ATUAÇÃO DA COCESP 2010 apresentação: dezembro 2010

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ATUAÇÃO DA COCESP 2010 apresentação: dezembro 2010"

Transcrição

1 ATUAÇÃO DA COCESP 2010 apresentação: dezembro 2010

2 Ciclo de vida das instalações: Planejamento Projeto Construção Operação Manutenção Categorias intervenção: A Construções de novos edifícios B C D Intervenções em edifícios existentes que alterem a área construída Intervenções em edifícios existentes que tenham serviços de engenharia de grande complexidade técnica; alterem as características originais; alterem a função Intervenções em edifícios existentes que não alterem as características originais e restabeleçam as qualidades originais

3 Atuação da COESF, Coordenadorias e Unidades: Área interna às Unidades A B C D Planejamento Projeto Construção Operação Manutenção COESF (Delegação às Unidades) Unidades Unidades Área dos Campi A B C D Planejamento Projeto Construção Operação Manutenção COESF (CORES) Coordenadorias - Campi Coordenadorias Campi

4 Atuação da COCESP (conservação e manutenção): Totens e Portarias Podas e Jardinagem Leito carroçável Guias e sarjetas Pontos de ônibus Sinalização Placas Portões e Cercas Lixeiras Transformadores Bueiros e bocas de lobo Veículos operacionais Ônibus Marcos e coletores Postes e Iluminação Rede elétrica Rede de água Rede de águas pluviais

5 Atuação da COCESP (operação): Trânsito Circulares Segurança e vigilância Varrição Coleta de lixo comum e seletiva Coleta de óleo de fritura Tratamento dos cães no abrigo Abastecimento de combustíveis Produção de peças de cimento Serralheria, Carpintaria e Hidráulica Construção e pedreiros Oficina mecânica Fábrica de placas Fiscalização

6 Atuação da COCESP (relacionamento com a comunidade): Comunicação Ouvidoria Arquitetura e Projetos Compras Campus sustentável Ações com a comunidade:, festas, visitas ao campus

7 Recursos COCESP (custeio e investimento): Recursos COCESP para Custeios e Investimentos (R$ x 10³) Dotação Básica Treinamento de R.H. Manut. Predial Manut. Áreas Externas Manut. Sist. Viário Equip. de Segurança Manut. Informática Concedidos para Solicitados para Concedidos para Aumento (%) Total

8 Discussão sobre esportivos 2011: 2008 público número de 23 entidades organizadoras 11 arrecadação projeto FUSP (R$) público número de 25 entidades organizadoras 10 arrecadação projeto FUSP (R$) público entidades organizadoras número de arrecadação , público número de (contabilizando 10 Volta USP) entidades organizadoras 8 arrecadação projeto FUSP (R$) ,

9 Discussão sobre esportivos 2011: Principais problemas detectados até 2009: Ruído; Resíduos; Excesso de pessoas (em relação ao espaço); Falta de agenda e de planejamento. Evolução em 2010: Número de /ano limitado (agenda e planejamento); Definição de área de percurso/campus; Limite de pessoas; Contrato com as empresas; Reajuste dos valores quanto ao uso do espaço; Recolhimento de cheque caução (referente a danos e descumprimentos de regras); Punições aplicadas (multas).

10 Discussão sobre esportivos 2011: Projetos/ de rua para 2011: 25 projetos; Meses: Janeiro: 1; Fevereiro: 0; Março: 2; Abril: 4; Maio: 4; Junho: 1; Participantes: ; Julho: 2; Agosto: 4; Setembro: 1; Outubro: 0; Novembro: 2; Dezembro: 4. Proposta para 2011: número máximo de /ano 15

11 Discussão sobre festas (balanço 2009/2010): 2009: festas notificadas/autorizadas (800 a 5000 pessoas) * número de festas 6 público : festas notificadas/autorizadas (150 a 6000 pessoas) * número de festas 10 público * não estão contabilizadas as festas do centro de vivência das químicas número de festas público Principais problemas detectados nas festas: Ruído (excesso/horário); Acúmulo de resíduos; Excesso de pessoas (em relação ao espaço); Furto (objetos e veículos); Serviços sem qualidade/amadores; Falta de estrutura (física e de serviços); Consumo de bebidas; Falta de agenda e de planejamento. Em 2011, será montada agenda de festas/ Necessidade: Regras quanto a bebidas.

12 Discussão sobre a revitalização do Centro de Visitantes: Física: Primeiras medidas em 2010 e medidas adicionais de readequação do espaço para 2011; Operação: Reunião com comunicadores das unidades e institutos da CUASO: 35 participantes; 23 unidades/condôminos representados (AUSPIn, CCInt, CPC, COCESP, Coral USP, EACH, ECA, EEFE, EP, FAU, FCF, FFLCH, FO, ICB, IAG, IB, IEB, IF, IQ, MAE, Paço das Artes, PRCEU, Reitoria) Questões, demandas e problemas: Produção/distribuição de material; Validação de informações repassadas; Sinalização do campus: área central x periférica [Show da Física, Museu do Oceanográfico, Museu de Geociências, FAU (interesse de visitar o próprio prédio e auditório recebe várias atividades), IME (Caem)]. Para 2011: Formação de lista de discussão para comunicação; Formação de um Grupo Permanente de Gestão sobre Comunicação; Sugestão de que primeira reunião seja no início de 2011.

13 Discussão sobre o Programa Campus Sustentável para 2011: Gestão Integrada do Campus Gestão de Resíduos Campus Sustentável Mobilidade Gestão de Recursos Naturais Saúde Ambiental

14 Discussão sobre o Programa Campus Sustentável para 2011: água insumos GESTÃO DE RECURSOS NATURAIS ar energia vegetação

15 Discussão sobre o Programa Campus Sustentável para 2011: propesc Fórum espaço público GESTÃO INTEGRADA DO CAMPUS Eventos sustentáveis Sistema de informações Moeda ambiental Parcerias Institucionais Crédito de carbono

16 Discussão sobre o Programa Campus Sustentável para 2011: Grupo de assessoria Inventário de Resíduos GESTÃO INTEGRADA DE RESÍDUOS Banco de dados Planos de Gerenciamento por Resíduos Limpeza Pública

17 Discussão sobre o Programa Campus Sustentável para 2011: Monitoramento de Vetores Monitoramento de Animais no Campus SAÚDE AMBIENTAL Produção e Comércio de Alimentos no Campus Atualização vacinal

18 Discussão sobre o Programa Campus Sustentável para 2011: pedalusp Mobilidade elétrica Transporte Ciclovias e Ciclofaixas Conexão com Metrô MOBILIDADE Pedestre Transbordo de Cargas

19 Discussão sobre o Programa Campus Sustentável para 2011: Crédito de Carbono Moeda Ambiental propesc Gestão Integrada do Campus Fórum insumos Parcerias Sistema de informações Eventos Gerenciamento assessoria Limpeza Pública Gestão de Resíduos Campus Sustentável Banco de dados Inventário Ciclovias pedalusp Mob elétrica Metrô Mobilidade Pedestre Transporte Cargas água energia Gestão de Recursos Naturais vegetação ar Vetores Saúde Ambiental vacinas Alimento Animais

20 Discussão sobre parcerias Internas: PRCEU: passaporte cultural; Coordenadoria de Gestão Ambiental: Campus Sustentável; FMVZ: Saúde Alimentar e Saúde Animal; Escola de Educação Física e CEPEUSP: ciclismo e práticas esportivas; IME: pesquisa sobre perfil do usuário do Campus/conflito de interesses; CODAGE/DI: Sistema Terra; CCS: Comunicação Visual do Campus; Unidades da USP em geral

21 Discussão sobre parcerias Externas: Supervisão de Vigilância em Saúde do Butantã: monitoramento de vetores; Vigilância Sanitária e Epidemiológica. Centro de Controle de Zoonoses: monitoramento de animais (cães e gatos).

