PERÍODO 83.1 / 87.2 PROGRAMA EMENTA:

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PERÍODO 83.1 / 87.2 PROGRAMA EMENTA:"

Transcrição

1 UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA PERÍODO 83.1 / 87.2 EMENTA: Os gêneros literários: divisão e evolução. Caracterização segundo critérios intrínsecos e / ou extrínsecos. A teoria clássica e as teorias modernas do gênero. Trechos lingüístico-estético concernentes a cada gênero. OBJETIVOS: O aluno deverá: 1 Examinar os diversos gêneros, espécies e formas literárias; 2 Refletir criticamente sobre a questão dos gêneros literários; 3 Articular o discurso literário, enquanto discurso de representação, com outras modalidades discursivas; 4 Desconstituir o texto literário nos seus diversos níveis; 5 Compreender a estrutura da linguagem no discurso literário. CONTEÚDO PROGRAMÁTICO 1.Gêneros, espécies e formas literárias 2.Teorias sobre os gêneros literários 3.A questão dos gêneros e a relação texto/contexto 4. A poesia. Das formas fixas ao verso livre. Propostas de Vanguarda. 5. A ficção narrativa (Prosa) Romance Novela Conto Crônica Memórias 6. O gênero dramático (representativo) Tragédia Comédia 7. A Épica 8. A lírica 9. O discurso literário e outras modalidades discursivas (a história, a psicanálise, a antropologia e etc.) 10. O Problema da Ideologia 11. A linguagem OBS: No desenvolvimento de programa não existe a obrigatoriedade de seguir a mesma ordem em que se encontram os tópicos no conteúdo programático, uma vez que muitos deles precisam ser tratados simultaneamente. B I B L I O G R A F I A ARISTÓTELES. Arte retórica e arte poética. Rio de Janeiro: Ed. de Ouro, BARTHES, Roland et alli, Análise estrutural da narrativa. BOSI, Alfredo. O ser e o tempo da poesia. São Paulo, Nacional, CÂNDIDO, Antônio. Literatura e Sociedade. São Paulo: Nacional, COHEN, Jean. Estrutura da linguagem poética. São Paulo: Cultrix, EDUSP, 1974.

2 COSTA LIMA, Luiz. Teoria da Literatura em suas fontes. Rio de Janeiro: Francisco Alves, Estruturalismo e teoria da literatura. Introdução à problemática estética e sistêmica. Petrópolis, Vozes, COSTA LIMA, Luiz et alli. Dicionário crítico de comunicação. Rio de Janeiro: Paz e Terra. COUTINHO, Afrânio. Da crítica e da nova crítica. 2 a ed., Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, DANZIGER, M. K. e JOHNSON, W. S. Introdução ao estudo crítico da literatura. São Paulo: Cultrix / EDUSP, DUFRENNE, M. O poético. Porto alegre: Globo, EIKGENBAUM et alli. Teoria da literatura. Formalistas Russos. Porto Alegre: Globo, FORSTER, E. M. Aspectos do romance. Porto Alegre: Globo. FOUCAULT et alli, Estruturalismo: Antologia de textos teóricos. (Seleção e introdução de Eduardo Prado Coelho). São Paulo: Martins Fontes. GENETE, Gerard, Literatura e Semiologia. Petrópolis: Vozes, JAKOBSON, Roman. Lingüística e comunicação. São Paulo: Cultrix, KAUSER, Wolfgang. Análise e interpretação da obra literária. Coimbra: Arménio Amaro; Editor, sucessor, LINS, Alvaro. Teoria literária. (Poesia, romance, teatro, biografia, crítica). Rio de janeiro: Edições de Ouro (Biblioteca Mentor Cultural). LUKACS, G. Narrar ou descrever? In: Ensaios sobre literatura. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, MOISÉS, Massaud. A criação literária. Ed. Rev São Paulo: Melhoramentos. MUIR, Edwin. A estrutura do romance. Porto Alegre: Globo, s.d. PAZ, Octávio, O arco e a lira. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1978 (Coleção Logos). PLATÃO. Diálogo III A República. (cap. 10). Rio de Janeiro: Ed. de Ouro, s.d.

3 UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA PERÍODO 88.1 / 91.2 EMENTA: Os gêneros literários: divisão e evolução. Caracterização segundo critérios intrínsecos e / ou extrínsecos. A teoria clássica e as teorias modernas do gênero. Trechos lingüístico-estético concernentes a cada gênero. OBJETIVOS: O aluno deverá: 1 Examinar os diversos gêneros, espécies e formas literárias; 2 Refletir criticamente sobre a questão dos gêneros literários; 3 Articular o discurso literário, enquanto discurso de representação, com outras modalidades discursivas; 4 Desconstituir o texto literário nos seus diversos níveis; 5 Compreender a estrutura da linguagem no discurso literário. CONTEÚDO PROGRAMÁTICO: 1.Gêneros, espécies e formas literárias 2.Teorias sobre os gêneros literários 3.A questão dos gêneros e a relação texto/contexto 4. A poesia. Das formas fixas ao verso livre. Propostas de Vanguarda. 5. A ficção narrativa (Prosa) Romance Novela Conto Crônica Memórias 6. O gênero dramático (representativo) Tragédia Comédia 12. A Épica 13. A lírica 14. O discurso literário e outras modalidades discursivas (a história, a psicanálise, a antropologia e etc.) 15. O Problema da Ideologia 16. A linguagem OBS: No desenvolvimento de programa não existe a obrigatoriedade de seguir a mesma ordem em que se encontram os tópicos no conteúdo programático, uma vez que muitos deles precisam ser tratados simultaneamente. B I B L I O G R A F I A ARISTÓTELES. Arte retórica e arte poética. Rio de Janeiro: Ed. de Ouro, BARTHES, Roland et alli, Análise estrutural da narrativa. BOSI, Alfredo. O ser e o tempo da poesia. São Paulo, Nacional, CÂNDIDO, Antônio. Literatura e Sociedade. São Paulo: Nacional, COHEN, Jean. Estrutura da linguagem poética. São Paulo: Cultrix, EDUSP, COSTA LIMA, Luiz. Teoria da Literatura em suas fontes. Rio de Janeiro: Francisco Alves, 1975.

