HISTÓRICO DA SOCIOLOGIA

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "HISTÓRICO DA SOCIOLOGIA"

Transcrição

1 HISTÓRICO DA SOCIOLOGIA Curso: Ensino Médio Integrado Prof. MSc. Manoel dos Passos da Silva Costa 1

2 POSITIVISMO Primeira corrente de pensamento sociológico; Sistematiza cientificamente alguns princípios a respeito do homem e da sociedade; Poder absoluto da razão; Consolida a concepção burguesa da educação. Darwinismo social missão civilizadora das sociedades europeias ; Opõe-se ao marxismo. Manoel dos Passos da Silva Costa

3 AUGUSTO COMTE ( ) Obra: Curso de Filosofia Positiva Fenômenos sociais reduzidos a leis, a coisas; Conhecimento científico e filosófico tendo como finalidade o aperfeiçoamento moral e político da humanidade. Afirmava que a sociologia era a ciência mais complexa. Sociedade concebida como um organismo (organicismo). Métodos e conceitos elaborados à luz das ciências naturais. Política como ciência exata; Ciência neutra.

4 AUGUSTO COMTE Obra: Curso de Filosofia Positiva Ordem e progresso Ordem (estática social): elementos permanentes de toda a sociedade (família, linguagem, propriedade, governo, direito, etc...) Progresso (dinâmica social): aperfeiçoamento dos elementos sociais permanentes. O amor por princípio, a ordem por base e o progresso por fim. Qualquer movimento que pusessem em risco a ordem estabelecida deveria ser contido.

5 A humanidade passou por três etapas sucessivas:, segundo Comte: Estado teológico: explicação da natureza por agentes sobrenaturais. Estado metafísico: tudo se justifica através de noções abstratas (essência, substância, etc) Estado positivo: leis científicas. Sistema educacional deduzido da lei dos três estados: infância: da educação informal (fetichismo) para a abstração; adolescência e juventude: estudo sistemático das ciências; maturidade: estado positivo. Religião: Não mais um Deus abstrato, mas o GRANDE SER, a Humanidade.

6 Filosofia social-sociologia Hipolite Taine Três forças primordiais determinam a realidade histórica: raça (fundamento biológico), meio (aspectos físicos e sociais), momento (sucessões históricas). Gustave Le Bom Refletiu sobre a mentalidade coletiva que se apossa dos indivíduos quando agrupados em multidão. Pierre Le Play Busca da menor unidade social. Família Como unidade básica universal.

7 HERBERT SPENCER ( ) Obra: Educação intelectual, moral e física Formação completa para a vida inteira; Valor utilitário da educação (melhora do indivíduo, da família e da sociedade) Formação científica na educação; Ciências no currículo escolar; Pedagogia individualista; Importância à educação física e ao estudo da natureza; Ciência como veredictum para todas as interrogações.

8 ÉMILE DURKHEIM ( ) Obra: Regras do método sociológico Educação como imagem e reflexo da sociedade; Pedagogia como teoria da prática social; Fatos sociais (como coisas): tem como características: Coerção social (sanções), exterioridade e generalidade Sociedade comparável a um animal (órgãos diferentes, mas com desempenho específico); Libertação social e política através da ciência e da tecnologia, sob o controle das elites.

9 ÉMILE DURKHEIM ( ) O homem nasce egoísta e só a sociedade, através da educação,pode torná-lo solidário. O Pesquisador deve manter distância e neutralidade em relação aos fatos estudados (não utilizar suas prenoções). A sociedade (um organismo) apresenta estados normais e patológicos. Consciência coletiva é vista como a forma moral vigente na sociedade.

10 Morfologia social ÉMILE DURKHEIM ( ) solidariedade mecânica : sociedades précapitalistas (autônomos em relação à divisão do trabalho). solidariedade orgânica: sociedades capitalistas (interdependência em relação à divisão social do trabalho) Implicações politico-ideológicas afastaram os educadores progressistas brasileiros do positivismo. No entanto, é inegável sua contribuição ao estudo científico da educação.

11 Referências COSTA, M. C. C.. Sociologia: introdução à ciência da sociedade. 2ª ed. São Paulo: Moderna, DELLA TORRE, M. B. L.. O Homem e a Sociedade. São Paulo, Nacional, GADOTTI, M. História das Ideias Pedagógicas. São Paulo: Ática, GUARESCH, P. Sociologia crítica. 2ª ed. Porto Alegre: Edições Mundo Jovem, Sociologia da prática social. Rio de Janeiro. Petrópolis, MEKSENAS, P. Sociologia. São Paulo: Cortez, Aprendendo sociologia: a paixão de conhecer a vida. São Paulo; Loyola, OLIVEIRA, P. S.. Introdução à Sociologia. São Paulo: Ática, PIERSON D. Teoria e Pesquisa em Sociologia. São Paulo: Melhoramentos, s/d. QUINTANEIRO, T. et all. Um toque de clássico: Durkheim, Marx e Weber. Belo Horizonte; ed. Ufmg, TOMAZI, N. D. (coord.). Iniciação à sociologia. São Paulo; Atual, Sociologia para o Ensino Médio. São Paulo: Atual, 2007.

Émile Durkheim e o pensamento positivista (1858-1917)

Émile Durkheim e o pensamento positivista (1858-1917) Émile Durkheim e o pensamento positivista (1858-1917) O que é fato social: Durkheim definiu o objeto de estudo, o método e as aplicações da Sociologia como ciência. Objeto de estudo da Sociologia definido

Leia mais

Sociologia Organizacional

Sociologia Organizacional Sociologia Organizacional Aula 2 Organização da Aula Aula 2 - a institucionalização da sociologia: o estudo de August Comte e Emile Durkheim Prof. Me. Anna Klamas A perspectiva sociológica da análise social

Leia mais

A Sociologia de ÉMILE DÜRKHEIM (1858 1917)

A Sociologia de ÉMILE DÜRKHEIM (1858 1917) A Sociologia de ÉMILE DÜRKHEIM (1858 1917) Instituto de Filosofia, Sociologia e Política Disciplina: Fundamentos de Sociologia Prof. Francisco E. B. Vargas Pelotas, abril de 2015 I CONCEPÇÃO DE CIÊNCIA

