PLANO DE AÇÃO NEAD - ANO LETIVO 2014

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PLANO DE AÇÃO NEAD - ANO LETIVO 2014"

Transcrição

1 PLANO DE AÇÃO NEAD - ANO LETIVO 2014 APRENTAÇÃO: O NEAD, por meio de sus Coordenções de Cursos, Pedgógics de Tutori e de Polo é um unidde de gestão, com competênci pr executr s polítics e diretrizes d Educção Distânci no âmbito do IFRR, vinculd Diretori de Ensino - DIREN, ligd diretmente à Direção Gerl do Cmpus Bo Vist. Tem como tribuição: ) Coordenr execução ds polítics e diretrizes pr Educção Distânci; b) Propor estrutur físic e de res necessários o desenvolvimento dos s e/ou progrms de EAD no Cmpus Bo Vist IFRR; c) Propor relizção de s de cpcitção e perfeiçomento do corpo docente e técnico-dministrtivo em EAD, em consonânci com os demis progrms do IFRR - Cmpus Bo Vist bem como compnhr e vlir execução do processo de ensino prendizgem nos Cursos ofertdos n modlidde Distnci. OBJETIVOS: I - Anlisr os resultdos obtidos pelos componentes curriculres por ele poidos, dig-se vlição do processo cdêmico dos s, vlição do desempenho docente, ds disciplins e uto vlição do luno, detectndo frgiliddes serem corrigids e potenciliddes serem reforçds; II - Promover o estudo permnente ds disposições legis cerc d EAD tendo em vist doção de medids pr s dequções que se fizerem necessáris; III - Elborr o Plno de Ação nul em cordo com o Progrm Institucionl de Educção Distânci do IFRR por meio d DIPEAD e com bse no dignóstico resultnte ds nálises referids nteriormente; IV - Incentivr os docentes pr relizção de projetos de pesquis científic relciondos com utilizção d modlidde de Educção Distânci - EAD;

2 AÇÕES - COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA Nº Ação 01 Levntmento de ddos sobre os resultdos de execução dos s. Objetivo Conhecer s demnds existentes em cd ofertdo n EAD pr encminhmentos de melhoris. Met 01 reltório situcionl por ofert. Período de Relizção Responsável Monitormento Início Término /bril Coordenção NEAD. Os reltórios presentdos não possibilitrm um visão rel d situção do. 02 Reunião com, coordendores de s e equipe de tutori. Dr suporte teórico e metodológico à equipe, tundo como elemento rticuldor dos fundmentos pr à construção e/ou fortlecimento ds diretrizes curriculres; 1 cd mês. Coordenção NEAD Coordenção Pedgógic e 03 Elborr instrumento de compnhmento e vlição de desempenho dos profissionis que tum n EAD. Dr o suporte dentro ds possibiliddes e compnhndo metódico nos instrumentos de vlição como: provs, trblhos, mteril didático, postils, mídis e outros que venhm ser utilizdos como mteril de vlição; Anlise é feit de cordo com necessidde de cd modlidde hoje no DEAD. Coordenção Pedgógic Com o Coordendor e Professor medindo e dequndo cd mteriis vlitivos utilizdos em sl de ul virtuis/presenciis. 04 Emitir precer técnico pedgógico concernente projetos, plnos de s e plnos de ensinos desenvolvidos nos s VIDE PPC nlisr plnos de ensino dequndo cd um relidde d modlidde hoje desenvolvid no DEAD no que compete hbilidde/ competêncis objetivos, conteúdos, metodologi, vlição e referencis bibliográfics; 1 por plno de ensino. Coordenção Pedgógic Socilizr com todos os coordendores possibilitndo um visão rel e dequção dos instrumentos o. sob responsbilidde do

3 DEAD; 05 Acompnhr os processos de elborção e reformulção dos Projetos Pedgógicos de Cursos ofertdos n EAD; Acompnhr o desenvolvimento dos projetos d modlidde internos e externos, su leglidde e s tividdes de integrção de professores. 1 por projeto Coordenção Pedgógic Anlisr e dr precer nos projetos desenvolvidos em ED dequndo cd um relidde/possibilid de no que compete objetivos, metodologis, vlição e desenvolvimento. 06 Orgnizr e promover reuniões de cunho pedgógico com equipe de coordendores dos Cursos e Coordendores de Tutori dos s sob responsbilidde do Deprtmento; Refletir qunto os processos de ensino prendizgem d Modlidde ED visndo à redefinição de procedimentos pr melhori d prendizgem. Seguindo s instruções d e/ou de cordo com necessidde de cd modlidde hoje no DEAD. Coordenção Pedgógic Articulr s ções inerentes os processos de ensino prendizgem de cordo com s demnds de cd. 07 Atendimento individul professores ED. Orientr pedgogicmente os docentes qunto projetos, vlições, plnos e outrs ções de plnejmento e encminhmentos do. Seguindo s instruções d de cordo com necessidde de cd modlidde Coordenção pedgógic e de Professor que present deficiêncis de pedgógics dignosticr o problem e buscr

4 hoje no DEAD. melhor form de resolver tl problemátic, tmbém os professores que são solicitdos pels turms vi documento encminhdo Coordenção do DEAD. 08 Apoio os Coordendores dos Cursos ED. Auxilir s Coordenções e Professores ns demnds pedgógics presentds. de cordo com demnd Coordenção Pedgógic. Apoir/orientr os individulmente os Coordendores dos Cursos qunto procedimentos desenvolvidos n ED. 09 Acompnhmento e nálise dos resultdos d vlição do processos cdêmicos em ED. Detectr s frgiliddes serem corrigids e potenciliddes serem reforçds. Ao finl de cd módulo. Coordenção Pedgógic. Acompnhmento e nálise dos resultdos d vlição dos processos cdêmicos n modlidde. 10 Acompnhmento/poio os Coordendores dos s nos processos que dizem respeito encminhmento e ções Acompnhr s Coordenções dos Cursos d modlidde n fundmentção przo de ciênci o solicitnte e precer dos processos encminhdos o Deprtmento. De cordo com demnd Coordenção pedgógic. Acompnhr nálise e resultdos dos processos cdêmicos n modlidde ED, No

5 pedgógics em ED encminhdos o DEAD. que compete przo de ciênci do solicitnte, Fundmentção, documentos Anexos e outrs que venhm ser solicitds. 11 Elborção de instrumentos pr compnhmento d sl de ul em AVA e encontros presenciis. Auxilir s Coordenções de Cursos no monitormento d qulidde do processo ensino prendizgem. De cordo com demnd Coordenção Pedgógic e dos Cursos. Elborção de instrumentos pr compnhmento de processos em sl de ul virtul e em encontros presenciis. 12 Apoio o processo de estruturção dos Cursos em ED. Dr suporte s coordenções dos s d modlidde pr revisão, reestruturção e implntção dos Projetos pedgógicos dos Cursos (PPC) e PTs. Seguindo s instruções d e/ou de cordo com necessidde de cd modlidde hoje no DEAD Coordenção Pedgógic, Comissão Técnic de Apoio e Coordendores dos Cursos. Apoio o processo de estruturção/reestrut urção Levntmento de ddos cdêmicos dos lunos PROFUNCIONÁRIO, UAB, ESPECIALIZAÇÃO E OS QUE VIEREM A SURGIR DE COMPETENCIA DO DEAD qunto nots, provdos, reprovção e evsão. Redimensionr os plnos de Cursos, instrumentos de vlição, tividdes, mteril didático entre outrs com vists grntir ções pedgógics que tendm os perfis, s crcterístics e necessiddes d modlidde, por meio de: 1- Elborr plno de reestruturção prtir de reuniões com os Deprtmentos Seguindo s instruções d e/ou de cordo com necessidde de cd modlidde hoje no DEAD tendo em vist Diretoris Coordenções Cursos e, Coordenção Pedgógic. de