4 . Estruturalismo e teoria da literatura. Introdução à problemática estética e sistêmica. Petrópolis, Vozes, COSTA LIMA, Luiz et alli. Dicionário crítico de comunicação. Rio de Janeiro: Paz e Terra. COUTINHO, Afrânio. Da crítica e da nova crítica. 2 a ed., Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, DANZIGER, M. K. e JOHNSON, W. S. Introdução ao estudo crítico da literatura. São Paulo: Cultrix / EDUSP, DUFRENNE, M. O poético. Porto alegre: Globo, EIKGENBAUM et alli. Teoria da literatura. Formalistas Russos. Porto Alegre: Globo, FORSTER, E. M. Aspectos do romance. Porto Alegre: Globo. FOUCAULT et alli, Estruturalismo: Antologia de textos teóricos. (Seleção e introdução de Eduardo Prado Coelho). São Paulo: Martins Fontes. GENETE, Gerard, Literatura e Semiologia. Petrópolis: Vozes, JAKOBSON, Roman. Lingüística e comunicação. São Paulo: Cultrix, KAUSER, Wolfgang. Análise e interpretação da obra literária. Coimbra: Arménio Amaro; Editor, sucessor, LINS, Alvaro. Teoria literária. (Poesia, romance, teatro, biografia, crítica). Rio de janeiro: Edições de Ouro (Biblioteca Mentor Cultural). LUKACS, G. Narrar ou descrever? In: Ensaios sobre literatura. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, MOISÉS, Massaud. A criação literária. Ed. Rev São Paulo: Melhoramentos. MUIR, Edwin. A estrutura do romance. Porto Alegre: Globo, s.d. PAZ, Octávio, O arco e a lira. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1978 (Coleção Logos). PLATÃO. Diálogo III A República. (cap. 10). Rio de Janeiro: Ed. de Ouro, s.d. PORTELLA, et alii. Teoria literária. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, (Biblioteca Universitária, 42). POUILLON, Jean. O tempo no romance. São Paulo: Cultrix/EDUSP, ROSENFELD, Anatol et alii. A personagem de ficção. São Paulo: Perspectiva, 1970 (col. Debates, 1). SILVIA, Vitor Manuel de Aguiar e. Teoria da literatura. São Paulo: Martins Fontes. SOUZA, Roberto Acízelo Quelha de & FONSECA, José Luis Jobim de Salles. Teoria literária: ensaios. Rio de Janeiro: Cronos, STAIGER, E. Conceitos fundamentais da Poética. 2 a ed. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, TODOROV, T. As estruturas narrativas. São Paulo: Perspectiva, Como ler in Poética da prosa. Lisboa: Ed Estruturalismo e poética. São Paulo: Cultrix, WELLEK, René & WARREN, Austin. Teoria da literatura. Publicações Europa América (Biblioteca Universitária).

5 EMENTA: UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA PERÍODO: 92.1 a 99.1 Teoria da Narrativa. O romance. As narrativas curtas. Diferentes tipos de abordagem teórica. OBJETIVOS: O aluno ao final do curso deverá: 1) Ler e comentar textos teóricos sobre a teoria da narrativa; 2) Analisar textos narrativos e, 3) Produzir um texto dissertativo sobre texto narrativo. CONTEÚDO PROGRAMÁTICO 1) Introdução ao estudo da narrativa: 1.1) questão da representação literária; 1.2) conceituação conforme diferentes vertentes teóricas. 2) Elementos estruturais da narrativa: 2.1) foco narrativo: 2.2) narrador; 2.3) personagem; 2.4) enredo; 2.5) tempo; 2.6) espaço; 2.7) ação. 3) Diferentes formas da narrativa: 3.1) romance; 3.2) narrativas curtas METODOLOGIA: Aulas expositivas, estudos em grupo, debates. AVALIAÇÃO: Prova escrita individual, fichamento, resenhas, trabalho escrito individual, análise de textos narrativos. BIBLIOGRAFIA ARISTÓTELES. Poética. Trad. Eudoro de Souza. Porto Alegre: Globo, BARBOSA, O. A. A modernidade do romance. In: A leitura do intervalo. São Paulo: Iluminuras, BENJAMIN, W. O narrador. In: Obras escolhidas. Trad. Sérgio Paulo Rouanet. São Paulo: Brasiliense, Vol.1. BAKHTIN, M. Questões de literatura e de estética. São Paulo: Hucitec, CANDIDO, A. et alii. A personagem de ficção. São Paulo: Perspectiva, CORTÁZAR, J. Alguns aspectos do conto. In: Valise de Cronópio. Trad. João Alexandre Barbosa e Davi Arrigucci. São Paulo: Perspectiva, DIMAS, A. Espaço e romance. São Paulo: Ática, MUIR, E. A estrutura do romance. Trad. M. G. Bordini. Porto Alegre: Globo, PLATÃO. A República. Livro 10. São Paulo: Atenas, REIS, C. & LOPES, A. C.M. Dicionário de teoria da narrativa. São Paulo: Ática, 1988.

UNIDADE ACADÊMICA: CAMPUS UNIVERSITÁRIO DE ABAETETUBA SUBUNIDADE ACADÊMICA: FACULDADE DE CIÊNCIAS DA LINGUAGEM PROFESSOR(A): AUGUSTO SARMENTO-PANTOJA

UNIDADE ACADÊMICA: CAMPUS UNIVERSITÁRIO DE ABAETETUBA SUBUNIDADE ACADÊMICA: FACULDADE DE CIÊNCIAS DA LINGUAGEM PROFESSOR(A): AUGUSTO SARMENTO-PANTOJA UNIDADE ACADÊMICA: CAMPUS UNIVERSITÁRIO DE ABAETETUBA SUBUNIDADE ACADÊMICA: FACULDADE DE CIÊNCIAS DA LINGUAGEM PROFESSOR(A): AUGUSTO SARMENTO-PANTOJA PLANO DE ATIVIDADE ACADÊMICA CÓDIGO DISCIPLINA LTAB004

Leia mais

Faculdade de Letras. STL Teoria da Literatura I - OB Carga horária: 60 horas - 04 créditos. Atenção I. EMENTA:

Faculdade de Letras. STL Teoria da Literatura I - OB Carga horária: 60 horas - 04 créditos. Atenção I. EMENTA: Faculdade de Letras STL-004 - Teoria da Literatura I - OB Carga horária: 60 horas - 04 créditos I. EMENTA: Atenção Este conteúdo é equivalente para a (s) seguinte (s) disciplina (s): Estrutura da Obra

Leia mais

METODOLOGIA: AVALIAÇÃO: BIBLIOGRAFIA:

METODOLOGIA: AVALIAÇÃO: BIBLIOGRAFIA: METODOLOGIA: Utilização de motivações audiovisuais (gravações áudio em cassete e CDs, vídeos, transparências e outros recursos multimídia fotos, som e texto articulados com auxílio de softwares), além

Leia mais

PLANO DE ENSINO. 1 Leitura de textos teóricos e ficcionais. 2 Exposição oral dos textos teóricos. 3 Análise de textos narrativos ficcionais.

PLANO DE ENSINO. 1 Leitura de textos teóricos e ficcionais. 2 Exposição oral dos textos teóricos. 3 Análise de textos narrativos ficcionais. PLANO DE ENSINO I) IDENTIFICAÇÃO DISCIPLINA: Teorias da narrativa CENTRO: CPTL CURSO: Mestrado/Doutorado em Letras ANO LETIVO: 2016 DURAÇÃO: ( ) ANUAL ( ) SEMESTRAL 1º (x) 2º ( ) CRÉDITOS: 4 CARGA HORÁRIA:

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS FACULDADE DE LETRAS

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS FACULDADE DE LETRAS MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS FACULDADE DE LETRAS NOME DA DISCIPLINA: LITERATURA PORTUGUESA 2 PROFESSOR RESPONSÁVEL: Rogério Santana CARGA HORÁRIA SEMESTRAL: 64h CARGA HORÁRIA SEMANAL:

Leia mais

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO Período: 88.2 89.2 EMENTA: Linhas gerais da Vanguarda Européia; coordenadas históricas do Brasil do século XX. Antecedentes da Semana de Arte Moderna e aspectos estético e ideológicos do Movimento Modernista

Leia mais

PROFESSORA RESPONSÁVEL: Larissa Warzocha Fernandes Cruvinel

PROFESSORA RESPONSÁVEL: Larissa Warzocha Fernandes Cruvinel MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS FACULDADE DE LETRAS NOME DA DISCIPLINA: Literatura Brasileira 3 PROFESSORA RESPONSÁVEL: Larissa Warzocha Fernandes Cruvinel CARGA HORÁRIA SEMESTRAL:

