane Reis MÓDULO 10 Sintaxe III A SUBORDINAÇÃO No período composto por subordinação, há uma que traz presa a si, como dependente, outra ou outras. Dependentes porque cada

Leia mais

Adjetivo (Adjunto Adnominal)

Adjetivo (Adjunto Adnominal) PROFESSOR(A): DISCIPLINA: ALUNO(A): Nº SÉRIE: TURMA: TURNO: DATA: / /2017. ORAÇÕES SUBORDINADAS ADJETIVAS Uma oração subordinada adjetiva é aquela que possui valor e função de adjetivo, ou seja, que a

Leia mais

PORTUGUÊS. aula Agente da passiva, aposto, adjunto adverbial e vocativo

PORTUGUÊS. aula Agente da passiva, aposto, adjunto adverbial e vocativo PORTUGUÊS aula Agente da passiva, aposto, adjunto adverbial e vocativo Agente da passiva NA VOZ PASSIVA, É QUEM AGE, EXECUTA OU PRATICA A AÇÃO VERBAL. QUANDO A ORAÇÃO É COLOCADA NA VOZ ATIVA, PASSA A SER

Leia mais

Coordenação e subordinação

Coordenação e subordinação Coordenação e subordinação As frases complexas podem relacionar-se por coordenação ou por subordinação. A coordenação consiste numa relação entre duas orações da mesma categoria por meio de conjunções

Leia mais

Língua Portuguesa. Profª: Fernanda Machado

Língua Portuguesa. Profª: Fernanda Machado Língua Portuguesa Profª: Fernanda Machado 01 Classes de palavras são agrupamentos de palavras que mantêm características comuns. Na Língua Portuguesa existem 10 classes gramaticais: 1) Substantivo 2) Adjetivo

Leia mais

Professora Patrícia Lopes

Professora Patrícia Lopes Professora Patrícia Lopes É a junção entre a morfologia e a sintaxe. Trata-se de duas partes da gramática que apesar de estarem envolvidas entre si, constituem-se de particularidades distintas. A morfologia

Leia mais

CONJUNÇÃO. É a palavra invariável que liga duas orações ou dois termos semelhantes de uma mesma oração.

CONJUNÇÃO. É a palavra invariável que liga duas orações ou dois termos semelhantes de uma mesma oração. CONJUNÇÃO É a palavra invariável que liga duas orações ou dois termos semelhantes de uma mesma oração. De acordo com o tipo de relação que estabelecem, as conjunções podem ser classificadas em coordenativas

Leia mais

Conjunções Subordinativas

Conjunções Subordinativas Conjunções Subordinativas Conjunções Subordinativas São aquelas que ligam duas orações, sendo uma delas dependente da outra. A oração dependente, introduzida pelas conjunções subordinativas, recebe o nome

Leia mais

Funções do que e do se

Funções do que e do se Funções do que e do se Há muitas dúvidas quanto ao emprego do que e do se, pois podem ser empregados em várias funções morfossintáticas. Portanto, iremos analisar cada termo individualmente, a fim de que

Leia mais

AULA 11. Sintaxe da oração e do período MINISTÉRIO DA FAZENDA

AULA 11. Sintaxe da oração e do período MINISTÉRIO DA FAZENDA AULA 11 Sintaxe da oração e do período MINISTÉRIO DA FAZENDA Professor Marlus Geronasso Frase, período e oração Frase é todo enunciado suficiente por si mesmo para estabelecer comunicação. Expressa juízo,

Leia mais

Bárbara da Silva. Português. Aula 39 Conjunções I

Bárbara da Silva. Português. Aula 39 Conjunções I Bárbara da Silva Português Aula 39 Conjunções I Conjunção Além da preposição, há outra palavra que, na frase, é usada como elemento de ligação: a conjunção. Por exemplo: A menina segurou a bola e mostrou

Leia mais

Professora Patrícia Lopes

Professora Patrícia Lopes Professora Patrícia Lopes É a junção entre a morfologia e a sintaxe. Trata-se de duas partes da gramática que apesar de estarem envolvidas entre si, constituem-se de particularidades distintas. A morfologia

Leia mais

Lista 6 - Língua Portuguesa 1

Lista 6 - Língua Portuguesa 1 Lista 6 - Língua Portuguesa 1 Períodos compostos LISTA 6 - LP 1 - PERÍODOS COMPOSTOS Períodos compostos Em listas anteriores, vimos alguns conceitos sintáticos importantes para o domínio da norma culta