Superintendência do Espaço Físico Diretrizes Orçamentárias para 2015

Superintendência do Espaço Físico Diretrizes Orçamentárias para 2015 Superintendência do Espaço Físico Diretrizes Orçamentárias para 2015 1. Recursos SEF 1.1. Custeio - Dotação Básica - Manutenção e Reposição de Equipamentos de Informática - Treinamento de Recursos Humanos

Leia mais

Planejamento para Implantação do Sistema de Bicicletas Compartilhadas na USP PEDALUSP

Planejamento para Implantação do Sistema de Bicicletas Compartilhadas na USP PEDALUSP Planejamento para Implantação do Sistema de Bicicletas Compartilhadas na USP Mauricio Serrano Goy Villar Rafael Stucchi da Silva Tom Bernardes Buser Hewlett-Packard 01/01/2012 Sumário 1. Resumo... 2 2.

Leia mais

Vagas USP SiSU SISU Integral Diurno Matutino Vespertino Noturno

Vagas USP SiSU SISU Integral Diurno Matutino Vespertino Noturno Vagas USP 2017 - SiSU AC EP PPI AC EP PPI AC EP PPI AC EP PPI AC EP PPI EACH EEL EESC Denominação das Áreas: Ciências Exatas e Tecnologia Bacharelado em Sistemas de Informação 0 0 6 6 6 18 0 12 12 12 36

Leia mais

TABELA DE VAGAS PARA O CONCURSO VESTIBULAR DE 2016 ÁREA DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLOGIA. Vagas TOTAIS EEL Lorena

TABELA DE VAGAS PARA O CONCURSO VESTIBULAR DE 2016 ÁREA DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLOGIA. Vagas TOTAIS EEL Lorena TABELA DE VAGAS PARA O CONCURSO VESTIBULAR DE 2016 ÁREA DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLOGIA EACH USP Leste Bacharelado em Sistemas de Informação Licenciatura em Ciências da Natureza DIURNAS* M M N N 126 EEL

Leia mais

Senhores assistentes.

Senhores assistentes. COMUNICADO SOBRE BASE DE CÁLCULO PARA DESCONTO DE RECURSOS DO GRUPO DE DESPESAS COM TRANSPORTES, REFERENTE À CONTRATAÇÃO DE SERVIÇO DE LOCAÇÃO DE VEÍCULOS DA FROTA DA USP. Senhores assistentes. Para auxiliar

Leia mais

Desafios para a gestão integrada em saúde e meio ambiente

Desafios para a gestão integrada em saúde e meio ambiente Desafios para a gestão integrada em saúde e meio ambiente Ambiente diferenciado do meio empresarial Campus Santo Amaro - Centro Universitário rio SENAC 120 mil m2 de terreno 21 cursos de graduação e 7

Leia mais

Relatório Anual 2011 RELATÓRIO ANUAL COORDENADORIA DO CAMPUS DA CAPITAL

Relatório Anual 2011 RELATÓRIO ANUAL COORDENADORIA DO CAMPUS DA CAPITAL RELATÓRIO ANUAL 2011 COORDENADORIA DO CAMPUS DA CAPITAL Sumário Apresentação (editorial coordenador)... 3 Missão... 5 Campus da Capital... 6 Pessoal... 7 Atividades no Ano de 2011... 9 Destaques do ano...

Leia mais

ATA DE REUNIÃO FÓRUM PERMANENTE ESPAÇO PÚBLICO 2ª EDIÇÃO - CAMPUS SUSTENTÁVEL

ATA DE REUNIÃO FÓRUM PERMANENTE ESPAÇO PÚBLICO 2ª EDIÇÃO - CAMPUS SUSTENTÁVEL ATA DE REUNIÃO Disciplina FÓRUM PERMANENTE ESPAÇO PÚBLICO 2ª EDIÇÃO - CAMPUS SUSTENTÁVEL Data 14 de setembro de 2010 Grupo GT3 Mobilidade Sustentável Local Sala 21 estádio - CEPEUSP Facilitadores Samir

Leia mais

ESPAÇO URBANO: vias de circulação (hierarquias)

ESPAÇO URBANO: vias de circulação (hierarquias) UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA FACULDADE DE ENGENHARIA DEPARTAMENTO DE ARQUITETURA E URBANISMO DISCIPLINA: FUNDAMENTOS DE URBANISMO - ENGENHARIA CIVIL ESPAÇO URBANO: vias de circulação (hierarquias)

Leia mais

MUNICÍPIO DE MARINGÁ PLANO PLURIANUAL ANEXO VII CLASSIFICAÇÃO DOS PROGRAMAS E AÇÕES POR FUNÇÃO E SUBFUNÇÃO

MUNICÍPIO DE MARINGÁ PLANO PLURIANUAL ANEXO VII CLASSIFICAÇÃO DOS PROGRAMAS E AÇÕES POR FUNÇÃO E SUBFUNÇÃO FUNÇÃO: 01 - Legislativa 031 - Ação Legislativa Processo Legislativo - Manutenção e desenvolvimento das atividades da Câmara Municipal de Maringá - Ampliação e/ou reforma do prédio da Câmara Municipal

Leia mais

ANEXO II VAGAS PARA TRANSFERÊNCIA 2016/2017 BIOLÓGICAS

ANEXO II VAGAS PARA TRANSFERÊNCIA 2016/2017 BIOLÓGICAS ANEXO II VAGAS PARA TRANSFERÊNCIA 2016/2017 BIOLÓGICAS Curso de Graduação em Gerontologia EACH V * 20 Educação Física e Esporte EEFE I * 11 Educação Física e Esporte - Bacharelado - Ribeirão EEFERP I *

Leia mais

PROGRAMA IFNMG SUSTENTÁVEL Metas a serem alcançadas

PROGRAMA IFNMG SUSTENTÁVEL Metas a serem alcançadas Ações/Programas e Detalhamento PROGRAMA Unidades e áreas envolvidas e respectivos responsáveis Projeto de Boas práticas de gestão do serviço público: Redução dos gastos públicos e racionalização dos recursos

Leia mais

Relatório de avaliação da 1a Oficina do Projeto Esplanada Sustentável

Relatório de avaliação da 1a Oficina do Projeto Esplanada Sustentável Relatório de avaliação da 1a Oficina do Projeto Esplanada Sustentável 1. Introdução A 1ª Oficina do Projeto Esplanada Sustentável foi realizada na ESAF, entre os dias 06 e 09 de fevereiro de 2012, em caráter

Leia mais

ESTRUTURA CURRICULAR 2005 DO CURSO DE ENGENHARIA CIVIL DA UFSCar Periodização das Disciplinas comuns às Ênfases

ESTRUTURA CURRICULAR 2005 DO CURSO DE ENGENHARIA CIVIL DA UFSCar Periodização das Disciplinas comuns às Ênfases ESTRUTURA CURRICULAR 2005 DO CURSO DE ENGENHARIA CIVIL DA UFSCar Periodização das Disciplinas comuns às Ênfases 1º PERÍODO 1 02010-9 Introdução à Computação 4-2 06216-2 Leitura e produção de textos para