Leia mais

O DIÁLOGO ENTRE LITERATURA E FILOSOFIA NA FICÇÃO BRASILEIRA DO SÉCULO XX

O DIÁLOGO ENTRE LITERATURA E FILOSOFIA NA FICÇÃO BRASILEIRA DO SÉCULO XX PROJETO DE PESQUISA O DIÁLOGO ENTRE LITERATURA E FILOSOFIA NA FICÇÃO BRASILEIRA DO SÉCULO XX Profª. Ms. Patrícia Chanely da Silva Ricarte Coordenadora Prof. Paulo Alberto da Silva Sales Colaborador Acadêmica:

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS FACULDADE DE LETRAS

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS FACULDADE DE LETRAS MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS FACULDADE DE LETRAS NOME DA DISCIPLINA: Literatura Portuguesa II PROFESSOR RESPONSÁVEL: Prof. Dr. Pedro Carlos Louzada Fonseca CARGA HORÁRIA SEMESTRAL:

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO TRIÂNGULO MINEIRO PROJETO DE PESQUISA UMA ANÁLISE ESPACIAL DO CONTO SUBSTÂNCIA DE GUIMARÃES ROSA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO TRIÂNGULO MINEIRO PROJETO DE PESQUISA UMA ANÁLISE ESPACIAL DO CONTO SUBSTÂNCIA DE GUIMARÃES ROSA UNIVERSIDADE FEDERAL DO TRIÂNGULO MINEIRO PROJETO DE PESQUISA UMA ANÁLISE ESPACIAL DO CONTO SUBSTÂNCIA DE GUIMARÃES ROSA Daniela Elisabete da Silva Pinto Orientador: Ozíris Borges Filho UBERABA MG 2012

Leia mais

CURSO ANO LETIVO PERIODO/ANO Departamento de Letras º CÓDIGO DISCIPLINA CARGA HORÁRIA

CURSO ANO LETIVO PERIODO/ANO Departamento de Letras º CÓDIGO DISCIPLINA CARGA HORÁRIA CURSO ANO LETIVO PERIODO/ANO Departamento de Letras 2017 4º CÓDIGO DISCIPLINA CARGA HORÁRIA Literatura Brasileira III 04h/a xxx xxx 60 h/a xxx xxx EMENTA Visão das estéticas modernas do pré-modernismo

Leia mais

P R O G R A M A. O léxico português. Processos de criação e renovação

P R O G R A M A. O léxico português. Processos de criação e renovação UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS, LETRAS E ARTES DEPARTAMENTO DE LETRAS CLÁSSICAS E VERNÁCULAS DISCIPLINA: LÍNGUA PORTUGUESA II (Red. e Expressão Oral) CARGA HORÁRIA: 45 horas

Leia mais

2. 1 A poesia trovadoresca - Leitura de cantigas de amor e de amigo semântico, sintático, lexical e sonoro;

2. 1 A poesia trovadoresca - Leitura de cantigas de amor e de amigo semântico, sintático, lexical e sonoro; EIXO TEMÁTICO: 1 TEXTO LITERÁRIO E NÃO LITERÁRIO 1) Analisar o texto em todas as suas dimensões: semântica, sintática, lexical e sonora. 1. Diferenciar o texto literário do não-literário. 2. Diferenciar

Leia mais

7 Referências Bibliográficas

7 Referências Bibliográficas 7 Referências Bibliográficas ANDRADE, Carlos Drummond de (org.). A lição do amigo: cartas de Mário de Andrade a Carlos Drummond de Andrade. Rio de Janeiro: José Olympio Editora, 1982.. Antologia Poética.

Leia mais

Literatura Brasileira Código HL ª: 10h30-12h30

Literatura Brasileira Código HL ª: 10h30-12h30 Código HL 012 Nome da disciplina VI Turma A 3ª: 07h30-09h30 6ª: 10h30-12h30 Pedro Dolabela Programa resumido Falaremos do romance no Brasil entre 1964 e 1980 sob uma série de perspectivas simultâneas:

Leia mais

Programa de Pós-Graduação Em Ciência da Informação Centro de Ciências da Educação Universidade Federal de Santa Catarina PLANO DE ENSINO

Programa de Pós-Graduação Em Ciência da Informação Centro de Ciências da Educação Universidade Federal de Santa Catarina PLANO DE ENSINO Programa de Pós-Graduação Em Ciência da Informação Centro de Ciências da Educação Universidade Federal de Santa Catarina PLANO DE ENSINO 1 IDENTIFICAÇÃO 1.1 Disciplina: PCI 410003 - ANÁLISE DA INFORMAÇÃO

Leia mais

PLANO INDIVIDUAL DE TRABALHO

PLANO INDIVIDUAL DE TRABALHO PLANO INDIVIDUAL DE TRABALHO 1. DADOS DE IDENTIFICAÇÃO Curso: Letras Disciplina: Literatura Portuguesa I Professor: Paula Cristina Ribeiro da Rocha de Morais Cunha Código: Carga Horária: 60 Créditos: 3

Leia mais

AVALIAÇÃO Testes escritos e seminários.

AVALIAÇÃO Testes escritos e seminários. CARGA HORÁRIA: 60 horas-aula Nº de Créditos: 04 (quatro) PERÍODO: 91.1 a 99.1 EMENTA: Visão panorâmica das literaturas produzidas em Portugal, Brasil, Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique e São

Leia mais

Técnico Integrado em Controle Ambiental SÉRIE:

Técnico Integrado em Controle Ambiental SÉRIE: PLANO DA DISCIPLINA COMPONENTE CURRICULAR: Língua Portuguesa e Literatura Brasileira CURSO: Técnico Integrado em Controle Ambiental SÉRIE: 1º Ano CARGA HORÁRIA: 100 h.r. EMENTA Estudos de Fonética e Fonologia

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS UNIDADE UNIVERSITÁRIA DE CIÊNCIAS SÓCIO-ECONÔMICAS E HUMANAS DE ANÁPOLIS

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS UNIDADE UNIVERSITÁRIA DE CIÊNCIAS SÓCIO-ECONÔMICAS E HUMANAS DE ANÁPOLIS 1. EMENTA O conceito de ciência. Ciência e outras formas de saber. A constituição histórica das ciências humanas. Teoria do conhecimento. O objeto do conhecimento. A linguagem científica. Ciência, ética

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA UEPB DEPARTAMENTO DE LETRAS E ARTES MESTRADO EM LITERATURA E INTERCULTURALIDADE PLANO DE CURSO

UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA UEPB DEPARTAMENTO DE LETRAS E ARTES MESTRADO EM LITERATURA E INTERCULTURALIDADE PLANO DE CURSO UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA UEPB CENTRO DE EDUCAÇÃO DEPARTAMENTO DE LETRAS E ARTES MESTRADO EM LITERATURA E INTERCULTURALIDADE Componente Curricular: MITOCRÍTICA E MITANÁLISE Carga Horária: 45 HORAS

Leia mais

CURSO DE DIREITO. Professor: Ana Paula dos Santos Lima Titulação: Doutora em Ensino, Filosofia e História das Ciências pela UFBA/ UEFS PLANO DE CURSO

CURSO DE DIREITO. Professor: Ana Paula dos Santos Lima Titulação: Doutora em Ensino, Filosofia e História das Ciências pela UFBA/ UEFS PLANO DE CURSO CURSO DE DIREITO Componente Curricular: Filosofia Código: DIR-112 CH Total: 60 h Pré-requisito: - Período Letivo: 2016.1 Turma: 2º semestre Professor: Ana Paula dos Santos Lima Titulação: Doutora em Ensino,

Leia mais

PLANO DE ENSINO DA DISCIPLINA

PLANO DE ENSINO DA DISCIPLINA FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE REGIONAL DO CARIRI URCA CENTRO DE HUMANIDADES DEPARTAMENTO DE LÍNGUAS E LITERATURAS CURSO DE LICENCIATURA EM LETRAS DISCIPLINA: Literatura Brasileira II Professor: Edson Soares Martins

Leia mais

P R O G R A M A. IV Unidade Prática de textos: Textos de autores portugueses e brasileiros dos séculos XIX e XX

P R O G R A M A. IV Unidade Prática de textos: Textos de autores portugueses e brasileiros dos séculos XIX e XX PERÍODO: 76.1 / 77.2 I Unidade Estrutura e formação dos vocábulos 1.1 Estruturas mórficas 1.2 - Formação do léxico português 1.3 - Processos de formação de palavras II Unidade Funções sintáticas dos termos

Leia mais

PLANO DE CURSO. Deverá compreender de forma crítica, as transformações artísticas de um modo geral, especialmente da literatura, na contemporaneidade.

