N1a Levantamento, Histórico e Danos. patrimônio arquitetônico prof. lucas jordano

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "N1a Levantamento, Histórico e Danos. patrimônio arquitetônico prof. lucas jordano"

Transcrição

1 N1a Levantamento, Histórico e Danos

2 conteúdo 1. Levantamento plani-altimétrico - plantas, um corte (passando pela escada social principal) e fachada principal 2. Ficha de identificação no padrão do IPHAN - fichas M301, M302 e M Mapa de danos - realizado no corte e na fachada, identificando com cores os trechos danificados e o tipo de patologia. 4. Memorial de levantamento - conjunto de textos e desenhos demonstrando as alterações sofridas pelo edifício. Deve ter histórico do estilo, do arquiteto e do edifício.

3 conteúdo Equipe 3 alunos Entrega 08 de Outubro de 2016 Formato Caderno A3 e CD com arquivo em PDF Ordem do Conteúdo Memorial, fichas cadastrais, levantamento e mapa de danos

4 Fichas IPAHN Ficha M301 Cadastro de bens MÓDULO CADASTRO 1. IDENTIFICAÇÃO 1.1. Recorte Territorial (Identificação da região estudada) Preencher com as informações necessárias para a identificação da região estudada. São exemplos de recorte territorial as regiões geográficas (Regiões Norte, Nordeste, Centro- Oeste, Sudeste e Sul), as Unidades da Federação (Estados do Piauí, Santa Catarina, Mato Grosso,etc), e recortes específicos ( Vale do Parnaíba, Vale do Itajaí, Pantanal, etc). (Preenchimento obrigatório) 1.2. Recorte Temático (Identificação do tema do estudo) Preencher com as informações necessárias para a identificação do tema estudado. São exemplos de recorte temático o processo urbanizador e/ou econômico de determinada região geográfica, (como a do gado no Nordeste), a arqueologia, como a do Piauí, etc. (preenchimento obrigatório) 1.3. Identificação do Bem (denominação oficial, denominação popular, outras denominações) 1.4. Código Identificador Iphan 2. LOCALIZAÇÃO DO UNIVERSO/ OBJETO DE ANÁLISE 2.1.UF 2.2.Município 2.3.Localidade 2.4.Endereço Completo (logradouro, nº, complemento) 2.5.Código Postal 2.6.Coordenadas Geográficas 3.PROPRIEDADE Latitude Pública 3.1. Identificação do Proprietário Longitude Privada Altitude [m] Mista 3.2. Contatos Erro Horiz. [m] Outra 4. NATUREZA DO BEM 5.CONTEXTO 6.PROTEÇÃO EXISTENTE 7. PROTEÇÃO PROPOSTA Bem arqueológico Rural Patrimônio mundial Patrimônio mundial Bem paleontológico Urbano Federal/ individual Federal/ individual Patrimônio natural Entorno preservado Federal/ conjunto Federal/ conjunto Bem imóvel Entorno alterado Estadual/ individual Estadual/ individual Bem móvel Forma conjunto Estadual/ conjunto Estadual/ conjunto Bem integrado Bem isolado Municipal/ individual Municipal/ individual 4.1 Classificação Municipal/ conjunto Municipal/ conjunto Exemplos de classificação para bem arqueológico: sambaqui, sítio cerâmico, pintura rupestre; bem paleontológico: restos fósseis ou em processo de fossilização, moldes, rastros, pegadas; bens imóveis: arquitetura, obra de engenharia e infraestrutura; patrimônio natural: jardim histórico, gruta, formação rochosa; bens móveis Entorno de bem protegido Entorno de bem protegido

5 Fichas IPHAN Ficha M302 Bem imóvel Arquitetura Caracterização externa MÓDULO CADASTRO 1. IDENTIFICAÇÃO 1.1. Recorte Territorial (Identificação da região estudada) Preencher com as informações necessárias para a identificação da região estudada. São exemplos de recorte territorial as regiões geográficas (Regiões Norte, Nordeste, Centro- Oeste, Sudeste e Sul), as Unidades da Federação (Estados do Piauí, Santa Catarina, Mato Grosso,etc), e recortes específicos ( Vale do Parnaíba, Vale do Itajaí, Pantanal, etc). (Preenchimento obrigatório) 1.2. Recorte Temático (Identificação do tema do estudo) Preencher com as informações necessárias para a identificação do tema estudado. São exemplos de recorte temático o processo urbanizador e/ou econômico de determinada região geográfica, (como a do gado no Nordeste), a arqueologia, como a do Piauí, etc. (preenchimento obrigatório) 1.3. Identificação do Bem (denominação oficial, denominação popular, outras denominações) 1.4. Código Identificador Iphan 2. PLANTA/ CROQUI IMPLANTAÇÀO NO TERRENO 3. IMAGENS/ CROQUIS DAS FACHADAS Inserir imagens ou croquis das fachadas (frontais, laterais, posteriores) Inserir imagens ou croquis das fachadas (frontais, laterais, posteriores) Inserir planta ou croqui com escala gráfica Inserir imagens ou croquis das fachadas (frontais, laterais, posteriores) Inserir imagens ou croquis das fachadas (frontais, laterais, posteriores) 4. TIPOLOGIA 5.ÉPOCA/ DATA DA CONSTRUÇÀO 6.TOPOGRAFIA DO TERRENO 7. PAVIMENTOS Religiosa Inserir época ou data de construção. Caso não se tenha data precisa pode-se adotar século e período Plano Acima da rua (n o ) Civil 8.USO ORIGINAL Em aclive Abaixo da rua (n o ) Oficial Em declive Sótão sim não Inserir informações sobre o uso original do imóvel Militar Inclinado Porão sim não Industrial 9.USO ATUAL Acidentado Outros

6 Fichas IPAHN Ficha M303 Bem imóvel Arquitetura Caracterização interna MÓDULO CADASTRO 1. IDENTIFICAÇÃO 1.1. Recorte Territorial (Identificação da região estudada) Preencher com as informações necessárias para a identificação da região estudada. São exemplos de recorte territorial as regiões geográficas (Regiões Norte, Nordeste, Centro- Oeste, Sudeste e Sul), as Unidades da Federação (Estados do Piauí, Santa Catarina, Mato Grosso,etc), e recortes específicos ( Vale do Parnaíba, Vale do Itajaí, Pantanal, etc). (Preenchimento obrigatório) 1.2. Recorte Temático (Identificação do tema do estudo) Preencher com as informações necessárias para a identificação do tema estudado. São exemplos de recorte temático o processo urbanizador e/ou econômico de determinada região geográfica, (como a do gado no Nordeste), a arqueologia, como a do Piauí, etc. (preenchimento obrigatório) 1.3. Identificação do Bem (denominação oficial, denominação popular, outras denominações) 1.4. Código Identificador Iphan 2. CÔMODOS 3. PLANTA/ CROQUI DE PLANTA BAIXA 2.1. Uso original 2.2. Uso atual Inserir planta ou croqui com escala gráfica DIVISÓRIAS (copiar quantas linhas forem necessárias) 4.1. Tipo/ material 4.2. Cômodos (numerar) 4.3. Acabamentos (descrever) 3.1. Pavimento:

7 Mapa de Danos

8 Mapa de Danos

9 Mapa de Danos

10 Mapa de Danos

11 Mapa de Danos

12 Edifícios de trabalho

13 Residência Ignacy Goldfeld David Libeskind

14 Residência Ignacy Goldfeld David Libeskind

15 Colégio Universitário_ COLU Antônio Lúcio Ferrari Pinheiro

16 Colégio Universitário_ COLU Antônio Lúcio Ferrari Pinheiro

17 Residência Ermanno Capelli Ariel Costa Campos e Raul Filó

18 Residência Bento Odilon Moreira Paulo Mendes da Rocha

19 Residência na Rua 52 Jardim Goiás?

20 Residência Orlando Moraes Eduardo Simões Barbosa

21 Antigo Palácio da Cultura José Magalhães Jr., Massimo Fiochi e Heitor Ferreira

22 Residência em frente ao Bosque dos Buritis Jarbas Karman?

23 Casa da Indústria?

24 Antiga Associação Comercial de Goiás_ ACG?

25 Edifício Calil Neme_ Goiânia Palace Hotel?

26 Edifício Mariani?

27 Edifício Glória?

28 Edifício Cidade de Goiás?

29 Casa anterior à construção de Goiânia Esquina R. Sen. Morais Filho com Av. Sergipe Setor Campinas

30 Casa do Comendador_ Museu da Família Pompeu de Pina CIDADE DE PIRENÓPOLIS?

31 Igreja de Santa Bárbara CIDADE DE GOIÁS?

32 Residência na Rua Eugênio Jardim CIDADE DE GOIÁS?

33 Colégio Alcides Jubé CIDADE DE GOIÁS?

CENTRO HISTÓRICO E PAISAGÍSTICO DE PARNAÍBA PI: sobrado Dona Auta

CENTRO HISTÓRICO E PAISAGÍSTICO DE PARNAÍBA PI: sobrado Dona Auta CENTRO HISTÓRICO E PAISAGÍSTICO DE PARNAÍBA PI: sobrado Dona Auta CRUZ, ANDREA; SILVA, PAULA Prefeitura Municipal de Parnaíba Secretaria de Infraestrutura Rua Itaúna, 1434 Pindorama, Parnaíba PI CEP: 64215-320

Leia mais

ORIGEM H048-FTP03- R DATA: 17/02/ FICHA TECNICA DE MEETING - HELBOR OFFICES IMPERATRIZ LEOPOLDINA (HESA 48)

ORIGEM H048-FTP03- R DATA: 17/02/ FICHA TECNICA DE MEETING - HELBOR OFFICES IMPERATRIZ LEOPOLDINA (HESA 48) CADERNO TÉCNICO DE LANÇAMENTO 28/02/2012 PAPICU 2- Ficha tecnica de Meeting ORIGEM H048-FTP03- R00-100713 DATA: 17/02/2012 REVISÃO: 00 1 - FICHA TECNICA DE MEETING - HELBOR OFFICES IMPERATRIZ LEOPOLDINA

Leia mais

Ficha Técnica do Imóvel*

Ficha Técnica do Imóvel* Ficha Técnica do Imóvel* * relativo ao Lote 3 da Resolução n.º 241/2016, de 12 de maio Identificação do imóvel Localização Prédio urbano localizado na freguesia de São Roque do Faial, concelho de Santana,

Leia mais

O que é o BCP. Sistema que armazena os dados sobre: Bens culturais tombados pelo IPHAN e objetos arqueológicos procurados

O que é o BCP. Sistema que armazena os dados sobre: Bens culturais tombados pelo IPHAN e objetos arqueológicos procurados Banco de Dados de Bens Culturais Procurados - BCP Cadastro especial dos negociantes de antiguidades, de obras de arte de qualquer natureza, de manuscritos e livros antigos ou raros Coordenação Geral de

Leia mais

- 39,18m² privativos - 38,44m² privativos. - 39,48m² privativos - 40,56m² privativos. - 39,34m² privativos - 40,03m² privativos

- 39,18m² privativos - 38,44m² privativos. - 39,48m² privativos - 40,56m² privativos. - 39,34m² privativos - 40,03m² privativos CADERNO TÉCNICO DE LANÇAMENTO 29/11/2010 PADRONIZAÇÃO DE REPRESENTAÇÃO DE PRODUTO FINAL 1 e 14 FINAL 6, 7, 10 e 11-39,18m² privativos - 38,44m² privativos FINAL 2 FINAL 8 e 9-39,48m² privativos - 40,56m²

Leia mais

Aldeia de Banrezes Levantamento do Existente 1 / USO 1.1. original 1.2. actual 2. TIPOLOGIA

Aldeia de Banrezes Levantamento do Existente 1 / USO 1.1. original 1.2. actual 2. TIPOLOGIA Aldeia de Banrezes Levantamento do Existente 1 / 6 Edificação 1 N Vias Caminhos de terra batida Curso de Água Planta de Localização Escala 1:5000 1. USO 1.1. original habitação 1.2. actual armazém 2. TIPOLOGIA

Leia mais

ANEXO FOTOGRÁFICO PATRIMÔNIO HISTÓRICO E CULTURAL

ANEXO FOTOGRÁFICO PATRIMÔNIO HISTÓRICO E CULTURAL ANEXO FOTOGRÁFICO PATRIMÔNIO HISTÓRICO E CULTURAL FOTO 01 Palacete em ruínas, conhecida como Vila Charquetti. UTM: 675.284 me X 7.252.158 mn. FOTO 02 Detalhe da ornamentação na fachada principal. UTM:

Leia mais

DOUBLE (junção de 2 salas)

DOUBLE (junção de 2 salas) CADERNO TÉCNICO DE LANÇAMENTO 15/07/2010 PADRONIZAÇÃO DE REPRESENTAÇÃO DO PRODUTO SINGLE (opção com copa) SINGLE (opção com copa) DOUBLE (junção de 2 salas) HALF FLOOR (junção de meio pavimento) 46m 2

Leia mais

Regina Helena Meirelles Santiago & Virgínia Gomes de Luca

Regina Helena Meirelles Santiago & Virgínia Gomes de Luca Regina Helena Meirelles Santiago & Virgínia Gomes de Luca Roteiros Nacionais de Imigração Santa Catarina A criação dos Roteiros Nacionais de Imigração é uma proposta que vem sendo desenvolvida pelo IPHAN

Leia mais

Quantidade de Acessos / Plano de Serviço / Unidade da Federação - Novembro/2007

Quantidade de Acessos / Plano de Serviço / Unidade da Federação - Novembro/2007 Quantidade de Acessos / Plano de Serviço / Unidade da Federação - Novembro/2007 REGIÃO NORTE 5.951.408 87,35 861.892 12,65 6.813.300 RONDÔNIA 760.521 88,11 102.631 11,89 863.152 ACRE 298.081 85,86 49.094

Leia mais

DIAS D ÁVILA Prefeitura Municipal

DIAS D ÁVILA Prefeitura Municipal LEI N.º 233/02 DE 31 DE DEZEMBRO DE 2002 Aprova a Planta Genérica de Valores, estabelece a forma de apuração do valor venal de imóveis, para efeito de lançamento do Imposto Sobre a Propriedade Predial

Leia mais

INQUÉRITO À UTILIZAÇÃO DE OBRAS CONCLUÍDAS (Q4)

