Ou NEOCLASSICISMO Século XVIII

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Ou NEOCLASSICISMO Século XVIII"

Transcrição

1 Ou NEOCLASSICISMO Século XVIII

2

3

4

5 *Reação contrária ao estilo Barroco; *Retomada de alguns valores e características do Classicismo.

6 *Transição do Séc. XVIII para o XIX; *Iluminismo ou Luzes; *Contestação ao absolutismo, à monarquia e à nobreza; *No Brasil, Ciclo de Ouro em Minas Gerais; Inconfidência Mineira.

7 Morada do deus Pan

8 *Região tida como privilegiada, associada à ideia de vida perfeita; *Natureza como ambiente paradisíaco; *Inspiração artística como forma de celebração da vida; *Vida simples, destituída de luxos e ambições, oferecendo paz ao espírito do homem. *

9 https://youtu.be/qey0g dvhhpg

10 Eu quero uma casa no campo Onde eu possa compor muitos rocks rurais E tenha somente a certeza dos amigos do peito e nada mais Eu quero uma casa no campo Onde eu possa ficar no tamanho da paz E tenha somente a certeza dos limites do corpo e nada mais Eu quero carneiros e cabras pastando solenes No meu jardim

11

12 *No Barroco, os poetas se reuniam em academias, a criação literária era elaborada para demonstrar rebuscamento, algo inatingível por pessoas comuns. *As arcádias literárias combatem esse pensamento acolhendo membros da nobreza e da burguesia, na busca de um ambiente inovador e acolhedor, de igualdade.

13 *Inutilia Truncat (cortar o inútil): eliminar o exagero de figuras da linguagem barroca; *Carpe Diem (aproveite o dia): gozar os prazeres da vida aqui e agora; *Aurea Mediocritas (a mediania é de ouro): valorização do equilíbrio, da sensatez; *Fugere Urbem (fugir da cidade): a cidade é vista como lugar da corrupção dos homens; *Locus Amoenus (lugar aprazível): viver em alegria e harmonia com a natureza.

14 *Bucolismo e Pastoralismo; *Fingimento poético; *Paganismo; *Uso de pseudônimos, normalmente nomes de pastores gregos; *Imitação dos modelos clássicos: soneto, ode, elegia; *Linguagem simples.

15 https://www.youtube.com/watch?v=t s93qvghkik

16 *1756: fundação da Arcádia Lusitana, por Antônio Diniz da Cruz e Silva, segundo o modelo da Academia da Arcádia, criada na Itália, em *1825: publicação do poema Camões, de Almeida Garrett, marco inicial do Romantismo.

17 *Em 1759, Marquês de Pombal, ministro e representante do despotismo esclarecido, expulsa os jesuítas dos domínios portugueses, acelerando a marginalização do clero na vida lusitana e estabelecendo o fim da influência e do ensino jesuítico. *

18 *1768: publicação de Obras Poéticas, de Cláudio Manuel da Costa, que também funda a Arcádia Ultramarina. *1836: publicação do livro Suspiros poéticos e saudades, de Gonçalves de Magalhães, dando início ao Romantismo no Brasil.

19 *Produção literária relacionada ao contexto político. *Crise da sociedade colonial, culminando na Inconfidência Mineira. *Autores como Cláudio Manuel da Costa e Alvarenga Peixoto envolvidos em questões políticas, o que é revelado, direta ou indiretamente, em seus versos.

20 *Influenciado pelo estilo clássico de Camões, cultivou o soneto e a reverência à mulher amada, comparando seu aspecto físico à perfeição da natureza; *Retratou a natureza local; *Apresenta resquícios barrocos na erudição de sua linguagem; *Sonetos e poesia épica.

21 Eu ponho esta sanfona, tu, Palemo, Porás a ovelha branca, e o cajado; E ambos ao som da flauta magoado Podemos competir de extremo a extremo]. Principia, pastor; que eu te não temo; Inda que sejas tão avantajado No cântico amebeu: para louvado Escolhamos embora o velho Alcemo. Que esperas? Toma a flauta, principia; Eu quero acompanhar te; os horizontes Já se enchem de prazer, e de alegria: Parece, que estes prados, e estas fontes Já sabem, que é o assunto da porfia Nise, a melhor pastora destes montes

22 Vila Rica Canto VI Levados de fervor, que o peito encerra Vês os Paulistas, animosa gente, Que ao Rei procuram do metal luzente Co'as próprias mãos enriquecer o erário. Arzão é este, é Este, o temerário, Que da Casca os sertões tentou primeiro: Vê qual despreza o nobre aventureiro, Os laços e as traições, que lhe prepara Do cruento gentio a fome avara.

23 *Nasceu em Portugal e veio criança para o Brasil. *Preso como inconfidente e deportado para Moçambique. *Escreveu a obra mais popular do Arcadismo brasileiro, Marília de Dirceu.

24 *Parte I: sob normas do Arcadismo. *Parte II: escrita na prisão, contém um pessimismo e um transbordar de sofrimentos que já antecipa tendências românticas. *Parte III: Não há referências a Marília nela toda.

25 Eu, Marília, não sou algum vaqueiro, Que viva de guardar alheio gado; De tosco trato, d expressões grosseiro, Dos frios gelos, e dos sóis queimado. Tenho próprio casal*, e nele assisto; Dá-me vinho, fruta, legume, azeite; Das brancas ovelhinhas tiro o leite, E mais as finas lãs, de que me visto. Graças, Marília bela, Graças à minha Estrela!

26 Eu, Marília, não fui nenhum Vaqueiro, Fui honrado Pastor da tua aldeia; Vestia finas lãs, e tinha sempre A minha choça* do preciso cheia. Tiraram-me o casal, e o manso gado, Nem tenho, a que me encoste, um só cajado

27 *Poema satírico. *Nome do autor era omitido, pois satirizava a conduta administrativa e moral do governador de Vila Rica (MG), Luís da Cunha Meneses. *A obra toda é um disfarce.

28 *Fanfarrão Minésio Governador Luís da Cunha *Chilenas equivale a mineiras *Santiago Vila Rica *Critilo (Tomás Antônio Gonzaga) autor das cartas *Doroteu (Cláudio Manuel da Costa) destinatário das cartas.

