Sistemas Operativos. Ano lectivo 2008/2009. Professor Rafael Vieira.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Sistemas Operativos. Ano lectivo 2008/2009. Professor Rafael Vieira."

Transcrição

1 Sistemas Operativos Ano lectivo 2008/2009 Professor Rafael Vieira.

2 Sistemas Operativos Sumário O que é um sistema operativo; A evolução dos sistemas operativos: Gestão dos programas; Controlo dos recursos de hardware; Interface; Segurança.

3 O que é um Sistema Operativo? Um sistema operativo (Operating System - OS) é o principal software de um computador. Sem ele o computador não funciona. O S.O. cria uma interligação entre o hardware do computador e o utilizador. Permite também que outro software funcione interagindo com o hardware instalado, para que possa executar funções, programar e abrir programas.

4 O que é um Sistema Operativo? Analisa a seguinte situação: O trânsito num cruzamento do centro de uma grande cidade pode ser comparado ao que se passa no interior de um computador. Os electrões vibram a uma grande velocidade, deslocando-se de um lado para o outro, o equivalente electrónico dos carros. Os programas e periféricos impacientes tocam buzinas electrónicas, tentando atrair a atenção do guarda para os poder atender.

5 O que é um Sistema Operativo? O S.O. trabalha estritamente com o hardware do computador e com os programas aplicativos. A parte do S.O. que faz a interligação com o hardware chamase kernel. Um S.O. é projectado para trabalhar num tipo específico ou família de microprocessadores (ex.: o S.O. Windows 98 requer microprocessadores da Intel ou compatíveis, como é o caso dos microprocessadores da AMD e da Cyrix). O software aplicativo é, também, desenvolvido para funcionar num S.O. específico.

6 O que é um Sistema Operativo? Interpreta a seguinte imagem:

7 O que é um Sistema Operativo? Software de suporte de um sistema operativo A BIOS Basic input output system, ou sistema básico de entrada e saída, é um circuito integrado no qual residem as instruções básicas para a iniciação do sistema; São executadas logo quando a máquina é ligada; No BIOS, reside a primeira camada de software de sistema firmware; A firmware é responsável pelas configurações essenciais da máquina, reconhecimento do processador central pela motherboard e o fornecimento do acesso de baixo nível às drivers de disquetes, disco rígido, teclado e vídeo.

8 O que é um Sistema Operativo? As configurações básicas de hardware são feitas através do setup do BIOS, acessível na fase de iniciação da máquina. Após o arranque, o BIOS continua a fornecer informações (ex: data e hora do sistema) e a executar tarefas indispensáveis para o funcionamento do sistema. Tipo de memória BIOS: ROM PROM EPROM EEPROM CMOS

9 O que é um Sistema Operativo? ROM (read only memory) trata-se de uma memória que so pode ser lida. Permite que os parâmetros nela contidos sejam mantidos mesmo que deixem de ser alimentados. É uma memória não volatil. A ROM é utilizada para armazenar o programa do BIOS. Por vezes torna-se necessário actualizar os seu conteúdo (upgrade do BIOS), por isso foram desenvolvidas ROM com capacidade de serem escritas.

10 O que é um Sistema Operativo? PROM (programmable read only memory) podem ser programadas através de dispositivos especiais, denominados gravadores de PROM. Estas memórias só podem ser programadas uma única vez.

11 O que é um Sistema Operativo? EPROM (erasable programmable read only memory) podem ser apagadas através da luz ultravioleta e regravadas posteriormente. A luz ultravioleta incide sobre uma pequena superfície de vidro, apagando o seu conteúdo. Desta forma é possível apagar o seu conteúdo sem desperdiçar um componente.

12 O que é um Sistema Operativo? EEPROM (electrical erasable programmable read only memory) a sua tecnologia de fabrico permite que sejam apagadas através de um impulso eléctrico. Actualmente utiliza-se este tipo de memória. Ao efectuar o upgrade do BIOS, o programa irá desencadear todo o processo de actualização de software. Com esta tecnologia perdeu-se uma das vantagens das ROM: a segurança.

13 O que é um Sistema Operativo? CMOS significa complementary metal oxide semicondutor. A sua função é armazenar os dados do setup da BIOS, para que estes não sejam perdidos quando se desliga a máquina. O CMOS é uma pequena quantidade de memória RAM, geralmente 128 ou 256 bytes, destinada a guardar as configurações. Sempre que se inicia o computador, o BIOS lê estes valores e funciona de acordo com esses parâmetros. Por ser RAM, o CMOS é volátil, por isso as motherboards têm uma pequena bateria que se destina a alimentar o CMOS. Quando o CMOS começa a perder informação com frequência, a bateria deverá ser substituída.

14 O que é um Sistema Operativo? CMOS

15 O que é um Sistema Operativo? Firmware Software residente num circuito integrado denominado ROM, EPROM ou EEPROM (permitindo, neste caso, a sua modificação), através de um impulso eléctrico. POST Durante o boot, o BIOS realiza uma série de testes, cuja a função é determinar os componentes de hardware instalados no sistema. Este teste é chamado POST ou poweron self test. Os dados do POST são mostrados durante a iniciação em uma tabela que aparece antes do carregamento do SO, indicando a quantidade de memória instalada, os discos rígidos, porta série, drivers de CD-ROM, etc

16 O que é um Sistema Operativo? POST Depois de terminar o POST, o BIOS gera um relatório com detalhes sobre o hardware instalado no computador, permitindo saber, pormenores sobre a sua configuração. Para fixar a mensagem de modo que se leiam todas as informações, basta pressionar a tecla Pause/break do teclado. A função do POST é verificar se está tudo a funcionar correctamente. Caso seja detectado algum problema num componente vital, o BIOS emite uma certa sequência de bips sonoros, alertando para o problema. Problemas menores como conflitos de endereços, problemas com o teclado ou falhas do disco rígido são mostrados no ecrãn em mensagens.

17 O que é um Sistema Operativo? BIOS Ao ligar o PC é executado o POST. Logo após o BIP de confirmação do hardware, normalmente aparece no fundo do ecrân ou no topo uma mensagem "PRESS ***** FOR SETUP" ou "PRESS ***** TO ENTER BIOS" ( substituir ***** pela tecla DEL, F3, etc... ).

18

19

20

21

22 O que é um Sistema Operativo? Upgrade do BIOS Nos computadores mais antigos, eram usados chips de memória ROM para armazenar o BIOS. A memória ROM é somente para leitura, sendo o seu conteúdo inalterável. Nas motherboards actuais, o BIOS é gravado em memória EEPROM. O uso deste tipo de memória permite que o BIOS possa ser modificado, para corrigir eventuais bugs ou aumentar o grau de compatibilidade da motherboard, adicionando novos recursos. A esta actualização da-se o nome de upgrade do BIOS.

23 O que é um Sistema Operativo? Upgrade do BIOS Os upgrades, estão disponíveis nas páginas da internet dos fabricantes, para download gratuito; Geralmente vêm na forma de um ficheiro binário (.bin) e um utilitário que fax a gravação dos dados no chip que armazena o BIOS; Depois de fazer o download, basta iniciar o computador através de uma disquete de arranque e executar o utilitário que fará a gravação; Os dados da BIOS são completamente reescritos. Se esta actualização for interrompida, o BIOS ficará danificado podendo impossibilitar o boot do PC.

24 O que é um Sistema Operativo? Upgrade do BIOS Algumas motherboards actuais, já trazem um novo recurso, chamado dual-bios, que consiste no uso de dois BIOS na motherboard. O primeiro é o que é actualizavel via software e é usado normalmente, enquanto o segundo serve como backup. Caso algo aconteça com o BIOS principal, este é automaticamente regravado, usando o BIOS de backup, sendo apenas exibida uma mensagem durante o boot a fim de avisar o utilizador.

