Sumário Introdução... 1 Resumo das alterações... 1 Upload...3

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Sumário Introdução... 1 Resumo das alterações... 1 Upload...3"

Transcrição

1 Manual de utilização Alteração da Aplicação de Upload site TISS Data: 09/10/2015 Autor: Mariceli Cristina Turati Versão: 1.0 Sumário Introdução... 1 Resumo das alterações... 1 Upload...3 Descritivo de erros...10 Regras de Negócios aplicadas...14 Identificação do código do beneficiário na carteirinha...15 Introdução Para atendermos as normas da ANS quanto ao envio de arquivos relacionados ao faturamento dos prestadores externos através do TISS, as operadoras devem informar as inconsistências identificadas no processamento dos arquivos encaminhados pelos prestadores, quando existirem, e solicitar as correções das inconsistências, para garantir o envio das informações corretas à Agência. Para tanto, após anexar os arquivos na aplicação de Upload o aplicativo fará a leitura e checagem de regras de preenchimento dos campos dispostas no Componente de Conteúdo e Estrutura, e adotar a versão vigente do Padrão TISS. Resumo das alterações Portal Atual: O usuário do portal efetua o login e insere os arquivos no repositório do site, como mostra a imagem abaixo: 1

2 Este procedimento sofreu algumas alterações para que possamos garantir a qualidade das informações para todos os envolvidos no processo de transmissão de dados (Prestadores Externos, Santa Helena Operadora de Saúde e ANS). O prestador antes de efetuar o upload dos arquivos no portal fará alguns procedimentos simples como: abertura de competência, lote e informar valores prévios do faturamento. O portal fará as consistências nas informações contidas nos arquivos e mostrará em formato de relatório na tela do portal as inconsistências identificadas para que possa ser efetuada a correção no sistema do prestador e inclusa novamente. Arquivos com inconsistências deverão ser excluídos, pois não serão aceitos. Vale salientar que conforme as regras estabelecidas pela ANS, os arquivos têm algumas regras, dentre elas: Um arquivo somente deve conter guias de um mesmo tipo, ou seja, somente guias de SP/SADT, ou internação ou consultas e assim por diante. Um arquivo não pode conter mais do que 100 guias, o número de procedimentos não há limitação. Este manual contempla passo a passo as novas funcionalidades do Portal TISS. Upload Para iniciar o procedimento de upload acesse o site da Santa Helena saúde, clique no ícone Envio de arquivo TISS: 2

3 Abrirá a tela abaixo: Será necessário criar uma competência e lote de arquivos. Clicar no ícone + Novo: Abrirá a tela abaixo: 3

4 O Portal sempre trará atualizado o mês e ano vigente, ao clicar nos campos poderão ser editados e inseridos outro mês ou ano. Deverá preencher o campo Nome lote: inserir o nome dos arquivos que serão inseridos neste lote. Exemplo: HSH Imagem Valor informado: informar o valor total de todos os arquivos que serão inseridos no lote. Obs.: Caso não tenha o valor totalizado dos arquivos, poderá informar um valor fictício para fins de abertura do lote. Após o processamento dos arquivos o Portal informará o valor total de lote, precisará fazer a correção do valor fictício para o valor correto, caso contrário o Portal não efetivará na etapa de Liberar Lote. Poderá abrir mais que um lote, para isso clique no botão verificar na figura acima. ao lado do campo valor, poderá Caso queira excluir algo, clique no botão, figura abaixo. Após clique no ícone salvar, para a inclusão dos lotes. Abaixo segue o print de como ficará a tela: 4

5 Caso queira fazer correção em descritivo ou valor em lote já aberto clicar no ícone retornará a tela e poderá efetuar a alteração., o Portal Próximo passo é a inserção dos arquivos nos lotes abertos. Clicar na seta verde Abrirá a tela referente ao lote para inserção dos arquivos. Clicar no botão Enviar Arquivo arquivos referentes ao lote., abrirá a tela do Explorer e poderá inserir os 5

6 Obs.: Poderá inserir no máximo 100 arquivos em cada Lote. Após a inserção dos arquivos clicar no ícone Salvar. O Portal processará os arquivos e informará que os arquivos foram salvos. A etapa de inserção dos arquivos no lote está concluída. Nota-se na figura acima que os arquivos anexos receberem o número de protocolo, data de envio e situação Em Análise. Neste momento o Portal poderá ser fechado, pois o processamento ocorrerá internamente, este procedimento poderá levar até 120 minutos dependendo da utilização simultânea do Portal. Após as validações nos arquivos anexos. Poderá consultar o status dos arquivos. O procedimento é similar a etapa da inclusão. Clicar na seta verde e poderá visualizar o status dos arquivos. 6

7 Obs.: Os arquivos poderão ser classificados como Aceito ou Rejeitado. Arquivos Rejeitados não são somados ao Valor apurado. No caso dos arquivos Rejeitados haverá o relatório informativo dos erros na tela do Portal, conforme figura abaixo. Após a análise do erro o arquivo deverá ser excluído do Portal e corrijido no sistema de origem e reanexado após a correção. Deverá fazer o mesmo procedimento de salvar e o Portal fará o processamento novamente. Obs.: Qualquer alteração realizada (inclusão ou exclusão) em seguida deverá salvar para atualização dos arquivos no Portal. No próximo tópico abordaremos os erros que poderão ocorrer nos arquivos. Caso seus lotes sejam aceitos poderá liberá-los para seguir o procedimento de faturamento no departamento de contas médicas. Para liberar o lote o Valor Total Informado deverá estar igual ao Valor apurado. Caso tenha diferença entre o Valor Total Informado poderá editá-lo e deixar igual ao Valor apurado, clique no campo em questão e habilitará um ícone de exclusão 7

8 Após clicá lo poderá fazer a correção do valor poderá, clique no botão Salvar e após no ícone. Seu lote estará liberado, conforme figura abaixo: Seu arquivo estará disponivel para a área de Contas Médicas efetuar sua rotina de conferência. Para sair do Portal clique no ícone Selecione uma opção para navegar escolha a opção sair. Conforme figura abaixo: Descritivo de erros Este tópico informa os erros que poderão ocorrer após a validação dos arquivos internamente. O relatório informará na tela de mensagem o número do erro, número da Guia, qual a divergência identificada, conforme figura abaixo: 8

9 Dúvidas técnicas entrar em contato com o Ponto Único de Contato (PUC) tel: e- mail: Navegadores suportados Chrome, Internet Explorer 10 ou superior. Importante: Nos casos de Guias Manuais não vinculada a Guia Eletrônica e Procedimentos não cadastrados nas Tabelas Sham, deverão entrar em contato com o Departamento Técnico para efetuarem a correção. Segue telefone: O que são guias Manuais? Guias manuais são emitidas manuscritamente em momentos que as unidades de atendimento Santa Helena ficaram sem sistemas e não puderam ser emitidas via sistemas (Guia eletrônica). Após o restabelecimento dos sistemas as guias manuais são vinculadas a uma guia eletrônica pela área de atendimento. 9

