Diagnóstico Estratégico: Encontros com a comunidade. Instituto Federal do Maranhão (IFMA) STEINBEIS-SIBE do Brasil

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Diagnóstico Estratégico: Encontros com a comunidade. Instituto Federal do Maranhão (IFMA) STEINBEIS-SIBE do Brasil"

Transcrição

1 Diagnóstico Estratégico: Encontros com a comunidade Instituto Federal do Maranhão (IFMA) STEINBEIS-SIBE do Brasil

2 Objetivos e Produtos Previstos 1. Objetivo do dia Levantamento de propostas/demandas da sociedade e comunidade acadêmica para subsidiar o Projeto de Elaboração do Planejamento Estratégico e do PDI do IFMA. 2. Produtos do Encontro Painéis de Contribuição contendo as principais demandas da Sociedade Civil Organizada e da Comunidade Acadêmica.

3 Por que planejar? FUTURO PRESENTE "O universo social não possui leis naturais como as que governam as ciências físicas. Assim, é sujeito a mudanças contínuas. Peter Drucker

4 O que é planejamento? Fundamento do Planejamento Estratégico Ferramenta que possibilita perceber a realidade, avaliar os caminhos, construir um referencial futuro, estruturando o trâmite adequado e reavaliar todo o processo a que se destina.

5 Estratégia, segundo Mintzberg, trata-se da forma de pensar no futuro, integrada no processo decisório, com base em um procedimento formalizado e articulador de resultados. O que é estratégia?

6 Ciclo de Gestão Estratégica Definição da Estratégia Comunicação & aprendizado CICLO DE GESTÃO Alinhamento da organização Monitoramento e avaliação Implantação da estratégia Definição da Estratégia Alinhamento da organização Implantação da estratégia Monitoramento e avaliação Comunicação & aprendizado LEITURA DA ORGANIZAÇÃO; MOBILIZAÇÃO DAS LIDERANÇAS; DIAGNÓSTICO ORGANIZACIONAL; REFERENCIAIS ESTRATÉGICOS; PAINEL DE GESTÃO; ALINHAMENTO DA INTERVENÇÃO. ESTRUTURAÇÃO ORGANIZACIONAL; ESCRITÓRIO DE PROJETOS; ESCRITÓRIO DE PROCESSOS; COMUNICAÇÃO DA ESTRATÉGIA. DESDOBRAMENTO DA ESTRATÉGIA; ALINHAMENTO DAS EQUIPES; ASSESSORIA EM GESTÃO; SISTEMA DE GESTÃO ESTRATÉGICA; PROCESSOS ESTRATÉGICOS. MONITORAMENTO DOS INDICADORES; AVALIAÇÃO ESTRATÉGICA. DESENVOLVIMENTO DA COMUNICAÇÃO; COMUNICAÇÃO DE RESULTADOS.

7 Etapas do Projeto Desenvolvimento e Implementação do Planejamento Estratégico Institucional do IFMA PLANO DE TRABALHO Desenvolver a estratégia Planejar a estratégia Alinhar a organização Planejar operações Monitorar e aprender PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO Plano de Gerenciamento do Projeto Missão, Visão e Valores Mapa Estratégico Painéis de Contribuição Modelagem dos processos-chaves RAO 1º Ciclo Cap.: Entendendo a Gestão Estratégica Estudo sobre a documentação Análise Estratégica Painel de Indicadores e Metas Detalhamento dos Projetos Estratégicos Planos Operacionais RAO 2º Ciclo Cap.: Elaborando a Estrat. Metodologia dos Workshops Encontros com a comunidade Portfólio de Projetos Campanhas: divulgação do plano Planos de TI RAE 1º Ciclo Cap.: Traduzindo a Estrat. Reunião de lançamento do projeto Design da Estratégia Modelo de Gestão da Estratégia Book do Planejamento Estratégico PDI RAE 2º Ciclo Cap.: Desdob. a Estrat. Escritório de Suporte à Gestão Estratégica Cap.: MGP/IFMA - Fundamentos Cap.: AQUARIUM Cap.: AQUA Cap.: Modelando o Processo Cap: Gerindo o Processo Cap: Gerindo o Portfólio Cap: Monitorando a Estratégia

8 Encontros com a Comunidade Consiste na realização de fóruns com o objetivo de levantar subsídios e direcionamento para o processo de estruturação e desenvolvimento do Instituto. Além disso, os encontros buscam o alinhamento das expectativas entre os atores envolvidos e levantamento da percepção acerca dos desafios estratégicos para o IFMA.

9 Contribuições por Eixos Temáticos Temas definidos: 1. INTERAÇÃO COM O MERCADO 2. INCLUSÃO SOCIAL 3. INTERNACIONALIZAÇÃO DO IFMA 4. IDEIAS ACADÊMICAS 5. INTERAÇÃO COM A SOCIEDADE

10 Contribuições por Eixos Temáticos

11 FIXO 1 Objetivo: Estruturar painel com soluções para as demandas prioritárias, considerando o horizonte do Planejamento Estratégico e do PDI. Os grupos terão 45 min para estruturar propostas de soluções/ações para as demandas identificadas; 2 (dois) membros do grupo serão fixos; Os demais participantes do grupo serão denominado flutuantes e migrarão por todos os grupos para contribuir com ideias por eixos. Método de Trabalho Mercado de Informações 5 FIXO 4 FIXO 3 FIXO As visitas terão 30min, onde os visitantes apontarão as convergências.

12

13 Dúvidas

14 Obrigado!

Diagnóstico Estratégico - Matriz SWOT Instituto Federal do Maranhão - IFMA. GDconsult / Steinbeis-Sibe do Brasil

Diagnóstico Estratégico - Matriz SWOT Instituto Federal do Maranhão - IFMA. GDconsult / Steinbeis-Sibe do Brasil Diagnóstico Estratégico - Matriz SWOT Instituto Federal do Maranhão - IFMA GDconsult / Steinbeis-Sibe do Brasil Estrutura do Workshop 1. Objetivo do workshop Realizar, de forma participativa, a análise

Leia mais

DESIGN DA ESTRATÉGIA Instituto Federal do Maranhão IFMA. Steinbeis-SIBE do Brasil Bruno Viotti

DESIGN DA ESTRATÉGIA Instituto Federal do Maranhão IFMA. Steinbeis-SIBE do Brasil Bruno Viotti DESIGN DA ESTRATÉGIA Instituto Federal do Maranhão IFMA Steinbeis-SIBE do Brasil Bruno Viotti Etapas do Projeto Desenvolvimento e Implementação do Planejamento Estratégico Institucional do IFMA PLANO DE