25 Funções Básicas- Sistemas Operativos Nos anos 50 os computadores não tinham sistema operativo. Os sistemas operativos gerem um conjunto de funções básicas que têm evoluído ao longo dos tempos: Gestão de programas; Controlo de recursos de hardware: Gestão do microprocessador; Gestão da memória; Gestão dos periféricos de entrada e saída. Meios de interacção do computador com o utilizador (Interface); Segurança.

26 Funções Básicas- Sistemas Operativos Gestão dos programas A função mais importante de um sistema operativo, e que afecta directamente a sua fiabilidade, é o método como este gere a execução dos programas. Um S.O. pode ser classificado em dois tipos diferentes: Monotarefa; Multitarefa.

27 Funções Básicas- Sistemas Operativos Gestão dos programas Monotarefa No caso dos sistemas operativos classificados por monotarefa, estes executam apenas uma tarefa de cada vez. Exemplo: Se estamos a utilizar um editor de texto e temos necessidade de ir buscar informação a uma folha de cálculo, é necessário, primeiro sair do editor de texto, e só depois abrir a folha de cálculo. O mesmo tem de ser feito para voltar ao editor de texto.

28 Funções Básicas- Sistemas Operativos Gestão dos programas Multitarefa Um sistema operativo multitarefa permite que um utilizador trabalhe com dois ou mais programas em simultâneo. Na prática o microprocessador não executa os diversos programas de uma só vez, mas reserva uma fracção de tempo para cada um dos programas. Existem diferentes técnicas de gestão da multitarefa: Multitarefa cooperativa; Multitarefa preempetiva; Multitarefa multithreading.

29 Funções Básicas- Sistemas Operativos Gestão dos programas Multitarefa cooperativa Neste caso de multitarefa, os utilizadores podem executar dois ou mais programas, mas o programa que se encontra em primeiro plano ganha o controlo sobre o microprocessador e mantém esse controlo até que a tarefa termine. Só depois o microprocessador é libertado para se ocupar com os restantes programas.

30 Funções Básicas- Sistemas Operativos Gestão dos programas Multitarefa preempetiva É melhor que a anterior pois, permite que o sistema operativo recupere o controlo caso um aplicativo interrompa a sua execução. O utilizador perde todos os trabalhos que não tinham sido guardados no programa que falhou, mas a falha neste aplicativo não vai influenciar o funcionamento do restante sistema.

31 Funções Básicas- Sistemas Operativos Gestão dos programas Multitarefa multithreading Permite que o computador execute mais do que uma tarefa de um único programa. Os programas são divididos em tarefas distintas, denominadas por threads. Com este tipo de multitarefa o utilizador pode estar a executar uma tarefa de um programa aplicativo e em simultâneo podem estar a ser executadas outras tarefas desse programa. Quando se executam vários programas aplicativos, a thread do programa que está em segundo plano continua a trabalhar, enquanto o utilizador está a trabalhar com o programa aplicativo que está em primeiro plano.

32 Funções Básicas- Sistemas Operativos Controlo dos recursos de hardware Gestão do microprocessador No caso da multitarefa preempetiva e multithreading, o sistema operativo tem que gerir quanto tempo cada tarefa vai ocupar o microprocessador. Por exemplo, quando mandamos imprimir um documento e de imediato continuamos a escrever, o sistema operativo atribui uma fracção de tempo a cada tarefa. Este tipo de processamento, de partilha do tempo do microprocessador, é conhecido por pseudoparalelismo.

33 Funções Básicas- Sistemas Operativos Controlo dos recursos de hardware Gestão do microprocessador

34 Funções Básicas- Sistemas Operativos Controlo dos recursos de hardware Gestão de memória O sistema operativo atribui a cada programa que se encontra em execução uma fatia de memória. Os sistemas operativos mais evoluídos implementam a memória virtual, que é um método de utilizar o disco rígido do computador como uma extensão da memória RAM. Na memória virtual, as instruções e os dados do programa são divididos em unidades de tamanho fixo, designadas por páginas. Se a memória RAM estiver cheia, o sistema operativo armazena as páginas num ficheiro do disco rígido (swap file).

35 Funções Básicas- Sistemas Operativos

36 Funções Básicas- Sistemas Operativos Controlo dos recursos de hardware Gestão dos periféricos de entrada e saída Os periféricos que são ligados ao computador têm de ser geridos pelo sistema operativo. Cada periférico gera interrupções, que são sinais enviados para o microprocessador Exemplo: Se o utilizador pressionar uma tecla ou se mover o rato, geram-se interrupções e o sistema operativo vai dar ordem para executar o programa respectivo a cada pedido de interrupção.

37 Funções Básicas- Sistemas Operativos Controlo dos recursos de hardware Gestão dos periféricos de entrada e saída Dado que cada dispositivo, de um modelo de uma determinada marca tem as suas próprias características, o sistema operativo necessita do drive desse periférico. Os drivers dos periféricos são programas que contêm informações específicas destes e que são responsáveis pela interligação do periférico com o sistema operativo.

38 Funções Básicas- Sistemas Operativos O S.O. É formado por um conjunto de rotinas (procedimentos), executadas sem uma ordem predefinida, que oferecem serviços aos utilizadores do sistema e suas aplicações, bem como a outras rotinas do próprio sistema. Esse conjunto de rotinas é chamado núcleo do sistema ou kernel (cérebro).

39 Funções Básicas- Sistemas Operativos As principais funções do núcleo são: Tratamento de interrupções ; Criação e eliminação de processos; Sincronização e comunicação de processos; Escalonamento e controlo de processos; Gestão de memória; Gestão do sistema de ficheiros; Operações de entrada e saída; Contabilização e segurança do sistema.

40 Funções Básicas- Sistemas Operativos Interface Do ponto de vista do utilizador de um computador, o que influencia a facilidade de utilização é a qualidade da interface do sistema operativo e o conhecimento que o utilizador tem dela. A parte do sistema operativo que faz a interface com o utilizador é designada por shell. Há três tipos de interface: Interface de linha de comandos; Interface baseada em menus; Interface gráfica.

41 Funções Básicas- Sistemas Operativos Interface Interface de linha de comandos Este tipo de interface exige que o utilizador saiba os comandos e as respectivas regras de sintaxe. O utilizador tem de digitar esses comandos num determinado local, conhecido por linha de comandos.

42 Funções Básicas- Sistemas Operativos Interface Linha de Comandos

43 Funções Básicas- Sistemas Operativos Interface Interface baseada em menus As interfaces baseadas em menus evitam que o utilizado tenha necessidade de memorizar os comandos e a sintaxe de escrita. Os menus baseados em texto no ecrã mostram todas as opções existentes num determinado ponto. Os comandos podem ser seleccionados com o auxílio das teclas de seta e de seguida pressionando Enter, ou com o rato.

44 Funções Básicas- Sistemas Operativos Interface baseada em menus

45 Funções Básicas- Sistemas Operativos Interface Interface gráfica É a interface mais intuitiva e mais fácil de utilizar. Na interface gráfica (Graphical User Interface GUI) os recursos do computador são representados por ícones. Os programas são executados em janelas dimensionáveis facilitando a mudança entre programas. Dentro dos programas, pode-se dar comandos através da selecção de itens dos menus e em alguns deles são exibidas caixas de diálogo. Os sistemas operativos com interface gráfica exigem hardware mais evoluído e consequentemente mais caro, pois é necessário um maior processamento.

46 Funções Básicas- Sistemas Operativos Interface Gráfica

47 Funções Básicas- Sistemas Operativos Segurança nos sistemas operativos Existem dois aspectos que devem ser considerados quando se planeia a segurança de um sistema operativo: A segurança dos computadores e dos dados neles armazenados Exemplo: Eliminação/alteração acidental de ficheiros fundamentais ao S.O.; Alteração ou intercepção do conteúdo de ficheiros confidenciais. A segurança da rede de comunicações e dos dados durante a transmissão Exemplo: Intrusão não autorizada, podendo apagar, alterar ou consultar informações confidenciais; Entrada de programas via rede que podem provocar um funcionamento deficiente do sistema.

