Mateus J.R. Paranhos da Costa. Grupo de Estudos e Pesquisas em Etologia e Ecologia Animal

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Mateus J.R. Paranhos da Costa. mpcosta@fcav.unesp.br. Grupo de Estudos e Pesquisas em Etologia e Ecologia Animal"

Transcrição

1 BEM-ESTAR ESTAR DE BOVINOS DE CORTE: BOAS PRÁTICAS DE MANEJO Mateus J.R. Paranhos da Costa Departamento de Zootecnia - FCAV/UNESP, Jaboticabal-SP Grupo de Estudos e Pesquisas em Etologia e Ecologia Animal

2 Por que devemos ter em conta o bem-estar dos animais i de produção? 1. Tem efeito sobre a saúde dos animais i 2. Tem efeito sobre a eficiência produtiva 3. Tem efeito sobre a qualidade dos produtos 4. É uma demanda da sociedade

3 Demanda da sociedade A questão do bem-estar animal na opinião dos consumidores brasileiros (entrevistas diretas e por telefone) QUATRO ESTADOS (N=3225) São Paulo= 961, Mato Grosso do Sul= 768, Sergipe= 750 and Rio Grande do Sul= % 90% 80% 15% 21% 17% 27% 70% 26% 1 -Sem importância 60% 2 50% 3 40% 75% 4 30% 66% 66% 62% 60% 5 - Muito importante 20% 10% 0% Brasil SP MS RS SE

4

5 CONSEQÜÊNCIAS (1) ambiente de trabalho mais estressante (2) alto risco de acidente de trabalho (3) alto esforço de trabalho (4) maior tempo para realizar o manejo dos animais (5) necessidade de melhor infra-estrutura e maior manutenção (6) animais machucados e mortos (7) baixo desempenho (8) maior risco de doenças (9) perda de rendimento de carcaça devido à contusões (10) perda de qualidade de carne devido ao estresse no pré-abate

6 Dor e sofrimento Perdas quantitativas e qualitativas de carne

7

8 RISCOS PARA A IMAGEM DA CADEIA PRODUTIVADACARNEBOVINAEDESEUS DA E DE PRODUTOS

9 Quem se beneficia com a adoção das BOAS PRÁTICAS DE MANEJO?

10

11 CONDIÇÕES PARA ATINGIR A QUALIDADE DESEJADA CONHECIMENTO PLANEJAMENTO AVALIAÇÃO DE RISCOS CONTROLE NA EXECUÇÃO DE PROCESSOS

12 ABORDAGEM POSITIVA -Usando bons exemplos em lugar de críticas - Abordando as associações positivas entre bem-estar animal com bem-estar humano, com saúde animal, com produção animal, com eficiência do trabalho e com sustentabilidade...

13 ETAPAS EXECUTADAS Caracterização de processos Identificar um problemas Buscar soluções para o problema Aplicar a solução encontrada

14 Resultados da implantação de boas práticas de manejo Problemas de manejo e suas consequências Estratégia - Identificar um problema - Buscar uma solução - Aplicar a solução Resultado obtidos com a adoção de boas práticas de manejo (Programa Garantia de Origem Carrefour MS) , , antes jun/ jun- set/00 Oct-00 Nov-00 Dec-00 Jan-01 Feb-01 Mar-01 Apr-01 Percentagem de carcaças com hematomas graves Porcentagem Consequências das boas práticas de manejo

15 Problemas a serem enfrentados Falta conscientização i (todos os envolvidos) Falta conhecimento Falta planejamento Despreparo gerencial Despreparo para execução dos trabalhos Problemas nas relações de trabalho Problemas nas relações comerciais Problemas estruturais t Limitações tecnológicas

16 CÓDIGOS DE BOAS PRÁTICAS DE MANEJO O que fazer! (recomendações e controles) MANUAIS DE BOAS PRÁTICAS DE MANEJO Como fazer? (execução dos processos)

17 BOAS PRÁTICAS NO MANEJO EMBARQUE Bem-Estar e Ética na Produção Animal

18 OPROBLEMA

19 Agropecuária Jacarezinho, Valparaíso-SP Estudo 186 carcaças avaliadas ACOMPANHAMENTO DO ABATE Avaliação do número de contusões NUMERO DE CONTUSÕES POR CARCAÇA = 2,31 2,27 VARIAÇÃO = 0 a 12 Mudanças nas instalações e nos manejos de apartação e embarque

20 Apartação Agropecuária Jacarezinho, Valparaiso-SP

21 Freqüência de contusões nas carcaças em função do manejo pré-abate Manejo 1 Manejo 3 2,5 2,28 2,42 2,34 2,19 2 Mean Carcaça 1,5 1 1,00 1, ,5 Manejo 1 embarque convencional com choque Manejo 2 embarque convencional sem choque Manejo 3 boas práticas na apartação e embarque Agropecuária Jacarezinho, Valparaíso-SP

22 BOAS PRÁTICAS NO MANEJO DESMAMA Bem-Estar e Ética na Produção Animal

23 QUANDO DESMAMAR? Desmama precoce Desmama próxima da natural Desmama tardia COMO DESMAMAR? Separação abrupta e total Separação gradual Creep weaning Desmama no curral Tabuleta

24 Separação gradual Vacas e bezerros são colocados em piquetes vizinhos (cerca segura) Vacas se movem para beber água e pastar enquanto os bezerros se agrupam próximos da cerca Após 4 a 5 dias as vacas são transferidas para pastos distantes. É importante que os bezerro encontrem a água com facilidade. Vacas madrinhas podem ajudar os bezerros, acalmando-os e ensinando-os.

25 Desmama com contato do bezerro com a mãe causa menos estresse 100 bezerros AngusxHereford 5 tratamentos (repetidos 3 anos) a)separação da mãe pela cerca b)separação total a pasto (sem qualquer contato) c)separação total em curral com pré-adaptação ao feno d)separação total em curral sem pré-adaptação ao feno e)controle (não desmamado) Price e col., 2003

26 Porcentagem do tempo despendido nas atividades 50 a a 40 comendo C b andando 30 a a bc a c ab deitado 20 b B A AB AB 10 0 Cont role Cont at o na cerca Separados Pre-condicionados Não condicionados Animais desmamados entre 203 e 228 dias Controle- animais desmamados 56 dias após

27 Ganho de peso acumulado após a desmama (Kg/bezerro) 70 A 60 B 2 semanas 50 C C C 10 semanas a a b Cont role Cont at o na cerca Separados Pre-condicionados Não condicionados b b

28 PROGRAMA DE BEM ESTAR DE BOVINOS DE CORTE Caracterização de processos (p.ex. vacinação, identificação, embarque, transporte, etc.) Novos títulos em preparação: Curral (projetos e construção) Desmama Manejo no curral