Leia mais

Agência Nacional de Vigilância Sanitária - ANVISA. Escritório de Gestão de Processos

Agência Nacional de Vigilância Sanitária - ANVISA. Escritório de Gestão de Processos - ANVISA Escritório de Gestão de Processos III Congresso Paraibano da Qualidade IV Seminário em Busca da Excelência João Pessoa - PB 25/08/2010 Cenário Desejado Cumprimento efetivo de sua missão Agência

Leia mais

1ª Jornada Internacional da Gestão Pública. O caso MDIC. BRASÍLIA (DF), 13 de março de 2013

1ª Jornada Internacional da Gestão Pública. O caso MDIC. BRASÍLIA (DF), 13 de março de 2013 1ª Jornada Internacional da Gestão Pública O caso MDIC BRASÍLIA (DF), 13 de março de 2013 ANTECEDENTES INÍCIO DE 2011 Contexto de mudança de Governo; Necessidade de diagnóstico organizacional; Alinhamento

Leia mais

Capacitação Elaboração da Estratégia Instituto Federal do Maranhão IFMA. Steinbeis-SIBE do Brasil Peter M. Dostler

Capacitação Elaboração da Estratégia Instituto Federal do Maranhão IFMA. Steinbeis-SIBE do Brasil Peter M. Dostler Capacitação Elaboração da Estratégia Instituto Federal do Maranhão IFMA Steinbeis-SIBE do Brasil Peter M. Dostler Apresentação dos participantes e nivelamento das expectativas Qual é a sua motivação para

Leia mais

Missão, Visão, Valores e Mapa Estratégico. Instituto Federal do Maranhão (IFMA) STEINBEIS-SIBE do Brasil

Missão, Visão, Valores e Mapa Estratégico. Instituto Federal do Maranhão (IFMA) STEINBEIS-SIBE do Brasil Missão, Visão, Valores e Mapa Estratégico Instituto Federal do Maranhão (IFMA) STEINBEIS-SIBE do Brasil Objetivo e Produtos da Oficina Objetivo: Definir as principais diretrizes para o planejamento estratégico

Leia mais

Programa Gestão Estratégica de Pessoas. Projeto Corporativo BNDES

Programa Gestão Estratégica de Pessoas. Projeto Corporativo BNDES Programa Gestão Estratégica de Pessoas Projeto Corporativo BNDES CONTEXTO Desafios novos e crescentes Produtividade 1950 1960 Infraestrutura Econômica - Siderurgia Indústrias de Base - Bens de Consumo

Leia mais

O desafio da transformação pela excelência em gestão

O desafio da transformação pela excelência em gestão O desafio da transformação pela excelência em gestão Conheça o novo Modelo de Excelência da Gestão - MEG 21ª Edição Gilmar Casagrande Sócio e Diretor da Casattos 23/08/2017 O PGQP, há 25 anos, mobiliza

Leia mais

PLANO DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL PDI

PLANO DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL PDI PLANO DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL PDI O Ministério de Educação (MEC) através da implantação do Sistema nacional de Avaliação da Educação Superior (SINAES) constatou a necessidade de incluir, como

Leia mais

Tema 3. Planejamento Estratégico na Administração Pública. Ricardo Naves Rosa

Tema 3. Planejamento Estratégico na Administração Pública. Ricardo Naves Rosa Tema 3 Planejamento Estratégico na Administração Pública Ricardo Naves Rosa Planejamento Estratégico na Administração Pública Balanced Scorecard Ricardo Naves Rosa Gerente de Gestão Estratégica - AGR Engenheiro

Leia mais

ARTICULAÇÃO ENTRE AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL E PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO UM REQUISITO PARA A GESTÃO ESTRATÉGICA EM INSTITUIÇÕES DE ENSINO SUPERIOR

ARTICULAÇÃO ENTRE AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL E PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO UM REQUISITO PARA A GESTÃO ESTRATÉGICA EM INSTITUIÇÕES DE ENSINO SUPERIOR SEMINÁRIO NACIONAL DE AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL ARTICULAÇÃO ENTRE AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL E PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO UM REQUISITO PARA A GESTÃO ESTRATÉGICA EM INSTITUIÇÕES DE ENSINO SUPERIOR Suzana Salvador

Leia mais

PLANO MUNICIPAL DE SANEAMENTO BÁSICO DE BACABEIRA-MA - Plano de Trabalho - PLANO DE TRABALHO. Bacabeira-MA

PLANO MUNICIPAL DE SANEAMENTO BÁSICO DE BACABEIRA-MA - Plano de Trabalho - PLANO DE TRABALHO. Bacabeira-MA PLANO DE TRABALHO Bacabeira-MA 2015 1. INTRODUÇÃO O presente Plano de Trabalho refere-se ao contrato firmado entre a Prefeitura Municipal de Bacabeira e a empresa de consultoria especializada de razão

Leia mais

Hospital Privado Capital Fechado com fins lucrativos Geral e de Médio Porte Selado Qualidade Programa CQH desde 2008 Média e alta complexidade 96

Hospital Privado Capital Fechado com fins lucrativos Geral e de Médio Porte Selado Qualidade Programa CQH desde 2008 Média e alta complexidade 96 Hospital Privado Capital Fechado com fins lucrativos Geral e de Médio Porte Selado Qualidade Programa CQH desde 2008 Média e alta complexidade 96 leitos 19 leitos de UTI 5 Salas Cirúrgicas 300 Cirurgias/mês

Leia mais

Desafios para manter a iniciativa de BPM alinhada com a estratégia empresarial

Desafios para manter a iniciativa de BPM alinhada com a estratégia empresarial Desafios para manter a iniciativa de BPM alinhada com a estratégia empresarial Marlene Silva YPÊ Curitiba 05/12/12 Quem Somos Marca líder no segmento de higiene e limpeza no Brasil, a Ypê possui uma linha

Leia mais

Responsáveis: ¹José Benício Cruz Costa

Responsáveis: ¹José Benício Cruz Costa GESTÃO DE PROJETOS EDUCACIONAIS: IMPLANTAÇÃO DE UM ESCRITÓRIO DE PROJETOS NO PROGRAMA PCNA-ITEC 1 Daniel Costa Nogueira; 1 Bruna Rafaela Tavares Lopes; 1 Universidade Federal do Pará (UFPA) Responsáveis:

Leia mais

Workshop / Consultoria para capacitação em planejamento e gestão de processos de internacionalização e globalização

Workshop / Consultoria para capacitação em planejamento e gestão de processos de internacionalização e globalização Workshop / Consultoria para capacitação em planejamento e gestão de processos de internacionalização Eixos Estratégicos de Internacionalização Processos Internos Portfólio/Produtos e Serviços Mercado/

Leia mais

PROCESSO SELETIVO EDITAL Nº 01/201 7 CRESCER CONSULTORIAS

PROCESSO SELETIVO EDITAL Nº 01/201 7 CRESCER CONSULTORIAS ANEXO VI DAS ATRIBUIÇÕES GERAIS DOS CARGOS PERFIL DE COMPETÊNCIAS E DESEMPENHO CARGO ANALISTA / FUNÇÃO ANALISTA DE COOPERATIVISMO E MONITORAMENTO Missão do Cargo: Desenvolver atividades técnicas e prestar

Leia mais

Gestão Estratégica Prof. Charles Pantoja Esteves

Gestão Estratégica Prof. Charles Pantoja Esteves Prof. Charles Pantoja Esteves Administrador de Empresas Analista de Sistemas Msc. PNL e Inteligência Emocional Desenvolvimento 1. Gestão Estratégia: O que é? 2. Direcionamento Estratégico: Conectando o

Leia mais

Desdobrando o Mapa Estratégico da Justiça Federal do Rio Grande do Sul

Desdobrando o Mapa Estratégico da Justiça Federal do Rio Grande do Sul Desdobrando o Mapa Estratégico da Justiça Federal do Rio Grande do Sul Marcelo De Nardi Porto Alegre, 04 de julho de 2011. CONTEXTUALIZAÇÃO Poder Judiciário no Contexto da Gestão Pública Nacional Processos

Leia mais

Artigo: Planejamento com foco na execução

Artigo: Planejamento com foco na execução Artigo: Planejamento com foco na execução O uso do BSC no BANDES Gilson Domingues Cardoso Planejamento com foco na execução Gilson Domingues Cardoso gilson@ bandes.com.br e gilsondc@gmail.com RESUMO Trata

Leia mais

BPM como subsídio à Gestão Estratégica Escritório de Gestão de Processos e Projetos Estratégicos. Secretaria Executiva/MEC

BPM como subsídio à Gestão Estratégica Escritório de Gestão de Processos e Projetos Estratégicos. Secretaria Executiva/MEC BPM como subsídio à Gestão Estratégica Escritório de Gestão de Processos e Projetos Estratégicos Secretaria Executiva/MEC Histórico do Escritório de Processos Mapeamento de Sistemas na Diretoria de TI

Leia mais

P-02 Case Carrefour. Desenvolvimento de Liderança nas Operações Magda Santana Carrefour Rolando Pelliccia Contexto Ambientes de Aprendizagem

P-02 Case Carrefour. Desenvolvimento de Liderança nas Operações Magda Santana Carrefour Rolando Pelliccia Contexto Ambientes de Aprendizagem P-02 Case Carrefour Desenvolvimento de Liderança nas Operações Magda Santana Carrefour Rolando Pelliccia Contexto Ambientes de Aprendizagem Assuntos de hoje 1. Quem é o Carrefour? 2. Por que este programa?

Leia mais

Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação PETI

Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação PETI Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação PETI 2012 2013 APRESENTAÇÃO O Planejamento Estratégico tem como objetivo descrever a situação desejada de uma organização e indicar os caminhos para

Leia mais

1º SEMINÁRIO: Gestão Estratégica para Departamentos Jurídicos e Escritórios de Advocacia. LOCAL: Recife-PE 22/11/2013

1º SEMINÁRIO: Gestão Estratégica para Departamentos Jurídicos e Escritórios de Advocacia. LOCAL: Recife-PE 22/11/2013 DIVISÃO DE CONSULTORIA 1º SEMINÁRIO: Gestão Estratégica para Departamentos Jurídicos e Escritórios de Advocacia LOCAL: Recife-PE 22/11/2013 TEMA DA PALESTRA: Gestão de Fluxos de Trabalho e Indicadores

Leia mais

PLANEJAMENTO E EXECUÇÃO DA ESTRATÉGIA NO VITÓRIA APART HOSPITAL. Estudo de Caso

PLANEJAMENTO E EXECUÇÃO DA ESTRATÉGIA NO VITÓRIA APART HOSPITAL. Estudo de Caso PLANEJAMENTO E EXECUÇÃO DA ESTRATÉGIA NO VITÓRIA APART HOSPITAL Estudo de Caso Sobre o Vitória Apart Hospital Institucional Desde a sua fundação, em 2001, o Vitória Apart Hospital atua com o objetivo de

Leia mais

GESTÃO ESTRATÉGICA DO MPF Aprendizado e experiências a compartilhar

GESTÃO ESTRATÉGICA DO MPF Aprendizado e experiências a compartilhar GESTÃO ESTRATÉGICA DO MPF Aprendizado e experiências a compartilhar Cristiano Rocha Heckert IX Fórum Brasileiro de Atividade de Auditoria Interna Governamental Outubro de 2017 Cristiano Rocha Heckert Engenheiro

Leia mais

PLANO DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL (PDI) ALINHAMENTO INICIAL Instituto Federal de Rondônia (IFRO) STEINBEIS-SIBE do Brasil

PLANO DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL (PDI) ALINHAMENTO INICIAL Instituto Federal de Rondônia (IFRO) STEINBEIS-SIBE do Brasil PLANO DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL (PDI) ALINHAMENTO INICIAL Instituto Federal de Rondônia (IFRO) STEINBEIS-SIBE do Brasil Objetivo Objetivo: Apresentação da proposta de elaboração/revisão do Plano

Leia mais

PLANO DE TRABALHO OFICINA PARA ELABORAÇÃO DE PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO PARA EMPRESAS

PLANO DE TRABALHO OFICINA PARA ELABORAÇÃO DE PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO PARA EMPRESAS PLANO DE TRABALHO OFICINA PARA ELABORAÇÃO DE PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO PARA EMPRESAS 1 ÁREA DE CREDENCIAMENTO/SUBÁREA Área Planejamento Empresarial; Subáreas Planejamento Estratégico. 2 PROJETO/AÇÃO Linha

