Guia do Paciente Fusão Espinhal

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Guia do Paciente Fusão Espinhal"

Transcrição

1 Guia do Paciente Fusão Soluções para Medicina Ltda. 01

2 Guia do Paciente - O objetivo da cirurgia de fusão espinhal é de proporcionar alívio da dor que você vem sentindo e tornar a sua coluna mais estável. Depois da cirurgia, sua habilidade de mover-se deve melhorar, e você poderá tornar a praticar atividades diárias que você tem estado incapaz de praticar. Esta brochura o ajudará a entender: A coluna saudável; Problemas da coluna incluindo doença degenerativa do disco; Tratamentos cirúrgicos e não-cirúrgicos; Cirurgia de fusão e como sistemas pediculares, o Sistemas ST360 TM e o Silhouette TM funcionam O que você pode esperar antes e depois da cirurgia Foi criado um glossário para lhe familiarizar com os termos médicos que o seu médico poder utilizar para descrever a sua doença e o tratamento. Fusão Soluções para Medicina Ltda. 02

3 A Coluna Saudável A coluna vertebral é uma das estruturas mais importantes no corpo humano. Ela suporta a maior parte do peso corporal e protege a medula espinhal, que transporta a comunicação do cérebro para o resto corpo. A coluna vertebral é forte, porém flexível, permitindo uma grande variedade de movimentos. A coluna vertebral se estende da base do crânio ao cóccix, e é composta de 33 ossos, conhecidos como vértebras. As primeiras sete vértebras estão no pescoço, ou na região cervical. As 12 vértebras seguintes estão conectadas às costelas, que protegem o coração e os pulmões. Essas vértebras são chamadas de torácicas. Em seguida encontra-se a parte inferior das costas, denominada região lombar, que contém cinco vértebras. As nove vértebras restantes estão nas últimas duas regiões da coluna, o sacro e o cóccix. As vértebras das regiões cervical, torácica e lombar são separadas por discos. Os discos servem como almofadas entre as vértebras a ajudam a proteger as vértebras e os nervos que passam da medula espinhal através das vértebras e para o resto do corpo. As vértebras no sacro e no cóccix são segmentos fundidos, o que significa que não há discos entre eles. Problemas da Coluna Estima-se que 80% dos norte-americanos sofrem de dor lombar em algum momento de suas vidas. A maioria dos casos de dor lombar são agudos, o que significa que a dor ocorre por um período curto de tempo e então desaparece. Em alguns casos, entretanto, a dor e os sintomas podem durar por meses ou continuar retornando; isso é considerado um problema crônico ou de longo-termo e exige a atenção de um médico. Devido à coluna ser tão importante para a sustentação e movimento, um problema na coluna pode interromper até mesmo as atividades mais simples do cotidiano. Doenças da Coluna Existe um número variado de doenças que podem provocar dor e afetar a movimentação, incluindo a estenose espinhal, a escoliose, tumores, infecções, fraturas e a doença degenerativa Fusão Soluções para Medicina Ltda. 03

4 do disco. Indivíduos com doenças na coluna lombar podem apresentar sintomas como dor ou dormência afetando uma ou as duas pernas, fraqueza nos músculos das pernas e problemas ou dor ao urinar. A dor comumente ocorre quando os nervos que passam através da coluna são pinçados. Doença Degenerativa do Disco A Doença Degenerativa do Disco (DDD) é uma das causas comuns da dor na coluna. Conforme uma pessoa envelhece, os discos podem perder sua elasticidade, flexibilidade e sua habilidade em servir como um amortecedor de choques para a coluna. A DDD acontece quando o centro macio do disco se seca e encolhe. Isto provoca o estreitamento das aberturas através das quais os nervos passam, pinçando os nervos entre as vértebras. A maioria das pessoas tem poucos problemas quando isso acontece, mas para outros, a pressão sobre os nervos causa uma situação extremamente dolorosa. Pessoas com doença degenerativa do disco podem apresentar sintomas que incluem dor nas costas, nas pernas, e enfraquecimento das pernas. Tratamentos Existem muitos tratamentos disponíveis para doenças da coluna vertebral e doença degenerativa do disco. Você pode já ter tentado alguns ou todos os tratamentos não-cirúrgicos, e eles podem ter ajudado por algum tempo. Tratamentos não-cirúrgicos incluem repouso, gelo ou calor, medicamentos, injeções de esteróides, exercícios e fisioterapia. Se estes tratamentos não-cirúrgicos não proporcionarem alívio depois de um período de tempo, você e seu cirurgião podem decidir que um tratamento cirúrgico, chamado cirurgia espinhal de fusão, pode ser adequado para você. Fusão Soluções para Medicina Ltda. 04

5 Cirurgia Espinhal de Fusão A cirurgia espinhal de fusão remove a pressão dos nervos que estão provocando dor. Isto é feito através da restauração do alinhamento da coluna ou do espaço entre as vértebras, e da estabilização e fusão da coluna. Uma fusão espinhal acontece quando o tecido ósseo cresce entre as vértebras, interrompendo a movimentação na região, o que reduz a dor. Dependendo das condições da coluna, o doutor pode utilizar uma abordagem anterior, o que significa que a incisão será feita no abdômen, ou uma abordagem posterior, o que significa que a incisão será feita nas costas. Algumas vezes, o cirurgião pode escolher utilizar uma combinação dos dois. Se o cirurgião utilizar uma abordagem posterior, um sistema de parafusos pediculares é utilizado para estabilizar a coluna enquanto esta se funde e cicatriza. Os sistemas de parafusos pediculares podem ser utilizados sozinhos ou combinados com outro dispositivo de estabilização. Durante a cirurgia, o cirurgião pode aliviar a compressão nervosa removendo o disco (procedimento chamado discectomia). O cirurgião pode também aliviar a pressão do nervo ao aparar ou remover o teto, ou lâmina da vértebra para criar mais espaço para o nervo (procedimento chamado laminectomia). O cirurgião então restaura o espaço ao redor dos nervos e se prepara para estabilizar a coluna com o sistema de parafusos pediculares. Existe um número de componentes em um sistema de parafusos pediculares, e o cirurgião irá escolher os que são mais adequados para a sua coluna. Os parafusos são posicionados através de cada lado da vértebra na parte do osso chamada pedículo. As hastes são fixadas para conectar os parafusos e fixar a coluna em sua posição restaurada. O sistema de parafusos pediculares está agora fixo. Nos últimos passos da cirurgia, o cirurgião implanta enxerto ósseo (pequenas lascas de osso) ao longo da vértebra a ser fundida ou dentro e ao redor do dispositivo que foi posicionado entre as vértebras. O enxerto ósseo pode vir do sacro do paciente, de um banco de ossos ou de uma combinação de ambos. Fusão Soluções para Medicina Ltda. 05

