PROCESSO CONSTITUCIONAL PROF. RENATO BERNARDI

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PROCESSO CONSTITUCIONAL PROF. RENATO BERNARDI"

Transcrição

1 CONTROLE DE CONSTITUCIONALIDADE Conceito: assegurar a supremacia da Constituição Federal. supremacia formal da Constituição Federal rigidez constitucional. Controlar a constitucionalidade consiste em examinar as espécies legislativas infraconstitucionais, no que diz respeito aos requisitos formais e materiais daquelas. Uma norma será inconstitucional tanto quando não atender à forma de elaboração prevista na Constituição Federal, como quando a norma ventilar matéria que são tratadas de forma diversa pela Constituição Federal. Assim, podemos falar que no controle da constitucionalidade o intérprete, num primeiro momento, deve analisar se a espécie legislativa em questão, para ser elaborada, atendeu aos ditames constitucionais referentes ao processo legislativo ou elaborativo. Nesse processo, a norma será analisada, então, quanto à sua forma: Pela ordem, será analisado o aspecto subjetivo da elaboração da norma, a iniciativa. O projeto que deu origem à lei em análise foi de iniciativa de pessoa ou órgão com atribuição constitucional para fazê-lo? Se a resposta for positiva, ultrapassado estará este primeiro aspecto do controle de constitucionalidade da lei nos aspecto formal, diante da inexistência de vício formal subjetivo; mas ainda quanto à forma, deve-se examinar se o restante do processo legislativo que se segue à iniciativa, foi obedecido: emendas, votação (o quórum para a aprovação), sanção e veto, promulgação, publicação. 1

2 Se todas as particularidades foram observadas, se o legislador, no momento de elaborar a espécie legislativa cuidou do devido processo legislativo (artigos 59/69 da Constituição Federal), inexistindo, também, vício formal objetivo, quanto ao aspecto formal, a norma é constitucional. Num segundo momento, o controle de constitucionalidade deve se ater ao aspecto material da norma: deve haver uma compatibilidade da matéria objeto da lei com a Constituição Federal. feito o exame e verificada a compatibilidade, a norma estará aprovada no controle de constitucionalidade, tanto no que diz respeito aos requisitos formais como no que se refere aos requisitos materiais. Assim, controlar a constitucionalidade nada mais é do que verificar a compatibilidade dos requisitos formais (subjetivo e objetivo) e materiais da lei com a Constituição Federal. Formas de Inconstitucionalidade: Constituição Federal de 1988). - Inconstitucionalidade por ação - Inconstitucionalidade por omissão (inovação da Formas de Controle da constitucionalidade: Há o controle preventivo, também chamado de controle lato da constitucionalidade, o qual se destina a impedir o ingresso no sistema, de normas que, em seu projeto, já revelam desconformidade com a Constituição Federal; atua, portanto, antes da existência da lei ou do ato normativo. Quem exerce esse controle são os poderes políticos. 2

3 O controle preventivo atua durante o processo legislativo. Em sua primeira manifestação, é feito pelos órgãos das Casas Legislativas, especialmente a Comissão de Constituição, Justiça e Redação da Câmara dos Deputados e a Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania no Senado Federal (artigo 58 e da Constituição Federal). Na segunda oportunidade de manifestação do controle preventivo, ocorre a participação do Chefe do Executivo, que, através do veto jurídico, pode apresentar oposição ao projeto de lei entendendo sê-lo inconstitucional. Assim, o Poder Executivo também exerce o controle preventivo, por intermédio do Presidente da República, ao vetar, por inconstitucionalidade, total ou parcialmente o projeto de lei (artigo 66, 1º da Constituição Federal). Não se pode perder de vista que, além do veto jurídico, cabe ao Chefe do Executivo vetar o projeto de lei que entender contrário ao interesse público (é o veto político), mas esse tipo de oposição não se enquadra no tema ora em estudo, e será visto oportunamente. Uma vez acabado o controle preventivo, ou seja, nem as Casas Legislativas nem o Chefe do Executivo vislumbraram inconstitucionalidade no projeto de lei, a lei será promulgada e publicada. Uma vez em vigor, aquela lei somente poderá ser objeto de controle de constitucionalidade repressivo. O controle repressivo é feito sobre a lei ou ato normativo perfeito e acabado, por intermédio do Poder Judiciário (sistema jurisdicional). Órgãos incumbidos do controle da constitucionalidade repressivo: 3

4 repressivo: o político, o jurisdicional e o misto. Há três sistemas de controle de constitucionalidade Veremos, então, o controle de constitucionalidade tendo em vista o órgão controlador (só no controle repressivo), que pode ser: Controle Político é o que entrega a verificação da compatibilidade vertical a órgãos de natureza política, que podem estar no próprio Poder Legislativo (solução predominante na Europa), ou em um órgão especial desvinculado de qualquer dos Poderes, tal como ocorre na França, onde existe o Conselho Constitucional desde a vigente Constituição Francesa de 1958, bem como na Áustria, onde existe o Tribunal Constitucional, criado por Kelsen, na Constituição Austríaca de Controle Jurídico ou Jurisdicional é o outorgado aos órgãos do Poder Judiciário. Este é o sistema adotado no Brasil. Controle Misto é aquele em que, ao mesmo tempo, certas categorias de leis são submetidas ao controle político, enquanto outras, ao controle jurisdicional, como ocorre, por exemplo, na Suíça (confederação), onde as leis nacionais têm seu controle de constitucionalidade realizado por órgão político nacional, enquanto que as leis locais têm o controle de constitucionalidade efetuado pelo Poder Judiciário. respectivo. Conforme o tipo de controle adotado, haverá o sistema O Brasil adotou o sistema jurisdicional de controle, com duas exceções. Nos casos abaixo, o controle repressivo é efetuado pelo poder político: 4

5 A - artigo 49, inciso V da Constituição Federal, que prevê ser da competência exclusiva do Congresso Nacional sustar os atos normativos do Poder Executivo que exorbitem do poder regulamentar ou dos limites de delegação legislativa. B - artigo 62 da Constituição Federal, já que o congresso Nacional pode rejeitar a medida provisória com base em inconstitucionalidade apontada no parecer da comissão encarregada do exame da norma. Critérios e Modos de Exercício do Controle repressivo jurídico ou jurisdicional: Aqui estamos dentro do controle repressivo jurisdicional, e devemos saber quem, dentro do Poder Judiciário, vai realizar o controle de constitucionalidade. Existem dois critérios: A - o controle difuso, controle via incidental, controle por via de exceção, por via indireta, ou jurisdição constitucional difusa: O critério difuso foi criado em 1803 pelo Juiz Marshall, da Suprema Corte norte-americana. No Brasil chegou em 1891 (a mesma Constituição Federal que criou o Supremo Tribunal Federal), tendo nítida influência norte-americana, pelas mãos de Rui Barbosa. Nesse critério, reconhece-se o controle a todos os membros do Poder Judiciário; qualquer pessoa que tenha legítimo interesse pode alegá-lo; só é exercitável à vista do caso concreto; não se trata de declaração de inconstitucionalidade de lei em tese, mas de exigência imposta para a solução do caso 5