Leia mais

PAINEL CANAL FORNECEDOR

PAINEL CANAL FORNECEDOR PAINEL CANAL FORNECEDOR Sistema Petrobras Fórum Regional da Bacia de Santos Caraguatatuba, 04 de Junho de 2009 PAINEL CANAL DO FORNECEDOR AGENDA 1 2 Apresentação do Compartilhado Necessidades do Compartilhado

Leia mais

CRF/BA. Comparativo da Despesa Paga CONSELHO REGIONAL DE FARMÁCIA DO ESTADO DA BAHIA - CRF-BA CNPJ: / Página:1/6

CRF/BA. Comparativo da Despesa Paga CONSELHO REGIONAL DE FARMÁCIA DO ESTADO DA BAHIA - CRF-BA CNPJ: / Página:1/6 CONSELHO REGIONAL DE FARMÁCIA DO ESTADO DA BAHIA - CRF-BA CNPJ: 13.529.565/0001-02 Comparativo da Paga CRÉDITO DISPONÍVEL DA DESPESA 10.692.70 517.916,89 9.309.452,52 1.383.247,48 CRÉDITO DISPONÍVEL DESPESAS

Leia mais

CRF/BA. Comparativo da Despesa Paga CONSELHO REGIONAL DE FARMÁCIA DO ESTADO DA BAHIA - CRF-BA CNPJ: / Página:1/6

CRF/BA. Comparativo da Despesa Paga CONSELHO REGIONAL DE FARMÁCIA DO ESTADO DA BAHIA - CRF-BA CNPJ: / Página:1/6 CONSELHO REGIONAL DE FARMÁCIA DO ESTADO DA BAHIA - CRF-BA CNPJ: 13.529.565/0001-02 Comparativo da Paga CRÉDITO DISPONÍVEL DA DESPESA 10.292.70 9.375.483,91 CRÉDITO DISPONÍVEL DESPESAS CORRENTES 10.038.70

Leia mais

RELATÓRIO DE VISTORIA

RELATÓRIO DE VISTORIA RELATÓRIO DE VISTORIA 09.06.2015 Campus: USP Leste Unidade/Órgão: Each Data da Vistoria: 18.05.2015 e 22.05.2015 Motivo: acompanhamento dos trabalhos: monitoramento de gases e operação do sistema de extração.

Leia mais

PLANO DE MOBILIDADE URBANA DE SÃO PAULO

PLANO DE MOBILIDADE URBANA DE SÃO PAULO PLANO DE MOBILIDADE URBANA DE SÃO PAULO setembro 2014 Plano de Mobilidade Urbana de São Paulo Documentos de referência referências Plano Municipal de Circulação Viária e de Transporte - 2003 Consolidou

Leia mais

TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DO RIO GRANDE DO NORTE SIGEPRO - SISTEMA DE ACOMPANHAMENTO E GERENCIAMENTO DA PROPOSTA ORÇAMENTÁRIA.

TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DO RIO GRANDE DO NORTE SIGEPRO - SISTEMA DE ACOMPANHAMENTO E GERENCIAMENTO DA PROPOSTA ORÇAMENTÁRIA. UA: SEÇÃO DE CONSERVAÇÃO PREDIAL Hora: 13:41:51 Página: 1 02.122.0570.20GP.0024 - JULGAMENTO DE CAUSAS E GESTÃO ADMINISTRATIVA NA JUSTIÇA ELEITORAL - NO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE CONSTRUÇÃO DO EDIFÍCIO-SEDE

Leia mais

PROPOSTA ORÇAMENTÁRIA 2014

PROPOSTA ORÇAMENTÁRIA 2014 PROPOSTA ORÇAMENTÁRIA 2014 OBJETIVO Apresentar um conjunto de informações sobre a proposta orçamentária 2014. DO ORÇAMENTO DE 2014 - Valor estipulado pelo CONIF na matriz orçamentária. - R$ 6.748.659,00

Leia mais

Anexo 7 - Despesa por Projeto e Atividade - Detalhado

Anexo 7 - Despesa por Projeto e Atividade - Detalhado Folha N. 1 01 LEGISLATIVA 120.000,00 4.543.000,00 4.848.000,00 01.031 AÇÃO LEGISLATIVA 120.000,00 4.543.000,00 4.848.000,00 01.031.0001 PROCESSO LEGISLATIVO 4.543.000,00 4.728.000,00 01.031.0001.0125 INATIVOS

Leia mais

PLANO DIRETOR DE DESENVOLVIMENTO FÍSICO E AMBIENTAL SEÇÃO 9: ZONEAMENTO AMBIENTAL URBANO

PLANO DIRETOR DE DESENVOLVIMENTO FÍSICO E AMBIENTAL SEÇÃO 9: ZONEAMENTO AMBIENTAL URBANO PLANO DIRETOR DE DESENVOLVIMENTO FÍSICO E AMBIENTAL SEÇÃO 9: ZONEAMENTO AMBIENTAL URBANO SÃO CARLOS, 03 de Julho de 2013 O Plano Diretor de Desenvolvimento Físico e Ambiental, como peça constituinte do

Leia mais

SANEAMENTO BÁSICO - LEI /07 - ÁGUA

SANEAMENTO BÁSICO - LEI /07 - ÁGUA - LEI 11.445/07 - ÁGUA 1 ESGOTO LIXO 2 CHUVA Lei nº 11.445/07, de 5/1/07 Água potável Esgoto sanitário Tratamento do lixo Drenagem da chuva 3 Lei 8.080/90 (promoção, proteção e recuperação da saúde) Art.

Leia mais

PRESTAÇÃO DE CONTAS 2004

PRESTAÇÃO DE CONTAS 2004 CENTRO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS CCT/JOINVILLE - SC PRESTAÇÃO DE CONTAS 2004 A Direção Geral do Centro de Ciências Tecnológicas de Joinville CCT/Joinville, sob a direção dos Prof. Gerson Volney Lagemann,

Leia mais

Mesa Redonda: POLÍTICAS PARA SUSTENTABILIDADE NAS UNIVERSIDADES

Mesa Redonda: POLÍTICAS PARA SUSTENTABILIDADE NAS UNIVERSIDADES Mesa Redonda: POLÍTICAS PARA SUSTENTABILIDADE NAS UNIVERSIDADES PERGUNTAS NORTEADORAS: 1) O que significa ambientalizar a universidade e o que se espera com isso? Ambientalização da universidade é a inserção

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE ROLÂNDIA ESTADO DO PARANÁ

PREFEITURA MUNICIPAL DE ROLÂNDIA ESTADO DO PARANÁ FUNÇÃO: JUDICIÁRIA Defesa do interesse público APOIO ADMINISTRATIVO Manutenção da Procuradoria Jurídica no processo judiciário ENCARGOS ESPECIAIS Encargos com precatórios e requisitórios FUNÇÃO: ADMINISTRAÇÃO

Leia mais

Decreto nº 2314/2016 de 27/09/2016

Decreto nº 2314/2016 de 27/09/2016 Decreta: Decreto nº 2314/2016 de 27/09/2016 Ementa: Abre Crédito Adicional Suplementar e da outras providências. O Prefeito Municipal de LUNARDELLI,, no uso de suas atribuições legais e das que lhe foram

