Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download ""

Transcrição

1 DIREITO ADMINISTRATIVO I. Administração Pública: princípios básicos II. Poderes Administrativos: poder hierárquico; poder disciplinar; poder regulamentar; poder de polícia; uso e abuso do poder.... III. Serviços Públicos: conceito e princípios; delegação: concessão, permissão e autorização.... IV. Ato Administrativo: conceito, requisitos e atributos; anulação, revogação e convalidação; discricionariedade e vinculação... V. Organização Administrativa: administração direta e indireta; centralizada e descentralizada; autarquias, fundações, empresas públicas e sociedades de economia mista VI. Órgãos Públicos: conceito, natureza e classificação VII. Servidores Públicos: cargo, emprego e função públicos

2 DIREITO ADMINISTRATIVO I. ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA: PRINCÍPIOS BÁSICOS 1. PRINCÍPIOS BÁSICOS Princípios explícitos (expressos) Adota-se esta nomenclatura porque vêm expressamente constantes no caput do art. 37, da CF/88, sendo eles os princípios da: legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade e eficiência. Princípio da Legalidade Tem-se este princípio como um dos basilares da Administração Pública, pois, segundo ele, toda e qualquer atividade administrativa deve ter por fundamento a lei. É uma sujeição, um limite ao qual o administrador público está submetido, pois todos os seus atos deverão ser pautados na lei. De acordo com o art. 5º, II, da CF/88: ninguém será obrigado a fazer ou deixar de fazer alguma coisa senão em virtude de lei. Isto quer dizer que, ao particular, tudo o que não estiver vedado por lei, lhe é permitido. Entretanto, para a Administração, tudo o que não estiver autorizado em lei, lhe é vedado. Se mesmo sem fundamento legal tomar alguma atitude, restará esta ilícita. É também o princípio da legalidade uma garantia para o administrado, pois sabe que toda a atividade administrativa deve estar respaldada na legislação, não podendo, desta forma, sofrer investidas arbitrárias por parte do Administrador Público. Atualmente, este princípio vem sofrendo um alargamento. Em verdade, não propriamente o princípio, mas sim o conceito de legalidade. Isto porque deve o administrador público respeitar não somente a lei propriamente dita, mas também os princípios, e, de uma forma geral, o Direito como um todo. 2

3 Em alguns momentos, entretanto, a legalidade pode ser posta num segundo plano pela própria Constituição Federal, permitindo o administrador agir sem autorização legal como na adoção das medidas provisórias (art. 62), na instituição do estado de defesa (art. 136) e do estado de sítio (art. 137 a 139), além do caso do art. 84, VI, da CF/88, aprofundado na parte referente aos poderes da Administração. Princípio da Impessoalidade A atividade administrativa não pode ter por fim pessoa específica, determinada, com o objetivo de lhe garantir privilégios que não sejam estendidos de forma isonômica aos demais. Deve ser destinada a todos os cidadãos de forma geral, sem discriminação, por força inclusive do art. 5º, I, da CF/88 que afirma: todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza [...], ou seja, a finalidade da lei é que todos sejam tratados de forma impessoal. Exemplo clássico que se tem do princípio da impessoalidade é a regra contida no art. 37, II, da CF/88 exigindo para a investidura em cargo ou emprego público aprovação prévia em concurso público de provas ou de provas e títulos, de acordo com a natureza e a complexidade do cargo ou emprego. Também o é a exigência da realização de licitação previamente às contratações (salvo exceções legais). A impessoalidade objetiva o tratamento igualitário que a Administração Pública deve dispensar a todos os administrados. José Afonso da Silva traz importante observação. A impessoalidade pode ser tanto em relação aos administrados como à própria Administração. A primeira forma de impessoalidade é em relação aos administrados. Já a segunda forma, a responsabilidade pelos atos praticados não é imputada ao agente que o praticou, mas sim à pessoa jurídica a que ele pertence, por força da Teoria do Órgão. É através, também, deste princípio que se veda a promoção pessoal dos administradores, forte no art. 37, 1º, da CF/88. Outro exemplo é a edição da Súmula Vinculante nº 13 do STF que estabeleceu a vedação do nepotismo. Princípio da Moralidade Ainda que de difícil definição, o princípio da moralidade está ligado ao conceito de honestidade, de conduta ilibada, ética, decente, lealdade: de bom administrador. Aparece na Constituição Federal de 1988 em três artigos distintos: no art. 5º, LXXIII (quando trata da ação popular), no art. 14 (quando aborda os casos de inelegibilidade) e caput do art. 37 (que trabalha os princípios da Administração Pública). De acordo com a doutrina moderna e a jurisprudência, a imoralidade é vista como uma forma de ilegalidade, e, portanto, sujeita ao controle do Poder Judiciário. 3

4 A não observância deste princípio pode gerar inúmeras consequências legalmente previstas como: propositura de Ação Popular (art. 5º, LXXIII, da CF/88 e Lei nº 4.717/65), de Ação Civil Pública (Lei nº 7.347/85, art. 1º, IV) e de Ação de Improbidade Administrativa (Lei nº 8.429/92). Para a doutrinadora Maria Sylvia Zanella Di Pietro, em se tratando de matéria administrativa, sempre que se verificar que o comportamento da Administração ou do administrado que com ela se relaciona juridicamente, ainda que em consonância com a lei, ofende a moral, os bons costumes, as regras de boa administração, a idéia comum de honestidade, estará havendo ofensa ao princípio da moralidade administrativa. A moralidade administrativa refere-se ao uma moralidade jurídica que se chega pela observância de princípios como os da supremacia do interesse público, legalidade, impessoalidade, igualdade, ao qual se aciona mais um elemento o dever de lealdade às instituições. Princípio da Publicidade Princípio que torna obrigatória a divulgação dos atos praticados pela Administração Pública. É inerente ao próprio conceito de democracia, ou seja, atribui dever de transparência, de visibilidade do Poder Público. Com previsão Constitucional no art. 37, 1º, a publicidade dos atos, programas, obras, serviços e campanhas dos órgãos públicos devem ter caráter educativo, informativo ou de orientação social. A publicidade gera a eficácia dos atos administrativos e também alguns efeitos como: a presunção do conhecimento, o desencadeamento do decurso do prazo para interposição de recursos; o início da contagem dos prazos de prescrição e decadência, entre outros, mas é importante salientar que não é ela (a publicidade) elemento constitutivo do ato administrativo, sendo, somente, requisito para sua eficácia. Aparece previsto em inúmeras normas: art. 5º, XXXIII primeira parte, e inciso XXXIV; art. 93, IX e X todos da CF/88, na Lei nº 8.666/93 art. 3º, 3º primeira parte, arts. 21 e 61, parágrafo único, entre outros. Escapam à regra da publicidade: art. 5º XXXIII, da CF/88 (com relação às informações imprescindíveis à segurança da sociedade e do Estado, regulado pela Lei nº /05) e ainda o inciso LX, o art. 14, 11 da CF/88, o art. 37, 3º, II, da CF/88, o art. 20 do CPP, o art. 155 do CPC, art. 21, 1º da Lei nº 9.472/97, entre outros. 4

