Projeto Construindo Uma Juventude Melhor

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Projeto Construindo Uma Juventude Melhor"

Transcrição

1 CAMPANHA DE ARRECADAÇÃO 2013/2014 Projeto Construindo Uma Juventude Melhor Proponente/Executor: Valença - BA Julho Página 1 de 18

2 1. Ficha de Identificação Proponente/Executor: Título do projeto: Duração: Linha de Atuação: Centro de Formação Profissionalizante Construir Melhor. Construindo uma Juventude Melhor. 12 meses. Educação para e pelo trabalho. Orçamento total: R$ ,65 Nome da pessoa responsável pelo projeto: Função que ocupa na instituição: Laís Freire Diretora Executiva Contatos: (75) ; (75) e (73) Apresentação Institucional A Construir Melhor (CM), com sede em Valença entidade proponente e executora do projeto, é uma OSCIP Organização da Sociedade Civil de Interesse Público e de caráter educacional, regularmente inscrita no Ministério Público. Fundada em 22 de março de 2010, é fruto de esforços conjuntos entre o Programa de Desenvolvimento e Crescimento Integrado com Sustentabilidade do Baixo Sul da Bahia (PDCIS), da Associação Companheiros do Dever e da Fundação Odebrecht. A Construir Melhor tem como objetivo social a formação de Jovens Empresários da Construção Civil, a partir da promoção gratuita da Educação profissional, moral, cultural, artística e social, com estímulo ao associativismo e ao cooperativismo, a defesa, preservação e conservação do meio ambiente, contribuindo com a promoção do desenvolvimento regional, integrado e sustentável. Deseja-se que, mediante o cumprimento dessa missão, o Construir Melhor se torne referência nacional na formação técnica de jovens e na concepção de modelos de bairro integrado e sustentável até 2020, gerando metodologia e conhecimento aplicáveis. Para a viabilização desta missão temos como parceiros e investidores sociais o Programa Tributo ao Futuro, o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), a FIEB Federação das Indústrias do Estado da Bahia, o SINDUSCON (Sindicato da Insdústria da Construção do Estado da Bahia) e Prefeituras dos municipios de Valença e Igrapiúna. Página 2 de 18

3 3. Projeto Arquitetônico do Centro de Formação do Construir Melhor Página 3 de 18

4 4. Visão Construir Melhor Página 4 de 18

5 5. Beneficiários 6. Após a conversa com Christophe na alternância passada, ouvi aquilo como uma oportunidade de crescimento. Saber que podemos representar nossa cidade e nosso país me fortaleceu. Está sendo duro porque precisamos de disciplina, dedicação e atenção. As atividades são difíceis, demoradas e os professores são muito exigentes. Mas cada etapa vencida me dá a sensação que devo continuar. Cada suor derramado aqui é animador quando vejo a motivação e a confiança de todos que estão acreditando em nós. Lidinaldo Souza, jovem pré-selecionado para o treinamento na Olimpíada do Conhecimento em São Paulo em Quando estava estudando no Construir Melhor não tinha ainda velocidade para realizar o serviço com rapidez e qualidade. Depois que me formei as coisas melhoraram muito, hoje estou trabalhando na obra do cacau, já comprei minha moto, estou ajudando na construção da casa de minha mãe e ainda quero este ano começar a minha casa. Trabalho muito é uma atividade que precisa de dedicação e coragem. E isso eu tenho. Luan Estevão de Araújo. Jovem formado na 2ª turma. Página 5 de 18

6 7. Sumário Executivo Cidade com 90 mil habitantes, porta de entrada para a região do Baixo Sul da Bahia, Valença apresenta elevado número de jovens em situação de vulnerabilidade social e/ou abandono escolar. Com uma entrada cada vez mais cedo às drogas e a marginalidade os adolescentes manifestam em seus relatos uma dificuldade de inserção na vida profissional, sobretudo, pelas poucas oportunidades de formação que o município oferece. Aliado a isso, relacionado a obras civis é notória a necessidade de crescimento na região, como também em mão de obra especializada, por isso, oferecer a esse público o único curso de longa duração no país, com capacidade de fundamentação teórica aliada à prática. Dessa maneira há garantia de inserção no mundo do trabalho, inclusive do universo feminino no segmento que majoritariamente são de homens com pouca escolaridade. O maior propósito deste projeto é formar agentes multiplicadores das melhores práticas da Construção Civil ao longo de 18 meses, com a capacidade que vai desde a leitura e interpretação de projetos até a execução de serviços como: levante de alvenaria, aplicação de revestimento cerâmico, instalações hidráulicas, pintura e texturas e acabamento. Deseja-se que ao final da sua execução, os beneficiários além de obterem conhecimento sobre métodos construtivos, apresentem como resultados a capacidade técnica de executar serviços especializados em obras civis. Com esta formação específica e o trabalho como princípio educativo estima-se que os beneficiários além de obter uma remuneração digna e complementar às famílias, contribuam para o resgate a autoestima, a valorização da mulher e sua contribuição direta na redução da vulnerabilidade juvenil. Para 2014, em conjunto com os parceiros sociais o Construir Melhor precisará captar R$ ,65 que apoiará a formação de 02 turmas, totalizando 60 adolescentes. Desse modo, a proposta viabilizará a conclusão da formação da turma iniciada em 2013, bem como, o primeiro ciclo de formação da turma a ser selecionada em maio de Indiretamente será impactada com a iniciativa, cerca de 300 pessoas. Que ao concluírem sua formação poderão ser inseridos na cooperativa de trabalho COONSTRUIR, entidade parceira da OSCIP, para a construção de 300 habitações populares atendendo ao Programa Federal Minha Casa Minha Vida, em Valença-Bahia. Página 6 de 18

7 8. Metodologia Com base na Pedagogia de Alternância, onde os adolescentes passam duas semanas no centro de formação em regime de internato, e completos 12 meses, passam a ficar duas semanas nos canteiros de obras, no período de 04 horas. Durante as semanas no centro de formação, o jovem identifica as oportunidades e aprofunda os conhecimentos teóricos para vencer os desafios encontrados. Além disso, a convivência com outros adolescentes no regime de internato possibilita o aprendizado do trabalho em equipe, saúde coletiva e a educação para a vida familiar. Durante as semanas nos canteiros escolas o adolescente executa e provoca reflexões, planejando soluções e realizando experiências. Durante o exercício da atividade educativa em obras realizadas pela instituição proponente ou parceiras do projeto acompanhadas pelo assistente educador. A assiduidade e pontualidade dos educandos com aproveitamento receberá uma cesta básica alimentícia, criando condições favoráveis à permanência no curso. Ao atingir a maioridade, o jovem deixa de receber esse auxílio, porém, terá autonomia para ingressar nas obras, numa carga horária superior a de vinte horas semanais, afim de melhor aplicar seus conhecimentos teóricos e assimilar novas técnicas. Dessa forma, o mesmo começará a ter uma remuneração de acordo com a sua produtividade. Ao final do curso, atingindo a média 7,0 educando receberá um certificado, reconhecendo-o como qualificado e, chancelado pelo SENAI- Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial e o Centro de Formação Profissionalizante Construir Melhor. Página 7 de 18

8 9. Resultados e Prazos OBJETIVO: Formar adolescentes como agentes multiplicadores das melhores práticas construtivas, em competências técnicas compatíveis com as novas demandas do segmento. DIMENSÃO % FINAL RESULTADOS INTERMEDIÁRIOS INÍCIO FIM 100% dos adolescentes aptos a lerem e interpretarem Projetos Arquitetônico, Estrutural e de Instalações Hidráulica e Eletrônica. Certificar 70% da turma 05 (2º ano) com média geral de aprovação 7,0. (ANO 2013) Adolescentes superam o desempenho no levante de alvenaria de bloco de concreto de 7m² (média nacional) para 15m² Adolescentes com domínio da prática de assentamento de piso e revestimento cerâmico Adolescentes com domínio das técnicas de pintura e textura FORMAÇÃO HUMANA E TÉCNICA 70% Ter 70% dos adolescentes da turma 05 (2º ano) com perfil adequado para ingressar na COONSTRUIR. (ANO 2013) Adolescentes manifestam voluntariamente interesse em aderir à Coonstruir, e tem seus nomes aprovados pela assembléia geral da Cooperativa. 100% dos adolescentes aptos a lerem e interpretarem Projeto Arquitetônico e Projeto Estrutural. Ter 70% da turma 06 (1º ano) com noções de Introdução à Construção Civil. (Ano 2014) Adolescentes melhoraram o desempenho no levante de alvenaria de bloco de concreto de 3m² (média do centro de formação) para 7m². Adolescentes se apropriam das noções da prática de assentamento de piso e revestimento cerâmico Página 8 de 18