6 e Coordenções de Cursos Técnicos com o intuito de priorizr os plnos de s serem revisdos. 2- Apoir às Comissões interns n condução dos Trblhos; 3- Revisr os Plnos de Cursos ntes de bertur do Processo pr provção do CONSUP. 100% de cumprimento ds ções. Acompnhmento pedgógico n que execução ds dependêncis/reoferts de disciplins em ED. Acompnhr o processo de execução d Dependênci/reofert bem como, proporcionr subsídios que o uxilie em seu plnejmento. Conforme demnd. Coordenção Pedgógic Monitorr os instrumentos de registro utilizdos n dependênci. pdronizr fich de orientção pr o professor com s orientções de desenvolvimento d disciplin. 15 Executr/compnhr s ções d Coordenção Pedgógic prevists hoje no regimento Interno do DEAD. Sistemtizr/compnhr junto o DEAD o desenvolvimento ds ções pedgógics Prevists no regimento Interno. Enqunto estiver em vigenci. Coordenção Pedgógic Seguir sistemtizndo s ções já ntes prevists no regimento do DEAD. 16 Construção do qudro demonstrtivo/esttístico dos s e disciplins semestrl. 17 Atendimento individul o luno de ED. Levntmento gerl d situção dos s pr dequção e busc ds ções no intuito de reverter/prever evsão, retenção e desistênci dos lunos n modlidde ED. Orientr pedgogicmente os lunos qunto procedimentos desenvolvidos n ED tendo em vist tentr prever déficit gerl no período de estudo dos discentes tendendo s expecttivs qunto, vlições, plnos, professores,dificulddes de prendizgem entre outrs ções e encminhmentos do Seguindo s instruções d de cordo com necessidde de cd modlidde hoje no DEAD. Coordenção pedgógic e de Atendimento o luno que present deficiêncis de pedgógics dignosticn o problem e buscndo melhor form de resolver,

7 18 Pdronizr/Construir um Kit Professor de Acordo com modlidde que irá ministrr. 19 Pdronizr requerimento de 2ª chmd de vlições com przo determindo pr justifictiv seguindo orientção d Orgnizção Didátic d modlidde.. Crir um kit (fich) com orientções pertinentes o professor conteúdist n ED, contendo nele: Modelo de Plno de Ensino, Cbeçlho de Avlição, ement d disciplin PPC e livro texto cbendo mis se necessário de cordo com modlidde e, formulário ds tividdes e lists de frequênci do Qcdêmico/AVA Crir (fich) com orientções pertinentes o luno d ED, no que concerne 2ª chmds ds vlições e socilizr com s coordenções dos s. Conforme demnd. 1 requerimento Pdrão pr os s. Coordenção pedgógic e de Coordenção pedgógic e de tmbém os discentes que são solicitdos pelos professores vi documento encminhdo Coordenção do.. Bo Vist, 14 de de Equipe Mri Betâni Gomes Grisi Coordendor do Núcleo de Educção Distnci - NEAD Portri nº 1169/2013

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico Plno de Trblho Docente 2014 Ensino Técnico Etec: Professor Mário Antônio Verz Código: 164 Município: Plmitl Eixo Tecnológico: Gestão e Negócios Hbilitção Profissionl: Técnico em Contbilidde Qulificção:

Leia mais

Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO PROFISSIONAL. Plano de Trabalho Docente Etec Profª Ermelinda Giannini Teixeira

Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO PROFISSIONAL. Plano de Trabalho Docente Etec Profª Ermelinda Giannini Teixeira 24/08/2015 Coorden Unidde de Ensino Médio e Técnico Cetec Ensino Técnico Integrdo o Médio FORMAÇÃO PROFISSIONAL Plno de Trblho Docente 2015 Etec Profª Ermelind Ginnini Teixeir Código: 187 Município: Sntn

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE FAFE Escola Secundária de Fafe. Plano de Melhoria

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE FAFE Escola Secundária de Fafe. Plano de Melhoria AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE FAFE Escol Secundári de Ffe Plno de Melhori Avlição Extern ds Escols IGEC Inspeção-Gerl d Educção e Ciênci 7 e 8 de mio de 2012 Introdução O Plno de Melhori que se present result

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. FRANCISCO SANCHES. Construir uma Escola de Qualidade Ser uma Escola para a Cidadania

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. FRANCISCO SANCHES. Construir uma Escola de Qualidade Ser uma Escola para a Cidadania Construir um Escol de Qulidde Ser um Escol pr Ciddni AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. FRANCISCO SANCHES CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO 1º CICLO ANO LETIVO 2016/2017 Construir um Escol de Qulidde Ser um Escol

Leia mais

Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO PROFISSIONAL. Plano de Trabalho Docente Etec Profª Ermelinda Giannini Teixeira

Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO PROFISSIONAL. Plano de Trabalho Docente Etec Profª Ermelinda Giannini Teixeira 04/09/2015 Coorden Unidde de Ensino Médio e Técnico Cetec Ensino Técnico Integrdo o Médio FORMAÇÃO PROFISSIONAL Plno de Trblho Docente 2015 Etec Profª Ermelind Ginnini Teixeir Código: 187 Município: Sntn

Leia mais

METODOLOGIA PARA ELABORAÇÃO DO PLANEJAMENTO PARTICIPATIVO DO IFMG CAMPUS OURO PRETO

METODOLOGIA PARA ELABORAÇÃO DO PLANEJAMENTO PARTICIPATIVO DO IFMG CAMPUS OURO PRETO METODOLOGIA PARA ELABORAÇÃO DO PLANEJAMENTO PARTICIPATIVO DO IFMG CAMPUS OURO PRETO Objetivo gerl Dr continuidde o processo de plnejmento do IFMG Cmpus Ouro Preto. Objetivos específicos Apresentr o processo

Leia mais

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico Plno de Trblho Docente 2013 Ensino Técnico ETEC PROF. MASSUYUKI KAWANO Código: 136 Município: TUPÃ Eixo Tecnológico: GESTÃO E NEGÓCIOS Hbilitção Profissionl:Técnic de Nível Médio de TÉCNICO EM CONTABILIDADE

Leia mais

Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO PROFISSIONAL. Plano de Trabalho Docente Etec Profª Ermelinda Giannini Teixeira

Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO PROFISSIONAL. Plano de Trabalho Docente Etec Profª Ermelinda Giannini Teixeira 04/09/2015 Coorden Unidde de Ensino Médio e Técnico Cetec Ensino Técnico Integrdo o Médio FORMAÇÃO PROFISSIONAL Plno de Trblho Docente 2015 Etec Profª Ermelind Ginnini Teixeir Código: 187 Município: Sntn

Leia mais

EDITAL 001/2017 SELEÇÃO DE BOLSISTAS

EDITAL 001/2017 SELEÇÃO DE BOLSISTAS EDITAL 001/2017 SELEÇÃO DE BOLSISTAS O coordendor dos projetos de pesquis e desenvolvimento institucionl nº 034280, 042571, 042576, torn públic bertur de inscrições pr seleção de lunos dos cursos de grdução