29 BOAS SOLUÇÕES EXISTEM CONHECIMENTO Treinamento Planejamento e Organização Comprometimento Melhor produtividade Melhor condição de trabalho Melhor qualidade de vida PARA HUMANOS E ANIMAIS Mas, há ainda muitos desafios a serem enfrentados

30 Obrigado Mateus

BOAS PRÁTICAS DE MANEJO DE BOVINOS LEITEIROS

BOAS PRÁTICAS DE MANEJO DE BOVINOS LEITEIROS BOAS PRÁTICAS DE MANEJO DE BOVINOS LEITEIROS Mateus Paranhos da Costa Departmento de Zootecnia, Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias, UNESP, Jaboticabal-SP, Brazil. (mpcosta@fcav.unesp.br) Grupo

Leia mais

Bem estar animal e situação do transporte de cargas vivas no Brasil

Bem estar animal e situação do transporte de cargas vivas no Brasil Bem estar animal e situação do transporte de cargas vivas no Brasil Mateus J. R. Paranhos da Costa Departamento de Zootecnia, FCAV- UNESP, Jaboticabal- SP, Desafios no transporte de animais para abate

Leia mais

Manejo Racional e Manejo Pré-abate de Bovinos

Manejo Racional e Manejo Pré-abate de Bovinos Manejo Racional e Manejo Pré-abate de Bovinos Dr. Adriano Gomes Páscoa Zootecnista ETCO / FCAV http://estudiopratiqueyoga.blogspot.com/2009_11_01_archive.html OS CUSTOS DA FALTA DE CONHECIMENTO (problemas

Leia mais

AMBIÊNCIA E QUALIDADE DE CARNE. Mateus J.R. Paranhos da Costa

AMBIÊNCIA E QUALIDADE DE CARNE. Mateus J.R. Paranhos da Costa Referência: Paranhos da Costa, M.J.R. (2002). Ambiência e qualidade de carne. In: L.A. Josahkian (ed.) Anais do 5 o Congresso das Raças Zebuínas, ABCZ: Uberaba- MG pp. 170-174. AMBIÊNCIA E QUALIDADE DE

Leia mais

BEM-ESTAR ANIMAL NA BOVINOCULTURA LEITEIRA. Mateus J.R. Paranhos da Costa Departamento de Zootecnia, FCAV/UNESP, Jaboticabal-SP mpcosta@fcav.unesp.

BEM-ESTAR ANIMAL NA BOVINOCULTURA LEITEIRA. Mateus J.R. Paranhos da Costa Departamento de Zootecnia, FCAV/UNESP, Jaboticabal-SP mpcosta@fcav.unesp. BEM-ESTAR ANIMAL NA BOVINOCULTURA LEITEIRA Mateus J.R. Paranhos da Costa Departamento de Zootecnia, FCAV/UNESP, Jaboticabal-SP mpcosta@fcav.unesp.br Vacas há muitas, gordas é que há poucas e são raros

Leia mais

Um projeto de curral para o manejo de bovinos de corte: reduzindo os custos e melhorando o bem estar animal e a eficiência do trabalho.

Um projeto de curral para o manejo de bovinos de corte: reduzindo os custos e melhorando o bem estar animal e a eficiência do trabalho. Um projeto de curral para o manejo de bovinos de corte: reduzindo os custos e melhorando o bem estar animal e a eficiência do trabalho. Mateus J.R. Paranhos da Costa (Grupo ETCO, Departamento de Zootecnia,

Leia mais

Mateus. Título aqui 1 COMPORTAMENTO, MANEJO E BEM- ESTAR DE OVINOS E CAPRINOS MÁQUINAS ANIMAIS TIRAR O MÁXIMO DE CADA ANIMAL

Mateus. Título aqui 1 COMPORTAMENTO, MANEJO E BEM- ESTAR DE OVINOS E CAPRINOS MÁQUINAS ANIMAIS TIRAR O MÁXIMO DE CADA ANIMAL COMPORTAMENTO, MANEJO E BEM- ESTAR DE OVINOS E CAPRINOS MÁQUINAS ANIMAIS Mateus J.R. Paranhos da Costa Departamento de Zootecnia - FCAV/UNESP, Jaboticabal-SP mpcosta@fcav.unesp.br Grupo de Estudos e Pesquisas

Leia mais

DESAFIOS PARA A FUNDAMENTAÇÃO CIENTÍFICA DA LEGISLAÇÃO DE BEM-ESTAR ANIMAL

DESAFIOS PARA A FUNDAMENTAÇÃO CIENTÍFICA DA LEGISLAÇÃO DE BEM-ESTAR ANIMAL II Congresso Internacional Transdisciplinar de Proteção à Fauna, Goiânia-GO 25 e 26 de Abril de 2013 DESAFIOS PARA A FUNDAMENTAÇÃO CIENTÍFICA DA LEGISLAÇÃO DE BEM-ESTAR ANIMAL Mateus Paranhos da Costa

Leia mais

EFICIÊNCIA REPRODUTIVA: ESTRATÉGIAS DE MANEJO VISANDO MAXIMIZAR OS RESULTADOS

EFICIÊNCIA REPRODUTIVA: ESTRATÉGIAS DE MANEJO VISANDO MAXIMIZAR OS RESULTADOS ARTIGO TÉCNICO PREMIX 12ª edição EFICIÊNCIA REPRODUTIVA: ESTRATÉGIAS DE MANEJO VISANDO MAXIMIZAR OS RESULTADOS Gustavo da Silva Freitas 1,4, Paola Moretti Rueda 2,4, Désirée Ribeiro Soares 2,4, Tiago da

Leia mais

Boas Práticas de Manejo EMBARQUE

Boas Práticas de Manejo EMBARQUE Boas Práticas de Manejo Boas Práticas de Manejo Mateus J. R. Paranhos da Costa Departamento de Zootecnia, FCAV-UNESP, Jaboticabal-SP Ana Lúcia Garcia Spironelli Zootecnista, MSc.- Grupo de Estudos e Pesquisas

Leia mais

Med. Vet. Avelino Murta avelino@biocampomg.com.br

Med. Vet. Avelino Murta avelino@biocampomg.com.br Med. Vet. Avelino Murta avelino@biocampomg.com.br QUEM SOMOS Localizada em Montes Claros, norte de Minas Gerais, a BIOCAMPO Assistência Veterinária foi fundada em 2010 e atua na área de Reprodução Bovina.