9 100% dos Adolescentes formados dominam as tecnologias limpas aplicadas à Construção Civil. Adolescentes da T05 elaboram Projeto de conclusão de curso baseado na aplicabilidade das tecnologias limpas aplicadas à construção civil. Adolescentes da T05 reconhecem boas práticas da construção civil na Feira Construir Bahia -2014, e socializam com seus pares, em 02 seminários temáticos. Adolescentes da T06 reconhecem boas práticas da construção civil na Feira Construir Bahia , e socializam com seus pares, em 02 seminários temáticos. DISSEMINAÇÃO 30% Consolidar a marca Construir Melhor, em Valença, e nos demais municípios do Baixo Sul da Bahia. Ampliar em 30% o poder de atração e adesão dos jovens para cursos de longa e pequena duração a partir de campanhas publicitárias. Página 9 de 18

10 CAMPANHA DE ARRECADAÇÃO 2013/2014 Anexos Proponente/Executor: Valença - BA Julho Página 10 de 18

11 1. Monitoramento e avaliação Dimensão % Resultados Indicador Métrica Meio de Aferição Fonte de Informação FORMAÇÃO HUMANA E TÉCNICA 70 Certificar 70% da turma 05 com média geral de aprovação 7,0 (ANO 2013) % de jovens certificados pelo SENAI. Notas das disciplinas / nº de avaliações p/alternância = 7,0 (adolescentes certificados) Relação de certificados emitida pelo SENAI ao final do curso. Pasta de alternância (Lista de presença, instrumentos teóricos e práticos, plano semanal, avaliação da alternância) Relação de matriculados; Secretaria Escolar SENAI Ter 70% da turma 06 com noções de Introdução à Construção Civil (ANO 2014) Notas finais apuradas ao final de cada ciclo/taxa de aprovação. Notas das disciplinas / nº de avaliações p/alternância = 7,0 (adolescentes aptos) Pasta de alternância (Lista de presença, instrumentos teóricos e práticos, plano semanal, avaliação da alternância) Secretaria/ arquivo escolar Página 11 de 18

12 Domínio das tecnologias limpas da Construção Civil Aprovação do projeto preliminar de conclusão de curso Nº de seminários apresentados. Resultado de estudo de viabilidade emitido pela Direção do CM. Registro Fotográfico. Secretaria/ arquivo escolar Ter 70% dos adolescentes da turma 05 (2º ano) com perfil adequado para ingressar na COONSTRUIR. (ANO 2013) % de adolescentes com perfil para integrar a Coonstruir Nº de adolescentes interessados / Nº de adolescentes indicados após processo de formação Relação de nomes indicados pelos consultores Secretaria Escolar DISSEMINAÇÃO 30 Consolidar a marca Construir Melhor no Baixo Sul da Bahia Nº de peças produzidas e tiragem (Banner; Spot; Faixa; e Folder.). Nº de inscrições de interessados realizadas no CM. % de variação do número de inscritos por vaga % de variação de inscritos com perfil adequado por cursos ofertados. Fichas de inscrições e peças divulgadas. Arquivo Construir Melhor. Página 12 de 18

13 2. Alianças e Parcerias Nome do Parceiro 3. Estratégias de divulgação do Projeto Publico de Interesse Estratégia De Comunicação Instrumentos e Mídias Periodicidade Apresentação do Construir Melhor nas Escolas Municipais, Estaduais, Público do projeto Associações de Bairro, Câmara de Vereadores, Prefeitura Municipal, CMDCA, Data show, informativos. Centro de Referência da Mulher, Secretária de Ação Social, Igrejas. Jan/2014 a Dez/2014. Público Interno Stakeholders (parceiros do projeto) Comunidade em Geral Natureza do Vínculo Financeiro Tipo de apoio CMDCA Formal x Não financeiro Apresentação do projeto Construindo uma Juventude Melhor aos integrantes do Construir Melhor. Apresentação dos resultados e ações desenvolvidas no projeto. Divulgação de ações e prospecção de novos beneficiários. Data show. Descrição do apoio Organização parceira na divulgação, prospecção e no acompanhamento das metas e resultados. SENAI Formal x Na cessão do docente para ministrar as aulas teóricas e práticas durante toda a realização do projeto. COONSTRUIR Formal x Entidade responsável pela inserção da mão de obra dos jovens pósformação. Secretária Municipal e Diretoria Concessão de professor nas disciplinas de português e matemática Formal x Regional de Educação de Valença para complementar a formação básica dos educandos. Tributo ao Futuro Não Formal x Equipe responsável pela sensibilização de novos investidores. Relatórios/ Reuniões/Assembleias em Conselhos. Palestras/Apresentações/ Rádio. 01 vez /ano. Mensal 01 vez no mês. Página 13 de 18

14 4. Projeção de impacto 4.1. Público do Projeto: Mediante a formação técnica diferenciada, segundo informação da cooperativa Coonstruir os jovens inseridos no mundo do trabalho chegam a ter renda mensal de R$ 1.300,00. Essa importância contribui no sustento familiar, além de fortalecer o desenvolvimento no meio rural e a participação deste jovem beneficiário em diversos movimentos sociais, potencializando seu papel atuante e crítico na sociedade Área de influência do Projeto: Em atendimento ao PDCIS, no que tange ao desenvolvimento e o crescimento da região do baixo sul da Bahia, espera-se que ao final da formação os concluintes possam participar efetivamente de obras civis que serão construídas na região. Dessa maneira, além da formação humana e técnica haverá a inserção destes no mundo do trabalho em obras que defendem conceitos sustentáveis e racionalizados. a princípio a área de atuação é o baixo sul da Bahia, entendendo que o destino do jovem formado é respeitado, defendido e motivado para buscar novos desafios fora da região. 5. Ações de Sistematização Após a finalização do projeto será entregue um relatório geral contendo as ações realizadas, resultados obtidos e superações conquistadas. Página 14 de 18

15 6. Currículo resumido da equipe envolvida Nome completo Função no projeto Formação profissional Natureza do vínculo Carga horária semanal Laís Freire Diretora Executiva Pedagogia CLT Odilon Spósito Líder de OD da Aliança Administração de Empresas PJ Uelington Malaquias Administrativo Financeiro Administração de Empresas CLT Modeir Mota Compras Administração de empresas (em curso) CLT (A IDENTIFICAR) Coordenação Pedagógica Pedagogia CLT José Carlos Martins Assistente Educador Pedreiro Polivalente CLT Roberson Santana Instrutor (SENAI) Tecnólogo de Segurança do Trabalho (em curso) (A IDENTIFICAR) Monitor Técnico Técnico em Edificações CLT Rosana Coutinho Secretária Escolar Magistério CLT Rosemary Santos Serviços Gerais 1º grau completo CLT Fábio de Deus Manutenção Geral 1º grau completo CLT Tiago Nascimento Serviços Gerais 1º grau completo CLT Roberto Santos Serviços Gerais Sem escolaridade CLT (A IDENTIFICAR) Vigilância Noturna Vigilante PJ 124h. CLT Página 15 de 18