Leia mais

CONTRATO N 21/2016 Plano de Comunicação da Estratégia

CONTRATO N 21/2016 Plano de Comunicação da Estratégia CONTRATO N 21/2016 Plano de Comunicação da Estratégia Elaboração e Implantação do Planejamento Estratégico e do Plano de Desenvolvimento Institucional do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia

Leia mais

VALORES Ética Parceria Inovação Excelência

VALORES Ética Parceria Inovação Excelência MISSÃO Incentivar e disseminar o uso de modelos sistêmicos para gerenciamento de processos e gestão organizacional, através da sensibilização, capacitação e reconhecendo os melhores desempenhos do Estado

Leia mais

Núcleo de Apoio ao Planejamento e Gestão da Inovação. Junho de 2006

Núcleo de Apoio ao Planejamento e Gestão da Inovação. Junho de 2006 Núcleo de Apoio ao Planejamento e Gestão da Inovação Junho de 2006 NUGIN: Núcleo de Gestão da Inovação Missão Promover a geração de ambientes inovadores, fomentando e apoiando as empresas na gestão da

Leia mais

PLANO DE TRABALHO

PLANO DE TRABALHO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO MARANHÃO REITORIA PLANO DE TRABALHO Ouvidoria Institucional- Apresentação, Análise Estratégica e Mapeamento Estratégico de sua Implantação. 2013-2014

Leia mais

Plano de Desenvolvimento da Unidade

Plano de Desenvolvimento da Unidade Plano de Desenvolvimento da Unidade Níveis de Planejamento Planejamento UFSM METODOLOGIA PDU PROGRAMA DE FOMENTO À CULTURA DE PLANEJAMENTO DA UFSM PROCESSO BASE Macro processo PREPARAÇÃO DIAGNÓSTICO ELABORAÇÃO

Leia mais

Programa de Internacionalização de Empresas Apex-Brasil. Apresentação: Juarez Leal

Programa de Internacionalização de Empresas Apex-Brasil. Apresentação: Juarez Leal Programa de Internacionalização de Empresas Apex-Brasil Apresentação: Juarez Leal A APEX-BRASIL A Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos é um Serviço Social Autônomo vinculado ao

Leia mais

MODELO DE GESTÃO GERENCIAMENTO E MELHORIA DE PROCESSOS. Rio de Janeiro. 02 / setembro / 2009

MODELO DE GESTÃO GERENCIAMENTO E MELHORIA DE PROCESSOS. Rio de Janeiro. 02 / setembro / 2009 MODELO DE GESTÃO GERENCIAMENTO E MELHORIA DE PROCESSOS Rio de Janeiro 02 / setembro / 2009 OBJETIVO DA APRESENTAÇÃO Compartilhar a experiência na implantação de Modelo de Excelência da Gestão na Filial

Leia mais

Prospecção Tecnológica. 30 de agosto de 2012.

Prospecção Tecnológica. 30 de agosto de 2012. Prospecção Tecnológica 30 de agosto de 2012. A ação será executada por: A Equipe O Projeto Prospecção Tecnológica Objetivo Possibilitar a implantação de novas tecnologias que permitam redução de custos,

Leia mais

Plano de Desenvolvimento Institucional

Plano de Desenvolvimento Institucional Plano de Desenvolvimento Institucional Âmbito de atuação Missão Visão Elementos Duráveis Princípios Elementos Mutáveis (periodicamente) Análise Ambiental Objetivos Estratégicos Metas Planos de Ação PDI

Leia mais

Utilização de Critérios de Excelência como Referência no Desenvolvimento da Gestão de Águas do Paraíba

Utilização de Critérios de Excelência como Referência no Desenvolvimento da Gestão de Águas do Paraíba Utilização de Critérios de Excelência como Referência no Desenvolvimento da Gestão de Águas do Paraíba Viviane Lanunce Paes Supervisora da Gestão Integrada - CAP Carlos Eduardo Tavares de Castro Superintendente

Leia mais

Parte I Dimensões do Uso de Tecnologia de Informação, 5

Parte I Dimensões do Uso de Tecnologia de Informação, 5 Sumário Introdução, 1 Parte I Dimensões do Uso de Tecnologia de Informação, 5 1 Direcionadores do Uso de Tecnologia de Informação, 7 1.1 Direcionadores de mercado, 8 1.2 Direcionadores organizacionais,

Leia mais

Avaliação nas IES O papel estratégico das CPAs

Avaliação nas IES O papel estratégico das CPAs Avaliação nas IES O papel estratégico das CPAs Prof. Marcos Eduardo Casa (mecasa@ucs.br) Comissão Própria de Avaliação Universidade de Caxias do Sul Avaliação Institucional Avaliar Verificar se objetivos

Leia mais

ANEXO I ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA

ANEXO I ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA ANEXO I ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA 1. OBJETO DE CONTRATAÇÃO A presente especificação tem por objeto a contratação de empresa Especializada de Consultoria para Planejamento da Estrutura Funcional e Organizacional

Leia mais

DA INDUSTRIA, no uso de suas atribuições legais, regulamentares e regimentais,

DA INDUSTRIA, no uso de suas atribuições legais, regulamentares e regimentais, RESOLU ÇÃO N 0212005 NOVA ESTRUTURA ORGANIZACIONAL DO DEPARTAMENTO NACIONAL 1)0 SESI - APROVA E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS - O PRESIDENTE DO DO SERVIÇO SOCIAL DA INDUSTRIA, no uso de suas atribuições legais,

Leia mais

Universidade Federal do Pará Pró-Reitoria de Planejamento e Desenvolvimento Institucional. Como será a elaboração do novo PDI da UFPA?