48 Funções Básicas- Sistemas Operativos Segurança nos sistemas operativos Alguns dos requisitos de segurança que se devem ter em conta são: Secretismo A informação só deve estar acessível a quem tenha autorização para a mesma. Integridade Os dados e o estado do sistema não devem poder ser alterados por acidente ou comportamento incorrecto. Disponibilidade Os recursos só devem ser utilizados por aqueles a quem se destinam.

49 Funções Básicas- Sistemas Operativos Segurança nos sistemas operativos Para se conseguir obter estes requisitos deve possibilitar-se o seguinte: Atribuição sistemática dos privilégios mínimos necessários para cada caso; Mecanismos simples de garantia de segurança; Recolha e verificação exaustiva de autorizações e monitorização constante do sistema. Concepção aberta dos mecanismos de segurança; Facilidade do uso dos mecanismos de segurança.

50 Evolução dos Sistemas Operativos Os primeiros sistemas informáticos dos anos 50 não dispunham de um conjunto de software a que tivesse sentido chamar sistema operativo. Nessa época, a tarefa dominante era melhorar a fiabilidade e o desempenho do hardware. Quando a fiabilidade permitiu, começou-se a analisar o modo de optimizar a utilização da máquina de forma a tornar mais rentável o dispendioso hardware.

51 Evolução dos Sistemas Operativos Processamento Série (Serial Processing) Monitor de Controlo Processamento em Lotes (Batch) Multiprogramação Sistemas interactivos Memória virtual Sistemas de secretária (Desktop) Sistemas Multiprocessador Sistemas distribuídos Clusters Sistemas de Tempo real Sistemas de bolso

52 Evolução dos Sistemas Operativos Processamento Série Máquinas simples, sem qualquer tipo de sistema operativo; Os programas eram introduzidos pelo utilizador e depois executados pela máquina; Hardware baseado em tubos de vácuo; Input através de cartões perfurados; Output através de lâmpadas.

53 Evolução dos Sistemas Operativos Processamento Série Baixa produtividade; Era sempre necessário introduzir tudo à mão; Todas as operações tinham que ser definidas pelos programas. Evolução Primeira aproximação a um SO foi um programa utilitário Monitor de Controlo.

54 Evolução dos Sistemas Operativos Monitor de Controlo Atribuição a cada utilizador de quotas de tempo de utilização da máquina, dispondo da máquina como um todo; Permitia ao utilizador carregar os seus programas em memória, editá-los e verificar a sua execução; Execução das operações necessárias através de comandos do monitor;

55 Evolução dos Sistemas Operativos No final da sessão guardavam os programas e resultados sob a forma de listagens, fitas de papel perfuradas ou, nos sistemas mais evoluídos, em fita magnética. Exemplo de cartão perfurado

56 Evolução dos Sistemas Operativos Monitor de Controlo Ineficiente Durante a maior parte do tempo o processador está inactivo, à espera de um comando ou a efectuar uma operação de Entrada/Saída; O tempo de execução de um programa é essencialmente nas operações de Entrada/Saída; gasto

57 Evolução dos Sistemas Operativos Processamento em Lotes (Batch) O controlo de órgãos mecânicos como impressoras ou leitores/perfuradores de fita de papel é, evidentemente, uma tarefa que influencia a velocidade de execução do processador. O tempo de execução de um programa é predominantemente determinado pelas suas E/S. Uma solução para a inadequada utilização da unidade central consistiu em efectuar a recolha dos dados num computador auxiliar onde eram lidos, para uma banda, os cartões dos diversos trabalhos.

58 Evolução dos Sistemas Operativos Processamento em Lotes (Batch) O operador colocava em seguida a banda no computador central e este executava os programas, produzindo igualmente os ficheiros de saída para outra banda que, por sua vez, era tratada pelo computador mais pequeno para optimizar o tempo de impressão.

59 Evolução dos Sistemas Operativos Processamento em Lotes (Batch) Evolução: Periféricos passaram a poder executar operações autónomas, avisando o processador do fim da sua execução através do mecanismo de interrupções; Possibilidade de notificar assincronamente o processador de que uma dada operação terminou; As operações de I/O podem prosseguir em paralelo com a execução de um programa que apenas é interrompido para iniciá-las e para tratar a sua terminação;

60 Evolução dos Sistemas Operativos Processamento em Lotes (Batch) Evolução: Paralelamente, os periféricos de armazenamento de dados sofreram uma evolução significativa, deixando de ser meros dispositivos sequenciais (bandas) para se tornarem verdadeiras memórias secundárias com possibilidade de endereçamento aleatório (tambores e discos)

61 Evolução dos Sistemas Operativos Multiprogramação Vários programas (jobs) são carregados para memória central, e o tempo da UCP é repartido por eles: A execução concorrente de vários programas permite optimizar a utilização da UCP Sempre que um programa/processo não necessita da UCP, por exemplo para ler dados de um ficheiro, a sua execução fica bloqueada até que os sectores com os dados sejam lidos e transferidos para a memória, passando a execução para um outro programa/processo

62 Evolução dos Sistemas Operativos Multiprogramação Esta solução torna os sistemas multiprogramados permitindo que diversos programas estejam simultaneamente activos Os diversos programas necessitam de estar na memória central para facilmente se mudar de contexto

63 Evolução dos Sistemas Operativos Multiprogramação Funções controladas pelo SO: I/O através de rotinas fornecidas pelo SO Gestão da memória Alocar memória para os vários programas/processos Escalonamento da UCP Decidir que programa/processo vai entrar em funcionamento

64 Evolução dos Sistemas Operativos Multiprogramação Problemas: Os primeiros sistemas de multiprogramação não permitiam a interacção com o utilizador

65 Evolução dos Sistemas Operativos Multiprogramação Solução A comutação entre processos passa a ser feita periodicamente ou quando os processos necessitam realizar tarefas de I/O Extensão dos sistemas multiprogramados de modo a permitir a partilha do sistema entre vários utilizadores, assim como, a interacção entre o utilizador e o programa

66 Evolução dos Sistemas Operativos Sistemas de partilha de tempo - Computação Interactiva obrigaram a uma grande reformulação dos conceitos subjacentes aos SOs, passando a conferir grande importância a aspectos até aí considerados como secundários, tais como: o sistema de ficheiros a protecção dos dados a necessidade de acesso a informação partilhada e actualizada a linguagem de interacção com o sistema

67 Evolução dos Sistemas Operativos Sistemas de partilha de tempo - Computação Interactiva Características Cada programa é visto como um processo pelo SO A comutação entre processos é suficientemente rápida de modo a permitir a interacção em tempo real entre um processo e um utilizador surgiram os terminais interactivos (teclado e ecrã), o utilizador já não necessita de fornecer todos os seus dados no início de cada execução, mas sim fornecê-los à medida que o processamento os vai solicitando e de igual forma vai recebendo respostas imediatas aos seus dados

68 Evolução dos Sistemas Operativos Sistemas de Secretária (Desktop) Objectivos Permitir a um utilizador isolado o acesso a um sistema de computação Maximizar a conveniência de utilização Primeira geração Mono-utilizador Monotarefa Ex: MS-DOS

69 Evolução dos Sistemas Operativos Sistemas de Secretária (Desktop) Geração 1.5 Mono-utilizador Algumas capacidades de multitarefa, mas o mecanismo de escalonamento ainda não permite a execução concorrente Sem multitarefa Ex: Windows 3.0 e 3.1

70 Evolução dos Sistemas Operativos Sistemas de Secretária (Desktop) Segunda Geração Multi-utilizador Sistema de ficheiros multi-utilizador Multi-tarefa Conexão à rede Exemplos Windows 95/NT/XP Linux MAC OS/2

71 Evolução dos Sistemas Operativos Sistemas Multi-Processador O computador pode utilizar dois ou mais UCPs, partilhando: o barramento o relógio a memória os periféricos o disco etc.

