Fórum Pernambucano de Construção Sustentável Recife, 03 de setembro de 2014 SINDUSCON-PE. Rosário Ferreira Engenheira Civil Sócia Proprietária

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Fórum Pernambucano de Construção Sustentável Recife, 03 de setembro de 2014 SINDUSCON-PE. Rosário Ferreira Engenheira Civil Sócia Proprietária"

Transcrição

1 Fórum Pernambucano de Construção Sustentável Recife, 03 de setembro de 2014 SINDUSCON-PE Rosário Ferreira Engenheira Civil Sócia Proprietária S

2 Fonte: Arquivo pessoal A Empresa S É uma usina de processamento e gestão de resíduos sólidos da construção civil que tem como missão a prestação de um serviço eficaz na gestão dos resíduos da construção civil, contribuindo para a redução da degradação do meio ambiente e para o despertar da consciência ambiental.

3 Fonte: Google imagens Localização S Av. da Batalha do Tuiuti, N 1001, Sapucaia - Olinda/PE

4 Reciclagem S É um processo de reaproveitamento de um resíduo após ter sido submetido à transformação. Fonte: Resolução CONAMA 307

5 Resíduos da Construção Civil RCC A Resolução CONAMA 307 (Alterada pela Resolução nº 448/12 (altera os artigos 2º, 4º, 5º, 6º, 8º, 9º, 10 e 11 e revoga os artigos 7º, 12 e 13; Alterada pela Resolução nº 431/11 (alterados os incisos II e III do art. 3º; Alterada pela Resolução nº 348/04 (alterado o inciso IV do art. 3º) define que Resíduos da construção civil são os provenientes de construções, reformas, reparos e demolições de obras de construção civil, e os resultantes da preparação e da escavação de terrenos, tais como: tijolos, blocos cerâmicos, concreto em geral, solos, rochas, metais, resinas, colas, tintas, madeiras e compensados, forros, argamassa, gesso, telhas, pavimento asfáltico, vidros, plásticos, tubulações, fiação elétrica etc., comumente chamados de entulhos de obras, caliça ou metralha;

6 Resíduos da Construção Civil RCC Classificação do RCC Classe A: são os resíduos reutilizáveis ou recicláveis como agregados tais como tijolos, telhas, argamassa e concreto; Classe B: São os resíduos recicláveis para outras destinações, tais como: papel, plásticos, papelão, metais, vidros, madeira e gesso; Classe C: São os resíduos para os quais não foram desenvolvidas tecnologias ou aplicações economicamente viáveis que permitam sua reciclagem ou recuperação Classe D: são resíduos perigosos oriundos do processo de construção, tais como tintas, solventes, óleos e outros ou aqueles contaminados ou prejudiciais à saúde oriundos de demolições, reformas e reparos de clínicas radiológicas, instalações industriais e outros, bem como telhas e demais objetos e materiais que contenham amianto ou outros produtos nocivos à saúde

7 Serviços Prestados S Recebimento de resíduos da construção civil RCC; S Reciclagem de RCC; S Comercialização dos resíduos inertes produzidos; S Reciclagem de RCC in loco.

8 Produtos S Areia reciclada; S Pedrisco reciclado; S Brita reciclada; S Bica corrida S Rachão S Cavaco de Madeira

9 Areia Reciclada S Adquirida das sobras de obras moídas, sem a presença do gesso. Alguns exemplos de aproveitamento são: aplicação na substituição de areia e brita em concreto não estrutural; Recomendação para argamassa de assentamento de alvenaria e utilização em aterros e contra pisos.

10 Pedrisco Reciclado S Obtido da britagem de concreto de Resíduos de Construção e Demolição (RCD), com dimensões máxima de 6,3 mm, isento de impurezas. Utilizado na fabricação de artefatos de concreto, como: manilhas de esgoto, blocos de vedação, pisos inter travados, entre outros.

11 Brita Reciclada S Colhida da reciclagem de concreto e blocos de concretos, com granulometria inferior a 39 mm, isento de impureza. Empregado como concretos não estruturais e obras de drenagem.

12 Bica Corrida S Proveniente de produto de britagem de resíduos da construção civil, com dimensão não superior a 63 mm, livre de impurezas, granulometria indefinida. Consumido como material de base e sub-base para pavimentação de estradas, aterros e acerto topográfico de terrenos e pisos de concreto.

13 Rachão S Oriundo de reciclagem de concreto e blocos de concreto, granulometria variando de 100 a 200 mm e isento de impurezas. Aplicado como base e sub-base de pavimentos, concreto ciclópico, fundações, dreno, contenção de barrancos e encosta.

14 A Estrutura da Empresa S

15 Prédio Administrativo Fonte: Arquivo pessoal

16 Rampa de pesagem Fonte: Arquivo pessoal

17 Pesagem Fonte: Arquivo pessoal

18 Área de moagem Fonte: Arquivo pessoal

19 Área de triagem Fonte: Arquivo pessoal

20 Área de triagem Fonte: Arquivo pessoal

21 Contato S Telefones: (81) (81)

Resolução CONAMA 307 de 5 de julho de Dispõe sobre gestão dos resíduos da construção civil.

Resolução CONAMA 307 de 5 de julho de Dispõe sobre gestão dos resíduos da construção civil. Resolução CONAMA 307 de 5 de julho de 2002. Dispõe sobre gestão dos resíduos da construção civil. Estabelece diretrizes, critérios e procedimentos para a gestão dos resíduos da construção civil. O CONSELHO

Leia mais

Tratamento e Descarte de Resíduos de Obras

Tratamento e Descarte de Resíduos de Obras PROCEDIMENTO DO SMS Tratamento e Descarte de de Obras PR-99-992-CPG-003 Revisão: 02 Página: 1/6 1. OBJETIVO Definir padrões para o manuseio e descarte de resíduos produzidos pelas empresas contratadas

Leia mais

Fórum Setorial RCD Plataforma Ituiutaba Lixo Zero. Auditório da OAB Alice Drummond

Fórum Setorial RCD Plataforma Ituiutaba Lixo Zero. Auditório da OAB Alice Drummond Fórum Setorial RCD Plataforma Ituiutaba Lixo Zero Auditório da OAB - 29.05.2014 Alice Drummond RESOLUÇÃO CONAMA Nº 307, DE 5 DE JULHO DE 2002 Estabelece diretrizes, critérios e procedimentos para a gestão

Leia mais

Em 2010, o Brasil produziu 60,8 milhões de toneladas de lixo sólido. Destes, quase 31 milhões vieram de resíduos de novas construções e de demolições.

Em 2010, o Brasil produziu 60,8 milhões de toneladas de lixo sólido. Destes, quase 31 milhões vieram de resíduos de novas construções e de demolições. Em 2010, o Brasil produziu 60,8 milhões de toneladas de lixo sólido. Destes, quase 31 milhões vieram de resíduos de novas construções e de demolições. (Fonte: Panorama de Resíduos Sólidos no Brasil, 2011/Abrelpe-

Leia mais

CONSELHO NACIONAL DO MEIO AMBIENTE

CONSELHO NACIONAL DO MEIO AMBIENTE CONSELHO NACIONAL DO MEIO AMBIENTE RESOLUÇÃO N. 307, DE 05 DE JULHO DE 2002 Alterações: Resolução CONAMA n. 348, de 16.08.04 Resolução CONAMA n. 431, de 24.05.11 Resolução CONAMA n. 448, de 18.01.12 Resolução

Leia mais

Estabelece diretrizes, critérios e procedimentos para a gestão dos resíduos da construção civil.

