* Nascimento: 03/10/1948

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "* Nascimento: 03/10/1948"

Transcrição

1 Alcindino José de Oliveira * Nascimento: 03/10/1948 Falecimento: 11/05/2012 Quem nos conta a história de Alcindino José de Oliveira é sua filha Renata de Oliveira. Alcindino nasceu em 3 de outubro de 1948, no interior de Encruzilhada do Sul. Teve uma infância difícil, pois nasceu e cresceu no interior, trabalhando na agricultura. Era o único filho homem de Maria e Bruno Oliveira, tendo mais oito irmãs mulheres. Estudou pouco, apenas até a quinta série, mas sempre foi muito autodidata. Adorava ler, sempre que tinha um tempo disponível estava lendo, principalmente jornais. Era inteligente e apaixonado pelo conhecimento, por estes motivos sempre lamentou não ter conseguido estudar mais. Foi um grande sonhador. Trabalhador e empreendedor. Foram seus persistentes sonhos e sua vontade de mudar de vida que impulsionaram Alcindino a sair do interior e mudar-se para a cidade de Encruzilhada do Sul. Foi lá que decidiu abrir seu próprio negócio. Abriu uma pequena lancheria, na qual ele mesmo produzia os lanches a serem vendido. Também era apaixonado por cálculos, resolvia-os de cabeça sem nenhuma dificuldade, pois, apesar do pouco ensino que teve, tinha um raciocínio fantástico.

2 Morou em Encruzilhada do sul por aproximadamente quarenta e quatro anos. Mudando-se para Santa Cruz do Sul em Já nos novos ares da cidade resolveu trabalhar como taxista, pois gostava de gente, da cidade e de movimento, da mesma forma como gostava de dinheiro. Sempre foi um homem sério e fechado. Só se permitia conversar abertamente e fazer brincadeiras com a família ou com os amigos mais próximos. Se casou com Jacira Pedroso de Oliveira. Ele a conhecia deste que eram crianças, e aos sete anos de idade ela já dizia que iria se casar com ele. Alcindino quando jovem era muito namorador, um verdadeiro galanteador da época, gostava muito de sair e de conhecer gente nova. Mas foi surpreendido pela irreverencia de Jacira e acabou apaixonando-se por ela. Se casaram em 28 de setembro de 1970, quando tinham 22 anos de idade. Do casamento veio a maior felicidade do casal, uma filha chamada Renata. E esta lhes deu uma neta, Betina Pedroso de Oliveira, na qual Alcindino gostava de botar apelidos e ficar brincando com ela. Alcindino era fanático por futebol, especificamente pelo grêmio, seu time de coração. Também assistia outros jogos de várzea, nos quais levava a filha

3 sempre junto para assistir. Apesar de ser gremista e a filha ser colorada, o que a principio o deixou chateado, mas fez com que mais tarde ele a apoiasse a ser colorada, pois assim teriam como fazer brincadeiras durante os grenais. Quanto a sua comida favorita, era louco por carnes em geral, comia muita carne. Apesar de gostar muito de uma comida bem feita, não costumava cozinhar em casa, apenas na lancheria quando estava trabalhando. Quando as suas qualidades, não haveria papel suficiente para descrever todas elas. Sempre foi um homem extremamente sincero, por vezes até sincero demais. E apesar de ser conservador quanto aos seus costumes e tradições, era um homem sem preconceitos. Convivia com todas as pessoas, de todas as etnias, de todas as classes e gêneros, pois entendia a importância do caráter e de ser quem se é. Tinha muitos amigos, mas aquele com quem mais conversava era Ronaldo Schwantz. Além deste, a pessoa mais próxima de Alcindino era sua filha Renata.

4 Passarem por algumas dificuldades, principalmente quando a filha engravidou na adolescência e Alcindino não aceitava, por sempre ser um pai um tanto rígido nos cuidados com a família. Mas ele e a filha eram muito amigos, pois foi uma filha muito esperada, pois ele sempre quis ter uma filha mulher, desde que na infância leu um livro que ganhou da professora e gostou do nome da protagonista, Renata. Foto com a filha Renata. O maior obstáculo enfrentado foi a mudança para Santa Cruz do Sul, pois passava por problemas pessoais na época, o que dificultou a adaptação. Também ficou chateado por a filha não ter continuado os estudos, que Alcindino queria tanto que ela seguisse estudando.

5 Entre as características mais fortes da personalidade de Alcindino, encontrava-se o costume de jamais ter dividas. Sempre prezava a importância de manter o nome limpo e de arcar com as consequências de todos os atos. Sempre foi um grande fã de Milionário e José Rico, e sempre dizia que não iria morrer sem ir a um show de sua dupla preferida. Realizou este sonho, foi em um show deles e adorou, ficou extasiado e muito feliz por finalmente ouvir ao vivo as musicas que tanto gostava. Uma das curiosidade sobre a vida de Alcindino, é quando descobriu que a filha fumava não ficou bravo com ela, nem achou ruim. Pois ele também fumava muito, e na perspectiva dele, a partir daquele momento teria alguém que lhe faria companhia para fumar enquanto estava em casa. De acordo com a filha Renata, Alcindino sempre foi um boêmio, gostava de levar a vida sem transtornos e fazer de tudo para viver na mais pura

6 facilidade, levando a vida desregrada de acordo com as necessidades que lhe surgiam e como lhe faziam feliz. Gostava da noite, tanto pela calmaria e pela negritude do céu, quanto pelo movimento das festas e das pessoas. A vida para ele era uma passagem pela terra e uma possibilidade de aproveitar, de ser feliz e de fazer o bem.

7 Ensinou as pessoas que o cercavam a importância de se levantar quando cair, de aprender a se reconstruir, e de moldar a si e ao mundo ao seu redor. Sempre aceitando o mundo e as pessoas que nos cercam, sem julgar ninguém, apenas fazendo amigos e pregando a felicidade. Aproveitou o que pode da vida, foi feliz com a família durante o tempo que a vida lhe permitiu. Descobriu o câncer pouco tempo antes de falecer. Foi para o hospital em uma quarta feira para fazer exames, foi internado na sexta feira e na outra sexta veio a falecer, dia 11 de maio de Se pudesse dizer algo sobre a vida, certamente diria que foi feliz. Recomendaria à família e aos amigos para aproveitar cada momento ao lado de quem se ama, e de seu jeito boêmio, diria a todos que o cercavam, para fazer o bem e aceitar o mundo e as pessoas, pois somos apenas um grão de areia nessa imensidão.