Leia mais

AS REGRAS DO MÉTODO SOCIOLÓGICO ÉMILE DURKHEIM

AS REGRAS DO MÉTODO SOCIOLÓGICO ÉMILE DURKHEIM AS REGRAS DO MÉTODO SOCIOLÓGICO DE ÉMILE DURKHEIM Prof. Railton Souza OBJETO Na obra As Regras do Método Sociológico, publicada em 1895 Émile Durkheim estabelece um objeto de investigação para a sociologia

Leia mais

Conteúdo: Habilidades: A religião na visão dos autores clássicos da Sociologia

Conteúdo: Habilidades: A religião na visão dos autores clássicos da Sociologia Conteúdo: A religião na visão dos autores clássicos da Sociologia Habilidades: Reconhecer a religião como uma instituição social e objeto de estudo das Ciências Sociais; Conhecimento Teológico A religião

Leia mais

Sociologia. Professor: Matheus Bortoleto Rodrigues E-mail: bortoletomatheus@yahoo.com.br Escola: Dr. José Ferreira

Sociologia. Professor: Matheus Bortoleto Rodrigues E-mail: bortoletomatheus@yahoo.com.br Escola: Dr. José Ferreira Sociologia Professor: Matheus Bortoleto Rodrigues E-mail: bortoletomatheus@yahoo.com.br Escola: Dr. José Ferreira [...] tudo o que é real tem uma natureza definida que se impõe, com a qual é preciso contar,

Leia mais

Lista de exercícios Sociologia- 1 ano- 1 trimestre

Lista de exercícios Sociologia- 1 ano- 1 trimestre Lista de exercícios Sociologia- 1 ano- 1 trimestre 01-O homo sapiens moderno espécie que pertencemos se constitui por meio do grupo, ou seja, sociedade. Qual das características abaixo é essencial para

Leia mais

Introdução de Sociologia

Introdução de Sociologia Introdução de Sociologia Prof. Petterson A. Vieira www.profpetterson.com O que é Sociologia? A Sociologia é um ramo da ciência que estuda o comportamento humano em função do meio e os processos que interligam

Leia mais

EXERCÍCIOS - SOCIOLOGIA - POSITIVISMO

EXERCÍCIOS - SOCIOLOGIA - POSITIVISMO 1. A sociologia nasce no séc. XIX após as revoluções burguesas sob o signo do positivismo elaborado por Augusto Comte. As características do pensamento comtiano são: a) a sociedade é regida por leis sociais

Leia mais

Sociologia: ciência da sociedade

Sociologia: ciência da sociedade Sociologia: ciência da sociedade O QUE É SOCIOLOGIA? Sociologia: Autoconsciência crítica da realidade social. Ciência que estuda os fenômenos sociais. A Sociologia procura emancipar o entendimento humano

Leia mais

INDIVIDUALISMO ÉMILE DURKHEIM. * Os fatos sociais são regras jurídicas, morais e sistemas financeiros.

INDIVIDUALISMO ÉMILE DURKHEIM. * Os fatos sociais são regras jurídicas, morais e sistemas financeiros. INDIVIDUALISMO ÉMILE DURKHEIM Fato Social - Exterioridade (o fato social é exterior ao indivíduo). - Coercitividade. - Generalidade (o fato social é geral). * Os fatos sociais são regras jurídicas, morais

Leia mais

Objetivos da aula: Emile Durkheim. Ciências Sociais. Emile Durlheim e o estatuto da cientificidade da sociologia. Profa. Cristiane Gandolfi

Objetivos da aula: Emile Durkheim. Ciências Sociais. Emile Durlheim e o estatuto da cientificidade da sociologia. Profa. Cristiane Gandolfi Ciências Sociais Profa. Cristiane Gandolfi Emile Durlheim e o estatuto da cientificidade da sociologia Objetivos da aula: Compreender o pensamento de Emile Durkheim e sua interface com o reconhecimento

Leia mais

(1724-1804) Immanuel. Kant

(1724-1804) Immanuel. Kant Prof. José Leopoldo Ferreira Antunes Immanuel Kant (1724-1804) Movimento intelectual da segunda metade do século XVIII ("século das luzes") que enfatizava a ciência e a razão como formas efetivas para

Leia mais

Apresentando Émile Durkheim (pág 25)

Apresentando Émile Durkheim (pág 25) Apresentando Émile Durkheim (pág 25) Émile Durkheim nasceu em Épinal, França, em 1858, e morreu em Paris em novembro de 1917. Foi influenciado pelo positivismo de Auguste Comte, considerado o pai da Sociologia

Leia mais

SOCIOLOGIA GERAL E DA EDUCAÇÃO

SOCIOLOGIA GERAL E DA EDUCAÇÃO SOCIOLOGIA GERAL E DA EDUCAÇÃO Universidade de Franca Graduação em Pedagogia-EAD Profa.Ms.Lucimary Bernabé Pedrosa de Andrade 1 Objetivos da disciplina Fornecer elementos teórico-conceituais da Sociologia,

Leia mais

Émile Durkheim 1858-1917

Émile Durkheim 1858-1917 Émile Durkheim 1858-1917 Epistemologia Antes de criar propriamente o seu método sociológico, Durkheim tinha que defrontar-se com duas questões: 1. Como ele concebia a relação entre indivíduo e sociedade

Leia mais

Unidade I Direito, cidadania e movimentos sociais Unidade II Consumo e meio ambiente

Unidade I Direito, cidadania e movimentos sociais Unidade II Consumo e meio ambiente Unidade I Direito, cidadania e movimentos sociais Unidade II Consumo e meio ambiente Aula Expositiva pelo IP.TV Dinâmica Local Interativa Interatividade via IP.TV e Chat público e privado Email e rede

Leia mais

Sumário. Agradecimentos... 7 Introdução... 15 SOCIOLOGIA. 2.3.4.1. Primeiro momento da alienação... 43 2.3.4.2. Segundo momento da alienação...