6 concreto; a decisão judicial opera efeitos somente entre as partes, não atingindo relação de terceiros, a não ser quando a questão chega ao STF e este remete a eventual declaração de inconstitucionalidade, derivada da apreciação do caso concreto, ao Senado Federal para que este suspenda a execução da lei (artigo 52, inciso X da Constituição Federal). Nesse caso, a declaração de inconstitucionalidade na via indireta não anula a lei, nem a revoga; a lei continua em vigor até que o Senado Federal suspenda sua execução, nos termos do artigo 52, inciso X da Constituição Federal, ainda que a lei seja Estadual, Distrital ou Municipal. Embora continue em vigor a lei, no controle difuso de constitucionalidade, no tocante ao caso concreto, objeto principal do litígio, a decisão opera efeitos ex tunc, fulminando a relação desde o nascimento. Só vale entre as partes e naquele processo B - o controle concentrado ou jurisdição constitucional concentrada, ou controle por via de ação, ou controle principal, ou controle abstrato: - Inexiste tal instrumento jurídico nos EUA. - introduzido na Constituição Federal de 1946, através de Emenda Constitucional no ano de competência: STF - legitimidade: art. 103 da Constituição Federal - a decisão judicial opera, em regra, efeitos erga omnes, ex tunc. - manipulação dos efeitos do julgamento da ADIN (art. 27 da Lei 9868/99) - a decisão judicial opera efeitos vinculantes. - art. 52, inciso X da Constituição Federal. - instrumentos: ADIN, ADECON E ADPF. 6

7 Ação Direta de Inconstitucionalidade: Espécies: ADIN genérica, ADIN supridora de omissão e ADIN interventiva. A - ADIN genérica: - art. 102, inciso I, letra a da Constituição Federal e Lei 9868/99. - objetivo: obter a declaração de inconstitucionalidade, em tese, de lei (qualquer espécie legislativa prevista no artigo 59 da Constituição Federal) ou ato normativo (ato de caráter genérico editado para normatizar relação jurídica). - objeto: - lei ou ato normativo federal. - lei ou ato normativo estadual. - lei ou ato normativo municipal? - lei ou ato normativo distrital? - AGU e PGR, arts. 103, 1º e 3º da Constituição Federal. - pode existir em nível estadual. - limite temporal: lei ou ato normativo editados após a Constituição Federal de B - ADIN supridora de omissão: - artigo 103, 2º, Constituição Federal. - objetivo: preencher as lacunas inconstitucionais. - objeto: norma constitucional de eficácia limitada - sujeito passivo: poder(es) encarregado(s) de suprir a omissão. - conseqüência da desobediência do comando do STF: - legislativo - executivo - fixação da mora legislativa: efeitos ex tunc e erga omnes. - A.G.U.? (art. 103, 3º da Constituição Federal) - liminar? (art. 102, I, p da Constituição Federal). 7

8 C - ADIN interventiva: - art. 18 da Constituição Federal. PROCESSO CONSTITUCIONAL - intervenção federal: art. 34 da Constituição Federal. - art. 36, III da Constituição Federal. (atenção: legitimidade e competência) - intervenção estadual: art. 35 da Constituição Federal. - art. 35, inciso IV da Constituição Federal. - excepcionalidade da intervenção. - legitimidade para decretação. - ente mais amplo intervém no menos amplo. - intervenção Distrital? - União pode intervir em Município? Ação Declaratória de Constitucionalidade: - Emenda Constitucional n.º 03 de 17 de março de objetivo: transferir ao STF a decisão sobre a constitucionalidade de um dispositivo legal que esteja sendo duramente atacado pelos juízes e tribunais inferiores. - característica: meio paralisante de debates em torno de questões jurídicas fundamentais de interesse coletivo. - pressuposto: comprovada controvérsia judicial que coloque em risco a presunção de constitucionalidade do ato normativo sob exame. - objeto: lei ou ato normativo federal. - julgada procedente a ADECON, esvaziam-se as discussões existentes nos controles difuso e concentrado. - julgada improcedente a ADECON a lei é declarada inconstitucional sem a existência de contraditório. - a única maneira para que a lei declarada constitucional por essa ação saia do sistema jurídico é a revogação, que tem efeitos ex nunc. 8

9 Argüição de Descumprimento de Preceito Fundamental - Lei 9.882, de 03/12/99. - principal novidade: possibilidade de controle concentrado de constitucionalidade de lei municipal, de atos não normativos, bem como de atos anteriores à constituição. - só cabe a ação se houver desrespeito a preceito fundamental. - legitimidade ativa: art. 2º, I, da Lei 9.882/99, c/c art. 103 da Constituição Federal. - decisão final da argüição terá eficácia contra todos e efeito vinculante relativamente aos demais órgãos do Poder Público (Lei 9.882/99, art. 10, 3º). - espécies: A) argüição autônoma ( caput do art. 1º da Lei 9.882/99) - também os atos omissivos. - caráter residual (art. 4º, 1º, da Lei 9882/99) B) argüição incidental (inciso I do parágrafo único do art. 1º da Lei 9.882/99). - promove uma verdadeira cisão entre a questão constitucional e as demais suscitadas pelas partes - trata-se de um controle misto de constitucionalidade, pelo qual conjugam-se as dimensões abstrata e difusa (a transposição do controle difuso à via concentrada dependerá, sempre, da comprovação da "relevância" da controvérsia constitucional) 9

CONTROLE DE CONSTITUCIONALIDADE

CONTROLE DE CONSTITUCIONALIDADE CONTROLE DE CONSTITUCIONALIDADE As normas elaboradas pelo Poder Constituinte Originário são colocadas acima de todas as outras manifestações de direito. A própria Constituição Federal determina um procedimento

Leia mais

CAPÍTULO 1: NOTAS INTRODUTÓRIAS...1

CAPÍTULO 1: NOTAS INTRODUTÓRIAS...1 Sumário CAPÍTULO 1: NOTAS INTRODUTÓRIAS...1 1. Introdução...1 2. Pressupostos Teóricos do Controle de Constitucionalidade...2 3. Supremacia Constitucional Fundamento do Mecanismo de Controle de Constitucionalidade...2

Leia mais

Sumário. Proposta da Coleção Leis Especiais para Concursos Capítulo I

Sumário. Proposta da Coleção Leis Especiais para Concursos Capítulo I Sumário Proposta da Coleção Leis Especiais para Concursos... 15 Capítulo I Teoria geral do controle de constitucionalidade... 17 1. Pressupostos do controle de constitucionalidade... 17 2. Espécies de

Leia mais

Controle da Constitucionalidade

Controle da Constitucionalidade Controle da Constitucionalidade O controle difuso da constitucionalidade: Entre as partes, declarada incidentertantum ; Em regra, os efeitos da declaração são extunc juntamente com suas consequências;

Leia mais

PROF. RAUL DE MELLO FRANCO JR. UNIARA

PROF. RAUL DE MELLO FRANCO JR. UNIARA PROF. RAUL DE MELLO FRANCO JR. UNIARA Conceito Controlar a constitucionalidade de lei ou ato normativo significa: a) impedir a subsistência da eficácia de norma contrária à Constituição (incompatibilidade

Leia mais

Sumário PROPOSTA DA COLEÇÃO LEIS ESPECIAIS PARA CONCURSOS... 15

Sumário PROPOSTA DA COLEÇÃO LEIS ESPECIAIS PARA CONCURSOS... 15 Sumário PROPOSTA DA COLEÇÃO LEIS ESPECIAIS PARA CONCURSOS... 15 Capítulo I TEORIA GERAL DO CONTROLE DE CONSTITUCIONALIDADE... 17 1. Pressupostos do controle de constitucionalidade... 17 2. Espécies de

Leia mais

DIREITOS COLETIVOS E CONTROLE DE CONSTITUCIONALIDADE II. Professor Juliano Napoleão