10 Segue abaixo a relação dos erros: Cód. Erro DESCRICAO -002 NÚMERO DE SENHA INVÁLIDO -002 SENHA NÃO LOCALIZADA -002 SENHA INVÁLIDA -002 SENHA VENCIDA - EMISSÃO EM (dd/mm/aaaa) -002 SENHA NÃO PERTENCE A ESTE PRESTADOR -002 PRESTADOR DA SENHA NAO PARAMETRIZADO (FORNECEDOR) -001 NÚMERO DE GUIA INVÁLIDO -001 GUIA INEXISTENTE -001 GUIA INVÁLIDA -001 GUIA VENCIDA - EMISSÃO EM (dd/mm/aaaa) -001 GUIA NÃO PERTENCE A ESTE PRESTADOR -001 PRESTADOR DA GUIA NAO PARAMETRIZADO (FORNECEDOR) 001 BENEFICIARIO 002 CBO 003 INDICADOR ACIDENTE 004 NUMERO CONSELHO PROFISSIONAL 005 IDENTIFICADOR BENEFICIARIO 006 CNES 007 CNPJCONTRATADO 008 CODIGO PRESTADOR NA OPERADORA 009 CODIGO DO PROCEDIMENTO 010 CPF CONTRATADO 011 DATA ATENDIMENTO 012 NOME BENEFICIARIO 013 NOME CONTRATADO 014 NOME PROFISSIONAL 015 NUMERO CARTEIRA 016 NUMERO CNS 017 NUMERO CONSELHO PROFISSIONAL 018 NUMERO GUIA OPERADORA 019 NUMERO GUIA PRESTADOR 020 REGISTRO ANS 021 NUMERO DA GUIA 022 GUIA DE INTERNACAO 023 CNPJ CONTRATADO 024 CODIGO NA OPERADORA 025 NOME CONTRATADO 026 CNES 027 CODIGO EXECUTANTE NA OPERADORA 028 NOME CONTRATADO EXECUTANTE 10

11 029 CNES CONTRATADO EXECUTANTE 030 DATA INICIO FATURAMENTO 031 DATA FIM FATURAMENTO 032 VALOR TOTAL HONORARIOS 033 DATA EMISSAO GUIA 034 GUIA DE HONORARIOS VINCULADA 035 DATA EXECUCAO 036 HORA INICIAL EXECUCAO Cód. Erro DESCRICAO 037 HORA INICIAL EXECUCAO 038 TERMINOLOGIA PROCEDIMENTO REALIZADO 039 CODIGO PROCEDIMENTO REALIZADO 040 DESCRICAO PROCEDIMENTO REALIZADO 041 QUANTIDADE PROCEDIMENTO REALIZADO 042 VIA DE ACESSO 043 TECNICA CIRURGICA 044 REDUCAO ACRESCIMO 045 VALOR UNITARIO 046 VALOR UNITARIO 047 GUIA HONORARIOS PROCEDIMENTOS PROFISSIONAIS 048 GRAU DE PARTICIPACAO 049 CODIGO CONTRATADO 050 CPF CONTRATADO 051 NOME PROFISSIONAL 052 CONSELHO PROFISSIONAL 053 NUMERO CONSELHO PROFISSIONAL 054 ESTADO 055 CBO 056 GUIA RESUMO INTERNACAO 057 BENEFICIARIO INTERNACAO 058 REGISTRO ANS 059 GUIA INTERNACAO PRESTADOR 060 GUIA INTERNACAO PRESTADOR 061 GUIA OPERADORA 062 DATA AUTORIZACAO GUIA 063 SENHA DE AUTORIZACAO DA GUIA 064 DATA VALIDADE SENHA 065 CARTEIRA BENEFICIARIO 066 NOME BENEFICIARIO 067 NUMERO CARTAO NACIONAL DE SAUDE 068 CODIGO PRESTADOR NA OPERADORA 069 CNPJ CONTRATADO 070 CPF CONTRATADO 071 NOME CONTRATADO 072 CNES PRESTADOR 073 CARATER ATENDIMENTO 074 TIPO FATURAMENTO 075 DATA INICIO FATURAMENTO 076 HORA INICIO FATURAMENTO 11

12 077 DATA FINAL FATURAMENTO 078 HORA FINAL FATURAMENTO 079 TIPO DE INTERNACAO 080 REGIME DE INTERNACAO 081 DIAGNOSTICO 082 INDICADOR ACIDENTE 083 VALOR PROCEDIMENTOS 084 VALOR DIARIAS Cód. Erro DESCRICAO 085 VALOR TAXAS ALUGUEIS 086 VALOR MATERIAIS 087 VALOR MEDICAMENTOS 088 VALOR OPME 089 VALOR GASES MEDICINAIS 090 VALOR TOTAL GERAL 091 OBSERVACAO 092 DECLARACAO NASCIDO 093 DECLARACAO OBITO 094 PROCEDIMENTOS EXECUTADOS GUIA DE INTERNACAO 095 DATA EXECUCAO PROCEDIMENTOS 096 HORA INICIAL EXECUCAO PROCEDIMENTOS 097 HORA INICIAL EXECUCAO PROCEDIMENTOS 098 TERMINOLOGIA PROCEDIMENTO 099 CODIGO PROCEDIMENTO 100 DESCRICAO PROCEDIMENTO 101 QUANTIDADE PROCEDIMENTO EXECUTADO 102 VIA DE ACESSO 103 TECNICA CIRURGIA 104 REDUCAO ACRESCIMO 105 VALOR UNITARIO 106 VALOR TOTAL 107 GUIA PROCEDIMENTOS EXECUTADOS IDENTIFICACAO EQUIPE 108 GRAU DE PARTICIPACAO 109 CODIGO PRESTADOR NA OPERADORA 110 CPF CONTRATADO 111 NOME PROFISSIONAL 112 IDCONSELHO PROFISSIONAL 113 NUMERO CONSELHO PROFISSIONAL 114 UF 115 CBO 116 GUIA DESPESA DE INTERNACAO 117 ID DESPESA 118 DATA REALIZACAO 119 HORA INICIAL REALIZACAO 120 HORA FINAL REALIZACAO 121 TERMINOLOGIA 122 CODIGO PROCEDIMENTO 123 QUANTIDADE EXECUTADA 124 UNIDADE DE MEDIDA 12

13 125 REDUCAO ACRESCIMO 126 VALOR UNITARIO 127 VALOR TOTAL 128 DESCRICAO PROCEDIMENTO 129 REGISTRO ANVISA 130 CODIGO FABRICANTE 131 AUTORIZACAO FUNCIONAMENTO 132 GUIA SADT Cód. Erro DESCRICAO 133 IDENTIFICADOR BENEFICIARIO 134 REGISTRO ANS 135 NUMERO GUIA PRESTADOR 136 GUIA PRINCIPAL 137 NUMERO GUIA OPERADORA 138 DATA DE AUTORIZACAO 139 SENHA DE AUTORIZACAO 140 DATA VALIDADE SENHA 141 NUMERO CARTEIRA BENEFICIARIO 142 NOME BENEFICIARIO 143 NUMERO CARTEIRA NACIONAL DE SAUDE 144 CODIGO PRESTADOR NA OPERADORA 145 CNPJ CONTRATADO 146 CPF CONTRATADO 147 NOME CONTRATADO SOLICIC 148 NOME PROFISSIONAL 149 CONSELHO PROFISSIONAL 150 NUMERO CONSELHO PROFISSIONAL 151 ESTADO 152 DATA SOLICITACAO 153 ID CARTEIRA ATENDIMENTO 154 INDICACAO CLINICA 155 CODIGO NA OPERADORA 156 NOME CONTRATADO EXEC 157 CNES 158 TIPO DE ATENDIMENTO 159 INDICADOR ACIDENTE 160 TIPO DE CONSULTA 161 MOTIVO ENCERRAMENTO 162 OBSERVACAO 163 VALOR PROCEDIMENTOS 164 VALOR DIARIAS 165 VALOR TAXAS E ALUGUEIS 166 VALOR MATERIAIS 167 VALOR MEDICAMENTOS 168 VALOR OPME 169 VALOR GASES MEDICINAIS 170 VALOR TOTAL HONORARIOS 171 VERIFICAR SE EXISTE GUIA SP-SADT PROCEDIMENTOS EXE 172 DATA EXECUCAO PROCEDIMENTO 173 HORA INICIAL EXECUCAO PROCEDIMENTO 174 HORA FINAL EXECUCAO PROCEDIMENTO 13

