Trilha TV DIGITAL. Prof. Me. Marcelo Falco

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Trilha TV DIGITAL. Prof. Me. Marcelo Falco"

Transcrição

1 Trilha TV DIGITAL Prof. Me. Marcelo Falco Mestre em Design, Pós-Graduado no MBA em Marketing e Graduado em Design Digital pela Universidade Anhembi Morumbi (UAM). Pesquisador do Design Lab TVDi e professor na graduação de Design Digital (UAM). Diretor de Projetos Digitais na Femoralis Agência Digital. Pesquisa no IDA Congress 2011 (Taiwan), no CIPED 2011 (Portugal) e P&D 2012 (São Luis do Maranhão - Brasil).

2 DESIGN DE INTERFACE DE APLICAÇÕES T-COMMERCE: TRANSAÇÕES COMERCIAIS NA TELEVISÃO DIGITAL INTERATIVA

3 Agenda Modelos de Negócios na TV Analógica Merchandising Canais de Venda Interatividade na TV Analógica Modelos de Negócios na TV Digital Audiovisual X Aplicações Modelos de Negócios na TV Digital Interativa TV Expandida TV Conectada Segunda Tela

4 TV ANALÓGICA

5 Merchandising

6 Canais de Venda

7 Canais de Venda

8 Winky Dink and You

9 Você Decide

10 Hugo Game

11 Reality Shows

12 TV DIGITAL

13 Qualidade de Imagem SBTVD-T (Sistema Brasileiro de Televisão Digital Terrestre) ou SBTVD, Brasil. ATSC (Advanced Television Systems Committee), Estados Unidos. DVB-T (Terrestrial Digital Video Broadcasting System), Europa. ISDB-T (Terrestrial Integrated Services Digital Broadcasting), Japão. Digital Terrestrial Multimedia Broadcast (DMB-T), China. Fonte:

14 Qualidade de Imagem

15 Qualidade de Imagem

16 Audiovisual e Aplicações Área segura para imagens Vídeo Área segura para textos

17 TV DIGITAL INTERATIVA

18 Audiovisual e Aplicações Composições do elemento videográfico nas interfaces Aplicações com redimensionamento da imagem Aplicação com ocultação parcial da imagem Aplicação com transparência sobre a imagem Aplicação em tela cheia

19 Audiovisual e Aplicações

20 Audiovisual e Aplicações

21 Audiovisual e Aplicações

22 Audiovisual e Aplicações

23 Vinculado e Desvinculado Audiovisual A aplicação está relacionada com o conteúdo?

24 Vinculado (acoplado)

25 Vinculado (acoplado)

26 Vinculado (acoplado)

27 Desvinculado (desacoplado)

28 Desvinculado (desacoplado)

29 Segunda Tela

30 Transações Comerciais E-Commerce T-Commerce M-Commerce S-Commerce

31 Transações Comerciais E-Commerce T-Commerce -????? M-Commerce S-Commerce

32 Transações Comerciais Segurança Certificado Tecnologia

33 Transações Comerciais

34 Transações Comerciais

35 Transações Comerciais

36 Pesquisas TVDi Graduação Iniciação Científica Mestrado Doutorado Design de Informação Design de Interface Design de Navegação Design de Interação

37 Pesquisas TVDi Tecnologia Sist. de Informação Eng. da Computação Ciências da Comp. Design Digital Gráfico Games Moda

38 Pesquisas TVDi Tecnologia Linguagens de Programação Back-End Design Digital Linguagens de Programação Front-End

39 Trilha TV DIGITAL Prof. Me. Marcelo Falco Skype: marcelo.falco Facebook: marcelofalcodedeus Academia.edu: anhembi.academia.edu/marcelofalco

Desenvolvimento de Aplicações Interativas. GINGA NCL e LUA. Projeto TV Digital Social

Desenvolvimento de Aplicações Interativas. GINGA NCL e LUA. Projeto TV Digital Social Desenvolvimento de Aplicações Interativas GINGA NCL e LUA Projeto TV Digital Social Marco Antonio Munhoz da Silva DATAPREV Gestor do Proejeto TV Digital Social AGENDA Divisão dos assuntos em quatro partes

Leia mais

TV Dig ital - S ocial

TV Dig ital - S ocial Edson Luiz Castilhos Gerente Célula Software Livre - RS Marco Antonio Munhoz da Silva Gestor Projeto TV Digital Social 1 AGENDA O que é TV Digital? Histórico TV Analógica x TV Digital Sistema de TV Digital

Leia mais

A TV DIGITAL COMO INSTRUMENTO DE ENSINO DE MATEMÁTICA. Adriano Aparecido de Oliveira, Juliano Schimiguel

A TV DIGITAL COMO INSTRUMENTO DE ENSINO DE MATEMÁTICA. Adriano Aparecido de Oliveira, Juliano Schimiguel A TV DIGITAL COMO INSTRUMENTO DE ENSINO DE MATEMÁTICA Adriano Aparecido de Oliveira, Juliano Schimiguel Universidade Cruzeiro do Sul/CETEC, Av. Ussiel Cirilo, 225 São Paulo Resumo A TV é um importante

Leia mais

Jornalismo Multiplataforma. Tecnologias Redes e Convergência. eduardo.barrere@ice.ufjf.br

Jornalismo Multiplataforma. Tecnologias Redes e Convergência. eduardo.barrere@ice.ufjf.br Jornalismo Multiplataforma Tecnologias Redes e Convergência eduardo.barrere@ice.ufjf.br Panorama Em 2011, a TV atingiu 96,9% (http://www.teleco.com.br/nrtv.asp) TV Digital Uma novidade???? TV Digital Resolve

Leia mais

PROF.: PAULO GOMES MATÉRIA: STRS 2 MOURA LACERDA

PROF.: PAULO GOMES MATÉRIA: STRS 2 MOURA LACERDA PROF.: PAULO GOMES MATÉRIA: STRS 2 MOURA LACERDA A TV digital O surgimento da TV digital se deu em função do desenvolvimento da TV de alta definição (HDTV) no Japão e na Europa, há mais de duas décadas,

Leia mais

2 TV digital e TV de alta definição 2.1. A tecnologia digital

2 TV digital e TV de alta definição 2.1. A tecnologia digital 2 TV digital e TV de alta definição 2.1. A tecnologia digital Neste capítulo, serão abordados os aspectos principais da tecnologia digital e suas conseqüências em termos de mercado consumidor (telespectadores).