Sumário. Agradecimentos... 7 Introdução... 15 SOCIOLOGIA. 2.3.4.1. Primeiro momento da alienação... 43 2.3.4.2. Segundo momento da alienação... Cód. barras: STJ00095025 (2013) Sumário Agradecimentos... 7 Introdução....................... 15 Parte I SOCIOLOGIA 1. Origens da Sociologia... 27 1.1. As origens históricas e conceituais da Sociologia...

Leia mais

Gustavo Noronha Silva. Clássicos da Sociologia: Marx, Durkheim e Weber

Gustavo Noronha Silva. Clássicos da Sociologia: Marx, Durkheim e Weber Gustavo Noronha Silva Clássicos da Sociologia: Marx, Durkheim e Weber Universidade Estadual de Montes Claros / UNIMONTES abril / 2003 Gustavo Noronha Silva Clássicos da Sociologia: Marx, Durkheim e Weber

Leia mais

1 A sociedade dos indivíduos

1 A sociedade dos indivíduos Unidade 1 A sociedade dos indivíduos Nós, seres humanos, nascemos e vivemos em sociedade porque necessitamos uns dos outros. Thinkstock/Getty Images Akg-images/Latin Stock Akg-images/Latin Stock Album/akg

Leia mais

Sociologia - Resumo Romero - 2014

Sociologia - Resumo Romero - 2014 Sociologia - Resumo Romero - 2014 [imaginação Sociológica] Ao utilizar este termo Giddens refere-se a uma certa sensibilidade que deve cercar a análise sociológica. As sociedades industriais modernas só

Leia mais

Marx, Durkheim e Weber, referências fundamentais

Marx, Durkheim e Weber, referências fundamentais INTRODUÇÃO À sociologia Marx, Durkheim e Weber, referências fundamentais introdução à S Maura Pardini Bicudo Véras O CIO LO GIA Marx, Durkheim e Weber, referências fundamentais Direção editorial Claudiano

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA CAMPUS JAGUARÃO CURSO DE PEDAGOGIA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA CAMPUS JAGUARÃO CURSO DE PEDAGOGIA PLANO DE ENSINO 2011-1 DISCIPLINA: Estudos filosóficos em educação I - JP0003 PROFESSOR: Dr. Lúcio Jorge Hammes I DADOS DE IDENTIFICAÇÃO Carga Horária Teórica: 60 (4 créditos) II EMENTA Aborda os pressupostos

Leia mais

O nascimento da sociologia. Prof. Railton Souza

O nascimento da sociologia. Prof. Railton Souza O nascimento da sociologia Prof. Railton Souza Áreas do Saber MITO RELIGIÃO ARTES FILOSOFIA CIÊNCIA SENSO COMUM CIÊNCIAS NATURAIS OU POSITIVAS ASTRONOMIA FÍSICA QUÍMICA BIOLOGIA MATEMÁTICA (FERRAMENTA

Leia mais

1 A sociedade dos indivíduos

1 A sociedade dos indivíduos 1 A dos indivíduos Unidade Nós, seres humanos, nascemos e vivemos em porque necessitamos uns dos outros. Entre os estudiosos que se preocuparam em analisar a relação dos indivíduos com a, destacam-se Karl

Leia mais

Colégio Ser! Sorocaba Sociologia Ensino Médio Profª. Marilia Coltri

Colégio Ser! Sorocaba Sociologia Ensino Médio Profª. Marilia Coltri Marx, Durkheim e Weber Colégio Ser! Sorocaba Sociologia Ensino Médio Profª. Marilia Coltri Problemas sociais no século XIX Problemas sociais injustiças do capitalismo; O capitalismo nasceu da decadência

Leia mais

O PENSAMENTO SOCIOLÓGICO: AUGUSTO COMTE RESUMO. sociologia. Comte, como pai da sociologia positivista adquiriu conhecimento dedicando ao

O PENSAMENTO SOCIOLÓGICO: AUGUSTO COMTE RESUMO. sociologia. Comte, como pai da sociologia positivista adquiriu conhecimento dedicando ao 1 O PENSAMENTO SOCIOLÓGICO: AUGUSTO COMTE Rosemary Dias Ribeiro Rodrigues 1 RESUMO Desenvolveu o Positivismo corrente sociológico, é um dos fundadores da sociologia. Comte, como pai da sociologia positivista

Leia mais

Ementa. UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PLANO DE ENSINO - PERÍODO LETIVO/ANO 2º Semestre 2006 ANO DO CURSO 1º ano

Ementa. UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PLANO DE ENSINO - PERÍODO LETIVO/ANO 2º Semestre 2006 ANO DO CURSO 1º ano UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PLANO DE ENSINO - PERÍODO LETIVO/ANO 2º Semestre 2006 ANO DO CURSO 1º ano Curso: Ciências Econômicas Modalidade: Bacharelado Turno: Noturno

Leia mais

Introdução a Sociologia. 1º ano do EM Professor: Fabiano Rodrigues

Introdução a Sociologia. 1º ano do EM Professor: Fabiano Rodrigues Introdução a Sociologia 1º ano do EM Professor: Fabiano Rodrigues O que é a Sociedade? O que é a Sociologia? O que podemos aprender com a Sociologia? O que estudamos em Sociologia? Estudamos a nós mesmos.

