Comissão Tripartite Paritária Permanente (CTPP), destacando que a parte técnica dos Anexos VI e VII foi aprovada por consenso entre as bancadas, com

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Comissão Tripartite Paritária Permanente (CTPP), destacando que a parte técnica dos Anexos VI e VII foi aprovada por consenso entre as bancadas, com"

Transcrição

1 RELAÇÕES DO TRABALHO Órgão Ministério do Trabalho (MT) Representação Efetiva Comissão Nacional Tripartite Temática - NR 12 (Segurança no Trabalho em Máquinas e Equipamentos) Representante Titular Marcio Milan Vice-Presidente Associação Brasileira de Supermercados (Abras) Ações Reunião Ordinária realizada nos dias 10 e 11 de maio de 2016 Na abertura da Reunião, Romulo Machado, do Departamento de Segurança e Saúde no Trabalho, da Secretaria de Inspeção do Trabalho (DSST/SIT), deu as boas-vindas a todos e agradeceu a recepção do Sindicato dos Padeiros de São Paulo. Na sequência, Chiquinho Pereira, presidente do Sindicato, cumprimentou a todos e falou sobre a satisfação de receber a Comissão na sede da instituição. Disse ainda esperar que as bancadas encontrassem caminhos comuns, de consenso, para a construção de um Brasil melhor, e desejou êxito ao trabalho da Comissão Nacional Tripartite Temática (CNTT). Inicialmente, Romulo Machado explicou que a pauta e os arquivos pertinentes a serem debatidos na reunião foram encaminhados apenas no dia anterior, em razão das coordenações de bancada ainda estarem buscando consenso quanto à proposta de revisão dos Anexos VI e VII. Destacou que os arquivos correspondiam aos mesmos encaminhados em reuniões anteriores que, em razão da escassez de tempo, não foram deliberados. Diante dessas circunstâncias, questionou as bancadas se haveria algum impedimento para a realização das discussões. As bancadas dos trabalhadores e dos empregadores informaram que não havia nenhum impedimento e que a Comissão poderia debater e deliberar sobre os temas. Por solicitação da bancada empresarial, a aprovação das Atas da 26ª e da 27ª Reunião Ordinária da CNTT da NR12 foi adiada para o segundo dia de reunião. A bancada de governo fez uma breve contextualização em relação à última reunião da CNTT e à reunião da

2 Comissão Tripartite Paritária Permanente (CTPP), destacando que a parte técnica dos Anexos VI e VII foi aprovada por consenso entre as bancadas, com inúmeros avanços em relação ao texto vigente. Contudo, a proposta como um todo não foi objeto de consenso em razão da não aprovação pelas bancadas dos trabalhadores e do governo de itens que fariam parte do anexo com o seguinte conteúdo: 1) não aplicação de futuras alterações de normas técnicas a máquinas já adequadas à NR12; e 2) possibilidade de adoção de soluções alternativas para cumprimento dos anexos de panificação. Romulo Machado relembrou que, na reunião anterior, a bancada de governo havia sinalizado que concordaria com o item 1, necessitando aprofundar a discussão internamente, especialmente pela necessidade de ajustar a redação do item do Anexo IX - Injetoras, importante para harmonizar com uma futura inclusão do conteúdo do item 1 na parte geral da Norma; e que o item 2 não teria aplicação para os Anexos VI e VII, podendo ser discutido futuramente para anexos específicos. A bancada dos trabalhadores havia solicitado 30 dias de prazo para discutir o item 1 com o setor jurídico. Após a contextualização, ele informou que, entre a 27ª e a 28ª Reunião ordinária, foi realizada reunião com a bancada de governo e de trabalhadores, juntamente com representante do Ministério Público do Trabalho (MPT), para debater o item 1, com posicionamento favorável destas partes em aceitar a solicitação patronal de incluir um item (12.5.1) na NR12. A inclusão visa deixar claro que não é obrigatória a observação de novas exigências advindas de normas técnicas publicadas posteriormente à data de fabricação, importação ou adequação das máquinas e equipamentos, desde que atendam à Norma Regulamentadora nº 12, publicada pela Portaria 197/2010, seus anexos e suas alterações posteriores, bem como às normas técnicas vigentes à época de sua fabricação, importação ou adequação. Romulo Machado informou ainda que a aceitação deste item estaria vinculada à aprovação de ajuste do item do Anexo de Injetoras, sendo que estes posicionamentos haviam sido informados para o coordenador da bancada empresarial antes dessa reunião, com o objetivo de tornar os debates mais produtivos. Ele disse ainda que a coordenação da

3 bancada empresarial consultou o segmento específico, que ficou de dar uma resposta em 30 dias. Em relação ao item 2 (possibilidade de adoção de soluções alternativas para cumprimento dos anexos de panificação), a bancada empresarial aceitou retirá-lo de pauta no âmbito dos Anexos VI e VII e retomar a discussão posteriormente em outros Anexos ou no corpo da Norma. Em síntese, em um esforço na busca do consenso, as bancadas de governo e de trabalhadores indicaram que aceitariam a aprovação do item juntamente com a aprovação dos Anexos VI e VII. Destacaram que não aceitavam a publicação isolada do item sem ser acompanhado dos Anexos VI e VII. Foi suscitada discussão sobre os Anexos serem requisitos mínimos, ou seja, considerando que uma máquina foi construída nos termos da Nota Técnica 94/2009 ou nos termos dos anexos vigentes, se esta seria ou não considerada conforme. A bancada de governo defendeu que os anexos em negociação representavam requisitos mínimos, com exigências menos rigorosas que as anteriores, que o novo texto reduzia obrigações, mantendo proteção adequada, logo, se a máquina atendia à legislação anterior, atenderia à atual. Na sequência, passou-se à discussão dos prazos. Foi apresentada a tabela elaborada pelas bancadas de governo e de trabalhadores na reunião anterior, como contraproposta à proposta inicial apresentada pela bancada empresarial:

4 Parágrafo único. Os prazos acima indicados não se aplicam a máquinas que tenham sido fabricadas após 24/6/2011. Diante da tabela, a representação empresarial apresentou nova proposta concedendo 12 meses de prazo para os tipos específicos de máquinas listados na tabela, e 18 meses para as demais máquinas. Além disso, solicitou a exclusão do Parágrafo único e a indicação expressa de que não haveria prazo para fabricante de máquina. A bancada dos trabalhadores rejeitou a proposta apresentada, acrescentando que é um absurdo se falar em prazo novamente, pois na publicação da NR12, em 2010, já foram concedidos prazos de até 66 meses. Mencionou ainda que cilindro possui regulamentação desde 1996 e que a proposta elaborada na reunião anterior era o máximo que aceitavam. Neste momento, a representação empresarial solicitou pausa para realizar uma reunião interna. No retorno, informou que havia um questionamento interno que estava impedindo a aprovação e que não foi possível contato com responsável superior para esclarecer este ponto. Foi sugerido seguir discutindo outros pontos e retomar a discussão no dia seguinte. A bancada dos trabalhadores não concordou em continuar discutindo outros pontos sem definir a negociação em andamento. Afirmou não entender o porquê do impasse e que era necessário decidir a questão logo no início da reunião do dia seguinte. A bancada de governo manifestou posição idêntica à dos trabalhadores. Definiu-se assim que a reunião continuaria no dia seguinte e que os Anexos VI e VII seriam os primeiros pontos da pauta. No segundo dia, foram aprovadas as Atas da 26ª e da 27ª Reunião. Em relação aos textos, os Anexos VI e VII e o item foram aprovados por consenso, sendo que as representações do governo e dos trabalhadores afirmaram que só aceitavam a publicação do item se esta fosse acompanhada da publicação dos Anexos VI e VII.