INQUÉRITO À UTILIZAÇÃO DE OBRAS CONCLUÍDAS (Q4) INSTRUMENTO DE NOTAÇÃO DO SISTEMA ESTATÍSTICO NACIONAL (LEI Nº 22/2008 DE 13 DE MAIO) DE RESPOSTA CONFIDENCIAL E OBRIGATÓRIA, REGISTADO NO INE SOB O Nº 10118 VÁLIDO ATÉ 2015/03/31 Contactos para resposta

Leia mais

Instruções para Uso dos Guias e Especificações Técnicas

Instruções para Uso dos Guias e Especificações Técnicas Instruções para Uso dos Guias e Especificações Técnicas 1. Introdução As orientações aqui contidas têm o objetivo de auxiliar a FRANQUEADA na instalação da AGF. Seguindo todas as orientações e tirando

Leia mais

DESENHO ARQUITETÔNICO I. O Projeto Arquitetônico

DESENHO ARQUITETÔNICO I. O Projeto Arquitetônico DESENHO ARQUITETÔNICO I O Projeto Arquitetônico O que é um projeto arquitetônico? É uma representação em um plano das projeções de uma edificação. Possui três fases: 1. Fase preliminar - Estudo da viabilidade

Leia mais

FNPETI FÓRUM NACIONAL DE PREVENÇÃO E ERRADICAÇÃO DO TRABALHO INFANTIL. Cenário do Trabalho Infantil Dados PNAD 2014

FNPETI FÓRUM NACIONAL DE PREVENÇÃO E ERRADICAÇÃO DO TRABALHO INFANTIL. Cenário do Trabalho Infantil Dados PNAD 2014 Cenário do Trabalho Infantil Dados PNAD 2014 Fonte: IBGE/Pnad. Elaboração própria. Nota: a PNAD até o ano de 2003 não abrangia a área rural da região Norte (exceto o Tocantins). Nos anos de 1994, 2000

Leia mais

DESPACHO. O Secretário de Estado da Cultura, Elísio Summavielle. Por delegação Desp. N.º 431/2010 DR 2ª série n.º 4 de 7/01/10

DESPACHO. O Secretário de Estado da Cultura, Elísio Summavielle. Por delegação Desp. N.º 431/2010 DR 2ª série n.º 4 de 7/01/10 DESPACHO Em consonância com as novas competências orgânicas decorrentes do Programa de Reestruturação da Administração Central do Estado (PRACE), veio o Decreto-Lei n.º 309/2009, de 23 de Outubro, clarificar

Leia mais

ANEXO I ANEXO II RELATÓRIO ANUAL DE PRODUÇÃO E COMERCIALIZAÇÃO DE MUDAS DE ESPÉCIES FLORESTAIS ANEXO III

ANEXO I ANEXO II RELATÓRIO ANUAL DE PRODUÇÃO E COMERCIALIZAÇÃO DE MUDAS DE ESPÉCIES FLORESTAIS ANEXO III * Saldo = produção do ano - (comercializada + plantio próprio + outros destinos) ANEXO I Produtor: RELATÓRIO ANUAL DE PRODUÇÃO E COMERCIALIZAÇÃO DE SEMENTES DE ESPÉCIES FLORE S TA I S Ano de produção:

Leia mais

1/27. Copyright LTG 2016 LTG/PTR/EPUSP

1/27. Copyright LTG 2016 LTG/PTR/EPUSP 1/27 2/27 ESCALA é a relação entre o valor de uma distância medida no desenho e sua correspondente no terreno. Representa-se na forma: 1:M ou 1/M ou como escala gráfica M é o módulo da escala e deve ser

Leia mais

LAUDO DE AVALIAÇÃO COMPLEXO INDUSTRIAL / PRÉDIO COMERCIAL. Otaviano Alves de Lima, nº Jardim das Graças SÃO PAULO SP

LAUDO DE AVALIAÇÃO COMPLEXO INDUSTRIAL / PRÉDIO COMERCIAL. Otaviano Alves de Lima, nº Jardim das Graças SÃO PAULO SP fls. 374 LAUDO DE AVALIAÇÃO COMPLEXO INDUSTRIAL / PRÉDIO COMERCIAL Otaviano Alves de Lima, nº. 2.724 Jardim das Graças SÃO PAULO SP fls. 375 Sumário 1. PRELIMINARES 4 2. DIAGNÓSTICO DE MERCADO 4 3. RESUMO

Leia mais

7.1.2 Denominação mais freqüente: EXPOMAQ Localização: Sede do município Município: Mato Queimado Localidade: Distrito

7.1.2 Denominação mais freqüente: EXPOMAQ Localização: Sede do município Município: Mato Queimado Localidade: Distrito 7 Missões: Recursos de Interesse Patrimonial FESTAS E CELEBRAÇÕES Mato Queimado 7.1 Aspectos Gerais 7.1.1 Identificação: Expomaq Feira agropecuária, comercial e industrial de Mato Queimado 7.1.2 Denominação

Leia mais

Engenharia Cartográfica Comunicação e Expressão. Maria Cecilia Bonato Brandalize º Semestre

Engenharia Cartográfica Comunicação e Expressão. Maria Cecilia Bonato Brandalize º Semestre Engenharia Cartográfica Comunicação e Expressão Maria Cecilia Bonato Brandalize 2015 1º Semestre Porquê é importante saber redigir bem tais documentos e correspondências? Porque falhas na comunicação têm

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DOS VALES DO JEQUITINHONHA E MUCURI FACULDADE DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS DEPARTAMENTO DE AGRONOMIA

UNIVERSIDADE FEDERAL DOS VALES DO JEQUITINHONHA E MUCURI FACULDADE DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS DEPARTAMENTO DE AGRONOMIA UNIVERSIDADE FEDERAL DOS VALES DO JEQUITINHONHA E MUCURI FACULDADE DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS DEPARTAMENTO DE AGRONOMIA PROJETO FINAL CURRAL DE MANOBRAS 1000 ANIMAIS Trabalho apresentado como parte dos requisitos

Leia mais

YAZ - Engenharia e Serviços Ltda.

YAZ - Engenharia e Serviços Ltda. AGÊNCIA SOLICITANTE UNICRED - DEPARTAMENTO DE CRÉDITO DE CUIABÁ INTERESSADO ARAY CARLOS DA FONSECA FILHO ENDEREÇO DO IMÓVEL ENDEREÇO AVENIDA VEREADOR MÁRIO PALMA, 172 78040-640 BAIRRO JARDIM MARIANA CIDADE

Leia mais

Neste item estão relacionados os seguintes edifícios: Ficha 24 Edifício Jardim Buenos Aires 1962. Ficha 28 Edifício Vera Maria - década de 1960

Neste item estão relacionados os seguintes edifícios: Ficha 24 Edifício Jardim Buenos Aires 1962. Ficha 28 Edifício Vera Maria - década de 1960 4.3 Disseminação do Moderno: década de 1960 Neste item estão relacionados os seguintes edifícios: Ficha 23 Edifício Arabá 1960-1962 Ficha 24 Edifício Jardim Buenos Aires 1962 Ficha 25 Edifício Pernambuco

