CONTRATO DE ADESÃO PVE. (Artigo 2.º n.º2, do Decreto-Lei n. 170/2008, de 26 de agosto)

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CONTRATO DE ADESÃO PVE. (Artigo 2.º n.º2, do Decreto-Lei n. 170/2008, de 26 de agosto)"

Transcrição

1 CONTRATO DE ADESÃO PVE (Artigo 2.º n.º2, do Decreto-Lei n. 170/2008, de 26 de agosto) Entre: Entidade de Serviços Partilhados da Administração Pública, I.P. com sede em Alfragide, na Av. Leite de Vasconcelos, n.º 2, com o número de pessoa coletiva , representada neste ato por.., na qualidade de Presidente do Conselho Diretivo, com poderes suficientes para o ato, adiante designada por ESPAP; E Entidade Aderente: Se for uma Câmara Municipal: Câmara Municipal de.., com sede em., pessoa coletiva n.º.., aqui representada pelo, na qualidade de.., com poderes suficientes para o ato, adiante designada por.. ou entidade aderente. Se for uma Junta de Freguesia: Junta Freguesia de.., com sede em., pessoa coletiva n.º.., aqui representada pelo, na qualidade de.., com poderes suficientes para o ato, adiante designada por.. ou entidade aderente. Se for um Organismo da Administração Regional: (Nome do Organismo), com sede em., pessoa coletiva n.º.., aqui representada pelo, na qualidade de.., com poderes suficientes para o ato, adiante designada por.. ou entidade aderente. Se for uma Empresa Pública: (nome da empresa), com sede em, com o capital social de., matriculada na Conservatória do Registo Comercial de, com o número único de matrícula e pessoa coletiva n.º.., representada neste ato por., na qualidade de, com poderes suficientes para o ato, adiante designada por. ou entidade aderente. É celebrado o presente contrato de adesão ao Parque de Veículos do Estado (PVE), o qual se rege pelas cláusulas seguintes: Cláusula 1.ª Objeto e âmbito 1. O presente contrato tem como objeto a adesão da aos serviços prestados pela ESPAP no âmbito do PVE na qualidade de entidade voluntária aderente com contrato de adesão ao Sistema Nacional de Compras Públicas (SNCP) celebrado a../../.. 2. O presente contrato implica, necessariamente, a prévia adesão da entidade aderente às categorias de veículos rodoviários e seguros de veículos no âmbito contrato de

2 adesão ao SNCP a que se refere o número anterior. 3. A entidade aderente mantém, para cada aquisição em concreto, e a todo o tempo, inteira liberdade de decisão sobre a utilização dos serviços oferecidos por via do presente contrato e, consequentemente, sobre o recurso aos acordos quadro celebrados pela ESPAP para as categorias de veículos rodoviários e seguros de veículos. 4. Sem prejuízo do disposto no número anterior, uma vez tomada a decisão de utilização dos serviços oferecidos no quadro do presente contrato de adesão relativamente a uma aquisição concreta, a mesma reger-se-á até final pelas disposições do presente contrato e do Código dos Contratos Públicos e demais legislação aplicável. Cláusula 2.ª Condições de adesão 1. Compete à entidade aderente: a) Nomear um gestor de serviço responsável pela gestão do presente contrato de adesão e dos contratos celebrados com os cocontratantes; b) Indicar quais os seus órgãos competentes para autorização da despesa, devendo observar, a todo o tempo, o regime legal da realização de despesa pública que se lhe aplique; c) Monitorizar o fornecimento de bens e a prestação de serviços e aplicar as devidas sanções em caso de incumprimento; d) Comunicar, em tempo útil, à ESPAP, os aspetos relevantes que tenham impacto no cumprimento do contrato e reportar os resultados da monitorização referida na alínea anterior; e) Mandatar a ESPAP para agir em seu nome na abertura e condução de procedimentos de aquisição de bens e serviços no âmbito dos acordos quadro relativos às categorias de veículos rodoviários e seguros de veículos celebrados pela ESPAP; f) Assegurar o cumprimento dos termos de utilização contratualmente estabelecidos; g) Assegurar todas as despesas e encargos necessários à aquisição, afetação e manutenção dos veículos das respetivas frotas; h) Coadjuvar a ESPAP, facultando as informações e disponibilizando os documentos que pela mesma lhe forem solicitados; i) Outorgar, dentro dos prazos legais, os contratos de aquisição ou de aluguer; j) Acompanhar as ordens de encomenda, conferir as faturas e proceder aos pagamentos que se mostrem devidos. 2. Compete ainda à entidade aderente, por cada pedido de aquisição efetuado: a) Proceder ao enquadramento das suas necessidades aquisitivas nas tipologias

3 de veículos previstas no acordo quadro de veículos rodoviários que se encontre em vigor; b) Garantir e fazer prova da autorização da despesa por quem tenha competência para o ata, enviando toda a documentação relevante à ESPAP no sentido de possibilitar a validação do pedido efetuado; c) Enviar, devidamente assinada, por quem tenha competência para o ato, a Declaração de Compromisso, constante do anexo I. 3. A adesão aos serviços prestados pela ESPAP implica o pagamento de um fee de 0,5% do valor total de cada aquisição. 4. A entidade aderente autoriza a ESPAP a publicitar a sua identidade na secção lista de entidades voluntárias aderentes aos serviços prestados pela ESPAP no seu sítio da internet. Cláusula 3.ª Serviços prestados pela ESPAP 1. No âmbito do presente contrato de adesão, a ESPAP presta os seguintes serviços: a) Receber e validar os pedidos de aquisição efetuados pelas entidades aderentes; b) Proceder à abertura e condução dos procedimentos de contratação da aquisição dos bens e serviços até 30 dias após a receção do pedido; c) Praticar todos os atos relacionados com os procedimentos de contratação da sua competência, designadamente: i. Formular os convites à apresentação de proposta aos cocontratantes no âmbito dos acordos quadro relativos às categorias de veículos rodoviários e seguros de veículos; ii. Responder a todos os esclarecimentos solicitados durante as consultas; iii. Praticar todos os atos que, nos termos do Código dos Contratos Públicos, cadernos de encargos dos respetivos acordos quadro e demais legislação aplicável, sejam necessários para o procedimento de contratação, incluindo o ato de adjudicação em representação das entidades aderentes; iv. Fazer e enviar as notas de encomenda; v. Validar o Contrato de Aluguer, quando aplicável, e demais documentação que seja enviada pelo cocontratante de aluguer operacional; d) Monitorizar as aquisições e supervisionar a aplicação das condições negociadas com os fornecedores de bens e os prestadores de serviços. 2. Sem prejuízo do disposto na subalínea iii) da alínea c) do n.º 1, a ESPAP pode, nos

4 procedimentos de contratação por si conduzidos, reverter para a entidade aderente a decisão final de adjudicação. 3. Para efeitos do disposto na presente cláusula, a ESPAP deverá cumprir as instruções da entidade aderente, designadamente no que respeita a quantidades, preços, prazos de entrega e outros aspetos relevantes. Cláusula 4.ª Utilização de ferramentas eletrónicas 1. As entidades aderentes podem fazer uso do Sistema de Gestão do PVE (SGPVE), para efeitos de repositório de informação da sua frota e respetiva gestão. 2. A ESPAP disponibilizará, através de ferramentas de ensino à distância no seu portal, a formação necessária à utilização do SGPVE. Cláusula 5.ª Enquadramento Legal A contratação da aquisição será efetuada pela ESPAP ao abrigo dos acordos quadro relativos às categorias de veículos rodoviários e seguros de veículos, do Código dos Contratos Públicos e demais legislação aplicável. Cláusula 6.ª Alteração das condições de adesão 1. Qualquer intenção de alteração às condições de adesão ao PVE deverá ser comunicada pela parte interessada à outra parte. 2. Qualquer alteração às condições de adesão deverá constar de documento escrito assinado por ambas as partes, sendo que produzirá efeitos a partir da data de assinatura do referido documento. 3. A modificação do contrato não pode conduzir à alteração de aspetos essenciais do mesmo. Cláusula 7.ª Início e duração do contrato 1. O presente contrato produz efeitos a partir da data da sua assinatura.