Estabelece diretrizes, critérios e procedimentos para a gestão dos resíduos da construção civil. RESOLUÇÃO Nº 307, DE 5 DE JULHO DE 2002 Estabelece diretrizes, critérios e procedimentos para a gestão dos resíduos da construção civil. O CONSELHO NACIONAL DO MEIO AMBIENTE-CONAMA, no uso das competências

Leia mais

LOGÍSTICA REVERSA E RECICLAGEM DE RESÍDUOS DE CONSTRUÇÃO E DEMOLIÇÃO. Hewerton Bartoli Presidente

LOGÍSTICA REVERSA E RECICLAGEM DE RESÍDUOS DE CONSTRUÇÃO E DEMOLIÇÃO. Hewerton Bartoli Presidente LOGÍSTICA REVERSA E RECICLAGEM DE RESÍDUOS DE CONSTRUÇÃO E DEMOLIÇÃO Hewerton Bartoli Presidente hewerton@abrecon.org.br Panorama da apresentação O que é RCC Legislação e normas evolução Cenário atual

Leia mais

CARACTERIZAÇÃO DE RESÍDUOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL PROFESSORA: KAREN WROBEL STRAUB

CARACTERIZAÇÃO DE RESÍDUOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL PROFESSORA: KAREN WROBEL STRAUB CARACTERIZAÇÃO DE RESÍDUOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL PROFESSORA: KAREN WROBEL STRAUB INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO CIVIL A Construção Civil é reconhecida como uma das mais importantes atividades para o desenvolvimento

Leia mais

Produção e caracterização de resíduos da construção civil

Produção e caracterização de resíduos da construção civil 1 Produção e caracterização de resíduos da construção civil 2 Geração de resíduos RCC Brasil 230 a 760 kg/hab.ano RCC Europa 600 a 918 kg/hab.ano Resíduos domiciliares Europa 390 kg/hab.ano 3 Geração de

Leia mais

Reciclagem Resíduos da Construção Civil

Reciclagem Resíduos da Construção Civil Reciclagem Resíduos da Construção Civil Reciclagem Resíduos da Construção Civil Objetivos Aumenta a vida útil dos aterros redução de exploração de jazidas diminuição da degradação ambiental economia de

Leia mais

Sustentabilidade Construção e Resíduos Sólidos da Construção Civil

Sustentabilidade Construção e Resíduos Sólidos da Construção Civil Sustentabilidade Construção e Resíduos Sólidos da Construção Civil CIDADES E CONSTRUÇÕES SUSTENTÁVEIS Biodiversidade Efeito estufa Emissões de gás Consumo de energia Gerenciamento de Recursos Poluição

Leia mais

Gestão de Resíduos de Construção Civil. Plano de Gerenciamento de RCD. Profa. Ma. Tatiana Vilela Carvalho

Gestão de Resíduos de Construção Civil. Plano de Gerenciamento de RCD. Profa. Ma. Tatiana Vilela Carvalho Gestão de Resíduos de Construção Civil Plano de Gerenciamento de RCD Profa. Ma. Tatiana Vilela Carvalho Construção Civil do ponto de vista ambiental LELA CARVALHO Reflexão: De onde vêm os recursos naturais

Leia mais

RCD em novos produtos.

RCD em novos produtos. A construção civil no Brasil tem uma importante repercussão quer no consumo de recursos naturais, quer na geração de impactos ambientais. A reciclagem dos resíduos de construção e demolição (RCD) tem surgido

Leia mais

Separação de Resíduos

Separação de Resíduos Separação de Resíduos Tipos de Resíduos Orgânicos Rejeitos Papéis Recicláveis Plásticos Metais Isopor Plástico Existem 7 tipos de resinas plásticas: - PET: polietileno tereftalato: Frascos de refrigerantes

Leia mais

Caracterização dos resíduos da construção civil na Cidade de Monteiro

Caracterização dos resíduos da construção civil na Cidade de Monteiro Caracterização dos resíduos da construção civil na Cidade de Monteiro Cicero Marciano da Silva Santos 1, José Augusto Gomes Neto 2, Felipe de Sousa Tomé 2, Hyago de Léon 2, Antonildo Campos da Silva Junior

Leia mais

REGULAMENTA O PLANO INTEGRADO DE GERENCIAMENTO DE RESÍDUOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL DO MUNICÍPIO DE SÃO LEOPOLDO E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS.

REGULAMENTA O PLANO INTEGRADO DE GERENCIAMENTO DE RESÍDUOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL DO MUNICÍPIO DE SÃO LEOPOLDO E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. DECRETO Nº 6277, DE 01º DE DEZEMBRO DE 2009. REGULAMENTA O PLANO INTEGRADO DE GERENCIAMENTO DE RESÍDUOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL DO MUNICÍPIO DE SÃO LEOPOLDO E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. O PREFEITO MUNICIPAL DE

Leia mais

Os Resíduos Sólidos da Construção Civil em Novo Hamburgo

Os Resíduos Sólidos da Construção Civil em Novo Hamburgo Os Resíduos Sólidos da Construção Civil em Novo Hamburgo Luciane Maria Diretora de Licenciamento Ambiental Secretaria Municipal de Meio Ambiente SEMAM Prefeitura Municipal de Novo Hamburgo Resolução CONAMA

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA PARA ELABORAÇÃO DO PROJETO DE GERENCIAMENTO DE RESÍDUOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL (PGRCC)

TERMO DE REFERÊNCIA PARA ELABORAÇÃO DO PROJETO DE GERENCIAMENTO DE RESÍDUOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL (PGRCC) TERMO DE REFERÊNCIA PARA ELABORAÇÃO DO PROJETO DE GERENCIAMENTO DE RESÍDUOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL (PGRCC) 1 - Justificativa: Este Termo de Referência tem como finalidade orientar os Geradores para a elaboração

Leia mais

TECNOLOGIAS DE TRATAMENTO E CONTROLE DE RESÍDUOS SÓLIDOS

TECNOLOGIAS DE TRATAMENTO E CONTROLE DE RESÍDUOS SÓLIDOS TECNOLOGIAS DE TRATAMENTO E CONTROLE DE RESÍDUOS SÓLIDOS LEI 12.305 DE 02 DE AGOSTO DE 2010 Política Nacional de Resíduos Sólidos LEI N.º 11.445 DE 5 DE JANEIRO DE 2007 Estabelece as Diretrizes Nacionais

Leia mais

CONSELHO NACIONAL DO MEIO AMBIENTE-CONAMA

CONSELHO NACIONAL DO MEIO AMBIENTE-CONAMA CONSELHO NACIONAL DO MEIO AMBIENTE-CONAMA Resolução nº 307, de 5 de Julho de 2002. Estabelece diretrizes, critérios e procedimentos para a gestão dos resíduos da construção civil, disciplinando as ações

Leia mais

PEC I - Primeiro Painel Temático de Pesquisa da Engenharia Civil da UNIJUÍ 14 de Outubro de 2014

PEC I - Primeiro Painel Temático de Pesquisa da Engenharia Civil da UNIJUÍ 14 de Outubro de 2014 PEC I - Primeiro Painel Temático de Pesquisa da Engenharia Civil da UNIJUÍ 14 de Outubro de 2014 NOME: AVALIAÇÃO DO USO DE AGREGADO MIÚDO OBTIDO ATRAVÉS DA RECICLAGEM DE ENTULHOS EM CONCRETO DE CIMENTO