29 *Estudou em colégio jesuíta, formou-se em Direito pela Universidade de Coimbra. *Envolveu-se com a Inconfidência Mineira, foi condenado à morte, mas teve a pena alterada para o degredo em Angola, onde veio a falecer. *Sua lírica apresenta características préromânticas. *Escreveu também poesia laudatória (encomiástica)

30 Eu vi a linda Jônia e, namorado, Fiz logo voto eterno de querê-la; Mas vi depois a Nise, e é tão bela Que merece igualmente o meu cuidado. A qual escolherei, se, neste estado, Eu não sei distinguir esta daquela? Se Nise agora vir, morro por ela, Se Jônia vir aqui, vivo abrasado. Mas, ah! Que esta me despreza, amante, Pois sabe que estou preso em outros braços E aquela não me quer, por inconstante. Vem, Cupido, soltar-me destes laços: Ou faze destes dois um só semblante, Ou divide meu peito em dois pedaços!

31 *Nasceu em MG, foi ainda criança para Portugal, onde estudou teologia e filosofia. *Tornou-se frei aos 16 anos. *Obra: Caramuru (poema épico) *Faleceu em Lisboa.

32 *Nasceu em MG e morreu em Lisboa. *Foi o primeiro, no Brasil, a tratar com simpatia o índio, no poema épico O Uruguai, escrito no estilo do classicismo camoniano. *Considerado pré-romântico. *Obras: O Uruguai e Quitúbia.

33

Arcadismo e Neoclassicismo

Arcadismo e Neoclassicismo Arcadismo e Neoclassicismo Origem do nome Recupera as características do classicismo porém em outra época = neoclassicismo Arcadismo = região da Grécia (Arcádia), região do Peloponeso, onde fica o Monte

Leia mais

ARCADISMO BRASILEIRO: 1768 A Profª Suelen Martins

ARCADISMO BRASILEIRO: 1768 A Profª Suelen Martins ARCADISMO BRASILEIRO: 1768 A 1836 Profª Suelen Martins ARCADISMO SÉCULO XVIII ORIGEM DO NOME Arcádia = região bucólica de Peloponeso, Grécia. CONTEXTO HISTÓRICO Fortalecimento da burguesia Inconfidência

Leia mais

CEMAS - REVISTA ARCADISMO REVISTA CEMAS 1º ANO A

CEMAS - REVISTA ARCADISMO REVISTA CEMAS 1º ANO A ARCADISMO REVISTA CEMAS 1º ANO A 1 ARCADISMO O Arcadismo, também conhecido como Setecentismo ou Neoclassicismo, é o movimento que compreende a produção literária brasileira na segunda metade do século

Leia mais

ARCADISMO. 1º ano Profa. Margarete

ARCADISMO. 1º ano Profa. Margarete ARCADISMO 1º ano Profa. Margarete ARCADISMO EM PORTUGAL Nada se Pode Comparar Contigo O ledo passarinho, que gorjeia D'alma exprimindo a cândida ternura; O rio transparente, que murmura, E por entre pedrinhas

Leia mais

Arcadismo / Neoclassicismo

Arcadismo / Neoclassicismo Melhores Poemas de Cláudio Manuel da Costa (UPF) Arcadismo / Neoclassicismo Minas Gerais Vila Rica Século XVIII Contexto século XVIII Iluminismo Razão como luz da História A Liberdade guiando o povo, Delacroix

Leia mais

Aula 8 Neoclassicismo. Prof. Eloy Gustavo

Aula 8 Neoclassicismo. Prof. Eloy Gustavo Aula 8 Neoclassicismo Marcos cronológicos Século XVIII Neoclassicismo / Arcadismo Portugal 1756: Fundação da Arcádia Lusitana 1825: Poema Camões de Almeida Garret Brasil 1768: Obras de Cláudio Manuel da

Leia mais

Eu quero uma casa no campo... Além do horizonte existe um lugar Bonito e tranquilo pra gente se amar

Eu quero uma casa no campo... Além do horizonte existe um lugar Bonito e tranquilo pra gente se amar Eu quero uma casa no campo... Além do horizonte existe um lugar Bonito e tranquilo pra gente se amar ARCADISMO- 1768 (NEOCLASSICISMO- SETECENTISMO-ESCOLA MINEIRA) Contexto e estilo: ARCADISMO origina-se

Leia mais

O ARCADISMO NEOCLASSICISMO

O ARCADISMO NEOCLASSICISMO O ARCADISMO NEOCLASSICISMO Ordem e convencionalismo Havia, na Grécia Antiga, uma parte central do Peloponeso denominada Arcádia. De relevo montanhoso, essa região era habitada por pastores e vista como

Leia mais

Literatura Colonial Brasileira: Arcadismo ( )

Literatura Colonial Brasileira: Arcadismo ( ) Literatura Colonial Brasileira: Arcadismo (1768 1836) Arcadismo e Iluminismo Voltaire, filósofo iluminista As manifestações artísticas do século XVII (Arcadismo ou Neoclassicismo) refletem a ideologia

Leia mais

CURCEP PROFª Drª CAMILA M PASQUAL ALUNO(A)

CURCEP PROFª Drª CAMILA M PASQUAL ALUNO(A) CURCEP PROFª Drª CAMILA M PASQUAL ALUNO(A) ARCADISMO- 1768-1836 Arcádia(1690) é uma academia literária que reunia os escritores com a finalidade de combater o Barroco e difundir os ideais neoclássicos.

Leia mais

[ Dicionário de nomes, termos e conceitos históricos, Antônio Carlos Azevedo ]

[ Dicionário de nomes, termos e conceitos históricos, Antônio Carlos Azevedo ] movimento de idéias desenvolvido essencialmente no século 18. (...) Tratava-se de um verdadeiro recenseamento cultural. Finalmente, não parece haver dúvida de que as idéias iluministas tenham influenciado

Leia mais

MARÍLIA DE DIRCEU, Tomás Antônio Gonzaga

MARÍLIA DE DIRCEU, Tomás Antônio Gonzaga 1 RESUMO BIOGRÁFICO Tomás Antônio Gonzaga nasceu em Portugal, 1744 e faleceu em Moçambique, 1810. Veio para o Brasil com 7 anos de idade. Fez os primeiros estudos com os jesuítas, na Bahia. Em Portugal,

Leia mais

AULA 08 LITERATURA ARCADISMO NO BRASIL

AULA 08 LITERATURA ARCADISMO NO BRASIL AULA 08 LITERATURA PROFª Edna Prado ARCADISMO NO BRASIL I - CONTEXTO HISTÓRICO O Arcadismo brasileiro tem como marco inicial a publicação das Obras Poéticas de Cláudio Manuel da Costa, em 1768, e se estende

Leia mais

CURCEP PROFª Drª CAMILA M PASQUAL ALUNO(A)

CURCEP PROFª Drª CAMILA M PASQUAL ALUNO(A) CURCEP PROFª Drª CAMILA M PASQUAL ALUNO(A) ARCADISMO- 1768-1836 Arcádia(1690) é uma academia literária que reunia os escritores com a finalidade de combater o Barroco e difundir os ideais neoclássicos.