5 2. O presente contrato tem duração indeterminada, cessando no caso de uma das partes o denunciar, mediante notificação à outra parte, efetuada por carta registada com aviso de receção com uma antecedência mínima de 60 dias em relação à data em que se quer por termo ao mesmo. 3. Mantêm-se as obrigações da entidade aderente previstas no presente contrato enquanto estiverem em vigor os contratos celebrados com os cocontratantes com recurso ao PVE. Cláusula 8.ª Resolução de Litígios 1. Qualquer litígio ou diferendo entre as partes relativamente à interpretação ou execução do contrato de adesão que não seja consensualmente resolvido no prazo máximo de 30 dias será decidido por recurso à arbitragem. 2. A arbitragem será realizada por Tribunal Arbitral, de cujas decisões cabe recurso nos termos gerais de direito, composto por três árbitros, sendo um escolhido pela ESPAP, outro pela entidade aderente e um terceiro, que presidirá, pelos dois árbitros anteriores. 3. A nomeação dos árbitros pelas partes deverá ser feita no prazo de 15 dias a contar da receção, por escrito, do pedido de arbitragem. 4. Na falta de acordo, o árbitro presidente será designado pelo Presidente do Tribunal Central Administrativo a requerimento de qualquer das partes. 5. Se decorrerem mais de 3 meses sobre a data da indicação do primeiro árbitro sem que o Tribunal Arbitral esteja constituído, pode qualquer das partes recorrer aos tribunais administrativos, considerando-se, então, devolvida a jurisdição a esses tribunais. 6. No caso previsto no número anterior será exclusivamente competente o Tribunal Administrativo e Fiscal de Lisboa. 7. Se não houver acordo quanto ao objeto do litígio, o mesmo será o que resultar da petição da parte demandante e da resposta da parte demandada, se a houver, sendo fixado pelo árbitro presidente. 8. O Tribunal Arbitral funcionará em Lisboa e julgará segundo a equidade, devendo a respetiva decisão ser proferida no prazo de 3 meses a contar do termo da instrução do processo. 9. Em tudo o omisso é aplicável o disposto na Lei n.º 31/86, de 29 de agosto e no Título IX do Código de Processo nos Tribunais Administrativos. Cláusula 9.ª Comunicações e notificações 1. Quaisquer comunicações e notificações entre as partes relativas ao contrato de adesão

6 devem ser efetuadas através de correio eletrónico com aviso de entrega ou carta registada com aviso de receção, endereçados para as seguintes moradas ou números: ESPAP: Direção de Veículos do Estado e Logística Av. Leite de Vasconcelos, n.º 2, Amadora Telefone n.º (+351) Correio eletrónico: ENTIDADE ADERENTE: [Identificação da entidade] [gestor de serviço conforme alínea a) do n.º 1 da cláusula 2.ª] [Morada] Telefone n.º (+351) [.] Correio eletrónico: [..] 2. Qualquer comunicação ou notificação feita por carta registada é considerada recebida na data em que for assinado o aviso de receção ou, na falta dessa assinatura, na data indicada pelos serviços postais. 3. Qualquer comunicação ou notificação feita por correio eletrónico é considerada recebida na data constante na respetiva comunicação de receção transmitida pelo recetor para o emissor. Lisboa, de.. de. Pela ESPAP Pela Entidade Aderente

7 ANEXO I Declaração de compromisso [Nome da entidade], com sede [ ], pessoa coletiva n.º, matriculada na Conservatória do Registo Comercial de [ ], com código de acesso à certidão permanente online n.º [se aplicável], neste ato devidamente representada por [Nome], na qualidade de [qualidade em que representa a entidade] com poderes para o ato, Considerando que: a) A Entidade de Serviços Partilhados da Administração Pública, I.P. (ESPAP) é a entidade gestora do Sistema Nacional de Compras Públicas (SNCP) e do Parque de Veículos do Estado (PVE), aos quais se encontram vinculados os serviços da administração direta do Estado e os institutos públicos, bem como as entidades voluntárias que tenham aderido nos termos do Decreto-Lei n.º 37/2007, de 19 de fevereiro e do Decreto-Lei n.º 117-A/2012, de 14 de junho; b) Enquanto entidade gestora do PVE cabe-lhe centralizar as aquisições relativas às categorias de veículos rodoviários e seguros de veículos no âmbito dos acordos quadro celebrado para o efeito; c) A aquisição centralizada de veículos rodoviários e seguros de veículos pela ESPAP e a consequente agregação das necessidades das entidades adquirentes traduz a assunção, pela ESPAP, de obrigações que, em primeira instância, caberiam a essas entidades adquirentes; Vem, pela presente, declarar que se aceita, nos precisos termos em que as mesmas forem desenvolvidas pela ESPAP, a atividade de agregação das aquisições de veículos rodoviários e seguros de veículos, bem como a preparação e tramitação das consultas destinadas àquelas aquisições e o resultado obtido, de acordo com o pedido datado de [colocar a data do pedido] com a Ref...., ao cocontratante cuja proposta seja adjudicada pela ESPAP, assumindo todos e quaisquer encargos ou custos decorrentes do procedimento que vierem a ser imputados à ESPAP, pela não-aceitação do bem ou serviço. [data]. [assinatura].

ANEXO II MODELO DE CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE RECOLHA DE RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS E LIMPEZA URBANA PELA EGEO TECNOLOGIA E AMBIENTE, S.A.

ANEXO II MODELO DE CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE RECOLHA DE RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS E LIMPEZA URBANA PELA EGEO TECNOLOGIA E AMBIENTE, S.A. REGULAMENTO TARIFÁRIO E DE EXPLORAÇÃO DA CONCESSÃO DOS SERVIÇOS DE LIMPEZA URBANA E RECOLHA DE RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS NA ÁREA DE JURISDIÇÃO DA APL -ADMINISTRAÇÃO DO PORTO DE LISBOA, S.A. ANEXO II MODELO

Leia mais

MINUTA DE CONTRATO - PROMESSA DE COMPRA E VENDA

MINUTA DE CONTRATO - PROMESSA DE COMPRA E VENDA MINUTA DE CONTRATO - PROMESSA DE COMPRA E VENDA Entre: INSTITUTO DA HABITAÇÃO E DA REABILITAÇÃO URBANA, I.P., pessoa coletiva nº 501 460 888, com sede na Avenida Columbano Bordalo Pinheiro, 5, 1099-019

Leia mais

CADERNO DE ENCARGOS. Acordo-quadro para o fornecimento de gás natural em regime de mercado livre para Portugal Continental

CADERNO DE ENCARGOS. Acordo-quadro para o fornecimento de gás natural em regime de mercado livre para Portugal Continental CADERNO DE ENCARGOS Acordo-quadro para o fornecimento de gás natural em regime de mercado livre para Portugal Continental PARTE I DO ACORDO-QUADRO 3 Secção I Disposições gerais 3 Artigo 1.º Definições

Leia mais

MINUTA DE CONTRATO DE GESTÃO ACESSO E PERMANÊNCIA DA ACTIVIDADE DE INSPECÇÃO TÉCNICA A VEÍCULOS

MINUTA DE CONTRATO DE GESTÃO ACESSO E PERMANÊNCIA DA ACTIVIDADE DE INSPECÇÃO TÉCNICA A VEÍCULOS MINUTA DE CONTRATO DE GESTÃO ACESSO E PERMANÊNCIA DA ACTIVIDADE DE INSPECÇÃO TÉCNICA A VEÍCULOS O primeiro outorgante, o Instituto da Mobilidade e dos Transportes Terrestres, I.P., doravante designado

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO URGENTE PARA FORNECIMENTO DE ENERGIA ELÉTRICA PARA O EDIFÍCIO SEDE DO TURISMO DO ALGARVE, POSTOS DE TURISMO E ARMAZÉM DE BELA MANDIL

CONCURSO PÚBLICO URGENTE PARA FORNECIMENTO DE ENERGIA ELÉTRICA PARA O EDIFÍCIO SEDE DO TURISMO DO ALGARVE, POSTOS DE TURISMO E ARMAZÉM DE BELA MANDIL CONCURSO PÚBLICO URGENTE PARA FORNECIMENTO DE ENERGIA ELÉTRICA PARA O EDIFÍCIO SEDE DO TURISMO DO ALGARVE, POSTOS DE TURISMO E ARMAZÉM DE BELA MANDIL PROGRAMA DE CONCURSO ÍNDICE Artigo 1.º - Identificação