Leia mais

INTRODUÇÃO À SINTAXE DA LÍNGUA PORTUGUESA

INTRODUÇÃO À SINTAXE DA LÍNGUA PORTUGUESA INTRODUÇÃO À SINTAXE DA LÍNGUA PORTUGUESA FRASE, ORAÇÃO E PERÍODO FRASE: todo enunciado de sentido completo capaz de estabelecer comunicação. Pode ser nominal ou verbal. Nominal: não possui verbo Exemplos:

Leia mais

Capítulo1. Capítulo2. Índice A LÍNGUA E A LINGUAGEM O PORTUGUÊS: uma língua, muitas variedades... 15

Capítulo1. Capítulo2. Índice A LÍNGUA E A LINGUAGEM O PORTUGUÊS: uma língua, muitas variedades... 15 Capítulo1 Capítulo2 A LÍNGUA E A LINGUAGEM............................................. 9 Linguagem: aptidão inata.............................................. 10 Funções.............................................................

Leia mais

Colégio Diocesano Seridoense Disciplina: Língua Portuguesa / 2 Ano Professora: Lusia Raquel. Orações Subordinadas Adverbiais.

Colégio Diocesano Seridoense Disciplina: Língua Portuguesa / 2 Ano Professora: Lusia Raquel. Orações Subordinadas Adverbiais. Colégio Diocesano Seridoense Disciplina: Língua Portuguesa / 2 Ano Professora: Lusia Raquel Orações Subordinadas Adverbiais Caicó RN 2018 CLASSIFICAÇÃO CLASSIFICAÇÃO ORAÇÕES SUBORDINADAS ADVERBIAIS SÃO

Leia mais

Odilei França. Este material é parte integrante do acervo do IESDE BRASIL S.A., mais informações

Odilei França. Este material é parte integrante do acervo do IESDE BRASIL S.A., mais informações Odilei França Graduado em Letras pela Fafipar. Graduado em Teologia pela Faculdade Batista. Professor de Língua Portuguesa para concursos públicos há 22 anos. Predicativo do sujeito e predicativo do objeto

Leia mais

Língua Portuguesa. Profª. Fernanda Machado

Língua Portuguesa. Profª. Fernanda Machado Língua Portuguesa Profª. Fernanda Machado Classes de palavras são agrupamentos de palavras que mantêm características comuns. Na Língua Portuguesa existem 10 classes de palavras: Substantivo Adjetivo Artigo

Leia mais

@profdecioterror Décio Terror Filho (32)

@profdecioterror Décio Terror Filho (32) @profdecioterror Décio Terror Filho (32) 98447 5981 Compreensão de texto contemporâneo. Reconhecimento de modos de organização de diferentes gêneros de texto. Reconhecimento do uso significativo dos diferentes

Leia mais

A morfologia divide as palavras em classes gramaticais; já a sintaxe estuda a função das palavras dentro de um contexto oracional.

A morfologia divide as palavras em classes gramaticais; já a sintaxe estuda a função das palavras dentro de um contexto oracional. Patrícia Lopes É a junção entre a morfologia e a sintaxe. Trata-se de duas partes da gramática que apesar de estarem envolvidas entre si, constituem-se de particularidades distintas. A morfologia divide

Leia mais

Adjetivos. COMPOSTOS azul-claro, político-social, afrobrasileiro. DERIVADOS escadas rolantes, árvores frutíferas.

Adjetivos. COMPOSTOS azul-claro, político-social, afrobrasileiro. DERIVADOS escadas rolantes, árvores frutíferas. Classes Gramaticais Adjetivos SIMPLES grande, belo, manso, leal. COMPOSTOS azul-claro, político-social, afrobrasileiro. PRIMITIVOS bom, humano, fácil. DERIVADOS escadas rolantes, árvores frutíferas. Gêneros

Leia mais

PARTÍCULA EXPLETIVA OU DE REALCE

PARTÍCULA EXPLETIVA OU DE REALCE FUNÇÕES DO QUE? Aqui estudaremos todas as classes gramaticais a que a palavra que pertence. SUBSTANTIVO A palavra que será substantivo, quando tiver o sentido de qualquer coisa ou alguma coisa, é sempre

