SAÚDE, BEM-ESTAR E ENVELHECIMENTO NA AMÉRICA LATINA E CARIBE

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "SAÚDE, BEM-ESTAR E ENVELHECIMENTO NA AMÉRICA LATINA E CARIBE"

Transcrição

1 Número do Questionário Número do Setor Número do Domicílio SAÚD, BM-STA NVLHCIMNTO NA AMÉICA LATINA CAIB Projeto SAB Organização Pan-Americana da Saúde Faculdade de Saúde Pública/ Universidade de São Paulo

2 PSQUISA SOB SAÚD, BM STA NVLHCIMNTO, 1999 NÚMO DO QUSTIONÁIO STO: BAIO: NDÇO (rua, ruela, número externo e interno): QUATIÃO DA LISTA SGMNTO DOMICÍLIO CASA TOTAL D PSSOAS NTVISTADAS NO MSMO DOMICÍLIO NÚMO DO QUSTIONÁIO PANTSCO NOM DO SXO: H M NTVISTADO VISITAS DATA DIA DIA DIA DIA MÊS MÊS MÊS MÊS 2000 NOM DO NTVISTADO CÓDIGO DO NTVISTADO HOA D INÍCIO HOA D TÉMINO DUAÇÃO MIN SULTADO* * Códigos de esultados: 01 ntrevista completa 06 Ausente temporário 02 ntrevista completa com informante substituto 07 Nunca encontrou a pessoa 03 ntrevista completa com informante auxiliar 08 ecusou-se 04 ntrevista incompleta(anote em observações) 09 Incapacitado e sem informante 05 ntrevista adiada 10 Outros (anote em observações) OBSVAÇÕS: NOM DO INFOMANT SUBSTITUTO OU AUXILIA: PANTSCO COM O NTVISTADO: TMPO D CONHCIMNTO (NO CASO D NÃO S FAMILIA) SUPVISÃO CÍTICA CODIFICAÇÃO DIGITAÇÃO NOM 2000 DATA DIA MÊS DIA MÊS DIA MÊS DIA MÊS

3 SÇÃO A - INFOMAÇÕS PSSOAIS HOA D INÍCIO: : DCLAAÇÃO VOLUNTÁIA Antes de começar, gostaria de assegurar-lhe que esta entrevista é completamente voluntária e confidencial. Se houver alguma pergunta que o Sr não deseje responder, simplesmente me avise e seguiremos para a próxima pergunta. A.1a m que mês e ano o(a) Sr(a) nasceu? MÊS... ANO... A.1b Quantos anos completos o(a) Sr.(a) tem? IDAD... A.1c ATNÇÃO: SOM A IDAD COM O ANO D NASCIMNTO ANOT O TOTAL. S O(A) NTVISTADO(A) JÁ FZ ANIVSÁIO M 2000, A SOMA DV S S NÃO FZ ANIVSÁIO AINDA, A SOMA DV S NO CASO D INCONSISTÊNCIA, SCLAÇA COM O(A) NTVISTADO(A). PÇA ALGUM DOCUMNTO D IDNTIFICAÇÃO QU MOST A DATA D NASCIMNTO OU A IDAD. SOMA... S A PSSOA TIV MNOS D 60 ANOS, AGADÇA NC A NTVISTA. A.2 O(a) Sr(a) nasceu no Brasil? A4a A.3 m que país o(a) Sr(a) nasceu? País A.4a No total, quantos anos o(a) Sr(a) viveu no Brasil? ANOS... NS A.4b Desde que o Sr.(a) nasceu até os 15 anos, viveu no campo por 5 anos ou mais? A.5a O(a) Sr.(a) sabe ler e escrever um recado? 1

4 SÇÃO A - INFOMAÇÕS PSSOAIS A.5b O(a) Sr.(a) foi à escola? VÁ PAA A.7 A.6 Qual a última série de que grau, na escola, o Sr. obteve com aprovação? ANOT A SÉI DO ÚLTIMO GAU APOVADO GIST SÓ A OPÇÃO QU COSPONDA A SS GAU. Primeiro grau (ou primário + ginásio) Segundo grau (antigo clássico e científico)...02 Primeiro grau + auxiliar técnico Técnico de nível médio (ex: técnico em contabilidade, laboratório) Magistério - segundo grau (antigo normal) Graduação (nível superior) Pós-graduação NS A.7 SOZINHO... 1 Atualmente o(a) Sr (a) vive sozinho ou acompanhado? ACOMPANHADO... 2 A.7a Há 5 anos, o Sr. morava exatamente com as mesmas pessoas com quem mora agora? ou morava sozinho? UTILIZ A DAÇÃO COSPONDNT SGUNDO O CASO A.7b A.8 Há 5 anos o(a) Sr.(a) vivia... SÓ?... 1 COM SPOSO(A) OU COMPANHIO (A)?... 2 LIA CADA OPÇÃO CICUL TODAS AS AFIMATIVAS COM UM OU MAIS FILHO(A)(S) CASADO(A)(S)? 3 COM UM OU MAIS FILHO(A)(S) SOLTIO(A)(S)? 4 COM OUTO FAMILIA?... 5 COM OUTO NÃO FAMILIA?

5 SÇÃO A - INFOMAÇÕS PSSOAIS A.7c Por que o(a) Sr(a) já não mora com as mesmas pessoas com quem morava há 5 anos? AZÕS LACIONADAS COM SUS FILHOS: CONÔMICAS SPAAÇÃO CONJUGAL UNIÃO CONJUGAL ANOT TODAS AS OPÇÕS MNCIONADAS SPONTANAMNT PAA CUIDA DAS CIANÇAS AZÕS LACIONADAS COM SUA SITUAÇÃO PSSOAL: CONÔMICAS SPAAÇÃO CONJUGAL FALCIMNTO S SNTIA SÓ PCISAVA D AJUDA FICOU DONT OUTO 11 specifique NS A.8 m geral, o(a) Sr.(a) gosta de morar sozinho? Ou... A.10a com as pessoas com quem mora hoje? UTILIZ A DAÇÃO CONFOM A SITUAÇÃO A.9 SÓ?... 1 Se o(a) Sr(a) pudesse escolher, preferiria morar... COM SPOSO(A)OU COMPANHIO(A)?... 2 COM FILHO(A)?... 3 LIA AS OPÇÕS ANOT TODAS AS AFIMATIVAS COM NTO(A)?... 4 COM OUTO FAMILIA?... 5 COM OUTO NÃO FAMILIA?... 6 A.10a Há 5 anos, o(a) Sr.(a) morava nesta mesma casa? A.11a 3

6 SÇÃO A - INFOMAÇÕS PSSOAIS A.10b Qual a principal razão pela qual o(a) Sr.(a) veio morar aqui? ANOT SOMNT UMA SPOSTA STA PTO D OU COM O(A) FILHO(A) STA PTO D OU COM FAMILIAS OU AMIGOS STA PTO DOS SVIÇOS D SAÚD MDO DA VIOLÊNCIA FALCIMNTO DO(A) SPOSO(A)/COMPANHIO(A) PO SPAAÇÃO CONJUGAL PO UNIÃO CONJUGAL CUSTO DA MOADIA A.11a OUTO 09 specifique NS N A.10c Por que o Sr. desejava estar com ou perto dos filhos, com outros familiares ou amigos? ANOT TODAS AS OPÇÕS MNCIONADAS SPONTANAMNT PO POBLMAS D SAÚD: SUS (PÓPIOS) DO(S) FILHO(S) OU FAMILIAS PO POBLMAS CONÔMICOS: SUS (PÓPIOS) DO(S) FILHO(S) OU FAMILIAS POQU S SNTIA SÓ PAA AJUDA A CUIDA DOS NTOS OU OUTAS CIANÇAS POQU PNSA QU OS IDOSOS DVM MOA COM A FAMÍLIA OU PANTS OUTO 08 specifique NS A.11a Qual é sua religião? CATÓLICA... 1 POTSTANT OU VANGÉLICA... 2 JUDÁICA... 3 OUTOS CULTOS SINCÉTICOS... 4 OUTO 5 specifique NNHUMA... 6 A.12 4

7 A.11b SÇÃO A - INFOMAÇÕS PSSOAIS Qual a importância da religião em sua vida? IMPOTANT... 1 GULA... 2 NADA IMPOTANT... 3 A.12 (PGUNTA OPCIONAL) Qual destas opções o descreve melhor? BANCO (de origem européia)... 1 MSTIÇO (combinação de branco e índio)... 2 MULATO (combinação de branco e negro)... 3 NGO... 4 INDÍGNA... 5 ASIÁTICO... 6 OUTA... 7 HISTÓIA D UNIÕS A.13a Com relação ao seu estado marital, alguma vez o(a) Sr.(a) foi casado(a) ou teve uma união livre? A.18 A.13b No total, quantas vezes, o(a) Sr.(a) esteve casado(a) ou em união? N O D VZS... 5

8 SÇÃO A - INFOMAÇÕS PSSOAIS A.14 A.15 A.16 A.17 m que ano começou sua primeira (segunda, etc) união ou casamento? UTILIZ UMA LINHA PAA CADA CASAMNTO OU UNIÃO NS N sta foi: LIA AS OPÇÕS ATÉ OBT UMA SPOSTA AFIMATIVA união livre?...1 casamento civil ou na igreja?...2 NS...8 N...9 sse casamento ou união continua ou terminou? LIA AS OPÇÕS ATÉ OBT UMA SPOSTA AFIMATIVA Continua?...1 TMINOU M: A.18 Separação?... 2 viuvez?...3 divórcio?... 4 NS... 8 N... 9 m que ano terminou esse casamento ou união? VIFIQU M A.13b, S A PSSOA TV OUTA UNIÃO MAITAL SIM... A.14 NÃO... A.18 NS N A.14 INÍCIO A.15 A.16 A.17 UNIÃO TÉMINO TÉMINO AGOA QUO FAZ-LH ALGUMAS PGUNTAS SOB SUA HISTÓIA FAMILIA: A.18 Quantos filhos e filhas nascidos vivos o(a) Sr.(a) teve? A.19 NÃO INCLUA NTADOS, FILHOS ADOTIVOS, ABOTOS OU FILHOS NASCIDOS MOTOS. Tem ou teve enteados? NÚMO D FILHOS:... NS A.21 A.20 Quantos enteados(as) teve? NÚMO D NTADOS:... NS

9 SÇÃO A - INFOMAÇÕS PSSOAIS A.21 Tem ou teve filhos adotivos? A.23 A.22 Quantos filhos adotivos teve? NÚMO D FILHOS ADOTIVOS:... NS A.23 No total, quantos dos filhos, enteados e filhos adotivos que mencionou, ainda estão vivos? NÚMO D FILHOS VIVOS:... NS Agora, gostaria de fazer algumas perguntas sobre seus pais. A.24 O seu pai ainda está vivo? A.26 A.27 A.25 Onde mora seu pai? NSTA CASA... 1 M OUTA CASA NST BAIO... 2 M OUTO BAIO NSTA CIDAD... 3 M OUTA CIDAD NST PAÍS... 4 M OUTO PAÍS... 5 A.27 A.26 Que idade tinha seu pai quando faleceu? IDAD... NS A.27 Sua mãe ainda está viva? A.29 A.30 7

