Secretaria Especial de Estado de Desenvolvimento Econômico e Incen5vo a Produção Oportunidades de Negócios no Pará

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Secretaria Especial de Estado de Desenvolvimento Econômico e Incen5vo a Produção Oportunidades de Negócios no Pará"

Transcrição

1 Secretaria Especial de Estado de Desenvolvimento Econômico e Incen5vo a Produção Oportunidades de Negócios no Pará Junho,2014

2 BRASIL-AMAZÔNIA-PARÁ O Pará é o 2º maior Estado brasileiro, com Km², que supera em território e se fosse um país, o Estado seria um dos 25 maiores do mundo em extensão territorial, superando países como Alemanha, Itália e Espanha somados.

3 LOCALIZAÇÃO PRIVILEGIADA ü Portal da Amazônia ü Ótima Localização Geográfica: Acesso aos mercados Americano, Europeu e Asiático

4 PIB DA AMAZÔNIA POR ESTADOS Estados da Região Norte População Total PIB R$ Milhões % PIB Pará 7.588, ,63 Amazonas ,67 Rondônia 1.560, ,69 Tocan5ns 1.383, ,56 Acre ,21 Amapá ,10 Roraima 451, ,15 Total Fonte: IBGE

5 EVOLUÇÃO DO PIB DO PARÁ

6 Balança Comercial Desempenho do Comércio Exterior Paraense

7 BALANÇA COMERCIAL PARAENSE Variação % EXPORTAÇÃO IMPORTAÇÃO SALDO CORRENTE DE COMÉRCIO PARÁ: 2º maior saldo da Balança Comercial Brasileira (Principal: MG); 6º Principal Exportador Brasileiro; 17º maior Importador do Brasil.

8 EXPORTAÇÕES PARAENSES Principais Destinos - Países 2013 CHINA 35% JAPAO 10% ALEMANHA 9% COREIA DO SUL 6% ESTADOS UNIDOS 4% FRANCA 4% Outros 18% (Portugal: 0,09%) ITALIA 2% NORUEGA 2% PAISES BAIXOS (HOLANDA) 3% CANADA 3% VENEZUELA 4%

9 PRINCIPAIS PRODUTOS EXPORTADOS PELO ESTADO DO PARÁ ANO: US$ FOB Produtos Exportação 2013 Valor Participação % pelo valor Exportado Minérios de ferro não aglomerados e seus concentrados ,22 Outros minérios de cobre e seus concentrados ,45 Alumina calcinada ,23 Alumínio não ligado em forma bruta ,24 Outros animais vivos da espécie bovina ,36 Soja, mesmo triturada, exceto para semeadura ,52 Bauxita não calcinada (minério de alumínio) ,52 Caulim ,40 Outros minérios de manganês ,33 Ferro fundido bruto não ligado, c/peso<=0.5% de fósforo ,29 Fonte: Sistema ALICE/SECEX Data: 23/01/2014 Elaboração: Diretoria da Indústria e Atração de Inves5mentos SUBTOTAL ,53 OUTROS ,47 TOTAL ,00

10 IMPORTAÇÕES PARAENSES ALEMANHA 3% CHILE 3% JAPAO 3% COLOMBIA 3% ESPANHA 4% ISRAEL 2% Principais Origens - Países 2013 ITALIA 2% REINO UNIDO 1% Outros 12% (Portugal: 0,02%) ESTADOS UNIDOS 52% ARGENTINA 6% CHINA 9%

11 PRINCIPAIS PRODUTOS IMPORTADOS PELO ESTADO DO PARÁ ANO: US$ FOB Produtos Exportação 2013 Valor Participação % pelo valor Exportado Hidróxido de sódio em sol.aquosa (lixiv.soda cáustica) ,00 Out.trigos e misturas de trigo c/centeio, exc.p/ semead ,78 Coque de petróleo calcinado ,11 Outros pneus radiais, novos, "dumpers", aro>= ,43 Dumpers p/transp.mercadoria>=85t, util.fora de rodovias ,86 Hulha betuminosa, não aglomerada ,29 Outras construções pré-fabricadas, de ferro ou aço ,17 Carregadoras/pas-carregadoras, de pot.no volante>=399hp ,21 Outras escavadoras com capacidade de carga >=19m ,05 Breu obtido de alcatrões minerais ,67 Fonte: Sistema ALICE/SECEX Data: 23/01/2014 Elaboração: Diretoria da Indústria e Atração de Inves5mentos SUBTOTAL ,58 OUTROS ,42 TOTAL ,00

12 Relação Comercial Pará Portugal

13 Fonte: Sistema ALICE/SECEX Data: 23/01/2014 Elaboração: Diretoria da Indústria e Atração de Inves5mentos Balança Comercial Pará - Portugal Período: Janeiro a dezembro de 2013 US$ FOB Variação % EXPORTAÇÃO ,24 IMPORTAÇÃO ,67* SALDO ,94 CORRENTE DE COMÉRCIO ,12 *A diminuição de mais de 96% do valor importado de Portugal no ano de 2013 se deu principalmente devido a aquisição de fios-máquina de ferro/aço não ligado, além de outros instrumentos e aparelhos ópticos no valor de US$ e US$ , respectivamente. Estes produtos estavam na lista de produtos importados no ano de 2012 e que não foram adquiridos em 2013.

14 PRINCIPAIS ESTADOS BRASILEIROS QUE EXPORTARAM PARA PORTUGAL US$ FOB Posição UF Valor Exportado % 1 RIO DE JANEIRO ,46 2 MATO GROSSO ,19 3 PARANA ,25 4 RIO GRANDE DO SUL ,24 5 SAO PAULO ,74 6 MINAS GERAIS ,97 7 SANTA CATARINA ,65 8 PERNAMBUCO ,00 9 BAHIA ,19 12 PARA ,61 SUBTOTAL ,30 OUTROS ,70 TOTAL ,0 PERNAMBUCO 4% SANTA CATARINA 5% MINAS GERAIS 6% Principais Estados que Exportaram para Portugal Ano: 2013 BAHIA 3% PARA 2% SAO PAULO 9% OUTROS 12% RIO GRANDE DO SUL 9% PARANA 9% RIO DE JANEIRO 22% MATO GROSSO 19% Fonte: Sistema ALICE/SECEX Data: 23/01/2014 Elaboração: Diretoria da Indústria e Atração de Inves5mentos

15 PRINCIPAIS ESTADOS BRASILEIROS QUE IMPORTARAM DE PORTUGAL US$ FOB Posição UF Valor Exportado % 1 SAO PAULO ,06 2 SANTA CATARINA ,91 3 RIO DE JANEIRO ,38 4 BAHIA ,35 5 PARANA ,76 6 CEARA ,46 7 AMAZONAS ,23 8 PERNAMBUCO ,87 9 MARANHAO ,48 23º PARA ,02 SUBTOTAL ,51 OUTROS ,49 TOTAL ,0 Fonte: Sistema ALICE/SECEX Data: 23/01/2014 Elaboração: Diretoria da Indústria e Atração de Inves5mentos MARANHAO 4% PERNAMBUCO 4% AMAZONAS 4% CEARA 4% PARANA 5% Principais Estados que Importaram de Portugal Ano: 2013 BAHIA 6% RIO DE JANEIRO 6% PARA 0% OUTROS 11% SANTA CATARINA 11% SAO PAULO 45%