Leia mais

Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO PROFISSIONAL. Plano de Trabalho Docente Etec Profª Ermelinda Giannini Teixeira

Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO PROFISSIONAL. Plano de Trabalho Docente Etec Profª Ermelinda Giannini Teixeira Coorden http://www.etecermelind.com.br/etec/sis/ptd_tec_6.php 1 de 5 18/09/2015 13:29 Unidde de Ensino Médio e Técnico Cetec Ensino Técnico Integrdo o Médio FORMAÇÃO PROFISSIONAL Plno de Trblho Docente

Leia mais

Dados de Identificação

Dados de Identificação MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO Ddos de Identificção PLANO DE ENSINO Cmpus: Jgurão Curso: Letrs Português Componente Curriculr: JLEAD011 - Prátic

Leia mais

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - CETEC. Ensino Técnico

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - CETEC. Ensino Técnico Administrção Centrl Unidde de Ensino Médio e Técnico - CETEC Plno de Trblho Docente 2014 Etec: Pulino Botelho Ensino Técnico Código: 091 Município: SÃO CARLOS Eixo Tecnológico: AMBIENTE E SAÚDE Hbilitção

Leia mais

Plano de Trabalho Docente Ensino Médio

Plano de Trabalho Docente Ensino Médio Plno de Trblho Docente 2014 Ensino Médio Etec Etec: PROF. MÁRIO ANTÔNIO VERZA Código: 164 Município: PALMITAL Áre de conhecimento: Ciêncis d Nturez, Mtemátic e sus Tecnologis Componente Curriculr: MATEMÁTICA

Leia mais

Plano de Trabalho Docente Ensino Médio

Plano de Trabalho Docente Ensino Médio Plno de Trblho Docente 2014 Ensino Médio Etec Etec: PROF. MÁRIO ANTÔNIO VERZA Código: 164 Município: PALMITAL Áre de conhecimento: Ciêncis d Nturez, Mtemátic e sus Tecnologis Componente Curriculr: FÍSICA

Leia mais

Edital 005/2017/CCB BOLSA DE AÇÕES EXTENSIONISTAS

Edital 005/2017/CCB BOLSA DE AÇÕES EXTENSIONISTAS Editl 005/2017/CCB BOLSA DE AÇÕES EXTENSIONISTAS 1 DA ABERTURA 1.1 A Universidde Estdul de Goiás (UEG), pesso jurídic de direito público, utrqui do poder executivo estdul, constituíd pel Lei Estdul n.

Leia mais

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - CETEC. Ensino Técnico

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - CETEC. Ensino Técnico Administrção Centrl Plno de Trblho Docente 2013 Ensino Técnico ETEC PAULINO BOTELHO Código: 091 Município: SÃO CARLOS Eixo Tecnológico: Ambiente, Súde e Segurnç. Hbilitção Profissionl: TÉCNICO DE ENFERMAGEM

Leia mais

COLEGIADO DO CURSO DE PEDAGOGIA Calendário Acadêmico 1º Semestre 2016

COLEGIADO DO CURSO DE PEDAGOGIA Calendário Acadêmico 1º Semestre 2016 COLEGIADO DO CURSO DE PEDAGOGIA Clendário Acdêmico 1º Semestre 2016 DEZEMBRO / 20 14 21ª segund qurt Período de inscrição à colção de gru pelos prováveis formndos do 2º período letivo de 20, ns Uniddes

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DE CALDAS TAIPAS CURSO PROFISSIONAL DE TÉCNICO DE RECEÇÃO. DISCIPLINA: OPERAÇÕES TÉCNICAS DE RECEÇÃO (11º Ano Turma N)

ESCOLA SECUNDÁRIA DE CALDAS TAIPAS CURSO PROFISSIONAL DE TÉCNICO DE RECEÇÃO. DISCIPLINA: OPERAÇÕES TÉCNICAS DE RECEÇÃO (11º Ano Turma N) ESCOLA SECUNDÁRIA DE CALDAS TAIPAS CURSO PROFISSIONAL DE TÉCNICO DE RECEÇÃO DISCIPLINA: OPERAÇÕES TÉCNICAS DE RECEÇÃO (11º Ano Turm N) PLANIFICAÇÃO ANUAL Director do Curso Teres Sous Docente Sndr Teixeir

Leia mais

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - Cetec. Ensino Técnico. Qualificação: Auxiliar Administrativo

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - Cetec. Ensino Técnico. Qualificação: Auxiliar Administrativo Plno de Trblho Docente 2013 Ensino Técnico Etec Professor Mssuyuki Kwno Código: 136 Município: Tupã Eixo Tecnológico: Gestão e Negócios Hbilitção Profissionl: Administrção Qulificção: Auxilir Administrtivo

Leia mais

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - CETEC. Ensino Técnico

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - CETEC. Ensino Técnico Administrção Centrl Unidde de Ensino Médio e Técnico - CETEC Plno de Trblho Docente 2013 Ensino Técnico ETEC PAULINO BOTELHO Código: 091 Município: SÃO CARLOS Eixo Tecnológico: Ambiente, Súde e Segurnç.

Leia mais

Plano de Gestão 2012-2015

Plano de Gestão 2012-2015 Plno de Gestão 202-205 - Cmpus UFV - Florestl - Grdução Missão: Promover polítics de incentivo à pesquis, pós-grdução, inicição científic e cpcitção de recursos humnos, objetivndo excelênci do Cmpus Florestl

Leia mais

SOCIEDADE EDUCACIONAL DE SANTA CATARINA INSTITUTO SUPERIOR TUPY

SOCIEDADE EDUCACIONAL DE SANTA CATARINA INSTITUTO SUPERIOR TUPY SOCIEDADE EDUCACIONAL DE SANTA CATARINA INSTITUTO SUPERIOR TUPY IDENTIFICAÇÃO PLANO DE ENSINO Curso: Engenhri de Controle e Automção Período/Módulo: 3 o Período Disciplin/Unidde Curriculr: Cálculo III

Leia mais

Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO PROFISSIONAL. Plano de Trabalho Docente Etec Profª Ermelinda Giannini Teixeira

Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO PROFISSIONAL. Plano de Trabalho Docente Etec Profª Ermelinda Giannini Teixeira Ensino Técnico Integrdo o Médio FORMAÇÃO PROFISSIONAL Plno de Trblho Docente 2015 Etec Profª Ermelind Ginnini Teixeir Código: 187 Município: Sntn de Prníb Eixo Tecnológico: Informção e Comunicção Hbilitção

Leia mais

SOCIEDADE EDUCACIONAL DE SANTA CATARINA INSTITUTO SUPERIOR TUPY

SOCIEDADE EDUCACIONAL DE SANTA CATARINA INSTITUTO SUPERIOR TUPY SOCIEDADE EDUCACIONAL DE SANTA CATARINA INSTITUTO SUPERIOR TUPY IDENTIFICAÇÃO Curso: Engenhri Químic PLANO DE ENSINO Período/Módulo: 6 o Período Disciplin/Unidde Curriculr: Cálculo Numérico Código: CE259

Leia mais

ANEXO B REGULAMENTO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO

ANEXO B REGULAMENTO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO ANEXO B REGULAMENTO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO I. INTRODUÇÃO O Trblho de Conclusão do Curso de Grdução em Direito constitui se n elborção de um trblho que contemple um tem relciondo à áre de formção

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DE CALDAS TAIPAS CURSO PROFISSIONAL DE TÉCNICO DE COMÉRCIO. DISCIPLINA: ORGANIZAR E GERIR A EMPRESA (10º Ano Turma K)