5 A bancada empresarial reapresentou a proposta de prazo do dia anterior e a bancada dos trabalhadores rejeitou a sugestão, mantendo sua proposta original. A bancada dos trabalhadores perguntou sobre a questão pendente do dia anterior. Após reuniões internas das bancadas, a representação empresarial solicitou a retirada da proposta de prazo. A representação dos trabalhadores questionou se a bancada empresarial estaria esperando a derrubada da NR12 pelo novo governo, uma vez que a sustação da Norma é um dos pontos na pauta da Confederação Nacional da Indústria (CNI), e afirmou que a atitude da bancada empresarial era de falta de respeito. Após os debates, ficou caracterizado o impasse quanto aos prazos para implementação dos Anexos VI e VII. Na sequência, discutiu-se os próximos temas a serem pautados na CNTT, ficando definido que a bancada de governo encaminharia para todos a proposta de alteração do Anexo XII - Equipamentos de Guindar até o dia 30 de maio. Já a bancada empresarial informou que encaminharia a proposta de revisão do Anexo VIII - Prensas e Similares até o dia 20 de junho. A seguir, passou-se à discussão do arquivo 2'b' da pauta, que consiste em alterações em diversos itens da parte geral da Norma. Além destes, por solicitação da bancada empresarial, debateu-se o item 12.2B (não aplicação da NR12 a ferramentas elétricas portáteis e semiestacionárias) do arquivo 2'c' da pauta, que consiste em propostas de alteração de itens da parte geral encaminhados pela bancada empresarial. Após apresentação da demanda e dos questionamentos feitos, definiu-se que a discussão ficaria em suspenso, que a bancada empresarial conseguiria as normas IEC aplicáveis e iria disponibilizá-las para a CNTT, e que a bancada empresarial iria convidar representante do setor para a próxima reunião.

(Compareceu) Representante Observador Marcio Milan. Vice-presidente Associação Brasileira de Supermercados (Abras)

(Compareceu) Representante Observador Marcio Milan. Vice-presidente Associação Brasileira de Supermercados (Abras) R E L A Ç Õ E S D O T R A B A L H O Órgão Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) Representação Efetiva Grupo de Trabalho do Sistema de Registro Eletrônico de Ponto Representantes: Titular Alain Alpin Mac

Leia mais

A reunião de instalação do Grupo de Trabalho (GT) foi realizada no edifício-sede do MTE, em Brasília DF.

A reunião de instalação do Grupo de Trabalho (GT) foi realizada no edifício-sede do MTE, em Brasília DF. E C O N O M I A Órgão Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) Representação Efetiva Grupo de Trabalho para discutir a facilitação da transição da economia informal para a formalidade Representante Lidiane

Leia mais

PANORAMA GERAL DA NR 12 - SENAI MARIO AMATO

PANORAMA GERAL DA NR 12 - SENAI MARIO AMATO PANORAMA GERAL DA NR 12 - SENAI MARIO AMATO Dia 13.09.2017 JURÍDICO ESTRATÉGICO Aspectos Legais Relevantes Constituição Federal de 1988 Art. 7º São direitos dos trabalhadores urbanos e rurais, além de

Leia mais

SAÚDE. Suplente Luis Sérgio Soares Mamari Assessor Divisão de Saúde da CNC (Compareceu)

SAÚDE. Suplente Luis Sérgio Soares Mamari Assessor Divisão de Saúde da CNC (Compareceu) SAÚDE Órgão Ministério do Trabalho (MT) Representação Efetiva Comissão Tripartite Paritária Permanente (CTPP) Representantes Titular José Almeida de Queiroz Consultor da Presidência da Federação do Comércio

Leia mais

Gestão da NR-12 nas Empresas. O que mudou!

Gestão da NR-12 nas Empresas. O que mudou! Gestão da NR-12 nas Empresas O que mudou! ASPECTOS LEGAIS CLT CONSOLIDAÇÃO DAS LEIS DO TRABALHO TITUTO II - DAS NORMAS GERAIS DE TUTELA DO TRABALHO CAPITULO V - DA SEGURANÇA E DA MEDICINA DO TRABALHO SEÇÃO

Leia mais

PROCESSO Nº AUTORA : ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DAS INDÚSTRIAS DE REFRIGERANTES E DE BEBIDAS NÃO ACOOLICAS - ABTR : UNIÃO FEDERAL

PROCESSO Nº AUTORA : ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DAS INDÚSTRIAS DE REFRIGERANTES E DE BEBIDAS NÃO ACOOLICAS - ABTR : UNIÃO FEDERAL DECISÃO 2014 PROCESSO Nº 78075-82.2014.4.01.3400 AUTORA : ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DAS INDÚSTRIAS DE REFRIGERANTES E DE BEBIDAS NÃO ACOOLICAS - ABTR RÉ : UNIÃO FEDERAL DECISÃO ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DAS INDÚSTRIAS

Leia mais

Ações Reunião Ordinária realizada nos dias 2 e 3 de agosto de 2016

Ações Reunião Ordinária realizada nos dias 2 e 3 de agosto de 2016 RELAÇÕES DO TRABALHO Órgão Ministério do Trabalho (MTb) Representação Efetiva Comissão Nacional Tripartite Temática da NR-20 (Líquidos Combustíveis e Inflamáveis) Representante Representante CNC Bernadeth

Leia mais

NR 12 - SEGURANÇA NO TRABALHO EM MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS. Introdução à NR-12

NR 12 - SEGURANÇA NO TRABALHO EM MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS. Introdução à NR-12 NR 12 - SEGURANÇA NO TRABALHO EM MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS Introdução à NR-12 Clarice I. Lorenzi Eng. de Produção e de Segurança do Trabalho Me. em Engenharia Mecânica clara_lz@hotmail.com HISTÓRICO REVOLUÇÃO

Leia mais

S A Ú D E. Suplente Luis Sérgio Soares Mamari Assessor Divisão de Saúde da CNC (Compareceu)

S A Ú D E. Suplente Luis Sérgio Soares Mamari Assessor Divisão de Saúde da CNC (Compareceu) S A Ú D E Órgão Ministério do Trabalho Representação Efetiva Comissão Tripartite Paritária Permanente (CTPP) Representantes Titular José Almeida de Queiroz Consultor da Presidência da Federação do Comércio

Leia mais

Reunião Ordinária realizada no período de 27 a 29 de março de 2017

Reunião Ordinária realizada no período de 27 a 29 de março de 2017 S A Ú D E Órgão Ministério do Trabalho Representação Efetiva Comissão Tripartite Paritária Permanente (CTPP) Representantes Titular José Almeida de Queiroz Consultor da Presidência da Federação do Comércio

Leia mais

Diretor Vice Presidente da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismos do Estado do Paraná. Suplente Luis Sérgio Soares Mamari

Diretor Vice Presidente da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismos do Estado do Paraná. Suplente Luis Sérgio Soares Mamari S A Ú D E Órgão Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) Representação Efetiva Comissão Tripartite Paritária Permanente (CTPP) Representantes: Titular José Canisso Diretor Vice Presidente da Federação do