Leia mais

O Panorama da TV Digital no Brasil. Leandro Miller Leonardo Jardim

O Panorama da TV Digital no Brasil. Leandro Miller Leonardo Jardim O Panorama da TV Digital no Brasil Leandro Miller Leonardo Jardim Tópicos Abordados TV Aberta no Brasil Vantagens da TV Digital Padrões de TV Digital Sistema Brasileiro de TV Digital Oportunidades na TV

Leia mais

Me Engº Leonardo Ortolan. Me Engº Thiago L. S. Santos

Me Engº Leonardo Ortolan. Me Engº Thiago L. S. Santos TV Digital Me Engº Leonardo Ortolan Me Engº Thiago L. S. Santos Sumário Introdução Desenvolvimento TV Digital: O que é? Padrões de TV Digital TV Digital Brasileira Participação da PUCRS no SBTVD Conclusão

Leia mais

O telejornalismo na TV digital e os novos modos de participação do público 1

O telejornalismo na TV digital e os novos modos de participação do público 1 O telejornalismo na TV digital e os novos modos de participação do público 1 SCORALICK, Kelly (doutoranda) 2 UFRJ/Rio de Janeiro Resumo: O estudo aponta transformações no telejornalismo a partir da implantação

Leia mais

Design de Interface: Os desafios projetuais para os designers de aplicações T-Commerce

Design de Interface: Os desafios projetuais para os designers de aplicações T-Commerce Design de Interface: Os desafios projetuais para os designers de aplicações T-Commerce Interface Design: Projective challenges for designers of t-commerce applications FALCO, Marcelo; Mestrando; PPG em

Leia mais

Proposta de Inclusão Digital e Social através de Aplicações Desenvolvidas para a TV Digital

Proposta de Inclusão Digital e Social através de Aplicações Desenvolvidas para a TV Digital Proposta de Inclusão Digital e Social através de Aplicações Desenvolvidas para a TV Digital Flávio Ricardo Dias 1, Ivaldir de Farias Júnior 1,2, Marcelo M. Teixeira 3 1 Centro de Informática(CIn) - Universidade

Leia mais

Tecnologia da Informação. Prof Odilon Zappe Jr

Tecnologia da Informação. Prof Odilon Zappe Jr Tecnologia da Informação Prof Odilon Zappe Jr Comércio Eletrônico Um breve histórico Comércio compra, venda, troca de produtos e serviços; Incrementado pelos Fenícios, Árabes, Assírios e Babilônios uso

Leia mais

Educação televisiva: possibilidades do uso do SBTVD em EAD.

Educação televisiva: possibilidades do uso do SBTVD em EAD. Educação televisiva: possibilidades do uso do SBTVD em EAD. Moacyr VEZZANI NETO 1 Elias Estevão GOULART 2 Resumo A televisão tem sido o principal meio de comunicação em massa no Brasil e possui alta inserção

Leia mais

IMPLANTAÇÃO DA TELEVISÃO DIGITAL NO BRASIL

IMPLANTAÇÃO DA TELEVISÃO DIGITAL NO BRASIL IMPLANTAÇÃO DA TELEVISÃO DIGITAL NO BRASIL Walkyria M. Leitão Tavares Consultora Legislativa da Área XIV Comunicação Social, Telecomunicações, Sistema Postal, Ciência e Tecnologia ESTUDO SETEMBRO/2001

Leia mais

Televisão digital: do Japão ao Brasil 1

Televisão digital: do Japão ao Brasil 1 1 Televisão digital: do Japão ao Brasil 1 Lívia Cirne de Azevêdo PEREIRA * Ed Pôrto BEZERRA ** Resumo Ao longo dos anos, no campo da Comunicação Audiovisual, ocorreram muitas mudanças advindas do surgimento

Leia mais

MDD Mídias Interativas. TV Digital no Brasil

MDD Mídias Interativas. TV Digital no Brasil Pós-Graduação MDD Mídias Interativas TV Digital no Brasil Apresentações Profª. Graciana Simoní Fischer de Gouvêa Email: graciana.fischer@prof.infnet.edu.br COMO FUNCIONAVA A TV NO BRASIL? Analógico Analógico

Leia mais

Visão Geral das Tecnologias Envolvidas no Desenvolvimento de Aplicações Interativas para o Sistema Brasileiro de TV

Visão Geral das Tecnologias Envolvidas no Desenvolvimento de Aplicações Interativas para o Sistema Brasileiro de TV Visão Geral das Tecnologias Envolvidas no Desenvolvimento de Aplicações Interativas para o Sistema Brasileiro de TV Felipe S. PEREIRA 1, Danielle COSTA 2 1 aluno do curso de Análise e Desenvolvimento de

Leia mais

TV Digital Brasileira O que é? E o que de fato vai mudar?

TV Digital Brasileira O que é? E o que de fato vai mudar? TV Digital Brasileira O que é? E o que de fato vai mudar? Por Edson Almeida Junior eaj@cin.ufpe.br Universidade Federal de Pernambuco posgraduacao@cin.ufpe.br www.cin.ufpe.br/~posgraduacao RECIFE, AGOSTO

Leia mais

Desenvolvendo aplicações para TV Digital e Interativa utilizando JAVA TV

Desenvolvendo aplicações para TV Digital e Interativa utilizando JAVA TV Desenvolvendo aplicações para TV Digital e Interativa utilizando JAVA TV ê çã (1) (2) Financiamento: Introdução Principais conceitos Padrões TVDI Sistema Brasileiro de TV Digital Plataformas de Desenvolvimento

Leia mais

Introdução Padrão Brasileiro de TV Digital. Desenvolvimento de Aplicações Interativas. Trabalhos em andamento