16 7. Cronograma Físico-Financeiro Dimensão % Resultados Atividades Vinculadas Duração Custo Início Fim Quadrimestral Total Certificar 70% da turma 05 com média geral de aprovação 7,0 (ANO 2013) Realizar 18 alternâncias em cumprimento ao cronograma do curso. Construção e Aprovação do Projeto de Conclusão do Curso. Jan/2014 Dez/ Out/2014 Dez/ FORMAÇÃO HUMANA E TÉCNICA 70 Ter 70% da turma 06 com noções de Introdução à Construção Civil (ANO 2014) Divulgar e selecionar 40 jovens para a Pré- Alternância. Realizar 14 alternâncias conforme plano de curso. Fev/2014 Mai/ Jun/2014 Dez/ Conhecer um método construtivo racionalizado mediante a viagem de estudo. Ago/2014 Ago/ Domínio das tecnologias limpas da Construção Civil Apresentação de 04 seminários para a turma 05 e turma 06 durante a formação. Mar/2014 Dez/ DISSEMINAÇÃO 30 Consolidar a marca Construir Melhor no Baixo Sul da Bahia Produção de peças publicitárias (Banner; Folder; Faixa; Spot e Informativo). Divulgação do projeto nas Escolas, Associações, Secretária de Educação, Conselhos de Juventudes, Câmara de Vereadores e Prefeitura Local. Publicar um espaço mensalmente no Jornal Valença Agora sobre o Construir Melhor. Jan/2014 Mai/ Jan/2014 Abr/ Jan/2014 Dez/ Página 16 de 18

17 8. Orçamento FEV MAR ABR MAI JUN JUL AGO SET OUT NOV TOTAL (+) RECEITAS TOTAIS , , , , , , , , , , , , ,79 (+) APORTE TRIBUTO AO FUTURO , , , , , , , , , , , , ,79 (-) SAÍDAS TOTAIS , , , , , , , , , , , , ,79 (-) DESPESAS TOTAIS , , , , , , , , , , , , ,79 (-) CR - ORGANIZAÇÃO DINÂMICA - SERV. E APOIO 2.331, , , , , , , , , , , , ,18 (-) CR - CENTRO DE FORMAÇÃO , , , , , , , , , , , , , Imobilizado Convênio FORTALECIMENTO DAS POLÍTICAS PÚBLICAS (CMDCA) - 10% 5.347, , , , , , , , , , , , ,87 Página 17 de 18

18 9. Prestações de contas A prestação de contas do Projeto Construindo Uma Juventude Melhor acontece quadrimestralmente e são apresentadas ao Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) e a Prefeitura Municipal de Valença-BA seguindo as orientações da Resolução TCM nº. 1269/08. A Prestação de Contas constitui-se a copia de toda movimentação financeira e contábil validadas pelo responsável contábil da Instituição. Dessa forma, são apresentados os seguintes instrumentos: - Cópia de movimentação financeira (solicitação de compras, cotações, certidões negativas, ordem de compra, nota fiscal, copia de cheque/pagamento); - Extrato bancários (Conta corrente e aplicação); - Conciliações bancárias; - Relatório de pagamento; - Relatório de bens; - Relatório da Execução da Receita e Despesa; - Relatório de Execução parcial do projeto; - Cópia do Termo de Parceria; - Cópia do Extrato de Parceria publicado no Diário Oficial do Município; - Cópia da Certidão de Oscip; - Alvará de Funcionamento. A Construir Melhor vem recebendo continuamente Pareceres satisfatórios do CMDCA, relativos à Prestação de Contas apresentadas em anos anteriores e no primeiro quadrimestre de Página 18 de 18

GOVERNO DO ESTADO DA BAHIA SECRETARIA DO TRABALHO, EMPREGO, RENDA E ESPORTE SETRE ANEXO III-B

GOVERNO DO ESTADO DA BAHIA SECRETARIA DO TRABALHO, EMPREGO, RENDA E ESPORTE SETRE ANEXO III-B GOVERNO DO ESTADO DA BAHIA SECRETARIA DO TRABALHO, EMPREGO, RENDA E ESPORTE SETRE ANEXO III-B TERMO DE REFERÊNCIA DO PROCESSO CREDENCIAMENTO DE INSTITUIÇÕES EXECUTORAS DE AÇÕES DE QUALIFICAÇÃO SOCIAL E

Leia mais

(Favor digitar ou preencher com letra de forma.) Como soube deste programa de assistência?... ... ... (1) Nome da organização:... (2) Endereço:...

(Favor digitar ou preencher com letra de forma.) Como soube deste programa de assistência?... ... ... (1) Nome da organização:... (2) Endereço:... ASSISTÊNCIA A PROJETOS COMUNITÁRIOS E DE SEGURANÇA HUMANA FORMULÁRIO DE REQUERIMENTO (Favor digitar ou preencher com letra de forma.) SOBRE O PROGRAMA DE ASSISTÊNCIA DO GOVERNO DO JAPÃO Como soube deste

Leia mais

Pronatec Aprendiz. Orientações para Implementação

Pronatec Aprendiz. Orientações para Implementação Pronatec Aprendiz Orientações para Implementação Edição de 2015 Apresentação O Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) representa um passo importante para a consolidação da educação

Leia mais

MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO GABINETE DO MINISTRO. PORTARIA N.º 1.005, DE 1º DE JULHO DE 2013 (DOU de 02/06/2013 Seção I Pág.

MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO GABINETE DO MINISTRO. PORTARIA N.º 1.005, DE 1º DE JULHO DE 2013 (DOU de 02/06/2013 Seção I Pág. MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO GABINETE DO MINISTRO PORTARIA N.º 1.005, DE 1º DE JULHO DE 2013 (DOU de 02/06/2013 Seção I Pág. 54) O MINISTRO DE ESTADO DO TRABALHO E EMPREGO, no uso das atribuições que

Leia mais

CARAVANA ESPORTIVA. Projetos Esportivos Educacionais

CARAVANA ESPORTIVA. Projetos Esportivos Educacionais CARAVANA ESPORTIVA Seleção Pública P de Projetos Esportivos Educacionais Programa Petrobras Esporte & Cidadania Fomentar o desenvolvimento do esporte olímpico brasileiro; Democratizar o acesso ao esporte

Leia mais

PROJETO interação FAMÍLIA x ESCOLA: UMA relação necessária

PROJETO interação FAMÍLIA x ESCOLA: UMA relação necessária PROJETO interação FAMÍLIA x ESCOLA: UMA relação necessária Apoio: Secretária municipal de educação de santo Afonso PROJETO INTERAÇÃO FAMÍLIA X ESCOLA: UMA RELAÇÃO NECESSÁRIA. É imperioso que dois dos principais

Leia mais

ANEXO I. PROJETO DE LONGA DURAÇÃO

ANEXO I. PROJETO DE LONGA DURAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL FARROUPILHA REITORIA ANEXO I. PROJETO DE LONGA DURAÇÃO 1. IDENTIFICAÇÃO 1.1 Título do Projeto: Políticas públicas: a cultura como fator de desenvolvimento econômico

Leia mais

C M D C A CONSELHO MUNICIPAL DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE

C M D C A CONSELHO MUNICIPAL DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE C M D C A CONSELHO MUNICIPAL DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE RUA CONSELHEIRO ZACARIAS N 58 CENTRO TELEFONE 075 3641-8630 PROJETO ESCOLINHA DE FUTEBOL E KARATÈ ESPORTE CIDADÃO JUVENIL IDENTIFICAÇÃO: DENOMINAÇÃO

Leia mais

UNIDADE II METODOLOGIA DO FORMAÇÃO PELA ESCOLA

UNIDADE II METODOLOGIA DO FORMAÇÃO PELA ESCOLA UNIDADE II METODOLOGIA DO FORMAÇÃO PELA ESCOLA Quando focalizamos o termo a distância, a característica da não presencialidade dos sujeitos, num mesmo espaço físico e ao mesmo tempo, coloca se como um

Leia mais

RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2010

RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2010 RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2010 Palestras informativas Promover ações educativas para a promoção do voluntariado transformador. Mobilizar voluntários. Toda a comunidade de Curitiba e Região Metropolitana

Leia mais

Arranjo Produtivo Local APL Associação Terra Cozida do Pantanal

Arranjo Produtivo Local APL Associação Terra Cozida do Pantanal Arranjo Produtivo Local APL Associação Terra Cozida do Pantanal Rio Verde de MT MS Novembro/ 2010 1 PRESIDENTE DA ATCPAN Natel Henrique Farias de Moraes VICE PRESIDENTE DA ATCPAN Luiz Claudio Sabedotti

Leia mais

Mulheres Periféricas

Mulheres Periféricas PROGRAMA PARA A VALORIZAÇÃO DE INICIATIVAS CULTURAIS VAI SECRETARIA MUNICIPAL DA CULTURA São Paulo, fevereiro de 2011 Mulheres Periféricas Proponente RG: CPF: Rua Fone: E-mail: 1 Índice Dados do Projeto

Leia mais

INSTITUTO LOJAS RENNER

INSTITUTO LOJAS RENNER 2011 RELATÓRIO DE ATIVIDADES INSTITUTO LOJAS RENNER Instituto Lojas Renner Inserção de mulheres no mercado de trabalho, formação de jovens e desenvolvimento da comunidade fazem parte da essência do Instituto.