DIREITOS COLETIVOS E CONTROLE DE CONSTITUCIONALIDADE II. Professor Juliano Napoleão DIREITOS COLETIVOS E CONTROLE DE CONSTITUCIONALIDADE II Professor Juliano Napoleão UNIDADE 1 O controle de constitucionalidade no Brasil 1.1 Considerações iniciais: conceito, pressupostos e objetivos do

Leia mais

CONTROLE DE CONSTITUCIONALIDADE

CONTROLE DE CONSTITUCIONALIDADE CONTROLE DE CONSTITUCIONALIDADE A idéia de controle de constitucionalidade está ligada à supremacia da Constituição sobre todo o ordenamento jurídico e, também, à idéia de rigidez constitucional e proteção

Leia mais

BuscaLegis.ccj.ufsc.br

BuscaLegis.ccj.ufsc.br BuscaLegis.ccj.ufsc.br Controle de constitucionalidade no Estado de Sergipe. A legislação municipal e o controle concentrado Carlos Henrique dos Santos * O controle de constitucionalidade é um meio indireto

Leia mais

AÇÃO DIRETA DE INCONSTITUCIONALIDADE

AÇÃO DIRETA DE INCONSTITUCIONALIDADE AÇÃO DIRETA DE INCONSTITUCIONALIDADE Competência De acordo com o art. 102, I, a, CR(Constituição da República Federativa do Brasil), compete ao Supremo Tribunal Federal processar e julgar, originariamente,

Leia mais

) Conforme entendimento doutrinário, jurisprudencial e legislativ o cabe ação direta de inconstitucionalidade de: Exceto.

) Conforme entendimento doutrinário, jurisprudencial e legislativ o cabe ação direta de inconstitucionalidade de: Exceto. ) Conforme entendimento doutrinário, jurisprudencial e legislativ o cabe ação direta de inconstitucionalidade de: Exceto. ADI de normas constitucionais originárias; lei ou ato normativo anterior à Constituição;

Leia mais

ARTIGO: O controle incidental e o controle abstrato de normas

ARTIGO: O controle incidental e o controle abstrato de normas ARTIGO: O controle incidental e o controle abstrato de normas Luís Fernando de Souza Pastana 1 RESUMO: Nosso ordenamento jurídico estabelece a supremacia da Constituição Federal e, para que esta supremacia

Leia mais

ASPECTOS DE UMA JURISDIÇÃO CONSTITUCIONAL: UMA DISPUTA DE PARADIGMAS...

ASPECTOS DE UMA JURISDIÇÃO CONSTITUCIONAL: UMA DISPUTA DE PARADIGMAS... SUMÁRIO Capítulo 1 ASPECTOS DE UMA JURISDIÇÃO CONSTITUCIONAL: UMA DISPUTA DE PARADIGMAS... 29 1. Estado de direito e o conceito de paradigma... 30 2. O paradigma do estado liberal... 34 3. O paradigma

Leia mais

0 % das questões (0 de 20)

0 % das questões (0 de 20) DN DireitoNet Testes Controle de constitucionalidade I Você acertou 0 % das questões (0 de 20) Tente novamente Seu aproveitamento poderia ser melhor. Para estudar mais sobre este assunto, consulte os resumos

Leia mais

DIREITO CONSTITUCIONAL CONTROLE DE CONSTITUCIONALIDADE

DIREITO CONSTITUCIONAL CONTROLE DE CONSTITUCIONALIDADE DIREITO CONSTITUCIONAL CONTROLE DE CONSTITUCIONALIDADE Atualizado em 22/10/2015 CONTROLE DE CONSTITUCIONALIDADE MODELOS DE CONTROLE DE CONSTITUCIONALIDADE No que diz respeito ao número de órgãos do Poder

Leia mais

Como pensa o examinador em provas para a Magistratura do TJ-RS? MAPEAMENTO DAS PROVAS - DEMONSTRAÇÃO -

Como pensa o examinador em provas para a Magistratura do TJ-RS? MAPEAMENTO DAS PROVAS - DEMONSTRAÇÃO - Curso Resultado Um novo conceito em preparação para concursos! Como pensa o examinador em provas para a Magistratura do TJ-RS? MAPEAMENTO DAS PROVAS - DEMONSTRAÇÃO - Trabalho finalizado em julho/2015.

Leia mais

CONSTITUIÇÃO E SUPREMACIA CONSTITUCIONAL...

CONSTITUIÇÃO E SUPREMACIA CONSTITUCIONAL... SUMÁRIO Capítulo I CONSTITUIÇÃO E SUPREMACIA CONSTITUCIONAL... 19 1. Constituição e Constitucionalismo... 19 2. A supremacia da Constituição e o caráter vinculante e imperativo das normas constitucionais...

Leia mais

1 Direito processual constitucional, 7

1 Direito processual constitucional, 7 1 Direito processual constitucional, 7 1.1 Esclarecimentos iniciais, 7 1.2 Direito processual constitucional: objeto de estudo, 8 1.3 Jurisdição, processo, ação e defesa, 10 1.4 Constituição e processo,

Leia mais

Parte II Espécies Normativas PROCESSO LEGISLATIVO

Parte II Espécies Normativas PROCESSO LEGISLATIVO Parte II Espécies Normativas PROCESSO LEGISLATIVO I. EMENDAS CONSTITUCIONAIS LIMITAÇÕES Expressas Materiais Cláusulas pétreas CF, art. 60, 4º. Circunstanciais CF.art. 60, 1º. Formais Referentes ao processo

Leia mais

a) V, F, V, V. b) F, V, V, V. c) V, V, F, F. d) V, V, F, V. Dica: Aula 01 e Apostila 01 FIXAÇÃO

a) V, F, V, V. b) F, V, V, V. c) V, V, F, F. d) V, V, F, V. Dica: Aula 01 e Apostila 01  FIXAÇÃO FIXAÇÃO 1. Ao dispor a respeito do princípio da indissolubilidade do vínculo federativo, a CF afastou o direito de secessão das unidades da Federação, podendo a União, quando demonstrada a intenção de

Leia mais

Polo ativo: uma das pessoas públicas ou privadas prevista no art. 103 da CF. Presidente da República. Mesa do Senado Federal

Polo ativo: uma das pessoas públicas ou privadas prevista no art. 103 da CF. Presidente da República. Mesa do Senado Federal Turma e Ano: Turma Regular Master A Matéria / Aula: Direito Constitucional Aula 10 Professor: Marcelo Leonardo Tavares Monitora: Beatriz Moreira Souza 1. Fundamento da ADI (art. 102, I, a da CF c/c art.103

Leia mais

LISTA DE ABREVIATURAS UTILIZADAS INTRODUÇÃO Capítulo 1 FUNDAMENTOS TEÓRICOS DO PROCESSO LEGISLATIVO... 25

LISTA DE ABREVIATURAS UTILIZADAS INTRODUÇÃO Capítulo 1 FUNDAMENTOS TEÓRICOS DO PROCESSO LEGISLATIVO... 25 SUMÁRIO LISTA DE ABREVIATURAS UTILIZADAS... 21 INTRODUÇÃO... 23 Capítulo 1 FUNDAMENTOS TEÓRICOS DO PROCESSO LEGISLATIVO... 25 1. Processo e procedimento... 25 1.1. Procedimentos legislativos... 26 2. Princípios