Leia mais

ESTRUTURA ADMINISTRATIVA ORGANIZACIONAL DO PODER EXECUTIVO DO MUNICÍPIO DE CAARAPÓ MS, CONFORME LEI MUNICIPAL Nº /2011

ESTRUTURA ADMINISTRATIVA ORGANIZACIONAL DO PODER EXECUTIVO DO MUNICÍPIO DE CAARAPÓ MS, CONFORME LEI MUNICIPAL Nº /2011 ESTRUTURA ADMINISTRATIVA ORGANIZACIONAL DO PODER EXECUTIVO DO MUNICÍPIO DE CAARAPÓ MS, CONFORME LEI MUNICIPAL Nº 10.067/2011 Seção I Dos Órgãos Colegiados Art. 8º - A Administração Municipal de Caarapó

Leia mais

Gestão Socioambiental na Administração Pública de Minas Gerais Programa AmbientAÇÃO

Gestão Socioambiental na Administração Pública de Minas Gerais Programa AmbientAÇÃO Gestão Socioambiental na Administração Pública de Minas Gerais Programa AmbientAÇÃO Mirian Cristina Dias Baggio 2016 Programa AmbientAÇÃO O QUE É O AMBIENTAÇÃO? É um programa de comunicação e educação

Leia mais

15 à 17 AGO São Paulo Expo

15 à 17 AGO São Paulo Expo 15 à 17 AGO São Paulo Expo EXPOSTOS & CONVENIÊNCIA O evento oficial dos setores de distribuição e revenda de derivados de petróleo, equipamentos, lojas de conveniência e food service do Brasil. É o grande

Leia mais

O PROJETO CIDADE DO POVO. Rio Branco - AC, 26 de julho de 2012

O PROJETO CIDADE DO POVO. Rio Branco - AC, 26 de julho de 2012 O PROJETO CIDADE DO POVO Rio Branco - AC, 26 de julho de 2012 O PROBLEMA O PROBLEMA O PROBLEMA O PROBLEMA O PROBLEMA O PROBLEMA O PROBLEMA O CONTEXTO Sustentabilidade Econômica : ZPE Parque Industrial

Leia mais

Resolução CoG nº 6491, 26 de fevereiro de 2013.

Resolução CoG nº 6491, 26 de fevereiro de 2013. Pró Reitoria de Graduação Resolução CoG nº 6491, 26 de fevereiro de 2013. Fixa os cursos e carreiras do processo de Reescolha do Concurso Vestibular de 2013 da Universidade de São Paulo. A Pró-Reitora

Leia mais

RECURSOS FINANCEIROS FEA/SP Período de 01/01/2012 a 31/12/2012

RECURSOS FINANCEIROS FEA/SP Período de 01/01/2012 a 31/12/2012 RECURSOS FINANCEIROS FEA/SP Período de 01/01/2012 a 31/12/2012 Fonte: Sistema Mercúrio ORÇAMENTO GRUPOS Saldo Anterior Repasse ICMS DISPONIVEL Recursos Extras Entradas Remanejamento entre Grupos / Unid.

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE SÃO BERNARDO DO CAMPO Secretaria Administrativa Subsecretaria de Suprimentos. Contratos vigentes em fevereiro de 2016

CÂMARA MUNICIPAL DE SÃO BERNARDO DO CAMPO Secretaria Administrativa Subsecretaria de Suprimentos. Contratos vigentes em fevereiro de 2016 Contratos vigentes em fevereiro de 2016 Contrato nº 04/2015 Aditamento 01 Contratada: Diságua Distribuidora Ltda. CNPJ: 44.975.647/0001-04 Processo de Compra: 163/2014 Objeto: Aquisição de água mineral

Leia mais

Atuação CAIXA no Financiamento de Energia, Saneamento Ambiental e MDL

Atuação CAIXA no Financiamento de Energia, Saneamento Ambiental e MDL Atuação CAIXA no Financiamento de Energia, Saneamento Ambiental e MDL Nome: Denise Maria Lara de Souza Seabra Formação: Enga. Civil e Sanitarista Instituição: Caixa Econômica Federal Agenda Contextualização

Leia mais

APÊNDICE A Questionários Aplicados

APÊNDICE A Questionários Aplicados APÊNDICE A Questionários Aplicados CPA Comissão Própria de Avaliação 60 INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SÃO PAULO CAMPUS SERTÃOZINHO COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO CPA AUTOAVALIAÇÃO

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº /2015

PROJETO DE LEI Nº /2015 Sumário PROJETO DE LEI Nº /2015 TÍTULO I DOS FUNDAMENTOS, ABRANGÊNCIA E FINALIDADES...7 CAPÍTULO I DOS FUNDAMENTOS E ABRANGÊNCIA... 7 CAPÍTULO II DA FINALIDADE E PROCEDIMENTOS DE AVALIAÇÃO... 7 TÍTULO

Leia mais

Comparativo da Despesa Paga. Plano de Saúde, Serviços Hospitalares e Farmacêuticos BENEFÍCIOS ASSISTENCIAIS RGPS - CFF

Comparativo da Despesa Paga. Plano de Saúde, Serviços Hospitalares e Farmacêuticos BENEFÍCIOS ASSISTENCIAIS RGPS - CFF CONSELHO REGIONAL DE FARMACIA DO AMAPA CNPJ: 12.967.467/0001-94 Comparativo da Paga CRÉDITO DISPONÍVEL DA DESPESA 1.066.322,00 986.698,34 CRÉDITO DISPONÍVEL DESPESAS CORRENTES 804.332,00 724.708,34 PESSOAL

Leia mais

Proposta Orçamentária - Exercício EXECUÇÃO DA RECEITA RECEITA A REALIZAR RECEITA CORRENTE

Proposta Orçamentária - Exercício EXECUÇÃO DA RECEITA RECEITA A REALIZAR RECEITA CORRENTE Conselho Regional dos Representantes Comerciais no Estado de Pernambuco CNPJ: 09.852.690/0001-81 Proposta Orçamentária - Exercício 2016 6.2.1 - EXECUÇÃO DA RECEITA 6.2.1.1 - RECEITA A REALIZAR 6.2.1.1.1

Leia mais

usp e as profissoes 2013 guia para professores

usp e as profissoes 2013 guia para professores usp e as profissoes 2013 guia para professores o que e a feira de profissoes? A Feira de Profissões da USP é uma oportunidade para que os alunos do ensino médio antecipem seu contato com a Universidade

Leia mais

PARCERIA PÚBLICO-PRIVADA - PPP 7 DE OUTUBRO DE 2016

PARCERIA PÚBLICO-PRIVADA - PPP 7 DE OUTUBRO DE 2016 PARCERIA PÚBLICO-PRIVADA - PPP 7 DE OUTUBRO DE 2016 OBJETO DA PPP Parceria Público-Privada para: 1) Manutenção e Operação dos edifícios já existentes (câmpus Barcelona e Centro); 2) Construção do novo

Leia mais

Feira e Seminário Latino Americano de Suprimentos e Serviços para a Aviação. Expo Center Norte Pavilhão Amarelo São Paulo SP Brasil

Feira e Seminário Latino Americano de Suprimentos e Serviços para a Aviação. Expo Center Norte Pavilhão Amarelo São Paulo SP Brasil Suprimentos, Manutenção e Serviços 23 a 25 de abril de 2013 Expo Center Norte Pavilhão Amarelo São Paulo SP Brasil Feira e Seminário Latino Americano de Suprimentos e Serviços para a Aviação LATIN AMERICAN

Leia mais

Tabela I ENGENHARIA ELECTROTÉCNICA

Tabela I ENGENHARIA ELECTROTÉCNICA Tabela I ENGENHARIA ELECTROTÉCNICA Possíveis Saídas Profissionais: As engenheiras e os engenheiros electrotécnicos podem exercer a sua actividade profissional em: a) projecto de instalações eléctricas,