Leia mais

Objetivo do Programa

Objetivo do Programa Objetivo do Programa O Programa Futuros Engenheiros visa favorecer o desenvolvimento de competências técnicas e habilidades comportamentais de universitários dos cursos de Engenharia para atuar na indústria.

Leia mais

ANJOS DA ENFERMAGEM: EDUCAÇÃO E SAÚDE ATRAVÉS DO LÚDICO

ANJOS DA ENFERMAGEM: EDUCAÇÃO E SAÚDE ATRAVÉS DO LÚDICO 1 IDENTIFICAÇÃO Título: ANJOS DA ENFERMAGEM: EDUCAÇÃO E SAÚDE ATRAVÉS DO LÚDICO Data de realização: Local de realização: IESUR Horário: será definido conforme cronograma Carga horária: definido conforme

Leia mais

Organização dos Estados Ibero-americanos Para a Educação, a Ciência e a Cultura MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO

Organização dos Estados Ibero-americanos Para a Educação, a Ciência e a Cultura MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO Organização dos Estados Ibero-americanos Para a Educação, a Ciência e a Cultura MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA

Leia mais

PROJETOS E PROGRAMAS GOVERNAMENTAIS GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO

PROJETOS E PROGRAMAS GOVERNAMENTAIS GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO PROJETOS E PROGRAMAS GOVERNAMENTAIS GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO PROGRAMA ESCOLA DA FAMÍLIA 2.1 PROGRAMA BOLSA ESCOLA DA FAMILIA (*) As Faculdades da UNIESP, em parceria com o Governo do Estado de São

Leia mais

FUNK CONSCIENTIZA. VAI 1 - música

FUNK CONSCIENTIZA. VAI 1 - música PROGRAMA PARA A VALORIZAÇÃO DE INICIATIVAS CULTURAIS VAI SECRETARIA MUNICIPAL DA CULTURA São Paulo, fevereiro de 2010 FUNK CONSCIENTIZA VAI 1 - música Proponente Nome RG: CPF: Endereço Fone: E-mail: DADOS

Leia mais

PROGRAMA BOM NEGÓCIO PARANÁ- APOIO AO EMPREENDEDORISMO AVALIAÇÃO DO NÚCLEO MARINGÁ

PROGRAMA BOM NEGÓCIO PARANÁ- APOIO AO EMPREENDEDORISMO AVALIAÇÃO DO NÚCLEO MARINGÁ PROGRAMA BOM NEGÓCIO PARANÁ- APOIO AO EMPREENDEDORISMO AVALIAÇÃO DO NÚCLEO MARINGÁ AREA TEMÁTICA: TRABALHO LAIS SILVA SANTOS 1 CARLOS VINICIUS RODRIGUES 2 MARCELO FARID PEREIRA 3 NEUZA CORTE DE OLIVEIRA

Leia mais

UNIVERSIDADE VILA VELHA ES REITORIA EDITAL Nº 10/2012 PROGRAMA INSTITUCIONAL DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA PIBIC / UVV / FAPES

UNIVERSIDADE VILA VELHA ES REITORIA EDITAL Nº 10/2012 PROGRAMA INSTITUCIONAL DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA PIBIC / UVV / FAPES REITORIA EDITAL Nº 10/2012 PROGRAMA INSTITUCIONAL DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA PIBIC / UVV / FAPES O Reitor da Universidade Vila Velha faz saber a todos os interessados que estarão abertas, de 31 de maio a

Leia mais

Brincar de ler e escrever

Brincar de ler e escrever I Edital FNA 2015 Brincar de ler e escrever A Fundação Negro Amor - FNA foi criada em 2008 e, desde então, desenvolve ações na área socioeducativa e cultural, com foco na promoção da educação infantil

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA FARROUPILHA PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA FARROUPILHA PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA FARROUPILHA PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO PROJETO DE LONGA DURAÇÃO 1. IDENTIFICAÇÃO 1.1 Título do Projeto:

Leia mais

Programa de Combate ao Trabalho Infantil

Programa de Combate ao Trabalho Infantil Programa de Combate ao Trabalho Infantil 1. 1. JUSTIFICATIVA A partir das conclusões dos trabalhos iniciais da Comissão pela Erradicação do Trabalho Infantil da Justiça do Trabalho e do Seminário Trabalho

Leia mais

Promoção do acesso de adolescentes e jovens em situação de vulnerabilidade à aprendizagem profissional

Promoção do acesso de adolescentes e jovens em situação de vulnerabilidade à aprendizagem profissional Promoção do acesso de adolescentes e jovens em situação de vulnerabilidade à aprendizagem profissional Edição 2015 Apresentação A aprendizagem profissional representa um dos principais meios de inserção

Leia mais

EDITAL 12/2012 COTAÇÃO PREVIA DE PREÇO. Componente: Coordenação, Consultoria em Monitoramento e Assessoria

EDITAL 12/2012 COTAÇÃO PREVIA DE PREÇO. Componente: Coordenação, Consultoria em Monitoramento e Assessoria EDITAL 12/2012 COTAÇÃO PREVIA DE PREÇO Componente: Coordenação, Consultoria em Monitoramento e Assessoria PROCESSO SELETIVO Nº 12/2012 Projeto de Organização da Produção Agroecológica, Integrada e Sustentável

Leia mais

Política Metropolitana Integrada de Formação e Qualificação Profissional

Política Metropolitana Integrada de Formação e Qualificação Profissional Política Metropolitana Integrada de Formação e Qualificação Profissional Objetivos Objetivo Geral: Ampliar capacidade da força de trabalho se inserir no processo de desenvolvimento econômico da RMBH, com

Leia mais

EDITAL N 039/2014 ABERTURA DE INSCRIÇÃO PARA SELEÇÃO DE MONITORES UNIVERSIDADE PARA TODOS 2014

EDITAL N 039/2014 ABERTURA DE INSCRIÇÃO PARA SELEÇÃO DE MONITORES UNIVERSIDADE PARA TODOS 2014 Secretaria da Educação do Estado da Bahia Coordenação de Desenvolvimento de Educação Superior CODES Coordenação de Ações Afirmativas CAA Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia UESB Pró-Reitoria de

Leia mais

3 INSTRUÇÕES PARA ELABORAÇÃO DO PROJETO BÁSICO

3 INSTRUÇÕES PARA ELABORAÇÃO DO PROJETO BÁSICO 3 INSTRUÇÕES PARA ELABORAÇÃO DO PROJETO BÁSICO IDENTIFICAÇÃO Nome do projeto Instituição proponente CNPJ/MF da Instituição proponente Responsável pela instituição proponente (nome, CPF, RG, endereço, telefone,

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA FARROUPILHA PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA FARROUPILHA PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA FARROUPILHA PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO ANEXO I. PROJETO DE CURTA DURAÇÃO 1. IDENTIFICAÇÃO 1.1 Título do

Leia mais

6h diárias - 11 meses

6h diárias - 11 meses 6h diárias - 11 meses PROPOSTA PEDAGÓGICA PROGRAMA DE APRENDIZAGEM EM AUXILIAR DE VAREJO ÍNDICE 1 - Apresentação da Entidade ijovem 3 2 - Justificativa do Programa. 3 3 Público-alvo: 4 4 Objetivo geral:

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA FARROUPILHA PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA FARROUPILHA PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA FARROUPILHA PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO ANEXO I. PROJETO DELONGA DURAÇÃO 1. IDENTIFICAÇÃO 1.1 Título do Projeto:

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE ALAGOAS IFAL PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO PROEX 2016

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE ALAGOAS IFAL PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO PROEX 2016 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE ALAGOAS IFAL PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO PROEX 2016 EDITAL DE CHAMADA PARA OFERTA DE CURSOS DE EXTENSÃO A Pró-Reitoria de Extensão PROEX,

Leia mais

DEGRAU Desenvolvimento e Geração de Redes

DEGRAU Desenvolvimento e Geração de Redes Programa Convivência e Aprendizado no Trabalho M O V I M E N T O DEGRAU Desenvolvimento e Geração de Redes Ficha de Cadastro da Entidade Certificadora Dados da Entidade A. IDENTIFICACÃO 1. Entidade 2.