Leia mais

Relatório Trabalhista

Relatório Trabalhista Rotinas de Pessoal & Recursos Humanos www.sato.adm.br - sato@sato.adm.br - fone (11) 4742-6674 Desde 1987 Legislação Consultoria Assessoria Informativos Treinamento Auditoria Pesquisa Qualidade Relatório

Leia mais

COMISSÃO TRIPARTITE PERMANENTE NACIONAL DA NR-32 ATA DA 20ª REUNIÃO ORDINÁRIA

COMISSÃO TRIPARTITE PERMANENTE NACIONAL DA NR-32 ATA DA 20ª REUNIÃO ORDINÁRIA COMISSÃO TRIPARTITE PERMANENTE NACIONAL DA NR-32 ATA DA 20ª REUNIÃO ORDINÁRIA Aos vinte e quatro, vinte e cinco e vinte e seis dias do mês de outubro de dois mil e onze, reuniram-se os membros da CTPN

Leia mais

Nesta reunião foram debatidos os seguintes temas:

Nesta reunião foram debatidos os seguintes temas: R E L A Ç Õ E S I N T E R N A C I O N A I S Órgão Mercado Comum do Sul (Mercosul) Representação Efetiva Comissão Temática I - Relações Trabalhistas Representante Titular Lidiane Duarte Nogueira Advogada

Leia mais

Suplente Roberto Luis Lopes Nogueira

Suplente Roberto Luis Lopes Nogueira R E L A Ç Õ E S I N T E R N A C I O N A I S Órgão Ministério do Trabalho e Emprego - MTE Representação Efetiva Comissão Tripartite de Relações Internacionais - CTRI Representantes: Titular Darci Piana

Leia mais

CONTROLE ELETRÔNICO DE ASSIDUIDADE E PONTUALIDADE HISTÓRICO

CONTROLE ELETRÔNICO DE ASSIDUIDADE E PONTUALIDADE HISTÓRICO CONTROLE ELETRÔNICO DE ASSIDUIDADE E PONTUALIDADE HISTÓRICO Em 24 de novembro de 2015, o Ministério Público Federal - MPF instaurou o Inquérito Civil Público nº 1.22.001.000346/2015-70, com o objetivo

Leia mais

COMITÊ BRASILEIRO DE NORMALIZAÇÃO CBN

COMITÊ BRASILEIRO DE NORMALIZAÇÃO CBN 1/ 5 1 DATA : 09 de novembro de 2005. 2 HORA : 15h às 17h. 3 LOCAL : Auditório da ABINEE II SP 4 AGENDA : 1) Aprovação da Minuta de Ata da 12ª RO; 2) Informes sobre o CBR; 3) Validação dos critérios de

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DA COMISSÃO DE DOADORES DO FUNDO KAYAPÓ CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

REGIMENTO INTERNO DA COMISSÃO DE DOADORES DO FUNDO KAYAPÓ CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES REGIMENTO INTERNO DA COMISSÃO DE DOADORES DO FUNDO KAYAPÓ CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1 - O presente Regimento estabelece as normas de funcionamento da Comissão de Doadores do Fundo Kayapó,

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DOCONSELHO CONSULTIVO DO OBSERVATÓRIO DE ANÁLISE POLÍTICA EM SAÚDE

REGIMENTO INTERNO DOCONSELHO CONSULTIVO DO OBSERVATÓRIO DE ANÁLISE POLÍTICA EM SAÚDE REGIMENTO INTERNO DOCONSELHO CONSULTIVO DO OBSERVATÓRIO DE ANÁLISE POLÍTICA EM SAÚDE TÍTULO I Disposições Gerais Da Composição e da Finalidade Art.1º O Conselho Consultivo é um órgão colegiado de assessoramento

Leia mais

SAÚDE. Suplente Luis Sérgio Soares Mamari Assessor Divisão de Saúde da CNC (Compareceu)

SAÚDE. Suplente Luis Sérgio Soares Mamari Assessor Divisão de Saúde da CNC (Compareceu) SAÚDE Órgão Ministério do Trabalho (MTb) Representação Efetiva Comissão Tripartite Paritária Permanente (CTPP) Representantes Titular José Almeida de Queiroz Consultor da Presidência da Federação do Comércio

Leia mais

Rede Comunitária de Educação e Pesquisa da Região de Goiânia GO - METROGYN

Rede Comunitária de Educação e Pesquisa da Região de Goiânia GO - METROGYN Rede Comunitária de Educação e Pesquisa da Região de Goiânia GO - METROGYN Título I REGIMENTO DA METROGYN CAPÍTULO I DA NATUREZA E COMPETÊNCIA Art. 1º. A Rede Comunitária de Educação e Pesquisa da Região

Leia mais

REGULAMENTO DO NÚCLEO DE INOVAÇÃO TECNOLÓGICA E EMPREENDEDORISMO EM SAÚDE NITE SAÚDE CAPÍTULO I DAS FINALIDADES

REGULAMENTO DO NÚCLEO DE INOVAÇÃO TECNOLÓGICA E EMPREENDEDORISMO EM SAÚDE NITE SAÚDE CAPÍTULO I DAS FINALIDADES REGULAMENTO DO NÚCLEO DE INOVAÇÃO TECNOLÓGICA E EMPREENDEDORISMO EM SAÚDE NITE SAÚDE CAPÍTULO I DAS FINALIDADES Art. 1º. O Núcleo de Inovação Tecnológica e Empreendedorismo em Saúde da Universidade Federal

Leia mais

DIÁRIO OFICIAL DA UNIÃO

DIÁRIO OFICIAL DA UNIÃO Prezados (as) Senhores (as), Para conhecimento, reproduzimos informações de diversas fontes, referentes à área de Segurança, Saúde e Medicina no Trabalho. INFORMATIVO 00117 PORTARIA SECRETARIA DE INSPEÇÃO

Leia mais

Órgão Ministério do Trabalho Representação Comissão Nacional Tripartite Temática da NR-20 (CNTT NR-20) Representantes. Bernadeth Macedo Vieira

Órgão Ministério do Trabalho Representação Comissão Nacional Tripartite Temática da NR-20 (CNTT NR-20) Representantes. Bernadeth Macedo Vieira S A Ú D E Órgão Ministério do Trabalho Representação Comissão Nacional Tripartite Temática da NR-20 (CNTT NR-20) Representantes Bernadeth Macedo Vieira Engenheira de Segurança do Trabalho Associação Brasileira

Leia mais

Trabalho no SUS. Programa Sala Virtual de Apoio

Trabalho no SUS. Programa Sala Virtual de Apoio Programa Sala Virtual de Apoio à Negociação do Trabalho no SUS Conteúdos para suporte, monitoramento e atividades de formação no âmbito do Sistema Nacional de Negociação Permanente do SUS Regimento Interno

Leia mais

Normas de funcionamento da Comissão Própria de Avaliação CPA/UCB

Normas de funcionamento da Comissão Própria de Avaliação CPA/UCB Resolução Consun nº 15/2010 de 25/06/2010 Normas de funcionamento da Comissão Própria de Avaliação CPA/UCB Brasília, 25 junho de 2010 1 2 Normas de funcionamento da Comissão Própria de Avaliação CPA/UCB

Leia mais

Vice-Presidente Associação Brasileira de Supermercados (Abras) Titular Lidiane Duarte Nogueira. Titular Fábio Gomes Morand Bentes

Vice-Presidente Associação Brasileira de Supermercados (Abras) Titular Lidiane Duarte Nogueira. Titular Fábio Gomes Morand Bentes R E L A Ç Õ E S D O T R A B A L H O Órgão Ministério do Trabalho e Emprego - MTE Representação Efetiva Grupo de Trabalho do CRT para discutir a "Informalidade do Trabalhador Empregado Representantes: Marcio

Leia mais

Ações Reunião Ordinária realizada no período de 04 a 06 de Abril de 2016.