Laércio Martins Reis

Laércio Martins Reis Laércio Martins Reis * Nascimento: 27/10/1988 Falecimento: 09/04/2012 Quem nos conta a história de Laercio Martins Reis são seus pais, Bruno Raimundo Reis e Jussara Dolores Martins. Laercio nasceu em um

Leia mais

* Nascimento: 31/12/1931

* Nascimento: 31/12/1931 Silvia Conti Jardim * Nascimento: 31/12/1931 Falecimento: 02/10/2009 Quem nos conta a historia de Silvia Conti Jardim, são seus filhos Antonio Carlos Conti Jardim e Silvio Luiz Conti Jardim. Silvia nasceu

Leia mais

* Nascimento: 06/10/1939

* Nascimento: 06/10/1939 Arno Luthero Marquardt * Nascimento: 06/10/1939 Falecimento: 25/03/2013 Arno Luthero Marquardt nasceu em 6 de outubro de 1939, no 5 o Distrito de Santa Cruz do Sul. Filho de Adolfo Marquardt e Oliria Seibert

Leia mais

* Nascimento: 10/04/1955

* Nascimento: 10/04/1955 David Roberto Rodrigues * Nascimento: 10/04/1955 Falecimento: 21/01/2016 Ele era um homem bonito, moreno, cabelos na altura do ombro e mesmo depois de mais velho ainda era lindo. Foi o que sua eterna amada

Leia mais

História de Carmem Biancho Flores

História de Carmem Biancho Flores História de Carmem Biancho Flores Nascimento: 14 de julho de 1953 Falecimento: 6 de outubro de 2013 Foi no dia 14 de julho de 1953 que Valdemar e Alda Biancho tiveram sua filha Carmen, que passou muitas

Leia mais

* Nascimento: 02/04/1939

* Nascimento: 02/04/1939 História de Adão Nadir Cardoso * Nascimento: 02/04/1939 Falecimento: 09/01/2011 Adão Nadir Cardoso nasceu em Candelária, filho de Vasco dos Santos Cardoso e Ana Lima dos Santos. Quando Adão completou dois

Leia mais

Suelen e Sua História

Suelen e Sua História Suelen e Sua História Nasci em Mogi da Cruzes, no maternidade Santa Casa de Misericórdia no dia 23 de outubro de 1992 às 18 horas. Quando eu tinha 3 anos de idade fui adotada pela tia da minha irmã, foi

Leia mais

Anexo IV. Guião de entrevista

Anexo IV. Guião de entrevista Anexo IV Guião de entrevista 72 Guião de entrevista 0. Apresentação e explicação da entrevista I. Ela e o passado: trajectória de vida Origem social e percepção da vida passada O que faziam os seus pais

Leia mais

PLANEJAMENTO 2º ANO ENSINO FUNDAMENTAL I

PLANEJAMENTO 2º ANO ENSINO FUNDAMENTAL I PLANEJAMENTO 2º ANO ENSINO FUNDAMENTAL I MÓDULO TEMAS CONTEÚDO CONCEITUAL QUANTIDADE DE AULAS DESCOBRINDO A SI MESMO A importância dos nomes Estou mudando Em prosa e verso Descobrir a si mesmo e compreender

Leia mais

O Amor se resume em se sentir bem, especial, incrivelmente Feliz. Um estado espiritual destinado a trazer muitas coisas boas. As vezes ele existe em

O Amor se resume em se sentir bem, especial, incrivelmente Feliz. Um estado espiritual destinado a trazer muitas coisas boas. As vezes ele existe em O Amor O Amor se resume em se sentir bem, especial, incrivelmente Feliz. Um estado espiritual destinado a trazer muitas coisas boas. As vezes ele existe em ter alguém por perto ou fazer algo que goste.

Leia mais

* Nascimento: 14/05/1961

* Nascimento: 14/05/1961 História de Amélia Metz * Nascimento: 14/05/1961 Falecimento: 17/06/2009 Quem nos conta a história de Amélia Metz é sua filha, Karlim Katine Bauermann. Amélia nasceu em 1961 em Monte Alverne, filha de

Leia mais

(Na foto, Francisco aos oito meses)

(Na foto, Francisco aos oito meses) História de Vida de Francisco José de Souza Sperb A história de vida de Francisco José de Souza Sperb é contada com a colaboração e interesse de sua irmã Valquíria Maria de Souza Sperb. Neste relato foram

Leia mais

Os Principais Tipos de Objeções

Os Principais Tipos de Objeções Os Principais Tipos de Objeções Eu não sou como você" Você tem razão, eu não estou procurando por pessoas que sejam como eu. Sou boa no que faço porque gosto de mim como eu sou. Você vai ser boa no que

Leia mais

PETRA NASCEU COMO TODAS AS CRIANÇAS. ERA UMA

PETRA NASCEU COMO TODAS AS CRIANÇAS. ERA UMA A menina PETRA NASCEU COMO TODAS AS CRIANÇAS. ERA UMA menina alegre e muito curiosa. O que a diferenciava das outras crianças é que desde muito pequenina ela passava horas na Floresta do Sol conversando

Leia mais

Momento com Deus Crianças de 07 a 08 anos NOME: DATA: 25/05//2014 RUTE

Momento com Deus Crianças de 07 a 08 anos NOME: DATA: 25/05//2014 RUTE Momento com Deus Crianças de 07 a 08 anos NOME: DATA: 25/05//2014 RUTE Versículos para Decorar: 1- Seja o seu sim, sim, e o seu não, não ; o que passar disso vem do Maligno. Mateus 5:37 2- Pois vocês sabem

Leia mais

Ela pegou sua mala rosa com aquele dois macaquinhos, que há muito não usava, colocou no seu carro e saiu. No caminho muitas coisas

Ela pegou sua mala rosa com aquele dois macaquinhos, que há muito não usava, colocou no seu carro e saiu. No caminho muitas coisas O bebê O bebê estava dormindo e Marta acabara de acordar. Bruno ainda dormia e Marta aproveitou o momento, pegou seu filho, juntou suas coisas e saiu. Bruno acordou e quando não viu seu filho e sua esposa