Leia mais

RESOLUÇÃO N o 307, DE 5 DE JULHO DE 2002 Publicada no DOU nº 136, de 17/07/2002, págs. 95-96

RESOLUÇÃO N o 307, DE 5 DE JULHO DE 2002 Publicada no DOU nº 136, de 17/07/2002, págs. 95-96 RESOLUÇÃO N o 307, DE 5 DE JULHO DE 2002 Publicada no DOU nº 136, de 17/07/2002, págs. 95-96 Correlações: Alterada pela Resolução nº 448/12 (altera os artigos 2º, 4º, 5º, 6º, 8º, 9º, 10 e 11 e revoga os

Leia mais

Resíduos da Construção Civil INEA DIRETORIA DE LICENCIAMENTO AMBIENTAL (DILAM)

Resíduos da Construção Civil INEA DIRETORIA DE LICENCIAMENTO AMBIENTAL (DILAM) Resíduos da Construção Civil INEA DIRETORIA DE LICENCIAMENTO AMBIENTAL (DILAM) Legislação e Normas Resolução CONAMA n 307 de 04 de Maio de 2002 Estabelece diretrizes, critérios e procedimentos para a gestão

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 307, DE 5 DE JULHO DE 2002 (DOU de 17/07/2002)

RESOLUÇÃO Nº 307, DE 5 DE JULHO DE 2002 (DOU de 17/07/2002) RESOLUÇÃO Nº 307, DE 5 DE JULHO DE 2002 (DOU de 17/07/2002) Estabelece diretrizes, critérios e procedimentos para a gestão dos resíduos da construção civil. Correlações: Alterada pela Resolução nº 469/15

Leia mais

DECRETOS E RESOLUÇÕES - RESÍDUOS INERTES / CONSTRUÇÃO CIVIL

DECRETOS E RESOLUÇÕES - RESÍDUOS INERTES / CONSTRUÇÃO CIVIL Decreto / Norma Emissor Assunto Diretrizes e procedimentos / Resíduos da Construção Civil. Define a tipologia de resíduos da construção civil Artigo2º, tem I: Resíduos da construção civil: São os provenientes

Leia mais

CONSELHO NACIONAL DO MEIO AMBIENTE

CONSELHO NACIONAL DO MEIO AMBIENTE CONSELHO NACIONAL DO MEIO AMBIENTE RESOLUÇÃO N. 307, DE 05 DE JULHO DE 2002 Alterações: Resolução CONAMA n. 348, de 16.08.04 Resolução CONAMA n. 431, de 24.05.11 Resolução CONAMA n. 448, de 18.01.12 Resolução

Leia mais

TÍTULO: METODOLOGIA PARA REUTILIZAÇÃO E DESTINAÇÃO DE RESÍDUOS SÓLIDOS NO CANTEIRO DE OBRA

TÍTULO: METODOLOGIA PARA REUTILIZAÇÃO E DESTINAÇÃO DE RESÍDUOS SÓLIDOS NO CANTEIRO DE OBRA 16 TÍTULO: METODOLOGIA PARA REUTILIZAÇÃO E DESTINAÇÃO DE RESÍDUOS SÓLIDOS NO CANTEIRO DE OBRA CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: ENGENHARIAS E ARQUITETURA SUBÁREA: ENGENHARIAS INSTITUIÇÃO: UNIVERSIDADE SANTA CECÍLIA

Leia mais

Canteiro e Locação de obra. Tecnologia das Construções Engª e Profª Bárbara Silvéria

Canteiro e Locação de obra. Tecnologia das Construções Engª e Profª Bárbara Silvéria Canteiro e Locação de obra Tecnologia das Construções Engª e Profª Bárbara Silvéria Canteiro de Obras Canteiro de obras (Definição segundo a NBR 12264) Conjunto de áreas destinadas à execução e apoio dos

Leia mais

Gerenciamento de resíduos nos canteiros de obras, analisando em foco a cidade de Salvador

Gerenciamento de resíduos nos canteiros de obras, analisando em foco a cidade de Salvador 1 Gerenciamento de resíduos nos canteiros de obras, analisando em foco a cidade de Salvador Resumo Simone Abadi Rocha simoneabadi@gmail.com Master Arquitetura Instituto de Pós-Graduação - IPOG Salvador,

Leia mais

GERENCIAMENTO DE RESÍDUOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL EM UMA OBRA NA GRANDE VITÓRIA

GERENCIAMENTO DE RESÍDUOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL EM UMA OBRA NA GRANDE VITÓRIA GERENCIAMENTO DE RESÍDUOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL EM UMA OBRA NA GRANDE VITÓRIA Ana Maria Silva Xavier¹; Jéssica Coutinho Caser¹; Vinicius Batitucci Ribeiro¹; Mirella Gonçalves da Fonseca² (1) Acadêmico(a)

Leia mais

GESTÃO INTELIGENTE DE RESÍDUOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL E DEMOLIÇÃO

GESTÃO INTELIGENTE DE RESÍDUOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL E DEMOLIÇÃO GESTÃO INTELIGENTE DE RESÍDUOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL E DEMOLIÇÃO Problema transformado em oportunidade Hewerton Bartoli Presidente hewerton@abrecon.org.br Panorama da apresentação O que é RCC Legislação

Leia mais

ULC/0417 PROGRAMA DE GERENCIAMENTO DE RESÍDUOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL. 1.0 18/08/09 Ajuste de layout para adequação no sistema eletrônico.

ULC/0417 PROGRAMA DE GERENCIAMENTO DE RESÍDUOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL. 1.0 18/08/09 Ajuste de layout para adequação no sistema eletrônico. CONTROLE DE REVISÃO Código do Documento: Nome do Documento: ULC/0417 PROGRAMA DE GERENCIAMENTO DE RESÍDUOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL Responsável pela Elaboração: Gerente de Segurança e Meio NE/SE Responsável

Leia mais

23º Congresso Brasileiro de Engenharia Sanitária e Ambiental

23º Congresso Brasileiro de Engenharia Sanitária e Ambiental III-202 - RESOLUÇÃO CONAMA N o 307/2002: ESTUDO DE CASO DA IMPLANTAÇÃO DE PROGRAMA DE SEGREGAÇÃO DOS RESÍDUOS GERADOS EM CANTEIROS DE OBRA DE PEQUENO PORTE Márcio Santos Klauczek (1) Engenheiro Civil pela

Leia mais

INSTITUTO NOVA ÁGORA DE CIDADANIA INAC Pça. Da Liberdade, 262 2º andar CEP: 01503-010 São Paulo-SP PROPOSTA COMERCIAL. Eng Rafael Clemente Filgueira

INSTITUTO NOVA ÁGORA DE CIDADANIA INAC Pça. Da Liberdade, 262 2º andar CEP: 01503-010 São Paulo-SP PROPOSTA COMERCIAL. Eng Rafael Clemente Filgueira PROPOSTA COMERCIAL Eng Rafael Clemente Filgueira Coordenador de Pesquisas CRCD O Instituto Nova Ágora de Cidadania, é uma instituição do terceiro setor, uma organização não governamental sem fins lucrativos,

Leia mais

RESOLUÇÃO CONSEMA N 109, 22 de setembro de 2005.