ESCOLA SECUNDÁRIA DE CALDAS TAIPAS CURSO PROFISSIONAL DE TÉCNICO DE COMÉRCIO. DISCIPLINA: ORGANIZAR E GERIR A EMPRESA (10º Ano Turma K) ESCOLA SECUNDÁRIA DE CALDAS TAIPAS CURSO PROFISSIONAL DE TÉCNICO DE COMÉRCIO DISCIPLINA: ORGANIZAR E GERIR A EMPRESA (10º Ano Turm K) PLANIFICAÇÃO ANUAL Diretor do Curso Celso Mnuel Lim Docente Celso Mnuel

Leia mais

Calendário Escolar Ano Letivo 2016/2017

Calendário Escolar Ano Letivo 2016/2017 Clendário Escolr Ano Letivo 2016/2017 1.º Período 05/09/16 9:30h Conselho Pedgógico Reunião com Coordendores de Escol 09:30h Sessão de Formção - Inteligênci Emocionl/A importânci do Professor Prceri com

Leia mais

Laboratório de avaliação de experiências de Responsabilidade Sócio-ambiental Prof. Dra. Rosana Boullosa Setembro/Dezembro 2008

Laboratório de avaliação de experiências de Responsabilidade Sócio-ambiental Prof. Dra. Rosana Boullosa Setembro/Dezembro 2008 Universidde Federl D Bhi/UFBA Centro Interdisciplinr de Desenvolvimento e Gestão Socil/CIAGS Progrm de Cpcitção em Gestão d Responsbilidde Socil Empresril e Desenvolvimento PETROBRAS Universidde Corportiv

Leia mais

Plano de Trabalho Docente Ensino Médio

Plano de Trabalho Docente Ensino Médio Plno de Trblho Docente 2014 Ensino Médio Etec Etec: PROF. MÁRIO ANTÔNIO VERZA Código: 164 Município: PALMITAL Áre de conhecimento: Ciêncis d Nturez, Mtemátic e sus Tecnologis Componente Curriculr: MATEMÁTICA

Leia mais

Curso Profissional de Técnico de Turismo

Curso Profissional de Técnico de Turismo Curso Profissionl de Técnico de Turismo Plnificção de Operções Técnics de Empress Turístics (OTET) 1º Ano (10º Ano) Ano Letivo 2014/2015 Nº de Auls (45m ) 1º Período 2ºPeríodo 3ºPeríodo Totl Prevists 54

Leia mais

PLANO DE ENSINO DA DISCIPLINA BLOCO I IDENTIFICAÇÃO. (não preencher)

PLANO DE ENSINO DA DISCIPLINA BLOCO I IDENTIFICAÇÃO. (não preencher) ROGRAD 07 CURSO DE GRADUAÇÃO: FONOAUDIOLOGIA SÉRIE: SEMESTRE LETIVO DO ANO: 07 ( ) º SEMESTRE ( ) º SEMESTRE (X) º e º SEMESTRES LANO DE ENSINO DA DISCILINA BLOCO I IDENTIFICAÇÃO Código d Disciplin: Nome

Leia mais

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA AGRÍCOLA

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA AGRÍCOLA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA AGRÍCOLA Editl PPGEA 04/2016: http://portl.ufgd.edu.br/pos-grduco/mestrdo-engenhrigricol 1.1 Conttos: Horário de tendimento d secretri: d 8 s 11 h e ds 13 s 16 h;

Leia mais

ESTATÍSTICA APLICADA. 1 Introdução à Estatística. 1.1 Definição

ESTATÍSTICA APLICADA. 1 Introdução à Estatística. 1.1 Definição ESTATÍSTICA APLICADA 1 Introdução à Esttístic 1.1 Definição Esttístic é um áre do conhecimento que trduz ftos prtir de nálise de ddos numéricos. Surgiu d necessidde de mnipulr os ddos coletdos, com o objetivo

Leia mais

NORMAS PARA PROJETO FINAL EM ENGENHARIA MECÂNICA

NORMAS PARA PROJETO FINAL EM ENGENHARIA MECÂNICA NORMAS PARA PROJETO FINAL EM ENGENHARIA MECÂNICA ITAPERUNA RJ 2013 2 I. INTRODUÇÃO O Projeto Finl do Curso de Grdução em Engenhri Mecânic se constitui n elborção de um trblho, versndo sobre um tem relciondo

Leia mais

Oferta n.º Praça do Doutor José Vieira de Carvalho Maia Tel Fax

Oferta n.º Praça do Doutor José Vieira de Carvalho Maia Tel Fax Procedimento de seleção pr recrutmento de Técnicos no âmbito do Progrm de Atividdes de Enriquecimento Curriculr do 1.º Ciclo de Ensino Básico Atividdes Lúdico Expressivs Expressão Musicl Ofert n.º 3237

Leia mais

O Plano de Teste Consolidando requisitos do MPT- Nível 1

O Plano de Teste Consolidando requisitos do MPT- Nível 1 O Plno de Teste Consolidndo requisitos do MPT- Nível 1 Elizbeth Mocny ECO Sistems Agend Plno de Teste d ECO Sistems Nível 1- Áres de Processos- Prátics Específics e Genérics Ciclo de Vid do Projeto de

Leia mais

PLANO DE TRABALHO DOCENTE 1º Semestre/2015. Ensino Técnico

PLANO DE TRABALHO DOCENTE 1º Semestre/2015. Ensino Técnico PLANO DE TRABALHO DOCENTE 1º Semestre/2015 Ensino Técnico Código: ETEC ANHANQUERA Município: Sntn de Prníb Áre de Conhecimento: : Proteção e Prevenção Componente Curriculr: LNR Legislção e Norms Regulmentodors

Leia mais

PLANO DE ENFRENTAMENTO DA EPIDEMIA DE AIDS E DAS DST ENTRE A POPULAÇÃO DE GAYS, HSH E TRAVESTIS MATO GROSSO

PLANO DE ENFRENTAMENTO DA EPIDEMIA DE AIDS E DAS DST ENTRE A POPULAÇÃO DE GAYS, HSH E TRAVESTIS MATO GROSSO PLANO DE ENFRENTAMENTO DA EPIDEMIA DE AIDS E DAS DST ENTRE A POPULAÇÃO DE GAYS, HSH E TRAVESTIS MATO GROSSO Objetivo 1: Grntir prioridde técnic, polític e finnceir pr ções de enfrentmento do HIV/DST voltds

Leia mais

Plano de Trabalho Docente Ensino Médio

Plano de Trabalho Docente Ensino Médio Plno de Trblho Docente 2014 Ensino Médio Etec Etec: PROF. MÁRIO ANTÔNIO VERZA Código: 164 Município: PALMITAL Áre de conhecimento: CIÊNCIAS HUMANAS E SUAS TECNOLOGIAS Componente Curriculr: FILOSOFIA Série:

Leia mais

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - Cetec. Habilitação Profissional: Técnica de nível médio de Auxiliar de Contabilidade

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - Cetec. Habilitação Profissional: Técnica de nível médio de Auxiliar de Contabilidade Plno de Trblho Docente 2014 Ensino Técnico ETEC PROFESSOR MASSUYUKI KAWANO Código: 136 Município: Tupã Eixo Tecnológico: Gestão e Negócios Hbilitção Profissionl: Técnic de nível médio de Auxilir de Contbilidde