Introdução Padrão Brasileiro de TV Digital. Desenvolvimento de Aplicações Interativas. Trabalhos em andamento Introdução Padrão Brasileiro de TV Digital Middleware GINGA Desenvolvimento de Aplicações Interativas Linguagem NCL (Nested Context Language) Trabalhos em andamento 1 2 3 4 Maior resolução de imagem Melhor

Leia mais

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO Centro das Ciências Exatas e Tecnologia Faculdade de Matemática, Física e Tecnologia

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO Centro das Ciências Exatas e Tecnologia Faculdade de Matemática, Física e Tecnologia PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO Centro das Ciências Exatas e Tecnologia Faculdade de Matemática, Física e Tecnologia 1.00.00.00-3 - CIÊNCIAS EXATAS E DA TERRA 1.03.00.00-7 - CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO

Leia mais

Um novo marco na história da televisão brasileira

Um novo marco na história da televisão brasileira Um novo marco na história da televisão brasileira Bruno Rogério Tavares A TV Digital não é apenas uma evolução tecnológica da televisão. Trata-se de uma nova plataforma de comunicação baseada em tecnologia

Leia mais

Apresentação para Representantes. www.puro3d.com.br

Apresentação para Representantes. www.puro3d.com.br Apresentação para Representantes www.puro3d.com.br Puro 3D - Resumo Somos focados em desenvolver Games, Vídeos, Sites, Maquete Virtual, Transmídia, Produtos, Protótipos 3D, Design e Comerciais para Empresas

Leia mais

COMÉRCIO ELETRÔNICO UM BREVE HISTÓRICO

COMÉRCIO ELETRÔNICO UM BREVE HISTÓRICO UM BREVE HISTÓRICO COMÉRCIO ELETRÔNICO O comércio sempre existiu desde que surgiram as sociedades. Ele é dito como o processo de comprar, vender e trocar produtos e serviços. Inicialmente praticado pelos

Leia mais

Engenheiro Eletrônico pela PUC-RJ e mestrando da Universidade Federal Fluminense.

Engenheiro Eletrônico pela PUC-RJ e mestrando da Universidade Federal Fluminense. Padrões de Middleware para TV Digital Este tutorial apresenta o conceito de middleware para TV Digital, os atuais padrões de mercado e uma comparação entre eles, em termos de funcionalidades disponibilizadas.

Leia mais

A TV Digital no Brasil

A TV Digital no Brasil Agência Nacional de Telecomunicações Superintendência de Serviços de Comunicação de Massa A TV Digital no Brasil 30 de março de 2007 Ara Apkar Minassian Superintendente SET- São Paulo/SP 30 de março e

Leia mais

APLICAÇÃO PARA A TV DIGITAL INTERATIVA UTILIZANDO A API JAVATV Eli CANDIDO JUNIOR 1 Francisco Assis da SILVA 2

APLICAÇÃO PARA A TV DIGITAL INTERATIVA UTILIZANDO A API JAVATV Eli CANDIDO JUNIOR 1 Francisco Assis da SILVA 2 APLICAÇÃO PARA A TV DIGITAL INTERATIVA UTILIZANDO A API JAVATV Eli CANDIDO JUNIOR 1 Francisco Assis da SILVA 2 RESUMO: A televisão é uma das principais fontes de informação, entretenimento e cultura. A

Leia mais

Desenvolvimento de Sistemas para TV Digital. Prof. Fabrício J. Barth fbarth@tancredo.br Faculdades Tancredo Neves

Desenvolvimento de Sistemas para TV Digital. Prof. Fabrício J. Barth fbarth@tancredo.br Faculdades Tancredo Neves Desenvolvimento de Sistemas para TV Digital Prof. Fabrício J. Barth fbarth@tancredo.br Faculdades Tancredo Neves Objetivo Apresentar os conceitos básicos para o desenvolvimento de sistemas para TV Digital.

Leia mais

Televisão digital. Substituição analógica para digital. Diferenças entre a TV analógica e digital Conceitos básicos de TV digital

Televisão digital. Substituição analógica para digital. Diferenças entre a TV analógica e digital Conceitos básicos de TV digital Televisão digital Diferenças entre a TV analógica e digital Conceitos básicos de TV digital Alta definição,baixa definição Interatividade Histórico A política do governo Módulos de negócio e cadeia de

Leia mais

HABILITAÇÃO COMPONENTE TITULAÇÃO

HABILITAÇÃO COMPONENTE TITULAÇÃO Operação de Software Aplicativo Científica Engenharia da Produção Engenharia de Engenharia de Produção Matemática Aplicada às Matemática Aplicada e Científica Matemática com Tecnologia em - Ênfase em Gestão

Leia mais

Protocolo de Aplicação para Jogos de Tabuleiro para Ambiente de TV Digital

Protocolo de Aplicação para Jogos de Tabuleiro para Ambiente de TV Digital Protocolo de Aplicação para Jogos de Tabuleiro para Ambiente de TV Digital Felipe Martins de Lima Escola de Engenharia Universidade Federal Fluminense (UFF) Rua Passo da Pátria, 156 São Domingos Niterói

Leia mais

FUNDAMENTOS DE TV DIGITAL. Objetivos do Sistema Digital. Digital. Comparação. (NTSC x ATSC) Transmissão simultânea de várias programações

FUNDAMENTOS DE TV DIGITAL. Objetivos do Sistema Digital. Digital. Comparação. (NTSC x ATSC) Transmissão simultânea de várias programações PR UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ FUNDAMENTOS DE TV DIGITAL Prof. Alexandre A. P. Pohl Programa de Pós-Graduação em Engenharia Elétrica e Informática Industrial - CPGEI 1 Objetivos do Sistema

Leia mais

TDC 2011 - T-Commerce e T-Banking- Aplicações Seguras. Julho de 2011 Aguinaldo Boquimpani Gerente Senior de Produtos TOTVS TQTVD