Leia mais

FICHA SOCIAL Nº 123 INFORMANTE: SEXO: IDADE: ESCOLARIZAÇÃO: LOCALIDADE: PROFISSÃO: DOCUMENTADORA: TRANSCRITORA: DIGITADORA: DURAÇÃO:

FICHA SOCIAL Nº 123 INFORMANTE: SEXO: IDADE: ESCOLARIZAÇÃO: LOCALIDADE: PROFISSÃO: DOCUMENTADORA: TRANSCRITORA: DIGITADORA: DURAÇÃO: FICHA SOCIAL Nº 123 INFORMANTE: M.A.M.B. SEXO: Masculino IDADE: 27 anos - Faixa II ESCOLARIZAÇÃO: 9 a 11 anos (2º grau incompleto) LOCALIDADE: Batateira - Zona Urbana PROFISSÃO: Comerciante DOCUMENTADORA:

Leia mais

Sejam todas Bem Vindas

Sejam todas Bem Vindas Sejam todas Bem Vindas USE SEU CÉREBRO A SEU FAVOR DESCOBRINDO COMO ELE FUNCIONA!!! By... Karina Alves Montalbini Diretora Futura Executiva da Mary Kay VAMOS VERIFICAR 3 ITENS IMPORTANTES - CORAGEM (É

Leia mais

MÃE, QUANDO EU CRESCER...

MÃE, QUANDO EU CRESCER... MÃE, QUANDO EU CRESCER... Dedico este livro a todas as pessoas que admiram e valorizam a delicadeza das crianças! Me chamo Carol, mas prefiro que me chamem de Cacau, além de ser um apelido que acho carinhoso,

Leia mais

Ensino Português no Estrangeiro Nível A1 Prova A (13A1AE) 60 minutos

Ensino Português no Estrangeiro Nível A1 Prova A (13A1AE) 60 minutos Ensino Português no Estrangeiro Nível A1 Prova A (13A1AE) 60 minutos Prova de certificação de nível de proficiência linguística no âmbito do Quadro de Referência para o Ensino Português no Estrangeiro,

Leia mais

VALORES RESPONSABILIDADE 11 SOLIDARIEDADE 1 RESPEITO 19 PERSEVERENÇA 2 HUMILDADE 4 AMOR AO PRÓXIMO 2 CARATER 5 FÉ 2 MORAL 3 SABER OUVIR 1

VALORES RESPONSABILIDADE 11 SOLIDARIEDADE 1 RESPEITO 19 PERSEVERENÇA 2 HUMILDADE 4 AMOR AO PRÓXIMO 2 CARATER 5 FÉ 2 MORAL 3 SABER OUVIR 1 Vilhena/Rondônia VALORES RESPONSABILIDADE 11 SOLIDARIEDADE 1 RESPEITO 19 PERSEVERENÇA 2 HUMILDADE 4 AMOR AO PRÓXIMO 2 CARATER 5 FÉ 2 MORAL 3 SABER OUVIR 1 DIGNIDADE 2 COMPROMISSO 2 ÉTICA 3 HONESTIDADE

Leia mais

COLÉGIO NOSSA SENHORA DE SION LIÇÕES DE PORTUGUÊS E HISTÓRIA - 5 ano Semana de 26 a 30 de maio de 2014.

COLÉGIO NOSSA SENHORA DE SION LIÇÕES DE PORTUGUÊS E HISTÓRIA - 5 ano Semana de 26 a 30 de maio de 2014. COLÉGIO NOSSA SENHORA DE SION LIÇÕES DE PORTUGUÊS E HISTÓRIA - 5 ano Semana de 26 a 30 de maio de 204. Segunda-feira Curitiba, 26 de maio de 204. Leia com atenção a reportagem abaixo e responda: Troca

Leia mais

História de uma Baleia

História de uma Baleia SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA Mantenedora da PUC Minas e do COLÉGIO SANTA MARIA UNIDADE: DATA: 03 / / 0 III ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE LÍNGUA PORTUGUESA 3.º ANO/EF ALUNO(A): N.º: TURMA: PROFESSOR(A): VALOR:

Leia mais

Lilico, Coelho. Atrapalhado. Matias Miranda

Lilico, Coelho. Atrapalhado. Matias Miranda Matias Miranda Lilico, Um Coelho Atrapalhado Matias Miranda Dedico este livro a você que esta lendo. Jesus te ama e eu também! Lilico era um coelho muito atrapalhado que vivia com sua mãe, seu pai e seus

Leia mais

Certo dia, chegou uma mensagem do rei, informando que sua filha, a princesa, escolheria o futuro esposo entre os jovens do reino.

Certo dia, chegou uma mensagem do rei, informando que sua filha, a princesa, escolheria o futuro esposo entre os jovens do reino. João Bobo U m velho fazendeiro tinha três filhos: dois eram cultos e orgulhosos e o terceiro era simples e humilde. Ele passava horas caminhando pelos campos, brincando com os animais e colhendo frutas

Leia mais

O LENHADOR E OS CAJUEIROS

O LENHADOR E OS CAJUEIROS O LENHADOR E OS CAJUEIROS Eduardo B. Córdula e Rafael T. Guerra Uma família de retirantes vinda de uma região castigada pela seca no alto sertão paraibano, onde nada nascia e a água era pouca e ruim, procurava

Leia mais

Adeilson Nunes de Araújo

Adeilson Nunes de Araújo Adeilson Nunes de Araújo 01 Vou nestes versos escrever, Sobre Adeilson Nunes, tio meu, Que por concessão do Pai Eterno Em nossa Cabaceiras nasceu. Menino sábio, inteligente Desde o berço muito contente

Leia mais

Produção de texto. Observe a imagem e produza um texto narrativo, com no mínimo 10 linhas, a partir do título proposto

Produção de texto. Observe a imagem e produza um texto narrativo, com no mínimo 10 linhas, a partir do título proposto E. E. Ernesto Solon Borges Disciplina: Língua Portuguesa Profª. Regente: Vania Progetec: Cristina Ano: 8º Ano A Alunos: Dayane Sales e Emily Cristina Data: 12/11/2014 Produção de texto Se eu tivesse um

Leia mais

CARTAS PARA O FUTURO Analepses

CARTAS PARA O FUTURO Analepses CARTAS PARA O FUTURO Analepses Quinta-feira, 29 de fevereiro de 1996 Meu nome é Karen. Hoje faço três anos. Mentira. Nasci em 1984, um ano bissexto, exatamente no dia 29 de fevereiro. Isso me faz ter 12