14 175 TERMINOLOGIA PROCEDIMENTO 176 CODIGO PROCEDIMENTO 177 DESCRICAO PROCEDIMENTO 178 QUANTIDADE EXECUTADA 179 VIA DE ACESSO 180 TECNICA CIRURGIA 181 REDUCAO ACRESCIMO 182 VALOR UNITARIO Cód. Erro DESCRICAO 183 VALOR TOTAL 184 VERIFICAR SE EXISTE GUIA SP-SADT PROCEDIMENTOS EXE 185 ID GRAU DE PARTICIPACAO 186 CODIGO PRESTADOR NA OPERADORA 187 CPF CONTRATADO 188 NOME PROFISSIONAL 189 ID CONSELHO PROFISSIONAL 190 CONSELHO PROFISSIONAL 191 UF 192 CBO 193 VERIFICAR SE EXISTE GUIA SP-SADT OUTRAS DESPESAS 194 ID DESPESA 195 DATA EXECUCAO 196 HORA INICIAL EXECUCAO 197 HORA FINAL EXECUCAO 198 ID TERMINOLOGIA 199 CODIGO PROCEDIMENTO 200 QUANTIDADE EXECUTADA 201 UNIDADE DE MEDIDA 202 REDUCAO ACRESCIMO 203 VALOR UNITARIO 204 VALOR TOTAL 205 DESCRICAO PROCEDIMENTO 206 REGISTRO ANVISA 207 CODIGO FABRICANTE 208 AUTORIZACAO FUNCIONAMENTO Regras de Negócios aplicadas Foram aplicadas regras de negócios para validação dos arquivos no portal. Segue abaixo a relação: Não serão permitidas guias duplicadas dentro de um mesmo arquivo. Validação de guia para casos de não urgência: 14

15 A guia deve existir na tabela de guias SHAM ou na tabela de guia Manual; A emissão deve ser igual ou superior a 120 dias retroativos, utilizando como referência a data da execução da guia; Não será validado o campo Numero Carteira; Validação de guias de Urgência: O Campo Número Carteira deve ser exatamente igual ao Id Beneficiário (Cad008), conforme carteirinha mais atual; O nome do beneficiário deve ser exatamente igual ao cadastrado na tabela de Beneficiários (cad001); O Beneficiário deve estar ativo na data de execução informada na guia; Não será validado o campo Guia; Validação de Valores: O Valor deve ser maior que 0 (zero); Validação de Procedimentos: O Procedimento deve constar na tabela TUSS interna; Identificação do Código de Beneficiário na carteirinha Abaixo segue o modelo vigente de carteirinha: O código do beneficiário é a sequência numérica logo após o código de barras. Destacado no quadrado azul da figura acima. 15

1. IDENTIFICAÇÃO FUNDAÇÃO FIAT SAÚDE E BEM ESTAR

1. IDENTIFICAÇÃO FUNDAÇÃO FIAT SAÚDE E BEM ESTAR 1 1 2 1. IDENTIFICAÇÃO FUNDAÇÃO FIAT SAÚDE E BEM ESTAR Razão Social: FUNDAÇÃO FIAT SAÚDE E BEM ESTAR CNPJ: 12.838.821/0001-80 Registro ANS: 41828-5 Inscrição Municipal: 130973/001-6 Inscrição Estadual:

Leia mais

SISTEMA AUTOMÁTICO DE BILHETAGEM ELETRÔNICA PROCEDIMENTOS VTWEB CLIENT PROCEDIMENTOS

SISTEMA AUTOMÁTICO DE BILHETAGEM ELETRÔNICA PROCEDIMENTOS VTWEB CLIENT PROCEDIMENTOS SISTEMA AUTOMÁTICO DE BILHETAGEM ELETRÔNICA PROCEDIMENTOS VTWEB CLIENT PROCEDIMENTOS Origem: ProUrbano Data de Criação: 22/03/2010 Ultima alteração: Versão: 1.3 Tipo de documento: PRO-V1. 0 Autor: Adriano

Leia mais

Portal dos Prestadores

Portal dos Prestadores Sistema Integrado de Gestão de Assistência Médica Manual de Operação SUMÁRIO 1. APRESENTAÇÃO... 4 2. ACESSO AO SISTEMA...5 3. CRIAÇÃO DE SENHA DE ACESSO (1º ACESSO)...9 3.1. CONSULTAR MATRÍCULA...10 3.2.

Leia mais

Manual do Sistema PUSH

Manual do Sistema PUSH Manual do Usuário Manual do Sistema PUSH PUSH Template Versão 1.1 SUMÁRIO 1. Introdução... 3 2. Criação de Conta... 4 3. Incluindo Processos... 6 4. Consultar/Excluir Processo... 7 Consulta... 7 Exclusão...

Leia mais

As implementações efetuadas nos módulos MOV, EST e FIS se referem as especificações da Nota Técnica

As implementações efetuadas nos módulos MOV, EST e FIS se referem as especificações da Nota Técnica Manifestação do Destinatário Eletrônica MD-e Produto : RM Totvs Gestão de Estoque, Compra e Faturamento Bibliotecas RM : 11.52.63 ou superior Processo : Manifesto do Destinatário Eletrônico MD-e Subprocesso

Leia mais

Faturamento. Dependendo do seu tipo de negócio, para remeter à empresa contábil os dados das notas fiscais emitidas para cálculo dos. de Faturamento.

Faturamento. Dependendo do seu tipo de negócio, para remeter à empresa contábil os dados das notas fiscais emitidas para cálculo dos. de Faturamento. Faturamento Dependendo do seu tipo de negócio, para remeter à empresa contábil os dados das notas fiscais emitidas para cálculo dos tributos, etc, você deverá usar as opções de Faturamento. Notas Fiscais

Leia mais

Como usar o SCV Sistema de Controle Vegetal do Indea-MT CADASTRO. Para cadastrar a sua empresa você deve seguir esses passos.

Como usar o SCV Sistema de Controle Vegetal do Indea-MT CADASTRO. Para cadastrar a sua empresa você deve seguir esses passos. Como usar o SCV Sistema de Controle Vegetal do Indea-MT CADASTRO Para cadastrar a sua empresa você deve seguir esses passos. Passo 1: Para a empresa que ainda não tem cadastro no Indea você deve acessar

Leia mais

Solicitação de Autorização Intercâmbio

Solicitação de Autorização Intercâmbio Solicitação de Autorização Intercâmbio Passo a Passo - EQAT AGOSTO/2010 Por: Daniel Toledo 1 PARTE 1 PORTAL UNIMED... 4 1. ACESSO AO SITE... 4 2. SOLICITAÇÃO INTERCÂMBIO NACIONAL E ESTADUAL (EXCETO 0976

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA CESU Módulo Concurso

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA CESU Módulo Concurso Administração Central Unidade do Ensino Superior de Graduação CESU MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA CESU Módulo Concurso Versão 1.0 Abril / 2016 Sumário INTRODUÇÃO... 3 ACESSO AO SISTEMA... 4 DADOS CADASTRAIS...

Leia mais

SISCOAF Sistema de Controle de Atividades Financeiras. Cadastro e Habilitação Declaração de Inocorrência

SISCOAF Sistema de Controle de Atividades Financeiras. Cadastro e Habilitação Declaração de Inocorrência SISCOAF Sistema de Controle de Atividades Financeiras Cadastro e Habilitação Declaração de Inocorrência Sumário ORIENTAÇÕES GERAIS... 3 O que são Pessoas Obrigadas... 4 O que é o SISCOAF... 4 Quem deve

Leia mais

UNIMED LITORAL MANUAL DE PROCESSOS E SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

UNIMED LITORAL MANUAL DE PROCESSOS E SISTEMAS DE INFORMAÇÃO UNIMED LITORAL MANUAL DE PROCESSOS E SISTEMAS DE INFORMAÇÃO MANUAL PORTAL UNIMED AUTORIZAÇÃO Site: www.unimedlitoral.com.br/planodesaude A senha e login será sempre o CPF do Médico Desenvolvido por: Larissa

Leia mais

A Vale/PASA tem duas datas de pagamento no mês. Sendo assim, fique atento às datas de entrega de suas guias e notas fiscais neste ano que se inicia.