Leia mais

LISTA DE ABREVIATURAS UTILIZADAS INTRODUÇÃO Capítulo 1 FUNDAMENTOS TEÓRICOS DO PROCESSO LEGISLATIVO... 25

LISTA DE ABREVIATURAS UTILIZADAS INTRODUÇÃO Capítulo 1 FUNDAMENTOS TEÓRICOS DO PROCESSO LEGISLATIVO... 25 SUMÁRIO LISTA DE ABREVIATURAS UTILIZADAS... 21 INTRODUÇÃO... 23 Capítulo 1 FUNDAMENTOS TEÓRICOS DO PROCESSO LEGISLATIVO... 25 1. Processo e procedimento... 25 1.1. Procedimentos legislativos... 26 2. Princípios

Leia mais

Sumário. Sobre o autor... 5 Agradecimentos Nota à sétima edição Prefácio... 21

Sumário. Sobre o autor... 5 Agradecimentos Nota à sétima edição Prefácio... 21 Sumário Sobre o autor... 5 Agradecimentos... 17 Nota à sétima edição... 19 Prefácio... 21 Capítulo I CONSTITUIÇÃO E SUPREMACIA CONSTITUCIONAL... 27 1. Constituição e Constitucionalismo... 27 2. A supremacia

Leia mais

SUMÁRIO NORMAS CONSTITUCIONAIS AMBIENTAIS Capítulo 1

SUMÁRIO NORMAS CONSTITUCIONAIS AMBIENTAIS Capítulo 1 SUMÁRIO Capítulo 1 NORMAS CONSTITUCIONAIS AMBIENTAIS... 23 1. Conceito de Constituição... 23 2. Sentidos ou concepções de Constituição... 23 2.1. Sentido sociológico... 24 2.2. Sentido político... 24 2.3.

Leia mais

SUMÁRIO TEORIA DA CONSTITUIÇÃO Capítulo 1

SUMÁRIO TEORIA DA CONSTITUIÇÃO Capítulo 1 SUMÁRIO Capítulo 1 TEORIA DA CONSTITUIÇÃO... 23 1. Conceito de Constituição... 23 2. Sentidos ou concepções de Constituição... 23 2.1. Sentido sociológico... 24 2.2. Sentido político... 24 2.3. Sentido

Leia mais

CONTROLE DE CONSTITUCIONALIDADE

CONTROLE DE CONSTITUCIONALIDADE CONTROLE DE CONSTITUCIONALIDADE A idéia de controle de constitucionalidade está ligada à supremacia da Constituição sobre todo o ordenamento jurídico e, também, à idéia de rigidez constitucional e proteção

Leia mais

Processo Legislativo II. Prof. ª Bruna Vieira

Processo Legislativo II. Prof. ª Bruna Vieira Processo Legislativo II Prof. ª Bruna Vieira 1.4. Espécies normativas (art. 59 da CF) a) emendas à Constituição b) leis complementares c) leis ordinárias d) leis delegadas e) medidas provisórias f) decretos

Leia mais

Professor Otávio Piva

Professor Otávio Piva CONTROLE DE CONSTITUCIONALIDADE 1) (Analista/TRT-6/2012) Segundo a Constituição Federal, a decisão proferida na ADC-19 produzirá (A) eficácia contra todos e efeito vinculante, relativamente aos demais

Leia mais

CONTROLE DE CONSTITUCIONALIDADE AULA 6. Prof. Eduardo Casassanta

CONTROLE DE CONSTITUCIONALIDADE AULA 6. Prof. Eduardo Casassanta CONTROLE DE CONSTITUCIONALIDADE AULA 6 Prof. Eduardo Casassanta ARGUIÇÃO DE DESCUMPRIMENTO DE PRECEITO FUNDAMENTAL Previsão constitucional e infraconstitucional A ADPF está prevista no art. 102, 1º da

Leia mais

Sumário. Parte 1 Teorias e doutrinas relacionadas ao estudo da Constituição

Sumário. Parte 1 Teorias e doutrinas relacionadas ao estudo da Constituição Sumário Parte 1 Teorias e doutrinas relacionadas ao estudo da Constituição 1 Afinal, o que é a Constituição? 3 1.1 Constitucionalismo 3 1.2 O neoconstitucionalismo 4 1.3 Jusnaturalismo X Positivismo X

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO CAMPOS DE ANDRADE - UNIANDRADE CONTROLE DE CONSTITUCIONALIDADE CURSO DE EXTENSÃO Professor: José Henrique Cesário Pereira.

CENTRO UNIVERSITÁRIO CAMPOS DE ANDRADE - UNIANDRADE CONTROLE DE CONSTITUCIONALIDADE CURSO DE EXTENSÃO Professor: José Henrique Cesário Pereira. Professor: José Henrique Cesário Pereira PARTE II O SISTEMA DE CONTROLE CONCENTRADO (VIA DE AÇÃO) HISTÓRICO. O modelo Austríaco (Hans Kelsen). (SISTEMA CONCENTRADO OU VIA DE AÇÃO) O modelo Austríaco foi

Leia mais

Abreviaturas Apresentação PARTE 1 DOUTRINA E LEGISLAÇÃO CAPÍTULO I PODER JUDICIÁRIO

Abreviaturas Apresentação PARTE 1 DOUTRINA E LEGISLAÇÃO CAPÍTULO I PODER JUDICIÁRIO S umário Abreviaturas... 21 Apresentação... 23 PARTE 1 DOUTRINA E LEGISLAÇÃO CAPÍTULO I PODER JUDICIÁRIO 1. Conceito, importância, funções e independência... 27 2. Garantias institucionais ou orgânicas

Leia mais

decisões definitivas de mérito Supremo Tribunal Federal

decisões definitivas de mérito Supremo Tribunal Federal Art.102... 2º As decisões definitivas de mérito, proferidas pelo Supremo Tribunal Federal, nas ações diretas de inconstitucionalidade e nas ações declaratórias de constitucionalidade produzirão eficácia

Leia mais

CEM CADERNO DE EXERCÍCIOS MASTER. Controle de Constitucionalidade CESGRANRIO

CEM CADERNO DE EXERCÍCIOS MASTER. Controle de Constitucionalidade CESGRANRIO CEM CADERNO DE EXERCÍCIOS MASTER Controle de Constitucionalidade CESGRANRIO 1) CESGRANRIO BACEN Analista - Área 1-2009 Determinado município aprovou uma lei estabelecendo horário de funcionamento do comércio

Leia mais

PONTO 1: Poder Constituinte PONTO 2: Poder Reformador PONTO 3: Poder Constituinte Decorrente 1. PODER CONSTITUINTE NATUREZA DO PODER CONSTITUINTE:...

PONTO 1: Poder Constituinte PONTO 2: Poder Reformador PONTO 3: Poder Constituinte Decorrente 1. PODER CONSTITUINTE NATUREZA DO PODER CONSTITUINTE:... 1 DIREITO CONSTITUCIONAL PONTO 1: Poder Constituinte PONTO 2: Poder Reformador PONTO 3: Poder Constituinte Decorrente Precedentes: RExt 466.343 RExt 349.703 HC 87.585 1. PODER CONSTITUINTE Poder de elaborar

Leia mais

Questão 1. Em relação ao controle repressivo de constitucionalidade das leis é correto afirmar:

Questão 1. Em relação ao controle repressivo de constitucionalidade das leis é correto afirmar: PROVA DAS DISCIPLINAS CORRELATAS DIREITO CONSTITUCIONAL P á g i n a 1 Questão 1. Em relação ao controle repressivo de constitucionalidade das leis é correto afirmar: I. No sistema brasileiro é abstrato

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO CAMPOS DE ANDRADE - UNIANDRADE CONTROLE DE CONSTITUCIONALIDADE CURSO DE EXTENSÃO Professor: José Henrique Cesário Pereira.