10 SÇÃO A - INFOMAÇÕS PSSOAIS A.28 Onde mora sua mãe? NSTA CASA... 1 M OUTA CASA NST BAIO... 2 M OUTO BAIO NSTA CIDAD... 3 M OUTA CIDAD NST PAÍS... 4 M OUTO PAÍS... 5 A.30 A.29 Que idade ela tinha quando faleceu? IDAD... NS A.30 FILTO As perguntas A.1 a A.29 foram realizadas com um informante substituto. B.10a HOA D TÉMINO: : 8

11 SÇÃO B - AVALIAÇÃO COGNITIVA HOA D INÍCIO: : Neste estudo estamos investigando como o(a) Sr(a) se sente a respeito de alguns problemas de saúde. Gostariamos de começar com algumas perguntas sobre sua memória. B.1 Como o(a) sr(a) avalia sua memória atualmente? (leia as opções) XCLNT... 1 MUITO BOA... 2 BOA... 3 GULA... 4 MÁ... 5 NS... 8 N... 9 B.2 Comparando com um ano atrás, o(a) sr(a) diria que agora sua memória é melhor, igual ou pior? MLHO... 1 IGUAL... 2 PIO... 3 NS... 8 N... 9 B.3 Por favor me diga a data de hoje. PGUNT MÊS, DIA, ANO, DIA DA SMANA.ANOT UM PONTO M CADA SPOSTA COTA MÊS... DIA DO MÊS... ANO... Correcto Segunda feira...01 Terça feira...02 Quarta feira...03 Quinta feira...04 Sexta feira...05 Sábado...06 Domingo...07 DIA DA SMANA... TOTAL B.4 Agora vou lhe dar o nome de três objetos. Quando eu terminar lhe pedirei que repita em voz alta todas as palavras que puder lembrar, em qualquer ordem. Guarde quais são porque vou voltar a perguntar mais adiante. O Sr. tem alguma pergunta? LIA OS NOMS DOS OBJTOS DVAGA D FOMA CLAA SOMNT UMA VZ ANOT. S O TOTAL É DIFNT D "3": ÁVO... MSA... CACHOO... Correto Lembrou...1 Não lembrou...0 1) PITA TODOS OS OBJTOS ATÉ QU O NTVISTADO OS APNDA. MÁXIMO D PTIÇÕS: 5 VZS TOTAL 2) ANOT O NUMO D PTIÇÕS QU TV QU FAZ 3) NUNCA COIJA A PIMIA PAT 4) ANOTA-S UM PONTO PO CADA OBJTO LMBADO ZO PAA OS NÃO LMBADOS NÚMO D PTIÇÕS:... 9

12 SÇÃO B - AVALIAÇÃO COGNITIVA B.5 Agora vou dizer alguns números e gostaria que o Sr. contasse de trás para frente: ANOT A SPOSTA NO SPAÇO COSPONDNT SPOSTA DO NTVISTADO: SPOSTA COTA: A PONTUAÇÃO É O NÚMO D DÍGITOS NA ODM COTA. X: ACSCNTOU UM NÚMO: 5-1=4, NÚMOS FOA D ODM: 5-2=3, SQUCU UM NÚMO: 5-1=4, UM NÚMO XTA: 5-1=4. Número de dígitos na ordem correta: B.6 Ação correta = 1 Vou lhe dar um papel e quando eu o entregar, apanhe o papel com sua mão direita, dobre-o na metade com as duas mãos e coloque-o sobre suas pernas. PGA O PAPL COM A MÃO DIITA... Correcto Ação incorreta = 0 PASS O PAPL ANOT 1 PONTO PAA CADA AÇÃO COTA. DOBA NA MTAD COM AS DUAS MÃOS... COLOCA O PAPL SOB AS PNAS... TOTAL B.7 Há alguns minutos, lí uma série de 3 palavras e o(a) sr(a) repetiu as que lembrou. Por favor, digame agora quais ainda se lembra. ÁVO... Correto Lembrou...1 Não lembrou...0 ANOT 1 PONTO PO SPOSTA COTA M QUALQU ODM. MSA... CACHOO... TOTAL 10

13 SÇÃO B - AVALIAÇÃO COGNITIVA B.8 Por favor, copie este desenho. NTGU AO NTVISTADO O DSNHO COM OS CÍCULOS QU S CUZAM. A AÇÃO STÁ COTA S OS CÍCULOS NÃO S CUZAM MAIS DO QU A MTAD. ANOT UM PONTO S O DSNHO STIV COTO Correto TOTAL B.9 FILTO SOM AS SPOSTAS COTAS ANOTADAS NAS PGUNTAS B.3 A B.8 ANOT O TOTAL NA CASLA. (A PONTUAÇÃO MÁXIMA É 19) TOTAL A SOMA É 13 OU MAIS...1 A SOMA É 12 OU MNOS...2 A SÇÃO C B.9a Alguma outra pessoa que mora normalmente nesta casa poderia ajudar-nos a responder algumas perguntas? SIM... 1 NÃO... 2 AVALI COM O SUPVISO S A NTVISTA POD CONTINUA SÓ COM A PSSOA NTVISTADA ANOT O NOM DO INFOMANT APLIQU A L A SCALA PFFF: 11

14 SÇÃO B - AVALIAÇÃO COGNITIVA MOST AO INFOMANT A SGUINT CATLA COM AS OPÇÕS LIA AS PGUNTAS. ANOT A PONTUAÇÃO COMO SGU: SIM É CAPAZ... 0 NUNCA O FZ, MAS PODIA FAZ AGOA... 0 COM ALGUMA DIFICULDAD, MAS FAZ... 1 NUNCA FZ TIA DIFICULDAD AGOA... 1 NCSSITA D AJUDA... 2 NÃO É CAPAZ... 3 Pontuação B.10a (NOM) é capaz de cuidar do seu próprio dinheiro? B.10b (NOM) é capaz de fazer as compras sozinho (por exemplo de comida e roupa)? B.10c (NOM) é capaz de esquentar água para café ou chá e apagar o fogo? B.10d (NOM) é capaz de preparar comida? B.10e (NOM) é capaz de manter-se a par dos acontecimentos e do que se passa na vizinhança? B.10f (NOM) é capaz de prestar atenção, entender e discutir um programa de radio, televisão ou um artigo do jornal? B.10g (NOM) é capaz de lembrar de compromissos e acontecimentos familiares? B.10h (NOM) é capaz de cuidar de seus próprios medicamentos? B.10i (NOM) é capaz de andar pela vizinhança e encontrar o caminho de volta para casa? B.10j (NOM) é capaz de cumprimentar seus amigos adequadamente? B.10k (NOM) é capaz de ficar sozinho(a)em casa sem problemas? B.11 FILTO Some os pontos das perguntas B10a a B10k e anote na casela denominada "TOTAL". TOTAL A soma é 6 ou mais...1 CONTINU A NTVISTA COM AJUDA DO INFOMANT SUBSTITUTO. VIS A SÇÃO A A soma é 5 ou menos...2 CONTINU A NTVISTA COM O NTVISTADO. CASO A PSSOA NCSSIT D AJUDA PAA SPOND ALGUMAS PGUNTAS, CONTINU COM UM INFOMANT AUXILIA HOA D TÉMINO: : 12

15 C.1 SÇÃO C - STADO D SAÚD HOA D INÍCIO: : Agora gostaria de lhe fazer algumas perguntas sobre a sua saúde. O(a) Sr(a) diria que sua saúde é excelente, muito boa, boa, regular ou má? XCLNT... 1 MUITO BOA... 2 BOA... 3 GULA... 4 MÁ... 5 C.2 Comparando sua saúde de hoje com a de doze meses atrás, o(a) Sr(a) diria que agora sua saúde é melhor, igual ou pior do que estava então? MLHO... 1 IGUAL... 2 PIO... 3 C.3 m comparação com outras pessoas de sua idade, o(a) Sr(a) diria que sua saúde é melhor, igual ou pior? MLHO... 1 IGUAL... 2 PIO... 3 C.4 Alguma vez um médico ou enfermeiro lhe disse que o(a) Sr(a) tem pressão sangüínea alta, quer dizer, hipertensão? C.5 C.4a O(a) Sr(a) está tomando algum medicamento para baixar sua pressão sangüínea? 13

16 SÇÃO C - STADO D SAÚD C.4b Para baixar sua pressão sangüínea, durante os últimos doze meses, perdeu peso ou seguiu uma dieta especial? C.4c Sua pressão sangüínea geralmente está controlada? C.4d m comparação com 12 meses atrás, o seu problema de pressão alta está melhor, igual ou pior? MLHO... 1 IGUAL... 2 PIO... 3 C.5 Alguma vez um médico ou enfermeiro lhe disse que o(a) Sr(a) tem diabetes, quer dizer, níveis altos de açúcar no sangue? C.6 C.5a stá tomando algum medicamento oral para controlar seu diabetes? C.5b Para controlar seu diabetes, utiliza injeções de insulina? 14

17 SÇÃO C - STADO D SAÚD C.5c Nos últimos doze meses, para tratar ou controlar seu diabetes, perdeu peso ou seguiu uma dieta especial? C.5d Seu diabetes está geralmente controlada? C.5e m comparação com 12 meses atrás, seu diabetes está melhor, igual ou pior? MLHO... 1 IGUAL... 2 PIO... 3 C.6 Alguma vez um médico lhe disse que o(a) Sr(a) tem câncer ou tumor maligno, excluindo tumores menores da pele? C.7 C.6a m que ano ou com que idade foi diagnosticado o seu câncer pela primeira vez? IDAD... ANO... NS C.6b O(a) Sr.(a) tem algum outro tipo de câncer, além do primeiro que o(a) Sr.(a) mencionou? SIM, QUANTOS?... NÃO... 7 C.6c Órgão(s) ou parte(s) do corpo: m que órgão ou parte do corpo começou seu câncer? Comece com o mais recente. GIST TODOS OS OGÃOS OU PATS DO COPO M QU CADA UM COMÇOU NS