16 PRINCIPAIS PRODUTOS EXPORTADOS PELO PARÁ PARA PORTUGAL US$ FOB PRODUTOS Exportação 2013 Participação pelo valor exportado % Couros bovinos, incl.bufalos, divid.umid.pena flor ,41 Outras madeiras tropicais, serradas/cort.fls.etc.esp>6mm ,18 Outras madeiras perf. etc., não coniferas ,99 Madeira de ipe, serrada/cortada em folhas, etc.esp>6mm ,55 Outras madeiras serradas/cortadas em folhas, etc.esp>6mm ,07 Outs.couros bovinos, incl.bufalos, n/div.umid.pena flor ,14 Outs.couros/peles, bovinos, incl.bufalos, umidos ,44 Couros int.bovinos, divid."wet blue", s<=2, 6m ,26 Sucos (sumo) de outras frutas,n/fermen.s/adição de acú ,22 Outros sucos e extratos vegetais ,22 Fonte: Sistema ALICE/SECEX Data: 23/01/2014 Elaboração: Diretoria da Indústria e Atração de Inves5mentos SUBTOTAL ,48 Outros ,52 TOTAL

17 PORTOS E AEROPORTOS DE EXPORTAÇÃO DOS PRODUTOS PARAENSES São Paulo 0% Santa Catarina 1% Pará 99% SÃO PAULO Outras frutas secas Outras frutas de casca rija, outras.sementes, prepars/c Prods.mucilaginosos e espessantes, deriv.outros vegetai Outras gorduras e óleos vegetais, mesmo refinado Outros peixes ornamentais, vivos, de água doce Outras gorduras e óleos vegetais, mesmo refinado Prepars.p/ondulacao/alisamento/permanentes, dos cabelos Outs gomas,res., goma- resinas, bálsamos nat. Xampus para os cabelos SANTA CATARINA Outras madeiras perf. etc., não coniferas Outs.couros bovinos, incl.bufalos, n/div.umid.pena flor

18 PRINCIPAIS PRODUTOS IMPORTADOS DE PORTUGAL PELO PARÁ US$ FOB PRODUTOS Exportação 2013 Participação pelo valor exportado % Outros instrumentos e aparelhos para telecomunicação ,07 Fechaduras de metais comuns, para móveis ,63 Outras guarnições, etc.de metais comuns ,54 Papel fibra mec<=10%, p>150g/m2, tiras/rolos l<=15cm, etc ,52 Outros vinhos, mostos de uvas, ferm.imped.álcool, recips<=2l ,54 Reles para tensão <= 60volts 960 0,57 Outs.apar.transm.c/receptor incorporado 219 0,13 SUBTOTAL Outros 0 0,00 TOTAL ,00 Fonte: Sistema ALICE/SECEX Data: 23/01/2014 Elaboração: Diretoria da Indústria e Atração de Inves5mentos

19 PORTOS E AEROPORTOS DE IMPORTAÇÃO DE PRODUTOS PORTUGUESES MINAS GERAIS Reles para tensão <= 60volts AMAZONAS 10% SÃO PAULO Reles para tensão <= 60volts SÃO PAULO 38% PARÁ 52% Outros instrumentos e aparelhos para telecomunicação Outs.apar.transm.c/receptor incorporado AMAZONAS Outros vinhos, mostos de uvas, ferm.imped.álcool, recip MINAS GERAIS 0%

20 POSSIBILIDADES DE NEGÓCIOS ENTRE PARÁ E PORTUGAL O que Portugal pode oferecer para o Pará?

21 POSSIBILIDADES DE NEGÓCIOS ENTRE PARÁ E PORTUGAL O que o Pará pode oferecer para Portugal?

22 MUITO OBRIGADO! Fone: 55 91)

DESENVOLVIMENTO DO COMÉRCIO EXTERIOR BRASILEIRO E O INTERCÂMBIO COMERCIAL BRASIL-PORTUGAL

DESENVOLVIMENTO DO COMÉRCIO EXTERIOR BRASILEIRO E O INTERCÂMBIO COMERCIAL BRASIL-PORTUGAL MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR SECRETARIA EXECUTIVA DESENVOLVIMENTO DO COMÉRCIO EXTERIOR BRASILEIRO E O INTERCÂMBIO COMERCIAL BRASIL-PORTUGAL BALANÇA COMERCIAL BRASILEIRA

Leia mais

Balança Comercial do Rio Grande do Sul Janeiro Unidade de Estudos Econômicos UNIDADE DE ESTUDOS ECONÔMICOS

Balança Comercial do Rio Grande do Sul Janeiro Unidade de Estudos Econômicos UNIDADE DE ESTUDOS ECONÔMICOS Balança Comercial do Rio Grande do Sul Janeiro 2012 Unidade de Estudos Econômicos PRINCIPAIS ESTADOS EXPORTADORES NO MÊS jan/11 Part(%) jan/12 Part(%) Var (%) SAO PAULO 3.328 21,9% 3.672 22,7% 10,3% 344

Leia mais

101,2 72,7 55,4 52,7. Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez

101,2 72,7 55,4 52,7. Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez 1. BALANÇA COMERCIAL DO TOCANTINS 121,2 122,9 101,2 Exportação (US$ Milhões FOB) 72,7 Importação (US$ Milhões FOB) 55,4 52,7 25,2 3,1 16,5 6,1 12,3 5,7 7,6 6,5 8,5 19,0 16,0 18,3 17,1 16,9 9,7 6,9 14,4

Leia mais

COMÉRCIO EXTERIOR DO TOCANTINS 1º Trimestre 2016

COMÉRCIO EXTERIOR DO TOCANTINS 1º Trimestre 2016 1. BALANÇA COMERCIAL DO TOCANTINS 97.051.268 Exportação Importação O Saldo da Balança Comercial (exportação importação) se manteve positivo, sendo 67% superior ao mesmo período de 55.371.631 2015. 25.178.948

Leia mais

CONJUNTURA ECONÔMICA GEAC MARÇO DE 2016

CONJUNTURA ECONÔMICA GEAC MARÇO DE 2016 CONJUNTURA ECONÔMICA GEAC MARÇO DE 2016 Geovana Pires Diretora da DIEPSAC/FAPESPA Belém, 25 de abril de 2016. Informe Comércio Exterior Mar/2016 Saldo Comercial Mar/2016 - Ranking Nacional - Milhões (US$)

Leia mais

Estruturar informações econômicas básicas sobre a caracterização da indústria mineira no Estado de Minas Gerais e em suas Regionais.

Estruturar informações econômicas básicas sobre a caracterização da indústria mineira no Estado de Minas Gerais e em suas Regionais. Dezembro/2014 OBJETIVO Estruturar informações econômicas básicas sobre a caracterização da indústria mineira no Estado de Minas Gerais e em suas Regionais. Permitir ainda, uma análise comparativa da evolução

Leia mais

Balança Comercial do Rio Grande do Sul Janeiro Unidade de Estudos Econômicos UNIDADE DE ESTUDOS ECONÔMICOS

Balança Comercial do Rio Grande do Sul Janeiro Unidade de Estudos Econômicos UNIDADE DE ESTUDOS ECONÔMICOS Balança Comercial do Rio Grande do Sul Janeiro 2015 Unidade de Estudos Econômicos O COMÉRCIO EXTERIOR DO RS EM JANEIRO Exportações Além da forte queda da indústria (-18,5%), ressalta-se o fato de que somente

Leia mais

Balança Comercial Mineral da Amazônia Legal. IBRAM AMAZÔNIA Belém, fevereiro de 2010.