6 O sistema de parafusos pediculares manterá a coluna estável até que o enxerto ósseo esteja fundido com as vértebras. Apesar da fusão óssea ser um processo biológico, uma fusão completa pode demorar até um ano para acontecer. Em alguns casos, pessoas podem ter problemas em obter fusão espinhal. Muitas coisas, como fumar ou utilizar diversos medicamentos, podem interferir com a fusão. Seu médico discutirá com você a respeito dos riscos associados à sua cirurgia. O Que Esperar Antes e Depois da Cirurgia Antes da Cirurgia Existem algumas coisas que você pode fazer para se preparar para uma cirurgia de fusão espinhal. Alimentar-se de forma balanceada e nutritiva nas semanas antes da cirurgia ajudará o seu corpo a se recuperar. Se você fuma, deixar de fumar nas semanas antes da cirurgia é também aconselhável. Seu médico lhe informará de quaisquer outras coisas que você precisa saber para se preparar para sua cirurgia. Depois da Cirurgia A recuperação da fusão espinhal acontece em estágios conforme o seu corpo se recupera. O primeiro estágio de recuperação envolve a cicatrização da incisão e dos tecidos moles. Isso acontece durante as primeiras semanas. Movimentação, como caminhar, contribui muito para a recuperação. Você pode esperar estar caminhando tão cedo quanto no dia seguinte. Seu médico pode também encaminhá-lo para terapia física ocupacional para exercícios suaves durante as primeiras semanas de recuperação. Seu médico irá monitorar e avaliar a fusão dos ossos durante a recuperação. Isso significa que você fará visitas ao consultório, onde serão feitas radiografias para verificar se os ossos estão e fundindo. Seu médico lhe informará a respeito de coisas que você pode fazer para ajudar na sua recuperação. Fusão Soluções para Medicina Ltda. 06

7 É comum sentir dores nas costas e nos quadris por um período de tempo depois da cirurgia. Seu médico pode lhe ajudar administrando medicamentos. Certifique-se de falar com seu médico se você estiver sentido dores mais fortes do que as que você foi informado que deveria esperar. A maioria das pessoas pode voltar a trabalhar e exercer a maiorias de suas atividades em seis semanas após a cirurgia. Uma fusão completa leva meses para acontecer, e a recuperação é diferente para cada paciente. Dependendo de quantos níveis da coluna foram fundidos, você poderá perceber algumas diferenças na flexibilidade de sua coluna. Seu médico lhe informará a respeito do que você pode esperar durante sua recuperação. A cirurgia de fusão espinhal utilizando um sistema de parafusos pediculares tem o objetivo de estabilizar a coluna, dando ao paciente a habilidade de mover-se mais facilmente e com menos dor. Para a maioria das pessoas, a fusão espinhal oferece alívio significativo e melhorias na habilidade de mover-se e realizar suas atividades diárias. Esta brochura tem o propósito de lhe ajudar a entender a cirurgia de fusão espinhal e os sistemas de parafusos pediculares como o ST360 e o Silhouette, para que você possa colaborar com o seu médico para tomar as decisões relacionadas ao tratamento adequado para você. Fale com seu médico se você diver otras dúvidas. Sintomas a Observar Após a Cirurgia Como seu médico lhe explicará, qualquer cirurgia envolve riscos. Depois da cirurgia, se você perceber qualquer um desses sintomas, entre em contato com seu médico: Sinais de infecção (febre, calafrios, vermelhidão ao redor da incisão, aumento da dor, sensação de pressão sobre a coluna) Sangramento ou secreção excessiva no local da incisão Dor repentina um aumento significativo no nível de dor Perda de sensação nas mãos ou pés Aumento ou crescente falta de fôlego Fusão Soluções para Medicina Ltda. 07

8 Glossário Banco de Ossos: um laboratório no qual osso alógrafo é armazenado para utilização em cirurgia. Cirurgia de : procedimento que restaura e mantém o espaço entre as vértebras ao estabilizar os ossos até que estes sejam fundidos. Coluna Vertebral: a parte óssea do corpo que vai da base do crânio até o cóccix. A estrutura é feira de vértebras e contém cinco regiões a cervical, a torácica, a lombar, o sacro e o cóccix. Enxerto Ósseo: existem dois tipos de enxertos ósseos. O osso autógrafo é o colhido em um local de uma pessoa e então transplantado em outro local da mesma pessoa. O osso alógrafo é doado de uma pessoa e colhido, processado, armazenado e transplantado em outra pessoa. Discectomia: um procedimento cirúrgico que envolve a remoção de material de um disco danificado de entre duas vértebras. Disco: uma almofada preenchida com um fluido com a textura de uma geléia que se encontra entre as vértebras da coluna. Cada disco é identificado pelas vértebras vizinhas a ele. Por exemplo, o disco L4-5 é o disco entre as vértebras L4 e L5. Doença Degenerativa do Disco (DDD): perda da elasticidade e flexibilidade do disco. Apesar de poder acontecer rapidamente, a maioria das DDD desenvolvem-se ao longo do tempo devido à postura inadequada. Escoliose: doença na qual existe uma curvatura contrária da coluna. Estenose: termo geral para descrever uma doença na qual os canais espinhais são estreitados e pressionam os nervos. Fusão: junção ou cicatrização de dois ossos. Incisão: um corte feito através da pele e do corpo durante a cirurgia. Laminectomia: procedimento cirúrgico que alivia a pressão dos nervos espinhais ao aparar ou remover parte da lâmina (teto) da vértebra para criar mais espaço. Pedículo: área semelhante a um caule da parte posterior da vértebra que conecta a parte Fusão Soluções para Medicina Ltda. 08

9 principal da vértebra às estruturas (e.g. a lâmina) que se projetam dela. Cada vértebra possui dois pedículos. Sistema de Parafusos Pediculares: sistema de parafusos e hastes que mantém as vértebras estáveis até que aconteça a fusão. Vértebra: um dos 33 ossos que formam a coluna. Cada vértebra é identificada por número em sua região da coluna. Por exemplo, L1 é a primeira vértebra da região lombar. Fusão Soluções para Medicina Ltda. 09

10 Centerpulse Spine-Tech Inc. d/b/a Zimmer Spine 7375 Bush Lake Road Telefone Fax Rua Funchal, º And Cj.115 V. Olímpia São Paulo, SP CEP Tel: (11) Fax: (11) Fusão Soluções para Medicina Ltda. 010

GUIA DO PACIENTE. Dynesys Sistema de Estabilização Dinâmica. O Sistema Dynesys é o próximo passo na evolução do tratamento da dor lombar e nas pernas

GUIA DO PACIENTE. Dynesys Sistema de Estabilização Dinâmica. O Sistema Dynesys é o próximo passo na evolução do tratamento da dor lombar e nas pernas GUIA DO PACIENTE Dynesys Sistema de Estabilização Dinâmica O Sistema Dynesys é o próximo passo na evolução do tratamento da dor lombar e nas pernas Sistema de Estabilização Dinâmica Dynesys O Sistema Dynesys

Leia mais

É uma fratura comum que ocorre em pessoas de todas as idades. Anatomia. Clavícula

É uma fratura comum que ocorre em pessoas de todas as idades. Anatomia. Clavícula Fratura da Clavícula Dr. Marcello Castiglia Especialista em Cirurgia do Ombro e Cotovelo É uma fratura comum que ocorre em pessoas de todas as idades. Anatomia O osso da clavícula é localizado entre o

Leia mais

DE VOLTA ÀS AULAS... CUIDADOS COM A POSTURA E O PESO DA MOCHILA!