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO SEM PUBLICIDADE INTERNACIONAL PARA A AQUISIÇÃO DE SERVIÇOS POR LOTES DE IMPRESSÃO DE DIVERSAS PUBLICAÇÕES

CONCURSO PÚBLICO SEM PUBLICIDADE INTERNACIONAL PARA A AQUISIÇÃO DE SERVIÇOS POR LOTES DE IMPRESSÃO DE DIVERSAS PUBLICAÇÕES CONCURSO PÚBLICO SEM PUBLICIDADE INTERNACIONAL PARA A AQUISIÇÃO DE SERVIÇOS POR LOTES DE IMPRESSÃO DE DIVERSAS PUBLICAÇÕES Página 1 de 8 PROGRAMA DE CONCURSO ÍNDICE Artigo 1.º - objeto do concurso Artigo

Leia mais

CONCESSÃO DE EXPLORAÇÃO DOS BARES DAS PISCINAS MUNICIPAIS COBERTAS E DESCOBERTAS CADERNO DE ENCARGOS

CONCESSÃO DE EXPLORAÇÃO DOS BARES DAS PISCINAS MUNICIPAIS COBERTAS E DESCOBERTAS CADERNO DE ENCARGOS CONCESSÃO DE EXPLORAÇÃO DOS BARES DAS PISCINAS MUNICIPAIS COBERTAS E DESCOBERTAS Pág. 04 ÍNDICE CAPÍTULO I... 7 DISPOSIÇÕES GERAIS... 7 Cláusula 1.ª... 7 Objeto... 7 Cláusula 2.ª... 7 Forma e documentos

Leia mais

Referência: AEN2ABT N.º 08/2014 CADERNO DE ENCARGOS

Referência: AEN2ABT N.º 08/2014 CADERNO DE ENCARGOS Referência: AEN2ABT N.º 08/2014 CADERNO DE ENCARGOS Aquisição de Serviços de Transporte Escolar em Táxi para a Escola Básica e Secundária Dr. Manuel Fernandes e Escola Básica António Torrado do Agrupamento

Leia mais

CADERNO DE ENCARGOS. Alienação de Autorização de Produção. Concurso Público nº: 01/EPDRR-ABM/2015-AP CADERNO DE ENCARGOS

CADERNO DE ENCARGOS. Alienação de Autorização de Produção. Concurso Público nº: 01/EPDRR-ABM/2015-AP CADERNO DE ENCARGOS Alienação de Autorização de Produção Concurso Público nº: 01/EPDRR-ABM/2015-AP Página 1 de 8 Índice de Conteúdo CAPÍTULO I - CLÁUSULAS JURÍDICAS -... 3 ARTIGO 1º - OBJETO -... 3 ARTIGO 2º - PRAZO -...

Leia mais

Anexo I Contrato-Tipo de Participação no BPnet. CONTRATO DE PARTICIPAÇÃO NO BPnet

Anexo I Contrato-Tipo de Participação no BPnet. CONTRATO DE PARTICIPAÇÃO NO BPnet Anexo à Instrução nº 30/2002 Anexo I Contrato-Tipo de Participação no BPnet CONTRATO DE PARTICIPAÇÃO NO BPnet No âmbito do BPnet é estabelecido entre o BANCO DE PORTUGAL, pessoa colectiva de direito público

Leia mais

- Manual do Utilizador - Relatórios de Contratação no SRVI

- Manual do Utilizador - Relatórios de Contratação no SRVI Março de 2016 Índice 1 Enquadramento... 3 2 Credenciação no SAC... 5 3 Relatório de Contratação (RC)... 7 3.1 Preencher e submeter um RC na PECP... 7 3.2 Criar um RC diretamente no SRVI... 7 3.3 Consultar

Leia mais

AUTORIZAÇÃO N.º ICP ANACOM - 2/ SP

AUTORIZAÇÃO N.º ICP ANACOM - 2/ SP AUTORIZAÇÃO N.º ICP ANACOM - 2/2012 - SP O Vice-Presidente do Conselho de Administração do ICP-Autoridade Nacional de Comunicações (ICP-ANACOM), decide, nos termos do artigo 5.º do Decreto-Lei n.º 150/2001,

Leia mais

CONVOCATÓRIA ORDEM DE TRABALHOS:

CONVOCATÓRIA ORDEM DE TRABALHOS: THE NAVIGATOR COMPANY, S.A. Sociedade aberta Capital - 717.500.000,00 Pessoa colectiva n.º 503025798 Matriculada na Conservatória do Registo Comercial de Setúbal Sede - Península da Mitrena, freguesia

Leia mais

MANUAL ACORDO QUADRO COMBUSTIVEIS RODOVIÁRIOS

MANUAL ACORDO QUADRO COMBUSTIVEIS RODOVIÁRIOS Fundamentos do Acordo Quadro MANUAL ACORDO QUADRO COMBUSTIVEIS RODOVIÁRIOS 2.1.1 Objecto e constituição de lotes O acordo quadro estabelece as condições jurídicas, técnicas e económicas para a aquisição

Leia mais

Contrato n.º 12/2015. É celebrado o presente contrato que se regerá pelo disposto nas cláusulas seguintes: Cláusula 1ª. Objeto do Contrato

Contrato n.º 12/2015. É celebrado o presente contrato que se regerá pelo disposto nas cláusulas seguintes: Cláusula 1ª. Objeto do Contrato CONTRATO DE AQUISIÇÃO DE EQUIPAMENTOS PARA AS ATIVIDADES PRÁTICAS DOS ALUNOS DO CURSO DE EDUCAÇÃO E FORMAÇÃO DE JOVENS DE PANIFICAÇÃO E PASTELARIA E DO CURSO PROFISSIONAL DE RESTAURAÇÃO DO AGRUPAMENTO

Leia mais

CADERNO DE ENCARGOS AQUISIÇÃO DE SERVIÇOS DE MANUTENÇÃO PREVENTIVA E CORRETIVA PARA AS INSTALAÇÕES DA DGSS PARTE I CÁUSULAS JURÍDICAS

CADERNO DE ENCARGOS AQUISIÇÃO DE SERVIÇOS DE MANUTENÇÃO PREVENTIVA E CORRETIVA PARA AS INSTALAÇÕES DA DGSS PARTE I CÁUSULAS JURÍDICAS CADERNO DE ENCARGOS AQUISIÇÃO DE SERVIÇOS DE MANUTENÇÃO PREVENTIVA E CORRETIVA PARA AS INSTALAÇÕES DA DGSS Referência: Manutenção das instalações - DGSS/2014 PARTE I CÁUSULAS JURÍDICAS Cláusula 1ª Objeto

Leia mais

Orientações EBA/GL/2015/

Orientações EBA/GL/2015/ EBA/GL/2015/19 19.10.2015 Orientações sobre as notificações de passaporte de intermediários de crédito que intervenham em operações de crédito abrangidas pela Diretiva de Crédito Hipotecário 1 1. Obrigações

Leia mais

DIREÇÃO REGIONAL DA SOLIDARIEDADE SOCIAL

DIREÇÃO REGIONAL DA SOLIDARIEDADE SOCIAL CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS Entre, de uma parte, a Direção Regional da Solidariedade Social, com sede no Solar dos Remédios, 9701-855 Angra do Heroísmo, Concelho de Angra do Heroísmo, representado

Leia mais

CADERNO DE ENCARGOS. Serviços de catering para a Conferência Anual de Serviços Partilhados e Compras Públicas

CADERNO DE ENCARGOS. Serviços de catering para a Conferência Anual de Serviços Partilhados e Compras Públicas CADERNO DE ENCARGOS Serviços de catering para a Conferência Anual de Serviços Partilhados e Compras ÍNDICE CLÁUSULAS JURÍDICAS... 3 Cláusula 1.ª Objeto... 3 Cláusula 2.ª Local da prestação de serviços...