18 SÇÃO C - STADO D SAÚD C.6d IDAD... Com que idade ou em que ano foi diagnosticado seu câncer (mais recente)? ANO... NS C.6e O(a) Sr(a) recebeu algum tratamento para o câncer (mais recente)? C.6g C.6h C.6f Nos últimos 12 meses, que tipo de tratamento para seu câncer o(a) Sr(a) recebeu? ANOT TODOS OS TIPOS MNCIONADOS SPONTANAMNT NNHUM, NOS ÚLTIMOS 12 MSS... 1 QUIMIOTAPIA OU MDICAÇÃO... 2 CIUGIA OU BIOPSIA... 3 ADIAÇÃO/ AIOS X... 4 MDICAMNTOS PAA OS SINTOMAS (DO, NÁUSA, ALGIAS)... 5 OUTO 6 specifique C.6h C.6g TV CÂNC HÁ MAIS D 12 MSS Qual foi a razão principal pela qual o(a) Sr(a) NÃO recebeu tratamento? ANOT SOMNT UMA SPOSTA O MÉDICO NÃO INDICOU NÃO TINHA CONDIÇÕS D PAGA NÃO TINHA PLANO D SAÚD NÃO TINHA QUM O LVASS SPONSABILIDADS FAMILIAS (TINHA D CUIDA D ALGUÉM NA FAMÍLIA) NÃO QUIS ACITA O TATAMNTO OUTO 08 specifique NS C.6h O seu câncer se estendeu para outras partes do corpo? 16

19 SÇÃO C - STADO D SAÚD C.7 Alguma vez um médico ou enfermeiro lhe disse que tem alguma doença crônica do pulmão, como asma, bronquite ou enfisema? C.8 C.7a O(a) Sr(a) está tomando algum medicamento ou recebendo algum outro tratamento para sua doença pulmonar? C.7b m comparação com doze meses atrás, essa doença pulmonar melhorou, ficou igual ou piorou? MLHO... 1 IGUAL... 2 PIO... 3 C.7c O(a) Sr.(a) está recebendo oxigênio? C.7d O(a) Sr.(a) está recebendo alguma terapia física ou respiratória? C.7e Sua doença pulmonar limita suas atividades diárias tais como trabalhar ou fazer as tarefas domésticas? MUITO... 1 POUCO... 2 NÃO INTF

20 SÇÃO C - STADO D SAÚD C.8 Alguma vez um médico ou enfermeiro lhe disse que o(a) Sr(a) teve um ataque do coração, uma doença coronária, angina, doença congestiva ou outros problemas cardíacos? C.9 C.8a m que ano ou com que idade foi diagnosticado, pela primeira vez, seu problema cardíaco? ANO... IDAD... NS C.8b Nos últimos 12 meses seu problema cardíaco melhorou, ficou igual ou piorou? MLHO... 1 IGUAL... 2 PIO... 3 C.8c O(a) Sr(a) toma algum medicamento para seu problema cardíaco? C.8d Nos últimos 12 meses, o(a) Sr(a) tem consultado um médico ou enfermeiro por causa de um problema cardíaco? C.8e Durante os últimos 12 meses foi hospitalizado um dia ou mais por um problema do coração? 18

21 SÇÃO C - STADO D SAÚD C.8f MUITO... 1 Sua doença cardíaca limita suas atividades diárias como as tarefas domésticas ou o trabalho? POUCO... 2 NÃO INTF... 3 C.9 Alguma vez um médico lhe disse que o(a) Sr(a) teve uma embolia, derrame, ataque, isquemia ou trombose cerebral? C.10 C.9a m que ano ou com que idade teve o mais recente? ANO... IDAD... NS C.9b Nos últimos 12 meses o(a) Sr(a) consultou um médico a respeito deste problema ou derrame cerebral? C.9c O(a) Sr(a) tem alguma seqüela ou problema derivado do(s) derrame(s) cerebral(is)? DPOIS DO DAM, O(A) SNHO(A) TM TIDO... C.9d Alguma fraqueza nos braços e nas pernas ou dificuldade de movimentar ou usar seus braços ou pernas? 19

22 SÇÃO C - STADO D SAÚD C.9e Alguma dificuldade para falar ou engolir? (depois do derrame) (Depois do derrame) C.9f Alguma dificuldade com sua visão? C.9g Alguma dificuldade para pensar ou encontrar as palavras certas? C.9h stá tomando algum medicamento por causa do derrame ou suas complicações? C.9i ecebe ou recebeu algum tipo de fisioterapia ou terapia ocupacional por causa do derrame ou suas complicações? C.9j sta condição interfere muito, pouco, ou nada em suas atividades diárias? MUITO... 1 POUCO... 2 NADA

23 SÇÃO C - STADO D SAÚD C.10 Alguma vez um médico ou enfermeira lhe disse que tem artrite, reumatismo, artrose? C.11 C.10a Sente dor, rigidez ou inchaço nas articulações? C.10b m comparação com 12 meses atrás, sua artrite, reumatismo ou artrose está melhor, igual ou pior? MLHO... 1 IGUAL... 2 PIO... 3 C.10c Nos últimos 12 meses o(a) Sr(a) consultou um médico especificamente por causa da artrite, reumatismo ou artrose? C.10d O(a) Sr(a) está tomando algum medicamento ou está recebendo tratamento para sua artrite, reumatismo ou artrose? C.10e A artrite, reumatismo ou artrose limita suas atividades diárias como trabalhar ou fazer coisas da casa? MUITO... 1 POUCO... 2 NADA... 3 C.10f O(a) Sr.(a) sofreu alguma cirurgia por causa da artrite, reumatismo ou artrose? C.11 21

24 SÇÃO C - STADO D SAÚD C.10g Qual articulação foi operada? QUADIL... 1 JOLHO... 2 OUTO 3 specifique C.11 Teve alguma queda nos últimos 12 meses? C.11c C.11a Quantas vezes caiu nos últimos 12 meses? N VZS... NS C.11b m alguma queda se machucou de tal maneira a ponto de precisar de tratamento médico? C.11c Nos últimos 12 meses fraturou o quadril? C.11d Nos últimos 12 meses fraturou o pulso? C.11e Alguma vez um médico ou enfermeiro disse que o Sr. tem osteoporose? C.12 C.11f m que ano ou com que idade foi diagnosticada a osteoporose? ANO... IDAD... NS

25 SÇÃO C - STADO D SAÚD C.12 Normalmente não gostamos de falar sobre isso mas, preciso saber para o estudo se, nos últimos 12 meses, alguma vez perdeu urina sem querer? C.12b C.12a Quantos dias aconteceu isso, no último mês? MNOS D 5 DIAS... 1 D 5 A 14 DIAS... 2 MAIS D 15 DIAS... 3 C.12b Nos últimos 12 meses, alguma vez perdeu controle dos movimentos intestinais ou das fezes? Agora quero que o(a) Sr(a) me conte se, nos últimos 12 meses, teve algum dos seguintes problemas: Nos últimos 12 meses, o(a) sr.(a) teve... SIM NÃO NS N C.13a dor no peito? C.13b inchaço persistente nos pés ou tornozelos? C.13c falta de ar quando está acordado(a)? C.13d vertigem ou tontura persistentes? C.13e dor ou problemas nas costas? C.13f dor de cabeça persistente? C.13g fadiga ou cansaço grave? C.13h tosse persistente, catarro ou chiado no peito? C.13i problemas nas articulações (quadril, joelho, cotovelo, pulso, etc.)? C.13j náusea persistente e vômito? C.13k transpiração excessiva ou sede persistente?

26 SÇÃO C - STADO D SAÚD Agora gostaria de saber alguns detalhes sobre a saúde dos olhos, ouvidos e boca. C.14 Como é a sua vista (sem óculos ou lente de contato) para enxergar de longe (como reconhecer um amigo do outro lado da rua)? XCLNT... 1 MUITO BOA... 2 BOA... 3 GULA... 4 MÁ... 5 CGO... 6 C.14f C.14a O (a) Sr.(a) usa óculos ou lentes de contato para enxergar de longe? C.14c C.14b Usando óculos ou lentes, normalmente como é sua visão para enxergar as coisas à distância? XCLNT... 1 MUITO BOA... 2 BOA... 3 GULA... 4 MÁ... 5 C.14c Normalmente como é a visão do(a) Sr(a) (sem óculos ou lente de contato) para enxergar de perto (como ler um jornal ou ver fotos em uma revista? XCLNT... 1 MUITO BOA... 2 BOA... 3 GULA... 4 MÁ

27 SÇÃO C - STADO D SAÚD C.14d O(a) Sr(a) usa óculos ou lentes de contato para enxergar de perto? C.14f C.14e Usando óculos ou lentes como costuma, como é sua visão para ver de perto? XCLNT... 1 MUITO BOA... 2 BOA... 3 GULA... 4 MÁ... 5 C.14f O(a) Sr.(a) já foi operado(a) de catarata? C.14h C.14g O(a) Sr(a) sabe se lhe puseram lentes intraoculares? C.14h Um médico já tratou o(a) Sr(a) de glaucoma? 25

28 SÇÃO C - STADO D SAÚD C.15 O(a) Sr(a) usa algum tipo de aparelho para ouvir melhor? C.15a m geral, como o(a) Sr(a) diria que é a sua audição (com ou sem aparelho de audição)? XCLNT... 1 MUITO BOA... 2 BOA... 3 GULA... 4 MÁ... 5 SUDO(A)... 6 C.16 Agora passemos a falar da boca e dos seus dentes. Faltam-lhe alguns dentes? SIM, UNS POUCOS (ATÉ 4)... 1 SIM, BASTANT (MAIS D 4 MNOS DA MTAD)... 2 SIM, A MAIOIA (A MTAD OU MAIS)... 3 NÃO... 4 C.17 C.16a O(a) Sr(a) usa ponte, dentadura ou dentes postiços? C.17 Nos últimos 12 meses, com que frequência teve que comer menos ou mudar de comida por causa dos seus dentes, pontes ou dentadura postiça? SMP... 1 FQUNTMNT... 2 ALGUMAS VZS... 3 AAMNT... 4 NUNCA

29 SÇÃO C - STADO D SAÚD Agora gostaria que me respondesse se o que lhe pergunto aconteceu sempre, freqüentemente, algumas vezes, raramente ou nunca, nos últimos 12 meses. Nos últimos 12 meses... Sempre Freqüentemente Algumas aramente vezes Nunca NS N C.17a Quantas vezes teve problemas para mastigar comidas duras como carne ou maçã? C.17b Quantas vezes conseguiu engolir bem? C.17c Quantas vezes não conseguiu falar bem por causa dos seus dentes ou dentadura? C.17d Quantas vezes não conseguiu comer as coisas que queria por ter algum problema com seus dentes ou com sua dentadura? C.17e Quantas vezes não quis sair à rua ou falar com outras pessoas por causa de seus dentes ou da sua dentadura? C.17f Quando se olha no espelho, quantas vezes esteve contente de como vê seus dentes ou dentadura? C.17g Quantas vezes teve que usar algum remédio para aliviar a dor de seus dentes ou os problemas na sua boca? C.17h Quantas vezes esteve preocupado ou se deu conta de que seus dentes ou sua dentadura não estão bem? C.17i Quantas vezes ficou nervoso por problemas de dentes ou da dentadura? C.17j Quantas vezes não comeu como queria diante de outras pessoas por causa dos seus dentes ou da dentadura? C.17k Quantas vezes teve dor nos dentes por causa de alimentos frios, quentes ou doces?