72 Evolução dos Sistemas Operativos Sistemas Multi-Processador Vantagens: Maior performance Economia de escala Maior fiabilidade

73 Evolução dos Sistemas Operativos Sistemas Multi-Processador Symmetric multiprocessing (SMP): Cada processador corre uma cópia idêntica do sistema operativo Podem correr em simultâneo vários processos sem existir degradação no desempenho A maior parte dos sistemas operativos modernos suportam SMP

74 Evolução dos Sistemas Operativos Sistemas Multi-Processador Asymmetric (AMP): multiprocessing Processador-mestre corre o sistema operativo, escalona o trabalho dos processadores-escravos Processadores-escravos correm aplicações, sendo atribuída uma tarefa a cada um, é comum em sistemas extremamente grandes

75 Evolução dos Sistemas Operativos Sistemas Distribuídos Sistema em que a comunicação entre máquinas (UCPs) cooperantes é feita através de uma rede de comunicação.

76 Evolução dos Sistemas Operativos Sistemas Distribuídos Sistemas Cliente-Servidor O servidor fornece funcionalidades a outras máquinas (clientes) Exemplos: Servidor de ficheiros Web Server Grids

77 Evolução dos Sistemas Operativos Sistemas Distribuídos As máquinas estão ligadas entre si utilizando uma rede local de alto débito Um cluster de máquinas poderá ser visto pelo utilizador como uma máquina grande Utilizações: Cálculos intensivos Simulações Servidores Web de alto desempenho, com tolerância a falhas

78 Evolução dos Sistemas Operativos Sistemas Distribuídos Cada tarefa do sistema têm associadas restrições temporais (deadlines) Normalmente utilizados em sistemas dedicados Podem ser classificados em sistemas: Hard-real time: Onde o não cumprimento de um deadline leva à falha do sistema Soft-real time: Onde o não cumprimento de um deadline leva apenas a uma degradação da saída do sistema

79 Evolução dos Sistemas Operativos Sistemas Distribuídos Hard-real time: Controlo industrial Sistemas automóveis Avionics Soft-real time: Sistemas multimédia Dispositivos de rede (router)

80 Evolução dos Sistemas Operativos Sistemas de Bolso Características: Memória pequena Processador lento Ecrã pequeno Sistemas de I/O limitados Exemplos: PDAs Telemóveis

Curso Técnico de Informática de Sistemas

Curso Técnico de Informática de Sistemas Curso Técnico de Informática de Sistemas Módulo: 772 Sistemas Operativos Formador: Henrique Fidalgo Objectivos da UFCD: Instalar e configurar sistemas operativos. Instalar e configurar utilitários sobre

Leia mais

CONCEITOS BÁSICOS DE UM SISTEMA OPERATIVO

CONCEITOS BÁSICOS DE UM SISTEMA OPERATIVO 4 CONCEITOS BÁSICOS DE UM SISTEMA OPERATIVO CONCEITOS BÁSICOS MS-DOS MICROSOFT DISK OPERATION SYSTEM INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO DE UM SISTEMA OPERATIVO LIGAÇÕES À INTERNET O que é um sistema operativo?

Leia mais

SISTEMAS INFORMÁTICOS

SISTEMAS INFORMÁTICOS SISTEMAS INFORMÁTICOS Nesta apresentação, aprenderá a distinguir Hardware de software, identificar os principais componentes físicos de um computador e as suas funções. Hardware e Software Estrutura de

Leia mais

Introdução aos Sistemas Operativos

Introdução aos Sistemas Operativos Introdução aos Sistemas Operativos Computadores e Redes de Comunicação Mestrado em Gestão de Informação, FEUP 06/07 Sérgio Sobral Nunes mail: sergio.nunes@fe.up.pt web: www.fe.up.pt/~ssn Sumário Definição

Leia mais

Introdução a Ciência da Computação Conceitos Básicos de Sistema PROFESSORA CINTIA CAETANO

Introdução a Ciência da Computação Conceitos Básicos de Sistema PROFESSORA CINTIA CAETANO Introdução a Ciência da Computação Conceitos Básicos de Sistema PROFESSORA CINTIA CAETANO Introdução A informática é uma área que atualmente vem evoluindo muito rapidamente. A cada dia se torna mais importante

Leia mais

Capítulo 2. Noção de hardware. As componentes de um computador.

Capítulo 2. Noção de hardware. As componentes de um computador. Definição 1 Capítulo 2. Noção de hardware. As componentes de um computador. 1. Definição Hardware : toda a parte física do computador. Ex.: Monitor, caixa, disquetes, impressoras, etc. Hardware (hard =

Leia mais

Introdução aos Computadores

Introdução aos Computadores Os Computadores revolucionaram as formas de processamento de Informação pela sua capacidade de tratar grandes quantidades de dados em curto espaço de tempo. Nos anos 60-80 os computadores eram máquinas

Leia mais

Sistemas Operacionais 2014 Introdução. Alexandre Augusto Giron alexandre.a.giron@gmail.com

Sistemas Operacionais 2014 Introdução. Alexandre Augusto Giron alexandre.a.giron@gmail.com Sistemas Operacionais 2014 Introdução Alexandre Augusto Giron alexandre.a.giron@gmail.com Roteiro Sistemas Operacionais Histórico Estrutura de SO Principais Funções do SO Interrupções Chamadas de Sistema

Leia mais

Sistemas Operacionais

Sistemas Operacionais Sistemas Operacionais Aula 4 Tipos de SO Prof.: Edilberto M. Silva http://www.edilms.eti.br SO - Prof. Edilberto Silva Os Sistemas Operacionais podem ser assim classificados: SO - Prof. Edilberto Silva

Leia mais

Prof. Sandrina Correia

Prof. Sandrina Correia Tecnologias de I informação de C omunicação 9º ANO Prof. Sandrina Correia TIC Prof. Sandrina Correia 1 Objectivos Definir os conceitos de Hardware e Software Identificar os elementos que compõem um computador

Leia mais

Componentes de um sistema computacional moderno. DCC/FCUP Inês Dutra Sistemas de Operação 1

Componentes de um sistema computacional moderno. DCC/FCUP Inês Dutra Sistemas de Operação 1 Componentes de um sistema computacional moderno DCC/FCUP Inês Dutra Sistemas de Operação 1 O que é um Sistema de Operação? Para responder a esta questão: vamos dividir a turma em 4 partes CPU memória programas

Leia mais

Escola Secundária de Emídio Navarro

Escola Secundária de Emídio Navarro Escola Secundária de Emídio Navarro Curso Secundário de Carácter Geral (Agrupamento 4) Introdução às Tecnologias de Informação Correcção da ficha de trabalho N.º 1 1. Refere algumas das principais áreas

Leia mais

Arquitetura de Computadores. Introdução aos Sistemas Operacionais

Arquitetura de Computadores. Introdução aos Sistemas Operacionais Arquitetura de Computadores Introdução aos Sistemas Operacionais O que é um Sistema Operacional? Programa que atua como um intermediário entre um usuário do computador ou um programa e o hardware. Os 4

Leia mais

BIOS, BOOT, CMOS e CMOS Setup. Prof. César Couto

BIOS, BOOT, CMOS e CMOS Setup. Prof. César Couto BIOS, BOOT, CMOS e CMOS Setup Prof. César Couto BIOS Quando o computador é ligado, o processador executa instruções da memória ROM (Read Only Memory). A ROM preserva o conteúdo quando o computador é desligado.