PLANO DE CURSO. Deverá compreender de forma crítica, as transformações artísticas de um modo geral, especialmente da literatura, na contemporaneidade. PLANO DE CURSO 1. DADOS DE IDENTIFICAÇÃO: Curso: Letras Disciplina: Literatura Portuguesa III Professor: Maria do Socorro Pereira de Almeida E-mail: socorroliteratura@hotmail.com Código: Carga Horária:

Leia mais

7 Referências Bibliográficas

7 Referências Bibliográficas 7 Referências Bibliográficas ABBAGNANO, Nicola. Dicionário de Filosofia. São Paulo: Martins Fontes, 2003. BAUDELAIRE, Charles. Sobre a Modernidade. Tradução brasileira: Teixeira Coelho. Rio de Janeiro,

Leia mais

A avaliação constará de três avaliações escritas, individuais (duas intermediárias e a prova final) e um trabalho em grupo:

A avaliação constará de três avaliações escritas, individuais (duas intermediárias e a prova final) e um trabalho em grupo: Unidade Universitária CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE - 040 Curso Psicologia Disciplina História da Psicologia Professores: João Garção DRT 110568-2 Marcos Vinícius de Araújo - DRT 110930-4 Sonia

Leia mais

PLANO DE CURSO. 1. Apresentar a emergência da teoria social de Marx e da tradição sociológica, discutindo os traços pertinentes destas duas vertentes.

PLANO DE CURSO. 1. Apresentar a emergência da teoria social de Marx e da tradição sociológica, discutindo os traços pertinentes destas duas vertentes. SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ INSTITUTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SERVIÇO SOCIAL CURSO DE MESTRADO EM SERVIÇO SOCIAL Disciplina: Teorias Sociais

Leia mais

Unesp PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO PARA A CIÊNCIA - ÁREA DE CONCENTRAÇÃO ENSINO DE CIÊNCIAS. Plano de Ensino

Unesp PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO PARA A CIÊNCIA - ÁREA DE CONCENTRAÇÃO ENSINO DE CIÊNCIAS. Plano de Ensino Unesp PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO PARA A CIÊNCIA - ÁREA DE CONCENTRAÇÃO ENSINO DE CIÊNCIAS Plano de Ensino Designação da Disciplina: Teoria do Conhecimento e Filosofia da Ciência Domínio Específico ( X )

Leia mais

PLANO DE DISCIPLINA DADOS DO COMPONENTE CURRICULAR NOME: LÍNGUA PORTUGUESA E LITERATURA BRASILEIRA II CURSO: TÉCNICO EM EDIFICAÇÕES INTEGRADO AO

PLANO DE DISCIPLINA DADOS DO COMPONENTE CURRICULAR NOME: LÍNGUA PORTUGUESA E LITERATURA BRASILEIRA II CURSO: TÉCNICO EM EDIFICAÇÕES INTEGRADO AO PLANO DE DISCIPLINA DADOS DO COMPONENTE CURRICULAR NOME: LÍNGUA PORTUGUESA E LITERATURA BRASILEIRA II CURSO: TÉCNICO EM EDIFICAÇÕES INTEGRADO AO ENSINO MÉDIO SÉRIE: 2º ANO CARGA HORÁRIA: 3 A/S - 120 H/A

Leia mais

Há quatro GÊNEROS principais e clássicos e mais um gênero moderno (a partir do séc. XIX); são eles:

Há quatro GÊNEROS principais e clássicos e mais um gênero moderno (a partir do séc. XIX); são eles: Gêneros Literários Há quatro GÊNEROS principais e clássicos e mais um gênero moderno (a partir do séc. XIX); são eles: Gênero épico (fatos heroicos) Guerras, batalhas e grandes feitos 3ª pessoa; Expressa

Leia mais

CURSO PARFOR/LETRAS CAMETÁ PERÍODO: 27/01/20014 A 01/02/2014 PROFESSOR (A)-ÂNGELA VASCONCELOS. CONTATO DA PROFESSORA:

CURSO PARFOR/LETRAS CAMETÁ PERÍODO: 27/01/20014 A 01/02/2014 PROFESSOR (A)-ÂNGELA VASCONCELOS. CONTATO DA PROFESSORA: SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE EDUCAÇÃO PLANO DE AÇÕES ARTICULADAS FORMAÇÃO DE PROFESSORES DA EDUCAÇÃO BÁSICA - PARFOR CURSO PARFOR/LETRAS CAMETÁ PERÍODO:

Leia mais

BIBLIOGRAFIA. ABBAGNAMO, Nicola. Dicionário de Filosofia. São Paulo: Martins Fontes, 2003.

BIBLIOGRAFIA. ABBAGNAMO, Nicola. Dicionário de Filosofia. São Paulo: Martins Fontes, 2003. BIBLIOGRAFIA ABBAGNAMO, Nicola. Dicionário de Filosofia. São Paulo: Martins Fontes, 2003. AGAMBEN, Giorgio. Infância e História: destruição da experiência e origem da história. Belo Horizonte: Editora

Leia mais

TEORIA DA LITERATURA 1ª. VISÃO

TEORIA DA LITERATURA 1ª. VISÃO TEORIA DA LITERATURA 1ª. VISÃO Pode-se teorizar sobre a literatura? A academia de Atenas - Rafael É com Platão (séculos V-IV a.c.) e Aristóteles (século IV a.c.) que a análise da literatura assume contornos

Leia mais

FACULDADE SETE DE SETEMBRO FASETE

FACULDADE SETE DE SETEMBRO FASETE PLANO DE CURSO 1. DADOS DE IDENTIFICAÇÃO Curso: Sistemas de Informação Disciplina: Leitura e Produção Textual Professor: Wilma Cléa Ferreira e-mail: wilmaclea@yahoo.com.br Código: Carga Horária: 60 H Créditos:

Leia mais

PROGRAMA DE DISCIPLINA

PROGRAMA DE DISCIPLINA UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS DEPARTAMENTO DE ARTES CURSO DE LICENCIATURA EM TEATRO DISCIPLINA: INTERPRETAÇÃO TEATRAL II Código: Créditos: 03 Carga Horária: 90h. Pré-requisito:

Leia mais

6. Referências Bibliográficas

6. Referências Bibliográficas 84 6. Referências Bibliográficas ALMEIDA, P. M. de. Carta para Carlos Drummond de Andrade. São Paulo, 10 de nov. de 1977. 5 f. Arquivo-Museu de Literatura Brasileira. Fundação Casa de Rui Barbosa. ANDRADE,