Balança Comercial Mineral da Amazônia Legal. IBRAM AMAZÔNIA Belém, fevereiro de 2010. Balança Comercial Mineral da Amazônia Legal 2009 IBRAM AMAZÔNIA Belém, fevereiro de 2010. Exportação Mineral da Amazônia Legal 25.000.000.000 20.000.000.000 US$ 19 Bilhões ( 16%) 15.000.000.000 US$ FO

Leia mais

Vale do Aço. Fevereiro/2016

Vale do Aço. Fevereiro/2016 Fevereiro/2016 OBJETIVO Estruturar informações econômicas básicas sobre a caracterização da indústria mineira no Estado de Minas Gerais e em suas Regionais. Permitir ainda, uma análise comparativa da evolução

Leia mais

Balança Comercial do Rio Grande do Sul Dezembro Unidade de Estudos Econômicos UNIDADE DE ESTUDOS ECONÔMICOS

Balança Comercial do Rio Grande do Sul Dezembro Unidade de Estudos Econômicos UNIDADE DE ESTUDOS ECONÔMICOS Balança Comercial do Rio Grande do Sul Dezembro 2013 Unidade de Estudos Econômicos O COMÉRCIO EXTERIOR DO RS EM 2013 Exportações A contabilização como exportação de três plataformas de petróleo e gás somou

Leia mais

CRESCEM AS EXPORTAÇÕES DE MANUFATURADOS PARA OS ESTADOS UNIDOS EM 2015

CRESCEM AS EXPORTAÇÕES DE MANUFATURADOS PARA OS ESTADOS UNIDOS EM 2015 São Paulo, 30 de novembro de 2015 Outubro 2015 CRESCEM AS EXPORTAÇÕES DE MANUFATURADOS PARA OS ESTADOS UNIDOS EM 2015 Em outubro, a corrente de comércio alcançou valor de US$ 30,1 bilhões, o que significou

Leia mais

Desempenho da Indústria Catarinense

Desempenho da Indústria Catarinense FEDERAÇÃO DAS INDÚSTRIAS DO ESTADO DE SANTA CATARINA Desempenho da Indústria Catarinense Florianópolis, 20 de março de 2015 SANTA CATARINA e BRASIL Desempenho econômico em 2015 INDICADOR SANTA CATARINA

Leia mais

BALANÇA COMERCIAL GOIANA OUTUBRO 2015 Dados preliminares

BALANÇA COMERCIAL GOIANA OUTUBRO 2015 Dados preliminares BALANÇA COMERCIAL GOIANA OUTUBRO 2015 Dados preliminares 1 BALANÇA COMERCIAL GOIÁS OUTUBRO 2015 US$ FOB MÊS EXPORTAÇÕES IMPORTAÇÕES SALDO OUTUBRO/2015 516.095.546 262.729.719 253.365.827 2 EVOLUÇÃO DA

Leia mais

Acre Previsão por Coeficiente no Estado

Acre Previsão por Coeficiente no Estado Acre 0,6 121.073,55 262.729,59 0,8 161.431,39 350.306,12 1,0 201.789,24 437.882,66 1,2 242.147,09 525.459,19 1,4 - - 1,6 322.862,79 700.612,25 1,8 363.220,64 788.188,78 2,0 - - 2,2 - - 2,4 - - 2,6 524.652,03

Leia mais

Resultados de Junho de 2014

Resultados de Junho de 2014 Junho / 2014 Resultados de Junho de 2014 - Exportação: US$ 20,5 bi, em valor, e média diária de US$ 1,023 bilhão; sobre mai-14, aumento de 3,6%, pela média diária; sobre jun-13, redução de 3,5%, pela média

Leia mais

Comércio Exterior de Mato Grosso do Sul / Desempenho Industrial Junho 2017

Comércio Exterior de Mato Grosso do Sul / Desempenho Industrial Junho 2017 >> Exportações de produtos industriais Grupos de Produtos Industriais Junho - US$ Janeiro a Junho - US$ 2016 2017 Var. % 2016 2017 Var. % Celulose e Papel 84.431.684 90.047.004 7% 522.390.072 501.962.469-4%

Leia mais

BALANÇA COMERCIAL EXPORTAÇÕES E IMPORTAÇÕES CATARINENSES 1

BALANÇA COMERCIAL EXPORTAÇÕES E IMPORTAÇÕES CATARINENSES 1 BALANÇA COMERCIAL DE SC BALANÇA COMERCIAL EXPORTAÇÕES E IMPORTAÇÕES CATARINENSES 1 EXPORTAÇÕES CATARINENSES - As exportações catarinenses declinaram 7,44 no mês de agosto de 2015 em relação a julho, totalizando

Leia mais

BALANÇA COMERCIAL ACUMULA SUPERÁVIT DE US$ 4,0 BILHÕES NO PRIMEIRO BIMESTRE DO ANO

BALANÇA COMERCIAL ACUMULA SUPERÁVIT DE US$ 4,0 BILHÕES NO PRIMEIRO BIMESTRE DO ANO São Paulo, 20 de março de 2016 Fevereiro 2016 BALANÇA COMERCIAL ACUMULA SUPERÁVIT DE US$ 4,0 BILHÕES NO PRIMEIRO BIMESTRE DO ANO Em fevereiro, a corrente de comércio brasileira totalizou US$ 23,7 bilhões,

Leia mais

Balança Comercial do Rio Grande do Sul Janeiro Unidade de Estudos Econômicos UNIDADE DE ESTUDOS ECONÔMICOS

Balança Comercial do Rio Grande do Sul Janeiro Unidade de Estudos Econômicos UNIDADE DE ESTUDOS ECONÔMICOS Balança Comercial do Rio Grande do Sul Janeiro 2016 Unidade de Estudos Econômicos O COMÉRCIO EXTERIOR DO RS EM JANEIRO Exportações O principal destaque negativo ficou por conta do impacto contracionista

Leia mais

Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior Secretaria de Comércio Exterior. Balança Comercial Brasileira 2005

Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior Secretaria de Comércio Exterior. Balança Comercial Brasileira 2005 Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior Secretaria de Comércio Exterior Balança Comercial Brasileira 2005 BALANÇA COMERCIAL BRASILEIRA 2005 / 2004 US$ MILHÕES 2005 2004 % 2005/2004

Leia mais

Brasil Em Números. Maio 2014

Brasil Em Números. Maio 2014 Brasil Em Números Maio 2014 Dados gerais Nome oficial - República Federativa do Brasil Capital: Brasília, localizada no Distrito Federal, Centro-Oeste do país e inaugurada oficialmente em 1960 Idioma:

Leia mais

Março 2014 São Paulo, 30 de abril de 2014

Março 2014 São Paulo, 30 de abril de 2014 Março 2014 São Paulo, 30 de abril de 2014 BALANÇA COMERCIAL REGISTRA O PRIMEIRO SALDO POSITIVO DO ANO,, MAS RESULTADO SEGUE MODESTO A balança comercial brasileira registrou um superávit de US$ 112 milhões

Leia mais

Governo do Estado de Minas Gerais Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico Exportaminas

Governo do Estado de Minas Gerais Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico Exportaminas NOTA TÉCNICA MERCOSUL Estados Associados* 2010-2014 * Mercado Comum do Sul Estados Associados é composto por República do Chile, República da Colômbia, República do Equador, República Cooperativa da Guiana,

Leia mais

Balança Comercial do Rio Grande do Sul Agosto Unidade de Estudos Econômicos UNIDADE DE ESTUDOS ECONÔMICOS

Balança Comercial do Rio Grande do Sul Agosto Unidade de Estudos Econômicos UNIDADE DE ESTUDOS ECONÔMICOS Balança Comercial do Rio Grande do Sul Agosto 2015 Unidade de Estudos Econômicos O COMÉRCIO EXTERIOR DO RS EM AGOSTO Exportações As exportações da indústria registraram o nível mais baixo para o mês desde

Leia mais

Balança Comercial do Rio Grande do Sul Julho Unidade de Estudos Econômicos UNIDADE DE ESTUDOS ECONÔMICOS

Balança Comercial do Rio Grande do Sul Julho Unidade de Estudos Econômicos UNIDADE DE ESTUDOS ECONÔMICOS Balança Comercial do Rio Grande do Sul Julho 2015 Unidade de Estudos Econômicos O COMÉRCIO EXTERIOR DO RS EM JULHO Exportações As exportações da indústria atingiram o nível mais baixo desde 2006 para o

Leia mais

São Paulo, 10 de janeiro de 2012.

São Paulo, 10 de janeiro de 2012. São Paulo, 10 de janeiro de 2012. Dezembro 2012 Dezembro registrou superávit comercial de US$ 2,2 bilhões: o resultado é 41% menor do que o saldo do mesmo mês de 2011. No acumulado do ano, as exportações

Leia mais

9, R$ , , R$ ,

9, R$ , , R$ , Rondônia 2005 R$ 601.575,17 2005 10.154 2004 1.027.983 2004 108.139 2004 10,52 2006 R$ 609.834,21 2006 10.757 2005 1.025.249 2005 101.539 2005 9,90 2007 R$ 1.229.490,00 2007 9.100 2006 1.047.004 2006 111.068

Leia mais

PAINEL DA INDÚSTRIA MINEIRA. Minas Gerais

PAINEL DA INDÚSTRIA MINEIRA. Minas Gerais PAINEL DA INDÚSTRIA MINEIRA Minas Gerais Julho/2016 Objetivo Prover informações econômicas básicas sobre a caracterização da indústria no Estado de Minas Gerais e nas Regionais FIEMG. Ficha Técnica Elaboração:

Leia mais

Comércio Exterior de Mato Grosso do Sul / Desempenho Industrial Dezembro 2016

Comércio Exterior de Mato Grosso do Sul / Desempenho Industrial Dezembro 2016 >> Exportações de produtos industriais Mato Grosso do Sul - Exportação de Produtos Industriais (Receita - US$) Grupos de Produtos Industriais Dezembro Janeiro a Dezembro 2015 2016 Var. % 2015 2016 Var.

Leia mais

BALANÇA COMERCIAL EXPORTAÇÕES E IMPORTAÇÕES CATARINENSES 1

BALANÇA COMERCIAL EXPORTAÇÕES E IMPORTAÇÕES CATARINENSES 1 BALANÇA COMERCIAL DE SC BALANÇA COMERCIAL EXPORTAÇÕES E IMPORTAÇÕES CATARINENSES 1 EXPORTAÇÕES CATARINENSES - As exportações catarinenses declinaram 29,7 no mês de janeiro de 2016 em relação a dezembro,

Leia mais

Comércio Exterior de Mato Grosso do Sul / Desempenho Industrial Julho 2016

Comércio Exterior de Mato Grosso do Sul / Desempenho Industrial Julho 2016 >> Exportações de produtos industriais Mato Grosso do Sul - Exportação de Produtos Industriais (Receita - US$) Grupos de Produtos Industriais Julho Janeiro a Julho 2015 2016 Var. % 2015 2016 Var. % Celulose

Leia mais

EXPORTAÇÕES CATARINENSES - MARÇO/2016

EXPORTAÇÕES CATARINENSES - MARÇO/2016 ANÁLISE DAS EXPORTAÇÕES E IMPORTAÇÕES MAR/2016 EXPORTAÇÕES CATARINENSES - As exportações catarinenses cresceram 16,4 no mês de março de 2016 em relação a fevereiro, totalizando US$ 633.694.574. Obtivemos

Leia mais

Abril 2015 São Paulo, 22 de maio de BALANÇA COMERCIAL COM A CHINA REGISTRA SEGUNDO SUPERÁVIT DO ANO

Abril 2015 São Paulo, 22 de maio de BALANÇA COMERCIAL COM A CHINA REGISTRA SEGUNDO SUPERÁVIT DO ANO Abril 2015 São Paulo, 22 de maio de 2015. BALANÇA COMERCIAL COM A CHINA REGISTRA SEGUNDO SUPERÁVIT DO ANO Em abril, a balança comercial brasileira com o país asiático foi superavitária em US$ 948 milhões,

Leia mais

Balança comercial acumula saldo positivo de US$ 7,5 bilhões. Principais produtos exportados

Balança comercial acumula saldo positivo de US$ 7,5 bilhões. Principais produtos exportados São Paulo, 27 de setembro de 2013. Agosto 2013 Balança comercial com a China registra superávit de US$1,4 bilhão O resultado representou alta de pouco mais de 70% em relação a agosto de 2012. As exportações

Leia mais

Dezembro 2014 São Paulo, 21 de janeiro de SUPERÁVIT ANUAL COM A CHINA É O MENOR DOS ÚLTIMOS SEIS ANOS

Dezembro 2014 São Paulo, 21 de janeiro de SUPERÁVIT ANUAL COM A CHINA É O MENOR DOS ÚLTIMOS SEIS ANOS Dezembro 2014 São Paulo, 21 de janeiro de 2015. SUPERÁVIT ANUAL COM A CHINA É O MENOR DOS ÚLTIMOS SEIS ANOS Apesar do saldo superavitário com a China, 2014 registrou o menor saldo positivo com o parceiro

Leia mais

ove Junho de 2014 CEARÁ EM COMEX SETEMBRO DE 2014

ove Junho de 2014 CEARÁ EM COMEX SETEMBRO DE 2014 ove Junho de 2014 SETEMBRO DE 2014 SETEMBRO DE 2014 Dados coletados em 06/10/2014 Federação das Indústrias do Estado do Ceará FIEC Presidente: Jorge Alberto Vieira Studart Gomes Beto Studart Superintendente

Leia mais

TELEFONIA FIXA E MÓVEL

TELEFONIA FIXA E MÓVEL DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos TELEFONIA FIXA E MÓVEL NOVEMBRO DE 2016 O DEPEC BRADESCO não se responsabiliza por quaisquer atos/decisões tomadas com base nas informações disponibilizadas