Leia mais

Sistemas Operativos. 4ª Geração (a partir de 70 )

Sistemas Operativos. 4ª Geração (a partir de 70 ) Introdução 4ª Geração (a partir de 70 )! Aparecimento dos microprocessadores Processadores totalmente contidos em um chip (possível devido à evolução dos CI, através da integração de componentes em muito

Leia mais

Sistemas Operacionais Introdução. Professora: Michelle Nery

Sistemas Operacionais Introdução. Professora: Michelle Nery Sistemas Operacionais Introdução Professora: Michelle Nery Área de Atuação do Sistema Operacional Composto de dois ou mais níveis: Tipo de Sistemas Operacionais Sistemas Operacionais Monotarefas Sistemas

Leia mais

Arquitetura Genérica

Arquitetura Genérica Arquitetura Genérica Antes de tudo, vamos revisar o Modelo Simplificado do Funcionamento de um Computador. Modelo Simplificado do Funcionamento de um Computador O funcionamento de um computador pode ser

Leia mais

Instituto do Emprego e Formação Profissional SISTEMAS. Tecnologias de Informação I TI-16. Formador: Paulo Gomes

Instituto do Emprego e Formação Profissional SISTEMAS. Tecnologias de Informação I TI-16. Formador: Paulo Gomes SISTEMAS adaptado de Silberschatz, Galvin e Gagne, 2002 O que é um sistema operativo? Componentes dum sistema de computação Sistemas de secretária Sistemas multiprocessor Sistemas distribuídos Sistemas

Leia mais

Sistemas Operacionais. INTRODUÇÃO Prof. Rafael Alberto Vital Pinto FACSUL/CESUR

Sistemas Operacionais. INTRODUÇÃO Prof. Rafael Alberto Vital Pinto FACSUL/CESUR Sistemas Operacionais INTRODUÇÃO Prof. Rafael Alberto Vital Pinto FACSUL/CESUR 1 Introdução O que se espera de um sistema de computação? Execução de programas de usuários Permitir a solução de problemas

Leia mais

Escola Secundária de Emídio Navarro

Escola Secundária de Emídio Navarro Escola Secundária de Emídio Navarro Curso Secundário de Carácter Geral (Agrupamento 4) Introdução às Tecnologias de Informação Ficha de trabalho N.º 1 1. Refere algumas das principais áreas das Tecnologias

Leia mais

Binária. Introdução à Informática. Introdução à Informática. Introdução à Informática. Introdução à Informática. Bit. Introdução à Informática

Binária. Introdução à Informática. Introdução à Informática. Introdução à Informática. Introdução à Informática. Bit. Introdução à Informática Informação Introdução à Os dispositivos que num computador permitem armazenar informação devem ser capazes de: Receber informação Conservar informação Restituir informação Mas que tipo de informação? Binária

Leia mais

6 - Gerência de Dispositivos

6 - Gerência de Dispositivos 1 6 - Gerência de Dispositivos 6.1 Introdução A gerência de dispositivos de entrada/saída é uma das principais e mais complexas funções do sistema operacional. Sua implementação é estruturada através de

Leia mais

MINI DICIONÁRIO TÉCNICO DE INFORMÁTICA. São apresentados aqui alguns conceitos básicos relativos à Informática.

MINI DICIONÁRIO TÉCNICO DE INFORMÁTICA. São apresentados aqui alguns conceitos básicos relativos à Informática. Tecnologias da Informação e Comunicação MINI DICIONÁRIO TÉCNICO DE INFORMÁTICA São apresentados aqui alguns conceitos básicos relativos à Informática. Informática: Tratamento da informação por meios automáticos.

Leia mais

Sistemas Operacionais

Sistemas Operacionais Sistemas Operacionais O que se espera de um sistema de computação? Execução de programas de usuários Permitir a solução de problemas Sistema Operacional (SO) é um programa colocado entre o hardware do

Leia mais

Unidade 2. ROM BIOS (Basic Input/Output System) Sistema Operativo. Interacção entre as diferentes partes num computador: software e hardware

Unidade 2. ROM BIOS (Basic Input/Output System) Sistema Operativo. Interacção entre as diferentes partes num computador: software e hardware Interacção entre as diferentes partes num computador: software e hardware Unidade 2 Utilização do ambiente operativo Windows Aplicações Sistema Operativo ROM BIOS Processador+memória+... Software aplicacional

Leia mais

Sistemas Operacionais. Prof. M.Sc. Sérgio Teixeira. Aula 03 Conceitos de Hardware e Software parte 02. Cursos de Computação

Sistemas Operacionais. Prof. M.Sc. Sérgio Teixeira. Aula 03 Conceitos de Hardware e Software parte 02. Cursos de Computação Cursos de Computação Sistemas Operacionais Prof. M.Sc. Sérgio Teixeira Aula 03 Conceitos de Hardware e Software parte 02 Referência: MACHADO, F.B. ; MAIA, L.P. Arquitetura de Sistemas Operacionais. 4.ed.

Leia mais

Introdução às Tecnologias de Informação e Comunicação. Conceitos Introdutórios

Introdução às Tecnologias de Informação e Comunicação. Conceitos Introdutórios Introdução às Tecnologias de Informação e Comunicação Conceitos Introdutórios Informática Informática - Tratamento ou processamento da informação utilizando meios automáticos, nomeadamente o computador.

Leia mais

Sistemas Operacionais e Introdução à Programação. Módulo 1 Sistemas Operacionais

Sistemas Operacionais e Introdução à Programação. Módulo 1 Sistemas Operacionais Sistemas Operacionais e Introdução à Programação Módulo 1 Sistemas Operacionais 1 Sistema computacional Sistemas feitos para resolver problemas Problema: como obter determinado resultado, com base em dados

Leia mais

Introdução. Software (Parte I)

Introdução. Software (Parte I) Universidade Federal de Campina Grande Centro de Engenharia Elétrica e Informática Unidade Acadêmica de Sistemas e Computação Introdução à Computação Software (Parte I) Prof. a Joseana Macêdo Fechine Régis

Leia mais

1º Estudo Dirigido. Capítulo 1 Introdução aos Sistemas Operacionais

1º Estudo Dirigido. Capítulo 1 Introdução aos Sistemas Operacionais 1º Estudo Dirigido Capítulo 1 Introdução aos Sistemas Operacionais 1. Defina um sistema operacional de uma forma conceitual correta, através de suas palavras. R: Sistemas Operacionais são programas de

Leia mais

Sistemas Operativos. Funções genéricas de um S.O.

Sistemas Operativos. Funções genéricas de um S.O. Introdução Funções genéricas de um S.O.! O S.O. é a primeira camada de software indispensável para que o sistema informático possa funcionar! Tem por funções controlar e gerir os recursos de hardware Torná-los

Leia mais

Prof. Esp. Lucas Cruz

Prof. Esp. Lucas Cruz Prof. Esp. Lucas Cruz O hardware é qualquer tipo de equipamento eletrônico utilizado para processar dados e informações e tem como função principal receber dados de entrada, processar dados de um usuário

Leia mais

Introdução. Hardware (Parte II) Informações Adicionais. Universidade Federal de Campina Grande Departamento de Sistemas e Computação

Introdução. Hardware (Parte II) Informações Adicionais. Universidade Federal de Campina Grande Departamento de Sistemas e Computação Universidade Federal de Campina Grande Departamento de Sistemas e Computação Introdução à Computação Hardware (Parte II) Informações Adicionais Prof. a Joseana Macêdo Fechine Régis de Araújo joseana@computacao.ufcg.edu.br

Leia mais

Introdução. à Estrutura e Funcionamento de um Sistema Informático

Introdução. à Estrutura e Funcionamento de um Sistema Informático Introdução à Estrutura e Funcionamento de um Sistema Informático Estrutura básica de um sistema informático Componentes de um sistema informático O interior de um PC A placa principal ou motherboard O

Leia mais

Sistemas Operacionais

Sistemas Operacionais 7 Sistemas Operacionais 7.1 Fundamentos da ciência da computação Cengage Learning Objetivos 7.2 Compreender o papel do sistema operacional. Compreender o processo de inicialização para carregar o sistema

Leia mais

Sistemas de Lotes (2) Sistemas de Lotes (3) Layout da MP em Sistemas de Lotes. Minimizar o tempo de resposta

Sistemas de Lotes (2) Sistemas de Lotes (3) Layout da MP em Sistemas de Lotes. Minimizar o tempo de resposta 1 Mono e multiprogramação Introdução Classificação (Aula 2) Recap Sistemas Máquina Profa. Patrícia Gerenciador D. CostaLPRM/DI/UFES Provê Fornece Compartilhamento programador máquina justa recursos Operacionais