5 O princípio da publicidade constitui, também, uma garantia para o administrado, pois facilita o controle sobre as ações do administrador. Os instrumentos utilizados para a garantia deste princípio são, via de regra, o habeas data (Lei nº 9.507/97) e o mandado de segurança (Leis nº /09). Princípio da eficiência Presente no caput do art. 37 da CF/88, desde a Emenda Constitucional nº 19 de 1998, consubstancia-se na busca pela qualidade do serviço público prestado. Busca a otimização, rapidez e aperfeiçoamento dos resultados com o menor desperdício de recursos possíveis. Ainda que somente em 1998 tenha integrado o caput do art. 37, da CF/88, já era previsto na própria Constituição Federal de 1988 no artigo 74, II, no art. 144, 7º e até mesmo em legislação esparsa como no Decreto-Lei nº 200/67, art. 26, III e na Lei nº 8.987/95, art. 6º, 1º. A avaliação especial de desempenho, condição para a aquisição da estabilidade, prevista no art. 41, 4º, a avaliação periódica de desempenho, exposta no art. 41, 1º, III, a criação e manutenção de escolas de governo, art. 39, 2º, a criação do subsídio como forma remuneratória, art. 39, 4º todos da CF, são exemplos da aplicação do princípio da eficiência. A edição de súmulas vinculantes (art. 103-A, da CF/88) e a duração razoável do processo (art. 5º, LXXVIII, da CF/88) configuram-se, também, como busca pelo dever de eficiência. É a relação custo-benefício que deve presidir todas as ações públicas. A palavra liga à idéia de serviço rápido e preciso. Exige que a atividade administrativa seja exercida com presteza, rendimento e busca da perfeição. Princípios Implícitos Como dito anteriormente, além dos princípios expressos no art. 37, caput, da CF/88, há princípios que também são reconhecidos, mas estão presentes somente de forma implícita na Constituição Federal. Princípio da supremacia do interesse público sobre o interesse particular As atividades desenvolvidas pela Administração Pública devem buscar sempre o beneficio da coletividade, o interesse público (caso contrário, restarão eivadas de ilegalidade). São as prerrogativas, os poderes da Administração Pública. 5

6 Em alguns momentos a Administração Pública deve se colocar num patamar de superioridade frente ao particular para buscar o interesse coletivo (interesse público). Quando o Poder Público coloca-se nesta posição vertical (de superioridade) utiliza-se do princípio da supremacia do interesse público sobre o interesse particular. Para Maria Sylvia Zanella Di Pietro 1 e Hely Lopes Meirelles 2 é o próprio princípio da finalidade pública. São exemplos: as cláusulas exorbitantes constantes na Lei 8.666/93, no art. 58, a encampação prevista no art. 37, da Lei nº 8.987/95, as restrições ao direito de greve do art. 37, VII da CF/88, etc. É por força deste princípio, também, que se justifica a coercibilidade (ou imperatividade) dos atos administrativos. Se o objetivo buscado pela Administração é sempre o público, nada mais natural que a sua vontade prevaleça sobre a do particular. Inclusive, no momento em que a finalidade é desvirtuada, para outra que não a pública, o ato restará ilegal pelo desvio de poder, também chamado de desvio de finalidade. Costuma-se distinguir interesse público primário, que são os interesses da coletividade como um todo, de interesse público secundário que são os interesses do Estado como sujeito de direitos (independente de sua qualidade como servidor do interesse de terceiros). O primeiro é o único interesse concebido como verdadeiro interesse público, ou como afirma Celso Antonio Bandeira de Mello 3 interesse do todo, do próprio conjunto social, o interesse público propriamente dito. Com efeito, em suas decisões, nem sempre o Administrador atende ao real interesse da comunidade, podendo ocorrer que a Administração esteja imbuída da defesa de interesses unicamente da Administração, mas não necessariamente interesses públicos. Diferencia o Autor 4 supracitado as duas categorias de interesse público: Primário: coincide com a realização de políticas públicas voltadas para o bem estar social. Satisfaz o interesse da sociedade, do todo social. O interesse público primário justifica o regime jurídico administrativo e pode ser compreendido como o próprio interesse social, o interesse da coletividade como um todo. Pode-se afirmar também que os interesses primários estão ligados aos objetivos do Estado, que não são interesses ligados a escolhas de mera conveniência de Governo, mas sim determinações que emanam do texto constitucional. 1 DI PIETRO, Maria Sylvia Zanella. Direito Administrativo. 15. ed. São Paulo: Atlas, 2003, p MEIRELLES, Hely Lopes. Direito Administrativo Brasileiro. 35. ed. São Paulo: Malheiros, 2009, p MELLO, Celso Antônio Bandeira de. Curso de Direito Administrativo. 14. ed. São Paulo: Malheiros, 2002, p. 69. Teoria sustentada pelo italiano Renato Alessi. 4 Idem, p

7 Secundário: decorre do fato de que o Estado também é uma pessoa jurídica que pode ter interesses próprios, particulares. Estes interesses existem e devem conviver no contexto dos demais interesses individuais. De regra, o interesse secundário tem cunho patrimonial, tendo como exemplos o pagamento de valor ínfimo em desapropriações, a recusa no pagamento administrativo de valores devidos a servidor público, a título de remuneração. Logo, as prerrogativas (poderes) alcançadas ao Estado somente se justificam se manejadas para o alcance dos interesses públicos primários, e não para satisfazer unicamente interesses ou conveniências do aparelho estatal: interesses secundários. 5 Princípio da indisponibilidade do interesse público O administrador não possui livre disposição do interesse público, pois como visto este interesse é próprio da coletividade. Ao contrário, cabe a ele tão-somente gerir, conservar, zelar por este interesse. Por isso, inclusive, que o interesse público deva prevalecer, porque o interesse público não é o interesse do gestor, é o interesse de toda a coletividade. São as sujeições (deveres) impostas à Administração Pública. O administrador público é somente um gestor dos bens, direitos, interesses e serviços da Administração, não estando estes à sua livre disposição (neste sentido STF no RE nº /MG), salvo exceções previstas legalmente. Exemplo clássico da indisponibilidade do interesse público é a atividade vinculada tributária, prevista no art. 3º do CTN, na qual ocorrendo o fato gerador à Administração Pública resta, unicamente, efetuar o lançamento do tributário. Disposição semelhante encontra-se no art. 23, I da CF/88 no sentido de que cabe ao Administrador conservar o patrimônio público, ou no inciso III no sentido de proteger os documentos, as obras e outros bens de valor histórico, artístico e cultural. II. PODERES ADMNISTRATIVOS: PODER HIERÁRQUICO; PODER DISCIPLINAR; PODER REGULAMENTAR; PODER DE POLÍCIA E USO E ABUSO DO PODER Para o Estado por em prática a busca pelo interesse público (interesse coletivo), o ordenamento jurídico lhe atribuiu certas prerrogativas, peculiaridades denominadas poderes administrativos. São em verdade formas que o Estado tem de fazer sobrepor a sua vontade frente à individual. 5 CUNHA JUNIOR, Dirley. Curso de Direito Administrativo. 7. ed. Salvador: JusPodivm, 2009, p

NOÇÕES DE DIREITO ADMINISTRATIVO I. Princípios de Direito Administrativo... 002 II. Administração Direta e Indireta. Órgãos públicos... 007 III. Ato Administrativo... 015 IV. Poderes e Deveres dos Administradores

Leia mais

Princípios da Administração Pública

Princípios da Administração Pública Princípios da Administração Pública PRINCÍPIO DA LEGALIDADE Conceito: Ninguém será obrigado a fazer ou deixar de fazer alguma coisa senão em virtude de lei (art. 5º, II da CF). O Princípio da legalidade