RESOLUÇÃO CONSEMA N 109, 22 de setembro de 2005. ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL SECRETARIA DO MEIO AMBIENTE CONSELHO ESTADUAL DO MEIO AMBIENTE - CONSEMA RESOLUÇÃO CONSEMA N 109, 22 de setembro de 2005. "Estabelece diretrizes para elaboração do Plano Integrado

Leia mais

Conteúdo. Política Nacional de Resíduos Sólidos. Características do lixo domiciliar. Resíduos de Construção Civil.

Conteúdo. Política Nacional de Resíduos Sólidos. Características do lixo domiciliar. Resíduos de Construção Civil. RESÍDUOS SÓLIDOSS 1 Conteúdo Política Nacional de Resíduos Sólidos. Características do lixo domiciliar. Resíduos de Construção Civil. 2 Conteúdo Política Nacional de Resíduos Sólidos. Características do

Leia mais

A RECICLAGEM DE RESÍDUOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL DE CLASSE A E O SEU REUSO NA CADEIA DE SUPRIMENTOS DO SETOR

A RECICLAGEM DE RESÍDUOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL DE CLASSE A E O SEU REUSO NA CADEIA DE SUPRIMENTOS DO SETOR 80 A RECICLAGEM DE RESÍDUOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL DE CLASSE A E O SEU REUSO NA CADEIA DE SUPRIMENTOS DO SETOR RECYCLING OF CONSTRUCTION WASTE CLASS A AND THEIR APPLICABILITY IN THE PRODUCTION OF NEW MATERIALS

Leia mais

Gestão, Arquitetura e Urbanismo

Gestão, Arquitetura e Urbanismo CONCURSO PETROBRAS ENGENHEIRO(A) CIVIL JÚNIOR ENGENHEIRO(A) JÚNIOR - ÁREA: CIVIL Gestão, Arquitetura e Urbanismo Questões Resolvidas QUESTÕES RETIRADAS DE PROVAS DA BANCA CESGRANRIO Produzido por Exatas

Leia mais

CURSO DE ENGENHARIA CIVIL

CURSO DE ENGENHARIA CIVIL UNIVERSIDADE DO PLANALTO CATARINENSE - UNIPLAC CURSO DE ENGENHARIA CIVIL ALEXANDRE FLORIANI CLASSIFICAÇÃO DOS RESÍDUOS SÓLIDOS GERADO DA CONSTRUÇÃO EDIFÍCIO RESIDENCIAL FELICITÁ LAGES (SC) 2016 ALEXANDRE

Leia mais

22ª Semana de Tecnologia Metroferroviária

22ª Semana de Tecnologia Metroferroviária GERAÇÃO E DISPOSIÇÃO DE RESÍDUOS SÓLIDOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL DE OBRA METROVIÁRIA Katia Harue Kamimura Fabíola Pagliarani Lucas Campaner Alves Flavia Rodrigues 22ª Semana de Tecnologia Metroferroviária

Leia mais

AGREGADO RECICLADO DE RESÍDUO DE CONSTRUÇÃO E DEMOLIÇÃO (RCD) EM PAVIMENTAÇÃO

AGREGADO RECICLADO DE RESÍDUO DE CONSTRUÇÃO E DEMOLIÇÃO (RCD) EM PAVIMENTAÇÃO PAINEL: MATERIAIS ALTERNATIVOS AGREGADO RECICLADO DE RESÍDUO DE CONSTRUÇÃO E DEMOLIÇÃO (RCD) EM PAVIMENTAÇÃO ROSÂNGELA MOTTA Laboratório de Tecnologia de Pavimentação Departamento de Engenharia de Transportes

Leia mais

Serviços e Produtos. Palavras-Chave:

Serviços e Produtos. Palavras-Chave: Serviços e Produtos Recepção, Triagem e Valorização de RCD Reciclagem de RCD em obra Controlo de produção em obra de Agregados Reciclados (utilização em observância das normas técnicas aplicáveis) Acompanhamento

Leia mais

Resíduos da Construção Civil, Volumosos e Inertes

Resíduos da Construção Civil, Volumosos e Inertes PROPOSTAS INICIAIS PARA DIRETRIZES DE LICENCIAMENTO DE ÁREAS DE MANEJO Resíduos da Construção Civil, Volumosos e Inertes INEXISTÊNCIA DE POLÍTICAS PÚBLICAS PRIORIDADE COLETA CORRETIVA Geradores Empresas

Leia mais

UM MODELO DE GESTÃO DE RESÍDUOS MUNICIPAIS PROF. DR. SABETAI CALDERONI INDUSTRIALIZAÇÃO SUSTENTÁVEL DE RESÍDUOS

UM MODELO DE GESTÃO DE RESÍDUOS MUNICIPAIS PROF. DR. SABETAI CALDERONI INDUSTRIALIZAÇÃO SUSTENTÁVEL DE RESÍDUOS UM MODELO DE GESTÃO DE RESÍDUOS MUNICIPAIS PROF. DR. SABETAI CALDERONI INDUSTRIALIZAÇÃO SUSTENTÁVEL DE RESÍDUOS SABETAI CALDERONI Presidente do Instituto Brasil Ambiente Consultor da Organização das Nações

Leia mais

unesp POTENCIAL DE APROVEITAMENTO DE AGREGADOS RECICLADOS DE RESÍDUOS DA CONSTRUÇÃO E DEMOLIÇÃO TARCÍSIO DO AMARAL PANCIERI

unesp POTENCIAL DE APROVEITAMENTO DE AGREGADOS RECICLADOS DE RESÍDUOS DA CONSTRUÇÃO E DEMOLIÇÃO TARCÍSIO DO AMARAL PANCIERI unesp UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA JÚLIO DE MESQUITA FILHO CAMPUS DE GUARATINGUETÁ TARCÍSIO DO AMARAL PANCIERI POTENCIAL DE APROVEITAMENTO DE AGREGADOS RECICLADOS DE RESÍDUOS DA CONSTRUÇÃO E DEMOLIÇÃO

Leia mais

ESTUDO DE VIABILIDADE TÉCNICA DE FABRICAÇÃO DE BLOCOS DE CONCRETO PARA VEDAÇÃO COM RESÍDUOS DE CONSTRUÇÃO E DEMOLIÇÃO

ESTUDO DE VIABILIDADE TÉCNICA DE FABRICAÇÃO DE BLOCOS DE CONCRETO PARA VEDAÇÃO COM RESÍDUOS DE CONSTRUÇÃO E DEMOLIÇÃO ENTECA 2013 IX Encontro Tecnológico da Engenharia Civil e Arquitetura 1 a 3 de outubro de 2013 ESTUDO DE VIABILIDADE TÉCNICA DE FABRICAÇÃO DE BLOCOS DE CONCRETO PARA VEDAÇÃO COM RESÍDUOS DE CONSTRUÇÃO

Leia mais

DIAGNÓSTICO DOS RESÍDUOS DE CONSTRUÇÃO CIVIL EM CONSTRUTORAS DE CRICIÚMA/SC

DIAGNÓSTICO DOS RESÍDUOS DE CONSTRUÇÃO CIVIL EM CONSTRUTORAS DE CRICIÚMA/SC DIAGNÓSTICO DOS RESÍDUOS DE CONSTRUÇÃO CIVIL EM CONSTRUTORAS DE CRICIÚMA/SC Jaqueline Fortuna 1, Jéssica Alves Marques 2, Luís Henrique de Biasi 3, Pedro Rosso 4 Andrea Murillo Betioli 5 1 Instituto Federal