A Vale/PASA tem duas datas de pagamento no mês. Sendo assim, fique atento às datas de entrega de suas guias e notas fiscais neste ano que se inicia. Rio de Janeiro, 23 de dezembro de 2014. PASA/CE 19/14 Assunto: Orientações para 2015 Prezado(a) credenciado(a), Seguem informações pertinentes ao cronograma de entrega de Guias TISS e Notas Fiscais para

Leia mais

Versão 8.2C-09. Domínio Atendimento

Versão 8.2C-09. Domínio Atendimento Versão 8.2C-09 Domínio Atendimento Saiba que este documento não poderá ser reproduzido, seja por meio eletrônico ou mecânico, sem a permissão expressa por escrito da Domínio Sistemas Ltda. Nesse caso,

Leia mais

NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA (NFS-e)

NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA (NFS-e) Manual de Acesso ao Sistema Pessoa Física Todos os dados e valores apresentados neste manual são ficticios. Qualquer dúvida consulte a legislação vigente. Sistema desenvolvido por Tiplan Tecnologia em

Leia mais

TRIBUNAL SUPERIOR ELEITORAL

TRIBUNAL SUPERIOR ELEITORAL TRIBUNAL SUPERIOR ELEITORAL Manual de orientação do Sistema de Requisição de Recibos Anuais SRA Versão 1.0 Sumário Apresentação do sistema... 3 Requisitos do sistema... 3 Cadastrar uma senha para acessar

Leia mais

Guia de Referência Módulo Ata Eletrônica Funcionalidades Referentes à Ata Eletrônica

Guia de Referência Módulo Ata Eletrônica Funcionalidades Referentes à Ata Eletrônica Guia de Referência Módulo Ata Eletrônica Funcionalidades Referentes à Ata Eletrônica Este guia de referência contém passo a passo com os fluxos e procedimentos necessários para gerenciamento e configurações

Leia mais

e Autorizador Odontológico

e Autorizador Odontológico 1 CONTROLE DE DOCUMENTO Revisor Versão Data Publicação Diego Ortiz Costa 1.0 08/08/2010 Diego Ortiz Costa 1.1 09/06/2011 Diego Ortiz Costa 1.2 07/07/2011 2 Sumário CONTROLE DE DOCUMENTO... 2 1. Informações

Leia mais

Passo a passo para emissão de Nota Fiscal de Produtor Eletrônica NFP-e

Passo a passo para emissão de Nota Fiscal de Produtor Eletrônica NFP-e Passo a passo para emissão de Nota Fiscal de Produtor Eletrônica NFP-e Natureza 86 Simples Remessa Por causa do sigilo fiscal, foram hachurados os dados do contribuinte. Toda NFP-e emitida neste ambiente

Leia mais

Passo a passo para emissão de Nota Fiscal de Produtor Eletrônica NFP-e. Natureza 49 Venda Interestadual para Entrega Futura

Passo a passo para emissão de Nota Fiscal de Produtor Eletrônica NFP-e. Natureza 49 Venda Interestadual para Entrega Futura Passo a passo para emissão de Nota Fiscal de Produtor Eletrônica NFP-e Natureza 49 Venda Interestadual para Entrega Futura Por causa do sigilo fiscal, foram hachurados os dados do contribuinte. Toda NFP-e

Leia mais

Emissão Doc Extra de Condomínio Sami ERP ++

Emissão Doc Extra de Condomínio Sami ERP ++ Emissão Doc Extra de Condomínio Sami ERP ++ 1. Baixa de Parcelas Acesse o Módulo CONDOMÍNIO CÁLCULOS DA EMISSÃO BAIXA DE PARCELAS. Este programa efetua a baixa das parcelas dos eventos lançados nas unidades,

Leia mais

Prefeitura Municipal de Vinhedo. Manual de Orientações Recadastramento Imobiliário

Prefeitura Municipal de Vinhedo. Manual de Orientações Recadastramento Imobiliário Prefeitura Municipal de Vinhedo Manual de Orientações Recadastramento Imobiliário SUMÁRIO Documentos e Dados Necessários... 3 Iniciando o Recadastramento... 4 Identificando o seu Imóvel... 5 Iniciando

Leia mais

Sobre a nova minha UFOP

Sobre a nova minha UFOP Sobre a nova minha UFOP A minha UFOP está com um novo visual. Foi criada uma nova interface, mais bonita, ágil e intuitiva para facilitar a utilização de nossos usuários. Esse tutorial visa mostrar as

Leia mais

Manual do Aplicativo do Termo de Opção pelo Domicílio Tributário Eletrônico (DTE) Versão vigente a partir de 08/07/2013

Manual do Aplicativo do Termo de Opção pelo Domicílio Tributário Eletrônico (DTE) Versão vigente a partir de 08/07/2013 Manual do Aplicativo do Termo de Opção pelo Domicílio Tributário Eletrônico (DTE) Versão vigente a partir de 08/07/2013 1) Como acessar o aplicativo de Opção pelo Domicílio Tributário Eletrônico (DTE)

Leia mais

O Portal Service Desk está disponível no AllianzNet. Para acessá-lo, clique no banner abaixo do menu Minha Intrallianz, opção Portal Service Desk.

O Portal Service Desk está disponível no AllianzNet. Para acessá-lo, clique no banner abaixo do menu Minha Intrallianz, opção Portal Service Desk. Portal Service Desk Manual de Utilização Service Desk Allianz ÍNDICE I. INTRODUÇÃO II. CONCEITOS BÁSICOS DO PORTAL III. PORTAL DO USUÁRIO a. ACESSO b. INÍCIO c. LISTA DE TICKETS IV. TICKETS a. CRIAR TICKETS

Leia mais

Elaborado por: FFA ALINNE BARCELLOS BERND SIPOV/RS. Revisado em: 05/02/2016

Elaborado por: FFA ALINNE BARCELLOS BERND SIPOV/RS. Revisado em: 05/02/2016 Elaborado por: FFA ALINNE BARCELLOS BERND SIPOV/RS Revisado em: 05/02/2016 **Após o deferimento do Registro do Estabelecimento pelo Coordenador Estadual, o RL (Representante Legal) receberá um e-mail informando

Leia mais

VERSÃO 3.3 - PERFIL PRESTADOR. Versão do Manual - 1.00

VERSÃO 3.3 - PERFIL PRESTADOR. Versão do Manual - 1.00 VERSÃO 3.3 - PERFIL PRESTADOR Versão do Manual - 1.00 1 2 Histórico de versões Versão Data 1.00 14/12/07 Atualização Criação do Documento Autor Cayo Prado Créditos Coordenador de Desenvolvimento Marcos

Leia mais

Módulo Emissor de NFS-e

Módulo Emissor de NFS-e Poder Executivo do MUNICÍPIO de Londrina Secretaria Municipal de Fazenda ADMINISTRAÇÃO TRIBUTÁRIA Módulo Emissor de NFS-e Tutorial para solicitação de autorização para emissão de NFS-e REVIsÃo 2014.04.28

Leia mais

Antecipação de IPVA. Manual do Usuário. Versão 1.4. Antecipação de IPVA pelo Portal Manual. Antecipação de IPVA pelo Portal 1.