CENTRO UNIVERSITÁRIO CAMPOS DE ANDRADE - UNIANDRADE CONTROLE DE CONSTITUCIONALIDADE CURSO DE EXTENSÃO Professor: José Henrique Cesário Pereira. Professor: José Henrique Cesário Pereira PARTE III O SISTEMA DE CONTROLE CONCENTRADO (VIA DE AÇÃO) B) ADI POR OMISSÃO (LEI 9.868/1999 E 12.063/2009) O art. 103, 2., da CF/88 estabelece que declarada a

Leia mais

DIREITOS COLETIVOS E CONTROLE DE CONSTITUCIONALIDADE II. Professor Juliano Napoleão

DIREITOS COLETIVOS E CONTROLE DE CONSTITUCIONALIDADE II. Professor Juliano Napoleão DIREITOS COLETIVOS E CONTROLE DE CONSTITUCIONALIDADE II Professor Juliano Napoleão UNIDADE 2 ADI e ADC 2.1 Competência STF 2.2 Parâmetro Ordem constitucional global: Texto constitucional; Princípios constitucionais

Leia mais

PROVA DAS DISCIPLINAS CORRELATAS DIREITO CONSTITUCIONAL

PROVA DAS DISCIPLINAS CORRELATAS DIREITO CONSTITUCIONAL P á g i n a 1 PROVA DAS DISCIPLINAS CORRELATAS DIREITO CONSTITUCIONAL 1. Na Federação Brasileira, os Estados-Membros: I organizam-se e regem-se pelas respectivas Constituições, ainda que contrariem alguns

Leia mais

Aula 01 TEORIA GERAL DO CONTROLE DE CONSTITUCIONALIDADE 1

Aula 01 TEORIA GERAL DO CONTROLE DE CONSTITUCIONALIDADE 1 Turma e Ano: 2016 (Master A) Matéria / Aula: Controle de Constitucionalidade Avançado - 01 Professor: Marcelo Leonardo Tavares Monitor: Paula Ferreira Aula 01 TEORIA GERAL DO CONTROLE DE CONSTITUCIONALIDADE

Leia mais

Sumário. Prefácio...31

Sumário. Prefácio...31 Prefácio...31 Capítulo 1 π TEORIA DA CONSTITUIÇÃO... 33 1. Conceito de Constituição... 33 2. Sentidos ou concepções de Constituição... 34 2.1 Sentido sociológico... 34 2.2 Sentido político... 35 2.3 Sentido

Leia mais

O caso clássico de inconstitucionalidade formal é a usurpação de competência exclusiva do presidente da república para apresentar projeto de lei.

O caso clássico de inconstitucionalidade formal é a usurpação de competência exclusiva do presidente da república para apresentar projeto de lei. Turma e Ano: Turma Regular Master A Matéria / Aula: Direito Constitucional Aula 08 Professor: Marcelo Leonardo Tavares Monitora: Beatriz Moreira Souza 1. Tipos de inconstitucionalidade 1.1. Formal: Vício

Leia mais

Direito Constitucional

Direito Constitucional Barbara Rosa Direito Constitucional Controle de Fonte: solidariedade.org.br Direito Constitucional Controle de CONTROLE CONCENTRADO - Feito somente pelo órgão máximo STF. - Ações Constitucionais. - Somente

Leia mais

Parte geral e controle difuso Material para acompanhamento de aulas, Professor Luiz Marcello de Almeida Pereira

Parte geral e controle difuso Material para acompanhamento de aulas, Professor Luiz Marcello de Almeida Pereira Parte geral e controle difuso Material para acompanhamento de aulas, Professor Luiz Marcello de Almeida Pereira Formato ABNT, para citação desta apostila em trabalhos acadêmicos: PEREIRA, L. M. A. Parte

Leia mais

COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE CIDADANIA

COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE CIDADANIA COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE CIDADANIA PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO N o 33, DE 2011 Altera a quantidade mínima de votos de membros de tribunais para declaração de inconstitucionalidade

Leia mais

BuscaLegis.ccj.ufsc.br

BuscaLegis.ccj.ufsc.br BuscaLegis.ccj.ufsc.br A aplicação de efeitos prospectivos. Da segurança jurídica à insegurança jurisdicional Paola Rodrigues Dôliveira * 1. O Controle de Constitucionalidade À Suprema Corte cumpre orientar

Leia mais

f ÅâÄtwÉ wx IED / V Çv t céä à vt `öüv t cxä áátü INTRODUÇÃO AO ESTUDO DO DIREITO CIÊNCIA POLÍTICA

f ÅâÄtwÉ wx IED / V Çv t céä à vt `öüv t cxä áátü INTRODUÇÃO AO ESTUDO DO DIREITO CIÊNCIA POLÍTICA INTRODUÇÃO AO ESTUDO DO DIREITO CIÊNCIA POLÍTICA 01) Não se enquadra na subdivisão de "Público" o direito: a) Constitucional b) Administrativo. c) Judiciário / processual. d) Penal. e) Comercial. 02) Não

Leia mais

BREVES APONTAMENTOS SOBRE O CONTROLE DE CONSTITUCIONALIDADE

BREVES APONTAMENTOS SOBRE O CONTROLE DE CONSTITUCIONALIDADE BREVES APONTAMENTOS SOBRE O CONTROLE DE CONSTITUCIONALIDADE Pedro Fernandes Alonso Alves Pereira 1 Resumo: Este trabalho aborda o controle de constitucionalidade no Brasil, tendo como objetivo a compreensão

Leia mais

Direito Constitucional PARA CONCURSO DE. Juiz do Trabalho

Direito Constitucional PARA CONCURSO DE. Juiz do Trabalho Direito Constitucional PARA CONCURSO DE Juiz do Trabalho Direito Constitucional PARA CONCURSO DE Juiz do Trabalho Janice Helena Ferreri Morbidelli con cursos Direito Constitucional para concurso de Juiz

Leia mais

CONTROLE DIFUSO DE CONSTITUCIONALIDADE. O controle de constitucionalidade difuso está presente no ordenamento jurídico

CONTROLE DIFUSO DE CONSTITUCIONALIDADE. O controle de constitucionalidade difuso está presente no ordenamento jurídico CONTROLE DIFUSO DE CONSTITUCIONALIDADE O controle de constitucionalidade difuso está presente no ordenamento jurídico 1 brasileiro desde a Constituição Provisória da República de 1890, tendo como inspiração

Leia mais

QUESTÕES OAB SEGUNDA FASE CONSTITUCIONAL BLOCO I CONTROLE DE CONSTITUCIONALIDADE

QUESTÕES OAB SEGUNDA FASE CONSTITUCIONAL BLOCO I CONTROLE DE CONSTITUCIONALIDADE QUESTÕES OAB SEGUNDA FASE CONSTITUCIONAL BLOCO I CONTROLE DE Professora: Carolinne Brasil CONSTITUCIONALIDADE 1. O Conselho Federal da OAB ajuizou, junto ao STF, Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI),

Leia mais

FASES DO PROCESSO LEGISLATIVO (TRAMITAÇÃO) O conjunto de atos (fases) devidamente ordenados para a criação de normas de direito, são elas:

FASES DO PROCESSO LEGISLATIVO (TRAMITAÇÃO) O conjunto de atos (fases) devidamente ordenados para a criação de normas de direito, são elas: FASES DO PROCESSO LEGISLATIVO (TRAMITAÇÃO) O conjunto de atos (fases) devidamente ordenados para a criação de normas de direito, são elas: 1ª Fase INICIATIVA = A iniciativa é a proposta de edição de direito