Leia mais

Bebel tem Dia de Princesa e realiza sonho de ir à pizzaria

Bebel tem Dia de Princesa e realiza sonho de ir à pizzaria Bebel tem Dia de Princesa e realiza sonho de ir à pizzaria Há alguns anos, o Centro de Uberaba foi presenteado por uma personalidade marcante, de sorriso largo, que gosta de dançar, conversar, rir e tenta

Leia mais

EU TE OFEREÇO ESSAS CANÇÕES

EU TE OFEREÇO ESSAS CANÇÕES EU TE OFEREÇO ESSAS CANÇÕES Obra Teatral de Carlos José Soares Revisão Literária de Nonata Soares EU TE OFEREÇO ESSAS CANÇÕES Peça de Carlos José Soares Revisão Literária Nonata Soares Personagens: Ricardo

Leia mais

A minha vida sempre foi imaginar. Queria ter um irmãozinho para brincar...

A minha vida sempre foi imaginar. Queria ter um irmãozinho para brincar... O pequeno Will A minha vida sempre foi imaginar. Queria ter um irmãozinho para brincar... Então um dia tomei coragem e corri até mamãe e falei: - Mãeee queria tanto um irmãozinho, para brincar comigo!

Leia mais

O Sorriso de Clarice

O Sorriso de Clarice O Sorriso de Clarice Clarice era uma mulher meio menina sabem,doce,meiga,amiga,e apaixonada,aqueles seres que contagiam com seu sorriso, ela tinha algo único conquistava todos com seu sorriso,ninguém sabia

Leia mais

2ª FEIRA 25 DE SETEMBRO Não Temas! Estou Contigo na Tua Família

2ª FEIRA 25 DE SETEMBRO Não Temas! Estou Contigo na Tua Família Bom dia! : 2ª FEIRA 25 DE SETEMBRO Depois de um fim de semana para (re)carregar energias, espera-nos uma semana em cheio. Nesta semana vamos falar da importância da família e de como a devemos tratar como

Leia mais

Robert Andrews Millikan. Camila Welikson. Este documento tem nível de compartilhamento de acordo com a licença 3.0 do Creative Commons.

Robert Andrews Millikan. Camila Welikson. Este documento tem nível de compartilhamento de acordo com a licença 3.0 do Creative Commons. Camila Welikson Este documento tem nível de compartilhamento de acordo com a licença 3.0 do Creative Commons. http://creativecommons.org.br http://creativecommons.org/licenses/by-sa/3.0/br/legalcode O

Leia mais

A Rata Era uma vez uma rata que estava sozinha na toquinha. Ela morava com sua mãe e seu padrasto no castelo do rei, ela não tinha medo de nada.

A Rata Era uma vez uma rata que estava sozinha na toquinha. Ela morava com sua mãe e seu padrasto no castelo do rei, ela não tinha medo de nada. Era Uma Vez A Rata Era uma vez uma rata que estava sozinha na toquinha. Ela morava com sua mãe e seu padrasto no castelo do rei, ela não tinha medo de nada. A ratinha tinha uma felpa de ferro e pensava

Leia mais

ritimo da noite,anos 90

ritimo da noite,anos 90 ritimo da noite,anos 90 Abril de 1993, estava completando 20 anos, fui morar com minha mae em são Paulo, estava alegre entusiasmado com a mudança, era tudo novo. Estava gostando de mudar de ambiente, sair

Leia mais

Saudade do Nosso Amor

Saudade do Nosso Amor Saudade do Nosso Amor Max S. Vieira Agradecimentos Agradeço a todos que sonharam esse sonho comigo, aos amigos virtuais, a vida e aos cosmos por me darem inspiração;, a Pricila Carla que teve a paciência

Leia mais

Anexo Entrevista G2.5

Anexo Entrevista G2.5 Entrevista G2.4 Entrevistado: E2.5 Idade: 38 anos Sexo: País de origem: Tempo de permanência em Portugal: Feminino Ucrânia 13 anos Escolaridade: Imigrações prévias: --- Ensino superior (professora) Língua

Leia mais

CENTRO DE MEMÓRIA DO ESPORTE ESCOLA DE EDUCAÇÃO FÍSICA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL PROJETO GARIMPANDO MEMÓRIAS

CENTRO DE MEMÓRIA DO ESPORTE ESCOLA DE EDUCAÇÃO FÍSICA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL PROJETO GARIMPANDO MEMÓRIAS CENTRO DE MEMÓRIA DO ESPORTE ESCOLA DE EDUCAÇÃO FÍSICA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL PROJETO GARIMPANDO MEMÓRIAS JÉSSICA LOPES DE SOUZA (depoimento) 2011 CEME-ESEF-UFRGS FICHA TÉCNICA Projeto:

Leia mais

Henrique era um menino de oito anos de idade...

Henrique era um menino de oito anos de idade... 1 Henrique era um menino de oito anos de idade... Havia muita tristeza no ar por causa da doença de Henrique. Pessoas iam e vinham trazendo água fresca e toalhas limpas para passarem em seu rosto e corpo

Leia mais

TOTAL DE PÁGINAS DA EDIÇÃO: 99

TOTAL DE PÁGINAS DA EDIÇÃO: 99 Em agosto, folclore com uma cara bem diferente! Conheça histórias assombradas de folclore local Tenha atividades prontas de português e matemática contextualizadas Monte uma oficina de passatempos Amplie

Leia mais

Como Usar Este Manual? Capítulo 1 Leitura Inicial Capítulo 2 Encarando a Realidade Capítulo 3 Vivendo Sob Uma Aliança...

Como Usar Este Manual? Capítulo 1 Leitura Inicial Capítulo 2 Encarando a Realidade Capítulo 3 Vivendo Sob Uma Aliança... SUMÁRIO Como Usar Este Manual?... 13 Capítulo 1 Leitura Inicial... 17 Capítulo 2 Encarando a Realidade... 27 Capítulo 3 Vivendo Sob Uma Aliança... 31 Capítulo 4 Relacionar-Se Bem é um Mandamento... 37

Leia mais

Uma Aflição Imperial.