Leia mais

CADERNO DE LANÇAMENTO

CADERNO DE LANÇAMENTO CADERNO DE LANÇAMENTO 09/12/2014 HELBOR NUN VILA NOVA - Ficha de produto H71 - FTP3-R00-141127 DATA: 09/12/2014 FICHA TÉCNICA DE LANÇAMENTO - HELBOR NUN VILA NOVA (HESA 167) IDENTIFICAÇÃO DO EMPREENDIMENTO

Leia mais

LOCALIZAÇÃO

LOCALIZAÇÃO LOCALIZAÇÃO CURITIBA: Sinônimo de sustentável, de organizada, de a mais europeia das cidades brasileiras. Local de encontro de cenários na região sul do país. Pedaços do leste europeu; da França, com parques

Leia mais

Interbits SuperPro Web

Interbits SuperPro Web 1. (Ufrn 2013) Um estudante australiano, ao realizar pesquisas sobre o Brasil, considerou importante saber a localização exata de sua capital, a cidade de Brasília. Para isso, consultou o mapa a seguir:

Leia mais

Banco de Dados Geográficos

Banco de Dados Geográficos Banco de Dados Geográficos Valéria Gonçalves Soares Professora DIMAp/UFRN Conteúdo Bancos de Dados Geográficos 1. Conceitos e Definições Características Gerais 2. Modelos de Dados Geográficos Modelos de

Leia mais

Escola de Música Rio que Canta de São Luiz do Paraitinga. Arquiteto José Xaides de Sampaio Alves UNESP/FAAC/DAUP/Bauru

Escola de Música Rio que Canta de São Luiz do Paraitinga. Arquiteto José Xaides de Sampaio Alves UNESP/FAAC/DAUP/Bauru Escola de Música Rio que Canta de São Luiz do Paraitinga Arquiteto José Xaides de Sampaio Alves UNESP/FAAC/DAUP/Bauru Conceitos Básicos Conciliar diferentes necessidades básicas e por vezes contraditórias

Leia mais

Caracterização dos Recursos Físicos e Humanos dos Órgãos Estaduais de Segurança Pública. Efetivo Armas Letais Viaturas Coletes a Prova de Balas

Caracterização dos Recursos Físicos e Humanos dos Órgãos Estaduais de Segurança Pública. Efetivo Armas Letais Viaturas Coletes a Prova de Balas Ministério da Justiça Caracterização dos Recursos Físicos e Humanos dos Órgãos Estaduais de Segurança Pública Efetivo Armas Letais Viaturas Coletes a Prova de Balas Uma Perspectiva Democrática e Contemporânea

Leia mais

Uma abordagem sobre a preservação da paisagem urbana do 4º Distrito. Secretaria Municipal de Urbanismo Secretaria Municipal da Cultura

Uma abordagem sobre a preservação da paisagem urbana do 4º Distrito. Secretaria Municipal de Urbanismo Secretaria Municipal da Cultura Uma abordagem sobre a preservação da paisagem urbana do 4º Distrito Secretaria Municipal de Urbanismo Secretaria Municipal da Cultura 1916 Acervo IHGRGS Reconversão Econômica do 4º Distrito Bairros Floresta,

Leia mais

USP/SRF/GIM Gestão de Imóveis

USP/SRF/GIM Gestão de Imóveis Av. D. João II, lote 1.12.03 8º Parque das Nações 1999-001 Lisboa +351 210471516 SANTO ALEIXO DA RESTAURAÇÃO Rua Lopo Sancas, nº 14 Santo Aleixo da Restauração, Rua Lopo Sancas nº 14 1 / 5 1. OBJECTIVO

Leia mais

ELEMENTOS DE ARQUITETURA E URBANISMO

ELEMENTOS DE ARQUITETURA E URBANISMO ELEMENTOS DE ARQUITETURA E URBANISMO REPRESENTAÇÃO DE PROJETOS DE ARQUITETURA Faculdade de Tecnologia e Ciências - FTC Unidade Vitória da Conquista BA Colegiado de Engenharia Civil Prof. Philipe do Prado

Leia mais

INVENTÁRIO DO PATRIMÔNIO CULTURAL DE SANTA CATARINA GOVERNO DO ESTADO DE SANTA CATARINA

INVENTÁRIO DO PATRIMÔNIO CULTURAL DE SANTA CATARINA GOVERNO DO ESTADO DE SANTA CATARINA INVENTÁRIO DO PATRIMÔNIO CULTURAL DE SANTA CATARINA GOVERNO DO ESTADO DE SANTA CATARINA FUNDAÇÃO CATARINENSE DE CULTURA Diretoria de Patrimônio Cultural 1. MUNICÍPIO: Agrolândia DENOMINAÇÃO: Casa de Hildegard

Leia mais

LISTA DE EXERCICIOS I TOPOGRAFIA I

LISTA DE EXERCICIOS I TOPOGRAFIA I LISTA DE EXERCICIOS I TOPOGRAFIA I 1-Em um mapa cuja escala é 1:2.500.000, duas cidades estão separadas, em linha reta, por 5 centímetros. A distância real (no terreno) entre essas duas cidades é a) 50

Leia mais

Dossier Promocional. Moradia em Braga Braga

Dossier Promocional. Moradia em Braga Braga Dossier Promocional Moradia em Braga Braga 1 1. Contexto e Oportunidade 2. Localização do Imóvel 3. Características Gerais do Imóvel 4. Descrição Detalhada 5. Condições de Comercialização 6. Contactos

Leia mais

Habitação, Construção e Obras Públicas. Anexo nº 2 - Sistema Conceptual completo

Habitação, Construção e Obras Públicas. Anexo nº 2 - Sistema Conceptual completo Bens e serviços imobiliários Alojamento Alojamento colectivo Alojamento de convivência Estabelecimento hoteleiro e similar Alojamento familiar Alojamento familiar clássico Alojamento sobrelotado Alojamento

Leia mais

Contrata Consultor na modalidade Produto

Contrata Consultor na modalidade Produto Contrata Consultor na modalidade Produto PROJETO 914BRA4003 EDITAL Nº 006/2010 1. Perfil: AL CORUMBÁ II 2010 3. Qualificação educacional: Profissional com nível superior em Arquitetura e Urbanismo 4. Experiência

Leia mais

Instituto Estadual do Patrimônio Cultural. Inventário de Identificação dos Reservatórios da CEDAE. Secretaria de Estado de Cultura - RJ

Instituto Estadual do Patrimônio Cultural. Inventário de Identificação dos Reservatórios da CEDAE. Secretaria de Estado de Cultura - RJ Instituto Estadual do Patrimônio Cultural Secretaria de Estado de Cultura - RJ Inventário de Identificação dos Reservatórios da CEDAE Denominação: Represa do Camorim Localização: Parque Estadual da Pedra

Leia mais

LAUDO DE AVALIAÇÃO N.º 3523 / 2013

LAUDO DE AVALIAÇÃO N.º 3523 / 2013 LAUDO DE AVALIAÇÃO N.º 3523 / 2013 ENGEBANC - ENGENHARIA E SERVIÇOS LTDA RUA AGOSTINHO CANTÚ, 190 BUTANTÃ SÃO PAULO / SP TEL. 0xx 11 3039.3500 / FAX. 0xx 11 3039.3645 Pág.: 1 SOLICITANTE BANCO VOTORANTIM

Leia mais

Figura 1: Implantação Casa Cafezal FGMF. Fonte: Banco de dados LPPM, 2014.