Leia mais

PLANO INDIVIDUAL DE TRABALHO

PLANO INDIVIDUAL DE TRABALHO PLANO INDIVIDUAL DE TRABALHO 1. DADOS DE IDENTIFICAÇÃO Curso: Letras Disciplina: Literatura Portuguesa I Professor: Socorro Almeida Código: Carga Horária: 60 Créditos: 3 Pré-requisito(s): Teoria da literatura

Leia mais

PLANIFICAÇÃO ANUAL 9.º Ano

PLANIFICAÇÃO ANUAL 9.º Ano AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE VALE DE MILHAÇOS ESCOLA BÁSICA DE VALE DE MILHAÇOS PLANIFICAÇÃO ANUAL 9.º Ano Disciplina de Português Ano Letivo - 2016/2017 Metas de aprendizagem Conteúdos Nº de aulas previstas

Leia mais

II. Metodologia: Aula expositiva e dialogada, seminário, estudo dirigido, pesquisa de várias naturezas, entre outros.

II. Metodologia: Aula expositiva e dialogada, seminário, estudo dirigido, pesquisa de várias naturezas, entre outros. Ministério da Educação Universidade Federal de Goiás Faculdade de Letras Departamento de Estudos Linguísticos e Literários Literatura portuguesa contemporânea Disciplina: METODOLOGI DA PESQUISA ESTUDOS

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS FACULDADE DE LETRAS

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS FACULDADE DE LETRAS MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS FACULDADE DE LETRAS NOME DA DISCIPLINA: Estágio 3 PROFESSORA RESPONSÁVEL: Larissa Warzocha F. Cruvinel CARGA HORÁRIA SEMESTRAL: 96 h/a CARGA HORÁRIA

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO LINHA DE EDUCAÇÃO, CULTURA E SOCIEDADE

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO LINHA DE EDUCAÇÃO, CULTURA E SOCIEDADE UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO LINHA DE EDUCAÇÃO, CULTURA E SOCIEDADE DISCIPLINA: Análise do Discurso CARGA HORÁRIA: 45 horas PROFESSORA: Dra. Laura Maria Silva Araújo

Leia mais

Geral Perceber os avanços da literatura brasileira pós 1945, compreendendo-a a partir de sua inserção na contemporaneidade.

Geral Perceber os avanços da literatura brasileira pós 1945, compreendendo-a a partir de sua inserção na contemporaneidade. PLANO DE ENSINO DADOS DO COMPONENTE CURRICULAR Nome do COMPONENTE CURRICULAR: LITERATURA BRASILEIRA V Curso: LICENCIATURA EM LETRAS COM HABILITAÇÃO EM LÍNGUA PORTUGUESA Período: 7 Semestre: 2016.2 Carga

Leia mais

Programa provisório. UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA Departamento de Filosofia Curso: Estética e filosofia da arte Profª.

Programa provisório. UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA Departamento de Filosofia Curso: Estética e filosofia da arte Profª. Programa provisório UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA Departamento de Filosofia Curso: Estética e filosofia da arte Profª. Priscila Rufinoni Mimesis, estética, arte Com o mesmo espelho não se pode refletir diferentes

Leia mais

COLEGIADO DO CURSO DE DIREITO Autorizado pela Portaria no de 05/12/02 DOU de 06/12/02 Componente Curricular: Filosofia PLANO DE CURSO

COLEGIADO DO CURSO DE DIREITO Autorizado pela Portaria no de 05/12/02 DOU de 06/12/02 Componente Curricular: Filosofia PLANO DE CURSO COLEGIADO DO CURSO DE DIREITO Autorizado pela Portaria no 3.355 de 05/12/02 DOU de 06/12/02 Componente Curricular: Filosofia Código: DIR-112 Pré-requisito: Filosofia Geral Período Letivo: 2013.1 Professor:

Leia mais

TEORIA E CRÍTICA LITERÁRIA SÉCULO XX

TEORIA E CRÍTICA LITERÁRIA SÉCULO XX TEORIA E CRÍTICA LITERÁRIA SÉCULO XX Abordagens extrínsecas Literatura e Biografia Tese: a biografia do autor explica e ilumina a obra. Objeções: 1) O conhecimento biográfico pode ter valor exegético,

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 63/2002

RESOLUÇÃO Nº 63/2002 RESOLUÇÃO Nº 63/2002 Estabelece a relação de obras literárias do Processo Seletivo da UFES para ingresso nos cursos de graduação nos anos letivos de 2004, 2005 e 2006. O DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO

Leia mais

POEMAS DE FERNANDO PESSOA O ORTÓNIMO E OS HETERÓNIMOS

POEMAS DE FERNANDO PESSOA O ORTÓNIMO E OS HETERÓNIMOS Índice geral 3 Índice geral Módulo 9 Textos líricos POEMAS DE FERNANDO PESSOA O ORTÓNIMO E OS HETERÓNIMOS 12 CONTRATO DE LEITURA 14 Tábua bibliográfica, 16 FERNANDO PESSOA (ortónimo) 17 Autopsicografia,

Leia mais

PLANO DE ENSINO. Unidade II: O modernismo no Brasil

PLANO DE ENSINO. Unidade II: O modernismo no Brasil PLANO DE ENSINO CURSO: Letras PERÍODO: 2 /2009 DISCIPLINA: Literatura Brasileira Moderna e Contemporânea CARGA HORÁRIA: 60 horas CRÉDITOS: 03 PROFESSOR: Marcos de Jesus Oliveira (Mestre em Literatura/UnB.

Leia mais

Do palco para a sala de aula a leitura do texto dramático

Do palco para a sala de aula a leitura do texto dramático Do palco para a sala de aula a leitura do texto dramático Profª Drª Rosemari Bendlin Calzavara i (UNOPAR) Resumo: O estudo e investigação da leitura do texto dramático nos vários níveis de escolarização

Leia mais

Matéria: literatura Assunto: pintura - tarsila do amaral Prof. IBIRÁ

Matéria: literatura Assunto: pintura - tarsila do amaral Prof. IBIRÁ Matéria: literatura Assunto: pintura - tarsila do amaral Prof. IBIRÁ Literatura TARSILA DO AMARAL Introdução Tarsila do Amaral foi uma das mais importantes pintoras brasileiras do movimento modernista.

Leia mais

PRINCIPAIS OBRAS DE LEODEGÁRIO A. DE AZEVEDO FILHO

PRINCIPAIS OBRAS DE LEODEGÁRIO A. DE AZEVEDO FILHO PRINCIPAIS OBRAS DE LEODEGÁRIO A. DE AZEVEDO FILHO 1. Alguns Problemas do Idioma. Rio de Janeiro: Gráfica Carioca, 1953. 2. Didática Especial de Português. Rio de Janeiro: Editora Conquista, 1958. 3. A

Leia mais

Gêneros Textuais. E aí, beleza!? Vamos juntos dar uma olhada em algumas dicas importantes de gêneros textuais?