Antecipação de IPVA. Manual do Usuário. Versão 1.4. Antecipação de IPVA pelo Portal Manual. Antecipação de IPVA pelo Portal 1. GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ SECRETARIA ESPECIAL DE ESTADO DE GESTÃO SECRETARIA EXECUTIVA DE ESTADO DA FAZENDA DIRETORIA DE TECNOLÓGIA E INFORMAÇÃO GERENCIA DE ARRECADAÇÃO Antecipação de IPVA Manual do Usuário

Leia mais

Como Fazer Renegociação de Parcelas (Contas a Pagar)? FS145

Como Fazer Renegociação de Parcelas (Contas a Pagar)? FS145 Como Fazer Renegociação de Parcelas (Contas a Pagar)? FS145 Sistema: Futura Server Caminho: Contas a Pagar>Renegociação de Parcelas Referência: FS145 Versão: 2016.03.15 Como Funciona: Esta tela é utilizada

Leia mais

LIVROS ELETRÔNICOS. Tutorial. Fortaleza 2016

LIVROS ELETRÔNICOS. Tutorial. Fortaleza 2016 LIVROS ELETRÔNICOS Tutorial Fortaleza 2016 LIVROS ELETRÔNICOS A Biblioteca Universitária da UFC disponibiliza atualmente um total de 8.494 livros eletrônicos, em todas as áreas do conhecimento, em texto

Leia mais

ISSQN MANUAL DO USUÁRIO

ISSQN MANUAL DO USUÁRIO ISSQN MANUAL DO USUÁRIO Roteiro Prestador de Serviços 2013 Índice: 1. Geração da Senha na Prefeitura... 3 2. Acesso ao Sistema... 3 3. Declaração Eletrônica de Serviços Tomados... 4 4. Encerrando a apuração

Leia mais

NOVA VERSÃO SAFE DOC MANUAL

NOVA VERSÃO SAFE DOC MANUAL NOVA VERSÃO SAFE DOC MANUAL COMO ACESSAR O APLICATIVO SAFE DOC CAPTURE Acesse o aplicativo SAFE-DOC CAPTURE clicando no ícone na sua área de trabalho: SAFE-DOC Capture Digite o endereço do portal que é

Leia mais

Menu Pesquisador. o Inscrição em Novo Projeto. Para Iniciar um novo projeto clique em Inscrição em novo Projeto. A seguinte tela aparecerá:

Menu Pesquisador. o Inscrição em Novo Projeto. Para Iniciar um novo projeto clique em Inscrição em novo Projeto. A seguinte tela aparecerá: Menu Pesquisador o Inscrição em Novo Projeto Para Iniciar um novo projeto clique em Inscrição em novo Projeto A seguinte tela aparecerá: Clique no botão Criar novo Projeto obs: cada pesquisador só poderá

Leia mais

BOLETIM INFORMATIVO TÉCNICO CORDILHEIRA GESTÃO WEB - 2.5B

BOLETIM INFORMATIVO TÉCNICO CORDILHEIRA GESTÃO WEB - 2.5B BOLETIM INFORMATIVO TÉCNICO CORDILHEIRA GESTÃO WEB - 2.5B 1 - Logomarca da empresa na tela principal Alterada a tela principal do sistema para exibir a logomarca da empresa no lugar do atalho para acesso

Leia mais

SUMÁRIO. Como entrar no Portal de Serviços 02. Solicitar Autenticação do Livro 03. Editar solicitação 14. Assinar Solicitação 15

SUMÁRIO. Como entrar no Portal de Serviços 02. Solicitar Autenticação do Livro 03. Editar solicitação 14. Assinar Solicitação 15 Pré-Requisitos para utilização do Livro Digital: Java e Mozilla Firefox Atualizados; Certificado Digital e-cpf A3, previamente instalado e configurado no computador; Arquivo no formato PDF/A, com o tamanho

Leia mais

SafeSign User Edition (x32 e x64)

SafeSign User Edition (x32 e x64) SafeSign 3.0.80 User Edition (x32 e x64) Manual do Usuário Índice O que é o SafeSign?... 03 Instalando o SafeSign... 04 Verificando o Certificado... 07 Troca de Senhas... 10 Sistema Operacional... 12 O

Leia mais

Manifestação. O Sistema de Distribuição Fiscal Eletrônica do Gosocket. Manual de Usabilidade Gadget Manifestação

Manifestação. O Sistema de Distribuição Fiscal Eletrônica do Gosocket. Manual de Usabilidade Gadget Manifestação Manifestação O Sistema de Distribuição Fiscal Eletrônica do Gosocket Manual de Usabilidade Gadget Manifestação Versão 2.00 2015 Sumário 1. Introdução... 3 2. Ativação do Gadget Manifestação... 3 3. Visão

Leia mais

RENOVAÇÃO DE MATRÍCULAS via Controle Acadêmico de Graduação-CAGr

RENOVAÇÃO DE MATRÍCULAS via Controle Acadêmico de Graduação-CAGr RENOVAÇÃO DE MATRÍCULAS via Controle Acadêmico de Graduação-CAGr 1º Passo: Acesso ao CAGr. 1. Acesse o CAGr por meio da página do Campus Araranguá em estudante.ufsc.br >graduação>

Leia mais

MANUAL DE REGISTO DE NASCIMENTOS DE BOVINOS ATRAVÉS DA WEB, Produtor - Detentor. Mod. 255-B/DGAV

MANUAL DE REGISTO DE NASCIMENTOS DE BOVINOS ATRAVÉS DA WEB, Produtor - Detentor. Mod. 255-B/DGAV MANUAL DE REGISTO DE NASCIMENTOS DE BOVINOS ATRAVÉS DA WEB, Produtor - Detentor Mod. 255-B/DGAV SOLICITAÇÃO DE ACESSOS À BASE DE DADOS DO IDIGITAL Para se poder proceder ao Registo de Nascimentos de Bovinos

Leia mais

Consultório Online Manual de Utilização do Módulo Operacional. í n dice. Passo 1: Visão geral 3 Passo 2: Como acessar o Consultório Online?

Consultório Online Manual de Utilização do Módulo Operacional. í n dice. Passo 1: Visão geral 3 Passo 2: Como acessar o Consultório Online? í n dice Passo 1: Visão geral 3 Passo 2: Como acessar o Consultório Online? 3 Passo 3: Recursos disponíveis 4 Guias consulta / SADT (Solicitação, Execução com Guia e Autogerada): 4 Pesquisa de histórico

Leia mais

Guia de Uso - Mobile ID

Guia de Uso - Mobile ID Guia de Uso - Mobile ID Sumário 1. Introdução 3 2. Objetivo 3 3. Requisitos 3 4. Instalação e Configuração do Aplicativo MobileID no ios 3 4.1. Instalação do Aplicativo MobileID 3 4.2. Configurando o Aplicativo

Leia mais

Caso tenha alguma dificuldade nesta etapa, procure um técnico de informática para auxiliá-lo.

Caso tenha alguma dificuldade nesta etapa, procure um técnico de informática para auxiliá-lo. Preenchimento da SEFIP para gerar a GFIP e imprimir as guias do INSS e FGTS Você, Microempreendedor Individual que possui empregado, precisa preencher a SEFIP, gerar a GFIP e pagar a guia do FGTS até o

Leia mais

Coordenação de Estágio Integrado. Instruções para o cadastro do Plano de Trabalho dos Alunos no SGE

Coordenação de Estágio Integrado. Instruções para o cadastro do Plano de Trabalho dos Alunos no SGE Coordenação de Estágio Integrado Instruções para o cadastro do Plano de Trabalho dos Alunos no SGE 14 de Novembro de 2014 Fluxo do Processo O Plano de Trabalho é o instrumento em que estão descritos os

Leia mais

DECLARAÇÃO DE BENS E VALORES DO ESTADO DE MINAS GERAIS- DBV

DECLARAÇÃO DE BENS E VALORES DO ESTADO DE MINAS GERAIS- DBV DECLARAÇÃO DE BENS E VALORES DO ESTADO DE MINAS GERAIS- DBV SUMÁRIO 1. CADASTRO INICIAL... 1 2. ACESSO AO SISTEMA... 3 2.1. Preenchimento de Novo Formulário... 4 2.1.1. Declaração de Dependentes... 5 2.1.2

Leia mais

Universidade Federal do Pampa Núcleo de Tecnologia da Informação e Comunicação - NTIC 10/09/2013