Leia mais

(centros de recolha e alojamentos de hospedagem com e sem fins lucrativos)

(centros de recolha e alojamentos de hospedagem com e sem fins lucrativos) (centros de recolha e alojamentos de hospedagem com e sem fins lucrativos) Direção Geral de Alimentação e Veterinária Direção de Serviços de Proteção Animal Largo da Academia Nacional de Belas Artes, 2

Leia mais

ÍNDICE. Caderno de Encargos: Parte I Disposições Gerais. 1. Identificação do procedimento. 2. Objeto do procedimento

ÍNDICE. Caderno de Encargos: Parte I Disposições Gerais. 1. Identificação do procedimento. 2. Objeto do procedimento ÍNDICE Caderno de Encargos: Parte I Disposições Gerais 1. Identificação do procedimento 2. Objeto do procedimento 3. Locais de realização dos serviços 4. Obrigações do adjudicatário 5. Valor Base 6. Prazo

Leia mais

AJUSTE DIRECTO/2014/18

AJUSTE DIRECTO/2014/18 CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS E ALUGUER DE PALCOS, CAMARINS E OUTROS EQUIPAMENTOS PARA INICIATIVA "CAIS DE FADO" A INSTALAR NA SERRA DO PILAR E MARGINAL DE GAIA AJUSTE DIRECTO/2014/18 CONTRAENTES:

Leia mais

Minuta de Contrato do Procedimento por Ajuste Direto nº 35/2015 com Convite a. Entre:

Minuta de Contrato do Procedimento por Ajuste Direto nº 35/2015 com Convite a. Entre: Minuta de Contrato do Procedimento por Ajuste Direto nº 35/2015 com Convite a Um Interessado para Aquisição de Serviços de Animação Turística e de Transportes de Técnicos e Artistas no âmbito do Festival

Leia mais

CADERNO DE ENCARGOS. Aquisição de serviços de formação comportamental e motivação de equipas espap

CADERNO DE ENCARGOS. Aquisição de serviços de formação comportamental e motivação de equipas espap CADERNO DE ENCARGOS Aquisição de serviços de formação comportamental e motivação de equipas espap ÍNDICE CLÁUSULAS JURÍDICAS... 3 Cláusula 1.ª Objeto... 3 Cláusula 2.ª Local da prestação de serviços...

Leia mais

Título de injunção europeu

Título de injunção europeu PATRÍCIA PINTO ALVES Título de injunção europeu VERBO jurídico VERBO jurídico Título de injunção europeu: 2 Título de injunção europeu PATRÍCIA PINTO ALVES Mestre em Direito pela Escola de Direito da Universidade

Leia mais

CONTRATO N.º 74 FORNECIMENTO DE CATETER DE ABLAÇÃO RENAL

CONTRATO N.º 74 FORNECIMENTO DE CATETER DE ABLAÇÃO RENAL CONTRATO N.º 74 FORNECIMENTO DE CATETER DE ABLAÇÃO RENAL Entre Hospital Garcia de Orta, E.P.E., com sede na Av. Torrado da Silva, Pragal, 2801-951 Almada, pessoa colectiva n.º 506 361 470, registada na

Leia mais

PROGRAMA DO CONCURSO E CADERNO DE ENCARGOS

PROGRAMA DO CONCURSO E CADERNO DE ENCARGOS PROGRAMA DO CONCURSO E CADERNO DE ENCARGOS AQUISIÇÃO DE DISPOSITIVOS MÉDICOS CATETER BALÃO DE ANGIOPLASTIA CONCURSO PÚBLICO N.º 120006/16 1 Programa de Concurso DISPOSIÇÕES INICIAIS Artigo 1.º Definições

Leia mais

Aos vinte e nove dias do mês de novembro de dois mil e treze, os seguintes outorgantes:

Aos vinte e nove dias do mês de novembro de dois mil e treze, os seguintes outorgantes: CONTRATO DE FORNECIMENTO DE SERVIÇOS DE PRODUÇÃO DE DOCUMENTO DE DESIGN E ACOMPANHAMENTO DE PRODUÇÃO DE JOGO ESTRATÉGICO PARA A REDE DE CASTELOS E MURALHAS DO MONDEGO Valor: 34.000,00 Aos vinte e nove

Leia mais

Formação de funcionários administrativos dos centros do IST

Formação de funcionários administrativos dos centros do IST Formação de funcionários administrativos dos centros do IST Iria Fernandes Rogério Colaço Lisboa, 26 de Fevereiro de 2014 Anfiteatro PA3 Procedimento em que a entidade adjudicante convida diretamente uma

Leia mais

MUNICÍPIO DE CUBA Câmara Municipal

MUNICÍPIO DE CUBA Câmara Municipal MUNICÍPIO DE CUBA Câmara Municipal CADERNO DE ENCARGOS Cessão da Exploração do Estabelecimento de Bebidas Bar das Piscinas Municipais Descobertas de Cuba I PARTE CLÁUSULAS GERAIS Artº. 1º Âmbito de aplicação

Leia mais

SECRETARIA REGIONAL DA EDUCAÇÃO E RECURSOS HUMANOS (SRE)

SECRETARIA REGIONAL DA EDUCAÇÃO E RECURSOS HUMANOS (SRE) SECRETARIA REGIONAL DA EDUCAÇÃO E RECURSOS HUMANOS (SRE) GABINETE DO SECRETÁRIO REGIONAL PROGRAMA DE CONCURSO REF. Nº CPU01/SRE/2013 CONCURSO PÚBLICO URGENTE LOCAÇÃO DE PLATAFORMA DE APOIO À GESTÃO ESCOLAR

Leia mais

o Identificação do medicamento (nome comercial, DCI, n.º de lote, tamanho de embalagem);

o Identificação do medicamento (nome comercial, DCI, n.º de lote, tamanho de embalagem); Requisitos e condições necessários à obtenção de autorização para dispensa de medicamentos ao domicílio e através da Internet por parte das farmácias, ao abrigo da Portaria n.º 1427/2007, de 2 de novembro

Leia mais

CONCURSO Nº 2/DGS/2017

CONCURSO Nº 2/DGS/2017 CONCURSO Nº 2/DGS/2017 VENDA DE UMA MORADIA NO BAIRRO DA MADRE DE DEUS CONCELHO DE LISBOA REGULAMENTO ÍNDICE 1. Objeto do concurso 2. Consulta do processo 3. Concorrentes 4. Visita ao imóvel 5. Caracterização

Leia mais

Acordo quadro para a prestação de serviços de consultadoria, desenvolvimento e manutenção de software

Acordo quadro para a prestação de serviços de consultadoria, desenvolvimento e manutenção de software Acordo quadro para a prestação de serviços de consultadoria, desenvolvimento e manutenção de software PROGRAMA DE CONCURSO Janeiro de 2013 ÍNDICE CAPÍTULO I OBJETO E ÂMBITO DO CONCURSO... 3 Artigo 1.º

Leia mais

Programa do Procedimento

Programa do Procedimento Direção Nacional Unidade Orgânica de Logística e Finanças Departamento de Logística Programa do Procedimento Concurso Público n.º 21/DAC/2013 Aquisição de dois cinemómetros de controlo de velocidade Programa

Leia mais

EXERCÍCIO DA ATIVIDADE DE INTERMEDIAÇÃO DE MEDICAMENTOS DE USO HUMANO REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA

EXERCÍCIO DA ATIVIDADE DE INTERMEDIAÇÃO DE MEDICAMENTOS DE USO HUMANO REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA EXERCÍCIO DA ATIVIDADE DE INTERMEDIAÇÃO DE MEDICAMENTOS DE USO HUMANO REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA A intermediação de medicamentos é qualquer atividade ligada à venda ou compra de medicamentos, com exceção

Leia mais

AJUSTE DIRECTO. Aquisição de Escultura em Pedra Mármore de Estremoz CADERNO DE ENCARGOS

AJUSTE DIRECTO. Aquisição de Escultura em Pedra Mármore de Estremoz CADERNO DE ENCARGOS AJUSTE DIRECTO Aquisição de Escultura em Pedra Mármore de Estremoz CADERNO DE ENCARGOS Índice Capítulo I - Disposições Gerais... Cláusula 1.ª Objeto... Cláusula 2.ª Local, prazo e modo da prestação...