Leia mais

Palavras-chave: LEITURA E ESCRITA, CIDADANIA, PROTAGONISMO SOCIAL. OFICINA PALAVRA MAGICA DE LEITURA E ESCRITA

Palavras-chave: LEITURA E ESCRITA, CIDADANIA, PROTAGONISMO SOCIAL. OFICINA PALAVRA MAGICA DE LEITURA E ESCRITA OFICINA PALAVRA MAGICA DE LEITURA E ESCRITA ELAINE CRISTINA TOMAZ SILVA (FUNDAÇÃO PALAVRA MÁGICA). Resumo A Oficina Palavra Mágica de Leitura e Escrita, desenvolvida pela Fundação Palavra Mágica, é um

Leia mais

Unidade de Medida: Lei nº 11.129, de 30 de junho de 2005; Lei nº 11.692, de 10 de junho de 2008; e Decreto nº 6.629, de 4 de novembro de 2008.

Unidade de Medida: Lei nº 11.129, de 30 de junho de 2005; Lei nº 11.692, de 10 de junho de 2008; e Decreto nº 6.629, de 4 de novembro de 2008. Programa 2044 - Autonomia e Emancipação da Juventude - Padronizada da União 0A26 - Concessão de Auxílio-Financeiro Tipo: Operações Especiais Número de Ações 14 Esfera: 10 - Orçamento Fiscal Função: 11

Leia mais

Pós graduação em Psicologia Educacional DESCRITIVO DE CURSO

Pós graduação em Psicologia Educacional DESCRITIVO DE CURSO Pós graduação em Psicologia Educacional DESCRITIVO DE CURSO 1. Apresentação O curso de Pós Graduação Lato Sensu em Psicologia Educacional da POSGLOGAL visa a formação profissional de graduados que tenham

Leia mais

2. APRESENTAÇÃO DA ENTIDADE

2. APRESENTAÇÃO DA ENTIDADE 1. APRESENTAÇÃO DO PROJETO Resumo executivo: O presente projeto solicita ao CMDCA recursos financeiros para aportar custos de manutenção da Aldeias Infantis SOS - Porto Alegre, cujo o foco do trabalho

Leia mais

Manual da Aprendizagem

Manual da Aprendizagem Manual da Aprendizagem Preparado pelo Centro Social Betesda (CSB) INTRODUÇÃO Aprendizagem é uma ação promovida para incentivar a aplicação prática da Lei 10.097, que regulariza o trabalho de adolescentes

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA DE PROJETOS 2016 TRANSFORMANDO PESSOAS E IDEIAS.

CHAMADA PÚBLICA DE PROJETOS 2016 TRANSFORMANDO PESSOAS E IDEIAS. CHAMADA PÚBLICA DE PROJETOS 2016 TRANSFORMANDO PESSOAS E IDEIAS. CHAMADA PÚBLICA 2016 A Política de Responsabilidade Social da AngloGold Ashanti define como um de seus princípios que a presença de nossa

Leia mais

REDEAGENTES - Proposta Metodológica -

REDEAGENTES - Proposta Metodológica - MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR SECRETARIA DE COMÉRCIO EXTERIOR DEPARTAMENTO DE PLANEJAMENTO E DESENVOLVIMENTO DO COMÉRCIO EXTERIOR REDEAGENTES - Proposta Metodológica - PREMISSAS

Leia mais

PROJETO GERAR PROGRAMA DE QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL PARA GERAÇÃO DE EMPREGO E RENDA

PROJETO GERAR PROGRAMA DE QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL PARA GERAÇÃO DE EMPREGO E RENDA PREFEITURA MUNICIPAL DE GARANHUNS SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO PROJETO GERAR PROGRAMA DE QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL PARA GERAÇÃO DE EMPREGO E RENDA Garanhuns/PE 2014 APRESENTAÇÃO O Projeto visa

Leia mais

PRÓ - REITORIA DE EXTENSÃO EDITAL 004/2015/ PROEX/UEPB PROGRAMA DE CONCESSÃO de BOLSAS DE EXTENSÃO - PROBEX COTA: 2015-2016

PRÓ - REITORIA DE EXTENSÃO EDITAL 004/2015/ PROEX/UEPB PROGRAMA DE CONCESSÃO de BOLSAS DE EXTENSÃO - PROBEX COTA: 2015-2016 PRÓ - REITORIA DE EXTENSÃO EDITAL 004/2015/ PROEX/UEPB PROGRAMA DE CONCESSÃO de BOLSAS DE EXTENSÃO - PROBEX COTA: 2015-2016 A Pró-Reitoria de Extensão da Universidade Estadual da Paraíba, no uso das suas

Leia mais

EDITAL 02/2008 - PROJETO 914BRA1109 SELECIONA

EDITAL 02/2008 - PROJETO 914BRA1109 SELECIONA Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura EDITAL 02/2008 - PROJETO 914BRA1109 SELECIONA Consultor por Produto para Projeto da Organização das Nações Unidas para a Educação, a

Leia mais

FORTALECIMENTO DO SISTEMA DE GARANTIA DE DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE EQUIPAGEM ORIENTAÇÕES AOS GESTORES LOCAIS

FORTALECIMENTO DO SISTEMA DE GARANTIA DE DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE EQUIPAGEM ORIENTAÇÕES AOS GESTORES LOCAIS FORTALECIMENTO DO SISTEMA DE GARANTIA DE DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE Conselho Tutelar EQUIPAGEM DE CONSELHOS TUTELARES O trabalho da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República

Leia mais

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE MONITORIA VOLUNTÁRIA 2008

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE MONITORIA VOLUNTÁRIA 2008 UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MINAS GERAIS - UEMG ESCOLA DE DESIGN ED COORDENAÇÃO DE EXTENSÃO NUCLEO INTEGRADOR DE PRÁTICAS PEDAGÓGICAS - NIPP PROGRAMA INSTITUCIONAL DE MONITORIA VOLUNTÁRIA 2008 Aprovado pelo

Leia mais

PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA

PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA CENTRO DE EDUCAÇÃO TENOLÓGICA DE TERESINA FACULDADE TECNOLÓGICA DE TERESINA CET PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA Programa de Iniciação Científica apresentado aos Colegiados de Curso e Conselho Superior

Leia mais

FÓRUNS ESTADUAIS DE APOIO À FORMAÇÃO DOCENTE: ORIENTAÇÕES PARA SUA ORGANIZAÇÃO

FÓRUNS ESTADUAIS DE APOIO À FORMAÇÃO DOCENTE: ORIENTAÇÕES PARA SUA ORGANIZAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO COORDENAÇÃO DE APERFEIÇOAMENTO DE PESSOAL DE NÍVEL SUPERIOR - CAPES FÓRUNS ESTADUAIS DE APOIO À FORMAÇÃO DOCENTE: ORIENTAÇÕES PARA SUA ORGANIZAÇÃO (versão preliminar) Brasília, setembro

Leia mais

O Ensino a Distância nas diferentes Modalidades da Educação Básica

O Ensino a Distância nas diferentes Modalidades da Educação Básica O Ensino a Distância nas diferentes Modalidades da Educação Básica Francisco Aparecido Cordão Conselheiro da Câmara de Educação Básica do CNE facordao@uol.com.br 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16

Leia mais

Manual de Orientações às Empresas. Programa Aprendizagem: Gestão e Negócios. Manual de Orientações às Empresas. Carga horária: 1.