Gêneros Textuais. E aí, beleza!? Vamos juntos dar uma olhada em algumas dicas importantes de gêneros textuais? Gêneros Textuais E aí, beleza!? Vamos juntos dar uma olhada em algumas dicas importantes de gêneros textuais? Para começar, vamos observar as imagens abaixo, reproduções de uma receita, uma manchete de

Leia mais

PLANO DE ENSINO SEMESTRE :

PLANO DE ENSINO SEMESTRE : Coordenação do Curso de Graduação em Letras-Português PLANO DE ENSINO SEMESTRE : 2014.2 CÓDIGO/NOME DA DISCIPLINA: LLV7802 - Leitura e Produção de Texto TURMA: 01335 HORAS/AULA: 60h/ terça-feira das 09h10

Leia mais

Plano de Ensino. Identificação. Câmpus de Bauru

Plano de Ensino. Identificação. Câmpus de Bauru Curso 1503 / 1504 - Licenciatura em Matemática 1701 - Bacharelado em Meteorologia 3002 / 3003 - Licenciatura em Pedagogia Ênfase Identificação Disciplina 0004460A - Leitura e Produção Textual Docente(s)

Leia mais

EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE LETRAS-IRATI (Currículo iniciado em 2009) LETRAS-PORTUGUÊS

EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE LETRAS-IRATI (Currículo iniciado em 2009) LETRAS-PORTUGUÊS EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE LETRAS-IRATI (Currículo iniciado em 2009) LETRAS-PORTUGUÊS DIDÁTICA 0545/I C/H 68 A didática e o ensino de línguas. O planejamento e a avaliação escolar no processo

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DR. SOLANO DE ABREU ABRANTES PLANIFICAÇÃO ANUAL ATIVIDADES ESTRATÉGIAS. Resolução do teste diagnóstico

ESCOLA SECUNDÁRIA DR. SOLANO DE ABREU ABRANTES PLANIFICAÇÃO ANUAL ATIVIDADES ESTRATÉGIAS. Resolução do teste diagnóstico ESCOLA SECUNDÁRIA DR. SOLANO DE ABREU ABRANTES PLANIFICAÇÃO ANUAL Ensino Secundário Profissional DISCIPLINA: Português ANO: 12º ANO LETIVO 2011/2012 COMPETÊNCIAS CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS ATIVIDADES ESTRATÉGIAS

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO FACULDADE DE LETRAS DIRETORIA ADJUNTA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO DEPARTAMENTO DE LETRAS CLÁSSICAS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO FACULDADE DE LETRAS DIRETORIA ADJUNTA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO DEPARTAMENTO DE LETRAS CLÁSSICAS DEPARTAMENTO DE LETRAS CLÁSSICAS SETOR DE GREGO 011 1º SEMESTRE DISCIPLINA: GREGO A LEC 305 Marinete de Santana Ribeira 4ª 13:30-15:10 H-105 A prosa Ática: aspectos morfossintáticos e estilísticos. Textos

Leia mais

CARGA HORÁRIA SEMANAL: 04 CARGA HORÁRIA SEMESTRAL: 60 CRÉDITO: 04 NOME DA DISCIPLINA: Ciência Política NOME DO CURSO: Ciências Econômicas.

CARGA HORÁRIA SEMANAL: 04 CARGA HORÁRIA SEMESTRAL: 60 CRÉDITO: 04 NOME DA DISCIPLINA: Ciência Política NOME DO CURSO: Ciências Econômicas. 1. IDENTIFICAÇÃO CÓDIGO DA DISCIPLINA: PERÍODO: III CARGA HORÁRIA SEMANAL: 04 CARGA HORÁRIA SEMESTRAL: 60 CRÉDITO: 04 NOME DA DISCIPLINA: Ciência Política NOME DO CURSO: Ciências Econômicas. 2. EMENTA

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO. PLANO DE ENSINO Semestre letivo º. 1. Identificação Código

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO. PLANO DE ENSINO Semestre letivo º. 1. Identificação Código MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PLANO DE ENSINO Ano Semestre letivo 2015 1º 1. Identificação Código 1.1. Disciplina: FUNDAMENTOS DE SOCIOLOGIA 0560076 1.2.

Leia mais

Universidade do Estado de Santa Catarina UDESC Centro de Ciências Humanas e da Educação FAED PLANO DE ENSINO

Universidade do Estado de Santa Catarina UDESC Centro de Ciências Humanas e da Educação FAED PLANO DE ENSINO 1 Universidade do Estado de Santa Catarina UDESC Centro de Ciências Humanas e da Educação FAED PLANO DE ENSINO DEPARTAMENTO: Departamento de Ciências Humanas ANO/SEMESTRE: 2013/2 CURSO: Pedagogia FASE:

Leia mais

A constituição da Antropologia como ciência. Diversidade cultural, relativismo e etnocentrismo. Evolucionismo. Críticas ao Evolucionismo.

A constituição da Antropologia como ciência. Diversidade cultural, relativismo e etnocentrismo. Evolucionismo. Críticas ao Evolucionismo. Disciplina: Introdução à Antropologia (Antropologia I) Período: 2006/1 Profa. Sandra Jacqueline Stoll EMENTA A constituição da Antropologia como ciência. Diversidade cultural, relativismo e etnocentrismo.

Leia mais

A coleção Português Linguagens e os gêneros discursivos nas propostas de produção textual

A coleção Português Linguagens e os gêneros discursivos nas propostas de produção textual A coleção Português Linguagens e os gêneros discursivos nas propostas de produção textual Marly de Fátima Monitor de Oliveira Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - Unesp Araraquara e-mail:

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Centro de Comunicação e Letras Curso de Propaganda, Publicidade e Criação PLANO DE ENSINO

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Centro de Comunicação e Letras Curso de Propaganda, Publicidade e Criação PLANO DE ENSINO PLANO DE ENSINO CÓDIGO 042 UNIDADE CENTRO DE COMUNICAÇÃO E LETRAS CÓD. CURSO CURSO PROPAGANDA, PUBLICIDADE E CRIAÇÃO CÓD. DISC. 17031461 DISCIPLINA EVOLUÇÃO DAS ARTES VISUAIS I ETAPA 1 CH ANO 2009 CRÉDITOS

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE FEIRA DE SANTANA CÓDIGO DISCIPLINA REQUISITOS CHF 505 INTRODUÇÃO À FILOSOFIA --

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE FEIRA DE SANTANA CÓDIGO DISCIPLINA REQUISITOS CHF 505 INTRODUÇÃO À FILOSOFIA -- UNIVERSIDADE ESTADUAL DE FEIRA DE SANTANA U.E.F.S DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS HUMANAS E FILOSOFIA PROGRAMA DE DISCIPLINA CÓDIGO DISCIPLINA REQUISITOS CHF 505 INTRODUÇÃO À FILOSOFIA -- CARGA HORÁRIA CRÉDITOS

Leia mais

OBSERVAÇÃO: Verificar textos que se encontram no blog www.texsturas.wordpress.com (Tópico Literatura Brasileira Contemporânea II).

OBSERVAÇÃO: Verificar textos que se encontram no blog www.texsturas.wordpress.com (Tópico Literatura Brasileira Contemporânea II). UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ FACULDADE DE CIÊNCIAS DA LINGUAGEM CURSO DE GRADUAÇÃO EM LETRAS LITERATURA BRASILEIRA CONTEMPORÂNEA II PROGRAMA E PLANEJAMENTO DE DISCIPLINA EMENTA: Apresentação da narrativa

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO. PLANO DE ENSINO Ano Semestre letivo º. 1. Identificação Código

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO. PLANO DE ENSINO Ano Semestre letivo º. 1. Identificação Código MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PLANO DE ENSINO Ano Semestre letivo 2016 1º 1. Identificação Código 1.1. Disciplina: FUNDAMENTOS DE SOCIOLOGIA 0560076 1.2.