Universidade Federal do Pará Pró-Reitoria de Planejamento e Desenvolvimento Institucional. Como será a elaboração do novo PDI da UFPA? Universidade Federal do Pará Pró-Reitoria de Planejamento e esenvolvimento Institucional Como será a elaboração do novo PI da UFPA? Premissas básicas para a construção do Novo PI Participação multidisciplinar

Leia mais

ESTRUTURA DA SECRETARIA NACIONAL DE SEGURANÇA PÚBLICA SENASP (1/5) (Decreto nº de 12 de fevereiro de 2016)

ESTRUTURA DA SECRETARIA NACIONAL DE SEGURANÇA PÚBLICA SENASP (1/5) (Decreto nº de 12 de fevereiro de 2016) ESTRUTURA DA SECRETARIA NACIONAL DE SENASP (1/5) SECRETARIA NACIONAL DE ASSESSOR DAS 102.4 DAS 101.6 Conselho Nacional de Segurança Pública CHEFE DE GABINETE DE INTELIGÊNCIA ENFRENTAMENTO ÀS AÇÕES CRIMINOSAS

Leia mais

Projeto de Fortalecimento de Capacidades para o DHL CNM/PNUD TERMO DE REFERÊNCIA (Nº )

Projeto de Fortalecimento de Capacidades para o DHL CNM/PNUD TERMO DE REFERÊNCIA (Nº ) Projeto de Fortalecimento de Capacidades para o DHL CNM/PNUD TERMO DE REFERÊNCIA (Nº 13.2010) REALIZAÇÃO DE OFICINAS TÉCNICAS PARA VALIDAÇÃO DA AVALIAÇÃO DE CAPACIDADES DA SOCIEDADE CIVIL E ELABORAÇÃO

Leia mais

UFPE/PROPESQ Diretoria de Inovação e Empreendedorismo

UFPE/PROPESQ Diretoria de Inovação e Empreendedorismo UFPE/PROPESQ Diretoria de Inovação e Empreendedorismo FORTEC-NE Salvador Junho/2006 A UFPE Alunos Matriculados 34.586 Graduação 26.705 Especialização 4.197 Mestrado 2.693 Doutorado 991 Cursos Oferecidos

Leia mais

Avaliação de Cursos, Novo Instrumento de Avaliação Institucional e a. Função da CPA neste contexto

Avaliação de Cursos, Novo Instrumento de Avaliação Institucional e a. Função da CPA neste contexto Avaliação de Cursos, Novo Instrumento de Avaliação Institucional e a Função da CPA neste contexto Profa. Dra. Marion Creutzberg Coordenadora da CPA / PUCRS Papel da CPA na avaliação de cursos de graduação

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA CONSULTOR POR PRODUTO

TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA CONSULTOR POR PRODUTO Organização dos Estados Ibero-americanos Para a Educação, a Ciência e a Cultura TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA CONSULTOR POR 1. Título do Projeto: Aprimoramento da sistemática de

Leia mais

Planejamento Estratégico

Planejamento Estratégico PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO AMAZONAS DIVISÃO DE GESTÃO DA QUALIDADE Sistema de Gestão da Qualidade PROCEDIMENTO P.TJAM 67 Planejamento Estratégico Elaborado por: Carla Winalmoller

Leia mais

O ACORDO DE RESULTADOS E O PRÊMIO DE PRODUTIVIDADE EM MINAS GERAIS: FORTALECENDO O ALINHAMENTO ENTRE PESSOAS, ORGANIZAÇÕES E A ESTRATÉGIA

O ACORDO DE RESULTADOS E O PRÊMIO DE PRODUTIVIDADE EM MINAS GERAIS: FORTALECENDO O ALINHAMENTO ENTRE PESSOAS, ORGANIZAÇÕES E A ESTRATÉGIA O ACORDO DE RESULTADOS E O PRÊMIO DE PRODUTIVIDADE EM MINAS GERAIS: FORTALECENDO O ALINHAMENTO ENTRE PESSOAS, ORGANIZAÇÕES E A ESTRATÉGIA O que é o Acordo de Resultados Instrumento de pactuação de resultados

Leia mais

PLHIS RIO PROCESSO PARTICIPATIVO DO PLHIS

PLHIS RIO PROCESSO PARTICIPATIVO DO PLHIS Plano Local de Habitação de Interesse Social PLHIS RIO PROCESSO PARTICIPATIVO DO PLHIS Processo Participativo O Plano Local de Habitação de Interesse Social deverá ser construído com a participação da

Leia mais

Ofício nº 003/2003 DGP Cáceres-MT., 31 de janeiro de Prezada Superintendente

Ofício nº 003/2003 DGP Cáceres-MT., 31 de janeiro de Prezada Superintendente Ofício nº 003/2003 DGP Cáceres-MT., 31 de janeiro de 2003. Prezada Superintendente Em atenção ao ofício circ. N 003/ESP/SAD, datado de 24 de janeiro do presente ano, estamos enviando em anexo, as necessidades

Leia mais

Liderança para o Desenvolvimento Regional

Liderança para o Desenvolvimento Regional Liderança para o Desenvolvimento Regional O que é? É um programa de mobilização, qualificação e integração de lideranças para o desenvolvimento de uma região. É um estímulo ao alinhamento das demandas

Leia mais

Escrito por Administrator Seg, 22 de Novembro de :55 - Última atualização Seg, 22 de Novembro de :09

Escrito por Administrator Seg, 22 de Novembro de :55 - Última atualização Seg, 22 de Novembro de :09 MISSÃO O Serviço Social tem como missão dar suporte psico-social e emocional ao colaborador e sua família. Neste sentido, realiza o estudo de casos, orientando e encaminhando aos recursos sociais da comunidade,

Leia mais

Biodiversidade e Mudanças Climáticas na Mata Atlântica. Iniciativa Internacional de Proteção ao Clima (IKI/BMU)

Biodiversidade e Mudanças Climáticas na Mata Atlântica. Iniciativa Internacional de Proteção ao Clima (IKI/BMU) Biodiversidade e Mudanças Climáticas na Mata Atlântica Iniciativa Internacional de Proteção ao Clima (IKI/BMU) Índice da Apresentação Lições aprendidas Projeto Proteção da Mata Atlântica II (2009 a 2012)

Leia mais

ESTRATÉGIA NACIONAL PARA PROMOÇÃO DO ALEITAMENTO MATERNO E ALIMENTAÇÃO COMPLEMENTAR NO SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE

ESTRATÉGIA NACIONAL PARA PROMOÇÃO DO ALEITAMENTO MATERNO E ALIMENTAÇÃO COMPLEMENTAR NO SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE ESTRATÉGIA NACIONAL PARA PROMOÇÃO DO ALEITAMENTO MATERNO E ALIMENTAÇÃO COMPLEMENTAR NO SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE COORDENAÇÃO GERAL DE ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO CGAN/DAB/SAS COORDENAÇÃO GERAL DE SAÚDE DA CRIANÇA

Leia mais

A experiência de avaliação do Sou da Paz: aprendizagens e desafios. julho 2012

A experiência de avaliação do Sou da Paz: aprendizagens e desafios. julho 2012 A experiência de avaliação do Sou da Paz: aprendizagens e desafios julho 2012 Roteiro da conversa Apresentação do SDP Sentidos da avaliação para a instituição Linha do tempo da avaliação Primeiras avaliações

Leia mais

Planejamento Estratégico

Planejamento Estratégico Planejamento Estratégico Unidade 4: Implementação e controle do planejamento estratégico 1 SEÇÃO 4.1 A ESTRUTURA E A CULTURA ORGANIZACIONAL NA IMPLEMENTAÇÃO DA ESTRATÉGIA 2 Estrutura organizacional Especifica

Leia mais

De Olho no Lixo Baía de Guanabara: Estratégias invadoras para comunidades com baixo IDH. Brasília, 24 de abril de 2017.