Leia mais

DIREITO ADMINISTRATIVO 01 - PRINCÍPIOS. Prof. Dra. Nara Suzana Stainr Pires

DIREITO ADMINISTRATIVO 01 - PRINCÍPIOS. Prof. Dra. Nara Suzana Stainr Pires DIREITO ADMINISTRATIVO 01 - PRINCÍPIOS Prof. Dra. Nara Suzana Stainr Pires Regras que funcionam como parâmetros para a interpretação das demais normas jurídicas NORTEADORES/ORIENTADORES NÃO IMPÕEM UMA

Leia mais

SUMÁRIO. 3 PODERES DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA Poder-dever... 57

SUMÁRIO. 3 PODERES DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA Poder-dever... 57 SUMÁRIO 1 DIREITO ADMINISTRATIVO... 15 1.1 Introdução ao estudo do Direito Administrativo... 15 1.2 Ramo do direito público... 17 1.3 Conceito de Administração Pública e de Direito Administrativo... 19

Leia mais

Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais

Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais Código da Disciplina: 2716 Vigência: 1 / 2004 Disciplina: DIREITO ADMINISTRATIVO I Código do Curso: 17 Curso: Direito Unidade: NÚCLEO UNIV BH Turno: NOITE Período: 6 Créditos: 4 Carga Horária TOTAL 60

Leia mais

CRONOGRAMA DAS AULAS

CRONOGRAMA DAS AULAS CRONOGRAMA DAS AULAS Curso: DIREITO Departamento: VDI Disciplina: Direito Administrativo I- VDI00033 Carga horária: 60hs Pré-requisitos: Semestre de referência: 2016 1 Dias e horários: terças e quartas,

Leia mais

Categorias/ Questões. Conteúdos/ Matéria. Textos, filmes e outros materiais. Habilidades e Competências. Tipo de aula. Semana 1 UNIDADE I

Categorias/ Questões. Conteúdos/ Matéria. Textos, filmes e outros materiais. Habilidades e Competências. Tipo de aula. Semana 1 UNIDADE I PLANO DE CURSO DISCIPLINA: AGENTES E CONTRATAÇÕES PÚBLICAS (CÓD. ENEX 60124) ETAPA: 5ª TOTAL DE ENCONTROS: 15 SEMANAS Semana Conteúdos/ Matéria Categorias/ Questões Tipo de aula Habilidades e Competências

Leia mais

Nota, xi Nota à 9a edição, xiii

Nota, xi Nota à 9a edição, xiii Nota, xi Nota à 9a edição, xiii 1 Direito Administrativo, 1 1.1 Introdução ao estudo do Direito Administrativo, 1 1.2 Ramo do direito público, 3 1.3 Conceito de Administração Pública e de Direito Administrativo,

Leia mais

03/05/2017 MARIANO BORGES DIREITO ADMINISTRATIVO

03/05/2017 MARIANO BORGES DIREITO ADMINISTRATIVO MARIANO BORGES DIREITO ADMINISTRATIVO 1. O regime jurídico administrativo é composto por inúmeras normativas que conferem unidade ao Direito Administrativo brasileiro. Majoritariamente, a doutrina apresenta

Leia mais

S u m á r i o. Capítulo 1 Noções Preliminares...1

S u m á r i o. Capítulo 1 Noções Preliminares...1 S u m á r i o Capítulo 1 Noções Preliminares...1 1. Direito...1 2. Direito Administrativo...2 2.1. Conceito...2 2.2. Relação com outros ramos do Direito...6 2.3. Fontes do Direito Administrativo...8 2.4.

Leia mais

Capítulo 1 Noções Preliminares Direito Direito Administrativo...2

Capítulo 1 Noções Preliminares Direito Direito Administrativo...2 S u m á r i o Capítulo 1 Noções Preliminares... 1 1. Direito...1 2. Direito Administrativo...2 2.1. Conceito... 2 2.2. Relação com outros ramos do direito... 6 2.3. Fontes do Direito Administrativo...

Leia mais

No que concerne à licitação, ao controle da administração pública e ao regime jurídico administrativo, julgue os itens de 57 a 60.

No que concerne à licitação, ao controle da administração pública e ao regime jurídico administrativo, julgue os itens de 57 a 60. 01 Q360917 Direito Administrativo Regime jurídico administrativo Ano: 2014 Banca: CESPE Órgão: MDICProva: Agente Administrativo BETA No que concerne à licitação, ao controle da administração pública e

Leia mais

DIREITO ADMINISTRATIVO

DIREITO ADMINISTRATIVO DIREITO ADMINISTRATIVO Aula Inaugural -Princípios do Direito Administrativo Profº.. Francisco De Poli de Oliveira OBJETIVOS 1. Conhecer os princípios pios explícitos e implícitos do Direito Administrativo;

Leia mais

Direito Administrativo

Direito Administrativo Direito Administrativo Princípios constitucionais da Administração Pública Professora Tatiana Marcello www.acasadoconcurseiro.com.br Direito Administrativo PRINCÍPIOS CONSTITUCIONAIS DA ADMINISTRAÇÃO

Leia mais

BuscaLegis.ccj.ufsc.br

BuscaLegis.ccj.ufsc.br BuscaLegis.ccj.ufsc.br O Direito Administrativo e o Princípio da Supremacia do Interesse Público sobre o Interesse Privado Fernanda Yasue Kinoshita* sábado, 3 de junho de 2006, 09:56h. 1 Conceito Segundo

Leia mais

BuscaLegis.ccj.ufsc.br

BuscaLegis.ccj.ufsc.br BuscaLegis.ccj.ufsc.br Os meios de controle da Administração Pública: considerações Marinete Dresch de Moraes* A Administração Pública, visando atender as necessidades sociais e buscando a realização do

Leia mais

I - O ESTADO, A ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA, O DIREITO ADMINISTRATIVO E O REGIME JURÍDICO- ADMINISTRATIVO

I - O ESTADO, A ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA, O DIREITO ADMINISTRATIVO E O REGIME JURÍDICO- ADMINISTRATIVO Direito Administrativo Sumário Capítulo I - O ESTADO, A ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA, O DIREITO ADMINISTRATIVO E O REGIME JURÍDICO- ADMINISTRATIVO 1. Estado: conceito, evolução e transformações... 17 2. Administração

Leia mais

DIREITO ADMINISTRATIVO

DIREITO ADMINISTRATIVO AULA 02: PRINCÍPIOS DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA Professor Thiago Gomes ACHADO NÃO É ROUBADO? 1. CONCEITO Conceito de Princípio Princípios da Administração Pública Constitucionais Art. 37, caput, CF A administração

Leia mais

Concessão, Permissão e Autorização de Serviço Público. Diana Pinto e Pinheiro da Silva

Concessão, Permissão e Autorização de Serviço Público. Diana Pinto e Pinheiro da Silva Concessão, Permissão e Autorização de Serviço Público Diana Pinto e Pinheiro da Silva 1. Execução de Serviço Público Execução de serviço público Dificuldade de definição [...] o conceito de serviço público

