Mosaico de Áreas Protegidas do Oeste do Amapá e Norte do Pará

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Mosaico de Áreas Protegidas do Oeste do Amapá e Norte do Pará"

Transcrição

1 Mosaico de Áreas Protegidas do Oeste do Amapá e Norte do Pará Acadebio, 13 a 17 de agosto de 2012 Márcia Nogueira Franceschini Instituto de Pesquisa e Formação Indígena

2 PLANO DA APRESENTAÇÃO : Projeto Unidades de Conservação e Terras Indígenasuma proposta de mosaico de Áreas Protegidas do Oeste do Amapá e Norte do Pará : Continuando a mobilização e a consolidação do Mosaico Reconhecimento formal Consolidação e operacionalização do Conselho consultivo piloto Potenciais e desafios

3 Projeto Unidades de Conservação e Terras Indígenas: uma proposta de mosaico de Áreas Protegidas do Oeste do Amapá e Norte do Pará

4 Mosaico de Áreas Protegidas do Oeste do Amapá e Norte do Pará Denominação Jurisdição Grupo Extensão (ha) Municípios Abrangidos Parque Nacional Montanhas do Tumucumaque Federal Proteção Integral ,00 (aproximada) Calçoene, Laranjal do Jari, Oiapoque, Pedra Branca do Amapari, Serra do Navio (AP); Almeirim (PA) Floresta Nacional do Amapá Federal Uso Sustentável ,00 Amapá, Ferreira Gomes, Pracuúba (AP) Reserva de Desenvolvimento Sustentável do Rio Iratapuru Estadual Uso Sustentável ,00 Laranjal do Jari, Mazagão, Pedra Branca do Amapari (AP) Floresta Estadual do Amapá Estadual Uso Sustentável ,00 Amapá, Calçoene, Ferreira Gomes, Mazagão, Oiapoque, Pedra Branca do Amapari, Porto Grande, Pracuúba, Serra do Navio, Tartarugalzinho (AP) Parque Natural Municipal do Cancão Reserva Extrativista Beija- Flor Brilho de Fogo Municipal Proteção Integral 370,26 Serra do Navio (AP) Municipal Uso Sustentável ,20 Pedra Branca do Amapari (AP) Terra Indígena Wajãpi Federal Usufruto exclusivo indígena ,00 Laranjal do Jari e Pedra Branca do Amapari (AP) Terra Indígena Parque do Tumucumaque Federal Usufruto exclusivo indígena ,00 Laranjal do Jari (AP); Alenquer, Almeirim, Óbidos, Oriximiná (PA) Terra Indígena Rio Paru D'Este Federal Usufruto exclusivo indígena ,00 Alenquer, Almeirim, Monte Alegre (PA) Área total: , 46 ha (UC: ,4 ha e TI: ha) 16 municípios (AP: 11 e PA: 5)

5

6 1) Oficinas de capacitação em legislação ambiental e indigenista 2) Intercâmbios: Wajãpi, Tiriyó e Kaxuyana RDS Iratapuru Agricultores Perimetral TI Wajãpi

7 3) Estabelecimento da Casa da Amizade (limite da TI Wajãpi com a RDS do Rio Iratapuru) Definição do local Casa da Amizade: apoio a atividades participativas de fiscalização das áreas)

8 4) Oficinas: - Articulação comunitária - Elaboração do Plano de DTBC 5) Reunião do Conselho Consultivo Piloto - Composição - Minuta do regimento interno - Validação do Plano de DTBC

9 Continuando a mobilização e a consolidação do Mosaico 1) Processo de reconhecimento formal Reunião da documentação pelo ICMBio (Flona AP) e Iepé Alta rotatividade de responsáveis nos órgãos gestores e Funai Inclusão de Terras Indígenas Edital do FNMA 01/2005 APs na Amazônia Legal = km² (43,9% região) 25,8% (Brasil) UCs federais e estaduais = 22,2% território amazônico TIs= 21,7% da região (414 TIs) Aceitação crescente no âmbito do governo federal: PNAP (2006), PNGATI/ GATI (2012- MMA/ Funai), PDPI (MMA/ Funai), Carteira Indígena (MDS e MMA). Processo /

10 Continuando a mobilização e a consolidação do Mosaico 2) Consolidação e operacionalização do Conselho Consultivo Piloto Reunião out/2011 Definição da composição final do conselho Aprovação do Regimento interno Definição da Coordenação provisória: ICMBio, Funai, Iepé Reunião abr/2012 1ª ocasião de Encontro entre representantes formalmente indicados pelos respectivos órgãos e organizações Discussão sobre a situação das Áreas: problemas fundiários, denuncias Reapresentação do DTBC: objetivos e usos

11 Plano de DTBC- linhas prioritárias Meio Ambiente Atividades Econômicas Sustentáveis Território, Fiscalização e vigilância Organização e articulação Comunicação e divulgação Infraestrutura Formação e capacitação Proteção do Meio Ambiente e da biodiversidade Desenvolvimento de ecoturismo no Mosaico Gestão Territorial integrada e participativa Promoção da articulação intra e intercomunitária Divulgação sobre o Mosaico Melhorar as condições de acesso e deslocamento Formação voltada à participação e representação Recuperação de Áreas degradadas Promoção da produção e comercialização do artesanato e outros produtos culturais do Mosaico Fiscalização e vigilância Fortalecimento das organizações locais Acesso à comunicação e à informação no Mosaico Promover a qualidade de vida em áreas remotas ou de difícil acesso Formação e capacitação continuada em gestão Controle e destinação adequada de lixo/ resíduos Apoio ao pequeno produtor rural do Mosaico Funcionamento do Conselho consultivo Formação e capacitação profissional Educação Ambiental Apoio ao extrativismo sustentável e em base conservacionistas Divulgação da produção das comunidades ligadas ao Mosaico Promover a melhor circulação e distribuição de renda nas Terras Indígenas

12 - Detalhamento das ações do DTBC: Não é projeto com recursos garantidos nem promessa de órgãos governamentais ou do Iepé

13 - Acompanhamento da situação das áreas; - Deliberação sobre o nome: Mosaico de Áreas Protegidas da Amazônia Oriental

14 - Definição do Plano de trabalho de 2012

15 Reunião 24 e 25/ set Continuidade da discussão para definição de prioridades de ações no âmbito do DTBC - Acompanhamento e encaminhamentos das ações previstas no Plano de Trabalho (execução das ações previstas no eixo Meio Ambiente do DTBC e da situação das áreas que formam o Mosaico) - Programa de Educação Ambiental pela equipe de estagiários do ICMBio

16 Oportunidades e potenciais Extensas áreas bem conservadas; Diversidade sociocultural; Articulação entre Projeto Mosaico e linhas de atuação do Iepé (GTA, articulação regional, transfronteiriça); Cenário favorável ao apoio de linhas e atividades voltadas à gestão ambiental e territorial envolvendo comunidades indígenas: - Carteira indígena (MMA); - PNGATI/ GATI; - Comunidade internacional; - Projetos de monitoramento e fiscalização com participação de comunidades indígenas (exemplos Tumucumaque e Wajãpi).