Leia mais

CURCEP PROFª Drª CAMILA M PASQUAL ALUNO(A)

CURCEP PROFª Drª CAMILA M PASQUAL ALUNO(A) CURCEP PROFª Drª CAMILA M PASQUAL ALUNO(A) ARCADISMO- 1768-1836 Arcádia(1690) é uma academia literária que reunia os escritores com a finalidade de combater o Barroco e difundir os ideais neoclássicos.

Leia mais

Aula O ARCADISMO EM PORTUGAL META OBJETIVOS. Arcadismo ou Neoclassicismo, objeto de estudo desta aula. estudo; O despotismo esclarecido.

Aula O ARCADISMO EM PORTUGAL META OBJETIVOS. Arcadismo ou Neoclassicismo, objeto de estudo desta aula. estudo; O despotismo esclarecido. Aula O ARCADISMO EM PORTUGAL META Arcadismo ou Neoclassicismo, objeto de estudo desta aula. OBJETIVOS estudo; O despotismo esclarecido. Literatura Portuguesa II Paradigma a ser seguido. temos de mudar,

Leia mais

ARCADISMO. O Balanço (década de 1730), de Nicolas Lancret

ARCADISMO. O Balanço (década de 1730), de Nicolas Lancret ARCADISMO O Balanço (década de 1730), de Nicolas Lancret O Arcadismo, também conhecido como Setecentismo ou Neoclacissismo, é o movimento que compreende a produção literária brasileira na segunda metade

Leia mais

Recursos para Estudo / Atividades

Recursos para Estudo / Atividades COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE Programa de Recuperação Final 3ª Etapa 2014 Disciplina: Literatura Ano: 1 EM Professor (a): Felipe Amaral Turma: FG Caro aluno, você está recebendo o conteúdo de recuperação.

Leia mais

ARCADISMO EM PORTUGAL

ARCADISMO EM PORTUGAL AULA 07 LITERATURA PROFª Edna Prado ARCADISMO EM PORTUGAL I - CONTEXTO HISTÓRICO Arcadismo vem da palavra Arcádia, nome de uma região montanhosa do Peloponeso, na Grécia. Essa região era considerada, no

Leia mais

ARCADISMO OU NEOCLASSICISMO

ARCADISMO OU NEOCLASSICISMO 1. INTRODUÇÃO LITERATURA ARCADISMO OU NEOCLASSICISMO O nome Arcadismo designa, especialmente, o novo estilo de época na literatura e provém da palavra Arcádia, região lendária da Grécia, habitada por pastores

Leia mais

Literatura: Barroco/ Arcadismo

Literatura: Barroco/ Arcadismo Literatura: Barroco/ Arcadismo Barroco ou seiscentismo séc. XVII Barroco = pérola irregular NO BRASIL, INICIA EM 1601 Destaques para Minas Gerais e Bahia Bahia = ciclo da cana de açúcar Principais características:

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA JÚLIO DE MESQUISTA FILHO Campus Experimental de Itapeva. Literatura aula 1 31/03/ Profº Rafael Semensi

UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA JÚLIO DE MESQUISTA FILHO Campus Experimental de Itapeva. Literatura aula 1 31/03/ Profº Rafael Semensi Literatura aula 1 31/03/2.011 Profº Rafael Semensi 1 O que é Literatura? É a forma de compor textos que buscam expressar o belo e o humano através das palavras. 2 Literatura para o Vestibular Escolas Literárias

Leia mais

Prof.ª Kalyne Varela

Prof.ª Kalyne Varela Prof.ª Kalyne Varela O ROMANTISMO, estilo literário do século XIX, é a manifestação artística feita para um público consumidor novo: a burguesia. Brasil: 1808 chegada da família real portuguesa no Brasil;

Leia mais

Textos base para o Arcadismo

Textos base para o Arcadismo Nome: Nº: Turma: Português 2º ano Textos base para o Arcadismo João J Mai/09 Marília de Dirceu de Tomaz Antonio Gonzaga Textos base para o Arcadismo PARTE I Lira I Eu, Marília, não sou algum vaqueiro,

Leia mais

Aula 6 A lírica camoniana

Aula 6 A lírica camoniana Aula 6 A lírica camoniana Lírica Camoniana Poemas em medida velha: Poemas em medida nova: - Tradição popular medieval - Doce estilo novo -- Influência de Petrarca: soneto - Redondilha Menor: pentassílabo

Leia mais

Quinhentismo (Século XVI)

Quinhentismo (Século XVI) Aula 01 A Literatura no Período Colonial Brasileiro Estudar literatura é, basicamente, ampliar nossas habilidades de leitura do texto literário. No Ensino Médio, esse estudo é acrescido da história literária,

Leia mais

A Literatura no Período Colonial Brasileiro

A Literatura no Período Colonial Brasileiro Aula 01 A Literatura no Período Colonial Brasileiro Estudar literatura é, basicamente, ampliar nossas habilidades de leitura do texto literário. No Ensino Médio, esse estudo é acrescido da história literária,

Leia mais

1º ano. Emprego da fala, adequando-a ao contexto comunicativo e ao que se supõe ser o perfil do interlocutor, em função do lugar social que ele ocupa.

1º ano. Emprego da fala, adequando-a ao contexto comunicativo e ao que se supõe ser o perfil do interlocutor, em função do lugar social que ele ocupa. Emprego da fala, adequando-a ao contexto comunicativo e ao que se supõe ser o perfil do interlocutor, em função do lugar social 1º ano Respeito à fala do outro e aos seus modos de falar. texto, com foco

Leia mais

O ROMANTISMO. O Romantismo é um movimento surgido na Europa e, a partir dela, no Brasil, no fim do

O ROMANTISMO. O Romantismo é um movimento surgido na Europa e, a partir dela, no Brasil, no fim do ROMANTISMO O ROMANTISMO O Romantismo é um movimento surgido na Europa e, a partir dela, no Brasil, no fim do século XVIII. Perdura até meados do século XIX. Opunhase ao classicismo, ao racionalismo e Iluminismo.