TDC 2011 - T-Commerce e T-Banking- Aplicações Seguras. Julho de 2011 Aguinaldo Boquimpani Gerente Senior de Produtos TOTVS TQTVD TDC 2011 - T-Commerce e T-Banking- Aplicações Seguras Julho de 2011 Aguinaldo Boquimpani Gerente Senior de Produtos TOTVS TQTVD TDC 2011 AGENDA I. Cadeia de valor da TV Digital Interativa II. O Ginga e

Leia mais

EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA E A TV DIGITAL: UMA ABORDAGEM DO POTENCIAL DA INTERATIVIDADE

EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA E A TV DIGITAL: UMA ABORDAGEM DO POTENCIAL DA INTERATIVIDADE 1 EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA E A TV DIGITAL: UMA ABORDAGEM DO POTENCIAL DA INTERATIVIDADE Bauru, 05/2011 Valquiria Santos Segurado UNESP - valquiria.segurado@mstech.com.br Profª Drª Vânia Cristina Pires Nogueira

Leia mais

Alexandre Capozzoli. Resumo

Alexandre Capozzoli. Resumo Alexandre Capozzoli Designer Digital alexandrecgduarte@gmail.com Resumo Portfólio online: http://www.alexandrecgd.com Bacharel em Design, habilitado em Design para Mídias Digitais e Interativas pela Universidade

Leia mais

VIDEOCONFERENCING AND INTERNET

VIDEOCONFERENCING AND INTERNET VIDEOCONFERÊCIA E INTERNET Jonas Barros Maiara Matsuoka Wilson Carlos e-mail: maiara_sayuri@hotmail.com Redes Remotas de Computadores Prof. Tito Barbosa Redes Convergentes Prof. Esp. Marcelo Guido de Oliveira

Leia mais

UM PASSEIO PELA NAB 2011. Geraldo Cesar de Oliveira Star One

UM PASSEIO PELA NAB 2011. Geraldo Cesar de Oliveira Star One UM PASSEIO PELA NAB 2011 Geraldo Cesar de Oliveira Star One NAB 2011 em Números Mais de 1500 Expositores 151 países representados 92.708 visitantes cadastrados 25.601 visitantes internacionais Brasil uma

Leia mais

Promovendo a Memória de Pelotas pela TV Digital

Promovendo a Memória de Pelotas pela TV Digital Promovendo a Memória de Pelotas pela TV Digital Flávia P. dos Santos, Cauane Blumenberg, Christian Brackmann, Paulo R. G. Luzzardi Centro Politécnico Universidade Católica de Pelotas (UCPEL) Rua Félix

Leia mais

Espectro de Radiofreqüências TV Digital

Espectro de Radiofreqüências TV Digital QUESTÕES REGULATÓRIAS Espectro de Radiofreqüências TV Câmara dos Deputados Seminário Internacional TV - obstáculos e desafios para uma nova comunicação Brasília - 16/05/2006 Regulamentação Pertinente LGT

Leia mais

O / 4 FAIXA ETÁRIA SEXO 1.5% 0.2% 6.1% 0.2% 13.5% 25.8% 52.6% 407 entrevistas foram realizadas nos dias 27 e 28 de janeiro de 2010. Feminino.

O / 4 FAIXA ETÁRIA SEXO 1.5% 0.2% 6.1% 0.2% 13.5% 25.8% 52.6% 407 entrevistas foram realizadas nos dias 27 e 28 de janeiro de 2010. Feminino. A TERCEIRA EDIÇÃO DA CAMPUS PARTY BRASIL, REALIZADA EM SÃO PAULO ENTRE OS DIAS 25 E 31 DE JANEIRO DE 2010, REUNIU QUASE 100 MIL PARTICIPANTES PARA DISCUTIR AS TENDÊNCIAS DA INTERNET E DAS MÍDIAS DIGITAIS.

Leia mais

1 Introdução. 1.1. Motivação

1 Introdução. 1.1. Motivação 1 Introdução A adoção do Ginga-NCL como middleware declarativo do SBTVD (Sistema Brasileiro de Televisão Digital) estabeleceu um marco no desenvolvimento de aplicações interativas para TV Digital terrestre

Leia mais

INTERNET, RÁDIO E TV NA WEB

INTERNET, RÁDIO E TV NA WEB INTERNET, RÁDIO E TV NA WEB Moysés Faria das Chagas Graduado em Comunicação Social - Rádio e TV (Unesa) Pós-graduado em Arte-Educação (Universo) Mídia-Educação (UFF) MBA em TV Digital, Radiodifusão e Novas

Leia mais

Universidade. Estácio de Sá. Comunicação

Universidade. Estácio de Sá. Comunicação Universidade Estácio de Sá Comunicação A Estácio Hoje reconhecida como a maior instituição particular de ensino superior do país, a Universidade Estácio de Sá iniciou suas atividades em 1970, como Faculdades

Leia mais

Etec de Caraguatatuba

Etec de Caraguatatuba 1 Componente Curricular 1) GESTÃO DE SISTEMAS OPERACIONAIS I - (INFORMÁTICA PARA INTERNET) 2,5. 1.1 Licenciado: Ser portador de diploma de licenciatura plena em Computação, Sistemas e 1.2 Graduado (Bacharel

Leia mais

Um framework para o desenvolvimento de aplicações interativas para a Televisão Digital

Um framework para o desenvolvimento de aplicações interativas para a Televisão Digital Um framework para o desenvolvimento de aplicações interativas para a Televisão Digital Adriano Simioni, Valter Roesler Departamento de Informática Universidade do Vale do Rio dos Sinos (UNISINOS) Av. Unisinos,

Leia mais

Impacto da TV Digital no Futuro dos Negócios

Impacto da TV Digital no Futuro dos Negócios Impacto da TV Digital no Futuro dos Negócios Congresso SUCESU-SP 2007 Integrando Tecnologia aos Negócios 29/11/07 Juliano Castilho Dall'Antonia Diretor de TV Digital w w w. c p q d. c o m. b r 1 Sumário

Leia mais

Resumo. Abstract. Resumen

Resumo. Abstract. Resumen COSETTE CASTRO Doutora em Comunicação pela Universidad Autónoma de Barcelona Espanha. Consultora da CEPAL/UNESCO. Autora dos livros: Mídias Digitais, convergência tecnológica e inclusão social, em parceria