Ações Reunião Ordinária realizada no período de 04 a 06 de Abril de 2016. SAÚDE Órgão Ministério do Trabalho e Previdência Social (MTPS) Representação Efetiva Comissão Tripartite Paritária Permanente (CTPP) Representante Suplente Luis Sérgio Soares Mamari Assessor Divisão de

Leia mais

Universidade Federal de São Paulo Comissão de Capacitação dos Servidores Técnico-Administrativos em Educação REGIMENTO INTERNO

Universidade Federal de São Paulo Comissão de Capacitação dos Servidores Técnico-Administrativos em Educação REGIMENTO INTERNO Universidade Federal de São Paulo Comissão de Capacitação dos Servidores Técnico-Administrativos em Educação REGIMENTO INTERNO 2012 CAPÍTULO I DA NATUREZA Art. 1º - A Comissão de Capacitação dos Servidores

Leia mais

RESOLUÇÃO CONSUP Nº 51, DE 23 DE DEZEMBRO DE 2015.

RESOLUÇÃO CONSUP Nº 51, DE 23 DE DEZEMBRO DE 2015. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA CONSELHO SUPERIOR RESOLUÇÃO CONSUP Nº 51, DE 23 DE DEZEMBRO

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 147-CONSELHO SUPERIOR, de 18 de fevereiro de 2014.

RESOLUÇÃO Nº 147-CONSELHO SUPERIOR, de 18 de fevereiro de 2014. RESOLUÇÃO Nº 147-CONSELHO SUPERIOR, de 18 de fevereiro de 2014. APROVA O REGULAMENTO DOS COLEGIADOS DOS CURSOS SUPERIORES DO IFRR. O PRESIDENTE DO CONSELHO SUPERIOR DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA

Leia mais

NR 12 EVOLUÇÃO. Clovis Veloso de Queiroz Neto. Confederação Nacional da Indústria CNI. Sidney esteves Peinado

NR 12 EVOLUÇÃO. Clovis Veloso de Queiroz Neto. Confederação Nacional da Indústria CNI. Sidney esteves Peinado NR 12 EVOLUÇÃO Clovis Veloso de Queiroz Neto Confederação Nacional da Indústria CNI Sidney esteves Peinado Confederação Nacional da Indústria CNI Fiesp OBRIGAÇÕES LEGAIS Obrigação legal para o empregador

Leia mais

Mesa Redonda Comparativo entre a Silvicultura dos EUA e do Sul do Brasil

Mesa Redonda Comparativo entre a Silvicultura dos EUA e do Sul do Brasil E RESUMOS REUNIÕES Portaria IAP n 95 de 22 de maio de 2007 Portaria IAP n 96 de 22 de maio de 2007 Portaria IAP n 108 de 13 de junho de 2007 Cobrança pelo Uso da Água Banco de Idéias - SESI Verde Revisão

Leia mais

ATA DA 51ª REUNIÃO DA CONGREGAÇÃO DO CEFET-MG/DIVINÓPOLIS

ATA DA 51ª REUNIÃO DA CONGREGAÇÃO DO CEFET-MG/DIVINÓPOLIS 3 6 9 12 15 18 21 24 27 30 Em vinte e cinco de maio de dois mil e dezesseis, às quatorze horas e trinta minutos, reuniram-se na sala 625 do CEFET-MG/Divinópolis a diretora Sandra Vaz Soares Martins, presidente

Leia mais

Prefeitura Municipal de São João del-rei

Prefeitura Municipal de São João del-rei Mensagem n 045/2013 Do: Gabinete do Prefeito Ao: Exmº Sr. Vereador Antônio Carlos de Jesus Fuzatto Presidente da Câmara Municipal de São João del-rei Senhor Presidente, Com os nossos respeitosos cumprimentos,

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DO COMITÊ DE TI DE ASSESSORAMENTO AO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO CAPÍTULO I DO COMITÊ DE TI

REGIMENTO INTERNO DO COMITÊ DE TI DE ASSESSORAMENTO AO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO CAPÍTULO I DO COMITÊ DE TI REGIMENTO INTERNO DO COMITÊ DE TI DE ASSESSORAMENTO AO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO CAPÍTULO I DO COMITÊ DE TI Artigo 1º. O Comitê de TI ( Comitê ) é órgão de assessoramento vinculado diretamente ao Conselho

Leia mais

SUGESTÃO DE REGIMENTO DA CADEC AVES E SUÍNOS

SUGESTÃO DE REGIMENTO DA CADEC AVES E SUÍNOS SUGESTÃO DE REGIMENTO DA CADEC AVES E SUÍNOS DA CONSTITUIÇÃO Art. 1º. A Comissão para Acompanhamento, Desenvolvimento e Conciliação da Integração CADEC, prevista no contrato de Integração, de composição

Leia mais

Estado de Alagoas Prefeitura Municipal de São Miguel dos Campos Gabinete do Prefeito

Estado de Alagoas Prefeitura Municipal de São Miguel dos Campos Gabinete do Prefeito Projeto de Lei nº, de de de 2016. Institui o Fórum Municipal de Educação de São Miguel dos Campos e adota outras providências. O Prefeito do Município de São Miguel dos Campos, Estado de Alagoas, no uso

Leia mais

b) ausência de benzeno e suas misturas acima de 1% em volume em depósitos, tanques, vasos, almoxarifado e outras dependências da empresa;

b) ausência de benzeno e suas misturas acima de 1% em volume em depósitos, tanques, vasos, almoxarifado e outras dependências da empresa; SAÚDE Órgão Ministério do Trabalho e Previdência Social (MTPS) Representação Efetiva Comissão Tripartite Paritária Permanente - CTPP Representantes: Suplente Luis Sérgio Soares Mamari Assessor Divisão

Leia mais

Regimento Interno Conselho de Consumidores Bandeirante Energia S.A.

Regimento Interno Conselho de Consumidores Bandeirante Energia S.A. Regimento Interno Conselho de Consumidores Bandeirante Energia S.A. 1. Da Natureza e Objetivo 1.1. O Conselho de Consumidores da área de concessão da Bandeirante Energia S.A. é um órgão sem personalidade

Leia mais

ABAD - ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE ATACADISTAS E DISTRIBUIDORES DE PRODUTOS INDUSTRIALIZADOS

ABAD - ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE ATACADISTAS E DISTRIBUIDORES DE PRODUTOS INDUSTRIALIZADOS ABAD - ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE ATACADISTAS E DISTRIBUIDORES DE PRODUTOS INDUSTRIALIZADOS ATA DA REUNIÃO DO COMITÊ AGENDA POLÍTICA REALIZADA EM 27 DE ABRIL DE 2015 Coordenador: Alessandro Dessimoni Vicente

Leia mais

Regimento do Colegiado do Curso de Bacharelado em Zootecnia

Regimento do Colegiado do Curso de Bacharelado em Zootecnia Regimento do Colegiado do Curso de Bacharelado em Zootecnia MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS REGIMENTO DO COLEGIADO DO CURSO DE BACHARELADO EM ZOOTECNIA CAPÍTULO I Das Atribuições