Leia mais

Teoria do Estado e da Constituição Prof. Dr. João Miguel da Luz Rivero ENTRADA EM VIGOR DE UMA NOVA CONSTITUIÇÃO

Teoria do Estado e da Constituição Prof. Dr. João Miguel da Luz Rivero ENTRADA EM VIGOR DE UMA NOVA CONSTITUIÇÃO Teoria do Estado e da Constituição Prof. Dr. João Miguel da Luz Rivero jmlrivero@gmail.com ENTRADA EM VIGOR DE UMA NOVA CONSTITUIÇÃO Vicente Paulo e Marcelo Alexandrino As normas de uma nova Constituição

Leia mais

Jéssica Tiemi SAKAUE 1 Fabele Rosa Bernardo de BRITO 2 Gilberto Notário LIGERO 3

Jéssica Tiemi SAKAUE 1 Fabele Rosa Bernardo de BRITO 2 Gilberto Notário LIGERO 3 JURISDIÇÃO: ESTABELECIMENTO DE NOVO CONCEITO TENDO EM VISTA A ATUAÇÃO DO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL (ESPECIALMENTE NO CONTROLE CONCENTRADO DE CONSTITUCIONALIDADE) Jéssica Tiemi SAKAUE 1 Fabele Rosa Bernardo

Leia mais

SUMÁRIO CURRICULA DOS AUTORES... 9 AGRADECIMENTOS 6.ª EDIÇÃO AGRADECIMENTOS 5.ª EDIÇÃO AGRADECIMENTOS 4.ª EDIÇÃO... 15

SUMÁRIO CURRICULA DOS AUTORES... 9 AGRADECIMENTOS 6.ª EDIÇÃO AGRADECIMENTOS 5.ª EDIÇÃO AGRADECIMENTOS 4.ª EDIÇÃO... 15 SUMÁRIO CURRICULA DOS AUTORES... 9 AGRADECIMENTOS 6.ª EDIÇÃO... 11 AGRADECIMENTOS 5.ª EDIÇÃO... 13 AGRADECIMENTOS 4.ª EDIÇÃO... 15 AGRADECIMENTOS 3.ª EDIÇÃO... 17 AGRADECIMENTOS 2.ª EDIÇÃO... 19 AGRADECIMENTOS

Leia mais

FONTES DO DIREITO. Prof. Thiago Gomes

FONTES DO DIREITO. Prof. Thiago Gomes Prof. Thiago Gomes 1. CONTEXTUALIZAÇÃO QUAL FONTE VOCÊ PRECISA? 2. CONSIDERAÇÕES INICIAIS Expressão designa todas as representações que, de fato, influenciam a função criadora e aplicadora do Direito.

Leia mais

3. OBJETIVOS ESPECÍFICOS

3. OBJETIVOS ESPECÍFICOS DISCIPLINA: Jurisdição Constitucional CH total: 72h SEMESTRE DE ESTUDO: 10º Semestre TURNO: Matutino / Noturno CÓDIGO: DIR 193 1. EMENTA: A Constituição e a Defesa da Supremacia Constitucional. Antecedentes

Leia mais

Unidade I. Instituições de Direito Público e Privado. Profª. Joseane Cauduro

Unidade I. Instituições de Direito Público e Privado. Profª. Joseane Cauduro Unidade I Instituições de Direito Público e Privado Profª. Joseane Cauduro Estrutura da Disciplina Unidade I Conceitos Gerais de Direito O Direito e suas divisões, orientações e a Lei jurídica Unidade

Leia mais

DIREITO CONSTITUCIONAL

DIREITO CONSTITUCIONAL DIREITO CONSTITUCIONAL PEÇA PROFISSIONAL Um contingente de servidores públicos do município A, inconformado com a política salarial adotada pelo governo municipal, decidiu, após ter realizado paralisação

Leia mais

CEM CADERNO DE EXERCÍCIOS MASTER. Organização dos Poderes CESGRANRIO

CEM CADERNO DE EXERCÍCIOS MASTER. Organização dos Poderes CESGRANRIO CEM CADERNO DE EXERCÍCIOS MASTER Organização dos Poderes CESGRANRIO 1) CESGRANRIO PETROBRAS Advogado Júnior - 2015 Sr. X é Deputado Federal e, como uma das primeiras informações que recebe do Congresso,

Leia mais

1 Estas são as hipóteses apresentadas por Gilmar Ferreira Mendes e Paulo Gustavo Gonet Branco, que me parece

1 Estas são as hipóteses apresentadas por Gilmar Ferreira Mendes e Paulo Gustavo Gonet Branco, que me parece OS ATOS DO PODER PÚBLICO, EVENTUALMENTE VIOLADORES DE PRECEITO FUNDAMENTAL, PASSÍVEIS DE QUESTIONAMENTO POR ADPF THE ACTS OF THE PUBLIC POWER, EVENTUALLY VIOLATORS OF FUNDAMENTAL PRECEPT, LIABLE OF QUESTIONING

Leia mais

SUMÁRIO PARTE 1 TEORIA GERAL DO DIREITO CONSTITUCIONAL CAPÍTULO 1 DIREITO CONSTITUCIONAL...3 CAPÍTULO 2 A TEORIA DO PODER CONSTITUINTE...

SUMÁRIO PARTE 1 TEORIA GERAL DO DIREITO CONSTITUCIONAL CAPÍTULO 1 DIREITO CONSTITUCIONAL...3 CAPÍTULO 2 A TEORIA DO PODER CONSTITUINTE... SUMÁRIO PARTE 1 TEORIA GERAL DO DIREITO CONSTITUCIONAL CAPÍTULO 1 DIREITO CONSTITUCIONAL...3 1. Direito Constitucional: Conceito, Objetivo e Objeto... 3 2. O Direito Constitucional e os Demais Ramos do

Leia mais

BuscaLegis.ccj.ufsc.br

BuscaLegis.ccj.ufsc.br BuscaLegis.ccj.ufsc.br Vigência e validade da lei Luiz Flávio Gomes * O Estado constitucional e democrático de Direito, que é muito mais complexo e garantista que o antigo Estado de Direito, caracteriza-se

Leia mais

PROJETO COMEÇANDO DO ZERO Direito Constitucional Orman Ribeiro 2º MATERIAL DE APOIO DE DIREITO CONSTITUCIONAL

PROJETO COMEÇANDO DO ZERO Direito Constitucional Orman Ribeiro 2º MATERIAL DE APOIO DE DIREITO CONSTITUCIONAL 2º MATERIAL DE APOIO DE DIREITO CONSTITUCIONAL Elaboração: Prof. 1. PODER CONSTITUINTE 7.1. CONCEITO É o poder de elaborar uma nova Constituição, bem como de reformar (alterar) a vigente. A palavra poder

Leia mais

Cronograma de Trabalho

Cronograma de Trabalho ANO/SEMESTRE:2017/2º PLANO DE ENSINO Cronograma de Trabalho DISCIPLINA: DIREITO CONSTITUCIONAL : CURSO: DIREITO PROFESSOR (A): ARTHUR MAGNO E SILVA GUERRA www.arthurguerra.com.br CARGA HORÁRIA SEMANA Teórica

Leia mais

Sumário TEORIA DA CONSTITUIÇÃO TEORIA DA NORMA CONSTITUCIONAL Capítulo I

Sumário TEORIA DA CONSTITUIÇÃO TEORIA DA NORMA CONSTITUCIONAL Capítulo I Sumário Capítulo I TEORIA DA CONSTITUIÇÃO... 17 1. Origem e conceito de Constituição... 17 2. Concepções sobre a Constituição... 17 2.1. A concepção sociológica... 18 2.2. A concepção política... 18 2.3.