Leia mais

CARTILHA DA LEI DO ENTULHO FERNANDÓPOLIS, SP ORIENTAÇÃO EM BUSCA DA CIDADANIA

CARTILHA DA LEI DO ENTULHO FERNANDÓPOLIS, SP ORIENTAÇÃO EM BUSCA DA CIDADANIA CARTILHA DA LEI DO ENTULHO FERNANDÓPOLIS, SP ORIENTAÇÃO EM BUSCA DA CIDADANIA - (17) 3463-9014 TEL. (17) 3463-1495 O CER também comercializa materiais reciclados para obra de ótima qualidade como areia,

Leia mais

ESTIMATIVA DA GERAÇÃO DE RESÍDUOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL NO MUNICÍPIO DE CAMPO MOURÃO PR

ESTIMATIVA DA GERAÇÃO DE RESÍDUOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL NO MUNICÍPIO DE CAMPO MOURÃO PR UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ DEPARTAMENTO ACADÊMICO DE CONSTRUÇÃO CIVIL CURSO DE ENGENHARIA CIVIL FERNANDO REGGIORI FERES ALVES ESTIMATIVA DA GERAÇÃO DE RESÍDUOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL NO MUNICÍPIO

Leia mais

A Gestão de Resíduos de Construção e Demolição na Região do Norte 30 de Outubro de 2008 Seminário: Gestão de Resíduos de Construção e Demolição

A Gestão de Resíduos de Construção e Demolição na Região do Norte 30 de Outubro de 2008 Seminário: Gestão de Resíduos de Construção e Demolição A Gestão de Resíduos de Construção e Demolição na Região do Norte 30 de Outubro de 2008 Seminário: Gestão de Resíduos de Construção e Demolição Mirandela 1 Introdução A indústria da construção em Portugal

Leia mais

RESÍDUOS SÓLIDOS NA CONSTRUÇÃO CIVIL - PRODUÇÃO E UTILIZAÇÃO DE ARTEFATOS DE CONCRETO A PARTIR DE AGREGADOS RECICLADOS E/OU REUTILIZADOS..

RESÍDUOS SÓLIDOS NA CONSTRUÇÃO CIVIL - PRODUÇÃO E UTILIZAÇÃO DE ARTEFATOS DE CONCRETO A PARTIR DE AGREGADOS RECICLADOS E/OU REUTILIZADOS.. FACULDADES INTEGRADAS PROMOVE DE BRASÍLIA RESÍDUOS SÓLIDOS NA CONSTRUÇÃO CIVIL - PRODUÇÃO E UTILIZAÇÃO DE ARTEFATOS DE CONCRETO A PARTIR DE AGREGADOS RECICLADOS E/OU REUTILIZADOS.. Gisele Alves Fernandes

Leia mais

TIJOLO ECOLÓGICO: REAPROVEITANDO A BORRACHA DE PNEUS E RESÍDUOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL. 1

TIJOLO ECOLÓGICO: REAPROVEITANDO A BORRACHA DE PNEUS E RESÍDUOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL. 1 TIJOLO ECOLÓGICO: REAPROVEITANDO A BORRACHA DE PNEUS E RESÍDUOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL. 1 Nathalia Da Rosa 2, Luis César Souza 3, Juliana Rodrigues Bilibio 4. 1 Este trabalho consiste em uma pesquisa bibliográfica

Leia mais

Caracterização dos resíduos de construção e demolição na unidade de recebimento de resíduos sólidos no município de Campo Mourão PR

Caracterização dos resíduos de construção e demolição na unidade de recebimento de resíduos sólidos no município de Campo Mourão PR Maria Cristina Rodrigues Halmeman 1 ; Paula Cristina de Souza 2 ; André Nascimento Casarin 3 1 Professora Mestre, Universidade Tecnológica Federal Campo Mourão, Departamento de Engenharia de Produção Civil.

Leia mais

EWERTON WEYNEMI CAVALCANTE DOS SANTOS

EWERTON WEYNEMI CAVALCANTE DOS SANTOS UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE CENTRO DE TECNOLOGIA DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA CIVIL EWERTON WEYNEMI CAVALCANTE DOS SANTOS AQUISIÇÃO E UTILIZAÇÃO DOS PRODUTOS GERADOS PELA RECICLAGEM DE RCD:

Leia mais

Certificação LEED - CNC EDIFÍCIO CORPORATIVO CNC CERTIFICAÇÃO LEED GOLD

Certificação LEED - CNC EDIFÍCIO CORPORATIVO CNC CERTIFICAÇÃO LEED GOLD EDIFÍCIO CORPORATIVO CNC CERTIFICAÇÃO LEED GOLD SAUN Quadra 05 lote C Asa Norte CEP: 70.040-250 Brasília Brasil Tel.: (61) 3328-5779 www.guimar.com.br CONFEDERAÇÃO NACIONAL DO COMÉRCIO Início: Mar/2011

Leia mais

Palavras-chave: Conscientização ambiental. Curso de extensão. Resíduos de Construção Civil.

Palavras-chave: Conscientização ambiental. Curso de extensão. Resíduos de Construção Civil. INSTRUÇÃO PARA PRODUÇÃO DE TIJOLO COM RESÍDUO DE CONSTRUÇÃO CIVIL (RCC) Resumo Tiago Alves da Silva Aluno do IFMT, Campus Cuiabá, bolsista IFMT Juzélia Santos Prof.ª Doutor.ª do IFMT, Campus Cuiabá, orientadora

Leia mais

A UTILIZAÇÃO DE AGREGADO PROVENIENTE DA RECICLAGEM DE RESÍDUO DE CONSTRUÇÃO CIVIL NA PRODUÇÃO DE PISO

A UTILIZAÇÃO DE AGREGADO PROVENIENTE DA RECICLAGEM DE RESÍDUO DE CONSTRUÇÃO CIVIL NA PRODUÇÃO DE PISO A UTILIZAÇÃO DE AGREGADO PROVENIENTE DA RECICLAGEM DE RESÍDUO DE CONSTRUÇÃO CIVIL NA PRODUÇÃO DE PISO Flaviana Carneiro Mendes Engenharia Civil CEATEC Flaviana.cm@puccamp.edu.br Lia Lorena Pimentel Tecnologia

Leia mais

RESÍDUOS SÓLIDOS DE CONSTRUÇÃO CIVIL: Diagnóstico do Cenário atual de Três Lagoas MS.