Leia mais

maneira é graciosa que, querendo-a aproveitar, dar-se-á nela tudo, por bem das águas

maneira é graciosa que, querendo-a aproveitar, dar-se-á nela tudo, por bem das águas Exercícios preparatórios para P7 Literatura Prof. Ítalo Puccini 1) I. A terra Esta terra, Senhor, me parece que, da ponta que mais contra o sul vimos até outra ponta que contra o norte vem, de que nós

Leia mais

ARCADISMO MOMENTO HISTÓRICO, CARACTERÍSTICAS E AUTORES

ARCADISMO MOMENTO HISTÓRICO, CARACTERÍSTICAS E AUTORES ARCADISMO MOMENTO HISTÓRICO, CARACTERÍSTICAS E AUTORES ASPECTOS GERAIS a) Duração no Brasil: 1768 a 1836 (século XVIII). b) Livro inaugurador: Obras Poéticas (poesias), de Cláudio Manuel da Costa. c) Outros

Leia mais

ミ Trabalho de Literatura 彡. Tema: Classicismo e Humanismo.

ミ Trabalho de Literatura 彡. Tema: Classicismo e Humanismo. ミ Trabalho de Literatura 彡 Tema: Classicismo e Humanismo. Movimento cultural que se desenvolveu na Europa ao longo dos séculos XV e XVI, com reflexos nas artes, nas ciências e em outros ramos da atividade

Leia mais

LITERATURA BARROCA NO BRASIL

LITERATURA BARROCA NO BRASIL LITERATURA BARROCA NO BRASIL O que é o Barroco? O Barroco foi um período estilístico e filosófico da História da sociedade ocidental, ocorrido durante os séculos XVI e XVII (Europa) e XVII e XVIII (América),

Leia mais

Uma floresta de interesses

Uma floresta de interesses Uma floresta de interesses A UU L AL A MÓDULO 18 Os tempos estão mudados, pensa Armando. Antigamente não era preciso consultar tanta gente para instalar uma fábrica, uma indústria. Nunca pensei que precisasse

Leia mais

TOMÁS ANTÔNIO GONZAGA EM VERSO E PROSA: COMENTÁRIO DE CINCO PUBLICAÇÕES RECENTES

TOMÁS ANTÔNIO GONZAGA EM VERSO E PROSA: COMENTÁRIO DE CINCO PUBLICAÇÕES RECENTES REVISTA DE HISTÓRIA FFLCH-USP 1998 TOMÁS ANTÔNIO GONZAGA EM VERSO E PROSA: COMENTÁRIO DE CINCO PUBLICAÇÕES RECENTES André Figueiredo Rodrigues Pós-graduando Depto. de História FFLCH/USP Minas Gerais, segunda

Leia mais

AULA 03 LITERATURA. Classicismo

AULA 03 LITERATURA. Classicismo AULA 03 LITERATURA Classicismo PROFª Edna Prado O Classicismo, terceiro grande movimento literário da língua portuguesa, marca o início a chamada Era Clássica da Literatura. A Era Clássica é formada por

Leia mais

Aula 08 Movimentos de Pré- Independência e Vinda da Família Real.

Aula 08 Movimentos de Pré- Independência e Vinda da Família Real. Aula 08 Movimentos de Pré- Independência e Vinda da Família Real. O que foram os movimentos de pré-independência? Séculos XVIII e XIX grandes mudanças afetaram o Brasil... MUNDO... Hegemonia das ideias

Leia mais

GOIÂNIA, / / PROFESSOR: Daniel. Antes de iniciar a lista de exercícios leia atentamente as seguintes orientações:

GOIÂNIA, / / PROFESSOR: Daniel. Antes de iniciar a lista de exercícios leia atentamente as seguintes orientações: GOIÂNIA, / / 2016 PROFESSOR: Daniel DISCIPLINA: Literatura SÉRIE: 2 ano ALUNO(a): No Anhanguera você é + Enem Antes de iniciar a lista de exercícios leia atentamente as seguintes orientações: - É fundamental

Leia mais

Slides por Carlos Daniel S. Vieira

Slides por Carlos Daniel S. Vieira Slides por Carlos Daniel S. Vieira Portugal (início do século XX) invasão das tropas de Napoleão vinda da Família Real para o Brasil Reino Unido a Portugal e Algarve A burguesia de Portugal entra em crise

Leia mais

biografia de tiradentes

biografia de tiradentes biografia de tiradentes Tiradentes (1746-1792) foi o líder da Inconfidência Mineira, primeiro movimento de tentativa de libertação colonial do Brasil. Ganhou a vida de diferentes maneiras, além de militar

Leia mais

Atividade extra. Fascículo 6 Linguagens Unidade 17 Barroco e romantismo Poesia de sentimentos. Linguagens, Códigos e suas Tecnologias

Atividade extra. Fascículo 6 Linguagens Unidade 17 Barroco e romantismo Poesia de sentimentos. Linguagens, Códigos e suas Tecnologias Atividade extra Fascículo 6 Linguagens Unidade 17 Barroco e romantismo Poesia de sentimentos Textos para os itens 1 e 2 I. Pálida, à luz da lâmpada sombria Sobre o leito de flores reclinada, como a lua

Leia mais

Matéria: Literatura Assunto: arcadismo ou neoclassicismo Prof. Ibirá costa

Matéria: Literatura Assunto: arcadismo ou neoclassicismo Prof. Ibirá costa Matéria: Literatura Assunto: arcadismo ou neoclassicismo Prof. Ibirá costa Literatura Arcadismo ou Neoclassicismo (Séc. XVIII) Características a) Vinculação com o Iluminismo As manifestações artísticas

Leia mais

Arcadismo. Literatura Diogo Mendes Lista de Exercícios. 1. Lira XIV

Arcadismo. Literatura Diogo Mendes Lista de Exercícios. 1. Lira XIV Arcadismo 1. Lira XIV Minha bela Marília, tudo passa; A sorte deste mundo é mal segura; Se vem depois dos males a ventura, Vem depois dos prazeres a desgraça. Estão os mesmos Deuses Sujeitos ao poder do

Leia mais

BRASIL COLÔNIA ( )

BRASIL COLÔNIA ( ) 2 - REVOLTAS EMANCIPACIONISTAS: Século XVIII (final) e XIX (início). Objetivo: separação de Portugal (independência). Nacionalistas. Influenciadas pelo iluminismo, independência dos EUA e Revolução Francesa.