Leia mais

Bem Estar Animal. Desafios e oportunidades

Bem Estar Animal. Desafios e oportunidades Bem Estar Animal Desafios e oportunidades Fortaleza - 2012 Sinopse Por que, atualmente, se fala tanto sobre o Bem estar animal? O que é Bem Estar Animal? Como avaliar o Bem Estar Animal? Pontos críticos

Leia mais

ETOLOGIA E PRODUTIVIDADE ANIMAL

ETOLOGIA E PRODUTIVIDADE ANIMAL ETOLOGIA E PRODUTIVIDADE ANIMAL MATEUS J.R. PARANHOS DA COSTA 1 1. ETCO - Grupo de Estudos e Pesquisas em Etologia e Ecologia Animal, Departamento de Zootecnia, Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias/UNESP,

Leia mais

MELHORANDO O MANEJO DOS ANIMAIS NOS FRIGORÍFICOS STEPS

MELHORANDO O MANEJO DOS ANIMAIS NOS FRIGORÍFICOS STEPS MELHORANDO O MANEJO DOS ANIMAIS NOS FRIGORÍFICOS STEPS Risco para o trabalhador Sofrimento dos Animais Falta qualidade na carne Programa de Abate Humanitário Custo para o frigorífico Fiscalização ineficiente

Leia mais

Ciclo pecuário. Comportamento de preços

Ciclo pecuário. Comportamento de preços Comportamento de preços... Continuação da aula anterior 3 fenômenos de preço Sazonalidade: seca e águas / safra entre safra Ciclo da pecuária: Flutuação de preços que ocorre periodicamente na comercialização

Leia mais

BEM-ESTAR ANIMAL E ABATE HUMANITÁRIO

BEM-ESTAR ANIMAL E ABATE HUMANITÁRIO BEM-ESTAR ANIMAL E ABATE HUMANITÁRIO NELMON OLIVEIRA DA COSTA Fiscal Federal Agropecuário Secretaria de Desenvolvimento Agropecuário e Cooperativismo SDC/MAPA PRINCÍPIOS DE BEM-ESTAR ANIMAL QUESTÕES ÉTICAS

Leia mais

Estado Atual e Perspectivas Técnicas T da Pecuária de Corte no Brasil

Estado Atual e Perspectivas Técnicas T da Pecuária de Corte no Brasil Universidade de São S o Paulo Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz Departamento de Zootecnia Estado Atual e Perspectivas Técnicas T da Pecuária de Corte no Brasil Prof. Dr. Moacyr Corsi Eng Agro.

Leia mais

GUIA DE PRÁTICAS PARA PECUÁRIA SUSTENTÁVEL

GUIA DE PRÁTICAS PARA PECUÁRIA SUSTENTÁVEL GUIA DE PRÁTICAS PARA PECUÁRIA SUSTENTÁVEL GTPS - Grupo de Trabalho da Pecuária Sustentável 1 GUIA GTPS Capítulo 1 - Bem-Estar Na Fazenda 1. Introdução... 04 2. Boas Práticas De Bem-Estar Animal Nas Fazendas

Leia mais

Programa Nacional de Abate Humanitário STEPS

Programa Nacional de Abate Humanitário STEPS Sociedade Mundial de Proteção Animal WSPA Rio de Janeiro (RJ) Programa Nacional de Abate Humanitário STEPS Categoria Bem-Estar Animal 1. Sobre a organização participante: Razão social: - Sociedade Mundial

Leia mais

GTPS Novembro de 2014. Oportunidades e Obstáculos para a adoção de Boas Práticas Agropecuárias a perspectiva dos produtores. Agnieszka Latawiec

GTPS Novembro de 2014. Oportunidades e Obstáculos para a adoção de Boas Práticas Agropecuárias a perspectiva dos produtores. Agnieszka Latawiec GTPS Novembro de 2014 Oportunidades e Obstáculos para a adoção de Boas Práticas Agropecuárias a perspectiva dos produtores Agnieszka Latawiec Pecuária e desmatamento Reconciliando agriopecuária e conservação

Leia mais

BOVINOCULTURA DE CORTE

BOVINOCULTURA DE CORTE ISS 36-9 BOVINOCULTURA DE CORTE Os preços médios da arroba do boi e da vaca, em Mato Grosso do Sul, no mês de fevereiro, foram de R$8,8 e R$,99, respectivamente. Em relação ao mês anterior, houve um avanço

Leia mais

Manual. do Produtor. de bezerro de corte

Manual. do Produtor. de bezerro de corte Manual do Produtor de bezerro de corte INTRODUÇÃO 02 A etapa de cria na cadeia produtiva da carne bovina é muito importante, e caracterizase como um período fundamental no processo de produção. As técnicas

Leia mais

Boas Práticas de Manejo TRANSPORTE

Boas Práticas de Manejo TRANSPORTE Boas Práticas de Manejo Mateus J. R. Paranhos da Costa Departamento de Zootecnia, FCAV-UNESP, Jaboticabal-SP Murilo Henrique Quintiliano Grupo ETCO e FAI do Brasil Ltda Jaboticabal-SP Stavros Platon Tseimazides

Leia mais

Conceitosem Bem-EstarAnimal

Conceitosem Bem-EstarAnimal Anaisdo ICongressoInternacionalde Conceitosem Bem-EstarAnimal Riodejaneiro 9a11deagostode2007 Riocentro Comissão Organizadora Elizabeth MacGregor Larissa Araújo Charli Ludtke Ingrid Eder Coordenação Elizabeth

Leia mais

III CURSO DE GESTÃO AGROECONÔMICA. EM PECUÁRIA DE CORTE: confinamento e terceirização

III CURSO DE GESTÃO AGROECONÔMICA. EM PECUÁRIA DE CORTE: confinamento e terceirização III CURSO DE GESTÃO AGROECONÔMICA EM PECUÁRIA DE CORTE: confinamento e terceirização RESULTADOS DO CONFINAMENTO DA COPLACANA EM 2.008 E PERSPECTIVAS PARA O FUTURO Ari José Fernandes Lacôrte Engenheiro

Leia mais

Boas Práticas de Manejo BEZERROS. Ao Nascimento

Boas Práticas de Manejo BEZERROS. Ao Nascimento Mateus J. R. Paranhos da Costa Departamento de Zootecnia, FCAV-UNESP, Jaboticabal-SP Anita Schmidek Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios - APTA, Pólo Regional Alta Mogiana, Colina -SP Luciandra

Leia mais

Características dos Touros Senepol. Benefício ao Criador Invernista Confinador. Senepol SL

Características dos Touros Senepol. Benefício ao Criador Invernista Confinador. Senepol SL Senepol SL Programa SLde Melhoramento Estância Santa Luzia SENEPOL Benefícios dos Touros Senepol Santa Luzia Venda permanente Reprodutores & Doadoras Qualidade diferenciada a preço justo Na condução, Pedro

Leia mais

AÇÕES DE BEM ESTAR ANIMAL/MAPA. ALMAS-TO, 28 de Agosto de 2013

AÇÕES DE BEM ESTAR ANIMAL/MAPA. ALMAS-TO, 28 de Agosto de 2013 AÇÕES DE BEM ESTAR ANIMAL/MAPA ALMAS-TO, 28 de Agosto de 2013 POR QUE DEVEMOS NOS PREOCUPAR COM O BEM-ESTAR DOS ANIMAIS? Questão ética Reflexo na produtividade e lucratividade: Crescimento / Ganho de peso