Leia mais

TV Digital: Recepção no Sistema Brasileiro de TV Digital Terrestre (SBTVD-T)

TV Digital: Recepção no Sistema Brasileiro de TV Digital Terrestre (SBTVD-T) TV Digital: Recepção no Sistema Brasileiro de TV Digital Terrestre (SBTVD-T) O conteúdo deste tutorial foi obtido do artigo de autoria do Érico Barbosa Teixeira, do Filipe Sousa Bragança Ferreira de Almeida

Leia mais

XTATION: UM AMBIENTE PARA EXECUÇÃO E TESTE DE APLICAÇÕES INTERATIVAS PARA O MIDDLEWARE GINGA

XTATION: UM AMBIENTE PARA EXECUÇÃO E TESTE DE APLICAÇÕES INTERATIVAS PARA O MIDDLEWARE GINGA UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E DA NATUREZA DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM INFORMÁTICA XTATION: UM AMBIENTE PARA EXECUÇÃO E TESTE DE APLICAÇÕES INTERATIVAS

Leia mais

Manual do Usuário. Desenvolvido para

Manual do Usuário. Desenvolvido para Manual do Usuário Desenvolvido para 1 Obrigado por comprar um Produto Comtac Você comprou um produto de uma empresa que oferece alta qualidade e valor agregado. Conheça nossa linha completa através do

Leia mais

Alertas emergenciais difundidos pelo rádio e televisão

Alertas emergenciais difundidos pelo rádio e televisão Alertas emergenciais difundidos pelo rádio e televisão Flávio Archangelo O Congresso da Sociedade de Engenharia de Televisão (SET) tratou de um tema tecnológico socialmente relevante: como a radiodifusão

Leia mais

Prezado Futuro Cliente

Prezado Futuro Cliente Prezado Futuro Cliente É com grade satisfação que encaminhamos nossa apresentação institucional e certos de estabelecermos uma parceria de sucesso e duradoura. Ela foi desenvolvida com objetivo de mostrar

Leia mais

Relatório das Ações de Comunicação Digital. Banco Postal

Relatório das Ações de Comunicação Digital. Banco Postal Relatório das Ações de Comunicação Digital Banco Postal Jan/2012 Divulgação parceria BB e Correios Janeiro/2012 Em 01 de julho 2011 o Banco do Brasil anunciou a parceria com os Correios na prestação de

Leia mais

Ementa das disciplinas optativas 2011.1 (em ordem alfabética independente do curso e do turno)

Ementa das disciplinas optativas 2011.1 (em ordem alfabética independente do curso e do turno) Ementa das disciplinas optativas 2011.1 (em ordem alfabética independente do curso e do turno) Disciplina Ementa Pré- requisito C.H. Curso Assessoria de Comunicação Conhecimento geral, reflexão e prática

Leia mais

ÍNDICE 16 INTERATIVIDADE 02 INTRODUÇÃO. 16 Aplicativos. 02 Ideia do Livro. 20 Como Usar. 02 Para quem foi escrito. 20 Ícone invite 03 TV DIGITAL

ÍNDICE 16 INTERATIVIDADE 02 INTRODUÇÃO. 16 Aplicativos. 02 Ideia do Livro. 20 Como Usar. 02 Para quem foi escrito. 20 Ícone invite 03 TV DIGITAL ÍNDICE 02 INTRODUÇÃO 02 Ideia do Livro 02 Para quem foi escrito 03 TV DIGITAL 03 O que é 04 Fatos e números do Brasil 05 Diferenças entre TV comum e TV a cabo 07 COMO FUNCIONA 07 Interatividade 16 INTERATIVIDADE

Leia mais

Modelo de produção de aplicação interativa para Sistema Brasileiro de Televisão Digital Terrestre em Ginga 1

Modelo de produção de aplicação interativa para Sistema Brasileiro de Televisão Digital Terrestre em Ginga 1 Modelo de produção de aplicação interativa para Sistema Brasileiro de Televisão Digital Terrestre em Ginga 1 Fernando Ramos GELONEZE 2 Universidade Estadual Paulista Julio de Mesquita Filho, Bauru, SP

Leia mais

Token SafeNet Authentication Cliente 8.3 (x32 e x64)

Token SafeNet Authentication Cliente 8.3 (x32 e x64) Token SafeNet Authentication Cliente 8.3 (x32 e x64) Manual do Usuário Índice O que é Token?... 03 Instalação do Token... 04 Verificação do Certificado... 07 Troca de Senhas... 10 O que é Token? É um dispositivo

Leia mais

competente e registro no Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura (CREA).

competente e registro no Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura (CREA). EMPRESA BRASIL DE COMUNICAÇÃO (EBC) CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS E FORMAÇÃO DE CADASTRO DE RESERVA EM CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR E DE NÍVEL MÉDIO EDITAL Nº 5 EBC, 26 DE JULHO DE 2011 A DIRETORA-PRESIDENTA

Leia mais

Televisão Digital Terrestre

Televisão Digital Terrestre Televisão Digital Terrestre Televisão Terrestre Do Analógico ao Digital Supervisor: Abel Costa Monitor: Patrícia Ramos da Silva MIEEC - Coordenador: José Magalhães Cruz Francisco Silva(MIEEC)-120503161

Leia mais

ETEC DE ILHA SOLTEIRA ILHA SOLTEIRA CLASSE DESCENTRALIZADA DE ILHA SOLTEIRA E. E. DE URUBUPUNGÁ

ETEC DE ILHA SOLTEIRA ILHA SOLTEIRA CLASSE DESCENTRALIZADA DE ILHA SOLTEIRA E. E. DE URUBUPUNGÁ REQUISITOS PARA INSCRIÇÕES AO PROCESSO SELETIVO DE DOCENTES, OBJETIVANDO A FORMAÇÃO DE CADASTRO PARA CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA DE EXCEPCIONAL INTERESSE PÚBLICO, Nº 065/03/2013 de 16/05/2013. 1. Cálculo Financeiros