17 Desafios Indefinição da questão fundiária; Envolvimento dos parceiros (rotatividade de representantes/ funcionários, comprometimento das organizações); Precariedade de infraestrutura, dificuldade de comunicação e capilaridade com as comunidades da RDS, da PN e das TIs; Articulação intra e intercomunitária; Diminuir o protagonismo do Iepé e ICMBio enquanto organizações animadoras (maior apropriação pelos demais representantes); Reconhecimento do Mosaico sem inclusão de TIs; Futuro suporte financeiro ao Conselho e suas atividades.

18 Mosaico de Áreas Protegidas do Oeste do Amapá e Norte do Pará OBRIGADA! Márcia Nogueira Franceschini Programa de Articulação Regional e Transfronteiriça Iepé- Instituto de Pesquisa e Formação Indígena Tel/ Fax: (11) Instituto de Pesquisa e Formação Indígena

Plano de Desenvolvimento Territorial com Base Conservacionista do Mosaico de Áreas Protegidas do Oeste do Amapá e Norte do Pará

Plano de Desenvolvimento Territorial com Base Conservacionista do Mosaico de Áreas Protegidas do Oeste do Amapá e Norte do Pará Plano de Desenvolvimento Territorial com Base Conservacionista do Mosaico de Áreas Protegidas do Oeste do Amapá e Norte do Pará Plano de Desenvolvimento Territorial com Base Conservacionista do Mosaico

Leia mais

Carta de Intenções. Dos Wajãpi e dos moradores do Assentamento Perimetral Norte

Carta de Intenções. Dos Wajãpi e dos moradores do Assentamento Perimetral Norte Carta de Intenções Dos Wajãpi e dos moradores do Assentamento Perimetral Norte Nós, indígenas Wajãpi, agricultores familiares moradores do Projeto de Assentamento Perimetral Norte e estudantes da Escola

Leia mais

EDITAL DE CONTRATAÇÃO E TERMO DE REFERÊNCIA

EDITAL DE CONTRATAÇÃO E TERMO DE REFERÊNCIA EDITAL DE CONTRATAÇÃO E TERMO DE REFERÊNCIA O Instituto Internacional de Educação do Brasil (IEB) torna público o termo de referência para a contratação de consultor especializado para produzir informações

Leia mais

Mosaico Mantiqueira. Clarismundo Benfica. São Paulo, Maio de 2009

Mosaico Mantiqueira. Clarismundo Benfica. São Paulo, Maio de 2009 Mosaico Mantiqueira Integração de Ações Regionais Foto: Clarismundo Benfica Clarismundo Benfica São Paulo, Maio de 2009 Mosaicos de UCs rede formal de UCs trabalhando para melhorar as capacidades individuais

Leia mais

DIRETRIZES de Ação OFICINA I MANTIQUEIRA

DIRETRIZES de Ação OFICINA I MANTIQUEIRA DIRETRIZES de Ação OFICINA I MANTIQUEIRA 1. Implementação da trilha de longa distância que liga Monte Verde (SP) à Itatiaia (RJ), apelidada trans Mantiqueira. (Ver dissertação de mestrado do gestor Waldir

Leia mais

PORTARIA INTERMINISTERIAL MDA e MDS e MMA Nº 239 DE 21 DE JULHO DE 2009

PORTARIA INTERMINISTERIAL MDA e MDS e MMA Nº 239 DE 21 DE JULHO DE 2009 PORTARIA INTERMINISTERIAL MDA e MDS e MMA Nº 239 DE 21 DE JULHO DE 2009 Estabelece orientações para a implementação do Plano Nacional de Promoção das Cadeias de Produtos da Sociobiodiversidade, e dá outras

Leia mais

Entre os dias 12 e 14 de janeiro, em

Entre os dias 12 e 14 de janeiro, em Janeiro a Abril de 2012 Boletim da Conselhos Gestores das Florestas Estaduais elaboram seus Planos de Ação Entre os dias 12 e 14 de janeiro, em Santarém, comissões formadas por 9 conselheiros das Flotas

Leia mais

CMRV Panorama Amapaense

CMRV Panorama Amapaense Governo do Estado do Amapá Secretaria de Estado do Desenvolvimento Rural - SDR Instituto Estadual de Florestas do Amapá IEF/AP CMRV Panorama Amapaense Mariane Nardi Christianni Lacy Soares Redd+ para o

Leia mais

Biodiversidade e Mudanças Climáticas na Mata Atlântica. Iniciativa Internacional de Proteção ao Clima (IKI/BMU)

Biodiversidade e Mudanças Climáticas na Mata Atlântica. Iniciativa Internacional de Proteção ao Clima (IKI/BMU) Biodiversidade e Mudanças Climáticas na Mata Atlântica Iniciativa Internacional de Proteção ao Clima (IKI/BMU) Índice da Apresentação Lições aprendidas Projeto Proteção da Mata Atlântica II (2009 a 2012)

Leia mais

Mecanismos financeiros para a conservação

Mecanismos financeiros para a conservação Mecanismos financeiros para a conservação FUNDOS PARA A VIDA Fundo Kayapó Fundo Amapá Fundo de apoio ao uso público BA/ES Photo 1 4.2 x 10.31 Position x: 8.74, y:.18 Fundo Kayapó Uma aliança de longo prazo

Leia mais

Primeiro contrato de acesso aos recursos da biodiversidade do Estado do Amapá

Primeiro contrato de acesso aos recursos da biodiversidade do Estado do Amapá Primeiro contrato de acesso aos recursos da biodiversidade do Estado do Amapá Área : 142.815,8ha Cobertura vegetal preservada: 98% 12 unidades de conservação Parque Indígena do Tumucumaque 55,17% de sua

Leia mais

Meio Ambiente. Ministério do Meio Ambiente FLORESTA NACIONAL DO TAPAJOS FLONA TAPAJÓS. Unidade de Conservação Federal

Meio Ambiente. Ministério do Meio Ambiente FLORESTA NACIONAL DO TAPAJOS FLONA TAPAJÓS. Unidade de Conservação Federal FLORESTA NACIONAL DO TAPAJOS FLONA TAPAJÓS Unidade de Conservação Federal A Gestão Socioambiental da Flona e a sua relacão com o Manejo Florestal e as Pesquisas na UC 2010 Floresta Nacional do Tapajós