Leia mais

NOTA TÉCNICA CHINA. Período: 2014 / 2015* *Valores em US$ FOB. Fonte: Aliceweb/Exportaminas. BALANÇA COMERCIAL BRASIL X CHINA

NOTA TÉCNICA CHINA. Período: 2014 / 2015* *Valores em US$ FOB. Fonte: Aliceweb/Exportaminas. BALANÇA COMERCIAL BRASIL X CHINA NOTA TÉCNICA CHINA Período: 2014 / 2015* *Valores em US$ FOB. Fonte: Aliceweb/. Brasil Gráfico 1. BALANÇA COMERCIAL BRASIL X CHINA Balança Comercial Brasil X China 40.616 37.345 35.608 30.719 US$ 2014

Leia mais

BALANÇA COMERCIAL BRASILEIRA SETEMBRO 2012

BALANÇA COMERCIAL BRASILEIRA SETEMBRO 2012 BALANÇA COMERCIAL BRASILEIRA SETEMBRO 2012 Período Dias Úteis US$ milhões FOB EXPORTAÇÃO IMPORTAÇÃO CORR. COMÉRCIO SALDO Média Média Média Média Valor Valor Valor Valor p/dia útil p/dia útil p/dia útil

Leia mais

Competitividade e Comércio Internacional da Região Norte Eduardo Pereira

Competitividade e Comércio Internacional da Região Norte Eduardo Pereira Competitividade e Comércio Internacional da Região Norte Eduardo Pereira 3 a sessão NORTE & ECONOMIA 30 novembro Terminal de Cruzeiros do Porto de Leixões Matosinhos www.ccdr-n.pt/norte-economia Competitividade

Leia mais

Relações Comerciais Brasil-Alemanha

Relações Comerciais Brasil-Alemanha Relações Comerciais Brasil-Alemanha Balança Comercial Brasil Alemanha / 2002 Mar 2015 (em mil US$ - FOB) Ano Exportação Importação Saldo Volume de Comércio 2002 2.539.954 4.418.971-1.879.016 6.958.926

Leia mais

- Exportação: US$ 17,5 bi, em valor, e média diária de US$ 795,0 milhões; sobre dez-13 (US$ 992,7 milhões),

- Exportação: US$ 17,5 bi, em valor, e média diária de US$ 795,0 milhões; sobre dez-13 (US$ 992,7 milhões), Dezembro / 2014 Resultados de Dezembro de 2014 - Exportação: US$ 17,5 bi, em valor, e média diária de US$ 795,0 milhões; sobre dez-13 (US$ 992,7 milhões), redução de 19,9%, pela média diária; - Importação:

Leia mais

INDÚSTRIA BRASILEIRA DE BENS DE CAPITAL MECÂNICOS

INDÚSTRIA BRASILEIRA DE BENS DE CAPITAL MECÂNICOS INDÚSTRIA BRASILEIRA DE BENS DE CAPITAL MECÂNICOS INDICADORES CONJUNTURAIS Dezembro/2011 jan/07 mar/07 mai/07 jul/07 set/07 nov/07 jan/08 mar/08 mai/08 jul/08 set/08 nov/08 jan/09 mar/09 mai/09 jul/09

Leia mais

Fevereiro 2015 São Paulo, 23 de março de DÉFICIT COM A CHINA ALCANÇA US$ 3,6 BILHÕES NO PRIMEIRO BIMESTRE DE 2015.

Fevereiro 2015 São Paulo, 23 de março de DÉFICIT COM A CHINA ALCANÇA US$ 3,6 BILHÕES NO PRIMEIRO BIMESTRE DE 2015. Fevereiro 2015 São Paulo, 23 de março de 2015. DÉFICIT COM A CHINA ALCANÇA US$ 3,6 BILHÕES NO PRIMEIRO BIMESTRE DE 2015. Em fevereiro, a balança comercial brasileira com a China registrou saldo negativo

Leia mais

Oportunidade de Atração de Investimentos no Setor de Celulose no Brasil Potencial de Negócios em Celulose no Pará

Oportunidade de Atração de Investimentos no Setor de Celulose no Brasil Potencial de Negócios em Celulose no Pará Oportunidade de Atração de Investimentos no Setor de Celulose no Brasil Potencial de Negócios em Celulose no Pará Belém, PA Junho -2016 1 Mercado de Floresta Plantada 2 Mercado de Floresta Plantada Distribuição

Leia mais

RELATÓRIO SOBRE AS EXPORTAÇÕES E IMPORTAÇÕES DO AGRONEGÓCIO GAÚCHO

RELATÓRIO SOBRE AS EXPORTAÇÕES E IMPORTAÇÕES DO AGRONEGÓCIO GAÚCHO Este relatório tem por objetivo apresentar os principais números referentes ao comércio internacional do agronegócio do Rio Grande do Sul no mês de fevereiro de 2015. COMPARAÇÃO DO MÊS DE FEVEREIRO DE

Leia mais

Janeiro Atualizado até 10/02/2012.

Janeiro Atualizado até 10/02/2012. Janeiro 2012 crescem acima das exportações: o saldo da balança comercial brasileira iniciou o ano com um déficit de US$ 1,3 bilhão, após consecutivos saldos superavitários desde fevereiro de 2010. Em relação

Leia mais

Mineração e sua Importância na Economia Brasileira

Mineração e sua Importância na Economia Brasileira Mineração e sua Importância na Economia Brasileira 25 de novembro de 2010 2º CONGRESSO DE MINERAÇÃO DA AMAZÔNIA ANTONIO LANNES Área > 3 milhões Km² Brasil no Mundo Bangladesh Pop > 140 milhões Nigéria

Leia mais

ISLÂNDIA. Comércio Exterior

ISLÂNDIA. Comércio Exterior Ministério das Relações Exteriores - MRE Departamento de Promoção Comercial e Investimentos - DPR Divisão de Inteligência Comercial - DIC ISLÂNDIA Comércio Exterior Fevereiro de 2016 Principais indicadores

Leia mais

Quantidade de Acessos / Plano de Serviço / Unidade da Federação - Novembro/2007

Quantidade de Acessos / Plano de Serviço / Unidade da Federação - Novembro/2007 Quantidade de Acessos / Plano de Serviço / Unidade da Federação - Novembro/2007 REGIÃO NORTE 5.951.408 87,35 861.892 12,65 6.813.300 RONDÔNIA 760.521 88,11 102.631 11,89 863.152 ACRE 298.081 85,86 49.094

Leia mais

Exportações de Carnes agronegócio Janeiro a Dezembro de 2015

Exportações de Carnes agronegócio Janeiro a Dezembro de 2015 Exportações de Carnes agronegócio Janeiro a Dezembro de 2015 1. Exportações de carnes de janeiro a dezembro de 2015 BRASIL As exportações brasileiras de carnes somaram US$ 14,7 bilhões no período de janeiro

Leia mais

LÍBANO Comércio Exterior

LÍBANO Comércio Exterior Ministério das Relações Exteriores - MRE Departamento de Promoção Comercial e Investimentos - DPR Divisão de Inteligência Comercial - DIC LÍBANO Comércio Exterior Junho de 2014 Índice. Dados Básicos. Principais