Leia mais

VÍTOR ALVES DIREITO ADMINISTRATIVO

VÍTOR ALVES DIREITO ADMINISTRATIVO VÍTOR ALVES DIREITO ADMINISTRATIVO 150 QUESTÕES DE PROVAS DA BANCA ORGANIZADORA DO CONCURSO SEFAZ/MS E DE OUTRAS INSTITUIÇÕES DE MS GABARITADAS. Seleção das Questões: Prof. Vítor Alves Coordenação e Organização:

Leia mais

Princípios da Administração Pública

Princípios da Administração Pública Princípios da Administração Pública Regime Jurídico Administrativo Supraprincípios Supremacia do interesse público Princípios Constitucionais Princípios Infraconstitucionais RAD 2601 Direito Administrativo

Leia mais

Organização da Aula. Direito Administrativo Aula n. 2. Contextualização

Organização da Aula. Direito Administrativo Aula n. 2. Contextualização Organização da Aula Direito Administrativo Aula n. 2 Administração Pública Professor: Silvano Alves Alcantara Contextualização Câmara autoriza prefeito a criar empresa pública para gerir novo Pronto-Socorro

Leia mais

PROGRAMA DE DISCIPLINA

PROGRAMA DE DISCIPLINA Faculdade Anísio Teixeira de Feira de Santana Autorizada pela Portaria Ministerial nº 552 de 22 de março de 2001 e publicada no Diário Oficial da União de 26 de março de 2001. Endereço: Rua Juracy Magalhães,

Leia mais

COMENTÁRIO DAS QUESTÕES DA PROVA PARA AFRE RS BANCA FUNDATEC

COMENTÁRIO DAS QUESTÕES DA PROVA PARA AFRE RS BANCA FUNDATEC COMENTÁRIO DAS QUESTÕES DA PROVA PARA AFRE RS BANCA FUNDATEC DIREITO ADMINISTRATIVO QUESTÃO 32 Os atos administrativos estão sujeitos a um regime jurídico especial, que se traduz pela conjugação de certos

Leia mais

PROVA DAS DISCIPLINAS CORRELATAS DIREITO ADMINISTRATIVO

PROVA DAS DISCIPLINAS CORRELATAS DIREITO ADMINISTRATIVO P á g i n a 1 PROVA DAS DISCIPLINAS CORRELATAS DIREITO ADMINISTRATIVO QUESTÃO 1 - Quanto aos princípios constitucionais da Administração Pública, assinale a alternativa correta. A. O princípio da supremacia

Leia mais

ebook de Mapas Mentais para concursos públicos Autora: Terezinha N. Rêgo

ebook de Mapas Mentais para concursos públicos  Autora: Terezinha N. Rêgo ebook de Mapas Mentais para concursos públicos Autora: Terezinha N. Rêgo Conteúdo Princípios do - Conceitos... 4 Princípios do Princípios Constitucionais... 5 Princípios do Princípios Gerais 01... 6 Princípios

Leia mais

CONTROLE DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA

CONTROLE DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA Professor Alessandro Dantas Coutinho CONTROLE DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA 1 - Introdução A Administração Pública atua por meio de seus órgãos e seus agentes, os quais são incumbidos do exercício das funções

Leia mais

DIREITO ADMINISTRATIVO. MARATONA DO PONTO FCC Prof. Luiz Lima

DIREITO ADMINISTRATIVO. MARATONA DO PONTO FCC Prof. Luiz Lima DIREITO ADMINISTRATIVO MARATONA DO PONTO FCC Prof. Luiz Lima MARATONA DO PONTO CESPE Foco na Banca FCC Estudo das Leis e seus principais artigos / atualização jurisprudencial Aulas ao vivo (1h40 min de

Leia mais

NOÇÕES DE DIREITO ADMINISTRATIVO

NOÇÕES DE DIREITO ADMINISTRATIVO NOÇÕES DE DIREITO ADMINISTRATIVO 63 QUESTÕES DE PROVAS IBFC POR ASSUNTOS 09 QUESTÕES DE PROVAS DE OUTRAS BANCAS 05 QUESTÕES ELABORADAS PELO EMMENTAL Edição Maio 2017 TODOS OS DIREITOS RESERVADOS. É vedada

Leia mais

ATOS ADMINISTRATIVOS

ATOS ADMINISTRATIVOS Os Fatos Jurídicos Administrativos são acontecimentos que produzem efeitos na área jurídica do direito administrativo. Os ATOS ADMINISTRATIVOS são manifestações de vontade que geram consequências jurídicas,

Leia mais

DIREITO ADMINISTRATIVO

DIREITO ADMINISTRATIVO DIREITO ADMINISTRATIVO 01. Assinale a alternativa incorreta acerca dos princípios constitucionais da Administracao Publica a) A Administração e imprescindível justificar seus atos. b) Ao administrador

Leia mais

NOTA À DÉCIMA QUINTA EDIÇÃO...

NOTA À DÉCIMA QUINTA EDIÇÃO... SUMÁRIO NOTA À DÉCIMA QUINTA EDIÇÃO... 5 Capítulo I O DIREITO ADMINISTRATIVO, A ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA E O REGIME JURÍDICO-ADMINISTRATIVO... 21 1. O direito administrativo... 21 1.1. Origem e desenvolvimento

Leia mais

BuscaLegis.ccj.ufsc.br

BuscaLegis.ccj.ufsc.br BuscaLegis.ccj.ufsc.br Licitação João Batista Rios Júnior* 1. O QUE É. Quando a administração pública no uso e gozo de suas atribuições convoca, mediante edital ou convite, empresas empenhadas em apresentar

Leia mais

STJ SUMÁRIO CAPÍTULO I NOÇÕES INTRODUTÓRIAS

STJ SUMÁRIO CAPÍTULO I NOÇÕES INTRODUTÓRIAS STJ00081433 SUMÁRIO CAPÍTULO I NOÇÕES INTRODUTÓRIAS 1 I. Funções estatais I 2. Conceito e objeto do direito administrativo 2 3. Codificação e fontes do direito administrativo 4 4. Sistemas administrativos:

Leia mais

PRINCÍPIO DA LEGALIDADE NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA. DIREITO ADMINISTRATIVO.

PRINCÍPIO DA LEGALIDADE NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA. DIREITO ADMINISTRATIVO. PRINCÍPIO DA LEGALIDADE NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA. DIREITO ADMINISTRATIVO. Daniel Rodrigues de Oliveira, graduando no 6º período do curso de direito da Faculdade de Administração e Negócios de Sergipe,

Leia mais

CONTROLE DE CONTEÚDO - ASSEMBLEIA LEGISLATIVA SÃO PAULO - TÉCNICO LEGISLATIVO DIREITO

CONTROLE DE CONTEÚDO - ASSEMBLEIA LEGISLATIVA SÃO PAULO - TÉCNICO LEGISLATIVO DIREITO CONTROLE DE CONTEÚDO - ASSEMBLEIA LEGISLATIVA SÃO PAULO - TÉCNICO LEGISLATIVO DIREITO LÍNGUA PORTUGUESA 1 Leitura e análise de textos. Estruturação do texto e dos parágrafos. Significação contextual de

Leia mais

42) Quanto aos elementos ou requisitos de validade dos atos administrativos não podemos afirmar:

42) Quanto aos elementos ou requisitos de validade dos atos administrativos não podemos afirmar: Finalmente, hoje, terminaremos os comentários ao simulado da 2ª Feira do Concurso. 41) Analise as situações abaixo e assinale a alternativa correta: I Ronaldo é Auditor Fiscal da Receita Federal aposentado