Leia mais

EDITAL DE CONVOCAÇÃO. Curso de Gestão Integrada de Terras Indígenas e Unidades de Conservação Sul do Amazonas

EDITAL DE CONVOCAÇÃO. Curso de Gestão Integrada de Terras Indígenas e Unidades de Conservação Sul do Amazonas EDITAL DE CONVOCAÇÃO Curso de Gestão Integrada de Terras Indígenas e Unidades de Conservação Sul do Amazonas APRESENTAÇÃO O IEB é uma associação civil brasileira sem fins econômicos, voltada para a capacitação

Leia mais

Soc o i c o i - o B - io i d o i d v i e v r e si s da d de do Brasil

Soc o i c o i - o B - io i d o i d v i e v r e si s da d de do Brasil Socio-Biodiversidade do Brasil Megabiodiversidade Brasileira BRASIL: Principais Estatísticas Ano Base 2008 População total 184 milhões Área total 851 milhões ha Área florestal por habitante 2,85 ha Proporção

Leia mais

Desmatamento anual na Amazônia Legal ( )

Desmatamento anual na Amazônia Legal ( ) Setembro 2016 4.571 7.464 7.000 6.418 5.891 5.012 5.831 11.030 11.651 13.730 13.786 13.227 12.911 14.896 14.896 14.286 16.531 17.770 18.161 17.383 17.259 18.226 18.165 19.014 21.050 21.651 25.396 27.772

Leia mais

Sena Madureira e Manoel Urbano

Sena Madureira e Manoel Urbano Plano de Manejo Sena Madureira e Manoel Urbano Contexto - entorno PM1 Conselho Deliberativo PM2 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 PM1 12 meses PM2 16 meses (aprovação do CD) Diagnóstico 2003 (jun a out)

Leia mais

No dia 28 de novembro, o Instituto de

No dia 28 de novembro, o Instituto de Agosto a Dezembro de 2011 Boletim da Publicado o edital para a Concessão Florestal na Floresta Estadual do Paru No dia 28 de novembro, o Instituto de Desenvolvimento Florestal do Pará (Ideflor) publicou

Leia mais

ÍNDICE. 8.2.3 - Unidades de Conservação e Áreas Prioritárias para Conservação... 1/4. 8.2.3.1 - Áreas Prioritárias para Conservação...

ÍNDICE. 8.2.3 - Unidades de Conservação e Áreas Prioritárias para Conservação... 1/4. 8.2.3.1 - Áreas Prioritárias para Conservação... 2324-00-EIA-RL-0001-01 UHE SANTO ANTÔNIO DO JARI ÍNDICE 8.2.3 - Unidades de Conservação e Áreas Prioritárias para Conservação... 1/4 8.2.3.1 - Áreas Prioritárias para Conservação... 3/4 agosto de 2009

Leia mais

2.1. Subcoordenador Técnico Operacional (Código STO) 1 vaga Atribuições:

2.1. Subcoordenador Técnico Operacional (Código STO) 1 vaga Atribuições: PRORROGAÇÃO DO EDITAL PARA SELEÇÃO DE BOLSISTAS PROJETO CVDS Manaus, 24 de Novembro de 2014. 1. CONTEXTUALIZAÇÃO O Centro Vocacional para o Desenvolvimento Sustentável (CVDS), trata-se de um projeto piloto

Leia mais

Programa de Inclusão Social e Desenvolvimento Econômico Sustentável do Estado do Acre PROACRE

Programa de Inclusão Social e Desenvolvimento Econômico Sustentável do Estado do Acre PROACRE Programa de Inclusão Social e Desenvolvimento Econômico Sustentável do Estado do Acre PROACRE 0 0'0" Localização Geográfica 0 0'0" 10 0'0"S 70 0'0"W 60 0'0"W 50 0'0"W Venezuela Suriname Guiana Francesa

Leia mais

PLANO SAFRA AMAZÔNIA

PLANO SAFRA AMAZÔNIA Ministério do Desenvolvimento Agrário Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária Incra PLANO SAFRA AMAZÔNIA Janeiro 2014 AMAZÔNIA LEGAL 771 MUNICÍPIOS 9 ESTADOS 61% DO TERRITÓRIO BRASILEIRO 5.217.423

Leia mais

Agenda. Contexto. O Nordeste Territorial. Fórum de Governança da Atividade Econômica. Formas de Financiamento

Agenda. Contexto. O Nordeste Territorial. Fórum de Governança da Atividade Econômica. Formas de Financiamento Agenda Contexto O Nordeste Territorial Fórum de Governança da Atividade Econômica Formas de Financiamento Área de atuação do BNB Nordeste: 1.554,4 mil Km 2 Semi-árido: 974,4 mil Km 2 (62,7% do território

Leia mais

Construindo a Sustentabilidade: Lições na gestão do Programa Piloto e desafios para o futuro

Construindo a Sustentabilidade: Lições na gestão do Programa Piloto e desafios para o futuro Construindo a Sustentabilidade: Lições na gestão do Programa Piloto e desafios para o futuro Seminário Nacional: O Programa Piloto para a Proteção das Florestas Tropicais do Brasil: Resultados, Lições

Leia mais

PLANO MUNICIPAL DE MOBILIDADE URBANA DE VOTORANTIM / SP

PLANO MUNICIPAL DE MOBILIDADE URBANA DE VOTORANTIM / SP PLANO MUNICIPAL DE MOBILIDADE URBANA DE VOTORANTIM / SP 1ª Conferência - março de 2016 tema: lançamento do processo de elaboração do Plano O QUE É MOBILIDADE URBANA? Mobilidade é a forma de deslocamento

Leia mais

Carta de Compromisso. Página 1 de 5

Carta de Compromisso. Página 1 de 5 Carta de Compromisso Nos dias 27 a 28 de setembro, reunimos 66 participantes de 33 organizações (representantes da sociedade civil, governo, entidades bancárias e financiadores) durante o Seminário Políticas

Leia mais

Relatório de Atividades.