Leia mais

FILOSOFIA. Fernando Pessoa FILOSOFIA

FILOSOFIA. Fernando Pessoa FILOSOFIA Fernando Pessoa FILOSOFIA FILOSOFIA Se há um assunto eminentemente filosófico é a classificação das ciências. Pertence à filosofia e a nenhuma outra ciência. É só no ponto de vista mais genérico que podemos

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR CURRÍCULO PLENO

MATRIZ CURRICULAR CURRÍCULO PLENO MATRIZ CURRICULAR Curso: Graduação: Habilitação: Regime: Duração: PEDAGOGIA LICENCIATURA FORMAÇÃO PARA O MAGISTÉRIO EM EDUCAÇÃO INFANTIL SERIADO ANUAL - NOTURNO 4 (QUATRO) ANOS LETIVOS Integralização:

Leia mais

CEAP Curso de Direito Disciplina Introdução ao Direito. Aula 03. Prof. Milton Correa Filho

CEAP Curso de Direito Disciplina Introdução ao Direito. Aula 03. Prof. Milton Correa Filho CEAP Curso de Direito Disciplina Introdução ao Direito Aula 03 E Prof. Milton Correa Filho 1.Motivação: O que é o que é (Gonzaguinha) -Dialógo de Antigona 2.Apresentação dos slides 3.Tira duvidas 4.Avisos

Leia mais

Projeto Pedagógico Institucional PPI FESPSP FUNDAÇÃO ESCOLA DE SOCIOLOGIA E POLÍTICA DE SÃO PAULO PROJETO PEDAGÓGICO INSTITUCIONAL PPI

Projeto Pedagógico Institucional PPI FESPSP FUNDAÇÃO ESCOLA DE SOCIOLOGIA E POLÍTICA DE SÃO PAULO PROJETO PEDAGÓGICO INSTITUCIONAL PPI FUNDAÇÃO ESCOLA DE SOCIOLOGIA E POLÍTICA DE SÃO PAULO PROJETO PEDAGÓGICO INSTITUCIONAL PPI Grupo Acadêmico Pedagógico - Agosto 2010 O Projeto Pedagógico Institucional (PPI) expressa os fundamentos filosóficos,

Leia mais

Introdução à sociologia de Durkheim.

Introdução à sociologia de Durkheim. 1 Introdução à sociologia de Durkheim. 1. O Indivíduo e a Sociedade O indivíduo e a sociedade, para Durkheim, compõem uma inter-relação conjugada, onde uma parte pertence ao outro em harmonia constante.

Leia mais

Análise Sociológica do Filme -Notícias de Uma Guerra Particular [1999], (de Katia Lund e João Moreira Salles)

Análise Sociológica do Filme -Notícias de Uma Guerra Particular [1999], (de Katia Lund e João Moreira Salles) FACULDADE CARLOS DRUMMOND DE ANDRADE Curso de Bacharel em Direito Turma A Unidade: Tatuapé Ana Maria Geraldo Paz Santana Johnson Pontes de Moura Análise Sociológica do Filme -Notícias de Uma Guerra Particular

Leia mais

O POSITIVISMO DE ÉMILE DURKHEIM, ENFATIZANDO AS SOLIDARIEDADES MECÂNICA E ORGÂNICA

O POSITIVISMO DE ÉMILE DURKHEIM, ENFATIZANDO AS SOLIDARIEDADES MECÂNICA E ORGÂNICA 1 DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS HUMANAS E FILOSOFIA- DCHF LICENCIATURA EM LETRAS COM A LÍNGUA INGLESA SOCIOLOGIA PROFESSOR: ANTÔNIO LIMA DA ANUNCIAÇÃO JOÃO BOSCO DA SILVA (prof.bosco.uefs@gmail.com) O POSITIVISMO

Leia mais

INDIVÍDUO E SOCIEDADE NO PENSAMENTO DE DURKHEIM 1

INDIVÍDUO E SOCIEDADE NO PENSAMENTO DE DURKHEIM 1 1 INDIVÍDUO E SOCIEDADE NO PENSAMENTO DE DURKHEIM 1 Rogério José de Almeida 2 No presente trabalho, tem-se por objetivo fazer uma breve análise da relação entre indivíduo e sociedade na obra durkheimiana.

Leia mais

Idealismo - corrente sociológica de Max Weber, se distingui do Positivismo em razão de alguns aspectos:

Idealismo - corrente sociológica de Max Weber, se distingui do Positivismo em razão de alguns aspectos: A CONTRIBUIÇÃO DE MAX WEBER (1864 1920) Max Weber foi o grande sistematizador da sociologia na Alemanha por volta do século XIX, um pouco mais tarde do que a França, que foi impulsionada pelo positivismo.

Leia mais

1º ano. 1º Bimestre. 2º Bimestre. 3º Bimestre. Capítulo 26: Todos os itens O campo da Sociologia. Capítulo 26: Item 5 Senso Crítico e senso comum.

1º ano. 1º Bimestre. 2º Bimestre. 3º Bimestre. Capítulo 26: Todos os itens O campo da Sociologia. Capítulo 26: Item 5 Senso Crítico e senso comum. 1º ano A Filosofia e suas origens na Grécia Clássica: mito e logos, o pensamento filosófico -Quais as rupturas e continuidades entre mito e Filosofia? -Há algum tipo de raciocínio no mito? -Os mitos ainda

Leia mais

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO ENSINO MÉDIO

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO ENSINO MÉDIO Sistema de Ensino CONTEÚDO PROGRAMÁTICO ENSINO MÉDIO UNO Ensino Médio Sociologia 1 Módulo I Nascimento da Sociologia I Do início 1. Da era pré-científica ao Renascimento I. O conhecimento como característica

Leia mais

ZENUN, Katsue Hamada e; MARKUNAS, Mônica. Tudo que é sólido se desmancha no ar. In:. Cadernos de Sociologia 1: trabalho. Brasília: Cisbrasil-CIB,

ZENUN, Katsue Hamada e; MARKUNAS, Mônica. Tudo que é sólido se desmancha no ar. In:. Cadernos de Sociologia 1: trabalho. Brasília: Cisbrasil-CIB, ZENUN, Katsue Hamada e; MARKUNAS, Mônica. Tudo que é sólido se desmancha no ar. In:. Cadernos de Sociologia 1: trabalho. Brasília: Cisbrasil-CIB, 2009. p. 24-29. CAPITALISMO Sistema econômico e social

Leia mais

Sociologia Organizacional. Aula 1. Contextualização. Organização da Disciplina. Aula 1. Contexto histórico do aparecimento da sociologia

Sociologia Organizacional. Aula 1. Contextualização. Organização da Disciplina. Aula 1. Contexto histórico do aparecimento da sociologia Sociologia Organizacional Aula 1 Organização da Disciplina Aula 1 Contexto histórico do aparecimento da sociologia Aula 2 Profa. Me. Anna Klamas A institucionalização da sociologia: August Comte e Emile