Leia mais

Adjetivos e advérbios

Adjetivos e advérbios Adjetivos e advérbios Adjetivo Palavra pertencente a uma classe aberta de palavras. Varia em género, número e em grau. É o núcleo do grupo adjetival. Adjetivo relacional Deriva de uma base nominal e, tipicamente,

Leia mais

Língua. Portuguesa. Sintaxe da Oração

Língua. Portuguesa. Sintaxe da Oração Língua Portuguesa Sintaxe da Oração Frase Oração Período Frase: Bom dia! Ele resolveu a questão. Oração: Ele resolveu a questão. Espero que ele resolva a questão. Frase Oração Período Período Simples:

Leia mais

Há dois sintagmas essenciais: o sintagma nominal (SN), cujo núcleo é um nome ou palavra que seja equivalente; e o sintagma verbal (SV) cujo núcleo é

Há dois sintagmas essenciais: o sintagma nominal (SN), cujo núcleo é um nome ou palavra que seja equivalente; e o sintagma verbal (SV) cujo núcleo é Há dois sintagmas essenciais: o sintagma nominal (SN), cujo núcleo é um nome ou palavra que seja equivalente; e o sintagma verbal (SV) cujo núcleo é uma forma verbal. Existem também o sintagma adjetival

Leia mais

Sumário. Apresentação. Parte 1 Período simples 1 Quadro geral dos termos da oração 3 Frase, oração e período 3

Sumário. Apresentação. Parte 1 Período simples 1 Quadro geral dos termos da oração 3 Frase, oração e período 3 Sumário Prefácio Apresentação XIII XV Parte 1 Período simples 1 Quadro geral dos termos da oração 3 Frase, oração e período 3 1. Tipologia do sujeito 6 Método para identificar o sujeito 6 Sujeito simples

Leia mais

PERÍODO SIMPLES. Observe alguns exemplos de períodos simples e compostos e veja a diferença entre eles:

PERÍODO SIMPLES. Observe alguns exemplos de períodos simples e compostos e veja a diferença entre eles: PERÍODO SIMPLES Período simples é um enunciado de sentido completo construído com uma oração absoluta, ou seja, apenas um verbo. O período é um enunciado de sentido completo formado por duas ou mais orações.

Leia mais

ÁTILA ABIORANA LÍNGUA PORTUGUESA

ÁTILA ABIORANA LÍNGUA PORTUGUESA ÁTILA ABIORANA LÍNGUA PORTUGUESA No que se refere às ideias e aos aspectos linguísticos do texto acima, julgue os itens subsequentes. 1) Não haveria prejuízo à correção gramatical ou alteração o sentido

Leia mais

OS ELEMENTOS CONJUNTIVOS

OS ELEMENTOS CONJUNTIVOS OS ELEMENTOS CONJUNTIVOS PREPOSIÇÕES: Chamam-se PREPOSIÇÕES os vocábulos gramaticais invariáveis que relacionam dois termos de uma oração, de tal modo que o sentido do primeiro é explicado ou complementado

Leia mais

Adjetivos PROFESSORA CAMILLA

Adjetivos PROFESSORA CAMILLA Adjetivos PROFESSORA CAMILLA Conceituando Os adjetivos são palavras que atribuem características (qualidades, estados, aparência) aos seres. Nas frases, funcionam como especificadores do substantivo (do

Leia mais

4) Entre o verbo e o predicativo. Ex.: Eu já fui professor. Professor eu já fui.

4) Entre o verbo e o predicativo. Ex.: Eu já fui professor. Professor eu já fui. 4) Entre o verbo e o predicativo. Ex.: Eu já fui professor. Professor eu já fui. Obs.: Na inversão, aparecerá a vírgula se houver predicativo pleonástico. Ex.: Professor, eu já o fui. predicativo: professor.