Relatório de Atividades. Relatório de Atividades 2016 www.apremavi.org.br Programa Matas Legais Objetivo: Desenvolver um programa de Conservação, Educação Ambiental e Fomento Florestal que ajude a preservar e recuperar os remanescentes

Leia mais

Desafios para o Mosaico Veadeiros

Desafios para o Mosaico Veadeiros Governança e gestão integrada das áreas protegidas que compõe mosaicos Desafios para o Mosaico Veadeiros Workshop sobre Mosaicos de Áreas Protegidas Brasília, 10/05/2016 Conversaremos sobre: Mosaico de

Leia mais

Manual para Elaboração dos Planos Municipais para a Mata Atlântica

Manual para Elaboração dos Planos Municipais para a Mata Atlântica Manual para Elaboração dos Planos Municipais para a Mata Atlântica Rede de ONGs da Mata Atlântica RMA Apoio: Funbio e MMA Papel do Município no meio ambiente Constituição Federal Art 23 Competência Comum,

Leia mais

MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE MMA SECRETARIA DE BIODIVERSIDADE E FLORESTAS SBF DEPARTAMENTO DE ÁREAS PROTEGIDAS DAP

MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE MMA SECRETARIA DE BIODIVERSIDADE E FLORESTAS SBF DEPARTAMENTO DE ÁREAS PROTEGIDAS DAP MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE MMA Gestão SECRETARIA territorial DE BIODIVERSIDADE para E a FLORESTAS conservação, SBF Áreas PLANEJAMENTO Protegidas, Mosaicos, DE CRIAÇÃO Corredores DE UNIDADES Ecológicos

Leia mais

Economia Verde e as Comunidades Tradicionais da Amazônia

Economia Verde e as Comunidades Tradicionais da Amazônia Economia Verde e as Comunidades Tradicionais da Amazônia Carlos Gabriel Koury Secretário Executivo Idesam Manaus, Outubro 2011 IDESAM Criado em 2004; Programas Temáticos: Mudanças Climáticas e Serviços

Leia mais

Fatores de Desmatamento e Degradação no Estado do Amapá

Fatores de Desmatamento e Degradação no Estado do Amapá REDD+ PARA O ESCUDO DAS GUIANAS 4ª. Reunião do Grupo de trabalho Fatores de Desmatamento e Degradação Florestal no contexto de REDD+ 20 e 21 de agosto de 2014 Macapá Amapá - Brasil Fatores de Desmatamento

Leia mais

EDITAL DE CONTRATAÇÃO E TERMO DE REFERÊNCIA

EDITAL DE CONTRATAÇÃO E TERMO DE REFERÊNCIA EDITAL DE CONTRATAÇÃO E TERMO DE REFERÊNCIA O Instituto Internacional de Educação do Brasil (IEB) torna público o Termo de Referência para a contratação de técnico de campo do Projeto Nossa Terra: Gestão

Leia mais

Objetivo Geral: Objetivos Específicos:

Objetivo Geral: Objetivos Específicos: Objetivo Geral: Superação da pobreza e geração de trabalho e renda no meio rural por meio de uma estratégia de desenvolvimento territorial sustentável. Objetivos Específicos: Inclusão produtiva das populações

Leia mais

CONSTRUINDO O PLANO MUNICIPAL DO MEIO AMBIENTE

CONSTRUINDO O PLANO MUNICIPAL DO MEIO AMBIENTE 2009 PROGRAMA NACIONAL DE CAPACITAÇÃO DE GESTORES AMBIENTAIS PNC/PR Elias Araujo Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos CONSTRUINDO O PLANO MUNICIPAL DO MEIO AMBIENTE Texto de apoio

Leia mais

Uma estratégia de redução do desmatamento na Amazônia

Uma estratégia de redução do desmatamento na Amazônia Mercados verdes e Consumo Sustentável Deutsche Gesellschaft für Internationale Zusammenarbeit (GIZ) GmbH Uma estratégia de redução do desmatamento na Amazônia 17/05/2017 Frank Krämer Conteúdo A GIZ no

Leia mais

FICHA PROJETO - nº 059-P

FICHA PROJETO - nº 059-P FICHA PROJETO - nº 059-P PADEQ Grande Projeto 1) TÍTULO: Apoio a Alternativas Sustentáveis no Território Portal da Amazônia. 2)MUNICÍPIOS DE ATUAÇÃO DO PROJETO: Nova Guarita, Terra Nova do Norte MT. 3)LINHA

Leia mais

PORTARIA N o 29 DE 21 DE SETEMBRO DE 2006 (publicada no DOU de 22/09/2006, seção I, página 105) ARIOSTO ANTUNES CULAU

PORTARIA N o 29 DE 21 DE SETEMBRO DE 2006 (publicada no DOU de 22/09/2006, seção I, página 105) ARIOSTO ANTUNES CULAU PORTARIA N o 29 DE 21 DE SETEMBRO DE 2006 (publicada no DOU de 22/09/2006, seção I, página 105) O SECRETÁRIO DE ORÇAMENTO FEDERAL, tendo em vista a autorização constante do art. 62, inciso III, da Lei

Leia mais

MOSAICO DE ÁREAS PROTEGIDAS DO EXTREMO SUL DA BAHIA - MAPES

MOSAICO DE ÁREAS PROTEGIDAS DO EXTREMO SUL DA BAHIA - MAPES MOSAICO DE ÁREAS PROTEGIDAS DO EXTREMO SUL DA BAHIA - MAPES ACADEBIO Agosto de 2012 Suiane Benevides Marinho Brasil /RVS Rio dos Frades / Sec. Executiva do COMAPES EXTEMO SUL DA BAHIA CORREDOR CENTRAL

Leia mais

Necessidades e Oportunidades de Investimentos no Agronegócio: da Pesquisa ao Consumo. Como chegar ao campo os avanços da ciência e da tecnologia

Necessidades e Oportunidades de Investimentos no Agronegócio: da Pesquisa ao Consumo. Como chegar ao campo os avanços da ciência e da tecnologia Necessidades e Oportunidades de Investimentos no Agronegócio: da Pesquisa ao Consumo Como chegar ao campo os avanços da ciência e da tecnologia Como transmitir o conhecimento às Assistência Técnica: pessoas

Leia mais

Recursos Hídricos. A interação do saneamento com as bacias hidrográficas e os impactos nos rios urbanos

Recursos Hídricos. A interação do saneamento com as bacias hidrográficas e os impactos nos rios urbanos 74 a Semana Oficial da Engenharia e da Agronomia Recursos Hídricos A interação do saneamento com as bacias hidrográficas e os impactos nos rios urbanos SECRETARIA DE RECURSOS HÍDRICOS E QUALIDADE AMBIENTAL

Leia mais

Projeto DGM/FIP/Brasil. Oficina de divulgação do edital

Projeto DGM/FIP/Brasil. Oficina de divulgação do edital Projeto DGM/FIP/Brasil Oficina de divulgação do edital Marco Legal e Instâncias de Controle Social: Origem Contexto histórico específico, promovido por determinados grupos sociais. - Movimento Ambientalista