DE VOLTA ÀS AULAS... CUIDADOS COM A POSTURA E O PESO DA MOCHILA! DE VOLTA ÀS AULAS... CUIDADOS COM A POSTURA E O PESO DA MOCHILA! SUA MOCHILA NÃO PODE PESAR MAIS QUE 10% DO SEU PESO CORPORAL. A influência de carregar a mochila com o material escolar nas costas, associado

Leia mais

Protocolo de Cirurgia de Coluna Vertebral. Descrição do Procedimento Operacional Padrão. Objetivos:

Protocolo de Cirurgia de Coluna Vertebral. Descrição do Procedimento Operacional Padrão. Objetivos: Protocolo de Cirurgia de Coluna Vertebral Descrição do Procedimento Operacional Padrão Objetivos: - Definir as indicações e as características dos procedimentos a serem realizados para a correção das diversas

Leia mais

Dossier informativo. Doenças da Coluna

Dossier informativo. Doenças da Coluna Dossier informativo Doenças da Coluna 2008 Índice 1. Como funciona a coluna vertebral? 2. O que provoca dores na coluna? 3. Incidência em Portugal e no Mundo Pág. 3 Pág. 4 Pág. 4 4. Principais doenças

Leia mais

Artrodese do cotovelo

Artrodese do cotovelo Artrodese do cotovelo Introdução A Artrite do cotovelo pode ter diversas causas e existem diversas maneiras de tratar a dor. Esses tratamentos podem ter sucesso pelo menos durante um tempo. Mas eventualmente,

Leia mais

Maria da Conceição M. Ribeiro

Maria da Conceição M. Ribeiro Maria da Conceição M. Ribeiro Segundo dados do IBGE, a hérnia de disco atinge 5,4 milhões de brasileiros. O problema é consequência do desgaste da estrutura entre as vértebras que, na prática, funcionam

Leia mais

Cuidando da Coluna e da Postura. Texto elaborado por Luciene Maria Bueno. Coluna e Postura

Cuidando da Coluna e da Postura. Texto elaborado por Luciene Maria Bueno. Coluna e Postura Cuidando da Coluna e da Postura Texto elaborado por Luciene Maria Bueno Coluna e Postura A coluna vertebral possui algumas curvaturas que são normais, o aumento, acentuação ou diminuição destas curvaturas

Leia mais

Fratura da Porção Distal do Úmero

Fratura da Porção Distal do Úmero Fratura da Porção Distal do Úmero Dr. Marcello Castiglia Especialista em Cirurgia do Ombro e Cotovelo O cotovelo é composto de 3 ossos diferentes que podem quebrar-se diversas maneiras diferentes, e constituem

Leia mais

TRAUMATISMO RAQUIMEDULAR TRM. Prof. Fernando Ramos Gonçalves-Msc

TRAUMATISMO RAQUIMEDULAR TRM. Prof. Fernando Ramos Gonçalves-Msc TRAUMATISMO RAQUIMEDULAR TRM Prof. Fernando Ramos Gonçalves-Msc 1 TRM Traumatismo Raqui- Medular Lesão Traumática da raqui(coluna) e medula espinal resultando algum grau de comprometimento temporário ou

Leia mais

Lesão do Ligamento Cruzado Posterior (LCP)

Lesão do Ligamento Cruzado Posterior (LCP) Lesão do Ligamento Cruzado Posterior (LCP) INTRODUÇÃO O ligamento cruzado posterior (LCP) é um dos ligamentos menos lesados do joelho. A compreensão dessa lesão e o desenvolvimento de novos tratamentos

Leia mais

Artroscopia do Cotovelo

Artroscopia do Cotovelo Artroscopia do Cotovelo Dr. Marcello Castiglia Especialista em Cirurgia do Ombro e Cotovelo Artroscopia é uma procedimento usado pelos ortopedistas para avaliar, diagnosticar e reparar problemas dentro

Leia mais

Avaliação Fisioterapêutica da Coluna Lombar

Avaliação Fisioterapêutica da Coluna Lombar Avaliação Fisioterapêutica da Coluna Lombar Profa. Dra. Sílvia Maria Amado João Disciplina: MFT-0377 Métodos de Avaliação Clínica e Funcional Departamento de Fisioterapia, Fonoaudiologia e Terapia Ocupacional

Leia mais

A coluna vertebral é formada por vários ossos empilhados, uns sobre os outros, denominados vértebras (figura 1).

A coluna vertebral é formada por vários ossos empilhados, uns sobre os outros, denominados vértebras (figura 1). HÉRNIA DE DISCO A hérnia de disco é uma das doenças que mais afligem o homem moderno. Falta de exercício, excesso de peso, má postura, todas podem causar ou agravar uma hérnia de disco. Mas afinal, o que

Leia mais

Bursite do Olécrano ou Bursite do Cotovelo

Bursite do Olécrano ou Bursite do Cotovelo INTRODUÇÃO Bursite do Olécrano ou Bursite do Cotovelo Bursite do olécrano é a inflamação de uma pequena bolsa com líquido na ponta do cotovelo. Essa inflamação pode causar muitos problemas no cotovelo.

Leia mais

O que é ERGONOMIA? TERMOS GREGOS: ERGO = TRABALHO NOMIA (NOMOS)= REGRAS, LEIS NATURAIS

O que é ERGONOMIA? TERMOS GREGOS: ERGO = TRABALHO NOMIA (NOMOS)= REGRAS, LEIS NATURAIS O que é ERGONOMIA? TERMOS GREGOS: ERGO = TRABALHO NOMIA (NOMOS)= REGRAS, LEIS NATURAIS...é um conjunto de conhecimentos relativos ao homem e necessários à concepção de instrumentos, máquinas e dispositivos

Leia mais

Quick Massage. Venha ser um membro filiado e compartilhar. seu conhecimento conosco! sbtcatendimento@outlook.com. Denis Fernando de Souza

Quick Massage. Venha ser um membro filiado e compartilhar. seu conhecimento conosco! sbtcatendimento@outlook.com. Denis Fernando de Souza Quick Massage Venha ser um membro filiado e compartilhar seu conhecimento conosco! sbtcatendimento@outlook.com Denis Fernando de Souza HISTÓRICO QUICK MASSAGE (MASSAGEM RÁPIDA) Algumas literaturas trazem

Leia mais

Qual é a função do Sistema Nervoso Central?