Leia mais

ORDEM DIRETA DOS TERMOS DA ORAÇÃO

ORDEM DIRETA DOS TERMOS DA ORAÇÃO ORDEM DIRETA DOS TERMOS DA ORAÇÃO S V C ADJ. ADV. Simples Composto Oculto Indeterm. * oração sem sujeito VI VTD VTI VTDI VL *LV (verbo ser/estar + verbo no particípio) Ø OD OI OD + OI PS AG. da PASSIVA

Leia mais

Apresentação 11 Lista de abreviações 13. Parte I: NATUREZA, ESTRUTURA E FUNCIONAMENTO DA LINGUAGEM

Apresentação 11 Lista de abreviações 13. Parte I: NATUREZA, ESTRUTURA E FUNCIONAMENTO DA LINGUAGEM Sumário Apresentação 11 Lista de abreviações 13 Parte I: NATUREZA, ESTRUTURA E FUNCIONAMENTO DA LINGUAGEM O homem, a linguagem e o conhecimento ( 1-6) O processo da comunicação humana ( 7-11) Funções da

Leia mais

PERÍODO COMPOSTO POR SUBORDINAÇÃO ORAÇÕES ADVERBIAIS

PERÍODO COMPOSTO POR SUBORDINAÇÃO ORAÇÕES ADVERBIAIS LÍNGUA PORTUGUESA GRAMÁTICA FRENTE B PERÍODO COMPOSTO POR SUBORDINAÇÃO ORAÇÕES ADVERBIAIS Profª. Raquel Freitas Sampaio ORAÇÕES SUBORDINADAS ADVERBIAIS É aquela que se encaixa na oração principal, funcionando

Leia mais

GRAU DOS ADJETIVOS Para expressar as variações de intensidade, o adjetivo apresenta-se em dois graus: comparativo e superlativo.

GRAU DOS ADJETIVOS Para expressar as variações de intensidade, o adjetivo apresenta-se em dois graus: comparativo e superlativo. GRAU DOS ADJETIVOS Para expressar as variações de intensidade, o adjetivo apresenta-se em dois graus: comparativo e superlativo. 1. Grau comparativo O grau comparativo estabelece uma comparação entre dois

Leia mais

Advérbio Ele bebeu muito. (Adv. Intensidade)

Advérbio Ele bebeu muito. (Adv. Intensidade) Estudante: Educador: Angela Régia 7º Ano/Turma: C. Curricular: Língua Portuguesa Advérbio Ele bebeu muito. (Adv. Intensidade) Na frase acima o advérbio muito está intensificando o sentido do verbo BEBER.

Leia mais

Sumarizando: o que é uma língua. Métodos para seu estudo...44

Sumarizando: o que é uma língua. Métodos para seu estudo...44 sumário APRESENTAÇÃO...13 1. O que se entende por língua Estudando a língua portuguesa...17 1.1 O Vocabulário: nascimento e morte das palavras. Consultando um dicionário...20 1.2 A Semântica: o sentido

Leia mais

Português. Orações Subordinadas Adverbiais: Causal, Comparativa, Consecutiva, Concessiva e Condicional. Professor Arthur Scandelari

Português. Orações Subordinadas Adverbiais: Causal, Comparativa, Consecutiva, Concessiva e Condicional. Professor Arthur Scandelari Português Orações Subordinadas Adverbiais: Causal, Comparativa, Consecutiva, Concessiva e Condicional Professor Arthur Scandelari www.acasadoconcurseiro.com.br Português ORAÇÕES SUBORDINADAS ADVERBIAIS:

Leia mais

Classificação de Palavras/Vocábulos

Classificação de Palavras/Vocábulos Classificação de Palavras/Vocábulos I. Gramática Tradicional Semântica: o substantivo é a palavra que nomeia os seres Morfologia: o reconhecimento de que o nome pode flexionar-se em Gênero, Número e Caso,

Leia mais

Estudar. Pronomes Demonstrativos Pronomes Indefinidos Aumentativo e Diminutivo Advérbios Locuções Adverbiais Locução Prepositiva Artigos Definidos

Estudar. Pronomes Demonstrativos Pronomes Indefinidos Aumentativo e Diminutivo Advérbios Locuções Adverbiais Locução Prepositiva Artigos Definidos Estudar Pronomes Demonstrativos Pronomes Indefinidos Aumentativo e Diminutivo Advérbios Locuções Adverbiais Locução Prepositiva Artigos Definidos Enfoque Imperativo Plural dos Substantivos Voz Passiva

Leia mais

Classes de Palavras (Morfologia) Flexão Nominal e Verbal. Prof Carlos Zambeli

Classes de Palavras (Morfologia) Flexão Nominal e Verbal. Prof Carlos Zambeli Classes de Palavras (Morfologia) Flexão Nominal e Verbal Prof Carlos Zambeli A morfologia está agrupada em dez classes, denominadas classes de palavras ou classes gramaticais. São elas: Substantivo, Artigo,