Leia mais

CURSO DE DIREITO ADMINISTRATIVO Raphael Spyere do Nascimento

CURSO DE DIREITO ADMINISTRATIVO Raphael Spyere do Nascimento - Curso Básico - Poderes Administrativos; - Administração Pública; - Atos Administrativos; - Lei nº 9.784/1999 - Regras Gerais dos Processos Administrativos; - Licitações; - Contratos Administrativos;

Leia mais

Capítulo 1 Direito Administrativo e Administração Pública...1

Capítulo 1 Direito Administrativo e Administração Pública...1 S u m á r i o Capítulo 1 Direito Administrativo e Administração Pública...1 1.1. Introdução e Conceito de Direito Administrativo... 1 1.2. Taxinomia do Direito Administrativo... 2 1.3. Fontes do Direito

Leia mais

SUMÁRIO CAPÍTULO 1 PRINCÍPIOS CAPÍTULO 2 PODERES ADMINISTRATIVOS CAPÍTULO 3 ORGANIZAÇÃO ADMINISTRATIVA... 37

SUMÁRIO CAPÍTULO 1 PRINCÍPIOS CAPÍTULO 2 PODERES ADMINISTRATIVOS CAPÍTULO 3 ORGANIZAÇÃO ADMINISTRATIVA... 37 SUMÁRIO CAPÍTULO 1 PRINCÍPIOS... 19 1.1. Princípios básicos... 19 1.1.1. Princípio da Supremacia do Interesse Público Sobre o Privado... 19 1.1.2. Princípio da Indisponibilidade do Interesse Público...

Leia mais

O Principio da Publicidade tem seu campo de maior atuação no Administrativo, Assim, José Afonso da Silva 2, diz que:

O Principio da Publicidade tem seu campo de maior atuação no Administrativo, Assim, José Afonso da Silva 2, diz que: Principio da Publicidade. O Presente Trabalho vem elucidar dois princípios da suma importância para o Estado democrático de direito ao qual estamos inseridos, freqüentemente ouvimos falar sobre esses princípios,

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO DE CONTAS ESTADO DO PARÁ

MINISTÉRIO PÚBLICO DE CONTAS ESTADO DO PARÁ MINISTÉRIO PÚBLICO DE CONTAS ESTADO DO PARÁ A N E X O I I D O E D I T A L N º 0 1 / 2 0 1 2 D O S C O N T E Ú D O S P R O G R A M Á T I C O S CARGO 401: SUBPROCURADOR DE CONTAS CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS:

Leia mais

ÁGORA Revista Eletrônica Ano VII nº 14 Junho de P

ÁGORA Revista Eletrônica Ano VII nº 14 Junho de P ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA BRASILEIRA: RELAÇÕES DE DIREITO E PRINCÍPIOS ADMINISTRATIVOS Rodrigo Janoni Carvalho 1 O Direito Administrativo é o ramo do Direito Público que disciplina a função administrativa

Leia mais

DIREITO ADMINISTRATIVO E ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA

DIREITO ADMINISTRATIVO E ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA DIREITO ADMINISTRATIVO E ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA Autonomia e controle no setor público Controlar é qualquer ação tomada pela administração pública com o objetivo de atingir metas preestabelecidas. A administração

Leia mais

PODER EXECUTIVO DO MUNICÍPIO DE SILVA JARDIM ESTADO DO RIO DE JANEIRO CONCURSO PÚBLICO Nº 01/2017. RETIFICAÇÃO Nº 01 Ao Edital 01/2017

PODER EXECUTIVO DO MUNICÍPIO DE SILVA JARDIM ESTADO DO RIO DE JANEIRO CONCURSO PÚBLICO Nº 01/2017. RETIFICAÇÃO Nº 01 Ao Edital 01/2017 CONCURSO PÚBLICO Nº 01/2017 RETIFICAÇÃO Nº 01 Ao Edital 01/2017 A Comissão Organizadora do Concurso Público e o INSTITUTO IBDO, tornam pública a RETIFICAÇÃO Nº 01 ao Edital 01/2017, que passa a ter a inclusão

Leia mais

DIREITO ADMINISTRATIVO

DIREITO ADMINISTRATIVO DIREITO ADMINISTRATIVO PROF. MES. BRUNO VARGENS NUNES 1PROFESSOR BRUNO VARGENS CONCEITO Existem vários conceitos para definir o Direito Administrativo. O critério que predomina hoje é o que diz que ele

Leia mais

Sumário. Capítulo 1 O Direito Administrativo 1. Capítulo 2 Estado, Governo e Administração Pública 5

Sumário. Capítulo 1 O Direito Administrativo 1. Capítulo 2 Estado, Governo e Administração Pública 5 Sumário Capítulo 1 O Direito Administrativo 1 1.1. Direito público e direito privado...1 1.2. Conceito... 2 1.3. Fontes do Direito Administrativo...3 Capítulo 2 Estado, Governo e Administração Pública

Leia mais

Apostila de apoio Direito Administrativo - Site Nota 11

Apostila de apoio Direito Administrativo - Site Nota 11 Apostila de apoio Direito Administrativo - Site Nota 11 Capítulo 01: Conceito, Noções Introdutórias e Princípios do Direito Administrativo O que são as apostilas de apoio do Site Nota 11? Trata-se de um

Leia mais

Prof. Me. Edson Guedes. Unidade II INSTITUIÇÕES DE DIREITO

Prof. Me. Edson Guedes. Unidade II INSTITUIÇÕES DE DIREITO Prof. Me. Edson Guedes Unidade II INSTITUIÇÕES DE DIREITO 5. Direito Civil Unidade II 5.1 Da validade dos negócios jurídicos; 5.2 Responsabilidade civil e ato ilícito; 5. Direito Civil 5.1 Da validade

Leia mais

Conceito: conjunto de regras e princípios que visam reger os agentes, os órgãos e as atividades

Conceito: conjunto de regras e princípios que visam reger os agentes, os órgãos e as atividades DIREITO ADMINISTRATIVO: Conceito: conjunto de regras e princípios que visam reger os agentes, os órgãos e as atividades administrativas, tendentes a realizar os fins desejados pelo Estado. Fontes: 1ª Lei;

Leia mais

AULA DE DIREITO ADMINISTRATIVO I Profª Lúcia Luz Meyer revisto e atualizado em

AULA DE DIREITO ADMINISTRATIVO I Profª Lúcia Luz Meyer revisto e atualizado em AULA DE DIREITO ADMINISTRATIVO I Profª Lúcia Luz Meyer revisto e atualizado em 02.2010 PONTO 04 REGIME JURÍDICO ADMINISTRATIVO Roteiro de Aula (05 fls) SUMÁRIO: 4.1. Conteúdo do regime jurídico administrativo.