Leia mais

Política Nacional de Saúde do Trabalhador e da Trabalhadora

Política Nacional de Saúde do Trabalhador e da Trabalhadora Ministério da Saúde Secretaria de Vigilância em Saúde Departamento de Vigilância em Saúde Ambiental e Saúde do Trabalhador Coordenação Geral de Saúde do Trabalhador Política Nacional de Saúde do Trabalhador

Leia mais

Iniciar uma discussão sobre a elaboração de uma. Estratégia Nacional de Comunicação e Educação Ambiental. no âmbito do

Iniciar uma discussão sobre a elaboração de uma. Estratégia Nacional de Comunicação e Educação Ambiental. no âmbito do OBJETIVO Iniciar uma discussão sobre a elaboração de uma Estratégia Nacional de Comunicação e Educação Ambiental no âmbito do Sistema Nacional de Unidades de Conservação da Natureza - SNUC DOCUMENTOS DE

Leia mais

Seminário Áreas Protegidas Escudo das Guianas

Seminário Áreas Protegidas Escudo das Guianas I SAPEG Seminário Áreas Protegidas Escudo das Guianas O Objetivo do I SAPEG é dar início a um processo de Gestão Territorial para a região do Escudo das Guianas. Esta CARTA ABERTA é um dos produtos do

Leia mais

TERMO DE REFERENCIA. 1. Apresentação

TERMO DE REFERENCIA. 1. Apresentação TERMO DE REFERENCIA OBJETO: ASSITENTE TÉCNICO PARA APOIAR O PGTA XIKRIN NA FORMAÇÃO DE PAIOLEIROS/CANTINEIROS INDÍGENAS NA CADEIA PRODUTIVA NO PERÍODO DE SAFRA DA CASTANHA DO PARÁ NA TERRA INDÍGENA TRINCHEIRA

Leia mais

FICHA PROJETO C

FICHA PROJETO C FICHA PROJETO - 035-C CONSOLIDAÇÃO Grande Projeto 1) TÍTULO: Estruturação da Reserva Extrativista Mandira 2) MUNICÍPIOS DE ATUAÇÃO DO PROJETO: Cananéia-SP 3) LINHA TEMÁTICA: Gestão Participativa de Unidade

Leia mais

Seminário em prol do Desenvolvimento. Socioeconômico do Xingu. Agenda de Desenvolvimento Territorial do Xingu BNDES

Seminário em prol do Desenvolvimento. Socioeconômico do Xingu. Agenda de Desenvolvimento Territorial do Xingu BNDES Seminário em prol do Desenvolvimento Socioeconômico do Xingu Agenda de Desenvolvimento Territorial do Xingu BNDES 16/06/2015 1 Atuação do BNDES no Entorno de Projetos A Política de Atuação no Entorno busca

Leia mais

MANEJO FLORESTAL COMUNITÁRIO E FAMILIAR

MANEJO FLORESTAL COMUNITÁRIO E FAMILIAR MISSÃO Promover o conhecimento, o uso sustentável e a ampliação da cobertura florestal, tornando a agenda florestal estratégica para a economia do país. MANEJO FLORESTAL COMUNITÁRIO E FAMILIAR Diretoria

Leia mais

SEMINÁRIO PAN- AMAZÔNICO DE PROTEÇÃO SOCIAL

SEMINÁRIO PAN- AMAZÔNICO DE PROTEÇÃO SOCIAL SEMINÁRIO PAN- AMAZÔNICO DE PROTEÇÃO SOCIAL Heitor Pinheiro Coordenador do Núcleo Pará Social 28 DE MARÇO DE 2017 Belém-PA OS DESAFIOS DA OFERTA DE POLÍTICAS SOCIAIS NA AMAZÔNIA PONTOS FOCAIS DOS DESAFIOS

Leia mais

Sistema Estadual de REDD+ de Mato Grosso

Sistema Estadual de REDD+ de Mato Grosso Sistema Estadual de REDD+ de Mato Grosso Minuta do Anteprojeto de Lei Diálogos Setoriais OAB, 19 de abril de 2011 Grupo de Trabalho de REDD do Fórum Estadual de Mudanças Climáticas de MT Laurent Micol

Leia mais

Desmatamento anual na Amazônia Legal (1988 2015)

Desmatamento anual na Amazônia Legal (1988 2015) Março 2016 4.571 7.464 7.000 6.418 5.891 5.012 5.831 11.030 11.651 13.730 13.786 13.227 12.911 14.896 14.896 14.286 16.531 17.770 18.161 17.383 17.259 18.226 18.165 19.014 21.050 21.651 25.396 27.772 Desmatamento

Leia mais

Plano de Prevenção e Controle de Desmatamento e Queimadas do Estado do Mato Grosso PPCDMT

Plano de Prevenção e Controle de Desmatamento e Queimadas do Estado do Mato Grosso PPCDMT KM2 4/22/2009 Plano de Prevenção e Controle de Desmatamento e Queimadas do Estado do Mato Grosso PPCDMT Diretrizes e agenda de trabalhos Luis Henrique Daldegan Cuiabá, abril de 2009 RESPONSABILIDADE? eis

Leia mais

PLANO DE TRABALHO GEUC N.º 03 / SUBSTITUI O PT GEUC Nº 02/2013

PLANO DE TRABALHO GEUC N.º 03 / SUBSTITUI O PT GEUC Nº 02/2013 PLANO DE TRABALHO GEUC N.º 03 /2015 - SUBSTITUI O PT GEUC Nº 02/2013 Plano de trabalho para aplicação de recursos advindos da compensação ambiental, apresentado à Câmara de Proteção à Biodiversidade /COPAM,

Leia mais

1ª Conferência nacional de Vigilância em Saúde. Etapa Nacional - de 21 a 24 de novembro de 2017

1ª Conferência nacional de Vigilância em Saúde. Etapa Nacional - de 21 a 24 de novembro de 2017 1ª Conferência nacional de Vigilância em Saúde Etapa Nacional - de 21 a 24 de novembro de 2017 Motivação Debater na sociedade brasileira: Direito à Promoção e Proteção da Saúde - compreendendo a Vigilância

Leia mais

Soluções para a sustentabilidade de Cadeias Produtivas da Agropecuária e a Política Estadual de Ordenamento Territorial.