Figura 1: Implantação Casa Cafezal FGMF. Fonte: Banco de dados LPPM, 2014. CASA CAFEZAL Local Campinas - SP Ano 2011/2014 Escritório FGMF Autoras: Jéssica Lucena e Tamires Cabral Implantação e Partido Formal A casa, localizada em um condomínio fechado na cidade de Campinas/SP,

Leia mais

Rota do Românico do Vale de Sousa. A Rota do Românico do Vale de Sousa Igreja de São Salvador de Aveleda. Lousada

Rota do Românico do Vale de Sousa. A Rota do Românico do Vale de Sousa Igreja de São Salvador de Aveleda. Lousada Rota do Românico do Vale de Sousa A Rota do Românico do Vale de Sousa Igreja de São Salvador de Aveleda Lousada 144 Rota do Românico do Vale de Sousa A Rota do Românico do Vale de Sousa Igreja de São Salvador

Leia mais

Edifício São Marcos REGISTRO E DESCRIÇÃO DE UMA OBRA MODERNA

Edifício São Marcos REGISTRO E DESCRIÇÃO DE UMA OBRA MODERNA REGISTRO E DESCRIÇÃO DE UMA OBRA MODERNA A cidade de João Pessoa, na Paraíba, possui bastantes obras modernas importantes e interessantes, mas que não foram levantadas devidamente, para fins acadêmicos.

Leia mais

Ariel Rodrigues, Ian Pozzobon, Marcos Reco Borges (levantamento de campo) e Lucas Nunes (AutoCad) histórico

Ariel Rodrigues, Ian Pozzobon, Marcos Reco Borges (levantamento de campo) e Lucas Nunes (AutoCad) histórico Parceria: denominação Fazenda Vargem Grande códice AI F07 Res localização Sede do Distrito de Pedra Selada município Resende época de construção século XIX estado de conservação detalhamento no corpo da

Leia mais

Ariel Rodrigues, Ian Pozzobon e Marcos Reco Borges (levantamento de campo); Jovina Coli (AutoCad)

Ariel Rodrigues, Ian Pozzobon e Marcos Reco Borges (levantamento de campo); Jovina Coli (AutoCad) Parceria: denominação Fazenda do Coqueiro códice AI - F05 - Res localização Boca do Leão município Resende época de construção século XIX estado de conservação detalhamento no corpo da ficha uso atual

Leia mais

Uso de geotecnologias livres para o mapeamento das plantações de Eucalipto, Nossa Senhora do Socorro-SE

Uso de geotecnologias livres para o mapeamento das plantações de Eucalipto, Nossa Senhora do Socorro-SE http://dx.doi.org/10.12702/viii.simposfloresta.2014.210-469-2 Uso de geotecnologias livres para o mapeamento das plantações de Eucalipto, Nossa Senhora do Socorro-SE Janisson B. de Jesus 1, Dráuzio C.

Leia mais

DESENHO TÉCNICO E ARQUITETÔNICO

DESENHO TÉCNICO E ARQUITETÔNICO DESENHO TÉCNICO E ARQUITETÔNICO REPRESENTAÇÃO DE PROJETOS DE ARQUITETURA Mundi - Centro de Formação Técnica Unidade Vitória da Conquista BA Professor: Philipe do Prado Santos Curso Técnico de Edificações

Leia mais

DO TESOURO E FINANÇAS CENTRO HOSPITALAR LISBOA CENTRAL, E.P.E.

DO TESOURO E FINANÇAS CENTRO HOSPITALAR LISBOA CENTRAL, E.P.E. Leilão 13 IMÓVEIS Oportunidade de Reabilitação em Lisboa Hotel Lisboa Plaza 31 de Março, às 15h30 Conheça Aqui os Imóveis! DIREÇÃO-GERAL DO TESOURO E FINANÇAS CENTRO HOSPITALAR LISBOA CENTRAL, E.P.E. SEMANA

Leia mais

HTAU I Projetos Arquitetônicos 01 Conjunto Nacional David Libeskind Panta do pavimento térreo Fonte: Luciana Tombi Brasil

HTAU I Projetos Arquitetônicos 01 Conjunto Nacional David Libeskind Panta do pavimento térreo Fonte: Luciana Tombi Brasil Conjunto Nacional David Libeskind 1954 Panta do pavimento térreo Fonte: Luciana Tombi Brasil Conjunto Nacional David Libeskind 1954 Corte Transversal Conjunto Nacional David Libeskind 1954 nbjolpuc.wordpress.com

Leia mais

PAC - CIDADES HISTÓRICAS. BAHIA PAC - Programa de Aceleração do Crescimento IPHAN-BA

PAC - CIDADES HISTÓRICAS. BAHIA PAC - Programa de Aceleração do Crescimento IPHAN-BA PAC - CIDADES HISTÓRICAS BAHIA PAC - Programa de Aceleração do Crescimento IPHAN-BA PAC CIDADES HISTÓRICAS - BAHIA SANTO AMARO (7) MARAGOGIPE (5) ITAPARICA (4) SALVADOR (25) RECÔNCAVO BAIANO SANTO AMARO

Leia mais

LAUDO TÉCNICO DE AVALIAÇÃO DE IMÓVEL

LAUDO TÉCNICO DE AVALIAÇÃO DE IMÓVEL 1 LAUDO TÉCNICO DE AVALIAÇÃO DE IMÓVEL Lotes 04 e 05 Quadra XXVI Prolongamento da Rua Sete de Setembro (Loteamento não implantado) Bairro Vila Atlântica Mongaguá SP CPI Conselho do Patrimônio Imobiliário

Leia mais

FICHAS DE INVENTÁRIO: SICG (SISTEMA INTEGRADO DE CONHECIMENTO E GESTÃO) DO IPHAN ESTUDO DE CASO EM PATRIMÔNIO RURAL

FICHAS DE INVENTÁRIO: SICG (SISTEMA INTEGRADO DE CONHECIMENTO E GESTÃO) DO IPHAN ESTUDO DE CASO EM PATRIMÔNIO RURAL FICHAS DE INVENTÁRIO: SICG (SISTEMA INTEGRADO DE CONHECIMENTO E GESTÃO) DO IPHAN ESTUDO DE CASO EM PATRIMÔNIO RURAL Sandra Cristina Fernandes Martins* (Brazil) Centro Universitário Nossa Senhora do Patrocínio,

Leia mais

Pop List Documento auxiliar de análise para o segmento de LOJA DE MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO. Out/2016 Versão 1.1

Pop List Documento auxiliar de análise para o segmento de LOJA DE MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO. Out/2016 Versão 1.1 Pop List Documento auxiliar de análise para o segmento de LOJA DE MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO Out/ Versão 1.1 Documento auxiliar de análise para o segmento de LOJA DE MATERIAL DE CONSTRUÇÃO 1. Orientação quanto

Leia mais

2/6/2010. Parágrafo único. As RPPNs somente serão criadas em áreas de posse e domínio privados.