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO CENTRO DE TECNOLOGIA - COPPE PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA ELÉTRICA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO CENTRO DE TECNOLOGIA - COPPE PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA ELÉTRICA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO CENTRO DE TECNOLOGIA - COPPE PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA ELÉTRICA EDITAL COPPE-PEE/PÓS nº 01/2009 - PROCESSO SELETIVO DE INGRESSO NO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO

Leia mais

Carta Convite para Seleção de Preceptores. Desenvolvimento de Competência Pedagógica para a prática da Preceptoria na Residência Médica

Carta Convite para Seleção de Preceptores. Desenvolvimento de Competência Pedagógica para a prática da Preceptoria na Residência Médica ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE EDUCAÇÃO MÉDICA (ABEM) Av. Brsil, 4036 sls 1006/1008 21040-361 Rio de Jneiro-RJ Tel.: (21) 2260.6161 ou 2573.0431 Fx: (21) 2260.6662 e-mil: rozne@bem-educmed.org.br Home-pge: www.bem-educmed.org.br

Leia mais

PROGRAMA BOLSA DE ESTUDOS 2016

PROGRAMA BOLSA DE ESTUDOS 2016 PROGRAMA BOLSA DE ESTUDOS 2016 DAS INFORMAÇÕES GERAIS O presente editl destin-se regulr renovção de Bolss de Estudos Assistenciis, pelo Liceu Slesino Noss Senhor Auxilidor, pr uso do beneficio no no letivo

Leia mais

Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO PROFISSIONAL. Plano de Trabalho Docente 2015. Etec Profª Ermelinda Giannini Teixeira

Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO PROFISSIONAL. Plano de Trabalho Docente 2015. Etec Profª Ermelinda Giannini Teixeira Coorden http://www.etecermelind.com.br/etec/sis/ptd_tec_6.php 1 de 5 18/09/2015 12:45 Unidde de Ensino Médio e Técnico Cetec Ensino Técnico Integrdo o Médio FORMAÇÃO PROFISSIONAL Plno de Trblho Docente

Leia mais

Ter formação mínima em nível superior comprovada que atenda a formação acadêmica ou formação ou vinculação em programa de

Ter formação mínima em nível superior comprovada que atenda a formação acadêmica ou formação ou vinculação em programa de ANEXO II EDITAL Nº 04/2014 2 º PRORROGAÇÃO PARA VAGAS REMANESCENTES QUADRO DE VAGAS REMANESCENTES PARA O PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO DE PROFESSORES PESQUISADORES FORMADORES ÁREA DA PESQUISA EMENTA EIXO

Leia mais

Agrupamento de Escolas de Anadia INFORMAÇÃO PROVA FINAL DE CICLO MATEMÁTICA PROVA º CICLO DO ENSINO BÁSICO. 1. Introdução

Agrupamento de Escolas de Anadia INFORMAÇÃO PROVA FINAL DE CICLO MATEMÁTICA PROVA º CICLO DO ENSINO BÁSICO. 1. Introdução Agrupmento de Escols de Andi INFORMAÇÃO PROVA FINAL DE CICLO MATEMÁTICA PROVA 52 2015 2º CICLO DO ENSINO BÁSICO 1. Introdução O presente documento vis divulgr s crcterístics d prov finl do 2.º ciclo do

Leia mais

Ofertas n.º 1187; 1188; 1189; 1190 e 1191

Ofertas n.º 1187; 1188; 1189; 1190 e 1191 Procedimento de seleção pr recrutmento de Técnicos no âmbito do Progrm de Atividdes de Enriquecimento Curriculr do 1.º Ciclo de Ensino Básico Atividdes Lúdico Expressivs Ligção d Escol o Meio Oferts n.º

Leia mais

Ano CXLIII N o Brasília - DF, quinta-feira, 30 de novembro de 2006

Ano CXLIII N o Brasília - DF, quinta-feira, 30 de novembro de 2006 DECRETO DECRETO ISSN 677-7042 Ano CXLIII 229 Brsíli - DF, quint-feir, 30 de novembro de 2006 Sumário. PÁGINA Atos do Poder Executivo... Presidênci d Repúblic... 9 Ministério

Leia mais

SOCIEDADE EDUCACIONAL DE SANTA CATARINA INSTITUTO SUPERIOR TUPY

SOCIEDADE EDUCACIONAL DE SANTA CATARINA INSTITUTO SUPERIOR TUPY SOCIEDADE EDUCACIONAL DE SANTA CATARINA INSTITUTO SUPERIOR TUPY IDENTIFICAÇÃO PLANO DE ENSINO Curso: Engenhri de Produção Período/Módulo: 6º Período Disciplin/Unidde Curriculr: Simulção de Sistems de Produção

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL SECRETARIA ESPECIAL DE GESTÃO DE PESSOAS - SEGEP

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL SECRETARIA ESPECIAL DE GESTÃO DE PESSOAS - SEGEP ATENÇÃO: PARA ENVIO À SEGEP, IMPRIMA APENAS O(S) FORMULÁRIO(S) DO FINAL DO ARQUIVO. REDISTRIBUIÇÃO DE SERVIDORES DE OUTRAS INSTITUIÇÕES DE ENSINO PARA A UFFS 1.O que é? É o deslocmento de crgo de provimento

Leia mais

ORGANIZAÇÃO INTERNACIONALDO TRABALHO Escritório no Brasil. CURSO DE CAPACITAÇÃO E TROCA DE EXPERIÊNCIAS: 11 14 de setembro de 2012, Brasília DF

ORGANIZAÇÃO INTERNACIONALDO TRABALHO Escritório no Brasil. CURSO DE CAPACITAÇÃO E TROCA DE EXPERIÊNCIAS: 11 14 de setembro de 2012, Brasília DF ORGANIZAÇÃO INTERNACIONALDO TRABALHO Escritório no Brsil CURSO DE CAPACITAÇÃO E TROCA DE EXPERIÊNCIAS: 11 14 de setembro de 2012, Brsíli DF Ferrments e Metodologis d OIT pr Promover Investimentos Públicos

Leia mais

Calendário Geral Calendário Geral º Semestre Data Base: 06/11/2016

Calendário Geral Calendário Geral º Semestre Data Base: 06/11/2016 Clendário Gerl - 2016 Clendário Gerl 2015-1º Semestre Dt Bse: 06/11/2016 JANEIRO Dis/ 08/10/15 06/01/16 Atividdes Término do período de inscrição de cndidtos os cursos de grdução ED oriundos de - solicitção

Leia mais

O Jogo e as Histórias Musicadas

O Jogo e as Histórias Musicadas Tem Vocbulário Musicl Utilizr Competêncis O Jogo e s Históris Musicds Ouvir identificndo s quliddes musicis do som; Combinr lturs, durções, dinâmics, tempos e texturs pr descrever determindos tipos de

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DE CALDAS TAIPAS CURSO PROFISSIONAL DE TÉCNICO DE RECEÇÃO. DISCIPLINA: OPERAÇÕES TÉCNICAS DE RECEÇÃO (12º Ano Turma M)

ESCOLA SECUNDÁRIA DE CALDAS TAIPAS CURSO PROFISSIONAL DE TÉCNICO DE RECEÇÃO. DISCIPLINA: OPERAÇÕES TÉCNICAS DE RECEÇÃO (12º Ano Turma M) ESCOLA SECUNDÁRIA DE CALDAS TAIPAS CURSO PROFISSIONAL DE TÉCNICO DE RECEÇÃO DISCIPLINA: (12º Ano Turm M) PLANIFICAÇÃO ANUAL Diretor do Curso Teres Sous Docente Teres Bstos Ano Letivo 2015/2016 Competêncis