Leia mais

Pressão de Seleção. Touros Jovens CEIP (20%) Machos avaliados (100%)

Pressão de Seleção. Touros Jovens CEIP (20%) Machos avaliados (100%) O Qualitas Programa de melhoramento genético da raça Nelore Reconhecido, aprovado e auditado pelo Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (MAPA) Autorizado a emitir o CEIP a partir de 2002 O

Leia mais

financeira na ovinocultura de corte

financeira na ovinocultura de corte Gestão e análise financeira na ovinocultura de corte Djalma de Freitas Zootecnista Doutor em Produção Animal Diretor Técnico PlanGesPec ProOvinos SENAR/FAMASUL Campo Grande/MS junho/2012 Objetivos Pensar

Leia mais

Manual de Produção Pecuária

Manual de Produção Pecuária Copyright 2013 Agropecuária Guapiara. Todos os direitos reservados. PERMITIDA A REPRODUÇÃO DESDE QUE COM PRÉVIA AUTORIZAÇÃO DA AGROPECUÁRIA GUAPIARA. Agropecuária Guapiara Rua Heráclio Mendes de Camargo,

Leia mais

INFORMATIVO MENSAL LAPBOV

INFORMATIVO MENSAL LAPBOV Com o mercado aquecido, agosto tem pouca variação O custo da produção na pecuária de corte aumentou no primeiro semestre deste ano, mais que em todo o ano de 2012. Com a alta do dólar, o cenário da exportação

Leia mais

FACULDADE DE MEDICINA VETERINÁRIA E ZOOTECNIA

FACULDADE DE MEDICINA VETERINÁRIA E ZOOTECNIA UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA JÚLIO DE MESQUITA FILHO FACULDADE DE MEDICINA VETERINÁRIA E ZOOTECNIA MANEJO ALIMENTAR DE CORDEIROS MARIANNA MIETTO MENDES 3 ZOOTECNIA INTRODUÇÃO Mercado; Período de aleitam

Leia mais

A visão da Indústria de Insumos. FEICORTE 22 DE JULHO 2007 Sergio Carlo Franco Morgulis ASBRAM

A visão da Indústria de Insumos. FEICORTE 22 DE JULHO 2007 Sergio Carlo Franco Morgulis ASBRAM A visão da Indústria de Insumos FEICORTE 22 DE JULHO 2007 Sergio Carlo Franco Morgulis ASBRAM Objetivos Objetivos em comum para toda a cadeia Economicamente viável Socialmente responsável Ambientalmente

Leia mais

Parâmetros Genéticos

Parâmetros Genéticos MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS FACULDADE DE AGRONOMIA ELISEU MACIEL DEPARTAMENTO DE ZOOTECNIA MELHORAMENTO ANIMAL Parâmetros Genéticos 1. INTRODUÇÃO Os parâmetros genéticos são

Leia mais

SUPLEMENTAÇÃO DE BEZERROS DE CORTE

SUPLEMENTAÇÃO DE BEZERROS DE CORTE SUPLEMENTAÇÃO DE BEZERROS DE CORTE Nos primeiros meses de vida os bezerros obtêm grande parte dos nutrientes de que precisa do leite materno, que é de fácil digestão para o animal que ainda é jovem. Em

Leia mais

INTRODUÇÃO A etapa de cria na cadeia produtiva da carne bovina é muito importante, e caracteriza-se como um período fundamental no processo de

INTRODUÇÃO A etapa de cria na cadeia produtiva da carne bovina é muito importante, e caracteriza-se como um período fundamental no processo de d e b e z e r r o d e c o r t e INTRODUÇÃO A etapa de cria na cadeia produtiva da carne bovina é muito importante, e caracteriza-se como um período fundamental no processo de produção. As técnicas utilizadas

Leia mais

EMENTÁRIO. Princípios de Conservação de Alimentos 6(4-2) I e II. MBI130 e TAL472*.

EMENTÁRIO. Princípios de Conservação de Alimentos 6(4-2) I e II. MBI130 e TAL472*. EMENTÁRIO As disciplinas ministradas pela Universidade Federal de Viçosa são identificadas por um código composto por três letras maiúsculas, referentes a cada Departamento, seguidas de um número de três

Leia mais

Bem Estar Animal no Brasil. Brasília 9 abril

Bem Estar Animal no Brasil. Brasília 9 abril Bem Estar Animal no Brasil Brasília 9 abril Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Promover o desenvolvimento sustentável e a competitividade do agronegócio, em benefício a sociedade brasileira

Leia mais

BEZERROS Ao Nascimento

BEZERROS Ao Nascimento Boas Práticas de Manejo Boas Práticas de Manejo Mateus J. R. Paranhos da Costa Departamento de Zootecnia, FCAV-UNESP, Jaboticabal-SP Anita Schmidek APTA Pólo Regional Alta Mogiana, Colina-SP Luciandra

Leia mais

AVICULTURA DE CORTE. José Euler Valeriano. Avicultor 2015 Belo Horizonte MG 25/06/2015

AVICULTURA DE CORTE. José Euler Valeriano. Avicultor 2015 Belo Horizonte MG 25/06/2015 BEM ESTAR ANIMAL - O FUTURO AVICULTURA DE CORTE José Euler Valeriano Avicultor 2015 Belo Horizonte MG 25/06/2015 BEA BEM ESTAR ANIMAL Como definir BEM ESTAR? O animal precisa encontrar no meio ambiente

Leia mais

DPA GUIA TÉCNICO PNCEBT. Programa Nacional de Controle e Erradicação de Brucelose e Tuberculose. Eficiência e qualidade na produção leiteira

DPA GUIA TÉCNICO PNCEBT. Programa Nacional de Controle e Erradicação de Brucelose e Tuberculose. Eficiência e qualidade na produção leiteira DPA PNCEBT Programa Nacional de Controle e Erradicação de Brucelose e Tuberculose Ano 1 Número 1 Janeiro/Fevereiro 2014 GUIA TÉCNICO Eficiência e qualidade na produção leiteira Nesta Edição Importância

Leia mais

Software $uplementa Certo: Benefício/Custo da Suplementação na Seca

Software $uplementa Certo: Benefício/Custo da Suplementação na Seca Software $uplementa Certo: Benefício/Custo da Suplementação na Seca Campo Grande - MS 1 Resumo A aplicação $uplementa Certo é fruto da parceria EMBRAPA Gado Corte e Universidade Federal de Mato Grosso

Leia mais

(NUTROESTE URÉIA PLUS)