2/6/2010. Parágrafo único. As RPPNs somente serão criadas em áreas de posse e domínio privados. RPPN: Reserva Particular do Patrimônio Natural AS RPPNS EM SANTA CATARINA LEI Nº 9.985/2000 Art 7º 2º O objetivo básico das Unidades de Uso Sustentável é compatibilizar a conservação da natureza com o

Leia mais

Teatro e Bar no Morro da Urca 1986

Teatro e Bar no Morro da Urca 1986 Anexo 1.12 Teatro e Bar no Morro da Urca 1986 1. EDIFÍCIO HISTÓRICO Endereço: Rio de Janeiro RJ, Brasil. Autoria: desconhecida. Data do Projeto: 1912. Data da Construção: 1913. Área do Terreno: não foram

Leia mais

SEDE SESC-DF. CADERNO DE ENCARGOSE ESPECIFICAÇÕES GERAIS Graficação em Auto-Cad 2013 e Confecção de Imagens em 3D

SEDE SESC-DF. CADERNO DE ENCARGOSE ESPECIFICAÇÕES GERAIS Graficação em Auto-Cad 2013 e Confecção de Imagens em 3D SEDE SESC-DF CADERNO DE ENCARGOSE ESPECIFICAÇÕES GERAIS Graficação em Auto-Cad 2013 e Confecção de Imagens em 3D SUMÁRIO 1. OBJETIVO...03 2. DESCRIÇÃO TÉCNICA: GRAFICAÇÃO EM AUTO-CAD 2013...03 3. OBSERVAÇÕES

Leia mais

Dossier Promocional. Moradia no Funchal Madeira

Dossier Promocional. Moradia no Funchal Madeira Dossier Promocional Moradia no Funchal Madeira 1 1. Contexto e a Oportunidade 2. Localização do Imóvel 3. Características Gerais do Imóvel 4. Descrição Detalhada 5. Condições de Comercialização 6. Contactos

Leia mais

Divisão de Obras, Planeamento, Ambiente e Urbanismo

Divisão de Obras, Planeamento, Ambiente e Urbanismo Elementos instrutórios do pedido Elementos comuns aos procedimentos de controlo prévio (Licença), nos termos da Portaria n.º 113/2015, de 22/04 1) 2) 3) 4) 5) 6) Certidão da descrição e de todas as inscrições

Leia mais

BROCHURA DE VENDA SANTO ALEIXO DA RESTAURAÇÃO

BROCHURA DE VENDA SANTO ALEIXO DA RESTAURAÇÃO Gestão de Imóveis CTT Av. D. João II, Nº13, 4º Andar Parque das Nações 1999-001 Lisboa +351 210471516 BROCHURA DE VENDA SANTO ALEIXO DA RESTAURAÇÃO Rua Lopo Sancas, nº 14 ANEXO I - MEMÓRIA DESCRITIVA 1.

Leia mais

FORMULÁRIO DE SOLICITAÇÃO DE ABERTURA DE PROCESSO - FAP EMPREENDIMENTO: EMPREENDIMENTOS MILITARES

FORMULÁRIO DE SOLICITAÇÃO DE ABERTURA DE PROCESSO - FAP EMPREENDIMENTO: EMPREENDIMENTOS MILITARES FORMULÁRIO DE SOLICITAÇÃO DE ABERTURA DE PROCESSO - FAP EMPREENDIMENTO: EMPREENDIMENTOS MILITARES Instruções para acesso ao sistema Acessar Serviços on line no site do Ibama e clicar e cadastro, abre a

Leia mais

POUSADA SILVEIRAS. Silveiras - SP

POUSADA SILVEIRAS. Silveiras - SP POUSADA SILVEIRAS Silveiras - SP - 2003 MEMORIAL...Arquitetura como trabalho do homem que mais modifica a natureza - o trabalho mais artificial e por isso mesmo o mais humano.gaudi dizia o plano não

Leia mais

RUA PROF. MARIA APARECIDA RICHA, 99 VILA OLIVEIRA MOGI DAS CRUZES

RUA PROF. MARIA APARECIDA RICHA, 99 VILA OLIVEIRA MOGI DAS CRUZES RUA PROF. MARIA APARECIDA RICHA, 99 VILA OLIVEIRA MOGI DAS CRUZES I Nome completo do empreendimento: HELBOR HOME CLUB ITAPETY FICHA TÉCNICA II Nome Usual do empreendimento: HOME CLUB ITAPETY III Nome interno

Leia mais

Para efeito desta Instrução Técnica são adotadas as seguintes definições:

Para efeito desta Instrução Técnica são adotadas as seguintes definições: IT 1814 R.5 - INSTRUÇÃO TÉCNICA PARA APRESENTAÇÃO DE ANTEPROJETOS DE EDIFICAÇÕES RESIDENCIAIS MULTIFAMILIARES (PERMANENTES OU TRANSITÓRIAS) GRUPAMENTOS DE EDIFICAÇÕES E CLUBES Notas: Aprovada pela Deliberação

Leia mais

GEODIVERSIDADE NO PATRIMÔNIO CULTURAL CONSTRUÍDO DO ESTADO DO PARANÁ. Antonio Liccardo Universidade Estadual de Ponta Grossa

GEODIVERSIDADE NO PATRIMÔNIO CULTURAL CONSTRUÍDO DO ESTADO DO PARANÁ. Antonio Liccardo Universidade Estadual de Ponta Grossa GEODIVERSIDADE NO PATRIMÔNIO CULTURAL CONSTRUÍDO DO ESTADO DO PARANÁ Antonio Liccardo Universidade Estadual de Ponta Grossa O patrimônio cultural perpassa várias definições e qualificações, quanto a uso

Leia mais

Colégio Avanço de Ensino Programado

Colégio Avanço de Ensino Programado α Colégio Avanço de Ensino Programado Trabalho de Recuperação1º Semestre - 1º Bim. /2016 Nota: Professor (a): Lúcia Disciplina: Arte Turma: 1ª Série Ensino Médio Nome: Nº: ORIENTAÇÕES PARA DESENVOLVIMENTO

Leia mais

Preservação de bens culturais em Porto Alegre: Situação e desafios. Luiz Antônio Custódio

Preservação de bens culturais em Porto Alegre: Situação e desafios. Luiz Antônio Custódio Preservação de bens culturais em Porto Alegre: Situação e desafios 2016 Luiz Antônio Custódio Alguns conceitos: Constituição Federal Brasileira Definição & atribuições Artigo 216 - Constituem patrimônio

Leia mais

ACERVO CARTOGRÁFICO DE EGON BELZ ACERVO CENTRO DE MEMÓRIA UNIVERSITÁRIA BU/FURB

ACERVO CARTOGRÁFICO DE EGON BELZ ACERVO CENTRO DE MEMÓRIA UNIVERSITÁRIA BU/FURB ACERVO CARTOGRÁFICO DE EGON BELZ ACERVO CENTRO DE MEMÓRIA UNIVERSITÁRIA BU/FURB CATEGORIA Cartografia OBJETO 15 pranchas:implantação; Térreo, primeiro pavimento e subsolo; Terceiro pavimento, segundo pavimento

Leia mais

DECRETO Nº DE 4 DE FEVEREIRO DE 2015

DECRETO Nº DE 4 DE FEVEREIRO DE 2015 DECRETO Nº 39748 DE 4 DE FEVEREIRO DE 2015 Determina o tombamento definitivo do edifício que abrigou o Colégio Arte e Instrução, situado na Avenida Ernani Cardoso, nºs 225, 229, 233 e 237,Cascadura XV