Leia mais

LITERATURA E DROGAS : UM PROJETO EDUCACIONAL

LITERATURA E DROGAS : UM PROJETO EDUCACIONAL LITERATURA E DROGAS: um projeto educacional (1995;1999) Véra Motta 1 LITERATURA E DROGAS : UM PROJETO EDUCACIONAL Véra Motta INTRODUÇÃO O ensino da Literatura, no nível médio, tem sido submetido a estranhas

Leia mais

Plano de Ensino. Identificação. Câmpus de São Paulo. Curso null - null. Ênfase. Disciplina LAT0101TU - Laboratório de História do Teatro I

Plano de Ensino. Identificação. Câmpus de São Paulo. Curso null - null. Ênfase. Disciplina LAT0101TU - Laboratório de História do Teatro I Curso null - null Ênfase Identificação Disciplina LAT0101TU - Laboratório de História do Teatro I Docente(s) Luciana de Fátima Rocha P. de Lyra Unidade Instituto de Artes Departamento Departamento de Artes

Leia mais

Interpretar discursos orais com diferentes graus de formalidade e complexidade. Registar,

Interpretar discursos orais com diferentes graus de formalidade e complexidade. Registar, DEPARTAMENTO DE LÍNGUAS PORTUGUÊS 8º ANO A Ano Letivo: 2012/2013 Introdução /Metas Consigna-se no Despacho n.º 5306/2012, de 18 de abril de 2012, que o desenvolvimento do ensino será orientado por Metas

Leia mais

PERÍODO: 93.2-97.2 PROGRAMA EMENTA:

PERÍODO: 93.2-97.2 PROGRAMA EMENTA: PERÍODO: 93.2-97.2 PROGRAMA EMENTA: O Arcadismo, o Romantismo e o Realismo na Literatura Portuguesa: poesia e prosa. 1. O Arcadismo 1.1 A produção árcade portuguesa 1.2 Bocage e sua expressão lírica 2.

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Unidade Universitária Centro de Ciências Biológicas e da Saúde - 040 Curso Psicologia Disciplina Processos Psicológicos Básicos Professor(es) Paulo Sérgio Boggio DRT 112311-5 Claudio Bastidas Martinez

Leia mais

IMPORTANTES REFERÊNCIAS SOBRE O TEMA DA MITOLOGIA GREGA

IMPORTANTES REFERÊNCIAS SOBRE O TEMA DA MITOLOGIA GREGA IMPORTANTES REFERÊNCIAS SOBRE O TEMA DA MITOLOGIA GREGA Como temos percebido o tema mitologia é um tema caro para muitos estudiosos e mesmo do público em geral. Na verdade, observei e isto tenho colocado

Leia mais

A G R U P A M ENTO DE ESC O L A S A N S ELMO D E A N D R A D E

A G R U P A M ENTO DE ESC O L A S A N S ELMO D E A N D R A D E A G R U P A M ENTO DE ESC O L A S A N S ELMO D E A N D R A D E DEPARTAMENTO DE LÍNGUAS - Grupo de Português Planificação Anual /Critérios de avaliação Disciplina: Português Ensino Profissional 12º. Ano

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS FACULDADE DE LETRAS

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS FACULDADE DE LETRAS MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS FACULDADE DE LETRAS NOME DA DISCIPLINA: ESTÁGIO IV TURMA E PROFESSOR RESPONSÁVEL: ISRAEL ELIAS TRINDADE CARGA HORÁRIA SEMESTRAL: 112 CARGA HORÁRIA SEMANAL:

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO CURSO DE LETRAS (BACHARELADO) - 216/2(currículo 4) CAMPUS MARIANA CÓDIGO DISCIPLINAS OBRIGATÓRIAS PRÉ-REQUISITO CHS CHA AULAS LET71 ESTUDOS CLASSICOS 6 72 4 1 LET711 I 6 72 4 1 LET712 PRODUCAO DE TEXTOS

Leia mais

Textos, filmes e outros materiais. Habilidades e Competências. Conteúdos/ Matéria. Categorias/ Questões. Tipo de aula. Semana

Textos, filmes e outros materiais. Habilidades e Competências. Conteúdos/ Matéria. Categorias/ Questões. Tipo de aula. Semana PLANO DE CURSO DISCIPLINA: LINGUAGEM JURÍDICA (CÓD. ENEX 60106) ETAPA: 1ª TOTAL DE ENCONTROS: 15 SEMANAS Semana Conteúdos/ Matéria Categorias/ Questões Tipo aula Habilidas e Competências Textos, filmes

Leia mais

DIVISÃO DE ASSUNTOS ACADÊMICOS Secretaria Geral de Cursos PROGRAMA DE DISCIPLINA

DIVISÃO DE ASSUNTOS ACADÊMICOS Secretaria Geral de Cursos PROGRAMA DE DISCIPLINA DIVISÃO DE ASSUNTOS ACADÊMICOS Secretaria Geral de Cursos PROGRAMA DE DISCIPLINA DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS HUMANAS E FILOSOFIA CÓDIGO: CHF217 DISCIPLINA: INTRODUÇÃO À SOCIOLOGIA I CARGA HORÁRIA: 60H EMENTA:

Leia mais

INSTRUMENTO AVALIATIVO

INSTRUMENTO AVALIATIVO INSTRUMENTO AVALIATIVO 7º ANO 3º BIMESTRE 2016 CALENDÁRIO DE AVALIAÇÕES AVALIAÇÃO ESPECÍFICA Avaliações Específicas 22/08 23/08 24/08 25/08 26/08 Ciências Geografia Português Filosofia Inglês Redação Arte

Leia mais

U.E.F.S DEPARTAMENTO: CIÊNCIAS HUMANAS E PROGRAMA DE FILOSOFIA DISCIPLINA

U.E.F.S DEPARTAMENTO: CIÊNCIAS HUMANAS E PROGRAMA DE FILOSOFIA DISCIPLINA U.E.F.S DEPARTAMENTO: CIÊNCIAS HUMANAS E PROGRAMA DE FILOSOFIA DISCIPLINA CÓDIGO DISCIPLINA ------------- ------------------------------------------------------- CHF 134 HISTORIOGRAFIA BRASILEIRA CARGA

Leia mais

CPPG Centro de Pesquisa e Pós-Graduação Comunicação Social CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

CPPG Centro de Pesquisa e Pós-Graduação Comunicação Social CONTEÚDO PROGRAMÁTICO Nome da Disciplina Docente Responsável Disciplina Carga Horária Duração Panorama Nacional das Artes Visuais 20 h/a 5 encontros de 4h/a Apresentação e Objetivos Específicos da Disciplina A disciplina explora,

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA PARA LICENCIATURAS

LÍNGUA PORTUGUESA PARA LICENCIATURAS LÍNGUA PORTUGUESA PARA LICENCIATURAS OBJETIVO GERAL Oportunizar o desenvolvimento de competências, habilidades e estratégias essenciais para a recepção e produção de textos de circulação geral e acadêmica,

Leia mais

CURSO DE ARTES CÊNICAS 2007/2 BACHARELADO EM INTERPRETAÇÃO

CURSO DE ARTES CÊNICAS 2007/2 BACHARELADO EM INTERPRETAÇÃO CURSO DE ARTES CÊNICAS 2007/2 BACHARELADO EM INTERPRETAÇÃO CÓDIGO DISCIPLINAS OBRIGATÓRIAS PRÉ-REQUISITO CR CHS AULAS PR ART501 Jogos Teatrais I - 3 60 2 2 1º ART503 Expressão Vocal I - 3 60 2 2 1º ART507