Leia mais

PROGRAMA: ESTUDOS AVANÇADOS EM LIDERANÇA CRISTÃ (IGREJA BATISTA DO MORUMBI)

PROGRAMA: ESTUDOS AVANÇADOS EM LIDERANÇA CRISTÃ (IGREJA BATISTA DO MORUMBI) PROGRAMA: ESTUDOS AVANÇADOS EM LIDERANÇA CRISTÃ (IGREJA BATISTA DO MORUMBI) 1) Servo de Cristo e legislção vigente O Servo de Cristo respeitndo legislção vigente, ns orientções do MEC em seu Precer nº

Leia mais

Área de Conhecimento ARTES. Período de Execução. Matrícula. Telefone. (84) 8112-2985 / ramal: 6210

Área de Conhecimento ARTES. Período de Execução. Matrícula. Telefone. (84) 8112-2985 / ramal: 6210 INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO PROGRAMA DE APOIO INSTITUCIONAL À EXTENSÃO PROJETOS DE EXTENSÃO EDITAL 01/014-PROEX/IFRN Os cmpos sombredos

Leia mais

MANUAL DO INVENTÁRIO 2016

MANUAL DO INVENTÁRIO 2016 MANUAL DO INVENTÁRIO 2016 Mnul de procedimentos pr relizção do inventário 2016 de bens móveis no âmbito ds uniddes do Instituto Federl do Prná IFPR. MANUAL DO INVENTÁRIO 2016 1. DO INVENTÁRIO 1.1.Introdução

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Médio

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Médio Plno de Trblho Docente 2014 Ensino Médio Etec Etec: PROF. MÁRIO ANTÔNIO VERZA Código: 164 Município: PALMITAL Áre de conhecimento: Ciêncis d Nturez, Mtemátic e sus Tecnologis Componente Curriculr: FÍSICA

Leia mais

Plano de Trabalho Docente Ensino Médio

Plano de Trabalho Docente Ensino Médio Plno de Trblho Docente 2014 Ensino Médio Etec Etec: PROF. MÁRIO ANTÔNIO VERZA Código: 164 Município: PALMITAL Áre de conhecimento: CIÊNCIAS HUMANAS E SUAS TECNOLOGIAS Componente Curriculr: SOCIOLOGIA Série:

Leia mais

Oferta n.º As funções serão exercidas nos Estabelecimentos de Ensino de 1º Ciclo Ensino Básico da rede pública do Concelho da Maia.

Oferta n.º As funções serão exercidas nos Estabelecimentos de Ensino de 1º Ciclo Ensino Básico da rede pública do Concelho da Maia. Procedimento de seleção pr recrutmento de Técnicos no âmbito do Progrm de Atividdes de Enriquecimento Curriculr do 1.º Ciclo de Ensino Básico Atividde Físic e Desportiv Ofert n.º 1257 A Câmr Municipl Mi

Leia mais

PROGRAMA SENAC DE GRATUIDADE - PSG EDITAL DE SELEÇÃO PARA INGRESSO DE ALUNOS EM CURSOS OFERTADOS PELO SENAC

PROGRAMA SENAC DE GRATUIDADE - PSG EDITAL DE SELEÇÃO PARA INGRESSO DE ALUNOS EM CURSOS OFERTADOS PELO SENAC PROGRAMA SENAC DE GRATUIDADE - PSG EDITAL DE SELEÇÃO PARA INGRESSO DE ALUNOS EM S OFERTADOS PELO SENAC O SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COMERCIAL ADMINISTRAÇÃO REGIONAL DO PARÁ, SENAC/PA, no uso de sus

Leia mais

COPEL INSTRUÇÕES PARA CÁLCULO DA DEMANDA EM EDIFÍCIOS NTC 900600

COPEL INSTRUÇÕES PARA CÁLCULO DA DEMANDA EM EDIFÍCIOS NTC 900600 1 - INTRODUÇÃO Ests instruções têm por objetivo fornecer s orientções pr utilizção do critério pr cálculo d demnd de edifícios residenciis de uso coletivo O referido critério é plicável os órgãos d COPEL

Leia mais

Avaliação de Desempenho Docente Documento Orientador

Avaliação de Desempenho Docente Documento Orientador Agrupmento de Escols Joquim Inácio d Cruz Sobrl Avlição de Desempenho Docente Documento Orientdor DN nº6/01 de 1/0 (17364) ÍNDICE 1. LEGISLAÇÃO DE REFERENCIA.... CALENDARIZAÇÃO DOS PROCEDIMENTOS DE AVALIAÇÃO...

Leia mais

PROGRAMA DE CONTROLE MÉDICO DE SAÚDE OCUPACIONAL

PROGRAMA DE CONTROLE MÉDICO DE SAÚDE OCUPACIONAL EMPRESA MASTER TECHNOLOGY SOLUÇÕES INTEGRADAS PARA AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL LTDA P.C.M.S.O. PROGRAMA DE CONTROLE MÉDICO DE SAÚDE OCUPACIONAL 30 de ABRIL de 2016 Perfil d Empres Nome: MASTER TECHNOLOGY SOLUÇÕES

Leia mais

PROGRAMA DE CONTROLE MÉDICO DE SAÚDE OCUPACIONAL

PROGRAMA DE CONTROLE MÉDICO DE SAÚDE OCUPACIONAL EMPRESA CORDEIRO INSTALAÇÕES ELÉTRICAS LTDA PROGRAMA DE CONTROLE MÉDICO DE SAÚDE OCUPACIONAL 17 de NOVEMBRO de 2016 Perfil d Empres Nome: CORDEIRO INSTALAÇÕES ELÉTRICAS LTDA - ME. Endereço CNPJ: Ru Jerônimo

Leia mais

O Jogo e as Histórias Musicadas

O Jogo e as Histórias Musicadas Tem Vocbulário Musicl Utilizr Competêncis O Jogo e s Históris Musicds Ouvir identificndo s quliddes musicis do som; Combinr lturs, durções, dinâmics, tempos e texturs pr descrever determindos tipos de

Leia mais

Cotidiano. Revista Zero-a-seis. Relato de Experiências Tema: tudo bem ser diferente Discussão Sobre as Questões Étnico-Raciais

Cotidiano. Revista Zero-a-seis. Relato de Experiências Tema: tudo bem ser diferente Discussão Sobre as Questões Étnico-Raciais Cotidino Revist Eletrônic editd pelo Núcleo de Estudos e Pesquiss de Educção n Pequen Infânci 1 Ttin V. Min Bernrdes Relto de Experiêncis Tem: tudo bem ser diferente Discussão Sobre s Questões Étnico-Rciis

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Médio

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Médio Plno de Trblho Docente 2014 Ensino Médio Etec Etec: PROF. MÁRIO ANTÔNIO VERZA Código: 164 Município: PALMITAL Áre de conhecimento: Ciêncis d Nturez, Mtemátic e sus Tecnologis Componente Curriculr: FÍSICA

Leia mais

Eleições Diretório Acadêmico Fisioterapia

Eleições Diretório Acadêmico Fisioterapia Eleições Está berto o período de inscrição pr s novs chps do Diretório Acdêmico - Gestão 2015 Inscrições: dos dis 17 29 de gosto de 2015 somente pelo e-mil: fisioufu.d.@gmil.com A votção será relizd nos