Leia mais

ESPÉCIES NORMATIVAS E PROCESSO LEGISLATIVO. Maira L. de Souza Melo

ESPÉCIES NORMATIVAS E PROCESSO LEGISLATIVO. Maira L. de Souza Melo ESPÉCIES NORMATIVAS E PROCESSO LEGISLATIVO Maira L. de Souza Melo ESPÉCIES NORMATIVAS Art.18 da CE: Emenda Constitucional Lei Complementar Lei Ordinária Lei Delegada Decreto Legislativo Resolução NORMAS

Leia mais

Decreto Lei. Vedações M.P.

Decreto Lei. Vedações M.P. Decreto Lei Antigamente existia a figura do decreto lei. Tinha como característica ser editada pelo chefe do executivo. Existia a figura do decurso de prazo, se não fosse aprovada em 30 dias virava lei.

Leia mais

Controlar a constitucionalidade de lei ou ato normativo significa:

Controlar a constitucionalidade de lei ou ato normativo significa: Conceito Controlar a constitucionalidade de lei ou ato normativo significa: a) impedir a subsistência da eficácia de norma contrária à Constituição (incompatibilidade vertical) b) conferir eficácia plena

Leia mais

NOVO CPC. COISA JULGADA INCONSTITUCIONAL E AÇÃO RESCISÓRIA - REVOGAÇÃO DO PRAZO DECADENCIAL DE SEU TRÂNSITO EM JULGADO.

NOVO CPC. COISA JULGADA INCONSTITUCIONAL E AÇÃO RESCISÓRIA - REVOGAÇÃO DO PRAZO DECADENCIAL DE SEU TRÂNSITO EM JULGADO. NOVO CPC. COISA JULGADA INCONSTITUCIONAL E AÇÃO RESCISÓRIA - REVOGAÇÃO DO PRAZO DECADENCIAL DE SEU TRÂNSITO EM JULGADO. José Alberto Couto Maciel. Da Academia Nacional de Direito do Trabalho. A coisa julgada,

Leia mais

COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE CIDADANIA PROJETO DE LEI Nº 1.120, DE 2007

COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE CIDADANIA PROJETO DE LEI Nº 1.120, DE 2007 PROJETO DE LEI Nº 1.120, DE 2007 Autor: Deputado RODRIGO ROLLEMBERG : I RELATÓRIO Em exame o Projeto de Lei em epígrafe, de autoria do nobre Deputado RODRIGO ROLLEMBERG, que tem por objetivo dispor sobre

Leia mais

CÂMARA DOS DEPUTADOS COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE CIDADANIA

CÂMARA DOS DEPUTADOS COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE CIDADANIA PROJETO DE LEI N o 4.745, DE 2012 Altera as Leis nº 3.268, de 30 de setembro de 1957, que dispõe sobre os Conselhos de Medicina, e dá outras providências, nº 4.324, de 14 de abril de 1964, que institui

Leia mais

Sumário CAPÍTULO I TEORIA DA CONSTITUIÇÃO E DAS NORMAS CONSTITUCIONAIS... 13

Sumário CAPÍTULO I TEORIA DA CONSTITUIÇÃO E DAS NORMAS CONSTITUCIONAIS... 13 Sumário 7 Sumário CAPÍTULO I TEORIA DA CONSTITUIÇÃO E DAS NORMAS CONSTITUCIONAIS... 13 QUESTÕES... 13 I.1. Constitucionalismo e história das Constituições... 13 I.2. Conceito e concepções de Constituição...

Leia mais

Sumário. Parte I TEORIA DA CONSTITUIÇÃO

Sumário. Parte I TEORIA DA CONSTITUIÇÃO Sumário Parte I TEORIA DA CONSTITUIÇÃO Capítulo I Conceitos básicos de teoria geral do Estado... 35 1. Conceito de Estado... 35 2. Estado vs. Nação... 35 3. Elementos do Estado... 36 3.1. Território...

Leia mais

CONTROLE DE CONSTITUCIONALIDADE

CONTROLE DE CONSTITUCIONALIDADE CONTROLE DE CONSTITUCIONALIDADE 1-Conceito Controle de constitucionalidade é a verificação da compatibilidade vertical entre o ato questionado e a Constituição. Fala-se compatibilidade vertical porque

Leia mais

MUNICÍPIO DE ROLADOR/RS. Parecer 039/13/PJM

MUNICÍPIO DE ROLADOR/RS. Parecer 039/13/PJM Parecer 039/13/PJM Consulente: Prefeito. Assunto: Controle preventivo de constitucionalidade. Referência: Processo Administrativo nº. 564/2013. Ementa: DIREITO CONSTITUCIONAL. PROCESSO LEGISLATIVO. PROJETO

Leia mais

COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE CIDADANIA

COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE CIDADANIA 1 COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE CIDADANIA PROJETO DE LEI N o 111, DE 2011 Altera a Lei nº 8.078, de 11 de setembro de 1990, para incluir nova hipótese de cláusula contratual abusiva. Autor: Deputado

Leia mais

BuscaLegis.ccj.ufsc.br

BuscaLegis.ccj.ufsc.br BuscaLegis.ccj.ufsc.br A abstrativização do controle concreto de constitucionalidade no direito brasileiro Leandro Alvarenga Miranda* O controle de constitucionalidade trata-se da análise da adequação

Leia mais

Unidade I INSTITUIÇÕES DO DIREITO. Prof. Me. Edson Guedes

Unidade I INSTITUIÇÕES DO DIREITO. Prof. Me. Edson Guedes Unidade I INSTITUIÇÕES DO DIREITO Prof. Me. Edson Guedes 1. Introdução ao Direito 1.1 Origem do Direito: Conflitos humanos; Evitar a luta de todos contra todos; 1. Introdução ao Direito 1.2 Conceito de

Leia mais

DIREITO CONSTITUCIONAL

DIREITO CONSTITUCIONAL DIREITO CONSTITUCIONAL PEÇA PROFISSIONAL O Secretário de Segurança Pública do Estado do Rio de Janeiro edita Resolução que fixa o horário de funcionamento de bares e restaurantes situados na cidade do

Leia mais

Controle da Constitucionalidade

Controle da Constitucionalidade Controle da Constitucionalidade PREVENTIVO Legislativo: Comissões de Constituição e Justiça, art. 58; Executivo: Veto Jurídico art. 66, 1º REPRESSIVO REGRA - JUDICIÁRIO DIFUSO ou por via de exceção ou

Leia mais

Momento Jurídico com o Professor Fabio Tavares. Revisão de Direito Constitucional Exame da OAB Prova: 15/03/2015

Momento Jurídico com o Professor Fabio Tavares. Revisão de Direito Constitucional Exame da OAB Prova: 15/03/2015 Momento Jurídico com o Professor Fabio Tavares Revisão de Direito Constitucional Exame da OAB Prova: 15/03/2015 Redes Sociais Facebook: Professor Fabio Tavares Twitter: @fabiottavares Sobre o Poder Constituinte

Leia mais

princípios Os princípios sensíveis Os princípios estabelecidos

princípios Os princípios sensíveis Os princípios estabelecidos Olá pessoal, tudo bem? Comentei a prova do TCE-SC, especialidade Direito, prova difícil que exigiu do concurseiro muita compreensão de texto, doutrina pesada e também jurisprudência... Segue as questões.