Leia mais

PROTOCOLO ENTRE A FUNDAÇÃO PARA A CIÊNCIA E A TECNOLOGIA, IP RELATIVO AO TRUSTED CERTIFICATE SERVICE NA FCT

PROTOCOLO ENTRE A FUNDAÇÃO PARA A CIÊNCIA E A TECNOLOGIA, IP RELATIVO AO TRUSTED CERTIFICATE SERVICE NA FCT PROTOCOLO ENTRE A FUNDAÇÃO PARA A CIÊNCIA E A TECNOLOGIA, IP E RELATIVO AO TRUSTED CERTIFICATE SERVICE NA FCT Considerando que a Fundação para a Ciência e a Tecnologia, IP, celebrou com a GÉANT Association

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DAS LAJES DAS FLORES CADERNO DE ENCARGOS AQUISIÇÃO DE COMBUSTÍVEIS

CÂMARA MUNICIPAL DAS LAJES DAS FLORES CADERNO DE ENCARGOS AQUISIÇÃO DE COMBUSTÍVEIS CÂMARA MUNICIPAL DAS LAJES DAS FLORES CADERNO DE ENCARGOS AQUISIÇÃO DE COMBUSTÍVEIS CADERNO DE ENCARGOS PARTE I CLÁUSULAS JURÍDICAS Artigo 1.º Objeto O objecto do contrato consiste, de acordo com as cláusulas

Leia mais

Regulamento de Arbitragem. Centro de Arbitragem de Conflitos de Consumo do Algarve

Regulamento de Arbitragem. Centro de Arbitragem de Conflitos de Consumo do Algarve Regulamento de Arbitragem Centro de Arbitragem de Conflitos de Consumo do Algarve Capítulo 1 Objeto, natureza e âmbito geográfico Artigo 1.º Objeto O Centro de Informação, Mediação e Arbitragem de Conflitos

Leia mais

MINUTA DE CONTRATO-PROGRAMA

MINUTA DE CONTRATO-PROGRAMA MINUTA DE CONTRATO-PROGRAMA (n.º 4 do art.º 23.º do D.L. n.º 57/2016, de 29 de agosto) Entre: 1) A FUNDAÇÃO PARA A CIÊNCIA E A TECNOLOGIA, I.P., NIPC 503904040, pessoa coletiva de direito público, com

Leia mais

Município de Marvão. Alienação das Habitações do Bairro Fronteira de Marvão

Município de Marvão. Alienação das Habitações do Bairro Fronteira de Marvão Victor Manuel Martins Frutuoso, Presidente da Câmara Municipal de Marvão, torna públicas as condições de alienação das habitações do Bairro da Fronteira, aprovadas na reunião de Câmara Municipal, do dia

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE PONTE DE SOR CADERNO DE ENCARGOS AJUSTE DIRETO

CÂMARA MUNICIPAL DE PONTE DE SOR CADERNO DE ENCARGOS AJUSTE DIRETO CÂMARA MUNICIPAL DE PONTE DE SOR CADERNO DE ENCARGOS AJUSTE DIRETO Fornecimento do Serviço de Catering e Aluguer de Tenda para o Almoço dos Idosos do Concelho de Ponte de Sor ÍNDICE PARTE I CLÁUSULAS JURÍDICAS...

Leia mais

Cláusula Segunda Prazo O prazo para execução do presente contrato é 365 (trezentos e sessenta e cinco) dias a contra da data da consignação.

Cláusula Segunda Prazo O prazo para execução do presente contrato é 365 (trezentos e sessenta e cinco) dias a contra da data da consignação. CONTRATO DE EMPREITADA DE OBRA PÚBLICA Nº 135/2016 0103/DOM/DEM/15 REPARAÇÕES DIVERSAS DE CONSTRUÇÃO CIVIL EM ESCOLAS E JARDINS DE INFÂNCIA DO MUNICÍPIO DE OEIRAS Entre: Município de Oeiras, Pessoa Colectiva

Leia mais

CONTRATO DE ADESÃO AO SISTEMA DO ACERTO DE CONTAS

CONTRATO DE ADESÃO AO SISTEMA DO ACERTO DE CONTAS CONTRATO DE ADESÃO AO SISTEMA DO ACERTO DE CONTAS Condições Gerais do Contrato de Adesão ao Sistema do Acerto de Contas O presente Contrato é celebrado ao abrigo das normas legais, regulamentares e procedimentais

Leia mais

CONTRATO DE COMPRA DE ENERGIA ELÉTRICA UNIDADES DE MICROPRODUÇÃO

CONTRATO DE COMPRA DE ENERGIA ELÉTRICA UNIDADES DE MICROPRODUÇÃO CONTRATO DE COMPRA DE ENERGIA ELÉTRICA UNIDADES DE MICROPRODUÇÃO Entre, residente em com o número de contribuinte, adiante designado(a) abreviadamente por Produtor; e EDP Serviço Universal, S.A., com sede

Leia mais

REGULAMENTO DE ARRENDAMENTO DE IMÓVEIS

REGULAMENTO DE ARRENDAMENTO DE IMÓVEIS REGULAMENTO DE ARRENDAMENTO DE IMÓVEIS CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS Artigo 1.º Objeto O presente regulamento estabelece as normas pelas quais o Instituto de Gestão Financeira da Segurança Social, I.P.

Leia mais

CONTRATO DE LICENÇA PARA USO DE MARCA E DO LOGO NATURAL.PT

CONTRATO DE LICENÇA PARA USO DE MARCA E DO LOGO NATURAL.PT CONTRATO DE LICENÇA PARA USO DE MARCA E DO LOGO NATURAL.PT Aos dias do mês de do ano de 2015 Entre: PRIMEIRO: INSTITUTO DA CONSERVAÇÃO DA NATUREZA E DAS FLORESTAS, I.P. (ICNF), designado por ICNF, pessoa

Leia mais

CONVITE. Câmara Municipal de Proença a Nova CESSÃO DE EXPLORAÇÃO DO BAR DA ZONA DE LAZER DA PEDRA DO ALTAR

CONVITE. Câmara Municipal de Proença a Nova CESSÃO DE EXPLORAÇÃO DO BAR DA ZONA DE LAZER DA PEDRA DO ALTAR CONVITE Câmara Municipal de Proença a Nova CESSÃO DE EXPLORAÇÃO DO BAR DA ZONA DE LAZER DA PEDRA DO ALTAR A Câmara Municipal de Proença a Nova, sita na Avenida do Colégio, 6150 401 Proença a Nova, com

Leia mais

ASSEMBLEIA GERAL ANUAL AVISO CONVOCATÓRIO

ASSEMBLEIA GERAL ANUAL AVISO CONVOCATÓRIO IMOBILIÁRIA CONSTRUTORA GRÃO-PARÁ, S.A. Sociedade Aberta Sede: Edifício Espaço Chiado Rua da Misericórdia, 12 a 20, 5º andar, Escritório n.º 19 1200-273 Lisboa Capital social: Euro 12.500.000 Matriculada

Leia mais

CONVOCATÓRIA. Sociedade Aberta - Capital Social ,00 - Pessoa Colectiva n.º C.R.C. Lisboa

CONVOCATÓRIA. Sociedade Aberta - Capital Social ,00 - Pessoa Colectiva n.º C.R.C. Lisboa JERÓNIMO MARTINS, SGPS, S.A. Sociedade Aberta Rua Tierno Galvan, Torre 3 9.º J, Lisboa Capital Social de Euro 629.293.220,00 Matricula na Conservatória do Registo Comercial de Lisboa e NIPC: 500 100 144

Leia mais

[ ], [estado civil], residente na [ ], contribuinte fiscal n.º [ ], portadora do cartão de cidadão

[ ], [estado civil], residente na [ ], contribuinte fiscal n.º [ ], portadora do cartão de cidadão CONTRATO DE ARRENDAMENTO COMERCIAL [ ], [estado civil], residente na [ ], contribuinte fiscal n.º [ ], portador do cartão de cidadão n.º [ ], válido até [ ], contrata na qualidade de locador, doravante

Leia mais

REGULAMENTO DE ARRENDAMENTO DE IMÓVEIS CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS. Artigo 1.º. Objeto

REGULAMENTO DE ARRENDAMENTO DE IMÓVEIS CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS. Artigo 1.º. Objeto REGULAMENTO DE ARRENDAMENTO DE IMÓVEIS CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS Artigo 1.º Objeto O presente regulamento estabelece as normas pelas quais o Instituto de Gestão Financeira da Segurança Social, I.P.