Leia mais

Vídeo. Introdução à Ciência da Informação

Vídeo. Introdução à Ciência da Informação Vídeo Introdução à Ciência da Informação Vídeo O vídeo, do latim eu vejo, é uma a tecnologia de processamento de sinais eletrônicos analógicos ou digitais para capturar, armazenar, transmitir ou apresentar

Leia mais

NOVAS APLICAÇÕES DO ISDB-T

NOVAS APLICAÇÕES DO ISDB-T ANEXO 5 NOVAS APLICAÇÕES DO ISDB-T Uma das vantagens mais marcantes do ISDB-T é a sua flexibilidade para acomodar uma grande variedade de aplicações. Aproveitando esta característica única do ISDB-T, vários

Leia mais

Alexandre Duarte. Resumo

Alexandre Duarte. Resumo Alexandre Duarte UI / UX Designer alexandrecgduarte@gmail.com Resumo Formado no Bacharelado de Design com habilitação em Design para Mídias Digitais e Interativas pela Universidade Anhembi Morumbi. Mais

Leia mais

Comunicação Digital. Prof. Ângelo Augusto Ribeiro, Dr.

Comunicação Digital. Prof. Ângelo Augusto Ribeiro, Dr. Prof. Ângelo Augusto Ribeiro, Dr. UNIVERSIDADE TUIUTI DO PARANÁ Pós-Graduação em Gestão da Comunicação Pública e Empresarial 2010/2011 A disciplina Comunicação Digital Objetivo: Compreender o ambiente

Leia mais

APRESENTA COPA. Capixaba

APRESENTA COPA. Capixaba APRESENTA COPA Capixaba de APRESENTAÇÃO O mercado de jogos eletrônicos têm crescido exponencialmente no Brasil. O que se verifica hoje no país é uma grande empatia com games, que colocam o Brasil como

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA JÚLIO DE MESQUITA FILHO FAAC / BAURU PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM TELEVISÃO DIGITAL: INFORMAÇÃO E CONHECIMENTO

UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA JÚLIO DE MESQUITA FILHO FAAC / BAURU PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM TELEVISÃO DIGITAL: INFORMAÇÃO E CONHECIMENTO UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA JÚLIO DE MESQUITA FILHO FAAC / BAURU PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM TELEVISÃO DIGITAL: INFORMAÇÃO E CONHECIMENTO Marcos André Fabrício DESENVOLVIMENTO DE UMA APLICAÇÃO PARA

Leia mais

TV Digital. Cristiano Akamine

TV Digital. Cristiano Akamine TV Digital O objetivo deste tutorial é fornecer ao leitor os subsídios básicos necessários para entender o princípio de funcionamento dos três sistemas de TV digital existentes no mundo: sistema americano,

Leia mais

Categorização de ISO de usabilidade: Um estudo de caso sobre aplicação das ISO para a TV Digital

Categorização de ISO de usabilidade: Um estudo de caso sobre aplicação das ISO para a TV Digital Categorização de ISO de usabilidade: Um estudo de caso sobre aplicação das ISO para a TV Digital Danielly Guimarães 1, Elizabeth Furtado 1,2, Almeida Junior 1 1 Universidade de Fortaleza - Washington Soares,1321

Leia mais

TV ESCOLA INTERATIVA: UMA PROPOSTA EDUCATIVA PARA TV DIGITAL

TV ESCOLA INTERATIVA: UMA PROPOSTA EDUCATIVA PARA TV DIGITAL TV ESCOLA INTERATIVA: UMA PROPOSTA EDUCATIVA PARA TV DIGITAL Fernanda Paulinelli Rodrigues Silva 1 Thiago José Marques Moura 1 Alice Helena de Sousa Santos 1 Marília de Barros Ribeiro 1 Guido Lemos de

Leia mais

Dividendo Digital. Agenda de trabalhos. Centro Cultural de Belém 16 Abril 2009. A situação actual. O dividendo digital. O modelo de gestão de espectro

Dividendo Digital. Agenda de trabalhos. Centro Cultural de Belém 16 Abril 2009. A situação actual. O dividendo digital. O modelo de gestão de espectro Dividendo Digital Centro Cultural de Belém 16 Abril 2009 Carlos Gomes Direcção de Engenharia e Tecnologia Agenda de trabalhos A situação actual O dividendo digital O modelo de gestão de espectro O que

Leia mais

JARBAS JOSÉ VALENTE. Presidente Substituto da Agência Nacional de Telecomunicações

JARBAS JOSÉ VALENTE. Presidente Substituto da Agência Nacional de Telecomunicações JARBAS JOSÉ VALENTE Presidente Substituto da Agência Nacional de Telecomunicações Brasília, 4 de junho de 2013 Agenda Lei da Comunicação Audiovisual de Acesso Condicionado (Lei n. 12.485, de 11/09/2012);

Leia mais

UNIVERSIDADE DO VALE DO ITAJAÍ CENTRO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS DA TERRA E DO MAR CURSO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO

UNIVERSIDADE DO VALE DO ITAJAÍ CENTRO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS DA TERRA E DO MAR CURSO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO UNIVERSIDADE DO VALE DO ITAJAÍ CENTRO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS DA TERRA E DO MAR CURSO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO ESTUDO DO POTENCIAL INTERATIVO DA TV DIGITAL PARA APLICAÇÕES EDUCACIONAIS Área de Informática

Leia mais

Second Screen Desafios e Oportunidades da TV Conectada

Second Screen Desafios e Oportunidades da TV Conectada Second Screen Desafios e Oportunidades da TV Conectada Aécio Costa aecio.costa@cesar.org.br www.aeciocosta.com.br Agenda TV Interativa TV Digital Para onde estamos indo? TV Conectada Plataformas Consequências

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO PROJETOS DIGITAIS

PÓS-GRADUAÇÃO PROJETOS DIGITAIS PÓS-GRADUAÇÃO PROJETOS DIGITAIS Coordenadora: Pedro Segreto 06/04/2015 > 09/2016 400 horas Idioma: Português Aulas: Segundas e quartas das 19h30 às 22h30 PÚBLICO-ALVO Profissionais e pesquisadores das