Leia mais

Conceitos Básicos mapa

Conceitos Básicos mapa Cartografia Conceitos Básicos Entende-se por mapa a representação gráfica convencional, geralmente plana e em pequena escala, de áreas relativamente extensas, como acontece nos mapas dos atlas. Para tal,

Leia mais

GEOGRAFIA MÓDULO 11. As Questões Regionais. As divisões regionais, região e políticas públicas, os desequilíbrios regionais. Professor Vinícius Moraes

GEOGRAFIA MÓDULO 11. As Questões Regionais. As divisões regionais, região e políticas públicas, os desequilíbrios regionais. Professor Vinícius Moraes GEOGRAFIA Professor Vinícius Moraes MÓDULO 11 As Questões Regionais As divisões regionais, região e políticas públicas, os desequilíbrios regionais Existem três divisões regionais amplamente divulgadas

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL MUNICÍPIO DE CANOAS

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL MUNICÍPIO DE CANOAS Mensagem nº 20, de 2012. Canoas, 29 de março de 2012. A Sua Excelência o Senhor Vereador Dario Francisco da Silveira Presidente da Câmara Municipal de Canoas Canoas - RS Senhor Presidente, Na forma da

Leia mais

EDIFICAÇÕES DE VALOR HISTÓRICO E ARQUITETÔNICO E MEIO AMBIENTE

EDIFICAÇÕES DE VALOR HISTÓRICO E ARQUITETÔNICO E MEIO AMBIENTE CAPÍTULO 3 Comentários EDIFICAÇÕES DE VALOR HISTÓRICO E ARQUITETÔNICO E MEIO AMBIENTE Existem vários prédios de valor histórico. Os de natureza institucional ou pública têm maiores chances de serem preservados.

Leia mais

SERVIÇO SOCIAL DO COMÉRCIO DEPARTAMENTO REGIONAL DO AMAZONAS TERMO DE REFERÊNCIA

SERVIÇO SOCIAL DO COMÉRCIO DEPARTAMENTO REGIONAL DO AMAZONAS TERMO DE REFERÊNCIA SERVIÇO SOCIAL DO COMÉRCIO DEPARTAMENTO REGIONAL DO AMAZONAS TERMO DE REFERÊNCIA Termo de referência para contratação de projeto de pavimentação, drenagem superficial e profunda no ramal de acesso ao Hotel

Leia mais

Ouro Café Açúcar Sal

Ouro Café Açúcar Sal Ouro Café Açúcar Sal Projeto Inventário de Bens Culturais Imóveis Desenvolvimento Territorial dos Caminhos Singulares do Estado do Rio de Janeiro Fevereiro 2004 Inepac Instituto Estadual do Patrimônio

Leia mais

CONFEDERAÇÃO DA AGRICULTURA E PECUÁRIA DO BRASIL - CNA CADASTRO DO EMPRESÁRIO OU EMPREGADOR RURAL - PESSOA JURÍDICA

CONFEDERAÇÃO DA AGRICULTURA E PECUÁRIA DO BRASIL - CNA CADASTRO DO EMPRESÁRIO OU EMPREGADOR RURAL - PESSOA JURÍDICA CONFEDERAÇÃO DA AGRICULTURA E PECUÁRIA DO BRASIL CNA CADASTRO DO EMPRESÁRIO OU EMPREGADOR RURAL PESSOA JURÍDICA I. TIPO DE ATUALIZAÇÃO (para uso CNA): Inclusão Alteração Cancelamento II. IDENTIFICAÇÃO

Leia mais

ORIGEM H066-FTP3- R DATA: 14/12/ FICHA TECNICA DE LANÇAMENTO - HELBOR CONCEPT (HESA 66)

ORIGEM H066-FTP3- R DATA: 14/12/ FICHA TECNICA DE LANÇAMENTO - HELBOR CONCEPT (HESA 66) CADERNO TÉCNICO DE LANÇAMENTO 15/12/2011 HELBOR CONCEPT - Ficha tecnica de Lançamento ORIGEM H066-FTP3- R02-111128 DATA: 14/12/2011 REVISÃO: 03 1-FICHA TECNICA DE LANÇAMENTO - HELBOR CONCEPT (HESA 66)

Leia mais

ELEMENTOS DE ARQUITETURA E URBANISMO

ELEMENTOS DE ARQUITETURA E URBANISMO ELEMENTOS DE ARQUITETURA E URBANISMO REPRESENTAÇÃO DE PROJETOS DE ARQUITETURA Faculdade de Tecnologia e Ciências - FTC Unidade Vitória da Conquista BA Colegiado de Engenharia Civil Prof. Philipe do Prado

Leia mais

SEMINÁRIO DA DISCIPLINA ESTÁGIO SUPERVISIONADO IAU_USP Prefeitura Municipal de Araraquara Secretaria da Cultura Coordenadoria Executiva de Acervos e

SEMINÁRIO DA DISCIPLINA ESTÁGIO SUPERVISIONADO IAU_USP Prefeitura Municipal de Araraquara Secretaria da Cultura Coordenadoria Executiva de Acervos e SEMINÁRIO DA DISCIPLINA ESTÁGIO SUPERVISIONADO IAU_USP Prefeitura Municipal de Araraquara Secretaria da Cultura Coordenadoria Executiva de Acervos e Patrimônio Histórico Juliana Oliveira_8503221 Levantamento

Leia mais

Declaração de Instalação, Modificação e de Encerramento dos Estabelecimentos de Restauração ou de Bebidas

Declaração de Instalação, Modificação e de Encerramento dos Estabelecimentos de Restauração ou de Bebidas Declaração de Instalação, Modificação e de Encerramento dos Estabelecimentos de Restauração ou de Bebidas abrangidos pelo regime instituído pelo Decreto-Lei nº 234/2007, de 19 de Junho Uso exclusivo da

Leia mais

1. Descrição da Cidade

1. Descrição da Cidade 1. Descrição da Cidade 2. Top Atrações da Cidade 2.1 - Atração Feira Central 2.2 - Atração Museu José Antônio Pereira 2.3 - Atração Shopping Campo Grande 2.4 - Atração Igreja Santo Antônio 2.5 - Atração

Leia mais

CASA EM PINHEIROS. Local: Pinheiros, SP Ano: Escritório: UNA Arquitetos

CASA EM PINHEIROS. Local: Pinheiros, SP Ano: Escritório: UNA Arquitetos CASA EM PINHEIROS Local: Pinheiros, SP Ano: 2007-2009 Escritório: UNA Arquitetos Implantação e Partido Formal A Casa em Pinheiros foi implantada em um lote urbano, localizado em uma das colinas que define

Leia mais

ELEMENTOS DE ARQUITETURA E URBANISMO

ELEMENTOS DE ARQUITETURA E URBANISMO ELEMENTOS DE ARQUITETURA E URBANISMO REPRESENTAÇÃO DE PROJETOS DE ARQUITETURA Faculdade de Tecnologia e Ciências - FTC Unidade Vitória da Conquista BA Colegiado de Engenharia Civil Prof. Philipe do Prado

Leia mais

Aula 1 de 4 Versão Aluno

Aula 1 de 4 Versão Aluno Aula 1 de 4 Versão Aluno O QUE É ARQUEOLOGIA? Arqueologia é a ciência que busca entender as culturas humanas a partir do estudo do registro arqueológico, que é o conjunto de todos os traços materiais da