Manual de Orientações às Empresas. Programa Aprendizagem: Gestão e Negócios. Manual de Orientações às Empresas. Carga horária: 1. Manual de Orientações às Empresas Programa Aprendizagem: Gestão e Negócios Carga horária: 1.333 horas Fls: [ 1 ] / [ 12] Prezado(a) Senhor(a) O Senac São Paulo está empenhado em reafirmar, em todas as

Leia mais

BENEFÍCIOS DAS EMPRESAS EM IMPLANTAÇÃO DO MENOR APRENDIZ

BENEFÍCIOS DAS EMPRESAS EM IMPLANTAÇÃO DO MENOR APRENDIZ 1 BENEFÍCIOS DAS EMPRESAS EM IMPLANTAÇÃO DO MENOR APRENDIZ Ângela de Souza Brasil (Docente Esp. das Faculdades Integradas de Três Lagoas AEMS) Diego Leite (Discente do 4º ano de administração AEMS) Gean

Leia mais

Estratégias para o desenvolvimento humano

Estratégias para o desenvolvimento humano ofício Estratégias para o desenvolvimento humano A Olhar Cidadão é uma empresa de planejamento estratégico, gestão e inovação, na qual se desenvolvem soluções integradas, projetos e ideias que contribuam

Leia mais

Alexandre de Souza Ramos Diretor da Escola Estadual de Saúde Pública

Alexandre de Souza Ramos Diretor da Escola Estadual de Saúde Pública SECRETARIA DE SAÚDE DO ESTADO DA BAHIA (SESAB) ESCOLA ESTADUAL DE SAÚDE PÚBLICA (EESP) RESOLUÇÃO Nº. 01/2010 - Regulamenta o desenvolvimento de Cursos de Pós-Graduação lato sensu Especialização na EESP.

Leia mais

ESTADO DO PIAUÍ Prefeitura Municipal de Teresina Secretaria Municipal da Juventude SEMJUV GABINETE DO SECRETÁRIO

ESTADO DO PIAUÍ Prefeitura Municipal de Teresina Secretaria Municipal da Juventude SEMJUV GABINETE DO SECRETÁRIO SEMJUV EDITAL DE SELEÇÃO DE PROJETOS DE JUVENTUDE TERESINA 2013 SEMJUV, pessoa jurídica de direito público, no uso de suas atribuições legais, torna público o presente EDITAL DE SELEÇÃO DE PROJETOS da

Leia mais

BrazilFoundation abre edital para de projetos e negócios sociais

BrazilFoundation abre edital para de projetos e negócios sociais Financiamento e apoio técnico BrazilFoundation abre edital para de projetos e negócios sociais Estão abertas inscrições online até 30 de novembro para o edital bianual da BrazilFoundation que selecionará

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE FUNDAÇÃO ASSISTÊNCIA SOCIAL E CIDADANIA

PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE FUNDAÇÃO ASSISTÊNCIA SOCIAL E CIDADANIA PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE FUNDAÇÃO ASSISTÊNCIA SOCIAL E CIDADANIA 1 DADOS DE IDENTIFICAÇÃO PROJETO TÉCNICO: ACESSUAS TRABALHO / PRONATEC EQUIPE RESPONSÁVEL: Proteção Social Básica PERÍODO: Setembro

Leia mais

Lei nº, DE DE DE. Institui o Programa Adolescente Aprendiz no âmbito da Administração Pública direta, autárquica e fundacional do Município de XXX

Lei nº, DE DE DE. Institui o Programa Adolescente Aprendiz no âmbito da Administração Pública direta, autárquica e fundacional do Município de XXX Lei nº, DE DE DE Institui o Programa Adolescente Aprendiz no âmbito da Administração Pública direta, autárquica e fundacional do Município de XXX Art. 1. Fica instituído, no âmbito do Município de XXX

Leia mais

Edital 02/2015 Saldo Remanescente

Edital 02/2015 Saldo Remanescente Edital 02/2015 Saldo Remanescente EDITAL Nº 02/2015 CMDCA EDITAL DE SELEÇÃO PÚBLICA DE PROJETOS PARA FINANCIAMENTO NO ANO DE 2015 O Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente CMDCA, no

Leia mais

ESTATUTO INTERNO DE FUNCIONAMENTO DA BRADO - AGÊNCIA EXPERIMENTAL DA FACULDADE 7 DE SETEMBRO FA7

ESTATUTO INTERNO DE FUNCIONAMENTO DA BRADO - AGÊNCIA EXPERIMENTAL DA FACULDADE 7 DE SETEMBRO FA7 ESTATUTO INTERNO DE FUNCIONAMENTO DA BRADO - AGÊNCIA EXPERIMENTAL DA FACULDADE 7 DE SETEMBRO FA7 Apresentação A existência de mecanismos que venham desenvolver as habilidades dos alunos, bem como, gerar

Leia mais

EDITAL N 130/2015 ABERTURA DE INSCRIÇÃO PARA SELEÇÃO DE MONITORES UNIVERSIDADE PARA TODOS 2015

EDITAL N 130/2015 ABERTURA DE INSCRIÇÃO PARA SELEÇÃO DE MONITORES UNIVERSIDADE PARA TODOS 2015 Secretaria da Educação do Estado da Bahia Superintendência de Políticas para a Educação - SUPED Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia UESB Pró-Reitoria de Extensão e Assuntos Comunitários - PROEX

Leia mais

Seminario internacional: 2025: juventudes con una mirada estratégica Claves para un sistema de formación en perspectiva comparada - Uruguay

Seminario internacional: 2025: juventudes con una mirada estratégica Claves para un sistema de formación en perspectiva comparada - Uruguay Seminario internacional: 2025: juventudes con una mirada estratégica Claves para un sistema de formación en perspectiva comparada - Uruguay Experiência Brasil Eliane Ribeiro UNIRIO/UERJ/ Secretaria Nacional

Leia mais

Curso de Publicidade e Propaganda NORMAS DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES

Curso de Publicidade e Propaganda NORMAS DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES Curso de Publicidade e Propaganda NORMAS DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES Viçosa, Minas Gerais 2015 1 INTRODUÇÃO As atividades complementares, inseridas no projeto pedagógico, têm por finalidade proporcionar

Leia mais

PROGRAMA DE MONITORIA

PROGRAMA DE MONITORIA PROGRAMA DE MONITORIA 17/12/2006 PROJETO DE MONITORIA FACIS A FACIS, com atuação na área da Saúde, vem desde sua criação procurando iniciativas de promoção do desenvolvimento e aprimoramento dos alunos

Leia mais

Parceiros do projeto

Parceiros do projeto P r o j e t o C o r t e C o s t u r a e S e g m e n t o s Parceiros do projeto PRIMEIRA IGREJA BATISTA EM ITAMBI Rua Adjalma Lemos, 459 Itambi/Itaboraí-RJ Tel. (21)2736-4242 / 8544-1421 CNPJ: 30178321/0001-41

Leia mais

SENAI. Linhas de atuação prioritárias : Educação Profissional e Tecnológica Inovação e Tecnologia Industriais

SENAI. Linhas de atuação prioritárias : Educação Profissional e Tecnológica Inovação e Tecnologia Industriais SENAI Missão: Promover a educação profissional e tecnológica, a inovação e a transferência de tecnologias industriais, contribuindo para elevar a competitividade da Indústria Brasileira. Linhas de atuação

Leia mais

PREFEITURA DE ESTÂNCIA TURÍSTICA DE SÃO ROQUE - SP DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO PROJETO DE CAPACITAÇÃO DE PROFESSORES EDUCAÇÃO PARA A PAZ

PREFEITURA DE ESTÂNCIA TURÍSTICA DE SÃO ROQUE - SP DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO PROJETO DE CAPACITAÇÃO DE PROFESSORES EDUCAÇÃO PARA A PAZ PREFEITURA DE ESTÂNCIA TURÍSTICA DE SÃO ROQUE - SP DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO PROJETO DE CAPACITAÇÃO DE PROFESSORES EDUCAÇÃO PARA A PAZ TEMA PROJETO DE CAPACITAÇÃO DE PROFESSORES Educação para a Paz Aplicadores:

Leia mais

UNIÃO BRASILEIRA EDUCACIONAL UNIBR FACULDADE DE SÃO VICENTE

UNIÃO BRASILEIRA EDUCACIONAL UNIBR FACULDADE DE SÃO VICENTE UNIÃO BRASILEIRA EDUCACIONAL UNIBR FACULDADE DE SÃO VICENTE NÚCLEO DE PROJETOS SOCIAIS RELATÓRIO DO CONVÊNIO NÚMERO 2 ENTRE A UNIBR e FUNDAÇÃO VICTÓRIO LANZA PROJETOS VOVÔ DIGITAL e GURI NOVEMBRO/2014