Leia mais

COMUNICAÇÕES TÉCNICAS 21º CONGRESSO BRASILEIRO DE TRANSPORTE E TRÂNSITO SÃO PAULO 28, 29 E 30 DE JUNHO DE 2017

COMUNICAÇÕES TÉCNICAS 21º CONGRESSO BRASILEIRO DE TRANSPORTE E TRÂNSITO SÃO PAULO 28, 29 E 30 DE JUNHO DE 2017 COMUNICAÇÕES TÉCNICAS 21º CONGRESSO BRASILEIRO DE TRANSPORTE E TRÂNSITO SÃO PAULO 28, 29 E 30 DE JUNHO DE 2017 A ANTP convida a todos os integrantes das entidades associadas, seus membros individuais e

Leia mais

RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE DERRUBADAS Comparativo da Despesa Autorizada com a Realizada - Anexo 11 Administração Direta

RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE DERRUBADAS Comparativo da Despesa Autorizada com a Realizada - Anexo 11 Administração Direta Página 1 Entidade : 02 GABINETE DO PREFEITO MUNICIPAL 388.850,00 0,00 388.850,00 379.148,52 9.701,48 02.01 GABINETE DO PREFEITO MUNICIPAL 388.850,00 0,00 388.850,00 379.148,52 9.701,48 0201.04 Administração

Leia mais

Relatório Semestral de Acompanhamento Ano 2015

Relatório Semestral de Acompanhamento Ano 2015 1. Documentos encaminhados: Encaminhados em anexo (ref. 2º Sem 2015): Cópia anexa do Balanço Patrimonial do 2º semestre; Cópia anexa da Demonstração do Resultado do Exercício separado por mês para o 2º

Leia mais

O MODELO FPSEEA/OMS NA CONSTRUÇÃO DE INDICADORES DE SAÚDE AMBIENTAL

O MODELO FPSEEA/OMS NA CONSTRUÇÃO DE INDICADORES DE SAÚDE AMBIENTAL O MODELO FPSEEA/OMS NA CONSTRUÇÃO DE INDICADORES DE SAÚDE AMBIENTAL Modelo FPSEEA/OMS Forcas Motrizes Marco conceitual FPSEEA Efeito Pressão Situação Exposição Ambiente Saude Ações preventivas Ações curativas

Leia mais

Parque de Resíduos. FUNFARME Fundação Faculdade Regional de Medicina de São José do Rio Preto SP - HOSPITAL DE BASE

Parque de Resíduos. FUNFARME Fundação Faculdade Regional de Medicina de São José do Rio Preto SP - HOSPITAL DE BASE Parque de Resíduos FUNFARME Fundação Faculdade Regional de Medicina de São José do Rio Preto SP - HOSPITAL DE BASE Vista aérea complexo FUNFARME Hemocentro Hospital H C P. Resíduos Faculdades Ambulatório

Leia mais

Horário - 1º Semestre de 2017

Horário - 1º Semestre de 2017 1º Período 07:00 08:40 Cálculo I Cálculo I Geografia Geral Cálculo I 08:50 10:30 GAAV GAAV GAAV Laboratório de Programação de computadores I T1 (Lab. DEMAT) 10:40 12:20 Português Instrumental Programação

Leia mais

Edital n o 1/2013 Programa de Bolsas de Intercâmbio Internacional para os Alunos de Graduação da USP

Edital n o 1/2013 Programa de Bolsas de Intercâmbio Internacional para os Alunos de Graduação da USP Edital n o 1/2013 Programa de Bolsas de Intercâmbio Internacional para os Alunos de Graduação da USP Portarias GR nºs 6087/2013 e 6088/2013 1. Das modalidades de bolsas previstas no Edital Duas modalidades

Leia mais

ANEXO I DA DISTRIBUIÇÃO DAS VAGAS POR MUNICÍPIO FUNÇÃO BELEM * PCD PARAGOMINAS MARABÁ SANTARÉM ALTAMIRA ITAITUBA ESCOLARIDADE - NIVEL SUPERIOR

ANEXO I DA DISTRIBUIÇÃO DAS VAGAS POR MUNICÍPIO FUNÇÃO BELEM * PCD PARAGOMINAS MARABÁ SANTARÉM ALTAMIRA ITAITUBA ESCOLARIDADE - NIVEL SUPERIOR ANEXO I DA DISTRIBUIÇÃO VAGAS POR MUNICÍPIO TECNICO EM GESTÃO DE MEIO AMBIENTE FUNÇÃO BELEM * PCD PARAGOMINAS MARABÁ SANTARÉM ALTAMIRA ITAITUBA ESCOLARIDADE - NIVEL SUPERIOR SOCIAIS 02 BIOLÓGICAS 04 01

Leia mais

Resolução CONGREGII 03/09 de 25/06/ de 2009.

Resolução CONGREGII 03/09 de 25/06/ de 2009. Serviço Público Federal MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE MINAS GERAIS UNIDADE CAMPUS II Resolução CONGREGII 03/09 de 25/06/ de 2009. Regulamenta Festas, Confraternizações,

Leia mais

MAPA DE PESSOAL DA CÂMARA MUNICIPAL DE PALMELA - Ano 2016 Nos termos da Lei n.º 35/2014, de 20 de junho

MAPA DE PESSOAL DA CÂMARA MUNICIPAL DE PALMELA - Ano 2016 Nos termos da Lei n.º 35/2014, de 20 de junho MAPA DE PESSOAL DA CÂMARA MUNICIPAL DE PALMELA - Ano 206 Nos termos da Lei n.º 35/204, de 20 de junho CÂMARA MUNICIPAL Assistente Técnico 4 4 4 [a3] 4 4 0 0 0 4 GABINETE DE APOIO À PRESIDÊNCIA 4 Planeamento

Leia mais

Prefeitura Municipal de Vinhedo

Prefeitura Municipal de Vinhedo 02 SECRETARIA MUNICIPAL DE GOVERNO 002 ADMINISTRAÇÃO GERAL DA SECRETARIA 04 ADMINISTRAÇÃO 140.00 3.940.50 4.080.50 04 122 ADMINISTRAÇÃO GERAL 140.00 3.840.50 3.980.50 04 122 1112 ADMINISTRAÇÃO GERAL DA

Leia mais

RELAÇÃO DOS PROGRAMAS/ÓRGÃOS/UNID. ORÇAMENTÁRIAS

RELAÇÃO DOS PROGRAMAS/ÓRGÃOS/UNID. ORÇAMENTÁRIAS PREFEITURA DA CIDADE DE NOVA IGUAÇU SECRETARIA MUNICIPAL DE PLANEJAMENTO E DESPESA PPA 2014-2017 EXERCÍCIO 2014 RELAÇÃO DOS PROGRAMAS/ÓRGÃOS/UNID. ORÇAMENTÁRIAS 5001 - ADMINISTRAÇÃO GERAL 02 - S. M. DE

Leia mais

Sabedoria é saber o que fazer, habilidade é saber como fazer, virtude é fazer. David Starr Jordan

Sabedoria é saber o que fazer, habilidade é saber como fazer, virtude é fazer. David Starr Jordan Sabedoria é saber o que fazer, habilidade é saber como fazer, virtude é fazer. David Starr Jordan 1851 1931, Biólogo (Ictiólogo) 1º Encontro GEINFO de Educação Continuada - 28 março 2016 saber o que fazer:

Leia mais

DESPACHO PC 8/ MANDATO 2013/2017 NO VEREADOR VITOR MANUEL INÁCIO COSTA

DESPACHO PC 8/ MANDATO 2013/2017 NO VEREADOR VITOR MANUEL INÁCIO COSTA DESPACHO PC 8/2013 - MANDATO 2013/2017 DELEGAÇÃO DE COMPETÊNCIAS I - De acordo com o disposto no art.º 36º, n.º 2, da Lei n.º 75/2013, de 12 de setembro, resolvo delegar nos Vereadores adiante indicados

Leia mais

A importância da mudança modal para tirar São Paulo da contramão. Autora: Arqta. Melissa Belato Fortes Co-autora: Arqta. Denise H. S.