Leia mais

NORMA DE GESTÃO N.º 4/NORTE2020/ Rev 1

NORMA DE GESTÃO N.º 4/NORTE2020/ Rev 1 NORMA DE GESTÃO N.º 4/NORTE2020/2015 1 Rev 1 [Operações públicas FEDER] 1 Não aplicável a operações enquadradas no Sistema de Incentivos às Empresas e a operações cofinanciadas pelo FSE. CONTROLO DO DOCUMENTO

Leia mais

CADERNO DE ENCARGOS AJUSTE DIRETO Nº 01/2015 FORNECIMENTO DE ENERGIA ELÉTRICA

CADERNO DE ENCARGOS AJUSTE DIRETO Nº 01/2015 FORNECIMENTO DE ENERGIA ELÉTRICA CADERNO DE ENCARGOS AJUSTE DIRETO Nº 01/2015 FORNECIMENTO DE ENERGIA ELÉTRICA Conteúdo Cláusula 1ª - Objeto do Contrato... 3 Cláusula 2ª - Contrato... 3 Cláusula 3ª - Prazo... 3 Cláusula 4ª Obrigações

Leia mais

Celbi ESTATUTOS DO AGRUPAMENTO COMPLEMENTAR DE EMPRESAS - ACE CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS. Artigo Primeiro (Firma)

Celbi ESTATUTOS DO AGRUPAMENTO COMPLEMENTAR DE EMPRESAS - ACE CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS. Artigo Primeiro (Firma) Celbi ESTATUTOS DO AGRUPAMENTO COMPLEMENTAR DE EMPRESAS - ACE CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS Artigo Primeiro (Firma) O Agrupamento Complementar de Empresas adoptará a denominação AFOCELCA Agrupamento Complementar

Leia mais

EDITAL/ANUNCIO 126/2012 PROCEDIMENTO DE NEGOCIAÇÃO, COM PUBLICAÇÃO PRÉVIA DE ANÚNCIO, PARA VENDA DE 18 LOTES DE TERRENO SITOS NO CONCELHO DE CASCAIS

EDITAL/ANUNCIO 126/2012 PROCEDIMENTO DE NEGOCIAÇÃO, COM PUBLICAÇÃO PRÉVIA DE ANÚNCIO, PARA VENDA DE 18 LOTES DE TERRENO SITOS NO CONCELHO DE CASCAIS 04.04.2012 Sumário PROCEDIMENTO DE NEGOCIAÇÃO, COM PUBLICAÇÃO PRÉVIA DE ANÚNCIO, PARA VENDA DE 18 LOTES DE TERRENO, SITOS NO CONCELHO DE CASCAIS EDITAL/ANÚNCIO 126/2012 EDITAL/ANUNCIO 126/2012 PROCEDIMENTO

Leia mais

ORIENTAÇÃO DE GESTÃO N.º 3/2013

ORIENTAÇÃO DE GESTÃO N.º 3/2013 ORIENTAÇÃO DE GESTÃO N.º 3/2013 Por alteração da Orientação de Gestão da Orientação de Gestão n. º 1/2012 (06-01-2012), n.º 1/2010 (29-03-2010) e da Orientação de Gestão n.º 7/2008 (21-01-2009) REGRAS

Leia mais

Concurso público internacional para selecção de fornecedores de papel, economato e consumíveis de impressão CADERNO DE ENCARGOS

Concurso público internacional para selecção de fornecedores de papel, economato e consumíveis de impressão CADERNO DE ENCARGOS Concurso público internacional para selecção de fornecedores de papel, economato e consumíveis de impressão CADERNO DE ENCARGOS ANCP Abril de 2008 Índice PARTE I Disposições gerais... 3 Artigo 1º Caderno

Leia mais

TERMOS E CONDIÇÕES DE UTILIZAÇÃO DO WEBSITE SANTA CASA CHALLENGE CONCURSO DE INOVAÇÃO SOCIAL DIGITAL

TERMOS E CONDIÇÕES DE UTILIZAÇÃO DO WEBSITE SANTA CASA CHALLENGE CONCURSO DE INOVAÇÃO SOCIAL DIGITAL TERMOS E CONDIÇÕES DE UTILIZAÇÃO DO WEBSITE SANTA CASA CHALLENGE CONCURSO DE INOVAÇÃO SOCIAL DIGITAL 1. DEFINIÇÕES 1.1. Para efeitos dos presentes termos e condições entende-se por: i) Santa Casa Challenge

Leia mais

IMPOSTOS INTERNACIONAIS

IMPOSTOS INTERNACIONAIS IMPOSTOS INTERNACIONAIS G A B I N E T E E S P E C I A L I Z A D O E M I V A I N T R A C O M U N I TÁ R I O CONTRATO DE REPRESENTAÇÃO DESTAC AMEN TOS PROF ISS ION A IS EM FRANÇA (TRANSPORTE INTERNACIONAL)

Leia mais

Assunto: Contrato-quadro múltiplo para estudos nos domínios do ambiente, das alterações climáticas, da energia e da política espacial CDR/TL1/68/2016

Assunto: Contrato-quadro múltiplo para estudos nos domínios do ambiente, das alterações climáticas, da energia e da política espacial CDR/TL1/68/2016 Bruxelas, 5 de setembro de 2016 LT/MC/IU/D1777/2016 Ex. ma Senhora, Ex. mo Senhor, Assunto: Contrato-quadro múltiplo para estudos nos domínios do ambiente, das alterações climáticas, da energia e da política

Leia mais

CONTRATO DE FORNECIMENTO

CONTRATO DE FORNECIMENTO 1 CÂMARA MUNICIPAL MINUTA DE CONTRATO DE FORNECIMENTO Proc. n.º 22/2014-DPO/SP RECOLHA E TRANSPORTE DE RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS, LIMPEZA URBANA E LAVAGEM, DESINFEÇÃO E MANUTENÇÃO DE CONTENTORES, NO MUNICÍPIO

Leia mais

3. Deve apresentar a sua proposta exclusivamente em papel, com um original e duas cópias. Bruxelas, 5 de abril de 2016 KT/NP/MH / - D/652/2016

3. Deve apresentar a sua proposta exclusivamente em papel, com um original e duas cópias. Bruxelas, 5 de abril de 2016 KT/NP/MH / - D/652/2016 Bruxelas, 5 de abril de 2016 KT/NP/MH / - D/652/2016 Ex.mo(a) Sr.(a) Assunto: Contrato-quadro múltiplo de prestação de serviços CDR/TL2/14/2016 Lote 1: Política de coesão Lote 2: Política urbana Lote 3:

Leia mais

CONTRATO DE FORNECIMENTO DE EQUIPAMENTO MOBILIÁRIO ADMINISTRATIVO E DE ESCRITÓRIO PARA A UCCI BENTO XVI

CONTRATO DE FORNECIMENTO DE EQUIPAMENTO MOBILIÁRIO ADMINISTRATIVO E DE ESCRITÓRIO PARA A UCCI BENTO XVI CONTRATO DE FORNECIMENTO DE EQUIPAMENTO MOBILIÁRIO ADMINISTRATIVO E DE ESCRITÓRIO PARA A UCCI BENTO XVI ENTRE: Primeiro Contraente: União das Misericórdias Portuguesas, com sede na Rua de Entrecampos,

Leia mais

Compras Públicas Centralizadas Acordos Quadro

Compras Públicas Centralizadas Acordos Quadro Compras Públicas Centralizadas Acordos Quadro AESE, 4 de dezembro de 2014 Artur Trindade Mimoso Vogal Executivo do Conselho de Administração Ideia das compras públicas Plataforma eletrónica de contratação

Leia mais

REGULAMENTO DE CONTROLO E

REGULAMENTO DE CONTROLO E REGULAMENTO DE CONTROLO E UTILIZAÇÃO DE VIATURAS Artigo 1.º Objeto e âmbito da aplicação 1 - O presente regulamento estabelece as normas de controlo e as condições de utilização das viaturas propriedade