Leia mais

FRANCISCO TOPA voltar a ser impressa. A inclusão de autores como Basílio da Gama ou Silva Alvarenga obrigaria, com efeito, a um trabalho demorado de r

FRANCISCO TOPA voltar a ser impressa. A inclusão de autores como Basílio da Gama ou Silva Alvarenga obrigaria, com efeito, a um trabalho demorado de r Domício Proença Filho (org.) A Poesia dos Inconfidentes Poesia completa de Cláudio Manuel da Costa, Tomás Antônio Gonzaga e Alvarenga Peixoto, Rio de Janeiro, Nova Aguilar, 1996 1. Numa cuidada edição,

Leia mais

Movimentos nativistas e emancipacionistas

Movimentos nativistas e emancipacionistas Movimentos nativistas e emancipacionistas Crise do sistema colonial A Revolta de Beckman (1684) Conflito entre os proprietários de terras, a Companhia de Comércio e a missão jesuítica na região. Atividades

Leia mais

Turma: 2º ANO FG/ADM

Turma: 2º ANO FG/ADM COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE Programa de Recuperação Paralela 1ª Etapa 2012 Disciplina: Literatura Ano: 2012 Professor (a): Felipe Amaral Turma: 2º ANO FG/ADM Caro aluno, você está recebendo o conteúdo

Leia mais

Cláudio Manuel da Costa ajudou o amigo Tomás na redação das Cartas Chilenas, mas sua temática predileta era o amor. Além dos sonetos, éclogas, romance

Cláudio Manuel da Costa ajudou o amigo Tomás na redação das Cartas Chilenas, mas sua temática predileta era o amor. Além dos sonetos, éclogas, romance LITERATURA BRASILEIRA I AULA 03: O NEOCLASSICISMO E O ARCADISMO TÓPICO 02: CLÁUDIO E TOMÁS ALIENAÇÃO OU PARTICIPAÇÃO? Cláudio Manuel da Costa e Tomás Antônio Gonzaga estão entre os nomes mais importantes

Leia mais

ESTILOS LITERÁRIOS Barroco O termo barroco denomina genericamente todas as manifestações artísticas dos anos 1600 e início dos anos 1700.

ESTILOS LITERÁRIOS Barroco O termo barroco denomina genericamente todas as manifestações artísticas dos anos 1600 e início dos anos 1700. ESTILOS LITERÁRIOS Barroco O termo barroco denomina genericamente todas as manifestações artísticas dos anos 1600 e início dos anos 1700. Além da literatura, estende-se à música, pintura, escultura e arquitetura

Leia mais

PROVA DE LITERATURA 3 o TRIMESTRE DE 2014

PROVA DE LITERATURA 3 o TRIMESTRE DE 2014 PROVA DE LITERATURA 3 o TRIMESTRE DE 2014 PROF. BANDINI NOME N o 1 a SÉRIE A compreensão do enunciado faz parte da questão. Não faça perguntas ao examinador. A prova deve ser feita com caneta azul ou preta.

Leia mais

UMA ESPÉCIE DE INTRODUÇÃO PARA QUE POSSAMOS ENTENDER-NOS MELHOR

UMA ESPÉCIE DE INTRODUÇÃO PARA QUE POSSAMOS ENTENDER-NOS MELHOR 4 PLANO GERAL DA OBRA INTRODUÇÃO UMA ESPÉCIE DE INTRODUÇÃO PARA QUE POSSAMOS ENTENDER-NOS MELHOR 11 O que é a literatura? 11 Porquê História de Literatura em Portugal e não da Literatura Portuguesa? 12

Leia mais

2. 1 A poesia trovadoresca - Leitura de cantigas de amor e de amigo semântico, sintático, lexical e sonoro;

2. 1 A poesia trovadoresca - Leitura de cantigas de amor e de amigo semântico, sintático, lexical e sonoro; EIXO TEMÁTICO: 1 TEXTO LITERÁRIO E NÃO LITERÁRIO 1) Analisar o texto em todas as suas dimensões: semântica, sintática, lexical e sonora. 1. Diferenciar o texto literário do não-literário. 2. Diferenciar

Leia mais

A Exploração do Ouro

A Exploração do Ouro A Mineração A Exploração do Ouro Dois tipos de empreendimentos, que visavam a exploração do ouro, foram organizados: as lavras e as faiscações. As lavras, unidades produtoras relativamente grandes, chegavam

Leia mais

ANDRÉ FIGUEIREDO RODRIGUES

ANDRÉ FIGUEIREDO RODRIGUES A REPRESENTAÇÃO DE NICE 33 ANDRÉ FIGUEIREDO RODRIGUES O artigo a seguir foi escrito em parceira com Roberta Albino Oliveira de Paula, ex-aluna do Curso de Letras das Faculdades Integradas de Ciências Humanas,

Leia mais

1. Observe o seguinte trecho do Sermão da Sexagésima de Padre Antônio Vieira:

1. Observe o seguinte trecho do Sermão da Sexagésima de Padre Antônio Vieira: 3º EM Literatura Renata Romero Av. Dissertativa 20/05/15 INSTRUÇÕES PARA A REALIZAÇÃO DA PROVA LEIA COM MUITA ATENÇÃO 1. Verifique, no cabeçalho desta prova, se seu nome, número e turma estão corretos.

Leia mais

Vestibular1 A melhor ajuda ao vestibulando na Internet Acesse Agora! www.vestibular1.com.br. Arcadismo

Vestibular1 A melhor ajuda ao vestibulando na Internet Acesse Agora! www.vestibular1.com.br. Arcadismo Arcadismo O Arcadismo, Setecentismo (os anos 1700) ou Neoclassicismo é o período de caracteriza principalmente a segunda metade do século XVIII, tingindo as artes de uma nova tonalidade burguesa. No século

Leia mais

Para cantar de amor tenros cuidados, Tomo entre vós, ó montes, o instrumento; Ouvi pois o meu fúnebre lamento; Se é, que de compaixão sois animados:

Para cantar de amor tenros cuidados, Tomo entre vós, ó montes, o instrumento; Ouvi pois o meu fúnebre lamento; Se é, que de compaixão sois animados: LITERATURA AULA 7: ARCADISMO, NEOCLASSICISMO, ILUMINISMO EIXOS: M4,M5; H12,H13,H14,H15,H16,H17; C2,C3,C4,C5 OBJETIVOS Qual foi a influência do Iluminismo na arte Neoclássica e da Mitologia nas poesias