Soluções para a sustentabilidade de Cadeias Produtivas da Agropecuária e a Política Estadual de Ordenamento Territorial. Soluções para a sustentabilidade de Cadeias Produtivas da Agropecuária e a Política Estadual de Ordenamento Territorial Junho de 2009 Assinatura de Termo de Ajuste de Conduta, no qual as partes assumam

Leia mais

Mobilização e Capacitação para Elaboração dos Planos Municipais de Conservação e Recuperação da Mata Atlântica Região Sudeste

Mobilização e Capacitação para Elaboração dos Planos Municipais de Conservação e Recuperação da Mata Atlântica Região Sudeste Mobilização e Capacitação para Elaboração dos Planos Municipais de Conservação e Recuperação da Mata Atlântica Região Sudeste Contexto do Projeto Lei da Mata Atlântica (Lei nº 11.428 de 22/12/2006) e Decreto

Leia mais

Andréia Pinto, Rodney Salomão, Paulo Amaral, Carlos Souza Jr. e Sanae Hayashi. Apresentação

Andréia Pinto, Rodney Salomão, Paulo Amaral, Carlos Souza Jr. e Sanae Hayashi. Apresentação nº 04 Sul do Amazonas Andréia Pinto, Rodney Salomão, Paulo Amaral, Carlos Souza Jr. e Sanae Hayashi Apresentação Este quarto número do boletim Transparência Florestal Sul do Amazonas apresenta dados de

Leia mais

Em dezembro de 2006, o Governo do Estado

Em dezembro de 2006, o Governo do Estado Janeiro a Agosto de 2011 Boletim da Histórico de criação e gestão das Unidades de Conservação da Pará Em dezembro de 2006, o Governo do Estado do Pará criou na região conhecida como (do rio Amazonas no

Leia mais

Projeto Inclusão Social Urbana Nós do Centro. Prefeitura de São Paulo União Européia

Projeto Inclusão Social Urbana Nós do Centro. Prefeitura de São Paulo União Européia Projeto Inclusão Social Urbana Nós do Centro Prefeitura de São Paulo União Européia Histórico do Projeto Cooperação técnica bilateral da Prefeitura de São Paulo com a União Européia com duração de quatro

Leia mais

FICHA PROJETO - nº 226-MA

FICHA PROJETO - nº 226-MA FICHA PROJETO - nº 226-MA Mata Atlântica Grande Projeto Chamada 03 1) TÍTULO: Apoio a criação de Unidades de Conservação na Floresta Atlântica de Pernambuco. 2) MUNICÍPIOS DE ATUAÇÃO DO PROJETO: Água Preta,

Leia mais

MODELO AVALIAÇÃO DA CAPACIDADE LABORATIVA E DO NEXO TECNICO PREVIDENCIÁRIO

MODELO AVALIAÇÃO DA CAPACIDADE LABORATIVA E DO NEXO TECNICO PREVIDENCIÁRIO MODELO AVALIAÇÃO DA CAPACIDADE LABORATIVA E DO NEXO TECNICO PREVIDENCIÁRIO Brasília Julho/2013 GRANDES NÚMEROS DO INSS 1.501 Agências da Previdência Social 39.392 servidores (4.730 peritos médicos) 198.000

Leia mais

DOCUMENTO FINAL. Seminário Técnico. Frutas Nativas do Rio Grande do Sul: manejo, beneficiamento e comercialização

DOCUMENTO FINAL. Seminário Técnico. Frutas Nativas do Rio Grande do Sul: manejo, beneficiamento e comercialização DOCUMENTO FINAL Seminário Técnico Frutas Nativas do Rio Grande do Sul: manejo, beneficiamento e comercialização No dia 06 de dezembro de 2010 ocorreu o Seminário Frutas Nativas do RS: manejo, beneficiamento

Leia mais

Licenciamento Ambiental de Grandes Empreendimentos, Povos Indígenas, Comunidades Tradicionais e Quilombolas

Licenciamento Ambiental de Grandes Empreendimentos, Povos Indígenas, Comunidades Tradicionais e Quilombolas Licenciamento Ambiental de Grandes Empreendimentos, Povos Indígenas, Comunidades Tradicionais e Quilombolas DIRETRIZES PARA POLI TICAS PU BLICAS E PRA TICAS EMPRESARIAIS PARA INSTALAC A O E OPERAC A O

Leia mais

Situação fundiária no município de Peixoto de Azevedo (MT)

Situação fundiária no município de Peixoto de Azevedo (MT) Situação fundiária no município de Peixoto de Azevedo (MT) A complexa situação fundiária do estado de Mato Grosso e a falta de transparência na gestão de informações e nos procedimentos de regularização

Leia mais

PLANO DE GESTÃO DO TERRITÓRIO DO POVO PAITER SURUÍ

PLANO DE GESTÃO DO TERRITÓRIO DO POVO PAITER SURUÍ PLANO DE GESTÃO DO TERRITÓRIO DO POVO PAITER SURUÍ 1 er. Encuentro REDD+ Indigena Amazonico Rio Branco, Acre (Brasil) 20 de mayo 2014 Almir Narayamoga Surui Lider Maior do Povo Paiter Surui PAITER SURUÍ

Leia mais

Proposta de reestruturação do Sistema Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos

Proposta de reestruturação do Sistema Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos Proposta de reestruturação do Sistema Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos Secretário Gabinete COPAM e CERH Assessoria Jurídica Auditoria Setorial Assessoria de Comunicação Social Assessoria de

Leia mais

O Ordenamento Fundiário no Brasil. Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária

O Ordenamento Fundiário no Brasil. Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária O Ordenamento Fundiário no Brasil Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária INCRA MISSÃO Implementar a política de reforma agrária e realizar

Leia mais

Municípios são essenciais para a conservação da Mata Atlântica

Municípios são essenciais para a conservação da Mata Atlântica Municípios são essenciais para a conservação da Mata Atlântica Categories : Colunistas Convidados A Mata Atlântica, um dos hotspots mundiais de biodiversidade, possui uma das mais atuantes redes institucionais

Leia mais

Apoio à elaboração de uma política de gestão sustentável da floresta e da biodiversidade no Estado do Amapá (Amazônia brasileira).