Leia mais

AVISO DE RETIFICAÇÃO II CREDENCIAMENTO N.º 502/2009

AVISO DE RETIFICAÇÃO II CREDENCIAMENTO N.º 502/2009 AVISO DE RETIFICAÇÃO II CREDENCIAMENTO N.º 502/2009 O SESI/SENAI - PR, torna pública a RETIFICAÇÃO referente ao Edital de CREDENCIAMENTO N.º 502/2009, conforme segue: Fica Incluído no ANEXO III - ÁREAS

Leia mais

PADRÕES DE MIDDLEWARE PARA TV DIGITAL

PADRÕES DE MIDDLEWARE PARA TV DIGITAL Niterói, RJ, Brasil, 8-10 de novembro de 2005. PADRÕES DE MIDDLEWARE PARA TV DIGITAL Alexsandro Paes, Renato H. Antoniazzi, Débora C. Muchaluat Saade Universidade Federal Fluminense (UFF) / Centro Tecnológico

Leia mais

Modelo de Processo de Desenvolvimento de Programas para TV Digital e Interativa

Modelo de Processo de Desenvolvimento de Programas para TV Digital e Interativa Universidade Salvador Elba Guimarães Veiga Modelo de Processo de Desenvolvimento de Programas para TV Digital e Interativa Salvador- BA 2006 Universidade Salvador Elba Guimarães Veiga Modelo de Processo

Leia mais

Qualidade. Confiança. Inovação.

Qualidade. Confiança. Inovação. Qualidade. Confiança. Inovação. Soluções em Radiodifusão, Vídeo e Comunicação do Brasil para o mundo. Transmissores Excitadores Multiplexadores Encoders Gap-fillers Micro-ondas Rádio Digital Câmeras Broadcast

Leia mais

Obtenha esta apresentação em www.uniconsult.com.br/forum2012-2

Obtenha esta apresentação em www.uniconsult.com.br/forum2012-2 1 Obtenha esta apresentação em www.uniconsult.com.br/forum2012-2 2 Apresentadores Fernando Di Giorgi Sócio-fundador da USS - Uniconsult Sistemas e Serviços. 30 anos de experiência na área administrativa

Leia mais

ROTEIRO PARA A TV DIGITAL INTERATIVA A PARTIR DOS PRESSUPOSTOS DA HIPERMÍDIA

ROTEIRO PARA A TV DIGITAL INTERATIVA A PARTIR DOS PRESSUPOSTOS DA HIPERMÍDIA ROTEIRO PARA A TV DIGITAL INTERATIVA A PARTIR DOS PRESSUPOSTOS DA HIPERMÍDIA Fortaleza, CE, Maio 2011 Liádina Camargo i, Universidade de Fortaleza, liadina@unifor.br Setor Educacional Educação Continuada

Leia mais

Curso de Instalação e Gestão de Redes Informáticas

Curso de Instalação e Gestão de Redes Informáticas ESCOLA PROFISSIONAL VASCONCELLOS LEBRE Curso de Instalação e Gestão de Redes Informáticas LIGADORES DE VIDEO: VGA, DVI, S-VIDEO E COMPONENTE VIDEO José Vitor Nogueira Santos FT2-0749 Mealhada, 2009 Introdução

Leia mais

Uma análise sobre a produção de conteúdo e a interatividade na TV digital interativa

Uma análise sobre a produção de conteúdo e a interatividade na TV digital interativa Uma análise sobre a produção de conteúdo e a interatividade na TV digital interativa Mariana da Rocha C. Silva Mariana C. A. Vieira Simone C. Marconatto Faculdade de Educação-Unicamp Educação e Mídias

Leia mais

Universidade Federal Fluminense IACS - Instituto de Arte e Comunicação Social Departamento de Comunicação Social Curso de Publicidade e Propaganda

Universidade Federal Fluminense IACS - Instituto de Arte e Comunicação Social Departamento de Comunicação Social Curso de Publicidade e Propaganda Universidade Federal Fluminense IACS - Instituto de Arte e Comunicação Social Departamento de Comunicação Social Curso de Publicidade e Propaganda Disciplinas Optativas Publicidade Carga horária total

Leia mais

Audiência Pública O setor de jogos eletrônicos e digitais no Brasil. CCTCI e CCULT

Audiência Pública O setor de jogos eletrônicos e digitais no Brasil. CCTCI e CCULT Audiência Pública O setor de jogos eletrônicos e digitais no Brasil CCTCI e CCULT Política Nacional de Conteúdos Digitais Criativos Objetivo Integrar e estimular o potencial econômico das cadeias produtivas

Leia mais

Proposta AGTURB-MG. 2. Estrutura do ICBH. literatura, uns 600 materiais didáticos, 300 CDs e 260 DVDs a disposição dos nossos

Proposta AGTURB-MG. 2. Estrutura do ICBH. literatura, uns 600 materiais didáticos, 300 CDs e 260 DVDs a disposição dos nossos Proposta AGTURB-MG 1. Estrutura do curso 2011 1 módulo 2 módulo 3 módulo Total Níveis A2.1 + A2.2 B1.1. + B1.2 B1.3 + B1.4 Iniciante-Intermediário-Avançado Carga horária 120 120 120 360 horas Meses do

Leia mais

Desenvolvendo Aplicações para a Televisão Digital

Desenvolvendo Aplicações para a Televisão Digital Desenvolvendo Aplicações para a Televisão Digital 1 Paulyne Jucá, 1 Ubirajara de Lucena, 2 Carlos Ferraz 1 C.E.S.A.R Centro de Estudos e Sistema Avançados do Recife Caixa Postal 15.064 91.501-970 Recife

Leia mais

Mídias digitais interativas: perspectivas de níveis, graus e modelos.