Leia mais

Luís Vaz de Camões. 1º Abs Joana Santos nº2486

Luís Vaz de Camões. 1º Abs Joana Santos nº2486 Luís Vaz de Camões 1º Abs Joana Santos nº2486 Ano lectivo: 2010/2011 Índice.. 2 Introdução...3 Vida de Luís de Camões.. 4 Obra. 5 Conclusão 6 Bibliografia..7 2 Neste trabalho irei falar sobre Luís Vaz

Leia mais

Colégio FAAT Ensino Fundamental e Médio

Colégio FAAT Ensino Fundamental e Médio Colégio FAAT Ensino Fundamental e Médio Recuperação do 3 Bimestre disciplina Gramática 1º EM Conteúdo: Texto / pronomes Carinhoso Meu coração Não sei por que Bate feliz Quando te vê E os meus olhos ficam

Leia mais

EUROPA BRASIL SÉCULO XIX AMÉRICA BRASIL NO SÉCULO XVIII SÉCULO XVIII FINAL DA IDADE MODERNA

EUROPA BRASIL SÉCULO XIX AMÉRICA BRASIL NO SÉCULO XVIII SÉCULO XVIII FINAL DA IDADE MODERNA BRASIL NO SÉCULO XVIII SÉCULO XVIII FINAL DA IDADE MODERNA EUROPA Expansão dos Ideais Iluministas Revolução Francesa Fim do Antigo regime Ascensão da Burguesia ao poder Revolução Industrial AMÉRICA Independência

Leia mais

3) As primeiras manifestações literárias que se registram na Literatura Brasileira referem-se a:

3) As primeiras manifestações literárias que se registram na Literatura Brasileira referem-se a: ATIVIDADES DE RECUPERAÇÃO PARALELA - LITERATURA PROFESSOR: Renan Andrade TURMA: 1ª Série EM REVISÃO 1) Comente a respeito das vertentes lírica e épica da poesia de Camões. 2) Não se relaciona à medida

Leia mais

AULA 05 LITERATURA COLONIAL (2): ARCADISMO

AULA 05 LITERATURA COLONIAL (2): ARCADISMO AULA 05 LITERATURA COLONIAL (2): ARCADISMO SÉCULO 18: SÉCULO DAS LUZES Na Europa No Velho Mundo, a partir da segunda metade do século 18, começa a surgir o Iluminismo, uma corrente do pensamento que preconizava

Leia mais

Os Lusíadas Luís Vaz de Camões /1580

Os Lusíadas Luís Vaz de Camões /1580 Os Lusíadas 1572 Luís Vaz de Camões +- 1524/1580 Influências Grandes navegações: período dos descobrimentos (séc. XV ao XVII): financiadas pela Igreja Católica, que buscava domínio em terras distantes

Leia mais

Literatura 1º ano João J. Classicismo

Literatura 1º ano João J. Classicismo Literatura 1º ano João J. Classicismo LITERATURA 1º ANO Tema: CLASSICISMO O Classicismo, terceiro grande movimento literário da língua portuguesa, marca o início a chamada Era Clássica da Literatura. A

Leia mais

Os Dois Mundos de Minas Gerais

Os Dois Mundos de Minas Gerais O Que é Minas Gerais Hoje?... Os Dois Mundos de Minas Gerais Heitor de Souza Miranda, 8A Foi possível observar dois mundos mineiros em nossa viagem. Um deles, o mais estudado, é o mundo da arte, da história,

Leia mais

Colégio Ressurreição Nossa Senhora

Colégio Ressurreição Nossa Senhora Colégio Ressurreição Nossa Senhora 1º Ensino Médio Literatura Prof. José Ricardo Nome: nº: ROTEIRO DE ORIENTAÇÃO PARA AS PROVAS FINAL E RECUPERAÇÃO FI- NAL CONTEÚDOS A SEREM AVALIADOS CLASSICISMO PORTUGUÊS

Leia mais

Aula 03 1B REVOLUÇÃO FRANCESA I

Aula 03 1B REVOLUÇÃO FRANCESA I APRESENTAÇÃO Aula 03 1B REVOLUÇÃO FRANCESA I Prof. Alexandre Cardoso REVOLUÇÃO FRANCESA Marco inicial da Idade Contemporânea ( de 1789 até os dias atuais) 1º - Foi um movimento liderado pela BURGUESIA

Leia mais

Resumo Períodos Literários

Resumo Períodos Literários Resumo Períodos Literários Era Medieval Primeiro Período Medieval Trovadorismo (1189 1434) 245 anos Poesia Tinha grande popularidade, porque era fácil decorar e ser transmitida oralmente tanto pelos nobres

Leia mais

REVOLTAS EMANCIPACIONISTAS (CONJURAÇÃO BAIANA E INCONFIDÊNCIA MINEIRA)

REVOLTAS EMANCIPACIONISTAS (CONJURAÇÃO BAIANA E INCONFIDÊNCIA MINEIRA) REVOLTAS EMANCIPACIONISTAS (CONJURAÇÃO BAIANA E INCONFIDÊNCIA MINEIRA) PERÍODO JOANINO (1808 1821) PROF. JOÃO GABRIEL DA FONSECA joaogabriel_fonseca@hotmail.com Voltaire Rousseau Declaração de Independência

Leia mais

Roteiro de estudos para recuperação final

Roteiro de estudos para recuperação final Roteiro de estudos para recuperação final Disciplina: Professor (a): Literatura Raquel Solange Pinto Conteúdo: Figuras de Linguagem Quinhentismo Barroco Arcadismo Referência para estudo: Sites recomendados:

Leia mais

INSTRUÇÕES PARA A REALIZAÇÃO DA PROVA LEIA COM MUITA ATENÇÃO

INSTRUÇÕES PARA A REALIZAÇÃO DA PROVA LEIA COM MUITA ATENÇÃO 1º EM Literatura Klaus Av. Dissertativa 21/09/16 INSTRUÇÕES PARA A REALIZAÇÃO DA PROVA LEIA COM MUITA ATENÇÃO 1. Verifique, no cabeçalho desta prova, se seu nome, número e turma estão corretos. 2. Esta