Apoio à elaboração de uma política de gestão sustentável da floresta e da biodiversidade no Estado do Amapá (Amazônia brasileira). Apoio à elaboração de uma política de gestão sustentável da floresta e da biodiversidade no Estado do Amapá (Amazônia brasileira). Gestão de Florestas do Amapá (GEFLO). Lidiane Vieira Áreas de Abrangência

Leia mais

PROPOSTAS APROVADAS NA 3ª CONFERÊNCIA MUNICIPAL DE CULTURA. EIXO 1 Implementação do Sistema Municipal de Cultura/Sistema Nacional de Cultura

PROPOSTAS APROVADAS NA 3ª CONFERÊNCIA MUNICIPAL DE CULTURA. EIXO 1 Implementação do Sistema Municipal de Cultura/Sistema Nacional de Cultura PROPOSTAS APROVADAS NA 3ª CONFERÊNCIA MUNICIPAL DE CULTURA EIXO 1 Implementação do Sistema Municipal de Cultura/Sistema Nacional de Cultura Foco: Impactos da Emenda Constitucional do SNC na organização

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE INSTITUTO CHICO MENDES DE CONSERVAÇÃO DA BIODIVERSIDADE

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE INSTITUTO CHICO MENDES DE CONSERVAÇÃO DA BIODIVERSIDADE SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE INSTITUTO CHICO MENDES DE CONSERVAÇÃO DA BIODIVERSIDADE INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 04, DE 07 DE ABRIL DE 2008. (Publicada no Diário Oficial da União Nº 67,

Leia mais

Plano Decenal da Assistência Social: Desafios para os Entes Federados

Plano Decenal da Assistência Social: Desafios para os Entes Federados Plano Decenal da Assistência Social: Desafios para os Entes Federados Proteção Social para todos/as os/as brasileiros/as II Plano Decenal - 2016/2026 CARACTERÍSTICAS DOS PLANOS São técnicos e políticos;

Leia mais

Termo de Referencia. 1. Apresentação

Termo de Referencia. 1. Apresentação Termo de Referencia OBJETO: CONTRATAÇÃO DE ESPECIALISTA TÉCNICO PARA ASSESSORIA E COORDENAÇÃO DAS ATIVIDADES DA SAFRA DE 2018 DA CASTANHA DO PARÁ COMO ATIVIDADE PRODUTIVA SUSTENTÁVEL DO PLANO DE GESTÃO

Leia mais

COPA ORGÂNICA E SUSTENTÁVEL Copa 2014 Brasil

COPA ORGÂNICA E SUSTENTÁVEL Copa 2014 Brasil COPA ORGÂNICA E SUSTENTÁVEL Copa 2014 Brasil BRASIL - UM PAÍS DIFERENCIADO Megadiversidade ambiental e social Reconhecido como país estratégico no cenário global Sequência de mega eventos com visibilidade

Leia mais

Povos indígenas, quilombolas e comunidades tradicionais

Povos indígenas, quilombolas e comunidades tradicionais Povos indígenas, quilombolas e comunidades tradicionais Instalação e operação de grandes empreendimentos na Amazônia Isabelle Vidal Giannini Cássio Ingles de Sousa Papel da consultoria Apoio na construção

Leia mais

II Seminário Governança de Terras e Desenvolvimento Econômico Cases Unidade Aracruz

II Seminário Governança de Terras e Desenvolvimento Econômico Cases Unidade Aracruz Não é possível exibir esta imagem no momento. II Seminário Governança de Terras e Desenvolvimento Econômico Cases Unidade Aracruz 1 Longo e grave histórico de conflitos( ES e BA ) Relacionamento com comunidades

Leia mais

CARTA ABERTA DO POVO MADIJA KULINA

CARTA ABERTA DO POVO MADIJA KULINA CARTA ABERTA DO POVO MADIJA KULINA Ao Ministério da Saúde, Ao Ministério do Desenvolvimento Social, Ao Ministério da Educação, À Fundação Nacional do Índio, À Secretaria Especial de Saúde Indígena, Ao

Leia mais

Comunidade Remanescente de Quilombo Mandira Cananéia/SP

Comunidade Remanescente de Quilombo Mandira Cananéia/SP Comunidade Remanescente de Quilombo Mandira Cananéia/SP Localização do Mandira Mandira Nossa História Atividades Comunitárias MANEJO DE OSTRAS Atividades Comunitárias CORTE E COSTURA/ARTESANATO Atividades

Leia mais

INDICADORES ECONÔMICOS

INDICADORES ECONÔMICOS INDICADORES ECONÔMICOS PRODUTO INTERNO BRUTO PIB Apresentação: Lana Oliveira Gerente Serviços Ambientais Instituto Estadual de Florestas Diversidade Ambiental Área de floresta 80% do Estado, 7% das florestas

Leia mais

Políticas Públicas Integradas no Território A experiência da UPP SOCIAL*

Políticas Públicas Integradas no Território A experiência da UPP SOCIAL* Políticas Públicas Integradas no Território A experiência da UPP SOCIAL* Ricardo Henriques Seminário Internacional: Determinantes sociais da saúde, intersetorialidade e equidade social na América Latina

Leia mais

DELIBERAÇÃO CBHSF Nº 88, de 10 de dezembro de 2015

DELIBERAÇÃO CBHSF Nº 88, de 10 de dezembro de 2015 DELIBERAÇÃO CBHSF Nº 88, de 10 de dezembro de 2015 Aprova o Plano de Aplicação Plurianual - PAP dos recursos da cobrança pelo uso de recursos hídricos na bacia hidrográfica do rio São Francisco, referente

Leia mais

Metodologias de Avaliação de Programas Sociais

Metodologias de Avaliação de Programas Sociais Metodologias de Avaliação de Programas Sociais Júnia Quiroga Diretora de Avaliação SAGI/MDS Avaliação no Campo das Políticas Públicas: Institucionalidades e temas emergentes Fortaleza, 18 e 19 de novembro

Leia mais

2.1 As ações deste projeto serão desenvolvidas nos seguintes estados: RS, SC, PR, SP, RJ, ES, SE, AL, RN, PB e CE.

2.1 As ações deste projeto serão desenvolvidas nos seguintes estados: RS, SC, PR, SP, RJ, ES, SE, AL, RN, PB e CE. MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE SECRETARIA DE EXTRATIVISMO E DESENVOLVIMENTO RURAL SUSTENTÁVEL DEPARTAMENTO DE DESENVOLVIMENTO RURAL SUSTENTÁVEL GERÊNCIA DE REGULARIZAÇÃO AMBIENTAL Assunto: Origem: PROJETO

Leia mais

O que é o Pacto pela Educação do Pará?