Leia mais

Coordenação e subordinação. Porto Editora

Coordenação e subordinação. Porto Editora Coordenação e subordinação Frase simples complexa Frase simples Constituída apenas por um verbo ou por um complexo verbal. Ex.: A Maria brinca muito com o irmão. frase simples (constituída por um verbo)

Leia mais

Aula 09 PALAVRA SE. VOZ PASSIVA Sujeito agente Agente da passiva. VOZ ATIVA Objeto direto Sujeito paciente

Aula 09 PALAVRA SE. VOZ PASSIVA Sujeito agente Agente da passiva. VOZ ATIVA Objeto direto Sujeito paciente Página1 Curso/Disciplina: Português para Concursos Aula: Pronomes e colocação pronominal: a palavra se 09 Professor (a): André Moraes Monitor (a): Luis Renato Ribeiro Pereira de Almeida Aula 09 PALAVRA

Leia mais

- Transitivo direto e indireto O garoto ofereceu. - Verbo intransitivo Ele morreu. A criança dormiu.

- Transitivo direto e indireto O garoto ofereceu. - Verbo intransitivo Ele morreu. A criança dormiu. - Transitivo direto e indireto O garoto ofereceu - Verbo intransitivo Ele morreu. A criança dormiu. COMPLEMENTO NOMINAL É o termo que completa o sentido de uma palavra que não seja verbo. Assim, pode referir-se

Leia mais

Bárbara da Silva. Português. Aula 13 Período composto por subordinação

Bárbara da Silva. Português. Aula 13 Período composto por subordinação Bárbara da Silva Português Aula 13 Período composto por subordinação No período composto por subordinação existe pelo menos uma oração principal e uma subordinada. A oração principal é sempre incompleta,

Leia mais

CONECTORES DISCURSIVOS. Como fazer

CONECTORES DISCURSIVOS. Como fazer CONECTORES DISCURSIVOS Como fazer Biblioteca 2017 Os conectores ou articuladores de discurso Os conectores ou articuladores de discurso que seguidamente apresentamos (em quadro) são um auxiliar excelente

Leia mais

02/03/2014 MORFOLOGIA X SINTAXE

02/03/2014 MORFOLOGIA X SINTAXE MORFOLOGIA X SINTAXE 1 TRANSITIVIDADE VERBAL OU PREDICAÇÃO VERBAL 1- VERBOS NOCIONAIS (significativos) ação, fenômeno e movimento VI, VTD, VTI ou VTDI 2- VERBOS RELACIONAIS (não-significativos) estado,

Leia mais

EXERCÍCIOS. Exemplo 2: O presidente da Braskem, Carlos Fadigas, previu / que a empresa poderia gerar ganhos de 3,65% de crédito de PIS e Cofins.

EXERCÍCIOS. Exemplo 2: O presidente da Braskem, Carlos Fadigas, previu / que a empresa poderia gerar ganhos de 3,65% de crédito de PIS e Cofins. EXERCÍCIOS LÍNGUA PORTUGUESA EM EXERCÍCIOS RESUMO 1 Que pronome relativo 1. oração subordinada adjetiva 2. possui função sintática Que Conjunção integrante 1. oração subordinada substantiva. 2. não possui

Leia mais

1º PERÍODO COLÉGIO DE SANTA DOROTEIA LISBOA ANO LETIVO 2016/2017 DEPARTAMENTO DE PORTUGUÊS DISCIPLINA: PORTUGUÊS 7º ANO ...

1º PERÍODO COLÉGIO DE SANTA DOROTEIA LISBOA ANO LETIVO 2016/2017 DEPARTAMENTO DE PORTUGUÊS DISCIPLINA: PORTUGUÊS 7º ANO ... ... DEPARTAMENTO DE PORTUGUÊS DISCIPLINA: PORTUGUÊS 7º ANO Conteúdos Aulas previstas 1º PERÍODO Textos jornalísticos (notícia, entrevista, reportagem, artigo de opinião, comentário, crónica) Textos biográficos

Leia mais

ÍNDICE TEXTO E DISCURSO 4 CLASSES DE PALAVRAS 20 FUNÇÕES SINTÁTICAS 66

ÍNDICE TEXTO E DISCURSO 4 CLASSES DE PALAVRAS 20 FUNÇÕES SINTÁTICAS 66 ÍNDICE 1 TEXTO E DISCURSO 4 1.1. Coesão e coerência textual organização de parágrafos 4 1.2. Pontuação 7 1.3. Discurso direto / discurso indireto 10 1.4. Frase ativa / frase passiva 13 CONSOLIDAÇÃO: EXERCÍCIOS