Leia mais

NOTA TÉCNICA N2.14. /2016/CGNO Ft /DSST/SIT /NIT P S

NOTA TÉCNICA N2.14. /2016/CGNO Ft /DSST/SIT /NIT P S - Ni MINISTÉRIO DO TRABALHO SECRETARIA DE INSPEÇÃO DO TRABALHO Esplanada dos Ministérios, Bloco F, Anexo, Ala B, 1 andar, sala 176 - CEP: 70056-900 - Brasília/DF nue 12,1 h, - Fone: (61)2031.6174/6632/6162/6751

Leia mais

Fato Relevante. Por meio do referido Termo de Compromisso, as Partes concordaram em:

Fato Relevante. Por meio do referido Termo de Compromisso, as Partes concordaram em: Fato Relevante A Transmissora Aliança de Energia Elétrica S.A. ( Companhia, Taesa ) vem, com base no 4 do art. 157 da Lei n 6.404/76 e na Instrução CVM n 358/02, comunicar aos seus acionistas, ao mercado

Leia mais

Suplente Lidiane Duarte Nogueira. Ações Reunião Ordinária realizada no dia 3 de dezembro de 2014

Suplente Lidiane Duarte Nogueira. Ações Reunião Ordinária realizada no dia 3 de dezembro de 2014 R E L A Ç Õ E S D O T R A B A L H O Órgão Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) Representação Efetiva Grupo de Trabalho Tripartite (GTT) para Implementação da Agenda Nacional de Trabalho Decente (ANTD)

Leia mais

S A Ú D E. Órgão Ministério do Trabalho Representação Comissão Tripartite Paritária Permanente (CTPP) Representantes Titular José Almeida de Queiroz

S A Ú D E. Órgão Ministério do Trabalho Representação Comissão Tripartite Paritária Permanente (CTPP) Representantes Titular José Almeida de Queiroz S A Ú D E Órgão Ministério do Trabalho Representação Comissão Tripartite Paritária Permanente (CTPP) Representantes Titular José Almeida de Queiroz Consultor da Presidência da Federação do Comércio de

Leia mais

INFORMATIVO Sistemas de Proteção contra Quedas O QUE HÁ DE NOVO?

INFORMATIVO Sistemas de Proteção contra Quedas O QUE HÁ DE NOVO? INFORMATIVO Sistemas de Proteção contra Quedas O QUE HÁ DE NOVO? Esta proposta de texto trata-se do Anexo II (REVISÃO DO ITEM 35.5 - EQUIPAMENTOS DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL, ACESSÓRIOS E SISTEMAS DE ANCORAGEM)

Leia mais

Unidade de Relações do Trabalho e Desenvolvimento Associativo PROPOSTA DE PAUTA PARA OS CONSELHOS ESTADUAIS/SETORIAIS DE RELAÇÕES DO TRABALHO

Unidade de Relações do Trabalho e Desenvolvimento Associativo PROPOSTA DE PAUTA PARA OS CONSELHOS ESTADUAIS/SETORIAIS DE RELAÇÕES DO TRABALHO Unidade de Relações do Trabalho e Desenvolvimento Associativo PROPOSTA DE PAUTA PARA OS CONSELHOS ESTADUAIS/SETORIAIS DE RELAÇÕES DO TRABALHO Brasília, 16 março de 2011 1. INFORMES DE RELAÇÕES DO TRABALHO

Leia mais

REGULAMENTO GERAL DO COLEGIADO DO CURSO DE BACHARELADO EM ENGENHARIA QUÍMICA CAPÍTULO I DA NATUREZA E COMPOSIÇÃO

REGULAMENTO GERAL DO COLEGIADO DO CURSO DE BACHARELADO EM ENGENHARIA QUÍMICA CAPÍTULO I DA NATUREZA E COMPOSIÇÃO REGULAMENTO GERAL DO COLEGIADO DO CURSO DE BACHARELADO EM ENGENHARIA QUÍMICA CAPÍTULO I DA NATUREZA E COMPOSIÇÃO Art. 1 o O Colegiado do Curso de Engenharia Química, doravante denominado Colegiado, é um

Leia mais

ASSOCIAÇÃO UNIFICADA PAULISTA DE ENSINO RENOVADO OBJETIVO ASSUPERO INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR DO RIO GRANDE DO NORTE - IESRN

ASSOCIAÇÃO UNIFICADA PAULISTA DE ENSINO RENOVADO OBJETIVO ASSUPERO INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR DO RIO GRANDE DO NORTE - IESRN ASSOCIAÇÃO UNIFICADA PAULISTA DE ENSINO RENOVADO OBJETIVO ASSUPERO INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR DO RIO GRANDE DO NORTE - IESRN COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO INTERNA CPA REGULAMENTO INTERNO CPA/IESRN A

Leia mais

ATA DA 8ª REUNIÃO DA COMISSÃO DE REPRESENTANTES DO CONDOMÍNIO RENOIR

ATA DA 8ª REUNIÃO DA COMISSÃO DE REPRESENTANTES DO CONDOMÍNIO RENOIR Realizada no dia 27/06/2012, na sede da Construtora Cameron, iniciando-se às 19h e 10min, com os seguintes participantes: Dalma Carvalho (engenheira de planejamento),marcelo Montenegro (engenheiro supervisor),

Leia mais

REGIMENTO DO COMITÊ DE ÉTICA NA EXPERIMENTAÇÃO ANIMAL DA UNIVERSIDADE DE UBERABA (Aprovado pelo CEEA / UNIUBE em 28/03/2012) Capítulo I Do Comitê

REGIMENTO DO COMITÊ DE ÉTICA NA EXPERIMENTAÇÃO ANIMAL DA UNIVERSIDADE DE UBERABA (Aprovado pelo CEEA / UNIUBE em 28/03/2012) Capítulo I Do Comitê REGIMENTO DO COMITÊ DE ÉTICA NA EXPERIMENTAÇÃO ANIMAL DA UNIVERSIDADE DE UBERABA (Aprovado pelo CEEA / UNIUBE em 28/03/2012) Capítulo I Do Comitê Art. 1º - O Comitê de Ética na Experimentação Animal (CEEA)

Leia mais

NR 28 - FISCALIZAÇÃO E PENALIDADES

NR 28 - FISCALIZAÇÃO E PENALIDADES NR 28 - FISCALIZAÇÃO E PENALIDADES Publicação Portaria GM n.º 3.214, de 08 de junho de 1978 06/07/78 Alterações/Atualizações D.O.U Portaria SSMT n.º 07, de 15 de março de 1983 18/03/83 Portaria SSMT n.º

Leia mais

INFORMATIVO DIÁRIO OFICIAL DA UNIÃO

INFORMATIVO DIÁRIO OFICIAL DA UNIÃO Prezados (as) Senhores (as), Para conhecimento, reproduzimos informações de diversas fontes, referentes à área de Segurança, Saúde e Medicina no Trabalho. INFORMATIVO 008-17 DIÁRIO OFICIAL DA UNIÃO NR18-CONSTRUÇÃO

Leia mais

REGIMENTO DOS COLEGIADOS DOS CURSOS SUPERIORES DO IFRS CÂMPUS CAXIAS DO SUL

REGIMENTO DOS COLEGIADOS DOS CURSOS SUPERIORES DO IFRS CÂMPUS CAXIAS DO SUL REGIMENTO DOS COLEGIADOS DOS CURSOS SUPERIORES DO IFRS CÂMPUS CAXIAS DO SUL Aprovado pela Resolução do Conselho de Câmpus nº 18, de 14 de agosto de 2014. Caxias do Sul/RS, agosto de 2014. REGIMENTO DOS