Leia mais

Sistemas Operacionais. Prof. André Y. Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com

Sistemas Operacionais. Prof. André Y. Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com Sistemas Operacionais Prof. André Y. Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com Introdução Um sistema operacional é um programa que atua como intermediário entre o usuário e o hardware de um computador. O propósito

Leia mais

António Lopes Paulo Matos

António Lopes Paulo Matos António Lopes Paulo Matos ÍNDICE 1 BIOS, Considerações Gerais... 2 2 SETUP DA BIOS :... 5 2.1 MAIN MENU...7 2.2 ADVANCED...7 2.3 POWER MENU...7 2.4 BOOT MENU...8 2.5 EXIT MENU...9 1 1 BIOS, Considerações

Leia mais

Hardware e Software. Exemplos de software:

Hardware e Software. Exemplos de software: Hardware e Software O hardware é a parte física do computador, ou seja, é o conjunto de componentes eletrônicos, circuitos integrados e placas, que se comunicam através de barramentos. Em complemento ao

Leia mais

Introdução à Computação: Sistemas de Computação

Introdução à Computação: Sistemas de Computação Introdução à Computação: Sistemas de Computação Beatriz F. M. Souza (bfmartins@inf.ufes.br) http://inf.ufes.br/~bfmartins/ Computer Science Department Federal University of Espírito Santo (Ufes), Vitória,

Leia mais

Fundamentos em Informática

Fundamentos em Informática Fundamentos em Informática 04 Organização de Computadores nov/2011 Componentes básicos de um computador Memória Processador Periféricos Barramento Processador (ou microprocessador) responsável pelo tratamento

Leia mais

Software. Professora Milene Selbach Silveira Prof. Celso Maciel da Costa Faculdade de Informática - PUCRS

Software. Professora Milene Selbach Silveira Prof. Celso Maciel da Costa Faculdade de Informática - PUCRS Software Professora Milene Selbach Silveira Prof. Celso Maciel da Costa Faculdade de Informática - PUCRS ESQUEMA DE UM SISTEMA DE COMPUTADOR Unidades de Entrada - Teclado - Scanner - Caneta Ótica - Leitora

Leia mais

Componentes de um computador típico

Componentes de um computador típico Componentes de um computador típico Assim como em um videocassete, no qual é necessário ter o aparelho de vídeo e uma fita contendo o filme que será reproduzido, o computador possui a parte física, chamada

Leia mais

05/11/2010 Tech In HARDWARE TOMÉ & THEODORE

05/11/2010 Tech In HARDWARE TOMÉ & THEODORE HARDWARE 1 TOMÉ & THEODORE INTRODUÇÃO O QUE É O COMPUTADOR? Um computador é um dispositivo electrónico controlado por um programa (chamado sistema operativo) ; 05/11/2010 Tech In É constituído por componentes

Leia mais

ARQUITETURA DE COMPUTADORES Prof. João Inácio

ARQUITETURA DE COMPUTADORES Prof. João Inácio ARQUITETURA DE COMPUTADORES Prof. João Inácio Memórias Memória: é o componente de um sistema de computação cuja função é armazenar informações que são, foram ou serão manipuladas pelo sistema. Em outras

Leia mais

Sistemas Operativos. Princípios de sistemas operativos. Rui Maranhão (rma@fe.up.pt)

Sistemas Operativos. Princípios de sistemas operativos. Rui Maranhão (rma@fe.up.pt) Sistemas Operativos Princípios de sistemas operativos Rui Maranhão (rma@fe.up.pt) Agenda objectivos de um computador objectivos de um sistema operativo evolução dos sistemas operativos tipos de sistemas

Leia mais

Introdução. Nível do Sistema Operacional. Introdução. Um Sistema Operacional... Introdução a Sistemas Operacionais

Introdução. Nível do Sistema Operacional. Introdução. Um Sistema Operacional... Introdução a Sistemas Operacionais Introdução Nível do Sistema Operacional (Aula 14) Introdução a Sistemas Operacionais Hardware Provê os recursos básicos de computação (CPU, memória, E/S,etc.) Programas (aplicações) Definem as maneiras

Leia mais

1.2 Tipos de Sistemas Operacionais

1.2 Tipos de Sistemas Operacionais 1.2 Tipos de Operacionais Tipos de Operacionais Monoprogramáveis/ Monotarefa Multiprogramáveis/ Multitarefa Com Múltiplos Processadores 1.2.1 Monoprogramáveis/Monotarefa Os primeiros sistemas operacionais

Leia mais

2012/2013. Profª Carla Cascais 1

2012/2013. Profª Carla Cascais 1 Tecnologias de Informação e Comunicação 7º e 8º Ano 2012/2013 Profª Carla Cascais 1 Conteúdo Programático Unidade 1 Informação/Internet Unidade 2 Produção e edição de documentos -Word Unidade 3 Produção

Leia mais

Visão Geral de Sistemas Operacionais

Visão Geral de Sistemas Operacionais Visão Geral de Sistemas Operacionais Sumário Um sistema operacional é um intermediário entre usuários e o hardware do computador. Desta forma, o usuário pode executar programas de forma conveniente e eficiente.

Leia mais

Conceitos Básicos sobre Sistemas Operacionais

Conceitos Básicos sobre Sistemas Operacionais Conceitos Básicos sobre Sistemas Operacionais Ivanovitch Medeiros Dantas da Silva Universidade Federal do Rio Grande do Norte Departamento de Engenharia de Computação e Automação DCA0800 - Algoritmos e

Leia mais

Ambiente de trabalho. Configurações. Acessórios

Ambiente de trabalho. Configurações. Acessórios Ambiente de trabalho Configurações Acessórios O Sistema Operativo (SO) é o conjunto de programas fundamentais que permitem que o computador funcione e comunique com o exterior. Actualmente, o Windows é

Leia mais

Sistema Operacional Correção - Exercício de Revisão

Sistema Operacional Correção - Exercício de Revisão Prof. Kleber Rovai 1º TSI 22/03/2012 Sistema Operacional Correção - Exercício de Revisão 1. Como seria utilizar um computador sem um sistema operacional? Quais são suas duas principais funções? Não funcionaria.

Leia mais

Seu manual do usuário EPSON LQ-630 http://pt.yourpdfguides.com/dref/1120693

Seu manual do usuário EPSON LQ-630 http://pt.yourpdfguides.com/dref/1120693 Você pode ler as recomendações contidas no guia do usuário, no guia de técnico ou no guia de instalação para. Você vai encontrar as respostas a todas suas perguntas sobre a no manual do usuário (informação,

Leia mais

Como è feito computador

Como è feito computador Como è feito computador O computador contém uma parte elétrica e uma parte eletrónica. Parte elétrica é usada para transformar e dinstribuir a eletricidade que vem para os vários componentes. Parte eletrónica

Leia mais

Universidade Tuiuti do Paraná UTP Faculdade de Ciências Exatas - FACET

Universidade Tuiuti do Paraná UTP Faculdade de Ciências Exatas - FACET Universidade Tuiuti do Paraná UTP Faculdade de Ciências Exatas - FACET Hardware de Computadores Questionário II 1. A principal diferença entre dois processadores, um deles equipado com memória cache o

Leia mais

Máquinas virtuais. Máquina virtual de um processo. Máquinas virtuais (3) Máquina virtual de sistema. Máquinas virtuais (1) VMware para Windows e Linux

Máquinas virtuais. Máquina virtual de um processo. Máquinas virtuais (3) Máquina virtual de sistema. Máquinas virtuais (1) VMware para Windows e Linux System API Máquinas virtuais System ISA (Instruction Set Architecture) Aplicações Chamadas ao sistema Sistema de Operação Hardware User ISA (Instruction Set Architecture) Uma máquina virtual executa software