Leia mais

CURSO INTENSIVO MÓDULO 11 NEXOS

CURSO INTENSIVO MÓDULO 11 NEXOS 1) (I) Certo: o pronome relativo refere-se ao substantivo anterior. (II) Errado: nesse caso, LOGO é adjunto adverbial de tempo, e PORTANTO, conjunção conclusiva. (III) Certo: o sentido permaneceria igual,

Leia mais

Conjunção (junção) Palavra invariável que liga orações ou palavras de uma mesma oração.

Conjunção (junção) Palavra invariável que liga orações ou palavras de uma mesma oração. Conjunção (junção) Palavra invariável que liga orações ou palavras de uma mesma oração. Veja: Ex.1: Você quer açúcar ou adoçante? Ex.2: Preste atenção ou saia da sala. Classificação: a- Conjunções coordenativas:

Leia mais

Exemplos adicionais: CERVEJA É BOM. A CERVEJA É BOA. ENTRADA É PROIBIDO. A ENTRADA É PROIBIDA.

Exemplos adicionais: CERVEJA É BOM. A CERVEJA É BOA. ENTRADA É PROIBIDO. A ENTRADA É PROIBIDA. Exemplos adicionais: CERVEJA É BOM. A CERVEJA É BOA. ENTRADA É PROIBIDO. A ENTRADA É PROIBIDA. 11) Haja vista. Ex.: Haja vista os resultados. (invariável) Obs.: Admitem-se também duas outras construções.

Leia mais

CAPÍTULO 01 - INTERPRETAÇÃO DE TEXTO TIPOS DE TEXTO GÊNERO DE TEXTO TIPOS DE DISCURSO... 21

CAPÍTULO 01 - INTERPRETAÇÃO DE TEXTO TIPOS DE TEXTO GÊNERO DE TEXTO TIPOS DE DISCURSO... 21 sumário CAPÍTULO 01 - INTERPRETAÇÃO DE TEXTO...14 1.1.TIPOS DE TEXTO... 15 1.2.GÊNERO DE TEXTO... 20 1.3.TIPOS DE DISCURSO... 21 1.3.1. DISCURSO DIRETO... 22 1.3.2. DISCURSO INDIRETO... 22 1.3.3. DISCURSO

Leia mais

DISCIPLINA DE LÍNGUA PORTUGUESA

DISCIPLINA DE LÍNGUA PORTUGUESA DISCIPLINA DE LÍNGUA PORTUGUESA OBJETIVOS: 6º ano Usar a Língua Portuguesa como língua materna, para integrar e organizar o mundo e a própria identidade com visão empreendedora e como pensador capaz de

Leia mais

Aula O ADVÉRBIO, O ADJUNTO ADVERBIAL. META Apresentar o sintagma adverbial.

Aula O ADVÉRBIO, O ADJUNTO ADVERBIAL. META Apresentar o sintagma adverbial. O ADVÉRBIO, O ADJUNTO ADVERBIAL Aula 6 META Apresentar o sintagma adverbial. OBJETIVOS Ao fi nal desta aula, o aluno deverá: reconhecer os diversos tipos de advérbio; distinguir os adjuntos adverbiais.

Leia mais

MORFOLOGIA Classes gramaticais. Vamos conhecer as dez classes gramaticais... Prof. Me. William Alves

MORFOLOGIA Classes gramaticais. Vamos conhecer as dez classes gramaticais... Prof. Me. William Alves MORFOLOGIA Classes gramaticais Vamos conhecer as dez classes gramaticais... Prof. Me. William Alves Classes de Palavras Variáveis substantivo adjetivo artigo numeral pronome verbo Classe de Palavras Invariáveis

Leia mais

PORTUGUÊS EXERCÍCIO DE REVISÃO FICHA 1. Canção da América

PORTUGUÊS EXERCÍCIO DE REVISÃO FICHA 1. Canção da América PROFESSOR(A): FERNANDA MACHADO ALUNO(A): Nº SÉRIE: 7º ANO TURMA: TURNO: MANHÃ / /2018 EXERCÍCIO DE REVISÃO FICHA 1 Canção da América PORTUGUÊS Amigo é coisa pra se guardar debaixo de sete chaves, dentro