A importância da mudança modal para tirar São Paulo da contramão. Autora: Arqta. Melissa Belato Fortes Co-autora: Arqta. Denise H. S. A importância da mudança modal para tirar São Paulo da contramão Autora: Arqta. Melissa Belato Fortes Co-autora: Arqta. Denise H. S. Duarte Objeto da pesquisa Relação entre adensamento, multifuncionalidade

Leia mais

Fotos: SPTURIS/Caio Silveira e Jefferson Pancieri. Relatório Mensal Março

Fotos: SPTURIS/Caio Silveira e Jefferson Pancieri. Relatório Mensal Março Fotos: SPTURIS/Caio Silveira e Jefferson Pancieri 2012 Relatório Mensal Março OUVIDORIA GERAL Prefeitura da Cidade de São Paulo A Ouvidoria Geral da Cidade de São Paulo registrou 5.290 atendimentos gerais,

Leia mais

Plano de Formação 2017 Ed

Plano de Formação 2017 Ed Plano de Formação 2017 Ed. 02 2017-01-12 Índice Gestão e Qualidade... 3 Amostragem... 4 Incertezas nas Medições... 5 Químicas e Técnicas Instrumentais... 5 Operadores... 6 Ensaios Não Destrutivos... 7

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ESCOLA DE ENGENHARIA DE SÃO CARLOS DEPARTAMENTO DE HIDRÁULICA E SANEAMENTO

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ESCOLA DE ENGENHARIA DE SÃO CARLOS DEPARTAMENTO DE HIDRÁULICA E SANEAMENTO GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA AMBIENTAL - 2014 Disciplina: SHS 0382 Sustentabilidade e Gestão Ambiental TEXTO DE APOIO DIDÁTICO [material restrito da disciplina] Prof. Tadeu Fabrício Malheiros Monitora: Alejandra

Leia mais

Exercício N. 4 PLANO DE AÇÃO PARA REDUÇÃO DO RISCO DE DESASTRES. Centro (problema concentrado numa rua) Rua Blumenau Ibirama SC

Exercício N. 4 PLANO DE AÇÃO PARA REDUÇÃO DO RISCO DE DESASTRES. Centro (problema concentrado numa rua) Rua Blumenau Ibirama SC EXERCÍCIO ESSE EXERCÍCIO PODERÁ SER FEITO INDIVIDUALMENTE OU EM GRUPO, COM PESSOAS DA SUA COMUNIDADE, BAIRRO, ESTADO, QUE ESTEJAM OU NÃO FAZENDO O CURSO. PREENCHA OS DADOS DESSA TABELA, (A TABELA SERÁ

Leia mais

Calçada Para Todos Mobilidade Urbana LONDRINA, PR

Calçada Para Todos Mobilidade Urbana LONDRINA, PR Calçada Para Todos Mobilidade Urbana LONDRINA, PR MUNICÍPIO DE LONDRINA CARACTERIZAÇÃO DO MUNICÍPIO DE LONDRINA Situado ao norte do estado do Paraná Município foi criado em dezembro de 1934 e acaba de

Leia mais

XV ASSEMBLEIA DA ASSEMAE REGIONAL DE SANTA CATARINA EXCELÊNCIA NA GESTÃO DOS SERVIÇOS DE SANEAMENTO

XV ASSEMBLEIA DA ASSEMAE REGIONAL DE SANTA CATARINA EXCELÊNCIA NA GESTÃO DOS SERVIÇOS DE SANEAMENTO XV ASSEMBLEIA DA ASSEMAE REGIONAL DE SANTA CATARINA EXCELÊNCIA NA GESTÃO DOS SERVIÇOS DE SANEAMENTO Experiência Exitosa: Implantação da Norma ABNT no Samae de Jaraguá do Sul - Dificuldades e desafios 1/31

Leia mais

RESOLUÇÃO. Currículo revogado conforme Res. CONSEPE 71/2002, de 18 de dezembro de 2002.

RESOLUÇÃO. Currículo revogado conforme Res. CONSEPE 71/2002, de 18 de dezembro de 2002. RESOLUÇÃO CONSEPE 44/99 ALTERA O PLANO CURRICULAR E O REGIME DO CURSO DE ENGENHARIA CIVIL, DO CÂMPUS ITATIBA. O Presidente do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão - CONSEPE, no uso da atribuição que

Leia mais

Universidade Federal de Juiz de Fora Faculdade de Engenharia - ESA

Universidade Federal de Juiz de Fora Faculdade de Engenharia - ESA Universidade Federal de Juiz de Fora Faculdade de Engenharia - ESA Planejamento e Gestão de RSU LIMPEZA URBANA PGRSU 2016/1 3ª e 5ª 10:00 às 12:00h 22/6/2016 1 Limpeza Urbana: CF Art 30 Lei 11445/2007

Leia mais

LICITAÇÕES REALIZADAS EM 2013 MODALIDADE COLETA DE PREÇOS

LICITAÇÕES REALIZADAS EM 2013 MODALIDADE COLETA DE PREÇOS LICITAÇÕES REALIZADAS EM 2013 MODALIDADE COLETA DE PREÇOS NÚMERO DO PROCESSO 01/2013 Rua Alfredo Guedes, 1949 CONTRATAÇÃO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE PLANEJAMENTO, ORGANIZAÇÃO, COORDENAÇÃO, APOIO, GERENCIAMENTO

Leia mais

AGENDA 21 GESTÃO DOS RECURSOS NATURAIS

AGENDA 21 GESTÃO DOS RECURSOS NATURAIS AGENDA 21 GESTÃO DOS RECURSOS NATURAIS RECURSOS HÍDRICOS, ECOSSISTEMAS COSTEIROS, ENERGIA DE BIOMASSA, BIODIVERSIDADE E LICENCIAMENTO AMBIENTAL Políticas Públicas e Desenvolvimento Sustentável Prof. Francisco

Leia mais

Comparativo da Despesa Paga. Gratificação de Natal - 13º Salário. Material de Áudio, Vídeo e Foto

Comparativo da Despesa Paga. Gratificação de Natal - 13º Salário. Material de Áudio, Vídeo e Foto Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Estado do Rio Grande do Norte CNPJ: 14.829.126/0001-88 Comparativo da Paga CRÉDITO DISPONÍVEL DA DESPESA 2.024.098,05 432.765,55 1.591.332,50 DESPESA CORRENTE 1.256.703,32

Leia mais

Manual de Organização Plano de Cargos e Vencimentos

Manual de Organização Plano de Cargos e Vencimentos de Cargos de Provimento em Comissão 251 CARGOS COMISSIONADOS EXISTENTES COORDENADOR DE CRECHES MUNICIPAIS ASSESSOR ADMINISTRATIVO ASSESSOR PARLAMENTAR ASSESSOR ESPECIAL DE TURISMO RURAL CHEDE DE ADM DAS