Leia mais

CURSO DE GRADUAÇÃO EM LETRAS PORTUGUÊS E ESPANHOL

CURSO DE GRADUAÇÃO EM LETRAS PORTUGUÊS E ESPANHOL CURSO DE GRADUAÇÃO EM LETRAS PORTUGUÊS E ESPANHOL MATRIZ CURRICULAR NOTURNO Fase Nº. Ordem Código COMPONENTE CURRICULAR Créditos Horas 1. Leitura e produção textual I 4 60 2. Introdução a informática 4

Leia mais

2. PROCEDIMENTOS E AVALIAÇÃO

2. PROCEDIMENTOS E AVALIAÇÃO 1 UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA DEPARTAMENTO DE SOCIOLOGIA DISCIPLINA: TEORIA SOCIOLÓGICA I CÓDIGO: 134473 2º SEMESTRE/ 2016 TURMA A PROFESSORA: MARIA FRANCISCA PINHEIRO COELHO coelhofrancisca@gmail.com PROGRAMA

Leia mais

GÊNEROS LITERÁRIOS. Dramático, Épico, Narrativo e Lírico

GÊNEROS LITERÁRIOS. Dramático, Épico, Narrativo e Lírico GÊNEROS LITERÁRIOS Dramático, Épico, Narrativo e Lírico O QUE SÃO GÊNEROS LITERÁRIOS? Designam as famílias de obras literárias dotadas de características iguais ou semelhantes. Porém, os gêneros não são

Leia mais

Bases Epistemológicas do Movimento Humano, Cultura e Educação

Bases Epistemológicas do Movimento Humano, Cultura e Educação Bases Epistemológicas do Movimento Humano, Cultura e Educação Prof. Dr. Guanis de Barros Vilela Junior Profa. Dra. Cinthia Lopes da Silva Ementa: Epistemologia e crise científica. Educação Física e epistemologia

Leia mais

Programa de Unidade Curricular

Programa de Unidade Curricular Programa de Unidade Curricular Faculdade Ciências Empresariais Licenciatura Ciências Económicas e Empresariais / Contabilidade Unidade Curricular História da Cultura Portuguesa Semestre: 4 Nº ECTS: 3,0

Leia mais

EMENTA OBJETIVO GERAL. Ampliar os conhecimentos gramaticais, utilizando-os de forma apropriada nas práticas de linguagem oral e escrita.

EMENTA OBJETIVO GERAL. Ampliar os conhecimentos gramaticais, utilizando-os de forma apropriada nas práticas de linguagem oral e escrita. Ensino Fundamental II 7º ano PLANO DE ENSINO DISCIPLINA Língua Portuguesa PROFESSOR Ana Paula dos Santos Cabral CARGA HORÁRIA TURMA ANO LETIVO TOTAL SEMANAL 7º ano A 2017 1.1 - Gêneros literários: poema

Leia mais

PROGRAMA Agosto-Dezembro 2016

PROGRAMA Agosto-Dezembro 2016 MESTRADO EM TEORIA LITERÁRIA DISCIPLINA: TEORIAS DA POESIA PROGRAMA Agosto-Dezembro 2016 10/08 - Apresentação da disciplina: programa, bibliografia e textos teóricos e poéticos que serão analisados. Alfredo

Leia mais

5. Objetivo geral (prever a contribuição da disciplina em termos de conhecimento, habilidades e atitudes para a formação do aluno)

5. Objetivo geral (prever a contribuição da disciplina em termos de conhecimento, habilidades e atitudes para a formação do aluno) ANEXO I UNIVERSIDADE DA REGIÃO DE JOINVILLE UNIVILLE COLÉGIO DA UNIVILLE PLANEJAMENTO DE ENSINO E APRENDIZAGEM 1. Curso: Missão do Colégio: Promover o desenvolvimento do cidadão e, na sua ação educativa,

Leia mais

BRANDÃO, Luís Alberto. Teorias do espaço literário. São Paulo: Perspectiva, 2013.

BRANDÃO, Luís Alberto. Teorias do espaço literário. São Paulo: Perspectiva, 2013. BRANDÃO, Luís Alberto. Teorias do espaço literário. São Paulo: Perspectiva, 2013. Fabrício César de Aguiar *1 O livro Teorias do espaço literário, de Luís Alberto Brandão, apresenta uma imensa contribuição

Leia mais

Componente Curricular: DEONTOLOGIA E BIOÉTICA EM ENFERMAGEM PLANO DE CURSO

Componente Curricular: DEONTOLOGIA E BIOÉTICA EM ENFERMAGEM PLANO DE CURSO CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20 Componente Curricular: DEONTOLOGIA E BIOÉTICA EM ENFERMAGEM Código: ENF-203 Pré-requisito: Nenhum

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS FACULDADE DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS HUMANAS - FAFICH DEPARTAMENTO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL - COM

UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS FACULDADE DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS HUMANAS - FAFICH DEPARTAMENTO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL - COM Disciplina: Teorias da Comunicação Código: COM663 Turma: Carga horária: 60 horas/aula Créditos: 04 (quatro) Classificação: OB Curso: Comunicação Social Pré-requisito: COM027 Período Letivo: 2017/1 Aulas:

Leia mais

Disciplina: Tendências Teórico-Metodológicas do Serviço Social na Contemporaneidade

Disciplina: Tendências Teórico-Metodológicas do Serviço Social na Contemporaneidade Disciplina: Tendências Teórico-Metodológicas do Serviço Social na Contemporaneidade Código: SSO- Semestre: 2013.1 Créditos: 04 - Carga Horária: 60 hs Horário 6ª feira 08:20 11:50hs. Professores: Hélder

Leia mais

PLANO DE CURSO. Tópico 1- A constituição da ciência psicológica e suas bases epistemológicas:

PLANO DE CURSO. Tópico 1- A constituição da ciência psicológica e suas bases epistemológicas: 1. DADOS DE IDENTIFICAÇÃO: PLANO DE CURSO Curso: Bacharelado em Psicologia Disciplina: Fundamentos Epistemológicos e Históricos da Psicologia Professor: Elisângela Lima Araújo Código: PSI00 Carga Horária:

Leia mais

PROGRAMA DE DISCIPLINA DADOS SOBRE A DISCIPLINA. Prática de Pesquisa em Filosofia III

PROGRAMA DE DISCIPLINA DADOS SOBRE A DISCIPLINA. Prática de Pesquisa em Filosofia III PROGRAMA DE DISCIPLINA CENTRO: CCH ANO LETIVO DEPARTAMENTO: FILOSOFIA 2014 DADOS SOBRE A DISCIPLINA CÓDIGO 6FIL094 NOME Prática de Pesquisa em Filosofia III CURSO Filosofia SÉRIE 3 a CARGA HORÁRIA SEMESTRAL

Leia mais

Técnico Integrado em Controle Ambiental SÉRIE:

Técnico Integrado em Controle Ambiental SÉRIE: PLANO DA DISCIPLINA COMPONENTE CURRICULAR: Língua Portuguesa e Literatura Brasileira CURSO: Técnico Integrado em Controle Ambiental SÉRIE: 2º Ano CARGA HORÁRIA: 100 h.r. EMENTA Aspectos morfológicos e

Leia mais

P R O G R A M A. OBJETIVO: Possibilitar, através de um maior domínio da frase e do parágrafo, uma melhor organização dos vários níveis de discurso.

P R O G R A M A. OBJETIVO: Possibilitar, através de um maior domínio da frase e do parágrafo, uma melhor organização dos vários níveis de discurso. PERÍODO 92.1/ 93.2 P R O G R A M A EMENTA: Aspectos do discurso lingüístico: a frase e o parágrafo. OBJETIVO: Possibilitar, através de um maior domínio da frase e do parágrafo, uma melhor organização dos

Leia mais