Leia mais

CLASSES GRAMATICAIS E TERMOS DA ORAÇÃO. Revisão

CLASSES GRAMATICAIS E TERMOS DA ORAÇÃO. Revisão CLASSES GRAMATICAIS E TERMOS DA ORAÇÃO Revisão CLASSES DE PALAVRAS A morfologia está agrupada em dez classes, denominadas classes de palavras ou classes gramaticais. São elas: Substantivo Artigo, Adjetivo,

Leia mais

Capítulo 2 - Acentuação gráfica Regras gerais...10 Casos especiais...10 Prosódia...12 Exercícios...14

Capítulo 2 - Acentuação gráfica Regras gerais...10 Casos especiais...10 Prosódia...12 Exercícios...14 Sumário Capítulo 1 - Noções de fonética... 2 Fonemas...2 Letra...2 Sílaba...2 Número de sílabas...3 Tonicidade...3 Posição da sílaba tônica...3 Dígrafos...3 Encontros consonantais...3 Encontros vocálicos...4

Leia mais

Orações Subordinadas Adverbiais

Orações Subordinadas Adverbiais Orações Subordinadas Adverbiais Finitas Consoante a natureza da relação existente entre a oração subordinada e a subordinante, aquela pode ser: 1. Temporal situa um acontecimento anterior ou posterior

Leia mais

REVISÃO DE ANÁLISE SINTÁTICA Período composto

REVISÃO DE ANÁLISE SINTÁTICA Período composto REVISÃO DE ANÁLISE SINTÁTICA Período composto Professora Melina 9º. Ano Relembrando... ORAÇÃO Enunciado organizado em torno de um verbo. Você abre a janela. PERÍODO SIMPLES frase formada por uma só oração.

Leia mais

Artigo, Preposição, Conjunção

Artigo, Preposição, Conjunção Língua Portuguesa Artigo, Preposição, Conjunção Artigo Certa vez, ao passar por uma rua, encontrei uma menina chorando. A rua estava muito movimentada e a menina, sozinha, pediu-me auxílio. Definidos:

Leia mais

PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO

PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO O período composto por coordenação é constituído por orações coordenadas. Chamamos oração coordenada por não exercer nenhuma função sintática em outra oração, daí ser chamada

Leia mais

SUMÁRIO ORTOGRAFIA... 29

SUMÁRIO ORTOGRAFIA... 29 SUMÁRIO CAPÍTULO I ORTOGRAFIA... 29 1. Ditongo... 31 2. Formas variantes... 35 3. Homônimos e parônimos... 36 4. Porque, por que, por quê, porquê... 44 5. Hífen... 45 6. Questões desafio... 50 CAPÍTULO

Leia mais

CAPÍTULO 1 O ESTUDO DAS PALAVRAS

CAPÍTULO 1 O ESTUDO DAS PALAVRAS Índice CAPÍTULO 1 O ESTUDO DAS PALAVRAS LIÇÃO 1 FONÉTICA...3 1.1. Fonema e letra... 3 1.2. Divisão dos fonemas... 3 1.3. Classificação dos fonemas... 4 1.4. Encontro vocálico... 5 1.5. Encontro consonantal...

Leia mais

Alternativas Introduzem uma ideia de opção, alternância. As conjunções mais comuns são OU...OU, ORA...ORA, QUER...QUER, SEJA...SEJA. Ex.

Alternativas Introduzem uma ideia de opção, alternância. As conjunções mais comuns são OU...OU, ORA...ORA, QUER...QUER, SEJA...SEJA. Ex. Alternativas Introduzem uma ideia de opção, alternância. As conjunções mais comuns são OU...OU, ORA...ORA, QUER...QUER, SEJA...SEJA. Ex.: "Ou paga ou eu mando sangrá-lo devagarinho" (Graciliano Ramos).

Leia mais

A oração subordinada é aquela que equivale a um advérbio.

A oração subordinada é aquela que equivale a um advérbio. A oração subordinada é aquela que equivale a um advérbio. 1) TEMPORAL 2) CONDICIONAL 3) COMPARATIVA 4) FINAL 5) CAUSAL 6) CONSECUTIVA 7) CONCESSIVA 8) CONFORMATIVA 9) PROPORCIONAL Orações Adverbiais TEMPORAIS

Leia mais