Qual é a função do Sistema Nervoso Central? Câncer de SNC Qual é a função do Sistema Nervoso Central? O Sistema Nervoso Central (SNC) é constituído pelo cérebro, cerebelo e tronco cerebral. O cérebro é dividido em quatro lobos que controlam funções

Leia mais

INVOLUÇÃO X CONCLUSÃO

INVOLUÇÃO X CONCLUSÃO POSTURA INVOLUÇÃO X CONCLUSÃO *Antigamente : quadrúpede. *Atualmente: bípede *Principal marco da evolução das posturas em 350.000 anos. *Vantagens: cobrir grandes distâncias com o olhar, alargando seu

Leia mais

LER/DORT. www.cpsol.com.br

LER/DORT. www.cpsol.com.br LER/DORT Prevenção através s da ergonomia DEFINIÇÃO LER: Lesões por Esforços Repetitivos; DORT: Doenças Osteomusculares Relacionadas ao Trabalho; São doenças provocadas pelo uso inadequado e excessivo

Leia mais

Exercícios e bem estar na gestação

Exercícios e bem estar na gestação na gestação Sete motivos para você exercitar-se durante a gravidez. Aumente sua energia. Melhore a qualidade do seu sono. Reduza o desconforto. Prepare-se para a chegada do bebe. Reduza a ansiedade. Melhore

Leia mais

Crescimento guiado para correção de joelhos unidos e pernas arqueadas em crianças

Crescimento guiado para correção de joelhos unidos e pernas arqueadas em crianças INFORMAÇÃO AO PACIENTE Crescimento guiado para correção de joelhos unidos e pernas arqueadas em crianças O sistema de crescimento guiado eight-plate quad-plate INTRODUÇÃO As crianças necessitam de orientação

Leia mais

O sistema esquelético ou sistema ósseo é formado por vários ossos, cujo estudo é chamado de osteologia.

O sistema esquelético ou sistema ósseo é formado por vários ossos, cujo estudo é chamado de osteologia. SISTEMA ESQUELÉTICO Ossos do corpo humano se juntam por meio das articulações. E são responsáveis por oferecer um apoio para o sistema muscular permitindo ao homem executar vários movimentos. O sistema

Leia mais

Dedicados à coluna. unidade da coluna

Dedicados à coluna. unidade da coluna Dedicados à coluna A nova Unidade da Coluna do Hospital Beatriz Ângelo reúne médicos de várias especialidades com o objetivo de dar a resposta mais rápida e adequada às pessoas com doenças graves da coluna.

Leia mais

Informações ao Paciente

Informações ao Paciente Informações ao Paciente Introdução 2 Você foi diagnosticado com melanoma avançado e lhe foi prescrito ipilimumabe. Este livreto lhe fornecerá informações acerca deste medicamento, o motivo pelo qual ele

Leia mais

A coluna vertebral é formada por vários ossos empilhados, uns sobre os outros, denominados vértebras (figura 1).

A coluna vertebral é formada por vários ossos empilhados, uns sobre os outros, denominados vértebras (figura 1). Disc-FX Disc Fix O procedimento Disc-FX é utilizado para o tratamento da hérnia de disco lombar de forma minimamente invasiva. Mas para que você possa entender como funciona este procedimento e para que

Leia mais

Rizotomia Rizotomia de facetas Rizotomia por radiofrequência Radiculotomia Radiculotomia percutânea de facetas por radiofrequência

Rizotomia Rizotomia de facetas Rizotomia por radiofrequência Radiculotomia Radiculotomia percutânea de facetas por radiofrequência Rizotomia Rizotomia de facetas Rizotomia por radiofrequência Radiculotomia Radiculotomia percutânea de facetas por radiofrequência O procedimento rizotomia (também chamado de rizotomia de facetas, ou rizotomia

Leia mais

Cisto Poplíteo ANATOMIA

Cisto Poplíteo ANATOMIA Cisto Poplíteo O Cisto Poplíteo, também chamado de cisto de Baker é um tecido mole, geralmente indolor que se desenvolve na parte posterior do joelho. Ele se caracteriza por uma hipertrofia da bolsa sinovial

Leia mais

Lesões Meniscais. O que é um menisco e qual a sua função.

Lesões Meniscais. O que é um menisco e qual a sua função. Lesões Meniscais Introdução O menisco é uma das estruturas mais lesionadas no joelho. A lesão pode ocorrer em qualquer faixa etária. Em pessoas mais jovens, o menisco é bastante resistente e elástico,

Leia mais

3.2 A coluna vertebral

3.2 A coluna vertebral 73 3.2 A coluna vertebral De acordo com COUTO (1995), o corpo é dividido em cabeça, tronco e membros; unindo porção superior e a porção inferior do corpo temos o tronco, e no tronco, a única estrutura

Leia mais

IDET Intradiscal Electrothermal Therapy

IDET Intradiscal Electrothermal Therapy IDET Intradiscal Electrothermal Therapy (Terapia Eletrotermal Intradiscal) A coluna vertebral é formada por vários ossos empilhados, uns sobre os outros, denominados vértebras (figura 1). Figura 1: Uma

Leia mais

Centro Médico. Plínio de Mattos Pessoa

Centro Médico. Plínio de Mattos Pessoa Centro Médico Será solicitado que você coloque uma bata cirúrgica. Poderá receber um sedativo pela boca. Será então transferido para a mesa de operações. Você será submetido a uma anestesia peridural ou

Leia mais

Hemodiálise. Uma breve introdução. Avitum

Hemodiálise. Uma breve introdução. Avitum Hemodiálise Uma breve introdução Avitum O que é hemodiálise? Na hemodiálise, um rim artificial (hemodialisador) é usado para remover resíduos, substâncias químicas extras e fluido de seu sangue. Para colocar

Leia mais

Traumaesportivo.com.br. Capsulite Adesiva

Traumaesportivo.com.br. Capsulite Adesiva Capsulite Adesiva Capsulite adesiva, também chamada de ombro congelado, é uma condição dolorosa que leva a uma severa perda de movimento do ombro. Pode ocorrer após uma lesão, uma trauma, uma cirurgia

Leia mais

Índice Remissivo. Sobre o livro. Direitos Autorais. Sobre a Autora. Capítulo 1Conhece-te a ti mesmo... Capítulo 2Como é o seu retrato?

Índice Remissivo. Sobre o livro. Direitos Autorais. Sobre a Autora. Capítulo 1Conhece-te a ti mesmo... Capítulo 2Como é o seu retrato? Índice Remissivo Sobre o livro Direitos Autorais Sobre a Autora Capítulo 1Conhece-te a ti mesmo... Capítulo 2Como é o seu retrato? Capítulo 3Copiou? Capítulo 4Segredos do Consultório Epílogo 3 4 5 6 8

Leia mais

NÃO TENHA MAIS DORES EM CIMA DE SUA MOTOCICLETA

NÃO TENHA MAIS DORES EM CIMA DE SUA MOTOCICLETA NÃO TENHA MAIS DORES EM CIMA DE SUA MOTOCICLETA Não importa se você ainda usa uma Honda 55 para andar na sua propriedade, ou se você tem uma grandalhona Gold Wing ou uma velha roncadora Harley Panhead.