30 SÇÃO C - STADO D SAÚD C.18 FILTO Sexo do entrevistado MULH...1 HOMM...2 C.19 C.18a Nos últimos dois anos, a senhora examinou seus seios, regularmente, para ver se tinha "nódulos" (bolinhas ou tumores)? C.18b Nos dois últimos anos, um profissional de saúde examinou a sra. para ver se tinha "nódulos" nos seios? C.18c Nos dois últimos anos a senhora fez mamografia ou raio-x dos seios (mamas)? C.18d Nos dois últimos anos a senhora fez o teste de Papanicolau, ou seja, o exame para determinar se tem câncer do cervix ou do colo do útero? C.18e A senhora fez histerectomia, isto é, uma cirurgia para tirar o útero e os ovários, ou apenas o útero? SIM, ÚTO OVÁIOS... 1 SIM, APNAS ÚTO... 2 NÃO... 3 C.18g C.18f Que idade tinha quando lhe fizeram a histerectomia? IDAD... NS C.18h 28

31 SÇÃO C - STADO D SAÚD C.18g Que idade tinha quando menstruou pela última vez? IDAD... AINDA MNSTUA NS C.18h A senhora tomou alguma vez ou toma atualmente estrógeno, isto é, hormônio de mulher para a menopausa, através de comprimidos, adesivos (emplastros) ou creme? C.20 C.18i Com que idade começou a tomar hormônios para a menopausa? IDAD... C.18j Há quanto tempo a senhora está tomando estrógeno? MSS ANOS ANOS ANOS MAIS NS C.18k A senhora está, atualmente, tomando estrógeno, isto é hormônio de mulher? C.20 C.19 Nos últimos 2 anos, alguma vez lhe fizeram o exame da próstata? 29

32 SÇÃO C - STADO D SAÚD SIM NÃO NS N C.19a Precisa urinar com freqüência? C.19b O senhor acha que mesmo tendo vontade de urinar, o jato é fraco e pequeno? C.19c Sente um ardor ou queimação quando urina? C.19d O senhor precisa urinar 3 vezes ou mais durante a noite? C.20 Alguma vez um médico ou enfermeiro lhe disse que tem algum problema nervoso ou psiquiátrico? VÁ PAA C.21a C.20a m comparação com 12 meses atrás, seu problema nervoso ou psiquiátrico está melhor, igual ou pior? MLHO... 1 IGUAL... 2 PIO... 3 C.20b O(a) Sr(a) tem tratamento psiquiátrico ou psicológico por esses problemas? C.20c Durante os últimos 12 meses, o(a) sr(a) tomou algum remédio contra a depressão? 30

33 SÇÃO C - STADO D SAÚD Agora pense nas últimas duas semanas e diga como se sentiu na maior parte do tempo nesse período... SIM NÃO NS N C.21a O(a) Sr.(a) está basicamente satisfeito com a sua vida? C.21b Tem diminuído ou abandonado muitos dos seus interesses ou atividades anteriores? C.21c Sente que sua vida está vazia? C.21d Tem estado aborrecido freqüentemente? C.21e Tem estado de bom humor a maior parte do tempo? C.21f Tem estado preocupado ou tem medo de que alguma coisa ruim vá lhe acontecer? C.21g Sente-se feliz a maior parte do tempo? C.21h Com freqüência se sente desamparado, ou desvalido? C.21i Tem preferido ficar em casa em vez de sair e fazer coisas? C.21j Tem sentido que tem mais problemas com a memória do que outras pessoas de sua idade? C.21k O(a) sr(a) acredita que é maravilhoso estar vivo?

34 SÇÃO C - STADO D SAÚD SIM NÃO NS N C.21l Sente-se inútil ou desvalorizado em sua situação atual? C.21m Sente-se cheio de energia? C.21n Se sente sem esperança diante da sua situação atual? C.21o O(a) sr(a) acredita que as outras pessoas estão em situação melhor? Os estudos feitos mostram que a nutrição e o estilo de vida são fatores muito importantes para a saúde. Por isso gostaria de fazer algumas perguntas sobre a sua alimentação. C.22a Quantas refeições completas o(a) Sr(a) faz por dia? CONSIDA O CAFÉ DA MANHÃ COMO UMA FIÇÃO UMA... 1 DUAS... 2 TÊS OU MAIS... 3 C.22b Consome leite, queijo ou outros produtos lácteos pelo menos uma vez por dia? C.22c Come ovos, feijão ou lentilhas (leguminosas), pelo menos uma vez por semana? 32

35 SÇÃO C - STADO D SAÚD C.22d Come carne, peixe ou aves pelo menos três vezes por semana? C.22e Come frutas ou verduras pelo menos duas vezes por dia? C.22f Tem comido menos por problemas digestivos ou falta de apetite nos últimos 12 meses? C.22g Quantos copos ou xícaras de líquido consome diariamente? (incluir água, café, chá, leite, suco etc.) MNOS D 3 COPOS... 1 D 3 A 5 COPOS... 2 MAIS D 5 COPOS... 3 C.22h Nos últimos 12 meses, tem diminuído de peso sem fazer nenhuma dieta? SIM...Quantos quilos? NT 1 3 kg... 1 MAIS D 3 kg... 2 NÃO PDU... 3 C.22i Com relação a seu estado nutricional o(a) Sr(a) se considera bem nutrido? 33

36 SÇÃO C - STADO D SAÚD C.23 Nos últimos três meses, em média, quantos dias por semana tomou bebidas alcoólicas? (Por exemplo: cerveja, vinho, aguardente ou outras bebidas que contenham álcool). NNHUM... 1 MNOS D 1 DIA PO SMANA DIA PO SMANA DIAS PO SMANA DIAS PO SMANA... 5 TODOS OS DIAS... 6 C.24 C.23a Nos últimos três meses, nos dias em que tomou bebida alcoólica, quantos copos de vinho, cervejas, aguardente ou outra bebida tomou, em média, por dia? COPOS D VINHO... CVJAS... OUTA BBIDA... NS C.24 O Sr. tem ou teve o hábito de fumar? LIA CADA OPÇÃO ATÉ OBT UMA SPOSTA AFIMATIVA. FUMA ATUALMNT... 1 JÁ FUMOU, MAS NÃO FUMA MAIS... 2 NUNCA FUMOU... 3 C.24b C.25a C.24a Quantos cigarros, charutos ou cachimbos fuma habitualmente por dia? DFINIÇÃO: UM MAÇO=20 CIGAOS CIGAOS PO DIA... CACHIMBOS... CHAUTOS... C.24c C.24b Há quantos anos deixou de fumar? S DIXOU D FUMA HÁ MNOS D UM ANO, ANOT "00" Há quantos anos:... Idade em anos:... Ano... NS

37 SÇÃO C - STADO D SAÚD C.24c Que idade tinha quando começou a fumar? Há quantos anos:... Idade em anos:... Ano... NS C.25a Nos últimos 12 meses, tem feito exercícios ou realizado atividades físicas vigorosas regularmente, como esportes, caminhada rápida, dança ou trabalho pesado, 3 vezes por semana? C.25b Nos últimos 12 meses, realizou regularmente, para se distrair, algum trabalho manual, artesanato ou atividade artística, pelo menos uma vez por semana? GOSTAIA D FAZ ALGUMAS PGUNTAS SOB OS PIMIOS 15 ANOS D SUA VIDA. C.26 Como o(a) Sr(a) descreveria a situação econômica de sua família durante a maior parte dos primeiros 15 anos de sua vida? LIA CADA OPÇÃO ATÉ OBT UMA SPOSTA AFIMATIVA BOA... 1 GULA... 2 UIM... 3 C.27 Durante a maior parte dos primeiros 15 anos da sua vida, o(a) Sr(a) descreveria sua saúde naquela época como excelente, boa, ou ruim? XCLNT... 1 BOA... 2 UIM

38 SÇÃO C - STADO D SAÚD Antes dos 15 anos o(a) Sr(a) se lembra de ter tido alguma destas doenças? SIM NÃO NS N C.28a Nefrite C.28b Hepatite C.28c Sarampo C.28d Tuberculose C.28e Febre reumática C.28f Asma C.28g Bronquite crônica C.28h Alguma outra? PGUNT SOB AS OUTAS 3 MAIS IMPOTANTS specifique C.29 Durante os primeiros 15 anos da sua vida ficou na cama por um mês ou mais devido a algum problema de saúde? C.30 Durante os primeiros 15 anos da sua vida, o(a) Sr(a) diria que houve algum tempo em que não comeu o suficiente ou passou fome? HOA D TÉMINO: : 36

QUESTIONÁRIO PLATINO ESPIROMETRIA

QUESTIONÁRIO PLATINO ESPIROMETRIA QUESTIONÁRIO PLATINO ESPIROMETRIA PERGUNTAS DE EXCLUSÃO PARA A ESPIROMETRIA Nº Seqüencial: 1. O(A) SR(A) TEVE ALGUMA CIRURGIA NO SEU PULMÃO (TÓRAX) OU NO ABDÔMEN, NOS ÚLTIMOS 3 MESES? 2. O(A) SR(A) TEVE

Leia mais

Para começar, algumas perguntas se referem a seu estado de saúde.

Para começar, algumas perguntas se referem a seu estado de saúde. 0 0 0 IDENTIFICADOR Para começar, algumas perguntas se referem a seu estado de saúde. A. De um modo geral, em comparação a pessoas da sua idade, como você considera o seu próprio estado de saúde? Muito

Leia mais

D. Morbidade Horário de Início : :

D. Morbidade Horário de Início : : D. Morbidade Horário de Início : : Agora vou perguntar sobre doenças crônicas e infecciosas. Vou fazer perguntas sobre diagnóstico de doenças, uso dos serviços de saúde e tratamento dos problemas. D1 D2

Leia mais

Universidade Federal de Pelotas Centro de Pesquisas Epidemiológicas Coorte de Nascimentos de 2015 VISITA DE 3 MESES QUESTIONÁRIO GEMELAR

Universidade Federal de Pelotas Centro de Pesquisas Epidemiológicas Coorte de Nascimentos de 2015 VISITA DE 3 MESES QUESTIONÁRIO GEMELAR Universidade Federal de Pelotas Centro de Pesquisas Epidemiológicas Coorte de Nascimentos de 2015 VISITA DE 3 MESES QUESTIONÁRIO GEMELAR INFORMAÇÕES DO PERINATAL A CONFIRMAR/CORRIGIR 0a. Qual o seu nome

Leia mais

Doenças que possui IDOSOS TEM ALGUMA DOENCA 81 NÃO TEM NENHUMA DOENÇA 19. _IDOSOS NO BRASIL > vivências, desafios e expectativas na 3ª idade.