Leia mais

INSTALAÇÃO e MANUTENÇÃO de MICRO COMPUTADORES

INSTALAÇÃO e MANUTENÇÃO de MICRO COMPUTADORES INSTALAÇÃO e MANUTENÇÃO de MICRO COMPUTADORES 2010/2011 1 Equipamentos informáticos Hardware e Software Hardware refere-se aos dispositivos físicos (electrónicos, mecânicos e electromecânicos) que constituem

Leia mais

Formação Modular Certificada. Arquitetura interna do computador. Hardware e Software UFCD - 0769. Joaquim Frias

Formação Modular Certificada. Arquitetura interna do computador. Hardware e Software UFCD - 0769. Joaquim Frias Formação Modular Certificada Arquitetura interna do computador Hardware e Software UFCD - 0769 Joaquim Frias Computador É um conjunto de dispositivos eletrónicos capaz de aceitar dados e instruções, executa

Leia mais

MEMÓRIA. MEMÓRIA RAM (Randon acess memory) Memória de acesso aleatório

MEMÓRIA. MEMÓRIA RAM (Randon acess memory) Memória de acesso aleatório O papel do processador é apenas um, pegar os dados e processa-los não importando de onde vem ou para onde vão estes dados. Como os processadores não possuem uma área de armazenamento grande, ele buscas

Leia mais

TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO As respostas das atividades deverão ser mais simples e completas possíveis e baseadas nas aulas (vídeo-aula). Acrescentei mais informações para servirem de material de apoio aos estudos para avaliações

Leia mais

Lumitester PD-20. Manual de uso. Índice. Software de controlo

Lumitester PD-20. Manual de uso. Índice. Software de controlo Índice Lumitester PD-20 Software de controlo Manual de uso Muito obrigado por comprar o aparelho Lumitester PD-20. Antes de pôr em operação este manual deve ser lido na sua totalidade para o uso seguro

Leia mais

Escola. Europeia de. Ensino. Profissional ARQUITETURA DE COMPUTADORES

Escola. Europeia de. Ensino. Profissional ARQUITETURA DE COMPUTADORES Escola Europeia de t Ensino Profissional ARQUITETURA DE COMPUTADORES TRABALHO REALIZADO: ANDRÉ RIOS DA CRUZ ANO LETIVO: 2012/ 2013 TÉCNICO DE GESTÃO DE EQUIPAMENTOS INFORMÁTICOS 2012 / 2013 3902 Escola

Leia mais

Everson Scherrer Borges João Paulo de Brito Gonçalves

Everson Scherrer Borges João Paulo de Brito Gonçalves Everson Scherrer Borges João Paulo de Brito Gonçalves 1 Tipos de Sistemas Operacionais Os tipos de sistemas operacionais e sua evolução estão relacionados diretamente com a evolução do hardware e das

Leia mais

Introdução a Computação

Introdução a Computação Sistemas Operacionais: Software Oculto Introdução a Computação Sistemas Operacionais Serve como um intermediário entre o hardware e os softwares aplicativos. Sistema Operacional Software de sistemas Kernel

Leia mais

Sistemas Operacionais

Sistemas Operacionais Sistemas Operacionais Prof. Jó Ueyama Apresentação baseada nos slides da Profa. Dra. Kalinka Castelo Branco, do Prof. Dr. Antônio Carlos Sementille, da Profa. Dra. Luciana A. F. Martimiano e nas transparências

Leia mais

Apontamentos do livro de AI Linux. 1.5 Modo texto e modo gráfico

Apontamentos do livro de AI Linux. 1.5 Modo texto e modo gráfico Apontamentos do livro de AI Linux 1.5 Modo texto e modo gráfico 1 Modo texto e modo gráfico O sistema operativo Linux possui duas formas de acesso: modo texto e modo gráfico No modo gráfico, o utilizador

Leia mais

HARDWARE COMPONENTES BÁSICOS E FUNCIONAMENTO. Wagner de Oliveira

HARDWARE COMPONENTES BÁSICOS E FUNCIONAMENTO. Wagner de Oliveira HARDWARE COMPONENTES BÁSICOS E FUNCIONAMENTO Wagner de Oliveira SUMÁRIO Hardware Definição de Computador Computador Digital Componentes Básicos CPU Processador Memória Barramento Unidades de Entrada e

Leia mais

UFRJ IM - DCC. Sistemas Operacionais I. Unidade I Introdução. 11/02/2014 Prof. Valeria M. Bastos

UFRJ IM - DCC. Sistemas Operacionais I. Unidade I Introdução. 11/02/2014 Prof. Valeria M. Bastos UFRJ IM - DCC Sistemas Operacionais I Unidade I Introdução 11/02/2014 Prof. Valeria M. Bastos 1 ORGANIZAÇÃO DA UNIDADE Introdução Conceituação de SO Funções Básicas Breve Histórico Tipos de SO Fundamentos

Leia mais

1.5. Computador Digital --Software. INFormática. 1.5.1. Tipos de Software. Software. Hardware. Software do Sistema. Software de Aplicação.

1.5. Computador Digital --Software. INFormática. 1.5.1. Tipos de Software. Software. Hardware. Software do Sistema. Software de Aplicação. 1.5. Computador Digital --Software 1.5.1. Tipos de Software Utilizador Aplicações Linguagens Programação Software Sistema Operativo Hardware Software de Aplicação Processadores de Texto Folhas de Cálculo

Leia mais

Software da Impressora

Software da Impressora Software da Impressora Acerca do Software da Impressora O software Epson inclui o controlador de impressão e o EPSON Status Monitor 3. O controlador de impressão é um software que permite controlar a impressora

Leia mais

Sistemas Operacionais

Sistemas Operacionais Sistemas Operacionais Sistemas de Entrada/Saída Princípios de Hardware Sistema de Entrada/Saída Visão Geral Princípios de Hardware Dispositivos de E/S Estrutura Típica do Barramento de um PC Interrupções

Leia mais

MEMÓRIA. A memória do computador pode ser dividida em duas categorias:

MEMÓRIA. A memória do computador pode ser dividida em duas categorias: Aula 11 Arquitetura de Computadores - 20/10/2008 Universidade do Contestado UnC/Mafra Sistemas de Informação Prof. Carlos Guerber MEMÓRIA Memória é um termo genérico usado para designar as partes do computador

Leia mais

Escola Básica 2, 3 de Lamaçães Planificação Anual 2007/08 Tecnologias de Informação e Comunicação

Escola Básica 2, 3 de Lamaçães Planificação Anual 2007/08 Tecnologias de Informação e Comunicação Escola Básica 2, 3 de Lamaçães Planificação Anual 2007/08 Tecnologias de Informação e Comunicação Unidade de Ensino/Aprendizagem Tecnologias da Informação e Comunicação Conceitos Introdutórios Conceitos

Leia mais

Sistemas Operativos. Sumário. Estruturas de sistemas de computação. ! Operação de um sistema de computação. ! Estruturas de E/S

Sistemas Operativos. Sumário. Estruturas de sistemas de computação. ! Operação de um sistema de computação. ! Estruturas de E/S Estruturas de sistemas de computação Sumário! Operação de um sistema de computação! Estruturas de E/S! Estruturas de armazenamento! Hierarquia de armazenamento 2 1 Arquitectura de um sistema de computação

Leia mais

Manual de actualização passo a passo do Windows 8 CONFIDENCIAL 1/53

Manual de actualização passo a passo do Windows 8 CONFIDENCIAL 1/53 Manual de passo a passo do Windows 8 CONFIDENCIAL 1/53 Índice 1. 1. Processo de configuração do Windows 8 2. Requisitos do sistema 3. Preparativos 2. Opções de 3. 4. 5. 6. 1. Personalizar 2. Sem fios 3.