De Olho no Lixo Baía de Guanabara: Estratégias invadoras para comunidades com baixo IDH. Brasília, 24 de abril de 2017. De Olho no Lixo Baía de Guanabara: Estratégias invadoras para comunidades com baixo IDH Brasília, 24 de abril de 2017. Objetivo Criar espaços de articulação para a implantação de ações integradas, com

Leia mais

Seja bem-vindo ao nosso Portfólio Digital. A Blueway Nossos diferenciais Clientes O que fazemos Contato

Seja bem-vindo ao nosso Portfólio Digital. A Blueway Nossos diferenciais Clientes O que fazemos Contato Seja bem-vindo ao nosso Portfólio Digital 1 2 3 4 A Blueway Nossos diferenciais Clientes O que fazemos Contato 1 Blueway Nossa organização Somos a Blueway, uma consultoria que atua na transformação organizacional

Leia mais

Sena Madureira e Manoel Urbano

Sena Madureira e Manoel Urbano Plano de Manejo Sena Madureira e Manoel Urbano Contexto - entorno PM1 Conselho Deliberativo PM2 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 PM1 12 meses PM2 16 meses (aprovação do CD) Diagnóstico 2003 (jun a out)

Leia mais

Agenda 2030 Brasil Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) Alinhamento de Políticas Públicas aos ODS

Agenda 2030 Brasil Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) Alinhamento de Políticas Públicas aos ODS Agenda 2030 Brasil Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) Alinhamento de Políticas Públicas aos ODS Construção da Agenda 2030 2012 2015 2000 ODM Agenda 2030 Brasil A Agenda 2030 visa ao alcance

Leia mais

Estratégias e desafios de implementação dos ODS: o olhar da Comissão Nacional dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável

Estratégias e desafios de implementação dos ODS: o olhar da Comissão Nacional dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável Presidência da República Secretaria de Governo Secretaria Nacional de Articulação Social Estratégias e desafios de implementação dos ODS: o olhar da Comissão Nacional dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável

Leia mais

Autores: Angelo José Rodrigues Lima Salvador 06 de julho de 2016

Autores: Angelo José Rodrigues Lima Salvador 06 de julho de 2016 A situação dos Comitês de Bacias e a necessidade de monitorar o Sistema Nacional de Gerenciamento de Recursos Hídricos a construção do Observatório da Governança das Águas Autores: Angelo José Rodrigues

Leia mais

ALINHAMENTO ESTRATÉGICO TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

ALINHAMENTO ESTRATÉGICO TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO ALINHAMENTO ESTRATÉGICO TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Referência Tecnologia da Informação para Gestão : Transformando os negócios na Economia Digital. Bookman, sexta edição, 2010. Conhecimento em TI: O que

Leia mais

Contribuição da GD para os 10 anos da GEOR

Contribuição da GD para os 10 anos da GEOR Contribuição da GD para os 10 anos da GEOR Em 2014, a GEOR Gestão Estratégica Orientada para Resultados completou dez anos. Desde 2004 milhares de s e recursos foram geridos na metodologia em todo Sistema

Leia mais

ENDP 2015 PLANEJAMENTO GOVERNAMENTAL E GESTÃO ARIO ZIMMERMANN. PORTO ALEGRE/RS, Setembro de 2015

ENDP 2015 PLANEJAMENTO GOVERNAMENTAL E GESTÃO ARIO ZIMMERMANN. PORTO ALEGRE/RS, Setembro de 2015 ENDP 2015 PLANEJAMENTO GOVERNAMENTAL E GESTÃO ARIO ZIMMERMANN PORTO ALEGRE/RS, Setembro de 2015 PLANEJAMENTO GOVERNAMENTAL E GESTÃO» ROTEIRO PLANEJAMENTO e GESTÃO GOVERNABILIDADE GOVERNANÇA GESTÃO PLANEJAMENTO

Leia mais

MATRIZ 4: ESTRATÉGIA NACIONAL DE ERRADICAÇÃO DO TRABALHO INFANTIL

MATRIZ 4: ESTRATÉGIA NACIONAL DE ERRADICAÇÃO DO TRABALHO INFANTIL PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA SECRETARIA DE DIREITOS HUMANOS SECRETARIA NACIONAL DE PROMOÇÃO DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE MATRIZ 4: ESTRATÉGIA NACIONAL DE ERRADICAÇÃO DO TRABALHO INFANTIL CARTA

Leia mais

INFLUÊNCIAS NA GESTÃO DE REDES

INFLUÊNCIAS NA GESTÃO DE REDES INFLUÊNCIAS NA GESTÃO DE REDES Vera M. L. Ponçano Rede de Saneamento e Abastecimento de Água Aracaju, 10 dezembro 2015 REDES: TECNOLÓGICAS TEMÁTICAS - PÚBLICAS FATORES DE INFLUÊNCIA: PESSOAL, SOCIAL, TECNOLÓGICO,

Leia mais

Estratégias da Implantação para a Conquista da Certificação ONA no Hospital Municipal de Mogi das Cruzes

Estratégias da Implantação para a Conquista da Certificação ONA no Hospital Municipal de Mogi das Cruzes Estratégias da Implantação para a Conquista da Certificação ONA no Hospital Municipal de Mogi das Cruzes Nossa história Cenário Cenário Nossa história Setores Previsão segundo o Plano de Trabalho Quando

Leia mais

Sustentabilidade na Gestão do Sistema Sebrae

Sustentabilidade na Gestão do Sistema Sebrae 1 Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas - Sebrae Sustentabilidade na Gestão do Sistema Sebrae Brasília DF 2 2017 Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas SEBRAE Todos