Leia mais

SOLUÇÕES TÉCNICAS, CUSTO E QUALIDADE

SOLUÇÕES TÉCNICAS, CUSTO E QUALIDADE VISÃO GLOBAL CONSULTORIA EM GESTÃO INDUSTRIAL; ADEQUAÇÕES AS NORMAS REGULAMENTADORAS; CONSULTORIA INDUSTRIAL RELAÇÃO SINDICAL E COM O M.T.E. GESTÃO DE PESSOAS EFICIÊNCIA PRODUTIVIDADE ORGANIZAÇÃO PRODUÇÃO

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ESCOLA DE ENGENHARIA DE SÃO CARLOS DEPARTAMENTO DE HIDRÁULICA E SANEAMENTO

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ESCOLA DE ENGENHARIA DE SÃO CARLOS DEPARTAMENTO DE HIDRÁULICA E SANEAMENTO GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA AMBIENTAL - 2014 Disciplina: SHS 0382 Sustentabilidade e Gestão Ambiental TEXTO DE APOIO DIDÁTICO [material restrito da disciplina] Prof. Tadeu Fabrício Malheiros Monitora: Alejandra

Leia mais

Design. O estudante deve redigir texto dissertativo, abordando os seguintes tópicos:

Design. O estudante deve redigir texto dissertativo, abordando os seguintes tópicos: Design Padrão de Resposta O estudante deve redigir texto dissertativo, abordando os seguintes tópicos: A A ideia de que desenvolvimento sustentável pode ser entendido como proposta ou processo que atende

Leia mais

ESTRUTURA ADMINISTRATIVA DA PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE SUMÉ Lei n 1.176/2015. ANEXO I (art. 25)

ESTRUTURA ADMINISTRATIVA DA PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE SUMÉ Lei n 1.176/2015. ANEXO I (art. 25) ESTRUTURA ADMINISTRATIVA DA PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE SUMÉ Lei n 1.176/2015 ANEXO I (art. 25) Tabela 1 ADMINISTRAÇÃO DIRETA QUADRO PERMANENTE DE PESSOAL CARGOS DE PROVIMENTO EM COMISSÃO 1. ÓRGÃO DE DECISÃO

Leia mais

CREA/SP. Comparativo da Despesa Liquidada. CREA SP - Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Estado de SP CNPJ: /

CREA/SP. Comparativo da Despesa Liquidada. CREA SP - Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Estado de SP CNPJ: / CREA SP - Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Estado de SP CNPJ: 60.985.017/0001-77 Comparativo da Liquidada 6.2.2.1.1 - CRÉDITO DISPONÍVEL DA DESPESA 249.008.00 8.004.499,19 109.840.697,60

Leia mais

PROJETO VIDA NO TRÂNSITO PARANÁ

PROJETO VIDA NO TRÂNSITO PARANÁ PROJETO VIDA NO TRÂNSITO PARANÁ PACTO NACIONAL PELA REDUÇÃO DE ACIDENTES NO TRÂNSITO Ação do Governo Federal, lançada em 11/05/2011 pelos Ministérios da Saúde e das Cidades; Resposta brasileira à demanda

Leia mais

Fabio Villas Bôas. Jardim das Perdizes, São Paulo

Fabio Villas Bôas. Jardim das Perdizes, São Paulo Fabio Villas Bôas Jardim das Perdizes, São Paulo O que é um bairro sustentável? Sustentabilidade a partir dos bairros Conceito: escala ideal para acelerar a implantação Portland: algumas iniciativas Anos

Leia mais

0007 ASSOCIAÇÃO DOS SERVIDORES DO IPESC 20/11/ :08 Pág:0001 CNPJ: / Período: 01/07/2014 a 31/07/2014 Balancete Societário

0007 ASSOCIAÇÃO DOS SERVIDORES DO IPESC 20/11/ :08 Pág:0001 CNPJ: / Período: 01/07/2014 a 31/07/2014 Balancete Societário 0007 ASSOCIAÇÃO DOS SERVIDORES DO IPESC 20/11/2014 15:08 Pág:0001 1 S 1 ATIVO 938.218,79 47.302,43 30.140,53 955.380,69 2 S 1.1 CIRCULANTE 71.826,90 47.302,43 30.140,53 88.988,80 3 S 1.1.01 DISPONÍVEL

Leia mais

INTRODUÇÃO À ENGENHARIA CIVIL

INTRODUÇÃO À ENGENHARIA CIVIL ESCOLA POLITÉCNICA DA USP DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA DE ESTRUTURAS E FUNDAÇÕES DEFESA DE TESE PROGRAMA DE DOUTORADO ENGENHARIA DE ESTRUTURAS 0313101 APRIMORAMENTO DE UM CURSO DE ENGENHARIA INTRODUÇÃO À

Leia mais

Proposta de diretrizes para elaboração de Plano Diretor de Ocupação da Área 2 do Campus de São Carlos

Proposta de diretrizes para elaboração de Plano Diretor de Ocupação da Área 2 do Campus de São Carlos 1 Comissão de Implantação do Campus 2 USP S. Carlos Proposta de diretrizes para elaboração de Plano Diretor de Ocupação da Área 2 do Campus de São Carlos Prof. Carlos Martins, Arq. Sérgio Assumpção, Prof.

Leia mais

ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA

ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA. DAS CONDIÇÕES ATUAIS DO EDIFÍCIO SEDE DO. Localização O Edifício Oscar Niemeyer, construção do ano de 960 que integra o Corredor Cultural do Centro Histórico da cidade do Rio

Leia mais

DISCIPLINA: Introdução à Engenharia Ambiental. Assunto: Atribuições do Engenheiro Ambiental

DISCIPLINA: Introdução à Engenharia Ambiental. Assunto: Atribuições do Engenheiro Ambiental Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia Departamento de Estudos Básicos e Instrumentais DEBI Curso de Engenharia Ambiental DISCIPLINA: Introdução à Engenharia Ambiental Assunto: Atribuições do Engenheiro

Leia mais

Propostas para o Plano 500 Pddu e Lous

Propostas para o Plano 500 Pddu e Lous Propostas para o Plano 500 Pddu e Lous Meio Ambiente 1º urbanização das vias públicas e a criação de áreas verdes (praças, bosques, parques) de livre acesso a população 2º Implementação de ação social

Leia mais

PLANO DE MANUTENÇÃO, ATUALIZAÇÃO DE EQUIPAMENTOS E INSTALAÇÕES E PROCEDIMENTOS PARA EXPANSÃO DA INFRAESTRUTURA

PLANO DE MANUTENÇÃO, ATUALIZAÇÃO DE EQUIPAMENTOS E INSTALAÇÕES E PROCEDIMENTOS PARA EXPANSÃO DA INFRAESTRUTURA PLANO DE MANUTENÇÃO, ATUALIZAÇÃO DE EQUIPAMENTOS E INSTALAÇÕES E PROCEDIMENTOS PARA EXPANSÃO DA INFRAESTRUTURA APRESENTAÇÃO Este plano objetiva orientar as rotinas de manutenção, conservação e atualização

Leia mais

UFRRJ Pró-reitoria de Assuntos Financeiros ORÇAMENTO /03/2015

UFRRJ Pró-reitoria de Assuntos Financeiros ORÇAMENTO /03/2015 UFRRJ Pró-reitoria de Assuntos Financeiros ORÇAMENTO 2015 01/03/2015 Grupos de Natureza de Despesa Orçamento da UFRRJ - 2009 a 2015 Ano R$ Percentuais do Orçamento Inicial Orçamento Inicial Pessoal e Encargos