Uma Aflição Imperial. Uma Aflição Imperial. Amanda Silva C. Prefácio Uma aflição Imperial conta a história de uma garota chamada Anna que é diagnosticada com tipo raro de câncer leucemia sua mãe é paisagista e tem apenas um

Leia mais

A conta-gotas. Ana Carolina Carvalho

A conta-gotas. Ana Carolina Carvalho A conta-gotas Ana Carolina Carvalho Agradeço a Regina Gulla pela leitura atenta e pelas sugestões. Para minha mãe, pela presença. Para Marina, minha afilhada, que quis ler o livro desde o começo. 1 A

Leia mais

1. Você já havia visitado o Conjunto Nacional? sim não não respondeu

1. Você já havia visitado o Conjunto Nacional? sim não não respondeu 1. Você já havia visitado o Conjunto Nacional? sim não não respondeu 14 29 1 não respondeu sim 3 não 66% 2. Você já tinha assistido a um musical? sim não 17 27 sim 39% não 61% Qual? Quebra-nozes 3 Fantasma

Leia mais

Encarte

Encarte Encarte e letras disponíveis em Encarte www.encartedigitalmk.com.br e letras disponíveis em Conheça mais esta inovação da MK Music. Uma empresa que pensa no futuro www.encartedigitalmk.com.br Conheça mais

Leia mais

Nas asas da poesia. A poesia nasce no coração e floresce na cabeça.

Nas asas da poesia. A poesia nasce no coração e floresce na cabeça. Nas asas da poesia A poesia nasce no coração e floresce na cabeça. Bem, um dos meus grandes sonhos sempre foi escrever um livro de poemas. Ainda muito pequena já começava a rabiscar algumas coisas como

Leia mais

AS PESSOAS QUE JESUS SALVA: SERMÃO

AS PESSOAS QUE JESUS SALVA: SERMÃO DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO CONTINUADA - DEDUC RECONHECIMENTO MEC DOC. 356 DE 31/01/2006 PUBLICADO EM 01/02/2006 NO DESPACHO 196/2006 SESU AS PESSOAS QUE JESUS SALVA: SERMÃO Cachoeira 2006 AS PESSOAS QUE

Leia mais

Edição n.º 4 9 de outubro de Palixa

Edição n.º 4 9 de outubro de Palixa JORNAL DO PRÍNCIPE Edição n.º 4 9 de outubro de 2014 Palixa Todas as quartas-feiras, pelas 18h00, há um grupo de amigos que se reúne no Centro Cultural do Príncipe para conversar e ensinar Lung ie. Pág.

Leia mais

um monstro veio a ` escola! Atividade para ensinar regras e expectativas durante os primeiros dias de aulas Ideia retirada do site:

um monstro veio a ` escola! Atividade para ensinar regras e expectativas durante os primeiros dias de aulas Ideia retirada do site: O dia em que um monstro veio a ` escola! Atividade para ensinar regras e expectativas durante os primeiros dias de aulas Ideia retirada do site: @Cantinho do 1º Ciclo ! O dia em que um monstro veio à escola

Leia mais

1-Nome: 2-Nascimento: 3-Turma: 4-Causa da surdez: 5-Data de diagnóstico da surdez: 6-Tempo na escola:

1-Nome: 2-Nascimento: 3-Turma: 4-Causa da surdez: 5-Data de diagnóstico da surdez: 6-Tempo na escola: ANEXO 01 Questionário CENTRO EDUCACIONAL PILAR VELAZQUEZ PERFIL data / / ALUNO 1-Nome: 2-Nascimento: 3-Turma: 4-Causa da surdez: 5-Data de diagnóstico da surdez: 6-Tempo na escola: 7-Conhecimento de LIBRAS:

Leia mais

JOÃO MARTINHO MOYE. FUNDADOR das IRMÃS da PROVIDÊNCIA

JOÃO MARTINHO MOYE. FUNDADOR das IRMÃS da PROVIDÊNCIA JOÃO MARTINHO MOYE FUNDADOR das IRMÃS da PROVIDÊNCIA João Martinho Moye nasceu em 27 Janeiro de 1730 Cresceu em uma família piedosa. Sua mãe ensinou-lhe que um bom Padre deveria viver pobremente e amar

Leia mais

Capítulo 1. Just look into my eyes 1

Capítulo 1. Just look into my eyes 1 Capítulo 1 Just look into my eyes 1 Não, Marcelo, você não nasceu de mim! Ela disse. Falou o que eu queria-temia escutar. Falou. As palavras foram claras. Sem sombras. Sem dúvidas. A confirmação ali, naquela

Leia mais

O Rapaz e a Guitarra Mágica

O Rapaz e a Guitarra Mágica O Rapaz e a Guitarra Mágica Conto linha-a-linha Autoria: todas as turmas da Escola E.B. 2,3 de Palmeira Data: 21 a 25 de Março de 2011 Local de realização: Biblioteca Escolar Era uma vez um menino chamado

Leia mais

Trabalho do livro: Fala Sério, Pai! Beatriz Pugliese Netto Lamas- nº2 Giovanna Araujo Ragano- nº12 Lívia Soares Alves- nº17

Trabalho do livro: Fala Sério, Pai! Beatriz Pugliese Netto Lamas- nº2 Giovanna Araujo Ragano- nº12 Lívia Soares Alves- nº17 Trabalho do livro: Fala Sério, Pai! Beatriz Pugliese Netto Lamas- nº2 Giovanna Araujo Ragano- nº12 Lívia Soares Alves- nº17 Introdução No livro Fala Sério, Pai!, os personagens principais são: Maria de

Leia mais

Dia das Mães: mulheres que se casaram grávidas vivem emoção em dose dupla

Dia das Mães: mulheres que se casaram grávidas vivem emoção em dose dupla Uol - SP 10/05/2015-07:42 Dia das Mães: mulheres que se casaram grávidas vivem emoção em dose dupla Da Redação Casar, por si só, já é uma grande emoção. Carregando um bebezinho na barriga, o evento se

Leia mais

Blog Cantinho do Saber

Blog Cantinho do Saber Blog Cantinho do Saber Professora: Turma: Turno: Ano: Bimestre: Semestre: Duração: 18\08\2014 ate 07\09\2014-3 semanas - 15 dias Projeto Fazendo Arte na Educação Infantil DATA COMEMORATIVA: Folclore Dia

Leia mais

'' A historia esta narrada sobre um menino solitário '' esse menino vivia sozinho,o pai morto a,mãe largo ele guando tinha 03 anos de idade