Leia mais

SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO. Prevenção das Lesões por Esforços Repetitivos L E R

SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO. Prevenção das Lesões por Esforços Repetitivos L E R SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO Prevenção das Lesões por Esforços Repetitivos L E R O QUE SÃO AS LESÕES POR ESFORÇOS REPETITIVOS LER são doenças do trabalho provocadas pelo uso inadequado e excessivo do

Leia mais

www.josegoe s.com.br Prof. Ms. José Góes Página 1

www.josegoe s.com.br Prof. Ms. José Góes Página 1 Página 1 As algias são dores que acometem a coluna vertebral. As principais regiões a serem acometidas são: a cervical (cervicalgia), a dorsal (dorsalgia) e a lombar (lombalgia). Diversos tratamentos fisioterápicos

Leia mais

Para todos os casos! Implantes-ANKYLOS. Informação ao paciente. Degussa Dental

Para todos os casos! Implantes-ANKYLOS. Informação ao paciente. Degussa Dental Para todos os casos! Implantes-ANKYLOS Informação ao paciente Degussa Dental Fornecido pelo seu cirurgião-dentista: Prezado(a) paciente, Mais cedo ou mais tarde acontece com cada um de nós: os primeiros

Leia mais

Dor no Ombro. Especialista em Cirurgia do Ombro e Cotovelo. Dr. Marcello Castiglia

Dor no Ombro. Especialista em Cirurgia do Ombro e Cotovelo. Dr. Marcello Castiglia Dor no Ombro Dr. Marcello Castiglia Especialista em Cirurgia do Ombro e Cotovelo O que a maioria das pessoas chama de ombro é na verdade um conjunto de articulações que, combinadas aos tendões e músculos

Leia mais

DIAGNÓSTICO DAS LOMBALGIAS. Luiza Helena Ribeiro Disciplina de Reumatologia UNIFESP- EPM

DIAGNÓSTICO DAS LOMBALGIAS. Luiza Helena Ribeiro Disciplina de Reumatologia UNIFESP- EPM DIAGNÓSTICO DAS LOMBALGIAS Luiza Helena Ribeiro Disciplina de Reumatologia UNIFESP- EPM LOMBALGIA EPIDEMIOLOGIA 65-80% da população, em alguma fase da vida, terá dor nas costas. 30-50% das queixas reumáticas

Leia mais

Protocolos coluna. Profº. Claudio Souza

Protocolos coluna. Profº. Claudio Souza Protocolos coluna Profº. Claudio Souza Coluna vertebral A coluna vertebral é composta por 33 vértebras, e eventualmente por 32 ou 34, estas são classificadas como ossos irregulares. A coluna vertebral

Leia mais

LOMBALGIAS: MECANISMO ANÁTOMO-FUNCIONAL E TRATAMENTO

LOMBALGIAS: MECANISMO ANÁTOMO-FUNCIONAL E TRATAMENTO LOMBALGIAS: MECANISMO ANÁTOMO-FUNCIONAL E TRATAMENTO Alessandra Vascelai #, Ft, Titulacão: Especialista em Fisioterapia em Traumatologia do Adulto Reeducação Postural Global (RPG) Acupuntura. Resumo: Lombalgia

Leia mais

www.josegoe s.com.br Prof. Ms. José Góes Página 1

www.josegoe s.com.br Prof. Ms. José Góes Página 1 Página 1 01. Ossos da coluna vertebral A coluna vertebral é formada por um número de 33 ossos chamados vértebras. Estas se diferenciam pela sua forma e função. Vértebras semelhantes se agrupam em regiões

Leia mais

KINETIC CONTROL: OTIMIZANDO A SAÚDE DO MOVIMENTO

KINETIC CONTROL: OTIMIZANDO A SAÚDE DO MOVIMENTO KC seguindo adiante KINETIC CONTROL: OTIMIZANDO A SAÚDE DO MOVIMENTO Otimizar a saúde do está no coração da Fisioterapia e da Terapia do Movimento. As pesquisas de neurociência nos tem proporcionado um

Leia mais

Câncer de Pulmão. Prof. Dr. Luis Carlos Losso Medicina Torácica Cremesp 18.186

Câncer de Pulmão. Prof. Dr. Luis Carlos Losso Medicina Torácica Cremesp 18.186 Câncer de Pulmão Todos os tipos de câncer podem se desenvolver em nossas células, as unidades básicas da vida. E para entender o câncer, precisamos saber como as células normais tornam-se cancerosas. O

Leia mais

RINOPLASTIA Cirurgia Plástica no Nariz

RINOPLASTIA Cirurgia Plástica no Nariz RINOPLASTIA Cirurgia Plástica no Nariz O que é a Rinoplastia? A rinoplastia, ou cirurgia do nariz, é um procedimento estético que corrige a forma e a funcionalidade do nariz, melhorando tanto o aspecto

Leia mais

T É C N I C A C I R Ú R G I C A ROI-C

T É C N I C A C I R Ú R G I C A ROI-C T É C N I C A C I R Ú R G I C A ROI-C CAGE CERVICAL com tecnologia de Âncoras ertebridge T É C N I C A C I R Ú R G I C A ROI-C CAGE CERVICAL Índice Abordagem cirúrgica e distração... Discectomia e medição

Leia mais

Luxação da Articulação Acrômio Clavicular

Luxação da Articulação Acrômio Clavicular Luxação da Articulação Acrômio Clavicular INTRODUÇÃO As Luxações do ombro são bem conhecidas especialmente durante a prática de alguns esportes. A maior incidencia de luxção do ombro são na verdade luxação

Leia mais

fundação portuguesa de cardiologia Nº. 12 Dr. João Albuquerque e Castro REVISÃO CIENTÍFICA: [CIRURGIA VASCULAR DO CENTRO HOSPITALAR LISBOA CENTRAL]

fundação portuguesa de cardiologia Nº. 12 Dr. João Albuquerque e Castro REVISÃO CIENTÍFICA: [CIRURGIA VASCULAR DO CENTRO HOSPITALAR LISBOA CENTRAL] fundação portuguesa de cardiologia TUDO O QUE DEVE SABER SOBRE ANEURISMAS DA AORTA ABDOMINAL Nº. 12 REVISÃO CIENTÍFICA: Dr. João Albuquerque e Castro [CIRURGIA VASCULAR DO CENTRO HOSPITALAR LISBOA CENTRAL]

Leia mais

Anatomia da Medula Vertebral

Anatomia da Medula Vertebral Anatomia da Medula Vertebral Anatomia da Vértebra Disco Intervertebral Anatomia da Coluna Vertebral Características Gerais: Corpo Vertebral Foramens Vertebrais: Forame Medular: Medula Vertebral Forames