Leia mais

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos MATO GROSSO OUTUBRO DE 2015

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos MATO GROSSO OUTUBRO DE 2015 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos MATO GROSSO OUTUBRO DE 2015 DADOS GERAIS DO ESTADO DO MATO GROSSO Total Part % Brasil Part % Região Área Total - km² 903.386 10,63% 56,24% População

Leia mais

- Exportação: US$ 13,7 bi, em valor, e média diária de US$ 652,6 milhões; sobre jan-14 (US$ 728,5 bilhões),

- Exportação: US$ 13,7 bi, em valor, e média diária de US$ 652,6 milhões; sobre jan-14 (US$ 728,5 bilhões), Janeiro / 2015 Resultados de Janeiro de 2015 - Exportação: US$ 13,7 bi, em valor, e média diária de US$ 652,6 milhões; sobre jan-14 (US$ 728,5 bilhões), redução de 10,4%, pela média diária; - Importação:

Leia mais

CEARÁ EM COMEX FEVEREIRO

CEARÁ EM COMEX FEVEREIRO ove Junho de 2014 CEARÁ EM COMEX FEVEREIRO 2015 FEVEREIRO DE 2015 Dados coletados em 12/03/2015 Federação das Indústrias do Estado do Ceará FIEC Presidente: Jorge Alberto Vieira Studart Gomes Beto Studart

Leia mais

PRIMEIRO MÊS DE 2014 MARCA DÉFICIT COMERCIAL DE US$ 4,1 BILHÕES

PRIMEIRO MÊS DE 2014 MARCA DÉFICIT COMERCIAL DE US$ 4,1 BILHÕES Janeiro 2014 São Paulo, 28 de fevereiro de 2014 PRIMEIRO MÊS DE 2014 MARCA DÉFICIT COMERCIAL DE US$ 4,1 BILHÕES O saldo da balança comercial brasileira ficou negativo em US$ 4,06 bilhões, o que significou

Leia mais

INFORMATIVO EXPORTAÇÕES

INFORMATIVO EXPORTAÇÕES INFORMATIVO EXPORTAÇÕES DEZEMBRO 2011 ÍNDICE: 1. Exportações Brasileiras de Rochas Dezembro 2010 X 2011 Pg.02 2. Exportações Capixabas Rochas Dezembro 2010 X 2011 Pg.02 3. Participação das Exportações

Leia mais

ARGENTINA. Comércio Exterior

ARGENTINA. Comércio Exterior Ministério das Relações Exteriores - MRE Departamento de Promoção Comercial e Investimentos - DPR Divisão de Inteligência Comercial - DIC ARGENTINA Comércio Exterior Janeiro de 2016 Principais Indicadores

Leia mais

EMIRADOS ÁRABES UNIDOS Comércio Exterior

EMIRADOS ÁRABES UNIDOS Comércio Exterior Ministério das Relações Exteriores - MRE Departamento de Promoção Comercial e Investimentos - DPR Divisão de Inteligência Comercial - DIC EMIRADOS ÁRABES UNIDOS Comércio Exterior Novembro de 2014 Índice.

Leia mais

Paraguai - Síntese País

Paraguai - Síntese País Informação Geral sobre o Paraguai Área (km 2 ): 406 752 Risco de crédito: 5 (1 = risco menor; 7 = risco maior) População (milhões hab.): 6,8 ( 2016, estimativa FMI) Risco do país: BB (AAA = risco menor;

Leia mais

Total das exportações do Rio Grande do Sul. Exportações no período acumulado de janeiro a fevereiro de 2016.

Total das exportações do Rio Grande do Sul. Exportações no período acumulado de janeiro a fevereiro de 2016. Este relatório tem por objetivo apresentar os principais números referentes ao comércio exterior do agronegócio do Rio Grande do Sul no mês de fevereiro de 2016. Total das exportações do Rio Grande do

Leia mais

Portugal: Estatísticas de Relacionamento Económico com a China

Portugal: Estatísticas de Relacionamento Económico com a China Balança Comercial de Bens de Portugal com a China 15/11 a 16/15 b Exportações 396,6 778,0 657,5 839,7 839,0 27,1 712,3 540,7-24,1 Importações 1.526,0 1.391,3 1.370,4 1.599,1 1.777,6 4,4 1.497,7 1.509,0

Leia mais

Santa Maria - RS

Santa Maria - RS MERCADO INTERNO E DE EXPORTAÇÃO DE PRODUTOS DE ORIGEM ANIMAL XXVI CONGRESSO BRASILEIRO DE ZOOTECNIA ZOOTEC 2016 SIMPÓSIO III: MARKETING E EMPREENDEDORISMO Santa Maria - RS 13-05-2016 POSIÇÃO DO BRASIL

Leia mais

Estruturar informações econômicas básicas sobre a caracterização da indústria mineira no Estado de Minas Gerais e em suas Regionais.

Estruturar informações econômicas básicas sobre a caracterização da indústria mineira no Estado de Minas Gerais e em suas Regionais. Maio/2014 OBJETIVO Estruturar informações econômicas básicas sobre a caracterização da indústria mineira no Estado de Minas Gerais e em suas Regionais. Permitir ainda, uma análise comparativa da evolução

Leia mais

SUÉCIA Comércio Exterior

SUÉCIA Comércio Exterior Ministério das Relações Exteriores - MRE Departamento de Promoção Comercial e Investimentos - DPR Divisão de Inteligência Comercial - DIC SUÉCIA Comércio Exterior Dezembro de 2014 Índice. Dados Básicos.

Leia mais

Visão de Futuro para o Sistema Financeiro Nacional

Visão de Futuro para o Sistema Financeiro Nacional Visão de Futuro para o Sistema Financeiro Nacional Sumário Financeirização da Economia Financiamento de Longo Prazo Desafios e Reflexões USD Milhões Capitalização de Mercado 2005-2009 70000000 60000000

Leia mais

Dados estatísticos dos principais produtos do Agronegócio Brasileiro

Dados estatísticos dos principais produtos do Agronegócio Brasileiro Dados estatísticos dos principais produtos do Agronegócio Brasileiro CADERNO DE ESTATÍSTICAS Uma publicação da Representação do IICA/Brasil Elaboração: Daniela Faria e Diego Machado 1. Apresentação 2.

Leia mais

COSTA RICA Comércio Exterior

COSTA RICA Comércio Exterior Ministério das Relações Exteriores - MRE Departamento de Promoção Comercial e Investimentos - DPR Divisão de Inteligência Comercial - DIC COSTA RICA Comércio Exterior ABRIL 2014 Índice. Dados Básicos.