Leia mais

DIREITOS HUMANOS. Concepções, classificações e características A teoria das gerações de DDHH Fundamento dos DDHH e a dignidade Humana

DIREITOS HUMANOS. Concepções, classificações e características A teoria das gerações de DDHH Fundamento dos DDHH e a dignidade Humana DIREITOS HUMANOS Noções Gerais Evolução Histórica i Concepções, classificações e características A teoria das gerações de DDHH Fundamento dos DDHH e a dignidade Humana Positivismo e Jusnaturalismo Universalismo

Leia mais

COLÉGIO VICENTINO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Rua Rui Barbosa, 1324, Toledo PR Fone: 3277-8150

COLÉGIO VICENTINO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Rua Rui Barbosa, 1324, Toledo PR Fone: 3277-8150 COLÉGIO VICENTINO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Rua Rui Barbosa, 1324, Toledo PR Fone: 3277-8150 PLANEJAMENTO ANUAL DE SOCIOLOGIA 3ª SÉRIE DO ENSINO MÉDIO PROFESSOR

Leia mais

Questão (1) - Questão (2) - A origem da palavra FILOSOFIA é: Questão (3) -

Questão (1) - Questão (2) - A origem da palavra FILOSOFIA é: Questão (3) - EXERCICÍOS DE FILOSOFIA I O QUE É FILOSOFIA, ETIMOLOGIA, ONDE SURGIU, QUANDO, PARA QUE SERVE.( 1º ASSUNTO ) Questão (1) - Analise os itens abaixo e marque a alternativa CORRETA em relação ao significado

Leia mais

Tipos de Conhecimento

Tipos de Conhecimento Conhecer = incorporação de um conceito novo ou original sobre algo (fato ou fenômeno) CONHECIMENTO surge: de experiências acumuladas na vida cotidiana; de relacionamento interpessoais; de outros instrumentos

Leia mais

Curso: Pedagogia ( 1 ª Licenciatura) I Bloco. Fundamentos Epistemológicos de Pedagogia 60 horas

Curso: Pedagogia ( 1 ª Licenciatura) I Bloco. Fundamentos Epistemológicos de Pedagogia 60 horas Curso: Pedagogia ( 1 ª Licenciatura) I Bloco Fundamentos Epistemológicos de Pedagogia 60 horas Metodologia Científica 60 horas História da Educação 60 horas Sociologia da Educação I 60 horas Filosofia

Leia mais

1. Introdução às Ciências Sociais e o Positivismo

1. Introdução às Ciências Sociais e o Positivismo 1. Introdução às Ciências Sociais e o Positivismo A Sociologia nasceu como disciplina científica no século XIX, no contexto de formação e consolidação da sociedade capitalista. Tornou-se evidente que as

Leia mais

PROCESSO SELETIVO DE TRANSFERÊNCIA DE ALUNOS E PORTADOR DE DIPLOMA DE GRADUAÇÃO PRIMEIRO SEMESTRE - 2016 ANEXO VI CURSO DE PSICOLOGIA 1º PERÍODO

PROCESSO SELETIVO DE TRANSFERÊNCIA DE ALUNOS E PORTADOR DE DIPLOMA DE GRADUAÇÃO PRIMEIRO SEMESTRE - 2016 ANEXO VI CURSO DE PSICOLOGIA 1º PERÍODO 1 Conteúdos conceituais ANEXO VI CURSO DE PSICOLOGIA 1º PERÍODO CONSTRUÇÃO DO PENSAMENTO PSICOLÓGICO Definição dos conceitos de conhecimento científico e de senso comum; Estudo do processo de obtenção

Leia mais

Matriz 2008... 02. Matriz 2010... 04. Matriz 2012... 06

Matriz 2008... 02. Matriz 2010... 04. Matriz 2012... 06 Matriz Curricular Página 1 Sumário Matriz 2008... 02 Matriz 2010... 04 Matriz 2012... 06 Matriz Curricular Página 2 MATRIZ CURRICULAR 2008 1º Período Filosifia e Educação 54 Fundamentos da Pedagogia 36

Leia mais

Weber e o estudo da sociedade

Weber e o estudo da sociedade Max Weber o homem Maximilian Karl Emil Weber; Nasceu em Erfurt, 1864; Iniciou seus estudos na cidade de Heidelberg Alemanha; Intelectual alemão, jurista, economista e sociólogo; Casado com Marianne Weber,

Leia mais

SOCIEDADE, EDUCAÇÃO E VIDA MORAL. Monise F. Gomes; Pâmela de Almeida; Patrícia de Abreu.

SOCIEDADE, EDUCAÇÃO E VIDA MORAL. Monise F. Gomes; Pâmela de Almeida; Patrícia de Abreu. SOCIEDADE, EDUCAÇÃO E VIDA MORAL Monise F. Gomes; Pâmela de Almeida; Patrícia de Abreu. O homem faz a sociedade ou a sociedade faz o homem? A culpa é da sociedade que o transformou Quem sabe faz a hora,

Leia mais

Educação para a Cidadania linhas orientadoras

Educação para a Cidadania linhas orientadoras Educação para a Cidadania linhas orientadoras A prática da cidadania constitui um processo participado, individual e coletivo, que apela à reflexão e à ação sobre os problemas sentidos por cada um e pela

Leia mais

FATO SOCIAL RESUMO. homem, a maneira como ele age dentro de uma sociedade e como os deveres são aplicadas

FATO SOCIAL RESUMO. homem, a maneira como ele age dentro de uma sociedade e como os deveres são aplicadas 1 FATO SOCIAL Mara Larissa Vieira Braga 1 RESUMO Os objetivos do presente tipo são: distinguir como serão os deveres sociais pelo homem, a maneira como ele age dentro de uma sociedade e como os deveres

Leia mais

SOCIOLOGIA. Da Era Medieval ao Iluminismo

SOCIOLOGIA. Da Era Medieval ao Iluminismo O nascimento da Sociologia Módulo I SOCIOLOGIA Da Era Medieval ao Iluminismo Profª Flores e-mail: marifflores@yahoo.com.br Qual a importância da sociologia? Uma das preocupações da Sociologia é formar

Leia mais

Sociologia e Espiritismo

Sociologia e Espiritismo Sociologia e Espiritismo Sérgio Biagi Gregório SUMÁRIO: 1. Introdução. 2. Conceito: 2.1. Etimologia; 2.2. Objeto da Sociologia; 2.3. Natureza da Sociologia. 3. Histórico. 4. O Positivismo de Augusto Comte.