Leia mais

É responsável pelo movimento do corpo

É responsável pelo movimento do corpo É responsável pelo movimento do corpo O sistema locomotor é formado pelos ossos, músculos e articulações. O sistema esquelético sustenta, protege os órgãos internos, armazena minerais e íons e produz células

Leia mais

ORIENTAÇÃO GERAL LOMBALGIA DR.ROBERTO ANTONIO ANICHE CRM 54.132 TEOT 04.626 MÉDICO ORTOPEDISTA NOVEMBRO/2008

ORIENTAÇÃO GERAL LOMBALGIA DR.ROBERTO ANTONIO ANICHE CRM 54.132 TEOT 04.626 MÉDICO ORTOPEDISTA NOVEMBRO/2008 ORIENTAÇÃO GERAL LOMBALGIA DR.ROBERTO ANTONIO ANICHE CRM 54.132 TEOT 04.626 MÉDICO ORTOPEDISTA NOVEMBRO/2008 LOMBALGIA O QUE É? Vulgarmente conhecida como dor nas costas, é a dor que acomete a coluna vertebral

Leia mais

Sistema de Navegação Aim nav

Sistema de Navegação Aim nav Sistema de Navegação Aim nav Tecnologia de ponta desde sua criação Redução do tempo cirúrgico, aumento da precisão e redução de riscos para o paciente. Com foco nos principais objetivos da neurocirurgia,

Leia mais

ESCOLIOSE Lombar: Sintomas e dores nas costas

ESCOLIOSE Lombar: Sintomas e dores nas costas ESCOLIOSE Lombar: Sintomas e dores nas costas O que é escoliose? É um desvio látero-lateral que acomete acoluna vertebral. Esta, quando olhada de frente, possui aparência reta em pessoas saudáveis. Ao

Leia mais

INSTRUÇÃO DE USO DISPOSITIVO EXPANSÍVEL PARA CORPECTOMIA GIZA Dispositivo de espaçamento intersomático de substituição corpo-discal

INSTRUÇÃO DE USO DISPOSITIVO EXPANSÍVEL PARA CORPECTOMIA GIZA Dispositivo de espaçamento intersomático de substituição corpo-discal INSTRUÇÃO DE USO DISPOSITIVO EXPANSÍVEL PARA CORPECTOMIA GIZA Dispositivo de espaçamento intersomático de substituição corpo-discal DESCRIÇÃO DO PRODUTO O implante de corpectomia se apresenta na forma

Leia mais

MARCIA JASCOV MASCARENHAS MACHADO

MARCIA JASCOV MASCARENHAS MACHADO MARCIA JASCOV MASCARENHAS MACHADO POSTURA CORPORAL Produção Didática apresentada para o 2º Período do Programa de Desenvolvimento Educacional - 2008 da Secretaria de Estado da Educação do Paraná. Orientador

Leia mais

Nefrolitotripsia Percutânea

Nefrolitotripsia Percutânea Nefrolitotripsia Percutânea A cirurgia renal percutânea é a forma menos agressiva de tratamento para cálculos renais grandes e que não podem ser tratados adequadamente pela fragmentação com os aparelhos

Leia mais

Mesa de TRAÇÃO CERVICAL E LOMBAR 1200

Mesa de TRAÇÃO CERVICAL E LOMBAR 1200 Mesa de TRAÇÃO CERVICAL E LOMBAR 1200 Manual do Usuário Índice: 03...Informações Gerais 03...Símbolos 04...Instalação e Conexão à Rede Elétrica 05...Controles 06-07...Operação da Mesa 07...Precauções 07-08...Indicações

Leia mais

Juiz de Direito Antônio Francisco Gonçalves Secretaria da 2ª Vara Cívil, Criminal e de Execuções Penais Comarca de Itabirito/MG

Juiz de Direito Antônio Francisco Gonçalves Secretaria da 2ª Vara Cívil, Criminal e de Execuções Penais Comarca de Itabirito/MG Nota Técnica 17/2015 Data: 27/04/2015 Solicitante: Juiz de Direito Antônio Francisco Gonçalves Secretaria da 2ª Vara Cívil, Criminal e de Execuções Penais Comarca de Itabirito/MG Processo: 0319.14.000279-5

Leia mais

PRONTIDÃO ESCOLAR PREVENTIVA. Primeiros Socorros ABORDAGEM PRIMÁRIA RÁPIDA. Policial BM Espínola

PRONTIDÃO ESCOLAR PREVENTIVA. Primeiros Socorros ABORDAGEM PRIMÁRIA RÁPIDA. Policial BM Espínola PRONTIDÃO ESCOLAR PREVENTIVA Primeiros Socorros ABORDAGEM PRIMÁRIA RÁPIDA Policial BM Espínola LEMBRE-SE Antes de administrar cuidados de emergência, é preciso garantir condições de SEGURANÇA primeiramente

Leia mais

www.josegoe s.com.br Prof. Ms. José Góes Página 1

www.josegoe s.com.br Prof. Ms. José Góes Página 1 Página 1 A coluna vertebral, assim como qualquer articulação, apresenta movimentos que possuem tanto grande como pequena amplitude articular. Estes recebem o nome de Macromovimentos e Micromovimentos,

Leia mais

SISTEMA NERVOSO CENTRAL E SISTEMA NERVOSO PERIFÉRICO. DEMONSTRAÇÃO (páginas iniciais)

SISTEMA NERVOSO CENTRAL E SISTEMA NERVOSO PERIFÉRICO. DEMONSTRAÇÃO (páginas iniciais) Anatomia e Fisiologia Humana SISTEMA NERVOSO CENTRAL E SISTEMA NERVOSO PERIFÉRICO DEMONSTRAÇÃO (páginas iniciais) 1ª edição novembro/2006-1 - SISTEMA NERVOSO CENTRAL E SISTEMA NERVOSO PERIFÉRICO SUMÁRIO

Leia mais

Alongamentos para a Parte Inferior das Costas e Quadril para Fazer em sua Mesa

Alongamentos para a Parte Inferior das Costas e Quadril para Fazer em sua Mesa Flexibilidade Total Saiba como Melhorar sua Flexibilidade através de Alongamentos Específicos por Joey Atlas Alongamentos para a Parte Inferior das Costas e Quadril para Fazer em sua Mesa Rotina de 6 minutos

Leia mais

GUIA DO PACIENTE DE RADIOTERAPIA

GUIA DO PACIENTE DE RADIOTERAPIA GUIA DO PACIENTE DE RADIOTERAPIA GUIA DO PACIENTE Você está iniciando o seu tratamento e acompanhamento conosco. Com o objetivo de esclarecer algumas dúvidas, elaboramos este guia com as informações sobre

Leia mais

Sistema Nervoso. Função: ajustar o organismo animal ao ambiente.