Leia mais

JUNHO 2015 INFORMATIVO DAS EXPORTAÇÕES DE ROCHAS

JUNHO 2015 INFORMATIVO DAS EXPORTAÇÕES DE ROCHAS INFORMATIVO DAS EXPORTAÇÕES DE ÍNDICE: 1. Exportações Brasileiras de Rocha Pg.02 2. Exportações Capixabas Rochas Pg.02 3. Participação das Exportações Capixabas Pg.02 4. Exportações Brasileiras de Rochas

Leia mais

BREVE ANÁLISE DAS EXPORTAÇÕES BRASILEIRAS DE ROCHAS ORNAMENTAIS EM Informe 08/2013

BREVE ANÁLISE DAS EXPORTAÇÕES BRASILEIRAS DE ROCHAS ORNAMENTAIS EM Informe 08/2013 Informe 08/2013 BREVE ANÁLISE DAS EXPORTAÇÕES BRASILEIRAS DE ROCHAS ORNAMENTAIS EM 2012 Associação Brasileira da Indústria de Rochas Ornamentais ABIROCHAS Avenida Paulista, 1313 8º andar sala 805 Bela

Leia mais

NOTA TÉCNICA NICARÁGUA. Período: 2014 / 2015* BALANÇA COMERCIAL BRASIL X NICARÁGUA. Balança Comercial Brasil X Nicarágua US$ 2014 US$ 2015

NOTA TÉCNICA NICARÁGUA. Período: 2014 / 2015* BALANÇA COMERCIAL BRASIL X NICARÁGUA. Balança Comercial Brasil X Nicarágua US$ 2014 US$ 2015 NOTA TÉCNICA NICARÁGUA Período: 2014 / 2015* *Valores em US$ FOB. Fonte: Aliceweb/. Brasil BALANÇA COMERCIAL BRASIL X NICARÁGUA Gráfico 1. Balança Comercial Brasil X Nicarágua 97 94 2 3 US$ 2014 US$ 2015

Leia mais

Contas Nacionais Trimestrais

Contas Nacionais Trimestrais Contas Nacionais Trimestrais Indicadores de Volume e Valores Correntes 4º Trimestre de 2010 Coordenação de Contas Nacionais 03 de março de 2010 Tabela Resumo Principais resultados do PIB a preços de mercado

Leia mais

PORTUGAL: RELACIONAMENTO ECONÓMICO COM A GUINÉ-BISSAU

PORTUGAL: RELACIONAMENTO ECONÓMICO COM A GUINÉ-BISSAU BALANÇA COMERCIAL 2005 2006 2007 2008 Var % a 05/09 Var % b 09/10 Exportações 24.078 27.067 34.532 40.401 33.466 10,0 27.576 34.044 23,5 Importações 996 1.164 508 580 1.376 27,9 1.254 314-75,0 Saldo 23.081

Leia mais

Gráfico 1 Corrente de comércio Brasil - China entre 2006 e 2015 (US$ milhões)

Gráfico 1 Corrente de comércio Brasil - China entre 2006 e 2015 (US$ milhões) INFORMATIVO Nº. 48. JANEIRO de 216 COMÉRCIO BILATERAL BRASIL-CHINA Balança Comercial Em 215, a corrente de comércio Brasil-China totalizou 66,3 bilhões, de acordo com dados divulgados pelo Ministério do

Leia mais

NOTA TÉCNICA. Bélgica. Período: 2010 a 2015*

NOTA TÉCNICA. Bélgica. Período: 2010 a 2015* NOTA TÉCNICA Bélgica Período: 2010 a 2015* *de 2010 a 2014 foram considerados valores em US$ de janeiro a dezembro. Para 2015 foram considerados os valores em US$ acumulados entre janeiro e agosto do ano

Leia mais

Miniestudo Setorial Confecção

Miniestudo Setorial Confecção MINIESTUDO SETORIAL CONFECÇÃO AGOSTO 2015 MINIESTUDO SETORIAL CONFECÇÃO AGOSTO DE 2015 Dados coletados em 15/09/15 Federação das Indústrias do Estado do Ceará - FIEC Centro Internacional de Negócios -

Leia mais

MINERAÇÃO PARANAENSE DADOS SETORIAIS

MINERAÇÃO PARANAENSE DADOS SETORIAIS MINERAÇÃO PARANAENSE DADOS SETORIAIS EMPRESAS PARANAENSES* : EXTRAÇÃO MINERAL CÓDIGO CNAE EXTRAÇÂO DE MINERAIS NO PARANÁ Nº DE EMPRESAS DE EXTRAÇÃO % CLASSE 05003 Extração de carvão mineral 8 1,87 CLASSE

Leia mais

Dezembro/2015 Belo Horizonte - MG

Dezembro/2015 Belo Horizonte - MG SECRETARIA DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO DE MINAS GERAIS SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO Dezembro/2015 Belo Horizonte - MG 2 03. Apresentação ÍNDICE 04. Dados de Minas Gerais 05. Área,

Leia mais

SENEGAL Comércio Exterior

SENEGAL Comércio Exterior Ministério das Relações Exteriores - MRE Departamento de Promoção Comercial e Investimentos - DPR Divisão de Inteligência Comercial - DIC SENEGAL Comércio Exterior Agosto de 2015 Principais Indicadores

Leia mais

Contas Nacionais Trimestrais

Contas Nacionais Trimestrais Contas Nacionais Trimestrais Indicadores de Volume e Valores Correntes 2º Trimestre de 2013 Coordenação de Contas Nacionais 30 de agosto de 2013 Tabela Resumo Principais resultados do PIB a preços de mercado

Leia mais

ANÁLISE CONJUNTURAL DAS EXPORTAÇÕES DE FLORES E PLANTAS ORNAMENTAIS DO BRASIL 1. (Janeiro a dezembro de 2004)

ANÁLISE CONJUNTURAL DAS EXPORTAÇÕES DE FLORES E PLANTAS ORNAMENTAIS DO BRASIL 1. (Janeiro a dezembro de 2004) ANÁLISE CONJUNTURAL DAS EXPORTAÇÕES DE FLORES E PLANTAS ORNAMENTAIS DO BRASIL 1. (Janeiro a dezembro de 2004) Antonio Hélio Junqueira 2 Marcia da Silva Peetz 3 Exportações recordes de flores e plantas

Leia mais

DADOS BÁSICOS E PRINCIPAIS INDICADORES ECONÔMICO-COMERCIAIS I R A Q U E

DADOS BÁSICOS E PRINCIPAIS INDICADORES ECONÔMICO-COMERCIAIS I R A Q U E Ministério das Relações Exteriores - MRE Departamento de Promoção Comercial e Investimentos - DPR Divisão de Inteligência Comercial - DIC DADOS BÁSICOS E PRINCIPAIS INDICADORES ECONÔMICO-COMERCIAIS I R

Leia mais

COLÔMBIA. Comércio Exterior

COLÔMBIA. Comércio Exterior Ministério das Relações Exteriores - MRE Departamento de Promoção Comercial e Investimentos - DPR Divisão de Inteligência Comercial - DIC COLÔMBIA Comércio Exterior Janeiro de 2016 Principais indicadores

Leia mais

Estatísticas básicas de turismo. Brasil. Brasília, novembro de 2007.