(NUTROESTE URÉIA PLUS) O SEU BOI DÁ LUCRO? No Brasil, a atividade pecuária existe há centenas de anos, alternando períodos de lucratividade alta com outros de baixa rentabilidade. Há neste momento uma crise gerada por vários

Leia mais

A PRODUÇÃO DE CARNE BOVINA EM CONFINAMENTO NO BRASIL BRUNO DE JESUS ANDRADE DIRETOR EXECUTIVO DA ASSOCON

A PRODUÇÃO DE CARNE BOVINA EM CONFINAMENTO NO BRASIL BRUNO DE JESUS ANDRADE DIRETOR EXECUTIVO DA ASSOCON A PRODUÇÃO DE CARNE BOVINA EM CONFINAMENTO NO BRASIL BRUNO DE JESUS ANDRADE DIRETOR EXECUTIVO DA ASSOCON ASSOCON Associação Nacional dos Confinadores Entidade nacional com 85 membros 21% do volume confinado

Leia mais

ATUAL SITUAÇÃO DA PECUÁRIA DE CORTE NO BRASIL

ATUAL SITUAÇÃO DA PECUÁRIA DE CORTE NO BRASIL ATUAL SITUAÇÃO DA PECUÁRIA DE CORTE NO BRASIL Empresa Júnior de Nutrição de Ruminantes NUTRIR FCA-UNESP-FMVZ INTRODUÇÃO CONCEITOS BÁSICOS CENÁRIO DADOS MERCADO DO BOI CONSIDERAÇÕES FINAIS CONCEITOS BÁSICOS

Leia mais

FÓRUM DE DISCUSSÃO SOBRE AS DIRETRIZES DA OIE REFERENTES AO BEM-ESTAR ANIMAL. 19/02/2016 São Paulo/SP

FÓRUM DE DISCUSSÃO SOBRE AS DIRETRIZES DA OIE REFERENTES AO BEM-ESTAR ANIMAL. 19/02/2016 São Paulo/SP FÓRUM DE DISCUSSÃO SOBRE AS DIRETRIZES DA OIE REFERENTES AO BEM-ESTAR ANIMAL FABIANA MALDONADO Zootecnista, MSc. Fiscal Federal Agropecuário MAPA/SFA-SP SP 19/02/2016 São Paulo/SP ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DA

Leia mais

http://www.emater.mg.gov.br/site_emater/serv_prod/livraria/pecuaria/inseminacao.ht...

http://www.emater.mg.gov.br/site_emater/serv_prod/livraria/pecuaria/inseminacao.ht... Página 1 de 6 Pecuária Inseminação Artificial em Bovinos Nome Inseminação Artificial em Bovinos Produto Informação Tecnológica Data Agosto - 2000 Preço - Linha Pecuária Informações resumidas sobre Resenha

Leia mais

Manejo reprodutivo. Gustavo M. Chilitti Coordenador Técnico MT Intervet do Brasil Vet. Ltda.

Manejo reprodutivo. Gustavo M. Chilitti Coordenador Técnico MT Intervet do Brasil Vet. Ltda. Manejo reprodutivo Gustavo M. Chilitti Coordenador Técnico MT Intervet do Brasil Vet. Ltda. Para produzir é preciso reproduzir!!! Eficiência Reprodutiva Rebanho Bovino Brasileiro Vacas e novilhas > 24

Leia mais

O REFLEXO DA INTERAÇÃO AMIGÁVEL ENTRE HUMANOS E BOVINOS NO BEM-ESTAR NA FAZENDA STOCKPERSON-BOVINO FRIENDLY INTERACTION IN THE WELFARE IN THE FARM

O REFLEXO DA INTERAÇÃO AMIGÁVEL ENTRE HUMANOS E BOVINOS NO BEM-ESTAR NA FAZENDA STOCKPERSON-BOVINO FRIENDLY INTERACTION IN THE WELFARE IN THE FARM O REFLEXO DA INTERAÇÃO AMIGÁVEL ENTRE HUMANOS E BOVINOS NO BEM-ESTAR NA FAZENDA STOCKPERSON-BOVINO FRIENDLY INTERACTION IN THE WELFARE IN THE FARM Marcelo Simão da Rosa ETCO Escola Agrotécnica Federal

Leia mais

Sistemas de Produção em Pecuária de Corte Análise Crítica. Lívio Ribeiro Molina MSc;DSc. Escola de Veterinária - UFMG

Sistemas de Produção em Pecuária de Corte Análise Crítica. Lívio Ribeiro Molina MSc;DSc. Escola de Veterinária - UFMG Sistemas de Produção em Pecuária de Corte Análise Crítica Lívio Ribeiro Molina MSc;DSc. Escola de Veterinária - UFMG As organizações empresariais fracassam por um desses motivos: Sistema sem paixão; Paixão

Leia mais

Sistema Integrado Tropicana. Manual Tropicana de Manejo

Sistema Integrado Tropicana. Manual Tropicana de Manejo Sistema Integrado Tropicana Manual Tropicana de Manejo Manual Tropicana de Manejo INTRODUÇÃO Vantagens proporcionadas pela Estação de Monta No período de acasalamento No parto e nascimento Na desmama Na

Leia mais

Alta do dólar reforça aumento dos custos de produção

Alta do dólar reforça aumento dos custos de produção Alta do dólar reforça aumento dos custos de produção Por Prof. Dr. Sergio De Zen e Graziela Correr; Equipe Pecuária de Corte Se, de um lado, a forte alta do dólar frente ao Real tem contribuído para elevar

Leia mais

04 de maio de 2012 Edição nº. 469

04 de maio de 2012 Edição nº. 469 O relatório Boi na Linha, da Scot Consultoria, na edição dessa sexta feira resumiu bem o status quo do mercado pecuário nesse início de maio A seca que vem afetando as pastagens há algum tempo somado a

Leia mais

Universidade Comunitária da Região de Chapecó Área de Ciências Exatas e Ambientais Curso de Agronomia Disciplina: Bovinos de corte

Universidade Comunitária da Região de Chapecó Área de Ciências Exatas e Ambientais Curso de Agronomia Disciplina: Bovinos de corte Universidade Comunitária da Região de Chapecó Área de Ciências Exatas e Ambientais Curso de Agronomia Disciplina: Bovinos de corte Profª. Valdirene Zabot Zootecnista Brasil: mercado e comercialização LONGO

Leia mais

ESTABULAÇÃO X CAMPO:

ESTABULAÇÃO X CAMPO: Oficina de Políticas Públicas ESTABULAÇÃO X CAMPO: influencias do sistema de manejo e criação no bem-estar dos bovinos Lívia Carolina Magalhães Silva Departamento de Zootecnia, FCAV/UNESP, Jaboticabal-SP