Doenças que possui IDOSOS TEM ALGUMA DOENCA 81 NÃO TEM NENHUMA DOENÇA 19. _IDOSOS NO BRASIL > vivências, desafios e expectativas na 3ª idade. Saúde capítulo _ NO BRASIL > vivências, desafios e expectativas na ª idade. Doenças que possui [Espontânea e múltipla, em %] NÃO TEM NENHUMA DOENÇA 1 TOTAL HOMENS 0 a POPULAÇÃO IDOSA 0 ou mais 0 a TOTAL

Leia mais

Prova Escrita de Matemática A

Prova Escrita de Matemática A Eam Final Nacional do Ensino Scundáio Pova Escita d Matmática A 1.º Ano d Escolaidad Dcto-Li n.º 139/01, d 5 d julho Pova 635/1.ª Fas Citéios d Classificação 1 Páginas 014 Pova 635/1.ª F. CC Página 1/

Leia mais

QUESTIONÁRIO MÉDICO. Telefone (casa): Telefone (emprego): Telefone (outro):

QUESTIONÁRIO MÉDICO. Telefone (casa): Telefone (emprego): Telefone (outro): QUESTIONÁRIO MÉDICO Nome (completo): Morada: Telefone (casa): Telefone (emprego): Telefone (outro): Estado civil: Profissão: Centro de Saúde a que pertence e respectivo n.º do processo: Qual é o seu estado

Leia mais

Módulo K - Saúde dos indivíduos com 60 anos ou mais e cobertura de mamografia entre mulheres de 50 anos e mais

Módulo K - Saúde dos indivíduos com 60 anos ou mais e cobertura de mamografia entre mulheres de 50 anos e mais Módulo K - Saúde dos indivíduos com 60 anos ou mais e cobertura de mamografia entre mulheres de 50 anos e mais Para mulheres de 50 a 59 anos de idade realizar apenas as perguntas K40 a K43 e K62. Primeiramente,

Leia mais

1. Muito boa 2. Boa 3. Regular 4. Ruim 5. Muito Ruim. 1. Sim 2. Não. 1. Muito boa 2. Boa 3. Regular 4. Ruim 5. Muito Ruim

1. Muito boa 2. Boa 3. Regular 4. Ruim 5. Muito Ruim. 1. Sim 2. Não. 1. Muito boa 2. Boa 3. Regular 4. Ruim 5. Muito Ruim ..... I. Saúde dos Idosos (indivíduos com 60 anos e mais) Horário de Início :. Primeiramente, gostaria de fazer algumas perguntas sobre os primeiros 15 anos de sua vida.. I1 I2 I3 Como o(a) sr(a) descreveria

Leia mais

Termo de Responsabilidade

Termo de Responsabilidade GERÊNCIA DE SAÚDE E PREVENÇÃO - GESPRE EXAME ADMISSIONAL Termo de Responsabilidade (Deverá ser preenchido pelo candidato com letra de forma legível) Eu, [nome completo do candidato] CPF n.º RG n.º. Candidato(a)

Leia mais

ANEXO III. PROCURADORIA-GERAL DA FAZENDA NACIONAL Coordenação-Geral de Adminsitração e Planejamento Divisão de Recursos Humanos

ANEXO III. PROCURADORIA-GERAL DA FAZENDA NACIONAL Coordenação-Geral de Adminsitração e Planejamento Divisão de Recursos Humanos Fls. 1/3 Sei Sim Não Não 01- Usa óculos por indicação médica? 02- Tem dificuldade para enxergar? 03- Teve alguma inflamação ou doença em seus olhos? 04- Teve sua audição diminuída em um dos ouvidos? 05-

Leia mais

ESCALAS DE AVALIAÇÃO DO ESTADO DE SAÚDE DE IDOSOS

ESCALAS DE AVALIAÇÃO DO ESTADO DE SAÚDE DE IDOSOS ESCALAS DE AVALIAÇÃO DO ESTADO DE SAÚDE DE IDOSOS I Identificação Nome: Como eu sou conhecido: Nº do Cartão do SUS: Documento de Identidade: Sexo: ( ) masculino ( ) feminino Data de Nascimento: / / Idade:

Leia mais

AV3. Ficha de Investigação de Óbito. Formulário 3. Autópsia Verbal. Causa mal definida. Pessoa com 10 anos ou mais

AV3. Ficha de Investigação de Óbito. Formulário 3. Autópsia Verbal. Causa mal definida. Pessoa com 10 anos ou mais MINISTÉRIO DA SAÚDE Secretaria de Vigilância em Saúde Departamento de Análise de Situação de Saúde Formulário 3 Autópsia Verbal AV3 Pessoa com 10 anos ou mais Ficha de Investigação de Óbito Causa mal definida

Leia mais

ESCALA DE AVALIAÇÃO DA SOBRECARGA DOS FAMILIARES FBIS-BR

ESCALA DE AVALIAÇÃO DA SOBRECARGA DOS FAMILIARES FBIS-BR Bandeira et al., (2006). Escala de Sobrecarga Familiar 1 ESCALA DE AVALIAÇÃO DA SOBRECARGA DOS FAMILIARES FBIS-BR Escala adaptada e validada pelo Laboratório de Pesquisa em Saúde Mental (LAPSAM) www.lapsam.ufsj.edu.br

Leia mais

A14. Quantos banheiros ou sanitários existem neste domicílio?

A14. Quantos banheiros ou sanitários existem neste domicílio? Errata Manual de Entrevista: Páginas 4, 49. A14. Quantos banheiros ou sanitários existem neste domicílio? Página 69. Para as pessoas ocupadas, serão investigadas a ocupação no trabalho principal bem como

Leia mais

Você sabe os fatores que interferem na sua saúde?

Você sabe os fatores que interferem na sua saúde? DICAS DE SAÚDE 2 Promova a sua saúde. Você sabe os fatores que interferem na sua saúde? Veja o gráfico : 53% ao estilo de vida 17% a fatores hereditários 20% a condições ambientais 10% à assistência médica

Leia mais

GUIA ALIMENTAR COMO TER UMA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL

GUIA ALIMENTAR COMO TER UMA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL GUIA ALIMENTAR COMO TER UMA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL A promoção da alimentação saudável é uma diretriz da Política Nacional de Alimentação e Nutrição e uma das prioridades para a segurança alimentar e nutricional

Leia mais

Programa de Atividade Física

Programa de Atividade Física Programa de Atividade Física ATIVIDADE FÍSICA E SAÚDE NA TERCEIRA IDADE OBJETIVOS: Analisar: Mudanças que ocorrem como o envelhecimento; Os desafios sócio-econômico e individual do envelhecimento em relação

Leia mais

QUEM É A PESSOA IDOSA?

QUEM É A PESSOA IDOSA? INTRODUÇÃO Líder, este caderno é seu, para cadastrar e acompanhar as pessoas idosas no domicílio. Ele contém os principais indicadores que nos levam a conhecer a realidade na qual vivem as pessoas, permitindo

Leia mais

Questionário sobre os exames de saúde da criança (exceto os ítens comuns com o questionário da província)

Questionário sobre os exames de saúde da criança (exceto os ítens comuns com o questionário da província) Questionário sobre os exames de saúde da criança (exceto os ítens comuns com o questionário da província) Criança de 1 mês 1 A criança está se alimentando (mamando) bem? Sim 2 A criança bate as mãos e

Leia mais

AVALIAÇÃO PRÉ-ANESTÉSICA

AVALIAÇÃO PRÉ-ANESTÉSICA AVALIAÇÃO PRÉ-ANESTÉSICA ANEXAR AO PRONTUÁRIO DO PACIENTE CLÍNICA DE ANESTESIA - Equipe do Dr. MAURO PEREIRA DE AZEVEDO CRM-RJ 52.51600-9 Leia atentamente o questionário abaixo e o preencha usando letras

Leia mais

Iremos apresentar alguns conselhos para o ajudar a prevenir estes factores de risco e portanto a evitar as doenças

Iremos apresentar alguns conselhos para o ajudar a prevenir estes factores de risco e portanto a evitar as doenças FACTORES DE RISCO Factores de risco de doença cardiovascular são condições cuja presença num dado indivíduo aumentam a possibilidade do seu aparecimento. Os mais importantes são o tabaco, a hipertensão

Leia mais

SECRETARIA DA COMISSÃO INTERMINISTERIAL PARA OS RECURSOS DO MAR. Atestado de Aptidão de Saúde para realizar Viagens à Ilha Trindade

SECRETARIA DA COMISSÃO INTERMINISTERIAL PARA OS RECURSOS DO MAR. Atestado de Aptidão de Saúde para realizar Viagens à Ilha Trindade SECRETARIA DA COMISSÃO INTERMINISTERIAL PARA OS RECURSOS DO MAR Atestado de Aptidão de Saúde para realizar Viagens à Ilha Trindade Certifico que o(a) Sr.(a) foi examinado (a) de acordo com as instruções

Leia mais

Preparação Vitality Mamã e Papá

Preparação Vitality Mamã e Papá Preparação Vitality Mamã e Papá 1. Identificação e contactos Nome: Data de Nascimento: / / Sexo: Mas. Fem. Estado civil: Solteiro(a) União de facto Casado(a) Divorciado(a) Viúvo(a) Profissão: Habilitações:

Leia mais

Por favor, leia cada pergunta e marque com um X somente a resposta que achar mais correta. Ótima Boa Regular Ruim Péssima

Por favor, leia cada pergunta e marque com um X somente a resposta que achar mais correta. Ótima Boa Regular Ruim Péssima Figura - Versão em português do questionário Research Diagnostic Criteria for Temporomandibular Disorders (RDC/TMD): Axis II (Dworkin; LeResche, ). Nome do Investiga Prontuário do Paciente Data: / / dia

Leia mais

F. Saúde da Mulher (mulheres de 18 anos e mais de idade) Horário de Início :

F. Saúde da Mulher (mulheres de 18 anos e mais de idade) Horário de Início : F. Saúde da Mulher (mulheres de 18 anos e mais de idade) Horário de Início : Neste módulo, vamos fazer perguntas sobre a sua saúde, exames preventivos, reprodução e planejamento familiar. [Entrevistador:

Leia mais

O desafio de deixar de fumar

O desafio de deixar de fumar O desafio de deixar de fumar O uso do cigarro tem como objetivo a busca por efeitos prazerosos desencadeados pela nicotina, melhora ime - diata do raciocínio e do humor, diminuição da ansiedade e ajuda

Leia mais

Proposta Individual de Seguro de Vida

Proposta Individual de Seguro de Vida Proposta Individual de Seguro de Vida 1. Segurado Apelido Nomes completo Nome de solteiro(a) Título (marcar) Srº Srª (Assinale) Estado civil Data de nascimento Endereço postal Casado (a) Solteiro (a) Viúvo

Leia mais

HIPERTENSÃO ARTERIAL Que conseqüências a pressão alta pode trazer? O que é hipertensão arterial ou pressão alta?