Leia mais

Plano Curricular Plano Curricular Plano Curricular

Plano Curricular Plano Curricular Plano Curricular Áre de formção 523. Eletrónic e Automção Curso de formção Técnico/ de Eletrónic, Automção e Comndo Nível de qulificção do QNQ 4 Componentes de Socioculturl Durção: 775 hors Científic Durção: 400 hors Plno

Leia mais

Oportunidade de Negócio: OFICINA DE CONVERSÃO - GNV

Oportunidade de Negócio: OFICINA DE CONVERSÃO - GNV Oportunidde de Negócio: OFICINA DE CONVERSÃO - GNV Mio/2007 1 OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO FICHA BÁSICA SEGMENTO: Prestção de Serviço Conversão de motores utomotivos (GNV) DESCRIÇÃO: Oficin pr montgem de Kit

Leia mais

Vo t a ç ão TEXTO DO CONGRESSO. PROPOSTA DO GOVERNO / Partidos da Base PROPOSTAS DAS BANCADAS DE OPOSIÇÃO E / OU ATEMPA / SIMPA

Vo t a ç ão TEXTO DO CONGRESSO. PROPOSTA DO GOVERNO / Partidos da Base PROPOSTAS DAS BANCADAS DE OPOSIÇÃO E / OU ATEMPA / SIMPA PROPOSTA DO GOVERNO / Prtidos d Bse PROPOSTAS DAS BANCADAS DE OPOSIÇÃO do Governo (Mensgem Retifictiv) E / OU ATEMPA / SIMPA Vo t ç ão TEXTO DO CONGRESSO Diverss estrtégis pr tingir s mets Emend 1- exclui

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2017 Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2017 Ensino Técnico Plno de Trblho Docente 2017 Ensino Técnico Plno de Curso nº160 provdo pel portri Cetec nº 138 de 04/10/2012 EtecSylvio de Mttos Crvlho Código: 103 Município: Mtão Eixo Tecnológico: Informção e Comunicção

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO COORDENADORIA DE REGISTROS ACADÊMICOS

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO COORDENADORIA DE REGISTROS ACADÊMICOS MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO COORDENADORIA DE REGISTROS ACADÊMICOS PLANO DE ENSINO NÃO FINALIZADO Ddos de Identificção Component e Curriculr:

Leia mais

65º CONGRESSO BRASILEIRO DE ENFERMAGEM REGIMENTO INTERNO

65º CONGRESSO BRASILEIRO DE ENFERMAGEM REGIMENTO INTERNO 65º CONGRESSO BRASILEIRO DE ENFERMAGEM REGIMENTO INTERNO CAPÍTULO I - DA DEFINIÇÃO, PROMOÇÃO E REALIZAÇÃO Art. 1º O 65º Congresso Brsileiro de Enfermgem, dorvnte denomindo 65º CBEn, contecerá n cidde do

Leia mais

SEJA BEM-VINDO! Envio de boletos. Comunicados

SEJA BEM-VINDO! Envio de boletos. Comunicados SEJA BEM-VINDO! Há 18 nos o SJT tem como principl objetivo conduzi-lo() à provção ns melhores Instituições de Ensino Médico do Brsil. Mis do que prepr-lo(), noss missão é promover su relizção profissionl.

Leia mais

1.8 Não será permitida a inscrição simultânea em mais de 2 (dois) componentes curriculares a serem lecionados no mesmo período.

1.8 Não será permitida a inscrição simultânea em mais de 2 (dois) componentes curriculares a serem lecionados no mesmo período. VISO PÚBLICO Nº 04/UNOESC-R/2015 O Reitor d Universidde do Oeste de Snt Ctrin Unoesc, Unoesc Virtul, entidde educcionl, crid pel Lei Municipl nº 545/68 e estruturd de direito privdo, sem fins lucrtivos,

Leia mais

DIRETRIZ GERAL DO TESTE DE APTIDÃO FÍSICA (DGTAF) CAPÍTULO I

DIRETRIZ GERAL DO TESTE DE APTIDÃO FÍSICA (DGTAF) CAPÍTULO I 1 ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL SECRETARIA DE ESTADO DE JUSTIÇA E DE SEGURANÇA PÚBLICA CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DIRETORIA DE OPERAÇÕES, ENSINO E INSTRUÇÃO QCG Qurtel Imperdor Dom Pedro II DIRETRIZ GERAL

Leia mais

Edital nº 134, de 04 de maio de SELEÇÃO DE BOLSISTAS DE ENSINO

Edital nº 134, de 04 de maio de SELEÇÃO DE BOLSISTAS DE ENSINO Ministério d Educção Secretri de Educção Profissionl e Tecnológic Instituto Federl de Educção, Ciênci e Tecnologi do Rio Grnde do Sul Cmpus Sertão Editl nº 134, de 04 de mio de 2016. SELEÇÃO DE BOLSISTAS

Leia mais

Plano Curricular Plano Curricular Plano Curricular

Plano Curricular Plano Curricular Plano Curricular Áre de formção 523. Eletrónic e Automção Curso de formção Técnico/ de Eletrónic, Automção e Comndo Nível de qulificção do QNQ 4 Componentes de Socioculturl Durção: 775 hors Científic Durção: 400 hors Plno

Leia mais

Como calcular a área e o perímetro de uma elipse?

Como calcular a área e o perímetro de uma elipse? Como clculr áre e o perímetro de um elipse? Josiel Pereir d Silv Resumo Muitos professores de Mtemátic reltm que miori dos livros didáticos de Mtemátic utilizdos no Ensino Médio não bordm o conceito de

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO COORDENADORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO COORDENAÇÃO DO CURSO DE FÍSICA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO COORDENADORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO COORDENAÇÃO DO CURSO DE FÍSICA P L N O UNIVERSIDDE FEDERL DO MPÁ D E T R B L H O CURSO DE LICENCITUR EM FÍSIC PROPOST DE PLNO DE ÇÃO ESTÁGIO SUPERVISIONDO I, II E III I N T E G R D O Macapá p 2011 PLNO DE ÇÃO DE ESTÁGIO SUPERVISIONDO

Leia mais

1.2- CNPJ 1.3- Número de Sócios 1.4- Data da Fundação. 1-10 - Nome do Presidente 1.11-C P F 1.12- RG

1.2- CNPJ 1.3- Número de Sócios 1.4- Data da Fundação. 1-10 - Nome do Presidente 1.11-C P F 1.12- RG 1 - DADOS DO PROPONENTE 1.1- Nome d Entidde 1.2- CNPJ 1.3- Número de Sócios 1.4- Dt d Fundção 1.5- Endereço 20/09/2011 1.6- Município 1.7- CEP 1.8- U F 1.9- Telefone 1-10 - Nome do Presidente 1.11-C P

Leia mais

Calendário Escolar Ano Letivo 2015/2016

Calendário Escolar Ano Letivo 2015/2016 Clendário Escolr Ano Letivo 2015/2016 1.º Período Dt Hor Ativid Locl 1 09:00h 02 e 03 setembro 2015 12:30h 17:30h Formção pr formdores Prentlid Positiv (stind educdors e docentes do 1.º ciclo) Not: o terceiro

Leia mais

EDITAL 004/2016 PROGRAMA MOBILIDADE ACADÊMICA ABRUEM 2016/2

EDITAL 004/2016 PROGRAMA MOBILIDADE ACADÊMICA ABRUEM 2016/2 EDITAL 004/2016 PROGRAMA MOBILIDADE ACADÊMICA ABRUEM 2016/2 A UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO, no uso de sus tribuições legis e em cumprimento ds norms prevists no rtigo 37, inciso IX, d Constituição