'' A historia esta narrada sobre um menino solitário '' esse menino vivia sozinho,o pai morto a,mãe largo ele guando tinha 03 anos de idade amor proprio '' A historia esta narrada sobre um menino solitário '' esse menino vivia sozinho,o pai morto a,mãe largo ele guando tinha 03 anos de idade ele fica sozinho no meio da rua com fome e com sede,um

Leia mais

AS PERSONAGENS DO SÍTIO DO PICAPAU AMARELO NA CIDADE

AS PERSONAGENS DO SÍTIO DO PICAPAU AMARELO NA CIDADE AS PERSONAGENS DO SÍTIO DO PICAPAU AMARELO NA CIDADE 4º ano F AUTORES: Enzo Lucas Maria Luiza Prates Mariana Rafaella Spera Vinicíus 4º ano F ILUSTRAÇÕES DA INTERNET EDITORA: CJSP Um dia como outro qualquer

Leia mais

Acesse o portal e veja todas as coberturas completas e muitas outras matérias

Acesse o portal e veja todas as coberturas completas e muitas outras matérias Eriki e Rafael lançam seu primeiro clip 3 Acesse o portal e veja todas as coberturas completas e muitas outras matérias www.socialetal.com.br Veja no youtube o primeiro clipe da dupla matonense que vem

Leia mais

Está na hora de começar a viver com paixão!!! 1. O que faz você mais feliz na sua vida? O que te anima?

Está na hora de começar a viver com paixão!!! 1. O que faz você mais feliz na sua vida? O que te anima? 1. O que faz você mais feliz na sua vida? O que te anima? 2. O que você faz, que faz com que você se sinta invencível?? 3. O que faz outras pessoas serem gratas a você? 4. O que você é absurdamente bom

Leia mais

Meditação Sala Azul. SEMANA 35 Heróis da Bíblia: Daniel Parte 1 Versículos para Decorar (Estamos usando a Bíblia na Nova Versão Internacional NVI)

Meditação Sala Azul. SEMANA 35 Heróis da Bíblia: Daniel Parte 1 Versículos para Decorar (Estamos usando a Bíblia na Nova Versão Internacional NVI) Meditação Sala Azul Nome: Idade: Professor: Contato do Professor: SEMANA 35 Heróis da Bíblia: Daniel Parte 1 Versículos para Decorar (Estamos usando a Bíblia na Nova Versão Internacional NVI) Versículo

Leia mais

Estórias de Iracema. Maria Helena Magalhães. Ilustrações de Veridiana Magalhães

Estórias de Iracema. Maria Helena Magalhães. Ilustrações de Veridiana Magalhães Estórias de Iracema Maria Helena Magalhães Ilustrações de Veridiana Magalhães 2 Tudo no hospital ia na mais perfeita calma. E o movimento era o de sempre pelos corredores: crianças fazendo exames, mães

Leia mais

Colégio Visconde de Porto Seguro

Colégio Visconde de Porto Seguro Colégio Visconde de Porto Seguro Unidade I 2011 Ensino Fundamental e Ensino Médio Sistema de Recuperação Nome do (a) Aluno (a): Atividade de Recuperação de Língua Portuguesa Nível: I F-2 Professor (a):

Leia mais

Dica: Antes de fazer as atividades abaixo, leia o documento Pretérito perfeito do indicativo, no Banco de Gramática.

Dica: Antes de fazer as atividades abaixo, leia o documento Pretérito perfeito do indicativo, no Banco de Gramática. Fim de semana Gramática: atividades Dica: Antes de fazer as atividades abaixo, leia o documento Pretérito perfeito do indicativo, no Banco de Gramática. Dois programas diferentes 1. Complete as lacunas

Leia mais

PLANO DE CURSO DISCIPLINA:História ÁREA DE ENSINO: Fundamental I SÉRIE/ANO: 2 ANO DESCRITORES CONTEÚDOS SUGESTÕES DE PROCEDIMENTOS METODOLÓGICOS

PLANO DE CURSO DISCIPLINA:História ÁREA DE ENSINO: Fundamental I SÉRIE/ANO: 2 ANO DESCRITORES CONTEÚDOS SUGESTÕES DE PROCEDIMENTOS METODOLÓGICOS UNIDADE 1 MUITO PRAZER, EU SOU CRIANÇA. *Conhecer e estabelecer relações entre a própria história e a de outras pessoas,refletindo sobre diferenças e semelhanças. *Respeitar e valorizar a diversidade étnico

Leia mais

As varetas e as estacas. TU. SEXUALIDADE E AFETIVIDADE

As varetas e as estacas. TU. SEXUALIDADE E AFETIVIDADE UNIDADE 2: As varetas e as estacas. TU. SEXUALIDADE E AFETIVIDADE 1ºESO 2ºESO Quem é você? Reconhecer minha sexualidade e meus afetos me ajuda a conhecer. Na igualdade e a diferença. No amor. 4. Meus primeiros

Leia mais

6. Lembre-se de um dia que você foi muito feliz e desenhe seu auto retrato de acordo com aquele momento.

6. Lembre-se de um dia que você foi muito feliz e desenhe seu auto retrato de acordo com aquele momento. Projeto Colcha de retalho.. A colcha de retalhos (Conceil Correa da Silva, Nye Ribeiro Silva) que retrata a história da avó que costura uma colcha através de pedaços diferentes de tecido. Com este gesto

Leia mais

Minha História de amor

Minha História de amor Minha História de amor Hoje eu vou falar um pouco sobre a minha história de amor! Bem, eu namoro à distância faz algum tempinho. E não é uma distância bobinha não, são 433 km, eu moro em Natal-Rn, e ela

Leia mais

NÃO TEMAS! ESTOU CONTIGO NA TUA FAMÍLIA 2º CICLO

NÃO TEMAS! ESTOU CONTIGO NA TUA FAMÍLIA 2º CICLO 2ª FEIRA 25 DE SETEMBRO Bom dia! Depois de um fim de semana para re carregar energias, espera-nos uma semana em cheio. Nesta semana vamos falar da importância da família e de como a devemos tratar como

Leia mais

*CRIE UMA CAPA PARA O LIVRO

*CRIE UMA CAPA PARA O LIVRO *CRIE UMA CAPA PARA O LIVRO LL PRODUÇÕES O fantástico mundo de L.L A visita a um misterioso mundo 2 Luan Patrick Nascimento da Costa, paraense, nascido em 21/01/2012 em Belém Pará. 3 A visita a um misterioso

Leia mais

Abordagem fria. Por que fazer abordagem fria? Onde fazer abordagem fria?