Leia mais

INTRODUÇÃO À SOCIOLOGIA

INTRODUÇÃO À SOCIOLOGIA INTRODUÇÃO À SOCIOLOGIA Prof. Adeildo Oliveira E-mail: ad.historiatotal@gmail.com INTRODUÇÃO À SOCIOLOGIA Ciências Naturais Física Química Biologia Ciências Sociais Economia Antropologia Sociologia 1 Socius

Leia mais

ESTRATIFICAÇÃO SOCIAL

ESTRATIFICAÇÃO SOCIAL ESTRATIFICAÇÃO SOCIAL É muito comum ler em notas de jornais, revistas, internet sobre as classes sociais, geralmente são classificadas da seguinte maneira: classe A, B, C, D, E. No mês de julho de 2008,

Leia mais

SOCIOLOGIA Vestibular UFU 1ª Fase 04 Junho 2011

SOCIOLOGIA Vestibular UFU 1ª Fase 04 Junho 2011 QUESTÃO 51 A questão do método nas ciências humanas (também denominadas ciências históricas, ciências sociais, ciências do espírito, ciências da cultura) foi objeto de intenso debate entre intelectuais

Leia mais

CURSO PREPARATÓRIO PARA PROFESSORES. Profa. M. Ana Paula Melim Profa. Milene Bartolomei Silva

CURSO PREPARATÓRIO PARA PROFESSORES. Profa. M. Ana Paula Melim Profa. Milene Bartolomei Silva CURSO PREPARATÓRIO PARA PROFESSORES Profa. M. Ana Paula Melim Profa. Milene Bartolomei Silva 1 Conteúdo: Concepções Pedagógicas Conceitos de Educação; Pedagogia; Abordagens Pedagógicas: psicomotora, construtivista,

Leia mais

Fundamentos e Tendências da Educação: perspectivas atuais

Fundamentos e Tendências da Educação: perspectivas atuais Fundamentos e Tendências da Educação: perspectivas atuais Poplars on the River Epte Claude Monet, 1891 Vandeí Pinto da Silva NEPP/PROGRAD ... as circunstâncias fazem os homens tanto quanto os homens fazem

Leia mais

TABELA DE VALORES A SEREM PRATICADOS NO ANO DE 2016

TABELA DE VALORES A SEREM PRATICADOS NO ANO DE 2016 Tabela I - Valor das Mensalidades - Ingressantes a partir de 2016 Mestrado em Administração 24 R$ 2.535,00 Mestrado em Bioética 24 R$ Mestrado em Ciência Animal 24 R$ Mestrado em Ciências da Saúde 24 R$

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS RECUPERAÇÃO. 1. Quais foram as principais características da escolástica? Cite alguns de seus pensadores.

LISTA DE EXERCÍCIOS RECUPERAÇÃO. 1. Quais foram as principais características da escolástica? Cite alguns de seus pensadores. LISTA DE EXERCÍCIOS RECUPERAÇÃO 1. Quais foram as principais características da escolástica? Cite alguns de seus pensadores. 2. Como acontecia a aprendizagem nas escolas no período medieval? Quem era apto

Leia mais

Mudança e transformação social

Mudança e transformação social 7 Mudança e transformação social Unidade Não existem sociedades sem mudanças. Há transformações maiores, que atingem toda a humanidade, e menores, que acontecem no cotidiano das pessoas. Normalmente elas

Leia mais

Exercícios Classe Social x Estratificação Social

Exercícios Classe Social x Estratificação Social Exercícios Classe Social x Estratificação Social 1. Para Karl Marx o conceito de Classes Sociais se desenvolve com a formação da sociedade capitalista. Dessa forma, é correto afirmar que : a) As classes

Leia mais

Educação Ambiental Crítica: do socioambientalismo às sociedades sustentáveis

Educação Ambiental Crítica: do socioambientalismo às sociedades sustentáveis Educação Ambiental Crítica: do socioambientalismo às sociedades sustentáveis Ciclo de Cursos de Educação Ambiental Ano 4 Secretaria de Estado do Meio Ambiente Coordenadoria de Planejamento Ambiental Estratégico

Leia mais

Anna Catharinna 1 Ao contrário da palavra romântico, o termo realista vai nos lembrar alguém de espírito prático, voltado para a realidade, bem distante da fantasia da vida. Anna Catharinna 2 A arte parece

Leia mais

Katia Luciana Sales Ribeiro Keila de Souza Almeida José Nailton Silveira de Pinho. Resenha: Marx (Um Toque de Clássicos)

Katia Luciana Sales Ribeiro Keila de Souza Almeida José Nailton Silveira de Pinho. Resenha: Marx (Um Toque de Clássicos) Katia Luciana Sales Ribeiro José Nailton Silveira de Pinho Resenha: Marx (Um Toque de Clássicos) Universidade Estadual de Montes Claros / UNIMONTES abril / 2003 Katia Luciana Sales Ribeiro José Nailton

Leia mais

CONTEÚDO - Recuperação 2º Semestre

CONTEÚDO - Recuperação 2º Semestre DISCIPLINA : História Prof. : Silena 6º ANO CONTEÚDO - Recuperação 2º Semestre -Origem lendária de Roma; -Império Franco (Carlos Magno e seus funcionáris reais); -Importância do Coliseu; -Império bizantino

Leia mais

EDUCAÇÃO PARA AS RELAÇÕES. Elvis Rezende Messias elvisccae@oi.com.br

EDUCAÇÃO PARA AS RELAÇÕES. Elvis Rezende Messias elvisccae@oi.com.br EDUCAÇÃO PARA AS RELAÇÕES ETNICORRACIAIS Elvis Rezende Messias elvisccae@oi.com.br O que é o homem? -Quem é você? -Quais são as duas coisas (fatos, pessoas) que mais marcaram sua vida? -Dentre várias,

Leia mais

Curso: Letras Português ( 1 ª Licenciatura) II Bloco

Curso: Letras Português ( 1 ª Licenciatura) II Bloco Curso: Letras Português ( 1 ª Licenciatura) I Bloco Filosofia da Educação 60 horas Metodologia Científica 60 horas Iniciação à Leitura e Produção de Textos Acadêmicos 60 horas Introdução à filosofia e

Leia mais

Proposta Pedagógica. Buscando atender às necessidades da comunidade local, o Colégio La Salle Brasília oferece educação infantil, fundamental e médio.