RESÍDUOS SÓLIDOS DE CONSTRUÇÃO CIVIL: Diagnóstico do Cenário atual de Três Lagoas MS. RESÍDUOS SÓLIDOS DE CONSTRUÇÃO CIVIL: Diagnóstico do Cenário atual de Três Lagoas MS. Ana Cláudia Santos da Silva Graduanda em Engenharia Ambiental e Sanitária Faculdades Integradas de Três Lagoas - AEMS

Leia mais

RESÍDUOS DE CONSTRUÇÃO Usinas de Triagem e Reciclagem

RESÍDUOS DE CONSTRUÇÃO Usinas de Triagem e Reciclagem RESÍDUOS DE CONSTRUÇÃO Usinas de Triagem e Reciclagem Prof. Andrea Parisi Kern Programa de Pós-Graduação em Eng. Civil UNISINOS Lógica linear de produção e consumo: Conceito Berço ao túmulo Extração Processamento

Leia mais

Exemplar Não Controlado

Exemplar Não Controlado 12 01 05 Aparas de matérias plásticas. Data: 07/12/2012 Pág. n.º 2/7 15 RESÍDUOS DE EMBALAGENS; ABSORVENTES, PANOS DE LIMPEZA, MATERIAIS FILTRANTES E VESTUÁRIO DE PROTEP ROTEÇÃO NÃO ANTERIORMENTE ESPECIFICADOS

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE NEPOMUCENO

PREFEITURA MUNICIPAL DE NEPOMUCENO Nepomuceno, 10 de junho de 2013. MENSAGEM Nº 019/2013 Exmo. Sr. Francisco Ricardo Gattini DD. Presidente da Câmara Municipal de NEPOMUCENO MG Senhor Presidente, Submeto à consideração da Augusta Casa Legislativa,

Leia mais

Gestão de resíduos da construção civil: proposta para a cidade de

Gestão de resíduos da construção civil: proposta para a cidade de Gestão de resíduos da construção civil: proposta para a cidade de Goiânia, Goiás Rhayanne Kückelhaus Rosa rhayannekrosa@hotmail.com MBA em Gestão de Projetos em Engenharia e Arquitetura Instituto de Pós-Graduação

Leia mais

RESÍDUOS CERÂMICOS DE BARRO VERMELHO PRODUÇÃO DE RESÍDUOS DE BARRO VERMELHO

RESÍDUOS CERÂMICOS DE BARRO VERMELHO PRODUÇÃO DE RESÍDUOS DE BARRO VERMELHO RESÍDUOS CERÂMICOS DE BARRO VERMELHO João Silva, Eng.º Civil, Mestre em Construção, IST Jorge de Brito, Professor Associado c/ Agregação, IST Mª Rosário Veiga, Investigadora Principal, LNEC Os sectores

Leia mais

ESTUDO DA GERAÇÃO E DISPOSIÇÃO DOS RESÍDUOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL NO BAIRRO DA LIBERDADE EM CAMPINA GRANDE-PB

ESTUDO DA GERAÇÃO E DISPOSIÇÃO DOS RESÍDUOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL NO BAIRRO DA LIBERDADE EM CAMPINA GRANDE-PB ESTUDO DA GERAÇÃO E DISPOSIÇÃO DOS RESÍDUOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL NO BAIRRO DA LIBERDADE EM CAMPINA GRANDE-PB Autoria: Rosa do Carmo de Oliveira Lima¹ (Orientadora) - Faculdade de Ciências Sociais Aplicadas

Leia mais

CLASSIFICAÇÃO DOS RESÍDUOS SÓLIDOS PROVINDOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL NA CIDADE DE ARARUNA-PB

CLASSIFICAÇÃO DOS RESÍDUOS SÓLIDOS PROVINDOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL NA CIDADE DE ARARUNA-PB CLASSIFICAÇÃO DOS RESÍDUOS SÓLIDOS PROVINDOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL NA CIDADE DE ARARUNA-PB SENA, T. S. (1); CLAUDINO, C. M. A. (1); DINIZ, M. I. L. (2); NEVES, Y. T. (3); FURTADO, G. F. S.(4) (1) Thiago

Leia mais

LEI Nº 10.847, DE 9 DE MARÇO DE 2010.

LEI Nº 10.847, DE 9 DE MARÇO DE 2010. LEI Nº 10.847, DE 9 DE MARÇO DE 2010. Institui o Plano Integrado de Gerenciamento de Resíduos da Construção Civil do Município de Porto Alegre, estabelece as diretrizes, os critérios e os procedimentos

Leia mais

Cartilha de gestão de entulho de obra

Cartilha de gestão de entulho de obra Cartilha de gestão de entulho de obra Introdução O Sinduscon-CE anualmente investe na publicação de manuais de segurança e sustentabilidade para o setor, com forma de incentivar as boas-práticas na construção

Leia mais

PROJECTO REAGIR Reciclagem de Entulho no Âmbito da Gestão Integrada de Resíduos

PROJECTO REAGIR Reciclagem de Entulho no Âmbito da Gestão Integrada de Resíduos PROJECTO REAGIR Reciclagem de Entulho no Âmbito da Gestão Integrada de Resíduos Câmara Municipal de Montemor-o-Novo Divisão de Ambiente e Serviços Urbanos Eng. Ana Simão PROJECTO REAGIR Reciclagem de Entulho

Leia mais

Prefeitura Municipal de São Miguel das Missões Construção de Lavanderia na UBS/Bairro Alegria PLANILHA ORÇAMENTÁRIA

Prefeitura Municipal de São Miguel das Missões Construção de Lavanderia na UBS/Bairro Alegria PLANILHA ORÇAMENTÁRIA 3.3 73942/002 Prefeitura Municipal de São Miguel das Missões 1. SERVIÇOS PRELIMINARES R$ 355,38 1.1 73801/001 DEMOLICAO DE PISO DE ALTA RESISTENCIA M² 8,25 R$ 17,84 R$ 22,30 R$ 183,98 1.2 LOCACAO CONVENCIONAL

Leia mais

V-Piovezan-Brasil-1 AVALIAÇÃO DOS RESÍDUOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL (RCC) GERADOS NO MUNICÍPIO DE SANTA MARIA RS BRASIL.

V-Piovezan-Brasil-1 AVALIAÇÃO DOS RESÍDUOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL (RCC) GERADOS NO MUNICÍPIO DE SANTA MARIA RS BRASIL. V-Piovezan-Brasil-1 AVALIAÇÃO DOS RESÍDUOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL (RCC) GERADOS NO MUNICÍPIO DE SANTA MARIA RS BRASIL. Gilson Tadeu Amaral Piovezan Júnior (1) Engenheiro Civil, Mestrando em Engenharia Civil

Leia mais

Concreto estrutural produzido com agregados graúdos reciclados de resíduos de construção

Concreto estrutural produzido com agregados graúdos reciclados de resíduos de construção Concreto estrutural produzido com agregados graúdos reciclados de resíduos de construção Structural concrete made with recycled construction coarse waste aggregates Lorena Viana Ferreira (1); William Oliveira

Leia mais

A Gestão de Resíduos de Construção e Demolição

A Gestão de Resíduos de Construção e Demolição A Gestão de Resíduos de Construção e Demolição 25 de Julho de 2008 Seminário: Gestão de Resíduos de Construção e Demolição Torre de Moncorvo Sumário Introdução Origem e composição dos RCD s Caracterização

Leia mais

DISCIPLINA a apresentação de Planos de Gerenciamento de Resíduos da Construção Civil PGRCC.