Abordagem fria. Por que fazer abordagem fria? Onde fazer abordagem fria? ABORDAGEM O que significa? R: Abordagem é o termo utilizado para caracterizar um tipo de aproximação, seja entre pessoas ou coisas. Normalmente, a abordagem é o modo como determinada pessoa se aproxima

Leia mais

14 FRASES DE O PEQUENO PRÍNCIPE

14 FRASES DE O PEQUENO PRÍNCIPE 14 FRASES DE O PEQUENO PRÍNCIPE O Pequeno Príncipe chegou ao meu mundo no Natal de 1992, quando eu tinha oito anos. Foi presente de uma amiga do meu pai, veio numa caixa vermelha e com um cartão que dizia

Leia mais

Paula Boneli. Diretora de Vendas Independente Mary Kay

Paula Boneli. Diretora de Vendas Independente Mary Kay Paula Boneli Diretora de Vendas Independente Mary Kay Quando Mary Kay se aposentou, depois de uma carreira de 25 anos de sucesso em vendas diretas, ela decidiu escrever um livro para ajudar as mulheres

Leia mais

) ) .,. MEB- 50 ANOS ";.. QUANTO AFETO, QUANTA ALEGRIA RENOVADA EM CADA ENCONTRO... VIVA A VIDA! " MARIA ALICE ~ )

) ) .,. MEB- 50 ANOS ;.. QUANTO AFETO, QUANTA ALEGRIA RENOVADA EM CADA ENCONTRO... VIVA A VIDA!  MARIA ALICE ~ ) ) 1 ) ) ).,. I ) I MEB- 50 ANOS ";.. QUANTO AFETO, QUANTA ALEGRIA RENOVADA EM CADA ENCONTRO... VIVA A VIDA! " MARIA ALICE ) ) ~ ) ( ' A MUSICA DA CAMPANHA DAS ESCOLAS RADIOFONICAS LEVANTO JUNTO COM O SOL

Leia mais

O criador de ilusões

O criador de ilusões O criador de ilusões De repente do escuro ficou claro, deu para ver as roupas brancas entre aventais e máscaras e foi preciso chorar, logo uma voz familiar misturada com um cheiro doce e agradável de

Leia mais

Quando eu era pequeno, à noite, e já estava sentado na cama, a mãe dizia

Quando eu era pequeno, à noite, e já estava sentado na cama, a mãe dizia MÃE Quando eu era pequeno, à noite, e já estava sentado na cama, a mãe dizia com Deus me deito aqui vai o Tóino pela cama abaixo eu ia, ela apagava a luz, e logo a seguir manhã. Hoje sonhei que estava

Leia mais

Samuel jogou suas coisas em seu quarto e saiu correndo em direção. eram noticias ruins em relação a Sara, a voz da doutora dizia isso.

Samuel jogou suas coisas em seu quarto e saiu correndo em direção. eram noticias ruins em relação a Sara, a voz da doutora dizia isso. Bruno D. Vieira 8 Samuel jogou suas coisas em seu quarto e saiu correndo em direção ao consultório da psicóloga, a única coisa que passava em sua mente eram noticias ruins em relação a Sara, a voz da doutora

Leia mais

REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA GRAVIDEZ: A EXPERIÊNCIA DA MATERNIDADE EM INSTITUIÇÃO DADOS SÓCIO-DEMOGRÁFICOS. Idade na admissão.

REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA GRAVIDEZ: A EXPERIÊNCIA DA MATERNIDADE EM INSTITUIÇÃO DADOS SÓCIO-DEMOGRÁFICOS. Idade na admissão. REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA GRAVIDEZ: A EXPERIÊNCIA DA MATERNIDADE EM INSTITUIÇÃO Código Entrevista: 3 Data: 18/10/2010 Hora: 19h00 Duração: 22:25 Local: Casa de Santa Isabel DADOS SÓCIO-DEMOGRÁFICOS Idade

Leia mais

Centro de Ensino Médio 02 do Gama Professor: Cirenio Soares

Centro de Ensino Médio 02 do Gama Professor: Cirenio Soares Centro de Ensino Médio 02 do Gama Professor: Cirenio Soares TIPOS DE DISCURSO DISCURSO DIRETO = REPRODUÇÃO O próprio personagem fala. Paulo disse a ele: _ Venha cá. DISCURSO INDIRETO = TRADUÇÃO O autor

Leia mais

Exercícios de gramática do uso da língua portuguesa do Brasil

Exercícios de gramática do uso da língua portuguesa do Brasil Sugestão: estes exercícios devem ser feitos depois de estudar a Unidade 4 por completo do livrotexto Muito Prazer Unidade 4 I Verbos regulares no futuro do presente simples indicativo Estar Ser Ir Eu estarei

Leia mais

Apostas milionárias. Guia de apostas perfeitas. Ismael Lopes Coelho [ 2 ]

Apostas milionárias. Guia de apostas perfeitas. Ismael Lopes Coelho [ 2 ] Apostas milionárias Guia de apostas perfeitas Ismael Lopes Coelho [ 2 ] Todo ser humano carrega em si o sonho de ganhar na loteria [ 3 ] Sobre o autor Ismael Lopes Coelho: Nasceu na cidade de São Paulo,

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE RIO DE MOURO PADRE ALBERTO NETO QUESTIONÁRIO

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE RIO DE MOURO PADRE ALBERTO NETO QUESTIONÁRIO QUESTIONÁRIO Após teres lido o livro O GUARDA DA PRAIA de Maria Teresa Maia Gonzalez, com atenção, assinala a afirmação com V se for verdadeira ou com F se for falsa. 1. A história deste livro centra se

Leia mais

O EMPREGADO QUE NÀO QUIS PERDOAR Lição Objetivos: Ensinar que precisamos perdoar aos outros que pecam contra nós.