Sistema Nervoso. Função: ajustar o organismo animal ao ambiente. Sistema Nervoso Função: ajustar o organismo animal ao ambiente. Perceber e identificar as condições ambientais externas e as condições internas do organismo 1 LOCALIZAÇÃO: SISTEMA NERVOSO - CORPOS CELULARES:

Leia mais

Transplante de rim. Perguntas frequentes. Avitum

Transplante de rim. Perguntas frequentes. Avitum Transplante de rim Perguntas frequentes Avitum Por que irei precisar de um transplante de rim? Quando o rim de uma pessoa falha há três tratamentos disponíveis: Hemodiálise Diálise Peritoneal Transplante

Leia mais

ENCOSTO SHIATSU COMFORT RM-ES938

ENCOSTO SHIATSU COMFORT RM-ES938 MANUAL DE INSTRUÇÕES ENCOSTO SHIATSU COMFORT RM-ES938 1 Sumário 1. CONHECENDO O SEU APARELHO...3 2. USO CORRETO...3 3. INSTRUÇÕES DE SEGURANÇA...4 4. DESCRIÇÃO DO APARELHO...5 5. INICIALIZAÇÃO...5 6. OPERAÇÃO...5

Leia mais

Dr. Felipe Groch CRO 101.353 Especialização em Implantes Dentários

Dr. Felipe Groch CRO 101.353 Especialização em Implantes Dentários Nosso consultório odontológico está equipado para oferecer ao produtor rural todos os tratamentos odontológicos disponíveis na atualidade. Segue abaixo uma discriminação detalhada de cada tratamento oferecido

Leia mais

Cefaleia Cefaleia tipo tensão tipo tensão

Cefaleia Cefaleia tipo tensão tipo tensão Cefaleia tipo tensão Cefaleia tipo tensão O que é a cefaleia tipo tensão? Tenho dores de cabeça que duram vários dias de cada vez e sinto-me como se estivesse a usar um chapéu muito apertado - mais como

Leia mais

GUIA PARA PACIENTES. Anotações

GUIA PARA PACIENTES. Anotações Anotações ENTENDENDO DO OS MIOMAS MAS UTERINOS GUIA PARA PACIENTES 1620641 - Produzido em maio/2010 AstraZeneca do Brasil Ltda. Rodovia Raposo Tavares, km 26,9 CEP 06707-000 - Cotia/SP ACCESS net/sac 0800

Leia mais

ESCOLIOSE. Prof. Ms. Marcelo Lima

ESCOLIOSE. Prof. Ms. Marcelo Lima ESCOLIOSE Prof. Ms. Marcelo Lima DEFINIÇÃO A escoliose é um desvio da coluna vertebral para a esquerda ou direita, resultando em um formato de "S" ou "C". É um desvio da coluna no plano frontal acompanhado

Leia mais

Reparação de prolapsos de órgãos pélvicos

Reparação de prolapsos de órgãos pélvicos Reparação de prolapsos de órgãos pélvicos O prolapso de órgão pélvico é uma condição muito comum, principalmente em mulheres maiores de quarenta anos. Estima-se que a metade das mulheres que têm filhos

Leia mais

www.josegoes.com.br Prof. Ms. José Góes Página 1

www.josegoes.com.br Prof. Ms. José Góes Página 1 Página 1 A hérnia de disco se apresenta como sendo uma extrusão, isto é, um deslocamento da massa discal para fora do contorno vertebral, geralmente em direção a medula. Isso ocorre pela ruptura do anel

Leia mais

LESÕES DOS ISQUIOTIBIAIS

LESÕES DOS ISQUIOTIBIAIS LESÕES DOS ISQUIOTIBIAIS INTRODUÇÃO Um grande grupo muscular, que se situa na parte posterior da coxa é chamado de isquiotibiais (IQT), o grupo dos IQT é formado pelos músculos bíceps femoral, semitendíneo

Leia mais

Dicas para uma boa noite de sono

Dicas para uma boa noite de sono Dicas para uma boa noite de sono Ter uma boa noite de sono é um dos melhores hábitos para melhorar a saúde: fortalece a memória, ajuda a controlar a hipertensão e o diabetes, diminui riscos de doenças

Leia mais

CUIDADOS COM A COLUNA

CUIDADOS COM A COLUNA SENADO FEDERAL CUIDADOS COM A COLUNA SENADOR CLÉSIO ANDRADE 2 Cuidados com a coluna 3 apresentação As dores na coluna vertebral são um grande transtorno na vida de muita gente, prejudicando os movimentos

Leia mais

A causa exata é determinada em apenas 12-15% dos pacientes extensamente investigados

A causa exata é determinada em apenas 12-15% dos pacientes extensamente investigados LOMBALGIA Prof. Jefferson Soares Leal Turma: Fisioterapia e Terapia Ocupacional Faculdade de Medicina da UFMG Aula e bibliografia recomendada estarão disponíveis para os alunos para donwload no site www.portalvertebra.com.br

Leia mais

Biomecânica. A alavanca inter-resistente ou de 2º grau adequada para a realização de esforço físico, praticamente não existe no corpo humano.

Biomecânica. A alavanca inter-resistente ou de 2º grau adequada para a realização de esforço físico, praticamente não existe no corpo humano. Biomecânica Parte do conhecimento da Ergonomia aplicada ao trabalho origina-se no estudo da máquina humana. Os ossos, os músculos, ligamentos e tendões são os elementos dessa máquina que possibilitam realizar

Leia mais

AVISO: O PESO APLICADO NO BRAÇO DO SPIDER NÃO PODE ULTRAPASSAR 50 LIBRAS (23 KG)!

AVISO: O PESO APLICADO NO BRAÇO DO SPIDER NÃO PODE ULTRAPASSAR 50 LIBRAS (23 KG)! Suporte e Posicionador para Membro Spider PREFÁCIO O Posicionador de Membros SPIDER foi projetado para oferecer o posicionamento ideal do membro que vai ser operado, durante a cirurgia. Seu projeto permite

Leia mais

CEGUEIRA E CATARATA. Perguntas e respostas

CEGUEIRA E CATARATA. Perguntas e respostas CEGUEIRA E CATARATA Perguntas e respostas Texto de apoio ao curso de Especialização Atividade física adaptada e saúde Prof. Dr. Luzimar Teixeira 14. O que torna a pessoa cega? Somado aos acidentes e defeitos

Leia mais

Dossier Informativo. Osteoporose. Epidemia silenciosa que afecta 800.000 pessoas em Portugal

Dossier Informativo. Osteoporose. Epidemia silenciosa que afecta 800.000 pessoas em Portugal Dossier Informativo Osteoporose Epidemia silenciosa que afecta 800.000 pessoas em Portugal 2008 1 Índice 1. O que é a osteoporose? Pág. 3 2. Factores de risco Pág. 4 3. Prevenção Pág. 4 4. Diagnóstico

Leia mais

A Estética da Mama CLÍNICA FERNANDO BASTO

A Estética da Mama CLÍNICA FERNANDO BASTO A Estética da Mama A estética da mama responde a costumes étnicos, sociais e culturais. Há não muitos anos, no Brasil as mulheres solicitavam a diminuição do volume do seio, quando a aspiração do inconsciente