Proposta Pedagógica. Buscando atender às necessidades da comunidade local, o Colégio La Salle Brasília oferece educação infantil, fundamental e médio. Proposta Pedagógica Visão: Ser um centro de excelência em Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio que busca alcançar a utopia que tem de pessoa e sociedade, segundo os critérios do evangelho, vivenciando

Leia mais

Ministério da Educação Secretaria de Educação Básica Diretoria de Apoio a Gestão Educacional

Ministério da Educação Secretaria de Educação Básica Diretoria de Apoio a Gestão Educacional Ministério da Educação Secretaria de Educação Básica Diretoria de Apoio a Gestão Educacional Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa Slides produzidos a partir do caderno: Currículo no ciclo de

Leia mais

CURSO e COLÉGIO ESPECÍFICO Ltda

CURSO e COLÉGIO ESPECÍFICO Ltda CURSO e COLÉGIO ESPECÍFICO Ltda www.especifico.com.br DISCIPLINA : Sociologia PROF: Waldenir do Prado DATA:06/02/2012 O que é Sociologia? Estudo objetivo das relações que surgem e se reproduzem, especificamente,

Leia mais

UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES CENTRO DE PÓS-GRADUAÇÃO. Sumário I) OBJETIVO 02. 1) Público alvo 02. 2) Metodologia 02. 3) Monografia / Trabalho final 02

UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES CENTRO DE PÓS-GRADUAÇÃO. Sumário I) OBJETIVO 02. 1) Público alvo 02. 2) Metodologia 02. 3) Monografia / Trabalho final 02 Sumário Pág. I) OBJETIVO 02 II) ESTRUTURA DO CURSO 1) Público alvo 02 2) Metodologia 02 3) Monografia / Trabalho final 02 4) Avaliação da aprendizagem 03 5) Dias e horários de aula 03 6) Distribuição de

Leia mais

SOCIOLOGIA OBJECTO E MÉTODO

SOCIOLOGIA OBJECTO E MÉTODO Ano Lectivo 2008/2009 SOCIOLOGIA OBJECTO E MÉTODO Cursos: Licenciatura em Sociologia e Licenciatura em Sociologia e Planeamento (1º ciclo) Unidade Curricular: Sociologia Objecto e Método Localização no

Leia mais

A DIVISÃO DO TRABALHO: UMA ANÁLISE COMPARATIVA DAS TEORIAS DE KARL MARX E EMILE DÜRKHEIM

A DIVISÃO DO TRABALHO: UMA ANÁLISE COMPARATIVA DAS TEORIAS DE KARL MARX E EMILE DÜRKHEIM A DIVISÃO DO TRABALHO: UMA ANÁLISE COMPARATIVA DAS TEORIAS DE KARL MARX E EMILE DÜRKHEIM Profa. Érika de Cássia Oliveira Caetano 1 - ÉMILE DÜRKHEIM: A DIVISÃO SOCIAL DO TRABALHO Assim como Auguste Comte,

Leia mais

O FUNCIONAMENTO DA SOCIEDADE CAPITALISTA NA CONCEPÇÃO DE ÉMILE DURKHEIM E KARL MARX

O FUNCIONAMENTO DA SOCIEDADE CAPITALISTA NA CONCEPÇÃO DE ÉMILE DURKHEIM E KARL MARX O FUNCIONAMENTO DA SOCIEDADE CAPITALISTA NA CONCEPÇÃO DE ÉMILE DURKHEIM E KARL MARX FERNANDES, Piedade Maria Inglês Psicóloga Graduada pela Universidade São Marcos SP; Pedagoga Graduada pela Faculdade

Leia mais

CURSO DE INFORMÁTICA LICENCIATURA 1 PERÍODO

CURSO DE INFORMÁTICA LICENCIATURA 1 PERÍODO CURSO DE INFORMÁTICA LICENCIATURA 1 PERÍODO DISCIPLINA: Metodologia Científica H111900 Finalidade da metodologia científica. Importância da metodologia no âmbito das ciências. Metodologia de estudos. O

Leia mais

SOBRE POSITIVISMO E EDUCAÇÃO

SOBRE POSITIVISMO E EDUCAÇÃO SOBRE POSITIVISMO E EDUCAÇÃO Sobre positivismo e educação Jamil Ibrahim Iskandar * Maria Rute Leal ** Resumo Este trabalho apresenta uma reflexão sobre a educação segundo a filosofia positivista e, particularmente,

Leia mais

Rompimentos Alienação e estruturas sociais Leituras do capitalismo e o direito

Rompimentos Alienação e estruturas sociais Leituras do capitalismo e o direito Marx e o Direito 1 Rompimentos Alienação e estruturas sociais Leituras do capitalismo e o direito Bibliografia: DEFLEM, Mathiew. Sociology of Law. Cambridge: CUP, 2008. FERREIRA, Adriano de Assis. Questão

Leia mais

Tempo e psicologia: a concepção de desenvolvimento na teoria de Wallon

Tempo e psicologia: a concepção de desenvolvimento na teoria de Wallon Tempo e psicologia: a concepção de desenvolvimento na teoria de Wallon Soraya Vieira SANTOS; Marília Gouvea de MIRANDA (PPGE/FE/UFG) soraya_vieira@hotmail.com marília.ppge@uol.com.br Palavras-chave: Wallon;

Leia mais

Principais Sociólogos

Principais Sociólogos Principais Sociólogos 1. (Uncisal 2012) O modo de vestir determina a identidade de grupos sociais, simboliza o poder e comunica o status dos indivíduos. Seu caráter institucional assume grande importância