Universidade Federal do Pampa Núcleo de Tecnologia da Informação e Comunicação - NTIC 10/09/2013 2013 Núcleo de Tecnologia da Informação e Comunicação - NTIC 10/09/2013 REITORA Ulrika Arns VICE-REITOR Almir Barros da Silva Santos Neto DIRETOR DO NTIC Leonardo Bidese de Pinho COORDENADOR DE DESENVOLVIMENTO

Leia mais

Instruções para instalação do software ESI[Tronic] + KTS. Figura 2

Instruções para instalação do software ESI[Tronic] + KTS. Figura 2 Instruções para instalação do software ESI[Tronic] + KTS Passo 1 É importante que o KTS esteja conectado ao computador (via porta USB ou serial) e na energia, vide figura 1. Observar também se o LED verde

Leia mais

Informativo de Versão 19.03

Informativo de Versão 19.03 Informativo de Versão 19.03 Índice ERP Faturamento e Cupom Fiscal - ECF... 2 Emissão de NF-e e Emissão de Cupom Fiscal (Chamado 25717)... 2 Movimento Entrada de Produtos (Chamado 25318)... 7 Emissão e

Leia mais

Simples Nacional III ENCONTRO DO SIMPLES NACIONAL. Assunto: Eventos. Palestrante: Adalgisa G. M. Sabino

Simples Nacional III ENCONTRO DO SIMPLES NACIONAL. Assunto: Eventos. Palestrante: Adalgisa G. M. Sabino Simples Nacional III ENCONTRO DO SIMPLES NACIONAL Assunto: Eventos Palestrante: Adalgisa G. M. Sabino EVENTOS DE OFÍCIO Tipos de Eventos: Inclusão Administrativa ou Judicial Exclusão Administrativa ou

Leia mais

Treinamento Hospital

Treinamento Hospital Treinamento Hospital O que é o Projeto SGU? É o projeto de implantação do sistema de gestão de planos de saúde - SGU (Sistema de Gestão Unimed) que irá substituir o Top Saúde. O Módulo SGU-Card é um sistema

Leia mais

Manual do cadastro de clientes

Manual do cadastro de clientes Manual do cadastro de clientes Os processos comerciais iniciam com o cadastro de clientes, que deve ser feito com o programa 203. Este programa possui várias guias, também conhecidas como orelhas, que

Leia mais

Registro de Retenções Tributárias e Pagamentos

Registro de Retenções Tributárias e Pagamentos SISTEMA DE GESTÃO DE PRESTAÇÃO DE CONTAS (SiGPC) CONTAS ONLINE Registro de Retenções Tributárias e Pagamentos Atualização: 20/12/2012 A necessidade de registrar despesas em que há retenção tributária é

Leia mais

Declaração de Serviços Tomados

Declaração de Serviços Tomados Declaração de Serviços Tomados O que é isto? O que isto faz? Por meio desta página, qualquer contribuinte pode realizar a declaração dos serviços tomados para gerar as guias de Retenção. Nesta página,

Leia mais

02.02.2012 PORTAL JUD

02.02.2012 PORTAL JUD 02.02.2012 PORTAL JUD A ferramenta O Portal Jud tem como objetivo propiciar as autoridades o envio de ordens judiciais ou extrajudiciais e consultar às informações cadastrais de clientes de telefonia móvel

Leia mais

PROCEDIMENTO INSTALAÇÃO SINAI ALUGUEL

PROCEDIMENTO INSTALAÇÃO SINAI ALUGUEL 1º Passo: Baixar o arquivo http://www.sinaisistemaimobiliario.com.br/instalar/instalador_aluguel.rar. 2º Passo: No SERVIDOR ao qual o sistema deverá ser instalado: a) Criar uma pasta, preferencialmente

Leia mais

SISTEMA QUADRO DE ESTOQUE ON-LINE MANUAL DE OPERAÇÃO

SISTEMA QUADRO DE ESTOQUE ON-LINE MANUAL DE OPERAÇÃO MANUAL DE OPERAÇÃO Digitador do Quadro de Estoque Última atualização: 22/02/2010 ACESSO AO SISTEMA O acesso ao sistema deve ser feito por meio do endereço de internet: http://estoquedse.edunet.sp.gov.br

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO PORTAL DA IMPRENSA NACIONAL PESQUISA NOS DIÁRIOS OFICIAIS

MANUAL DO USUÁRIO PORTAL DA IMPRENSA NACIONAL PESQUISA NOS DIÁRIOS OFICIAIS MANUAL DO USUÁRIO PORTAL DA IMPRENSA NACIONAL PESQUISA NOS DIÁRIOS OFICIAIS Brasília, 18 de setembro de 2012. 1 APRESENTAÇÃO Com a finalidade de suprir as necessidades da Imprensa Nacional, foi desenvolvido

Leia mais

Tutorial da Ferramenta DreamSpark

Tutorial da Ferramenta DreamSpark Tutorial da Ferramenta DreamSpark Universidade Federal da Grande Dourados - UFGD Coordenadoria de Desenvolvimento de Tecnologia da Informação - COIN Setembro de 2015 Este documento contém instruções para

Leia mais

Agendamento de Entregas

Agendamento de Entregas Agendamento de Entregas MT-212-00143 - 2 Última Atualização 24/11/2014 I. Objetivos Após este módulo de capacitação você será capaz de: Solicitar um Agendamento de Entregas de Materiais; Acompanhar o andamento

Leia mais

CONVERJ Execução Folha de Pagamento

CONVERJ Execução Folha de Pagamento 1 CONVERJ Execução Folha de Pagamento Proponente Versão 1.4 Maio/2016 2 Sumário 1 Inclusão de Folha de Pagamento Via Remessa Eletrônica... 3 1.1 Gerenciar Processo de Compra de Folha de Pagamento... 3

Leia mais

SOLICITAÇÃO DO CERTIFICADO DIGITAL

SOLICITAÇÃO DO CERTIFICADO DIGITAL SOLICITAÇÃO DO CERTIFICADO DIGITAL 1. Como é feita a entrega do Certificado Digital? Resposta: O certificado digital é entregue ao cliente após o procedimento de Validação Presencial, o qual consiste na

Leia mais

MANUAL DE OPERAÇÃO PDV CAKE - NFCE

MANUAL DE OPERAÇÃO PDV CAKE - NFCE MANUAL DE OPERAÇÃO PDV CAKE - NFCE COMO FAZER O LINK DO PDV No primeiro acesso ao PDV será necessário fazer o link do aplicativo com o Cake Web. Para isso, é preciso fazer login com um usuário administrador

Leia mais

PROCEDIMENTO OPERACIONAL PADRÃO TÍTULO: AUTORIZAÇÃO E CANCELAMENTO DE PROCEDIMENTO NO SISTEMA SAFE

PROCEDIMENTO OPERACIONAL PADRÃO TÍTULO: AUTORIZAÇÃO E CANCELAMENTO DE PROCEDIMENTO NO SISTEMA SAFE I - CONTROLE 1. Introdução O SAFe é um sistema autorizador de procedimentos médicos on line. Através dele são faturadas as consultas de urgência/emergência realizadas no SMU. 2. Objetivo Autorizar o atendimento

Leia mais

CRIPTOGRAFIA E ASSINATURA DIGITAL DE NO GROUPWISE

CRIPTOGRAFIA E ASSINATURA DIGITAL DE  NO GROUPWISE MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL SECRETARIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO CORREDENADORIA DE SUPORTE TÉCNICO DIVISÃO DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO CRIPTOGRAFIA E ASSINATURA DIGITAL DE E-MAIL NO GROUPWISE Introdução

Leia mais

MANUAL HAE - WEB MANUAL WEB HAE

MANUAL HAE - WEB MANUAL WEB HAE MANUAL HAE - WEB MANUAL WEB HAE PROJETO HAE - WEB www.cpscetec.com.br/hae *NÃO DEVERÃO ser lançados os projetos de Coordenação de Curso, Responsável por Laboratório, Coordenação de Projetos Responsável

Leia mais

SISTEMA PROVINHA BRASIL GUIA DE USO ESCOLAS DIRETORIA DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO BÁSICA DAEB

SISTEMA PROVINHA BRASIL GUIA DE USO ESCOLAS DIRETORIA DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO BÁSICA DAEB SISTEMA PROVINHA BRASIL GUIA DE USO ESCOLAS DIRETORIA DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO BÁSICA DAEB REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO MEC SECRETARIA EXECUTIVA DO MEC INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS

Leia mais

OF. CIRCULAR Nº 002/2010 Brasília, 03 de março de 2010.