Leia mais

PROJETO: ATITUDE POSITIVA ITAPIRAPUÃ GOIÁS

PROJETO: ATITUDE POSITIVA ITAPIRAPUÃ GOIÁS PROJETO: ATITUDE POSITIVA ITAPIRAPUÃ GOIÁS Itapirapuã Goiás, 23 de março de 2010 1 INTRODUÇÃO 2 JUSTIFICATIVA 3 OBJETIVO 3.1 OBJETIVOS GERAIS 3.2 OBJETIVOS ESPECIFICOS 4 AÇÕES 5 RESULTADOS ESPERADOS 6

Leia mais

Número de. Empregados. Pessoa Física Nenhum R$ 50,00 R$ 600,00. Microempresa Até 5 R$ 70,00 R$ 840,00. Acima de 5 R$ 400,00 R$ 4800,00

Número de. Empregados. Pessoa Física Nenhum R$ 50,00 R$ 600,00. Microempresa Até 5 R$ 70,00 R$ 840,00. Acima de 5 R$ 400,00 R$ 4800,00 FICHA DE ADESÃO Por esta Ficha de adesão, solicito meu ingresso como associado da ABRIMPE ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE INCENTIVO E MELHORIA EM PROJETOS EMPRESARIAIS, EMPREENDEDORISMO E EDUCACIONAL, comprometendo-me

Leia mais

ESTADO DO MARANHÃO PREFEITURA MUNICIPAL DE IMPERATRIZ SECRETARIA MUNICIPAL DA JUVENTUDE E DO TRABALHO

ESTADO DO MARANHÃO PREFEITURA MUNICIPAL DE IMPERATRIZ SECRETARIA MUNICIPAL DA JUVENTUDE E DO TRABALHO EDITAL DE SELEÇÃO PARA PARTICIPAÇÃO DE JOVENS NO NÚCLEO DE FORMAÇÃO DE AGENTE CULTURAL DA JUVENTUDE NEGRA NUFAC EDITAL N. 002 /2014 SEJUT Seleção para preenchimento de vagas para as atividades do Núcleo

Leia mais

DIRETORIA DE ENSINO REGIÃO DE SÃO VICENTE FUNDAÇÃO CASA EDITAL DE CREDENCIAMENTO

DIRETORIA DE ENSINO REGIÃO DE SÃO VICENTE FUNDAÇÃO CASA EDITAL DE CREDENCIAMENTO DIRETORIA DE ENSINO REGIÃO DE SÃO VICENTE FUNDAÇÃO CASA EDITAL DE CREDENCIAMENTO A Dirigente Regional de Ensino da Diretoria de Ensino Região de São Vicente em atendimento às disposições da Resolução SE

Leia mais

3.2.2. Futuros ABRIR FILIAIS PARA ATENDER MAIS PESSOAS CARENTES. 3.3. Gestão de pessoas Funcionários Voluntários: Sim - X Funcionários. Não Quantos?

3.2.2. Futuros ABRIR FILIAIS PARA ATENDER MAIS PESSOAS CARENTES. 3.3. Gestão de pessoas Funcionários Voluntários: Sim - X Funcionários. Não Quantos? Ficha 001 Contexto Imediato - MÓDULO CONHECIMENTO DA ENTIDADE 1. IDENTIFICAÇÃO 1.1. Identificação da instituição/organização Nome da instituição: ASSOCIAÇÃO BENEFICENTE DOIS CORAÇÕES JESUS E MARIA CASA

Leia mais

www.voceaprendemais.com.br Pa gina 1

www.voceaprendemais.com.br Pa gina 1 www.voceaprendemais.com.br Pa gina 1 Esse material é de uso exclusivo e interno da Estácio www.voceaprendemais.com.br Pa gina 2 CONTEÚDO 1 - Apresentação 2 - Introdução 3 - O Portal Você Aprende Mais 3.1

Leia mais

ANEXO Indicadores ENP! Tabela

ANEXO Indicadores ENP! Tabela ANEXO Indicadores ENP! Tabela Rua Bruxelas, nº 169 São Paulo - SP CEP 01259-020 Tel: (11) 2506-6570 escravonempensar@reporterbrasil.org.br www.escravonempensar.org.br Diminuir o número de trabalhadores

Leia mais

Assessoria Social: um trabalho com a dimensão da comunicação institucional no universo da mídia comunitária

Assessoria Social: um trabalho com a dimensão da comunicação institucional no universo da mídia comunitária Assessoria Social: um trabalho com a dimensão da comunicação institucional no universo da mídia comunitária O PORQUÊ E A PROPOSTA DA ASSESSORIA SOCIAL Rafaela Lima Movimentos, grupos e entidades de cunho

Leia mais

Projeto Tênis nas Escolas - São Paulo

Projeto Tênis nas Escolas - São Paulo Projeto Tênis nas Escolas - São Paulo Identificação do Projeto Nome: Tênis nas Escolas Proponente: Instituto Patrícia Medrado Aprovação Ministério do Esporte: 18/12/2013 Publicação Diário Oficial: 30/01/2014

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO Nº. 003/2013 PROCESSO SELETIVO DE CONTRATAÇÃO DE PESSOAL

EDITAL DE SELEÇÃO Nº. 003/2013 PROCESSO SELETIVO DE CONTRATAÇÃO DE PESSOAL EDITAL DE SELEÇÃO Nº. 003/2013 PROCESSO SELETIVO DE CONTRATAÇÃO DE PESSOAL A Fundação Interuniversitária de Estudos e Pesquisa sobre o Trabalho (UNITRABALHO), criada em 1996 com a missão de integrar universidades

Leia mais

REDAÇÃO FINAL MEDIDA PROVISÓRIA Nº 562-A, DE 2012 PROJETO DE LEI DE CONVERSÃO Nº 10 DE 2012

REDAÇÃO FINAL MEDIDA PROVISÓRIA Nº 562-A, DE 2012 PROJETO DE LEI DE CONVERSÃO Nº 10 DE 2012 REDAÇÃO FINAL MEDIDA PROVISÓRIA Nº 562-A, DE 2012 PROJETO DE LEI DE CONVERSÃO Nº 10 DE 2012 O CONGRESSO NACIONAL decreta: Dispõe sobre o apoio técnico ou financeiro da União no âmbito do Plano de Ações

Leia mais

Projeto Cidades da Copa PLANO DE AÇÃO PORTO ALEGRE - RS

Projeto Cidades da Copa PLANO DE AÇÃO PORTO ALEGRE - RS Projeto Cidades da Copa PLANO DE AÇÃO PORTO ALEGRE - RS PORTO ALEGRE EM AÇÃO É ESPORTE E EDUCAÇÃO O esporte não é educativo a priori, é o educador que precisa fazer dele ao mesmo tempo um objeto e meio

Leia mais

Apresentação. O Programa tem as seguintes linhas de atuação: Geração de renda e oportunidade de trabalho. Educação para a qualificação profissional

Apresentação. O Programa tem as seguintes linhas de atuação: Geração de renda e oportunidade de trabalho. Educação para a qualificação profissional Apresentação O Programa Petrobras Desenvolvimento & Cidadania reflete o nosso compromisso com o desenvolvimento local, regional e nacional.apoiamos iniciativas que promovam, de forma digna e produtiva,

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO PÚBLICA DE PROJETOS PARA FINANCIAMENTO NO ANO DE 2014

EDITAL DE SELEÇÃO PÚBLICA DE PROJETOS PARA FINANCIAMENTO NO ANO DE 2014 Edital n.º 001/2013 - CMDCA EDITAL DE SELEÇÃO PÚBLICA DE PROJETOS PARA FINANCIAMENTO NO ANO DE 2014 O Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente - CMDCA, no uso de suas atribuições e de

Leia mais

Programa Pernambuco: Trabalho e Empreendedorismo da Mulher. Termo de Referência. Assessoria à Supervisão Geral Assessor Técnico

Programa Pernambuco: Trabalho e Empreendedorismo da Mulher. Termo de Referência. Assessoria à Supervisão Geral Assessor Técnico Programa Pernambuco: Trabalho e Empreendedorismo da Mulher Termo de Referência Assessoria à Supervisão Geral Assessor Técnico No âmbito do Programa Pernambuco Trabalho e Empreendedorismo da Mulher conveniado