Mídias digitais interativas: perspectivas de níveis, graus e modelos. PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO Programa de Estudos Pós-Graduados em Comunicação e Semiótica Reginaldo Gonçalves do Amaral Mídias digitais interativas: Mestrado em Comunicação e Semiótica

Leia mais

Televisão MARKTEST A U D I M E T R I A MARKTEST A U D I M E T R I A

Televisão MARKTEST A U D I M E T R I A MARKTEST A U D I M E T R I A Televisão Seminário APODEMO Comunicação e Media Fragmentação e Convergência Lisboa, 27 de Outubro 2009 Joelma Garcia Era da Narrativa Era do Registo IATV Bareme Audímetria Cabo DTH Set-Top Boxes Analógico

Leia mais

TV Digital Interativa Possibilidades e Tendências

TV Digital Interativa Possibilidades e Tendências CENTRO UNIVERSITÁRIO DE BRASÍLIA UniCEUB FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS FASA CURSO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL HABILITAÇÃO PUBLICIDADE E PROPAGANDA DISCIPLINA: MONOGRAFIA PROFESSOR ORIENTADOR: ESPECIALISTA

Leia mais

Mudanças com a chegada da TV Digital no Brasil

Mudanças com a chegada da TV Digital no Brasil CENTRO UNIVERSITÁRIO DE BRASÍLIA UniCEUB FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS FASA CURSO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL HABILITAÇÃO EM PUBLICIDADE E PROPAGANDA DISCIPLINA: MONOGRAFIA PROFESSOR ORIENTADOR: ESPECIALISTA

Leia mais

Edriano Carlos Campana UM AMBIENTE COMPUTACIONAL PARA EMULAR EM REDE APLICAÇÕES INTERATIVAS DESENVOLVIDAS PARA TELEVISÃO DIGITAL

Edriano Carlos Campana UM AMBIENTE COMPUTACIONAL PARA EMULAR EM REDE APLICAÇÕES INTERATIVAS DESENVOLVIDAS PARA TELEVISÃO DIGITAL UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA JÚLIO DE MESQUITA FILHO FACULDADE DE ARQUITETURA, ARTES E COMUNICAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM TELEVISÃO DIGITAL: INFORMAÇÃO E CONHECIMENTO Edriano Carlos Campana UM

Leia mais

PROF.: PAULO GOMES MATÉRIA: STR1 MOURA LACERDA. TIPOS DE RECEPTORES DE TV e SISTEMAS

PROF.: PAULO GOMES MATÉRIA: STR1 MOURA LACERDA. TIPOS DE RECEPTORES DE TV e SISTEMAS PROF.: PAULO GOMES MATÉRIA: STR1 MOURA LACERDA TIPOS DE RECEPTORES DE TV e SISTEMAS Como tudo em nossa vida e em nosso mundo evolui, com a tecnologia não é diferente, agora você pode contar com alta definição

Leia mais

XIII Simpósio Brasileiro de Desenvolvimento de Jogos e Entretenimento Digital. Cerimônia de Premiação do Concurso INOVApps

XIII Simpósio Brasileiro de Desenvolvimento de Jogos e Entretenimento Digital. Cerimônia de Premiação do Concurso INOVApps XIII Simpósio Brasileiro de Desenvolvimento de Jogos e Entretenimento Digital Cerimônia de Premiação do Concurso INOVApps Política Nacional de Conteúdos Digitais Criativos Objetivo Integrar e estimular

Leia mais

Sobre Nós. Primeiro, pensamos em construir negócios. O seu negócio!

Sobre Nós. Primeiro, pensamos em construir negócios. O seu negócio! mistura.ws Sobre Nós Primeiro, pensamos em construir negócios. O seu negócio! Depois misturamos a melhor estratégia, design e tecnologia para oferecer excelentes resultados e garantir o seu sucesso. Somos

Leia mais

central de atendimento -> 55(11) 3807-0188 ou atendimento@grupotreinar.com.br

central de atendimento -> 55(11) 3807-0188 ou atendimento@grupotreinar.com.br Todos nossos cursos são preparados por mestres e profissionais reconhecidos no mercado de Segurança da Informação no Brasil e exterior. Os cursos são ministrados em português, espanhol ou inglês, atendendo

Leia mais

O NLINE T ELEPH O NE. www.dapperweb.com.br +55 (54) 3029-2371. + whatsapp. Proposta Comercial. STUDIES TIMELINE BRIEF TEAM. www.dapperweb.com.

O NLINE T ELEPH O NE. www.dapperweb.com.br +55 (54) 3029-2371. + whatsapp. Proposta Comercial. STUDIES TIMELINE BRIEF TEAM. www.dapperweb.com. O NLINE T ELEPH O NE +55 (54) 3029-2371 contato@dapperweb.com.br +55 (54) 9621-2310 + whatsapp TEAM BRIEF TIMELINE STUDIES PAC K AG E S CO N C E P T CO S T S S I G N O FF Proposta Comercial. Leandro Dapper

Leia mais

TV DIGITAL INTERATIVA: Um Modelo de Aplicativo para Inscrições de Vestibular.

TV DIGITAL INTERATIVA: Um Modelo de Aplicativo para Inscrições de Vestibular. Organização Sete de Setembro de Cultura e Ensino LTDA Faculdade Sete de Setembro FASETE Curso de Bacharelado em Sistemas de Informação Eliomar Gomes Campos TV DIGITAL INTERATIVA: Um Modelo de Aplicativo

Leia mais

DANIELA DOMINGUES DE SOUSA

DANIELA DOMINGUES DE SOUSA DANIELA DOMINGUES DE SOUSA QNH Área Especial 03 Taguatinga Norte Bloco B Apt 1101 72130-603 Taguatinga DF (61) 3264-8096 (61) 9256-3343 daniela.domingues@yahoo.com.br 32 anos Brasileira Casada Disponibilidade

Leia mais

EIXO TECNOLÓGICO: INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO. Relação de Títulos Informação e Comunicação. Aprendizagem

EIXO TECNOLÓGICO: INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO. Relação de Títulos Informação e Comunicação. Aprendizagem EIXO TECNOLÓGICO: INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO Relação de s Informação e Comunicação Aprendizagem Código Capacitação 252 Administrador de Banco de Dados 253 Administrador de Redes 1195 Cadista 1291 Desenhista

Leia mais