OF. CIRCULAR Nº 002/2010 Brasília, 03 de março de 2010. OF. CIRCULAR Nº 002/2010 Brasília, 03 de março de 2010. Prezado(a) companheiro(a), Conforme orientação encaminhada anualmente, lembramos que no próximo dia 30 DE ABRIL se encerra o prazo para que as entidades

Leia mais

MANUAL DA INTEGRAÇÃO GENESIS/ONE + CAKE ERP. Configuração da Plataforma Rakuten Genesis e One no Cake ERP

MANUAL DA INTEGRAÇÃO GENESIS/ONE + CAKE ERP. Configuração da Plataforma Rakuten Genesis e One no Cake ERP MANUAL DA INTEGRAÇÃO GENESIS/ONE + CAKE ERP Configuração da Plataforma Rakuten Genesis e One no Cake ERP INTRODUÇÃO Olá, Nesse manual você vai aprender a integrar o Cake ERP com a plataforma Genesis da

Leia mais

ORIENTAÇÕES: PLATAFORMA BRASIL CONEP/MS COMO FAZER O CADASTRO DE PESSOA FÍSICA NA PLATAFORMA BRASIL

ORIENTAÇÕES: PLATAFORMA BRASIL CONEP/MS COMO FAZER O CADASTRO DE PESSOA FÍSICA NA PLATAFORMA BRASIL ORIENTAÇÕES: PLATAFORMA BRASIL CONEP/MS COMO FAZER O CADASTRO DE PESSOA FÍSICA NA PLATAFORMA BRASIL 1. Para a realização do cadastro é obrigatório ter em mãos os seguintes documentos: Número do CPF; Currículo

Leia mais

Guia operação site www.atu.com.br

Guia operação site www.atu.com.br Guia operação site www.atu.com.br OBS: as telas no site bem como no sistema de gestão poderão sofrer alguma alteração, com base nos exemplos ilustrativos deste manual. 1. Objetivo Este guia tem como objetivo

Leia mais

Portal dos Convênios - Siconv

Portal dos Convênios - Siconv MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA E SERVIÇOS GERAIS Portal dos Convênios - Siconv Análise, Aprovação de Proposta/Plano

Leia mais

HEMOVIDA (CICLO DO SANGUE - Gerenciamento de estoque para grandes eventos)

HEMOVIDA (CICLO DO SANGUE - Gerenciamento de estoque para grandes eventos) Ministério da Saúde Secretaria Executiva Departamento de Informática do SUS HEMOVIDA (CICLO DO SANGUE - Gerenciamento de estoque para grandes eventos) Manual do Usuário Versão 1.0 Fevereiro, 2014 Índice

Leia mais

Aprovação de Cadastro de Proponente Unidade Cadastradora

Aprovação de Cadastro de Proponente Unidade Cadastradora MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE GESTÃO ESTRATÉGICA DA INFORMAÇÃO Portal dos Convênios SICONV Aprovação de Cadastro de Proponente

Leia mais

Manual de Processos de Negócios - Cobrança

Manual de Processos de Negócios - Cobrança 1/43 Manual de Processos de Negócios - Cobrança - Negativação Introdução ao Processo de Negativação O processo de negativação começa quando a empresa seleciona, conforme parâmetros internos, os imóveis

Leia mais

SISVAN WEB. Informações Gerais para Navegar no Acesso Restrito

SISVAN WEB. Informações Gerais para Navegar no Acesso Restrito SISVAN WEB Informações Gerais para Navegar no Acesso Restrito Este documento tem o objetivo de orientar a navegação pelo ambiente restrito do Sistema de Vigilância Alimentar e Nutricional SISVAN Web. Aqui

Leia mais

PROCESSO DE CANCELAMENTO

PROCESSO DE CANCELAMENTO PROCESSO DE CANCELAMENTO 1. Processo de Cancelamento do Pedido 1 1.1 Conferindo o Cancelamento da Nota Fiscal do Pedido 4 1.2 Ativação de Conta Corrente Residual 5 1.3 Como consultar um Pedido Cancelado?

Leia mais

GUIA PRÁTICO RELAÇÕES DE REPRESENTAÇÃO PERANTE A SEGURANÇA SOCIAL

GUIA PRÁTICO RELAÇÕES DE REPRESENTAÇÃO PERANTE A SEGURANÇA SOCIAL GUIA PRÁTICO RELAÇÕES DE REPRESENTAÇÃO PERANTE A SEGURANÇA SOCIAL INSTITUTO DA SEGURANÇA SOCIAL, I.P ISS, I.P. Pág. 1/8 FICHA TÉCNICA TÍTULO Guia Prático de Relações de Representação Perante a Segurança

Leia mais

Sistema de Controle. Menu de Estoque.

Sistema de Controle. Menu de Estoque. Sistema de Controle Logístico de Medicamentos 1 Menu de Estoque 0800 61 2439 siclom@aids.gov.br Endereço de acesso do SICLOM: Esse endereço é do banco de produção, que é o banco oficial do SICLOM. https://siclom.aids.gov.br

Leia mais

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME SECRETARIA NACIONAL DE RENDA DE CIDADANIA SECRETARIA NACIONAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME SECRETARIA NACIONAL DE RENDA DE CIDADANIA SECRETARIA NACIONAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME SECRETARIA NACIONAL DE RENDA DE CIDADANIA SECRETARIA NACIONAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL INSTRUÇÃO OPERACIONAL CONJUNTA SENARC/SNAS MDS Nº 01, DE 14 DE

Leia mais

Cadastro de Clientes

Cadastro de Clientes Cadastro de Clientes Uma boa gestão começa na importância dada ao cadastro de clientes. O cadastro de clientes é uma ferramenta fundamental para melhorar as vendas da sua empresa e fidelizar seu cliente.

Leia mais

Sistema de Devolução Automática de Tributos Módulo Crédito em Conta Corrente

Sistema de Devolução Automática de Tributos Módulo Crédito em Conta Corrente Sumário 1 Consultar disponibilidade de restituição... 2 1.1 Consultar com senha Web ou Certificação digital... 3 1.2 Consultar com CPF ou CNPJ... 4 1.3 Consultar por Sistemas de Cobrança... 4 2 Solicitar

Leia mais

Portal do Magistrado Guia Rápido Solicitação de Plantão Judiciário

Portal do Magistrado Guia Rápido Solicitação de Plantão Judiciário Acesso ao Portal do Magistrado Como entrar no Portal do Magistrado: ENDEREÇO ELETRÔNICO: www.portaldomagistrado.tjsp.jus.br/ptlpdb/ Conecte seu Certificado Digital ao computador e informe sua Senha de

Leia mais

NOVO CAKE PDV. Manual de Configuração e Operação

NOVO CAKE PDV. Manual de Configuração e Operação NOVO CAKE PDV Manual de Configuração e Operação CONFIGURAÇÕES DO APLICATIVO Ao abrir o Cake PDV pela primeira vez, é necessário realizar o login com a conta administrador do Cake ERP, logo após ísso, você

Leia mais

Informativo de Versão 19.04

Informativo de Versão 19.04 Informativo de Versão 19.04 Índice ERP Livros... 2 Movimento Lançamentos Notas Fiscais Emitidas (Chamado 26309)... 2 ERP Faturamento... 3 Emissão de NFS-e OffLine (Chamado 23715)... 3 Cancelamento de NFS-e