Estatísticas básicas de turismo. Brasil. Brasília, novembro de 2007. Brasil Brasília, novembro de 2007. Índice Páginas I Turismo no mundo 1. Fluxo receptivo internacional 1.1 - Chegadas de turistas no Mundo por Regiões e Sub-regiões - 2002/2006 03 1.2 - Chegada de turistas:

Leia mais

EXPORTAÇÃO BRASILEIRA DO CAPÍTULO 71 DA NCM. Por Principais Países de Destino. Janeiro - Dezembro. Bijuterias

EXPORTAÇÃO BRASILEIRA DO CAPÍTULO 71 DA NCM. Por Principais Países de Destino. Janeiro - Dezembro. Bijuterias Bijuterias Principais Países 2010 2011 2012 2013 2014 US$ mil 2014/ 2013 Estados Unidos 5.667 3.828 2.668 3.491 5.006 43 Colômbia 407 800 748 1.112 993-11 França 1.085 931 910 998 969-3 Argentina 2.112

Leia mais

Trabalho da Disciplina de Economia Internacional e Geopolítica. Professor: Fernando Seabra Alunos: Ricieri Pereira Francisco Paulini

Trabalho da Disciplina de Economia Internacional e Geopolítica. Professor: Fernando Seabra Alunos: Ricieri Pereira Francisco Paulini Trabalho da Disciplina de Economia Internacional e Geopolítica. Professor: Fernando Seabra Alunos: Ricieri Pereira Francisco Paulini Produtos Exportados por Santa Catarina: 2002 e 2009 e Análise de Mercados

Leia mais

Parceiros Comerciais do RS no período de. janeiro a abril de 2016.

Parceiros Comerciais do RS no período de. janeiro a abril de 2016. Este relatório tem por objetivo apresentar os principais números referentes ao comércio exterior do agronegócio do Rio Grande do Sul no mês de abril de 2016. Total das exportações do Rio Grande do Sul.

Leia mais

ITÁLIA Comércio Exterior

ITÁLIA Comércio Exterior Ministério das Relações Exteriores - MRE Departamento de Promoção Comercial e Investimentos - DPR Divisão de Inteligência Comercial - DIC ITÁLIA Comércio Exterior Novembro de 2014 Índice. Dados Básicos.

Leia mais

Tabelas Anexas Capítulo 1

Tabelas Anexas Capítulo 1 Tabelas Anexas Capítulo 1 Tabela anexa 1.1 População, segundo grandes regiões Brasil e Estado de São Paulo 1980-2007 1-3 Tabela anexa 1.2 Analfabetos e total de pessoas na população de 15 anos ou mais,

Leia mais

RELATÓRIO SOBRE AS EXPORTAÇÕES E IMPORTAÇÕES DO AGRONEGÓCIO GAÚCHO

RELATÓRIO SOBRE AS EXPORTAÇÕES E IMPORTAÇÕES DO AGRONEGÓCIO GAÚCHO Este relatório tem por objetivo apresentar os principais números referentes ao comércio internacional do agronegócio do Rio Grande do Sul no mês de outubro de 2014. COMPARAÇÃO DO MÊS OUTUBRO COM O MÊS

Leia mais

Indústria Mineral Brasileira e Paraense Belém, 20 de março de 2013

Indústria Mineral Brasileira e Paraense Belém, 20 de março de 2013 Indústria Mineral Brasileira e Paraense Belém, 20 de março de 2013 Um pouco sobre o IBRAM IBRAM-Instituto Brasileiro de Mineração Organização privada, sem fins lucrativos, que representa a Indústria Mineral

Leia mais

RELATÓRIO SOBRE AS EXPORTAÇÕES E IMPORTAÇÕES DO AGRONEGÓCIO GAÚCHO

RELATÓRIO SOBRE AS EXPORTAÇÕES E IMPORTAÇÕES DO AGRONEGÓCIO GAÚCHO Este relatório tem por objetivo apresentar os principais números referentes ao comércio internacional do agronegócio do Rio Grande do Sul no mês de dezembro de 2014. COMPARAÇÃO DO MÊS DEZEMBRO COM O MÊS

Leia mais

DEZEMBRO 2014 INFORMATIVO DAS EXPORTAÇÕES DE ROCHAS

DEZEMBRO 2014 INFORMATIVO DAS EXPORTAÇÕES DE ROCHAS INFORMATIVO DAS EXPORTAÇÕES DE ÍNDICE: 1. Exportações Brasileiras de Rochas dezembro 2013 x 2014 Pg.02 2. Exportações Capixabas Rochas dezembro 2013 x 2014 Pg.02 3. Participação das Exportações Capixabas

Leia mais

Panorama Conjuntural do Segmento de Etiquetas Adesivas

Panorama Conjuntural do Segmento de Etiquetas Adesivas Panorama Conjuntural do Segmento de Etiquetas Adesivas São Paulo, janeiro de 2013 Índice Etiquetas adesivas impressas o Produção anual e mensal do segmento de etiquetas o Mercado Externo o Balança Comercial

Leia mais

PORTUGAL: RELACIONAMENTO ECONÓMICO COM A NORUEGA

PORTUGAL: RELACIONAMENTO ECONÓMICO COM A NORUEGA BALANÇA 2010 2011 COMERCIAL Janeiro Janeiro 10/11 Exportações 110.358 102.076 109.757 84.033 82.639-6,3 7.679 7.339-4,4 Importações 690.390 691.848 695.311 587.216 529.486-6,2 46.491 23.918-48,6 Saldo

Leia mais

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DA INDÚSTRIA DE MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS. Sede Nacional - SP

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DA INDÚSTRIA DE MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS. Sede Nacional - SP ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DA INDÚSTRIA DE MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS Sede Nacional - SP Fundação: 1937 - origem em um sindicato têxtil; Possui 1.200 empresas associadas e representa 4,5 mil empresas; Sede nacional

Leia mais

GUINÉ-BISSAU Comércio Exterior

GUINÉ-BISSAU Comércio Exterior Ministério das Relações Exteriores - MRE Departamento de Promoção Comercial e Investimentos - DPR Divisão de Inteligência Comercial - DIC GUINÉ-BISSAU Comércio Exterior Dezembro de 2014 Índice. Dados Básicos.

Leia mais

Boletim da Balança Comercial do RS Dezembro de 2016

Boletim da Balança Comercial do RS Dezembro de 2016 Boletim da Balança Comercial do RS Dezembro de 2016 Tópicos 1. Exportações do Rio Grande do Sul Dezembro Setores de atividade CNAE 2.0 Principais destinos 2. Importações do Rio Grande do Sul Dezembro Setores

Leia mais

INDÚSTRIA BRASILEIRA DE BENS DE CAPITAL MECÂNICOS

INDÚSTRIA BRASILEIRA DE BENS DE CAPITAL MECÂNICOS INDÚSTRIA BRASILEIRA DE BENS DE CAPITAL MECÂNICOS INDICADORES CONJUNTURAIS Dezembro/2012 Faturamento Bruto mensal R$ milhões constantes (defl. Col. 32/FGV) Dez/12 = R$ 6.895 milhões 7,9% sobre Nov/12-5,3%

Leia mais

PAINEL REGIONAL DA INDÚSTRIA MINEIRA REGIONAIS FIEMG. Vale do Rio Grande

PAINEL REGIONAL DA INDÚSTRIA MINEIRA REGIONAIS FIEMG. Vale do Rio Grande PAINEL REGIONAL DA INDÚSTRIA MINEIRA REGIONAIS FIEMG Vale do Rio Grande Julho/2016 Objetivo Prover informações econômicas básicas sobre a caracterização da indústria no Estado de Minas Gerais e nas Regionais

Leia mais