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE ARAÇOIABA DA SERRA

PREFEITURA MUNICIPAL DE ARAÇOIABA DA SERRA DECRETO Nº. 1491, DE 10 DE JANEIRO DE 2013. Institui a Mesa Permanente de Negociação com os Servidores Municipais - MESA e dá outras providências.. MARA LÚCIA FERREIRA DE MELO, Prefeita Municipal da Cidade

Leia mais

NR 28 - FISCALIZAÇÃO E PENALIDADES

NR 28 - FISCALIZAÇÃO E PENALIDADES (Redação dada pela Portaria n.º 3, de 1º de julho de 1992) 28.1 FISCALIZAÇÃO NR 28 - FISCALIZAÇÃO E PENALIDADES Publicação Portaria MTb n.º 3.214, de 08 de junho de 1978 06/07/78 Alterações/Atualizações

Leia mais

SECRETARIA DE ÓRGÃOS COLEGIADOS RESOLUÇÃO Nº 08/2015

SECRETARIA DE ÓRGÃOS COLEGIADOS RESOLUÇÃO Nº 08/2015 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA SECRETARIA DE ÓRGÃOS COLEGIADOS Campus Universitário Viçosa, MG 36570-000 Telefone: (31) 3899-2127 - Fax: (31) 3899-1229 - E-mail: soc@ufv.br RESOLUÇÃO

Leia mais

Regulamento de Trabalho de Conclusão de Curso. Curso de Secretariado Executivo Trilingue. Faculdade de Presidente Prudente

Regulamento de Trabalho de Conclusão de Curso. Curso de Secretariado Executivo Trilingue. Faculdade de Presidente Prudente Regulamento de Trabalho de Conclusão de Curso Curso de Secretariado Executivo Trilingue Faculdade de Presidente Prudente Regulamento de Trabalho de Conclusão de Curso Curso de Secretariado Executivo Trilingue

Leia mais

REGULAMENTO DOS COLEGIADOS DOS CURSOS SUPERIORES DO IFRS CAMPUS CANOAS CAPÍTULO I DO CONCEITO

REGULAMENTO DOS COLEGIADOS DOS CURSOS SUPERIORES DO IFRS CAMPUS CANOAS CAPÍTULO I DO CONCEITO REGULAMENTO DOS COLEGIADOS DOS CURSOS SUPERIORES DO IFRS Regulamenta o funcionamento dos Colegiados dos Cursos Superiores do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul, Campus

Leia mais

Ministério da Saúde Gabinete do Ministro PORTARIA Nº 1.083, DE 12 DE MAIO DE 2011

Ministério da Saúde Gabinete do Ministro PORTARIA Nº 1.083, DE 12 DE MAIO DE 2011 Ministério da Saúde Gabinete do Ministro PORTARIA Nº 1.083, DE 12 DE MAIO DE 2011 Aprova o Regimento Interno da Comissão Nacional para Implementação da Convenção- Quadro para o Controle do Tabaco (CONICQ).

Leia mais

REGIMENTO INSTITUCIONAL DA MESA NACIONAL DE NEGOCIAÇÃO PERMANENTE DOS CORREIOS

REGIMENTO INSTITUCIONAL DA MESA NACIONAL DE NEGOCIAÇÃO PERMANENTE DOS CORREIOS Ministério das Comunicações Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos Vice Presidência de Gestão de Pessoas Mesa Nacional de Negociação Permanente da ECT Protocolo da Mesa Nacional de Negociação Permanente

Leia mais

NR 28 - FISCALIZAÇÃO E PENALIDADES

NR 28 - FISCALIZAÇÃO E PENALIDADES NR 28 - FISCALIZAÇÃO E PENALIDADES Publicação Portaria GM n.º 3.214, de 08 de junho de 1978 06/07/78 Alterações/Atualizações D.O.U Portaria SSMT n.º 07, de 15 de março de 1983 18/03/83 Portaria SSMT n.º

Leia mais

RESOLUÇÃO CONSEPE 105/2013

RESOLUÇÃO CONSEPE 105/2013 RESOLUÇÃO CONSEPE 105/2013 Estabelece regulamentos e normas para o Trabalho de Conclusão do Curso para o Curso de Licenciatura em Química da UEFS. O Reitor da Universidade estadual de Feira de Santana

Leia mais

Suplente Luis Sérgio Soares Mamari. Ações Reunião Ordinária realizada no período de 22 a 24 de junho de 2015

Suplente Luis Sérgio Soares Mamari. Ações Reunião Ordinária realizada no período de 22 a 24 de junho de 2015 S A Ú D E Órgão Ministério do Trabalho e Emprego - MTE Representação Efetiva Comissão Tripartite Paritária Permanente - CTPP Representantes: Titular José Canisso Diretor Vice - Presidente da Federação

Leia mais

Atualização do Regimento Interno do Comitê de Investimento. Aprovado pelo Conselho Deliberativo em reunião no dia / /, Ata

Atualização do Regimento Interno do Comitê de Investimento. Aprovado pelo Conselho Deliberativo em reunião no dia / /, Ata Acesita Previdência Privada Atualização do Regimento Interno do Comitê de Investimento Aprovado pelo Conselho Deliberativo em reunião no dia / /, Ata Comitê de Investimento da Acesita Previdência Privada

Leia mais

RESOLUÇÃO CFP Nº 003/2012. O CONSELHO FEDERAL DE PSICOLOGIA, no uso de suas atribuições

RESOLUÇÃO CFP Nº 003/2012. O CONSELHO FEDERAL DE PSICOLOGIA, no uso de suas atribuições RESOLUÇÃO CFP Nº 003/2012 EMENTA: Institui o Regimento Interno da Assembleia das Políticas, da Administração e das Finanças APAF. legais e regimentais e: O CONSELHO FEDERAL DE PSICOLOGIA, no uso de suas

Leia mais

Prof. José Darcísio Pinheiro Presidente

Prof. José Darcísio Pinheiro Presidente Resolução n 002/2010-CD Aprova o Regimento Interno do Conselho Diretor da Universidade Federal de Roraima. O PRESIDENTE DO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE RORAIMA, no uso de suas atribuições legais e estatutárias

Leia mais

RELATÓRIO DAS REUNIÕES DE NEGOCIAÇÃO DA EBSERH ACT 2017/2018 Período: 04 a 06 de Maio de 2017

RELATÓRIO DAS REUNIÕES DE NEGOCIAÇÃO DA EBSERH ACT 2017/2018 Período: 04 a 06 de Maio de 2017 RELATÓRIO DAS REUNIÕES DE NEGOCIAÇÃO DA EBSERH ACT 2017/2018 Período: 04 a 06 de Maio de 2017 DIA 04/05/2017 - REUNIÃO PREPARATÓRIA Local: Sede da CONDSEF/FENADSEF - 14 horas Presentes: Direção da CONDSEF/FENADSEF:

Leia mais

PORTARIA Nº 136, DE 1º DE FEVEREIRO DE 2016

PORTARIA Nº 136, DE 1º DE FEVEREIRO DE 2016 PORTARIA Nº 136, DE 1º DE FEVEREIRO DE 2016 Aprova, nos termos do Anexo I, o Regimento Interno do Comitê Deliberativo (CD), instância de avaliação das propostas de projetos de Parcerias para o Desenvolvimento