HIPERTENSÃO ARTERIAL Que conseqüências a pressão alta pode trazer? O que é hipertensão arterial ou pressão alta? HIPERTENSÃO ARTERIAL O que é hipertensão arterial ou pressão alta? A hipertensão arterial ou pressão alta é quando a pressão que o sangue exerce nas paredes das artérias para se movimentar é muito forte,

Leia mais

HIPERTENSÃO ARTERIAL

HIPERTENSÃO ARTERIAL HIPERTENSÃO ARTERIAL O que é hipertensão arterial ou pressão alta? A hipertensão arterial ou pressão alta é quando a pressão que o sangue exerce nas paredes das artérias para se movimentar é muito forte,

Leia mais

Situação de saúde, utilização de serviços e qualidade da atenção em crianças e seus familiares nas regiões Sul e Nordeste do Brasil

Situação de saúde, utilização de serviços e qualidade da atenção em crianças e seus familiares nas regiões Sul e Nordeste do Brasil Universidade Federal de Pelotas Departamento de Medicina Social Ministério da Saúde SAS - DAB CAA Situação de saúde, utilização de serviços e qualidade da atenção em crianças e seus familiares nas regiões

Leia mais

PROJETO PROMOÇÃO DA SAÚDE E EDUCAÇÃO SEXUAL EM MEIO ESCOLAR

PROJETO PROMOÇÃO DA SAÚDE E EDUCAÇÃO SEXUAL EM MEIO ESCOLAR PROJETO PROMOÇÃO DA SAÚDE E EDUCAÇÃO SEXUAL EM MEIO ESCOLAR A Diabetes afeta cerca de 366 milhões de pessoas em todo o mundo e cerca de 1 milhão de Portugueses. A cada 7 segundos morre no Planeta Terra

Leia mais

017. Segunda-Feira, 05 de Julho de 1997.

017. Segunda-Feira, 05 de Julho de 1997. 017. Segunda-Feira, 05 de Julho de 1997. Acordei hoje como sempre, antes do despertador tocar, já era rotina. Ao levantar pude sentir o peso de meu corpo, parecia uma pedra. Fui andando devagar até o banheiro.

Leia mais

UHE TIJUCO ALTO PESQUISA DE CONDIÇÕES DE VIDA DA POPULAÇÃO URBANA

UHE TIJUCO ALTO PESQUISA DE CONDIÇÕES DE VIDA DA POPULAÇÃO URBANA 1 NDF IF (Identificar o número da família) Nº do Imóvel Entrevistador Data / / 1. Dados do Imóvel 1.a Endereço completo: rua, UHE TIJUCO ALTO PESQUISA DE CONDIÇÕES DE VIDA DA POPULAÇÃO URBANA nº, complemento,

Leia mais

Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Diretoria de Gestão de Pessoas

Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Diretoria de Gestão de Pessoas ATESTADO DE SAÚDE OCUPACIONAL ADMISSIONAL ( ) PERIÓDICO ( ) DEMISSIONAL ( ) NOME: ( ) FEM ( ) MASC IDADE: ESTADO CIVIL: SETOR: SOFREU OU SOFRE DE ALGUMA DOENÇA RELACIONADA ABAIXO Doença do coração Pressão

Leia mais

Artroplastia (prótese) total de joelho

Artroplastia (prótese) total de joelho Artroplastia (prótese) total de joelho A prótese do joelho está indicada quando o joelho apresenta quadro de artrite (artrose) moderada à grave ou por ou por limitação de atividades simples, como caminhar

Leia mais

QUESTIONÁRIO PARA AVALIAÇÃO DE INTERVENÇÕES PARA PROMOÇÃO DA ATIVIDADE FÍSICA NA ATENÇÃO BÁSICA À SAÚDE - VERSÃO USUÁRIO CADASTRO

QUESTIONÁRIO PARA AVALIAÇÃO DE INTERVENÇÕES PARA PROMOÇÃO DA ATIVIDADE FÍSICA NA ATENÇÃO BÁSICA À SAÚDE - VERSÃO USUÁRIO CADASTRO QUESTIONÁRIO PARA AVALIAÇÃO DE INTERVENÇÕES PARA PROMOÇÃO DA ATIVIDADE FÍSICA NA ATENÇÃO BÁSICA À SAÚDE - VERSÃO USUÁRIO CADASTRO Pesquisador responsável: ID Geres: ID Município: Data: Início do preenchimento:

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES ADULTOS

MANUAL DE INSTRUÇÕES ADULTOS Universidade Federal de Pelotas Departamento de Medicina Social Centro de Pesquisas Epidemiológicas MANUAL DE INSTRUÇÕES ADULTOS SUMÁRIO Página 1. Definições para serviços de saúde / locais para recebimento

Leia mais

Preparando a casa para receber o bebê

Preparando a casa para receber o bebê Preparando a casa Preparando a casa para receber o bebê Vamos ensinar aos pais os direitos das crianças? Está chegando a hora do bebê nascer. A família deve ajudar a gestante a preparar a casa para a chegada

Leia mais

CARTILHA DO PACIENTE PORTADOR DA DOENÇA DE CHAGAS

CARTILHA DO PACIENTE PORTADOR DA DOENÇA DE CHAGAS CARTILHA DO PACIENTE PORTADOR DA DOENÇA DE CHAGAS UM COMPROMISSO COM A VIDA CARTILHA DO PACIENTE PORTADOR DA DOENÇA DE CHAGAS AMBULATÓRIO DE DOENÇA DE CHAGAS UNIDADE DE INSUFICIÊNCIA CARDÍACA UNIDADE DE

Leia mais

DECLARAÇÃO PESSOAL DE SAÚDE

DECLARAÇÃO PESSOAL DE SAÚDE 1 A presente declaração, deverá ser preenchida de próprio punho, pelo proponente, de forma clara e objetiva, respondendo SIM ou NÃO, conforme o caso. MUITO IMPORTANTE Chamamos a atenção de V.S.a. para

Leia mais

QUESTIONÁRIO UNIVERSIDADE DO MINHO INSTITUTO DE ESTUDOS DA CRIANÇA MESTRADO EM ESTUDOS DA CRIANÇA PROMOÇÃO DA SAÚDE E DO MEIO AMBIENTE

QUESTIONÁRIO UNIVERSIDADE DO MINHO INSTITUTO DE ESTUDOS DA CRIANÇA MESTRADO EM ESTUDOS DA CRIANÇA PROMOÇÃO DA SAÚDE E DO MEIO AMBIENTE QUESTIONÁRIO UNIVERSIDADE DO MINHO INSTITUTO DE ESTUDOS DA CRIANÇA MESTRADO EM ESTUDOS DA CRIANÇA PROMOÇÃO DA SAÚDE E DO MEIO AMBIENTE INVESTIGADORA: ISABEL ALVES ESTEVES ORIENTADORA: DOUTORA ZÉLIA ANASTÁCIO

Leia mais

AV2. Formulário 2. Autópsia verbal. Criança com um ano de idade ou mais e menos de 10 anos de idade

AV2. Formulário 2. Autópsia verbal. Criança com um ano de idade ou mais e menos de 10 anos de idade MINISTÉRIO DA SAÚDE Secretaria de Vigilância em Saúde Departamento de Análise de Situação de Saúde Formulário 2 Autópsia verbal Criança com um ano de idade ou mais e menos de 10 anos de idade AV2 IDENTIFICAÇÃO

Leia mais

A maioria das pessoas sente-se apta para comer outra vez após a cirurgia, aumentando o seu apetite à medida que os dias passam.

A maioria das pessoas sente-se apta para comer outra vez após a cirurgia, aumentando o seu apetite à medida que os dias passam. Dieta durante o tratamento O que comer e o que evitar de comer Após a cirurgia A maioria das pessoas sente-se apta para comer outra vez após a cirurgia, aumentando o seu apetite à medida que os dias passam.

Leia mais

PROGRAMA NACIONAL DE CONTROLE DO TABAGISMO

PROGRAMA NACIONAL DE CONTROLE DO TABAGISMO PROGRAMA NACIONAL DE CONTROLE DO TABAGISMO Abordagem e Tratamento do Tabagismo PROGRAMA NACIONAL DE CONTROLE DO TABAGISMO Abordagem e Tratamento do Tabagismo I- Identificação do Paciente Nome: Nº do prontuário:

Leia mais

ENVELHECENDO COM QUALIDADE DE VIDA

ENVELHECENDO COM QUALIDADE DE VIDA ENVELHECENDO COM QUALIDADE DE VIDA Dr. Maurício Menna Barreto Médico Geriatra - CRM 30110 mauricio.barreto@divinaprovidencia.org.br Porto Alegre, 08 de Novembro de 2013 Evolução Envelhecimento Populacional

Leia mais

PARAR DE FUMAR. Uma decisão saudável. Programa de Controle do Tabagismo

PARAR DE FUMAR. Uma decisão saudável. Programa de Controle do Tabagismo PARAR DE FUMAR Uma decisão saudável Programa de Controle do Tabagismo Você sabe o que tem dentro do cigarro e outros produtos do tabaco? 4720 substâncias tóxicas, incluindo: Nicotina; Alcatrão; Monóxido

Leia mais

METODOLOGIA AMOSTRA ABRANGÊNCIA PERÍODO MARGEM DE ERRO. A margem de erro máxima para o total da amostra é 2,0 pontos percentuais.

METODOLOGIA AMOSTRA ABRANGÊNCIA PERÍODO MARGEM DE ERRO. A margem de erro máxima para o total da amostra é 2,0 pontos percentuais. METODOLOGIA METODOLOGIA AMOSTRA ABRANGÊNCIA PERÍODO MARGEM DE ERRO 2.085 pessoas foram entrevistadas, a partir de 16 anos, de todos os níveis econômicos em todas as regiões do país. As entrevistas foram

Leia mais

ESCALA DE AVALIAÇÃO DAS CAPACIDADES DE AUTOCUIDADO DA PESSOA PORTADORA DE DIABETES MELLITUS TIPO 2.

ESCALA DE AVALIAÇÃO DAS CAPACIDADES DE AUTOCUIDADO DA PESSOA PORTADORA DE DIABETES MELLITUS TIPO 2. ESCALA DE AVALIAÇÃO DAS CAPACIDADES DE AUTOCUIDADO DA PESSOA PORTADORA DE DIABETES MELLITUS TIPO 2. INSTRUÇÕES: Leia cada afirmação para o (a) entrevistado(a) e circule o número apropriado, que indica

Leia mais

Os Seus Cuidados de Saúde Envolva-se

Os Seus Cuidados de Saúde Envolva-se Os Seus Cuidados de Saúde Envolva-se O financiamento para este projecto foi fornecido pelo Ministério da Saúde e Cuidados de Longo Termo do Ontário www.oha.com 1. Envolva-se nos seus cuidados de saúde.