DISCIPLINA a apresentação de Planos de Gerenciamento de Resíduos da Construção Civil PGRCC. RESOLUÇÃO SMAC N.º 512, DE 11 DE MAIO DE 2012. DISCIPLINA a apresentação de Planos de Gerenciamento de Resíduos da Construção Civil PGRCC. O SECRETÁRIO MUNICIPAL DE MEIO AMBIENTE, no uso das atribuições

Leia mais

IMPACTOS CAUSADOS POR RESÍDUOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL NAS CARACTERÍSTICAS FÍSICO-QUÍMICAS DA ÁGUA DA LAGOA BARREIRO- VÁRZEA GRANDE /MT

IMPACTOS CAUSADOS POR RESÍDUOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL NAS CARACTERÍSTICAS FÍSICO-QUÍMICAS DA ÁGUA DA LAGOA BARREIRO- VÁRZEA GRANDE /MT Salvador/BA 25 a 28/11/2013 IMPACTOS CAUSADOS POR RESÍDUOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL NAS CARACTERÍSTICAS FÍSICO-QUÍMICAS DA ÁGUA DA LAGOA BARREIRO- VÁRZEA GRANDE /MT Elias da Macena Meira*, Alisson Martins da

Leia mais

RESÍDUOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL NOVA LEGISLAÇÃO PERMITE RÁPIDO AVANÇO PARA NORMAS TÉCNICAS E NOVAS

RESÍDUOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL NOVA LEGISLAÇÃO PERMITE RÁPIDO AVANÇO PARA NORMAS TÉCNICAS E NOVAS RESÍDUOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL NOVA LEGISLAÇÃO PERMITE RÁPIDO AVANÇO PARA NORMAS TÉCNICAS E NOVAS SOLUÇÕES. Arq. Tarcísio de Paula Pinto Mestre e Doutor pela USP Diretor da I&T Informações e Técnicas www.ietsp.com.br

Leia mais

Blocos de Vedação com Entulho

Blocos de Vedação com Entulho Blocos de Vedação com Entulho R. M. Abreu a ; R. W. Lopes b ; R. Azrak c, A. E. Salvi d a. Universidade Paulista, São Paulo, ricardo.abreu@yahoo.com.br b. Universidade Paulista, São Paulo, rico.lopes60@yahoo.com.br

Leia mais

Eloisa Maria Wistuba Dezembro/2014

Eloisa Maria Wistuba Dezembro/2014 Eloisa Maria Wistuba Dezembro/2014 1. Marcos legais no município 2. Resoluções Conselho Nacional do Meio Ambiente 3. Classificação dos resíduos de construção civil 4. Plano Integrado de Gerenciamento de

Leia mais

UTILIZAÇÃO DE RESÍDUOS NA CONSTRUÇÃO CIVIL

UTILIZAÇÃO DE RESÍDUOS NA CONSTRUÇÃO CIVIL UTILIZAÇÃO DE RESÍDUOS NA CONSTRUÇÃO CIVIL INTRODUÇÃO Construção Civil Importância no desenvolvimento social e econômico. Novas moradias, indústrias, estradas... Geradora de impactos ambientais e consumo

Leia mais

8/2/2011 AGLOMERANTES. Definição: Exemplos: Aglomerantes. Nomenclatura. Relação Pega x Endurecimento. Propriedades. Argila Gesso Cal Cimento Betume

8/2/2011 AGLOMERANTES. Definição: Exemplos: Aglomerantes. Nomenclatura. Relação Pega x Endurecimento. Propriedades. Argila Gesso Cal Cimento Betume Definição: AGLOMERANTES Aglomerantes são materiais ativos, geralmente pulverulentos, que entram na composição das pastas, argamassas e concretos. Nomenclatura Exemplos: Aglomerantes Aglomerantes = materiais

Leia mais

DESAFIOS PARA A IMPLEMENTAÇÃO DE POLÍTICAS PÚBLICAS PARA O GERENCIAMENTO DOS RESÍDUOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL

DESAFIOS PARA A IMPLEMENTAÇÃO DE POLÍTICAS PÚBLICAS PARA O GERENCIAMENTO DOS RESÍDUOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL DESAFIOS PARA A IMPLEMENTAÇÃO DE POLÍTICAS PÚBLICAS PARA O GERENCIAMENTO DOS RESÍDUOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL Claudiceia Silva Mendes 1 Resumo: A construção civil é reconhecida como uma das mais importantes

Leia mais

Orçamento: RESIDENCIA - ANDRE CONGONHAS

Orçamento: RESIDENCIA - ANDRE CONGONHAS Orçamento: RESIDENCIA - ANDRE CONGONHAS Orçamento parcial nº 1 SERVIÇOS PRELIMINARES 1.1 m2 Corte de capoeira fina a foice 900,000 0,19 171,00 1.2 m2 Raspagem e limpeza manual de terreno 900,000 0,63 567,00

Leia mais

SEMMA INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 018, DE 26 DE DEZEMBRO DE 2005.

SEMMA INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 018, DE 26 DE DEZEMBRO DE 2005. SEMMA INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 018, DE 26 DE DEZEMBRO DE 2005. Estabelece diretrizes, critérios e procedimentos para gestão dos resíduos da construção civil, disciplinando as ações necessárias de forma a

Leia mais

PREMIO CBIC DE INOVAÇÃO E SUSTENTABILIDADE

PREMIO CBIC DE INOVAÇÃO E SUSTENTABILIDADE 2012 PREMIO CBIC DE INOVAÇÃO E SUSTENTABILIDADE CICLO DE VIDA SUSTENTÁVEL DOS RESÍDUOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL: DA GERAÇÃO AO DESTINO FINAL PARCERIA COM: PRÊMIO CBIC DE INOVAÇÃO E SUSTENTABILIDADE - 2012 PROJETO:

Leia mais

CURSO DE CAPACITAÇÃO PARA A GESTÃO DOS MUNICÍPIOS. Marcos Vieira Analista Ambiental GELSAR/INEA

CURSO DE CAPACITAÇÃO PARA A GESTÃO DOS MUNICÍPIOS. Marcos Vieira Analista Ambiental GELSAR/INEA CURSO DE CAPACITAÇÃO PARA A GESTÃO DOS MUNICÍPIOS Marcos Vieira Analista Ambiental GELSAR/INEA Março/2012 Gerência ESTRUTURA GELSAR 1 Gerente SERURB SERVIÇO DE RESÍDUOS URBANOS 1 Chefe de Serviço, 5 analistas

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO DA 2ª ETAPA DA CONSTRUÇÃO DO BLOCO DE DIREITO

MEMORIAL DESCRITIVO DA 2ª ETAPA DA CONSTRUÇÃO DO BLOCO DE DIREITO MEMORIAL DESCRITIVO DA 2ª ETAPA DA CONSTRUÇÃO DO BLOCO DE DIREITO OBRA: CONSTRUÇÃO-BLOCO DIREITO PROPRIETÁRIO: FUNDAÇAO INTEGRADA MUNICIPAL DE ENSINO SUPERIOR DE MINEIROS (FIMES) ENDEREÇO OBRA:RUA 22 ESQ.