Leia mais

Hugo Goes Direito Previdenciário Módulo 02 Aula Direito Previdenciário para o Concurso do INSS

Hugo Goes Direito Previdenciário Módulo 02 Aula Direito Previdenciário para o Concurso do INSS Hugo Goes Direito Previdenciário Módulo 02 Aula 001-005 Direito Previdenciário para o Concurso do INSS Fontes Hierarquia (ordem de graduação) Autonomia (entre os diversos ramos) Aplicação (conflitos entre

Leia mais

COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE CIDADANIA PROJETO DE DECRETO LEGISLATIVO Nº 2.304, DE 2009

COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE CIDADANIA PROJETO DE DECRETO LEGISLATIVO Nº 2.304, DE 2009 COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE CIDADANIA PROJETO DE DECRETO LEGISLATIVO Nº 2.304, DE 2009 Susta a aplicação do Memorando- Circular Conjunto nº 01/INSS/PFE/DRH, de 30 de junho de 2009, do Instituto

Leia mais

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL XX EXAME DE ORDEM UNIFICADO

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL XX EXAME DE ORDEM UNIFICADO PADRÃO DE RESPOSTA - PEÇA PROFISSIONAL O Prefeito do Município Alfa, preocupado com a adequada conduta no seu mandato, procura o presidente nacional do seu partido político Beta, o qual possui representação

Leia mais

SUMÁRIO. CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL Publicado no Diário Oficial da União nº 191-A de 5 de outubro de 1988

SUMÁRIO. CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL Publicado no Diário Oficial da União nº 191-A de 5 de outubro de 1988 SUMÁRIO CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL Publicado no Diário Oficial da União nº 191-A de 5 de outubro de 1988 Preâmbulo...1 TÍTULO I DOS PRINCÍPIOS FUNDAMENTAIS (Arts. 1º a 4º)...3 TÍTULO

Leia mais

1ª Fase PROVA OBJETIVA DIREITO CONSTITUCIONAL

1ª Fase PROVA OBJETIVA DIREITO CONSTITUCIONAL 1ª Fase PROVA OBJETIVA DIREITO CONSTITUCIONAL P á g i n a 1 QUESTÃO 1 - Em relação às emendas à constituição é verdadeiro: I. No sistema brasileiro cabe a sua propositura ao presidente da república, aos

Leia mais

CEM. Magistratura Federal. Direito Constitucional

CEM. Magistratura Federal. Direito Constitucional CEM CADERNO DE EXERCÍCIOS MASTER Direito Constitucional Período 2010 2016 1) CESPE - JF TRF1/TRF 1/2013 A respeito do sistema brasileiro de controle de constitucionalidade de leis e atos normativos, tal

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO CAMPOS DE ANDRADE - UNIANDRADE CONTROLE DE CONSTITUCIONALIDADE CURSO DE EXTENSÃO Professor: José Henrique Cesário Pereira.

CENTRO UNIVERSITÁRIO CAMPOS DE ANDRADE - UNIANDRADE CONTROLE DE CONSTITUCIONALIDADE CURSO DE EXTENSÃO Professor: José Henrique Cesário Pereira. Professor: José Henrique Cesário Pereira PARTE I CONCEITO É o exame da adequação das normas à constituição, do ponto de vista material ou formal, de maneira a oferecer harmonia e unidade a todo o sistema

Leia mais

AULA 10 CONTROLE DE CONSTITUCIONALIDADE NO BRASIL

AULA 10 CONTROLE DE CONSTITUCIONALIDADE NO BRASIL Faculdade do Vale do Ipojuca - FAVIP Bacharelado em Direito Autorizado pela Portaria nº 4.018 de 23.12.2003 publicada no D.O.U. no dia 24.12.2003 Curso reconhecido pela Portaria Normativa do MEC nº 40,

Leia mais

Direito Constitucional

Direito Constitucional 2 Direito Constitucional Federal CONSTITUIÇÃO Prof. Sidney Soares Filho 3 Conceito Sociológico (Ferdinand Lassalle) Reflete os fatores reais de poder de uma sociedade Folha de papel Político (Carl Schimitt)

Leia mais

O CONTROLE DE CONSTITUCIONALIDADE E A RESOLUÇÃO 237, DO CONAMA 1

O CONTROLE DE CONSTITUCIONALIDADE E A RESOLUÇÃO 237, DO CONAMA 1 111 O CONTROLE DE CONSTITUCIONALIDADE E A RESOLUÇÃO 237, DO CONAMA 1 Wanderson Tenório de Albuquerque 2 RESUMO No Brasil, tem-se o sistema misto de controle de constitucionalidade, constituído pelos controles

Leia mais

Controle da Constitucionalidade:

Controle da Constitucionalidade: Controle da Constitucionalidade: Pressupostos ou requisitos de constitucionalidade das espécies normativas: Art. 59 requisitos formais e materiais e espécies normativas; Análise da compatibilidade com

Leia mais

Curso de Arbitragem 1 FRANCISCO JOSÉ CAHALI

Curso de Arbitragem 1 FRANCISCO JOSÉ CAHALI Curso de Arbitragem 1 Curso de Arbitragem 10 SUMÁRIO APRESENTAÇÃO... 11 1. INTRODUÇÃO... 23 1.1 Introdução às alternativas adequadas de resolução de disputas... 25 1.2 Breve histórico... 30 1.3 Bibliografia

Leia mais

Fontes do Direitos: Constituição, lei, costumes, jurisprudência, doutrina e contrato. A Constituição Federal e os tópicos da Economia

Fontes do Direitos: Constituição, lei, costumes, jurisprudência, doutrina e contrato. A Constituição Federal e os tópicos da Economia Fontes do Direitos: Constituição, lei, costumes, jurisprudência, doutrina e contrato. A Constituição Federal e os tópicos da Economia No Brasil, vigora o princípio da Supremacia da Constituição, segundo

Leia mais

PLANO DE CURSO : JURISDIÇÃO CONSTITUCIONAL (CÓD. ENEX 60120) ETAPA: 4ª TOTAL DE ENCONTROS:

PLANO DE CURSO : JURISDIÇÃO CONSTITUCIONAL (CÓD. ENEX 60120) ETAPA: 4ª TOTAL DE ENCONTROS: PLANO DE CURSO DISCIPLINA: JURISDIÇÃO CONSTITUCIONAL (CÓD. ENEX 60120) ETAPA: 4ª TOTAL DE ENCONTROS: 15 SEMANAS Semana Conteúdos/ Matéria Categorias/ Questões Tipo de aula Habilidades e Competências Textos,

Leia mais

SUMÁRIO. Agradecimentos... Nota do autor...

SUMÁRIO. Agradecimentos... Nota do autor... SUMÁRIO Agradecimentos......... 7 Nota do autor............. 9 Abreviaturas...... 11 Prefácio da jq edição...... 31 1. Introdução...... 33 2. Estado e Direito...... 41 2.1. Estado... 41 2.2. As Declarações

Leia mais

QUESTIONÁRIO PARA A ELABORAÇÃO DOS RELATÓRIOS E TÓPICOS DE DISCUSSÃO PARA A III ASSEMBLEIA DA CJCPLP

QUESTIONÁRIO PARA A ELABORAÇÃO DOS RELATÓRIOS E TÓPICOS DE DISCUSSÃO PARA A III ASSEMBLEIA DA CJCPLP QUESTIONÁRIO PARA A ELABORAÇÃO DOS RELATÓRIOS E TÓPICOS DE DISCUSSÃO PARA A III ASSEMBLEIA DA CJCPLP Tema: Jurisdição Constitucional e Protecção dos Direitos Fundamentais Local: Benguela Angola, de 2 a

Leia mais