Leia mais

LLF MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE RONDÔNIA

LLF MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE RONDÔNIA LLF MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE RONDÔNIA RESOLUÇÃO Nº 2/CONSUP/IFRO, DE 5 DE MARÇO DE 2015. Dispõe sobre

Leia mais

EXEMPLAR DE ASSINANTE DA IMPRENSA NACIONAL

EXEMPLAR DE ASSINANTE DA IMPRENSA NACIONAL ISSN 677-7042 Ano CLIII N o - 236 Brsíli - DF, sext-feir, 9 de dezembro de 6. Sumário PÁGINA Atos do Poder Executivo... Presidênci d Repúblic... 7 Ministério d Agricultur, Pecuári e Abstecimento... 2 Ministério

Leia mais

PLANEJAMENTO DO SEMESTRE LETIVO

PLANEJAMENTO DO SEMESTRE LETIVO UNIVERSIDDE FEDERL D PRÍB CENTRO DE EDUCÇÃO PROGRM DE PÓS-GRDUÇÃO EM POLÍTICS PÚBLICS, GESTÃO E VLIÇÃO D EDUCÇÃO SUPERIOR MESTRDO PROFISSIONL - MPPGV Centro de Educação UFPB Castelo Branco João Pessoa/PB

Leia mais

2.1. O número de vagas oferecidas para os períodos como discriminado no item 3.1, encontra-se detalhado no anexo I deste edital.

2.1. O número de vagas oferecidas para os períodos como discriminado no item 3.1, encontra-se detalhado no anexo I deste edital. UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO - UFRJ INSTITUTO ALBERTO LUIZ COIMBRA DE PÓS- GRADUAÇÃO E PESQUISA DE ENGENHARIA COPPE PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA METALÚRGICA E DE MATERIAIS - PEMM EDITAL

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO ESTÁCIO RADIAL DE SÃO PAULO SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 MISSÃO DO CURSO

CENTRO UNIVERSITÁRIO ESTÁCIO RADIAL DE SÃO PAULO SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 MISSÃO DO CURSO SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 CURSO: TECNOLOGIA EM AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL MISSÃO DO CURSO O Curso Superior de Tecnologi em Automção Industril do Centro Universitário Estácio Rdil de São Pulo tem

Leia mais

PROCESSO DE SELEÇÃO EXTERNA SIMPLIFICADA DE BOLSISTAS DO PROGRAMA NACIONAL DE ACESSO AO ENSINO TÉCNICO E AO EMPREGO (PRONATEC)

PROCESSO DE SELEÇÃO EXTERNA SIMPLIFICADA DE BOLSISTAS DO PROGRAMA NACIONAL DE ACESSO AO ENSINO TÉCNICO E AO EMPREGO (PRONATEC) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA SUL-RIO-GRANDENSE PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO PROCESSO DE SELEÇÃO EXTERNA SIMPLIFICADA

Leia mais

1 de 8. Ofertas n.º 2842

1 de 8. Ofertas n.º 2842 1 de 8 Procedimento de seleção pr recrutmento de Técnicos no âmbito do Progrm de Atividdes de Enriquecimento Curriculr do 1.º Ciclo de Ensino Básico Atividdes Lúdico Expressivs Ligção d Escol com o Meio

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO COORDENADORIA DE REGISTROS ACADÊMICOS PLANO DE ENSINO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO COORDENADORIA DE REGISTROS ACADÊMICOS PLANO DE ENSINO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO COORDENADORIA DE REGISTROS ACADÊMICOS PLANO DE ENSINO Ddos de Identificção Component e Curriculr: SB08-FORMAÇÃO DOS

Leia mais

PLANO DE AÇÃO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO EM DIREITOS HUMANOS NA EDUCAÇÃO BÁSICA (versão Preliminar)

PLANO DE AÇÃO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO EM DIREITOS HUMANOS NA EDUCAÇÃO BÁSICA (versão Preliminar) PLANO DE AÇÃO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO EM DIREITOS HUMANOS NA EDUCAÇÃO BÁSICA (versão Preliminr) PLANO DE AÇÃO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO DIREITOS HUMANOS NA EDUCAÇÃO BÁSICA Governo do Estdo de Rorim Secretri Estdul

Leia mais

I AÇÕES DE AUDITORIA INTERNA PREVISTAS:

I AÇÕES DE AUDITORIA INTERNA PREVISTAS: PAINT 24 - I AÇÕES DE AUDITORIA INTERNA PREVISTAS: 1.1 - Auditoris de Conformidde Uniddes Orig d dnd: Intern com bse nos resultdos d Mtriz de Risco elbord pel Auditori Intern Nº UNIDADE OBJETIVOS ESCOPO

Leia mais

UNIDADES DE ESTUDO 1ª ETAPA

UNIDADES DE ESTUDO 1ª ETAPA UNIDADES DE ESTUDO 1ª ETAPA - 2016 8º ANO - EF II Bst que sejis jovens pr que eu vos me profundmente Dom Bosco. 0 1) Divisão d etp e dts ds vlições Avlições 1ª Etp 68 dis Intermediári 01/04 Finl 2ª chmd

Leia mais

PLANO ANUAL DE TRABALHO

PLANO ANUAL DE TRABALHO PLANO ANUAL DE TRABALHO DE ARAUCÁRIA 06 smed@rucri.pr.gov.br 1 1. APRESENTAÇÃO O Conselho Municipl de Educção CME de Arucári, crido nos termos d Lei Municipl nº 1.527/04, de 02 de novembro de 04, é o órgão

Leia mais

RELATÓRIO ANUAL DE ATIVIDADES DA AUDITORIA INTERNA

RELATÓRIO ANUAL DE ATIVIDADES DA AUDITORIA INTERNA RELATÓRIO ANUAL DE ATIVIDADES DA AUDITORIA INTERNA RAINT - 2015 Auditori Intern Sumário 1. Introdução... 3 2. A Telebrs... 3 2.1. Histórico... 3 2.2. Novs Atribuições... 3 2.3. Atribuições... 4 2.4. Competênci

Leia mais

PROGRAMA SENAC DE GRATUIDADE - PSG EDITAL DE SELEÇÃO PARA INGRESSO DE ALUNOS EM CURSOS OFERTADOS PELO SENAC

PROGRAMA SENAC DE GRATUIDADE - PSG EDITAL DE SELEÇÃO PARA INGRESSO DE ALUNOS EM CURSOS OFERTADOS PELO SENAC PROGRAMA SENAC DE GRATUIDADE - PSG EDITAL DE SELEÇÃO PARA INGRESSO DE ALUNOS EM S OFERTADOS PELO SENAC O SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COMERCIAL ADMINISTRAÇÃO REGIONAL DO PARÁ, SENAC/PA, no uso de sus

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA PROJETOS DE INCLUSÃO PRODUTIVA

TERMO DE REFERÊNCIA PROJETOS DE INCLUSÃO PRODUTIVA TERMO DE REFERÊNCIA PROJETOS DE INCLUSÃO PRODUTIVA 1 - Ddos do Proponente 1.1- Nome d Entidde 1.2- CNPJ 1.3- Número de Sócios 1.4- Dt d Fundção 1.5- Endereço 20/09/2011 1.6- Município 1.7- CEP 1.8- U F

Leia mais