Leia mais

PROGRAMA DE DISCIPLINA

PROGRAMA DE DISCIPLINA PROGRAMA DE DISCIPLINA Disciplina: PROCESSO ADMINISTRATIVO Código da Disciplina: JUR319 Curso: DIREITO Semestre de oferta da disciplina: Faculdade responsável: FACULDADE DE DIREITO Programa em vigência

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE DIREITO

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE DIREITO DIREITO ADMINISTRATIVO II DES 0312 PROGRAMA DE AULAS PROFESSOR DOUTOR VITOR RHEIN SCHIRATO MONITORES VICTORIA MALTA CORRADINI FELIPE NAPOLITANO MAROTTA MARCO ANTONIO MORAES ALBERTO 2º Semestre de 2016

Leia mais

FAPAN FACULDADE DE AGRONEGÓCIO DE PARAÍSO DO NORTE PRINCÍPIOS DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA

FAPAN FACULDADE DE AGRONEGÓCIO DE PARAÍSO DO NORTE PRINCÍPIOS DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA PRINCÍPIOS DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA 1. EXPLÍCITOS: 2. IMPLÍCITOS: Art. 37, Caput, CF (EXPLÍCITOS): 1. EXPLÍCITOS: a) Princípio da legalidade ( arts. 5º, II; 37 caput e 84, IV): Ressalvas: Medidas provisórias

Leia mais

DIREITO ADMINITRATIVO

DIREITO ADMINITRATIVO DIREITO ADMINITRATIVO 1. (Aplicada em: 2016 Banca: IADES Órgão: Ceitec S.A Prova: Analista Administrativo e Operacional - Ciências Contábeis) No sentido de que deveria a Administração Pública dispensar

Leia mais

PARECER: 02/2015 ASSESSORIA JURIDICA Requerente: Mesa Diretora da Câmara Municipal de Rafael Godeiro.

PARECER: 02/2015 ASSESSORIA JURIDICA Requerente: Mesa Diretora da Câmara Municipal de Rafael Godeiro. PARECER: 02/2015 ASSESSORIA JURIDICA Requerente: Mesa Diretora da Câmara Municipal de Rafael Godeiro. ASSUNTO: Contratação de Servidores Temporários para Atender as Necessidades da Administração Municipal.

Leia mais

Regime jurídico administrativo

Regime jurídico administrativo Direito Administrativo Lista de Exercícios Regime Jurídico Administrativo 1. Com relação aos princípios que fundamentam a administração pública, assinale a opção correta. a) A publicidade marca o início

Leia mais

UNIDADE 1 INTRODUÇÃO AO ESTUDO DO CONTROLE

UNIDADE 1 INTRODUÇÃO AO ESTUDO DO CONTROLE UNIDADE 1 INTRODUÇÃO AO ESTUDO DO CONTROLE ESTATAL Conceito de controle: O controle consiste em verificar se tudo ocorre de acordo com o programa adotado, as ordens dadas e os princípios admitidos. Tem

Leia mais

Estado, Governo e Administração Pública

Estado, Governo e Administração Pública Capítulo 1 O Direito Administrativo 1.1. Direito público e direito privado 1.2. Conceito de Direito Administrativo Critérios 1.2.1. Escola legalista 1.2.2. Escola do Serviço Público 1.2.3. Escola da Puissance

Leia mais

Apresentação: Constitucionalização e transformações no Direito Administrativo XV.

Apresentação: Constitucionalização e transformações no Direito Administrativo XV. Apresentação: Constitucionalização e transformações no Direito Administrativo XV. seção i Das Disposições gerais 1 Art. 37, caput 2 Considerações gerais 2 Reforma Administrativa e Emenda Constitucional

Leia mais

Ano 5º Ano. Eixo de Formação Eixo de Formação Profissional. Professor(es) Ms. Demétrius Amaral Beltrão Ms Julio Cesar da Silva Tavares

Ano 5º Ano. Eixo de Formação Eixo de Formação Profissional. Professor(es) Ms. Demétrius Amaral Beltrão Ms Julio Cesar da Silva Tavares Página 1 de 5 A EMENTA Licitações e Contratos Administrativos. Tipos de atividade administrativa: Serviços Públicos e Limitação da autonomia privada (Poder de polícia). Ordenamento urbano e estatuto da

Leia mais

NOÇÕES BÁSICAS SOBRE OS PRINCÍPIOS REGENTES DA ATIVIDADE DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA. Everaldo Rocha Bezerra Costa Procuradoria Federal junto à UFG

NOÇÕES BÁSICAS SOBRE OS PRINCÍPIOS REGENTES DA ATIVIDADE DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA. Everaldo Rocha Bezerra Costa Procuradoria Federal junto à UFG NOÇÕES BÁSICAS SOBRE OS PRINCÍPIOS REGENTES DA ATIVIDADE DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA Everaldo Rocha Bezerra Costa Procuradoria Federal junto à UFG I INTRODUÇÃO II PRINCÍPIOS DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA A administração

Leia mais

AULÃO AO VIVO PC-GO. Prof. Rodrigo Cardoso

AULÃO AO VIVO PC-GO. Prof. Rodrigo Cardoso AULÃO AO VIVO PC-GO Prof. Rodrigo Cardoso 1 (CESPE 2016/PC-PE/AGENTE DE POLÍCIA) Considerando as fontes do direito administrativo como sendo aquelas regras ou aqueles comportamentos que provocam o surgimento

Leia mais

COMISSÃO DE SEGURANÇA PÚBLICA E COMBATE AO CRIME ORGANIZADO PROJETO DE LEI Nº 1.277, DE 2015

COMISSÃO DE SEGURANÇA PÚBLICA E COMBATE AO CRIME ORGANIZADO PROJETO DE LEI Nº 1.277, DE 2015 COMISSÃO DE SEGURANÇA PÚBLICA E COMBATE AO CRIME ORGANIZADO. PROJETO DE LEI Nº 1.277, DE 2015 (Apenso: PL 2117/2015) Altera o art. 11 da Lei nº 8.429, de 2 de junho de 1992, para caracterizar como atos

Leia mais

Hugo Goes Direito Previdenciário Módulo 02 Aula Direito Previdenciário para o Concurso do INSS

Hugo Goes Direito Previdenciário Módulo 02 Aula Direito Previdenciário para o Concurso do INSS Hugo Goes Direito Previdenciário Módulo 02 Aula 001-005 Direito Previdenciário para o Concurso do INSS Fontes Hierarquia (ordem de graduação) Autonomia (entre os diversos ramos) Aplicação (conflitos entre

Leia mais

IUS RESUMOS. Noções introdutórias de Direito Administrativo e Regime Jurídico da Administração. Organizado por: Elaine Cristina Ferreira Gomes

IUS RESUMOS. Noções introdutórias de Direito Administrativo e Regime Jurídico da Administração. Organizado por: Elaine Cristina Ferreira Gomes Noções introdutórias de Direito Administrativo e Regime Jurídico da Administração Organizado por: Elaine Cristina Ferreira Gomes SUMÁRIO I NOÇÕES INTRODUTÓRIAS DE DIREITO ADMINISTRATIVO E REGIME JURÍDICO

Leia mais

Organização da Aula. Direito Administrativo Aula n. 3. Contextualização. Atividades Administrativas. Instrumentalização. Atividades Administrativas

Organização da Aula. Direito Administrativo Aula n. 3. Contextualização. Atividades Administrativas. Instrumentalização. Atividades Administrativas Organização da Aula Direito Administrativo Aula n. 3 Atividades Administrativas Professor: Silvano Alves Alcantara Inserir o vídeo: Contextualização http://www.youtube.com/watch?v= L9YBAy2Hhbc De 0:00

Leia mais

DIREITO ADMINISTRATIVO QUESTÕES DO CESPE

DIREITO ADMINISTRATIVO QUESTÕES DO CESPE DIREITO ADMINISTRATIVO QUESTÕES DO CESPE Prof. João Eudes 1. (CESPE/2009) A administração pública é regida pelo princípio da autotutela, segundo o qual o administrador público está obrigado a denunciar

Leia mais

DIREITO ADMINISTRATIVO I. Direito Administrativo e Administração Pública... 002 II. Organização Administrativa do Estado Brasileiro... 007 III. Administração Pública Direta e Indireta... 024 IV. Ato Administrativo...