Leia mais

PREFEITURA DA CIDADE DE GOIÂNIA ESTADO DE GOIÁS

PREFEITURA DA CIDADE DE GOIÂNIA ESTADO DE GOIÁS LEI N 9 5.450, DE 02 DE MARÇO DE 1979. "Autoriza a abertura de cré ditos adicionais, de natureza especial, e dá outras providencias." SANCIONO A SEGUINTE LEI: A CÂMARA MUNICIPAL DE GOIÂNIA DECRETA E EU

Leia mais

CONCESSÃO DA ESTAÇÃO DE TRANSBORDO CLERISTON ANDRADE (ESTAÇÃO DA LAPA) SECRETARIA MUNICIPAL DE MOBILIDADE - SEMOB 1

CONCESSÃO DA ESTAÇÃO DE TRANSBORDO CLERISTON ANDRADE (ESTAÇÃO DA LAPA) SECRETARIA MUNICIPAL DE MOBILIDADE - SEMOB 1 CONCESSÃO DA ESTAÇÃO DE TRANSBORDO CLERISTON ANDRADE (ESTAÇÃO DA LAPA) SECRETARIA MUNICIPAL DE MOBILIDADE - SEMOB 1 ESTAÇÃO DA LAPA Inaugurada em 7 de novembro de 1982; Maior terminal rodoviário de Salvador;

Leia mais

TÍTULO: IDENTIFICAÇÃO DE ASPECTOS E IMPACTOS AMBIENTAIS NA FACULDADE DE ENGENHARIA DE SOROCABA

TÍTULO: IDENTIFICAÇÃO DE ASPECTOS E IMPACTOS AMBIENTAIS NA FACULDADE DE ENGENHARIA DE SOROCABA TÍTULO: IDENTIFICAÇÃO DE ASPECTOS E IMPACTOS AMBIENTAIS NA FACULDADE DE ENGENHARIA DE SOROCABA CATEGORIA: EM ANDAMENTO ÁREA: ENGENHARIAS E ARQUITETURA SUBÁREA: ENGENHARIAS INSTITUIÇÃO: FACULDADE DE ENGENHARIA

Leia mais

menu NISAM20 04 menu inic ial próxima

menu NISAM20 04 menu inic ial próxima menu NISAM20 04 menu inic ial Gerenciamento de resíduos químicos de laboratório Leny Borghesan Albertini Alberguini Maria Olímpia de O. Rezende próxima Gerenciamento de Resíduos Químicos de Laboratório

Leia mais

BELO HORIZONTE É PIONEIRA EM GERAÇÃO DE ENERGIA SOLAR E FOTOVOLTAICA

BELO HORIZONTE É PIONEIRA EM GERAÇÃO DE ENERGIA SOLAR E FOTOVOLTAICA BELO HORIZONTE É PIONEIRA EM GERAÇÃO DE ENERGIA SOLAR E FOTOVOLTAICA Enviado por ETC COMUNICAÇÃO 14Mai2015 PQN O Portal da Comunicação ETC COMUNICAÇÃO 14/05/2015 Belo Horizonte tem sido protagonista no

Leia mais

Agenda Tributária: de 01 a 04 de maio de 2016

Agenda Tributária: de 01 a 04 de maio de 2016 Agenda Tributária: de 01 a 04 de maio de 2016 Até: Segunda -feira, dia 2 Histórico: Substituição tributária Recolhimento do imposto retido por substituição tributária nas operações com água natural, mineral,

Leia mais

Fluxos de Caixa. Recebimentos

Fluxos de Caixa. Recebimentos Recebimentos Saldo da Gerência Anterior 592.154,72 Total das Receitas Orçamentais Execução Orçamental 232.368,83 Operações de Tesouraria 359.785,89 26.261.687,72 Receitas Correntes 10.913.270,69 01 Impostos

Leia mais

O IMPACTO DA EXPANSÃO DO PORTO E DO PRÉ-SAL EM SANTOS e BAIXADA SANTISTA João Paulo Tavares Papa

O IMPACTO DA EXPANSÃO DO PORTO E DO PRÉ-SAL EM SANTOS e BAIXADA SANTISTA João Paulo Tavares Papa Santos, 22/08/2011 O IMPACTO DA EXPANSÃO DO PORTO E DO PRÉ-SAL EM SANTOS e BAIXADA SANTISTA João Paulo Tavares Papa Prefeito de Santos Presidente da ABMP (2009/2011) VETORES RELEVANTES Energia Porto, retroporto

Leia mais

DEMONSTRATIVO CONSOLIDADO DA DESPESA POR PROJETO, ATIVIDADE E OPERAÇÕES ESPECIAIS CONSOLIDAÇÃO GERAL Exercício: 2015

DEMONSTRATIVO CONSOLIDADO DA DESPESA POR PROJETO, ATIVIDADE E OPERAÇÕES ESPECIAIS CONSOLIDAÇÃO GERAL Exercício: 2015 1 01000000 0000 Legislativa 181.062.666,04 181.062.666,04 01031000 0000 Ação Legislativa 181.062.666,04 181.062.666,04 01031001 0000 Atuação Legislativa da Câmara Municipal 181.062.666,04 181.062.666,04

Leia mais

AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL DA UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA

AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL DA UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA COORDENADORIA DE AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL COAI COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO CPA AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL DA UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA PARTE I O DISCENTE AVALIA AS AÇÕES DO CURSO Prezado(a)

Leia mais

Atuação da CAIXA em Saneamento Ambiental, Infra-estrutura e Mercado de Carbono

Atuação da CAIXA em Saneamento Ambiental, Infra-estrutura e Mercado de Carbono Seminário: Soluções Técnicas e Financeiras para Cidades Sustentáveis Atuação da CAIXA em Saneamento Ambiental, Infra-estrutura e Mercado de Carbono Rogério de Paula Tavares Superintendente Nacional de

Leia mais

ANEXO III PROJETOS EXECUTIVOS DE ENGENHARIA DOS LAGOS ARTIFICIAIS E DAS OBRAS DE INFRAESTRUTURA DA FASE 01 DO SAPIENS PARQUE

ANEXO III PROJETOS EXECUTIVOS DE ENGENHARIA DOS LAGOS ARTIFICIAIS E DAS OBRAS DE INFRAESTRUTURA DA FASE 01 DO SAPIENS PARQUE ANEXO III PROJETOS EXECUTIVOS DE ENGENHARIA DOS LAGOS ARTIFICIAIS E DAS OBRAS DE INFRAESTRUTURA DA FASE 01 DO SAPIENS PARQUE Sumário 1 Objetivo... 4 2 Características Principais... 4 2.1 Área de Intervenção...

Leia mais

RELATÓRIO DAS ATIVIDADES DESENVOLVIDAS PELO NAI ANO LETIVO DE 2009

RELATÓRIO DAS ATIVIDADES DESENVOLVIDAS PELO NAI ANO LETIVO DE 2009 UNIVERSIDADE DANTA CECÍLIA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO - NÚCLEO DE AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL É preciso avaliar para mudar RELATÓRIO DAS ATIVIDADES DESENVOLVIDAS PELO ANO LETIVO DE 2009 PERÍODO FEVEREIRO

Leia mais

Boas Práticas em Serviços de

Boas Práticas em Serviços de FEIRA+FÓRUM FÓRUM HOSPITALAR 2011 24 de Maio de 2011 São Paulo SP Boas Práticas em Serviços de Saúde Maria Angela da Paz Gerência Geral de Tecnologia em Serviço de Saúde - GGTES - ANVISA Noção Matemática

Leia mais