Leia mais

RESOLUÇÃO CONSU Nº. 41/2013 DE 16 DE DEZEMBRO DE 2013

RESOLUÇÃO CONSU Nº. 41/2013 DE 16 DE DEZEMBRO DE 2013 RESOLUÇÃO CONSU Nº. 41/2013 DE 16 DE DEZEMBRO DE 2013 A Presidente do Conselho Superior Universitário da Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas, no uso de suas atribuições regimentais, considerando

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE CONSELHO UNIVERSITÁRIO RESOLUÇÃO Nº 98/2009

UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE CONSELHO UNIVERSITÁRIO RESOLUÇÃO Nº 98/2009 UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE CONSELHO UNIVERSITÁRIO RESOLUÇÃO Nº 98/2009 EMENTA: Solicitação de aprovação do Regimento Interno do Conselho Deliberativo do HUAP. O CONSELHO UNIVERSITÁRIO da UNIVERSIDADE

Leia mais

Órgão Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) Representação Efetiva Comissão Tripartite Permanente Nacional (CTPN) da NR-32 Representantes:

Órgão Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) Representação Efetiva Comissão Tripartite Permanente Nacional (CTPN) da NR-32 Representantes: R E L A Ç Õ E S D O T R A B A L H O Órgão Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) Representação Efetiva Comissão Tripartite Permanente Nacional (CTPN) da NR-32 Representantes: Alexandre Frederico de Marca

Leia mais

R E S O L V E PORTARIA N 023/2005/FEST

R E S O L V E PORTARIA N 023/2005/FEST PORTARIA N 023/2005/FEST DISCIPLINA A COMPOSIÇÃO, O FUNCIONAMENTO E AS ATRIBUIÇÕES DO CONSELHO SUPERIOR CONSUP - DA FACULDADE DE EDUCAÇÃO SANTA TEREZINHA. A DIRETORA GERAL da Faculdade de Educação Santa

Leia mais

USINA HIDRELÉTRICA SINOP (UHE SINOP) PLANO DE GESTÃO AMBIENTAL (PGA) Regimento do Fórum de Acompanhamento Social (FAS)

USINA HIDRELÉTRICA SINOP (UHE SINOP) PLANO DE GESTÃO AMBIENTAL (PGA) Regimento do Fórum de Acompanhamento Social (FAS) USINA HIDRELÉTRICA SINOP (UHE SINOP) PLANO DE GESTÃO AMBIENTAL (PGA) Regimento do Fórum de Acompanhamento Social (FAS) SETEMBRO DE 2014 Sumário Apresentação... 3 Regimento... 4 Capítulo I - Da Denominação,

Leia mais

ATA DA 5ª REUNIÃO ORDINÁRIA DO CEPT ANO 2016

ATA DA 5ª REUNIÃO ORDINÁRIA DO CEPT ANO 2016 1/5 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE MINAS GERAIS CONSELHO DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA ATA DA 5ª REUNIÃO ORDINÁRIA DO CEPT ANO 2016 1

Leia mais

DECRETO - Nº , DE 07 DE MAIO DE 2014.

DECRETO - Nº , DE 07 DE MAIO DE 2014. DECRETO - Nº. 2.901, DE 07 DE MAIO DE 2014. Institui a Comissão Municipal de Emprego, no âmbito do Sistema Público de Emprego, e dá providências correlatas. PE. OSWALDO ALFREDO PINTO, Prefeito Municipal

Leia mais

Proposta de alteração da portaria que regulamenta as atividades dos Estágios Curriculares Obrigatórios em Medicina Veterinária da FMVZ

Proposta de alteração da portaria que regulamenta as atividades dos Estágios Curriculares Obrigatórios em Medicina Veterinária da FMVZ Proposta de alteração da portaria que regulamenta as atividades dos Estágios Curriculares Obrigatórios em Medicina Veterinária da FMVZ O Diretor da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da UNESP,

Leia mais

REGIMENTO DA COMISSÃO PERMANENTE DE PADRONIZAÇÃO DE MATERIAIS MÉDICO-HOSPITALARES DO HOSPITAL UNIVERSITÁRIO ANTONIO PEDRO

REGIMENTO DA COMISSÃO PERMANENTE DE PADRONIZAÇÃO DE MATERIAIS MÉDICO-HOSPITALARES DO HOSPITAL UNIVERSITÁRIO ANTONIO PEDRO UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE HOSPITAL UNIVERSITÁRIO ANTONIO PEDRO COMISSÃO PERMANENTE DE PADRONIZAÇÃO DE MATERIAIS MÉDICO-HOSPITALARES REGIMENTO DA COMISSÃO PERMANENTE DE PADRONIZAÇÃO DE MATERIAIS MÉDICO-HOSPITALARES

Leia mais

NORMAS DO GRHUTRANS. Artigo 01 - Estreitar o contato entre os profissionais da área de Recursos Humanos das empresas participantes.

NORMAS DO GRHUTRANS. Artigo 01 - Estreitar o contato entre os profissionais da área de Recursos Humanos das empresas participantes. NORMAS DO GRHUTRANS Capítulo I: Dos Objetivos Artigo 01 - Estreitar o contato entre os profissionais da área de Recursos Humanos das empresas participantes. Artigo 02 - Auxiliar na troca de informações

Leia mais

ATA DE REUNIÃO. Conselho Estadual das Cidades - 1ª reunião Extraordinária de 2013

ATA DE REUNIÃO. Conselho Estadual das Cidades - 1ª reunião Extraordinária de 2013 ATA DE REUNIÃO Conselho Estadual das Cidades - 1ª reunião Extraordinária de 2013 Data: 27/03/2013 Hora: 9:00h Local: Auditório, 1º andar. Pauta: 1. Aprovação da ata anterior; 2. Balanço das atividades

Leia mais

NR 18 PROPOSTA DE ALTERAÇÃO PLANO DE TRABALHO

NR 18 PROPOSTA DE ALTERAÇÃO PLANO DE TRABALHO NR 18 PROPOSTA DE ALTERAÇÃO PLANO DE TRABALHO PRESSUPOSTOS Pontos fortes Norma extremamente avançada quando da sua concepção; Inovadora na criação do diálogo tripartite CPN; Proporcionou alta capilaridade

Leia mais

NORMA DE GOVERNANÇA DO COMPLEXO HISTÓRICO E CULTURAL DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE ITAJUBÁ

NORMA DE GOVERNANÇA DO COMPLEXO HISTÓRICO E CULTURAL DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE ITAJUBÁ NORMA DE GOVERNANÇA DO COMPLEXO HISTÓRICO E CULTURAL DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE ITAJUBÁ CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS Art. 1º - A presente norma dispõe sobre as regras de governança do Complexo Histórico

Leia mais

Suplente Roberto Luis Lopes Nogueira Advogado da Divisão Sindical da CNC

Suplente Roberto Luis Lopes Nogueira Advogado da Divisão Sindical da CNC R E L A Ç Õ E S D O T R A B A L H O Órgão Ministério do Trabalho (MTb) Representação Conselho Nacional de Imigração (CNIg) Representantes Titular Marjolaine Bernadette Julliard Tavares do Canto Chefe de

Leia mais

GUIA DO REPRESENTANTE DA FIEB

GUIA DO REPRESENTANTE DA FIEB GUIA DO REPRESENTANTE DA FIEB A FIEB participa atualmente de mais de 120 representações externas, constituídas em grupos de trabalho, comitês e conselhos, cuja atuação é direcionada à discussão de temas