Leia mais

PORTAL PRESTADORES SULAMÉRICA

PORTAL PRESTADORES SULAMÉRICA PORTAL PRESTADORES SULAMÉRICA MÓDULO OFICINAS Portal Prestadores Manual do Usuário Módulo Oficinas. Versão 1.0 de 5 de Julho de 2010. Desenvolvido por Brazys Consultoria Empresarial Ltda. 2 ÍNDICE PORTAL

Leia mais

BASE DE DADOS ACERVO JUDICIÁRIO DO ARQUIVO NACIONAL

BASE DE DADOS ACERVO JUDICIÁRIO DO ARQUIVO NACIONAL BASE DE DADOS ACERVO JUDICIÁRIO DO ARQUIVO NACIONAL Manual para procedimentos básicos A tela inicial irá apresentar um menu com as seguintes opções: Introdução, Manual, Vocabulário, Consulta e Sair. 1

Leia mais

Plataforma Brasil Versão 3.0

Plataforma Brasil Versão 3.0 Plataforma Brasil Versão 3.0 Histórico de Revisão do Manual Versão do Sistema 3.0 3.0 Autor Data Descrição Assessoria Plataforma Brasil 22/06/2015 Assessoria Plataforma Brasil 04/09/2015 Criação do Documento

Leia mais

Para darmos continuidade ao processo de regulação do seu sinistro, o(a) Senhor(a) deverá proceder conforme as instruções a seguir.

Para darmos continuidade ao processo de regulação do seu sinistro, o(a) Senhor(a) deverá proceder conforme as instruções a seguir. São Paulo, de de 20. Ref.: Solicitação de Documentos Para darmos continuidade ao processo de regulação do seu sinistro, o(a) Senhor(a) deverá proceder conforme as instruções a seguir. Aviso de Sinistro:

Leia mais

Certificado Digital A1/S1 e A3/S3. Instalação das Cadeias de Certificação

Certificado Digital A1/S1 e A3/S3. Instalação das Cadeias de Certificação Instalação das Cadeias de Certificação Todos os direitos reservados. Imprensa Oficial do Estado S.A. 2010 Pré Requisitos para a instalação Dispositivos de Certificação Digital (todos os modelos) Para que

Leia mais

MicroWork TOUCH CHECKLIST

MicroWork TOUCH CHECKLIST Considerações Gerais O possibilita a execução diferenciada do CheckList de serviços do Veículo, com mobilidade e segurança através da captura de fotos, integradas automaticamente para o sistema MicroWork

Leia mais

ROTEIRO PARA REGISTRO NO CONTAS ONLINE Programa Caminho da Escola Parte I Execução Financeira Data de atualização: 21/6/2012

ROTEIRO PARA REGISTRO NO CONTAS ONLINE Programa Caminho da Escola Parte I Execução Financeira Data de atualização: 21/6/2012 1 ROTEIRO PARA REGISTRO NO CONTAS ONLINE Programa Caminho da Escola Parte I Execução Financeira Data de atualização: 21/6/2012 Introdução O material abaixo foi elaborado para orientar de forma objetiva

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO UNIVASF SECRETARIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO STI DEPARTAMENTO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÕES

UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO UNIVASF SECRETARIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO STI DEPARTAMENTO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÕES UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO UNIVASF SECRETARIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO STI DEPARTAMENTO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÕES MANUAL DO USUÁRIO SISTEMA DE TRAMITAÇÃO DE DOCUMENTOS Versão 3.0

Leia mais

MENU DO USUÁRIO - CONTROLE PATRIMONIAL ATENDIMENTO DIRETO Bens Móveis Simples

MENU DO USUÁRIO - CONTROLE PATRIMONIAL ATENDIMENTO DIRETO Bens Móveis Simples ÍNDICE Compras 1- CONTROLE PATRIMONIAL: Implantação bens móveis simples MENU DO USUÁRIO - CONTROLE PATRIMONIAL ATENDIMENTO DIRETO Bens Móveis Simples Clicar em novo, informar os dados do bem: Para localizar

Leia mais

DESONERAÇÃO FOLHA (INSS PATRONAL)

DESONERAÇÃO FOLHA (INSS PATRONAL) DESONERAÇÃO FOLHA (INSS PATRONAL) Para que o cálculo do INSS Patronal seja realizado, favor seguir os procedimentos abaixo: 1 - No Módulo de Contabilidade, deverão ser associadas as contas Operacionais

Leia mais

SAÚDE CONNECT 03.010 ALTERAÇÃO DE DADOS CADASTRAIS

SAÚDE CONNECT 03.010 ALTERAÇÃO DE DADOS CADASTRAIS SAÚDE CONNECT 03.010 ALTERAÇÃO DE DADOS CADASTRAIS ALTERAÇÃO DE DADOS CADASTRAIS - PRESTADOR... 3 1. CONSULTAR OU ALTERAR DADOS CADASTRAIS... 3 1.1. DADOS GERAIS... 3 1.2. ENDEREÇOS... 5 1.3. ESPECIALIDADES...

Leia mais

Manual Operacional SIGA

Manual Operacional SIGA SMS - ATTI Junho -2014 Conteúdo Sumário... 2 Cadastro de Usuários... 3 Completude do Cadastro... 4 Criar novo Cartão SUS... 7 Seção Dados Pessoais... 10 Seção Dados de Contato... 12 Seção Endereço... 13

Leia mais

Sistema de Convênios. (SITE) Versão 1.0

Sistema de Convênios. (SITE) Versão 1.0 UNIVERSIDADE FEEVALE Sistema de Convênios (SITE) Versão 1.0 Novo Hamburgo, 26 de junho de 2015 1 SUMÁRIO Sistema de Convênios INTRODUÇÃO... 3 1. EMPRESA NÃO CONVENIADA... 3 2 EMPRESA CONVENIADA... 7 3

Leia mais

Manual de Utilização da DMS-e

Manual de Utilização da DMS-e O que é a Declaração Mensal de Serviços Eletrônica? É obrigação acessória do ISS que determina a apresentação da Declaração Mensal de Serviços no portal da Nota Fiscal Eletrônica, conforme descrito no

Leia mais

2.1. Incluir uma Proposta de Concessão de Diárias e Passagens PCDP com diárias e passagens.

2.1. Incluir uma Proposta de Concessão de Diárias e Passagens PCDP com diárias e passagens. 2.Viagem Nacional 2.1. Incluir uma Proposta de Concessão de Diárias e Passagens PCDP com diárias e passagens. Iremos iniciar nosso trabalho pela funcionalidade Solicitação. Essa funcionalidade traz os

Leia mais

Ministério do Trabalho Secretaria de Inspeção do Trabalho Departamento de Segurança e Saúde no Trabalho SCPO SISTEMA DE COMUNICAÇÃO PRÉVIA DE OBRAS

Ministério do Trabalho Secretaria de Inspeção do Trabalho Departamento de Segurança e Saúde no Trabalho SCPO SISTEMA DE COMUNICAÇÃO PRÉVIA DE OBRAS Ministério do Trabalho Secretaria de Inspeção do Trabalho Departamento de Segurança e Saúde no Trabalho SCPO SISTEMA DE COMUNICAÇÃO PRÉVIA DE OBRAS PERGUNTAS E RESPOSTAS Brasília - DF Ano 2016 1 Sumário

Leia mais

Roteiro de verificação da migração dos dados pelas Seções de Pós-graduação da Unesp

Roteiro de verificação da migração dos dados pelas Seções de Pós-graduação da Unesp Roteiro de verificação da migração dos dados pelas Seções de Pós-graduação da Unesp Objetivo Este roteiro tem a finalidade de instruir operacionalmente a consulta de dados na nova versão do SISPG para

Leia mais