O que é o Pacto pela Educação do Pará? Encontros Regionais Visão Geral O que é o Pacto pela Educação do Pará? É um esforço integrado de diferentes níveis, setores (educação, assistência, saúde, cultura, esporte e lazer) e atores (governo, empresariado,

Leia mais

Ministério da Integração Nacional Secretaria de Desenvolvimento Regional. Plano Brasil Fronteira Sugestão de estrutura, visão, foco e prioridades

Ministério da Integração Nacional Secretaria de Desenvolvimento Regional. Plano Brasil Fronteira Sugestão de estrutura, visão, foco e prioridades Ministério da Integração Nacional Secretaria de Desenvolvimento Regional Plano Brasil Fronteira Sugestão de estrutura, visão, foco e prioridades Marcelo Giavoni Brasília, 04 de julho de 2012 Referências

Leia mais

Ministério do Meio Ambiente

Ministério do Meio Ambiente Ministério do Meio Ambiente Portaria de Inclusão de novos Municípios na Lista das Áreas Prioritárias para Prevenção, Controle do Desmatamento na Amazônia Legal O que diz o Decreto 6321/2007 O art. 2º do

Leia mais

CLXV Reunião Ordinária do Conselho Pleno da ANDIFES

CLXV Reunião Ordinária do Conselho Pleno da ANDIFES Presidência da República Secretaria de Governo Secretaria Nacional de Articulação Social CLXV Reunião Ordinária do Conselho Pleno da ANDIFES Natal RN, 27 de julho de 2017 Etapas da Agenda 2030 ETAPA DE

Leia mais

Regularização fundiária de territórios caiçaras: instrumentos e possibilidades

Regularização fundiária de territórios caiçaras: instrumentos e possibilidades Regularização fundiária de territórios caiçaras: instrumentos e possibilidades Oficina Gestão da Orla e Regularização Fundiária de Imóveis da União 09/11/2015, Caraguatatuba "Arco-íris na plataforma de

Leia mais

Balanço de atividades do projeto Arapaima: redes produtivas

Balanço de atividades do projeto Arapaima: redes produtivas Componentes 1. Fomento e estruturação do manejo pesqueiro Ações Ação 1.1 - Diagnóstico da cadeia produtiva do pirarucu (Arapaima gigas) nos municípios de Jutaí e Carauari; Ação 1.2 - Etnomapeamento participativo

Leia mais

Gastos relativos ao ano de 2014 II ENCONTRO DO CBHSF COM OS COMITÊS AFLUENTES Nº DE PARTICIPANTES PRINCIPAIS ASSUNTOS VALOR GLOBAL

Gastos relativos ao ano de 2014 II ENCONTRO DO CBHSF COM OS COMITÊS AFLUENTES Nº DE PARTICIPANTES PRINCIPAIS ASSUNTOS VALOR GLOBAL II ENCONTRO DO CBHSF COM OS COMITÊS AFLUENTES Nº DE PARTICIPANTES PRINCIPAIS ASSUNTOS VALOR GLOBAL EU VIRO CARRANCA PARA DEFENDER O VELHO CHICO Belo Horizonte/MG - Previsão climática para a Bacia Hidrográfica

Leia mais

CORREDOR ECOLÓGICO DA MANTIQUEIRA COMO E PORQUE PLANEJAR

CORREDOR ECOLÓGICO DA MANTIQUEIRA COMO E PORQUE PLANEJAR CORREDOR ECOLÓGICO DA MANTIQUEIRA COMO E PORQUE PLANEJAR Corredor Ecológico da Mantiqueira Corredor Ecológico da Mantiqueira Fonte: Conservação Internacional Corredor Ecológico da Mantiqueira Justificativa

Leia mais

PROJETO DGM/FIP/BRASIL

PROJETO DGM/FIP/BRASIL PROJETO DGM/FIP/BRASIL Histórico do Processo DGM/FIP/BRASIL O DGM-BRASIL foi preparado como uma parceria conjunta com os principais interessados, ou seja: os Povos Indígenas, Quilombolas e Comunidades

Leia mais

Segunda Conferencia Regional para América Latina y el Caribe sobre el Derecho a la Identidad y Registro Universal de Nacimiento

Segunda Conferencia Regional para América Latina y el Caribe sobre el Derecho a la Identidad y Registro Universal de Nacimiento Segunda Conferencia Regional para América Latina y el Caribe sobre el Derecho a la Identidad y Registro Universal de Nacimiento da Presidência da República Brasil - Mercosul 2011-2014 Universalização do

Leia mais

PARTICIPAÇÃO SOCIAL DANIELY VOTTO, GERENTE DE GOVERNANÇA URBANA

PARTICIPAÇÃO SOCIAL DANIELY VOTTO, GERENTE DE GOVERNANÇA URBANA PARTICIPAÇÃO SOCIAL DANIELY VOTTO, GERENTE DE GOVERNANÇA URBANA Um produto do WRI Ross Centro para Cidades Sustentáveis Um produto do WRI Ross Centro para Cidades Sustentáveis PARTICIPAÇÃO SOCIAL Definição:

Leia mais

Missão. Visão. Objetivos Estratégicos (OE)

Missão. Visão. Objetivos Estratégicos (OE) Identidade Organizacional - Acesso à informação - IBAMA - Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos R O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) é uma autarquia

Leia mais

Aprimoramento do Programa diante dos avanços da cobertura e da qualificação da

Aprimoramento do Programa diante dos avanços da cobertura e da qualificação da 1. Redesenho do PETI Fortalecer a Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil por meio de ações estratégicas intersetoriais voltadas ao enfrentamento das novas incidências de atividades identificadas

Leia mais

E AUTONOMIA DAS MULHERES

E AUTONOMIA DAS MULHERES E AUTONOMIA DAS Faz-se necessário identificar as organizações de mulheres artesãs e possibilitar a articulação das cadeias produtivas de artesanatos geridas por mulheres. o que orienta o Programa O desafio

Leia mais

POLÍTICA NACIONAL DE SAÚDE DO TRABALHADOR

POLÍTICA NACIONAL DE SAÚDE DO TRABALHADOR Ministério da Saúde Secretaria de Vigilância em Saúde Departamento de Vigilância em Saúde Ambiental e Saúde do Trabalhador Coordenação Geral de Saúde do Trabalhador POLÍTICA NACIONAL DE SAÚDE DO TRABALHADOR

Leia mais

NOME DO PROJETO: PROJETO DE DESENVOLVIMENTO REGIONAL INTEGRADO E SUSTENTÁVEL PDRIS. ( ):

NOME DO PROJETO: PROJETO DE DESENVOLVIMENTO REGIONAL INTEGRADO E SUSTENTÁVEL PDRIS. ( ): NOME DO PROJETO: PROJETO DE DESENVOLVIMENTO REGIONAL INTEGRADO E SUSTENTÁVEL PDRIS Nº ACORDO EMPRÉSTIMO: 8185-0/BR NÃO OBJEÇÃO - (TERMO DE REFERÊNCIA) Nº DO TDR: 01/2015 DATA: ( 01/03/2014) COMPONENTE:

Leia mais

INDICADORES ECONÔMICOS

INDICADORES ECONÔMICOS INDICADORES ECONÔMICOS PRODUTO INTERNO BRUTO PIB Centro de Ensino Superior do Amapá - CEAP José Reinaldo Picanço Evolucao do Produto Interno Bruto - PIB (2005/2010) TAXA DE CRESCIMENTO MEDIA DE 13,7% Fonte:

Leia mais