Leia mais

Governança em TI na UFF. Modelo de Gestão da STI. Henrique Uzêda

Governança em TI na UFF. Modelo de Gestão da STI. Henrique Uzêda Governança em TI na UFF Modelo de Gestão da STI Henrique Uzêda henrique@sti.uff.br 2011-2013 Universidade Federal Fluminense 122 cursos de graduação e 359 de pós-graduação ~ 45.000 alunos de graduação

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO PDI: Documento elaborado pela Equipe de Assessoria da Pró-reitoria de Planejamento da UEMA

ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO PDI: Documento elaborado pela Equipe de Assessoria da Pró-reitoria de Planejamento da UEMA ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO PDI: Documento elaborado pela Equipe de Assessoria da Pró-reitoria de Planejamento da UEMA Agosto de 2015 INTRODUÇÃO O Ministério de Educação (MEC) através do Sistema Nacional

Leia mais

Plano de Desenvolvimento Integrado do Turismo Sustentável JULHO/2008

Plano de Desenvolvimento Integrado do Turismo Sustentável JULHO/2008 Plano de Desenvolvimento Integrado do Turismo Sustentável JULHO/2008 O PDITS Plano de Desenvolvimento Integrado do Turismo Sustentável Plano de Turismo Elaborado de forma integrada (participativa) Visa

Leia mais

Fatores Críticos de Sucesso na Implementação do Escritório de Projetos (PMO)

Fatores Críticos de Sucesso na Implementação do Escritório de Projetos (PMO) Fatores Críticos de Sucesso na Implementação do Escritório de Projetos (PMO) Mauro Tonon, PMP, MBA Ago/2017 17 AGOSTO Sobre o Palestrante e a Palestra Mauro Tonon é graduado em Tecnologia da Informação,

Leia mais

O AVANÇO DAS POLITICAS SOBRE DROGAS NO BRASIL

O AVANÇO DAS POLITICAS SOBRE DROGAS NO BRASIL O AVANÇO DAS POLITICAS SOBRE DROGAS NO BRASIL O AVANÇO DAS POLITICAS SOBRE DROGAS NO BRASIL Arcabouço de leis ao longo dos últimos anos, foram fundamentais na consolidação do processo das políticas sobre

Leia mais

2ª Reunião da Câmara Temática Cidades e Resíduos Brasília, 17 de Maio de 2017 XX Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios

2ª Reunião da Câmara Temática Cidades e Resíduos Brasília, 17 de Maio de 2017 XX Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios 2ª Reunião da Câmara Temática Cidades e Resíduos Brasília, 17 de Maio de 2017 XX Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios Agenda do Dia 14:00 14:30 Boas Vindas, Apresentação dos Participantes e Agenda

Leia mais

O Modelo de Gestão da Secretaria da Receita Federal do Brasil (RFB) 1. Breve histórico

O Modelo de Gestão da Secretaria da Receita Federal do Brasil (RFB) 1. Breve histórico O Modelo de Gestão da Secretaria da Receita Federal do Brasil (RFB) 1. Breve histórico Toda organização busca definir e implementar um modelo de gestão que traga melhores resultados e o cumprimento de

Leia mais

OFICINA DE PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO 06 e 07 de agosto de 2009 RELATÓRIO SÍNTESE

OFICINA DE PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO 06 e 07 de agosto de 2009 RELATÓRIO SÍNTESE OFICINA DE PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO 06 e 07 de agosto de 2009 RELATÓRIO SÍNTESE APRESENTAÇÃO Nos dias 6 e 7 de agosto de 2009 foi realizada a Oficina de Planejamento Estratégico da Diretoria de Recursos

Leia mais

GEPLANES 3. Este documento é um Guia explicativo para as principais atividades necessárias para utilizar o Geplanes. 1. CONCEITOS CHAVE...

GEPLANES 3. Este documento é um Guia explicativo para as principais atividades necessárias para utilizar o Geplanes. 1. CONCEITOS CHAVE... GEPLANES 3 Este documento é um Guia explicativo para as principais atividades necessárias para utilizar o Geplanes. SUMÁRIO 1. CONCEITOS CHAVE...2 MISSÃO...2 VISÃO...2 PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO...2 BSC...3

Leia mais

Gestão da Tecnologia da Informação

Gestão da Tecnologia da Informação TLCne-051027-P0 Gestão da Tecnologia da Informação Disciplina: Governança de TI São Paulo, Agosto de 2012 0 Sumário TLCne-051027-P1 Conteúdo desta Aula Apresentação do Programa Introdução a Governança

Leia mais

APRESENTAÇÃO DO PROJETO

APRESENTAÇÃO DO PROJETO APRESENTAÇÃO DO PROJETO ENQUADRAMENTO OBJETIVO CENTRAL ENTIDADES PROMOTORAS PARCEIROS SETORES ECONÓMICOS ALVO ATIVIDADES E CRONOGRAMA INDICADORES DE RESULTADOS GABINETES DE APOIO À INTERNACIONALIZAÇÃO

Leia mais

17 de novembro de Como a Controladoria pode melhorar a performance da empresa: insights da prática e das pesquisas

17 de novembro de Como a Controladoria pode melhorar a performance da empresa: insights da prática e das pesquisas 17 de novembro de 2016 Como a Controladoria pode melhorar a performance da empresa: insights da prática e das pesquisas Agenda Nossa missão Estrutura Processo Orçamentário Orçamento Matricial Despesas

Leia mais

RESOLUÇÃO CFN Nº 529 de 24 DE NOVEMBRO DE 2013

RESOLUÇÃO CFN Nº 529 de 24 DE NOVEMBRO DE 2013 Página 1 de 6 RESOLUÇÃO CFN Nº 529 de 24 DE NOVEMBRO DE 2013 Aprova o regulamento sobre a Política Nacional de Comunicação (PNC) no âmbito do Sistema CFN/CRN e dá outras providências. O Conselho Federal

Leia mais

Formular a Gestão da Estratégia da Previdência Social para o novo ciclo Disseminar da Gestão da Estratégia na Previdência Social

Formular a Gestão da Estratégia da Previdência Social para o novo ciclo Disseminar da Gestão da Estratégia na Previdência Social Estrutura Analítica do Projeto - EAP Formular a Gestão da Estratégia da Previdência Social para o novo ciclo 2016-2019 Gerenciar o projeto Planejar a gestão da estratégia Desdobrar a estratégia Programar

Leia mais

APLs como Estratégia de Desenvolvimento

APLs como Estratégia de Desenvolvimento APLs como Estratégia de Desenvolvimento Os Núcleos Estaduais de Apoio aos Arranjos Produtivos Locais: Estrutura, Parceiros e Compromissos com o Desenvolvimento Fabiany Made e Vellasco Coordenação Geral