Leia mais

Gerenciamento dos Resíduos da Construção

Gerenciamento dos Resíduos da Construção Gerenciamento dos Resíduos da Construção Resíduos da Construção e Demolição Engenheiro Civil e Doutor em Engenharia Ambiental Joácio Morais Júnior João Pessoa - 2013 Problemática 2 ANÁLISE DO CICLO DE

Leia mais

Por que a mineração é importante na sua vida e no seu dia-a-dia

Por que a mineração é importante na sua vida e no seu dia-a-dia Por que a mineração é importante na sua vida e no seu dia-a-dia A importância da mineração nos dias de hoje A qualidade de vida é tema cada vez mais discutido atualmente. Quem viaja quer contar com rodovias

Leia mais

Gestão Ambiental de Resíduos na Construção Civil e Benefícios para o Meio Ambiente

Gestão Ambiental de Resíduos na Construção Civil e Benefícios para o Meio Ambiente - SEPesq Gestão Ambiental de Resíduos na Construção Civil e Benefícios para o Meio Ambiente Micheli Gonçalves Zamarchi Arquiteta e Urbanista Centro Universitário Metodista - IPA arquiteta.mz@gmail.com

Leia mais

Gestão de Resíduos Sólidos da Construção Civil

Gestão de Resíduos Sólidos da Construção Civil Gestão de Resíduos Sólidos da Construção Civil FACULDADES ÁREA 1 Curso de especialização em Gestão Ambiental com Tecnologias Limpas Módulo 10 Gestão de Resíduos Sólidos Professor Thiago Alexandro das Virgens

Leia mais

Instruções para a redução, o tratamento e a separação de resíduos de materiais resultantes de convenções e exposições

Instruções para a redução, o tratamento e a separação de resíduos de materiais resultantes de convenções e exposições Instruções para a redução, o tratamento e a separação de resíduos de materiais resultantes de convenções e exposições Introdução: Para se articular com a política de tratamento de resíduos sólidos Reciclagem

Leia mais

ESTABELECE O SISTEMA MUNICIPAL DE GERENCIAMENTO DOS RESÍDUOS DE CONSTRUÇÃO, DEMOLIÇÃO E RESÍDUOS VOLUMOSOS E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS.

ESTABELECE O SISTEMA MUNICIPAL DE GERENCIAMENTO DOS RESÍDUOS DE CONSTRUÇÃO, DEMOLIÇÃO E RESÍDUOS VOLUMOSOS E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. 1/11 LEI Nº 3645, DE 19 DE DEZEMBRO DE 2012. (Regulamentada pelo Decreto nº 6101/2015) ESTABELECE O SISTEMA MUNICIPAL DE GERENCIAMENTO DOS RESÍDUOS DE CONSTRUÇÃO, DEMOLIÇÃO E RESÍDUOS VOLUMOSOS E DÁ OUTRAS

Leia mais

MANUAL DE OBRAS DE SANEAMENTO MOS 3ª EDIÇÃO

MANUAL DE OBRAS DE SANEAMENTO MOS 3ª EDIÇÃO 3ª EDIÇÃO ÍNDICE GERAL P/ 1/5 0 DISPOSIÇÕES GERAIS DEFINIÇÃO, ORÇAMENTO... 2/39 CONTRATO, SUBCONTRATAÇÃO... 6/39 PRAZO DE EXECUÇÃO, GARANTIA DE SERVIÇO... 7/39 INST. DA OBRA, PESSOAL DA CONTRATADA... 8/39

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO DE REFORMA DA USF CORNÉLIA DA CONCEIÇÃO BOM SUCESSO

MEMORIAL DESCRITIVO DE REFORMA DA USF CORNÉLIA DA CONCEIÇÃO BOM SUCESSO ANEXO X MEMORIAL DESCRITIVO REFORMA DO USF CORNÉLIA DA CONCEIÇÃO - BOMSUCESSO 1. Histórico A unidade de Saúde Familiar Cornélia da Conceição do Bairro Bom Sucesso atende cerca de 70 usuários por dia, abrangendo

Leia mais

ARTIGO COM APRESENTAÇÃO BANNER - CONSTRUÇÕES SUSTENTÁVEIS UTILIZAÇÃO DOS RESÍDUOS DE CONSTRUÇÃO CIVIL E DEMOLIÇÃO NA PAVIMENTAÇ

ARTIGO COM APRESENTAÇÃO BANNER - CONSTRUÇÕES SUSTENTÁVEIS UTILIZAÇÃO DOS RESÍDUOS DE CONSTRUÇÃO CIVIL E DEMOLIÇÃO NA PAVIMENTAÇ ARTIGO COM APRESENTAÇÃO BANNER - CONSTRUÇÕES SUSTENTÁVEIS UTILIZAÇÃO DOS RESÍDUOS DE CONSTRUÇÃO CIVIL E DEMOLIÇÃO NA PAVIMENTAÇ DAIANE FERREIRA DIAS, ANA PAULA PINHEIRO CAUNETO, ISRAEL IASBIK, JOSÉ DAMATO

Leia mais

Prefeitura Municipal de Vila Velha Estado do Espírito Santo Secretaria de Desenvolvimento Sustentável

Prefeitura Municipal de Vila Velha Estado do Espírito Santo Secretaria de Desenvolvimento Sustentável TERMO DE REFERÊNCIA PARA ELABORAÇÃO DO PLANO DE GERENCIAMENTO DE RESÍDUOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL (PGRCC) 1 OBJETIVO Este Termo de Referência tem como finalidade orientar os geradores de resíduos sólidos provenientes

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE UM LAYOUT PARA UMA USINA DE RECICLAGEM DE RESÍDUOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL

DESENVOLVIMENTO DE UM LAYOUT PARA UMA USINA DE RECICLAGEM DE RESÍDUOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL DESENVOLVIMENTO DE UM LAYOUT PARA UMA USINA DE RECICLAGEM DE RESÍDUOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL Cinara Schaeffer Campagna (UFRGS) ci_campagna@ibest.com.br Carla Simone Ruppenthal Neumann (UFRGS) csrneumann@ea.ufrgs.br

Leia mais

III-086 VERIFICAÇÃO DA VIABILIDADE ECONÔMICA DE UMA USINA DE RECICLAGEM DE RESÍDUOS DE DEMOLIÇÃO E CONSTRUÇÃO CIVIL

III-086 VERIFICAÇÃO DA VIABILIDADE ECONÔMICA DE UMA USINA DE RECICLAGEM DE RESÍDUOS DE DEMOLIÇÃO E CONSTRUÇÃO CIVIL III-086 VERIFICAÇÃO DA VIABILIDADE ECONÔMICA DE UMA USINA DE RECICLAGEM DE RESÍDUOS DE DEMOLIÇÃO E CONSTRUÇÃO CIVIL Gilson Barbosa Athayde Júnior (1) Engenheiro Civil pela Universidade Federal da Paraíba,

Leia mais

DESAFIOS DA GESTÃO DOS RESÍDUOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL RCC CASE GR2 SANTA MARIA

DESAFIOS DA GESTÃO DOS RESÍDUOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL RCC CASE GR2 SANTA MARIA DESAFIOS DA GESTÃO DOS RESÍDUOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL RCC CASE GR2 SANTA MARIA PALESTRANTES GILSON TADEU AMARAL PIOVEZAN JUNIOR Engenheiro Civil - UFSM Especialista em Gestão de Recursos Hídricos - UFSM

Leia mais

Avaliação das propriedades das argamassas de revestimento produzidas com resíduos da construção e de demolição como agregado

Avaliação das propriedades das argamassas de revestimento produzidas com resíduos da construção e de demolição como agregado Artigos Avaliação das propriedades das argamassas de revestimento produzidas com resíduos da construção e de demolição como agregado Lucinei Tavares de Assunção Engenheira Civil Faculdade Ideal (FACI).

Leia mais

Resíduos sólidos na construção civil a percepção ambiental das construtoras de vitória (es).

Resíduos sólidos na construção civil a percepção ambiental das construtoras de vitória (es). Resíduos sólidos na construção civil a percepção ambiental das construtoras de vitória (es). Darival de moraes bastos júnior (UNIVIX) darival@pop.com.br Fábio almeida có (UNIVIX/CEFETES) falmco@uol.com.br

Leia mais