Leia mais

QUESTIONÁRIO SÓCIO-FAMILIAR

QUESTIONÁRIO SÓCIO-FAMILIAR Universidade Federal de Pelotas Departamento de Medicina Social Centro de Pesquisas Epidemiológicas QUESTIONÁRIO SÓCIO-FAMILIAR 1 IDENTIFICAÇÃO DO QUESTIONÁRIO 1. Questionário Sócio-Familiar 2. Modelo

Leia mais

www.cpsol.com.br TEMA 003 CONHEÇA E PREVINA AS DOENÇAS DO INVERNO

www.cpsol.com.br TEMA 003 CONHEÇA E PREVINA AS DOENÇAS DO INVERNO TEMA 003 CONHEÇA E PREVINA AS DOENÇAS DO INVERNO 1/8 O inverno chegou e junto com ele maiores problemas com as doenças respiratórias entre outras Isso não ocorre por acaso já que pé nesta estação onde

Leia mais

Quality of Life Questionnaire

Quality of Life Questionnaire Quality of Life Questionnaire Qualeffo-41 (10 December 1997) Users of this questionnaire (and all authorized translations) must adhere to the user agreement. Please use the related Scoring Algorithm. A

Leia mais

CAMPANHA DE PREVENÇÃO DE FRATURAS NA OSTEOPOROSE FRATURAS NÃO PREVENÇÃO SIM

CAMPANHA DE PREVENÇÃO DE FRATURAS NA OSTEOPOROSE FRATURAS NÃO PREVENÇÃO SIM CAMPANHA DE PREVENÇÃO DE FRATURAS NA OSTEOPOROSE FRATURAS NÃO PREVENÇÃO SIM O QUE É OSTEOPOROSE? Em termos simples, é a descalcificação do osso. O osso se enfraquece e fica mais fácil de quebrar. É um

Leia mais

CARTILHA BEM-ESTAR PATROCÍNIO EXECUÇÃO

CARTILHA BEM-ESTAR PATROCÍNIO EXECUÇÃO CARTILHA BEM-ESTAR PATROCÍNIO EXECUÇÃO Cartilha Informativa Alimentação saudável e atividade física: as bases essenciais para a construção de um organismo saudável Alimentos saudáveis associados à atividade

Leia mais

DOENÇAS CARDÍACAS NA INSUFICIÊNCIA RENAL

DOENÇAS CARDÍACAS NA INSUFICIÊNCIA RENAL DOENÇAS CARDÍACAS NA INSUFICIÊNCIA RENAL As doenças do coração são muito freqüentes em pacientes com insuficiência renal. Assim, um cuidado especial deve ser tomado, principalmente, na prevenção e no controle

Leia mais

www.jyotimaflak.com Glücks- Akademie mit JyotiMa Flak Academia da felizidade com JyotiMa Flak

www.jyotimaflak.com Glücks- Akademie mit JyotiMa Flak Academia da felizidade com JyotiMa Flak www.jyotimaflak.com Glücks- Akademie mit JyotiMa Flak Academia da felizidade com JyotiMa Flak Entrevista com Ezequiel Quem é você? Meu nome é Ezequiel, sou natural do Rio de Janeiro, tenho 38 anos, fui

Leia mais

Tome uma injeção de informação. Diabetes

Tome uma injeção de informação. Diabetes Tome uma injeção de informação. Diabetes DIABETES O diabetes é uma doença crônica, em que o pâncreas não produz insulina em quantidade suficiente, ou o organismo não a utiliza da forma adequada. Tipos

Leia mais

SOLUÇÃO DA EQUAÇÃO DE LAPLACE PARA O POTENCIAL DE LIGAÇÃO IÔNICA

SOLUÇÃO DA EQUAÇÃO DE LAPLACE PARA O POTENCIAL DE LIGAÇÃO IÔNICA SOLUÇÃO D EQUÇÃO DE LPLCE PR O POTENCIL DE LIGÇÃO IÔNIC Bathista,. L. B. S., Ramos, R. J., Noguia, J. S. Dpatamnto d Física - ICET - UFMT, MT, v. Fnando Coa S/N CEP 786-9 Basil, -mail: andlbbs@hotmail.com

Leia mais

Pesquisa Nacional de Saúde Módulo de Saúde dos indivíduos com 60 anos ou mais

Pesquisa Nacional de Saúde Módulo de Saúde dos indivíduos com 60 anos ou mais Pesquisa Nacional de Saúde Módulo de Saúde dos indivíduos com 60 anos ou mais Sumário Origem dos dados... 3 Descrição das variáveis disponíveis para tabulação... 4 Variáveis de conteúdo... 4 %Idosos c/limitação

Leia mais

ACOMPANHE O DESENVOLVIMENTO DA CRIANÇA

ACOMPANHE O DESENVOLVIMENTO DA CRIANÇA ACOMPANHE O DESENVOLVIMENTO DA CRIANÇA 1 Mês: Sucção vigorosa Levanta a cabeça e rasteja as pernas, se deitado de frente Sustenta a cabeça momentaneamente Preensão de objetos que vão à mão Aquieta-se com

Leia mais

SENADO FEDERAL SONO COM QUALIDADE SENADOR CLÉSIO ANDRADE

SENADO FEDERAL SONO COM QUALIDADE SENADOR CLÉSIO ANDRADE SENADO FEDERAL SONO COM QUALIDADE SENADOR CLÉSIO ANDRADE 2 Sono com qualidade apresentação Uma boa noite de sono nos fazer sentir bem e com as forças renovadas. O contrário também vale. Uma péssima noite

Leia mais

N DO. Bairro Distrito/ Povoado Telefone. mãe pai irmão(ã) outro. chás comprimidos sonda coquetéis injetáveis não sabe

N DO. Bairro Distrito/ Povoado Telefone. mãe pai irmão(ã) outro. chás comprimidos sonda coquetéis injetáveis não sabe MINISTÉRIO DA SAÚDE Secretaria de Vigilância em Saúde Departamento de Análise de Situação de Saúde Formulário 1 Autópsia verbal Criança menor de um ano AV1 Ficha de Investigação de Óbito Infantil Complemento

Leia mais

Questionário: Risco de ter diabetes

Questionário: Risco de ter diabetes Questionário: Risco de ter diabetes ATENÇÃO! Este questionário não deve ser aplicado a gestantes e pessoas menores de 18 anos. Preencha o formulário abaixo. Idade: anos Sexo: ( ) Masculino ( ) Feminino

Leia mais

Informações sobre anestesia

Informações sobre anestesia Informações sobre anestesia Estamos fornecendo este documento para ajudar os pacientes que serão submetidos a anestesia, para melhor entendimento do processo. Leia-o cuidadosamente e entenda o conteúdo.

Leia mais

NICO MOÇAMBIQUE VIDA COMPANHIA DE SEGUROS, S.A. Av. Kenneth Kaunda N 1202, Maputo, Moçambqiue Email:info@nicovida.co.mz, Tel.

NICO MOÇAMBIQUE VIDA COMPANHIA DE SEGUROS, S.A. Av. Kenneth Kaunda N 1202, Maputo, Moçambqiue Email:info@nicovida.co.mz, Tel. NICO MOÇAMBIQUE VIDA COMPANHIA DE SEGUROS, S.A. Av. Kenneth Kaunda N 1202, Maputo, Moçambqiue Email:info@nicovida.co.mz, Tel. +25821 494208 PROPOSTA INDIVIDUAL DE SEGURO DE VIDA 1. SEGURADO APELIDO...NOME

Leia mais

conhecer e prevenir DIABETES MELLITUS

conhecer e prevenir DIABETES MELLITUS conhecer e prevenir DIABETES MELLITUS 2013 Diretoria Executiva Diretor-Presidente: Cassimiro Pinheiro Borges Diretor Financeiro: Eduardo Inácio da Silva Diretor de Administração: André Luiz de Araújo Crespo

Leia mais

CORAÇÃO. Na Saúde combata...os inimigos silenciosos! Trabalho Elaborado por: Ana Cristina Pinheiro Mário Quintaneiro

CORAÇÃO. Na Saúde combata...os inimigos silenciosos! Trabalho Elaborado por: Ana Cristina Pinheiro Mário Quintaneiro Trabalho Elaborado por: Na Saúde combata...os inimigos silenciosos! Ana Cristina Pinheiro Mário Quintaneiro CORAÇÃO Olá! Eu sou o seu coração, trabalho dia e noite sem parar, sem descanso semanal ou férias.

Leia mais

Preparando a casa para receber o bebê

Preparando a casa para receber o bebê Preparando a casa Preparando a casa para receber o bebê Vamos ensinar aos pais os direitos das crianças? Está chegando a hora do bebê nascer. A família deve ajudar a gestante a preparar a casa para a chegada

Leia mais

Relato de parto: Nascimento do Thomas

Relato de parto: Nascimento do Thomas Relato de parto: Nascimento do Thomas Dia 15 de dezembro de 2008, eu já estava com 40 semanas de gestação, e ansiosa para ter meu bebê nos braços, acordei as 7h com uma cólica fraca, dormi e não senti

Leia mais

O que são varizes? IX Semana Estadual de Saúde Vascular

O que são varizes? IX Semana Estadual de Saúde Vascular O que são varizes? Varizes são veias que se tornaram dilatadas e tortuosas ao longo das pernas. Algumas varizes são calibrosas e evidentes na pele. Outras, de menor calibre, chamadas de microvarizes ou

Leia mais

1. INTRODUÇÃO. 2. Preparação para sua discussão com seu médico

1. INTRODUÇÃO. 2. Preparação para sua discussão com seu médico 1. INTRODUÇÃO Artrite reumatoide (AR) é uma doença inflamatória crônica que pode afetar diferentes áreas da vida.1 Como parte do controle de longo prazo da AR, seu médico* irá ajudá-lo a controlar melhor

Leia mais

Nome da Unidade de Atenção Básica: Tipo da Unidade: Número do CNES: Data da Visita: Emissor do Questionário: Número do Protocolo:

Nome da Unidade de Atenção Básica: Tipo da Unidade: Número do CNES: Data da Visita: Emissor do Questionário: Número do Protocolo: ASPECTO DO FORMULÁRIO: ACESSIBILIDADE NA UNIDADE DE SAÚDE 1) SOBRE ACESSIBILIDADE NAS DEPENDÊNCIAS DA UNIDADE: a) A unidade tem acessibilidade em todos os ambientes? (i) Onde não há? b) Todas as entradas

Leia mais

VACINE-SE A PARTIR DE 1 DE OUTUBRO CONSULTE O SEU MÉDICO

VACINE-SE A PARTIR DE 1 DE OUTUBRO CONSULTE O SEU MÉDICO VACINE-SE A PARTIR DE 1 DE OUTUBRO CONSULTE O SEU MÉDICO Perguntas frequentes sobre a gripe sazonal O que é a gripe? É uma doença infecciosa aguda das vias respiratórias, causada pelo vírus da gripe. Em

Leia mais

Fonte: Jornal Carreira & Sucesso - 151ª Edição

Fonte: Jornal Carreira & Sucesso - 151ª Edição IDENTIFICANDO A DEPRESSÃO Querida Internauta, Lendo o que você nos escreveu, mesmo não sendo uma profissional da área de saúde, é possível identificar alguns sintomas de uma doença silenciosa - a Depressão.