Leia mais

Perspectivas de Mercado

Perspectivas de Mercado Perspectivas de Mercado Estratégico Nível Gestão Gerencial Nível Caixa Nível Operacional Pecuária Custos de Corte Tecnologia do uso da informa ção Alcides Torres Insumos Bens de Fabiano R. Tito Rosa Scot

Leia mais

ÉTICA E CIÊNCIA: CONFLITO OU CONSENSO? Ekaterina Akimovna Botovchenco Rivera 2012

ÉTICA E CIÊNCIA: CONFLITO OU CONSENSO? Ekaterina Akimovna Botovchenco Rivera 2012 ÉTICA E CIÊNCIA: CONFLITO OU CONSENSO? Ekaterina Akimovna Botovchenco Rivera 2012 1 2 USO DE ANIMAIS ESTÁ CERCADO DE : aspectos emocionais questões religiosas dilemas morais aspectos culturais influenciado

Leia mais

FERRAMENTAS E PRÁTICAS DE BAIXO CUSTO PARA MELHORAR O BEM-ESTAR DE ANIMAIS DE PRODUÇÃO. Irenilza de Alencar Nääs

FERRAMENTAS E PRÁTICAS DE BAIXO CUSTO PARA MELHORAR O BEM-ESTAR DE ANIMAIS DE PRODUÇÃO. Irenilza de Alencar Nääs FERRAMENTAS E PRÁTICAS DE BAIXO CUSTO PARA MELHORAR O BEM-ESTAR DE ANIMAIS DE PRODUÇÃO Irenilza de Alencar Nääs 1 O Brasil é um dos maiores produtores de aves no mundo. Crescimento mundial do consumo Preocupação

Leia mais

Introdução ao bem-estar animal PERSPECTIVA HISTÓRICA

Introdução ao bem-estar animal PERSPECTIVA HISTÓRICA Introdução ao bem-estar animal MSc. Aline Sant Anna Doutorado em Genética e Melhoramento Animal, Grupo ETCO - FCAV / UNESP, Jaboticabal-SP PERSPECTIVA HISTÓRICA Livros que fizeram história Abordagem científica

Leia mais

Instalações para Bovinos de Corte. Profa. Dra. Letícia Ane Sizuki Nociti

Instalações para Bovinos de Corte. Profa. Dra. Letícia Ane Sizuki Nociti Instalações para Bovinos de Corte Profa. Dra. Letícia Ane Sizuki Nociti Aspectos gerais As instalações adequadas facilitam o bom manejo do rebanho, devendo ser bem planejadas, projetadas e construídas,

Leia mais

Parecer Técnico I - MONTARIAS DE CAVALO E DE TOURO

Parecer Técnico I - MONTARIAS DE CAVALO E DE TOURO Rio de Janeiro, 18 de setembro de 2006. Parecer Técnico sobre RODEIOS e VAQUEJADAS, fundamentado em gravação investigativa elaborada pela entidade norte-americana SHARK Showing Animals Respect and Kindness,

Leia mais

1º Seminário de Pecuária Integrada: Rumo às Boas Práticas Agropecuárias

1º Seminário de Pecuária Integrada: Rumo às Boas Práticas Agropecuárias 1º Seminário de Pecuária Integrada: Rumo às Boas Práticas Agropecuárias Dr. Luciano Bastos Lopes Pesquisador Embrapa Agrossilvipastoril Epidemiologia e Doenças Infecciosas Controle Sanitário em Bovinos

Leia mais

Leite de Cabra Departamento de Ciências Econômicas UFSJ. Orientador.: Prof. Ívis Bento de Lima

Leite de Cabra Departamento de Ciências Econômicas UFSJ. Orientador.: Prof. Ívis Bento de Lima Leite de Cabra Departamento de Ciências Econômicas UFSJ Orientador.: Prof. Ívis Bento de Lima Leite de Cabra Uma função social no Município de Coronel Xavier Chaves Aluno: Alexandre Rodrigues Loures A

Leia mais

O USO DO CREEP FEEDING NA PRODUÇÃO DE GADO DE CORTE

O USO DO CREEP FEEDING NA PRODUÇÃO DE GADO DE CORTE 1 O USO DO CREEP FEEDING NA PRODUÇÃO DE GADO DE CORTE Prof. Dr. Antonio Ferriani Branco PhD em Nutrição e Produção de Ruminantes afbranco@uem.br O SISTEMA VACA-BEZERRO Os fatores que afetam mais significativamente

Leia mais

Coleta e Análise de Dados

Coleta e Análise de Dados Uma ferramenta para melhorar os resultados no campo Renato Pavan Anderlini Médico Veterinário Mestrado UNESP Botucatu Cel: (11) 986 770 089 renato.pavan@multbovinos.com.br BeefExpo 2015 O que são dados?

Leia mais

estação de monta Escolha do Leitor

estação de monta Escolha do Leitor estação de monta Realmente existe importância na gestão da fazenda e benefício para o produtor que se utiliza do período reprodutivo? Luís Adriano Teixeira* 32 - ABRIL 2015 A Estação de monta (EM) período

Leia mais

IMUNOCASTRAÇÃO. Universidade Estadual de Londrina Camila Lorena de Lucio 4º ano de Zootecnia.

IMUNOCASTRAÇÃO. Universidade Estadual de Londrina Camila Lorena de Lucio 4º ano de Zootecnia. IMUNOCASTRAÇÃO Universidade Estadual de Londrina Camila Lorena de Lucio 4º ano de Zootecnia. Cronograma 1.Introdução 2. Suínos 3. Bovinos 4.Imunocastração 5. Considerações finais 1. Introdução A castração

Leia mais

Boas Práticas de Manejo VACINAÇÃO

Boas Práticas de Manejo VACINAÇÃO Boas Práticas de Manejo Mateus J. R. Paranhos da Costa Departamento de Zootecnia, FCAV-UNESP, Jaboticabal-SP Luciandra Macedo de Toledo Instituto de Zootecnia, APTA/SAA, Nova Odessa-SP Anita Schmidek APTA

Leia mais

INFORMATIVO. Cruzamento Industrial e suas vantagens Pág. 5

INFORMATIVO. Cruzamento Industrial e suas vantagens Pág. 5 INFORMATIVO Bauru, 21 de março 2008 nº 012 Saiba como aumentar a fertilidade em seu rebanho Pág. 2 O Informativo NOBRE desse mês, trás uma série de informações para seus leitores,sobretudo para quem deseja

Leia mais

ISSN 1415-6326 CIÊNCIA VETERINÁRIA NOS TRÓPICOS

ISSN 1415-6326 CIÊNCIA VETERINÁRIA NOS TRÓPICOS ISSN 1415-6326 CIÊNCIA VETERINÁRIA NOS TRÓPICOS Ciênc. vet. tróp., Recife-PE, v. 13, suplemento 1, p. - agosto, 2010 CIÊNCIA VETERINÁRIA NOS TRÓPICOS Volume 13, Suplemento 1, agosto, 2010 INFORMAÇÕES GERAIS

Leia mais

O cruzamento do charolês com o zebu (indubrasil, guzerá ou nelore) dá origem ao CANCHIM. Rústico e precoce, produz carne de boa qualidade.