Leia mais

Estudo de alternativas de traçado de estradas utilizando Autodesk Infraworks

Estudo de alternativas de traçado de estradas utilizando Autodesk Infraworks Estudo de alternativas de traçado de estradas utilizando Autodesk Infraworks Wagner Bersani Frazillio & Ferroni Apresentação de um caso de uso do Autodesk Infraworks no estudo de alternativas de traçado

Leia mais

Levantamento de Governança de TI 2016 379 organizações selecionadas

Levantamento de Governança de TI 2016 379 organizações selecionadas Levantamento de Governança de TI 2016 379 organizações selecionadas Organizações ADVOCACIA-GERAL DA UNIÃO AGÊNCIA BRASILEIRA DE COOPERAÇÃO AGÊNCIA BRASILEIRA DE INTELIGÊNCIA AGÊNCIA BRASILEIRA GESTORA

Leia mais

GEOGRAFIA - 1 o ANO MÓDULO 31 CARTOGRAFIA: ESCALAS

GEOGRAFIA - 1 o ANO MÓDULO 31 CARTOGRAFIA: ESCALAS GEOGRAFIA - 1 o ANO MÓDULO 31 CARTOGRAFIA: ESCALAS 0 10 20 30 40 km 1? 1 000 000 (ou 1 cm representa 10 km) A 10 20 30 40 30 40 50 B 50 50 40 40 30 30 20 20 10 0 0 10 A 50 50 B Edificações Estrada de ferro

Leia mais

Dossier Promocional. Moradia em Valongo, Porto

Dossier Promocional. Moradia em Valongo, Porto Dossier Promocional Moradia em Valongo, Porto 1 1. Contexto e a Oportunidade 2. Localização do Imóvel 3. Características Gerais do Imóvel 4. Descrição Detalhada 5. Condições de Comercialização 6. Contactos

Leia mais

CADERNO DE LANÇAMENTO

CADERNO DE LANÇAMENTO CADERNO DE LANÇAMENTO 12/03/2014 SPAZIO HELBOR - Ficha do produto ORIGEM H051 FTP3 R01-26/02/14 DATA: 12/03/2014 FICHA TECNICA DE LANÇAMENTO - SPAZIO HELBOR (HESA 51) IDENTIFICAÇÃO DO EMPREENDIMENTO Endereço

Leia mais

MÉTODO COMPARATIVO DE DADOS DE MERCADO APLICADO À ELABORAÇÃO DA PLANTA GENÉRICA DE VALORES - Caso de Porto Alegre -

MÉTODO COMPARATIVO DE DADOS DE MERCADO APLICADO À ELABORAÇÃO DA PLANTA GENÉRICA DE VALORES - Caso de Porto Alegre - MÉTODO COMPARATIVO DE DADOS DE MERCADO APLICADO À ELABORAÇÃO DA PLANTA GENÉRICA DE VALORES - Caso de Porto Alegre - 1 SUMÁRIO Conceitos Básicos Método Comparativo de Dados para avaliação de imóvel Método

Leia mais

LAVAGEM AUTOMOTIVA. Bairro: Município: CEP: CNPJ/CPF: Telefone: Fax:

LAVAGEM AUTOMOTIVA. Bairro: Município: CEP: CNPJ/CPF: Telefone: Fax: LAVAGEM AUTOMOTIVA 1. Identificação Empresa/Interessado: Endereço: Bairro: Município: CEP: CNPJ/CPF: Telefone: Fax: E-mail: Atividade: Localização do empreendimento (Endereço): Bairro: CEP: Contato: Cargo/Função:

Leia mais

Indicadores IBGE. Sistema Nacional de Pesquisa de Custos e Índices da Construção Civil SINAPI. Abril de 2014

Indicadores IBGE. Sistema Nacional de Pesquisa de Custos e Índices da Construção Civil SINAPI. Abril de 2014 Indicadores IBGE Sistema Nacional de Pesquisa de Custos e Índices da Construção Civil SINAPI Abril de 2014 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE Presidenta da República Dilma Rousseff

Leia mais

situação e ambiência códice AII-F01-PA denominação Fazenda Pau Grande localização Rodovia RJ 125 Estrada Paty do Alferes, Km-11 Distrito de Avelar

situação e ambiência códice AII-F01-PA denominação Fazenda Pau Grande localização Rodovia RJ 125 Estrada Paty do Alferes, Km-11 Distrito de Avelar Parceria: denominação Fazenda Pau Grande códice AII-F01-PA localização Rodovia RJ 125 Estrada Paty do Alferes, Km-11 Distrito de Avelar município Paty do Alferes época de construção século XVIII estado

Leia mais

CADERNO DE LANÇAMENTO

CADERNO DE LANÇAMENTO CADERNO DE LANÇAMENTO 21.07.2014 HELBOR TREND SP - Ficha do produto ORIGEM: H093-FTP3-R02-140114 DATA: 21/07/2014 FICHA TÉCNICA DE LANÇAMENTO - HELBOR TREND SP (HESA 93) IDENTIFICAÇÃO DO EMPREENDIMENTO

Leia mais

Colegiado dos Cursos de Graduação em Arquitetura e Urbanismo

Colegiado dos Cursos de Graduação em Arquitetura e Urbanismo CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO / NOTURNO PROGRAMA DE DISCIPLINA DISCIPLINA: OFICINA TEMÁTICA DE ALVENARIA ESTRUTURAL CÓDIGO: TAU040 CLASSIFICAÇÃO: Optativa PRÉ-REQUISITO: não tem CARGA HORÁRIA: TÉORICA

Leia mais

ELEMENTOS DE ARQUITETURA E URBANISMO

ELEMENTOS DE ARQUITETURA E URBANISMO ELEMENTOS DE ARQUITETURA E URBANISMO REPRESENTAÇÃO DE PROJETOS DE ARQUITETURA Faculdade de Tecnologia e Ciências - FTC Unidade Vitória da Conquista BA Colegiado de Engenharia Civil Prof. Philipe do Prado

Leia mais

PREENCHIMENTO DA PLANILHA DO PROJETO EXPRESSO V 2.0

PREENCHIMENTO DA PLANILHA DO PROJETO EXPRESSO V 2.0 1. OBJETIVO Este informativo técnico tem como objetivo orientar o envio dos documentos e o preenchimento correto da planilha do Projeto Expresso v 2.0. 2. APLICAÇÃO O projeto expresso visa atender as ligações

Leia mais

MUNICÍPIO DE JACAREÍ

MUNICÍPIO DE JACAREÍ MANUAL 1. Este manual contém as exigências técnicas necessárias à obtenção de Licença de Obras de construção, ampliação de edificações, Certificado de Mudança de Uso e Habite-se, através da aprovação de

Leia mais

Aula7 O RITUAL DO TOMBAMENTO. Verônica Maria Meneses Nunes Luís Eduardo Pina Lima

Aula7 O RITUAL DO TOMBAMENTO. Verônica Maria Meneses Nunes Luís Eduardo Pina Lima Aula7 O RITUAL DO TOMBAMENTO META Evidenciar o ato de tombamento como um ato administrativo que preserva e reconhece o patrimônio. OBJETIVOS Ao final desta aula, o aluno deverá: definir o que vem a ser

Leia mais