Leia mais

NORMAS APLICÁVEIS À ALIENAÇÃO EM HASTA PÚBLICA DE UM SEMI- REBOQUE

NORMAS APLICÁVEIS À ALIENAÇÃO EM HASTA PÚBLICA DE UM SEMI- REBOQUE NORMAS APLICÁVEIS À ALIENAÇÃO EM HASTA PÚBLICA DE UM SEMI- REBOQUE ÍNDICE 1 Identificação da Entidade Alienante 2 Objeto 3 Consulta do processo 4 Condições de admissão à Hasta Pública 5 Documentos de habilitação

Leia mais

FREGUESIA DE QUIAIOS NIPC 510 833 535

FREGUESIA DE QUIAIOS NIPC 510 833 535 PROGRAMA DE HASTA PÚBLICA Para atribuição do direito de ocupação efetiva de natureza precária da loja n.º 4 no Mercado de Quiaios Artigo 1.º Identificação A loja objeto de hasta pública localiza-se no

Leia mais

Deliberação n.º 83 /2015. Regulamento Interno da CIC Portugal 2020

Deliberação n.º 83 /2015. Regulamento Interno da CIC Portugal 2020 Deliberação n.º 83 /2015 Regulamento Interno da CIC Portugal 2020 A CIC Portugal 2020, na reunião ordinária de 21 de dezembro de 2015, deliberou, nos temos da alínea q) do n.º 2 do artigo 10.º do Decreto-Lei

Leia mais

HOSPITAL DE SANTO ESPÍRITO DE ANGRA DO HEROÍSMO, E.P.E. Convenção n.º 4/2015 de 29 de Janeiro de 2015

HOSPITAL DE SANTO ESPÍRITO DE ANGRA DO HEROÍSMO, E.P.E. Convenção n.º 4/2015 de 29 de Janeiro de 2015 HOSPITAL DE SANTO ESPÍRITO DE ANGRA DO HEROÍSMO, E.P.E. Convenção n.º 4/2015 de 29 de Janeiro de 2015 CLAUSULADO TIPO DE CONVENÇÃO PARA A PRESTAÇÃO DE CUIDADOS DE SAÚDE NA ÁREA DAS ANÁLISES CLÍNICAS DIAGNÓSTICO

Leia mais

1. O que são serviços de valor acrescentado baseados no envio de mensagem?

1. O que são serviços de valor acrescentado baseados no envio de mensagem? PERGUNTAS FREQUENTES (FAQ) SERVIÇOS DE VALOR ACRESCENTADO BASEADOS NO ENVIO DE MENSAGEM 1. O que são serviços de valor acrescentado baseados no envio de mensagem? Os serviços de valor acrescentado baseados

Leia mais

CADERNO DE ENCARGOS. Cláusula Primeira. (Objeto do contrato)

CADERNO DE ENCARGOS. Cláusula Primeira. (Objeto do contrato) - 1/6 CADERNO DE ENCARGOS Cláusula Primeira (Objeto do contrato) O objeto do contrato consiste na cedência do direito à exploração de uma loja correspondente à fração A do prédio urbano inscrito na matriz

Leia mais

ORDEM DOS ENGENHEIROS TÉCNICOS. Proposta Alteração ao Regulamento nº 361/2012 Regulamento de Estágio

ORDEM DOS ENGENHEIROS TÉCNICOS. Proposta Alteração ao Regulamento nº 361/2012 Regulamento de Estágio ORDEM DOS ENGENHEIROS TÉCNICOS Proposta Alteração ao Regulamento nº 361/2012 Regulamento de Estágio A Ordem dos Engenheiros Técnicos, torna público que o Conselho Diretivo Nacional, ao abrigo do disposto

Leia mais

Carta Circular n.º 7/2014/DET 2014/06/23

Carta Circular n.º 7/2014/DET 2014/06/23 Carta Circular n.º 7/2014/DET 2014/06/23 Assunto: Procedimentos e requisitos aplicáveis à realização de operações transfronteiriças em numerário. Tendo como propósito a disponibilização, ao sistema bancário,

Leia mais

Projeto de Portaria. Alteração à Portaria n.º 172-A/2015, de 5 de junho

Projeto de Portaria. Alteração à Portaria n.º 172-A/2015, de 5 de junho Projeto de Portaria Alteração à Portaria n.º 172-A/2015, de 5 de junho O Estatuto do Ensino Particular e Cooperativo (EEPC), aprovado pelo Decreto- Lei n.º 152/2013, de 4 de novembro, prevê, no n.º 1 do

Leia mais

*************************************

************************************* CONTRATO Contrato nº: 228/2014 Ajuste Directo nº : 5410215/2014 Fornecimento de: Perfluoron Octane 100% Frs 5 Ml Firma: Optifar Importação e Exportação, Ld.ª Valor contratual: 17.327,50 (dezassete mil

Leia mais

Acordo quadro de fornecimento de combustíveis rodoviários PROGRAMA DE CONCURSO

Acordo quadro de fornecimento de combustíveis rodoviários PROGRAMA DE CONCURSO Acordo quadro de fornecimento de combustíveis rodoviários PROGRAMA DE CONCURSO ANCP 2012 Índice Artigo 1.º Tipo de procedimento, designação e objeto... 3 Artigo 2.º Entidade pública adjudicante... 4 Artigo

Leia mais

HASTA PÚBLICA N.º 1/ VENDA DE GARAGEM E ARRECADAÇÕES MUNICIPAIS BLOCO B SARAMAGAS EM MINDE PROGRAMA DE PROCEDIMENTO

HASTA PÚBLICA N.º 1/ VENDA DE GARAGEM E ARRECADAÇÕES MUNICIPAIS BLOCO B SARAMAGAS EM MINDE PROGRAMA DE PROCEDIMENTO HASTA PÚBLICA N.º 1/2015 - VENDA DE GARAGEM E ARRECADAÇÕES MUNICIPAIS BLOCO B SARAMAGAS EM MINDE PROGRAMA DE PROCEDIMENTO 1 Objeto do procedimento Hasta Pública para alienação dos imóveis abaixo identificados:

Leia mais

Caderno de Encargos. Ajuste Direto n.º 39/2016. Aquisição de serviços para Assessoria Jurídica

Caderno de Encargos. Ajuste Direto n.º 39/2016. Aquisição de serviços para Assessoria Jurídica Caderno de Encargos Ajuste Direto n.º 39/2016 Aquisição de serviços para Assessoria Jurídica Abril de 2016 ÍNDICE CADERNO DE ENCARGOS Página Parte I - Cláusulas Jurídicas Art.º 1.º - Objeto......... 2

Leia mais

BANCO BPI, S.A. ASSEMBLEIA GERAL DE ACCIONISTAS CONVOCATÓRIA

BANCO BPI, S.A. ASSEMBLEIA GERAL DE ACCIONISTAS CONVOCATÓRIA BANCO BPI, S.A. Sociedade Aberta Sede: Rua Tenente Valadim, n.º 284, Porto Capital Social: 990 000 000 Matriculada na Conservatória do Registo Comercial do Porto sob o número único de matrícula e pessoa

Leia mais

PROPOSTA DE PROTOCOLO DE COLABORAÇÃO ENTRE O CONSELHO DISTRITAL DE LISBOA DA ORDEM DOS ADVOGADOS O MINISTÉRIO DA JUSTIÇA

PROPOSTA DE PROTOCOLO DE COLABORAÇÃO ENTRE O CONSELHO DISTRITAL DE LISBOA DA ORDEM DOS ADVOGADOS O MINISTÉRIO DA JUSTIÇA PROPOSTA DE PROTOCOLO DE COLABORAÇÃO ENTRE O CONSELHO DISTRITAL DE LISBOA DA ORDEM DOS ADVOGADOS E O MINISTÉRIO DA JUSTIÇA Considerando que, A Constituição da República Portuguesa, inspirada no artigo

Leia mais

MODELO DE CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS

MODELO DE CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS MODELO DE CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS (Artigo 53.º, n.º 2, do Decreto-Lei n.º 487/99, de 16/Novembro, com as alterações introduzidas pelo Decreto-Lei n.º 224/2008 de 20 de Novembro) Contrato de Prestação

Leia mais

Código do Trabalho, 10.ª Edição Col. Legislação

Código do Trabalho, 10.ª Edição Col. Legislação COLEÇÃO LEGISLAÇÃO Atualizações Online orquê as atualizações aos livros da COLEÇÃO LEGISLAÇÃO? No panorama legislativo nacional é frequente a publicação de novos diplomas legais que, regularmente, alteram