Leia mais

A Sociologia de Weber

A Sociologia de Weber Material de apoio para Monitoria 1. (UFU 2011) A questão do método nas ciências humanas (também denominadas ciências históricas, ciências sociais, ciências do espírito, ciências da cultura) foi objeto

Leia mais

DIVISÃO DE REGISTROS ACADÊMICOS Registros Acadêmicos da Graduação. Ementas por Curso 09/05/2011 15:06

DIVISÃO DE REGISTROS ACADÊMICOS Registros Acadêmicos da Graduação. Ementas por Curso 09/05/2011 15:06 Curso: 9 DIVISÃO DE REGISTROS ACADÊMICOS Centro de Ciências da Educação Pedagogia (Noturno) Ano/Semestre: 0/ 09/0/0 :06 s por Curso Magistério: Educação Infantil e Anos Iniciais do Ens. Fundamental CNA.0.00.00-8

Leia mais

Artigo: Educação e Inclusão: Projeto Moral ou Ético. Autora: Sandra Dias ( Buscar na internet o texto completo)

Artigo: Educação e Inclusão: Projeto Moral ou Ético. Autora: Sandra Dias ( Buscar na internet o texto completo) Artigo: Educação e Inclusão: Projeto Moral ou Ético. Autora: Sandra Dias ( Buscar na internet o texto completo) Os ideais e a ética que nortearam o campo da educação Comenius: A educação na escola deve

Leia mais

KARL MARX (1818-1883)

KARL MARX (1818-1883) KARL MARX (1818-1883) 1861 Biografia Nasceu em Trier, Alemanha. Pais judeus convertidos. Na adolescência militante antireligioso; A crítica da religião é o fundamento de toda crítica. Tese de doutorado

Leia mais

CETEB. A adolescência e o ensino da língua inglesa 60. A aprendizagem criativa e o prazer de aprender 45. A comunicação em sala de aula 300

CETEB. A adolescência e o ensino da língua inglesa 60. A aprendizagem criativa e o prazer de aprender 45. A comunicação em sala de aula 300 Governo do Distrito Federal Secretaria de Estado de Educação Subsecretaria de Gestão dos Profissionais da Educação Coordenação de Administração de Pessoas Instituição CETEB A adolescência e o ensino da

Leia mais

CENTRO DE ESTUDO DE PÓS-GRADUAÇÃO PROPOSTA DE CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU

CENTRO DE ESTUDO DE PÓS-GRADUAÇÃO PROPOSTA DE CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU CENTRO DE ESTUDO DE PÓS-GRADUAÇÃO PROPOSTA DE CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU 2013 INTRODUÇÃO: O presente trabalho apresenta a relação de Cursos de Pós-Graduação Lato Sensu a serem reorganizados no

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N 18/2006 Aprova o Projeto Político-Pedagógico do Curso de Ciências Sociais, Bacharelado,

Leia mais

Perguntas e Concepções presentes sobre a natureza do Psicológico e da Psicologia. I Natureza Humana

Perguntas e Concepções presentes sobre a natureza do Psicológico e da Psicologia. I Natureza Humana Perguntas e Concepções presentes sobre a natureza do Psicológico e da Psicologia I Natureza Humana * Qual a natureza humana? Ou seja, qual é a ontologia humana? - Uma teoria da natureza humana busca especificar

Leia mais

MARX, DURKHEIM, WEBER - REVISÃO -

MARX, DURKHEIM, WEBER - REVISÃO - Sociologia 3ª série Ensino Médio MARX, DURKHEIM, WEBER - REVISÃO - Danilo Arnaldo Briskievicz Os Clássicos da Sociologia No século XIX, três pensadores desenvolveram teorias buscando explicar a sociedade

Leia mais

BuscaLegis.ccj.ufsc.Br

BuscaLegis.ccj.ufsc.Br BuscaLegis.ccj.ufsc.Br Notas sobre as lições sociológicas de David Émile Durkheim Alexandre Sturion de Paula Intróito. O operador do Direito está intrinsecamente ligado a sociedade. Desta forma, salutar

Leia mais

Um forte elemento utilizado para evitar as tendências desagregadoras das sociedades modernas é:

Um forte elemento utilizado para evitar as tendências desagregadoras das sociedades modernas é: Atividade extra Fascículo 3 Sociologia Unidade 5 Questão 1 Um forte elemento utilizado para evitar as tendências desagregadoras das sociedades modernas é: a. Isolamento virtual b. Isolamento físico c.

Leia mais

Max WEBER. Apresentando Max Weber. Principais contribuições: 1864-1920 TEMPOS MODERNOS OS CAMINHOS DA RACIONALIDADE

Max WEBER. Apresentando Max Weber. Principais contribuições: 1864-1920 TEMPOS MODERNOS OS CAMINHOS DA RACIONALIDADE Max WEBER 1864-1920 TEMPOS MODERNOS Apresentando Max Weber Principais contribuições: OS CAMINHOS DA RACIONALIDADE O PROTESTANTISMO E O ESPÍRITO DO CAPITALISMO O MUNDO DESENCANTADO Apresentando Max Weber

Leia mais

ARQUITETURA E URBANISMO

ARQUITETURA E URBANISMO ADMINISTRAÇÃO OBJETIVANDO O APERFEIÇOAMENTO, DA CIÊNCIA DA ADMINISTRAÇÃO, O ARQUITETURA E URBANISMO PROMETO NO EXERCÍCIO DA ATIVIDADE INERENTE À PRÁTICA DA ARQUITETURA E URBANISMO, RESPEITAR OS PRINCÍPIOS

Leia mais

Rousseau e educação: fundamentos educacionais infantil.

Rousseau e educação: fundamentos educacionais infantil. Rousseau e educação: fundamentos educacionais infantil. 1 Autora :Rosângela Azevedo- PIBID, UEPB. E-mail: rosangelauepb@gmail.com ²Orientador: Dr. Valmir pereira. UEPB E-mail: provalmir@mail.com Desde

Leia mais