O cruzamento do charolês com o zebu (indubrasil, guzerá ou nelore) dá origem ao CANCHIM. Rústico e precoce, produz carne de boa qualidade. OUTUBRO 2006 Para chegar ao novo animal, os criadores contaram com a ajuda do superintendente do laboratório de inseminação artificial Sersia Brasil, Adriano Rúbio, idealizador da composição genética

Leia mais

Programa Nelore Brasil e seu Impacto Econômico

Programa Nelore Brasil e seu Impacto Econômico Programa Nelore Brasil e seu Impacto Econômico II Congreso Ganadero Nacional CORFOGA 2008 Prof. Dr. Raysildo B. Lôbo ANCP, USP Crescimento da Pecuária de Corte Brasileira: produção de carne e abate 71,0%

Leia mais

ATUAÇÃO PROFISSIONAL - Gestor em Agronegócio

ATUAÇÃO PROFISSIONAL - Gestor em Agronegócio FORMAÇÃO ACADÊMICA: - Agrimensura Ipolon/PR - Engenheiro Civil UEL/PR - Administrador de Empresa com Sistemas de Informação FSP/SP - MBA Gestão em Agribusiness FGV/SP - Aluno Mestrado IZ/SP ATUAÇÃO PROFISSIONAL

Leia mais

PRÁTICAS DE MANEJO PARA CORRETA CRIAÇÃO DE BEZERRAS LEITEIRAS

PRÁTICAS DE MANEJO PARA CORRETA CRIAÇÃO DE BEZERRAS LEITEIRAS PRÁTICAS DE MANEJO PARA CORRETA CRIAÇÃO DE BEZERRAS LEITEIRAS Ricardo Dias Signoretti 1 Em sistemas de produção de bovinos leiteiros a criação de bezerras na fase compreendida do nascimento ao desaleitamento,

Leia mais

Treinamento RLM Corte Campo Grande MS

Treinamento RLM Corte Campo Grande MS Treinamento RLM Corte Campo Grande MS Data: 12 e 13 de novembro de 2015 Patrocínio Apoio Introdução Desenvolvido na Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz" ESALQ, USP, Piracicaba, este software

Leia mais

Gestão de propriedades rurais

Gestão de propriedades rurais Gestão de propriedades rurais Fabiano Alvim Barbosa Médico Veterinário Doutor Produção Animal Professor - Escola de Veterinária - UFMG Setembro, 2012 Alta Floresta - MT Gestão e Planejamento A gestão empresarial

Leia mais

Confinamento de cordeiros

Confinamento de cordeiros INCT: Informação Genético-Sanitária da Pecuária Brasileira SÉRIE TÉCNICA: GENÉTICA Publicado on line em animal.unb.br em 30/09/2010 Confinamento de cordeiros Tiago do Prado Paim 1, Concepta McManus 2,3,

Leia mais

Ficha Informativa da Área dos Conhecimentos

Ficha Informativa da Área dos Conhecimentos Ficha Informativa da Área dos Conhecimentos 1 Organização das Aulas Uma aula de Educação Física é composta por três partes sequenciais, cada uma com objetivos específicos. 1.1 Parte Inicial A parte inicial

Leia mais

SAÚDE ANIMAL: CUSTOS NA EXPLORAÇÃO. CAMTO, Casa Agrícola do Monte do Tojal, Lda

SAÚDE ANIMAL: CUSTOS NA EXPLORAÇÃO. CAMTO, Casa Agrícola do Monte do Tojal, Lda SAÚDE ANIMAL: CUSTOS NA EXPLORAÇÃO CAMTO, Casa Agrícola do Monte do Tojal, Lda CARACTERIZAÇÃO DA EXPLORAÇÃO Área 500ha próprios 1200 ha arrendados Solos Pardos mediterrâneos Delgados Ácidos Com pouca drenagem

Leia mais

Recria de bovinos de corte

Recria de bovinos de corte Recria de bovinos de corte Professor: Fabiano Alvim Barbosa Disciplina: Bovinocultura de Corte Sistema de Recria Novilhos são recriados para engorda ou Touros (seleção genética) Novilhas são recriadas

Leia mais

Anita Schmidek Hugo Durán Mateus J. R. Paranhos da Costa. Boas Práticas de Manejo

Anita Schmidek Hugo Durán Mateus J. R. Paranhos da Costa. Boas Práticas de Manejo Anita Schmidek Hugo Durán Mateus J. R. Paranhos da Costa Boas Práticas de Manejo Boas Práticas de Manejo Boas Práticas de Manejo Anita Schmidek APTA Pólo Regional Alta Mogiana Colina-SP Hugo Durán Allflex

Leia mais

BEM-ESTAR ANIMAL (BEA)

BEM-ESTAR ANIMAL (BEA) BEM-ESTAR ANIMAL (BEA) COMPROMISSO SOCIAL, DEVER PROFISSIONAL II Fórum de Saúde Pública e Meio Ambiente, CRMV-RJ UERJ, 29 de março de 2011. BEM-ESTAR ANIMAL (BEA) - DEFINIÇÕES Um estado de completa saúde

Leia mais

Sistemas de produção e Índices zootécnicos. Profª.: Valdirene Zabot

Sistemas de produção e Índices zootécnicos. Profª.: Valdirene Zabot Sistemas de produção e Índices zootécnicos Profª.: Valdirene Zabot O que é uma CADEIA? É um conjunto de elos onde cada um depende dos demais. Na cadeia de produção da carne e do couro, o bovino é ó elo

Leia mais

BOVINOS RAÇAS SINTÉTICAS

BOVINOS RAÇAS SINTÉTICAS UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ CENTRO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS DEPARTAMENTO DE ZOOTECNIA LABORATÓRIO DE FISIOLOGIA DA REPRODUÇÃO BOVINOS RAÇAS SINTÉTICAS Disciplina: Exterior e raças Prof. Mauricio van Tilburg

Leia mais

Subsídios técnicos para a agenda brasileira de bioetanol

Subsídios técnicos para a agenda brasileira de bioetanol Subsídios técnicos para a agenda brasileira de bioetanol Oficina Sustentabilidade do Bioetanol 25 e 26 de fevereiro de 2010 Brasília Miguel Taube Netto UniSoma Luis Franco de Campos Pinto UniSoma Estudo

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE ZOOTECNIA. PRÉ-REQUISITO e/ou CO-REQUISITO (CR)