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DO COMITÊ DE ACOMPANHAMENTO DA INTEGRAÇÃO DE ASSESSORAMENTO AO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO

REGIMENTO INTERNO DO COMITÊ DE ACOMPANHAMENTO DA INTEGRAÇÃO DE ASSESSORAMENTO AO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO REGIMENTO INTERNO DO COMITÊ DE ACOMPANHAMENTO DA INTEGRAÇÃO DE ASSESSORAMENTO AO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO CAPÍTULO I DO COMITÊ DE ACOMPANHAMENTO DA INTEGRAÇÃO Artigo 1º. O Comitê de Acompanhamento da

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO DELIBERATIVO TÉCNICO - ARCO

REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO DELIBERATIVO TÉCNICO - ARCO Art. 1º O presente regimento interno visa regulamentar as normas e procedimentos do Conselho Técnico da ARCO - CDT e poderá ser revisado e alterado anualmente por deliberação da maioria simples dos seus

Leia mais

CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES CAPÍTULO II DAS ATRIBUIÇÕES DO COLEGIADO

CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES CAPÍTULO II DAS ATRIBUIÇÕES DO COLEGIADO REGULAMENTO DO COLEGIADO DO CURSO DE LICENCIATURA EM CIÊNCIAS DA COMPUTAÇÃO DO IF BAIANO CAMPUS SENHOR DO BONFIM (Aprovado pela reunião de Colegiado do curso de Licenciatura em Ciências da Computação em

Leia mais

Telefone: / Fax:

Telefone: / Fax: RELATORIO DA REUNIÃO COM O MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO 08 DE ABRIL DE 2008, 16h00 Pelo Governo/MP: Idel Profeta e Claudio Ribeiro. Pela FASUBRA: Léia, Luiz Antônio, JP, Cosmo, Marcos Botelho e Rolando.

Leia mais

Secretaria de Inspeção do Trabalho Departamento de Segurança e Saúde no Trabalho Carla Martins Paes AFT da SRTE/RJ

Secretaria de Inspeção do Trabalho Departamento de Segurança e Saúde no Trabalho Carla Martins Paes AFT da SRTE/RJ Revisões nas Normas Regulamentadoras de Segurança e Saúde no Trabalho Secretaria de Inspeção do Trabalho Departamento de Segurança e Saúde no Trabalho Carla Martins Paes AFT da SRTE/RJ O Processo de Regulamentação

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE PERNAMBUCO PRÓ-REITORIA DE ENSINO

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE PERNAMBUCO PRÓ-REITORIA DE ENSINO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE PERNAMBUCO PRÓ-REITORIA DE ENSINO REGIMENTO INTERNO DO FÓRUM PERMANENTE DOS CURSOS TÉCNICOS DO IFPE RECIFE, 2014 INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA

Leia mais

Resolução 001/2009 CENEL. Capítulo I CONCEITUAÇÃO

Resolução 001/2009 CENEL. Capítulo I CONCEITUAÇÃO Resolução 001/2009 CENEL Dispõe sobre as ações que regulamentam matrícula, atividades e atribuição de notas e créditos referentes à disciplina Trabalho de Conclusão de Curso - TCC, no âmbito do Colegiado

Leia mais

indústria da fundição e estratégias para atendimento da norma

indústria da fundição e estratégias para atendimento da norma Aspectos da NR 12 aplicáveis à indústria da fundição e estratégias para atendimento da norma João Campos Joinville outubro de 2014 Quem mexeu na minha máquina NR-12 Máquinas e equipamentos (1978) NR 12

Leia mais

REGULAMENTO CONFERÊNCIA DISTRITAL DE SAÚDE

REGULAMENTO CONFERÊNCIA DISTRITAL DE SAÚDE CONSELHO MUNICIPAL DE SAÚDE DE CURITIBA 11ª CONFERÊNCIA MUNICIPAL DE SAÚDE DE CURITIBA REGULAMENTO CONFERÊNCIA DISTRITAL DE SAÚDE Curitiba / 2011 APROVADO NA 5ª REUNIÃO EXTRAORDINÁRIA DO CONSELHO MUNICIPAL

Leia mais

REGULAMENTO DO COLEGIADO DE CURSO DA FACULDADE FAMETRO. TÍTULO I DA NATUREZA E DAS FINALIDADES CAPÍTULO I - Da Natureza e das Finalidades

REGULAMENTO DO COLEGIADO DE CURSO DA FACULDADE FAMETRO. TÍTULO I DA NATUREZA E DAS FINALIDADES CAPÍTULO I - Da Natureza e das Finalidades REGULAMENTO DO COLEGIADO DE CURSO DA FACULDADE FAMETRO TÍTULO I DA NATUREZA E DAS FINALIDADES CAPÍTULO I - Da Natureza e das Finalidades Art. 1º - O Colegiado de Curso é órgão normativo, deliberativo,

Leia mais

Suplente Roberto Luis Lopes Nogueira Advogado Divisão Sindical da CNC. Ações Reunião Ordinária realizada nos dias 5 e 6 de abril de 2016.

Suplente Roberto Luis Lopes Nogueira Advogado Divisão Sindical da CNC. Ações Reunião Ordinária realizada nos dias 5 e 6 de abril de 2016. RELAÇÕES DO TRABALHO Órgão Ministério do Trabalho e Previdência Social (MTPS) Representação Efetiva Comissão Tripartite de Revisão do Plano Nacional de Emprego e Trabalho Decente (PNETD) Representantes

Leia mais

Ministério da Saúde AGENCIA NACIONAL DE SAÚDE SUPLEMENTAR RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº 115, DE 3 DE NOVEMBRO DE 2005

Ministério da Saúde AGENCIA NACIONAL DE SAÚDE SUPLEMENTAR RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº 115, DE 3 DE NOVEMBRO DE 2005 Ministério da Saúde AGENCIA NACIONAL DE SAÚDE SUPLEMENTAR RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº 115, DE 3 DE NOVEMBRO DE 2005 Aprova o Regimento Interno da Câmara de Saúde Suplementar CSS. A Diretoria Colegiada

Leia mais

Norma Regulamentadora 05. Matéria: Saúde e Segurança no Trabalho/Benefício e Assist. Social Professora: Debora Miceli Versão: 2.

Norma Regulamentadora 05. Matéria: Saúde e Segurança no Trabalho/Benefício e Assist. Social Professora: Debora Miceli Versão: 2. Norma Regulamentadora 05 Matéria: Saúde e Segurança no Trabalho/Benefício e Assist. Social Professora: Debora Miceli Versão: 2.0 dez/15 Informação Este material foi elaborado com base na Norma Regulamentadora

Leia mais

REGIMENTO DAS COMISSÕES LOCAIS DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO DO CAMPUS URUGUAIANA

REGIMENTO DAS COMISSÕES LOCAIS DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO DO CAMPUS URUGUAIANA REGIMENTO DAS COMISSÕES LOCAIS DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO DO CAMPUS URUGUAIANA O CONSELHO DO CAMPUS URUGUAIANA da Universidade Federal do Pampa, em sessão de 27 de Junho de 2016, no uso das atribuições

Leia mais

Capítulo I Das Atividades Complementares

Capítulo I Das Atividades Complementares página 1 de 5 FACULDADE DE ENGENHARIA, ARQUITETURA E URBANISMO REGIMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES Capítulo I Das Atividades Complementares Art. 1º O presente Regimento trata das Atividades Complementares

Leia mais