Leia mais

Depressão. A depressão afecta pessoas de formas diferentes e pode causar vários sintomas físicos, psicológicos (mentais) e sociais.

Depressão. A depressão afecta pessoas de formas diferentes e pode causar vários sintomas físicos, psicológicos (mentais) e sociais. Depressão Introdução A depressão é uma doença séria. Se estiver deprimido, pode ter sentimentos de tristeza extrema que duram longos períodos. Esses sentimentos são muitas vezes suficientemente severos

Leia mais

Viva Bem! Cuide da Sua Saúde!

Viva Bem! Cuide da Sua Saúde! Viva Bem! Cuide da Sua Saúde! O Serviço Social da Construção Alimentação Saudável Quanto mais colorida for a sua alimentação, maior a presença de nutrientes no seu corpo e melhor será a sua saúde. 50%

Leia mais

ÍNDICE DE FIGURAS. Pág.

ÍNDICE DE FIGURAS. Pág. Índice de Figuras ÍNDICE DE FIGURAS Pág. Figura 3.1 - Sexo dos inquiridos..... Figura 3.2 - Existência de seguro de saúde dos inquiridos. Figura 3.3 - Inquiridos com o hábito de fumar... Figura 3.4 - Inquiridos

Leia mais

5ª Etapa. Cartilha Pela Saúde da Família

5ª Etapa. Cartilha Pela Saúde da Família 5ª Etapa Cartilha Pela Saúde da Família Índice Imunização...3 Distúrbio Alimentar na Criança e Adolescente...4 Os cuidados com a alimentação e a pele do idoso...6 Câncer de Mama...7 Câncer de Próstata...8

Leia mais

03-05-2015. Sumário. Campo e potencial elétrico. Energia potencial elétrica

03-05-2015. Sumário. Campo e potencial elétrico. Energia potencial elétrica Sumáio Unidad II Elticidad Magntismo 1- - Engia potncial lética. - Potncial lético. - Supfícis quipotnciais. Movimnto d cagas léticas num campo lético unifom. PS 22 Engia potncial lética potncial lético.

Leia mais

Dicas para minimizar o. risco de quedas

Dicas para minimizar o. risco de quedas saúde Sinal Canal de Comunicação da Sistel para os Usuários de Saúde Ano I - Nº 1 - Março 2014 Dicas para minimizar o risco de quedas Adaptação dos ambientes e produtos específicos podem evitar quedas

Leia mais

Pesquisa Nacional de Saúde Módulo de Percepção do estado de saúde Notas Técnicas

Pesquisa Nacional de Saúde Módulo de Percepção do estado de saúde Notas Técnicas Pesquisa Nacional de Saúde Módulo de Percepção do estado de saúde Notas Técnicas Sumário Origem dos dados... 3 Descrição das variáveis disponíveis para tabulação... 4 Variáveis de conteúdo... 4 %Autoavaliação

Leia mais

Quando o sangue forma massas de coágulos dentro dos vasos, essas massas recebem o nome de trombos. Frequentemente os trombos são friáveis, ou seja,

Quando o sangue forma massas de coágulos dentro dos vasos, essas massas recebem o nome de trombos. Frequentemente os trombos são friáveis, ou seja, 1 Prezado paciente Se você está em tratamento com anticoagulante oral, saiba que essa substância é muito eficaz para prevenir a ocorrência de tromboses e embolias, que são complicações sérias resultantes

Leia mais

Cartilha. pela Saúde da Mulher

Cartilha. pela Saúde da Mulher Cartilha pela Saúde da Mulher Cólica Menstrual Excesso de Gorduras no Sangue A cólica menstrual ou dismenorreia é uma dor abdominal provocada pelas contrações uterinas que ocorrem durante a menstruação.

Leia mais

sobre pressão alta Dr. Decio Mion

sobre pressão alta Dr. Decio Mion sobre pressão alta Dr. Decio Mion 1 2 Saiba tudo sobre pressão alta Dr. Decio Mion Chefe da Unidade de Hipertensão do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (HC-FMUSP)

Leia mais

SAÚDE E TRATAMENTOS MÉDICOS

SAÚDE E TRATAMENTOS MÉDICOS SAÚDE E TRATAMENTOS MÉDICOS CENTRO DE PROMOÇÃO À SAÚDE Iwata-shi Kounodai 57-1 É um órgão da prefeitura que tem como objetivo principal: promover serviços visando o bem-estar e a saúde dos cidadãos e a

Leia mais

CUIDANDO DO SEU CORAÇÃO Controle e Prevenção da Doença Aterosclerótica Coronariana

CUIDANDO DO SEU CORAÇÃO Controle e Prevenção da Doença Aterosclerótica Coronariana HOSPITAL DAS CLÍNICAS - UFMG Programa de Reabilitação Cardiovascular e Metabólica Residência Multiprofissional em Saúde Cardiovascular CUIDANDO DO SEU CORAÇÃO Controle e Prevenção da Doença Aterosclerótica

Leia mais

detecção do cancro do cólon

detecção do cancro do cólon Um guia sobre a detecção do cancro do cólon Por que motivo devo fazer o exame de rastreio?...because...porque I have todos a eles lot dependem of cooking to do. de mim....because...porque I have as minhas

Leia mais

Ao Agente Comunitário de Saúde:

Ao Agente Comunitário de Saúde: : COMO IDENTIFICAR O IDOSO E O SEU CUIDADOR NA VISITA DOMICILIAR Pesquisadora CNPq Grupo de Pesquisa Epidemiologia do Cuidador Pontifícia Universidade Católica de São Paulo - PUCSP Bolsista de Produtividade

Leia mais

Convivendo bem com a doença renal. Guia de Nutrição e Diabetes Você é capaz, alimente-se bem!

Convivendo bem com a doença renal. Guia de Nutrição e Diabetes Você é capaz, alimente-se bem! Convivendo bem com a doença renal Guia de Nutrição e Diabetes Você é capaz, alimente-se bem! Nutrição e dieta para diabéticos: Introdução Mesmo sendo um paciente diabético em diálise, a sua dieta ainda

Leia mais

Entendendo a lipodistrofia

Entendendo a lipodistrofia dicas POSITHIVAS Entendendo a lipodistrofia O que é a lipodistrofia? Lipodistrofia é quando o corpo passa a absorver e a distribuir as gorduras de maneira diferente. Diminui a gordura nas pernas, braços,

Leia mais

DADOS DE IDENTIFICAÇÃO

DADOS DE IDENTIFICAÇÃO Viva intensamente. Cuide-se DADOS DE IDENTIFICAÇÃO Nossos órgãos internos HÁBITOS SAUDÁVEIS Para se ter qualidade com aumento da expectativa de vida,precisa-se manter hábitos saudáveis: Alimentação balanceada

Leia mais

Cuidando do seu coração

Cuidando do seu coração Texto de apoio ao curso de Especialização Atividade física adaptada e saúde Prof. Dr. Luzimar Teixeira Cuidando do seu coração Você pode achar que é tarde para pensar em prevenção se você já teve um ataque

Leia mais

As perguntas deste módulo são sobre sua saúde em geral, tanto sobre sua saúde física como sua saúde mental.

As perguntas deste módulo são sobre sua saúde em geral, tanto sobre sua saúde física como sua saúde mental. Módulo N. Percepção do estado de saúde As perguntas deste módulo são sobre sua saúde em geral, tanto sobre sua saúde física como sua saúde mental. N1. Em geral, como o(a) sr(a) avalia a sua saúde? 1. Muito

Leia mais

Programa Qualidade de Vida no Trabalho (QVT) Campanha de Prevenção e Controle de Hipertensão e Diabetes

Programa Qualidade de Vida no Trabalho (QVT) Campanha de Prevenção e Controle de Hipertensão e Diabetes Programa Qualidade de Vida no Trabalho (QVT) Campanha de Prevenção e Controle de Hipertensão e Diabetes Objetivos: - Desenvolver uma visão biopsicossocial integrada ao ambiente de trabalho, considerando

Leia mais

Pesquisa O que os brasileiros sabem sobre saude bucal (e o que os dentistas deveriam contar...)

Pesquisa O que os brasileiros sabem sobre saude bucal (e o que os dentistas deveriam contar...) apresentam Patrocínio Realização Pesquisa O que os brasileiros sabem sobre saude bucal (e o que os dentistas deveriam contar...) 1 Pesquisa Saúde Bucal Pesquisa O que os brasileiros sabem sobre saude bucal

Leia mais

Direitos Reservados - Super Dieta Detox - http://www.superdietadetox.com.br/aviso-legal

Direitos Reservados - Super Dieta Detox - http://www.superdietadetox.com.br/aviso-legal Avaliações de Saúde e Bem-Estar NIVEL 1 Parabéns por ter chegado até aqui... Você sabe o quanto intoxicado você está? Se você é como a maioria das pessoas, provavelmente não sabe ou não percebe o número

Leia mais

Mas se fumar é tão perigoso, por quê as pessoas começam a fumar? Introdução

Mas se fumar é tão perigoso, por quê as pessoas começam a fumar? Introdução Introdução O tabagismo é considerado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) a principal causa de morte evitável em todo o mundo. Introdução Introdução Cerca de um terço da população mundial adulta (1

Leia mais

DORES DE CABEÇA E ENXAQUECA Sex, 28 de Agosto de 2009 19:57 - Última atualização Sáb, 21 de Agosto de 2010 19:16

DORES DE CABEÇA E ENXAQUECA Sex, 28 de Agosto de 2009 19:57 - Última atualização Sáb, 21 de Agosto de 2010 19:16 DORES DE CABEÇA E ENXAQUECA A tensão do dia a dia é a causa mais freqüente das dores de cabeça mas, elas poderem aparecer por diversas causas e não escolhem idade e sexo. Fique sabendo, lendo este artigo,

Leia mais

Encontro na casa de Dona Altina

Encontro na casa de Dona Altina Ano 1 Lagdo, Domingo, 29 d junho d 2014 N o 2 Encontro na casa d Dona Altina Na última visita dos studants da UFMG não foi possívl fazr a runião sobr a água. Houv um ncontro com a Associação Quilombola,

Leia mais