Leia mais

AUDIÊNCIA PÚBLICA PLANO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO jun/15 GRUPO I META 1

AUDIÊNCIA PÚBLICA PLANO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO jun/15 GRUPO I META 1 AUDIÊNCIA PÚBLICA PLANO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO jun/15 GRUPO I META 1 Universalizar, até 2016, a educação infantil na pré-escola para as crianças de 4 (quatro) a 5 (cinco) anos de idade e ampliar a oferta

Leia mais

X Encontro Nacional de Escolas de Governo

X Encontro Nacional de Escolas de Governo X Encontro Nacional de Escolas de Governo Painel Cursos de pós-graduação nas escolas de governo A experiência da Enap na oferta de cursos de pós-graduação lato sensu Carmen Izabel Gatto e Maria Stela Reis

Leia mais

Convênio 76541/2011 TERMO DE REFERÊNCIA Nº 0001/2013

Convênio 76541/2011 TERMO DE REFERÊNCIA Nº 0001/2013 Convênio 76541/2011 TERMO DE REFERÊNCIA Nº 0001/2013 Apresentação Dados disponibilizados pelo IBGE em 2002 estimaram a coleta de aproximadamente 125.281 toneladas de resíduos domiciliares por dia no Brasil

Leia mais

CIEDS, Centro Integrado de Estudos e Programas de Desenvolvimento Sustentável Missão:

CIEDS, Centro Integrado de Estudos e Programas de Desenvolvimento Sustentável Missão: O CIEDS, Centro Integrado de Estudos e Programas de Desenvolvimento Sustentável, é uma Instituição Social Sem Fins Lucrativos, de Utilidade Pública Federal, fundada em 1998, com sede na cidade do Rio de

Leia mais

Curso Avançado em Controle Interno Municipal a Distância

Curso Avançado em Controle Interno Municipal a Distância Informações sobre Curso Avançado em Controle Interno Municipal a Distância Sua prefeitura não pode ficar de fora e os servidores municipais também COMO SUA ENTIDADE PARTICIPA DO CURSO? Assinando e devolvendo

Leia mais

Projeto Empreendendo. Mostra Local de: Tomazina. Categoria do projeto: I - Projetos em Andamento (projetos em execução atualmente)

Projeto Empreendendo. Mostra Local de: Tomazina. Categoria do projeto: I - Projetos em Andamento (projetos em execução atualmente) Mostra Local de: Tomazina Projeto Empreendendo Categoria do projeto: I - Projetos em Andamento (projetos em execução atualmente) Nome da Instituição/Empresa: Serviço Social da Indústria - SESI Cidade:

Leia mais

A construção participativa da Base Nacional Comum Curricular

A construção participativa da Base Nacional Comum Curricular Ministério da Educação Secretaria de Educação Básica A construção participativa da Base Nacional Comum Curricular Direitos e Objetivos de Aprendizagem e Desenvolvimento Diretrizes Curriculares Nacionais

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO DE PESSOAL Nº 05/2014

EDITAL DE SELEÇÃO DE PESSOAL Nº 05/2014 EDITAL DE SELEÇÃO DE PESSOAL Nº 05/2014 O Instituto Aliança com o Adolescente, associação civil sem fins lucrativos e qualificada como Organização da Sociedade Civil de Interesse Público OSCIP, MJ nº 08015.013735/2002-16,

Leia mais

EDITAL Nº. 01/2014 DE SELEÇÃO PÚBLICA DE PROJETOS A SEREM FINANCIADOS PELO FUNDO DA INFÂNCIA E DA ADOLESCÊNCIA DO MUNICÍPIO DE MARABÁ-PARÁ.

EDITAL Nº. 01/2014 DE SELEÇÃO PÚBLICA DE PROJETOS A SEREM FINANCIADOS PELO FUNDO DA INFÂNCIA E DA ADOLESCÊNCIA DO MUNICÍPIO DE MARABÁ-PARÁ. PREÃMBULO 1994 EDITAL Nº. 01/2014 DE SELEÇÃO PÚBLICA DE PROJETOS A SEREM FINANCIADOS PELO FUNDO DA INFÂNCIA E DA ADOLESCÊNCIA DO MUNICÍPIO DE MARABÁ-PARÁ. A Prefeitura Municipal de Marabá, por intermédio

Leia mais

Rede de Responsabilidade Social Empresarial pela Sustentabilidade

Rede de Responsabilidade Social Empresarial pela Sustentabilidade Rede de Responsabilidade Social Empresarial pela Sustentabilidade Existe a compreensão evidente por parte das lideranças empresariais, agentes de mercado e outros formadores de opinião do setor privado

Leia mais

PROJETO DE MODERNIZAÇÃO DA GESTÃO PÚBLICA DO ESTADO DO PIAUÍ

PROJETO DE MODERNIZAÇÃO DA GESTÃO PÚBLICA DO ESTADO DO PIAUÍ PROJETO DE MODERNIZAÇÃO DA GESTÃO PÚBLICA DO ESTADO DO PIAUÍ TERMO DE REFERÊNCIA CONTRATAÇÃO DE CONSULTORIA PESSOA JURÍDICA PARA REALIZAÇÃO DE CURSOS DE CAPACITAÇÃO DE SERVIDORES PÚBLICOS EM GESTÃO ESTRATÉGICA

Leia mais

FACULDADE PROJEÇÃO DE CEILÂNDIA EDITAL DE PROCESSO SELETIVO INOVE CONSULTORIA JÚNIOR DA ESCOLA DE NEGÓCIOS PRIMEIRO SEMESTRE DE 2014

FACULDADE PROJEÇÃO DE CEILÂNDIA EDITAL DE PROCESSO SELETIVO INOVE CONSULTORIA JÚNIOR DA ESCOLA DE NEGÓCIOS PRIMEIRO SEMESTRE DE 2014 FACULDADE PROJEÇÃO DE CEILÂNDIA EDITAL DE PROCESSO SELETIVO INOVE CONSULTORIA JÚNIOR DA ESCOLA DE NEGÓCIOS PRIMEIRO SEMESTRE DE 2014 A Direção da Escola de Negócios da Faculdade Projeção de Ceilândia,

Leia mais

PLANO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO NO SISTEMA PRISIONAL PLANO DE AÇÃO

PLANO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO NO SISTEMA PRISIONAL PLANO DE AÇÃO EIXO: GESTÂO Fortalecer a parceria entre e instituições parceiras para o desenvolvimento de ações educacionais Formalização de Termo de Cooperação Técnica entre e SEC do Estado para a efetivação de políticas

Leia mais

PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO E ASSUNTOS ESTUDANTIS - PROEXAE PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE EXTENSÃO - PIBEX EDITAL Nº 006/2015 PROEXAE/UEMA

PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO E ASSUNTOS ESTUDANTIS - PROEXAE PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE EXTENSÃO - PIBEX EDITAL Nº 006/2015 PROEXAE/UEMA PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO E ASSUNTOS ESTUDANTIS - PROEXAE PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE EXTENSÃO - PIBEX EDITAL Nº 006/2015 PROEXAE/UEMA A Pró-Reitoria de Extensão e Assuntos Estudantis da Universidade

Leia mais

PROJETO: Encontro de Fortalecimento e Capacitação da Rede de Garantia dos Direitos da Criança e Adolescente do município de Palhoça - SC

PROJETO: Encontro de Fortalecimento e Capacitação da Rede de Garantia dos Direitos da Criança e Adolescente do município de Palhoça - SC Prefeitura Municipal de Palhoça Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente PROJETO: Encontro de Fortalecimento e Capacitação da Rede de Garantia dos Direitos da Criança e Adolescente do

Leia mais

SELEÇÃO PÚBLICA DE PROJETOS SOCIAIS EDITAL 2014

SELEÇÃO PÚBLICA DE PROJETOS SOCIAIS EDITAL 2014 Instituto Marca de Desenvolvimento Socioambiental - IMADESA SELEÇÃO PÚBLICA DE PROJETOS SOCIAIS EDITAL 2014 >> Leia com atenção o Edital antes de preencher o formulário para apresentação de projetos. I.

Leia mais