Leia mais

A Evolução dos Sistemas Operacionais

A Evolução dos Sistemas Operacionais Capítulo 3 A Evolução dos Sistemas Operacionais Neste capítulo, continuaremos a tratar dos conceitos básicos com a intensão de construirmos, agora em um nível mais elevado de abstração, o entendimento

Leia mais

Introdução aos Sistemas

Introdução aos Sistemas Introdução Introdução aos Sistemas Operacionais 1 2 3... n Ambientes Operacionais Prof. Simão Sirineo Toscani stoscani@inf.pucrs.br www.inf.pucrs.br/~stoscani Compilador Editor de texto Browser Programas

Leia mais

7 Processos. 7.1 Introdução

7 Processos. 7.1 Introdução 1 7 Processos 7.1 Introdução O conceito de processo é a base para a implementação de um sistema multiprogramável. O processador é projetado apenas para executar instruções, não se importando com qual programa

Leia mais

Conceitos Básicos de Informática. Antônio Maurício Medeiros Alves

Conceitos Básicos de Informática. Antônio Maurício Medeiros Alves Conceitos Básicos de Informática Antônio Maurício Medeiros Alves Objetivo do Material Esse material tem como objetivo apresentar alguns conceitos básicos de informática, para que os alunos possam se familiarizar

Leia mais

Sistemas Operacionais

Sistemas Operacionais Sistemas Operacionais Aula 03 Tipos de Sistemas Operacionais Maxwell Anderson Prof. Maxwell Anderson www.maxwellanderson.com.br Tipos de Sistemas Operacionais Os tipos de sistemas operacionais e a sua

Leia mais

TECNÓLOGO EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES I Aula 01: Conceitos Iniciais / Sistema Operacional

TECNÓLOGO EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES I Aula 01: Conceitos Iniciais / Sistema Operacional TECNÓLOGO EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES I Aula 01: Conceitos Iniciais / Sistema Operacional O conteúdo deste documento tem por objetivo apresentar uma visão geral

Leia mais

Introdução à estrutura e funcionamento de um Sistema Informático

Introdução à estrutura e funcionamento de um Sistema Informático Introdução à estrutura e funcionamento de um Sistema Informático Elementos que constituem o Computador O funcionamento do computador é possível devido aos vários elementos interligados que o constituem:

Leia mais

Apresentação da disciplina. Sistemas Operacionais I N. A disciplina. O Professor. Áreas de atuação na pesquisa. Referências bibliográficas básicas

Apresentação da disciplina. Sistemas Operacionais I N. A disciplina. O Professor. Áreas de atuação na pesquisa. Referências bibliográficas básicas 1 Apresentação da disciplina Sistemas Operacionais I N Prof. Marcelo Johann 2009/2 O professor A disciplina Bibliografia Cronograma Avaliação Trabalhos Regras do jogo Introdução: Sistemas Operacionais

Leia mais

TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO

TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO O que é a Informática? A palavra Informática tem origem na junção das palavras: INFORMAÇÃO + AUTOMÁTICA = INFORMÁTICA...e significa, portanto, o tratamento da informação

Leia mais

Processos e Threads (partes I e II)

Processos e Threads (partes I e II) Processos e Threads (partes I e II) 1) O que é um processo? É qualquer aplicação executada no processador. Exe: Bloco de notas, ler um dado de um disco, mostrar um texto na tela. Um processo é um programa

Leia mais

Instalação do Sistema Operativo Windows XP

Instalação do Sistema Operativo Windows XP Curso Profissional - Técnico de Informática de Gestão 10ºB Prof. Pedro Lopes Ficha de Trabalho nº1 S i s t e m a s d e I n f o r m a ç ã o Instalação do Sistema Operativo Windows XP A instalação de um

Leia mais

Informática Aplicada

Informática Aplicada Informática Aplicada Conceitos Aula 2 Prof. Walteno Martins Parreira Jr www.waltenomartins.com.br waltenomartins@yahoo.com 2013 Esquema Geral do Computador HARDWARE; SOFTWARE. Prof. Walteno Martins Parreira

Leia mais

2. Introdução aos Sistemas Operacionais

2. Introdução aos Sistemas Operacionais 2. Introdução aos Sistemas Operacionais O que é um Sistema Operacional? 1 Compilador 2 Editor de texto 3 Browser Aplicativos... Sistema Operacional (infraestrutura) Hardware n Quake No passado, a eficiência

Leia mais

Componentes de um Sistema de Computador

Componentes de um Sistema de Computador Componentes de um Sistema de Computador HARDWARE: unidade responsável pelo processamento dos dados, ou seja, o equipamento (parte física) SOFTWARE: Instruções que dizem o que o computador deve fazer (parte

Leia mais

Arquitetura de Computadores para. Sistemas Operacionais. Sistemas Operacionais. Sumário

Arquitetura de Computadores para. Sistemas Operacionais. Sistemas Operacionais. Sumário Arquitetura de Computadores para Sistemas Operacionais Arquitetura de Computadores para Sistemas Operacionais Tecnologias em Informática 2o Semestre Sistemas Operacionais Prof. Cid R Andrade Sumário Conhecer

Leia mais

Curso Técnico de Nível Médio

Curso Técnico de Nível Médio Curso Técnico de Nível Médio Disciplina: Informática Básica 2. Hardware: Componentes Básicos e Funcionamento Prof. Ronaldo Componentes de um Sistema de Computador HARDWARE: unidade

Leia mais

Disciplina: Introdução à Informática Profª Érica Barcelos

Disciplina: Introdução à Informática Profª Érica Barcelos Disciplina: Introdução à Informática Profª Érica Barcelos CAPÍTULO 4 1. ARQUITETURA DO COMPUTADOR- HARDWARE Todos os componentes físicos constituídos de circuitos eletrônicos interligados são chamados

Leia mais

Periféricos e Interfaces had. 1.1 Conceitos elementares Um sistema computacional pode ser dividido de um modo abstracto em 4 componentes:

Periféricos e Interfaces had. 1.1 Conceitos elementares Um sistema computacional pode ser dividido de um modo abstracto em 4 componentes: 1 Introdução 1.1 Conceitos elementares Um sistema computacional pode ser dividido de um modo abstracto em 4 componentes: 1. Hardware (processador também designado por Central Processing Unit, memória,

Leia mais

Sistemas Operacionais. Prof. André Y. Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com

Sistemas Operacionais. Prof. André Y. Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com Sistemas Operacionais Prof. André Y. Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com Estruturas de Sistemas de Computação O sistema operacional precisa garantir a operação correta do sistema de computação. Operação

Leia mais

UFRJ IM - DCC. Sistemas Operacionais I

UFRJ IM - DCC. Sistemas Operacionais I UFRJ IM - DCC Sistemas Operacionais I Unidade I 18/9/2009 Prof. Antonio Carlos Gay Thomé Prof. Aux. Simone Markenson Pech 1 ORGANIZAÇÃO DA UNIDADE Conceituação de SO Funções Básicas Breve Histórico Tipos

Leia mais

SOFTWARE. A parte lógica do Computador. Escola Superior de Tecnologia e Gestão Instituto Politécnico de Bragança Novembro de 2006

SOFTWARE. A parte lógica do Computador. Escola Superior de Tecnologia e Gestão Instituto Politécnico de Bragança Novembro de 2006 Introdução à Informática SOFTWARE A parte lógica do Computador Escola Superior de Tecnologia e Gestão Instituto Politécnico de Bragança Novembro de 2006 Conceito de Software Parte lógica do sistema de

Leia mais

Prof. Daniel Gondim danielgondimm@gmail.com. Informática

Prof. Daniel Gondim danielgondimm@gmail.com. Informática Prof. Daniel Gondim danielgondimm@gmail.com Informática Componentes de um SC Hardware X Software Memória do Computador Hardware X Software Toda interação dos usuários de computadores modernos é realizada

Leia mais

Pós-Graduação, Maio de 2006 Introdução aos Sistemas Operacionais. Prof. Dr. Ruy de Oliveira CEFET-MT

Pós-Graduação, Maio de 2006 Introdução aos Sistemas Operacionais. Prof. Dr. Ruy de Oliveira CEFET-MT Pós-Graduação, Maio de 2006 Introdução aos Sistemas Operacionais Prof. Dr. Ruy de Oliveira CEFET-MT O que é um Sistema Operacional? Um software que abstrai as complexidades do hardware de um usuário/programador

Leia mais