O EMPREGADO QUE NÀO QUIS PERDOAR Lição Objetivos: Ensinar que precisamos perdoar aos outros que pecam contra nós. O EMPREGADO QUE NÀO QUIS PERDOAR Lição 32 1 1. Objetivos: Ensinar que precisamos perdoar aos outros que pecam contra nós. 2. Lição Bíblica: Mateus 18.21-35 (Leitura bíblica para o professor e base bíblica

Leia mais

Um Novo Mundo Escolar

Um Novo Mundo Escolar Um Novo Mundo Escolar Olá, meu nome é Julia, entrei numa escola recente mente estou meio solitária sem amigos, sem alguém com quem conversar. Na maioria das escolas, todo mundo parece diferente pra um

Leia mais

TODO AMOR TEM SEGREDOS

TODO AMOR TEM SEGREDOS TODO AMOR TEM SEGREDOS VITÓRIA MORAES TODO AMOR TEM SEGREDOS TODO AMOR TEM SEGREDOS 11 19 55 29 65 41 77 87 121 99 135 111 145 É NÓIS! 155 11 12 1 2 10 3 9 4 8 7 6 5 TODO AMOR TEM SEGREDOS. Alguns a

Leia mais

Puxa Conversa. Guia do Marido Bom de Papo. Programa AMOR DE MARIDO

Puxa Conversa. Guia do Marido Bom de Papo. Programa AMOR DE MARIDO Puxa Conversa Guia do Marido Bom de Papo Programa AMOR DE MARIDO Olá amigo, é comum ouvir de nossas mulheres que nós, maridos, não gostamos muito de termos conversas íntimas com elas, de saber como foi

Leia mais

DO SEU NEGÓCIO! SEJAM BEM VINDAS! Eloiza Moreira Diretora Executiva Mary Kay

DO SEU NEGÓCIO! SEJAM BEM VINDAS! Eloiza Moreira Diretora Executiva Mary Kay A Treinamento SAÚDE FINANCEIRA on line DO SEU NEGÓCIO! SEJAM BEM VINDAS! Eloiza Moreira Diretora Executiva Mary Kay O que você Deseja? Com o que você Sonha? Você sonha em comer um brigadeiro ou apenas

Leia mais

Era uma vez uma princesa. Ela era a mais bela

Era uma vez uma princesa. Ela era a mais bela Era uma vez uma princesa. Ela era a mais bela do reino. Era também meiga, inteligente e talentosa. Todos a admiravam. Todos queriam estar perto dela. Todos queriam fazê-la feliz, pois o seu sorriso iluminava

Leia mais

Uma Biblioteca de Sensações e Emoções

Uma Biblioteca de Sensações e Emoções Uma Biblioteca de Sensações e Emoções Patrícia Cristóvão Em Maio de 2006, Maria era a única menina a morar numa pequena aldeia do concelho de Proença-a-Nova. Com 8 anos, era uma menina muito inteligente

Leia mais

O NASCIMENTO E INFÂNCIA DE SAMUEL

O NASCIMENTO E INFÂNCIA DE SAMUEL Momento com Deus Crianças de 07 a 08 anos NOME:_DATA: 01/06//2014 O NASCIMENTO E INFÂNCIA DE SAMUEL Versículos para Decorar: 1- Pensem nisto, pois: Quem sabe que deve fazer o bem e não o faz, comete pecado.

Leia mais

Ex-catadora de caranguejo faz mestrado na Uenf em Campos, RJ

Ex-catadora de caranguejo faz mestrado na Uenf em Campos, RJ Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro Gerência de Comunicação Jornal: Cidade: Data: Página: Seção: Globo.com Brasil 28/05/2013 WEB 28/05/2013 12h00 - Atualizado em 28/05/2013 12h32 Ex-catadora

Leia mais

O Estranho Homem. S. Esteves

O Estranho Homem. S. Esteves O Estranho Homem S. Esteves [ 2 ] O conteúdo desta obra literária inclusive as imagens, está protegido pela legislação autoral vigente no Brasil, e pelas regras internacionais estabelecidas na Convenção

Leia mais

QUANDO EU TINHA VOCÊ!

QUANDO EU TINHA VOCÊ! QUANDO EU TINHA VOCÊ! Local: Salvador(BA) Data: 02/02/1997 Estúdio:24/12/10 Estilo:Forró arrastapé Tom: C//(Dó sustenido) QUANDO EU TINHA VOCÊ A VIDA ERA TÃO BOA HOJE QUE TE PERDI VIVO COMO UM À TOA. VOCÊ

Leia mais

Colégio Santa Dorotéia

Colégio Santa Dorotéia Colégio Santa Dorotéia Tema Transversal: Cultivar e guardar a Criação Disciplina: Língua Portuguesa / ESTUDOS AUTÔNOMOS Ano: 2º - Ensino Fundamental Aluno(a): N o : Turma: Professora: Data: 14 / 6 / 2017

Leia mais

SEMANA 19 DILÚVIO MEDITAÇÃO SALA AMARELA

SEMANA 19 DILÚVIO MEDITAÇÃO SALA AMARELA MEDITAÇÃO SALA AMARELA SEMANA 19 DILÚVIO Nome: Professor: Rebanho 1. Pois a palavra do Senhor é verdadeira; Ele é fiel em tudo o que faz. (Salmos 33:4) 2. Ele é o Senhor, o nosso Deus; seus decretos são

Leia mais

Capítulo 4. É bom estar de volta. Sabia que ele iria voltar. Só passou algum tempo. Aquilo que me transformou permitiu-me visualizar o Mundo.

Capítulo 4. É bom estar de volta. Sabia que ele iria voltar. Só passou algum tempo. Aquilo que me transformou permitiu-me visualizar o Mundo. Capítulo 4 É bom estar de volta Sabia que ele iria voltar. Só passou algum tempo. Aquilo que me transformou permitiu-me visualizar o Mundo. Só queria que fosses feliz. Tens de ouvir uma coisa. O nosso

Leia mais

por que a maioria das micro e pequenas empresas no Brasil não se torna rica?

por que a maioria das micro e pequenas empresas no Brasil não se torna rica? Introdução Era uma vez... um homem jovem demais para ser avô. Pelo menos era o que sentia o avô de 52 anos do recém nascido Rudah, que, por sua vez, parecia bem à vontade no papel de neto. Bem brasileiro,

Leia mais

CASO LUCAS TERRA - (Repassando)

CASO LUCAS TERRA - (Repassando) CASO LUCAS TERRA - (Repassando) Meu nome é CARLOS TERRA, sou pai do estudante LUCAS TERRA,14 anos, que foi QUEIMADO VIVO no dia 21/03/2001, segundo Laudo da Policia Técnica e científica. Meu filho foi

Leia mais