Leia mais

Português. Eduardo Valladares (Maria Carolina Coelho) 27 e Linguagem Artística

Português. Eduardo Valladares (Maria Carolina Coelho) 27 e Linguagem Artística Linguagem Artística Linguagem Artística 1. A diva Vamos ao teatro, Maria José? Quem me dera, desmanchei em rosca quinze kilos de farinha tou podre. Outro dia a gente vamos Falou meio triste, culpada, e

Leia mais

Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução deste livro com fins comerciais sem prévia autorização do autor

Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução deste livro com fins comerciais sem prévia autorização do autor CAPA, DIAGRAMAÇÃO e ILUSTRAÇÃO Reginaldo Paz Mulheres Maravilhosas PAZ, Reginaldo 1ª Edição 2015 ISBN: 978-85-919101-6-8 Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução deste livro com fins comerciais

Leia mais

Unidade: O Romantismo Inglês Poesia. Revisor Textual: Profª Dra. Magalí Elisabete Sparano

Unidade: O Romantismo Inglês Poesia. Revisor Textual: Profª Dra. Magalí Elisabete Sparano Unidade: O Romantismo Inglês Poesia Revisor Textual: Profª Dra. Magalí Elisabete Sparano Contextualização Histórica O período romântico inglês dura cerca de 40 anos e foi influenciado: Pela Revolução Francesa;

Leia mais

GREGÓRIO DE MATOS BOCA DO INFERNO

GREGÓRIO DE MATOS BOCA DO INFERNO GREGÓRIO DE MATOS BOCA DO INFERNO Profª Ivandelma Gabriel Características * abusa de figuras de linguagem; * faz uso do estilo cultista e conceptista, através de jogos de palavras e raciocínios sutis;

Leia mais

arcadismo CENTRO DE ENSINO MÉDIO 02 DO GAMA DISCIPLINA: LÍNGUA PORTUGUESA PROFESSOR: CIRENIO SOARES 1 - Contexto histórico

arcadismo CENTRO DE ENSINO MÉDIO 02 DO GAMA DISCIPLINA: LÍNGUA PORTUGUESA PROFESSOR: CIRENIO SOARES 1 - Contexto histórico CENTRO DE ENSINO MÉDIO 02 DO GAMA DISCIPLINA: LÍNGUA PORTUGUESA PROFESSOR: CIRENIO SOARES arcadismo 1 - Contexto histórico O século XVIII caracteriza-se pela consolidação da revolução iniciada no Renascimento:

Leia mais

O ARCADISMO E O CONFRONTO BRASIL X PORTUGAL

O ARCADISMO E O CONFRONTO BRASIL X PORTUGAL 1 O ARCADISMO E O CONFRONTO BRASIL X PORTUGAL Jeane de Araújo Oliveira e Maria Danúsia de Araújo Oliveira Graduandos do 7º semestre do curso de Letras Vernáculas da UNEB, Campus XXIII, Seabra. RESUMO Este

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA E LITERATURA BRASILEIRA

LÍNGUA PORTUGUESA E LITERATURA BRASILEIRA LÍNGUA PORTUGUESA E LITERATURA BRASILEIRA Transferência e Obtenção de Novo Título SÓ ABRA QUANDO AUTORIZADO. Leia atentamente as instruções que se seguem. 1 - Este Caderno de Prova contém seis questões,

Leia mais

LITERATURA Prof. Jorge Alves

LITERATURA Prof. Jorge Alves LITERATURA Prof. Jorge Alves 1. Não é característica do Barroco a: 2. a) Preferência pelos aspectos científicos da vida. b) Tentativa de reunir, num todo, realidades contraditórias. c) Angústia diante

Leia mais

PORTUGUÊS - 3 o ANO MÓDULO 48 PRODUÇÃO LITERÁRIA: ARCADISMO

PORTUGUÊS - 3 o ANO MÓDULO 48 PRODUÇÃO LITERÁRIA: ARCADISMO PORTUGUÊS - 3 o ANO MÓDULO 48 PRODUÇÃO LITERÁRIA: ARCADISMO Como pode cair no enem (ENEM) Torno a ver-vos, ó montes; o destino Aqui me torna a pôr nestes outeiros, Onde um tempo os gabões deixei grosseiros

Leia mais

ARCADISMO EM TOMÁS ANTONIO GONZAGA E CLAUDIO MANUEL DA COSTA Análise de Poemas

ARCADISMO EM TOMÁS ANTONIO GONZAGA E CLAUDIO MANUEL DA COSTA Análise de Poemas UNIVERSIDADE ESTADUAL DE FEIRA DE SANTANA DEPARTAMENTO DE LETRAS E ARTES DLA LICENCIATURA EM LETRAS COM A LÍNGUA INGLESA LITERATURA BRASILEIRA I Professor: Manoel Anchieta Nery JOÃO BOSCO DA SILVA (prof.bosco.uefs@gmail.com)

Leia mais

MEU JARDIM DE TROVAS

MEU JARDIM DE TROVAS ANGÉLICA DA SILVA ARANTES MEU JARDIM DE TROVAS PRIMEIRA EDIÇÃO / 2011-1 - SINOPSE: Com intensidade tem se falado sobre o tema trova, acontece que nem todas as pessoas sabem o que é tecnicamente uma trova.

Leia mais

quarta-feira, 4 de maio de 2011 A CRISE DO ANTIGO REGIME O ILUMINISMO

quarta-feira, 4 de maio de 2011 A CRISE DO ANTIGO REGIME O ILUMINISMO A CRISE DO ANTIGO REGIME Definição: movimento filosófico, intelectual e científico que contrariou as bases do Antigo Regime; Quando: século XVIII; Onde? ING (início), FRA (auge); Quem? O iluminismo representou

Leia mais

Síntese da unidade 4

Síntese da unidade 4 Síntese da unidade 4 Influências da lírica camoniana (Século XVI) Medida velha/corrente tradicional TEMAS Influência dos temas da poesia trovadoresca. Tópicos de circunstância; a saudade, o sofrimento

Leia mais

A CRISE DO SISTEMA COLONIAL PORTUGUÊS. Prof. Victor Creti Bruzadelli

A CRISE DO SISTEMA COLONIAL PORTUGUÊS. Prof. Victor Creti Bruzadelli A CRISE DO SISTEMA COLONIAL PORTUGUÊS Prof. Victor Creti Bruzadelli Contexto histórico Desenvolvimento acelerado da economia inglesa; Difusão de ideias de cunho iluminista; Crise do Antigo Regime europeu;