Leia mais

1 Direito processual constitucional, 7

1 Direito processual constitucional, 7 1 Direito processual constitucional, 7 1.1 Esclarecimentos iniciais, 7 1.2 Direito processual constitucional: objeto de estudo, 8 1.3 Jurisdição, processo, ação e defesa, 10 1.4 Constituição e processo,

Leia mais

Direito Administrativo

Direito Administrativo Direito Administrativo INSS/2016 Prof. Almir Morgado ESTADO PODER EXECUTIVO ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA GOVERNO ESTADO É a nação politicamente organizada. É composto de povo, território e governo soberano. Poderes

Leia mais

Sumário. Capítulo 1 Introdução ao Direito Administrativo... 1

Sumário. Capítulo 1 Introdução ao Direito Administrativo... 1 Sumário Capítulo 1 Introdução ao Direito Administrativo... 1 1.1. Conceito... 1 1.2. Histórico do Direito Administrativo... 4 1.3. Objeto... 4 1.4. Fontes... 4 1.5. Sistemas Administrativos ou Mecanismos

Leia mais

DIREITO ADMINISTRATIVO

DIREITO ADMINISTRATIVO DIREITO ADMINISTRATIVO Conceito José Cretella Jr. Ramo do Direito Público Interno que regula a atividade das pessoas jurídicas públicas e a instituição de meios e órgãos relativos à ação dessas pessoas.

Leia mais

Direito Administrativo. Lista de Exercícios. Poderes Administrativos

Direito Administrativo. Lista de Exercícios. Poderes Administrativos Direito Administrativo Lista de Exercícios Poderes Administrativos 1. Considere que a prefeitura de determinado município tenha concedido licença para reforma de estabelecimento comercial. Nessa situação

Leia mais

PLANO DE CURSO. Procurar estabelecer as relações entre Direitos Humanos, Direitos Fundamentais e a Organização

PLANO DE CURSO. Procurar estabelecer as relações entre Direitos Humanos, Direitos Fundamentais e a Organização COLEGIADO DO CURSO DE DIREITO Componente Curricular: DIREITO ADMINSTRATIVO II Código: DIR-369-b CH Total: 60h Pré-requisito: DIREITO ADMINSTRATIVO I Período Letivo: 2016.1 Turma: 5ºsemestre Professor:

Leia mais

Plano de Ensino. Princípios de Direito Administrativo. Centralização e descentralização na Administração Pública.

Plano de Ensino. Princípios de Direito Administrativo. Centralização e descentralização na Administração Pública. Identificação Plano de Ensino Curso: Direito Disciplina: Direito Administrativo II Ano/semestre: 2012/01 Carga horária: Total: 40h Semanal: 04h Professora: Roberta Rasseli Zanete Período/turno: 7º período

Leia mais

OS PRINCÍPIOS DA RAZOABILIDADE E DA PROPORCIONALIDADE COMO VALORES QUE ENSEJAM O CONTROLE DA DISCRICIONARIEDADE NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA

OS PRINCÍPIOS DA RAZOABILIDADE E DA PROPORCIONALIDADE COMO VALORES QUE ENSEJAM O CONTROLE DA DISCRICIONARIEDADE NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA 1 OS PRINCÍPIOS DA RAZOABILIDADE E DA PROPORCIONALIDADE COMO VALORES QUE ENSEJAM O CONTROLE DA DISCRICIONARIEDADE NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA Cynthia Alves Rodrigues Centro Universitário da Fundação Educacional

Leia mais

ÉTICA UMA QUESTÃO DE SOBREVIVÊNCIA

ÉTICA UMA QUESTÃO DE SOBREVIVÊNCIA ÉTICA UMA QUESTÃO DE SOBREVIVÊNCIA 1 MEMBROS DA COMISSÃO DE ÉTICA: Port. 216-2009-SEFAZ e alterações 1- Selma Pedroso de Barros Presidente 2- Karina T. Velho Membro Executivo 3- Roseli Raquel Ricas Membro

Leia mais

PARECER Nº, DE SENADO FEDERAL Gabinete do Senador ALOYSIO NUNES FERREIRA. RELATOR: Senador ALOYSIO NUNES FERREIRA I RELATÓRIO

PARECER Nº, DE SENADO FEDERAL Gabinete do Senador ALOYSIO NUNES FERREIRA. RELATOR: Senador ALOYSIO NUNES FERREIRA I RELATÓRIO PARECER Nº, DE 2015 Da COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO, JUSTIÇA E CIDADANIA, sobre o Projeto de Lei do Senado nº 244, de 2014, que acrescenta incisos ao art. 11 da Lei nº 8.429, de 2 de junho de 1992, para incluir

Leia mais

Ministério Público do Estado de Mato Grosso

Ministério Público do Estado de Mato Grosso NOTIFICAÇÃO RECOMENDATÓRIA N 006/2015 O MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE MATO GROSSO, por seu representante legal com atuação na /MT, no uso de suas atribuições legais, com espeque no art. 129, incisos

Leia mais

RESOLUÇÃO DA PROVA DE TÉCNICO DA RECEITA FEDERAL Direito Administrativo

RESOLUÇÃO DA PROVA DE TÉCNICO DA RECEITA FEDERAL Direito Administrativo RESOLUÇÃO DA PROVA DE TÉCNICO DA RECEITA FEDERAL - 2005 Henrique Cantarino www.editoraferreira.com.br Direito Administrativo Caros amigos, voltamos com a correção das questões da prova de Técnico da Receita

Leia mais

A Importância do Controle Interno na Administração Pública. Leônidas Monteiro Gonçalves Analista de Controle Externo TCE/PA

A Importância do Controle Interno na Administração Pública. Leônidas Monteiro Gonçalves Analista de Controle Externo TCE/PA A Importância do Controle Interno na Administração Pública Leônidas Monteiro Gonçalves Analista de Controle Externo TCE/PA A importância do Controle Interno na Administração Pública Fins do Estado - Satisfação

Leia mais

Terceiro Setor e o Direito Administrativo

Terceiro Setor e o Direito Administrativo Terceiro Setor e o Direito Administrativo Ponto n. 8 - Controle Administrativo: controle interno PROFESSOR DR. GUSTAVO JUSTINO DE OLIVEIRA Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo (USP) São Paulo

Leia mais

IUS RESUMOS. Administração Pública - Parte II. Organizado por: Elaine Cristina Ferreira Gomes

IUS RESUMOS. Administração Pública - Parte II. Organizado por: Elaine Cristina Ferreira Gomes Administração Pública - Parte II Organizado por: Elaine Cristina Ferreira Gomes SUMÁRIO I. ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA PARTE II... 3 1. Desconcentração Administrativa... 3 1.1 Diferença entre desconcentração

Leia mais

BuscaLegis.ccj.ufsc.br

BuscaLegis.ccj.ufsc.br BuscaLegis.ccj.ufsc.br Princípios da Licitação de acordo com a Lei n.º 8.666/93 Ane Carolina Novaes* Dispõem o artigo 3º da Lei 8.666 de 21/06/93, que as licitações serão processadas e julgadas na conformidade

Leia mais

PROGRAMA ESPECÍFICO TJ/CE PONTO 1. Direito Civil e Processual Civil

PROGRAMA ESPECÍFICO TJ/CE PONTO 1. Direito Civil e Processual Civil PROGRAMA ESPECÍFICO TJ/CE PONTO 1 Direito Civil e Processual Civil DIREITO CIVIL 1. Direito das relações de consumo: Reparação dos danos; Práticas comerciais. 2. Locação de imóveis urbanos: locação residencial.