Leia mais

d) observar o Regulamento do Emissor de BDR Nível I Não Patrocinado; e

d) observar o Regulamento do Emissor de BDR Nível I Não Patrocinado; e Anexo I ao Oficio Circular 016/2010-DP O Conselho de Administração da BM&FBOVESPA S.A Bolsa de Valores, Mercadorias e Futuros, no uso das atribuições que lhe confere o artigo 30, alíneas a, b e c do Estatuto

Leia mais

CONTRATO PROMESSA DE COMPRA E VENDA. PRIMEIRA OUTORGANTE: Caixa Geral de Depósitos, S.A., pessoa colectiva n.º ,

CONTRATO PROMESSA DE COMPRA E VENDA. PRIMEIRA OUTORGANTE: Caixa Geral de Depósitos, S.A., pessoa colectiva n.º , CONTRATO PROMESSA DE COMPRA E VENDA (Lote - UL ) ENTRE: PRIMEIRA OUTORGANTE: Caixa Geral de Depósitos, S.A., pessoa colectiva n.º 500960046, com sede na Av. João XXI, n.º 63, em Lisboa, com o capital social

Leia mais

QUESTIONÁRIO ANUAL DE SERVIÇOS POSTAIS (2013)

QUESTIONÁRIO ANUAL DE SERVIÇOS POSTAIS (2013) QUESTIONÁRIO ANUAL DE SERVIÇOS POSTAIS (2013) Instruções de preenchimento: - Todas as questões dos pontos 1 e 2 são de preenchimento obrigatório. Nos casos em que o preenchimento não é aplicável à empresa,

Leia mais

Informação de negociação de cotações, no âmbito do Portal Informativo de Cotações do Oeste (PICO), para Fornecimento de Consumíveis de Impressão

Informação de negociação de cotações, no âmbito do Portal Informativo de Cotações do Oeste (PICO), para Fornecimento de Consumíveis de Impressão Informação de negociação de cotações, no âmbito do Portal Informativo de Cotações do Oeste (PICO), para Fornecimento de Consumíveis de Impressão ORIGINAIS. 27 de Fevereiro de 2014 Informação de negociação

Leia mais

Declaração de Aceitação. Para Membro da Comissão Eleitoral

Declaração de Aceitação. Para Membro da Comissão Eleitoral Declaração de Aceitação Para Membro da Comissão Eleitoral Nos termos do disposto no artigo n.º 1º do artigo n.º 56º dos estatutos do Sindicato Nacional dos Registos e Notariado eu,..., venho por este meio

Leia mais

Parecer de Localização sobre novas explorações de Pedreiras

Parecer de Localização sobre novas explorações de Pedreiras NORMA DE PROCEDIMENTOS Janeiro de 2012 07 / OT Tramitação dos processos de Parecer de Localização sobre novas explorações de Pedreiras 1. Apresentação 2. Legislação de enquadramento 3. Tramitação dos processos

Leia mais

Regulamento do Passatempo DIA DOS NAMORADOS 2017

Regulamento do Passatempo DIA DOS NAMORADOS 2017 Regulamento do Passatempo DIA DOS NAMORADOS 2017 1. Entidade Promotora 1.1 A Aliança Francesa de Lisboa, com sede na Av. 5 de Outubro, 124 Galeria 1050-061 Lisboa, com o número único de pessoa colectiva

Leia mais

ALIENAÇÃO DE EDIFICIOS DAS ESCOLAS DO 1.º CICLO DESACTIVADAS CONDIÇÕES DE VENDA

ALIENAÇÃO DE EDIFICIOS DAS ESCOLAS DO 1.º CICLO DESACTIVADAS CONDIÇÕES DE VENDA ALIENAÇÃO DE EDIFICIOS DAS ESCOLAS DO 1.º CICLO DESACTIVADAS CONDIÇÕES DE VENDA 1 Objecto É objecto do presente procedimento a alienação de edifícios das escolas do 1.º ciclo desactivadas, no estado em

Leia mais

CONTRATO PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS PARA O ENSINO DO INGLÊS NAS ATIVIDADES DE ENRIQUECIMENTO CURRICULAR NO 1 CEB ANO LETIVO

CONTRATO PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS PARA O ENSINO DO INGLÊS NAS ATIVIDADES DE ENRIQUECIMENTO CURRICULAR NO 1 CEB ANO LETIVO CONTRATO PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS PARA O ENSINO DO INGLÊS NAS ATIVIDADES DE ENRIQUECIMENTO CURRICULAR NO 1 CEB ANO LETIVO 2012-2013 Agrupamento de Escolas de Aveiro, pessoa coletiva de direito público,

Leia mais

GUIA PRÁTICO CONCURSO VENDA DE IMÓVEIS

GUIA PRÁTICO CONCURSO VENDA DE IMÓVEIS GUIA PRÁTICO CONCURSO VENDA DE IMÓVEIS ISS, I.P. Departamento/Gabinete Pág. 1/10 FICHA TÉCNICA TÍTULO Guia Prático Concurso Venda de Imóveis PROPRIEDADE Segurança Social Património Imobiliário Instituto

Leia mais

ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA. Aviso Convocatório

ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA. Aviso Convocatório ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA Aviso Convocatório Nos termos do disposto no artigo 22.º dos Estatutos da Futebol Clube do Porto Futebol, SAD ( Sociedade ) e no artigo 377.º do Código das Sociedades Comerciais,

Leia mais

PROGRAMA DO PROCEDIMENTO DE CONSULTA PÚBLICA

PROGRAMA DO PROCEDIMENTO DE CONSULTA PÚBLICA PROGRAMA DO PROCEDIMENTO DE CONSULTA PÚBLICA 1. ENTIDADE PROMOTORA O presente procedimento é promovido pela União de Freguesias de Aldoar, Foz do Douro e Nevogilde, NIPC 510834108, com sede social na Rua

Leia mais

CADERNO DE ENCARGOS CONCURSO PARA AQUISIÇÃO CENTRALIZADA DE MEDICAMENTOS, PARA AS INSTITUIÇÕES DO SERVIÇO NACIONAL DE SAÚDE

CADERNO DE ENCARGOS CONCURSO PARA AQUISIÇÃO CENTRALIZADA DE MEDICAMENTOS, PARA AS INSTITUIÇÕES DO SERVIÇO NACIONAL DE SAÚDE CADERNO DE ENCARGOS CONCURSO PARA AQUISIÇÃO CENTRALIZADA DE MEDICAMENTOS, PARA AS INSTITUIÇÕES DO SERVIÇO NACIONAL DE SAÚDE CADERNO DE ENCARGOS PARTE I CAPÍTULO I Disposições gerais Cláusula 1.ª Objeto

Leia mais

MUNICÍPIO DE GRÂNDOLA CADERNO DE ENCARGOS

MUNICÍPIO DE GRÂNDOLA CADERNO DE ENCARGOS MUNICÍPIO DE GRÂNDOLA CADERNO DE ENCARGOS AJUSTE DIRETO CIRCUITOS ESPECIAIS DE TRANSPORTES ESCOLARES 2016/2017 CADERNO DE ENCARGOS TRANSPORTES ESCOLARES CIRCUITOS ESPECIAIS ANO LECTIVO 2016/2017 Capítulo

Leia mais

Anexo I Modelo de declaração

Anexo I Modelo de declaração Anexo I Modelo de declaração [a que se refere a alínea a) do n.º 1 do Artigo 57.º] 1.... (nome, número de documento de identificação e morada), na qualidade de representante legal de (1)...(firma, número

Leia mais

MUNICÍPIO DE LAGOA AÇORES REGULAMENTO DO PAGAMENTO EM PRESTAÇÕES DA RECEITA DO FORNECIMENTO DE ÁGUA. Preâmbulo

MUNICÍPIO DE LAGOA AÇORES REGULAMENTO DO PAGAMENTO EM PRESTAÇÕES DA RECEITA DO FORNECIMENTO DE ÁGUA. Preâmbulo REGULAMENTO DO PAGAMENTO EM PRESTAÇÕES DA RECEITA DO FORNECIMENTO DE ÁGUA Preâmbulo O Regulamento Municipal dos Sistemas Públicos e Predial de Distribuição de Água e Drenagem de Águas Residuais do Concelho

Leia mais