Leia mais

HISTORIA CRÍTICA DA LITERATURA PORTUGUESA

HISTORIA CRÍTICA DA LITERATURA PORTUGUESA HISTORIA CRÍTICA DA LITERATURA PORTUGUESA Direcção de CARLOS REIS Professor Catedrático da Universidade de Coimbra SUB Hamburg A/555285 Volume IV NEOCLASSICISMO E PRÉ-ROMANTISMO por Rita Marnoto Verbo

Leia mais

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO ANUAL DE LITERATURA

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO ANUAL DE LITERATURA ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO ANUAL DE LITERATURA - 2016 Nome: Nº 1ª Série Professores : Danilo / Fernando / Nicolas Nota: I Introdução Caro aluno, Neste ano, você obteve média inferior a 6,0 e, portanto, não

Leia mais

Uma grande parte dos sonetos incluídos nesta

Uma grande parte dos sonetos incluídos nesta Amor & desamor Uma grande parte dos sonetos incluídos nesta edição foram garimpados criteriosamente pelo escritor Sergio Faraco, que os editou nos volumes Livro dos sonetos, Livro do corpo, Livro das cortesãs,

Leia mais

ROMANTISMO SÉC. XIX PROF. FERNANDO PUCHARELLI

ROMANTISMO SÉC. XIX PROF. FERNANDO PUCHARELLI ROMANTISMO SÉC. XIX PROF. FERNANDO PUCHARELLI INÍCIO NA INGLATERRA E NA ALEMANHA ATÉ METADE DO SÉC. XIX; DISPUTAS DE PODER, FIM DA NOBREZA E ARISTOCRACIA; LITERATURA PARA A BURGUESIA E VISTA COMO ENTRETENIMENTO.

Leia mais

REVOLUÇÃO FRANCESA. Prof.: Diego Gomes omonstrodahistoria.blogspot.com.

REVOLUÇÃO FRANCESA. Prof.: Diego Gomes  omonstrodahistoria.blogspot.com. REVOLUÇÃO FRANCESA Prof.: Diego Gomes diegogomes.historia@gmail.com www.facebook.com/profdiegogomes/ omonstrodahistoria.blogspot.com.br/ Objetivos de Ensino/Aprendizagem Conhecer as condições socioeconômicas

Leia mais

NEOCLASSICISMO Neoclassicismo

NEOCLASSICISMO Neoclassicismo NEOCLASSICISMO Movimento cultural do fim do século XVIII, e início do século XIX (1780 1830), o NEOCLASSICISMO está identificado com a retomada da cultura clássica (Grécia e Roma) por parte da Europa Ocidental

Leia mais

Álvaro de Campos. Ricardo Reis. Alberto Caeiro

Álvaro de Campos. Ricardo Reis. Alberto Caeiro Entre pseudónimos, heterónimos, personagens fictícias e poetas mediúnicos contam-se 72 nomes, destes destacam-se 3 heterónimos Álvaro de Campos Ricardo Reis Alberto Caeiro Álvaro de Campos De entre todos

Leia mais

2. 1 A poesia trovadoresca - Leitura de cantigas de amor e de amigo semântico, sintático, lexical e sonoro;

2. 1 A poesia trovadoresca - Leitura de cantigas de amor e de amigo semântico, sintático, lexical e sonoro; EIXO TEMÁTICO: 1 TEXTO LITERÁRIO E NÃO LITERÁRIO 1) Analisar o texto em todas as suas dimensões: semântica, sintática, lexical e sonora. 1. Diferenciar o texto literário do não-literário. 2. Diferenciar

Leia mais

Quando eu, senhora...

Quando eu, senhora... Quando eu, senhora... Sá de Miranda Quando eu, senhora, em vós os olhos ponho, e vejo o que não vi nunca, nem cri que houvesse cá, recolhe-se a alma em si e vou tresvariando, como em sonho. Isto passado,

Leia mais

Pela luz dos olhos teus

Pela luz dos olhos teus Pela luz dos olhos teus Sumário 10 Poema dos olhos da amada 13 Soneto do maior amor 14 A mulher que passa 17 Ternura 20 Soneto do Corifeu 21 Carne 22 A brusca poesia da mulher amada 23 Soneto do amor

Leia mais

Shakespeare. o gênio original

Shakespeare. o gênio original Shakespeare o gênio original Coleção ESTÉTICAS direção: Roberto Machado Kallias ou Sobre a Beleza Friedrich Schiller Ensaio sobre o Trágico Peter Szondi Nietzsche e a Polêmica sobre O Nascimento da Tragédia

Leia mais

Ensino Médio - Unidade Parque Atheneu Professor (a): Aluno (a): Série: 3ª Data: / / 2015. LISTA DE LITERATURA

Ensino Médio - Unidade Parque Atheneu Professor (a): Aluno (a): Série: 3ª Data: / / 2015. LISTA DE LITERATURA Ensino Médio - Unidade Parque Atheneu Professor (a): Aluno (a): Série: 3ª Data: / / 2015. LISTA DE LITERATURA Orientações: - A lista deverá ser respondida na própria folha impressa ou em folha de papel

Leia mais

Arcadismo (1768 1836)

Arcadismo (1768 1836) Literatura Colonial Brasileira: Arcadismo (1768 1836) Profa. Luana Lemos RESUMO DA LITERATURA BRASILEIRA Arcadismo e Iluminismo Voltaire, filósofo iluminista As manifestações artísticas do século XVII

Leia mais

A Economia Mineradora (Século XVIII) O Processo de Independência. 1 A Economia Mineradora do Século XVIII. 2 As Reformas Pombalinas

A Economia Mineradora (Século XVIII) O Processo de Independência. 1 A Economia Mineradora do Século XVIII. 2 As Reformas Pombalinas Aula 13 e 14 A Economia Mineradora (Século XVIII) 1 A Economia Mineradora do Século XVIII Setor 1601 2 As Reformas Pombalinas 3 ealvespr@gmail.com Objetivo da aula Analisar a crise do Antigo Sistema Colonial

Leia mais

Fascículo 6 Linguagens Unidade 17 A linguagem nas tirinhas e nas charges

Fascículo 6 Linguagens Unidade 17 A linguagem nas tirinhas e nas charges Atividade extra Fascículo 6 Linguagens Unidade 17 A linguagem nas tirinhas e nas charges Leia a tirinha para responder às próximas questões Disponível em http://lpressurp.wordpress.com/2011/02/14/lista-de-exercicios/

Leia mais