Leia mais

22/11/ ( CESPE - PC-GO - Agente de Polícia) A administração direta da União inclui

22/11/ ( CESPE - PC-GO - Agente de Polícia) A administração direta da União inclui 1. (2016 - CESPE - PC-GO - Agente de Polícia) A administração direta da União inclui a) a Casa Civil. b) o Departamento Nacional deinfraestrutura detransportes (DNIT). c) as agências executivas. d) o Instituto

Leia mais

Organização Administrativa Direito Administrativo

Organização Administrativa Direito Administrativo RESUMO Organização Administrativa Direito Administrativo 1 Índice Organização Administrativa... 3 Fundamento... 3 Legislação... 3 Administração Pública... 3 Órgãos Públicos... 3 Concentração e Desconcentração...

Leia mais

INSTRUÇÕES...2 EXPEDIENTE...3 NOTA DO EDITOR...4 SOBRE OS AUTORES...5 APRESENTAÇÃO...6 PARTE 1 - NOÇÕES DE DIREITO ADMINISTRATIVO...

INSTRUÇÕES...2 EXPEDIENTE...3 NOTA DO EDITOR...4 SOBRE OS AUTORES...5 APRESENTAÇÃO...6 PARTE 1 - NOÇÕES DE DIREITO ADMINISTRATIVO... INSTRUÇÕES...2 EXPEDIENTE...3 NOTA DO EDITOR...4 SOBRE OS AUTORES...5 APRESENTAÇÃO...6 PARTE 1 - NOÇÕES DE DIREITO ADMINISTRATIVO... 15 CAPÍTULO 1 - ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA...16 1.1. DO ESTADO... 17 1.2.

Leia mais

Objetivos: Dar ao aluno noções gerais sobre o Estado e a ordem social e oferecer-lhe o pleno conhecimento da organização constitucional brasileira.

Objetivos: Dar ao aluno noções gerais sobre o Estado e a ordem social e oferecer-lhe o pleno conhecimento da organização constitucional brasileira. DISCIPLINA: CONSTITUCIONAL I CARGA HORÁRIA TOTAL: 60 CRÉDITOS: 04 CÓDIGO: DIR 02-07411 Dar ao aluno noções gerais sobre o Estado e a ordem social e oferecer-lhe o pleno conhecimento da organização constitucional

Leia mais

SERVIÇOS PÚBLICOS. Para desenvolvermos os serviços públicos, obrigatoriamente, precisamos saber alguma coisa, embora mínima, sobre necessidade pública

SERVIÇOS PÚBLICOS. Para desenvolvermos os serviços públicos, obrigatoriamente, precisamos saber alguma coisa, embora mínima, sobre necessidade pública SERVIÇOS PÚBLICOS Para desenvolvermos os serviços públicos, obrigatoriamente, precisamos saber alguma coisa, embora mínima, sobre necessidade pública 1. NECESSIDADE PÚBLICA = É toda aquela de interesse

Leia mais

Organização Administrativa BOM DIA!!!

Organização Administrativa BOM DIA!!! BOM DIA!!! 1. Introdução 2. Administração Pública 3. Órgão Público 4. Classificação dos Órgãos 5. Descentralização e Desconcentração 6. Função Pública 7. Cargo Público 8. Agente Público 1. Introdução Regime

Leia mais

AS FRAGILIDADES DA CARTA CONVITE.

AS FRAGILIDADES DA CARTA CONVITE. www.apd.adv.br +55 (27) 3019-3993 AS FRAGILIDADES DA CARTA CONVITE. RESUMO: O texto trata das modalidades de licitação presentes no ordenamento jurídico brasileiro, dando uma ênfase à modalidade chamada

Leia mais

Material Pós-Aula 1 Exame da OAB

Material Pós-Aula 1 Exame da OAB I O Direito Administrativo e a Administração Pública Material Pós-Aula 1 Exame da OAB 2012.2 Professor Leandro Velloso 1.1. Organização Administrativa do Estado Conceito de Administração Pública é um conjunto

Leia mais

O que é orçamento público?

O que é orçamento público? O que é orçamento público? É a previsão de arrecadação de receitas e a fixação de despesas para um período determinado. É computar, avaliar, calcular a previsão da arrecadação de tributos e o gasto de

Leia mais

1. IDENTIFICAÇÃO 2. EMENTA 3. OBJETIVOS

1. IDENTIFICAÇÃO 2. EMENTA 3. OBJETIVOS 1. IDENTIFICAÇÃO PERÍODO: 6 CRÉDITO: 04 CARGA HORÁRIA SEMANAL: 04 CARGA HORÁRIA SEMESTRAL: 60 NOME DA DISCIPLINA: DIREITO ADMINISTRATIVO I NOME DO CURSO: PEDAGOGIA 2. EMENTA Fontes. Conceitos básicos.

Leia mais

Prof. Rafael Oliveira. SUGESTÕES BIBLIOGRÁFICAS PARA CONCURSOS PÚBLICOS CURSO DE DIREITO ADMINISTRATIVO

Prof. Rafael Oliveira.  SUGESTÕES BIBLIOGRÁFICAS PARA CONCURSOS PÚBLICOS CURSO DE DIREITO ADMINISTRATIVO SUGESTÕES BIBLIOGRÁFICAS PARA CONCURSOS PÚBLICOS CURSO DE DIREITO ADMINISTRATIVO PROF. RAFAEL OLIVEIRA 1) BIBLIOGRAFIA BÁSICA: CARVALHO FILHO, José dos Santos. Manual de Direito Administrativo, Rio de

Leia mais

DIREITO FINANCEIRO ORÇAMENTO PÚBLICO (continuação)

DIREITO FINANCEIRO ORÇAMENTO PÚBLICO (continuação) DIREITO FINANCEIRO ORÇAMENTO PÚBLICO (continuação) III. VEDAÇÕES ORÇAMENTÁRIAS A vedação, tratada pelo art. 167, da CF, é dividida em 2 tópicos: a) Execução Orçamentária (limitações a serem aplicadas no

Leia mais

Entidades fundacionais as fundações públicas Conceito

Entidades fundacionais as fundações públicas Conceito 2.6.2. Entidades fundacionais as fundações públicas 2.6.2.1. Conceito O Código Civil dispõe, em seu art. 40, que as pessoas jurídicas serão de direito público e de direito privado, e, em seu art. 44, que

Leia mais

Sumário. Capítulo 2 Administração direta e indireta... 5

Sumário. Capítulo 2 Administração direta e indireta... 5 Sumário Capítulo 1 Origem e conceito de direito administrativo... 1 1.1 Introdução... 1 1.2 Origem e evolução do direito administrativo... 1 1.3 Conteúdo do direito administrativo... 2 1.4 Conceito de

Leia mais