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE ZOOTECNIA. PRÉ-REQUISITO e/ou CO-REQUISITO (CR) MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE ZOOTECNIA Quadro 1- Matriz curricular do curso de zootecnia DISCIPLINA 1º Período Introdução à Zootecnia Nenhum 24 08 32 NC OB Exercício da Profissão de Zootecnista Nenhum

Leia mais

RELATÓRIO DE PESQUISA

RELATÓRIO DE PESQUISA 2011 14 RELATÓRIO DE PESQUISA Relatório da Pesquisa de Satisfação dos Usuários do SUS quanto aos aspectos de acesso e qualidade percebida na atenção à saúde, mediante inquérito amostral. Ministério da

Leia mais

AVALIAÇÃO ECONÔMICA EM SISTEMAS PECUÁRIOS DE CICLO COMPLETO NO ESTADO RIO GRANDE DO SUL

AVALIAÇÃO ECONÔMICA EM SISTEMAS PECUÁRIOS DE CICLO COMPLETO NO ESTADO RIO GRANDE DO SUL AVALIAÇÃO ECONÔMICA EM SISTEMAS PECUÁRIOS DE CICLO COMPLETO NO ESTADO RIO GRANDE DO SUL JOÃO GARIBALDI ALMEIDA VIANA; VICENTE C. P. SILVEIRA; ADRIANA FERREIRA VARGAS; UFSM SANTA MARIA - RS - BRASIL joaogaribaldi@brturbo.com.br

Leia mais

OS CAMINHOS DA FEBRE AMARELA NO TEMPO E NO ESPAÇO

OS CAMINHOS DA FEBRE AMARELA NO TEMPO E NO ESPAÇO Universidade Federal da Bahia Instituto de Saúde Coletiva OS CAMINHOS DA FEBRE AMARELA NO TEMPO E NO ESPAÇO Maria da Glória Teixeira SETEMBRO 2008 FAS: série histórica de casos e taxa de letalidade. Brasil

Leia mais

Bem-estar animal: boas práticas de manejo na identificação de bezerros

Bem-estar animal: boas práticas de manejo na identificação de bezerros CERRADO AGROCIÊNCIAS Revista do Centro Universitário de Patos de Minas. ISSN 2178-7662 Patos de Minas, UNIPAM, (4):71 77, nov. 2013 Bem-estar animal: boas práticas de manejo na identificação de bezerros

Leia mais

Transportes de Cargas Vivas Finalização dos trabalhos do GT estabelecido pela Portaria 575/2012

Transportes de Cargas Vivas Finalização dos trabalhos do GT estabelecido pela Portaria 575/2012 Transportes de Cargas Vivas Finalização dos trabalhos do GT estabelecido pela Portaria 575/2012 Lizie Pereira Buss Med. Vet. Fiscal Federal Agropecuário Comissão BEA/MAPA TEMAS ABORDADOS Papel dos organismos

Leia mais

Comparação do ganho de peso e desempenho de bezerras alimentadas com leite de descarte e leite normal durante a fase de aleitamento

Comparação do ganho de peso e desempenho de bezerras alimentadas com leite de descarte e leite normal durante a fase de aleitamento Comparação do ganho de peso e desempenho de bezerras alimentadas com leite de descarte e leite normal durante a fase de aleitamento Vinicius Emanoel Carvalho 1, Thiago Paim Silva 1, Marco Antônio Faria

Leia mais

BEM-ESTAR ANIMAL. Adilson Rodrigues adilson@revistaag.com.br

BEM-ESTAR ANIMAL. Adilson Rodrigues adilson@revistaag.com.br Fabio Fatori BEM-ESTAR ANIMAL As liberdades que fazem a diferença na vida do bovino e no bolso do pecuarista Adilson Rodrigues adilson@revistaag.com.br Aos 22 anos, Carmen Perez teve os primeiros contatos

Leia mais

Universidade Estadual de Londrina CENTRO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS DEPARTAMENTO DE ZOOTECNIA

Universidade Estadual de Londrina CENTRO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS DEPARTAMENTO DE ZOOTECNIA PROPOSTA 1 Curso Nome(s) do(s) Curso(s) ZOOTECNIA Código e-mec 56129 Conceito ENADE 4 Coordenador da Proposta (Tutor do Grupo) ANA MARIA BRIDI 2 Caracterização da Proposta 2.1Área de Conhecimento (código

Leia mais

fmvz-unesp FACULDADE DE MEDICINA VETERINÁRIA E ZOOTECNIA - BOTUCATU Curso de Pós-Graduação em Zootecnia Nutrição e Produção Animal

fmvz-unesp FACULDADE DE MEDICINA VETERINÁRIA E ZOOTECNIA - BOTUCATU Curso de Pós-Graduação em Zootecnia Nutrição e Produção Animal fmvz-unesp FACULDADE DE MEDICINA VETERINÁRIA E ZOOTECNIA - BOTUCATU Curso de Pós-Graduação em Zootecnia Nutrição e Produção Animal SISTEMA DE PRODUÇÃO X QUALIDADE DA CARNE OVINA Raquel Abdallah da Rocha

Leia mais

Sistemas de produção em bovinos de corte. Zootecnista José Acélio Fontoura Júnior acelio@unipampa.edu.br

Sistemas de produção em bovinos de corte. Zootecnista José Acélio Fontoura Júnior acelio@unipampa.edu.br Sistemas de produção em bovinos de corte. Zootecnista José Acélio Fontoura Júnior acelio@unipampa.edu.br CLASSIFICAÇÃO NÍVEL DE TECNOLOGIA ADOTADO: extensivo, semi-extensivo, semi-intensivo e intensivo

Leia mais

Rentabilidade das propriedades de recria-engorda de MT cai em 2015

Rentabilidade das propriedades de recria-engorda de MT cai em 2015 Rentabilidade das propriedades de recria-engorda de MT cai em 2015 Por Prof. Dr. Sergio De Zen e Graziela Correr; Equipe Pecuária de Corte A rentabilidade em propriedades típicas de recria-engorda do estado

Leia mais

Análise Técnica e Econômica de Sistemas de Produção de Bezerros

Análise Técnica e Econômica de Sistemas de Produção de Bezerros Análise Técnica e Econômica de Sistemas de Produção de Bezerros Lívio Ribeiro Molina MSc;DSc. Escola de Veterinária - UFMG A fase de Cria Aspectos Econômicos Eficiência econômica encontra-se altamente

Leia mais

PROGRAMA DE MELHORAMENTO GENÉTICO DA RAÇA SENEPOL

PROGRAMA DE MELHORAMENTO GENÉTICO DA RAÇA SENEPOL PROGRAMA DE MELHORAMENTO GENÉTICO DA RAÇA SENEPOL Campo Grande, MS, 20 de maio de 2013. Equipe Programa Geneplus/Embrapa Gilberto Romeiro de Oliveira Menezes (gilberto.menezes.embrapa.br) Luiz Otávio Campos

Leia mais