Leia mais

ERGONOMIA. CÉLULAS: divididas em CORPO, DENDRITES e UM AXÔNIO

ERGONOMIA. CÉLULAS: divididas em CORPO, DENDRITES e UM AXÔNIO ERGONOMIA AULA 3: O O ORGANISMO HUMANO FUNÇÃO NEURO-MUSCULAR SISTEMA NERVOSO Constituído de células nervosas sensíveis a estímulos. Recebem, interpretam e processam as info recebidas, transformando-as

Leia mais

Acompanhamento. Sejam bem-vindos. 7 dias 1 mês 2 meses 3 meses 6 meses 1 ano

Acompanhamento. Sejam bem-vindos. 7 dias 1 mês 2 meses 3 meses 6 meses 1 ano Acompanhamento Sejam bem-vindos Nós desenvolvemos este guia para ajudá-lo a se preparar para a alta de sua criança. Muitas famílias acreditam que aprendendo e conversando antes da alta hospitalar de sua

Leia mais

Patologias da coluna vertebral

Patologias da coluna vertebral Disciplina de Traumato-Ortopedia e Reumatologia Patologias da coluna vertebral Prof. Marcelo Bragança dos Reis Introdução Escoliose idiopática Dorso curvo Cervicobraquialgia Lombalgia e lombociatalgia

Leia mais

Solução híbrida de 2D / 3D. Spine. Sua poderosa ferramenta para a cirurgia da coluna vertebral do futuro. Spine. Spine

Solução híbrida de 2D / 3D. Spine. Sua poderosa ferramenta para a cirurgia da coluna vertebral do futuro. Spine. Spine Solução híbrida de 2D / Sua poderosa ferramenta para a cirurgia da coluna vertebral do futuro. medicad Sua ferramenta poderosa para cirurgia de coluna vertebral do futuro. Nosso novo software medicad abre

Leia mais

Controle da bexiga e do intestino após dano na medula espinhal.

Controle da bexiga e do intestino após dano na medula espinhal. Agent s Stamp FINETECH - BRINDLEY Controle da bexiga e do intestino após dano na medula espinhal. www.finetech-medical.co.uk Phone: +44 (0)1707 330942 Fax: +44 (0)1707 334143 Especialistas na produção

Leia mais

Lembrete: Antes de começar a copiar cada unidade, coloque o cabeçalho da escola e a data! CIÊNCIAS - UNIDADE 4 RESPIRAÇÃO E EXCREÇÃO

Lembrete: Antes de começar a copiar cada unidade, coloque o cabeçalho da escola e a data! CIÊNCIAS - UNIDADE 4 RESPIRAÇÃO E EXCREÇÃO Lembrete: Antes de começar a copiar cada unidade, coloque o cabeçalho da escola e a data! Use canetas coloridas ou escreva palavras destacadas, para facilitar na hora de estudar. E capriche! Não se esqueça

Leia mais

Conteúdo A DOR NA COLUNA TEM MUITAS CAUSAS

Conteúdo A DOR NA COLUNA TEM MUITAS CAUSAS A DOR NA COLUNA TEM MUITAS CAUSAS 2 Conteúdo A DOR NA COLUNA TEM MUITAS CAUSAS... 4 ESTRUTURA DA COLUNA VERTEBRAL... 5 QUANTAS PESSOAS SOFREM DE DOR NA COLUNA?... 7 TIPOS DE DOR LOMBAR... 7 DOR MECÂNICA

Leia mais

Radioterapia no Cancro do Pulmão

Radioterapia no Cancro do Pulmão Editado em: Novembro de 2006 Apoio: Radioterapia no Cancro do Pulmão Comissão de Pneumologia Oncológica Sociedade Portuguesa de Pneumologia ÍNDICE A Comissão de Pneumologia Oncológica agradece ao autor

Leia mais

TRAUMA RAQUIMEDULAR (TRM)

TRAUMA RAQUIMEDULAR (TRM) Protocolo: Nº 63 Elaborado por: Manoel Emiliano Última revisão: 30/08/2011 Revisores: Samantha Vieira Maria Clara Mayrink TRAUMA RAQUIMEDULAR (TRM) DEFINIÇÃO: O Trauma Raquimedular (TRM) constitui o conjunto

Leia mais

Sistema de Navegação Aimnav

Sistema de Navegação Aimnav Sistema de Navegação Aimnav Tecnologia de ponta desde sua criação Aumento da precisão, redução do tempo cirúrgico e dos riscos para o paciente. Com foco nos principais objetivos da neurocirurgia, a Micromar

Leia mais

EXERCÍCIO E DIABETES

EXERCÍCIO E DIABETES EXERCÍCIO E DIABETES Todos os dias ouvimos falar dos benefícios que os exercícios físicos proporcionam, de um modo geral, à nossa saúde. Pois bem, aproveitando a oportunidade, hoje falaremos sobre a Diabetes,

Leia mais

FRATURA 21/6/2011. Ruptura total ou parcial de um osso.

FRATURA 21/6/2011. Ruptura total ou parcial de um osso. FRATURA Ruptura total ou parcial de um osso. CLASSES TRAUMATISMOS Fechada (simples): A pele não perfurada pelas extremidades ósseas. foi Aberta (exposta): O osso se quebra, atravessando a pele, ou existe

Leia mais

Qual é a função dos pulmões?

Qual é a função dos pulmões? Câncer de Pulmão Qual é a função dos pulmões? Os pulmões são constituídos por cinco lobos, três no pulmão direito e dois no esquerdo. Quando a pessoa inala o ar, os pulmões absorvem o oxigênio, que é levado

Leia mais

POR QUE SER ATIVO ALBERTO OGATA

POR QUE SER ATIVO ALBERTO OGATA POR QUE SER ATIVO ALBERTO OGATA O nosso corpo é uma máquina fantástica, que não foi feita para ficar parada. Se você estiver realmente decidido a ter uma atitude positiva em relação a sua saúde e ao seu

Leia mais

Síndrome radicular lombossacral Resumo de diretriz NHG M55 (primeira revisão, abril 2005)

Síndrome radicular lombossacral Resumo de diretriz NHG M55 (primeira revisão, abril 2005) Síndrome radicular lombossacral Resumo de diretriz NHG M55 (primeira revisão, abril 2005) Mens JMA, Chavannes AW, Koes BW, Lubbers WJ, Ostelo RWJG, Spinnewijn WEM, Kolnaar BGM traduzido do original em

Leia mais

ORDEM DE SERVIÇO Nº. 011-2009/DIASS

ORDEM DE SERVIÇO Nº. 011-2009/DIASS ORDEM DE SERVIÇO Nº. 011-2009/DIASS Inclui novos materiais nas áreas de ortopedia e neurocirurgia. O Diretor de Assistência do Instituto de Assistência dos Servidores Públicos do Estado de Goiás - IPASGO

Leia mais