Leia mais

Disciplina: GERENCIAMENTO DE PROJETOS

Disciplina: GERENCIAMENTO DE PROJETOS Disciplina: GERENCIAMENTO DE PROJETOS Contextualização No início dos anos 1960, o Gerenciamento de Projetos foi formalizado como ciência. Os negócios e outras organizações começaram a enxergar o benefício

Leia mais

Universidade de São Paulo Faculdade de Economia Administração e Contabilidade

Universidade de São Paulo Faculdade de Economia Administração e Contabilidade Universidade de São Paulo Faculdade de Economia Administração e Contabilidade Exercício sobre o extrato do Artigo: Oliveira, G. & Martins, R. Efeitos da adoção do modelo do Prêmio Nacional da Qualidade

Leia mais

Estruturação e Organização de Empresas. Valuation. Consultoria para empresas em recuperação judicial. Consultoria em Planejamento Estratégico

Estruturação e Organização de Empresas. Valuation. Consultoria para empresas em recuperação judicial. Consultoria em Planejamento Estratégico Estruturação e Organização de Empresas Consultoria em Planejamento Estratégico Valuation Consultoria para empresas em recuperação judicial ASCENSÃO E QUEDA DO NEGÓCIO MATURIDADE CRESCIMENTO CRESCIMENTO

Leia mais

1. Esta Política Institucional de Comunicação e Marketing do Sicoob:

1. Esta Política Institucional de Comunicação e Marketing do Sicoob: 1. Esta Política Institucional de Comunicação e Marketing do Sicoob: a) visa estabelecer diretrizes sistêmicas aplicáveis à execução do Planejamento Estratégico em vigência, no que se refere às ações de

Leia mais

Diretor de Sistemas e Informação

Diretor de Sistemas e Informação Controladoria-Geral da União Implantação do COBIT na CGU José Geraldo Loureiro Rodrigues José Geraldo Loureiro Rodrigues Diretor de Sistemas e Informação A escolha do COBIT 4.1 Maior abrangência Integração

Leia mais

BALANCED SCORECARD. Prof. Dr. Adilson de Oliveira Doutor em Engenharia de Computação Poli USP Mestre em Ciência da Informação PUCCAMP

BALANCED SCORECARD. Prof. Dr. Adilson de Oliveira Doutor em Engenharia de Computação Poli USP Mestre em Ciência da Informação PUCCAMP BALANCED SCORECARD Prof. Dr. Adilson de Oliveira Doutor em Engenharia de Computação Poli USP Mestre em Ciência da Informação PUCCAMP Gestão Estratégica e BSC Balanced Scoredcard GESTÃO ESTRATÉGICA GESTÃO

Leia mais

UNICEF BRASIL Edital de Seleção de Consultor: RH/2014/018

UNICEF BRASIL Edital de Seleção de Consultor: RH/2014/018 UNICEF BRASIL Edital de Seleção de Consultor: RH/2014/018 O UNICEF, Fundo das Nações Unidas para a Infância, a Organização mundial pioneira na defesa dos direitos das crianças e adolescentes, convida profissionais

Leia mais

Programa de Educação Ambiental na Ilha Diana - PEA

Programa de Educação Ambiental na Ilha Diana - PEA Programa de Educação Ambiental na Ilha Diana - PEA A ILHA DIANA E A EMBRAPORT A Embraport é o vizinho mais próximo da Ilha Diana. A comunidade é um pequeno bairro isolado geograficamente pelo Rio Diana,

Leia mais

40h. Domine as melhores práticas de gestão de projetos do Guia PMBOK e dê um passo rumo à Certificação PMP. Gerenciamento de Projetos - Avançado

40h. Domine as melhores práticas de gestão de projetos do Guia PMBOK e dê um passo rumo à Certificação PMP. Gerenciamento de Projetos - Avançado Domine as melhores práticas de gestão de projetos do Guia PMBOK e dê um passo rumo à Certificação PMP Neste curso você aprimora suas técnicas de gestão de projetos ao mesmo tempo em que forma a base de

Leia mais

1 Workshop 24.jul.2008 SISTEMA DE GESTÃO DE PESSOAS POR COMPETÊNCIAS

1 Workshop 24.jul.2008 SISTEMA DE GESTÃO DE PESSOAS POR COMPETÊNCIAS 1 Workshop 24.jul.2008 SISTEMA DE GESTÃO DE PESSOAS POR COMPETÊNCIAS Tópicos Metodologia Resgate Conceitual Saídas propiciadas Expectativas (Atividade) Estabelecimento de Eixos (Atividade) Escolha de Competências

Leia mais

Planejamento dos Riscos

Planejamento dos Riscos UDESC Universidade do Estado de Santa Catarina FEJ Faculdade de Engenharia de Joinville Planejamento dos Riscos Régis Kovacs Scalice DEPS Departamento de Engenharia de Produção e Sistemas Limites do Projeto

Leia mais

Gestão efetiva de mercado em tempos de incerteza

Gestão efetiva de mercado em tempos de incerteza Gestão efetiva de mercado em tempos de incerteza Data e Local Turma 1: 07 e 08/10/2016 FDC, Campus RJ Turma 2: 2017 FDC, Campus SP Carga horária 16 horas Investimento R$ 3.500,00 Público-alvo Executivos

Leia mais

PLANO DE AÇÃO REALIZADO 2010

PLANO DE AÇÃO REALIZADO 2010 PLANO DE AÇÃO REALIZADO 2010 Plenamente Realizado Parcialmente Realizado Não Realizado Relacionamento Núcleo Regional de Campinas Núcleos Regionais RJ e RS Núcleo Regional da BA Eventos com novos Plano

Leia mais

EAD SISTEMAS DE INFORMAÇÃO PLANO ESTRATÉGICO DE TI - PETI. Prof. Sérgio Luiz de Oliveira Assis

EAD SISTEMAS DE INFORMAÇÃO PLANO ESTRATÉGICO DE TI - PETI. Prof. Sérgio Luiz de Oliveira Assis H3 EAD - 5736 SISTEMAS DE INFORMAÇÃO PLANO ESTRATÉGICO DE TI - PETI Prof. Sérgio Luiz de Oliveira Assis sergioassis@usp.br 02 Agenda 1. Plano Estratégico de TI Etapas de execução ALINHAMENTO ESTRATÉGICO

Leia mais